Page 1

NÚMERO 154- ANO

XIII - JULHO D E

2011 -

PARÓQUIA

SÃO

CARLOS B O R R O M E U

LAGOA DA PRATA - MG - DIOCESE DE LUZ - www.paroquiasaocarlos.org

O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus.

Tudo é possível ao que crê Mc 9,23

E porque acreditamos, Hoje nossa Paróquia celebra mais um aniversário! Porque amamos o Senhor, Temos a coragem necessária para ajudar na construção de Seu Reino! Porque colocamos os dons recebidos à disposição dos irmãos, o Senhor nos cumula de bênçãos e nos torna fortes para enfrentar os desafios! Parabéns, Paróquia São Carlos Borromeu! Parabéns a todos nós que somos Igreja, que fazemos parte destes 79 anos de evangelização! Editorial

Guilherme Júnior, filho de Guilherme e Laiane.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 02

Conhecendo a Legião de Maria Solenidade Legionária Passeio Anual O Passeio Anual vem desde os primeiros dias da Legião, lembrando que o primeiro alistamento dos legionários de Maria realizou-se no dia 7 de setembro de 1921. Portanto, já contamos 90 anos de Legião de Maria no mundo. Segundo o Manual da Legião (cap. 30), esta solenidade não é obrigatória, mas recomendada. Pode tomar a forma de excursão, peregrinação ou festa ao ar livre. Este ano as duas cúrias se uniram e fizeram juntas o Passeio Anual, no dia 19/06/11. Seguindo a pé até o sítio do pai das legionárias Maria Júlia e Cândida, o grupo contou com 21 legionárias e 06 crianças,

que rezaram, cantaram e passearam pelo sítio. Foi um passeio muito bom e que proporcionou maior integração entre as legionárias. Cúria Nossa Senhora de Misericórdia e Cúria Mater Christii

História de Maria Foi em 1874 que, durante três meses, pisaram o chão duro da estrada de Jaboticabal a Aparecida. Mas não foi em vão. Gertrudes Vaz trazia sua filhinha, cega de nascença, que queria visitar Nossa Senhora. Trazia no coração a esperança de que a Mãe Aparecida estenderia sua mão, concedendo-lhes grande proteção! Quando já estava perto do local, o coração bateu mais forte e a menina gritou: “Mamãe, mamãe, que bonita é a capela!” E, na alegria sem medida, foram rezar e agradecer, aos pés da Santa, tão grande dádiva do céu! Como é bom saber que, ainda hoje, muitos são curados como aqueles do Evangelho. E tão triste é saber que há olhos que não querem ver e, porque recusam o amor, não podem enxergar as maravilhas do Senhor, nem valorizam o dom da vida.

Bendito é o Senhor que nunca se esquece de nos dar o seu amor! Como é bela a sua palavra; como é bom o nosso Deus, que nos fala com tanto amor! Que maravilha é a sua palavra, que gera vida e harmonia e a ninguém exclui de seu caminho! Não foi fácil uma caminhada como a de D.Gertrudes e sua filha a Aparecida. Mas elas caminharam destemidas, confiantes na palavra de Deus! O discípulo e missionário está sempre a aprender. E pergunta com coragem diante das dificuldades: o que o Senhor faria? Com os olhos da sabedoria, acolhamos Jesus e nos deixemos conduzir pelo seu olhar misericordioso, livrando-nos da cegueira e nos curando da falta de amor. Assim, libertados, seguiremos o seu caminho. Dona Zé

II Campeonato de Karatê de Lagoa da Prata A Associação Cuca Legal, através do Projeto Karatê, promove o II Campeonato de Karatê de Lagoa da Prata, no dia 07/08/ 2011, no Poliesportivo Francelino Pereira, a partir das 08:00 horas. O evento conta com a participação da Secretaria Municipal de Esportes e da Federação Mineira de Karatê de Semi-Contato. A Associação desenvolve o Projeto de Karatê há três anos e, desde então, tem participado de competições regionais, sempre obtendo bons resultados. Agora será a vez de receber os atletas

HOMENS EM ORAÇÃO

O Terço dos Homens Um belo silogismo Pessoas há que falam coisas sem segunda intenção e, na verdade, suas ideias ficam gravadas para a posteridade. Assim aconteceu com um velho e sábio sacerdote, cujas ideias influenciaram muitos jovens que tiveram a felicidade de tê-lo como diretor do colégio onde estudaram. Seu nome: Padre Questor, de saudosa memória e grandes recordações. É de se lembrar uma colocação sua em que dizia ser o maior dos silogismos. Atrevo-me em recordar que silogismo é, quando de duas proposições fortes, surge uma terceira, que é a conclusão. No silogismo do padre Questor, a primeira proposição era a grandeza do poder e do amor de Deus; a segunda proposição era uma sugestão de Jesus Cristo; e a conclusão foi a coroação de Nossa Senhora como rainha do céu e da terra. E o padre Questor explicava que, após a ressurreição, tendo Jesus estabelecido os critérios para a organização da Igreja aqui na terra, antes da vinda do Espírito Santo, logo após a assunção, em seu primeiro encontro com o Pai, assim Ele se expressou: Meu Pai, há uma pessoa que merece ser trazida para junto de nós, do jeito que ela vive lá na terra, com seu corpo, sua alma. Esta pessoa é Maria, aquela que o Senhor incumbiu de me gerar, me criou e ficou de meu lado até minha morte. E o padre Questor continuava: O Pai viu que Jesus tinha razão. Percebeu que, através de Maria, o plano de salvação da humanidade seria continuado com a intervenção dela que, como mãe, sensibilizaria muitos corações. E Maria tornou-se a grande mensageira de Deus Pai na obra da salvação. No decorrer da história da humanidade constatamos esta realidade. Não como um silogismo, como dizia o padre Questor. O certo é que com a intervenção de Maria na história dos homens, seus apelos para a conversão, através da oração, têm sido uma constante como em Fátima, cujas aparições pedindo a reza do terço são um alerta para nós. Esta é uma mensagem dos homens em oração, dos homens do Terço dos Homens que rezam atendendo o pedido de Nossa Senhora em Fátima: “QUERO QUE REZEM O TERÇO ....” (ABR)

