Page 1

NÚMERO 184 - ANO XV I- JANEIRO DE 2014

PA RÓQ U IA SÃO CA RLO S BO RR OM E U LAGOA DA PRATA - MG - DIOCESE DE LUZ www.paroquiasaocarlosonline.com.br

Como são belos os pés dos mensageiros...

Trabalhando todos juntos Depois da tristeza, vem a alegria... Em rede de comunidades. Lagoa da Prata está em festa É que novos padres acabaram de chegar E as bênçãos e graças se multiplicarão Para junto desse povo trabalhar. A paz, com certeza, vai reinar. Sejam bem-vindos, Padres Patriky, Chegaram de mansinho, há pouco... Marcus Vinícius e Ferreira Mas, a fama sempre chega primeiro À nossa cidade, ao novo lar. Dizem ser gente muito boa E um deles, inclusive, é um baita dum violeiro.

Sejam muito felizes aqui Nesta nova missão Maior ainda será nossa responsabilidade Lagoa é terra querida... Terão sempre a parceria Junto a esses simples, De todos nós, seus irmãos! mas grandes padres

No dia 11 de janeiro, D. Félix apresentou os novos padres que irão trabalhar em Lagoa da Prata: Pe Patriky, Pe Marcus Vinícius e Pe Ferreira.


Formando e Informando o Povo de Deus

Conhecendo a Legião de Maria As graças nos vem de Deus através de Maria. Por disposição de Deus, por Maria recebemos muitas graças. O Evangelho salienta que unicamente dela nasceu Jesus, por obra do Espírito Santo. Com isso, Maria tornou-se “o canal pelo qual serão derramados sobre a humanidade as diversas demonstrações da sua onipotência e generosa bondade”. Ela é e sempre será a medianeira. A confiança da Legião em Maria é ilimitada. Deus deu a Maria tudo quanto lhe podia dar. E tudo o que ela podia receber, recebeu-o plenamente. Em vista da posição de Maria na obra da salvação e de sua íntima união com Jesus, todo cristão deve ter nela uma confiança sem limite. Maria é a esposa do Espírito Santo, o canal das graças merecidas por Jesus Cristo. Deus deseja que cada um de nós também a honre com ardente amor. Maria é a Mãe da Igreja. Sendo a mãe de Jesus, sua maternidade se estende a todos que a Jesus estão unidos. Para qualquer fiel, mas especialmente para o legionário, Maria é aquela que tudo recebeu de Deus, participa do seu espírito e entra plenamente nos desígnios divinos. A Legião deve ser uma organização que ama Maria, persevera, pensa, age, confia e se entrega com ela. Se a Legião realizar esse ideal, será cheia do Espírito Santo e capaz de verdadeiros prodígios. (Extraído do livro “Refletindo para Viver”, de Dom Mário T. Gurgel – pg 31 a 38). Cúria Nossa Sra. Misericórdia e Cúria Mater Christi

Salmo 90 Tu que habitas ao abrigo do Altíssimo e vive à sombra do onipotente, dize ao Senhor: “Sois nosso refúgio e proteção, sois o nosso Deus, no qual confiamos inteiramente”. Do caçador e do seu laço, Ele nos livra; Ele nos salva das palavras que destroem. Protege-nos com seu escudo, e suas armas nos defende de todo mal. Não teremos terror algum durante a noite, nem a flecha disparada em pleno dia, nem a peste que caminha pelo escuro, nem a desgraça que devasta ao meio dia. Podem cair milhares ao nosso lado, podem cair até dez mil à nossa direita, que nenhum mal há de chegar perto de nós (...) Em nós, Ele confiou e disse: “Hei de livrá-los e protegê-los”. Nossos nomes, Ele conhece. Ao invocarmos, Ele nos ouve e nos atende. Ao nosso lado, Ele estará. Ele nos diz ainda: “Hei de livrá-los e de glória coroá-los. Conceder-lhes-ei vida longa e dias plenos!”.

Dona Zé

Aprendendo amando II Antônio Carlos Dayrell

Encantamento O céu vestido de longo, indo banhar-se no crepúsculo, contempla a paisagem escarlate. Solidão O barco navegando solitário desafia a arquitetura da natureza até desaparecer na imensidão do oceano. Inocência Acompanhando a marola, o servo brinca de furar ondas sem temer a superfície d'água. EXPEDIENTE Diretor Espiritual: Pe. João Bosco Jornalista Responsável: Elizabete Lacerda Pedrosa– SRP / MG 3356 Digitação: Taty Publicidade: Laura Resende e Christian: 3261-8619, 3261-4372, Regina: 3261-4139 Diagramação: Jair Resende E-mail: jinformacao@ig.com.br Revisão: Elizabete, Simone Pároco: Pe. João Bosco Agradecemos a todos os nossos colaboradores, que são voluntários. Nr. de Exemplares: 2.500 Previsão para próxima Edição: 15 e 16/02

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 02

O Terço dos Homens Reminiscências do Natal

E chegou 2014 com novos projetos, novos sonhos, novas promessas e, sobretudo, novas esperanças. Como se diz que “nada é melhor do que um dia depois d o outro”, podemos dizer também que é melhor esperar que o próximo ano seja melhor. Ilusão? Não. É a esperança que, sendo a mola mestra que impulsiona a vida humana, sempre se faz presente na época de Natal. Estamos no meio do mês de janeiro, e nossa consciência de cristãos já nos lembra o mês de março, quando terá início a quaresma, no dia 05. Mas vamos nos lembrar também de que estamos no princípio do ano novo, ouvindo ainda os sinos do Natal, que soam alegres, transmitindo as mensagens de paz e amor que o presépio nos inspira. Cúria N. Sra. de Misericórdia É bom nos lembrarmos de que se hoje desfrutamos Cúria Mater Christi desta paz que o Natal nos proporciona, devemos isto justamente aos personagens do presépio: Jesus, Maria e Partiu pela estrada José. Segundo o evangelho de Mateus, para evitar que o Rosângela Brasil Gontijo menino fosse atingido pela matança das crianças, ordenada Na minha terra nunca mais choveu por Herodes, Deus, através de um anjo e por sonho, depois que cresci. mandou que José fugisse para o Egito com Maria e o Menino. Lembro-me das quatro estações. Foi uma viagem longa de 400 quilômetros, viajando Nada ali faltava pelo deserto, enfrentando toda espécie de adversidade. Só da chuva me esqueci. O máximo de conforto que poderiam ter seria um jumento, único meio de transporte na época, talvez para carregar Talvez por nunca enxergar o dia cinza, Maria e Jesus. Não sabemos ao certo quantos dias, depois Não me lembro se choveu... do nascimento de Jesus, a família de Nazaré tenha iniciado Sei que desenhava sombrinhas. a fuga para o Egito. Talvez tenha ficado em Belém por algum tempo, ou voltado a Nazaré, numa viagem de Utilidade Pública mais 150 quilômetros. O Hospital São Carlos, em parceria Imaginemos as incertezas, as angústias que tiveram com a UNIMED, desde o dia 06/01/2014 ao entrar num país estranho, sem falar a língua dos está oferecendo atendimento médico habitantes , mo rand o em várias cidades, sendo ambulatorial 24 horas, com uma equipe discriminados, mesmo humilhados etc...etc... médica e de enfermagem, clínico geral Apesar das alegrias do Natal que ainda sentimos, e pediatra. meditemos sobre tudo o que passou a família de Nazaré na fuga para o Egito. E saibamos agradecer a DEUS PAI O compropela vinda de Jesus que, da criança do Natal, tornou-se misso com a nosso SALVADOR. SAÚDE é o Esta é uma mensagem dos homens em oração, os nosso maior homens do Terço dos Homens. patrimônio. (ABR)

A graça do Sacramento do Matrimônio "Em seu estado de vida e função, os esposos cristãos têm um dom especial dentro do povo de Deus". Esta graça própria do Sacramento do Matrimônio se destina a aperfeiçoar o amor dos cônjuges, a fortificar sua unidade indissolúvel. Por essa graça, "eles se ajudam mutuamente a santificar-se na vida conjugal, como também na aceitação e educação dos filhos". Cristo é a fonte desta graça. "Como outrora Deus tomou a iniciativa do pacto de amor e fidelidade com seu povo, assim agora o Salvador dos homens, Esposo da Igreja, vem ao encontro dos cônjuges cristãos pelo sacramento do Matrimônio." Permanece com eles, concede-lhes a força de segui-lo levando sua cruz e de levantar-se depois da queda, perdoar-se mutuamente, carregar o fardo uns dos outros, "submeter-se uns aos outros no temor de Cristo" (Ef 5,21) e amar-se com um amor sobrenatural, delicado e fecundo. Nas alegrias de seu amor e de sua vida familiar, Ele lhes dá, aqui na terra, um antegozo do festim de núpcias do Cordeiro. Onde poderei haurir a força para descrever satisfatoriamente a felicidade do Matrimônio administrado pela Igreja, confirmado pela doação mútua, selado pela bênção? Os anjos o proclamam, o Pai celeste o ratifica... O casal ideal não é o de dois cristãos unidos por uma única esperança, um único desejo, uma única disciplina, o mesmo serviço? Ambos filhos de um mesmo Pai, servos de um mesmo Senhor. Nada pode separá-los, nem no espírito, nem na carne; ao contrário, eles são verdadeiramente dois numa só carne. Onde a carne é uma só, um também é o espírito." (Catecismo da Igreja Católica) Parabéns e felicidades aos noivos, que receberão o Sacramento do Matrimônio em janeiro e fevereiro de 2014, na Igreja Matriz São Carlos Borromeu: 18 de Janeiro Ricardo e Tamires 25 de Janeiro Gustavo e Fernanda 01 de Fevereiro Sérgio e Aline 08 de Fevereiro Davi e Gabriela 15 de Fevereiro Douglas e Ketrian 22 de Fevereiro Francis e Michele Secretaria Paroquial


