Page 1

1

06/07/10

IT FORUM 2010

01 - versão final.pdf

00:32

UMA JANELA PARA O FUTURO Levantando a bandeira da ética nos negócios, 12ª edição do IT Forum reuniu 177 CIOs das 500 maiores companhias do Brasil, além de 61 patrocinadores, de 21 a 25 de abril na Praia do Forte, na Bahia.

capa-aprovada-hotstamping.indd 1 capa-aprovada-hotstamping-logo.indd 1

01/07/10 17:35 30/06/10 14:58


sustentável ÍNDICE

08

O MUNICÍPIO DE JURUTI, DE 34 MIL HABITANTES A OESTE DO PARÁ E RICO EM BAUXITA, É TRANSFORMADO Entrevista COM A CHEGADA DA ALCOA

Mario Sergio Cortella, keynote speaker, fala sobre a ética dentro das empresas e analisa Tania, da Alcoa: “Quem não posturas antiéticas as implicações que falar em sustentabilidade podem levar aos negócios atualmente não sobrevive”

Profissional do futuro

PATROCINADORES

08

26

28

estudodecaso 27

Três

bolsas de estudos

Foto: Fotograma

Presentes ao encontro: dois jovens do projeto - Jucimara Conceição e Marco

hospital para o atendimento de média conta Tania. No início, a saída foi fazer BlackBerry”, Tania. Josérevela - compareceram ao IT Forum e puderam aprender com os CIOs. Na foto, eles aparecem junto ao presidente-executivo da IT Mídia, Adelson de Sousa 04 EXPEDIENTE e alta complexidade. parceria com uma operadora de telefoFaz parte do projeto de sustentabiAs obras para construção da mina05 deEDITORIAL nia móvel e, hoje, o que mais se vê em lidade em Juruti formar e empregar a Juruti começaram em julho de 2006 e Juruti são as pessoas falando ao celular população local. Com o objetivo de de06 CONVERSA COM CIOS a inauguração se deu em 15 de setemenquanto caminhampresidente pelas ruas, cena mocratização tecnológica, Stela Lachtermacher, do Conselho Editorial da IT implantou-se Mídia, escreve suas impressões sobre i IT Forum 2010 bro de 2009. Foram investidos R$ 3,5 antes impossível de acontecer. uma escola de informática em parceria bilhões no empreendimento e, na fase Atualmente, estão disponíveis links com o Senai e o objetivo final do projeto 12 COBERTURA No principal encontro TI da América éLatina, CIOs de pico, eram 9,5 mil homens trabalhanMPLS dedicados, via de satélite, pelos oferecer177 internet paradebateram escolas, hos- o impacto da postura ética como forma de impulsionar negócios sustentáveis do. Toda esta movimentação encontrou quais os usuários utilizam voz sobre IP pitais e programas de inclusão digital. grandes barreiras de infraestrutura.18 “OMOMENTOS (VoIP) para se comunicar com toda a Al“Ainda não temos toda essa disponibiliEntre debates e reuniões de negócios, CIOs e patrocinadores também tiveram momaior problema para a área de TI eram mundo. “O problema que esta dade, estamos caminhando com o mentoscoa denodescontração na éprogramação domas encontro. Confira as fotos as telecomunicações. A cidade tinha tecnologia tem falhas de disponibilidaprojeto”, orgulha-se a CIO. “Já temos um 26 ESTUDO DE CASO apenas 22 linhas fixas e os funcionários Os diretores ligam frequentemente funcionário jurutiense trabalhando no a oeste do A Alcoade.transformou a vida dos 34 mil habitantes em Juruti, município Pará; a falando área de participação no de processo precisavam se comunicar globalmente”, queTI nãoteve está funcionando o TI”,carentes completa.cursareM graduação na FiaP Projeto social dagrande it Mídia ProPorciona asuporte estudantes livia valiM, esPecial Para it ForuM

28 PROFISSIONAL DO FUTURO Desde o lançamento do Projeto além de ficarem ambientados com os ligados à tecnologia da informação, área Dois participantes do projeto social da IT Mídia estiveram no encontro e 27 conversaram Profissional do Futuro, quaseCIOs 40 maiores no Brasil, pela carência de bons com os mais importantes doque, País nosofre painel Intercâmbio defornecedores Ideias de TI que atuam

jovens carentes já se beneficiaram da profissionais. Além de prover a graduação, no País. Aos 19 anos, Jucimara cursa iniciativa. A novidade deste ano é a reredes na Fiap. “Eu não teria a oportua IT Mídia também se preocupa com a 30 GOVERNANÇA DE TI/ GOVERNANÇA CORPORATIVA — Fábio Faria | Votorantim cém-firmada parceria com a Fundação nidade de fazer esta faculdade se não empregabilidade, por isto, firmou alianças Bradesco e aDE entrada empresas de fosse o Profissional agradecomCORPORATIVA fornecedores. O primeiro acordo nes31 GOVERNANÇA TI/deGOVERNANÇA — Laércio Albino Cezardo| Futuro”, Bradesco TI que se propuseram a ofertar vagas ce Jucimara. “Tudo que aprendi aqui no te sentido é com a BRQ, que já conta com 32 GOVERNANÇA TI/ GOVERNANÇA — Jedey Miranda Eaton 18.06.10 14:57:44 de emprego. DE De acordo com o presiden- trêsCORPORATIVA encontro vou|contar para meus amigos estagiários oriundos do projeto. te-executivo da PARA IT Mídia, INTELIGÊNCIA Adelson de que fazem a faculdade comigo.” 34 BI/ TECNOLOGIA ANALÍTICA E/OU COMPETITIVA — Rogério Pires | Cyrela In Loco Sousa, a meta é beneficiar centenas de Formado em gestão de qualidade na 36 GESTÃO DOtodos CONHECIMENTO/ COLABORAÇÃO —oRoberto Newton | Comgás Neste ano, ampliando trabalho jovens os anos. primeiraCarneiro turma do projeto, Marco José feito com esses jovens, dos Machado alunos a parceria firmada com a Fundação COLABORAÇÃO também estava animado com a proximi37 GESTÃO JáDO CONHECIMENTO/ —dois Laís | Syngenta foram selecionados para conhecer o IT Bradesco permite a captação de alunos dade com os diretores de TI. “Foi muito 38 GESTÃO CONHECIMENTO/ —encontro José Roberto Mantuani | Bunge Forum. Durante o maior de TI queDO preencham os requisitos para parti- COLABORAÇÃO interessante pra mim. Tive a oportunidada América Latina, Marco José e Jucimara de de conversar com o CIO da Casas Bahia cipar do pois têm formação até| oKimberly-Clark 40 GERAÇÃO Yprojeto, — Paulo Biamino Conceição puderam interagir com CIOs ensino médio e são carentes. Os selecioe conhecer um pouco os bastidores da 41 GERAÇÃO — Gonzalo Esposto| das 500 maiores empresas do Brasil, nadosY ganham bolsas em cursos da Fiap Unilever rede de lojas”, diz.

42 GERAÇÃO Y — Mauro Negrete| GRV Solutions e Insper 28 44 TI EM FUSÕES E AQUISIÇÕES — José Luiz Salinas | Banco do Brasil

itforum 2010

46 TI EM FUSÕES E AQUISIÇÕES — Lisias Lauretti | Serasa Experian 48 TI SOCIAL — Rubens Pinto | Boehringer Ingelheim lay_profissional.indd 28

50 TI SOCIAL — Nivaldo T. Marcusso | Fundação Bradesco 52 TI SOCIAL — Ricardo Gomes | Camargo Correa

29/06/10 16:50

56 Accenture

98 Lexmark

58 Aceco TI

100 Logica

59 AMD

102 McAfee

60 Arcon

104 Microcity

62 Atento

106 Multirede

64 Automatos

108 Netapp

25 Avaya

110 Oi

66 Benner

112 Orange

68 BlackBerry

113 Positivo

70 BRQ

114 Promon Logicalis

71 BT

115 PWC

72 CA

116 Resource

73 Cisco

117 Samsung

74 Citrix

118 SAP

75 Claro

119 SAS

76 CPM Braxis

120 Scopus

78 CSC

121 Siemens IT Solution

80 Dell

122 Software AG

81 Deloitte

123 Stefanini

82 DTS

124 Synapsis

83 Eccox

125 Telefonica

84 Embratel

126 Teradata

85 Fiap

127 TIM

86 Furukawa

128 Tivit

87 HCL

130 T-Systems

88 HP

132 Vivo

89 Informatica

133 YKP

90 Infor 91 IBM 92 Inmetrics 93 Intel 94 Itautec 95 Kalendae 96 Lenovo ITForum 2010

lay_indice.indd 3

02/07/10 13:36


EXPEDIENTE EQUIPE IT MÍDIA PRESIDENTE-EXECUTIVO - Adelson de Sousa – adelson@itmidia.com.br VICE-PRESIDENTE EXECUTIVO - Miguel Petrilli – mpetrilli@itmidia.com.br DIRETOR DE RECURSOS E FINANÇAS - João Paulo Colombo - jpaulo@itmidia.com.br GERENTE FINANCEIRO-ADMINISTRATIVO - Marcos Lopes - marcos@itmidia.com.br DIRETOR-EXECUTIVO E PUBLISHER - Alberto Leite - aleite@itmidia.com.br DIRETOR DE MARKETING - Guilherme Montoro - gmontoro@itmidia.com.br PRESIDENTE DO CONSELHO EDITORIAL - Stela Lachtermacher - stela@itmidia.com.br EDITORIAL Editora - Roberta Prescott – rprescott@itmidia.com.br Repórteres - Felipe Dreher - fdreher@itmidia.com.br Vitor Cavalcanti - vcavalcanti@itmidia.com.br Edição de arte - Rodrigo Martins - rmartins@itmidia.com.br MARKETING INFORMATIONWEEK Coordenadora de Marketing - Gaby Loayza - gloayza@itmidia.com.br Analistas de Marketing - Gabriela Vicari - gvicari@itmidia.com.br GERENTE DE MARKETING IT WEB - Marcos Toledo - mtoledo@itmidia.com.br CONSELHO EDITORIAL - Carlos Arruda – Fundação Dom Cabral Lisias Lauretti – Serasa Experian Mauro Negrete - GRV Solutions e Veris Sérgio Lozinsky – Consultoria Empresarial GERENTE DE MARKETING FÓRUNS - Emerson Moraes – emoraes@itmidia.com.br OPERAÇÕES - Emanuela Araujo - earaujo@itmidia.com.br ANALISTA DE MARKETING - Rosana Santos – rsantos@itmidia.com.br COMERCIAL GERENTE COMERCIAL - André Cavalli - acavalli@itmidia.com.br GERENTE DE CLIENTES - Regina Mota - rmota@itmidia.com.br EXECUTIVA DE CONTAS - Lyvia Abrahão - labrahao@itmidia.com.br CENTRAL DE RELACIONAMENTO - Marcio Lima - mlima@itmidia.com.br Giselle Pereira - gpereira@itmidia.com.br Josué Almeida - jalmeida@itmidia.com.br PESQUISA - Andrea Marchione - amarchione@itmidia.com.br

4

lay_expediente.indd 4

ITForum 2010

22/06/10 17:08


EDITORIAL

QUERO? POSSO? DEVO?

HISTÓRIAS DE BASTIDORES TÊM ESTE NOME JUSTAMENTE PORQUE NÃO VÊM À TONA.

BOA LEITURA!

ROBERTA PRESCOTT EDITORA

ENVIE COMENTÁRIOS E SUGESTÕES PARA: RPRESCOTT@ITMIDIA.COM.BR

Foto: Ricardo Benichio

Mas algumas bem que merecem ser registradas. Quando o tema da edição 2010 do IT Forum foi decidido, diversas discussões se sucederam para, sobretudo, delinear o que realmente queríamos dizer com “ética nos negócios”. Apesar de estar presente nos discursos de muitos executivos, o assunto levanta polêmicas — a começar por sua definição: afinal, o que é ética? O tema quente mostra-se ainda mais necessário no mundo dos negócios que emerge no pós-crise. Para uma organização ser longeva ela também tem de buscar sustentação no pilar da ética. Isto quer dizer, entre outros tópicos, aderir à filosofia do “não fazemos qualquer negócio”, como salientou o teólogo e filósofo Mario Sergio Cortella, na abertura da 12ª edição do maior encontro de TI da América Latina. Cortella foi muito feliz em sua apresentação. Sem recorrer a slides ou vídeos que transformam palestras em shows, o professor-convidado da Fundação Dom Cabral usou exemplos do cotidiano para ilustrar como responder a grandes questões da vida humana a partir das seguintes perguntas: Quero? Posso? Devo? “A escolha de uma vida decente pertence às pessoas e às empresas”, disse, lembrando que nenhum incêndio começa grande. “É preciso diferenciar e o que é decente e o que não é.” Assim, Cortella chamou a atenção dos executivos para seus próprios atos. Foi como se durante aquela cerca de uma hora e meia promovesse um encontro deles com eles mesmos na busca por valores. Ele foi ovacionado. O tema “Ética nos negócios como base para o desenvolvimento sustentável” norteou a 12ª edição do IT Forum, que ocorreu entre 21 e 25 de abril, na Praia do Forte, na Bahia. Todos os principais assuntos discutidos no encontro você lê nesta edição.

5

lay_editorial.indd 5

29/06/10 15:30


CONVERSA COM CIOS A Stela Lachtermacher | IT Mídia

O IT Forum 2010 ornou!!! Devo confessar que fiquei emocionada ao ver publicado o anúncio no Estadão sobre os números do IT Forum 2010. Muito mais do que a grandiosidade do encontro, eles representam a concretização de um projeto que há 12 anos, quando tudo começou, parecia absolutamente inverossímil. Imagina reunir CIOs em uma ilha, Comandatuba, na Bahia, para colocar em prática o tripé que traduz a missão da IT Mídia, que é oferecer conteúdo de qualidade, promover o relacionamento entre participantes desta comunidade de executivos de TI, ou conectar pessoas, como costumamos dizer, criando um ambiente propício para indústria e usuários conversarem sobre suas necessidades. Para começar, naquela época, e acredito que vocês concordarão comigo, o termo CIO mal era usado e a área de TI ainda era vista como o suporte responsável pelo funcionamento dos computadores. Talvez em algumas empresas a realidade já fosse um pouco diferente, mas com certeza eram exceções... E imagina fazer um encontro corporativo na Bahia. Parecia piada! Como convencer chefias e pares de que se tratava efetivamente de trabalho? Outro grande empecilho... Eu mesma devo admitir que achava tudo meio utópico naquela ocasião. E era. Mas como diz nosso querido Cortella, utópico não é impossível, ao contrário, utopia é algo a ser buscado, construído no cotidiano, feito passo a passo, é o que nos motiva e faz caminhar para chegarmos lá. E eu aproveito, se me permite o professor, para acrescentar uma frase que vi este fim de semana em plena Virada Cultural na capital paulista, outra utopia que se tornou realidade, na exposição do Andy Warhol, que é a seguinte: “A fonte dos problemas das pessoas são suas fantasias. Se você não tivesse fantasias, você não teria problemas, porque você aceitaria qualquer coisa que estivesse na sua frente. Mas aí você não teria romance, porque romance é encontrar sua fantasia em pessoas que não são suas fantasias”. E falar em Ética foi outra de nossas fantasias ou utopias transformadas em realidade. Acho que nada mais pertinente em um momento como este, em que tanto falamos de globalização e do papel do Brasil neste pro-

6

lay_stela.indd 6

cesso, do que o tema Ética nos Negócios. Porque, afinal, este é um setor onde a ética é colocada a prova no dia a dia. Vivi a época daquela que ficou conhecida como a “Lei de Gerson”, aquela da propaganda do cigarro que dizia “Gosto de levar vantagem em tudo”. E, se pararmos para pensar, se alguém está levando vantagem imagino que um outro alguém está em desvantagem. E aí me vem a pergunta: qual o benefício de levar vantagem em cima de alguém? E estamos falando em Era do Conhecimento e da Colaboração, que é de onde vem o conhecimento. Fica claro, portanto, que estes conceitos são excludentes. E tivemos a oportunidade de ver isso no Intercâmbio de Ideias, onde CIOs falaram de suas experiências. Não se vangloriando ou pensando em tirar qualquer vantagem, pelo contrário, buscando dividir o conhecimento adquirido e em aprender com as experiências dos demais participantes. Gente, vocês realmente ornaram e fizeram desta fantasia um encontro maravilhoso em todos os sentidos e nos encheram de energia para começarmos a idealizar o IT Forum 2011. Muito obrigada mais uma vez por compartilhar desta utopia. ITForum 2010

29/06/10 15:28


seus negócios ao sucesso. Estratégia alinhada à tecnologia.

Uma empresa de sucesso não reage, ela prevê. Ela não espera uma oportunidade, mas a cria. HP Enterprise Services pode conduzir sua empresa ao sucesso, gerenciando sua infraestrutura e aplicativos de tecnologia, com foco nos negócios e profissionais totalmente capacitados. Assim, quando o mercado reagir, você já estará um passo a frente.

resultados que fazem a diferença. ©2010 Hewlett-Packard Development Company, L.P.


Entrevista

Keynote speaker do IT Forum, Mario Sergio Cortella debate a ética sob a ótica dos negócios e mostra por que as companhias precisam colocar o tema em pauta De acordo com Dicionário Aurélio Buarque de Holanda, ética é “o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana susceptível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”. Por ser mutável, pensadores desde o período pré-socrático debatem o tema, mas, até hoje, a questão continua atual e aberta. Filósofo com mestrado e doutorado em educação, Mario Sergio Cortella vem sendo solicitado por diversas empresas para desenvolver códigos de ética e ensinar como se deve portar em um mercado cada vez mais socialmente exigente. Cortella é professor titular da graduação e pós-graduação da PUC/SP e professor convidado da Fundação Dom Cabral. Consultor e conferencista nas áreas de educação e filosofia,

“Empresas com

atitudes

antiéticas

escreveu diversos livros, incluindo Qual é a tua Obra? Inquietações Propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética (editora Vozes), lançado neste ano. Leia a seguir a entrevista exclusiva que ele concedeu.

8

entrevista nova.indd 8

Foto: fotograma

não sobre ITForum 2010

29/06/10 16:32


IT Forum - Muitas definições são dadas sobre o assunto, mas, afinal, como o senhor define a ética? Mario Sergio Cortella - É a capacidade de poder cuidar da vida coletiva, por isto, é o conjunto de valores e princípios que nós usamos em nossa conduta social. Só existe o tema ética porque nós somos muitos. Se houvesse só um indivíduo no planeta, não haveria a questão, porque ética é aquilo que faz com que tenhamos a possibilidade de vivermos juntos sem que seja diminuída a minha vida nem a do outro. IT Forum - Quais são os requisitos para que uma empresa seja considerada ética em seus negócios? Cortella - Ela precisa agregar suas sustentabilidades econômica, técnica e de mercado à sua sustentabilidade ética. Ou seja, precisa criar mecanismos de preservação do futuro e, ao mesmo tempo, de elevação de sua comunidade interna e externa. Por isso, uma empresa que defende uma ética de proteção à vida coletiva e de preservação de futuro ganha algo especial, que é a decência. O interessante é que a palavra “decência” tem o “dec”, que significa enfeitar, embelezar. Quando digo para uma empresa “que coisa feia”, me refiro a quando o lucro é tó-

xico, o uso de recursos naturais é predatório e a convivência com suas comunidades de trabalhadores e do entorno é exploratória no sentido oportunista. IT Forum - As empresas levantam a bandeira da ética para garantir a competitividade ou por que realmente acreditam na proposta? Cortella - São dois grandes grupos: os que têm uma convicção honesta em relação à ética, porque supõem este ser um valor econômico, social, de mercado e financeiro, e aquelas que o fazem apenas por oportunismo, isto é, uma adesão cínica. E ainda existe o bloco das empresas que não aderiram à bandeira da ética, por supor que haveria uma oposição entre lucro e decência. IT Forum - Estar de acordo com as regras éticas, morais e de transparência corporativa ajuda uma companhia a ser mais competitiva? Cortella - Ajuda talvez não no momento imediato, pois as formas de concorrência no dia a dia ainda estão apoiadas na ideia de lucro no sentido original da palavra, que, em latim, significa logro, engano, armadilha. Só no final da Idade Média e início do Mundo Moderno é que ela deixou de ser engano e

passou a ser entendida como remuneração justa por serviço, produto ou trabalho prestado. Muita gente ainda atua na ideia do lucro como logro. São empresas que ainda estão no tempo arcaico e elas não têm durabilidade, pois, normalmente, adotam o pior lema: “Fazemos qualquer negócio”. IT Forum - Por que algumas empresas ainda insistem em embarcar em condutas antiéticas? Quais as punições que elas sofrem? Cortella - Porque a empresa supõe que este é o modo usual de fazer negócio e que isto dará uma proeminência no mercado. Ela pode até levar vantagem por um certo tempo, enquanto não for tirada a máscara. Esta é uma empresa burra, porque prefere o retorno imediato a uma perenidade e sustentação. Tal atitude traz uma série de descompassos, como descrença, quebra de confiança e cautela do acionista. Veja a crise mundial de 2008, que se deveu a rupturas éticas muito sérias. Ao contrário do que se imaginava, nós não tivemos uma crise de crédito, mas, sim, de credibilidade A crise originada a partir dos derivativos do mercado imobiliário tinha como impulso a capacidade de ganhar muito dinheiro com retorno imediato a partir do desespero de aplicações que eram muito fluidas

reviverão” Livia Valim, especial para IT Forum

9

entrevista nova.indd 9

29/06/10 16:32


Entrevista “Alguns dizem que a crise não é um “V”, mas um “W”. Ou seja, teve uma queda violenta, subiu novamente a condição de produção econômica, mas, se mantiver a lógica da quebra ética, ela cai outra vez. E, talvez, na levantada da última perna do “W” estejam apenas organizações cuja credibilidade tenha sido mantida” e abstratas. Era algo que não estava sustentado em trabalho, mas em especulação. Alguns alguns dizem que a crise não é um “V”, mas um “W”. Ou seja, teve uma queda violenta, subiu novamente a condição de produção econômica, mas, se mantiver a lógica da quebra ética, ela cai outra vez. E, talvez, na levantada da última perna do “W” estejam apenas organizações cuja credibilidade tenha sido mantida. IT Forum - Como fazer para que uma equipe grande siga as condutas éticas definidas pela empresa? Cortella - São duas formas de adesão à ética: por convencimento e por vencimento. Para o convencimento é necessário um trabalho diário, porque não é difícil para qualquer pessoa cair em dilemas éticos. Pra isso, a empresa é obrigada a manter o tempo todo debates sobre o tema, circulação de informação, manter uma comissão ativa, o que algumas empresas chamam de área de compliance. Por outro lado, existe a adesão por vencimento, que é a força da norma legal, da litigância, da não aceitação de qualquer tipo de fissura das normas éticas estabelecidas. Neste caso, é preciso recusar a delinqüência, os pequenos atos de infração ética. Como diz o Corpo de Bombeiros, nenhum incêndio começa grande, todos começam com uma fagulha. Da mesma forma, nenhum tipo de demolição ética começa com grandes estouros. Muitas vezes, vencer alguém antes de convencer pode levar ao