da região para um evento local. A população está convidada para prestigiar o evento e conhecer um pouco mais do esporte. Entrada franca.

Eliana M. Delfino Voluntária da Associação Cuca Legal

EXPEDIENTE Diretor Espiritual: Pe. João Bosco Jornalista Responsável: Elizabete Lacerda Pedrosa– SRP / MG 3356 Digitação: Taty Publicidade: Laura Resende e Christian: 3261-4372, Regina: 3261-4139 Diagramação: Jair Resende E-mail: jinformacao@oi.com.br Revisão: Elizabete, Simone Pároco: Pe. João Bosco Agradecemos a todos os nossos colaboradores, que são voluntários. Nr. de Exemplares: 2.500


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 03


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

REGIÃO PASTORAL SÃO FRANCISCO DE ASSIS www.psfranciscodeassis.blogspot.com ACONTECEU

1° Grande Encontro de Jovens Nos dias 11 e 12 de junho, cerca de 70 jovens (encontristas e visitantes) participaram do primeiro Grande Encontro de Jovens da Região Pastoral São Francisco. Agradecemos aos casais e aos jovens de Santa Maria de Itabira e a todos os paroquianos, que não mediram esforços para a realização do encontro. Festas Juninas . Dia 18 de junho, a comunidade Nossa Senhora das Graças se reuniu e realizou uma grande festa em honra a Santo Antônio, São João e São Pedro. Teve quadrilha muito bem organizada pelos jovens e diversas brincadeiras, das quais todos participaram. . Dia 24 de junho, a comunidade São João Batista celebrou seu padroeiro. A festa iniciou com a Santa Missa, bem em estilo sertanejo. Logo em seguida, casamento na roça, quadrilha e comidas típicas. . E no dia 06 de julho foi a vez da comunidade São Paulo, iniciando com a Santa Missa e, depois, muita festa, música e diversão. Festa de Corpus Christi Foi realizada com o envolvimento de crianças, jovens e adultos de todas as comunidades que, desde às 05:00 horas, se reuniram para enfeitar, de forma criativa, as ruas e a nossa matriz. Pelo segundo ano consecutivo, nossa Região Pastoral celebrou a festa de Corpus Christi com intensa participação dos fiéis. Após a missa, durante a procissão, toda a comunidade pode vivenciar uma reflexão ministrada por Padre Tiago, intercalada por cânticos, num verdadeiro clima de oração. Festa de Nossa Senhora do Carmo De 04 a 10 de julho, a comunidade Nossa Senhora do Carmo celebrou sua padroeira. Tivemos o Terço dos Homens com a participação de todas as famílias, Adoração ao Santíssimo e Missa em honra à padroeira, barraquinhas com show de prêmios, boa música, comidas típicas e almoço de confraternização. 3º Encontro de Formação e Espiritualidade Dia 11 de julho, no Salão São Francisco. Tema: Ministério da Coordenação e perfil e missão dos Conselhos de Evangelização. Só alcançamos os objetivos propostos pelo encontro devido ao envolvimento e participação de todos. VAI ACONTECER Primeiro Arraiá do Chico Próximo dia 23 de julho, a partir das 19:00 horas, ao lado da Matriz São Francisco. “Vai acontecê uma festança muito animada. Ocê num podi perdê! Vai tê quadria, casamento na roça, canjica, bolo, doce i muito cardo bão! Vamo nos diverti i ajudá a cobrir nossa igreja rapidim! Nóis si incontra lá, viu!” Para ter acesso às notícias e fotos de tudo que acontece em nossa Região Pastoral, acesse o nosso blog. Veja as fotos, leia artigos e reflexões de Padre Tiago e deixe seu recado em nosso mural.

JULHO / 2011 - Página 04

Entre o não e o sim — Mãe? — Hã? — Eu quero ir na casa da Maria Eduarda... — Agora não, Carol... — Eu queeeero, sim, mãe! — Já disse que não, filha! — Mas eu queeeeeeeroooooooo! — Mas não vai, já falei! — Ah, cê não manda em mim, tá? — Carol! Que vergonha! Olha a visita! O que a tia Sônia vai pensar de você? — Ah, então por que cê não deixa eu ir na Duda? — Porque não! — Então fala por que, uai... — Não interessa, Carol! E cê me obedeça, viu? — Ah, eu quero ir na Duda! Eu quero ir na Duda! Eu quero ir na Duda! Eu quero... — Para, Carol! Eu tô conversando com tia Sônia. Vá lá pra dentro! — Não voooouuuu! Eu quero ir na Duda! — Chega, Carol! Cê tá me irritando... — Cê que tá, eu quero ir na Duda e cê não deixa... Ah! — Não fala assim, menina! Não vou deixar e pronto! — Então, não vou tomar café... — Ah, vai! Cê quer ficar doente, fraca, quer? — Então deixa eu ir na Duda, que eu tomo café... — Carol! Já falei que não deixo e não deixo mesmo! — Cê é ruim, viu? Quero ver se eu morrer! Cê vai chorar até... — Carol que besteira é essa! Nossa, que vergonha da tia Sônia... — É mesmo! Se eu morrer não adianta arrepender, tá? Cê é ruim demais... — Carolzinha! A mamãe não é ruim... Agora vai lá pra dentro. Tá passando um desenho lindo! Vai lá ver, filhinha! — EU NÃO QUERO VER DESENHO! DEIXA DE SER CHATA! — Carol, Carol! A mamãe tá perdendo a paciência... — Pode perder! Eu quero ir na Duda... Deixa, mãe! — Não deixo. E este assunto tá

