Issuu on Google+

Plano Anual de Atividades

2012/2013


Índice Preâmbulo-----------------------------------------------------------------------------------------------

2

Objetivos Gerais do Plano, por Área de Intervenção----------------------------------------

3

Objetivos Estratégicos do Plano------------------------------------------------------------------

4

Articulação entre o PE e o PAA-------------------------------------------------------------------

4

Atividades dos Departamentos e Áreas Curriculares----------------------------------------

6

Pré-Escolar-----------------------------------------------------------------------------------------

7

1º Ciclo-----------------------------------------------------------------------------------------------

12

Departamento de Ciências Sociais e Humanas-------------------------------------------

22

Departamento de Expressões-----------------------------------------------------------------

29

Departamento de Línguas----------------------------------------------------------------------

44

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais-------------------------------

55

PES---------------------------------------------------------------------------------------------------

64

SPO--------------------------------------------------------------------------------------------------- 67 Bibliotecas do Agrupamento-------------------------------------------------------------------

76

Visitas de Estudo----------------------------------------------------------------------------------

85

Avaliação-----------------------------------------------------------------------------------------------

91

Divulgação----------------------------------------------------------------------------------------------

91


Preâmbulo A Escola, de hoje, reivindica que os documentos estratégicos e orientadores sirvam de referência às variadas realizações educativas e formativas. De acordo com o artigo 9º do Decreto-Lei Nº 75/2008, de 22 de abril, o Plano Anual de Atividades (PAA) constitui um dos mais importantes instrumentos de autonomia dos Agrupamentos de escolas, sendo entendido como o documento de planeamento, que define, em função do Projeto Educativo, os objetivos e as formas de organização e de programação das diversas ações. O PAA pretende ser um instrumento de organização e gestão das iniciativas a promover em 2012/2013, contextualizando as mais diversas atividades a desenvolver em articulação com o Projeto Educativo, documento que define a orientação pela qual se deverá encaminhar a actuação pedagógica da comunidade educativa. É por isso um documento de planeamento elaborado e apresentado sob o ponto de vista de todos os níveis de ensino/ciclos que visa aprofundar formas consistentes de relação entre os planos curriculares, atividades de complemento curricular e extracurriculares. Assume grande relevo na organização da vida no Agrupamento dando um grande contributo para a configuração de uma identidade comum, dependendo a sua eficácia da qualidade da execução. O PAA que apresentamos fixa as bases da sua elaboração em premissas previamente validadas e define as atividades a desenvolver articulando-as continuamente às metas do Projeto Educativo para que se potencie a realização de um conjunto de iniciativas devidamente faseadas no tempo e enquadradas nos objtivos e nas políticas de desenvolvimento delineadas pelos órgãos de gestão do Agrupamento. A sua abrangência supera, por isso, o conjunto de atividades desenvolvidas em contexto de sala de aula, porque a Escola não deve entender-se como uma instituição que desenvolve única e exclusivamente a sua atividade dentro do seu espaço. Assim, no respeito pela coerência com os documentos estruturantes da vida do Agrupamento, o PAA é não só um documento do planeamento e operacionalização do trabalho a desenvolver, mas também o reflexo do dinamismo e da missão formativa deste Agrupamento, na medida em que reúne as iniciativas lançadas com o objetivo de corresponder às necessidades e interesses da comunidade educativa.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 2


Objetivos Gerais do Plano, por Área de Intervenção Área de Intervenção I – Ação Curricular e Pedagógica

II – Ação na Vida do Agrupamento

III – Ação ao Nível da Organização

IV – Ação na Formação e Desenvolvimento Profissional do Pessoal Docente e Não Docente Agrupamento de Escolas de Pinhel

Objetivos Gerais - Aumentar progressivamente o sucesso escolar; - Continuar a prevenir o abandono/insucesso através da despistagem precoce de inadaptações, deficiências e dificuldades, proporcionando um acompanhamento adequado e prevendo orientações vocacionais diferenciadas; - Fomentar o espírito de inovação, experimentação e criatividade; - Fomentar a formação de cidadãos com uma educação sólida e equilibrada, e com os conhecimentos e as competências essenciais para que sejam socialmente responsáveis, tolerantes, capazes, intervenientes e críticos; - Reduzir situações de indisciplina; - Melhorar a articulação pedagógica entre ciclos; Promover a autonomização da aprendizagem. - Envolver os alunos e restante comunidade educativa em projetos de agrupamento; - Promover um maior envolvimento dos encarregados de educação e das famílias, no acompanhamento do percurso escolar dos seus educandos; - Aumentar a interação com o meio envolvente em vários domínios: curricular, artístico, científico, profissional e social; - Divulgar as dinâmicas e os fatores identitários do agrupamento. - Fomentar encontros de trabalho/reflexão entre as diferentes estruturas/serviços de forma a efetuar uma articulação tendo em conta a melhoria das práticas pedagógicas e administrativas. - Promover a aquisição de hábitos individuais e comportamentos coletivos adequados em termos de saúde e segurança; - Fomentar a utilização das tecnologias da informação; - Reduzir as assimetrias existentes entre as escolas do Agrupamento; - Reforçar a segurança nas escolas; - Consolidar uma prática de autoavaliação do Agrupamento. - Formar os recursos humanos tendo em conta as necessidades do Agrupamento; - Ampliar as competências científicas, pedagógicas, tecnológicas e comunicacionais. Página 3


Objetivos Estratégicos do Plano - Concretizar a articulação entre os diferentes níveis de ensino, Departamentos e Grupos; - Promover o trabalho em equipa; - Diversificar as atividades de complemento curricular; - Melhorar e consolidar os resultados escolares (Avaliação Interna/ Externa); - Descentralizar e evitar a sobreposição das atividades do PAA; - Divulgar em mapas as atividades mais significativas do Plano Anual de Atividades, de forma a proporcionar um maior envolvimento de toda a Comunidade Educativa; - Promover a supervisão pedagógica; - Contribuir para a consecução do sistema de avaliação docente;

Articulação entre o Projeto Educativo e o PAA Sendo o PAA o documento que concretiza a operacionalização do Projeto Educativo procurou estabelecer-se uma ligação coerente entre as metas estabelecidas para cada área de intervenção e as atividades propostas.

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PROJETO EDUCATIVO

Objetivos Gerais - Implementar dinâmicas educativas, recorrendo a

ÁREA DE INTERVENÇÃO

FORMAÇÃO PARA A CIDADANIA, FORMAÇÃO PARA A VIDA

lúdico-pedagógicas,

como

estratégia

facilitadora no processo de ensino-aprendizagem. - Construir uma Escola de -

Proporcionar

às

valores;

pedagogicamente

ricas

- Garantir uma Escola segura;

aprendizagens ministradas em contexto letivo;

crianças e

atividades

complementares

às

- Implementar a educação - Adaptar os tempos de permanência na escola às sexual

no

âmbito

educação para a saúde. -

PROCESSO

ações

METAS

Garantir

qualidade,

Agrupamento de Escolas de Pinhel

um

ensino

adaptado

da necessidades das famílias, nomeadamente com a disponibilização de Atividades de Enriquecimento de Curricular; aos ‣ Contribuir para a formação integral dos alunos Página 4


ENSINO -

novos desafios e realidades;

APRENDIZAGEM

-

Promover

facilitando o sucesso educativo;

sucesso ‣ Promover a melhoria das condições de trabalho

o

educativo.

de todos os elementos da comunidade escolar;

Promover a interação escola / ‣

Preparar a comunidade educativa para a

construção

comunidade;

e

vivência

da

autonomia

do

- Intensificar e diversificar a Agrupamento, no quadro de uma gestão partilhada; participação de encarregados ‣ Transformar as escolas em instituições com de educação na vida escolar;

ARTICULAÇÃO

identidade própria, intervenientes e aceites de pleno

- Estimular o envolvimento direito pela comunidade social;

ESCOLA/FAMÍLIA dos alunos na dinâmica da ‣ Valorizar a formação cívica e a educação para /COMUNIDADE

cidadania, promovendo estilos de vida saudáveis;

vida escolar;

- Valorizar o Agrupamento ‣ Oferecer um leque de atividades que, na medida enquanto

de do

pólo

desenvolvimento

possível,

reflitam

e

deem

resposta

às

e motivações intrínsecas e extrínsecas dos alunos

social

cultural, em cooperação com proporcionando-lhes

atividades

individuais

e

coletivas;

as instituições locais.

- Assegurar a conservação, ‣ Aprofundar relações entre planos curriculares, de melhoria e/ou substituição de complemento curricular e extra-curriculares, no âmbito dos projetos curriculares;

instalações e equipamentos;

INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS

- Rentabilizar a utilização de ‣

Contribuir para uma efetiva consecução de

recursos/equipamentos

competências definidas nos vários currículos;

existentes;

-

Reforçar/Renovar

Desenvolver

estratégias

que

impliquem

a

o diminuição do insucesso e a superação de

apetrechamento em material dificuldades de integração; ‣ Responder às necessidades educativas especiais

didático/informático.

- Estabelecer prioridades e de determinados alunos / turmas, através da objectivos

claros

e adoção de respostas educativas adequadas às suas especificidades;

mensuráveis;

LIDERANÇA,

-

Garantir

ORGANIZAÇÃO E partilhada GESTÃO

uma entre

liderança ‣ Desenvolver atividades que impliquem o aluno na todas

as sua própria aprendizagem; ‣ Promover a formação de pessoal docente e não

estruturas do Agrupamento; -

Optimizar

gestão//rentabilização

a docente tendo em vista a progressiva atualização de das competências profissionais;

todos os recursos disponíveis;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

‣ Otimizar os serviços e outras estruturas para a Página 5


-

Operacionalizar

uma prestação de um melhor serviço à comunidade;

eficiente articulação horizontal ‣ e vertical.

Alcançar

uma

participação

mais

ativa

e

cooperante no processo educativo por parte de

- Melhorar o sistema de auto- todos os seus intervenientes; regulação

e

avaliação

do ‣

desempenho da escola com o objectivo de regular o

Agrupamento;

AUTO REGULAÇÃO E MELHORIA

-

Promover

Desenvolver uma dinâmica de avaliação do

a

formação seu funcionamento.

contínua do pessoal docente e não docente;

CONTÍNUA

- Incentivar a promoção da excelência e do mérito em toda a comunidade.

Atividades dos Departamentos e Áreas Disciplinares O quadro a seguir apresentado consubstancia as propostas apresentadas pelas diferentes estruturas, tendo em vista desempenhos mais eficazes e eficientes e a elevação dos níveis de satisfação dos diversos intervenientes. Traduz o empenho de toda a comunidade educativa numa organização que deseja a melhoria da qualidade das aprendizagens e o sucesso educativo dos alunos, o desenvolvimento de um espírito de rigor, a diversidade de estratégias, o aprofundar da relação com o meio envolvente.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 6


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 7


“NA MAGIA DOS CONTOS... “ OBJETIVOS

ATIVIDADES

RECEPÇÃO CALOROSA AO CALOIRO

TRABALHAR UM PROVERBIO

CONTACTO COM ESPAÇOS DE REFERÊNCIA

TRABALHAR UM PROVERBIO O MAGUSTO INICIAR A RECOLHA DE LENDAS HISTÓRICAS E CANÇÕES INICIAR A ELABORAÇÃO DE BROCHURAS COM ESPAÇOS DE REFERÊNCIA

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Fomentar a inserção da criança em grupos sociais diversos, no respeito pela pluralidade das culturas, favorecendo uma progressiva consciência como membro da sociedade

Jardim de Infância, EB1 e Famílias

Conhecer e interpretar acontecimentos, situações e culturas de acordo com os respetivos quadros de referência ,históricos, sociais .