10

entrevista nova.indd 10

convencimento por hábito saudável. Foi o que aconteceu com o cinto de segurança. Todos foram obrigados a usá-lo sob pena de multa e, hoje, se tornou um hábito. IT Forum - Mecanismos de incentivo podem criar atitudes antiéticas? Cortella - Vez ou outra, sim, se colocarmos a questão da competição como “ganhar a qualquer custo”. A pior lógica para a existência da humanidade é adotar o lema do “cada um por si, Deus por todos”. A humanidade sobreviveu, ao contrário de outras espécies mais fortes, porque fomos capazes de cooperar. O homem pré-histórico não era competitivo, era cooperativo. A adoção de mecanismos de competitividade e reconhecimento por competição que coloquem apenas e tão somente o “cada um por si” não é um reconhecimento, é um incentivo ao digladio, à luta interna. É um incentivo ao que chamo de guerra civil dentro da corporação. E é só estudar um pouco de história pra saber que guerra civil não tem vencedor, só tem sobrevivente. E o custo de quem sobrevive à custa de eliminar o outro é tão desgastante que brevemente toda a estrutura entra em crise. IT Forum - A economia global muda a direção da ética nos negócios? Cortella - Ela realinha alguns dos princípios, porque a ética não é imóvel, é histórica, social e cultural. Por exemplo, no Brasil, há 123 anos fazia parte da ética da convivência a propriedade de outros

seres humanos. A globalização coloca novas formas de pensar isso, por exemplo, o respeito à cultura do outro nos leva a admitir que em algum país alguém tenha a mão decepada se praticar um delito de furto. Aceitar é diferente de compreender. A globalização nos faz ter de compreender e depois decidir se aceitamos ou não algo que desconhecíamos. Não existe ainda uma ética universal, apenas a intenção, que é a Declaração dos Direitos Humanos de 1948. Mas não temos ainda e não será tão fácil organizar por conta da diversidade de culturas, histórias e sociedades. IT Forum - Quais as transformações que a tecnologia oferece à ética dos negócios? Cortella - Primeiro, um nível maior de transparência, que se supunha impossível até há pouco tempo. De outro lado, uma comunicabilidade e publicidade do que fazemos com uma velocidade muito maior. Portanto, ela pode colaborar muito se pensarmos na digitalização do mundo. Mas oferece também novos riscos à integridade, à medida que é possível ser fiscalizado, sondado, perseguido e punido, sem ter ciência do que está acontecendo. Evidentemente, a tecnologia não é nada em si mesma, dependerá de como atuamos. Ela muda modos de fazer, oferece algumas condições de melhoria e outras de degradação. Tal como uma faca, serve para descascar uma laranja ou fazer ameaças – e o problema não é da faca. ITForum 2010

29/06/10 16:32


ITmais2_comercial_final ter每每a-feira, 15 de junho de 2010 13:21:41


Cobertura

sustentab Questão de

Fotos: Ijalma

Fotos: Fotograma

Felipe Dreher, com reportagens de Roberta Prescott e Stela Lachtermacher

C

onstruir uma imagem de respeito leva anos; destruí-la, segundos. Vamos a um caso prático. Em poucas semanas a Toyota perdeu exorbitantes US$ 33 bilhões de seu valor de mercado quando anunciou o recall de 8 milhões de veículos. Trata-se, antes de tudo, de uma companhia respeitável que, por um deslize, amargou o revés considerável. O exemplo vivido pela montadora torna perceptível a inclinação de que a sociedade, cada vez mais, quer se relacionar com organizações extremamente corretas. “Quem adota uma postura pautada pela honestidade e transparência ganha respeitabilidade em um mercado onde a alta competitividade leva a uma maior possibilidade de ser escolhido e, ao mesmo tempo, não degrada os fundamentos da comunidade onde se instala”, sintetiza o filósofo Mario Sergio Cortella, principal palestrante do IT Forum 2010.

12

lay_cobertura.indd 12

ITForum 2010

18/06/10 17:02


abilidade LEVANTANDO A BANDEIRA DA “ÉTICA NOS NEGÓCIOS”, IT FORUM 2010 DEBATE INICIATIVAS PAUTADAS PELA HONESTIDADE E TRANSPARÊNCIA PARA CRIAÇÃO DE EMPRESAS AINDA MAIS SÓLIDAS

A 12ª edição do encontro reuniu 177 CIOs na Praia do Forte, Bahia, de 21 a 25 de abril, e levantou a bandeira da ética nos negócios como base para o desenvolvimento sustentável. “Ética precisa ser um componente. A regra do ‘fazemos qualquer negócio’ é uma tolice”, defende, recordando que os derivativos que geraram, com o subprime, a grande crise de 2008, tiveram origem na indecência, no lucro tóxico, na podridão de negócios em vários níveis. Posturas imorais podem reverter resultados rápidos, mas não sustentam o crescimento das companhias. Na urgente Era Digital, as máscaras caem na velocidade de um clique. Pela interconectividade, a informação se espalha a um ponto onde você passa de afamado a difamado em instantes. Nesse contexto, sustentabilidade interessa. A Alcoa, por exemplo, ao instalar uma mina de bauxita em Juriti, no oeste do Pará, poderia simplesmen-

te extrair o minério da região. Mas a companhia traçou planos para operar o empreendimento proporcionando desenvolvimento do município encravado na selva Amazônica. A CIO da empresa, Tania Nossa, explica a preocupação com o tema atrelando-a ao fato de que um projeto desse tipo mexe com toda a comunidade. “A TI esteve presente desde o começo. Onde mais contribuímos foi na área de telecomunicações. A telefonia móvel mudou a forma como as pessoas operam naquela cidade”, comenta a executiva, que apresentou o caso durante o encontro na Bahia. Infelizmente, não há software para medir quanto uma postura ética agrega de valor a uma corporação nem um modelo que diga que “se você investir dez, terá um retorno de 50”. O que existe, e isto é certo, é uma contrafórmula, que é: não fazer determinada coisa pode levar a empresa à falência. Talvez o mais complexo ponto de

toda essa questão resida no fato de que a ética não se trata de um estado contínuo, mas uma construção cotidiana. “Não é fácil, também, não se seduzir pela aquisição de um produto pirata, dado que o custo é muito menor. Há uma série de tentações no cotidiano que exigem grande esforço”, sintetiza Cortella.

E NA TI? O keynote speaker, que é professor titular da graduação e pós-graduação da PUC/SP e professor convidado da Fundação Dom Cabral, acredita na possibilidade de tratar o tema de forma departamental. “Mas é preciso, primeiro, trabalhar a questão no conjunto da organização, que é quem vai estruturar os valores adotados, o que é possível e o que não, o que é aceito e o que não”, alerta. Após definir a orientação corporativa, parte-se para aplicabilidades localizadas, sem perder de vista os

13

lay_cobertura.indd 13

18/06/10 17:03


Cobertura

Visões compartilhadas O IT Forum 2010 introduziu como novidade o Intercâmbio de Ideias, painéis temáticos para que CIOs debatessem assuntos de seu cotidiano. Os tópicos foram levantados junto aos participantes da edição anterior do encontro e as mesas – cada uma com cerca de 20 executivos – eram mediadas por gestores de tecnologia, que mostraram estudo de caso referência para estimular a discussão. A experiência rendeu conversas instigantes sobre governança, business intelligence, gestão do conhecimento, geração Y, fusões e aquisições e TI social. Confira a seguir os pontos principais.

14

lay_cobertura.indd 14

TI social

Tania, da Alcoa: “A TI esteve presente desde o começo no Projeto Juruti. Onde mais contribuímos foi na área de telecomunicações. A telefonia móvel mudou a forma como as pessoas operam naquela cidade”

princípios e valores macro. Com dica para os gestores de TI, o filósofo aconselha a pensar em questões como: “se tua empresa deixasse de existir, o que mudaria na vida da comunidade?”. Se a resposta a essa pergunta mostrar que muitas coisas melhorariam, deve-se começar uma revisão profunda e urgente do negócio. Outro ponto-chave trata de identificar quais atitudes são inaceitáveis na organização, considerando o que não pode ser feito com acionistas, consumidores, clientes internos e colaboradores.

Três pilares e inovação

Sustentabilidade possui conotação que extrapola aspectos sociais e ambientais. O terceiro pilar do conceito toca, justamente, a abordagem econômica prevendo a perpetuação do negócio. É aí que o papel dos líderes de tecnologia ganha importância no tratar do assunto. “O CIO, como um profissional altamente inovador, tem capacidade para conduzir questões desse tipo”, defende Ricardo Castro, diretor de tecnologia do grupo Camargo Corrêa. A companhia começou a pensar no tema há quatro anos quando a alta direção assinou uma carta com indicadores, planos de ação e metas para o programa de sustentabilidade. O documento recebeu o nome de O Desafio da Inovação, justamente por demandar soluções socioambientais corretas e que não prejudiquem o lado econômico. Rubens Pinto, CIO da Boehringer Ingelheim, esteve à frente de duas iniciativas intensas de TI social. A farmacêutica assumiu responsabilidades e implantou equipamentos de telemedicina em algumas ambulâncias da Samu, em São Paulo, que acarretaram diversos benefícios, como a melhoria de atendimento em casos críticos, por exemplo. Além disso, a empresa reformulou seu escritório na capital paulista, considerando aspectos sustentáveis. Nesse contexto, reduziu em 50% o volume de papel, simplesmente instalando uma solução que exige dos colaboradores a autorização da impressão por meio do crachá, e aderiu ao home office, fazendo com que todos os dias 20% dos funcionários trabalhem de casa. ITForum 2010

18/06/10 17:05


16

lay_cobertura.indd 16

Pulso forte Direcionar a TI para as demandas de negócio. Estabelecer práticas de governança mostra-se um desafio na rotina dos CIOs, mas traz retornos gratificantes. Como comenta Fabio Faria, diretor-corporativo de TI do Grupo Votorantim, o processo não é fácil e requer pulso firme, mas os resultados são compensadores. Métricas, transparência, prestação de contas e sustentabilidade são pontos fundamentais. Na virada do milênio, a Votorantim iniciou um ciclo de grandes transformações. Faria, à frente do projeto, conduziu a TI das empresas que compõem o conglomerado para um cenário de padronização, integração e otimização de processos e de informações; simplificação da replicação local e global; compartilhamento de conhecimento e a implementação de soluções eficazes. O alinhamento melhorou o desempenho da organização e ajudou a reduzir em 30% os gastos de TI nos últimos cinco anos. “Todos apoiam processos comuns, desde que o comum seja o seu.” A frase de Jedey Miranda, da Eaton, retrata a dificuldade de uniformização de procedimentos. Na busca pela integração total entre tecnologia e negócios, o grupo de CIOs que participou do intercâmbio listou ingredientes fundamentais. São eles: patrocínio da alta direção à área de TI; participação da tecnologia nas decisões da corporação; transparência; processos definidos; métricas; compliance; alinhamento e comprometimento com os resultados da empresa.

Repensando a organização A geração Y já está nas empresas e sua presença, aos poucos, propõe uma transformação do modelo de negócio. São extremamente conectados, nativos na tecnologia, usuários de mecanismos de colaboração. A forma de lidar com este novo perfil profissional instiga gestores de TI. Na mesma proporção que CIOs se mostraram abertos para entender as particularidades, revelaram preocupação com o impacto desta eminente mudança no ambiente organizacional. “Não estávamos preparados”, enfatiza Paulo Biamino, CIO da Kimberly-Clark, recordando o momento em que a companhia começou um processo para receber de forma mais estruturada esses jovens, em 2007. A estratégia adotada buscou aproveitar as características pessoais do perfil a favor da companhia, a partir de espaços para colaboração. Justamente o perfil dificulta o trabalho de membros da geração Y em organizações muito rígidas e hierarquizadas. Esses jovens valorizam a liberdade e são ansiosos. Fica a questão: como adequar as regras corporativas a esse novo cenário? “É superdifícil balancear o acesso às redes sociais e a segurança”, opina Gonzalo Esposto, vice-presidente de TI e global services da Unilever, refletindo alguns dilemas que vem à tona frente ao assunto. “Não adianta travar o funcionário. Mas é uma questão mais ética que de tecnologia. Não vejo a geração Y com intenção de prejudicar alguém. O que fazem é porque está no DNA deles”, analisa Claudio Martins, CIO da GM.

ti em Fusões e aquisições

Geração Y

governança corporativa e de ti

Cobertura

Sem traumas O departamento de tecnologia da informação tem papel crucial em processos de fusões e aquisições. Uma das primeiras a entrar, a área é quase sempre a última a sair de cena. José Luiz Salinas, vice-presidente de TI do Banco do Brasil, defende que a estrutura deve antecipar os problemas que o cliente possa vir a ter para que ele seja o menos impactado em tempos de integração tecnológica. “A capacidade de resITForum 2010

18/06/10 17:05


Contrate pessoas inteligentes e deixe-as conversar. Roberto Carneiro, CIO da Comgás, recorre à frase de Larry Prusak para sintetizar a gestão do conhecimento. Dito isto, o executivo atribui à TI a missão de potencializar a estratégia de disseminação das informações na esfera corporativa. Engana-se quem pensa que a maior barreira está nos cargos mais baixos das companhias; o alto escalão normalmente é que mais resiste. “O segredo é definir a estratégia que se quer, e envolver o board”, ensinou Lais Machado, CIO da Syngenta. Dados são ativos preciosos. Compartilhar, captar, distribuir e gerenciar informações desafia os gestores de tecnologia. Para Carlos Katayama, CIO da Usiminas, as corporações que não conseguirem extrair o conhecimento das pessoas mais maduras viverão um caos. Da troca de experiências entre gestores de TI sobre o tema manifestam-se alguns direcionamentos. Equilibrar o compartilhamento e preservação dos dados; mapear, armazenar e estruturar o conhecimento; incentivar sua transferência e envolver a alta direção emerge como alternativas aos CIOs que se arriscarem em projetos nessa seara.

posta é fundamental”, afirma o executivo que utilizou a experiência adquirida com as aquisições do Banco do Estado do Piauí e do Banco do Estado de Santa Catarina para criar rotinas que ajudassem a reduzir os impactos e o tempo de integração com a Nossa Caixa. Segundo o vice-presidente, o ideal é a criação de uma equipe com representantes das duas organizações que estão sendo unidas. Lisias Lauretti, CIO da Serasa Experian, lista entre os fatores críticos desse tipo de projeto a comunicação estruturada; transparência com a equipe; alianças e parcerias com áreas globais em busca das melhores práticas; planejamento global e local e procurar realizar o processo com a menor dor possível.

Leia mais: Todas as entrevistas, vídeos e fotos da 12ª edição do IT Forum estão no especial http://www.itweb. com.br/hotsites/ itforum2010.

BI / TECNOLOGIAS PARA INTELIGÊNCIA ANALÍTICA E/OU COMPETITIVA

GESTÃO DO CONHECIMENTO / COLABORAÇÃO

Ativos preciosos

Novos modelos de gestão Diferença entre operacional e estratégica distingue iniciativas de adoção de business intelligence. Soluções eficientes existem no mercado e são commodity. Com a abordagem correta fica a certeza de que ferramentas de BI acarretam mudanças consideráveis à gestão das empresas. O sucesso nos projetos, segundo CIOs, reside em questões críticas que transitam pela dificuldade de envolver a alta gestão como patrocinadora; unificação de base de dados; definição de papéis e responsabilidades da TI e das áreas usuárias e uniformização de conceitos. “O segredo do BI está no data warehouse. Se você tiver um DW perfeito, tudo funcionará bem”, opina Frederico Wanderley, CIO das Casas Bahia, que adotou a regra de abastecer a ferramenta apenas com dados corporativos para manter a consistência dos cubos gerados. Processo é outro ponto crucial. Rogério Pires, CIO da Cyrela, começou sua estratégia de BI mapeando procedimentos e conectando três áreas-chave da incorporadora: terrenos, inteligência de mercado e vendas. Unificou informações, cruzouas e obteve cenários estratégicos. O projeto mudou rotinas, o que tirou os funcionários da zona de conforto. O executivo resolveu o caso envolvendo e transformando as áreas de negócios em donas do projeto.

17

lay_cobertura.indd 17

29/06/10 15:32


MOMENTOS

Direto da Bahia

Foram cinco dias de muito conteúdo, relacionamento e negócios. Confira as fotos de alguns dos 177 convidados que prestigiaram a 12ª edição do IT Forum

18

lay_fotos.indd 18

09

10

01

11

02

12 ITForum 2010

29/06/10 17:00


1. Maria Cristina Bortolotti / Doux Frangosul 2. José Carlos Padilha / Carbocloro 3. Rubens Bordini / Banrisul 4.Camilo Nagano / Santander 5. Tony Cruz / Atento 6. Adriano Aquino / Abyara Brokers 7. Carlos Alberto Serrano / Cesp 8. Marcelo Ferraz / Chevron 9. José Osvaldo Carvalho / Correios

10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17.

Cláudio Fontes / Spaipa Cláudia Maria de Andrade / Receita Federal Alair Zago / Cocamar Cibele Fonseca / Andrade Gutierrez Carrasco / Dixie Toga José Antonio / Gerdau Telmo Pereira / Amil Keiji Sakai / JP.Morgan

06 05 07 03

04

08

16

13

lay_fotos.indd 19

14

15

19

17

29/06/10 17:29


MOMENTOS 18. 19. 20. 21. 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. 31. 32. 33.

José Parolin / Cargil Clarice Coppetti / Caixa Econômica Federal José Luis Padovan / Drogasil Rogério Costa / Veracel Marcos Caldas / Grupo Gol Janet Sidy Donio / Vicunha Têxtil Ítalo Flammia / Porto Seguro Thais Falqueto / ALL Angelo Egido / Renault Carlos Roberto Katayama / Usiminas - Cosipa João Batista / Rodobens Mário Bandeira / Prodesp Firmiano Ramos Perlingeiro / Petrobras Ricardo Miranda / Suzano Papel e Celulose Roberto Nascimento / Grupo Randon Domingos Bruno / Pepsico

18

19

25

20

lay_fotos.indd 20

24

26

27

28 ITForum 2010

29/06/10 17:32


22

20

21

23

29

30

lay_fotos.indd 21

31

32

33

21

21/06/10 18:10


MOMENTOS 34. 35. 36. 37. 38. 39. 40. 41. 42.

Luiz Bertges / Peugeot Citroen Luzia Sarno/ Copersucar Nelson Cardoso / BR Distribuidora Marcelo Carreras / CPFL Roberto Galdieri / Mc Donalds Jenner Lopes / JBS Cláudio Martins / GM Gastão Azevedo / ABB José Antunes / Klabin

34

22

lay_fotos.indd 22

38

35

39

36

40

41

37

42 ITForum 2010

29/06/10 17:00


Untitled-1 1

20.05.10 14:42:12


MOMENTOS 43. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50.

43

24

lay_fotos.indd 24

44

47

Patrícia Cox / Bahiagás Paulo Guzzo / Cielo Oswaldo Poletto / Grupo Seb Wandair José Garcia / Weg Equipamentos Enio Pagani / Unimed BH Miguel Maroni / Net Gustavo Loyola / Datasus Carlos Lemos / Visteon

45

48

46

49

50 ITForum 2010

30/06/10 10:15


ESTUDO DE CASO A Livia Valim, especial para IT Forum ÀS MARGENS DO RIO AMAZONAS, o município de Juruti está localizado em cima de 700 milhões de toneladas métricas de bauxita, matéria-prima do alumínio. Foi neste local encravado no meio da Floresta Amazônica que a Alcoa construiu a terceira maior mina do mundo para extração do minério. Uma das principais questões, no entanto, era sobre o impacto disto na vida dos moradores, pois a atuação não poderia ser estritamente exploratória. “Quem não falar em sustentabilidade atualmente não sobrevive”, ressalta a CIO da Alcoa, Tania Nossa. “Nossos negócios vêm da natureza, por isto, precisamos dar de volta o que extraímos”, completa.

Fotos: Fotograma

Projeto Juruti Sustentável tem como objetivo dar suporte para o desenvolvimento do município de forma ordenada e independente

26

Debate: Stela Lachtermacher, da IT Mídia (ao centro), media perguntas da plateia para o keynote speaker Mario Sergio Cortella e para Tânia Nossa, da Alcoa

lay_estudodecaso.indd 26

Extração Desenhado pela Alcoa em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), o projeto Juruti Sustentável procura dar suporte para o desenvolvimento do município de forma ordenada e independente, para que, daqui a cerca de 70 anos, quando a extração deve ter fim, os moradores consigam andar com suas próprias pernas. A iniciativa baseia-se no tripé formado pelo Conselho Juruti Sustentável (Conjus), que reúne 15 organizações locais – empresas privadas, órgãos públicos e ONGs – e funciona como um espaço de discussão sobre as demandas prioritárias do município; os Indicadores de Sustentabilidade, fatores que serão monitorados para mensurar e compreender o crescimento de Juruti e da região; e o Fundo Juruti Sustentável (Funjus), que atua como braço financeiro do tripé, oferecendo recursos para projetos econômicos, sociais e ambientais pelo desenvolvimento local. Para contornar a questão da escassa infraestrutura do município, a Alcoa propôs, em parceria com a Prefeitura Municipal de Juriti e em acordo com a comunidade, a implementação da Agenda Positiva, uma espécie de modelo de desenvolvimento sustentável local. Com investimento de R$ 50 milhões, o pacote de ações contempla as áreas de infraestrutura rural e urbana, saúde, educação, cultura, meio ambiente, segurança pública e assistência social. Na área da saúde, foram construídas uma unidade básica e duas mistas de saúde e está em construção um ITForum 2010

18/06/10 18:22


o

sustentável O MUNICÍPIO DE JURUTI, DE 34 MIL HABITANTES A OESTE DO PARÁ E RICO EM BAUXITA, É TRANSFORMADO COM A CHEGADA DA ALCOA Tania, da Alcoa: “Quem não falar em sustentabilidade atualmente não sobrevive”

hospital para o atendimento de média e alta complexidade. As obras para construção da mina de Juruti começaram em julho de 2006 e a inauguração se deu em 15 de setembro de 2009. Foram investidos R$ 3,5 bilhões no empreendimento e, na fase de pico, eram 9,5 mil homens trabalhando. Toda esta movimentação encontrou grandes barreiras de infraestrutura. “O maior problema para a área de TI eram as telecomunicações. A cidade tinha apenas 22 linhas fixas e os funcionários precisavam se comunicar globalmente”,

conta Tania. No início, a saída foi fazer parceria com uma operadora de telefonia móvel e, hoje, o que mais se vê em Juruti são as pessoas falando ao celular enquanto caminham pelas ruas, cena antes impossível de acontecer. Atualmente, estão disponíveis links MPLS dedicados, via satélite, pelos quais os usuários utilizam voz sobre IP (VoIP) para se comunicar com toda a Alcoa no mundo. “O problema é que esta tecnologia tem falhas de disponibilidade. Os diretores ligam frequentemente falando que não está funcionando o

BlackBerry”, revela Tania. Faz parte do projeto de sustentabilidade em Juruti formar e empregar a população local. Com o objetivo de democratização tecnológica, implantou-se uma escola de informática em parceria com o Senai e o objetivo final do projeto é oferecer internet para escolas, hospitais e programas de inclusão digital. “Ainda não temos toda essa disponibilidade, mas estamos caminhando com o projeto”, orgulha-se a CIO. “Já temos um funcionário jurutiense trabalhando no suporte de TI”, completa.