encerrado, viu? — Ah, que raiva! A mãe da Duda não é assim... Ela deixa a Duda ir aonde ela quiser... — Eu não sou a mãe da Duda! E cê não vai, entendeu? — Então eu não tiro o pijama, não brinco, não assisto desenho... — O quê? — É... Cê não deixa eu ir... Eu emburro, não dou uma palavra, tá? — Filha, entende a mamãe! Isso não é hora de ir pra casa dos outros... — Mas eu queeeeroooo!! — Nossa! Olha a cara da tia Sônia! Ela tá achando você feia, viu? — A culpa é sua, eu quero ir na Duda, cê não deixa! Cê é a madrasta da Branca de Neve, tá? — Carol, cê agora passou do limite! Olha o chinelo no meu pé. Quer ganhar umas chineladas, menina? — Cê não tem coragem de bater... Nunca bateu! Só fala... — Mas agora, vou bater, Carol. Vai lá pra dentro! — Não vou! Quero ir na Duda! E cê vai deixar, né? — Filha, cê não é assim! Que feiura é essa que cê tá fazendo na frente da visita? — Cê que é malvada, não deixa eu fazer o que quero. E sabe o que vou fazer se cê não deixar? — Carol... Escuta! Tá bom, tá bom, filha... Vai na Duda! Mas essa é a última vez que você faz isso, tá? Cê sabe que quando eu falo tá falado... E quando eu perco a paciência então... * Educar é uma das artes mais difíceis. E a firmeza do NÃO na hora do NÃO é fundamental. A criança sabe quando um NÃO, facilmente, pode virar um SIM. E quando isso acontece, as coisas ficam insustentáveis! Desde muito cedo é preciso fazer com que os pequenos compreendam o significado de um verdadeiro NÃO. Do contrário, os pais vão ter muito que negociar e quase sempre vão perder a batalha... O NÃO deve ter cara de NÃO e vir sempre acompanhado do seu porquê, ou então corre o risco de quase sempre acabar num triste e lamentável SIM... Marina Alves

Vocação: um desafio para o Amor! O mês de agosto se aproxima. É um mês dedicado à reflexão sobre as vocações em geral. A própria liturgia dos domingos dá o tema principal da reflexão e meditação trazida para alimento do povo de Deus. Em a g o s t o , comemorarmos as

Seminarista Luciano diversas vocações: . no primeiro domingo é o dia das vocações sacerdotais; . no segundo domingo, temos o Dia dos Pais. Devido a esse fato, nesta data é comemorada a vocação matrimonial; . no terceiro domingo recorda-se a vocação à vida consagrada - religiosos, religiosas, consagradas e consagrados nos vários institutos e comunidades de vida apostólica e também nas novas

comunidades; . no quarto domingo é comemorado o dia da vocação do cristão leigo, tanto na sua presença na Igreja, como também em seu testemunho nos vários ambientes de trabalho e vida. Por isso celebra-se neste domingo o Dia do Catequista. A palavra vocação vem do latim “vocare”, que significa chamar. Deus é aquele que chama o ser humano. Chama-o à vida, ao seguimento de Cristo, ao serviço na Igreja, isto é, vocação humana, vocação cristã e vocação eclesial. A vocação, entendida como chamado de Deus, leva-nos a descobrir a sua dimensão de serviço. Não existe chamado sem um objetivo específico. Quando Deus chama alguém é porque tem algo maior a realizar, algo muito importante a lhe confiar. E esse algo é sempre em favor de outros. Isto torna a vocação um chamado e um desafio para o amor. Há alguém que

chama; deve haver outro que escuta e que responde. A vida de todo ser humano é um dom de Deus. "Somos obra de Deus, criados em Cristo Jesus”. Somos, portanto, obra inacabada. Existimos, somos, nos movemos, vivemos, pensamos, amamos, nos alegramos, sofremos, nos relacionamos, conquistamos nossa liberdade diante do mundo que nos cerca e diante de nós mesmos. Não somos uma existência lançada ao absurdo. Somos criaturas de Deus. Somos todos, sem exceção, “vocacionados”. Não existe homem que não seja convidado ou chamado por Deus a viver na liberdade e no amor, que possa conviver servindo a Deus através do relacionamento fraternal com os outros. Não existe um serviço cuja finalidade não seja voltada para o outro. Os pais, professores, padres, religiosas, padeiros, médicos e tantos outros exercem suas atividades para quem? Ninguém exerce uma função só para si. É bem verdade