Jardim de Infância, EB1, Biblioteca e Família

Promover o desenvolvimento pessoal e social da criança, com base em experiências de vida democrática numa perspetiva de educação para a Jardins de Infância e EB1 cidadania, reconhecendo a importância do meio que nos rodeia.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

CALENDARIZAÇÃO

setembro

outubro

novembro

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Educadoras de Infância

Educadoras de Infância

Educadores e Professores

Página 8


TRABALHAR UM PROVÉRIBIO LEVANTAMENTO/EXLPOR AÇÃO DA TRADIÇÃO ORAL REFERENTE AO NATAL

Incentivar a participação das famílias, valorizando a tradição, no processo Jardim de Infância, EB1 e Famílias educativo e estabelecer relações de efetiva colaboração com a comunidade

dezembro

Educadores e Professores

ORGANIZAÇÃO DA FESTA DE NATAL, REVIVENDO TRADIÇÕES

TRABALHAR UM PROVÉRBIO

RECOLHA DA TRADIÇÃO ORAL “ AS JANEIRAS” “CANTAR OS REIS” COM TODOS OS JARDINS

Desenvolver a expressão e a comunicação através de linguagens múltiplas como meios de relação, de informação, de sensibilização estética e de compreensão do mundo

Jardins de Infância, Agrupamento, Município e comunidade

TRABALHAR UM PROVÉRBIO

Respeitar e valorizar a tradição

EXPLORAÇÃO DE CANÇÕES E CONTOS

Educadoras de Infância, Cooperar com os outros em tarefas e Assistentes Operacionais projetos comuns e Alunos

CONFEÇÃO DE ROUPAS E ADEREÇOS

FEIRA DAS TRADIÇÕES/ DESFILE

Reviver tradições promovendo o convívio entre os diferentes níveis de ensino

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Comunidade educativa

janeiro

fevereiro

Departamento da Educação PréEscolar

Agrupamento de Escolas e Município de Pinhel

Página 9


TRABALHAR UM PROVÉRBIO

CONTAR A HISTÓRIA O DIA DO PAI EXPLORAÇÃO DA LENDA DO CUCO RECOLHA DE TRADIÇÕES/COSTUMES DA ÉPOCA PASCAL

Sensibilizar a pesquisa das tradições locais e orais

Sensibilizar para a importância do papel do pai na família

Mobilizar saberes culturais e científicos para compreender a realidade e para abordar situações do quotidiano

Usar adequadamente linguagens das diferentes áreas do saber cultural

Reconhecer a transformação da natureza

A ARVORE DO CUCO DE TODOS OS JARDINSENCONTRO

TRABALHAR UM PROVÉRBIO DESCOBRIR A PRIMAVERA CANTANDO E CONTANDO CONTAR E EXPLORAR A HISTÓRIA D’ “ O 25 DE ABRIL”

TRABALHAR UM PROVERBIO

Jardins de Infância, 

Interagir com a natureza

Dar a conhecer um momento da nossa história contemporânea

Relacionar harmoniosamente o corpo com os afetos, numa perspetiva pessoal e interpessoal promotora da saúde e da qualidade de vida

CONTAR E CANTAR O DIA DA MÃE DIA DA ESPIGA – LEVANTAMENTO E COMEMORAÇAÕ

Jardins de Infância, Agrupamento, Município e Famílias

Jardins de Infância,EB1

março

Departamento da Educação PréEscolar

abril

Educadoras de Infância

maio

Departamento da Educação Pré-Escolar

Valorizar e preservar a tradição oral e cultural

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 10


TRABALHAR UM PROVERBIO

VIVER O DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

COMEMORAR OS SANTOS POPULARES ATRAVÉS DA TRADIÇAÕ “ CASCATA DE TODOS OS JARDINS”

NA MAGIA DA FESTA DE FINAL DE ANO

Reconhecer os direitos/deveres da criança

Proporcionar convívio entre ciclos

Valorizar e preservar a cultura e tradição

Dar a conhecer o trabalho desenvolvido ao longo do ano Proporcionar momentos de troca de saberes/prendas

Jardins de Infância, Agrupamento e Município

Toda a comunidade educativa

Município de Pinhel

junho

julho

Departamento da Educação Pré-Escolar

Educadoras de Infância

NOTA- O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO DEPARTAMENTO É UM DOCUMENTO ABERTO E RECETIVO A PROPOSTAS DE ATIVIDADES, DESDE QUE VENHAM DE ENCONTRO AO DESENVOLVIMENTO GLOBAL DOS NOSSOS ALUNOS.PARA COMPLEMENTAR O PLANO ANUAL DE ATIVIDADES É ELABORADO POR CADA TURMA/GRUPO O PROJETO CURRICULAR. ESTES DOCUMENTOS RESPEITAM E TÊM POR BASE AS ÁREAS DE CONTEÚDO, CONSTANTES DAS ORIENTAÇÕES CURRICULARES.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 11


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 12


ATIVIDADES

Receção ao aluno

Início da recolha de dados: contos, lendas e canções tradicionais e regionais

OBJETIVOS

 Integrar o aluno no espaço escolar;  Promover o relacionamento escola/ família;  Promover as relações interpessoais e convívio escolar.  Saber estar em grupo Situar-se no espaço.  Valorizar o património cultural, tradicional e regional;  Descobrir através do conhecimento direto os diferentes contos, lendas e canções dos nossos antepassados;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Professores e alunos do 1º Ciclo

Professores e alunos do 1º Ciclo

CALENDARIZAÇÃO

setembro

outubro

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Docentes do 1º ciclo

Docentes do 1º ciclo

Página 13


Falcões matemáticos

Dia da Alimentação

Ler + Para Vencer

Pensar + Projeto de Filosofia (3.º e 4º Ano)

 Desenvolver o raciocínio matemático.

 Promover uma alimentação saudável;  Conhecer a roda dos alimentos;  Sensibilizar a comunidade educativa para a importância de uma alimentação racional e equilibrada  Criar hábitos de alimentação saudável e de exercício físico.

 Promover e fomentar o gosto pela leitura partilhada, junto da família, através do projeto Já Sei Ler.

 Desenvolver o sentido crítico e o pensamento inserido na área curricular não disciplinar de Formação Cívica.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professores e alunos do 3º e 4º ano do 1º Ciclo

Professores e alunos do 1º Ciclo

Duas vezes por Período letivo

16 de outubro

Docentes do 3º e 4º anos

Docentes do 1º ciclo

Pré - Escolar

Professores do 1º Ciclo do 1º Ano

Professores e alunos do 1º Ciclo do 3.º e 4º Ano de Pinhel

outubro

Biblioteca Escolar do 2º ciclo; Docentes titulares de turma.

Início de janeiro

Grupo de Filosofia/Professoras do 1ºCiclo

Página 14


Ler+ na Biblioteca Escolar

Mês das Bibliotecas Escolares

 Sensibilizar para a importância da leitura como suporte de progressão nas atividades;  Induzir comportamentos de leitura através da promoção de atividades de leitura em voz alta, partilhada e/ou animações;

Alunos do 2º ano da EB 1 de Pinhel

 Promover atividades no âmbito da leitura e as literacias inseridas Toda a comunidade no mês das Bibliotecas Escolar Escolares.

“A Biblioteca  Sensibilizar para a importância Vai à Escola”, da leitura como suporte de promovido pela Escolas das Aldeias progressão nas atividades; Biblioteca Municipal;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Todo o ano

Professora da Biblioteca Escolar do 2ºciclo.

outubro

Bibliotecas Escolares

janeiro a junho

Biblioteca Escolar do 2º ciclo; Biblioteca Municipal

Página 15


“Halloween”. Leitura de  Fomentar o gosto por culturas textos alusivos diferentes. ao tema  Conhecer tradições e curiosidades da cultura Inglesa e Decoração de Americana e dá-las a conhecer à espaços comunidade educativa.  Aplicar de forma lúdica algum Concurso e vocabulário aprendido sobre o desfile de tema. disfarces

 Conhecer o castanheiro como árvore autóctone;  Valorizar o património local;  Preservar, valorizar e dar Comemoração continuidade às tradições do Dia de S. populares; Martinho  Promover a pesquisa de lendas e provérbios nacionais relacionados com castanhas;  Convívio entre escolas (magustos).

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professores das Atividades de Enriquecimento Curricular (Inglês)

31 de outubro

Professores das AEC;

Professores e alunos do 1º Ciclo Pré - Escolar Professores das Atividades de Enriquecimento Curricular

09 de novembro

Docentes do 1º ciclo

Página 16


 Natal  Leitura de textos alusivos ao tema;  Elaboração de cartões de Boas Festas;  Colaboração com as atividades da Escola;  Presentes de Natal amigos do ambiente  Festa de Natal

Cantar as Janeiras e os Reis

 Dar continuidade a costumes e tradições;  Promover o Espírito Natalício (partilha, amor, solidariedade…)  Cultivar os valores sociais e morais;  Proporcionar cumplicidades, alegria, magia e convívio  Compreender o significado do Natal.  Participar em projetos comuns.  Despertar o interesse e conhecimento de melodias da época;  Criar presentes de Natal a partir de materiais reutilizados.  Promover o espírito natalício, com pequenas dramatizações desta época;

 Dar continuidade a Costumes e tradições;  Interagir com a comunidade local;  Promover o convívio entre escolas e Jardins.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professores e alunos do 1º Ciclo Docentes do 1º ciclo Pré – Escolar

14 de dezembro Gabinete do Ambiente e da Educação da Câmara

Professores das Atividades de Enriquecimento Curricular

Professores e alunos do 1º Ciclo

1ª Semana de janeiro

Docentes do 1º ciclo

Página 17


Feira das Tradições Carnaval

 Valorizar o Património oral e cultural da sua Terra;  Conhecer costumes e tradições locais;  Construir o carro alegórico, sobre o tema escolhido “Contos, Lendas e Canções”;  Conhecer os costumes e tradições locais e valorizar o património da região;  Conviver com a comunidade educativa local e concelhia de modo participativo;

Semana da Leitura

 Valorizar o papel dos avós na promoção da leitura através da atividade: “Os avós contam um conto”;  Induzir comportamentos de leitura através da promoção de atividades: ler em voz alta (leitura em cadeia), leitura partilhada, dramatizações;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Agrupamento de Escolas de Pinhel

fevereiro

11 a 15 de março

Câmara Municipal

Bibliotecas; Docentes do Agrupamento; Outros elementos da comunidade.

Página 18


 À descoberta dos ovos

 

Descobrir a cidade de Pinhel através de um Peddy Paper. Conhecer algumas tradições relacionadas com a época da Páscoa Identificar símbolos pascais

Professores e alunos do 1º Ciclo

15 de março

Convidar os alunos a conhecer uma das maiores massas de Comemoração água do nosso concelho e a do Dia da Água fauna e a flora presentes; Ano Internacional da cooperação pela água

Compreender a importância da água para os ecossistemas e para a existência de vida;

Professores e alunos do 1º Ciclo

abril

Gabinete do Ambiente da Câmara Municipal de Pinhel

maio

Câmara Municipal

Sensibilizar para a limpeza do espaço envolvente;

Participação na  Desenvolver o gosto pela 11ª feira do leitura através do contacto com livro de Pinhel obras de vários autores;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professores e alunos do 1º Ciclo

Página 19


Olimpíadas da  Desenvolver o raciocínio Matemática matemático.

