Page 1

NÚMERO 189 - ANO XV I- JUNHO DE 2014

PA RÓQ U IA SÃO CA RLO S BO RR OM E U LAGOA DA PRATA - MG - DIOCESE DE LUZ

www.paroquiasaocarlos.com

“Eu sou o pão vivo que desci do céu...” (Jo 6,51) Mais do que dividir conosco a sua vida, Jesus deseja que sua vida permaneça enraizada em nós. Dessa forma, nos conclama a uma entrega profunda, que envolva todo o nosso modo de viver. Cada vez que recebemos a Eucaristia, Jesus deseja nos dizer o quanto nos ama e também pedir que o deixemos entrar em todas as partes de nossa vida. Ele nosHenrique, traz a graça e Sr. Otaviano e dona Maria (centro), nas cadeiras de rodas: as bênçãos Vandinha e Nem . De pé: José Otaviano, Cida, Joelma, Vanusa e Juliana. de Deus para nos tornar mais fortes e mais santos. Deixemos Jesus trazer a sua vida para dentro de nosso coração, pois a nossa v er da de ir a identidade está no Corpo de Cristo. Editorial

PE ANTÔNIO CAMPOS PEREIRA TOMA POSSE COMO ADMINISTRADOR DIOCESANO DE LUZ.


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

Nos dias 31/05 e 01/06, os legionários de Maria de todo o Brasil, inclusive de Lagoa da Prata, se encontraram em Aparecida. Foi um encontrão. Estavam presentes todos os Senatus, Régias, Comitias e Cúrias. A programação teve início no sábado de manhã, na Praça da Basílica Velha, com as orações do Ofício de Nossa Senhora. Em seguida, formou-se uma procissão, passando pela passarela em direção ao Santuário Nacional, onde os legionários rezaram a Via-sacra. À tarde, houve missa às 16:00 h e, em seguida, procissão luminosa passando pela passarela. No domingo aconteceu a concentração de todos os legionários na Praça dos Romeiros e, às 10:00 h, participação na missa com entrada dos estandartes. Foram momentos de muita espiritualidade. Os legionários rezaram, cantaram e renderam suas homenagens a Nossa Senhora Aparecida, nossa Rainha do Céu e da Terra. À tarde, os legionários retornaram para suas casas. Em 2015, estaremos novamente em Aparecida para homenagear nossa mãe querida.

Cúria N. Sra. de Misericórdia Cúria Mater Christi

Rosângela Brasil Gontijo

A noite chegou com sua saia negra bordada de estrelas e lua cheia. Em sua plenitude, quis ser diferente. Como uma bailarina espanhola, sacode todo o brilho na terra. Iluminou-a de tal modo que até os cegos viram. O céu ficou negro... Onde foi parar meu amor se aprendi a amar olhando estrelas e em uma delas nos encontrávamos? Se a lua nos emprestava seu brilho fazendo nossos planos tão maiores? Se eu chorava ouvindo músicas que o traziam para mim? Acima de outros amores e sonhos, reencontramo-nos à luz do dia. Ou foi a terra que subiu ao céu ou o céu que desceu à terra trazendo-o para mim?!

Pág.: 02

O Terço dos Homens

Conhecendo a Legião de Maria Legião de Maria em Aparecida

No escuro da noite

-

O Apóstolo André André vem do grego “Andreas”, que significa var onil, ho mem forte. Nasceu em Betsaida. Filho de Jona s, próspero pescador da Galileia, e irmão do apóstolo Pedro. Era discípulo de João Batista, mas, qua ndo o ou viu dizer: “Eis o Cordeiro de Deus...”, decidiu seguir Jesus (Jo 1,36). Tornou-se fiel discípulo missionário. Evangelizou, sobretudo, na Acaia, onde foi crucificado em uma cruz em forma de X. Contemplando o apóstolo André, nosso coração fica inquieto e também desejoso de seguir Jesus com todo ardor. Quantas vezes já ouvimos o sacerdote dizer: “Eis o Cordeiro de Deus”. São as palavras de João Batista sendo repetidas a cada Celebração Eucarística, convidandonos a mudar de vida. Porém, nem sempre optamos por seguir o Cristo fielmente. Que o Senhor nos dê a graça de sermos acolhedores de sua Palavra. E que Santo André nos ajude no seguimento a Jesus. Dona Zé

Ascensão - Pentecostes Corpus Christi No dia 20 de maio, celebramos a festa da Ascensão do Senhor; no dia 08 deste mês, celebramos a festa de Pentecostes; e no próximo dia 19, celebraremos a festa de Corpus Christi. Ascensão, Pentecostes, Corpus Christi, três celebrações importantes no calendário da Igreja, três baluartes de nossa fé. É importante observar que são três acontecimentos que, além de outras coisas, marcam a concretização do plano de salvação que Deusa criou para a humanidade. Com a Ascensão, após cumprir sua missão terrena, Jesus confirmou sua condição de representante de Deus entre os homens, e de representante dos homens junto de Deus. Jesus é o elo entre o antigo homem do Velho Testamento e o novo homem do Novo Testamento. E não foi essa a vontade de Deus ao criar seu plano de salvação para a humanidade, com a promessa do Salvador? Um salvador que viria ensinar aos homens como se comportar para recuperar a graça perdida com o pecado? O Pentecostes, que foi a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos, é a força que inspira, que dá vida, a vida da graça de Deus, a nós, os cristãos, os membros da Igreja. É consolador considerar que o Concílio Vaticano II, no documento LUMEN GENTIUM, afirmou que nós, os cristãos, os membros da Igreja, hoje, somos o novo Israel, o novo povo de Deus, o povo da nova e eterna aliança que Deus celebrou com a humanidade. Celebrar a festa de Corpus Christi significa prestar homenagem à presença de Jesus entre nós, através do sacramento da Eucaristia. A Eucaristia é o próprio sacrifício do corpo e sangue de Jesus para a vida da Igreja, para a nossa própria vida. Sacrifício este que acontece toda vez que uma missa é celebrada. Essa homenagem especial que prestamos a Jesus, através da festa de Corpus Christi, só foi instituída pela Igreja no ano de 1264, pelo Papa Urbano IV. Consta que o Papa recebeu o segredo da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornilon, a qual teve visões de Jesus demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque na liturgia da Igreja. Ao celebrar a festa de Corpus Christi, na próxima quintafeira, lembremo-nos das palavras de Jesus ao instituir a Eucaristia: “Isto é o meu corpo que será entregue por vós.” “Tomai todos e bebei: este é o cálice de meu sangue, o sangue da NOVA E ETERNA ALIANÇA, que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados...” Lembremo-nos também de que, na Eucaristia, vemos concretizadas as palavras da Bíblia, quando Deus disse: “VÓS SEREIS O MEU POVO, E EU SEREI O VOSSO DEUS”. Esta é uma mensagem dos homens em oração, os homens do Terço dos Homens da Paróquia São Carlos Borromeu. (ABR)

O Sacramento do Matrimônio

Amar é a vocação que estimula as pessoas por inteiro, durante toda a vida. AMAR: Foi esse o programa de vida que Cristo recomendou a todos. O amor é a vocação fundamental de todo ser humano. Deus, que é amor e criou o homem por amor, chamou-o a amar. Criando o homem e a mulher, chamou-os, no Matrimônio, a uma íntima comunhão de vida e de amor entre eles, "de modo que já não são dois, mas uma só carne" (Mt 19,6). Abençoando-os, Deus disse-lhes: "sede fecundos e multiplicai-vos" (Gn 1,28). Deus criou o homem e a mulher para viverem em comunhão. Uma só carne, um só coração! Parabéns e felicidades aos noivos que irão celebrar seu casamento na Igreja Matriz São Carlos Borromeu:

EXPEDIENTE Diretor Espiritual: Pe. Patriky Jornalista Responsável: Elizabete Lacerda Pedrosa– SRP / MG 3356 Digitação: Taty Publicidade: Laura Resende e Christian: 3261-8619, 3261-4372, Regina: 3261-4139 Diagramação: Jair Resende E-mail: jinformacao@ig.com.br Revisão: Elizabete, Simone Pároco: Pe. Patriky Samuel Batista Agradecemos a todos os nossos colaboradores, que são voluntários. Nr. de Exemplares: 2.500 Previsão para próxima Edição: 19 e 20/07

20/06 21/06 27/06 28/06 05/06 11/07 12/07

Jorge e Alessandra Paulo Ricardo e Juliana / Daniel e Micheli Jader e Mônica / Filipe e Samila Tiago e Gelcimara Flávio e Sara Henrique e Jamila Felipe e Camila Secretaria Paroquial


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 03


Formando e Informando o Povo de Deus

Todo batizado é convidado a ser dizimista. Contudo, vale ressaltar que é uma prática própria de quem participa da comunidade. Segundo o Documento de Aparecida, todo batizado é discípulo missionário de Jesus. Ou seja, a missão de Jesus passa a ser nossa. Com isso, a missão assume duas características missionárias fundamentais: . Promover o encontro das pessoas com Jesus, para despertar uma conversão cuja origem seja o encontro. . Anunciar a Boa Nova. A devolução do dízimo é, então, uma forma de realizar a vocação cristã de cada batizado. Feliz aniversário a todos os dizimistas que aniversariam em junho! Deus os abençoe! Pe. Patriky Samuel Batista - Pároco

SOCIEDADE SÃO VICENTE DE PAULO

JUNHO / 2014

Dizimistas aniversariantes do mês de JUNHO

Deus os abençoe!!! Pe. Patriky S Batista Pároco 01/06 Lourdes Graças Carvalho Maria de Fatima Soares Maria Ap. Mateus Silva Benevides Alves Manço Loudes Graças Carvalho

03/06 Marta Luiza V.Santos Maria Ângela Paula Ribeiro Fernanda Cássia Reis Silva

Test emun ho d e Di zi mi st a Ser dizimista é um ato de amor, de compromisso consciente com Deus e com a comunidade. É nossa expressão de amor para com a Igreja, que torna possível realizar nossa partilha com Deus. Para mim, o Dízimo é gratidão e reconhecimento, comunhão e participação na comunidade em que vivemos. Ao partilhar com amor o que se tem, Deus nos recompensa com o dobro de bênçãos. O dízimo, por ser uma forma de desprendimento das coisas materiais, nos liberta do egoísmo, fortalece nossa espiritualidade e nossa fé em Deus. É doando que somos capazes de receber. O DÍZIMO é agradecimento, é devolução a Deus de um pouco do muito que Ele nos dá. Lilian Quelli Ferreira Reis Comunidade São Pedro

Pág.: 04

A Paróquia São Carlos Borromeu se alegra em poder celebrar o aniversário dos dizimistas do mês de Junho!