27

lay_estudodecaso 27

18.06.10 14:57:44


Profissional do futuro

Três

bolsas de estudos

Foto: Fotograma

Presentes ao encontro: dois jovens do projeto - Jucimara Conceição e Marco José - compareceram ao IT Forum e puderam aprender com os CIOs. Na foto, eles aparecem junto ao presidente-executivo da IT Mídia, Adelson de Sousa

Projeto social da IT Mídia proporciona a estudantes carentes cursarem graduação na Fiap Livia Valim, especial para IT Forum

Desde o lançamento do Projeto Profissional do Futuro, quase 40 jovens carentes já se beneficiaram da iniciativa. A novidade deste ano é a recém-firmada parceria com a Fundação Bradesco e a entrada de empresas de TI que se propuseram a ofertar vagas de emprego. De acordo com o presidente-executivo da IT Mídia, Adelson de Sousa, a meta é beneficiar centenas de jovens todos os anos. Já a parceria firmada com a Fundação Bradesco permite a captação de alunos que preencham os requisitos para participar do projeto, pois têm formação até o ensino médio e são carentes. Os selecionados ganham bolsas em cursos da Fiap

28

lay_profissional.indd 28

ligados à tecnologia da informação, área que, no Brasil, sofre pela carência de bons profissionais. Além de prover a graduação, a IT Mídia também se preocupa com a empregabilidade, por isto, firmou alianças com fornecedores. O primeiro acordo neste sentido é com a BRQ, que já conta com três estagiários oriundos do projeto.

In Loco Neste ano, ampliando o trabalho feito com esses jovens, dois dos alunos foram selecionados para conhecer o IT Forum. Durante o maior encontro de TI da América Latina, Marco José e Jucimara Conceição puderam interagir com CIOs das 500 maiores empresas do Brasil,

além de ficarem ambientados com os maiores fornecedores de TI que atuam no País. Aos 19 anos, Jucimara cursa redes na Fiap. “Eu não teria a oportunidade de fazer esta faculdade se não fosse o Profissional do Futuro”, agradece Jucimara. “Tudo que aprendi aqui no encontro vou contar para meus amigos que fazem a faculdade comigo.” Formado em gestão de qualidade na primeira turma do projeto, Marco José também estava animado com a proximidade com os diretores de TI. “Foi muito interessante pra mim. Tive a oportunidade de conversar com o CIO da Casas Bahia e conhecer um pouco os bastidores da rede de lojas”, diz. ITForum 2010

29/06/10 16:50


Untitled-1 1

20.05.10 14:49:00


INTERCÂMBIO DE IDEIAS GOVERNANÇA DE TI/ GOVERNANÇA CORPORATIVA

A Fábio Faria | Votorantim Industrial

ERP para apoiar o crescimento da empresa A demanda para a área de TI veio para apoiar a estratégia de crescimento da Votorantim Industrial no Brasil e no exterior de forma sustentável e perene. Com base nas melhores práticas globais de governança corporativa, a companhia focou principalmente nos requisitos fundamentais na geração de valor, tais como a gestão de recursos humanos, gestão das operações, gestão de riscos e gestão da informa-

ção. Como premissas desta estratégia destacam-se os seguintes aspectos: • Aumentar consideravelmente o valor dos negócios; • Atingir padrões de classe mundial em operação e gestão; • Forte internacionalização dos negócios. Nesta linha, a TI teve como responsabilidade a implantação de um sistema único de gestão integrada (ERP) para as empresas da Votorantim

Industrial (agroindústria, cimentos, celulose e papel, metais e energia), assim como a padronização de serviços e infraestrutura tecnológica corporativa. O intuito é alinhar os processos de negócios pertinentes, considerando e identificando os investimentos necessários, benefícios quantitativos e qualitativos, impactos nos processos e na estrutura organizacional, potenciais riscos e fatores críticos de sucesso.

ETAPAS DO PROJETO Para desenvolver um modelo de governança de TI considerando um ERP único para as Unidades Industriais, além de serviços e soluções de TI padronizadas em linha com a estratégia de negócios, as atividades foram classificadas em dois grandes grupos: GESTÃO: Planejamento Estratégico de TI alinhado à estratégia de negócios; criação de um centro de competência de TI corporativo; definição de políticas de TI; contratos de produtos e soluções de TI corporativos; plano de despesas e investimentos corporativo; adoção de melhores práticas de TI (Cobit, Itil, PMI etc.) TECNOLOGIA E SERVIÇOS: data center corporativo, ERP SAP, plataforma Microsoft, help desk corporativo, fábrica de software, outsourcing diversos (PC´s, impressoras, telecom etc.).

BENEFÍCIOS DO PROJETO • Padronização, integração e otimização de processos e informações; • Simplificação na replicação local e global do modelo de gestão dos negócios; • Drástica redução na dependência e especialização em processos e sistemas; • Expressivas economias de escala e maximização dos recursos de TI; • Alinhamento permanente de estratégias e metas entre negócios e TI; • Incorporação e uso de melhores práticas de mercado e tecnologias em TI; • Maior qualificação do pessoal de TI em negócios.

30

lay_fabio.indd 30

ITForum 2010

18.06.10 15:34:50


GOVERNANÇA DE TI / GOVERNANÇA CORPORATIVA

A Laércio Albino Cezar | Bradesco

Governançade Os avanços da tecnologia da informação e das comunicações têm provocado profundas transformações em todos os setores de atividade. Nas instituições financeiras, a tecnologia permite que os produtos e serviços cheguem aos seus clientes em tempo real e a qualquer momento desejado. A internet globaliza o conhecimento, as notícias, as tendências e até as empresas tornam-se globais. Indivíduos se comunicam pela rede, sem fronteiras, sem cerceamento e controles regulatórios. Diante desta potencialidade de comunicação entre os indivíduos e o mundo dos negócios, cujos riscos aumentam, são requeridos das organizações controles mais adequados. Por outro lado, na medida em que a tecnologia facilita a expansão dos negócios, cresce a complexidade da sua própria administração. Por isso, governança de TI passa a ser um importante aliado. Neste cenário e sob o manto de uma boa governança corporativa, é um instrumento fundamental que, por meio dos pilares de transparência, equidade,

TI

prestação de contas e responsabilidade corporativa, direciona as linhas mestras de atuação da organização. Por isso, é imprescindível que as ferramentas de monitoramento e controle estejam focadas em todos estes aspectos e em constante evolução. E, aí, se insere a necessidade de olhar, também, para a vertente tecnológica, que suporta os negócios, pela sua ilimitada capacidade de gerar soluções e resultados que precisam ser aferidos e confrontados com os desejos da organização. Nasce daí a necessidade de uma boa governança de TI. O alinhamento da tecnologia da informação com o negócio é prática cristalizada e de grande relevância, principalmente pelo papel-chave que a TI pode desempenhar na estratégia das organizações. Desta forma, todos os sistemas construídos no Bradesco seguem um framework que obedece aos melhores métodos, criando um padrão de qualidade, conformidade e, claro, práticas de segurança mais rígidas. Cada área tem instrumentação para governabilidade e a governança

Transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa direcionam as linhas mestras de atuação da organização

reúne os instrumentos necessários para sabermos o que está se passando em cada uma delas, com metodologias e modelos de referência, que oferecem as informações de forma colegiada à corporação. É como uma fotografia instantânea dos principais eventos, muitos vitais aos negócios, em que também, com vetor de segurança são analisados pari passu e debatida nos fóruns e comitês, sempre tendo como pano de fundo a melhor prática nos interesses dos negócios.

31

lay_laercio.indd 31

18/06/10 18:34


INTERCÂMBIO DE IDEIAS

32

lay_jedey.indd 32

GOVERNANÇA DE TI / GOVERNANÇA CORPORATIVA

O executivo deixou a empresa após o IT Forum.

A Jedey Miranda | Eaton Como tantas outras empresas diversificadas, temos uma organização multidivisional, onde cada uma das divisões possuía a sua equipe de TI interna. Este tipo de organização tende a dar mais agilidade para as especificidades de cada negócio, porém, pode trazer consigo alguns “efeitos colaterais” indesejados, como falta de padronização de soluções, aumento de custos dos serviços de TI, soluções distintas para a mesma necessidade, entre outros. Para endereçar esses problemas, decidiu-se pela criação de um departamento de TI Corporativa, o qual deveria prestar todo tipo de serviço que pudesse ser considerado comum a todas divisões. Ao mesmo tempo, decidiu-se manter nas áreas as aplicações específicas. Com experiências anteriores em gestão de mudanças, já possuíamos o conhecimento das barreiras esperadas, como resistência à mudança, barreiras culturais de cada divisão e modelo de alocação de custos. Para minimizar estes pontos e poten-

cializar os benefícios da mudança, adotamos uma abordagem extremamente positiva, aproveitando processos existentes e provados mundialmente, potencializando os benefícios para as divisões, tudo isso lastreado por um forte modelo de governança em diferentes níveis. O primeiro nível de governança abordado foi a criação de um comitê executivo, composto por todos os presidentes de cada uma das divisões, tendo este como objetivo principal definir as prioridades das iniciativas, focando naquelas com o melhor retorno e no menor prazo. No fórum, mostramos o valor adicionado para cada iniciativa/divisão. Criamos ainda um conselho de TI, composto pelos gerentes de TI de cada divisão, que, além de conhecedores profundos das oportunidades, tinham responsabilidade pela “compra” dos serviços corporativos de TI. Estabelecemos uma forte parceria com este grupo, auxiliando na defesa de seus projetos e benefícios junto ao comitê executivo.

Visando a garantir a seleção e implementação de soluções padronizadas globalmente, a região participa do comitê de IT Global, o qual define os padrões de produtos e processos, levando em conta as necessidades especificas de cada região. Por último, asseguramos que cada membro de nosso time seja parte de um time de domínio, responsável pela definição/padronização dos produtos, processos e serviços, aumentando a motivação das pessoas e influenciando nas decisões globais. Os benefícios são evidenciados por meio da solida parceira entre TI e negócio, trazendo reduções de custos, aumento de produtividade, aumento de vendas e melhoria de time to market. Como TI, melhoramos a motivação da equipe, reduzimos turn-over, reduzimos muito o numero de diferentes soluções, com conseqüente redução de custos. * Miranda deixou a Eaton no início de maio e ingressou na Europ Assistance.

Departamento de TI Corporativa foi criado para atender às necessidades comuns a todas as divisões da Eaton

Utilizandoagovernança

como instrumento

de integração ITForum 2010

18/06/10 18:30


SOLUTIONS • BACKUP/RECUPERAÇÃO/ARQUIVAMENTO • VIRTUALIZAÇÃO

OPERAÇÃO RÁPIDA E LIMPA Empresa de água consegue 99,9% de disponibilidade e 35% de melhoria no desempenho com a solução Dell, VMware e Citrix

Fundada em 1995, a Águas de Limeira (recentemente rebatizada de Foz do Brasil – Limeira) foi a primeira empresa do setor privado no Brasil a fornecer serviços de água e esgoto. Com um contrato de 30 anos, em 1995, a empresa assumiu os serviços de água e esgoto da cidade de Limeira a 110 quilômetros de São Paulo. Naquela época, o sistema não proporcionava quantidade adequada de água, sua tecnologia estava ultrapassada e o esgoto não tinha quase nenhum tratamento. Além disso, seus reservatórios estavam abandonados e haviam projetos em construção a serem finalizados. Hoje, 100% da população de Limeira tem acesso à água tratada e rede de esgoto. Com a matriz e três estações adicionais localizadas em Limeira, a Foz do Brasil – Limeira faz parte da Foz do Brasil S.A., uma empresa da Odebrecht Corporation, especializada em projetos sanitários (água e esgoto) e lixo industrial. A Odebrecht Corporation é um dos maiores grupos no Brasil, com presença em 18 países e uma história bem-sucedida de projetos nas áreas de infra-estrutura, petroquímica, açúcar e etanol. Hoje, quatro empresas do grupo estão conectadas ao centro de dados da Foz do Brasil. Além disso, existe um projeto para conectar outras seis empresas a ela e, ainda, há mais empresas em fase de negociação. Para atingir este objetivo, a empresa precisava atualizar sua infra-estrutura de TI. EM BUSCA DE DISPONIBILIDADE E DESEMPENHO “Tínhamos problemas frequentes com indisponibilidade de servidor e falta de capacidade de processamento em nosso sistema comercial,” comenta Estevão Cover de Santi, Engenheiro de TI, Foz do Brasil. “O sistema precisa gerar milhares de cálculos por dia, que são usados para processar as contas de água. Houve ocasiões em que não pudemos enviar as turmas de entrega para a distribuição das contas devido aos atrasos de processamento.” “Nosso desafio era criar uma estrutura de alta disponibilidade, que permitisse escalabilidade de disco de memória e processamento, combinados com melhor desempenho da aplicação, que é essencial para a nossa empresa,” comenta de Santi. PADRONIZAÇÃO FEITA COM BASE NA DELL Como antigo cliente da Dell, de Santi procurou nos produtos Dell a solução para os seus problemas. “Já faz aproximadamente cinco anos que trabalhamos com a Dell, sendo que agora padronizamos nossos desktops, notebooks e servidores com produtos Dell,” comenta de Santi. “Temos um relacionamento de sucesso com os produtos Dell. Os equipamentos Dell são confiáveis e a equipe de atendimento ao cliente não mede esforços para resolver qualquer problema que surja.” Apesar da concorrência com a IBM e HP, a Dell ganhou com base em tecnologia superior e uma excelente relação de custo/benefício em termos de preço e desempenho. A empresa de água tinha um contrato corporativo com a Dell cujo acesso foi possível através da Odebrecht. A Foz de Brasil comprou dois servidores Dell PowerEdge 2950 III montados em um rack com processadores Intel Xeon com nove máquinas

PERFIL DO CLIENTE PAÍS: Brasil ÁREA DE ATUAÇÃO: Serviços Públicos NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS: 970 ENDEREÇO NA WEB: www.fozdobrasil.com.br DESAFIO Os servidores da Foz do Brasil paravam de funcionar frequentemente e não davam conta da carga de processamento dos cálculos e da impressão das contas de água. As contas eram entregues por funcionários de campo e, com frequência, a empresa não conseguia liberar as equipes em função dos atrasos no processamento. SOLUÇÕES A empresa virtualizou os servidores e as aplicações com os servidores Dell™ PowerEdge™ com uma SAN Dell/ EMC com VMware® Infrastructure 3.5 e software Citrix® XenApp™. Após a atualização de seu centro de dados, a empresa foi capaz de fornecer serviços de TI para a matriz, Foz do Brasil S.A. VANTAGENS MELHOR FUNCIONAMENTO • 100% de disponibilidade, sendo que antes era apenas 80% • 35% de economia de tempo para processar as contas • Eliminação dos atrasos no envio das contas para os funcionários que as entregam aos clientes CRESCIMENTO INTELIGENTE • Possibilidade de fornecer serviços de TI para a matriz

COMO FUNCIONA HArDwAre • Servidor Dell™ PowerEdge™ 2950 III com processadores Intel® Xeon® X5460 • Servidor Dell PowerEdge 1425c com processadores Intel Xeon • EMC CX300i SAN

SOFTWARE • VMware® Infrastructure 3.5 • Microsoft® Windows Server® 2003 Enterprise R2 • Microsoft SQL Server® • PostgreSQL database 8.0 • Oracle® database 11g Enterprise • Software Citrix® XenApp™ • Oracle Unbreakable Linux 5.0

SERVIÇOS • Dell ProSupport • Serviços Dell ProManage

Instalação de servidor

o


INTERCÂMBIO DE IDEIAS BI / TECNOLOGIA PARA INTELIGÊNCIA ANALÍTICA E/OU COMPETITIVA

A Rogério Pires | Cyrela

BIaserviçodo

mercado imobiliário O forte crescimento do mercado imobiliário em conjunto com a abertura do capital no fim de 2005 levou a Cyrela Brazil Realty, maior incorporadora de imóveis residencias do País, a buscar uma nova forma de centralizar e analisar dados estratégicos. A alternativa encontrada foi a implementação de uma solução de BI (business inteligence), integrada aos sistemas de gestão das áreas de vendas, inteligência de mercado, recursos humanos e terrenos. Idealizada há três anos, a primeira etapa do projeto iniciou-se no segundo semestre de 2006, quando os representantes dos departamentos que seriam atendidos diretamente pela solução puderam testar diferentes soluções de BI, com o intuito de identificar o sistema mais adequado às suas necessidades. Ao total, foram testadas dez soluções de BI de diferentes fornecedores por meio da realização de “prova de conceito”. No final, com o apoio da área de TI, a equipe escolheu o software da Cognos. A segunda etapa foi o levantamento das necessidades de cada departa-

34

lay_rogerio.indd 34

mento e as possíveis personalizações, redefinição e automatização dos processos, documentação dos requisitos de negócios, elaboração do cronograma de implementação e aprovação formal por parte de cada um dos departamentos envolvidos. Na etapa seguinte, a da implementação, os usuários tiveram participação ativa durante todo o processo, realizando testes a cada entrega definida no cronograma, validando a base de dados por meio do cruzamento das informações. Paralelamente, foram realizados os treinamentos e liberado o sistema para a produção, sempre com o acompanhamento e suporte da área de TI. Os benefícios com a implementação do BI foram: otimização dos processos, base de dados unificada, eliminação de planilhas, ganho de tempo na obtenção das informações, possibilidade de cruzar informações e gerar relatórios pelos próprios usuários, aumento da produtividade e consequente rapidez na tomada de decisão. Com o sistema de BI, temos condições de elaborar cenários sobre qual

produto será lançado em uma determinada região (área útil, número de dormitórios, vagas de garagem, área de lazer etc) versus quem são os possíveis clientes versus renda per capita da região versus lançamentos da concorrência. Outro benefício importante é que os usuários têm liberdade e independência de cruzar informações e gerar relatórios através do “clica e arrasta”, sem nenhum tipo de programação e sem depender de TI. O sucesso do sistema de BI está no fato de que os usuários das áreas de negócios apoiaram e participaram ativamente durante todo o projeto, desde a escolha do fornecedor até a entrada em produção.

A implementação da solução de BI teve três etapas: escolha da plataforma, levantamento de necessidades e testes com a participação dos usuários ITForum 2010

18.06.10 15:37:11


A inteligência deixa a multitarefa mais fácil. Deixe a gente mostrar pra você. Viva a experiência da tecnologia inteligente que pode antecipar suas ações com o novo processador Intel® Core™ i5 vPro™. Confira as novas características inteligentes em www.nextg.com.br/vpro

CONHEÇA TUDO QUE A INTELIGÊNCIA PODE FAZER.

©2010 Intel Corporation. Intel, o logotipo Intel, o logotipo Intel Apaixonados pelo Futuro e o logotipo Core i5 com vPro são marcas comerciais da Intel Corporation nos Estados Unidos e em outros países. Todos os direitos reservados.

AFD-INT-Inteligencia 202x266-47346-002.indd 1

Apaixonados pelo Futuro.

4/30/10 5:30:55 PM


INTERCÂMBIO DE IDEIAS

Práticas de

gestão do conhecimento A gestão do conhecimento na Comgás não é um projeto de TI no sentido clássico. Não buscamos implementar uma tecnologia específica para tratar um problema bem definido, automatizar um processo ou incorporar novas funcionalidades a sistemas existentes. A questão do conhecimento é multifacetada e requer abordagens com visões de várias disciplinas, incluindo processos, TI, cultura e organização. Recursos humanos tem um papel fundamental, já que a fonte primária do conhecimento são as pessoas e é delas que se busca extrair o que se transformará em conhecimento corporativo. A TI atua como uma fonte de ideias e soluções sobre como explorar as facilidades de comunicação e colaboração para viabilizar o ciclo de captura, armazenamento e acesso ao conhecimento que pode ser articulado. As bases conceituais para as nossas iniciativas partem dos conceitos clássicos de conhecimento tácito (nãoestruturado) e explícito (articulado) e do ciclo de conversão do conhecimento (SACI – socialização, articulação, combinação e internalização) definido por Nonaka e Takeushi, reconhecendo

as suas limitações quanto à sistematização do conhecimento e ampliando o conjunto de iniciativas que torna possível, mesmo sem o uso de ferramentas tecnológicas, a criação e compartilhamento de conhecimento. Na Comgás, implementamos como fontes primárias de geração e compartilhamento de conhecimento as comunidades de práticas, o conceito de autoridades técnicas e programas de estímulo à inovação e geração de idéias (socialização), todos suportados por facilitadores tecnológicos que buscam, onde possível, transformar o conhecimento tácito em explícito (articulação), enriquecer o conhecimento armazenado (combinação) e realimentá-lo como conhecimento tácito em outras partes da organização (internalização). Como apoio tecnológico, estamos evoluindo no conceito de um portal corporativo por meio da nova intranet, disponibilizando espaços virtuais de discussão, colaboração e captura de conhecimento (salas virtuais), publicação de conteúdos editáveis (wikis) e fixos (blogs), além de soluções específicas para submissão, avaliação e classificação de idéias (sistema idear)

e estímulo à inovação (prêmio Comgás de inovação). A captura de idéias externas à empresa, por meio do nosso site corporativo, como parte do programa de pesquisa e desenvolvimento, tem trazido resultados importantes. Tudo isto tem contribuído de forma relevante para a sedimentação de uma cultura de estímulo à inovação e ao compartilhamento de conhecimento, com resultados mensuráveis na melhoria da qualidade dos serviços a clientes, redução de falhas de execução, otimização de processos e redução de custos.

Implementamos as comunidades de práticas, o conceito de autoridades técnicas e programas de estímulo à inovação e geração de ideias

Foto: Fotograma

GESTÃO DO CONHECIMENTO / COLABORAÇÃO

A Roberto Newton Carneiro | Comgás 36

lay_roberto carneiro.indd 36

ITForum 2010

18.06.10 15:32:53


GESTÃO DO CONHECIMENTO / COLABORAÇÃO

A Laís Machado | Syngenta

Caminhodagestãode

conhecimento Knowledge management foi reconhecido em 2009 como uma prioridade estratégica na Syngenta Latam. Começamos por discutir na direção da empresa qual objetivo queríamos atingir com a introdução do KM, ou seja, qual era sua contribuição para a estratégia da empresa. Antes de usar a tecnologia, decidimos avaliar os processos de negócio e identificar que conhecimentos já estavam presentes no nosso dia a dia. Criamos um grupo multifuncional e fizemos um mergulho em cem processos principais, onde identificamos 286 ativos de conhecimento (tácitos e explícitos). Aprendemos também que a implementação do KM exige esforços de mudanças na esfera da organização (cultura), novos processos (disponibilização, atualização e controle de uso) e tecnologias. Decidimos que começaríamos a implementação com subprojetos pilotos, considerando que é algo totalmente novo e muitas empresas pararam no meio do caminho. Para selecionar quais ativos de conhecimento adotaríamos para o piloto, utilizamos como critério de priorização: • atendimento ao objetivo estratégico;

• facilidade de transferência; • aderência específica ao nosso negócio (não commodity) • facilidade de implementação; • disponibilidade dos recursos. Em 2010, nosso desafio está em implementar os pilotos selecionados e com eles ganhar o aprendizado quanto a: • qual é o esforço real para transformar conhecimentos “tácitos e explícitos” em conhecimento gerenciado e compartilhado? • o que a tecnologia que temos homologada nos permite alcançar? • que mudanças organizacionais projetaremos que sejam necessárias? • qual o papel que a liderança deverá realmente exercer? • que estrutura organizacional será necessária para manter o KM vivo na empresa? Esse primeiro passo da jornada, em 2009, já nos permitiu ressaltar e formalizar a riqueza dos conhecimentos que temos armazenados em nossos processos e pessoas. Além disso, nos permitiu reconhecer que KM é uma jornada, uma cultura a ser instalada na empresa e por isso deve ser tratada no tempo correto da organização.