Professores e alunos do 1º Ciclo

maio

Docentes do 1º ciclo

Professores e alunos do 1º Ciclo

31 de maio ou 3 de junho

Câmara Municipal

Professores das AEC e do 1º Ciclo e alunos.

junho

Gabinete do Ambiente

Professores e alunos do 1º Ciclo

junho

Docentes do 1º ciclo

 Proporcionar o convívio entre todas as crianças do Agrupamento Escolas de Pinhel, através de jogos e atividades desportivas; Dia Mundial da Criança

 Cultivar os valores sociais e morais;  Reconhecer os direitos das crianças;  Desenvolver a solidariedade com crianças carenciadas.

Exposição de espantalhos “Viva o ambiente”

Santos Populares

 Reutilizar materiais para a criação de espantalhos. 

Realizar uma exposição.

 Dar continuidade às tradições populares;  Proporcionar o convívio entre toda a comunidade educativa.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 20


 Cultivar os valores sociais e morais; Encerramento  Promover e reforçar a do ano letivo socialização;

Professores e alunos do 1º Ciclo

Último dia do ano letivo

Docentes do 1º ciclo

 Promover o convívio entre toda a comunidade Escolar.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 21


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 22


ATIVIDADES

Levantamento da Património Histórico e Cultural do Concelho de Pinhel

OBJETIVOS

Sensibilizar os alunos para a importância e preservação do património do Concelho.

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

Professores de HGP

A realizar ao longo do ano

Grupo 200

2ºCiclo

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Dia Internacional da tolerância

 Promover e sensibilizar o desenvolvimento global do aluno para a Declaração Universal dos Direitos Humanos;  Fazer pesquisas;  Tratamento de informação;  Promover, na sua prática de vida, o diálogo, tolerância, respeito, direitos / deveres;  Promover o valor da cidadania.

Alunos de E.M.R.C Comunidade educativa

16 de novembro

Grupo 290

Celebrar o Natal

 Promover um espírito de fraternidade entre a comunidade educativa;

Alunos de E.M.R.C Comunidade

Mês de dezembro

Grupo 290

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

23


 Interpretar produções culturais que utilizam e promovem a identidade do fenómeno religioso e valores éticos;  Organizar um universo coerente de valores.

educativa

Celebrar a Páscoa

 Viver a simbologia da época;  Interpretar produções culturais que utilizam e promovem a identidade do fenómeno religioso e valores éticos;  Posicionar-se pessoalmente frente ao fenómeno religioso.

Alunos de E.M.R.C Comunidade educativa

Semana da Disciplina de E.M.R.C.

 Promover e sensibilizar o desenvolvimento global do aluno;  Fazer pesquisas e tratamento de informação;  Organizar um universo coerente de valores;  Mobilizar princípios e valores éticos comportamentais em situações vitais do quotidiano.

Inter-Escolas diocesano da Guarda

 Promover e sensibilizar o Alunos do 6.º ano Em de E.M.R.C e colaboração desenvolvimento global do aluno; Professora com o  Valorizar e favorecer a auto-estima;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Comunidade educativa

março/abril

Grupo 290

Última semana do 2º Período (de 11 a 15 de abril)

Grupo 290

A designar

Secretariado Diocesano Grupo 290

Página

24


 Promover a formação social e pessoal do aluno;  Relacionar-se com os outros no princípio da base da cooperação, solidariedade assumindo alteridade e diversidade de enriquecimento mútuo. CC Concurso de textos filosóficos

R Revista Artes e Ideias

Promover a criatividade e as competências argumentativas:

Desenvolver capacidades de trabalho, espírito crítico e reflexivo.

Desenvolver o espírito criativo e crítico; Desenvolver as capacidades argumentativas

Dia Internacional da Filosofia

Pensar* - Filosofia para crianças

 

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Secretariad o Diocesano

Alunos do Ensino Secundário

3.º Período

Grupo 410

Alunos e Professores

3.º Período

Grupos 410 e 600

Grupo 410

Reconhecer a importância da 10.º e 11.º Anos Filosofia na sociedade. Desenvolver o espírito crítico e criativo; Desenvolver a argumentação e o debate de ideias.

Alunos do 3.º e 4.º anos de escolaridade

novembro Professores do 1.º ciclo

Ao longo do ano

Grupo 410

Página

25


Exposição de biografias de mulheres importantes ao longo da História - Dia Mundial da Mulher

Parlamento dos Jovens

Todos os alunos 

Homenagear as mulheres que com o seu contributo, em várias áreas, marcaram a História

Desenvolver a argumentação e o debate de ideias.

Contribuir para o reforço da cidadania europeia, promovendo uma “Europa dos Cidadãos”; Promover uma Europa cada vez mais democrática e solidária.

(dependente da inscrição de alunos)

Semana da Europa

Dia da Árvore

Fomentar o interesse pelo património Natural;

Sensibilizar a comunidade escolar para a importância de plantar árvores, como forma de valorizar os ecossistemas;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

março

Departamento e Biblioteca Escolar

Grupo 410 e Biblioteca Escolar Comunidade escolar

maio

Comunidade escolar

março

Departamento e Biblioteca Escolar

Professores do grupo 420 e alunos

Percecionar a importância das florestas no contexto do

Página

26


clima/relevo/solo e atividades económicas. Proteção Ambiental

Sensibilizar a comunidade escolar para a importância da recolha seletiva de lixo;

Realizar e difundir no recinto escolar ecopontos e cartazes de sensibilização ambiental; Realizar apresentações eletrónicas a serem apresentadas a alunos do 7º e 8º anos.

Geomundo

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Promover o gosto pela investigação, criatividade e espírito crítico;

Estabelecer interligação com os principais fenómenos e acontecimentos atuais;

Potenciar uma melhor utilização dos mass media para a formação discente.

Comunidade escolar

Alunos e professores de Geografia

Ao longo do ano letivo

Professores e alunos do grupo 420 e alunos do CEF

Ao longo do ano letivo

Alunos e professores do grupo 420

Página

27


Concurso “Saber Geografia” (associado ao clube Europeu)

 

Incentivar os alunos a um conhecimento mais aprofundado da realidade geográfica;

Comunidade escolar

Semana da Europa (entre 9 e 13 de maio)

Alunos de Geografia

Apreciar e valorizar a diversidade natural e cultural de Portugal, da Europa e do Mundo. Dinamizar o clube Europeu.

A Coordenadora do Departamento _____________________________ (Maria do Céu Monteiro Madeira Ferreira)

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

28


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 29


Comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

ATIVIDADES

OBJETIVOS

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Elaboração de um trabalho tridimensional, no recinto escolar, alusivo à inclusão.

. Promover a inclusão escolar, familiar e social; . Sensibilizar a comunidade educativa para a problemática da diferença; . Motivar os docentes para práticas inclusivas; . Abordar e compreender dificuldades específicas de aprendizagem.

. Alunos; . Docentes; . Assistentes operacionais.

. 240 – EVT; . 600 – Artes; . 910 – Ed. Especial . Associação de pais; . Direção.

Ao longo do ano letivo com início na Semana que integra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

. Departamento de Expressões; . Grupo de Educação Especial.

Deslocação em cadeiras de rodas pela Escola Sede do Agrupamento

. Abordar e compreender dificuldades específicas de quem tem limitações físicas.

. Alunos; . Docentes; . Assistentes operacionais.

. 260 – Ed. Física; . 620 – Ed. Física; . 910 – Ed. Especial . Associação de pais; . Direção; . Conselho Pedagógico.

1.º Período Semana que integra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

. Departamento de Expressões; . Grupo de Educação Especial.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 30


. Promover o sentido estético e a criatividade; . Criar nos alunos o gosto pelas manualidades; . Aumentar a capacidade de atenção/concentração; . Motivar os alunos para o aprender fazendo;

. Alunos NEE com CEI; . 240 – EVT; . Docentes. . 600 – Artes; . 910 – Ed. Especial

Ao longo do ano Letivo

. Professores de Artes e EVT; . Professora de Ed. Especial do 2º Ciclo; . Professora de Ed. Especial do 3º Ciclo.

Professores do Grupo 240 e 250, alunos e comunidade educativa.

. 240 - EVT

Final do 1.º Período

Grupos de EVT e Educação Musical

- 600 – Artes

fevereiro de 2013

Departamento de Expressões - grupo 600

Ateliê de Artes Plásticas nos 2º,3º ciclos e Secundário

O Natal – - Promover o espírito natalício; Decoração do Salão Polivalente

- Dar continuidade a costumes e Decoração do salão polivalente tradições; da EB2.

Concerto de Natal (Grupo Coral e Instrumental)

_ Promover a realização de atividades coletivas de interesse cultural.

Conhecer os costumes e tradições Alunos de Educação locais; Visual e Artes Visuais Valorizar o património da região;

Feira das Tradições

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 31


Decoração de um Promover o intercâmbio entre a escola e carro alegórico, comunidade envolvente. destinado à participação no desfile da Feira

Professores de 2º CEB Educação Visual e Educação Tecnológica e alunos

. Promover o intercâmbio entre a escola Comunidade educativa e comunidade envolvente . Desenvolver o espírito crítico relativamente a temas sociais . Fomentar o gosto por outras formas de expressão.

- 600 - Artes

Concurso de Karaoke Interpretação de canções

. Promover a realização de atividades de Comunidade educativa interesse cultural Alunos do 2º CEB

- 250 – E. Musical Final do 2º Período

Grupo 250 – E Musical

.Compreender a importância da Arte nas Comunidade relações interpessoais; educativa . Alterar mentalidades no ser/estar em comunidade .Proporcionar conhecimentos sobre as várias formas de expressão artística

- 600 - Artes

Professores de Artes Departamento de Expressões

Revista de Artes e Ideias

d'Ar-te(s)

Agrupamento de Escolas de Pinhel

2º Período

Grupo 600 – Artes Grupo 410 – Filosofia

A d’Ar--‐te(s), fica em aberto dependendo dos apoios e das parcerias públicas e privadas que se consigam definir para apoio económico e

Página 32


.Fomentar o gosto por outras formas de expressão.

 

 

O Dia Mundial da Criança Atividades de desenho e pintura.

logístico do evento.

- Promover o convívio entre as crianças; .Professores do Grupo 240, em colaboração - Cultivar os valores sociais e morais. com a comunidade educativa.

. Professores do Grupo 240 e 1 de junho alunos do 2ºCEB

.Grupo 240 –EVT

- Desenvolver técnicas de execução e expressão instrumental e vocal; -Ocupar educativamente os tempos Festa de final de livres dos alunos; ano; -Desenvolver sentido de cooperação; Concurso de -Facilitar a integração social; flauta de bisel. -Preparar peças musicais de conjunto – vocais e/ou instrumentais; -Dar a conhecer as atividades musicais desenvolvidas na escola.

Grupos Corais, de . Comunidade educativa Flautas de bisel e Final de 3º período grupos Orff.

. grupo 250 – Professor de educação musical

.Proporcionar conhecimentos sobre as Exposição de Fim várias formas de expressão artística; .Promover o intercâmbio entre a escola de Ano e comunidade envolvente;

Professores do Grupo 600 e 240 Alunos de Educação Visual (2º e 3ª ciclos) e

. Grupo 240 - EVT e 600 – Artes Departamento de Expressões

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professores do Grupo 600 e 240, alunos de educação visual e

Junho 2012 Foi sugerida a possibilidade de se fazer uma exposição conjunta

Página 33


.Fomentar o gosto por outras formas de Expressão.

Visita à Quinta do . Conhecer um recurso local; Pezinho - Pinhel . Partilhar vivências.

Artes Visuais

artes visuais

dos alunos dos grupos do Departamento, e num Local público da cidade

Professores de Educação Especial

. 910 – Ed. Especial; . Obra Nossa Senhora das Candeias.