(1ª parte)

que toda missão, toda profissão, está servindo alguém. Seria muito esquisito, e até ridículo, se um pintor fizesse uma linda obra de arte e a colocasse no seu quarto para ficar admirando-a e orgulhando-se dela o tempo todo. Se analisarmos bem, a maior parte do nosso tempo é “gasto” em função dos outros. Mas isso só depende de cada um de nós tornar o agir diário, uma missão de serviço. Em todas as escolhas encontramos Deus, que chama direta e pessoalmente, pela mediação de fatos e acontecimentos ou pelas pessoas. Deus toma a iniciativa de chamar. Ele escolhe livremente e permite total liberdade de resposta de cada um de nós. Deus chama em vista de uma missão de serviço ao povo. Logo, vocação é o encontro de duas liberdades: a de Deus que chama e a do homem que responde. José Luciano Soares 1º Ano de Teologia Seminarista de N. Diocese de Luz


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 05


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

Fazenda Novo Caminho Bom dia, rotina! A rotina é uma das companheiras mais constantes de nossa caminhada: com ela convivemos e dela nos alimentamos. É a ladainha das palavras repetidas, dos gestos refeitos, dos caminhos repercorridos, das tarefas executadas, das páginas relidas... Incansavelmente, vamos ao poço de Jacó: descemos o balde, puxamos o balde, voltamos para casa, retornamos ao poço e regressamos para casa... Quantas vezes por dia? Quantos dias por ano? Grande número de mulheres nordestinas poderiam nos dizer o quanto cansam essas idas e voltas em busca de água... É só substituirmos o

poço de Jacó por nosso emprego, nossas tarefas e compromissos repetidos que, também nós, nos deparamos com a bem conhecida rotina. Sentimo-nos eternos samaritanos e samaritanas. Ficamos com a impressão de girar no vazio, de pensar que amanhã será a mesma coisa... Poderia, porém, não ser a mesma coisa se nós tivéssemos a capacidade de detectar a presença de alguém querendo se manifestar em nós, tentando conversar conosco, caminhar, viver, trabalhar, sofrer e amar conosco. Bom mesmo é valorizar os lugares onde pisamos, é ler os acontecimentos e os sinais dos tempos, é prestar atenção às

pessoas que convivem conosco ou que encontramos por acaso. Qualquer lugar pode ser para nós o poço de Jacó; qualquer pessoa ou acontecimento pode nos trazer a presença de Jesus. Ele nos revelará as verdades que precisamos saber e nos motivará a deixar de andar por aí sem eira nem beira. Por isso, bom dia a todas as rotinas do mundo que, apesar de muitas vezes nos cansarem, podem nos proporcionar o encontro com o Deus da novidade e da vida! (inspirado em Jo 4, 5-42). Amarilton Vieira dos Santos

Associação Beneficente Obra de Maria e São Miguel Arcanjo A Associação Beneficente Obra de Maria e São Miguel Arcanjo é uma família que há nove anos busca transformar a fé em obras, auxiliando outras famílias mais necessitadas. Além da sopa, que é distribuída de segunda a sexta-feira, ajudamos as famílias com tudo o que aqui chega: roupas, móveis usados, alimentos, verduras, pães, enfim tudo, tudo mesmo que chega e pode ser Celebração da Santa Missa presidida por aproveitado! Além de auxiliar no Pe Tiago na Associação Beneficente Obra alimento do corpo, também buscamos alimentar a alma de todos, mostrando de Maria e São Miguel Arcanjo. que a oração pode transformar vidas, transformar famílias e que, sem Deus, não somos nada! Contamos com a ajuda de muitas pessoas e temos certeza de que é através delas que acontece a providência divina. Por isso colocamos todos esses doadores diariamente em nossas orações. Agradecemos de coração a parceria e a fidelidade de cada um, pois todos fazem parte dessa família e contribuem para a continuidade dessa obra. Na Associação temos Cenáculos Marianos (adulto, infantil e jovem), novenas e, agora, temos a graça de toda primeira e terceira quinta-feira do mês, adoração ao Santíssimo Sacramento, aqui na sede da Associação.

JULHO / 2011 - Página 06

AMOR EXIGENTE 7º Princípio: Tomada de Atitude Princípio Ético Agir com respeito e fraternidade. Tanto na família como no grupo, este princípio é muito importante, considerando que a maior lição que podemos deixar é nosso modelo de vida. Ao adotarmos um comportamento respeitoso com os membros de nossa família ou em nosso grupo, buscando um relacionamento equilibrado e fraternal, estamos servindo de exemplo e modelo. Consequentemente, fortalecemos a nossa autoridade para exigir do outro o respeito que merecemos. O Amor-Exigente visa qualidade de vida. Os princípios éticos são norteadores de nossas condutas e comportamentos. Eles influenciam aqueles que nos cercam, proporcionam crédito ao nosso trabalho e contribuem para o sucesso de nossos propósitos. Aqueles que procuram pelo AE, acreditando na proposta, começam a buscar uma vida com qualidade. Através dos princípios éticos aprendemos a respeitar mais a dignidade de todas as pessoas, fazemos uma autocrítica e analisamos o comportamento de nossos familiares de uma forma mais madura, mais amável, buscando a harmonia dentro de casa. Os seis primeiros

