Page 1

Linha do tempo

De Collor a Lula, a destruição da Previdência


Collor

1990 - 1992

1988

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

Deputados constituintes celebram a promulgação da nova Carta


Lula

2003 - 2010

Instituída a Seguridade Social Constituição estabelece o sistema de Seguridade Social, um sistema integrado que une Saúde, Assistência e Previdência Social, além de direitos como a aposentadoria rural e para idosos carentes (que não contribuíam).

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

1991

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

Collor, ainda na campanha, em Niter贸i (RJ). Seu governo marcaria o in铆cio do neoliberalismo no Brasil


Lula

2003 - 2010

Desvinculação da aposentadoria com o mínimo Governo Collor desvincula as aposentadorias do salário mínimo. Medida abre brecha para a defasagem das aposentadorias acima de um mínimo. Os benefícios sofrem a corrosão da inflação durante toda a década de 1990. Começa a se incentivar a formação de fundos de pensão e a previdência privada.

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

- Admito! Chamei aposentados de “vagabundos”, brasileiros de “caipiras”... mas pelo menos tenho a mania de repetir tudo isso em vários idiomas!

1998


Lula

2003 - 2010

FHC faz reforma da Previdência e cria fator previdenciário

Governo FHC implementa uma reforma da Previdência que, entre outros pontos, impõe o fator previdenciário. A medida serve para desincentivar as aposentadorias por tempo de contribuição, ou seja, obriga o trabalhador a trabalhar por mais tempo. O então presidente da CUT, Vicentinho, apoia a troca do tempo de serviço pelo de contribuição para a contagem do tempo da aposentadoria (35 anos para homens; 30 para mulheres). www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

2000

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

FHC não fazia questão de esconder a sua política entreguista


Lula

2003 - 2010

DRU: desviando recursos para o FMI FHC institui a DRU (Desvinculação das Receitas da União) que permite o remanejamento de 20% dos impostos e arrecadações para outras áreas escolhidas pelo governo. A medida é usada pelo governo para desviar 20% dos recursos da Seguridade Social para o pagamento de juros da dívida pública.

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

2003

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

Marcha contra a Reforma da Previdência reúne 30 mil em Brasília


Lula

2003 - 2010

Reforma da Previdência de Lula O recém-eleito presidente Lula impõe uma reforma da Previdência no setor público que limita a aposentadoria integral aos servidores e impõe a idade mínima ao setor. O governo utiliza o velho argumento do “déficit da previdência” e ataca os servidores como “privilegiados”. FHC já havia tentado impor a reforma em seu governo.

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

2006

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002

Lula veta o aumento e argumenta que as “metas fiscais� precisavam ser cumpridas


Lula

2003 - 2010

O veto de Lula ao reajuste de 16,67% Lula veta o reajuste de 16,67% aos aposentados que recebem acima do salário mínimo. A medida havia sido aprovada pelo Congresso para recompor parte das perdas dos aposentados nos anos anteriores. As aposentadorias continuam castigadas pela inflação.

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002 Agência Brasil/Ricardo Stuckert

2007

Lula na cerimônia de inauguração do Forum Nacional da Previdência Social


Lula

2003 - 2010

Fórum da Previdência tenta a terceira reforma Lula cria um Fórum Nacional da Previdência Social e apresenta um documento para uma reforma com medidas como idade mínima, fim da diferença entre homens e mulheres e redução de benefícios. A CUT participou do fórum.

www.pstu.org.br


Collor

1990 - 1992

Itamar

1992 - 1994

FHC

1995 - 2002 Agência Brasil/Ricardo Stuckert

2010

Aposentados protestam na Câmara durante votação


Lula

2003 - 2010

Aposentados derrotam governo na Câmara

Na Câmara, é aprovado reajuste de 7,7% e, numa vitória dos aposentados, os deputados aprovam o fim do fator previdenciário. Durante toda a negociação, os aposentados, liderados pela Cobap e com o apoio de centrais como a Conlutas, organizam diversas caravanas a Brasília para pressionar os parlamentares. Lula ameaça vetar o reajuste e o fim do fator previdenciário, caso o Senado mantenha a votação da Câmara. Os aposentados prometem novas mobilizações.

www.pstu.org.br


Os aposentados merecem respeito! Entra governo e sai governo, os aposentados são sempre culpados. Já foram chamados até de vagabundos. Volta e meia, voltam a ser os vilões e discursos pedem novas reformas. Nessa história, PSDB e o PT estão juntos. A cada crise, como a que agora os ventos trazem da Europa, voltam a mira para os aposentados. E criam armadilhas contra quem está trabalhando, como a do fator previdenciário. É uma hipocrisia o discurso de que não há dinheiro para os reajustes ou que a Previdência dá prejuízo. Os que dizem isso são financiados por empresas que sonegam milhões do INSS. E que se calam diante da verdadeira sangria, a dos R$ 170 bilhões em 2009 para os juros das dívidas. Há recursos para garantir uma vida digna aos aposentados e o futuro das novas gerações. Mas para isso, é preciso enfrentar os verdadeiros vilões. Que não estão nas filas do INSS.

Zé Maria é pré-candidato a presidente da República

www.pstu.org.br

Linha do tempo Previdência  

Cronologia sobre o a destruição da Previdência

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you