3ºPeríodo

Grupo de Educação Especial

Formação Ação de formação “ Linguagem Oral como base da aprendizagem da leitura e escrita”

. Promover o conhecimento do funcionamento do aparelho fonador e desenvolvimento da linguagem oral como prevenção de problemas relacionados com a fala, linguagem e comunicação; . Promover o conhecimento fonológico associado à aquisição e processamento da leitura e escrita.

. Educadores de Infância; . Pais e Encarregados de Educação.

. 100 – Ed. Infância; . 910 – Ed. Especial.

1.º Período

. Departamento de Expressões; . Drª Lúcia Martinho Terapeuta da Fala; . Grupo de Educação Especial; . Coordenação do Pré-escolar

. Sensibilizar a comunidade educativa

. Docentes;

Todos os grupos

2º Período

. Departamento de

II Colóquio

“Problemas de

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 34


Comportamento”

para a problemática em questão; .Munir os Professores e Técnicos de ferramentas para melhor lidar com esta problemática.

. Informar e adequar o melhor uso da voz Pessoal docente e não na atividade profissional; docente . Prevenir patologias decorrentes do mau uso do aparelho fonador.

Uso da voz na Atividade Profissional

Agrupamento de Escolas de Pinhel

. Terapeuta da Fala; . Psicólogos; . Outros Técnicos.

disciplinares

Todos os grupos disciplinares

Expressões; . SPO; . Grupo de Educação Especial. 3º Período

. Departamento de Expressões; . Drª Lúcia Martinho Terapeuta da Fala; . Grupo de Educação Especial.

Página 35


ATIVIDADES

ATIVIDADE EXTERNA GRUPO/EQUIPA FUTSAL FEMININO

ATIVIDADE EXTERNA GRUPO/EQUIPA FUTSAL MASCULINO

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

Participar ativamente em todas as situações, procurando o êxito pessoal e do grupo/equipa. Relacionar-se com cordialidade e respeito pelos companheiros de equipa e pelos adversários Respeito pelas normas do espírito desportivo, fomentando o estabelecimento, entre todos os participantes, de um clima de boas relações interpessoais e de uma competição leal e fraternal. compreender a sua contribuição para um estilo de vida ativa e saudável.

Participar ativamente em todas as situações, procurando o êxito pessoal e do grupo/equipa. Relacionar-se com cordialidade e respeito pelos companheiros de equipa e pelos adversários Respeito pelas normas do espírito desportivo, fomentando o estabelecimento, entre todos os participantes, de um clima de boas relações interpessoais e de uma

Agrupamento de Escolas de Pinhel

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Alunos inscritos no Desporto Escolar

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Professor Vitor Correia(260)

Alunas dos 5º; 6º e 7º anos A definir pelo C.A.E da Guarda

Alunos inscritos no Desporto Escolar

Alunos dos 5º; 6º e 7º anos

A definir pelo C.A.E da Guarda

Professor Filipe Ribeiro(260)

Página

36


competição leal e fraternal. compreender a sua contribuição para um estilo de vida ativa e saudável.

Participar ativamente em todas as situações, procurando o êxito pessoal e do grupo/equipa. Relacionar-se com cordialidade e respeito pelos companheiros de equipa e pelos ATIVIDADE EXTERNA adversários GRUPO/EQUIPA Respeito pelas normas do espírito VOLEIBOL MASCULINO desportivo, fomentando o estabelecimento, entre todos os participantes, de um clima de boas relações interpessoais e de uma competição leal e fraternal compreender a sua contribuição para um estilo de vida ativa e saudável.

Alunos inscritos no Desporto Escolar

Professor Amilcar Silva(260)

Alunos dos 5º; 6º e 7º anos A definir pelo C.A.E da Guarda

Respeito pelas normas do espírito desportivo, fomentando o ATIVIDADE EXTERNA estabelecimento, entre todos os Os 6 primeiros CORTA-MATO participantes, de um clima de boas alunos apurados no DISTRITAL relações interpessoais e de uma Corta-Mato a nível competição leal e fraternal de Escola compreender a sua contribuição para um estilo de vida ativa e saudável.

A definir pelo C.A.E da Guarda

Professores Educação Física

ATIVIDADE EXTERNA Respeito pelas normas do espírito Alunos apurados na

A definir pelo C.A.E da

Professores Educação

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

37


MEGAS: Megasprinter megakilómetro Megasalto

ATIVIDADES

desportivo, fomentando o estabelecimento, entre todos os participantes, de um clima de boas relações interpessoais e de uma competição leal e fraternal compreender a sua contribuição para um estilo de vida ativa e saudável.

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

atividade interna

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Guarda

Física

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Participar ativamente em ATIVIDADE INTERNA

Torneio Interturmas de futsal Torneio Interturmas de Voleibol Jogos Tradicionais Corta-Mato

todas as situações de aprendizagem.  Relacionar-se com cordialidade e respeito pelos Colegas  Praticar atividades lúdicas tradicionais de acordo com padrões culturais da região e cooperar com os companheiros para para o alcance dos objetivos dos

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Professor de Educação Física

Alunos dos 5º; 6º anos

1º Período Diretores de turma CORTA-MATO Alunos de todo o Agrupamento

Página

38


jogos.

ATIVIDADE INTERNA

 Cooperar nas situações

de aprendizagem de organização, escolhendo ações favoráveis ao êxito, segurança e bom ambiente relacional

Basquetebol Megasprinter Torneio inter-turmas

ATIVIDADE INTERNA

Alunos dos 5º; 6º anos

2º Período

Alunos dos 5º; 6º anos

3º Período

Comunidade escolar

 Cooperar com os

Torneio interturmas de Andebol Torneio interturmas de futsal

companheiros para o alcance dos objetivos dos jogos desportivos coletivos aplicando a ética de jogo e suas regras

Comunidade escolar

Observações: A nível da Atividade Externa (Desporto Escolar) de referir que as modalidades mantêm-se, no entanto o número de equipas vai depender da legislação que irá sair, aguardando-se a sua regulamentação.

O Delegado do Grupo260 ___________________ (Vitor Correia)

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

39


Grupo de Educação Física l 620

Atividades

Atividade Externa

Competências / Objetivos

Juvenis Femininos

Calendarização

Responsáveis

Alunas nascidas em 1996 / 1997 3º ciclo e ensino secundário

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professora Ana Santos

Alunos nascidos em 1996 / 1997 3º ciclo e ensino secundário

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professora Ana Santos

Alunos de ambos os sexos e vários escalões 2º e 3º ciclo

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professor Alberto Cruz

O aluno: • Relaciona-se cordialmente e com

Grupo Equipa de Voleibol

Intervenientes / Articulação Curricular de Ciclo

respeito pelos seus companheiros, quer no papel de parceiros, quer no de adversários;

Atividade Externa

• Aceita o apoio dos companheiros nos

Grupo Equipa de Futsal

esforços de aperfeiçoamento próprio,

Juvenis Masculinos

bem como as opções do(s) outros(s) e as dificuldades reveladas por ele(s); • Coopera nas situações de aprendizagem

Atividade Externa

e de organização, escolhendo as ações favoráveis ao êxito, segurança e bom

Grupo Equipa de Ténis de Mesa l Todos os Escalões e Géneros

ambiente relacional na atividade; • Participa ativamente em todas as situações e procura o êxito pessoal e do grupo;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 40


Atividades

Competências / Objetivos

Intervenientes / Articulação Curricular de Ciclo

Calendarização

Responsáveis

Alunos de ambos os sexos e vários escalões 3º ciclo e ensino secundário

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professor Alberto Cruz

Alunos de ambos os sexos e vários escalões 2º ciclo

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professor Marco Martins

Alunos de ambos os sexos e vários escalões 3º ciclo e ensino secundário

1º, 2º e 3º períodos Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Professor Marco Martins

Alunos de ambos os sexos e todos os escalões apurados na Fase Escola 2º e 3º ciclo e ensino secundário

2º período Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Todos os professores dos Grupos de Educação Física [620 e 260]

Atividade Externa • Interessa-se e apoia os esforços dos seus

Grupo Equipa de Ténis de Mesa ll Todos os Escalões e Géneros

companheiros com oportunidade, promovendo a entreajuda para favorecer o aperfeiçoamento e a satisfação própria e do(s) outro(s);

Atividade Externa

• Apresenta iniciativas e propostas pessoais de desenvolvimento da atividade

Grupo Equipa de Xadrez l Todos os Escalões e Géneros

individual e do grupo, considerando também as que são apresentadas pelos companheiros com interesse e objetividade;

Atividade Externa

• Assume compromissos e responsabilidades de organização e

Grupo Equipa de Xadrez ll Todos os Escalões e Géneros

preparação das várias atividades individuais e/ou de grupo, cumprindo com empenho e brio as tarefas inerentes; • Analisa e interpreta a realização das

Atividade Externa

várias atividades físicas selecionadas, aplicando os conhecimentos sobre

Atletismo ‘Corta-Mato’ Fase Distrital

técnica, organização, participação e ética desportiva;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 41


Atividades

Competências / Objetivos

Intervenientes / Articulação Curricular de Ciclo

Calendarização

Responsáveis

Alunos de ambos os sexos e todos os escalões 2º e 3º ciclo e ensino secundário

1º, 2º e 3º períodos No decurso das respetivas atividades de treino e ao longo das competições a calendarizar pelo GCDE

Todos os professores do Grupo de Educação Física [620]

Alunos de ambos os sexos e todos os escalões apurados na Fase Escola 2º e 3º ciclo e ensino secundário

2º período Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Todos os professores dos Grupos de Educação Física [620 e 260]

Todos os alunos de ambos os sexos 3º ciclo e ensino secundário

1º período De 10 de Setembro a 12 de Outubro

Todos os professores do Grupo de Educação Física [620]

Alunos de ambos os sexos e todos os escalões apurados na Fase Escola 2º e 3º ciclo e ensino secundário

2º período Calendarização competitiva externa dependente do GCDE

Todos os professores dos Grupos de Educação Física [620 e 260]

Atividade Externa Formação de Juízes / Árbitros Voleibol / Futsal / Ténis de Mesa / Xadrez

• Procura elevar o nível funcional das suas capacidades físicas condicionais e coordenativas; • Identifica e interpreta os fenómenos da

Atividade Externa

industrialização, urbanismo e poluição como fatores limitativos da aptidão física

Atletismo ‘Mega Sprinter’ ‘Mega Salto’ ‘Mega Quilómetro’

das populações e das possibilidades de prática das modalidades da cultura física; • Analisa e interpreta os acontecimentos na esfera da cultura física,

Atividade Interna

compreendendo as atividades físicas e as condições da sua prática e

Testes de Aptidão Física Aplicação da bateria de testes ‘Fitnessgram’

Atividade Interna Atletismo ‘Mega Sprinter’ ‘Mega Salto’ ‘Mega Quilómetro’

aperfeiçoamento como elementos de elevação cultural dos praticantes e da comunidade em geral; • Conhece e aplica diversos processos de elevação e manutenção da condição física de uma forma autónoma no seu quotidiano;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 42


Atividades

Competências / Objetivos

Intervenientes / Articulação Curricular de Ciclo

Calendarização

Responsáveis

Alunos de ambos os sexos e todos os escalões 2º e 3º ciclo e ensino secundário

2º período A calendarizar em função da competição externa da responsabilidade do GCDE

Todos os professores dos Grupos de Educação Física [620 e 260]

Último dia de aulas do 1º, 2º e 3º período

Todos os professores do Grupo de Educação Física [620]

Atividade Interna Atletismo ‘Corta-Mato’ Fase Escola

• Conhece e interpreta fatores de saúde e risco associados à prática das atividades físicas e aplica regras de higiene e de segurança; • Promove estilos de vida saudáveis que contribuem para a sua formação

Atividade Interna Atividades desportivas de final de período

equilibrada e que permitem o desenvolvimento da prática desportiva.