Com muito planejamento, a Syngenta está em processo de implementação de subprojetos pilotos de knowledge management

37

lay_lais.indd 37

18.06.10 15:38:10


INTERCÂMBIO DE IDEIAS GESTÃO DO CONHECIMENTO / COLABORAÇÃO

A José Roberto Mantuani | Bunge

Compartilhandoconhecimentopormeioda

colaboração e mídia social

O executivo deixou a empresa após o IT Forum.

A criação de um portal colaborativo interno da Bunge foi feita com a ajuda de uma equipe multidisciplinar

38

lay_jose.indd 38

As tendências colaborativas das mídias sociais, que unem consumidores e cidadãos na construção do conhecimento, ou “wiki”, em alusão ao exemplo da Wikipedia, são a realidade inexorável do contexto sócio-global da interatividade e coletividade sem fronteiras. O mesmo estímulo, a colaboração, a voluntariedade, a realização pessoal e coletiva desses portais e ambientes globais da web, podem e devem ser aplicados internamente às empresas. Novas práticas revigorantes da construção e compartilhamento do conhecimento dos negócios e, sobretudo, o fomento ao empreendedorismo interno, como resultados das melhores ideias, práticas e talentos são agora possíveis, quando compartilhadas de maneira criativa e estimulante, em ambientes similares aos portais “wiki” da internet aberta. A Bunge ao longo de 2009 deu um passo nesse sentido desenvolvendo um Portal Colaborativo interno, restrito e seguro, para os seus profissionais dividirem e construírem conhecimento: ideias, know-how, criatividade inerente a cada indivíduo, formando aquilo que o Prof. Domenico di Massi chama de “Gênio Artificial”, em decorrência da soma imbatível

das multidisciplinaridades e dos talentos. O Portal Bunge reúne o que há de melhor nas práticas dos portais colaborativos da web, da gestão do conhecimento e da gestão de grupos criativos para inovação empresarial. Fóruns para discussões e compartilhamento de projetos, publicações de papers, relatórios com insights pessoais e pesquisas online na comunidade pautam este novo espaço aberto para os profissionais da empresa. Além disto, notícias do mercado e suas consequências sobre os processos da Bunge estão neste espaço. No fomento à socialização da “Tribo Bunge”, cria laços de amizade e pautas relevantes entre profissionais que por outros meios não se confraternizariam. O processo de desenvolvimento foi uma experiência multidisciplinar e colaborativa, reunindo profissionais das áreas comercial, marketing, planejamento de demanda, TI e consultoria externa, especializada em colaboração e social media, o Edge Group. Assim como nas academias da Florença renascentista, gênios como Michelangelo e Rafael, ajudantes e aprendizes da pintura e mecenas, compartilhavam ideias e transformavam o mundo, o projeto tem de nascer com a gênese da colaboração. ITForum 2010

18/06/10 18:31


anuncio_brasscom_brq.portugues.ai 175.00 lpi 45.00° 15.00° 7/23/2009 75.00° 0.00° 7/23/2009 4:11:02 4:11:02PM PM Process CyanProcess MagentaProcess YellowProcess Black

Com você, onde os seus negócios estiverem.

De consultoria em TI à serviços de infra-estrutura Uma das 10 maiores empresas em aplicações

C

M

Y

7 centros de desenvolvimento

CM

MY

CY

Infraestrutura robusta de TI e física

CMY

K

Experiências na absorção de grandes projetos e equipes Experiência em todas as indústrias e plataformas 2000 profissionais e 100 clientes ativos

www.brq.com Alphaville-Brasília-Curitiba-Fortaleza-Recife-Rio de Janeiro-Salvador-São Paulo-Lisboa-Madrid-Nova York

Untitled-1 1

28.06.10 11:22:49


INTERCÂMBIO DE IDEIAS GERAÇÃO Y

A Paulo Biamino | Kimberly-Clark Brasil

A entrada da geração Y em posições decisivas no mercado do trabalho obriga as empresas a se abrirem à possibilidade de utilizar as mídias sociais

TecnologiadaInformaçãoa

favor da tecnologia social Antes ser uma metamorfose ambulante a ter uma única opinião sobre tudo. O verso cantado por Raul Seixas e grande sucesso da década de 70 retrata a atual sociedade onde as empresas estão em constante mutação para lidar, principalmente, com a diversidade de idades de executivos e gerentes, uma realidade cada vez mais forte nas companhias. Há uma atenção especial com a chamada Geração Y. Segundo pesquisas, em 2025, mais de 70% da força de trabalho no País será formada por esta geração. Neste contexto, o departamento de TI é responsável por sofisticar e criar formatos para processos e sistemas que acompanhem a dinâmica da equipe. O novo departamento de TI, que também se atualizou, encontrou um novo papel na corporação: identificar as particularidades de cada grupo e capitalizá-las para gerar negócios para a empresa. Jovens empreendedores que alteraram a vida corporativa tradicional, a Geração Y demanda atenção dos

40

lay_paulo.indd 40

gestores de tecnologia e segurança da informação. As empresas estão sendo obrigadas a rever a forma como regulam o uso de tecnologias e redes sociais, por exemplo. Habituados a usar a internet e o celular, eles obrigaram as empresas a pensarem ou repensarem sobre a forma mais adequada de gerenciá-los. Indo mais além, podemos dizer que houve a necessidade de se expandir horizontes, entender sobre o universo em que esses jovens navegam e trazer as tendências, antes criticada pela maioria, para dentro e a favor da corporação. A empresa deve ser o principal espaço para experiências que seduzam e estimulem estes jovens a pensar de um jeito criativo e envolvente a favor dos negócios da companhia. Hoje, 43% da força de trabalho da Kimberly-Clark pertence à Geração Y. Tendo isto em vista, a empresa decidiu investir para compreender os hábitos desse público, envolvendo também a área de TI. Em

2007, a empresa começou a estudar qual o melhor caminho para lidar com as redes sociais, que, até então, tinha seu acesso proibido em função de problemas relacionados à segurança da informação e à produtividade. A corporação está desenvolvendo uma plataforma global de rede social corporativa. O objetivo é que os jovens tenham mais espaço e voz dentro da companhia, através de blogs e sites pessoais. As mídias sociais e a Geração Y têm sido complementares. As companhias devem se preparar para dedicar recursos na compreensão destes jovens e capitalizar seu potencial, sempre lembrando que haverá demanda por mais infraestrutura, investimento em softwarese, principalmente, quebra de paradigmas. As empresas devem ser menos restritivas e utilizar esses atributos a favor dos negócios, os jovens terão de ser um pouco mais formais no uso das redes, e ambos poderão encontrar um meio. ITForum 2010

18.06.10 15:35:49


Desafiodopresente

e do futuro

GERAÇÃO Y

A Gonzalo Esposto | Unilever O mundo digital me fascina e, quanto mais se discute, mais questões e questionamentos nos são revelados. Em um momento de troca de experiências no IT Forum, tive a oportunidade de coordenar um dos grupos do Intercâmbio de Ideias, o que para mim foi um momento valioso. Coordenar um time como esse tem um desafio implícito: como fazer para que o conhecimento e a experiência se convirjam para um debate bem-sucedido? A diversidade de pensamentos, o conhecimento e o alto nível dos participantes são peças fundamentais para que ele flua tranquilamente e o efeito seja a somatória dessas experiências, para torná-lo rico e produtivo. Meu desafio no eencontro foi trazer a debate o tema Geração Y. Na minha opinião, o assunto é apaixonante. Quais os desafios que esses filhos dos chamados Geração X – nós, grupo ao qual me incluo, que “inventamos” a internet, o Ipod, celular, e-mail etc –,

traz para as empresas e principalmente para TI? A pergunta tem inúmeras respostas, mas o diálogo no grupo centrou nas mudanças comportamentais que eles estão proporcionando e como as empresas estão reagindo. A Geração Y nasceu online. Isto não significa que ela usa as ferramentas à disposição para ser mais produtiva (típico pensamento da Geração X), mas que trabalha, se comunica, se relaciona, interatua online. Eles vieram ao mundo em uma era conectada, onde a mídia é online; pesquisar significa “googlar” e não abrir uma Enciclopédia Britânica; conversar é trocar SMS ou MSN, porque e-mail é passado, estático e lento e as amizades, físicas, se fazem no trabalho, visto que muitos amigos são virtuais. É justamente aí, no meu ponto de vista, onde está o grande ganho das empresas e outras gerações: a liberação do uso destas ferramentas está impactando a maneira de trabalhar de

todos os funcionários, independentemente da idade, o que está contribuindo para uma empresa mais ágil. No entanto, lançar mão de ferramentas online traz diferentes desafios para TI, uma indústria que já teve que “fechar” suas redes para se proteger de vírus; que desenvolveu firewalls, proxys e se vê desafiada a “abrir as fronteiras”. A maioria das empresas em que atuamos já liberou o uso de ferramentas de redes sociais e até oferece aos funcionários algum tipo de espaço de colaboração. Mas tendo como premissa um ambiente similar ao vivenciado em casa, porém, mais seguro. E aí está outro desafio: como oferecer o mesmo parque tecnológico no trabalho quando, como consumidores, podemos absorver o ritmo alucinante de inovações na área, sem restrições, mas, como instituições, essa adoção mostra-se economicamente inviável? Pergunta para um próximo debate.

41

lay_gonzalo.indd 41

18/06/10 17:43


INTERCÂMBIO DE IDEIAS GERAÇÃO Y

A Mauro Negrete | GRV Solution e INSPER

O que virá depois da

Geração Y? A partir de agora passaremos realmente a sentir os efeitos da Geração Y no cotidiano das organizações. Esta geração nascida no final dos anos 80 e início dos anos 90, filhos da internet e da telefonia celular, passou a representar um grande desafio para os gestores das empresas. As organizações e toda a sociedade ainda mantêm heranças do modelo criado pela Revolução Industrial; e da mesma forma como essa revolução causou uma grande transformação social nos séculos 19 e 20, a Era da Internet e da Mobilidade está proporcionando mudanças econômicas e de comportamento que exigem que as organizações repensem a forma de gerenciar seus colaboradores e clientes. Transformações ocorrem desde que o homem se organizou em sociedade, mas a velocidade e a intensidade com que essas mudanças vêm acontecendo nunca foram tão impactantes. O ritmo exponencial com que novas tecnologias são cria-

42

lay_mauro.indd 42

das e com que o conhecimento vem se disseminando estão impondo ao mundo novos padrões econômicos, sociais e de poder. Nesta nova realidade nasceram e cresceram cidadãos conectados, que produzem, editam e compartilham conteúdos em diferentes mídias e sobre os mais diferentes temas. Esses indivíduos se globalizaram, passaram a ter acesso a uma base de conhecimento jamais imaginada, deixando de ser agentes passivos e se transformando em agentes ativos. A tecnologia, antes um privilégio de poucos, passou a ser ferramenta fundamental nas suas vidas, desde os seus primeiros anos de existência. As organizações que não entenderam o novo “modelo mental” e não se prepararam para a nova realidade enfrentarão dificuldades futuras para reter seus talentos, e também para atingir o novo padrão de consumidores que buscam, e buscarão cada vez mais serviços e produtos exclusivos e inovadores.

Essa nova geração não é mais uma preocupação futura - e sim realidade. Eles chegaram e trouxeram consigo muitas mudanças nos mais vários planos: uma nova linguagem, maior respeito à diversidade de ideias e valores, além de responsabilidades social e ambiental, uma nova lógica de construção de pensamento, criatividade e velocidade de ação. As relações já não se dão somente de forma hierárquica, mas também, e prioritariamente, por meio de redes. Assim como nas revoluções anteriores, as mudanças vieram para ficar. Como disse Cazuza - “o tempo não para” – e com ele chega o novo que recria o antigo. As gerações anteriores, que, atualmente, constituem a base gerencial das organizações, precisam entender o significado da revolução que está em curso e devem se preparar para receber os novos talentos, recriando seus estilos de gestão para a nova realidade.

ITForum 2010

18.06.10 15:33:50


INTERCÂMBIO DE IDEIAS TI EM FUSÕES E AQUISIÇÕES

A José Luis Salinas | Banco do Brasil

Planejamento,

parceria e criatividade Durante as duas últimas décadas, o Brasil passou por um processo de consolidação de seu sistema bancário, com fusões e incorporações. Entretanto, ainda nos anos 80, os bancos iniciaram um movimento, impulsionado pelas soluções de TI, que causaram uma verdadeira revolução em seu modelo de relacionamento com o cliente: o do autoatendimento. Desde então, a TI passou a desempenhar função mais relevante para a eficiência dos bancos. Hoje, mais de 90% do atendimento bancário se dá por canais automatizados. Por conta disso, quando chegamos ao movimento das incorporações nos anos 90 e, mais acentuadamente, nos anos 2000, a TI já ocupava um papel de fator crítico de sucesso para a aquisição de bancos. Ter um bom gerenciamento na área de TI durante o processo de integração é essencial. O primeiro passo desse gerenciamento deve ser o planejamento. Pesquisas apontam que as empresas que estabelecem políticas eficazes de gestão da integração pré e pós-fusão aumentam suas chances de sucesso em torno de 50%.

44

lay_salinas.indd 44

A partir do planejamento, é necessário um alinhamento que determine a melhor maneira de integrar as partes e adaptar as estruturas, as culturas, os sistemas e os processos das organizações. Apenas para ficarmos no exemplo da incorporação mais recente efetuada pelo Banco do Brasil, que adquiriu o Banco Nossa Caixa no segundo semestre de 2009, utilizamos 980 mil horas de trabalho pelos técnicos de TI das duas instituições no processo de integração de sistemas. Esses técnicos trabalharam na construção de ferramentas que minimizaram o impacto da incorporação para os clientes da instituição adquirida. Um exemplo foi a implementação do cartão híbrido, que integrou as funções débito e crédito para serem utilizadas em bancos diferentes. Durante a incorporação, a função débito é direcionada para o banco incorporado e a função crédito é processada no banco incorporador. Quando a incorporação é concluída, as duas funcionalidades passam a ser processadas no banco incorporador. Os funcionários da TI do BB e do BNC

Utilizamos 980 mil horas de trabalho pelos técnicos de TI das duas instituições desenvolveram também o terminal híbrido, que permite aos clientes das duas instituições acessarem qualquer terminal dos dois bancos. No caso da incorporação do BNC, foram 635 sistemas de TI incorporados que resultaram em mais de mil demandas técnicas para o desenvolvimento de novos ou adequação de sistemas já existentes no Banco do Brasil e no Banco Nossa Caixa. É um trabalho que se faz com compromisso, dedicação, empenho e respeito aos funcionários de TI. Sabemos que eles têm muito a contribuir com o conhecimento adquirido ao longo de anos de experiência em um banco que sempre foi referência no estado de São Paulo. Apesar de ser um processo complexo, não deixa de ser gratificante, pois o maior beneficiado é o cliente, que passa a ter mais opções de atendimento, com flexibilidade, comodidade e segurança. ITForum 2010

18.06.10 15:33:24


Untitled-1 1

28.06.10 11:11:52


INTERCÂMBIO DE IDEIAS

Fusõeseaquisições:

nasce uma nova empresa social Iniciando o painel sobre TI em fusões e aquisições no IT Forum 2010, passamos rapidamente pela minha experiência pessoal nas sete fusões que participei. Abordamos posteriormente temas relativos ao meu dia a dia no processo de integração das operações de TI da Serasa Experian às práticas globais da Experian PLC, nossa holding. O grupo fatura U$ 4 bilhões por ano, tem presença em 40 países e negócios em 65, e conta com 15 mil colaboradores. Nos últimos dois anos, o nosso grupo adquiriu nove empresas. Em nosso intercâmbio, todos participaram falando um pouco de suas experiências e ficou bem claro que nos dias de hoje fusões e aquisições fazem parte da vida de qualquer executivo(a). Abordamos aspectos ligados ao papel de TI (a primeira a entrar e a última a sair!) na viabilização e operacionalização das definições de negócio, seja via definições de plataforma (nova, opção por uma das duas ou manter separadas), seja pelo “simples” papel de integrar as infraestruturas. São definições complexas, mas, uma vez realizadas, a TI em geral é muito competente na execução do plano, com rapidez e

pouca dor!. Quando as empresas são globais, obviamente, a complexidade aumenta, pois o fator cultural acaba sendo de novo importante e o estabelecimento de parcerias e de alianças torna-se mandatório.

UNIFICAÇÃO DE PROCESSOS: O QUE SERÁ USADO? A grande dificuldade é que todos são flexíveis na adoção de processos “desde que sejam os meus!” Outro aspecto muito importante é o ligado à comunicação, na área e na empresa, sobre o que está acontecendo, como está acontecendo e quando. O item comunicação acaba estando intimamente ligado à execução e a todo processo de sedimentação da nova cultura, dado que muitas vezes você está na mesma mesa, porém, em uma empresa diferente da anterior. Aqui há consenso que não existe um caso igual ao outro e que, mesmo que haja uma cultura mais forte entre as empresas, a resultante é diferente. A maior fusão é a interna, uma vez que, perante o mercado, a empresa rapidamente começa a aparecer com uma cara só. Para os profissionais envolvidos, a atitude de

fazer acontecer e abrir portas sempre acaba garantindo um bom lugar na nova empresa. A oportunidade foi muito interessante e o grupo aproveitou bem o rico intercâmbio de ideias e bagagem dos CIOs e das CIOs participantes. Foi muito bacana!

A área de TI é a primeira a entrar e a última a sair em um processo de fusão ou aquisição

TI EM FUSÕES E AQUISIÇÕES

A Lisias Lauretti | Serasa Experian 46

lay_lisias.indd 46

ITForum 2010

18/06/10 17:48


INTERCÂMBIO DE IDEIAS A Rubens Pinto | Boehringer-Ingelheim É um privilégio ter nas mãos conhecimento, tecnologia, recursos humanos, parceiros de negócio e também investimentos necessários para transformar o ambiente em que vivemos. Contudo, é necessário mais do componentes físicos. Ao pé da letra, é obrigatório que se tenha o “algo mais”, o desejo, a motivação, objetivos concretos, trabalhar e acreditar na viabilidade de cretos sonhos. Totalmente possível! Esta foi a soma mágica que a Boehringer-Ingelheim utilizou no Brasil para transformar seu escritório anterior em um ambiente de trabalho totalmente diferente, que reflete as novas definições de missão, visão e valores. Saúde, bem-estar e inovação acessíveis à humanidade. Visão que inspira diversos projetos e complementa o sucesso em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos há mais de 120 anos. O projeto do novo escritório proporciona de forma concreta bem-

Criar oportunidades para melhorar o bem-estar das pessoas “orna”! estar aos próprios funcionários e dar o exemplo é fundamental para uma empresa de saúde. Por exemplo, pelo menos uma vez por semana, todos os funcionários devem fazer home office, evitando o trânsito de São Paulo e ficando mais próximo da família. A tecnologia foi fundamental para viabilizar o projeto, pois mesmo de fora da empresa, o funcionário pode ter seu “escritório completo”, com acesso a todas as facilidades, seu ramal no PC e a possibilidade de fazer vídeochamadas. Obviamente, além dos funcionários, a orientação para os clientes é a principal parte do plano e TI participa diretamente da geração de oportunidades de negócios com dois principais conceitos. O primeiro trata de expandir as fronteiras para fora da companhia (“IT out of home”), criando alternativas de uso de tecnologias e soluções inovadoras para o cuidado com a saúde de pacientes. Neste modelo, a Boehringer implementou em ambulâncias do SAMU, em São Paulo, equipamentos de telecomunicação que permitem

ao responsável dentro da ambulância enviar os primeiros resultados da avaliação do paciente para um centro de telemedicina, onde diversos especialistas médicos podem antecipar um diagnóstico e, desta forma, ajudar no pré-tratamento. Da mesma forma, diversos hospitais no Brasil foram equipados para aproveitar da experiência de centros de telemedicina 24 horas por dia e sete dias por semana, possibilitando um atendimento de maior precisão e qualidade, mesmo em pontos distantes no Brasil, tais como Amazonas e Acre, por exemplo. Este tipo de tecnologia, aliada a outros instrumentos de telecomunicação, tem também permitido que a Boehringer ofereça projetos de educação continuadas para estes e outros hospitais, enfermeiros, e agentes de saúde em diversos pontos do País. São diversos os casos onde a tecnologia fez a diferença na vida das pessoas, diminuindo sequelas possíveis e mesmo salvando pacientes em situações muito graves.

TI SOCIAL

Tecnologiaaserviço 48

lay_rubens.indd 48

da saúde ITForum 2010

18/06/10 17:49


INTERCÂMBIO DE IDEIAS TI SOCIAL

A Nivaldo T. Marcusso | Fundação Bradesco

Oscentrosdeinclusãodigital

e a escola virtual social A Fundação Bradesco foi criada em 1956 com o objetivo de oferecer educação de qualidade sem custo para a população brasileira com carência socioeconômica e, de acordo com o ideário do seu fundador, Amador Aguiar. Ele preconizava: “Queremos que nossas escolas sejam as melhores, principalmente na formação do homem, um homem de caráter.” A 40ª escola, inaugurada em 2005 no Jardim Conceição em Osasco, possibilitou a presença da Fundação Bradesco nos 26 estados e DF, com previsão de oferecer em 2010 a educação básica, profissional e de adultos para 111 mil alunos nas 40 escolas e mais de 500 mil atendimentos, por meio da escola virtual (portal de e-learning), 110 centros de inclusão digital (CIDs) e o projeto Educa+Ação de apoio à rede pública de ensino. O sistema proporcionou o atendimento de mais de 3 milhões de estudantes nos seus 53 anos de existência. Todavia, ainda permanece uma demanda de mais de 200 mil pessoas, em 2010, que gostariam de estudar na Fundação.

50

lay_nivaldo.indd 50

A estratégia de levar educação para além de suas escolas e atender à demanda no entorno de todas elas, bem como chegar a locais onde ainda não há atendimentos, foi iniciada em 1996 com a busca de tecnologias para ensino a distância (EAD) via internet, tornando-a uma das primeiras a oferecer cursos nesse ambiente no Brasil e também de ser uma das principais divulgadoras dessa tecnologia, inclusive organizando, em parceria com a Micropower, o Congresso e-Learning Brasil, que neste ano fará dez anos. A escola virtual (www.ev.org.br) , o portal de e-learning da Fundação Bradesco, lançados em 2000, e os CIDs, lançados em 2004, foram os elementos centrais da estratégia de oferecer educação sem custo em todo o Brasil, além de já realizar isto em suas escolas, para a população com carência socioeconômica. Os CIDs (www.cid.org.br), laboratórios com dez computadores em rede e conectados à internet, foram criados para serem implantados em associações de bairro, igrejas, centros comuni-

tários, ONGs e espaços públicos, com a finalidade de oferecer a inclusão digital, reduzindo o gap de acesso à internet das classes C, D e E e acesso à educação de qualidade, por meio de cursos profissionalizantes e comportamentais da escola virtual. A TI verde é praticada de forma efetiva na Fundação desde 2007, com o desenvolvimento de uma parceria com a empresa Planac, que ficou responsável pelo recondicionamento dos computadores e impressoras doados pelo Bradesco e o descarte do material não utilizado, de acordo com os padrões internacionais de sustentabilidade. A TI social na Fundação Bradesco é a garantia da presença da educação de qualidade em todo Brasil, levando a produção do conhecimento e a inclusão social às populações com carência socioeconômica.