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 03


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

O DÍZIMO AJUDA A EVANGELIZAR O que vem primeiro: a evangelização ou a conversão?! Certamente que a Evangelização. No entanto, muitos de nós cobramos a conversão de tantos que não evangelizamos. E muitas vezes não evangelizamos, não por falta de palavras, mas por falta de atitudes, de testemunho. O fiel dizimista tem consciência de que o dízimo, além de uma fonte de recursos para o apostolado, é também um instrumento direto de evangelização, na medida em que a atitude de fidelidade do dizimista questiona o não dizimista. É muito frequente que a pessoa que não assume a condição de dizimista, não o faça por ser demasiadamente apegada ao dinheiro no qual acaba se apoiando, ao invés de se apoiar em Deus. E não se pode servir a dois senhores, conforme nos atesta o Evangelho. Sem o desapego, que se adquire mediante a fé em Deus e em sua divina providência, jamais alguém conseguirá se tornar um autêntico dizimista. Pior ainda: se a pessoa que anuncia o Evangelho, levando alguém à conversão, mas se ela mesma não dá o testemunho de dizimista, provavelmente, a pessoa evangelizada também terá a mesma dificuldade que seu evangelizador em aderir ao dízimo. Na evangelização, o testemunho sempre foi, é e será fundamental. E aquele que prega o Evangelho, mas exclui de sua prática a coerência de vida com a pregação, estará fadado ao insucesso em sua missão de evangelizar. E corre mesmo o risco de não ser reconhecido pelo Senhor no último dia, se não vier a harmonizar a sua conduta com o Evangelho. É sempre oportuno examinarmo-nos e avaliar a nossa caminhada. Estamos sendo fiéis?! Temos plena consciência da nossa missão? Qual o papel que o dízimo ocupa em nossa vida de batizados?! É absolutamente certo que todos desejamos responder sim ao chamado que o Senhor nos faz. Mas, também é preciso que nos convençamos, com toda certeza e confiança, que o dízimo nos ajuda a evangelizar!

AMAMENTAÇÃO Bilá Bernardes Seios intumescem leite escorre fico atenta. Ouço o choro mato a fome dou-lhe colo aconchego brincadeiras.

em mergulho. Mais que fome do organismo alimento esperança: manter vivo o riso e a paz desse mergulhar.

Num sorriso abre os olhos. Entro neles

Test emun ho d e Di zi mi st a Ser dizimista é um ato de amor, de compromisso consciente com Deus e com a comunidade. É nossa expressão de amor para com a Igreja, que torna possível realizar nossa partilha com Deus. Para mim, o Dízimo é gratidão e reconhecimento, comunhão e participação na comunidade em que vivemos. Ao partilhar com amor o que se tem, Deus nos recompensa com o dobro de bênçãos. O dízimo, por ser uma forma de desprendimento das coisas materiais, nos liberta do egoísmo, fortalece nossa espiritualidade e nossa fé em Deus. É doando que somos capazes de receber. O DÍZIMO é agradecimento, é devolução a Deus de um pouco do muito que Ele nos dá. Lilian Quelli Ferreira Reis Comunidade São Pedro

-

Pág.: 04

Dizimistas aniversariantes do mês de JANEIRO Deus os abençoe!!! Pe. Patriky Samuel Batista - Pároco 01/01 Altaira Soares Evandro Oliveira Loureiro Lauro Rocha Gomes Marcelo Corgosinho Soares Maria Ângela C. Rodrigues Mary Bernardes Neném de Oliveira Odilon da Cruz Nascimento Sônia Maria Delfino Vilma Santos Costa 02/01 Ana Lúcia S.Mendonça Ana Maria Carvalho Iraci Gonçalves Souza José Amilton de Lima Luciana da Silva Dôco Zélia Maria Oliveira Borges 03/01 Alberta Anna Maria Becx Maria da Conceição F.Costa Maria Helena Rocha Rafael Brás Ferreira Sebastião Delfino Pinto 04/01 Espedita Aguida Soares Meire do Rosário Marques 05/01 Marco Antônio de Souza Maria das Vitórias Lúcio Vitória Teixeira Fernandes

Antônio Taciano Lacerda Camilo Marques Orcine Maria Helena de Oliveira Mirian Moreira Tavares 13/01 Aparecida Silveira Araujo Carlos Júnior Eraldo Leonardo Rezende Maria Aparecida Morais Maria Cândida Silva Siomar Silva Freire Suzy A. C. M.Ferreira 14/01 André Aparecido Rezende Ronan Robson Rezende

06/01 Beni Maria Pereira Edina Gonçalves Viana Georgina Maria Guimarães Jamil dos Reis Pereira Júlio Cesar Afonso Costa Lina Borges Lacerda Maria dos Reis C.Martins Paulo de Castro

15/01 Carine Couto Bessas Cláudia Fonseca Garcia Claudiene A. D.Andrade Gorazil J.Bessas Miranda Maria da Conceição Moraes

07/01 Antônio Bosco Resende Genésio Luciano Rezende

17/01 Maria Olímpia Ferreira

08/01 Ibrahim Melo Ligia Aparecida R.Pereira Maria Etelvina de Castro Nadir Pereira Lopes Rosângela B. Delgado Simone Carvalho 09/01 Ana Lucia B. Lobato Elza Bernardes de Oliveira Maria das Dores de Jesus Maria Isaltina da Silva 10/01 Odair Antônio de Melo Zizinha de Oliveira Batista 11/01 Alencar de Castro Ana C Guadalupe Caricati Lívia Ferreira de Oliveira Maria Margarida de Paula 12/01 Antônio Fco. Pimenta

16/01 Dênio Nonato B.Almeida

18/01 Iracema Rodrigues Oliveira Lúcia Maria Rodrigues Maria das Graças C.Braga Maria da Penha Pinto 19/01 Andréia Lopes B.Castro Edsonina Souza Magela Joelma A. F. Santos Nycollas Nicolau Miranda 20/01 Alzira de Castro Silva José Martins de Souza Lúcia Vidal Mauro Bernardes Nair Graças S. Nascimento 21/01 Gilberto R. Mesquita 22/01 Sebastião Reinaldo Rosa

23/01 Avelina Almeida Borges Elane Rosas Barbary Maria Machado Fonseca Maria Zélia Borges Otacílio Raposo Miranda Paula Aquino Rodrigues Philip Rubens S. Ribeiro Rosilene da Silva Moreira 24/01 Dorival Correa Filho Joaquim Serafim Graciano 25/01 Andreza Leopoldina Lamounier Alessandra M.a A.Almeida Edson Martins Josefa Resende Brandão Maria Cleusa da Silva Neide A. M. Coutinho Tânia Ap. R. Fonseca Walter Luiz Ferreira 26/01 Conceição Nunes Batista Roberto José da Silva 27/01 Juliana Lacerda R.Ribeiro 28/01 José Silvério M. Tobias Marco Aurélio C.Machado Maria Alice Xavier Castro Maria Aparecida de Melo Maria Lourdes B.Adonin Seila Aparecida A.Ferreira 29/01 Carla Ligia Borges Lairce Furtado Nunes 30/01 Luana Castro M.Silva Maria Claret C. Souza Maria Carmo R. Menezes Mirian H.Calazans Silva Walter Rezende Aquino 31/01 Derika R. B. C. Malta Edna de Alcântara Elizabete L. O. Pedrosa Maria Antônia A.Alves Maria Aparecida Teodoro Maria de Fátima N.Teixeira


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 05


Formando e Informando o Povo de Deus

Destaques da Paróquia Lagoa da Prata recebe três novos sacerdotes

No dia 11/01/2014, na Igreja Matriz São Carlos Borromeu, Dom Antônio Carlos Félix deu posse ao novo Pároco, Pe. Patriky, aos novos vigários paroquiais, Pe. Marcus Vinicius e Pe. Ferreira.

Muitos fiéis participaram da Santa Missa de acolhimento aos novos sacerdotes. Em destaque (de pé), os pais de Pe Patriky

Também estiveram presentes, outros padres, diaconos e seminaristas.

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 06

É tempo de acolher!

“Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar... Eu vi o trabalho que Deus impôs aos homens: todas as coisas que Deus fez são boas, a seu tempo. Ele pôs, além disso, no seu coração, a duração inteira, sem que ninguém possa compreender a obra divina de um extremo a outro. Assim eu concluí que nada é melhor para o homem do que alegrarse e procurar o bem-estar durante sua vida; e verifiquei que nada há de melhor para o homem do que alegrar-se com o fruto de seus trabalhos. Esta é a parte que lhe toca. Pois, quem lhe dará a conhecer o que acontecerá com o volver dos anos? (Eclesiastes 3)” Pe Patriky, Pe Marcus Vinícius e Pe Ferreira, é tempo de começar um novo tempo em um lugar novo. É tempo de abraçar uma nova missão. Aliás, a missão não é nova e, sim, renovada com um povo novo, que deverá proporcionar a riqueza de um conhecimento mútuo, uma troca que tornará todos mais ricos e melhores. Mais um SIM acontece no coração e na mente. Novas esperanças... Novas expectativas... Temores? Incertezas? Talvez. Mas nunca insegurança, pois, seguimos os passos de Alguém, uma Pessoa: Jesus Cristo. Assim, é tempo de acolher a nova missão com entusiasmo e alegria, dando o melhor de si a este povo que os recebe. E, para nós, é tempo de acolhê-los com carinho e respeito. Quem são estes novos sacerdotes que aqui chegaram? Já sabemos um pouco a respeito deles, mas queremos conhecê-los melhor e aprender a amá-los. Queremos fazer parte de suas vidas (como tantos outros já fizeram) e queremos abrir espaço em nossas vidas para que eles experimentem da nossa alegria e fé. Fé em Deus, fé na vida e, por que não, fé nas pessoas de boa vontade (elas ainda existem)! Então, Pe Patriky, Pe Marcus Vinicius e Pe Ferreira, queremos que vocês sintam-se em casa. Vocês já começaram a fazer parte de nossas vidas! Fausta Maria Miranda


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 07


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

Conhecendo Pe. Patriky Samuel Batista Me us P ais: José Sebastião Batista e Ana Maria da Silva Batista. Sou o mais velho de quatro irmãos. Nasci em Piumhi-MG, no dia 28 de abril de 1983. Tenho 30 anos de idade. Fiz os estudos Filosóficos na PU C-Ca mpin as e a Teologia na PUC- Minas (Instituto de Teologia e Fil osof ia Dom J oão Rezende Costa). Tenho uma especialização em “Missiologia e Animação Pastoral” pelo Centro Cultural Missionário de Brasil. Como seminarista, trabalhei na Paróquia São Rafael Arcanjo (Paineiras – MG) e Santo Antônio (Arcos - MG. Nesta última paróquia, vivi o tempo do diaconato. Fui ordenado padre por Dom Félix no dia 20 de dezembro de 2008. Tenho como lema de sacerdócio: “Servi ao Senhor com alegria” (Sl 99,2). Em 2009 fui designado vigário da paróquia Nossa Senhora do Patrocínio (Abaeté-MG). No fim deste mesmo ano, apresentei-me para ir em missão. Fui enviado para a Paróquia São Francisco de Assis, em Nova Mamoré – RO, fronteira com o nordeste da Bolívia. Lá, além de pároco, fui diretor espiritual do seminário e Chanceler do Bispado. Atualmente, além da missão de pároco da Paróquia São Carlos Borromeu, em Lagoa da Prata, sou membro, desde 2008, da Coord enação Diocesana de Pastoral da Diocese de Lu z e tamb ém membro da Comissão Diocesa na p ara Subsídios.