02/06 Paulo Roberto A.Pereira Karine Helena P. Silva Terezinha Al. Ferreira Geraldo Florindo Sobrinho Maria Aparecida de Castro

A missa na capela da Vila Vicentina é realizada toda 4ª sexta-feira do mês, às 19:30 h. Na última missa, celebrada no dia 23 de maio, um motivo de grande alegria para todos foi o fato da capela estar repleta de vicentinos, moradores da Vila e das comunidades vizinhas, pertencentes à Paroquia São Sebastiao. Ao final da celebração, as crianças prestaram sua homenagem a Nossa Senhora, através de uma linda coroação. Convidamos a todos para participarem das celebrações mensais na igreja da Vila Vicentina.

-

04/06 Viviane Eugênia O.Borges Marisa Nunes de Miranda Valéria Aparecida M. Luis Maria José Ferreira Aristides Rezende Oliveira Horizontina Ferreira Divino Inácio (In memoria) Gilda Malvina Oliveira Castro Arai Miranda Borges Ana Maria Lopes Thalita Silva Rabelo 05/06 Francineide Gomes Pereira Nair Esmeria Ribeiro Inimedes Inês Lima Costa Paulo Luiz Rezende Paulo Roberto B.Rezende Otaviano de Melo Elione Gonçalves Maria Analice B.Gonçalves Silva Rosilene Rezende Madeira Ezequiel de Almeida 06/06 Carlos Oriel Brandão 07/06 José Carvalho Rezende Maria Antônia Oliveira Maria Fátima Almeida Elsa Ribeiro Campos Cândida Maria Pio Silva Aparecida Carv. N.Dorjó 08/06 Maria da Glória O.Ribeiro Geni Gonçalves Santos 09/06 Antônio Cláudio P.Bastos Ilda Inácia da Silva 10/06 Maria Aparecida M.Couto Leonor Cândida de Jesus 12/06 Maria Célia M.Oliveira Nilza Andrade Ribeiro 13/06 Moisés Alves de Oliveira

Antônio Rezende Lacerda Antônio Cândido da Silva Cléber Moraes Júnior Antônio Belarmino Sousa Irnak Batista Lacerda Diana Antônia da Silva Antônio Maria da Silva 14/06 Aparecida Maria M.Silva Osana Santos Morais Edmar do Couto Vicena Henrique Ferreira Vanice Pires Adélia Oliveira Albernaz Alaide Rosa de Oliveira Maria Lúcia de Jesus 15/06 Aline M. Couto Loureiro Ivan Jose de Andrade Nanci da Silva Alexandra C. Fonseca Zilda Mendes Pereira 16/06 Cristina Silva Jair Machado de Faria Maria do Carmo O.Castro Sirlene Aparecida Silva Maristela Ap. Oliveira Júlia Luiza de Rezende Cleanice Juiz Amorim Juliana Aparecida Vieira Maria Antonieta A.Amaral 17/06 Laerte Antônio Morais Maria das Dores de Jesus Iolanda Maria C.Costa Terezinha Teixeira Rabelo Maria da Costa Felipe Maria Helena M.Alfredo Onofre Aureliano Souza Terezinha Vicentina Silva 18/06 Maria Dulce dos Santos Antônio Miranda Oliveira Lenir Pereira de Oliveira Marli Maria Morais Santos Paulino Rosa da Paixao Marina A.Vargas Azevedo 19/06 Mineia Inácia F.Camargos Maria Rita de Araújo Ana Maria Silva Irany Maria Braga Douglas Felipe L. Morais Maria Machado Souza 20/06 Geraldo Pablo Fontenele Antônio Carlos Borges José Afonso Barbosa Lázaro Augusto de Melo Adelmar Lopes Oliveira

Neuza Maria Rezende Rosângela Morais Machado 21/06 Francisco S. Gonçalves Mercês Irene do Carmo João Valmir Borges Amilton Santiago da Silva José Antônio dos Santos Matilde Oliveira Furtado Gabriela Pereira Lopes 22/06 Maria Aparecida de Paula Maria de Fátima Xavier 23/06 Joana Darc Silva Palheta Matildes Maria Azevedo Sandra M. Gonçalves André Campos Melo 24/06 João Batista Gonçalves Daniela M. C. Azevedo 25/06 Ana Gomes Maciel Alfredina Bdes Magalhães Flávia Cristina dos Reis João Batista Xavier 26/06 Arthur Garcia Silvana Alves F.Borges Évelin Lima de Bessas Ana Maria da Silva 27/06 Edgar de Carvalho Marluce Alv. Kabutomori Maria Vitória B. Fonseca Maria Aparecida Cornélio Alysson Teixeira Modesto Robert Viana Lopes 28/06 Marli Lopes Martins Altieres Aparecido Silva Maria Antônia Ferreira 29/06 Marlene Dores Gontijo Pedro Paulo Rezende Fabiana Silva Couto Josefa Almeida Bernardes Valdecir Silva Ferreira 30/06 Rui Gomes Rocha Maria Aparecida Azevedo Jary Rita de Jesus Pedrolina S. Juscelino Raimundo de Melo Dias Hilda Teixeira Almeida Maria Batista Lacerda Cleide Aparecida Santos


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 05


Formando e Informando o Povo de Deus

Festa de Corpus Christi Dia em que os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido o tesouro espiritual da Igreja: o próprio Cristo. Venha participar conosco! Dia 19 de junho, quinta-feira, às 16:00 horas. Missa no Centro de Eventos (ao lado do Centro Catequético). Após a Missa, procissão com o Santíssimo Sacramento. Trajeto: Rua Bom Despacho, Rua Joaquim Gomes Pereira e Praça da Matriz. Pedimos aos moradores e comerciantes das ruas onde a procissão vai passar que enfeitem suas casas e calçadas demonstrando todo o seu amor ao Santíssimo Sacramento. Como gesto concreto de fraternidade e amor ao próximo, leve um 1 kg de alimento não perecível para ser doado no momento do ofertório.

Corpus Christi A instituição da Eucaristia é um acontecimento maravilhoso que, no entanto, fica um pouco “apagado” em meio às celebrações da Semana Santa, na Quinta-Feira, bem às vésperas da celebração do sofrimento e morte de Jesus, na Sexta-Feira da Paixão. Então, para dar a esse acontecimento todo o destaque que ele merece, a Igreja estabeleceu uma nova ocasião para sua celebração: a festa de Corpus Christi, ou festa do Corpo de Cristo. Há uma tradição antiga de se enfeitar as casas e as ruas, fazendo tapetes coloridos com desenhos de inspiração religiosa. A confecção desses tapetes tornou-se uma comovente manifestação de arte popular. Para tal, são utilizados diversos tipos de materiais: serragem colorida, borra de café, farinha, areia, tampinhas de garrafa, flores, folhas etc. Sobre esse tapete, o padre caminha carregando a Hóstia Consagrada, que fica dentro de um objeto chamado Ostensório. O povo segue em procissão, rezando e cantando hinos de louvor a Jesus presente na Eucaristia. É também uma referência à passagem bíblica que narra Jesus entrando em Jerusalém, e o povo colocando ramos de oliveira para que Ele passasse por cima. No dia da festa de Corpus Christi, a Igreja celebra a instituição do Sacramento da Eucaristia, sendo este o único dia em que o Santíssimo Sacramento sai pelas ruas da cidade. Este ano, a festa de Corpus Christi acontecerá no dia 19 de junho. PARTICIPE!!!

JUNHO / 2014

-

Pág.: 06

Santos do mês de junho O mês de junho é de muita festa para os fiéis, já que os santos mais populares entre os brasileiros têm suas festas litúrgicas neste período. SANTO ANTÔNIO: Celebrado no dia 13 de junho, teve uma vida totalmente voltada para Jesus. Entrou para o seminário ainda criança, seguindo o exemplo de São Francisco de Assis. Ajudava nos serviços mais humildes e era um homem muito culto na doutrina da Igreja. Atendia as pessoas em confissão durante horas. Santo Antônio, ainda em vida, intermediou muitos milagres e continua intercedendo por nós até hoje. Padroeiro do matrimônio, é um santo muito popular e querido pelos católicos. SÃO JOÃO BATISTA: Celebrado no dia 24 de junho. Percebemos, no Evangelho, a importância que João Batista teve na vida de Jesus, sendo seu primo e precursor. Foi enviado pelo Pai para preparar a chegada do Messias. Era filho de Zacarias e de Isabel, prima de Maria. Um dos mais lindos textos bíblicos relata o encontro de Maria e Isabel, grávida de João. Isabel, assim que ouviu a saudação de Maria, sentiu a criança se agitar no seu ventre e, cheia do Espírito Santo, bendisse Maria como mãe de Jesus. Maria respondeu com um Cântico cheio de profecia: o Magnificat. No início de sua vida pública, Jesus se aproxima de João Batista, e ele o aponta como o Messias, dizendo: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Sua pregação atraía multidões, apesar de ser muito enérgico quando anunciava a mensagem de Deus e denunciava as injustiças praticadas pelos fariseus e saduceus. SÃO PEDRO E SÃO PAULO: Celebrados no dia 29 de junho, a festa desses dois santos é uma das mais antigas e importantes comemorações do Ano Litúrgico. Eles introduziram o Cristianismo em Roma e são considerados os pilares que sustentam a Igreja. São Pedro, um homem simples, pescador na Galileia, foi chamado a ser apóstolo de Jesus que, depois, o escolheu para ser o primeiro Papa da Igreja. São Paulo foi escolhido para ser apóstolo de Jesus Cristo e levar o Seu nome diante dos povos. É o maior missionário de todos os tempos, o “Apóstolo dos gentios”. São Pedro e São Paulo fizeram ressoar a mensagem do Evangelho no mundo inteiro. E testemunharam a sua fidelidade a Jesus Cristo com o martírio. E VIVA NOSSOS SANTOS!!!!!! Catequese