O desafio é levar a educação de qualidade, possibilitando a inclusão digital e social, além da prática da TI verde ITForum 2010

18.06.10 15:36:20


Iaas

Infrastructure as a Service.  A resposta Microcity para os novos desafios.

Muito mais que outsourcing, a Microcity oferece um conjunto de soluções para sua infraestrutura de TI, reduzindo os custos fiscais, financeiros, administrativos e gerenciais. Para ter uma ideia de quanto pode economizar, faça um estudo de TCO (Custo Total de Propriedade) em nosso site e aproveite para conhecer nossas soluções inovadoras. Com a Microcity, você pode contratar: Desktops como Serviço, Servidores como Serviço, Comunicação IP como Serviço, Segurança como Serviço e Printer como Serviço. Dessa forma, você se concentra apenas no desenvolvimento do seu próprio negócio.

Iaas. Modelo de Negócio.

Do

RESPONSABILIDADES

MICROCITY

CLIENTES

INVESTIMENTOS

LOGÍSTICA

GERÊNCIA

• Hardware

• SLA

• Usuários

• Software

• Ativação

• HW e SW

• Gerência do SLA

• Consultoria

• Desativação

• Performance

• Pagamento dos serviços

• Serviços

• Service Desk

• Inventário

• Treinamento

• Serviços customizados

• Centro de custos

• Pessoas

• Gestão de processos

• Mudanças

executados

TCO - Variáveis consideradas: • custo do investimento

Microcity

Leasing

• variáveis fiscais Compra

Custo de Operação

, we prove it.

• variáveis financeiras • custos mensais de manutenção e suporte • custos mensais de administração e gerência • custos de mobilização e desmobilização

31 2125.4200 www.microcity.com.br/iaas

Tipo de Operação

AdR 20,2x26,6.indd 1

4/8/10 10:29 PM


INTERCÂMBIO DE IDEIAS

TIsociale

sustentabilidade

TI SOCIAL

A Ricardo Gomes | Camargo Corrêa O termo sustentabilidade deixou de significar somente bons resultados econômicos e passou a incorporar também os resultados sociais e ambientais obtidos pelas empresas. É o chamado triple bottom line, que rapidamente vem encontrando espaço nas agendas estratégicas das organizações e dos governos. Seja por aceitarem genuinamente o conceito ou simplesmente por acharem que é o que precisa ser feito para obter negócios, a sustentabilidade veio para ficar. A área de TI pode ter um papel importante nas iniciativas de sustentabilidade de uma empresa: 1) seja fornecendo as soluções de implementação e acompanhamento das iniciativas do triple bottom line, 2) seja tornando-se o que se convencionou chamar de “TI verde” ou 3) ainda sugerindo inovações - nos processos, serviços e produtos – que causem impactos positivos na sustentabilidade da organização. A primeira forma de contribuição é a mais comum. A empresa tem um programa, e TI participa estendendo seus

52

lay_ricardo2.indd 52

conhecimentos e capacidade no desenvolvimento dos projetos do programa: elabora sistemas de controle e acompanhamento, amplia o uso da infraestrutura tecnológica, coordena a instalação de recursos de tecnologia doados pela empresa, cria portais e disponibiliza ferramentas de e-learning, entre outros. No segundo caso, a ideia é contribuir para a preservação ambiental por meio de uma administração cuidadosa e planejada do uso e da vida útil dos componentes de TI. Não são todas as pessoas que sabem que TI é um dos grandes “poluidores” do planeta, com toneladas de sucata sendo geradas diariamente e um enorme consumo de energia (estimado em 3,5% de toda energia elétrica gerada no mundo). Hoje é possível operar data centers mais eficientes, adquirir equipamentos com baixo consumo energético e organizar o descarte do hardware de forma a minimizar os impactos ambientais. A terceira forma de contribuição é desafiadora, mas pode trazer resultados surpreendentes. O triple bottom

line exige inovação para acontecer: ter resultados sociais e ambientais é possível com dinheiro, mas este também é um recurso escasso nas empresas. É preciso inovar para manter a empresa lucrativa e ao mesmo tempo engajada na sustentabilidade. Ferramentas de mobilidade, redes sociais e viabilização do home office com produtividade são exemplos de componentes que podem ser aplicados de forma inovadora nos negócios sustentáveis. A área de TI está particularmente capacitada a exercer esse papel inovador, já que possui visão sistêmica e conhecimento dos processos de negócios da companhia, além de vivenciar e participar de constantes mudanças nas atividades e na organização.

A área de TI pode ajudar na sustentabilidade da empresa fornecendo soluções, tornandose uma TI verde ou sugerindo inovações ITForum 2010

18/06/10 18:55


Anuncio Oi_20,2x26,6cm_AF.pdf

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

04.05.10

16:19:06


Patrocinadores

de

ACCENTURE ACCENTURE ACECO TI ACECO TI AMD AMD ARCON ARCON Atento Atento AUTOMATOS AUTOMATOS AVAYA AVAYA BENNER BENNER BLACKBERRY BLACKBERRY BRQ BRQ BT BT CA CA CISCO CISCO CITRIX CITRIX CLARO CLARO CPM BRAXIS CPM BRAXIS CSC (Bearing Point) CSC (Bearing Point) DELL DELL DELOITTE DELOITTE DTS DTS ECCOX ECCOX EMBRATEL EMBRATEL FIAP FIAP FURUKAWA FURUKAWA HCL HCL HP HP IBM IBM INFOR INFOR INFORMATICA INFORMATICA INMETRICS INMETRICS INTEL INTEL ITAUTEC ITAUTEC KALENDAE KALENDAE LENOVO LENOVO LEXMARK LEXMARK LOGICA LOGICA MCAFEE MCAFEE MICROCITY MICROCITY MULTIREDE MULTIREDE NETAPP NETAPP OI OI ORANGE ORANGE POSITIVO POSITIVO PROMON PROMON PWC PWC Resource Resource SAMSUNG SAMSUNG SAP SAP SAS SAS SCOPUS SCOPUS SIEMENS IT Solution SIEMENS IT Solution SOFTWARE AG SOFTWARE AG Stefanini Stefanini SYNAPSIS SYNAPSIS TELEFONICA TELEFONICA TERADATA TERADATA TIM TIM TIVIT TIVIT T-SYSTEMS T-SYSTEMS VIVO VIVO YKP YKP

As 61 empresas patrocinadoras da 12ª edição do IT Forum apresentaram às lideranças de TI suas novidades em produtos, soluções e serviços. Foi uma oportunidade para os executivos entenderem as ofertas e tirarem suas dúvidas, além de estreitar o relacionamento com a indústria fornecedora de TI e telecom

pon 54

Untitled-1 54

ITForum 2010

01/07/10 12:16


S

ACCENTURE ACCENTURE ACECO TI ACECO TI AMD AMD ARCON ARCON ATENTO ATENTO AUTOMATOS AUTOMATOS AVAYA AVAYA BENNER BENNER BLACKBERRY BLACKBERRY BRQ BRQ BT BT CA CA CISCO CISCO CITRIX CITRIX CLARO CLARO CPM BRAXIS CPM BRAXIS ARING POINT) CSC (BEARING POINT) DELL DELL DELOITTE DELOITTE DTS DTS ECCOX ECCOX EMBRATEL EMBRATEL FIAP FIAP FURUKAWA FURUKAWA HCL HCL HP HP IBM IBM INFOR INFOR INFORMATICA INFORMATICA INMETRICS INMETRICS INTEL INTEL ITAUTEC ITAUTEC KALENDAE KALENDAE LENOVO LENOVO LEXMARK LEXMARK LOGICA LOGICA MCAFEE MCAFEE MICROCITY MICROCITY MULTIREDE MULTIREDE NETAPP NETAPP OI OI ORANGE ORANGE POSITIVO POSITIVO PROMON PROMON PWC PWC RESOURCE RESOURCE SAMSUNG SAMSUNG SAP SAP SAS SAS SCOPUS SCOPUS SIEMENS IT SOLUTION SIEMENS IT SOLUTION SOFTWARE AG SOFTWARE AG STEFANINI STEFANINI SYNAPSIS SYNAPSIS TELEFONICA TELEFONICA TERADATA TERADATA TIM TIM TIVIT TIVIT T-SYSTEMS T-SYSTEMS VIVO VIVO YKP YKP

ACCENTURE ACCENTURE ACECO TI ACECO TI AMD AMD ARCON ARCON ATENTO ATENTO AUTOMATOS AUTOMATOS AVAYA AVAYA BENNER BENNER BLACKBERRY BLACKBERRY BRQ BRQ BT BT CA CA CISCO CISCO CITRIX CITRIX CLARO CLARO CPM BRAXIS CPM BRAXIS CSC (BEARING POINT) CSC (BEARING POINT) DELL DELL DELOITTE DELOITTE DTS DTS ECCOX ECCOX EMBRATEL EMBRATEL FIAP FIAP FURUKAWA FURUKAWA HCL HCL HP HP IBM IBM INFOR INFOR INFORMATICA INFORMATICA INMETRICS INMETRICS INTEL INTEL ITAUTEC ITAUTEC KALENDAE KALENDAE LENOVO LENOVO LEXMARK LEXMARK LOGICA LOGICA MCAFEE MCAFEE MICROCITY MICROCITY MULTIREDE MULTIREDE NETAPP NETAPP OI OI ORANGE ORANGE POSITIVO POSITIVO PROMON PROMON PWC PWC RESOURCE RESOURCE SAMSUNG SAMSUNG SAP SAP SAS SAS SCOPUS SCOPUS SIEMENS IT SOLUTION SIEMENS IT SOLUTION SOFTWARE AG SOFTWARE AG STEFANINI STEFANINI SYNAPSIS SYNAPSIS TELEFONICA TELEFONICA TERADATA TERADATA TIM TIM TIVIT TIVIT T-SYSTEMS T-SYSTEMS VIVO VIVO YKP YKP

NTA Untitled-1 55

55

01/07/10 12:16


Patrocinadores Accenture

Agenda dos

gestores Ajudar as grandes empresas a transformarem seus departamentos de tecnologia da informação, ganhando mais eficiência em seus processos e melhorando o desempenho dos negócios. Este foi o objetivo da Accenture durante a sua participação no IT Forum 2010. “Para nós, é muito importante estar junto de clientes do porte dos que estão presentes no fórum, e participar de discussões de tão alto nível, com pessoas tão interessadas no tema”, revela Ricardo Chisman, sócio e diretor da Accenture.

Durante o encontro, a empresa procurou apresentar aos CIOs a sua oferta de serviços nas mais diversas áreas, com destaque para temas gerais que jamais saem da agenda dos gestores de tecnologia - como estratégia de TI, governança e inovação em tecnologia -, mas passando também por assuntos mais específicos, como a implantação de soluções em ERP. Além disto, os executivos da Accenture aproveitaram a oportunidade para expor a possibilidade de desenvolvimento de sistemas sob medida, de acordo com as necessidades de cada corporação, desenhados de forma customizada para transformar a TI das empresas, gerando alto desempenho. “Nosso objetivo é compartilhar com os CIOs a nossa visão de tecnologia e como a transformação da área de TI pode ajudar as empresas a atuarem de maneira mais www.itweb.com.br/itforum2010/accenture eficiente,” completa Chisman.

56

lay_patrocinadores_novo.indd 56

ITForum 2010

21/06/10 14:10


Orange won the Best Global Operator Award for the fourth consecutive year. We are proud to share this success with you. www.orange-business.com

together we can do more ORAN_0912038_210X297_MASTER_PRESSE_ANG.indd 1

lay_patrocinadores_novo.indd 61

France Télécom SA – RCS Paris 380 129 866.

I am Keng in Singapore and Leslie in Atlanta, I am 30,000 Orange colleagues around the world and thanks to our multinational clients, we have won the Best Global Operator Award 2009.

61

8/12/09 11:38:23

21/06/10 14:18


Patrocinadores Aceco TI

Segurança no

armazenamento de dados

A Aceco TI tratou no IT Forum dos níveis de confiabilidade de data centers. “Procuramos mostrar que a empresa oferece como soluções de segurança e alta disponibilidade da infraestrutura de DCs e que os órgãos de certificação e acreditação, como o Up Time Institute, ABNT e INMETRO dizem a respeito”, conta Fernando Almeida Prado, diretor.

Movidos pelo tema, dois lançamentos foram mostrados: o serviço de moving e o sistema de monitoração e automação da infraestrutura. “Em moving, a Aceco TI estruturou uma unidade de negócios especializada para assumir a responsabilidade perante o cliente de planejar as etapas de movimentação de equipamentos e sistemas, a execução da mudança e o acompanhamento do start up, gerenciando a interface entre os diversos fornecedores envolvidos no processo”, explica. Para o sistema de monitoração, foi desenvolvido um software de automação da infraestrutura do data center que gerencia todos os seus componentes, enviando traps pela rede e a celulares em caso de falha ou qualquer “não qualidade” no DC. Assim, indica exatamente onde a falha está, otimizando o tempo de reação do usuário e da equipe técnica de manutenção.

58

lay_patrocinadores_novo.indd 58

www.itweb.com.br/itforum2010/acecoti

ITForum 2010

21/06/10 14:10


0/acecoti

AMD Estreante no IT Forum, a AMD buscou aproximar-se de seus clientes e parceiros, mas também aproveitou a ocasião para expor seus lançamentos nas diversas linhas de produtos. “Criamos um lounge para exibir nossos lançamentos na família de processadores: para servidores, linha AMD Opteron de oito e 12 núcleos, também conhecido como Magny Cours; e para desktops, os AMD Phenom II, que serão lançados ainda este ano nas versões quad e hexa core, com quatro e seis núcleos, respectivamente”, conta Carolina Andrade, diretora de negócios corporativos.

Novos processadores Os diferenciais apontados pela empresa, no caso dos AMD Opteron, é que, além de serem os primeiros processadores x86 de 12 núcleos, são chips que aliam também o uso de memórias DDR3 de maior desempenho. “São excelentes para soluções como virtualização, por exemplo”, diz a diretora. Segundo Carolina, a AMD também muda a filosofia dos servidores quad-processador (quatro processadores) e cria uma tendência de mercado. “Junto com nossos parceiros, como a HP e a DELL, ofereceremos servidores muito mais acessíveis em custo, com alto poder de processamento e baixo consumo de energia, ideais para soluções de consolidação e virtualização, cada vez mais frequente nas organizações atuais”, completa.

www.itweb.com.br/itforum2010/amd

59

lay_patrocinadores_novo.indd 59

21/06/10 14:11


Patrocinadores Arcon

forte

Segurança www.itweb.com.br/itforum2010/arcon

Serviços gerenciados de segurança foi o tema abordado pela Arcon na sua segunda participação no IT Forum. O vice-presidente da empresa, Marcus Moraes de Oliveira, explica que, apesar de não levar lançamentos ao encontro, a empresa lança soluções técnicas para problemas específicos a todo momento. “Nosso principal objetivo é entregar elevado nível de serviço aos clientes por meio de ferramentas específicas”, conta. Afinal, a informação tem valor e ele é mais bem percebido por corporações de médio e grande portes. “Elas investem muito para protegê-la, por isso, faz parte da nossa missão melhorar a eficiência e aplicação de recursos.” 60

lay_patrocinadores_novo.indd 60

Para Marcus, o diferencial da marca está em assegurar serviços gerenciados de segurança que entregam não apenas a tecnologia, mas também processos, pessoas, resultados, conhecimento e gestão, garantindo como resultado o aumento do nível de segurança das informações da empresa contratante. “Buscamos minimizar problemas que podem vir com o uso inadequado de um sistema de segurança. Não basta ter despesas com uma nova tecnologia, é preciso garantir que os problemas sejam solucionados e que o nível de segurança da informação da empresa melhore.” ITForum 2010

22/06/10 17:19


Patrocinadores atento

Na sua segunda participação consecutiva no IT Forum, a Atento Brasil, empresa de contact center e terceirização de processos de negócios (BPO) do grupo Telefônica, apresentou sua experiência global em gerir o relacionamento entre empresas e seus públicos. Dentro desse contexto, uma das soluções apresentadas foi a de service desk. A Atento Brasil atua há mais de três anos nesta área, atendendo clientes dos setores de Telecom, Financeiro e Indústria Automotiva.

62

lay_patrocinadores_novo.indd 62

Service

desk ágil

www.itweb.com.br/itforum2010/atento

“Mostramos algumas novidades e melhorias desenvolvidas para nossa solução de service desk, com destaque para a solução de help desk que nos permite dimensionar a melhor resposta às necessidades de cada cliente”, esclarece Evandro Trus, diretor de produtos. Segundo o porta-voz da Atento, a solução permite uma maior agilidade na correção e prevenção de problemas e reincidências, além do total controle dos níveis de serviço (SLAs) e da gestão de processos. Tudo isso por meio de um ponto único de contato (SPOC), que possibilita maior percepção, visão e controle das necessidades dos usuários. “A solução garante velocidade no processo de abertura de chamados por múltiplos canais, bem como alto índice de resolução no primeiro contato,” complementa Trus.

ITForum 2010

21/06/10 14:18


Fino Traço Design

nto

Dunt nit lore dipsustrud endrem nulla faccummy nulputpat el ute dolorer sumsandre dolor autpat. Aciliquis dolortie elestrud minit ut iuscip ex ent lortio conulla faciliq

Prêmio Competitive Strategy Leadership no segmento MSS América Latina

15 anos www.arcon.com.br

63

lay_patrocinadores_novo.indd 63

21/06/10 14:19


Patrocinadores Automatos

Em ascensão

www.itweb.com.br/itforum2010/automatos

Fundada em 2001 nos Estados Unidos, neste ano, a Automatos aumentou seu portfólio em software no País após a aquisição de duas empresas brasileiras do mercado: Relativa Soluções e Disec Digital Security. “Agora, nossa oferta está mais completa e pronta para atender ao mercado com uma visão geral e orgânica de gestão de tecnologia”, comemora o presidente, Moyses Rodrigues. Com as compras, a empresa incluiu em sua lista de clientes nomes como EBX, Perdigão e Banco Central.

64

lay_patrocinadores_novo.indd 64

Focada em gestão de infraestrutura de tecnologia e segurança da informação, com estes movimentos, a fornecedora tornou-se capaz de oferecer a cadeia completa de gestão de TI a seus clientes. “Os CIOS buscam provedoras que consigam entender os desafios de negócios da empresa e que apoiem fortemente os seus desafios”, analisa Rodrigues, que acredita que a companhia está pronta para atender a esta necessidade corporativa. Ele contou que a nova Automatos está colhendo frutos da integração, por meio de diversos negócios nascidos a partir do cross-selling das soluções. “Isto é mais um indicativo que o mercado está aceitando de uma forma muito positiva o novo posicionamento. Estar perto dos nossos clientes foi a melhor forma de comemorar as mudanças e trazer as novidades para o mercado,” diz, sobre a estreia no IT Forum.

A toda velocidade: convidados passeiam em Ferrari patrocinada pela Automatos

ITForum 2010

01/07/10 16:55


avaya

União

de forças Após a aquisição da divisão Nortel Enterprise Solutions, a Avaya levou ao IT Forum o novo roadmap de produtos da empresa. “Apresentamos como as soluções da Avaya e da Nortel serão trabalhadas com os clientes após a aquisição, integração com a plataforma Avaya Aura e a nova oferta de soluções de dados, mercado que a Avaya não atuava anteriormente. Foram demonstradas também as novas versões das soluções IPO500 que colocam empresas de todos os tamanhos mais próximas do universo das comunicações unificadas”, detalha Priscila Vianna, diretora de marketing da empresa.

www.itweb.com.br/itforum2010/avaya

Presente no IT Forum desde a primeira edição, o foco da Avaya são as soluções que chegarão em breve ao mercado, prontamente integradas com as tecnologias disponibilizadas pela fusão. “Com a compra da Nortel, nossa liderança nos mercados de contact center e comunicações unificadas ganha reforços importantes e passamos também a atuar no mercado de soluções de dados. O objetivo da Avaya ao participar do IT Forum é compartilhar com as companhias presentes as informações mais recentes a respeito da estratégia da companhia após este importante passo tomado por nós no ano passado, além de apresentar o amplo portfólio de soluções a ser lançado nos próximos 30 meses”, finaliza Priscila.

65

lay_patrocinadores_novo.indd 65

30/06/10 14:08


Patrocinadores Benner

Sem complicação

e fraudes www.itweb.com.br/itforum2010/benner

As novas soluções Bee One, RH Benner 4.0, Módulo de Gestão de Competências e a Legislação Setorizada foram os lançamentos apresentados com exclusividade no IT Forum pela Benner. De acordo com Lucrécia de Oliveira, diretora-comercial, o objetivo principal é criar ferramentas que atendam totalmente às necessidades de cada vertical de negócios. No IT Forum, a empresa visou a apresentar aos CIOs novas ferramentas que tragam segurança, economia e desenvolvimento para suas empresas. Conheça cada uma:

66

lay_patrocinadores_novo.indd 66

Bee One – “Indicada para integração bancária, que permite a comunicação direta do ERP (SAP e Oracle) aos bancos, eliminando qualquer processo manual via arquivo TXT, garantindo segurança ao processo de cobrança, pagamento de folha e DDA”, explica Lucrécia. Benner RH 4.0 – Segundo a executiva, a ferramenta é abrangente e destinada à gestão de competências na corporação, processo que, hoje, é prioridade na pauta dos gestores de recursos humanos. Legislação Setorizada – Destina-se a empresas com operações distribuídas, especialmente as que prestam serviço em diferentes municípios. “Por meio dela, o setor tributário da empresa pode terceirizar o processo de acompanhamento da legislação Federal, Estadual e Municipal e automatizar a atualização de seu ERP,” explica. ITForum 2010

21/06/10 14:20


69

lay_patrocinadores_novo.indd 69

21/06/10 14:21


Patrocinadores BlackBerry

Smartphones para todos

www.itweb.com.br/itforum2010/blackberry

Participando pela segunda vez consecutiva do IT Forum, a Research In Motion (RIM), fabricante dos smartphones BlackBerry, mostrou aos CIOs sua linha de produtos e serviços e apresentou sua nova plataforma, o BlackBerry Enterprise Server (BES) Express. Anunciado recentemente durante o Mobile World Congress, em Barcelona, o software tem tido êxito na quantidade de downloads por meio do site (www.blackberry.com/besexpress), inclusive na América Latina e no Brasil. “Este sucesso reflete a credibilidade da solução BES, criada para atender às necessidades das companhias em termos de proteção de dados transmitidos pela rede ou armazenados no aparelho”, diz a gerente de marketing corporativo pela América Latina da RIM, Marislei Mattias. A novidade da plataforma Express vem com o intuito de “descer a pirâmide corporativa”, ou seja, atingir os funcionários que ainda não possuem um smartphone. “Noventa por cento ou mais dos CIOs que estavam no encontro já usam o aparelho. Queremos fazer com que os funcionários destes clientes também passem a usar”, explica Marislei. Gratuito para o ambiente corporativo, o BES Express oferece a mesma segurança e capacidade de gerenciamento do BlackBerry Enterprise Server, mas sem todos os recursos avançados.