-

Pág.: 08

Mensagem Queridos Paroquianos, Paz e alegria!

“Quanto a mim, de boa vontade me entregarei a favor de vocês.” (2 Cor 12,15) No ano passado, nosso bispo diocesano fez uma série de transferências em nossa Diocese. Foram 14 padres que, após um tempo de missão, foram convocados a “Avançar para águas mais profundas.” Encontro-me entre estes e, com alegria, aqui cheguei nesta terra abençoada: Lagoa da Prata – MG! Um amigo querido, Pe. Hênio dos Santos, sempre dizia que a “cidade é de prata, mas o povo é de ouro!” Uma verdade que tenho sentido em cada “seja bem vindo”, em cada aperto de mão, em cada sorriso! Nesta terra, também conhecida como uma terra de “muito calor”, tenho sentido um calor ainda maior: o calor humano da acolhida e da fé do Povo de Deus de nossas comunidades, pastorais e movimentos. No amor, desejo que juntos possamos ser uma paróquia ACOLHEDORA, VOCACIONAL E MISSIONÁRIA. Uma verdadeira família reunida no amor de Cristo para viver e crescer em fraternidade. Venho para caminhar junto, para somar. Sei da bela caminhada de nossa paróquia, sempre marcada pelo dinamismo pastoral, pelo serviço zeloso e dedicado às coisas de Deus. Quero agradecer a acolhida e cordialidade do Pe. João Bosco, um irmão muito querido. No dia 13 de dezembro de 2013, Pe. Marcus Vinícius e eu aqui estivemos. E ele, juntamente com Pe. Roberto, apresentou-nos um pouco da vida e dinâmica da paróquia São Carlos. E a missão não para! Continuemos juntos, de mãos dadas, com amor, alegria e um renovado espírito missionário, levando adiante a proposta do Ano da Graça, criando espaços para o encontro, a partilha e a ação de graças pela vida de nossas comunidades. Quero também dizer da minha alegria por entrar nesta família. Saibam que quero ser padre no sentido estrito da palavra: o pai! Aquele que acolhe, oferece um ombro amigo, um coração aberto; que orienta, conduz, apascenta. O pai que é amigo, mas que também deseja a excelência dos filhos. Peço que tenham paciência comigo e que me ajudem a ser um sacerdote santo e dedicado. Conto muito com cada um, com cada uma. Vocês já são minha família. Rezem por mim! Por fim, nestes dias, a frase que mais tenho ouvido é esta: “Seja bem vindo!” Termino esta partilha dizendo com muita alegria para o nosso povo: Queridos paroquianos, sejam bem vindos ao coração do vosso novo pastor! Que Deus os abençoe e os faça muito felizes. Fraternalmente, Pe. Patriky Samuel Batista


Formando e Informando o Povo de Deus

Campanha da Fraternidade 2014“

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 09

MAC - MOV. AMIZADE CRISTÃ

“Fraternidade e Tráfico Humano”

“Não se esqueçam da hospitalidade; foi praticando-a que, sem o saber, alguns acolheram anjos.” Heb. 13, 2

Sob o tema “Fraternidade e Tráfico Humano”, e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1), a Campanha da Fraternidade de 2014 refletirá a crueldade do tráfico humano. As mãos acorrentadas e estendidas do cartaz da CF de 2014 simbolizam a situação de dominação e exploração dos irmãos e irmãs traficados, e o seu sentimento de impotência perante os traficantes. A mão que sustenta as correntes representa a força coercitiva do tráfico, que explora vítimas que estão distantes de sua terra, de sua família e de sua gente. Essa situação rompe com o projeto de vida na liberdade e na paz e viola a dignidade e os direitos do ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus. A sombra na parte superior do cartaz expressa as violações do tráfico humano, que ferem a fraternidade e a solidariedade, que empobrecem e desumanizam a sociedade. As correntes rompidas e envoltas em luz revigoram a vida sofrida das pessoas dominadas por esse crime e apontam para a esperança de libertação. Essa esperança se nutre da entrega total de Jesus Cristo na cruz, para vencer as situações de morte e conceder a liberdade a todos. “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1), especialmente os que sofrem com injustiças das modalidades do tráfico humano, representadas pelas mãos na parte inferior. A maioria das pessoas traficadas é pobre ou está em situação de grande vulnerabilidade. As redes criminosas valem-se dessa condição, que facilita o aliciamento com enganosas promessas de vida mais digna. Uma vez nas mãos dos traficantes, mulheres, homens e crianças, adolescentes e jovens são explorados em atividades contra a própria vontade e por meios violentos. Pra libertá-los para a vida e para o amor!

Hino CF 2014 Tema: Fraternidade e tráfico humano Lema: "É para a liberdade que Cristo nos libertou!"( Gl 5,1) L. & M.: Roberto Lima de Souza É para a liberdade que Cristo nos libertou, Jesus libertador! É para a liberdade que Cristo nos libertou! (Gl 5,1) 1. Deus não quer ver seus filhos sendo escravizados, À semelhança e à sua imagem, os criou. (Cf. Gn 1,27) Na cruz de Cristo, foram todos resgatados Pra liberdade é que Jesus nos libertou! (Gl 5,1) 2. Há tanta gente que, ao buscar nova alvorada, Sai pela estrada a procurar libertação; Mas como é triste ver, ao fim da caminhada, Que foi levada a trabalhar na escravidão! 4. Que abracemos a certeza da esperança, (Cf. Hb 6,11) Que já nos lança, nessa marcha em comunhão. Pra novo céu e nova terra da aliança, (Cf. Ap 21,1) De liberdade e vida plena para o irmão... (Cf. Jo 10,10) 3. E quantos chegam a perder a dignidade, Sua cidade, a família, o seu valor. Falta justiça, falta mais fraternidade Pra libertá-los para a vida e para o amor!

Queridos Padres Patriky, Marcus Vinícius e José Ferreira, Que esse novo tempo nos inspire a capacidade de acolher, pois, acolher é abraçar, é cuidar, é amar, é celebrar. Como disse São Paulo em sua Carta aos Hebreus, muitas vezes acolhemos, sem saber, os nossos anjos. E Deus, em sua infinita misericórdia, vive nos presenteando com anjos amigos, anjos protetores, anjos semeadores, anjos padres... Vocês são, de maneira especial, anjos semeadores. Semeiam amor, respeito, fé, esperança, confiança no próximo e em Deus. Queremos continuar sendo terra fofa e adubada, que acolhe e deixa as sementes florescerem. É com o coração cheio de alegria que os acolhemos de braços abertos. Vocês são os nossos novos anjos semeadores! Que Deus continue nos abençoando e nos dando forças para, juntos, levarmos o Evangelho de Cristo à toda criatura. Contem sempre conosco! Jovens e Tios do Movimento de Amizade Cristã – MAC


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

-

Pág.: 10

Medicina Natural Boldo O Boldo é uma planta originária do Chile. Caule aéreo, lenhoso, alcança alguns metros de altura. USO MEDICINAL: O boldo possui i m p o r t a n t e s propriedades curativas, as quais são eficazes no tratamento das enfermidades hepáticas e biliares. No Chile, é considerado como aperitivo, digestivo. INDICAÇÕES: · Combater a má digestão, a insônia, o reumatismo; · Fortificar o estômago e os nervos; · Limpar manchas da pele, especialmente as causadas por distúrbios do fígado; · Emprega-se as folhas como específicas para fazer desaparecer os cálculos hepáticos (pedras do fígado) e as anormalidades das vias biliares; · Emprega-se o suco das folhas e talos tenros, em gotas, nos casos de fortes dores de ouvido; · O boldo é usado, externamente, para banhos no combate a hidropisia, blenorragia e outras enfermidades semelhantes. Parte usada: as folhas, para chás. As folhas e sumidades para banhos. Dose: normal, para uso interno. Para banhos, pode-se aumentar a dose. Fonte: As Plantas curam Otaviana de Moraes Ferreira

Ano Novo, Novo Jovem O início do ano é a época em que as pessoas prometem ser melhores, traçam objetivos e metas para cumprir durante o ano. A juventude também tem que refletir sobre o ano que passou. Com certeza, tivemos momentos de alegria e diversão. Mas também houve momentos de dor, tristeza, solidão. Nem tudo foram flores. Às vezes, por nos esquecermos de agir como cristãos e por termos sido rebeldes, muita coisa deu errado em 2013. Quantas vezes magoamos as pessoas por não termos agido como jovens santos, por nos pr eocu parm os a pena s co m no sso mundo, deixando família, amigos e Igreja de lado... Sabemos que somos fracos, somos o que somos. Mesmo assim, sempre tivemos Deus aqui, perto de nós. E é esse mesmo Deus que nos fortalece e nos guia para que, neste ano que se inicia, possamos ser diferentes. Precisamos nos importar mais com pessoas, e menos com as coisas; aprender a dar mais valor a todos ao redor. Precisamos deixar de ser jovens indiferentes e de cara fechada. É como diz a música: “A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus.” Se conhecemos esse Jesus que nos enche de alegria, não podemos ser jovens tristes. Temos que levar essa alegria aos outros, essa alegria que vem de Cristo. Basta um sorriso, e a fé vence a dor. Precisamos ser jovens compromissados com a Igreja, a comunidade e nossos movimentos. Tudo o que somos, nossos dons, nosso trabalho, nossa juventude, nossa energia, tudo isso devemos colocar à disposição do Senhor. Enfim, precisamos ser cristãos de verdade e renovar nosso ser para um 2014 abençoado. Lembre-se: Ano novo, novo jovem!

