Issuu on Google+

COMPROMISSO DO PSD AMADORA PARA A SOLIDARIEDADE E A ECONOMIA SOCIAL O PSD Amadora defende um modelo de desenvolvimento socioeconómico para a nossa cidade que assenta no reforço da Coesão Social. O reforço da coesão social deverá incidir na existência de uma visão estratégica municipal que crie condições para uma interação do poder local com as várias entidades e instituições que diariamente trabalham com aqueles que por vários motivos se encontram numa situação de maior vulnerabilidade. O presente Compromisso tem por objectivo alicerçar e reforçar a visão de uma parceria público-social, a nível local, que venha a permitir o desenvolvimento de novas estratégias de intervenção quanto às de respostas sociais, articulando entre a Câmara e as entidades locais da economia social, o desenvolvimento de um conjunto de iniciativas e projectos que vão além das suas tradicionais formas de actuação, fomentando a inovação e o empreendedorismo, reforçando o potencial de crescimento do País e contribuindo para o reforço da coesão social. O PSD Amadora acredita que as questões relacionadas com a Solidariedade e a Economia Social são um pilar essencial para a existência de uma estratégia de desenvolvimento socioeconómico, baseada num efectivo conhecimento dos problemas locais, e na pronta resposta às necessidades identificadas. Todavia, apesar da importância que o setor da economia social possui, no nosso país e também na nossa cidade, este ainda não é devidamente reconhecido e valorizado. Assim, o PSD/Amadora destaca a importância estratégica deste setor, pois este assume um papel fundamental de suporte e apoio a todos aqueles que, por vicissitudes diversas, se encontram numa situação de vulnerabilidade, constituindo-se, assim, num instrumento mais próximo dos cidadãos e com maior capacidade de resposta às situações de carência ou de desigualdade social. A nossa visão assenta no desenvolvimento de uma nova geração de políticas de integração social - congregando e não excluindo, apelando e fomentando para esse efeito a colaboração de todas as entidades locais que intervenham para a resolução do défice social hoje existente.


Este nosso entendimento é operacionalizado através da formulação e sedimentação de novos instrumentos de política para as seguintes áreas:   

Apoio social; voluntariado e inovação social

Para o PSD/Amadora, é imprescindível, aprofundar o apoio e a colaboração à ação das entidades do setor social que, pela sua proximidade, têm um conhecimento mais aprofundado das reais necessidades da população local. Também o voluntariado, como forma de intervenção, deverá ser apoiado e dinamizado, pois para além do efectivo apoio que presta a muitos necessitados, também é uma forma de participação cívica, assumindo um novo paradigma de compromisso das pessoas para com a comunidade em que se encontra inserida. É importante fomentar a Inovação Social, principalmente a de elevado potencial de impacto em áreas como a empregabilidade, a prevenção de problemas de saúde, a promoção do sucesso escolar, a redução de desperdícios, o combate à pobreza e exclusão, entre outras. A inovação social é assim um motor fundamental para a melhoria das respostas aos desafios sociais, tanto ao nível do dinamismo e sustentabilidade da economia social como da inovação em políticas públicas. Estas três dimensões, estratégicas para a promoção da coesão social municipal, necessitam de um ecossistema de capacitação e financiamento para crescerem e terem mais impacto, tendo muitas vezes origem em novas gerações de empreendedores sociais. Para tal, este compromisso elenca um conjunto de propostas, que procuram garantir, por parte do nosso poder autárquico, um efetivo apoio a quem trabalha e colabora neste sector.


PROPOSTAS PSD AMADORA PARA ECONOMIA SOCIAL E O VOLUNTARIADO  

Definição de uma Estratégia Municipal para a Economia Social Lançamento do Programa Municipal “Amadora: Hub Social+”, de apoio à inovação e empreendedorismo social, como instrumento central de operacionalização da

estratégia municipal para o setor Criação do Centro de Inovação Social da Amadora; foco operativo do programa “AmadoraInov+”, tendo como missão a facilitação do acesso dos agentes locais ao financiamento externo (micro-investimentos, acesso a capital de risco), a formação e capacitação dos agentes locais e a mobilização e articulação das redes locais de

solidariedade, empregabilidade e de inovação; Lançamento de uma Incubadora Social na Amadora “AmadoraSocial+” em parceria

com agentes do setor solidário e do setor universitário; Prémio de Inovação Social, que visa selecionar e premiar iniciativas inovadoras na área

social Alargamento das linhas de financiamento do Programa de Apoio ao Movimento Associativo ás redes territoriais de solidariedade, empregabilidade e de inovação bem

como às organizações informais de apoio social; Criação de incentivos municipais ao trabalho de voluntariado na área social, permitindo que o tempo disposto seja valorizado para efeitos de benefícios laborais e

sociais; Implementação do projeto “Casa Partilhada, Vida Melhorada”, que permita a integração social de pessoas em situação de vulnerabilidade social em habitações

partilhadas, em colaboração com IPSS’s do município; Criação de uma plataforma digital de partilha de recursos/meios entre as entidades

da economia social; Criação da “Casa do Voluntariado”, que possibilite a todas as entidades que actuem

neste âmbito, um espaço físico e um conjunto de meios que favoreçam a sua ação. Criação do Conselho Municipal da Economia Social, como plataforma privilegiada de participação cívica e de dialogo entre os diversos atores na área social


Compromisso para a Solidariedade e Economia Social