princípios, trabalhados no primeiro semestre do ano, nos mostram a realidade e nos preparam para, neste mês de julho, termos a coragem da TOMADA DE ATITUDE. É hora de ação, de mudança! Já vimos que algo precisa ser feito, portanto, é essencial a nossa tomada de atitude: é o ponto de partida para mudar o rumo e reorientar minha vida. Quem não se dá valor e não valoriza os outros, vai se tornando prepotente, arrogante, cheio de si. É como um cacto (sempre machucando os outros). Precisamos trabalhar nossa autoestima, ter o ego sob controle e tratar as pessoas com respeito. É um trabalho que dura a vida inteira. Primeiro temos que reconhecer que estamos numa situação difícil... não negar este sentimento. Também não podemos ter medo dos reflexos que nossa atitude pode gerar, da reação do outro. Sofremos muito por aceitar situações que nos magoam. Não adianta ficarmos sempre ouvindo e continuar com a mesma postura. Precisamos traçar nossos objetivos, ter atitude positiva, corajosa e perseverante. Atitude corajosa é ter consciência de que somos nós os autores de nossa vida, que temos poder e obrigação de transformar todo aprendizado errado. Se eu tomar uma

atitude pensando no outro: FRUSTRAÇÃO CERTA. Se eu tomar atitude pensando em mim mesmo: REALIZAÇÃO, pois só podemos mudar a nós mesmos, mais ninguém. É poder dizer após profunda reflexão: te amamos meu filho/ marido, mas não vamos mais aceitar o teu comportamento inadequado. Tomada de atitude é assumir o controle de nossa vida. Nossas atitudes não nasceram com a gente: são aprendidas, desenvolvidas por nós ao longo do tempo. Temos o direito de dizer: “não, não posso, não quero, dessa vez não”. Ninguém tem o direito de nos explorar. Combustível da tomada de atitude: PERSEVERANÇA. Velocidade não é tão importante. O importante é o comprometimento/ compromisso com os objetivos traçados. Muitas vezes as dificuldades nos paralisam. Mas o problema não paralisa: ele só aumenta, tornando a solução mais complicada e difícil. É preciso decidir, agir, cumprir seu dever e sua missão. O sucesso é consequência do esforço. Janayna A. Souza


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

LIÇÕES

DE

VIDA

Cidinha: Cultivando o dom de eternizar o amor na família

“Amar é o mesmo que exercitar-nos na simplicidade. O amor não complica, porque seu único desejo é resolver.” (Padre Fábio de Melo) Enquanto a vida passa, ela observa, acompanha e fantasia suas próprias histórias. Enquanto amargamos nossas correrias, desencontros e as infindáveis experiências de vida, ela apenas vislumbra tudo, na simplicidade de seu olhar e na singeleza de seus gestos. Sua presença na família se tornou quase um “sacramento”, como alguém que sinaliza humildade e perseverança em meio a tantos desafios de sua história. É dona de seu próprio espaço, mas nele reserva lugares especiais para aqueles que motivam a sua razão de viver. Aprendeu com o tempo que cada “pedaço de vida” precisa ser saboreado calmamente, sem alarde, pacientemente. E é saboreando a simplicidade de seus dias que Maria Aparecida Pedrosa, a Cidinha, 51 anos, tem ensinado a todos que convivem com ela o grande exercício do amor. Filha de Dona Pinha (Olímpia) e do saudoso Antonio Pedrosa, divide com sua família seu incrível livro da vida. Juntamente com os irmãos mais novos Roberto, Rubinho e Valéria, sempre puderam vivenciar um lar repleto de carinho, alegria e muita cumplicidade. Por ser a primeira filha do casal, experimentou também todas as dificuldades do início da família. A primeira delas veio com o seu nascimento, já que Cidinha nasceu com paralisia infantil e requereu, obviamente, um cuidado maior por parte dos pais que, por “providência divina”, sempre demonstraram enorme capacidade para lidar com tal situação. Por outro lado, Cidinha também jamais deixou-se abater diante de sua limitação. Ajudava a mãe nas tarefas de casa, no cuidado com os irmãos ou onde quer que precisassem de sua ajuda. Com a juventude, veio também a necessidade de servir a Deus e ao próximo. Participou ativamente do

serviço vicentino através das conferências São Geraldo e Santo Agostinho, além de encontros de oração nas casas das “irmãs de caridade”. E até mesmo de encontros realizados em Iguatama e Itaúna. Viveu sua juventude de maneira saudável, alegre, sempre rodeada de amigos, sendo para todos uma confidente fiel. E foi graças às amizades sinceras, o apoio de familiares e, especialmente, de sua mãe, que Cidinha pôde superar a maior de todas as perdas em sua vida: o falecimento do pai Antônio Pedrosa. Era cena comum vê-lo carregando a “sua Cidinha” na garupa da bicicleta. Ele a levava para passear, para rezar ou para qualquer lugar que a filha pedisse. Certamente, pela intensidade com que o pai viveu sua abençoada missão nesta família, sua ausência foi dolorosa para todos, tanto para a esposa e filhos, como para os sobrinhos, irmãos e todos que conviviam com ele. Mas a vida seguiu, os irmãos foram crescendo, alguns se casaram, a família aumentou, vieram os sobrinhos e a alegria voltou a reinar neste lar. Nos sobrinhos, Cidinha encontrou um novo ardor em viver. Ama-os intensamente, aconselha, dá carinho e permanece sempre em oração por toda a família. Quando vêm as “tempestades”, ela se desdobra em oração e sacrifício por todos. Cidinha tem suas ações limitadas, mas jamais deixa de lado o seu propósito de felicidade. Cultiva uma vaidade saudável, sempre cuidando do corpo, dos cabelos e das unhas. Mas isso não a distancia de apreciar também as coisas simples da vida: não perde suas novelas da tarde; é expectadora assídua da Canção Nova, especialmente dos programas do Pe Fábio de Melo, que ela tanto admira; gosta de assentar-se em sua cadeira, na calçada, e aguardar os amigos e familiares chegarem. E eles sempre estão ao seu redor. Ela faz da simplicidade de seus dias uma grande lição de amor à família e à vida. “É pessoa de personalidade forte. Mesmo com todas as suas limitações, é a mais forte da família, emocionalmente e até fisicamente, já que por raríssimas vezes vai ao médico. É a coluna que sustenta todos nós”, define emocionada a cunhada Cristina. De fato, a grande arte de amar está na capacidade de olhar o outro com caridade e amor. E as palavras do Padre Fábio de Melo definem bem a missão desta amada filha de Deus para sua família: “Você pode até dizer que não entendeu o que eu lhe disse. Mas você jamais poderá dizer que não entendeu como eu te olhei.” Claudinei Rezende