NOTÍCIAS DO EAC A turminha do EAC é mesmo animada! Não mede esforços para trabalhar para Deus. Ver a alegria e o espírito de servir desses adolescentes, nos contagia e nos faz recordar o que o Papa Francisco disse: “Jovens, o Senhor precisa de vocês”. Também hoje, Jesus chama a cada um de vocês para segui-lo como testemunho de fé em sua Igreja. O Senhor chama a cada um, individualmente, para ser missionário. Ao lermos ou ouvirmos essas palavras, sempre nos lembramos de vocês, adolescentes, que se dedicam ao trabalho da Igreja; que se comprometem com as reuniões dominicais; que assumem os compromissos de forma alegre, humilde e eficiente. Vocês não brilham somente no quesito trabalho e compromisso, mas, também no que diz respeito ao comportamento, diversão e entretenimento, vocês dão um show, como pudemos testemunhar na Festa de Final de Ano, que foi um sucesso! Ali vocês testemunharam o amor de Deus, compartilhando a alegria própria daqueles que caminham com o Cristo vivo, levando-O ao irmão através de um sorriso, mostrando que é possível que aconteça uma “balada” saudável sem deixar de serem “Jovens Santos”. Aquele dia mostrou que Deus estava ali porque estávamos ali em nome Dele. E encerrando as reuniões dominicais de 2013, não poderia faltar, é claro, o amigo doce. Foi um momento contagiante, onde pudemos festejar aquilo que temos de melhor: nossa amizade! Que 2014 seja, para todos, o Ano da Graça e das bênçãos de Deus em nossas vidas! Ano novo é tempo de permanecermos firmes no amor que Deus tem por cada um de nós! Tios Célio e Vera


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 11


Formando e Informando o Povo de Deus

Calendário Paroquial FEVEREIRO 01/02 03/02 04/02

05/02 06/02

07/02 08 e 09 08/02 09/02 10/02 11/02

12/02 13/02

14/02 15 e 16 16/02 17/02 18/02 19/02 20/02

21/02 22/02 23/02 24/02

25/02 26/02 27/02 28/02

13:30 h - Encontro de Preparação de Pais e Padrinhos Setor N. Sra. do Rosário (Salão São Pedro) Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h – Terço dos Homens – Matriz São Carlos 19:00 h - Missa na Igreja Matriz - Pia União de Santo Antônio 19:30 h - Reunião dos Ministros da Palavra - Salão São Carlos 20:00 h - Reunião de Ministros da Sagr. Comunhão – C.Catequético 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 07:00 h – Missa na Igreja Matriz Vigília Eucarística o dia todo 18:00 h – Vigília Eucarística das Comunidades 19:00 h – Bênção do Santíssimo e Missa 18:00 h - Reunião do Apostolado da Oração - Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Igreja Matriz Encontro de Noivos - Centro Catequético 08:00 h - Reunião do CFE - Paróquia N. Sra. do Bom Despacho 10:00 h - Celebração de Batizados - Igreja Matriz Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h – Terço dos Homens – Matriz São Carlos 08:30 h - Reunião dos Padres da Forania - Centro Catequético 19:30 h - Reunião de Grupo do ECC - Centro Catequético 19:30 h - Missa na Comunidade Santa Teresinha 19:30 h - Missa na Comunidade N.Sra de Fátima 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 19:30 h - Missa na Comunidade São Judas Tadeu 07:00 h – Missa na Igreja Matriz Vigília Eucarística o dia todo 18:00 h – Vigília Eucarística das Comunidades 19:00 h – Bênção do Santíssimo e Missa 19:30 h - Reunião Paroquial da Catequese – C.Catequético 19:00 h - Missa na Comunidade Imaculada Conceição MAC - Centro Catequético 17:00 h - Missa na Comunidade N.Sra das Vitórias - Capetinga Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h – Terço dos Homens – Matriz São Carlos 19:00 h - Missa na Comunidade São Carlos Borromeu 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 19:00 h - Missa na Comunidade São José Operário 07:00 h – Missa na Igreja Matriz Vigília Eucarística o dia todo 18:00 h – Vigília Eucarística das Comunidades 19:00 h – Bênção do Santíssimo e Missa 19:00 h - Missa na Comunidade São Cristóvão 19:00 h - Missa na Comunidade São Pedro 08:00 h - Reunião do CDE e das Comissões Diocesanas de Pastorais e Movimentos 10:00 h - Celebração de Batizados - Igreja Matriz 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida - 6º aniversário de Fundação do Mosteiro Maria Porta do Céu Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h – Terço dos Homens – Matriz São Carlos 19:00 h - Missa na Com. São Vicente de Paulo 19:00 h - Reunião do CPE - Centro Catequético 20:00 h - Ultreya Cursilho - Centro Catequético 07:00 h – Missa na Igreja Matriz Vigília Eucarística o dia todo 19:00 h - Missa da Família - Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Comunidade Sagrado Coração

OBS.: Domingo: 07:00, 09:00, 18:00 e 19:30 h – Missa na Matriz São Carlos 08:30 h – Missa na Paróquia N. Sra de Guadalupe Segunda-Feira: 07:00 h – Celebração da Palavra – Matriz São Carlos Terça à Sexta-Feira: 07:00 h – Missa na Matriz São Carlos Sábado: 07:00 e 19:00 h – Missa na Matriz São Carlos 19:00 h – Missa na Igreja do Rosário

Destaques

No dia 14/01/2014, às 19:30 h, no Salão do S.O.S., Pe Marcus Vinícius celebrou sua 1ª missa em uma comunidade da Paróquia São Carlos Borromeu: Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus. Na ocasião, o casal Rejane E.Borges Lacerda e Tarcísio Oliveira Lacerda celebraram suas Bodas de Prata.

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 12

Palavras do Papa Trecho da 1ª Exortação Apostólica do Papa Francisco A doce e reconfortante alegria de evangelizar O bem tende sempre a comunicar-se. Toda a experiência autêntica de verdade e de beleza procura, por si mesma, a s ua expansão; e qualquer pessoa que viva uma lib ertação profunda adquire maior sensibilidade face às necess idad es d os out ros. E, uma vez comunicado, o b em radica-se e desenvolvese. Por iss o, q uem deseja viver com dig nidade e em plenitude, não tem outro caminho senão reconhecer o outro e buscar o seu bem. Assim, não nos deveriam surpreender frases de São Paulo como estas: «O amor de Cristo nos absorve completamente» (2 Cor 5, 14); «ai de mim, se eu não evangelizar!» (1 Cor 9, 16). A proposta é viver a um nível superior, mas não com menor intensidade: «Na doação, a vida se fortalece; e se enfraquece no comodismo e no isolamento. De fato, os que mais desfrutam da vida são os que deixam a segurança da margem e se apaixonam pela missão de comunicar a vida aos demais». Quando a Igreja faz apelo ao compromisso evangelizador, não faz mais do que indicar aos cristãos o verdadeiro dinamismo da realização pessoal: «Aqui descobrimos outra profunda lei da realidade: “A vida se alcança e amadurece à medida que é entregue para dar vida aos outros”. Isto é, definitivamente, a missão». Consequentemente, um evangelizador não deveria ter constantemente uma cara de funeral. Recuperemos e aumentemos o fervor de espírito, «a suave e reconfortante alegria de evangelizar, mesmo quando for preciso semear com lágrimas! (...) E que o mundo do nosso tempo, que procura ora na angústia ora com esperança, possa receber a Boa Nova dos lábios, não de evangelizadores tristes e descoroçoados, impacientes ou ansiosos, mas sim de ministros do Evangelho cuja vida irradie fervor, pois foram quem recebeu primeiro em si a alegria de Cristo». (...)


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 13


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 14


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 15

Instalada a Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe Na manhã do domingo, dia 12 de janeiro de 2014, a Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe, em Lagoa da Prata, acolheu seu novo e primeiro pároco festivamente: Padre Marcus Vinícius de Paula Silva. O novo pároco foi acolhido com uma grande queima de fogos. A Santa Missa e o Rito de Posse aconteceu sob a presidência de Dom Antônio Carlos Félix, bispo diocesano, e concelebrada por diversos padres de Lagoa da Prata e da região, entre eles o novo Pároco da Paróquia São Carlos Borromeu, Pe Patriky, e o Vigário Paroquial, Pe Ferreira. Pe Marcos Tiago (Paróquia São Francisco de Assis) leu a provisão de nomeação do Pe Marcus Vinícius no ofício de Pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe. Durante sua homilia, Dom Félix salientou a peculiaridade de celebrar a Festa do Batismo do Senhor e a posse do Padre Marcus Vinícius, pois o profeta “João Batista” foi figura especial na manifestação da missão pública de Jesus, início de seu ministério. Após o batismo nas águas do Jordão, cena trinitária, o próprio Deus dá testemunho de seu filho unigênito, exclamando: “Este é o meu filho amado, escutai-o”! concluiu Dom Félix, que ainda agradeceu ao Padre Roberto pelo brilhante trabalho desenvolvido naquela comunidade. No final da cerimônia, os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão prestaram homenagem ao Pe Marcus Vinícius, que agradeceu a presença e a participação de todos e citou a Virgem de Guadalupe: “Mãe do Céu Morena, Senhora da América Latina, de olhar e caridade tão divina, de cor igual à cor de tantas raças. Virgem tão Serena. Senhora destes povos tão sofridos, patrona dos pequenos e oprimidos, derrama sobre nós as tuas graças...“ A Paróquia N.Sra. de Guadalupe é a primeira paróquia mariana de Lagoa da Prata e envolverá os bairros próximos à Praia Municipal, como Sol Nascente e Cel Luciano. Hemerson Kenedy