Atividades abertas à comunidade escolar Professores, alunos, auxiliares de ação educativa, encarregados de educação...

27 de setembro de 2012 O Grupo de Educação Física l 620

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 43


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 44


ATIVIDADES

OBJETIVOS

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CI-

CALENDARIZAÇÃO

CLO

“Christmas” - Leitura de textos alusivos ao tema. - Ensaio de uma música de Natal -Colaboração com as atividades da escola.

- Incentivar, através de atividades lúdico-pedagógicas, o conhecimento da cultura inglesa. - Compreender o significado do Natal. - Participar em projetos comuns, nomeadamente a festa de final de período.

Alunos do 2º ciclo

“Harvest Day” - Conhecer tradições e curiosidades - Recolha de alimentos da cultura Inglesa. para entrega a uma instituição. - Desenvolver o espírito de partilha e solidariedade

Alunos do 2º ciclo

Peddy-Paper de Inglês

Alunos do 2º ciclo

- Aplicar de forma lúdica algum vocabulário apreendido ao longo do ano. - Fomentar o gosto por culturas diferentes, sua civilização e tradições

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Professores do 2º Última semana do 1º períciclo odo

Professores do 2º ciclo

Recolha- nas 2 primeiras semanas de Dezembro

Professores de Inglês do 2º ciclo (220)

Professores de Inglês do 2º ciclo (220)

Entrega- 10 de Dezembro

Professores do 2º Última semana do 2º períciclo. odo

Professores de Inglês do 2º ciclo (220)

A delegada do grupo de Inglês 2º ciclo: Isabel Calado

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

45


ATIVIDADES

 Campeonato de leitura de Português.

 Campeonato ortográfico de Português.

OBJETIVOS

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Sensibilizar os alunos para a importância da língua materna; Professores e alunos Motivar para a leitura.

2ºCiclo

CALENDARIZAÇÃO

ZAÇÃO

Semana da leitura

Professoras de Português (200/220)

Semana da leitura

Professoras de Português (200/220)

Sensibilizar os alunos para a importância da escrita; Aplicar regras do novo acordo ortográfico.

Professores e alunos

2ºCiclo

RESPONSÁVEIS PELA DINAMI-

Pinhel, 06 de setembro de 2012 A Delegada do Grupo de Língua Portuguesa – 2º Ciclo Carminda dos Santos Monteiro Machado

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

46


ATIVIDADES

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

Festa de Natal

Promover o convívio entre os diferentes intervenientes do processo educativo;

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO Toda a comunidade educativa

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Fim do 1º período

Grupo 300

1º Periodo/ 2º Período

Grupo 300

Divulgar aspetos culturais da língua portuguesa.

Divulgar o gosto pela leitura e pelo funcionamento da língua;

Promover a leitura, assumindo-a como fator de desenvolvimento individual e de progresso nacional; Ler + é saber+

Inventariar e valorizar práticas pedagógicas e outras atividades que estimulem o prazer de ler entre crianças, jovens e adultos;

Toda a comunidade educativa

Criar instrumentos que permitam definir metas cada vez mais precisas para o desenvolvimento da leitura; Enriquecer as competências dos

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

47


atores sociais, desenvolvendo a ação de professores e de mediadores de leitura, formais e informais.

Café concerto

Ida ao Teatro

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Incentivar projetos de Toda a comunidade criação cultural e afirmação de educativa novos valores; Fomentar o convívio entre todos os membros da comunidade educativa.

Promover o gosto pelo Teatro.

2º Período

Grupo 300

2º Período

Grupo 300

Página

48


ATIVIDADES

Dia do Francês (Semana das Línguas) Visionamento de Filmes

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

- Promover o espírito europeu; - Celebrar a diversidade linguística, o plurilinguismo e a aprendizagem de línguas; - Contribuir para a divulgação das línguas e das culturas europeias.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Toda a comunidade educativa

CALENDARIZAÇÃO

Maio

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Grupo 320

Página

49


ATIVIDADES

Harvest Festival (Festival das colheitas)  Recolha de produtos provenientes das colheitas da região  Entrega dos produtos a uma instituição de solidariedade

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

 Promover o convívio entre os diferentes intervenientes do processo educativo

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Toda a comunidade educativa

10 de dezembro de 2012

Grupo 330

Toda a comunidade educativa

14 de fevereiro de 2013

Grupo 330

 Contribuir para uma causa solidária

St. Valentine’s Day

 Desenvolver o gosto pela escrita  Utilizar a Língua Inglesa como meio  Elaboração e entrega de comunicação de postais alusivos ao dia  Promover o desenvolvimento afetivo

Dia do Inglês (Dia da Europa) Refeição americana;

Exposição

 Promover o convívio entre os diferentes intervenientes do processo educativo;  Divulgar aspetos culturais dos países Toda a comunidade educativa de expressão Inglesa  Utilizar a Língua Inglesa como meio de comunicação

Agrupamento de Escolas de Pinhel

9 de maio de 2013

Grupo 330

Página

50


Visita de Estudo a Londres  Realização de atividades para angariação de fundos

 Utilizar a Língua Estrangeira (Inglês) e outras formas de expressão como meio de comunicação;  Promover o convívio entre os Toda a comunidade educativa diferentes intervenientes do processo educativo;  Contactar com aspetos culturais ingleses

Agrupamento de Escolas de Pinhel

 No final do ano letivo (espera-se uma confirmação de datas no Grupo 330 calendário de exames nacionais);

Página

51


ATIVIDADES

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

Comemoração do Natal - Fomentar o gosto pela aprendizagem da Língua Espanhola; - Elaboração de postais - Reforçar a componente lúdica na e/ ou cartões de Natal, aprendizagem da Língua Espanhola; com mensagens em - Contribuir para a diversificação de Espanhol. vocabulário a utilizar.

Comemoração do Dia de Reis - Troca de prendas entre todos os alunos que frequentam a disciplina de Espanhol.

Dia de São Valentim - Atividades alusivas ao dia de São Valentim.

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

- Professores e alunos do 7º ano

- Dar a conhecer a celebração da festividade dos Reis; - Promover o enriquecimento cultural - Professores e alunos de Espanhol do 3º dos alunos; Ciclo - Confrontar as diferenças culturais e civilizacionais entre Portugal e Espanha.

- Reforçar a componente lúdica na aprendizagem da Língua Espanhola; - Estimular o gosto pela produção de diferentes tipos de texto; - Promover a criatividade, autonomia e espírito de iniciativa.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

- Professores e alunos de Espanhol do 3º Ciclo

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

10 a 14 de dezembro

Grupo 350

7 de janeiro

Grupo 350

14 de fevereiro

Grupo 350

Página

52


Participação na - Promover o espírito europeu; “Semana das Línguas” - Celebrar a diversidade linguística, o - Dia do Espanhol plurilinguismo e a aprendizagem de línguas; - Projeção de filmes; - Contribuir para a divulgação das - Audição de Música línguas e das culturas europeias. Espanhola; - Jogos didáticos.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

- Professores e alunos de Espanhol

maio

Grupo 350

Página

53


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 54


Grupo de Recrutamento- 230

ATIVIDADES

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

 Dia Mundial Da Alimentação

 

-Distribuição de alimentos no bar/refeitório de uma forma lúdica

 

 Visita de Estudo Ao Exploratório (Coimbra)

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Conhecer o valor nutritivo dos alimentos; Compreender a importância de uma alimentação equilibrada; Aplicar os princípios de uma Todos os alunos do 2º ciclo e alunos do alimentação racional; CEF Aplicar/pesquisar conhecimentos de uma forma lúdica num espaço Professores dos grupos 230 e 520 interativo; Valorizar os hábitos e estilos de vida saudáveis, desenvolvendo atitudes responsáveis para o auto cuidado do corpo.

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Professor 16 de Outubro

Vítor Cunha

Aumentar a diversidade de interesses dos alunos;

  

Sensibilizar para a cultura científica; Alunos do 5º ano Professores do grupo 230 e outros Compreender a importância da professores ciência no dia-a-dia;

Professoras Final do 2º período Marta e Cândida

Promover a adoção de hábitos

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 55


saudáveis; 

Promover a “Ciência Experimental “como um veículo privilegiado de formação integral da individualidade humana;

Adquirir a capacidade de autoanálise e de autoestima;

Criar laços de cooperação e responsabilidade, fora do âmbito estritamente formal das atividades letivas;

Ação de Sensibilização  Compreender as transformações que sobre a Educação ocorrem no corpo a nível físico e Sexual psicológico na Puberdade.  Conhecer as diferenças que distinguem rapazes de raparigas.  Ter noção da existência de doenças sexualmente transmissíveis.  Compreender a importância dos cuidados de higiene.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Projeto Promoção e Educação para a Saúde em Meio Escolar

Centro de Saúde de Pinhel Alunos do 6º ano

Final do 3º Período (Data a combinar com o Centro de Saúde de Pinhel)

Professora Cândida

Página 56


Grupo de Recrutamento 500

ATIVIDADES

Olimpíadas Portuguesas da Matemática

Canguru Matemático sem Fronteiras

Testes intermédios

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

- Ajudar os alunos a desenvolver o gosto pela Matemática.

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Todos os alunos

CALENDARIZAÇÃO

1ª eliminatória: 9 de novembro 2ª eliminatória: 9 de janeiro Final nacional: 14 a 17 de março

- Estimular o gosto e o estudo pela Matemática. Todos os alunos

Data a definir pela SPM

- Tentar que os alunos se divirtam a resolver questões matemáticas.

- Ajudar a criar hábitos de trabalho na disciplina. - Melhorar os conhecimentos específicos da Matemática. -Avaliar as competências dos alunos

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Todos os alunos

A marcar pelo GAVE

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Dinamizadora: Amélia Marques Colaboradores. Professores de Matemática do 3.º Ciclo e Secundário

Dinamizadora: Glória Casalta Colaboradores: Professores de Matemática do 3.º Ciclo e Secundário

Dinamizador: António Félix Professores de Matemática do 3.º Ciclo e Secundário

Página 57


Sala de Matemática

Jardim da Matemática

- Atrair os alunos que têm "medo" da disciplina de Matemática, permitindo que estes descubram o lado lúdico da disciplina. - Conseguir que cada aluno, através da Matemática, se sinta bem consigo mesmo e com os demais colegas. - Desenvolver o gosto e o interesse Matemática.