Festa de Pentecostes No dia 08/06/2014, as quatro paróquias de Lagoa da Prata se uniram para celebrar uma festa muito importante para os católicos: a Festa de Pentecostes. Às 10:00 h, na Praça dos Trabalhadores, a multidão presente estava identificada por lenços coloridos, representando cada paróquia: São Carlos Borromeu (vermelho), São Sebastião (verde), São Francisco de Assis (marrom) e Nossa Sra. de Guadalupe (rosa). A simplicidade foi a tônica da celebração, enquanto a união de todos foi o destaque. No final, para demonstrar essa união, foi promovida a troca dos lenços entres as pessoas para most rar que o cristão é único e que somos todos filhos de Deus (Pai, Filho e Espírito Santo). Parabenizamos a todos os nossos padres! Essa união entre eles também promove a união das paróquias, unindo t odos no amor a Cristo. Jair Resende


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pág.: 07

Encontro de Casais com Cristo

82 Anos de Evangelização

Paróquia São Carlos Borromeu Encontrão do ECC no mês de maio

Venha participar conosco da FESTA DE ANIVERSÁRIO da Paróquia São Carlos Borromeu. Dias 17, 18, 19, 20 e 21 de julho Local: Centro de Eventos (ao lado do Centro Catequético) Todos os dias com Celebração da Santa Missa. Reúna sua família e venha festejar conosco. Show de Prêmios, caldos deliciosos, churrasquinho e um delicioso almoço no domingo. No dia 20/07 (domingo), à noite, estaremos sorteando uma geladeira, uma TV 32", um tablet e uma bicicleta. Adquira já o seu cupom e concorra um desses prêmios. Contamos com sua presença!

Coroações do mês de maio Aconteceu no dia 18 de maio, o Encontrão em homenagem às mães. Foi uma linda noite, iniciada com a celebração da Santa Missa pelo nosso Pároco Padre Patriky, com a participação de tios e jovens do MAC comandando o coral. Em seguida, foi feita a coroação de Nossa Senhora por algumas representantes das primeiras equipes dirigentes do ECC de nossa paróquia. Foi um momento emocionante para todos. Após a coroação, foi feito o sorteio de uma imagem de Nossa Senhora de Fátima, O casal Aurélio e Edna, contemplado no sorteio, recebeu a imagem das mãos do querido Professor Bosco. Encerrando esta noite mais que especial, foi servido um delicioso caldo de feijão. Parabéns às equipes responsáveis por este Encontrão. E o nosso muito obrigado a todos que estiveram presentes, atendendo ao nosso convite e abrilhantando ainda mais nossa noite. Equipe Dirigente

Ao longo do mês de maio, os fiéis prestaram suas homenagens à Nossa Senhora. Um momento muito especial foi a coroação realizada por nossos sacerdotes no dia 30/05, na Igreja Matriz São Carlos Borromeu, ao final da missa das 07:00 h.


Formando e Informando o Povo de Deus

“Peninha, meu Sabiá” Ela o encontrou semimorto debaixo da goiabeira. Penas encharcadas, olhinhos cerrados, asa quebrada. Pobre Sabiá! Flagrado pelo temporal da noite, não pudera escapar. Condoeu-se do bichinho. Catou-o do chão e o aqueceu no calor das mãos. Subitamente, num movimento quase imperceptível, viu-o abrir os olhos, e uma alegria imensa tomou conta dela: ele ainda tinha vida! Carregou o animalzinho para a cozinha. Enrolou-o em paninhos quentes e pensou “Hei de salvá-lo!”. Desde que o mundo é mundo, não há melhor remédio que o amor para curar feridas e outras dores. Foi o que ela fez com “Peninha”, seu mais novo companheiro. Durante dias tratou-o como quem trata uma joia delicada. Comidinha pelo bico, água gota a gota na pontinha de colher, unguentos para a asinha ferida. Aos poucos, Peninha ia ficando bom... Ela o tinha em vigilância e cuidados, sem cessar. Dedicou-se ao bichinho de corpo e alma. Também, aos oitenta e tantos, não tinha mesmo muito do que se ocupar. Os filhos morando longe, só vinham de visita breve. A solidão doía por dentro. Mas, agora tinha Peninha, amigo que a sorte lhe mandara, em noite de chuva... O passarinho, já mais animado, acompanhava a dona pela casa, sempre aos pulinhos, pois que a asa, ainda amarradinha, não lhe permitia maiores movimentos. Ela se apegava a cada dia. E já pensava na hora em que Peninha, de asa sarada, alçasse voo para os infinitos do quintal. Ah, ia ser duro! Tinha se acostumado aos olhinhos buliçosos sempre a procurar pela sua presença na casa. Como seriam os dias sem o bichinho dando sentido à sua vida, fazendo da casa um lar de gente normal? Pensava, mas não queria pensar... Num domingo de manhã, ela deu por falta de Peninha ao rabo do fogão, onde ele tinha por costume se encolher ao calor das últimas brasas. Fora embora! Enfim, tinha tomado o rumo do arvoredo, que para isso ela sempre deixara aberta a janelinha de pau da cozinha. Não impediria sua vontade de partir. Jamais o obrigaria à gaiola de suas paredes. O mundo de Peninha era o espaço, os ares perfumados e sem fim da natureza. Lá, sim, era seu lugar, por mais que lhe doesse a falta... Abriu a porta e olhou o céu azul. Estava triste. Nem mesmo quando os meninos rumaram pra São Paulo, sentira aquele buraco por dentro. Também, naquele tempo era mais nova, não tinha a solidão de agora. Com o dorso da mão, limpou uma lágrima que teimava em lhe escorrer pelo rosto sulcado pelo tempo. De repente... O canto! Como numa mágica, a melodia a guiou para o ponto exato de onde vinha: o galho da goiabeira! Era ele! Tomada de emoção profunda, ela demorou os olhos na avezinha de penas marrons e murmurou tremulamente: “Peninha, meu sabiá!”. Peninha e seu canto mavioso! A primeira vez que o ouvia! E era como se cantasse para ela, só para ela! Caminhou em sua direção. A ave não se moveu, não voou... Não fugiu. Ao contrário, soltou no ar o seu canto ainda mais forte! Era sim para ela, só para ela que Peninha cantava! Longos e doces momentos de um cântico sonoro e terno! Depois... O silêncio. Vencida pelo esforço, a avezinha silenciou, apenas tombando a cabecinha de um lado para outro, como quem olha com esmerado carinho o ser mais amado... Seriam beijos de gratidão? E quando o passarinho alçou voo e sumiu no meio das folhas, confundindo-se com as árvores do pomar, ela não mais se entristeceu. Entrou leve e em paz. Sentiu que ele não a deixaria mais sozinha. E assim foi: pelas manhãs, Peninha sempre voltava para a serenata matutina que ela já esperava. Com a suavidade de seu canto, ele lhe adoçava a velhice, retribuía com o mais puro amor, o amor mais puro que recebeu... 05 de junho - Dia do Meio Ambiente Amar o meio ambiente é cuidar de tudo o que nele há... Marina Alves

JUNHO / 2014

-

Pág.: 08

ADMINISTRADOR DIOCESANO No dia 21 de maio, na cidade de Luz, o Colégio de Consultores (padres votantes) se reuniu para eleger o nosso Administrador Diocesano. Foi eleito o Padre Antônio Campos Pereira, o Tonhão, que tomou posse, na Capela da Casa Episcopal, como o novo Administrador Diocesano. O rito de posse é realizado logo após a eleição do novo administrador. Pe Tonhão foi eleito em razão da transferência de Dom Antônio Carlos Félix para a Diocese de Governador Valadares – MG. O Administrador Diocesano é aquele que estará à frente da Diocese, representando-a diante da Santa Sé e da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), animando a sua Pe Antônio Campos Pereira vivência pastoral, promovendo a sua toma posse como unidade e incentivando a prática da fé Administrador Diocesano. com todos os seus desdobramentos, durante o período de vacância da Diocese. O novo administrador desempenha o serviço juntamente com o Colégio dos Consultores Diocesanos. Pe Antônio, como Administrador, tem como responsabilidade as questões sacramentais, administrando assim o sacramento da Crisma. Nas questões administrativas e jurídicas, tem a mesma autoridade do bispo, exceto naqueles assuntos limitados pelo Código de Direito Canônico. De acordo com o Colégio dos Consultores, permanecerá tudo aquilo que foi programado no calendário, cumprindo-se, portanto, todas as atividades da agenda diocesana. Cabe-lhe a tarefa, em comunhão com o presbitério e as lideranças pastorais, manter tudo que já existe, aprofundando a consciência e corresponsabilidade na missão evangelizadora, preparando a Diocese para a chegada do novo bispo. Padre Antônio Pe Antônio tem 59 anos de idade, é natural de Japaraíba – MG. Estudou Filosofia e Teologia na PUC-MG. Foi ordenado no ano de 1986, em sua cidade natal. É formado em Psicologia. Na Diocese, exerceu as funções de Pároco, Reitor da Teologia, membro dos Conselhos Diocesanos e Coordenador Diocesano de Pastoral. Recentemente, atuou como missionário na Diocese de Guajará-Mirim, em Rondônia. Que Deus abençoe o Pe. Antônio em sua nova missão!