Conhecendo Pe. Marcus Vinícius Sou Pe. Marcus Vinícius de Paula Silva. Filho de Eliane Alves Costa Silva e de Vicente de Paula da Silva. Nascido em Pains/MG, mas batizado e criado em Formiga/MG. Tenho 28 anos. Cursei o Ensino Fundamental na Escola Estadual José Bernardes de Faria e o Ensino Médio na Escola Estadual Dr. Abílio Machado na cidade de Formiga. Ingressei no Seminário Diocesano Nossa Senhora da Luz em 02/02/2004. Em Luz, cursei Geografia na Faculdade de Ciências e Letras do Alto São Francisco (FASF-Luz) e Filosofia no Seminário, ambos no período de 2004-2007. No ano de 2008 fui para a Casa dos Seminaristas de Luz em Belo Horizonte para cursar Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), até o ano de 2011. No dia 09/07/2011, fui ordenado diácono no Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, em Campos Altos, junto com outros 5 companheiros de caminhada. No dia 09/12/2011, fui ordenado padre no Poliesportivo da Paróquia São Vicente Férrer, em Formiga, junto com outros 2 amigos. Nesse período de Seminário, fiz estágio pastoral em Moema/MG no ano de 2007. Depois, já na Teologia, fiz estágio pastoral em Iguatama/MG nos anos de 2008 e 2009. Logo após, fui fazer meu estágio em Capitólio/MG de 2010 até o meio do ano de 2011. Ordenado diácono, tive a provisão para Capitólio, onde atuei por 5 meses. Ordenado Padre, Dom Félix me deu provisão de Vigário Paroquial em Capitólio de 2012 até o final do ano passado. No meio do ano de 2013, o senhor bispo conversou comigo para trabalhar em Lagoa da Prata. Deste modo, aqui estou para exercer uma missão frente à Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, criada neste último dia 12/01. Além disso, ajudarei o Pe. Patriky frente à Paróquia São Carlos Borromeu, como vigário paroquial. Agradeço a todos que nos acolheram tão bem, aqueles e aquelas que nos receberam de coração aberto. Estou muito feliz pelo carinho de todos! Acredito que, caminhando juntos, vamos conseguir nos aproximar, cada vez mais, do coração de Deus e fazer a sua santa vontade! Deus possa abençoar a todos nós, nossas famílias, nossas comunidades, pastorais, movimentos, associações, ministérios; possa abençoar as nossas paróquias! Felicidade, saúde e paz! Pe. Marcus Vinícius de Paula Silva


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

LIÇÕES

DE

JOÃO SILVÉRIO: DEUS

“Um amigo me chamou pra cuidar da dor dele. Guardei a minha dor no bolso. E fui.” (Clarice Lispector) O cheiro da terra molhada, enx urra da v arre ndo a ru a, desenhando ali novos rumos e inesperados desvios, é sinal de que a tempestade foi longa, cruel, mas não o suficiente para devastar a vida das pessoas. E o primeiro sinal de que a vida vai retornando à sua normalidade são as crianças brincando nas poças d'água, afundando seus ágeis pezinhos no milagre caído do céu. E nada mais poético do que aquela criança que, entre uma dobradura e outra, vai formando seu barquinho. Carrega-o como se fosse um grande tesouro para, então, colocá-lo na enxurrada e observar, com a avidez de sua infância, seu desajeitado barquinho deslizando na correnteza. Mas o tempo passa, e o menino “fazedor” de barquinhos cresce e conhece outras tempestades, agora carregadas com a crueldade da vida de gente grande. Por isso hoje, aos 62 anos, o Sr João Silvério dos Santos ainda “brilha” os olhos ao se lembrar de seu s te mpos de inf ância, permeados entre barquinhos de papel, bancos de madeira que viravam trenzinhos e, claro, a correria entre primos e irmãos, já que era o mais novo de uma família de oito filhos, conduzida com muita fé e trabalho por seu s pa is, Sr J osé Silv ério e D.Oscarina. Mas , o m enino da infân cia saudável, que passeava entre lampejos de tristeza e sorrisos tímido s, f icou ado rmec ido no passado... para que os desafios, quedas e conquistas da idade adulta surgissem. E tudo foi acontecendo sem grandes planos, às vezes na co ntra mão da m atur idade, impiedosos, comprometendo seus dia s e até mesm o se us relacionamentos. Passou por dois relacionamentos: com D.Rafaelita, por 14 anos, com quem teve suas filhas Carla, Rachel e Poliane. Tempos depois, uniu-se à D.Cleuza, com quem abraçou conjuntamente seus “filhos de criação e coração”: Fabiana e Renato. Apesar da boa convivência, esta relação perdurou por 18 anos. Durante a primeira união, com as filhas ainda pequenas, passou por sérios problemas, entre eles o vício do alcoolismo. Foram dias escuros, sem rumo, mas que foram superados após uma internação de nove meses em Uberaba - MG. A vontade de vencer esse mal era tanta que despertou nele, após a recuperação,

VIDA

PROVÊ,

DEUS

PROVERÁ!

uma imensa vontade em apresentar, a outros dependentes, a tal “luz no fim do túnel”. “Meu pai nunca mais teve uma recaída. E não só se recuperou, como também começou a ajudar a encam inhar dependentes para fazendas de recuperação da região”, relembra com orgulho a filha Rachel. Começava então um trabalho ár duo, mas pra zer oso. Era o nascimento da Fazendinha Novo Caminho que, hoje, com sede própria, desempenha um eficiente trabalho em prol daqueles que, por um motivo ou outro, se perderam no vício. “Tudo era mu ito difícil naqu ela époc a: pagamentos de aluguel, alimentação, funcionários e outras despesas. Superamos com a ajuda da população, que nos apoiava doando alimentos e contribuições. A equipe e os familiares dos recuperandos ainda faziam eventos para arrecadar fundos. E o João estava sempre envolvido, com sua generosidade e exemplo de vencedor,” ressalta a ex-esposa Cleuza, que demonstra que, apesar do relacionamento não ter dado certo, continua admirando o espírito guerreiro de João Silvério. Deste tempo, João ainda guarda na lembrança momentos marcantes como quando as mães, aflitas, chegavam pedindo pra internar os filhos. E, então, no desenvolvimento do tratamento, notava-se a mudança no comportamento e nas atitudes, principalmente na área espiritual. O tempo passou. O trabalho iniciado por ele prosseguiu pelas mãos de outros entusiasmados voluntários. Até que, em 2009, ele foi vitimado por um efisema pulmonar, seguido por um AVC isquêmico e um infarto do miocárdio, ficando em coma por 11 dias. Teve alta, foi cadeirante por aproximadamente seis meses, e ainda apresenta sequelas desta doença, co mo dific ulda des na fala e comprometimento do lado direito. Tem buscado constantemente tratamento com fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Tem vencido uma batalha por vez e acr edita fielme nte em s ua recuperação. De tudo o que passou por esta vida, fica a certeza de que ele soube, apesar das tempestades enfrentadas, colocar doses generosas de afeto em tudo o que fez. Os filhos sempre falam com encantamento sobre o pai. “Ele sempre foi um pai presente e preocupado com a nossa segurança. É um homem que acolhe e cuida com amor!”, relembra a filha Fabiana. Hoje, João vive ao lado de sua irmã Luci e de seu cunhado José Osvaldo E por mais que existam belas frases, grandes pensadores, o amor não é algo que se ensina na dureza das palavras. É preciso saber sentir, vivenciar e propagá-lo para que seja verdadeiro. É o sentimento que mais nos aproxima de Deus, pois dele partem todos os outros: a caridade, a fé, a misericórdia e a esperança em acreditar que o outro também pode ser feliz por meio do gesto de seu semelhante. Pois, nesta vida, nada está perdido, afinal fomos encontrados e salvos por Ele, o maior doador de amor. E quem segue a vida praticando essa verdade, está fazendo acontecer o Reino de Deus entre nós. Claudinei Rezende

-

Pág.: 16

Pe. João Bosco se despede da Paróquia São Carlos Borromeu

Depois de 09 anos à frente da Paróquia São Carlos Borromeu, Pe João Bosco da Silva se despediu dos paroquianos no dia 09/01/2014, em uma emocionada Celebração Eucarística. Muitos fiéis participaram da Santa Missa, que foi concelebrada por Pe Marcos Tiago (Paróquia São Francisco de Assis) e Pe João Evangelista (que é natural de Lagoa da Prata e mora em São Paulo). Pe João recebeu várias homenagens pelo trabalho desenvolvido em Lagoa da Prata. Os paroquianos, em uma demonstração de carinho e gratidão, o aplaudiram de pé e longamente. No dia 29/01/2014, ele toma posse como Pároco da Paróquia Sant'Ana, em Bambuí – MG. Jair Resende


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

-

Pág.: 17

MEI – MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL COM O AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO, A CONTRIBUIÇÃO PAGA PELO MICROEMPREENDEDOR FOI REAJUSTADA Os microempreendedores individuais vão passar a pagar, a partir de fevereiro/2014, o valor de R$ 36,20 mensais, o que representa 5% do salário mínimo nacional, que passou a ser de R$ 724,00. A contribuição paga em fevereiro/ 2014, referente ao período de competência de janeiro/2014, terá um aumento de R$ 2,30 em comparação com o valor da contribuição anterior, que era de R$ 33,90. E o aumento foi de 6,79%. Ao valor da contribuição previdenciária de R$ 36,20, deverá ser somado os tributos municipais e estatuais, cuja incidência dependerá do ramo de atividade do empreendedor. Para os microempreendedores que atuam no comércio ou indústria, o valor total da contribuição será de R$ 37,20 ( 36,20 + 1,00 de ICMS ); para

os prestadores de serviços, o pagamento será de R$ 41,20 ( 36,20 + 5,00 de ISSQN ); e os microempreendedores de economia mista vão pagar um valor total de R$ 42,20 ( 36,20 + 1,00 de ICMS + 5,00 de ISSQN ). O empresário individual (anteriormente chamado de firma individual) é aquele que exerce, em nome próprio, uma atividade empresarial. É a pessoa física (natural) titular da empresa. O patrimônio da pessoa natural e o do empresário individual são os mesmos. Logo, o titular responderá de forma ilimitada pelas dívidas. Podem se inscrever como Microempreendedores Individuais (MEI's), trabalhadores que atuam por conta própria, possuem até um funcionário e tem um faturamento

anual de até R$ 60 mil. A lista de profissões que dão direito a se inscrever no MEI está disponível no Portal do Empreendedor ( http:// www.portaldoempreendedor.gov.br ). Tanto a inscrição ou a baixa são processos simplificados, sem custos e que são realizados diretamente no site do portal do empreendedor. Através da inscrição, o microempreendedor passa a ter um CNPJ e passa também a ter direito às coberturas previdenciárias. Para quem já tem empresa e quer se transformar em MEI, o prazo para adesão encerra-se em 31/01/2014. Para maiores esclarecimentos procure a ESPAÇO CONTÁBIL, que tem uma equipe especializada para lhe prestar os devidos esclarecimentos.