Por que plantar? A Campanha da Fraternidade de 2011 chama a atenção para a obra da criação. Vamos nos dedicar ao plantio de árvores. A escolha adequada das árvores do seu jardim, sítio, rancho ou fazenda é de importância fundamental. Se não por outro motivo, pelo simples fato de que elas lhe farão companhia por uma porção de anos. Antes de mais nada, é preciso gostar do jeito delas. Apreciar o visual da árvore. Determine também a finalidade que ela terá de cumprir. O que é que você pretende? Sombra, privacidade ou simplesmente decorar? Para cada finalidade, existe uma espécie adequada. Ao plantar, considere o seguinte: · A região em que a árvore será plantada e se adapta ao clima? · O porte da árvore que melhor se ajusta ao local. · O espaçamento entre uma árvore e outra, ou entre a árvore e as edificações. · Considere as dimensões da

copa quando adulta, e não no momento do plantio. · Aproveitar a árvore como barreira natural contra ventos, neste caso qual a melhor localização. Veja a importância de uma árvore. Aqui em Lagoa da Prata predomina o plantio de SIBIPIRUMA. Uma sibipiruma sozinha transpira, no verão, cerca de 400 litros de água por dia. Isto equivale ao efeito refrescante proporcionado por quatro aparelhos de ar condicionado, funcionando o tempo inteiro, 24 horas por dia. Como se não bastasse, uma árvore ainda proporciona sombra para você, abrigo e alimento para pássaros e pequenos animais; pode dar privacidade à propriedade, reduzir barulho e poeira, tornar a sua rua e a sua casa ainda mais aconchegantes e bonitas. Plante uma árvore. Você só tem a ganhar. Geraldo Diniz Borges Comunidade Nossa Sra. de Fátima

JULHO / 2011 - Página 07

O mundo precisa de você Como conservar a paz? Aquela paz que nos atinge desde a luz dos olhos até o interior da alma? O descontentamento costuma nos invadir mesmo em momentos de alegria. Quase sempre estamos apreensivos, com medo de que a alegria de hoje termine no dia de amanhã. Não adianta tentar fugir das circunstâncias: sempre teremos problemas, desertos para atravessar, desafios, escuridão, misérias, desilusões. E, nesses momentos, precisamos estar atentos, pois também nas dificuldades e provações podemos encontrar sentido para viver. Quando estamos frustrados, aprendemos a valorizar os pequenos e breves momentos de paz e de felicidade. A vida, na sua realidade nua e crua, assusta! Por isso muitos preferem desistir, trocando a realidade pela ilusão, embriagando-se ou se drogando. Ficam desesperados com a responsabilidade de olhar, todos os dias, no espelho da própria alma. Precisamos mudar o foco da nossa visão quando o desespero vier. Quando os problemas parecerem gigantescos, não devemos fugir, buscar desertos ou nos escondermos de nós mesmos, saindo da realidade através de entorpecentes. Devemos voltar os olhos para o céu e pedir forças a Deus para vencer, de cara limpa, cada desafio. Caso contrário, ficaremos mascarando nossos problemas com atitudes infantis e irresponsáveis, incapazes de nos conceder descanso para o corpo e libertação para a alma. Peça a Deus sabedoria, seja ousado, acredite. Tudo pode ser diferente. "Ventos adversos podem nos levar para frente, basta aprender a manejar o leme". A rota pode ser definida pelas nossas mãos; a água do mar não deixa marcas no caminho percorrido, o que passou ficou no passado. Mais do que pedir perdão, preciso aprender a perdoar a mim mesmo. Muitas vezes supervalorizamos nossas atitudes negativas, e isso impede que nos tornemos pessoas melhores. Não importa onde você estava, não importa onde você está, mas, sim, para onde você está indo. Poucos conseguem lapidar o que há de melhor em si mesmo por se prenderam à imagem negativa. Não conseguem ver o que de bom existe dentro da alma; não cuidam da semente do amor que, sufocada, acaba morrendo. Nas empresas, nas escolas, nas ruas, nas igrejas, enfim, em todos os lugares, temos necessidade de pessoas que façam a diferença, especialmente de pessoas honestas que assumam o governo e os cargos públicos com responsabilidade e amor ao próximo. Precisamos de pessoas que não se deixem corromper pelo dinheiro, que saibam valorizar cada centavo dos mais humildes e carentes, daqueles que talvez nem saibam de seus direitos e acabam pagando, até mesmo com a própria vida, pela irresponsabilidade de alguns representantes do povo. Fala-se muito de desesperança, de destruição do meioambiente, do fim das leis naturais do universo. Se o mal anda tão presente em nosso meio é porque está faltando quem represente o bem. Está na hora de deixarmos de ser omissos ... Luiz E.Calazans Paróquia São Sebastião