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pág.: 09

NOTÍCIAS DO EAC Um mês muito abençoado Verdadeiras Amizades O conceito de amizade entre a juventude anda bem distorcido. Das centenas de amigos nas redes sociais, quantos deles são amigos de verdade? Provavelmente é uma pequena porcentagem. Diz-se que esses amigos contam-se nos dedos de uma mão só. Mas, afinal, o que é um amigo de verdade? Para responder a isso, primeiro precisamos entender que existem muitos “amigos” que não se importam conosco, que nos desviam da família, dos estudos, de Deus. São aqueles que, no fundo, se divertem quando tudo vai mal, e é na companhia deles que aparece o nosso pior. É como dizem: quem tem amigos assim não precisa de inimigos. Contudo, mesmo cercados por falsas amizades, podemos identificar aqueles que realmente são verdadeiros. Um ombro para chorar, uma mão para levantar, um sorriso para animar... tudo isso se encontra em bons amigos. Geralmente, as mais belas amizades são aquelas que surgem na Igreja e nos movimentos de jovens. Ao contrário das más companhias que nos desviam da fé, esses amigos nos estimulam a seguir na caminhada com Cristo. Há algo de muito importante nestas boas amizades. Um amigo pode nos transformar no melhor que podemos ser. Mesmo sabendo de nossos muitos defeitos, eles enxergam qualidades escondidas, que nem nós mesmos conhecíamos. Buscam em nós a nossa essência, o que há de bonito e de valor dentro de nós. É essa amizade transformadora que devemos buscar. É muito comum dizer que um amigo deve apoiar o outro, mesmo quando este estiver errado. Isso não é amizade, é omissão. Um amigo verdadeiro estará ao lado sempre, mas saberá dizer não quando for necessário. Saberá quando estivermos agindo de forma errada e dará bons conselhos, mesmo que isso nos deixe chateados por um tempo, pois se preocupa com o caminho que estamos tomando. O mundo precisa de mais gente que saiba dizer não, que não imite os erros dos outros por “amizade”, que saiba guiar amigos para o caminho do bem. Mas não podemos pensar só em ter amigos sinceros e fiéis. É preciso SER. Quem é amigo, tem amigos. Quem ajuda, será ajudado. É hora de se perguntar: será que estou sendo um amigo verdadeiro? Precisamos saber selecionar nossas amizades. Mas, antes de tudo, precisamos aprender a ser amigos melhores, amigos honestos, amigos na fé.

Ao longo do mês de maio, de maneira especial, nos lembramos de Maria, a maior de todas as mulheres por ser a Mãe de JESUS, tornando-se exemplo de docilidade e fidelidade ao amor de Deus. Ao coroá-la nas Paróquias São Carlos Borromeu (17/05) e São Francisco de Assis (24/05), os adolescentes puderam homenagear a Mãe de Deus e nossa. Todos nós, devotos de Nossa Senhora, aprendemos a ver nela o sorriso de Deus. Façamos dela a nossa guia no caminho rumo ao Pai, contemos com o seu amparo nos momentos de dificuldade e fragilidade. Que, seguindo seu exemplo, sejamos fiéis ao SIM que também demos ao Senhor quando assumimos a nossa fé. As reuniões dominicais do EAC, durante o mês de maio, tiveram temas variados como: A presença de Deus em nossas vidas (adolescente Roberto Junior); Dia das Mães (Tios Alexandre e Lílian); Os Valores eternos (Tios Ronildo e Juliana); Convivência familiar - História do Cristo disfarçado - Perdão (Teatro dos tios do EAC). Para finalizar, o “Tio” Claudinei, com muita sabedoria, abordou o tema “Amizade”. E para o encerramento do mês, o EAC esteve presente na “Noite Fraterna”, com reflexão do Ano da Graça e inauguração do site da Paróquia. Esta turma do EAC é muito animada e não para de se organizar. Em junho, já participaram da Missa de Pentecostes (08/06) e vão marcar presença em muitos outros compromissos: Corpus Christi (19/06), Campeonato Interno de Futebol, Palmeação do Sagrado Coração de Jesus (22/06), e “eita cumpadi...” Festa Junina e Reencontro (28 e 29/06)... Ufa!!! E é na certeza de que a fé em Deus nos faz crer no incrível, ver o invisível e realizar o impossível, que acreditamos que com Deus podemos tudo... Tios André e Fabiana

MAC – Movimento de Amizade Cristã "Celebrem a festa da colheita dos pri­meiros frutos do seu trabalho de semeadura. Celebrem a festa do encerramento da colheita quando, no final do ano, vocês arma­zenarem as colheitas.“ Êxodo 23, 16 O mês de maio foi um mês de muito trabalho e bênçãos de Deus. Demos graças por tantas oportunidades que o Senhor nos tem concedido. Oportunidades para ajudar, acolher, louvar, dar graças, coroar, fazer novas amizades... No segundo domingo do mês de maio, os jovens do MAC, além de cantar a missa, proclamaram as leituras juntamente com suas mães e coroaram Nossa Senhora. Agradecemos a todas as mães que nos ajudaram. No terceiro domingo do mês, os jovens cantaram a missa do Encontrão do ECC, que aconteceu no Centro Catequético. Queremos aqui agradecer à coordenação que, com amor e confiança, convidou o MAC para essa grande celebração. E para encerrar o mês com chave de ouro, o MAC foi a Bambuí visitar nosso querido Padre João. Fomos recepcionados pelos jovens e tios do MAC daquela cidade. Dirigimo-nos ao Colégio Pitágoras, onde outra

turma, essa bem maior, nos esperava. Depois de uma bela recepção, com café da manhã, alegria e muita música, nós, maquianos, fomos ao Santuário de São Sebastião. Lá, cantamos a missa celebrada pelo padre João. Momento de matar a saudade e agradecer a Deus pela vida do nosso amigo. Depois da missa, voltamos ao colégio onde ouvimos uma mensagem. Tio Marcos e tia Mírian falaram sobre a importância da amizade. Depois da mensagem, muita música e um delicioso almoço. Após o almoço, os jovens se divertiram com uma divertida gincana. Tivemos ainda o Terço da Misericórdia, adoração ao Santíssimo Sacramento, teatro, testemunho das jovens Mariana, de Lagoa da Prata, e Francielle, de Bambuí. Encerramos nosso dia com um café e uma despedida cheia de abraços. A corrente do abraço fez nossos corações se encherem de alegria e entusiasmo. Agradecemos ao Pe João Bosco por esse dia maravilhoso. Ele foi o elo que nos ligou aos jovens e tios de Bambuí. Que Deus o abençoe sempre. Agradecemos também aos tios e jovens de Bambuí por tanto amor e carinho, pela recepção e tantos sorrisos. Somos um só coração unido pelo Movimento de Amizade Cristã! Jovens e tios do MAC


Formando e Informando o Povo de Deus

SANTOS E SANTAS DE DEUS

São Justino - 1º de junho Iraídes Vidal e Elvira Castro Mártir, nasceu por volta do ano 100 e morreu em 165. Filho de pais pagãos, São Justino fez uma verdadeira peregrinação entre as mais variadas doutrinas, desde a filosofia estoica, a filosofia pitagórica, pa ssa ndo ta mbém pela filosofia neoplatôncia, até chegar à fé verdadeira em Jesus Cristo. Justino queria buscar a verdade e fez essa verdadeira peregrinação até conhecer a verdadeira fé e o verdadeiro Deus. Aos 30 anos de idade aconteceu o tão esperado sonho e decisivo encontro de Justino com o Evangelho, depois de uma busca exaustiva sobre a verdade, que ele não encontrou em outras doutrinas e propostas religiosas. Ele estava em Flavia Neapolis, na Samaria (provavelmente nasceu nesta mesma cidade), onde estava muito forte a pregação e o anúncio do Messias. Um sábio o orientou na leitura e no estudo do Antigo Testamento. Juntou-se a uma mulher samaritana, e ambos tornaram-se convictos propagandistas, verdadeiros anunciadores de Jesus. E mais: seu sonho era que não só os habitantes daquela região, mas que o mundo todo conhecesse a verdade da fé em Jesus Cristo. Escreveu dois livros: “Apologias ao cristianismo”, que dedicou ao imperador Antônio Pio, e “Diálogo com Trifon”. Neste último livro é possível saber como se dava o processo de catequese nos primeiros anos do cristianismo. Depois, dirigiu-se à Roma e ali abriu uma famosa escola. Teve como ouvintes várias pessoas de renome, dentre elas Taciano, que mais tarde tembém deu a vida pelo Cristo. Foi tão ferrenha a sua defesa da fé e o seu testemunho de adesão a Jesus, que isso lhe custou a vida. Justino foi denunciado pelo filósofo Crescêncio de Roma, sendo decapitado por volta do ano 165, quando Júnio Rústico era prefeito de Roma. Além de Justino, outros seis discípulos seus deram a vida pelo Evangelho de Jesus Cristo. Às vezes nos deparamos com certos cristãos que parecem ter medo de carregar uma cruz, a Bíblia... Parece que estão fazendo algo errado. Olhando o exemplo destes mártires, que não tiveram medo de dizer, na frente do prefeito de Roma e do imperador, que eram cristãos, sintamos, também nós, o deseja de anunciar o Evangelho de Jesus, conduzindo cada vez mais pessoas à Igreja. Seja a ajuda e o testemunho de São Justino, um guia de nossos passos.

São Justino, rogai por nós!