68

lay_patrocinadores_novo.indd 68

ITForum 2010

21/06/10 14:21


Untitled-1 1

21/06/10 15:26


patrocinadores Brq

SCRUM para implantação

de metodologias

“Enfatizamos a metodologia SCRUM, uma consultoria de instrução e mentorização na implantação de metodologias ágeis de desenvolvimento e adoção de automação do ciclo de vida de desenvolvimento com ferramentas de integração contínua”, diz Benjamin Quadros, presidente da BRQ. De acordo com ele, o diferencial da empresa é possuir cases concretos e equipes formadas com know-how, além da experiência na implantação de automação com ferramentas open source e de mercado como IBM Rational. “A solução é muito importante para o mercado corporativo. Segundo o Chaos Report, 30% dos projetos de desenvolvimento são bem sucedidos”, explica o presidente. O objetivo da BRQ é auxiliar os clientes a melhorarem a execução de seus projetos de desenvolvimento de aplicações, por meio de um melhor direcionamento de seus investimentos em funcionalidades que focam em seu negócio.

70

lay_patrocinadores_novo.indd 70

A BRQ apresentou, em sua terceira participação no IT Forum, seu portfólio de serviços e soluções de TI, de consultoria a serviços de infraestrutura, passando por outsourcing, BPO, projetos sob medida, fábrica de software, soluções de CRM, BI e ERP e distribuição de software de terceiros. www.itweb.com.br/itforum2010/brq

ITForum 2010

21/06/10 14:22


BT

o

s

Excelência no

www.itweb.com.br/itforum2010/bt

atendimento

Os diferenciais que a British Telecom prioriza são a qualidade e o atendimento ao cliente. “Operamos em mais de 170 países, incluindo o Brasil, oferecendo cobertura global de infraestrutura de rede e um portfólio de produtos e serviços exclusivamente dedicados ao segmento corporativo. Além disso, a British Telecom é um dos poucos players realmente globais – o que é extremamente importante no processo de internacionalização das empresas brasileiras, pois, onde quer que se abram oportunidades, estaremos presentes para oferecer todo o suporte de que o CIO necessita”, lista Sergio Paulo Gallindo, diretor-geral da BT no Brasil. Em sua quarta participação consecutiva no IT Forum, a empresa apresentou seu portfólio de soluções integradas de TI, comunicações unificadas e telecomunicações, incluindo redes inteligentes, data center e serviços profissionais. “Especialistas apontam que as organizações, cada vez mais, estão preocupadas em aumentar a eficiência operacional, seja pela adoção de tecnologias inovadoras de colaboração, seja pela racionalização de custos. O papel da British Telecom é entender o negócio dos clientes para atender às suas necessidades tecnológicas”, diz Gallindo.

71

lay_patrocinadores_novo.indd 71

30/06/10 14:11


Patrocinadores CA

Múltiplas

opções

“Em sua nona participação no IT Forum, a CA buscou compreender as necessidades de negócios de cada empresa e mostrar como suas soluções podem contribuir na obtenção de maior eficiência e retorno de investimentos em infraestrutura de TI”, diz Laércio Albuquerque, diretor-geral da fornecedora no Brasil.

72

lay_patrocinadores_novo.indd 72

www.itweb.com.br/itforum2010/CA

No encontro, a empresa apresentou diversas soluções de gestão, entre elas, a de virtualização, gerência de serviços e automação de ambientes. Computação em nuvem também foi tema. De acordo com Albuquerque, cloud transforma a TI de uma fábrica em uma cadeia de suprimentos que requer funcionalidade e otimização financeira. “A nuvem não se limita a serviços e infraestrutura, mas trata-se de conceder ao usuário a capacidade de gerenciá-los. Além disso, irá coexistir com recursos distribuídos e de mainframe, devendo ser gerenciada em comum com essas plataformas”, completa.

ITForum 2010

21/06/10 14:22


Cisco Participante do IT Forum, a Cisco todos os anos busca desenvolver e estabelecer relacionamentos com clientes e parceiros de negócios. Para a última edição, preparou a apresentação da arquitetura que proporciona uma melhor colaboração entre seus funcionários e seus clientes, alinhando segurança, mobilidade, aumento de produtividade e redução de custos. “O mais recente lançamento desta arquitetura de colaboração são os aplicativos de mobilidade para o iPhone e as novas pltaformas de distribuição de conteúdo de vídeo para enriquecer a cooperação entre pessoas e empresas”, explica Marcelo Rosalen, system engineer.

Diminuindo a

distância www.itweb.com.br/itforum2010/cisco

Os novos aplicativos vêm, segundo a companhia, para oferecer maior eficácia na colaboração, fundamental nos dias de hoje. De acordo com Rosalen, por conta da dispersão das forças de trabalho e redução de viagens e verbas, as soluções de Colaboração da Cisco ajudam a criar equipes mais eficazes, sem limitações. “A sobrecarga de informações já é considerada normal”, diz. Ele aponta maior agilidade para formar equipes como o grande diferencial dos lançamentos. “É possível reunir-se com três clientes de continentes diferentes em um único dia, como se estivessem todos na mesma sala. Você pode melhorar as interações, incentivar a inovação e a criatividade,” enumera.

73

lay_patrocinadores_novo.indd 73

21/06/10 14:23


Patrocinadores citrix

Desktop virtual A Citrix apresentou no IT Forum o desktop virtual. “O atual modelo de gerenciamento distribuído tornou-se extremamente complexo e caro. Os desktops individuais são combinações codificadas do sistema operacional (OS), aplicativos e configurações dos usuários, gerenciados continuamente um por um”, conta André Felipe, gerente de marketing da Citrix no Brasil. A ideia permite que as empresas fiquem independentes do hardware da ponta (dos usuários), oferece segurança das informações (físicas e lógicas), autoriza auditar toda a utilização das informações e que se tenha uma padronização dos desktops, livres de vírus, programas piratas e outros de distração.

www.itweb.com.br/itforum2010/citrix

Segundo o gerente de desenvolvimento de negócios Luíz Szente, os funcionários podem usar somente PCs corporativos designados a eles, o que restringe mobilidade e flexibilidade. “Ao mesmo tempo, a TI luta para atualizar os dispositivos continuamente a cada lançamento de um novo OS ou aplicativo. Continuar seguindo o antigo ciclo de atualização de PCs e o modelo tradicional de desktop distribuído é uma escolha inadequada para os departamentos de TI que enfrentam redução de pessoal e orçamento”, acrescenta. O lançamento apresentado na primeira participação da Citrix no IT Forum atende pelo nome Citrix XenDesktop.

74

lay_patrocinadores_novo.indd 74

ITForum 2010

21/06/10 14:23


claro

l

A Claro apresentou – em sua terceira participação no IT Forum – casos de sucesso, segmentados por mercado, nos quais o objetivo da implementação foi viabilizar negócios e proporcionar economia e qualidade na gestão de serviços. “Nosso posicionamento é de operadora de serviços móveis com opções variadas de soluções de dados, seja via rede GPRS ou 3G”, justifica Maurício Torres, gerente-nacional de marketing corporativo.

Serviços móveis www.itweb.com.br/itforum2010/claro

O principal objetivo da empresa foi criar oportunidades de negócios e conquistar novos assinantes, demonstrando soluções que foram personalizadas de acordo com a necessidade dos clientes. “Nosso diferencial está na automação de processos, integração e otimização de recursos, convergência para melhoria da gestão do negócio e adequada mensuração de resultados na prestação dos serviços”, explica Torres. Segundo o gerente, as soluções implementadas são aderentes às necessidades das empresas e capitalizadas para o usuário final. “A Claro é constantemente escolhida para participar de projetos por meio de desenvolvedores e integradores de soluções técnicas”, arremata.

75

lay_patrocinadores_novo.indd 75

21/06/10 14:23


Patrocinadores CPM Braxis Atenta às demandas para 2010 das empresas participantes do IT Forum, a CPM Braxis, em sua terceira participação no encontro, buscou consolidar a sua oferta completa de serviços (one-stop-shop) em aplicações, infraestrutura e BPO. “Quisemos reforçar a capacidade de entrega da CPM Braxis”, conta Paulo Marcelo Lessa Moreira, vice-presidente de vendas da empresa.

www.itweb.com.br/itforum2010/cpm

Oferta

76

Entre as soluções, a companhia apresentou as de managed services (serviços especializados de infraestrutura); applications management services (AMS); e projetos de business intelligence e enterprise performance management. “Estas soluções são importantes, pois garantem maximizar benefícios com base nos investimentos em TI realizados pelas corporações”, verifica Moreira. A aceitação delas, afirmou o executivo, já se mostrou elevada, por meio de diversos contratos de longa duração, realizados em 2009.

completa

lay_patrocinadores_novo.indd 76

ITForum 2010

30/06/10 14:13


Untitled-2 1

21/06/10 15:48


Patrocinadores CSC (Bearing Point)

Representação

brasileira www.itweb.com.br/itforum2010/csc

Após a aquisição da BearingPoint, a CSC se apresentou ao mercado brasileiro durante o IT Forum. A empresa mostrou uma solução na área de BPM e SOA, além da recém-lançada ferramenta Cordys. “Esta solução suporta as corporações na melhor utilização dos investimentos realizados em TI, além de proporcionar à área de negócios novas experiências na utilização de TI, com maior flexibilidade e agilidade”, diz Adriano Giudice, presidente da CSC Brasil. 78

lay_patrocinadores_novo.indd 78

A empresa oferece soluções para gestão de negócios, integração de sistemas e outsourcing de TI globalmente, promovendo agilidade e flexibilidade necessárias para viabilização de estratégias de negócios. “Nossos modelos são reutilizáveis, o que pode acelerar o desenvolvimento e a automatização de processos críticos para o sucesso das empresas”, completa o presidente. Para a CSC, estar no IT Forum foi a oportunidade de demonstrar a aceitação de suas soluções nos mercados global e nacional, assim como comprovar a capacidade de atendimento de possíveis necessidades das empresas presentes. “O Brasil está crescendo e é possível trazer conhecimento e inovação, para investir no capital humano. A nossa missão é esta”, finaliza. ITForum 2010

21/06/10 14:30


lay_patrocinadores_novo.indd 77

21/06/10 14:24


Patrocinadores dell No momento em que o mercado investe cada vez mais em produtos protegidos por patentes, a Dell anuncia soluções abertas baseadas em padrões que permitem aos clientes de qualquer tamanho integrar novas tecnologias, sem sacrificar os investimentos em TI. As novas soluções e serviços flexíveis liberam os clientes para capitalizar a “Era Virtual” da indústria de tecnologia e atingir novos níveis de eficiência.

www.itweb.com.br/itforum2010/dell

Soluções

abertas Segundo Mário Sofia, gerente-regional de vendas da Dell Brasil, a primeira participação da companhia no IT Forum foi primordial para demonstrar uma das tecnologias que emergiu recentemente — a virtualização. “As soluções da Dell são projetadas para simplificar a implementação e o gerenciamento de um ambiente virtualizado, oferecendo configurações de negócios prontas, configurações-chaves que ajudam a reduzir o tempo de planejamento para implementar uma estratégia de virtualização por meses, não exigindo revisão do data center e fornecendo um retorno sobre investimento imediato para os diversos tamanhos de empresas”, diz. As novas plataformas integradas, interoperacionais e modulares permitem que os clientes montem centros de dados altamente virtualizados e plataformas de computação em nuvem.

80

lay_patrocinadores_novo.indd 80

ITForum 2010

21/06/10 14:31


Deloitte

Eficiência em

gestão de projetos www.itweb.com.br/itforum2010/deloitte

Em sua participação no IT Forum, a Deloitte apresentou soluções de gestão de portfólio de projetos, que usam a ferramenta Clarity, da CA, como plataforma. Segundo Laurence Liu, sócio da consultoria empresarial, a solução conjunta inova ao oferecer o software como serviço (SaaS). “O cliente adquire nossa solução e paga um aluguel mensal conforme a quantidade de licenças que necessitar. Atualmente, é muito importante transformar investimentos (Capex) em custo operacional (Opex). Para o CIO, isto significa que esta solução não precisa concorrer com o orçamento de investimento e ele tem flexibilidade para crescer ou reduzir o ambiente conforme sua necessidade.

Além do modelo de aluguel, o diferencial da solução é auxiliar as empresas a evoluírem seus graus de maturidade do processo de gestão de portfólio. “Gestão de portfólio de projetos (PPM) é uma disciplina que envolve transformação na cultura de controles e que sempre esbarra na questão de falta de aderência em seguir as metodologias de projetos”, explica Liu. Para o mercado corporativo, é importante saber se estão fazendo os projetos certos e em número suficiente (gestão de portfólio), e ainda se a sua execução está perfeita. Esta é a premissa que norteia a solução oferecida pela Deloitte.

81

lay_patrocinadores_novo.indd 81

21/06/10 14:31


Patrocinadores dts

A DTS é uma empresa de consultoria atuante em cinco países: Brasil, Argentina, Colômbia, México e Espanha. A execução e entrega dos serviços é feita por oito delivery centers distribuídos em Alphaville (SP), Curitiba, Rio de Janeiro, Argentina, Colômbia, Espanha e México. “Cada um deles é especializado em determinados serviços, que compõem os dois segmentos de especialização, nos quais a DTS Consulting atua: core bank e projetos técnicos”, ilustra Fernanda Parra, diretora de negócios. www.itweb.com.br/itforum2010/dts

A atuação da empresa, bem como reforçar o relacionamento com CIOs, foi o foco da primeira participação no IT Forum. “Apresentamos as nossas soluções em projetos fechados para core bank e projetos técnicos de modernização de legado, rehosting de aplicações, integração de dados, archiving e fábrica de software”, conta Fernanda. De acordo com a diretora, em core bank o diferencial da DTS é a experiência da equipe. “Com certeza das mais experientes da região! Tanto em negócios como em TI, especificamos e desenvolvemos grandes projetos fechados com mais de cem mil horas, além de cuidar da manutenção de aplicações críticas para os principais bancos da América Latina”, diz.

Ferramentas 82

para bancos

lay_patrocinadores_novo.indd 82

ITForum 2010

21/06/10 14:31


eccox

Alta

disponibilidade Estreante no IT Forum, a Eccox aproveitou a ocasião para apresentar os lançamentos voltados para estabelecimento de metodologia e técnicas a serem utilizadas na gestão dos ambientes de TI e processos de testes e homologação. “Isto pode ser utilizando as ferramentas Eccox (Eccox/QC, Eccox/APT e Eccox/Advisor) ou as de mercado que o cliente já possua”, conta Maurício da Costa e Silva, CEO da empresa.

www.itweb.com.br/itforum2010/eccox

s

Foram mostrados ainda outros produtos representados pela marca, com exclusividade no Brasil, como as ferramentas para otimizar o desempenho, reduzir o consumo de CPU, diminuir a janela de processamento e a utilização de memória. “Com a redução dos custos de processamento, o investimento do cliente fica preservado”, diz Maurício Costa e Silva. Além disto, a empresa também levou as ferramentas para melhoria do desempenho do banco de dados DB2, eliminando I/Os, e produtos para automatização do CICS. Segundo o CEO da companhia, as soluções ampliam a competência da Eccox Technology no segmento de alta disponibilidade para sistemas corporativos robustos e expandem o portfólio em DB2 Mainframe. “E para o mercado são importantes, pois auxiliam a economizar infraestrutura e aumentar a disponibilidade da plataforma de negócios,” elogia.

83

lay_patrocinadores_novo.indd 83

21/06/10 14:31


Patrocinadores Embratel

Crescimento

recorde Na sua 11ª participação no IT Forum, a Embratel comunicou o crescimento recorde da empresa em 2009. Entre outros fatores, tais resultados foram possíveis graças às novas linhas de negócio e à consolidação da liderança no mercado de telefonia. 84

lay_patrocinadores_novo.indd 84

No quarto trimestre de 2009, a receita líquida da Embratel cresceu 7,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 2,7 bilhões. No acumulado, o resultado foi de R$ 10,6 bilhões, um aumento de 8,4%. O lucro líquido da companhia foi de R$ 327 milhões e, no acumulado do período, de R$ 1,29 bilhão, crescimento de 181% e 111%, respectivamente. Como exemplo de impulsionadores do resultado, a Embratel cita a TV por assinatura, além da portabilidade numérica. Já a nova linha de negócios de TV por assinatura via satélite, a Via Embratel, lançada em dezembro de 2008, encerrou 2009 com 382.321 novos clientes, mantendo crescimento expressivo. Os resultados da operadora referentes a 2009 também apontam crescimento com serviço local, comunicação de dados (internet) e longa distância (DDD e DDI), comparados a 2008. ITForum 2010

21/06/10 14:31


e

fiap Sob a premissa de apresentar aos principais executivos de TI das mais importantes empresas do País sua expertise em educação continuada, a FIAP Corporate participou pela segunda vez do IT Forum. No encontro, divulgou sua gama de soluções completas e personalizadas de treinamento e capacitação para empresas na área de gestão e TI. “Quisemos mostrar nossa qualificação para o desenvolvimento de competências e habilidades, trabalhando totalmente focados nas necessidades, objetivos e resultados, levando para as empresas o que há de mais moderno em tecnologia, metodologia e conceitos de gestão”, comenta Francesco Querini, diretor da FIAP Corporate.

Educação continuada www.itweb.com.br/itforum2010/fiap

Segundo ele, o principal diferencial dos métodos utilizados está na habilidade de ouvir o mercado/cliente e entender o que este necessita. “O mundo de hoje é profundamente dependente da tecnologia da informação e as empresas e os executivos de maior visão e sucesso sabem que sem formação e informação nada nem ninguém alcança a liderança ou nela se mantém. Portanto, as empresas líderes de mercado sabem que têm que garantir a educação continuada de suas equipes de TI e gestão na busca constante da perpetuidade de seu negócio”, acrescenta Querini.

85

lay_patrocinadores_novo.indd 85

21/06/10 14:32


Patrocinadores Furukawa

seguro Cabeamento A Furukawa atua nas áreas de telecomunicações, eletrônica, sistemas automotivos, energia, metais e serviços, e opera na América do Norte, África, Ásia, Europa e América Latina. No Brasil, a empresa destaca-se no segmento de telecomunicações, fornecendo fibras e cabos óticos. Com este expertise, expôs pela quarta vez no IT Forum as tendências em infraestrutura de redes e seus serviços em consultoria para as mesmas.

www.itweb.com.br/itforum2010/furukawa

86

lay_patrocinadores_novo.indd 86

“Apresentamos casos de sucesso em diferentes necessidades e cenários”, conta H.Doi, diretor-comercial. Com foco em soluções de infraestrutura para data centers e ambientes críticos, a companhia desejou destacar seu desempenho, qualidade e capacidade de suporte de engenharia de projetos. H.Doi aponta a importância deste negócio para o mercado corporativo porque sua aplicação é crítica e a adoção de um projeto otimizado pode conferir maior vida útil ao investimento. “Por isso buscamos soluções tecnológicas alinhadas para atender às demandas de negócios de setores econômicos específicos , gerando competividade e segurança em projetos de redes (LAN/WAN)”. A empresa apresentou um crescimento de 200% em 2009 e prevê outra expansão para este ano. ITForum 2010

21/06/10 14:32


hcl

Solução completa Valorizar os serviços de gestão de infraestrutura na nova realidade das corporações do mundo pós-crise é a prioridade da HCL, conforme sugere Silvio Passos, diretor de operações da empresa. “Demos início a uma campanha para reforçar a linha de negócio da gestão de infraestrutura. Estamos atualmente dobrando nossa capacidade no delivery center em São Leopoldo (RS)”, diz.

www.itweb.com.br/itforum2010/hcl

Para Passos, os diferenciais da HCL estão na capacidade de maximizar a personalização dos serviços, aumentando autonomia e produtividade de cada pessoa que utiliza aplicativos e dispositivos de TI, ao mesmo tempo em que reduz os custos totais de propriedade (TCO).  Participando pela segunda vez do IT Forum, a empresa buscou demonstrar os diferenciais de sua oferta para um mundo onde as organizações estão cada vez mais distribuídas. “A gestão de infraestrutura está longe de ser commodity, como muitos acreditam. Ela passa a exercer um papel fundamental na capacidade que as empresas terão de aproveitar as oportunidades em mercados cada vez mais dinâmicos. Nossa oferta permite que a infraestrutura de TI proveja o empowerment para que as pessoas sejam muito mais produtivas, independentemente de onde estejam ou de que ferramentas utilizam para executar suas funções”, finaliza.

87

lay_patrocinadores_novo.indd 87

21/06/10 14:32


Patrocinadores hp

Única

plataforma Em uma pesquisa encomendada em 2009 pela HP, a empresa constatou que as corporações estão focando em tecnologia para superar os desafios de mercado e preparar seu ambiente de TI para o futuro. “No total, foram entrevistados 550 executivos de negócios e tecnologia (entre CEOs, CIOs, diretores e gerentes) e especialistas em TI de empresas de médio e grande porte de 16 países, incluindo o Brasil. A HP identificou que 80% das organizações reconhecem a necessidade de mais flexibilidade nas abordagens de negócio para atender às mudanças do mercado. Foi justamente para atender a estas demandas que a empresa colocou no mercado um pacote de soluções que contempla hardware, software e serviços de TI, HP Converged Infrastructure Architeture”, introduz Denoel Eller, diretor da divisão de servidores, storage e redes (ESSN) da HP Brasil, sobre o lançamento apresentado no IT Forum. 88

lay_patrocinadores_novo.indd 88

www.itweb.com.br/itforum2010/hp

Segundo Eller, HP Converged Infrastructure Architecture endereça os problemas de crescimento desordenado, responsável hoje pela maior parte dos gastos de TI, que deveriam estar focados em inovação e não em manutenção. “Este modelo contempla a integração de soluções de armazenamento de dados, servidores, ambiente de rede e serviços de TI.”, explica o executivo.

ITForum 2010

21/06/10 14:32


Informatica Corporation

a Pré-lançamento

no IT Forum

Com 17 anos de atuação mundial e cerca de 3,9 mil clientes — sendo que 84 deles pertencem à lista das cem maiores companhias da Fortune e 87% estão listadas em Dow Jones —, a Informatica Corporation levou lançamento para o IT Forum 2010. A empresa apresentou a plataforma Informatica 9, software de integração de dados corporativos que atende a três demandas fundamentais das empresas: integra as áreas de TI e negócios, garante a efetiva qualidade dos dados e oferece serviços abrangentes baseados em SOA (arquitetura orientada a serviços). “A solução consolida a posição da empresa como fornecedora líder, segundo relatório do Gartner”, comemora o vice-presidente da Informatica Corporation para a América Latina, Carlos André.

www.itweb.com.br/itforum2010/informatica

Segundo André, o Informatica 9 permite obter dados relevantes, confiáveis e oportunos, reduzindo riscos e custos, além de garantir a otimização de resultados nos processos de negócios. “Por exemplo, a solução permite uma visão única e abrangente do cliente, o monitoramento e controle de riscos e o lançamento de projetos com time to market,” descrever o vice-presidente.

89

lay_patrocinadores_novo.indd 89

30/06/10 15:07


Patrocinadores infor

Solução de marketing

melhorada Com cerca de 30 empresas adquiridas e mais de 70 mil clientes pelo mundo, a Infor esteve pela segunda vez no IT Forum. “Além da excelente oportunidade de relacionamento com clientes atuais e em potencial, quisemos passar a mensagem de que temos soluções que atendem às necessidades de corporações de vários segmentos”, explica o diretor de vendas para o Brasil, Celso Tomé Rosa.

