Page 1

PARTIDO SOCIALISTA Federação Distrital Porto

DESEMPREGO NO DISTRITO DO PORTO PORTUGUESES CADA VEZ MAIS EXCLUÍDOS SEM EMPREGO E SEM MEIOS DE SUBSISTÊNCIA Nas últimas semanas tem subido – na mesma proporção do drama social – a propaganda do governo em torno de um oásis pré-eleitoral, no sentido de que o desemprego desce, a economia dá sinais de retoma e que os portugueses se sentem, por fim, recompensados dos sacrifícios que lhes foram pedidos. NADA MAIS ILUSÓRIO! A realidade está longe da propaganda oficial e tem contornos verdadeiramente dramáticos! Estamos perante uma bomba social prestes a detonar e com consequências imprevisíveis. Os cortes feitos, em nome do equilíbrio das contas públicas, que motivam uma rigidez inflexível na concessão de apoios sociais e, nomeadamente, do subsídio de desemprego, associados ao desemprego de longa duração faz com que, aproximadamente, e falamos só das pessoas inscritas nos centros de emprego, 320 mil portugueses desempregados tenham sido excluídos da prestação social de desemprego. No distrito do Porto, a situação não podia ser mais dramática: Cerca de 57% do desemprego na região norte está no distrito do Porto e, no início deste ano continuava a aumentar em relação a 2013. As pessoas inscritas há mais de um ano nos centros de emprego representam 54% dos desempregados! São mais cerca de 22.000 pessoas do que em 2011!

Rua Santa Isabel, 82 4050 – 536 PORTO T: +351 226051980 – F: +351 226051989 E: psporto@ps.pt


PARTIDO SOCIALISTA Federação Distrital Porto

O desemprego atinge todos os estratos sociais e o seu impacto pode ser aferido pelos seguintes elementos: 1.º O desemprego tem aumentado entre as mulheres nos últimos meses de 2013 e início deste ano. No distrito do Porto mais de metade dos desempregados são mulheres (praticamente 52%). 2.º O desemprego atinge, indiscriminadamente, quer a população com baixas qualificações, quer as pessoas com nível superior, incluindo os mais jovens. No final de 2013, o desemprego entre a população com baixas qualificações representava mais de 30% do desemprego total do distrito. E os desempregados com nível superior, no distrito do Porto, são mais de 20.000. Em três anos, cerca de 10 mil licenciados vieram engrossar as fileiras do desemprego. Referimo-nos apenas às estatísticas oficiais, na medidas em que há relatos que apontam para cenários de crise social ainda mais dramáticos. A economia cresce no mapa excel do governo, mas, na realidade quotidiana, os portugueses não sentem qualquer diferença, qualquer sinal, qualquer esperança. Apenas a miragem da renovada “teoria do oásis” em dois tempos: Promessas do que vai acontecer - antes das eleições Europeias – e novo filão de renovadas promessas até às Legislativas. Enfim… um “oásis de propaganda”! Em face destes factos sociais que lançam no desemprego e na exclusão milhares de cidadãos e confrontam com a pobreza toda uma região, o Partido Socialista reafirma a sua convicção de que é possível um caminho de credibilidade e confiança nas contas públicas, compatibilizando com metas de crescimento económico, emprego e inclusão social. Porto, 28 de abril de 2014. Rua Santa Isabel, 82 4050 – 536 PORTO T: +351 226051980 – F: +351 226051989 E: psporto@ps.pt

Desemprego no Distrito do Porto  

Portugueses cada vez mais excluídos. Sem emprego e sem meios de subsistência

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you