JUNHO / 2014

Repelente ao Mosquito da Dengue

Ingredientes: Meio litro de álcool, 100 ml de óleo para o corpo e 10 gramas de cravo da Índia amassado. Como fazer: Misturar tudo, deixando em infu são por cinc o di as, não se esquecendo de sacudir o conteúdo todos os dias. Modo de usar: Passar um pouco nas pernas e braços todos os dias. Pastoral da Criança

Medicina Natural Capuchinha Planta ornamental, trepadeira. Toda a p l a n t a , especialmente as flores e os frutos, tem um sabor picante, por isso é um vegetal muito empregado como condimento. USO MEDICINAL Na medicina caseira, a capuchinha tem valor no tratamento do escorbuto e escrofulose. Comem-se as folhas em salada de mistura com outras plantas, ou toma-se o suco das folhas (01 colher de sopa de duas em duas horas). Em forma de chá: 40 a 50 gramas da planta em 01 litro de água; 04 a 05 xícaras por dia. Fonte: As Plantas Curam Otaviana de Moraes Ferreira

-

Pág.: 10

Amor Exigente 6º Princípio: Comportamento O comportamento é a base do programa Amor Exigente. É preciso cria r uma nova sociedade. Criar um ambiente familiar estruturado, com pessoas mais dignas. É preciso levar as famílias à condição de famílias pensantes, passando a questionar e refletir o que querem para elas. As escolhas positivas levarão as famílias a uma verdadeira prevenção e qualidade de vida. Atitudes negativas geram pessoas agressivas e violentas que, diante de um a mbiente sem mudança s, vivem cansadas e desanimadas. O comportamento é resultado da interação entre pessoas e entre o meio em que vivem. As mudanças na sociedade acontecem aos poucos. O mesmo acontece conosco. De repente, sentimos que somos diferentes, não sabendo ao certo como tudo aconteceu. Mudar o outro, na maioria das vezes, é impossível. E para que as consequências não nos atinjam, é preciso que mudemos primeiro a nós mesmos. Ao tomar uma atitude, é preciso pensar em nós, pois o outro pode estar feliz da maneira como está vivendo. Mudar comportamento é sair de nossa zona de conforto, encarar o problema de frente, sem meias verdades, buscando nossa verdadeira identidade. O codependente perde sua identidade, passando a viver o que os outros querem que ele seja. “A tartaruga não foge dos problemas; aonde ela vai, leva sua casa junto.” Nós também carregamos nossa casa nas costas. Através de nossos valores, sentimentos e pensamentos, levamos nossa vida buscando sabedoria para fazer as escolhas corretas. Mudar comportamento é: . não acomodar-se diante das dificuldades; . ter metas de mudanças, colocando em prática as decisões tomadas; . ser coerente no falar e no fazer; . respeitar as diferenças individuais (acolher, orientar e encaminhar); . estar disponível (pronto para fazer) e solidário (pronto para dar atenção); . não ser o dono da verdade, mudar de opinião qua ndo necessá rio. Agindo desta ma neira , mostramos humildade, e não prepotência; . amar e respeitar as pessoas, especialmente as de comportamento difícil. Busquemos sempre o equilíbrio para dominar situações delicadas, conduzindo as pessoas ao rumo certo. Busquemos com fé e perseverança, que as mudanças virão. Aladel A.Melo


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO/ 2014

-

Pรกg.: 11


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

Calendário Paroquial J UNH O 15/06

16/06

17/06 18/06

19/06

20/06 22/06

23/06 24/06

25/06

26/06

27/06

28/06

30/06

Santissima Trindade Festa Diocesana das Famílias - Campos Altos 17:00 h - Missa na Com. N. Sra. Das Vitórias (Capetinga) Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:00 h - Renovação das Promessas do Batismo - Igreja Matriz com catequizandos das Comunidades São Pedro, Sagrado Coração e São Vicente 20:30 h - Terço dos Homens – Matriz São Carlos 19:00 h - Missa na Comunidade São Carlos Borromeu 09:00 h - Confissão dos Catequizandos - Salão São José 18:00 h - Missa na Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Comunidade São José, com 1ª Eucaristia Corpus Christi 07:00 h - Missa na Igreja Matriz 16:00 h - Missa no Centro de Eventos e procissão p/Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Comunidade São Cristóvão 08:00 h – Escola Permanente de Formação – Salão da Vila Vicentina 10:00 h - Celebração de Batizados - Igreja Matriz 14:00 h - Missa na Fazendinha de Recuperação Novo Caminho Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens – Matriz São Carlos 09:00 h - Confissão dos Catequizandos da Com. São Vicente C.Catequético 18:30 h - Missa na Com.São Vicente com 1ª Eucaristia - Centro Catequético 19:30 h - Reunião do CPE - Centro Catequético 16:00 h - Missa no Hospital São Carlos 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da vida 20:00 h - Ultreya Cursilho - Centro Catequético 07:00 h – Missa na Matriz São Carlos Vigília Eucarística 15:00 h - Missa no SOS "Asilo Nosso Lar" 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa na Igreja Matriz 09:00 h - Confissão dos catequizandos - Salão da Com. Sagrado Coração 19:00 h - Missa do Padroeiro na Com. Sagrado Coração, com 1ª Eucaristia 09:00 h - Confissão dos Catequizandos - Salão da Com. São Pedro 19:00 h - Missa do Padroeiro na Com.São Pedro, com 1ª Eucaristia (com a participação da Comunidade N.Sra. Do Rosário) Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens – Matriz São Carlos

J ulho 01/07

18:00 h - Reunião da Pia União de Sto Antônio – Ig.Matriz 19:00 h - Missa na Igreja Matriz 19:30 h - Reunião dos Ministros da Palavra - Salão São Carlos 20:00 h - Reunião dos Ministros da Sagr.Comunhão – C.Catequético 02/07 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da vida 03/07 07:00 h – Missa na Matriz São Carlos Vigília Eucarística 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa na Igreja Matriz 04/07 18:00 h - Reunião do Apostolado da Oração – Ig.Matriz 19:00 h - Missa na Igreja Matriz 05/07 13:30 h - Encontro de Preparação de Pais e Padrinhos - Salão N.Sra de Fátima 06/07 12:00 h - Almoço do EAC - Centro Catequético 07/07 Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens - Igreja Matriz 08/07 19:30 h - Missa na Comunidade N.Sra de Fátima 19:30 h - Missa na Comunidade Santa Teresinha 19:30 h - Reunião de Grupo do ECC - Centro Catequético 09/07 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da vida 19:30 h - Escola Vivencial do Cursilho 19:30 h - Missa na Comunidade São Judas Tadeu 10/07 07:00 h – Missa na Matriz São Carlos Vigília Eucarística 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa na Igreja Matriz 19:30 h - Reunião Paroquial da Catequese – C.Catequético 11/07 19:00 h - Missa na Comunidade Imaculada Conceição 13/07 10:00 h - Celebração de Batizados - Igreja Matriz Encontro de Formação para Coordenadores e Pregadores-RCC 14/07 Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens - Igreja Matriz 15/07 Aniversário da Paróquia São Carlos Borromeu - 82 anos 16 a 20 Congresso Nacional da Renovação Carismática – Aparecida - SP OBS.: Domingo: 07:00, 09:00, 18:00 e 19:30 h – Missa na Matriz São Carlos 08:30 h – Missa na Paróquia N. Sra de Guadalupe Segunda-Feira: 07:00 h – Celebração da Palavra – Matriz São Carlos Terça à Sexta-Feira: 07:00 h – Missa na Matriz São Carlos Sábado: 07:00 e 19:00 h – Missa na Matriz São Carlos 19:00 h – Missa na Igreja do Rosário

-

Pág.: 12

PARÓQUIA SÃO CARLOS BORROMEU DIOCESE DE LUZ - Lagoa da Prata - MG É importante a entrega do seu dízimo Além de demonstrar zelo para com a comunidade paroquial, demonstra consciência cristã: É um ato de amor e gratidão para com Deus. Ele realiza três grandes dimensões: religiosa social e missionária. Juntos e unidos na fé, conseguimos tudo aquilo que é necessário para implantar o Reino de Deus. Com carinho e comprometido com você, apresentamos a prestação de contas da nossa Paróquia e a forma como é aplicado o dízimo que você entrega

Plano Financeiro Paroquial MÊS de MARÇO / 2014 0 1 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 1.7 1.8

2 2.1 2.1.1 2.1.2 2.1.3 2.1.4 2.1.5 2.1.6 2.1.7 2.1.8 2.2 2.2.1 2.3 2.3.1 2.3.2 2.3.3 2.3.4 2.4 2.4.1 2.4.2 2.4.3 2.4.4 2.4.5 3

SALDO DO MÊS ANTERIOR ENTRADAS (1.1+1.2+1.3+....1.8) Dízimo Espórtulas diversas (batizados, casamentos, certidöes) Coletas ordinárias Donativos diversos Alienação de bens Coletas específicas (Coleta da Solidariedade) Contribuição das Comunidades Outras receitas (Empréstimos, Resgate de Aplicação Financeira, etc...) SOMA (0 + 1) SAÍDAS (2.1 + 2.2 + 2.3 + 2.4) DIMENSÃO RELIGIOSA (2.1.1 + 2.1.2+……+2.1.8) Manutenção do culto Evangelização Manutenção de veículos Côngruas, Plano de saúde e outros (Sacerdotes) Água, luz, gás, correio, telefone, seguro Casa paroquial Material de escritório e limpeza Despesas com pessoal DIMENSÄO SOCIAL (2.2.1 + ….) Assistencia e promoção social (pessoas carentes, enfermos, encarcerados) DIMENSÁO MISSIONÁRIA (2.3.1 + 2.3.2 + 2.3.3) Contribuição à Mitra (Cúria Diocesana) Coletas Específicas (repasse) Espórtulas de Crisma (repasse) Formação missionários (aux. comunidades, cursos de formação, transporte,aluguéis,etc). OUTROS (2.4.1 + 2.4.2 + 2.4.3) Despesas financeiras e tributárias Despesas gerais Retirada para aplicação Construção Centro de Eventos Social Centro Catequético Imobilizado SALDO PARA O MÊS SEGUINTE (0 + 1 - 2) SOMA (2 + 3) Disponibilidade Paroquial (Caixa e conta corrente)

