Issuu on Google+

O Impacto das medidas de austeridade do governo do PS no nosso concelho O governo PS com a sua desastrosa governação criou um buraco financeiro nas contas públicas e agora atirase contra as empresas e famílias para o corrigir. O conjunto de medidas de austeridade apresentadas pelo governo PS vai ter, inevitavelmente, consequências ao nível social e económico em todo o país e também no nosso concelho. O aumento dos impostos, IVA e IRS em particular; O corte dos salários e a redução dos benefícios sociais com os mais carenciados, como o rendimento social de inserção, o abono de família, o congelamento das reformas, o corte no apoio nos medicamentos e a redução dos apoios aos desempregados, vão gerar um agravamento significativo do nível da qualidade de vida das famílias, já em grandes dificuldades. Ao nível económico, o agravamento, nunca antes visto, da carga fiscal e em particular o aumento do IVA para 23%, surge claramente como a medida que terá maior influência no nosso concelho. Esta medida irá agravar a situação das nossas empresas, pois desta forma ficarão ainda mais dependentes das exportações, causando assim um forte abrandamento do ritmo da procura interna, que é na sua maioria o mercado das pequenas e médias empresas do concelho. O agravamento da situação económica e financeira do país e a perda de mercado pelas empresas terá inevitavelmente como consequência o aumento do desemprego no país e em especial na região Norte. Infelizmente, o nosso concelho não está imune á conjuntura regional e nacional e as empresas vão enfrentar no seu dia-a-dia uma verdadeira luta de sobrevivência para cumprimento das suas obrigações, originando em alguns casos o seu encerramento. Com o aumento dos impostos e consequentemente dos preços o Comércio Local será Igualmente penalizado. O combate ao desemprego não é algo que se possa fazer do dia para a noite e para haver emprego tem necessariamente que haver empregadores. Deve por isso ser valorizada e acarinhada, por todos, a estratégia de captação de investimento e o apoio às empresas, que o concelho tem vindo a promover. A somar a tudo quanto foi dito ainda temos a situação económica local agravada pela introdução de portagens nas SCUT que vai penalizar o comércio com a diminuição de visitantes ao concelho, em especial para a compra de mobiliário e decorações. É desta forma que o Governo PS nos impõem o desenvolvimento…? José Fernando F. Barbosa

 


O Impacto das medidas de austeridade do governo do PS no nosso concelho