Formando e Informando o Povo de Deus

NOTÍCIAS DA

Testemunho de Fé PARÓQUIA SÃO CARLOS BORROMEU

Deus, às vezes, nos permite uma enfermidade para nos mostrar que se assumirmos de verdade nossa missão em comunidade, se colocarmos nossos dons a serviço do outro, somos curados e libertos de muitas doenças. Foi o que aconteceu comigo através da minha entrega e confiança em Deus. Desde pequena, já participava da missa aos domingos, do coral das crianças com a saudosa irmã Maria Helena. Na antiga Igrejinha do Rosário, só tínhamos missa uma vez ao ano, ou seja, na festa do congado. Quando se fundou a comunidade, passamos a ter missa uma vez ao mês. Em 1984, ao dar à luz o meu terceiro filho, fui abatida por forte depressão pós parto. Chorava muito, mas não contava a ninguém que estava doente. Pedia a Deus que me curasse, não sabia como, porém, tinha a certeza de que a cura viria do Pai. Participando da comunidade com meu filho ainda bebezinho, senti que Deus queria me curar através da Pastoral do Canto. E Ele me curou mesmo! Não fiz uso de nenhum medicamento. Assumi essa pastoral com muita dificuldade. Mas como Deus é perfeito, vai nos preparando e enviando “anjos” para integrar à equipe, como Ari (que hoje já mora com Deus), Francisco, Eloísia (que sempre nos socorre quando precisamos) e tantos outros que passaram a integrar esta equipe maravilhosa. A convite de Pe Pimenta, assumimos o canto das missas dominicais às 19:30 h, na matriz São Carlos Borromeu. Os anos foram se passando, fomos presenteados por Deus com a missa aos sábados, na Igreja do Rosário, e a Celebração da Palavra às segundas-feiras. Da Equipe de Canto do Rosário, surgiram outras duas equipes: a Equipe de Canto da Matriz (19:30 h) e uma turminha de jovens que canta na matriz também. Agradecemos a Deus por nos confiar esta missão tão bela: cantar em nossas celebrações, levando a mensagem de evangelização a todos. Que Ele nos ajude a realizar nosso trabalho com humildade e amor, cumprindo sempre a Sua vontade! Cleusa Equipe de Canto do Rosário

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 18

Bem-vindo, 2014 Ele chegou! Entre sons e ruídos, os mais diferentes, trouxe consigo um quê de alegria: é a mágica de querer recomeçar. Mas ele é apenas tempo. Não pode se mover, não pode falar, não pode gritar. É impotente diante dos quereres que o vieram saudar. Surgiu com ares de madrugada, ou em cores de horizonte; muitas taças foram erguidas em seu nome, foi chamado por nomes carinhosos, e grandes expectativas foram tecidas em seu nome, mas não passa de uma invenção. Enquanto despontava em contagem regressiva, algumas coisas ruins foram lembradas em fúnebre e póstuma homenagem ao seu antecessor. Catástrofes de todos os tipos: tsunamis, enchentes, vendavais, furacões. A devastação de casas, planos e vidas ficará marcada como nódoa indelével e não se apagará nos números das estatísticas. Mas, não é justo que seja crucificado, ele não teve culpa de nada. O dourado do champanhe de quem celebrou também não dissipará vestígios amargos. Amores que se foram, adeuses selados, vidas desfeitas. Quem desembrulhou a história e deixou-a a mercê das fragilidades humanas? Não há quem possa ir às raízes dos estragos que ficaram. Mas alguém disse que a vida continua. E há de continuar. Porém, daqui pra frente, o rosário das lamentações será compensado pelos cheiros almiscarados, pelos toques açucarados que dissimularão o quê dos amargumes, dos negrumes, dos queixumes. E há sempre um olhar à espreita pela fresta das esperanças. É por ele que os entusiastas e otimistas encontrarão onde revigorar-se... Bem-vindo, 2014! Trajado de senhor dos exércitos ou em vestes de arco-íris: o que distingue uma coisa e outra é a sutileza de quem vê. E todos hão de ver, moldando ao seu jeito, o que melhor combinar com o momento ou as expectativas. Veio com cara de surpresa, olhos argutos cumulando mais um lugar nos números. Está aí para ser vivido e não pretende fugir de ninguém. Eu também não fujo dele. Mas esperei-o como esperaria qualquer quarta ou sexta-feira, porque o branco do tempo é a cor que mais me agrada, e não sou de me iludir. Aprendi numa música do Ney que não é o tempo que passa por mim, mas eu quem passo por ele. Ouvi também que “hoje eu só quero que o dia termine bem”. Uma gota de cada vez, e já será o bastante. Despida das ilusões de ontem, preparo meu figurino 2014. Portanto, mais leve. O peso fica nas dores do já não ser, no mais tudo é resto. Afinal, a frase que mais consola é realmente a de que a vida continua. Faça planos, você que acredita; crie laços, você que acha compensador; tenha esperanças, você que aprendeu. Mas não pense que “daqui pra frente tudo vai ser diferente”. Não vai. Ele parece soberano, em carruagem de cores, luzes e sons, mas ainda não opera milagres. Portanto, não espere demais. Ele será sempre o mesmo. E assim sendo, há de lhe deixar pensando que vem cheio de vida nova. Não vem. Quer as provas? Continue sendo você mesmo, cultive os antigos rancores, ódios, reclamações, insatisfações e sentimentos ruins alimentados no tempo que se foi e verá que o Ano Novo nada lhe trará de novo: porque a mudança, quem faz é você! Marina Alves


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 19


Formando e Informando o Povo de Deus

SANTOS E SANTAS DE DEUS

Santa Inês Virgem e mártir entre os séculos III e IV 21 de Janeiro Iraídes Vidal e Elvira Castro O mês de janeiro é reservado a vários doutores da Igreja. No dia 02, os Santos Basílio Magno e Gregório Nazianzeno, ambos bispos e doutores da Igreja. Dia 13 é Santo Hilário, igualmente bispo. Dia 24 de janeiro, São Francisco de Sales e, dia 28, o notável Santo Tomás de Aquino, sacerdote e doutor da Igreja, que nos deixou a obra da Suma Teológica, além de outros escritos de igual valor e de grande conteúdo teológico. Celebramos também em janeiro, no dia 17, Santo Antão, monge; e no dia 20, São Sebastião. Temos ainda São Vicente, diácono e mártir, no dia 22. E, não podemos nos esquecer da Solenidade da Conversão de São Paulo, no dia 25. Mas, queremos voltar nossos olhares à virgem e mártir, Santa Inês.Somente a palavra grega agné nos dá uma real ideia de sua vida. Agné, em grego, significa casta, pura. Foi martirizada bastante jovem, por volta dos 13 anos de idade. Muito pouco ou quase nada se sabe da vida desta Santa antes de seu martírio. Segundo uma antiga tradição, ela fora prometida em casamento ao filho do prefeito de Roma, mas recusara-se a se casar com o jovem, preferindo consagrar toda sua vida a Cristo. O rapaz ficou de tal modo desgostoso que adoeceu gravemente. O pai do moço resolveu perguntar o motivo pelo qual Inês o havia rejeitado. Descobre, então, que a jovem Inês é cristã. Se ela se casasse com o romano, teria que prestar culto à deusa protetora de Roma. Se não o fizesse, mesmo sendo esposa do filho do prefeito, seria trancafiada entre as mulheres de má vida, sendo confundida com uma prostituta. Mesmo assim, o pai do moço ficou furioso e mandou conduzir a pobre Inês entre as moças de má fama e, naquele local, deu-se um milagre: nenhum homem ousou tocar em Inês. Segundo uma tradição, um único que tentou fazer isso caiu aos seus pés, sem vida. O prefeito, sabendo do fato, foi ao local. Lá chegando, disse à Inês: “Se ressuscitares este infeliz, sairás livre daqui”. Ela estendeu os braços aos céus e invocou o Nome do Senhor Jesus. Terminada sua prece, o homem ressuscitou. O fato surtiu um efeito contrário. Todos no bordel começaram a gritar que Inês era feiticeira, e ela foi entregue aos carrascos. Segundo um antigo documento, Inês dirigiu-se ao martírio com a mais plena consciência, apesar de sua pouca idade. Foi decapitada em 21 de janeiro. Sua história também está ligada à tradição do pálio dos arcebispos. O pálio é um artefato que os arcebispos usam nas celebrações litúrgicas. No dia de Santa Inês, duas ovelhas criadas no Convento das religiosas de São Lourenço de Panisperna são apresentadas ao Santo Padre, o Papa, que as abençoa. Em seguida, são tosquiadas e, com a lã, são confeccionados os pálios. Estes são colocados sobre o túmulo de São Pedro e, no dia 29 de junho, dia de São Pedro, são entregues aos novos arcebispos. Santa Inês nos mostra a força e a coragem do testemunho cristão. Apesar de tão jovem, não submeteu-se às ordens do prefeito e de seu filho. Sabia que assumindo aquele casamento, teria que cometer um pecado grave: renegar a fé em Jesus Cristo. O que nos leva a pensar: “Quantas vezes fazemos isso em nossas vidas, deixando-nos influenciar por tantas modas que vem e vão?” Que a jovem Santa Inês, virgem e mártir, nos auxilie em nosso testemunho de Cristo, com a alegria de quem serve a Deus. Extraído da Revista Brasil Cristão - Nº 126