Alunos de todos os anos de escolaridade

- Levar os alunos a verificar que a Matemática é uma disciplina transversal (interdisciplinaridade com Educação Visual) Alunos de todos os anos de escolaridade

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Ao longo do ano

Professores do Grupo

Dinamizadora: Margarida Abadesso Ao longo do ano

Colaboradores: Professores do Grupo

Página 58


Grupo de Recrutamento 510

ATIVIDADES

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Planificação/ Construção de modelos didáticos no âmbito das Ciências Experimentais

Motivar alunos e funcionários para as ciências experimentais Difundir métodos e técnicas experimentais

Professores, alunos e funcionários

Laboratório na Escolinha

Motivar os jovens para o âmbito das ciências experimentais Professores dos Grupos , alunos e funcionários Ensinar a observar e criticar

A calendarizar com os coordenadores do 1º e 2º Ciclo ( Quintas Feiras)

Ana Paula Saraiva e Gabriela Cunha

Masterclasses 2013

Motivar os jovens para as técnicas da investigação das pequenas partículas Professores e alunos Difundir os novos campos da investigação

A ser marcada pelo LIP

Professores do grupo 510

Visita de estudo

Difundir as tecnologias da indústria Professores e alunos do 11º ano química Identificar métodos e técnicas

A calendarizar (2º período)

Professores do grupo 510

Agrupamento de Escolas de Pinhel

CALENDARIZAÇÃO

Ao longo do ano

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Ana Paula Saraiva e António Pinto do Nascimento

Página 59


Museu escolar da Ciência

Difundir a história da evolução da tecnologia do ensino das ciências Professores, alunos e funcionários experimentais Difundir o gosto pela preservação dos instrumentos didáticos

Cada vez mais rápido “ à procura da velocidade supersónica”

Motivar os jovens para a arte de saber –fazer Professores, alunos e funcionários Desenvolver nos jovens a necessidade do trabalho colaborativo

Testes intermédios

Visita ao Exploratório Ciência Viva - Coimbra

- Ajudar a criar hábitos de trabalho na disciplina. - Melhorar os conhecimentos específicos da Matemática. -Avaliar as competências dos alunos

Sensibilizar os alunos para o estudo das ciências; Estimular nos alunos o gosto pela experimentação

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Alunos do 9º e 11º ano

Ao longo do ano

Ao longo do ano

António Pinto do Nascimento

Professores do grupo 510

Calendarização do GAVE

Professores dos anos curriculares

2º Período

A. Pinto do Nascimento Gastão Antunes

Alunos do 9.º ano

Página 60


Grupo de recrutamento 520

ATIVIDADES

Dia Mundial da Alimentação

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

Sensibilizar os alunos alimentação saudável.

para

uma

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Alunos do 9.º ano

Outubro

Equipa PES e Gastão Antunes

Dia/Semana Mundial da Floresta Autóctone

Sensibilizar para a importância da preservação das espécies autóctones

Alunos 8ª/CEF Jard/9º

Novembro

Professores do Grupo

Comemoração do Dia Mundial da Floresta

Conservar os recursos naturais; Preservar as florestas como condição de sobrevivência

Toda a Comunidade

21 de Março

Todos os docentes

Alunos do 10, 11 e 12.º

21 de Março dia Mundial da Floresta

Alunos do 10, 11 e 12.º ano

A definir

Júlia Parreira

calendário do GAVE

Gastão Antunes

Feira dos Minerais e Plantas

Olimpíadas da Biologia

Preservar e valorizar os recursos naturais

Motivar os alunos para novos desafios na área das ciências: Incrementar o instinto de competição

Avaliar aprendizagens;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Todos os docentes do Grupo

Página 61


Testes intermédios

Saídas de campo ao sábado - Clube do Ambiente

Visita ao Museu do Quartzo

Habituar os nacionais

alunos

a

exames

Observar in locu aspetos tratados nas aulas; Desenvolver o espirito de observação e curiosidade pelo meio natural

Valorizar recursos Naturais; Contatar com metodologias valorização dos Rec. Naturais

de

Alunos do 9º, 10º e 11º anos

Todos os alunos, Professores e restante Comunidade

Alunos do 7.º e/ou do 10.º e/ou 12.º Geologia

Gabriela Cunha Júlia Parreira

Sábados Gastão Antunes

A definir Prof do 7º ano

Visita de Estudo á Ribª do Mosteiro

Consolidação de conhecimentos com observação de megaestruturas da Geologia estrutural regional

Alunos de Biologia e Geologia do 12. ano

Primavera

Gabriela Cunha

Visita ao Exploratório Ciência Viva - Coimbra

Sensibilizar os alunos para o estudo das ciências;

Alunos do 9.º ano CFQ e CN

2º Período

Gastão Antunes

Estimular nos alunos o gosto pela experimentação

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 62


Grupo de recrutamento 550

ATIVIDADES

Infor- infância

Workshops

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

 Enriquecimento cultural.  Desenvolvimento de relações pessoais.  Promoção do espírito /curiosidades científicas.  Contacto com outras instituições /realidades.

 Workshop sobre temáticas de interesse para as atividades didáticas.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

CALENDARIZAÇÃO

Alunos Pré-escolar

2º e 3º Período

Profª. Susana Quelhas

Professores do Agrupamento

2º e 3º Período

Prof António João Guerra

Página 63


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 64


Plano de atividades do Projeto PES Tema

Objetivos

Alimentação Saudável e Exercício Físico

Adquirir hábitos de alimentação saudável. Identificar alimentos saudáveis. Prevenção de doenças decorrente de uma alimentação incorrecta. Sensibilizar para a importância de realizar atividades físicas, promotoras de saúde, do bem-estar e da qualidade de vida

 Semana da alimentação saudável - Oferta nos bares do agrupamento de fruta e de batidos de fruta (elaborados pelos alunos do curso de restauração) e confeção de ementas saudáveis propostas pelo nutricionista do Centro de Saúde de Pinhel.

Alunos

16 a 20 de outubro

 Sessões formativas – “Alimentação e Comportamento Alimentar” – Dinamizadas pelo Nutricionista do Centro de Saúde de Pinhel, integradas no PEACE.

Alunos dos 5º, 7º anos

1º e 3º períodos

 Aplicação do programa/jogo Eu e os Outros no âmbito da oferta completar da escola.

Alunos do 8º ano

Ao longo do ano letivo

 Gabinete de apoio ao aluno 4-me.

Alunos

Ao longo do ano letivo

Promover uma sexualidade saudável e responsável. Promover a saúde sexual e reprodutiva. Consciencializar para a importância de relações interpessoais assertivas.

 Continuação da aplicação do plano de Educação Sexual em Meio Escolar

Alunos

Ao longo do ano letivo

 Manutenção do Blog do PES

Comunidade escolar

Ao longo do ano letivo

Distribuição de marcadores de livros com a finalidade de divulgar o gabinete 4me e o blog.

Alunos

1º Período

 Workshop subordinado tema ao Gravidez na adolescência ou Violência no Namoro – dinamizada por uma docente da UBI.

Alunos do 9º ano

2º Período

 Acções de sensibilização – Sexualidade, um mundo de Questões –

Alunos 10º ano

2º e 3º Períodos

Sexualidade e IST’s

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Atividade

Ano letivo 2012/2013

Publico alvo

Calendarização

Página

65


dinamizada pelo Centro de Saúde de Pinhel

Malefícios do tabaco, álcool e drogas

Promover a formação de recursos humanos.  Prevenir o consumo de substâncias psicoativas. Consciencializar para as consequências da utilização de drogas, tabaco e álcool.

Saúde Mental/Viol ência em Meio Escolar

 Aplicação do programa/jogo Eu e os Outros no âmbito da oferta completar da escola.

Alunos do 8º ano

Ao longo do ano letivo

 Gabinete de apoio ao aluno 4-me.

Alunos

Ao longo do ano letivo

 Acção de sensibilização – Substâncias psicoativas – dinamizada pelo Departamento de Investigação Criminal da Guarda – Polícia Judiciária.

Alunos

1º Período

 Aplicação do programa/jogo Eu e os Outros no âmbito da oferta completar da escola.

Alunos do 8º ano

Ao longo do ano letivo

 Gabinete de apoio ao aluno 4-me.

Alunos

Ao longo do ano letivo

 Colaboração com o ciclo de conferências “Educar no século XXI”

Professores

Ao longo do ano letivo

 Aplicação do programa/jogo Eu e os Outros no âmbito da oferta completar da escola.

Alunos do 8º ano

Ao longo do ano letivo

Alunos de artes  Participação no Concurso Grafitar do Projecto Iguais Sem Fronteiras dinamizado pela ADM estrela. Alunos

Ao longo do ano letivo

 Gabinete de apoio ao aluno 4-me.

Coordenadora do PES ____________________________ (Gabriela Cunha)

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

66


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 67


PLANO DE ATIVIDADES 2012/2013

Serviço de Psicologia e Orientação

" (...) as atividades de Orientação Escolar e Profissional contribuem de forma significativa para a prossecução do objetivo fundamental do sistema educativo, que consiste no desenvolvimento global da personalidade dos alunos" (Abreu, 1992). É na necessidade da construção de um projeto de vida, na construção do seu autoconhecimento, na simples procura de ajuda para alguns problemas ou então na busca de informação, que o estudante recorre ao Serviço de Psicologia e Orientação. É dentro desta ótica que surge no contexto escolar um espaço vocacionado para o desenvolvimento do aluno no sentido de o auxiliar na construção do seu projeto de vida. O Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) foi criado de acordo com o disposto no art.º 26º da Lei nº 46/86 de 14 de Outubro; no Dec. Leis nº 190/91 de 17 de Maio vêm especificadas entre outras as competências dos mesmos serviços. De acordo com este decreto podemos assumir que estes serviços atuam, tendo como base três grandes áreas de intervenção: 1- Apoio Psicopedagógico 2- Orientação Escolar e Profissional 3- Atendimento individual (consulta psicológica).

O SPO sedeado na Escola Secundária/3ºCEB de Pinhel, desenvolvem as suas atividades na Escola Sede, tendo como área de influência as Escolas do 1º CEB da freguesia de Pinhel e 2º CEB de Pinhel. As atividades deste Plano de Atividades encontram-se divididas de acordo com as áreas de intervenção anteriormente definidas no Dec. Lei nº 190/91 de 17 de Maio e por escolas da área de influência.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

68


ESCOLA SECUNDÁRIA/3º CEB DE PINHEL

1 - APOIO PSICOPEDAGÓGICO OBJETIVO: Intervir ao nível da motivação (tomada de consciência acerca do valor real da escola e das possibilidades que esta proporciona), métodos e competências de estudo (facilitar a aquisição de métodos e estratégias de estudo e memorização). Deteção de alunos com Necessidades Educativas Especiais e seu acompanhamento, sempre que se mostre necessário.

DESTINATÁRIOS: Este apoio destina-se a todos os alunos dos vários anos de escolaridade da Escola Secundária/3 de Pinhel que, na opinião dos Directores de Turma, de outros Professores, Pais ou Alunos necessitem de este tipo de apoio. No entanto, dar-se-á prioridade aos casos dos alunos com NEE.

AÇÕES A DESENVOLVER:

Proceder a avaliações psicopedagógicas, elaborar pareceres, elaborar Relatórios Técnico-Pedagógicos. Promover ações de avaliação individual e coletiva.

2 - ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL OBJETIVOS: - Auxiliar os alunos na construção do seu projeto de vida;

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

69


- Auxiliar os alunos no desenvolvimento do seu conhecimento, nomeadamente, no que diz respeito a valores, atitudes, interesses e aptidões; - Apoiar o aluno na problemática da Tomada de Decisão; - Implementar atitudes de procura, exploração e tratamento de material respeitante à futura escolha escolar e profissional.

DESTINATÁRIOS:

Alunos dos 9º e 12º anos de escolaridade da Escola Secundária de Pinhel.

ATIVIDADES:

- Organização de sessões de OEP, semanais com os alunos do 9º ano - Organização, no final do ano letivo, de sessões coletivas – todos os alunos do 9º ano

- Programar visitas de estudo no âmbito da Orientação Escolar e Profissional;

- Promover sessões de esclarecimento, no âmbito da informação escolar e profissional – vinda à escola de diversas entidades, que ao longo do ano contactem a escola ou que os SPO contactem, sempre que se achar proveitoso para a comunidade estudantil.

- Promover a divulgação, junto dos alunos, de todo o material de informação escolar e profissional, que chegue à escola.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

70


- Procurar pesquisar áreas de interesse relativas a novos cursos a implementar na Escola em anos letivos subsequentes.