Pe. Patriky Samuel Batista

R$ 20.824,63 R$ 49.553,99 R$ 25.995,50 R$ 1.255,00 R$ 11.278,90 R$ 1.157,45

R$ 9.867,14 R$ 70.378,62 R$ 43.058,33 R$ 28.486,82 R$ 66,84 R$ 10.236,14 R$ 1.251,43 R$ 4.824,27 R$ 2.450,34 R$ 861,36 R$ 223,68 R$ 8.572,76 R$ 69,03 R$ 69,03 R$ 11.794,18 R$ 8.506,58

R$ 3.287,60 R$ 2.708,30 R$ 2.708,30

R$ 27.320,29 R$ 70.378,62 R$ 27.320,29

Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 13

INFORME PUBLICITรRIO - ADRIANO MORAIS


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 14

INFORME PUBLICITรRIO - ADRIANO MORAES


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 15

INFORME PUBLICITรRIO - ADRIANO MORAES


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO/ 2014

-

Pรกg.: 16

INFORME PUBLICITรRIO - ADRIANO MORAES


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pág.: 17

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Através da análise das demonstrações financeiras , o empresário consegue informações que o ajudam a administrar a s ua empresa e também po ss ibilita compará-la com outras do mesmo ramo de atividade, de forma a poder tomar ações que possibilitem o desenvolvimento de sua empresa. Entre muitos índices que podem ser extraídos das demonstrações financeiras e que possibilitam uma análise interpretativa da situação financeira da empresa, abaixo exemplificamos alguns que demonstram o quanto as demonstrações financeiras podem ajudar o administrador a tomar decisões no dia a dia da sua empresa: · Índices de liquidez – Apresentam a situação financeira da empresa frente aos compromissos financeiros assumidos, ou seja, demonstram sua capacidade de arcar com as dívidas assumidas. * Í ndice de Liquidez Co rrente: Demonstra o quanto a empresa possui de recursos de curto prazo (ativo circulante) para cada real de dívidas de curto prazo (passivo circulante). Portanto, se o índice de liquidez for maior que 1, significa que o capital circulante líquido (CLL) da empresa está positivo.

Fórmula do Índice Liquidez Corrente = A tivo Circulante : Pas sivo Circulante · Índices de Estrutura Patrimonial: Estabelecem relação entre as fontes de financiamento s próprios e de terceiro s. V is am evidenciar a dependência da entidade em relação aos recursos de terceiros. * Í ndice de Endividamento : Demonstra quanto a empresa tem de dívidas com terceiros (passivo circulante + passivo não circulante) para cada real de recursos próprios (patrimônio líquido). Indica a dependência que a empresa apresenta com relação a terceiros e, nesse sentido, o risco a que está sujeita. Fórmula do Índice de Endividamento = (Passivo Circulante + Passivo Não Circulante) : Patrimônio Líquido · Índices de Rentabilidade: Relacionam os resultados obtidos pela empresa (Lucro ou Prejuízo) com os valores investidos (próprios ou totais)

para a geração do resultado. * Retorno sobre o Patrimônio Líquido: Demonstra os resultados alcançados pela administração da empresa na gestão dos recursos e indica o retorno obtido pelos sócios com o dinheiro investido por eles na empresa. Fórmula do Retorno sobre o Patrimônio Líquido = ( Lucro Líquido : Patrimônio Líquido ) x 100 É importante a análise das demonstrações financeiras ao longo do tempo (anos), ou s ej a, entre alguns períodos , o que demonstrará para o empresário a tendência de sua empresa, bem como é importante comparar os índices da empresa com os índices de outras do mesmo ramo de atividade, o que possibilitará ao empresário poder comparar a evolução da sua empresa com outras empresas do mesmo ramo de atividade. Também é fundamental que se analise os índices da empresa com os índices previstos no orçamento, de forma a poder analisar se a empresa está alcançando os resultados previstos pelos sócios para o período analisado. Lindomar Ribeiro dos Santos


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pág.: 18

LIVRARIA PAROQUIAL Praça Cel. Carlos Bernardes, 141. Fone (37) 3261-1247 São oferecidos: livros, CDs, imagens, cartões diversos, artigos religiosos em geral, papelaria em geral.

Não entre na fila, pague suas contas


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 19


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 20

INFORME PUBLICITรRIO


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 21


Formando e Informando o Povo de Deus

O

ADOLESCENTE DO

ATO

E

A

PRÁTICA

INFRACIONAL

A violência é um tema que desperta cada vez mais a atenção e a preocupação da população. Um aspecto importante nesta temática é a prática de atos ilícitos por adolescentes, que faz surgir os diversos tipos de conclusões, conceitos e preconceitos. O ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei Federal nº 8.069/90) define como adolescente a pessoa entre 12 e 18 anos de idade. Os adolescentes que por ventura pratiquem qualquer ação descrita como prática ilícita, deverão ser responsabilizados por seus atos. Essa ação ilícita, ou seja, esse crime ou contravenção penal recebe o nome de ato infracional. O ECA prevê que este público receba, por parte do Estado, uma atenção diferenciada, considerando que são pessoas em condição peculiar de desenvolvimento, ou seja, indivíduos em formação. Frente a isso, o adolescente poderá ser sentenciado a cumprir Medidas Socioeducativas que se equiparam a “pena”, como estratégia de responsabilização e reeducação ao convívio social adequado. São medidas socioeducativas: advertência, obrigação de reparar o dano, prestação de serviços à comunidade, liberdade assistida, inserção em regime de semiliberdade, internação em estabelecimento educacional. Podendo ser aplicadas ainda as medidas de proteção: encaminhamento aos pais ou responsável, mediante termo de responsabilidade; orientação, apoio e acompanhamentos temporários; matrícula e frequência obrigatórias em estabelecimento oficial de ensino fundamental; inclusão em programa comunitário ou oficial de auxilio à família, à criança e ao adolescente; requisição de tratamento médico, psicológico ou psiquiátrico, em regime hospitalar ou ambulatorial; inclusão em programa oficial ou comunitário de auxílio, orientação e tratamento de alcoólatras e toxicômanos; acolhimento institucional; inclusão em programa de acolhimento familiar e/ou colocação em família substituta. Desta forma, a ideia de que “a Justiça não faz nada com adolescentes que praticam atos infracionais” não é verdadeira. Varias ações são previstas como estratégias de responsabilização e socioeducação dos mesmos.

CREAS Em Lagoa da Prata, os adolescentes infratores e suas famílias são acompanhados pelo ”Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medidas Socioeducativas de Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade” do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, que tem sede à rua Luiz Guadalupe, nº 196, centro, telefone 3261-4761. O Serviço oferece, em parceria com entidades do Município, oficinas, grupos, além de acompanhamento psicossocial aos adolescentes e suas famílias. A prática de atos infracionais por adolescentes é um tema complexo e que exige o apoio de todos, seja do adolescente, de sua família, dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e também da sociedade. Devemos fazer o exercício cristão e cidadão de lembrar que, por trás daquele comportamento condenável, existe uma pessoa que merece uma oportunidade de mudança de comportamento. Vamos, juntos, enfrentar a violência presente em nosso Município. Vamos buscar conhecer, e não julgar e condenar de forma precipitada. Vamos abrir os braços para abraçar ações de responsabilização e socioeducação de nossos adolescentes. Afinal, isso é dever cristão e responsabilidade de todos nós!

JUNHO / 2014

-

Pág.: 22

D ECOLORES Ultreia do Cursilho No dia 28 de maio, aconteceu mais uma Ultreia do Movimento de Cursilhos em Lagoa da Prata, desta vez organizada pelo Canteiro de Violetas, que tem como coordenadores Júlio e Arlete. A Celebração Eucarística foi presidida pelo Pe Marcos Tiago, que refletiu sobre a fé. “É feliz quem a Deus se confia”. A fé é o fundamento da nossa esperança. Por ela, reconhecemos a presença de Deus, vivenciando Sua palavra, abraçando as coisas que não passam. Pela fé, Maria disse sim; os apóstolos deixaram tudo e seguiram a Jesus; os mártires deram suas vidas testemunhando a verdade. E é pela fé que homens e mulheres consagram sua vida a Cristo. Movidos pela fé, nós, povo de Deus, buscamos a santidade. A todo instante, nossa fé é posta à prova. Devemos ser firmes, tornando visível o invisível: Jesus!

Feira do Amor Construindo o bem maior.

Aniversariantes Que Deus abençoe a todos os aniversariantes do mês de JUNHO. Com muita alegria, desejamos a eles saúde, paz e felicidade: 1 - Divino(Tänia), 2 - Paulo Roberto, 4 - Tôezinho, 5 - Biluca, Elza, 7 Mozair(Aparecida), 9 - Luci (Dôco), Rosa, 10 - Higor(GJ), 11 - Dãcio, 13 - Irnak, Tiêta, 15 - Ivan(M. Célia), 16 - João Prado, Júlia, 17 - Leri, 18 - Dulce, Geralda, Marina (Luiz), 19 - Romano, Marcos luide, 20 - Fãtima(Sélio), 21 - Janaina, 23 - André Campos, 26 - Marina (Gabriel), 27 - Edgar, Breno, 28 - Marlene (J. Antônio), Síntia (Marcus), Ricardo (Joseane), 30 - Lindalva.