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

PARA AMAR, SÓ TENHO HOJE Realizamos neste ano, como de costume, nossa festa junina. É um evento que tem como objetivo principal comemorar o aniversário da comunidade. Um grupo de jovens da paróquia, o MLC, se dispôs a nos ajudar com a quadrilha. Eles mesmos tiveram a iniciativa de marcar os ensaios. Dentre eles havia uma jovem que nos chamava a atenção pela espontaneidade e alegria. Muito conversada, chegava de moto, vindo da academia. Compareceu na festa com os outros jovens, participou da dança conosco. Seu semblante se tornou familiar. Cinco dias depois do nosso evento, voltando de outra festa com mais cinco pessoas em um carro, sofreu um acidente. Três jovens morreram na hora, e ela veio a falecer dois dias depois, com 21 anos de idade. Esta menina passou por nossa vida muito rapidamente, como um passarinho. Quando soube da notícia, me perguntava: será que cumpri meu papel na vida desta menina? Será que nossa festa lhe deu a oportunidade de experimentar o amor? Sentia que não poderia ter perdido oportunidade de lhe comunicar o amor de Deus, pois não teria outra chance. Este acontecimento resgatou em meu coração, com muita força, este pensamento de Santa Teresinha do Menino Jesus: “Minha vida é um brevíssimo segundo. Minha vida é um só dia que escapa e que me foge. Tu bem sabes, oh meu Deus, Para amar-Te neste mundo, não tenho nada mais que hoje.” As pessoas passam pela nossa vida todos os dias. Encontramo-nos cotidianamente com pessoas que talvez jamais reencontraremos. Nesta vida tão breve, nestas horas que passam tão depressa, o que Jesus pede de nós? Recordemo-nos de sua palavra: "Quem crer em mim, do seu seio jorrarão rios de água viva" (Jo 7,38). As águas de um rio seguem seu curso sem cessar. Avançam com muita força para alcançar seu destino. Do nosso interior jorra um rio de água viva. Esta água é a própria presença do Espírito Santo, que é amor. Do nosso coração jorra, com muita abundância, um rio de amor que não cessa. É preciso deixar que este rio se derrame! Não podemos contê-lo! Nossa missão é amar e amar a todos os que passam por nossas vidas, mesmo que passem rápido como um passarinho arisco a voar! É preciso deixar marcas de amor, cumprir nosso papel na vida das pessoas, pois nossa vida é apenas um brevíssimo instante. E as frações mínimas deste instante assumem um valor infinito, eterno, se amarmos. A vida daqueles que nos cercam também é breve, e não podemos deixar que passem por nós sem ser tocados, mesmo que de maneira simples e silenciosa, pelo amor que em nós habita. Que a consciência da brevidade desta vida nos ajude a valorizar o momento presente para nele amarmos com todo o coração. A vivência do amor, aqui na terra, antecipa para nós o céu, onde o amor 'será tudo e todos'. Ludmila Comunidade Católica Árvore da Vida

JULHO / 2011 - Página 08

Mudança de hábitos Observando os passarinhos, vi que haviam se acostumado a acompanhar as crianças no caminho para a escola. Estavam tão mansos que não tinham medo de se aproximarem. Os alunos não davam muita importância para o fato. Eles se divertiam com as brincadeiras e rodinhas de conversas. Mas os passarinhos estavam lá: todo dia, sempre na mesma hora, esperando as portas das casas se abrirem e as crianças surgirem. Vestidos de uniforme escolar, cada aluno saía de casa com a sua merendeira. Dentro delas, broinhas, bolo de fubá e frutas. Tudo preparado com muito amor e carinho por seus pais. Tão bom que muitos não resistiam ao cheiro e ao sabor dos alimentos e iam logo beliscando, antes de chegar à escola. Assim foi durante algum tempo, até que os passarinhos sumiram. Ficava o tempo todo na janela, esperando uma chance para vê-los voltando. Mas eles não apareciam. As crianças continuavam sua vida, sem ao menos sentirem a falta que eles faziam. Seguiam o caminho matutino para a escola, como se nada tivesse acontecido. Também notei que elas não carregavam mais merendeiras. Tudo o que soube era que estavam se alimentando na cantina do colégio. Para os pais, era mais cômodo que os filhos comprassem o lanche na própria escola do que preparar-lhes, diariamente, a merendeira. Porém, o que eles não imaginavam, era que as crianças estavam se interessando mais por frituras, balas e refrigerantes. Coisas que a natureza

Antônio Carlos Dayrell sozinha não produz. Só aí pude perceber que estes alimentos não entram na dieta dos passarinhos. Eram os farelos de bolo de fubá e as sementes das frutas, deixados para trás, no caminho da escola, que atraíam tantos passarinhos para bem perto dos alunos. As aves faziam um alvoroço disputando os pedacinhos no chão. Porém, com a mudança de hábitos, os passarinhos se foram e levaram consigo a alegria de uma vida natural e saudável. Lei anticoxinha Visando melhorar a qualidade de vida de nossas crianças, desde 2009 vige a lei estadual nº. 18.372, que dispões sobre a promoção da educação alimentar e nutricional nas escolas públicas e privadas. Esta lei proíbe a ingestão de alimentos com altos teores de calorias, gorduras, açúcar e sal, capazes de causar o aparecimento precoce de doenças, tais como, problemas cardiovasculares, diabetes e obesidade. Vida saudável Uma boa higiene bucal e alimentação balanceada podem ajudar a prevenir o surgimento de doenças orais. Os alimentos ricos em carboidratos são os principais responsáveis pelo aparecimento das cáries na infância. O uso correto de escova e fio dental deve ser estimulado pelos pais, sob a supervisão de um profissional. Um estudo publicado recentemente concluiu que praticar esportes regularmente, não fumar, não ingerir álcool com frequência e ter uma alimentação saudável, pode prolongar a vida por mais 14 anos.