JANEIRO / 2014

-

Pág.: 20

Amor Exigente 1º Princípio: Raízes Culturais Os desafios que enfrentamos estão enraizados em nossa atual sociedade. Estamos todos um tanto perdidos, assustados e com medo. Sabemos o que é bom para nós, mas não vemos como atingir o que queremos num mundo violento, agressivo, materialista, de falsas aparências e sem modelos que nos inspirem. Assistimos à desunião das famílias; as leis são ignoradas ou descumpridas; o sexo, vinculado apenas ao prazer, é desligado do respeito, da admiração e do verdadeiro amor. Assistimos à desvalorização da vida e à exclusão de Deus do cotidiano. Nesse ambiente está sendo formada a personalidade do ser humano, que vive o excesso de permissividade, de competição, de consumismo. Não é possível falar de raízes culturais sem olhar para nós mesmos e perguntar: . Quem sou eu? Quais são minhas qualidades e meus defeitos? Os comportamentos inadequados que estão nos prejudicando devem ser mudados. Basta começarmos por coisas bem fáceis e ir aumentando, devagar, o grau da dificuldade que teremos de superar a fim de corrigir. . Quais são os valores naturais de sua família? Há valores que são fundamentais e insubstituíveis porque trazem paz, alegria e autoestima elevada. É fundamental falar a mesma língua. Pais, avós, tios, todos precisam agir de maneira a conduzir a família para o mesmo rumo. A posse de uma identidade pessoal bem definida e de uma identidade familiar constituem um poderoso instrumento para a prevenção de drogas, violência, desrespeito. Cultivar a memória dos nossos antepassados, as crenças, a culinária; não deixar morrer as tradições, os exemplos dignos e corajosos, tudo isso é muito importante na formação do caráter de uma pessoa. Tornemos sagrados alguns momentos, alguns hábitos cuja lembrança possamos levar para sempre, como um almoço em família aos domingos, em datas significativas, a celebração de nossas pequenas vitórias etc. . Como está nossa sociedade, nossa cultura? É fundamental falar, ouvir, entrar em comunhão e, desse modo, cultivar a interdependência. Nada de isolamento, nem dependência ou submissão, mas real comunicação. Aí entra o desprendimento, o desapego, a libertação de fato. A liberdade para fazer boas escolhas, mudar de rumo e trilhar novos caminhos passa pelo desapego. O que você escolheria como meta para atuar no “social” em 2014? Lembremo-nos de que, de certa forma, os problemas sociais e culturais que enfrentamos estão sendo cultivados por todos nós. Assim, vamos definir com clareza nossa posição, assumir nosso papel e fazer nossa parte. Onde estão fincadas as raízes que estamos oferecendo aos nossos filhos? Quais os valores que eles estão vivenciando? Abra os braços para a mudança, mas não perca seus valores! Valorize a sua identidade! Janayna Amorim Souza


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 21


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

Câncer de mama Saber que de uma hora para outra a vida pode ir embora... Nossa, dá um nó na garganta. Apesar de sabermos que isso acontecerá com todos nós, a constatação de que pode estar mais perto é muito estranha. Nesse momento, algumas coisas ajudam muito. Um médico objetivo, seguro e ao mesmo tempo afetuoso, faz toda a diferença. Ter família ou amigos por perto é muito importante. Ter fé é fundamental. E também foi muito importante não me isolar. No meu caso, preferi falar abertamente sobre o assunto, pois é importante que as pessoas saibam que o câncer pode ser tratado e curado. Em inúmeros casos, não é mais uma sentença de morte! Infelizmente, o câncer de mama tem afetado inúmeras mulheres, cada vez mais jovens. Eu tive aos 40 anos. Percebi meu nódulo no banho. Não tenho antecedentes na família, mesmo assim, desenvolvi a doença. Busquei tratamento logo no início. Portanto, nunca devemos deixar de conhecer nosso corpo e cuidar de nossa saúde. A medicina faz a parte dela, mas nós temos que fazer a nossa. É preciso tirar o mito, o estigma de morte que ronda a doença. Esse câncer, em especial, mexe demais com a autoestima. Eu que gosto de calor, de sol, ficava pensando em meus biquinis e regatas, achando que nunca mais poderia usá-los. E hoje estou no sol, de biquini, escrevendo estas linhas. E saber que iria ficar careca? Engraçado, eu sabia que enfrentaria cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia, mas, o que mais me incomodava era a carequinha. Isso demonstra que a autoestima é muito importante para o dia a dia e também para a recuperação. Sentirse bonita, cuidar-se, praticar algum esporte leve quando possível, continuar saindo, tudo isso nos deixa mais felizes e fortes. Antes de meus cabelos caírem, fui à cabeleireira Elza, que me doou uma peruca e me tratou com todo o respeito e carinho. Lá mesmo já raspei a cabeça e saí com uma peruca que adorei! Algumas mulheres preferem lenços ou a própria carequinha, mas eu me senti bem melhor com meu novo visual. Mulher é um bicho estranho mesmo, né? Meus filhos e meu marido foram fundamentais durante todo o tratamento. Amadurecemos juntos! E acredito que meus amigos também aprenderam com a situação. Passar por todo o processo não é fácil, claro. Mas é possível, totalmente possível. E o melhor de tudo isso é ver que podemos melhorar nossas vidas, dar valor ao que realmente importa. Pode parecer estranho, mas é o que realmente senti: passar pela doença foi como um "presente" que recebi para corrigir a rota de minha vida. Ainda tenho dúvidas, faço coisas que não quero, mas ajustei vários aspectos. Espero que eu não perca a chance que me foi dada para fazer essa "virada". Parece que veio um vento forte e tirou tudo do lugar. Depois que passou, as coisas foram retornando para lugares diferentes... E eu gostei da nova decoração! Devemos seguir em frente e nunca deixar o tratamento de lado, confiando que, depois de dias difíceis, outros muito bons virão! Sintia Rodrigues de Almeida

As gotas de água no vinho Um gesto simples e quase despercebido foi mantido no Ordinário da Missa. Ao preparar as ofer enda s, o Sac erdo te deposita um pouco de água no cálice com vinho. São Cipriano procura ilustrar sua dou trin a pe la S agra da Escritura, da seguinte maneira: o vinho lembra a Redenção pelo sangue e, de modo particular, a Paixão de Cristo. Ao passo que a água traz à mente, o povo de Deus salvo das águas e o povo de Deus nascido das águas do Batismo. Assim como as gotas de água colocadas no vinho somem totalmente, pois são assumidas pelo vinho, no Sacrifício da Missa, nós devemos entrar em Cristo, identificar-nos com Ele, fazer-nos um com Ele. Nas oferendas da Missa encontramos um duplo simbolismo. Por um lado, o pão e o vinho significam a vida, a existência do homem unida a Cristo. Por outro lado, temos a água em relação ao vinho. Agora, o vinho significa Cristo, e a água, o Cristão que oferece juntamente com Cristo. Gesto singelo, mas tão significativo! O que importa não é o sinal em si, mas o que ele significa; o que importa é a nossa atitude unida à de Cristo. A partir desta ação do Sacerdote, poderemos valorizar o momento da preparação das oferendas para dispor o nosso coração e participar melhor do Sacrifício Eucarístico, tornando-o também nosso sacrifício. Maria Elza R.Lacerda

-

Pág.: 22

D ECOLORES Mensagem

A Colheita A existência humana está sujeita a alguns princípios fundamentais. Se pretendermos uma vida melhor, eles devem ser observados: Na vida, colhemos aquilo que plantamos. Desejar, para si, uma vida diferente implica, necessariamente, em mudanças de atitudes. Precisamos atentar para tudo o que estamos plantando. Essa lei é de Deus. Quem planta amor, fé, esperança e verdade, com certeza, colherá frutos próprios para uma vida de bênçãos e de vitórias. Colhemos depois que plantamos. A Bíblia nos ensina que há tempo para tudo, tanto para semear, quanto para ceifar (ou colher). Plantar a fé é colher vitórias... Isso abrange todas as áreas de nossa vida! A irracional pressa dos nossos dias pretende subtrair esta verdade reflexiva. O imediatismo dos que antecipam, ou precipita a colheita, ou não tem o que colher... Colhemos onde plantamos. Nossa vida tem sua geografia específica. São os espaços vitais, onde vivemos as experiências mais significativas. Como, por exemplo, a família, o nosso lar, a vizinhança, o ambiente de trabalho, a comunidade de fé e a nossa escola. Esses espaços existenciais requerem cuidados especiais. É preciso plantar sementes novas, exatamente onde vivemos mais intensamente. Colhemos sempre muito mais do que plantamos. O agricultor que planta uma semente de milho, colhe espigas. Quem planta fé, colhe vitórias! Quem planta amizade, colhe amigos. Quem planta perdão, colhe paz. Semear o bem e a paz para colhermos felicidade. Esse deve ser o nosso ideal. Afinal, somos "sementes" de Deus para o mundo. E a esperança da colheita reside na semente. Que em 2104 estejamos semeando amor, fé, alegria, esperança, verdade... para que, assim, possamos colher frutos de vitórias. Aniversariantes Que Deus abençoe a todos os aniversariantes do mês de JANEIRO. Com muita alegria, desejamos a eles saúde, paz e felicidade: 2- Maria Helena, 4-Carminha (Cará), Otaviano, 5-Carlos (Ednéia), Vitor, 6-Georgina, 7-Daniel Robatine, Vinicius, 8-Ana Paula, Dino, 9-Maria Isaltina, 11-Rômulo, 13Suzy, 18-Ednéia,20-Nair, Viviane (Júlio), 22-Jair, Wilmon, 25-Walter (Suzy), 26João Rafael, 27-Roberto (Cássia), 27-Roberto (Cida), 28-Domingos, 28 Lourdes (J. Maria), Marco Aurélio, 29-Cesar (Josiane)