Formando e Informando o Povo de Deus

LIÇÕES D.TERESA: “MEU SENHOR

DE

E MEU

“Uma maneira ótima para se exercitar no amor de Cristo, é acostumar-se a tê-lo sempre presente em nós.” (São Vicente de Paulo) A beleza da flor não está em sua cor sua ve ou intensa, e nem mesmo em seu perfume natural, simples e divino, mas, sim, no zelo com que foi cuidada. É amor que sabe esperar, que sonha, mas mantém as raízes fixadas no chã o. Nã o desespera , nã o experimenta outros canteiros, apenas acredita que a vitória vai chegar, trazendo alento e enchendo os olhos de quem chega de repente e se depara com a rosa pronta. Existem pessoas que são assim, simplesmente acreditam que a beleza da rosa valerá pelo cultivo das esperas, das podas e até dos espinhos retirados. Ela nasceu Teresinha de Melo Moraes, mas a vida lhe fez Teresa, mulher forte, que hoje, aos 81 anos, conhece bem os ca nteiros que cultivou na fa mília , na comunidade, na Igreja enfim. Não nasceu forte: a vida foi fortalecendo-a aos poucos. Casou-se bem jovem com o senhor José Horário, conhecido Zé Horacinho, 85, e juntos constituíram uma grande família, com Jair, Jairo, Janete, Júnior, Janice e Júlio. Tiveram várias moradas antes de aportar por aqui. Na roça Fundão, em Goiás e em Santo Antônio do Monte. Não tinham tanto conforto como hoje, pois seu Zé Horacinho trabalhava de carpinteiro e em lavouras, nas fazendas, mas fazia sempre questão de oferecer à família muita fartura, já que também criavam porcos, plantavam e colhiam arroz, feijão e mandioca para o sustento. Com isso, os filhos foram aprendendo que o trabalho com honestidade é ingrediente fundamental na construção de um bom ca rá ter. E, deste tempo, a lém da s dificuldades financeiras e dos bons exemplos, os filhos ainda guardam as lembranças dos alegres passeios às margens do Rio São Francisco, no inesquecível Rancho do Sirinha. Era o tempo das crianças correndo nos campos, da boa comida e das conversas que varavam noite afora. Tempos de infância feliz, bem vivida, com a família ao redor da mesa. Uma das grandes qualidades de D.Teresa, além de sua fortaleza como mãe, é a sua disponibilidade para servir. Estando com saúde, onde quer que precisassem dela, lá estava para ajudar no que fosse necessário,

JUNHO / 2014

VIDA DEUS,

EU CONFIO EM VÓS!”

seja num momento de doença ou até mesmo numa simples limpeza de casa. E foi esse espírito de doação que a impulsionou a ser membro da Sociedade São Vicente de Paulo, sua grande paixão, já que a integra há aproximadamente 30 anos. Através desse trabalho aprendeu que é preciso buscar, para a vida, a oração que alcança a necessidade do outro, conhecendo suas fraquezas e seus anseios. E foi, certamente, a sua firmeza na fé que a ajudou a enfrentar todas as dores que fora m surgindo, como problemas de saúde, alcoolismo em família e, principalmente, o desafio de criar uma família em um mundo tão conturbado e cheio de incoerências. E como diz nosso Santo Padre, o Papa Francisco, “Deus dá as batalhas mais difíceis aos seus melhores soldados”. Com D.Teresa, essas palavras se cumpriram. Quando tudo parecia estar nos eixos, filhos criados, vida se organizando, esta mãe sofre uma dura queda: a perda repentina de sua filha Janete, em 1999. Foi um tempo de muita dor, mas que fez com que essa mãe agarrasse com firmeza nas mãos de Deus. Como todas que já passaram por isso, a mãe quer chorar todas as lágrimas possíveis, mas é preciso, ao mesmo tempo, oferecer o colo a toda família, sedenta de sua fortaleza. E como tantas outras mães, ela enxugou as lágrimas e seguiu sua caminhada! Porém, logo ali, bem à frente, há alguns anos desta incomparável perda, outro obstáculo se põe em seu caminho: seu marido é acometido pelo mal de Alzheimer e passa, então, a requerer cuidados especiais. “Minha mãe sempre foi mulher de muita fé. Sempre estava envolvida em suas novenas. Seus joelhos sempre se dobravam pedindo e agradecendo graças. Ainda hoje, com suas limitações, não desgruda um só instante de nosso pai”, explica a filha Janice. É claro que, diante de tantas provações, a vida não continua a mesma. Hoje, D.Teresa está mais frágil, emotiva, mas continua cultivando sua espiritualidade seja através da Santa Missa pela TV, como também dos diversos programas religiosos que acompanha. Continua gostando das coisas simples da vida, como família reunida, barulheira dos 16 netos e 05 bisnetos e, claro, a companhia atenciosa dos filhos. “Nossos pais sempre nos passaram ótimos valores. Nossa mãe é uma fortaleza! É humilde e, apesar de pouco estudo, possui uma grande sabedoria para lidar com as dificuldades que a vida lhe apresenta”, definem os filhos. É, enfim, uma mulher que aprendeu a amar também os espinhos de suas roseiras. Não ficou imóvel na vida, esperando por milagres repentinos, mas fez de sua vida uma resposta de Deus aos homens. E vem nos ensinar que, mais importante do que acreditar em Deus, é ter a certeza de que Ele acredita em nós. Podemos, sim, nos ferir, sofrer quedas doídas, porém, o verdadeiro cristão sabe onde colocou a sua fé, e conhece bem o olhar misericordioso e sempre esperado do Pai. Claudinei Rezende

-

Pág.: 23

Trezena de Santo Antônio

De 1º a 13 de junho aconteceu, na Paróquia São Carlos Borromeu, a Trezena de Santo Antônio. Ao longo de 13 dias, os devotos prestaram homenagens especiais ao grande santo, tanto na Igreja Matriz como em várias residências. Santo Antônio é muito reverenciado no mundo todo, especialmente no Brasil. Na Paróquia São Carlos Borromeu, toda 1ª terça-feira do mês, a Pia União de Santo Antônio se reúne na Igreja Matriz. Em seguida, às 19:00 horas, é celebrada a Santa Missa com a distribuição dos “pães” ao final da celebração.

Cartas recebidas

A Comunidade N.Sra de Lourdes (Comunidade Rural de Ponte Pedra) agradece a todos que contribuíram para a realização da II Semana Santa na região. De modo especial, agradecemos ao Pe José de Castro Lima por todo o apoio e compreensão. Foi realmente uma semana de muita fé e reflexão. Comunidade N.Sra de Lourdes Ponte Pedra


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 24


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pág.: 25

ACONTECEU

Ao Espírito Santo... “Meu Amor, cuja presença é como a brisa que passa, 'ninguém sabe de onde vem, nem para onde vai, mas é possível escutar a voz do seu murmúrio'… Como o vento que corre e ninguém consegue agarrar ou guardar no seu peito, mas leva consigo quem tiver asas… Como a água que salta da nascente e se faz corrente tão discreta quanto fiel, que fecunda e reverdece toda a terra que se lhe puser a jeito pelo caminho… Como a labareda viva do fogo que consome em si a mão que a quiser dominar… Como óleo puro, unguento, que penetra e purifica, cura, renova, serena, fortalece… Espírito Santo de tantos nomes, sem rosto nem corpo, mas Amor verdadeiro de quem a minha mente não é capaz de imaginar contornos, mas o meu coração percebe o jeito, as manhas, as minúcias… e deseja as surpresas”. Chegou a hora! É agora! É hora de ser incendiado pelo Dom de Deus! Estamos no período propício para recorrer às graças e virtudes que são próprias do Espírito Santo. Cristo enviou o Espírito Santo da parte do Pai para realizar em nossos corações a sua obra salvadora, e impelir a Igreja a sua própria dilatação. Ou seja, arriscar, ir mais longe, desejar surpresas. O Espirito que antes já atuava no mundo, no dia de Pentecostes, vem sobre os discípulos para ficar com eles. Daí se inicia, de certa forma, a união dos povos numa catolicidade de fé. É o Espirito Santo quem unifica na comunhão e no ministério, e enriquece com diversos dons hierárquicos e carismáticos. E não nos assustemos: os dons são multifuncionais, multiformes e devem ser multiplicados. É o próprio Jesus que, desde o princípio, “chamou a si alguns a quem Ele quis, e escolheu doze para andarem com Ele e para os mandar a pregar” (Mc 3,13). Daí vem o dever da Igreja de propagar a fé e a salvação de Cristo. A missão do Espirito Santo é a nossa missão: formar Igreja, comunidade de vida. Assim, a Igreja, movida pelo Espírito Santo, deve seguir o mesmo caminho de Cristo: o caminho da pobreza, da obediência e do serviço. Ora, os carismas e ministérios são diversos, mas o que nos faz Igreja Católica é a nossa unidade. Mesmo em línguas diversas, entendemos o mesmo sentido missionário-evangelizador: a caridade, “a linguagem do amor”. Indo pelo mundo inteiro, enviados pela Igreja, realizamos o encargo de pregar o Evangelho e de implantar a mesma Igreja entre os povos ou grupos que ainda não creem em Cristo. E por meio de uma linguagem que é própria ao Evangelho de João: crer é se identificar; é sentir presença; é estar com Ele. E para nós, hoje, como fazer acontecer um novo Pentecostes em nossas vidas? Por meio da pregação do Evangelho de Jesus Cristo: “poesia alegre de entrega ao amor”. Por conseguinte, entenderemos que a própria natureza da Igreja, “cuja fé salvífica propaga, cuja unidade católica dilata e aperfeiçoa”, é dada a nós como semente de santidade, testemunho, vida e vocação. Por isso, invoquemos sobre nós as luzes do Espírito Santo. Seminarista Marcelo Manoel Sem. Marcelo Manoel Sobrinho

. Comunidades Solidárias Conforme nos foi proposto para bem vivermos o Ano da Graça, em maio, as comunidades Santa Rita e Bom Pastor celebraram seus padroeiros. Ambas se ajudaram nas celebrações e confraternizações. Tivemos teatro e dança carinhosamente preparados por crianças e jovens da catequese. Durante a confraternização, Padre Tiago se uniu à equipe de música e, juntos, cantamos a alegria de viver em comunidade. Como é bom darmos graças a Deus pelas conquistas de nosso dia a dia. Fiquem atentos, pois neste mês celebraremos três padroeiros de nossas comunidades paroquiais: Santo Antônio, São João Batista e São Paulo. Programem-se e venham participar conosco!