3 -CONSULTA PSICOLÓGICA

OBJETIVOS:

Ajudar na difícil tarefa de compreender certos casos problemáticos e implementar, na medida do possível, estratégias que permitam enfrentar e ultrapassar essas situações.

DESTINATÁRIOS:

A consulta psicológica dirige-se a todos os alunos Estes podem recorrer ao Serviço por iniciativa própria ou encaminhados por algum Professor ou Encarregado de Educação que julgue necessário este tipo de intervenção.

Nota: Sempre que a técnica dos SPO entender, será feito um encaminhamento para outros serviços especializados.

4 – ARTICULAÇÃO COM OUTROS SERVIÇOS

Os SPO articulam e colaboram com os órgãos de gestão e administração da escola, bem como professores e encarregados de educação. Participar na Equipa Pluridisciplinar, de modo a acompanhar as situações com alunos com NEE ou que sejam referenciados; Participam em Conselhos de Turma, Conselho Pedagógico e outras reuniões agendadas (Conselho de Diretores de Turma, Conselhos de Turma

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

71


Disciplinares, reuniões de coordenação de SPO, na Coordenação Educativa, etc.). Os SPO deverão colaborar e participar nas equipas pedagógicas dos vários cursos (Educação/Formação e Profissionais) que vierem a decorrer na Escola. Continuar

a

desenvolver

o

programa

de

desenvolvimento

de

competências sociais e pessoais “Eu e os Outros”. Dinamização de uma ação de formação, incluída no ciclo de conferências “Educar no Séc. XXI”, em parceria com o grupo de Educação Especial. Outra meta é a articulação com outros serviços e instituições da comunidade. Neste âmbito, os SPO, em colaboração com o Centro de Saúde, IDT, Câmara Municipal, etc. propõe-se organizar algumas ações de sensibilização sobre, tendo como público-alvo os alunos (de acordo com os parceiros será encontrado um tema atual e de interesse). Promovido pela ULS da Guarda (núcleo dos psicólogos), será desenvolvido um programa de desenvolvimento de competências pessoais e sociais, junto do 3º ano de escolaridade, em parceria com o Centro de saúde de Pinhel. O SPO é parceiro nas actividades a desenvolver pelo PES. O Gabinete de Apoio a Jovens é para continuar a ser desenvolvido e pretende-se que ele seja uma ponte para a articulação das atividades acima mencionadas.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

72


PLANO DE ATIVIDADES NA ÁREA DE INFLUÊNCIA

ESCOLA 2º CEB DE PINHEL 1 - APOIO PSICOPEDAGÓGICO OBJETIVO: Intervir ao nível da motivação (tomada de consciência acerca do valor real da escola e das possibilidades que esta proporciona) e deteção de alunos com Necessidades Educativas Especiais e seu acompanhamento, sempre que se mostre necessário. DESTINATÁRIOS: Este apoio destina-se a todos os alunos da Escola do 2º CEB de Pinhel que, na opinião dos Diretores de Turma, de outros Professores, Pais ou Alunos necessitem de este tipo de apoio. No entanto, dar-se-á prioridade aos casos dos alunos referenciados para integrarem as NEE.

AÇÕES A DESENVOLVER:

Proceder a avaliações psicopedagógicas, elaborar pareceres, elaborar Relatórios Técnico-Pedagógicos. Promover ações de avaliação individual e coletiva.

2 -CONSULTA PSICOLÓGICA

OBJETIVOS:

Ajudar na difícil tarefa de compreender certos casos problemáticos e implementar, na medida do possível, estratégias que permitam enfrentar e ultrapassar essas situações. Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

73


DESTINATÁRIOS:

A consulta psicológica dirige-se a todos os alunos. Estes podem recorrer ao Serviço por iniciativa própria ou encaminhados por algum Professor ou Encarregado de Educação que julgue necessário este tipo de intervenção.

Nota: Sempre que a técnica dos SPO entender, será feito um encaminhamento para outros serviços especializados.

ESCOLAS 1º CEB DA FREGUESIA DE PINHEL

1 - APOIO PSICOPEDAGÓGICO OBJETIVO: Intervir ao nível da motivação (tomada de consciência acerca do valor real da escola e das possibilidades que esta proporciona) e deteção de alunos com Necessidades Educativas Especiais e seu acompanhamento, sempre que se mostre necessário. DESTINATÁRIOS: Este apoio destina-se a todos os alunos das Escolas do 1º CEB da freguesia de Pinhel que, na opinião dos Diretores de Turma, de outros Professores, Pais ou Alunos necessitem de este tipo de apoio. No entanto, darse-á prioridade aos casos dos alunos referenciados para posterior integração nas NEE.

ACÇÕES A DESENVOLVER:

Proceder a avaliações psicopedagógicas, elaborar pareceres, elaborar Relatórios Técnico-Pedagógicos. Promover ações de avaliação individual e coletiva

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

74


Para a realização de todas as tarefas definidas para as diferentes escolas, pressupõe-se que o SPO trabalhe numa lógica de atendimento direto e indireto, sendo que o primeiro corresponderá a todo o atendimento direto e pessoal com os alunos, professores e Encarregados de Educação, bem como outros agentes educativos; o atendimento indireto refere-se a todo o trabalho de preparação das atividades – organização, preparação e elaboração de materiais, cotação de testes, elaboração de relatórios, pareceres e planos educativos, contactos com as entidades parceiras nas atividades propostas, organização de processos, organização das atividades propostas, participação em reuniões,etc.. Todas as atividades de atendimento direto (pais e encarregados de educação, professores e alunos) serão realizadas no Gabinete de Psicologia, da Escola Sede do Serviços de Psicologia e Orientação. Todo o funcionamento do SPO deverá ter em conta o contemplado no Regimento Interno dos Serviços.

Pinhel, julho de 2012

A Psicóloga, _________________________ (Ana Margarida Antunes Cariano)

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

75


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 76


Biblioteca da Escola do 2.º Ciclo Biblioteca da escola Secundária com 3.º ciclo “A biblioteca é essencial ao cumprimento das metas e objectivos de aprendizagem da escola e promove-os através dum programa planeado de aquisição e organização de tecnologias de informação e disseminação dos materiais de modo a aumentar e diversificar os ambientes de aprendizagem dos estudantes.” Declaração Politica da IASL( Internacional Association of School Librarianship)sobre Bibliotecas Escolares (Revisto pela IASL em Setembro de 1993)

Introdução As propostas de atividades das bibliotecas escolares para o próximo ano letivo enquadram-se nos vários domínios de atuação das bibliotecas escolares definidas pelo Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares e pela legislação em vigor, nomeadamente o “Apoio ao Desenvolvimento Curricular. Leitura e Literacias. Projetos, Parcerias e Atividades Livres e de Abertura à Comunidade e Gestão da BE”. Propomos muitas atividades para serem realizadas em parceria ou com a colaboração de diversos departamentos, grupos disciplinares e, individualmente, com diversos docentes do agrupamento. As bibliotecas escolares pretendem, ainda, desenvolver atividades em parceria com a Biblioteca Municipal e com outras instituições locais/regionais/nacionais e envolver-se em projetos de âmbito regional/nacional como a Semana da Leitura. Pretende-se dar continuidade à autoavaliação das duas bibliotecas escolares que, no próximo ano, incidirá no domínio D “Gestão da biblioteca escolar”.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

77


ATIVIDADES

 Produção/difusão de informação sobre a utilização dos recursos documentais e materiais da BE para alunos, docentes e restante comunidade educativa.

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

 Cooperar com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento.

INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Bibliotecas Escolares em parceria com o PTE e biblioteca municipal

 Alunos dos vários ciclos, docentes e outros membros da comunidade educativa.

 Estabelecer parcerias da BE com os docentes.

 Bibliotecas Concelhias

 Articular com os docentes responsáveis pelos serviços de apoios especializados e educativos (SAE) do agrupamento.  Promover a ligação da BE ao Plano

 Divulgação da informação no blogue, página da Internet, plataforma moodle da escola, correio eletrónico.

Tecnológico da Educação (PTE) e a outros programas e projetos curriculares de ação, inovação pedagógica e formação existentes na

 Celebração de datas significativas (Dia Internacional da Paz, Dia Mundial da Criança…) e articulação curricular com as disciplinas ou os projetos/planos das Novas Áreas Curriculares.

 Alunos e Professores

Ao longo do ano letivo

 Produção/divulgação de guias orientadores de leitura, bibliografias temática e outros documentos

escola/agrupamento.  Integrar a BE no plano de ocupação dos tempos escolares (OPTE) da escola/agrupamento.  Colaborar com os docentes na

 Coordenar planificações com os diferentes órgãos pedagógicos da Escola.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

concretização das atividades

Página

78


COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS curriculares desenvolvidas no seu espaço ou tendo por base os seus

 Projeto de Filosofia para crianças: “Pensar+”.

recursos.

 Professoras Titulares de turma e alunos da Escola do 1º ciclo de Pinhel  Biblioteca Escolar do 2º ciclo

CALENDARIZAÇÃO

 Docentes

 Colaborar na organização de visitas de estudo.

 Sessão de trabalho e formação do utilizador da BE e dos seus recursos para alunos dos vários níveis de ensino e para docentes.

INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Ao longo do ano letivo

ATIVIDADES

 Organizar atividades de formação.  Participar em projetos de âmbito

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Grupo de Filosofia: Professora Maria do Céu Ferreira e Carlos Adaixo

 Biblioteca Escolar 3º ciclo/ Secundário

 Alunos do 2º, 3.º Ciclo e Secundário

nacional.  Promover do ensino em contexto de competências de informação.  Promover as TIC e da Internet como ferramentas de acesso, produção e comunicação de informação e como recursos de aprendizagem.

 Docentes e alunos do 2º, 3.º Ciclo e Secundário

Ao longo do ano

 Promover ações de divulgação e sessões de formação com o KIT do programa SOBE com o objetivo de trabalhar a temática da Saúde Oral. O projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares) delineado pelo Plano Nacional de Leitura, a Rede de Bibliotecas Escolares e a Direcção-Geral de Saúde visa desenvolver ações de promoção da leitura, da felicidade e da saúde, reunindo duas valências: saúde oral e bibliotecas escolares.

 Bibliotecas Escolares

 Desenvolver competências tecnológicas  Promover a divulgação/uso do modelo de pesquisa da informação, no Agrupamento do 5º ao 12º ano.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

e de informação dos alunos.

Página

79


INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

Ao longo do ano letivo

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

 Educadoras do pré - escolar  Professores do 1º ciclo  Bibliotecas Escolares

2.º período

ATIVIDADES

 Bibliotecas Concelhias

 Fomentar o desenvolvimento de valores  Dinamizar atividades com o grupo de alunos colaboradores da Biblioteca e divulgar as suas atividades.

e atitudes indispensáveis à formação da cidadania e à aprendizagem ao longo da

 Alunos do 2º, 3.º Ciclo e Secundário

vida.

 Promover ações de leitura.  Desenvolver trabalho articulado da BE  Continuação dos projetos “Já Sei Ler” e “Vai e Vem”.

com departamentos e docentes e com o

 Professores e alunos do Pré escolar e 1º ciclo

exterior, no âmbito da leitura.  Induzir impacto nas atitudes e  Semana da Leitura no âmbito do Plano Nacional de Leitura.

leitura e das literacias.  Apoiar a aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos.