Só existe um caminho… Estamos em pleno ano de 2014. E é bom termos em mente a certeza de que, para sermos felizes, para recebermos a bênção, para vivermos a paz, para termos saúde e a cura completa, não existe outro caminho senão ir ao encontro do SENHOR. Os três reis magos foram por um caminho e voltaram por outro. Todo aquele que se encontra com Jesus, obrigatoriamente, volta por um outro caminho, porque só Ele é o Caminho, a Verdade, a Vida. Encontrar-se com Jesus é deixar para trás os vícios, as mágoas, os ressentimentos, os dissabores, os caminhos das trevas, do erro, das amarras e das ciladas do pecado. É viver na bênção, é tomar posse da graça de Deus, é acreditar na vitória. A Palavra de Deus premia os vitoriosos, os vencedores! Porque nosso Deus não é perdedor. Ele venceu! Ele está vivo! Nós, você e eu, somos filhos deste Deus vivo e vencedor. É verdade que na “batalha” da vida nos deparamos com quedas, somos machucados, adquirimos feridas, temos medos, sofremos com as incompreensões, com as dores, com as doenças... Mas o prêmio será dado ao vencedor, àquele que passou pela vida e se levantou, que não desistiu; àquele que “tomou sua cruz e seguiu Jesus”; “àquele que combateu o bom combate e guardou a fé”. Você quer realmente ser feliz neste ano? Quer viver em paz, com saúde? Então, vá ao encontro de Jesus. Ele é a fonte da vitória! Vá , leve sua família, seus amigos. O Senhor Jesus sempre espera por nós. Ele está à porta, batendo, esperando um sinal para poder entrar e abençoar você. Não é a visita de um “cobrador”, um “castigador”, mas é a visita de um amigo, de um irmão. Abrindo seu coração e recebendo a visita d'Ele, você poderá dizer: “hoje entrou a salvação nesta casa”. E como forma de gratidão de sua parte para visita tão importante, repita sempre: “Eu e minha família serviremos ao Senhor”. Seu ano de 2014, que ainda está começando, será um sucesso se você for ao encontro do Senhor e pedir a graça de “voltar por um outro caminho”: o Caminho, que é Jesus. Pense nisso e boa caminhada!!!!!!!

Catequese


JANEIRO / 2014

Formando e Informando o Povo de Deus

Esportes por esportes

Waldir Ribeiro

Pelé - Reconhecimento em vida O maior jogador de futebol de todos os tempos, enfim, teve o seu devido reconhecimento em vida. Edson Arantes do Nascimento, que é mineiro de Três Corações, foi o maior jogador do mundo do esporte bretão, que é o nosso futebol. No dia 13 de janeiro de 2014, quando foram agraciadas várias personalidades do futebol, Pelé recebeu (com muito atraso) a “Bola de Ouro”. A solenidade comoveu não só o rei do futebol, mas todos os presentes e os que assistiam pela televisão. A Bola de Ouro, que teve a sua primeira edição em 1965, não premiava jogadores de outros continentes, a não ser o Europeu. Antes tarde do que nunca. Pelé ficou muito emocionado e disse palavras de agradecimento. Mas quem tem que agradecer é o mundo globalizado, que muitas vezes comete injustiças. Para aqueles que, absurdamente, chegam a compará-lo com Maradona, mil vezes afirmo que não tem comparação. Pelé é o rei do futebol, principalmente no quesito maior: a categoria com a bola nos pés.

Cristiano Ronaldo O melhor do mundo No dia 13 de janeiro de 2014, o mundo conheceu o melhor jogador da temporada passada. Os três finalistas foram: Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Frank Ribery. Várias personalidades estiveram na solenidade de entrega da Bola de Ouro ao melhor jogador. A disputa pelo título prometia ser acirrada. E foi, pois os três finalistas têm categorias futebolísticas impressionantes. Cristiano Ronaldo, merecidamente, foi o melhor jogador de futebol em 2013 e conquistou a Bola de Ouro. Criado na Ilha da Madeira, em Portugal, surgiu para o mundo da bola em uma pequena escolinha da cidade. Dali foi alçado às categorias de base do Nacional (da Ilha da Madeira). Do Nacional foi para o Sporting (de Portugal), como forma de pagamento de uma dívida do time da Ilha da Madeira. O garoto chegou ao Sporting aos 12 anos de idade e, desde então, já era o craque das categorias de base do clube português. Do Sporting, Cristiano Ronaldo foi para o Manchester United e, mais uma vez, fez um grande sucesso. O clube o vendeu ao Real Madri por uma quantia astronômica e, de vez, tornou-se um fenômeno mundial do futebol. Parabéns ao Cristiano Ronaldo por ser o melhor do mundo. E que ele faça uma grande Copa no Brasil.

-

Pág.: 23

Catecismo da Igreja Católica O 8º Mandamento da Lei de Deus «Não levantarás falso testemunho contra teu próximo» (Ex 20, 16). Os discípulos de Cristo revestiram-se «do homem novo, que foi criado por Deus, na justiça e na santidade, próprias da verdade» (Ef 4, 24). A verdade ou veracidade é a virtude que consiste em mostrar-se verdadeiro nos atos e em dizer a verdade nas palavras, evitando a duplicidade, a simulação e a hipocrisia. O cristão não deve «envergonhar-se de dar testemunho do Senhor» (2 Tm 1, 8) em atos e palavras. O martírio é o supremo testemunho dado em favor da verdade da fé. O respeito pelo bom nome e pela honra das pessoas proíbe toda e qualquer atitude ou palavra de calúnia. A mentira consiste em dizer o que é falso, com a intenção de enganar o próximo. Uma falta cometida contra a verdade exige reparação. Em situações concretas, a regra de ouro ajuda a discernir se convém ou não revelar a verdade a quem a pede. O sigilo sacramental é inviolável. Os segredos profissionais devem ser guardados. As confidências prejudiciais a outrem não devem ser divulgadas. A sociedade tem direito a uma informação fundada na verdade, na liberdade e na justiça. É preciso impor-se moderação e disciplina no uso dos meios de comunicação social. As belas artes, mas sobretudo a arte sacra, estão relacionadas, por sua natureza, com a infinita beleza de Deus, que deve ser expressa de algum modo nas obras humanas. E tanto mais se consagram a Deus e contribuem para o seu louvor e para a sua glória, quanto mais se afastarem de todo o propósito que não seja o de contribuir o mais eficazmente possível, através das suas obras, para dirigir o espírito dos homens para Deus. Dom Félix - Bispo Diocesano

SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO

2014 promete muito para a dupla RapoGalo Se o ano de 2013 foi muito bom para o futebol mineiro, 2014 promete ser ainda melhor. A dupla RapoGalo, além de ter mantido a maior parte de seus el enco s, está cont ratando pontualmente. As duas instituições contam com dois presidentes que não medem esforços. Gilvan de Pinho Tavares e Alexandre Kalil mostraram muita competência em 2013. Esperamos que em 2014 sejam ainda melhores. O Cruzeiro Esporte Clube, que comemorou mais um aniversário no dia 02 de janeiro, tem um projeto muito forte, que é o sócio torcedor. Além disso, até o momento, a diretoria está mantendo a maioria do elenco vencedor do ano passado, fator preponderante para o título brasileiro conquistado. O Clube Atlético Mineiro tem à sua frente o grande administrador Alexandre Kalil. Se o ano de 2013 foi fantástico, com as conquistas do Mineiro e da Libertadores, a torcida do Galo espera mais em 2014. A renovação do craque Ronaldinho Gaúcho foi o grande trunfo do presidente Kalil, que também está mantendo quase todos os jogadores da temporada passada. Com certeza, a Libertadores foi o título mais importante da história do Galo. 2014 está apenas começando, e Atlético e Cruzeiro já são os principais favoritos à conquista de mais uma Libertadores. Se o Cruzeiro tem o paredão Fábio e o bom treinador Marcelo Oliveira, o Atlético tem seus diferenciais, que são a torcida no Horto e o craque Ronaldinho Gaúcho. Além da Libertadores, os times vão disputar o Mineiro, a Copa do Brasil e o Brasileirão. E o Galo irá disputar ainda a final da Recopa Sulamericana, contra o Lanús da Argentina. Muita competência para a dupla RapoGalo em 2014! Que eles conquistem muitos títulos!

No dia 08 dezembro, celebra-se a Assembleia da Imaculada Conceição, sendo essa uma das três festas regulamentares da SSVP. Após a celebração da missa, os vicentinos de Lagoa da Prata se reuniram no Salão da Av Brasil. Na ocasião, foram apresentados os novos confrades e também a nova diretoria da Conferência Nossa Senhora das Dores. Imaculada Conceição A Imaculada Conceição é, segundo o dogma católico, a concepção da Virgem Maria sem a mancha ("mácula" em latim) do pecado original. O dogma diz que, desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada da falta da graça santificante que aflige a humanidade, porque ela estava cheia de graça divina. A festa da Imaculada Conceição, comemorada em 08 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 1476, pelo Papa Sisto IV. A Imaculada Conceição foi solenemente definida como dogma pelo Papa Pio IX, em sua bula Ineffabilis Deus, em 08 de Dezembro de 1854. A Igreja Católica considera que o dogma é apoiado pela Bíblia (por exemplo, Maria sendo cumprimentada pelo Anjo Gabriel como "cheia de graça"), bem como pelos escritos dos Padres da Igreja, como Irineu de Lyon e Ambrósio de Milão. Uma vez que Jesus tornou-se encarnado no ventre da Virgem Maria, era necessário que ela estivesse completamente livre de pecado para poder gerar seu Filho. Gilmar Francisco da Silva

LIVRARIA PAROQUIAL Praça Cel. Carlos Bernardes, 141. Fone (37) 3261-1247 São oferecidos: livros, CDs, imagens, cartões diversos, artigos religiosos em geral, papelaria em geral.

Não entre na fila, pague suas contas


Formando e Informando o Povo de Deus

JANEIRO / 2014

-

Pรกg.: 24

184 - Jornal Informação - Ed. Jan. 2014  

O jornal de informação e formação do Povo de Deus