. Coroações Como foi lindo perceber que a tradição das coroações ainda está bem viva em nossa Paróquia! Mães que reuniram as crianças da vizinhança e fizeram lindas homenagens à nossa querida Mãezinha do Céu. Catequizandos que, mesmo tímidos, deram o seu melhor para render graças a ela, que tantas bênçãos nos concede por meio de seu Filho Jesus. Que as mães e as catequistas incentivem estas crianças de vozes tão lindas a participarem conosco do coral Clara e F ra ncis co , que se reúne para os ensaios na Matriz São Francisco de Assis todos os sábados, às 16:30 h e, em seguida, canta a missa das 18:00 h. Nossos adolescentes têm encantado a todos nesta celebração. Gostaríamos de contar com mais crianças para tornarem ainda mais abençoado o nosso coral.

. Cavalgada e Almoço Beneficente Dia 01 de junho, aconteceu mais uma cavalgada e almoço com toda a renda revertida para as obras da Paróquia São Francisco de Assis. Agradecemos ao Sindicato Rural e ao Clube dos Cavaleiros por mais essa parceria, e a todos que não mediram esforços para que esta promoção atingisse seus objetivos. Deus abençoe e recompense a todos.

VAI ACONTECER . Missa de Corpus Christi 19 de junho é dia de Corpus Christi. Vamos celebrar a Festa do Corpo de Cristo, que se dá a nós através da Eucaristia. Em nossa Paróquia, a celebração será às 16:00 horas, na capelinha da Maria Helena Aparecida, Comunidade São João. Logo após, seguiremos em solene procissão para a Igreja Matriz.

Promoção do Terço dos Homens O Terço dos Homens da Paróquia São Francisco de Assis celebra seu 4º aniversário e quer presentear a todos nós com mais uma grande promoção. Desta vez os prêmios serão uma moto 0 km, uma TV led e um forno microondas. O sorteio acontecerá dia 09 de agosto. O bilhete, cujo valor é R$ 5,00, pode ser adquirido com os participantes do Terço dos Homens, no escritório paroquial e após as missas na matriz São Francisco de Assis.


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 26


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

Esportes por esportes Waldir Ribeiro

Eu ainda não acredito, mas ela chegou A Copa do Mundo começou, e o povo brasileiro acredita no hexa. Serão 30 dias de competição, e alguns países estão na frente para conquistarem o título mundial. O povo brasileiro é sempre otimista e acredita que o hexa está no papo. Junto do Brasil, a Alemanha, a Espanha e a Argentina são os principais candidatos ao título. Torcer por uma nação é de suma importância. Porém, não só no futebol, mas na saúde, na educação, na segurança, enfim, no bem estar do povo. O nosso país atualmente é campeão da corrupção, dos mandos e desmandos, da insegurança, da falta de educação, da saúde inoperante e sucateada e de outros males mais. O nosso Brasil não poderia patrocinar, no momento, uma Copa do Mundo. Mas, enfim, a famigerada Copa do Mundo do Brasil chegou. Acredito que os legados não serão bons e que apenas vão mascarar momentaneamente o quadro social. Apesar dos pesares, vamos todos empunhar as bandeiras e cantar o nosso belo hino nacional. Quem sabe ao final da competição possamos ter um prazer passageiro de sermos hexacampeão mundial?! Diego Costa Do Brasil para o Mundo Há muitos anos surgiu um garoto bom de bola, que saiu muito cedo da sua terra natal, o Brasil, para vencer em outra nação. O garoto Diego, desde pequenino, mostrava seu talento para todos. Como não tinha grandes oportunidades em seu país, o jovem Diego alçou voos maiores e foi para o futebol espanhol, sendo muito reverenciado pela torcida do Atlético de Madri. Na Espanha, ele teve o seu valor reconhecido e irá disputar a Copa do Mundo por esse país. Diego Costa chegou a ser convocado algumas vezes pela seleção brasileira, mas nunca teve uma chance efetiva. Parece até que ele era convocado simplesmente para tapar uma lacuna invisível. E isso não é justo com o excelente jogador, que sempre quis vestir e honrar a camisa amarelinha. Nas convocações da seleção brasileira, o craque foi muitas vezes preterido por jogadores de menor expressão futebolística. Apesar de ser atleticano, considero uma aberração convocar o Jô e deixar o Diego Costa de fora. Foram tantas convocações sem ter o seu nome na lista, que Diego foi desanimando e buscando novos caminhos. Depois de ter recebido vários convites do técnico da Espanha, Vicente Del Bosque, o brasileiro resolveu aceitar. Acredito que mesmo com o coração dolorido, Diego Costa tomou a decisão correta em sua carreira. Na época da sua decisão, a imprensa e a comissão técnica da seleção brasileira colocaram o Diego como vilão. Mas de vilão ele não tem nada. Ele é, sim, um grande jogador esquecido por sua pátria amada. Depois da Copa do Mundo, a volta do Brasileirão para a dupla RapoGalo Com a Copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro ficará paralisado por mais de um mês. Quando o Campeonato começou, várias equipes eram consideradas candidatas ao título nacional. Mas depois da Copa, acredito que algumas ficarão pelo meio do caminho. O Campeonato Brasileiro é longo, e não sei se a dupla RapoGalo terá forças para competir até a final, em busca do título. O Cruzeiro tem um bom elenco até o momento, mas, até passar a Copa, deverá perder e contratar jogadores. Já foram negociados o Souza, o Wallace e o Helber; e estão chegando o Manoel, o Neilton e o Marquinhos. Com estas primeiras negociações, o elenco celeste perdeu em qualidade. O Atlético está com um elenco apenas regular. Alguns jogadores deverão sair, e outros serão contratados. Rycharlison já saiu do grupo, e chegou o meio campista Maicossuel. Isso é muito pouco. A diretoria do Galo precisa estar atenta ao mercado e acordar enquanto é tempo. Parece que a Libertadores foi o ápice para a acomodada diretoria alvinegra. Espero que a dupla RapoGalo venha com tudo no segundo semestre. O Cruzeiro disputando o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. E o Galo, a Recopa Sulamericana, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Que as diretorias e as comissões técnicas sejam competentes e profissionais em relação aos elencos de jogadores. E tomara que o segundo semestre seja muito feliz para a dupla.

-

Pág.: 27

Bola e circo Violência nos gramados Antônio Carlos Dayrell No futebol, volta e meia, os jogadores são ciceroneados por políticos, xeiques e cartolas. Em campo, prometem muito empenho e raça. Num cenário de cinema hollywoodiano, essa combinação explosiva revela grandes heróis. Entretanto, os meios utilizados nem sempre são nobres. De um tempo para cá, a banalização da violência açulou os estádios, com reflexos dentro e fora das quatro linhas, passando a ocupar lugar de destaque na mídia e maculando a imagem do esporte mais popular do mundo. Para não protagonizar cenas de racismo e selvageria urbana, torcidas organizadas passaram a ser mantidas apartadas pela polícia, enquanto que, para garantir maior prestígio e divertimento às massas, os atletas burlam as regras e abusam das agressões. Dribles desconcertantes e tabelinhas inesquecíveis, dum tempo que para ser craque era jogar futebol de várzea, renderam lugar às soladas, voadoras e carrinhos criminosos, cada vez mais comuns no vocabulário da bola. Cotoveladas no rosto, cusparadas e jogadores que fingem sofrer agressões, são normais. Na era das modernas arenas multiuso, o jogo limpo e justo parece uma utopia distante e inatingível. Nesse contexto, o juiz é responsável pela correta aplicação das normas do jogo, provendo a regularidade da partida e a ordem. Porém, há um certo temor reverencial de que as falhas dos homens do apito interfiram no resultado da partida. Coincidentemente, eles são duramente criticados pelos dirigentes quando o time não vai bem. O decantado uso da tecnologia solucionará os casos mais polêmicos, mas jamais substituirá o espírito competitivo e a lealdade nos gramados. No mundial, talvez possamos rever nossos dogmas e nossos conceitos. Jogadores devem estar cientes de que algumas atitudes culminam em gerações de desobedientes, desajustados e violentos. Eles não são gladiadores nem estão na Roma Antiga, onde os embates somente terminavam com a morte de um dos lutadores.

Novena em honra ao Sagrado Coração de Jesus 18/06 (quarta-feira) – 19:00 h – Missa – Salão São José Operário Comunidades responsáveis: São José e N.Sra. de Fátima 20/06 (sexta-feira) – 19:00 h – Missa - Salão São Cristóvão Comunidades responsáveis: São Cristóvão e N.Sra das Vitórias 21/06 (sábado) – 19:00 h – Missa – Igreja N.Sra do Rosário Comunidades responsáveis: N.Sra. Rosário e São Vicente de Paulo 22/06 (domingo) – 18:00 h – Missa – Igreja Matriz Comunidade responsável: São Carlos 23/06 (segunda-feira) – 19:30 h – Celebração da Palavra – Capela São Judas Comunidade responsável: São Judas Tadeu 24/06 (terça-feira) – 19:30 h – Celebração da Palavra - Salão Imaculada Conceição Comunidade responsável: Imaculada Conceição 25/06 (quarta-feira) – 18:00 h – Missa – Comunidade Árvore da Vida Comunidades responsáveis: Árvore da Vida e Santa Teresinha 26/06 (quinta-feira) – 19:00 h – Festa do Sagrado Coração de Jesus (entrega das fitas) - Missa – Igreja Matriz Responsável: Apostolado da Oração 27/06 (sexta-feira) – 19:00 h – Missa de encerramento da Novena Salão Sagrado Coração de Jesus Comunidade responsável: Sagrado Coração de Jesus Venha celebrar conosco!


Formando e Informando o Povo de Deus

JUNHO / 2014

-

Pรกg.: 28

189 - Jornal Informação - Ed. Jun. 2014  

O Jornal de informação e formação do Povo de Deus

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you