 Programa quinzenal na Rádio Elmo “A Voz da Escola”

 Agrupamento  Outros elementos externos ao Agrupamento

 Dinamizar de atividades livres, de carácter lúdico e cultural.  Apoiar a utilização autónoma e

 Projeto de “Leitura e literacia”, ao 1º ciclo: “Ler+ na Biblioteca Escolar”

Agrupamento de Escolas de Pinhel

voluntária da BE como espaço de lazer e livre fruição dos recursos.

 Turmas da Escola do 1º ciclo de Pinhel

Ao longo do ano letivo

competências dos alunos, no âmbito da

 Docentes  Bibliotecas Escolares

 Biblioteca Escolar do 2º ciclo

Página

80


ATIVIDADES

Jornal “O Teimoso” (online) (com o fim da área de projeto e estudo acompanhado a continuação do jornal terá que ser reavaliada, no inicio do próximo ano letivo)

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Disponibilizar espaço, tempo e recursos para a Iniciativa e intervenção livre dos alunos.  Apoiar as Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), conciliando-as com a

 Autor do mês: produção/divulgação de biografias de autores.

utilização livre da BE.

 Organização de exposições temáticas relacionadas com autores ou com obras específicas no âmbito das semanas temáticas.  Celebração de datas significativas (dia da poesia, dia do livro infantil...).  Dia Mundial da Poesia  Dia Mundial do Livro Infantil  Dia Internacional dos Direitos de Autor

 Comunidade Educativa

Ao longo do ano letivo

 Divulgação de novidades ou obras existentes na BE.

 Bibliotecas Concelhias

 Divulgação e apoio à dinamização de concursos relacionados com a leitura. (“Faça Lá um Poema”; “Concurso Nacional de Leitura”, entre outros).

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

81


 Todos os alunos

 Dinamização do Blogue do Agrupamento, do Portal da Rede de Bibliotecas de Pinhel e Moodle.

 Comunidade Educativa

 Colaboração na atividade da Biblioteca Municipal “Encontro com o Escritor”

 Docentes e discentes

 “A Biblioteca Vai à Escola”,  Projeto “Já Sei Ler”  Actividades de promoção de Leitura na sala de aula

 Escolas do 1º ciclo das freguesias

 Semanas temáticas na biblioteca.

 Toda a Comunidade

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Ao longo do ano letivo

 Elaboração / divulgação de materiais didáticos para os alunos relacionados com a leitura

 Biblioteca Escolar do 2º ciclo  Docentes

Ao longo do ano letivo

 Docentes e Discentes

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Bibliotecas Escolares  Docentes

Ao longo do ano letivo

 Divulgação no Blogue, no Portal da RBP e no Moodle de trabalhos de alunos.

CALENDARIZAÇÃO

 Equipas das bibliotecas escolares  Biblioteca Municipal

A anunciar

INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Ao longo do ano letivo

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

Ao longo do ano

ATIVIDADES

 Biblioteca Municipal

 Biblioteca Municipal  Biblioteca Escolar do 2º ciclo  Autarquia

 Biblioteca ES3

Página

82


INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Desenvolver trabalho e serviços colaborativos com outras escolas.

 Implementação do modelo da Autoavaliação da Rede de Bibliotecas Escolares, domínio D, sobre “Gestão da Biblioteca Escolar”.  Questionários aos utilizadores.  Estatísticas de utilização da BE e dos seus recursos.

 Integrar a BE na Escola/ Agrupamento

Abrir a Biblioteca à Comunidade.

 Promover a valorização da BE pelos órgãos de gestão e de decisão pedagógica  Contribuir para melhorar a resposta da BE face às necessidades da escola e dos

 Jardim-de-infância da Fundação D. Teodora e da Santa Casa da Misericórdia Pinhel.

Ao longo do ano letivo

 Continuação do projeto de parceria da Biblioteca Escolar do 2º ciclo, com o Jardim-de-infância da Fundação D. Teodora e da Santa Casa da Misericórdia Pinhel.

 Órgãos pedagógicos e de gestão Comunidade educativa

Ao longo do ano letivo

 Colaboração na atividade “Feira do Livro” dinamizada pela Biblioteca Municipal e a Autarquia.

 Elaborar planificações e relatórios para apresentar às estruturas pedagógicas: relatórios do Plano Anual de Atividades; relatório de autoavaliação das bibliotecas escolares, entre outros.

 Biblioteca Municipal  Autarquia

 Bibliotecas escolares

 Bibliotecas Escolares

 Adequar a BE em termos de espaço e de equipamento às necessidades da escola/  Contribuir para uma resposta cada vez

Agrupamento de Escolas de Pinhel

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

utilizadores.

agrupamento.  Dinamização do quadro interativo da biblioteca da Escola Secundária (trabalhos de alunos, exposições virtuais, atividades da biblioteca, escritores e livros, etc.)

CALENDARIZAÇÃO

3º período

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS

melhor dos computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho e aos novos

 Comunidade educativa

Ao longo do ano letivo

ATIVIDADES

 Biblioteca do 3º ciclo/ Secundário

Página

83


ATIVIDADES

COMPETÊNCIAS/OBJETIVOS desafios.

 Inscrever-se e frequentar ações de formação no âmbito das bibliotecas escolares e de competências digitais.

INTERVENIENTES/ ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

 Professores da equipa das bibliotecas.

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

 Equipa do PTE.  Centro de Formação.  Outros.

Pinhel, 10 de Julho de 2012

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página

84


Agrupamento de Escolas de Pinhel

Pรกgina 85


ATIVIDADES

Realização de uma visita de estudo a Coimbra (Museu da Ciência e Biblioteca Joanina)

Museu do Côa

OBJETIVOS

Conhecer o património históricocultural do país

Permitir aos alunos o contacto direto com a realidade histórica;

Sensibilizar os alunos para a preservação do património histórico-cultural.

 Exploratório de Coimbra

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Sensibilizar os alunos para o estudo das ciências; Estimular nos alunos o gosto pela experimentação;

INTERVENIENTES ARTICULAÇÃO CURRICULAR DE CICLO

Professores de HGP e alunos do 6º ano

Alunos do 7.º ano e Professores

Alunos do 5.º ano e Professores

Grupos 290, 420, 520, 530.

Grupo 230

CALENDARIZAÇÃO

RESPONSÁVEIS PELA DINAMIZAÇÃO

12 de outubro

Professores de História e Geografia de Portugal

19 de outubro

Grupo 400/ Biblioteca

Final do 2.º período

Grupo 230

Página

86


Sensibilizar os alunos para o estudo das ciências; Grupos 500 e 510

Exploratório de Coimbra

 

Museu Grão Vasco/ Missionários (Viseu)

  

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Estimular nos alunos o gosto pela experimentação;

Alunos do 9º ano e Professores

Promover e sensibilizar o desenvolvimento global do aluno; Relacionar-se com os outros no princípio da base da cooperação, solidariedade, assumindo autoridade e diversidade; de enriquecimento 8º, 9º e 11º anos de mútuo EMRC e Professora Promover a formação pessoal e social do aluno; Valorizar e favorecer a autoestima; Apreciar produções estéticas da temática cristã de âmbito universal e local.

2º Período Grupos 500 e 510

A definir calendário no mesmo dia da visita ao Museu do quartzo

Grupo 290

Página

87


Visita ao Museu do Quartzo – Viseu *

Contactar in locu com museu mineralógico;

Sensibilizar os alunos para a preservação do património Geológico

um

Conhecer diferentes minerais;

Promover e sensibilizar o desenvolvimento global do aluno;

Relacionar-se com os outros no princípio da base da cooperação, solidariedade, assumindo autoridade e diversidade de enriquecimento mútuo;

Inter escolas Diocesano da Guarda 

Promover a formação pessoal e social do aluno;

Valorizar e autoestima.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

favorecer

Grupo 520

A definir

7.º ano e Professores

7º ano de EMRC e Professora

Grupo 520

Em colaboração com o Secretariado Diocesano

A definir

Secretariado Diocesano e Grupo 290

a

Página

88


 Visita de Estudo – Artes

 

 Visita à fábrica de amoníaco

Visita à Ribeira do Mosteiro

Proporcionar conhecimentos sobre as várias formas de expressão artística; Alunos de Artes - 10º Fomentar o gosto por outras 11º e 12º e Professores formas de expressão; Perceber a importância das artes na sociedade.

A definir

Grupo 600

Alunos do11º ano e Professores

2º período

Grupo 510

Alunos do 12º ano e Professores

2º período

Grupo 520

3º período

Grupo 410, 420 e 430

Identificar processos de produção industrial Consolidar conhecimentos adquiridos

Conhecer a Geologia Local;

Consolidar conhecimentos de Geologia Estrutural

Sensibilizar os alunos para a diferença. Entender a história pessoal como um contínuo de Alunos e Professoras de organização entre fatores Psicologia e Sociologia internos e externos; Analisar a riqueza da diversidade humana.

 Visita à ASTA 

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Grupo 600

12º ano (Alunos de Psicologia e Sociologia)

Página

89


Consolidar aprendizagens efetuadas nas aulas e despertar a curiosidade;

Visita de Estudo Lisboa- Museu das comunicações

Promover o desenvolvimento equilibrado de capacidades cognitivas e sócio afetivas.

Ida ao Teatro à Guarda

Promover o gosto pelo teatro

Utilizar a Língua Estrangeira (Inglês) e outras formas de expressão como meio de comunicação; Promover o convívio entre os diferentes intervenientes do processo educativo; Contactar com aspetos culturais ingleses.

Visita de Estudo a Londres (Realização de atividades para angariação de fundos)

 

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Alunos do ensino profissional (10 e 11ª anos) e Professoras.

1º período

Professora do grupo 430 em parceria com a Professora Lurdes Ferreira

Todos os alunos e Professores

maio

Grupo 300

Toda a comunidade educativa

No final do ano letivo (espera-se uma confirmação de datas no calendário de exames nacionais)

Grupo 330

Página

90


8. Avaliação A avaliação deste Plano será feita, periodicamente, através do preenchimento dos relatórios das atividades realizadas apresentadas em Conselho Pedagógico e no Conselho Geral as avaliações intercalares das atividades. A avaliação será também realizada pelos diferentes Departamentos, periodicamente, e no âmbito da avaliação/ reformulação dos respetivos planos de ação. No final do ano letivo, em sede de Conselho Pedagógico, será realizada uma apreciação do grau de consecução do PAA, mediante a análise dos relatórios finais. O resultado desta apreciação servirá de base à elaboração do Relatório Final de Execução do PAA a apresentar ao Conselho Geral.

9. Divulgação

A divulgação das atividades será feita através do blogue do Agrupamento e será igualmente difundida em suporte de papel, nos locais próprios das diferentes escolas do Agrupamento, mais especificamente nas bibliotecas escolares e sala de professores.

Agrupamento de Escolas de Pinhel

Página 91


0

1? tf

l fl l B »

'/í^ 0V

l GOVERNO DE W* PnPTTTrtAT PORTUGAL

MINISTÉRI E CIÊNCIA

Agrupamento de Escolas de Pinhel

CONSELHO GERAL

->, ; X A ^ »

Exma

senhor: Director José Monteiro Vaz Agrupamento de Escolas de Pinhel 6400-000 Pinhel

Pinhel, 9 de Novembro de 2012 ASSUNTO: Plano Anual de Actividades 2012/2013 Em conformidade com a alínea e) do art.° 13 do Decreto-Lei n.° 75/2008 de 22 de Abril, & Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Pinhel, em reunião ordinária realizada no dia 8 de Novembro aprovou por unanimidade o Plano Anual de Actividades 2012/2013. De forma a produzir efeitos imediatos junto se envia a aprovação em minuta. Com melhores cumprimentos

O Presidente do Conselho Geral

Alfredo Oliveira Torres


Plano Anual de Atividades 2013