Dentre os produtos apresentados aos CIOs no encontro, destaque para a nova versão otimizada da solução Infor CRM Epiphany Outbound Marketing. Com 39 novas funcionalidades, o software dá acesso a dados externos, o que permite aos executivos de marketing incluir informações de qualquer parte da organização, incorporando facilmente os dados de aquisição e restrições existentes. Promete-se também uma implementação fácil e rápido retorno de investimento.

www.itweb.com.br/itforum2010/infor

90

lay_patrocinadores_novo.indd 90

ITForum 2010

21/06/10 14:32


ibm Em vez de levar ao IT Forum 2010 uma solução ou produto, a IBM preferiu apresentar aos participantes o estudo “A nova voz do CIO”, resultado de uma pesquisa conduzida pela área de consultoria da companhia com mais de 2,5 mil líderes de TI em cerca de 80 países, incluindo o Brasil. O material destaca os atuais desafios enfrentados pelos CIOs e mostra como este executivo está cada vez mais alinhado às expectativas do negócio da empresa.

www.itweb.com.br/itforum2010/ibm

Com a palavra,

os CIOs Foram apontadas seis características como fundamentais para o profissional do futuro: ser visionário, pragmático, sagaz e criador de valor, preocupado com a redução de custos, líder colaborativo de negócio e inspirador para a equipe de TI. “Equilibrando essas qualidades, o CIO conseguirá promover a inovação com sucesso compatível à realidade da organização, ampliar o retorno sobre o investimento (ROI) e contribuir para a expansão dos negócios”, explica o vice-presidente de vendas da IBM Brasil, Marcelo Spaziani. Participante do IT Forum há mais de cinco anos, a companhia também abordou a visão Planeta Mais Inteligente por meio de casos de sucesso. Esta iniciativa global é dividida em quatro pilares: Além do Verde, Infraestrutura Dinâmica, Trabalho Inteligente e Nova Inteligência.

91

lay_patrocinadores_novo.indd 91

30/06/10 15:05


Patrocinadores Inmetrics

Plataforma

única Em sua estreia no IT Forum, a Inmetrics apresentou sua plataforma de outsourcing, chamada Centro de Excelência (CoE). De acordo com a empresa, o objetivo da solução é gerar retorno de investimento efetivo em termos de redução de custos de infraestrutura, com abordagens de consolidação de servidores e de otimização de aplicações. Além disto, a companhia fala em redução de perdas originárias de defeitos em aplicações, redução do tempo e do esforço necessários para implantação de novas soluções, monitoramento proativo, aumento do tempo total de disponibilidade das aplicações e redução com o custo total de manutenção das aplicações ao longo do ciclo de vida em produção.

92

lay_patrocinadores_novo.indd 92

www.itweb.com.br/itforum2010/inmetrics

“Para empresas que dependem de TI, como bancos, telecomunicações, varejo online e outras, nossas soluções garantem maior tempo de disponibilidade das aplicações de missão crítica, evitando perda de receita devido à indisponibilidades e defeitos”, conta Pablo Cavalcanti, presidente da Inmetrics. Segundo a corporação, após uma pesquisa de mercado realizada com 40 empresas há dois anos, a aceitação do produto se mostra alta. “Nos últimos 18 meses houve um aumento expressivo na demanda por serviços de qualidade e performance”, diz Cavalcanti. ITForum 2010

21/06/10 14:33


intel

Novos processadores com ganhos financeiros Maior fabricante de processadores do mundo, a Intel apresentou no IT Forum lançamentos, o Xeon 5600 e o Xeon 7500. Sugeridos para data centers, os processadores visam a atender demandas diferentes do mercado corporativo. “Eles endereçam soluções que vão desde cloud computing, passando por virtualização, gerenciamento remoto e segurança”, esclarece o diretor para segmentos corporativo e público da Intel do Brasil, Augusto Campos.

De acordo com a fabricante, as plataformas de servidores construídos em cima de processadores Xeon 5600 são mais econômicas em termos de consumo de energia e garantem um desempenho elevado. “Permite que se substituam 15 servidores de cinco anos atrás por apenas um”, garante. Isto significa economia de espaço, de licença de software e de energia elétrica. A Intel estima o retorno do investimento em cinco meses. Por outro lado, os processadores Xeon da família 7500 são as novas plataformas da Intel para servidores de quatro ou mais processadores, com características de alta disponibilidade, além de segurança e desempenho otimizados.

www.itweb.com.br/itforum2010/intel

93

lay_patrocinadores_novo.indd 93

21/06/10 14:33


Patrocinadores Itautec

TI Verde www.itweb.com.br/itforum2010/itautec

Em sua sétima participação no IT Forum, a Itautec aproveitou para discutir os princípios de sustentabilidade como estratégia para os negócios de TI. A companhia comentou suas experiências, falou sobre seu programa de gestão ambiental e apresentou novidades. “A companhia lançou o NT2010, um equipamento compacto que tem tecnologia dos processadores Atom e consome como um thin client. O aparelho pode substituir um desktop em aplicações como call center, áreas industriais e varejo, com o benefício de economia de espaço e energia, já que o equipamento consome menos de 40% da energia de um desktop. Também é extremamente silencioso”, conta Carlos Mauricio Guizelli, diretor-comercial corporativo e internacional. 94

lay_patrocinadores_novo.indd 94

A Itautec também levou para o encontro sua nova linha de notebooks. “Entre eles, estão o L9310, equipamento com processador UltraLowVoltage, que é ultrafino e possui o peso de um netbook, o que oferece bastante portabilidade ao aparelho; e o W7410, um aparelho com alto custo-benefício e o N8645, um notebook com 1GB de memória de vídeo dedicada e configuração robusta, ideal para aplicações gráficas”, exemplifica. ITForum 2010

21/06/10 14:33


e

Kalendae Pela primeira vez no IT Forum, a Kalendae – empresa de gerenciamento de serviços das áreas de TI e call center – não levou lançamentos, mas buscou divulgar sua marca e a nova estrutura da empresa, a fim de consolidar parcerias. “Realizamos uma apresentação institucional dos nossos produtos básicos de consultoria e treinamento”, conta Elio Boccia, CEO da empresa que acumula cerca de 12 anos de atuação, com sede no Brasil e presença no México. “O nosso objetivo é auxiliar as companhias na maximização dos seus resultados por meio da adoção das melhores práticas de mercado para o gerenciamento de serviços com governança em TI, Itil, Cobit, ISO 20 mil e outros frameworks”, explica Elio.

Consultoria, treinamento

e parceria estratégica www.itweb.com.br/itforum2010/kalendae

Os compromissos em consultoria da Kalendae incluem desenvolvimento de estratégia de serviços, avaliações de aderência e maturidade, implementação e melhoria contínua, e cobre as áreas de governança, risco e compliance (GRC). A empresa também oferece treinamento e suporte internacional, e desde dezembro de 2005 tem um contrato de representação oficial no Brasil e na América Latina para vender e implementar todas as soluções da Fox IT, empresa inglesa especializada em ITSM (Information Technology Service Management).

95

lay_patrocinadores_novo.indd 95

21/06/10 14:33


Patrocinadores Lenovo

Novidades para o mercado corporativo www.itweb.com.br/itforum2010/lenovo

Estreante no IT Forum, a fabricante de computadores Lenovo apresentou em primeira mão lançamentos que só chegaram ao mercado mundial após o encontro. Foi o caso do desktop Think Centre M90 para empresas de grande e médio portes, que procuram alto desempenho, baixo gasto de energia e segurança. “Com processadores da nova família Intel Core™, seu desempenho é 81% melhor do que similar da marca lançado há três anos”, frisa o diretor para grandes contas, Fernando Gomes.

An

Outs Tran suce

Bringing it all together

Colaboração sem fronteiras

C

M

Explore todo o potencial de sua organização

Y

CM

MY

British Telecom. Soluções integradas em TI, comunicações unificadas e telecomunicações.

96

lay_patrocinadores_novo.indd 96

CY

CMY

K

ITForum 2010

www.bt.com/br

21/06/10 14:36

Conh mode T-Sys geraç Ele ab a nec poder até 30 gestã

www.t-


o

o Anuncio T-Systems .pdf 29/4/2010 09:15:12

Outsourcing é o começo. Transformação é a chave para o sucesso.

ether

as

ção

m TI, ões.

m/br

Os computadores são feitos com até 42% de plástico reciclável, o que representa uma economia de 27 garrafas plásticas por unidade. O M90 pode ser inicializado em apenas 35 segundos para Windows 7 e é pré-carregado com o pacote completo de ferramentas ThinkVantage® Technology (TVT).

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Conheça o Transformational Outsourcing, modelo inovador desenvolvido pela T-Systems, que representa a próxima geração da terceirização. Ele aborda simultaneamente três desafios: a necessidade de um IT landscape mais poderoso e eficiente, redução de custos de até 30% e melhoria dos processos de gestão e de negócios.

www.t-systems.com.br

lay_patrocinadores_novo.indd 97

Transformational Outsourcing

Redução de custos + Inovação

97

21/06/10 14:37


Patrocinadores LEXMARK

Economia em impressão

Baseado na estratégia “imprima menos, economize mais”, a Lexmark, em sua terceira participação no IT Forum, apresentou soluções de otimização de fluxo de documentos. “Por meio dessas possibilidades, conseguimos transformar um processo primariamente baseado no papel em um totalmente digital. Os benefícios são facilmente identificados no aumento da produtividade, redução de custos com impressão e maior contribuição de nossos clientes  para o meio ambiente”, explica Aureo Fittipaldi Costa, diretor de vendas da divisão corporativa.

98

lay_patrocinadores_novo.indd 98

ITForum 2010

23/06/10 15:22


www.itweb.com.br/itforum2010/lexmark

Segundo o porta-voz, o grande diferencial se encontra na aplicabilidade e na facilidade do usuário em interagir com a solução. “No mercado corporativo, nossas soluções automatizam e otimizam os processos manuais de tratamento de documentos, além de acelerar os tempos de disponibilidade e transação dos documentos e proporcionam importante redução de custos na empresa”, diz.

S RTA . E O C AS RITM T NO SEU AS O M AN TE s IS ÚSIC L õe CA A M luç es, I o s G d de sida ho LO POR a s N t n e O OM ple nec mpe bra tos, M m e s o C je s o i O a c rea o de lhe s pro PR ARA m s s A P ga s à tar nto ovo C

r n a a a n um uad ume nqu por ensa q a e p m e , s ad emo resa a co nte e r . r p d e a po em o p a m -esta a p r m u s m sa e de ais te scan eu b s e m d em

om

www.br.promonlogicalis.com

99

lay_patrocinadores_novo.indd 99

30/06/10 14:31


Patrocinadores logica

Expansão e www.itweb.com.br/itforum2010/logica

100

A presença da Logica no IT Forum 2010 marcou a expansão de suas atividades para outros setores, como finanças, telecomunicações, transporte e manufatura. “Nossa presença já consolidada em serviços de TI e consultoria de negócios no mercado nacional de energia e utilities permite focarmos na expansão e fortalecimento das nossas atividades no Brasil, a partir deste ano”, revela Edson Leite, CEO.

ITForum 2010

anun_it_meiap

lay_patrocinadores_novo.indd 100

21/06/10 14:42


o estratégica Uma das maiores provedoras globais de serviços de TI, sediada no Reino Unido e com mais de 39 mil colaboradores ao redor do mundo, a Logica traz no seu histórico de atividades diversas soluções para diferentes mercados. O seu portfólio inclui serviços de consultoria, integração de sistemas, outsourcing de TI e processos de negócios.

Se você pensa em imprimir menos e economizar mais, direcione sua empresa para o caminho certo.

Reduzir os custos da sua empresa no momento atual é uma prioridade, reavaliar sua infraestrutura de gestão de documentos pode ser a maneira mais rápida, efetiva e simples de reduzir seus gastos.

Para saber como ou mais informações, fale conosco: 11

3046-6200

www.lexmark.com.br

101 anun_it_meiapag.indd 1

lay_patrocinadores_novo.indd 101

18/5/2010 17:18:16

21/06/10 14:43


Patrocinadores mcafee

Proteção para ambientes de TI “A McAfee diferencia-se por ser a única empresa no mundo totalmente dedicada à segurança da informação, fornecendo um portfólio abrangente e integrado de soluções e tecnologias, as quais proporcionam proteção robusta e operação econômica. Com isso, a empresa atende aos pontos críticos apontados por CIOs e CSOs na gestão de segurança do ambiente de TI e de informações e dados das empresas”, conta Marcio Lebrão, diretor-presiden-

102

lay_patrocinadores_novo.indd 102

ITForum 2010

21/06/10 14:45


I

te da McAfee do Brasil, fazendo referência ao relatório anual de participação de mercado mundial de appliances e software de segurança de rede do instituto internacional Infonetics Research, que concedeu o primeiro lugar em IPS de Rede à solução McAfee Network Security Platform.

www.itweb.com.br/itforum2010/mcafee

Segundo o porta-voz, a questão da segurança tem sido um dos tópicos mais relevantes citados por CIOs nos últimos três anos. “Observamos que as ameaças digitais estão se sofisticando cada vez mais”, expõe.

103

lay_patrocinadores_novo.indd 103

24/06/10 18:29


PATROCINADORES MICROCITY

Crescimento

ordenado www.itweb.com.br/itforum2010/microcity

T

104

lay_patrocinadores_novo.indd 104

ITForum 2010

21/06/10 14:46


o

Com o objetivo de estreitar o relacionamento da empresa com os principais CIOs do Brasil, a Microcity esteve no IT Forum 2010 apresentando o lançamento Microcity PPU (pay per user). A solução de infraestrutura de TI é uma expansão do conceito infraestrutura como serviço (IaaS, na sigla em inglês), que entrega ao cliente uma infraestrutura por usuário com o que cada um necessita. “O Microcity PPU abstrai do cliente toda complexidade das soluções de TI. Ou seja, é uma solução que independe do que o cliente necessita. A métrica é apenas o número de usuários”, ressalta o diretor-geral da Microcity, Luis Carlos Nacif.

Conforme as empresas crescem, suas estruturas de TI também aumentam e, frequentemente, este ritmo é irregular, impulsionado pelas condições sob as quais operam. “Ao delegar essa preocupação para a Microcity, as empresas podem concentrar o foco em seu negócio principal”, sugere o diretor.

Flexibilidade Escalabilidade Governança Redução de custos Alta disponibilidade Tecnologia de ponta Segurança 105

lay_patrocinadores_novo.indd 105

21/06/10 14:46


Patrocinadores multirede

Parceria estratégica www.itweb.com.br/itforum2010/multirede

Bem-vindo à nova era das comunicações corporativas.

100 95 75

Uma nova era impulsionada pelo avanço das comunicações unificadas. Finalmente, estamos em um mundo onde você pode integrar diversos fornecedores enquanto mantém o seu atual investimento em infraestrutura. Um momento em que você pode reduzir custos e rapidamente implementar novas aplicações, experimentando uma surpreendente velocidade e simplicidade com custo reduzido e eficiência. O futuro das comunicações unificadas chegou - saiba mais sobre o Avaya AuraTM em avaya.com.br/aura

106

25

COMUNICAÇÕES INTELIGENTES

ITForum 2010 © 2009 Avaya Inc. Todos os Direitos Reservados.

An_AURA_ITForum_MEIA_PAG_01_OK lay_patrocinadores_novo.indd 106

21/06/10 14:47

5 0


de

Com o intuito de divulgar suas melhores práticas e resultados de processos de consultoria, a Multirede levou ao IT Forum sua visão na oferta de produtos e serviços nas áreas de routing e switching (network foundation), segurança, comunicação unificada, data center e gerenciamento/monitoramento de redes e desempenho. “Para estes segmentos tecnológicos, a Multirede atua na transferência de conhecimento (educação/treinamento), serviços (consultoria, design, implementação e operação) e integração de sistemas (revenda de soluções)”, detalha Carlos Carnevali Jr., diretor de negócios da companhia. Trabalhando no modelo one-stop-shop, a Multirede busca ampliar sua atuação além 100 áreas de conhecimento das e serviços, a fim de se tornar 95 um parceiro estratégico de 75 negócios para empresas que buscam em um único fornecedor um aliado na 25 gestão de sua estrutura de TI e telecom. 5 0

107

vados.

lay_patrocinadores_novo.indd 107

21/06/10 14:53


Patrocinadores netapp

Data center virtualizado

O resultado da parceria estratégica entre NetApp, VMware e Cisco é o lançamento mundial de uma nova arquitetura de data center virtualizado. “As três companhias lançaram uma arquitetura end to end de design multi-tenancy seguro (secure multi-tenancy design architecture), que oferece maior segurança em ambientes de nuvem, isolando os recursos e as aplicações de diferentes

Win AP

108

lay_patrocinadores_novo.indd 108

ITForum 2010

21/06/10 14:56

Positivo (Interna Inside s Produto


www.itweb.com.br/itforum2010/netapp

clientes, unidades de negócios ou departamentos que compartilhem uma infraestrutura de TI em comum”, explica Marcos Café, country management da NetApp, desenvolvedora de soluções de storage e gerenciamento de dados. Windows®. A vida sem limites. A Positivo recomenda o Windows.

A plataforma unificada e virtualizada nas camadas de processamento, rede e armazenamento promete isolamento e segurança total entre as aplicações e clientes. “Com isso, os clientes obterão os resultados necessários para manter sua margem competitiva com uma solução integrada de ponta a ponta”, elogia Café.

O desafio: oferecer mobilidade e flexibilidade aos corretores de seguros. A resposta: Positivo Empresas. Pronta entrega de mais de 5 mil notebooks personalizados, com sistema operacional e garantia de 12 meses em todo o Brasil. Além disso, formatação de um software de vendas e de um help desk específico para os corretores. Esse foi o desafio que a Positivo Empresas teve de solucionar para a Porto Seguro, uma das maiores seguradoras da América Latina. O resultado é um verdadeiro sucesso. A Positivo Empresas teve seu pedido inicial expandido em 3,5 mil máquinas, totalizando 8,5 mil notebooks entregues. E a Porto Seguro conseguiu oferecer mobilidade a um número maior de corretores e pronta resposta a suas vendas. Este é mais um exemplo de que a Positivo Empresas tem as soluções ideais para quem procura não apenas produtividade, mas para quem busca qualidade e inovação. Saiba mais em www.positivoempresas.com.br

Positivo Informática - Líder em vendas de computadores no varejo, segundo relatório IDC DC C (International Data Corporation) Q409. Core Inside, Intel, Logotipo Intel, Intel Core e Intel nte t l Inside são marcas registradas da Intel Corporation nos Estados Unidos e em outros países. íses ses. ses. Produto beneficiado pela Legislação de Informática. Imagens meramente ilustrativas.

lay_patrocinadores_novo.indd 109

Positivo Premium R430N • Processador Intel® Core™ 2 Duo T6500 • Autêntico Windows Vista® Business

109

21/06/10 14:56


PATROCINADORES OI

Expansão dos negócios

DeBRITO

No IT Forum, a Oi teve como principal objetivo reafirmar sua vontade de crescimento dentro do mercado de negócios. “Queremos mostrar nossa proposta de valor e como estamos estruturados para entregá-la aos nossos clientes corporativos”, revela o diretor de negócios corporativos de São Paulo, Ronaldo Motta. A empresa reforçou junto aos CIOs seu time de atendimento para atender a demandas de clientes em todo o território nacional; a oferta de Oi GIGA (guia de integração gestão e administração pública baseada em tecnologia) para as verticais de educação, saúde e segurança pública; e o patrocínio firmado com a FIFA para a Copa do Mundo de 2014, que a credencia como provedora de serviços de comunicação oficial dos jogos.

Planejar uma solução é o primeiro passo para a conquista. Muitas vezes reverter uma situação pode parecer algo impossível. A Deloitte tem o conhecimento necessário e a melhor abordagem para propor soluções certeiras em consultoria, ajudando sua equipe a transformar desafios em oportunidades. Conheça nossas soluções no www.deloitte.com.br e diga qual é o seu desafio pelo e-mail consultoria@deloitte.com

Soluções completas em consultoria.

110

ITForum 2010

© 2010 Deloitte Touche Tohmatsu.

ANUNCIO DELOITTE BOLICHE FINAL 20.2x13.3.indd 1 lay_patrocinadores_novo.indd 110

4/28/10 12:21 PM 30/06/10 11:35

Para


s www.itweb.com.br/itforum2010/oi

DeBRITO

“Esta é a segunda vez que estamos no IT Forum como uma empresa de abrangência nacional consolidada e a primeira vez com um portfólio de serviços nacionais integrados, que vai desde os serviços de voz básica e longa distância, até os serviços mais avançados de data center”, enumera Motta.

ista.

dagem dades. e.com

oria.

Para saber mais sobre as soluções SAP acesse www.sap.com.br ou ligue para 0800 888 9988. THE BEST-RUN BUSINESSES RUN SAP

111

8/10 12:21 PM lay_patrocinadores_novo.indd 111

21/06/10 14:58


Patrocinadores orange Business Services

Aposta na

América Latina Com suporte local em 166 países e uma rede que abrange 220 países e territórios, a Orange Business Services apresentou as principais soluções de seu portfólio no IT Forum 2010 e aproveitou para reforçar sua participação na América Latina. “É um mercado-chave para nós e estamos participando mais uma vez, pois acreditamos que este é um dos principais encontros organizado para os profissionais de TI na região”, explica o diretor de marketing para a América Latina, Renato Leite.

O destaque de lançamento ficou para o pacote Business Acceleration, que promete redução nos custos de utilização de banda e uma extensão na vida útil de servidores. O serviço consiste em oferecer o diagnóstico, ou seja, uma “foto” da situação atual da rede, mostrando as aplicações, os servidores e os relacionamentos entre eles. A equipe de consultoria da Orange, então, desenha a melhor solução de acordo com as necessidades do cliente e faz o gerenciamento e a otimização do serviço.

112

lay_patrocinadores_novo.indd 112

www.itweb.com.br/itforum2010/orange

ITForum 2010

21/06/10 14:58


a

Positivo Informática Depois da presença consolidada no varejo, a Positivo Informática vem investindo no mercado corporativo a partir da proposta de negócios chamada Positivo Empresas. No IT Forum, a fabricante mostrou sua linha de desktops e notebooks, bem como serviços de instalação e personalização de softwares, pacotes completos de hardware e soluções para segurança e eficiência de infraestrutura de TI. “Temos seguro contra roubos e danos e suporte técnico com prazos de atendimento definidos pelos clientes”, conta o diretor-comercial, Idel Bacal.

Avanço no mercado

corporativo www.itweb.com.br/itforum2010/positivo

Além disto, falou sobre seu serviço de locação de equipamentos. “Segundo o Gartner Group, muitas empresas estão diminuindo os seus ativos em TI”, explica Bacal. A Positivo Informatica apresentou ainda sua linha de notebooks corporativos e, no segmento de desktops, os computadores “tudo-em-um”, que reúnem em uma única peça monitor e CPU.

113

lay_patrocinadores_novo.indd 113

21/06/10 14:58


Patrocinadores promon

Best-of-breed . Assim, a provedora passa a oferecer uma solução completa de data center. “A novidade é que a solução acaba de ganhar uma nova abordagem de armazenamento em rede, recuperação de dados e gerenciamento de informações com a parceria da EMC”, conta a diretora de marketing da empresa, Renata Randi. O diferencial é uma abordagem best-of-breed, já que envolve as três empresas que detêm tecnologias disponíveis em cada um dos elementos que a compõe. Com isso, promete-se redução de custos operacionais, integração e flexibilidade na escala desejada. A Promon mostrou um estudo de caso com que foi capaz de reduzir em até 50% os custos operacionais, além de aumentar a capacidade de armazenamento e a agilidade no processamento das informações.

114

lay_patrocinadores_novo.indd 114

Participando do IT Forum pela terceira vez, a PromonLogicalis levou ao encontro seu modelo de solução baseado em VCE (Virtual Computing Environment), resultado da parceria entre Cisco, VMware e EMC www.itweb.com.br/itforum2010/promon

ITForum 2010

21/06/10 14:59


pwc

d Tecnologia

www.itweb.com.br/itforum2010/pwc

transformadora Com o posicionamento de advisor independente e com foco no negócio dos CIOs, a PriceWaterhouse Coopers apresentou no IT Forum um conceito que coloca a tecnologia como um dos principais componentes de transformação dos negócios na organização. “Nosso papel como consultores em TI é o de planejar, selecionar, desenhar, gerenciar e implementar componentes de tecnologia – dentro de uma visão multidisciplinar – para o suporte à transformação de negócio dos nossos clientes”, esclarece Ricardo Neves, sócio da PwC Brasil e líder de consultoria de TI na América Latina. O foco foi levar a visão multidisciplinar da empresa para o suporte à transformação de negócio de suas organizações. “Isso é importante, porque as organizações estão em um mercado em ebulição, com abertura de capital, adequação às normas fiscais e ao aporte de grupos de investimentos estrangeiros”, complementa.

115

lay_patrocinadores_novo.indd 115

21/06/10 14:59


Patrocinadores resource

Estreante no

IT Forum www.itweb.com.br/itforum2010/resource

Participando pela primeira vez do IT Forum, a Resource mostrou seu portfólio de soluções integradas de TI, com destaque para as plataformas de SOA (arquitetura orientada a serviços), SiteSeeing e sua unidade de SAP. “Com SOA, a Resource consolida as melhores práticas de governança”, exalta o presidente, Gilmar Batistela.

Em relação ao SiteSeeing, são oferecidos software de monitoramento de aplicações, infraestrutura e indicadores de negócio. Independentemente da tecnologia, monitora o desempenho de qualquer tipo de aplicação de negócio e identifica as causas de lentidão ou indisponibilidade, sugerindo ou efetivando ações corretivas. “Já a Unidade SAP de soluções e serviços foca nas melhores práticas e consultores especializados com o portfólio de serviços de alocação de profissionais, projetos ERP, MAS, BI/EPM, CRM/ ECM”, promete o executivo.

116

lay_patrocinadores_novo.indd 116

ITForum 2010

21/06/10 14:59


ce

SAMSUNG Participante do IT Forum desde 2008, a Samsung apresentou sua linha de telas profissionais LFDs (large format displays), monitores, soluções de impressão e notebooks. Sem focar em lançamentos, a empresa destacou o que já existe de eficiente em seu catálogo, que pode trazer tecnologia de ponta para as empresas. “Entendemos que o IT Forum é mais uma oportunidade de impulsionar metas e ampliar a atuação da corporação no setor”, aponta Carlos Azzi, gerente sênior de B2B.

Suprimentos

www.itweb.com.br/itforum2010/samsung

altamente tecnológicos “A Samsung trouxe os monitores de grande porte com tecnologia LFD para o Brasil em 2009. Hoje, a empresa registra uma excelente aceitação do produto pelo mercado e um crescimento de 600% nos negócios, com grandes projetos em aeroportos, casas de espetáculos, shoppings centers etc”, enfatiza. A empresa buscou estreitar relacionamentos e mostrar o quanto a tecnologia da marca pode contribuir para a obtenção de bons resultados, de forma diferenciada.

117

lay_patrocinadores_novo.indd 117

21/06/10 15:00


Patrocinadores sap

Agilidade, sustentabilidade Com este lema, a SAP foi ao IT Forum 2010 falando a mesma língua do tema principal do encontro, a ética. Sem levar novidade para os CIOs, a empresa de softwares escolheu basear suas aprese ntações em soluções voltadas à sustentabilidade.

“É uma necessidade em que praticamente todas as companhias estão focadas”, explica o vice-presidente de vendas para grandes empresas da SAP Brasil, Diego Dzodan. Incluída entre as cem empresas mais sustentáveis do mundo, segundo a Corporate Knights, desde que a lista co-

118

lay_patrocinadores_novo.indd 118

www.itweb.com.br/itforum2010/sap

meçou a ser elaborada, em 2005, a SAP já foi reconhecida também pelos Índices Dow Jones de Sustentabilidade e FTSE4Good, onde lidera o setor de software. Junto a seus parceiros, a SAP oferece uma carteira de soluções abrangentes relacionadas ao tema sustentabilidade. ITForum 2010

21/06/10 15:00


sas

Prevendo o futuro e enxergando o presente Veterana do IT Forum, em sua oitava participação, a provedora de software SAS levou à edição 2010 seu mais recente lançamento, a solução SAS-SMA, que permite varrer todas as ferramentas de relacionamento, como Twitter, Orkut e Facebook, e entender o que as pessoas estão falando sobre uma empresa. “Trata-se de uma poderosa solução de redes sociais que atende à entrada forte da geração Y no mercado”, analisa o diretor-comercial da empresa, Marcelo Mendes.

Com as informações coletadas, é possível compreender o posicionamento da marca e trazer em seguida um novo produto ou outra abordagem de algo existente no mercado. Algumas respostas podem ser obtidas utilizando o SAS-SMA, como: “O que a blogosfera dizia a respeito da sua empresa antes da crise e o que ela diz atualmente?” ou “Como a blogosfera tem percebido a imagem da sua empresa – positiva ou negativamente?”.

www.itweb.com.br/itforum2010/sas

119

lay_patrocinadores_novo.indd 119

21/06/10 15:00


Patrocinadores Scopus Tecnologia

Serviços e soluções

www.itweb.com.br/itforum2010/scopus

Atuando nesse mercado há 34 anos, a Scopus Tecnologia tem uma política de investimento em novas soluções tecnológicas, dividida em duas unidades: serviços e soluções. Seu objetivo é atender a todas as necessidades do mercado corporativo, desde o suporte e a manutenção de hardware e software, integração de plataformas, instalação de equipamentos até o gerenciamento de redes.

120

lay_patrocinadores_novo.indd 120

De acordo com o executivo de marketing e vendas da companhia, Mauro Cremm, a empresa dispõe de uma estrutura operacional que, além da matriz, em São Paulo, inclui 152 pontos de atendimento distribuídos pelo Brasil. Em abril, foram inaugurados os mais novos pontos: Angra dos Reis (RJ), Cáceres e Juína, ambas no Mato Grosso.

ITForum 2010

30/06/10 11:37


s

SIEMENS IT Solution Quatro lançamentos marcaram a terceira participação da Siemens no IT Forum: uma solução para rastreamento de medicamentos e outra para Smart Grids, além de produtos SieQuence (abordagem da empresa para outsourcing) e SAP 4 Auto by Siemens IT (ferramenta para empresas do segmento automotivo). “Entendemos que o problema atual dos CIOs é encontrar tempo na agenda e espaço no orçamento para manter as operações da infraestrutura do ambiente de TI estáveis, com qualidade e a um custo adequado, e ainda abrir espaço para trazer inovações”, diz Fernando Demattio Simões, gerente-geral de marketing, estratégia e portfólio. Segundo o porta-voz, os lançamentos atendem a esta demanda, além de outras necessidades puramente tecnológicas.

Portfólio

diversificado www.itweb.com.br/itforum2010/siemens

“A ferramenta de rastreamento é uma demanda do setor que virou regulação. Ela visa a reduzir o roubo e a falsificação de cargas”, esclarece. Como ele explica, o SieQuence permite aos clientes extrair valor diferenciado de uma relação de outsourcing, indo além da mera gestão do dia a dia operacional, enquanto as novas soluções de Smart Grid adicionam inteligência à gestão das redes elétricas, e o SAP 4 Auto by Siemens IT propicia diversos cenários avançados, como por exemplo a colaboração de montadoras com fornecedores.

121

lay_patrocinadores_novo.indd 121

21/06/10 15:00


Patrocinadores SOFTWARE AG

Novos

horizontes Desde 2008 operando diretamente no Brasil – até 2007 atuava por meio de um representante –, a Software AG pretende crescer ainda mais em 2010. A ampliação do volume de operação no Brasil e o novo posicionamento mundial da empresa foram temas de suas apresentações aos CIOs durante o IT Forum. “Somos líderes em business process excellence desde a junção de nosso portfólio com o portfólio da IDS Scheer”, revela o diretor de vendas para o setor privado, Renato Xavier.

Com o processo de integração, a unidade brasileira, que já tem 70 funcionários, deve chegar a cem em breve. “Estamos vivendo a junção de todo o investimento feito, ao longo dos anos, pela Software AG e a IDS Scheer, em tecnologia e laboratórios, para criar esta nova visão”, exalta o diretor de vendas. A fabricante oferece produção que contempla captura, análise, automação e gestão de processos, respaldando todo o ciclo de vida de uma empresa.Os executivos da empresa apresentaram aos convidados cases de sucesso locais e mundiais e, principalmente, tinham como objetivo conversar com os clientes para identificar oportunidades e gerar novos negócios.

www.itweb.com.br/itforum2010/softwareag

122

lay_patrocinadores_novo.indd 122

ITForum 2010

21/06/10 15:01


Stefanini

Noite animada: Stefanini patrocinou o show da Blitz

Ofertas diferenciadas

em aplicações A Stefanini mostrou no IT Forum soluções que serão seus principais pontos focais no ano de 2010, como o Stefanini START. “Ele auxilia na gestão de portfólio, identificando o que pode ser migrado para serviços dentro do aspecto SOA e quais passos devem ser realizados. Uma das práticas mais importantes do método está no estabelecimento de uma política de governança que define uma cadeia de responsabilidades, autoridades e mecanismos de comunicação entre todos os interessados nos projetos e soluções”, explica a vice-presidente, Monica Herrero.

www.itweb.com.br/itforum2010/stefanini

123

lay_patrocinadores_novo.indd 123

30/06/10 13:58


Patrocinadores SYNAPSIS Em sua estreia no IT Forum, a Synapsis apresentou suas seis principais linhas de serviço e soluções: outsourcing, data center, fábrica de software, consultoria, soluções integradas e SAP. Os lançamentos ficaram a cargo do sistema de gestão logística Synapsis e do modelo Synapsis de processamento sob demanda.

Logística e demanda

www.itweb.com.br/itforum2010/synapsis

Segundo Augusto Archer, diretor-comercial, o primeiro vai desde o rastreamento dos veículos da frota de uma empresa até a gestão logística integral, englobando a gestão da prestação de serviços em campo e acompanhamento em tempo real das mesmas. Já o modelo de processamento sob demanda permite que o cliente pague apenas o que for consumido, proporcionando flexibilidade e disponibilidade de acordo com as oscilações de consumo oriundas ao seu tipo de negócio. “Nosso objetivo no IT Forum foi apresentar aos diversos segmentos de mercado toda a gama de soluções e serviços gerenciados e operacionalizados pela Synapsis”, conclui Archer.   

124

lay_patrocinadores_novo.indd 124

ITForum 2010

21/06/10 15:01


TELEFONICA

Comunicação

afinada

www.itweb.com.br/itforum2010/telefonica

psis

A Telefônica Empresas focou sua participação no IT Forum em lançamentos, que foram criados a partir de pesquisas que detectaram que o mercado está em busca de alternativas mais eficientes em comunicação, entender o desempenho de sua rede de dados e reduzir a demanda por Capex. Segundo Mauricio Trad, diretor de marketing, as novas soluções do portfólio de voz, dados e TI garantem que as grandes empresas não necessitem investir na compra de equipamentos e infraestrutura ou se preocuparem com manutenção, reparos e atualização tecnológica.

No encontro, a Telefônica Empresas pode demonstrar na prática o seu posicionamento e de seus novos produtos. “Somos um player que integra TI e telecom para impulsionar os negócios dos clientes. O PDTVoz + UC e o gestão integrada são prova disso”, diz Trad, que explica que a busca da empresa é por aprimorar serviços e prestar atendimento consultivo

125

lay_patrocinadores_novo.indd 125

22/06/10 17:22


Patrocinadores TERADATA

Alto volume de dados sob controle O lançamento apresentado pela Teradata Brasil no IT Forum é um sistema que escaneia e armazena grandes volumes de informações (de 7 a 200 terabytes) por hora, eliminando problemas de lentidão na leitura ou na escrita de dados, por acelerar a tecnologia de memória flash presente em seus discos de estado sólido (SSD). A velocidade chega a ser 150 vezes maior em comparação a hard drives convencionais.

A nova ferramenta atende pelo nome de Teradata Extreme Performance Appliance e é inédita no mercado brasileiro. “Este sistema otimiza o desempenho das cargas de trabalho no repositório de dados para garantir uma resposta mais rápida às consultas dos usuários”, resume Mário Hime, diretor de serviços profissionais. Segundo ele, a solução garante mais flexibilidade e escalabilidade ao mercado corporativo, que precisa lidar com altos volumes de dados.

www.itweb.com.br/itforum2010/teradata

126

lay_patrocinadores_novo.indd 126

ITForum 2010

21/06/10 15:02


TIM

ee

Completa www.itweb.com.br/itforum2010/tim

em soluções Participante do IT Forum desde 2005, a TIM levou ao encontro deste ano alguns lançamentos que, de acordo com o diretor da operadora, Leonardo Queiroz, já vêm fazendo sucesso nos Estados Unidos. “Estas soluções trazem ganho de eficiência para os clientes, principalmente com mobilidade e simplicidade”, diz. Dentre os produtos apresentados aos CIOs, destaca-se o de convergência entre fixo e móvel (TIM – Intelig).

Disposta a fortalecer o relacionamento com os CIOs e o posicionamento da organização no mercado corporativo, a TIM mostrou que propõe diminuir o número de empresas com as quais o cliente precisa interagir. “Divulgamos para os clientes o novo posicionamento da TIM / Intelig como uma empresa completa em soluções. E também mostramos onde podemos ajudá-los a melhorar a eficiência”, explica Queiroz.

127

lay_patrocinadores_novo.indd 127

22/06/10 17:23


Windo A Len

PATROCINADORES TIVIT

Cloud computing A TIVIT levou ao IT Forum seu mais recente lançamento, o TIVIT Virtual Services (TVS) que trabalha a partir do conceito de private cloud e do compartilhamento de recursos. De acordo com o vice-presidente de ITO (terceirização de infraestrutura de TI), Carlos Mazon, o lançamento promete, ainda, rapidez e padronização para as implantações, com níveis de serviços iguais ou superiores aos encontrados nos respectivos ambientes tradicionais (“físicos”). A provedora já vem testando a aceitação da solução.

lay_patrocinadores_novo.indd 128

excepc alto des caracte deman

Lenovo, o l empresas,

www.itweb.com.br/itforum2010/tivit

“O TVS permite a conexão entre redes com outras nuvens, possibilitando inclusive a gestão das mesmas (cloud manager), independentemente do fornecedor e de onde estiverem. Para suportar o crescimento do negócio do cliente e atendê-lo continuamente, mesmo com as oscilações de demanda, a negociação do TVS é feita por consumo de capacidade de processamento,” explica Mazon.

128

Ro Co

ITForum 2010

30/06/10 15:29


Windows®. A vida sem limites. A Lenovo® recomenda o Windows 7.

POSITIVO INFORMÁTICA

Robusto e Confiável

O notebook Lenovo ThinkPad® T410 é excepcional para seus negócios. Ele oferece alto desempenho, robustez e confiabilidade, características essenciais para atender as demandas mais exigentes da sua empresa.

www.lenovo.com.br

THERE’S MORE THINKING IN A

Lenovo, o logotipo da Lenovo e ThinkPad são marcas ou marcas registradas da Lenovo. Microsoft, Windows e A vida sem limites são marcas registradas da Microsoft Corporation. Outras empresas, produtos e nomes de serviços podem ser marcas comerciais ou marcas de serviço de outras empresas. ©2010 Lenovo. Todos os direitos reservados.

129

lay_patrocinadores_novo.indd 129

22/06/10 10:40


Patrocinadores T-SYSTEMS

Outsourcing

de transformação Acompanhando a tendência das empresas buscarem soluções fim a fim que possibilitem conciliar redução de custos com inovação, A T-Systems desenvolveu um modelo que batizou de Outsourcing Transformacional. Segundo Airton Passarelli, líder de vendas, isto representa a próxima geração de terceirização e aborda três desafios simultaneamente: a necessidade de uma TI mais poderosa e eficiente, otimização de custos e melhoria dos processos de negócio.

www.itweb.com.br/itforum2010/tsystem

“Além de discutir com os CIOs presentes as tendências do mercado global de outsourcing, buscamos mostrar o quanto temos investido fortemente em modelos alternativos, como o transformational outsourcing”, conta o porta-voz. A T-Systems oferece serviços de infraestrutura, bem como desenvolvimento e gerenciamento de aplicativos e serviços de integração de sistemas.

130

lay_patrocinadores_novo.indd 130

ITForum 2010

21/06/10 15:20

anuncio_teradata.


Inteligente. Rápido. Vencedor.

Para ser um líder neste ambiente de negócio acelerado, você precisa ser especialista na indústria e veloz no mercado. Teradata, a líder incontestável em data warehousing, ajuda a sua empresa a ser mais inteligente. Permita que nossa comprovada tecnologia guie sua tomada de decisão analítica e redefina o que significa ganhar, deixando sua competição para trás.

o

Teradata.com

anuncio_teradata.indd 1

29/04/2010 15:17:00

131

lay_patrocinadores_novo.indd 131

24/06/10 10:24


Patrocinadores vivo

Torcendo com a www.itweb.com.br/itforum2010/vivo

seleção Patrocinadora oficial do time brasileiro de futebol na Copa do Mundo da África do Sul, a Vivo decidiu criar no IT Forum o clima verde-amarelo. Sua business suite foi decorada com o tema e todos os CIOs presentes ganharam uma camisa oficial da Seleção. Além da ambientação, a operadora levou aos participantes informações sobre as possibilidades de negócios utilizando as aplicações suportadas por sua rede.

132

lay_patrocinadores_novo.indd 132

Apesar de não apresentar uma novidade específica, a Vivo tinha como objetivo no encontro fortalecer seu nome junto à tecnologia 3 G, que já atinge 600 municípios. “Queremos reforçar o posicionamento da Vivo de ser um provedor de diversas soluções corporativas, e não apenas um fornecedor de acesso de voz e dados”, explica o diretor-comercial da Vivo, Paulo Carvalho. ITForum 2010

22/06/10 10:36


ykp

Vinte anos O ano de 2010 é especial para a YKP, pois a empresa completa 20 anos de existência. “O mercado de TI é extremamente competitivo e dinâmico, por esta razão, tínhamos como objetivo no IT Forum reforçar a excelência em nossos serviços e nossas soluções, trazendo um diferencial competitivo e estratégico para as organizações”, explica o diretor-presidente da YKP, Yim King Po.

www.itweb.com.br/itforum2010/ykp

A integradora de sistemas mostrou aos CIOs um modelo de colaboração baseado em soluções de software social para corporações que privilegiam o compartilhamento do conhecimento das pessoas, em vez de deixar a expertise circulando apenas entre aqueles que se relacionam. Em cima da plataforma Java, a integração permite que se procure um especialista de um determinado assunto sem saber a quem perguntar. “Ela compartilha relacionamento e conhecimento com alto índice de redução de tempo e, consequentemente, de custos”, diz Po.

133

lay_patrocinadores_novo.indd 133

22/06/10 17:23


anuncios.indd 134

01/07/10 11:10


Intensifique comunicação e produtividade Otimize mobilidade e perfomance Acelere impacto e valor

Tecnologia Vision Pro AMD:

Construido para a forma que você faz negócios.

anuncios.indd 135

22/06/10 10:54


13021-13_AnPwCItForum202x266.indd 1

4/27/10 4:21:14 PM


Untitled-1 1

23/06/10 15:19


Untitled-1 1

21/06/10 15:27


Como as indústrias farmacêuticas podem se proteger da falsificação de seus produtos?

Rastreando medicamentos de maneira consistente por meio de soluções inteligentes de TI. A solução Serialization for Pharma possibilita a identificação de produtos falsificados em todas as etapas da cadeia, desde a produção até a venda do medicamento para o consumidor final. Esta solução minimiza o risco de falsificação, proporcionando mais segurança para fabricantes e pacientes. www.siemens.com.br/it

Answers.

anu_ITFORUMsiemensCC_abr2010.indd 1

4/28/10 1:43:24 PM


Untitled-1 1

21/06/10 15:28


Untitled-1 1

5/11/10 6:25:39 PM

Untitled-1 1

21/06/10 15:29


Untitled-1 1

21/06/10 15:29


Untitled-1 1

21/06/10 15:30


Management as a Service

CONTROLE OS CAMINHOS DA INFORMAÇÃO

EXPLORE

AS POSSIBILIDADES PARA GERENCIAR SUA TI

A tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia de todos. A Automatos tem como missão simplificá-la através de soluções inovadoras e melhores práticas de gestão, controle e segurança. Acesse automatos.com

Melhores Práticas - Controle - Segurança

Untitled-1 1

21/06/10 15:31


Allameda.com

Há outra alternativa para extrair indicadores de TI. Os parques de TI estão ganhando tal complexidade, com inúmeras ramificações de hardware, milhares de programas e igual número de possibilidades de erro, que as ferramentas tradicionais para mapeá-los e avaliar o que anda ocorrendo em cada instância já não funcionam a contento. O fato é que o nível de risco delas é alto demais para as atuais exigências de confiabilidade. Pontos de vista que só Eccox/IT-GOV tem  Acompanhamento e controle pró-ativo do SLA de qualidade por fornecedor  Crescimento vegetativo por linha de negócio versus qualidade computacional ou uso de recurso  Dados subjetivos, como qualidade de código, transformados em objetivos, como ganho de CPU  Identificação de fatores de risco  Coleta de dados de diversas ferramentas de mercado para montar indicadores  Relatórios complexos de aplicativos de monitoração transformados em peças gerenciais objetivas e claras  Interface web para navegação por diferentes visões, segundo cada desafio enfrentado

Se você concorda que sua empresa e carreira são assuntos sérios demais para correr riscos, Eccox/IT-GOV é a alternativa ideal para traduzir em tempo real a saúde de seus sistemas. A nova ferramenta de visibilidade de TI da Eccox avalia minuciosamente seu parque tecnológico, indica rumos que aplicativos estão tomando e mostra a tendência de qualidade de cada um deles. Tudo consolidado em indicadores gráficos precisos, de fácil interpretação tanto para o gestor especializado nas várias ferramentas quanto para aquele cuja expertise está na gestão geral dos sistemas. Eccox/IT-GOV compreende, analisa e traduz as diferentes fontes de informação para dar ao gestor visões tática ou estratégica completas da situação. Somando inteligência aos dados e mostrando informações sob diferentes pontos de vista para cada tema, Eccox/IT-GOV tem ainda outro toque de mestre: é solução 100% desenvolvida pela equipe de Engenharia da Eccox Technology, multinacional brasileira com 18 anos de experiência em sistemas para alta e média plataformas.

100 95 75

25

www.eccox.com.br Brasil brazil@eccox.com EUA usa@eccox.com Europa europe@eccox.com

Untitled-1 1

21/06/10 15:32

5 0


Untitled-1 1

21/06/10 14:08


Revista do IT Forum 2010  

O IT Forum é o encontro de TI mais importante da América Latina. Reunirá os 100 principais CIOs(Chief Information Officer) das empresas sele...