Projeto Aprender Com Jesus: Dois anos de bênçãos para todos nós! No dia 25 de junho, o sítio de Roberto e Marlúcia se tornou um verdadeiro “arraiá” para comemorarmos o 2º aniversário do Projeto Aprender com Jesus. Além das crianças, fundamentais para a existência desse projeto, contamos com nossos queridos Padres João e Tiago e do grande amigo Padre Marcelo que, com todo o carinho, veio de Bom Despacho exclusivamente para recordarmos os inesquecíveis momentos que passamos juntos. Também estiveram presentes, vários pais e monitores. Até o prefeito Divininho marcou presença. Teve casamento na roça, quadrilha e diversas brincadeiras. A Deus, damos graças por cada criança e pelos amigos que deixaram marcas em nossos corações nesses dois anos de Projeto Aprender com Jesus. Que Ele nos abençoe para que possamos nos doar cada dia mais, ajudar as famílias, preparar nossas crianças para crescerem orientadas na fé e serem pessoas de bem. Os encontros acontecem aos sábados, a cada 15 dias, na Escola José Teotônio de Castro. Retornaremos nossas atividades no dia 06 de agosto, no horário de 10:00 às 11:30 horas.

Agradecemos à Diva, diretora da Escola José Teotônio de Castro, que nos acolhe e, em sua pessoa, agradecemos também à diretoria das Escolas Jacinto Campos e Alexandre Bernardes Primo, à Zélia do SOS e, de maneira especial, ao Padre João por nos abrirem as portas de suas casas e de seus corações para realizarmos nossos encontros em ambientes tão saudáveis. Aos pais e m o n i t o r e s , companheiros de missão, destacamos que é muito bom caminharmos juntos. A luta não pode parar, pois nossos pequenos precisam de nós. Aos que desejem trabalhar conosco, sejam bem-vindos. Há

muitas crianças para evangelizarmos. A contribuição e a presença de vocês muito enriquecerá nossa equipe. Que Deus abençoe a todos! Eloísia Maria de Melo


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO /2011 - Página 09

Missa, parte por parte

A Missa é o maior tesouro que a Igreja Católica possui. Na edição anterior, vimos os Ritos Iniciais, a Liturgia da Palavra, o Evangelho, professamos a nossa fé e fizemos a Oração da Comunidade. Nesta segunda parte, entraremos na LITURGIA EUCARÍSTICA. Na Missa, ou Ceia do Senhor, o povo é convidado e reunido sob a presidência do sacerdote, que representa a pessoa de Cristo para celebrar a memória do Senhor, a renovação do sacrifício da Cruz. Pela ação do Espírito Santo, realiza-se um milagre contínuo: a transformação do pão e do vinho no Corpo e no Sangue de Jesus Cristo. É o milagre da transubstanciação, ou seja, a substância agora é inteiramente o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Jesus Cristo, embora as aparências sejam do pão e do vinho. Procissão das Oferendas As principais ofertas são o pão e o vinho. As demais representam a vida do povo. A coleta do dinheiro é o fruto da generosidade e do trabalho dos fiéis. A nossa oferta é um sinal de gratidão e contribui para a conservação e manutenção da casa de Deus. Um povo de fé traz apenas pão e vinho, mas no pão e no vinho oferece a sua vida. O Sacerdote oferece o pão a Deus, depois coloca a hóstia sobre o corporal e prepara o vinho para oferecê-lo do mesmo modo. Ele põe algumas gotas de água no vinho, simbolizando a união da natureza humana com a natureza divina. Na sua encarnação, Jesus assumiu a nossa humanidade e reuniu, em si, Deus e o

Homem. E assim como a água colocada no cálice torna-se uma só coisa com o vinho, também nós, na Missa, nos unimos a Cristo para formar um só corpo com Ele. O Celebrante lava as mãos, significando a purificação espiritual do ministro de Deus.

Finalmente pedimos por nós mesmos, como “povo santo e pecador”. Por Cristo, com Cristo e em Cristo Nesse ato de louvor, o celebrante levanta a hóstia e o cálice. E a assembleia responde Amém.

Santo Prefácio é um hino “abertura“ que nos introduz no Mistério Eucarístico. Por isso o celebrante convida a assembleia para elevar os corações a Deus, dizendo “Corações ao alto!” É um hino que proclama a Santidade de Deus e que dá graças ao Senhor.

RITO DA COMUNHÃO Pai Nosso Jesus nos ensinou a chamar a Deus de Pai e, assim, somos convidados a rezar o Pai Nosso. É uma oração de relacionamento e de entrega. Ao nos abrirmos ao Pai, uma profunda sensação de integridade e descanso toma conta de nós. Como cristão, fazer a vontade do Pai é tão importante para nosso espírito quanto o alimento é para nosso corpo. Com o Pai Nosso começa a preparação para a Comunhão Eucarística. Ele é recitado de pé, com as mãos erguidas na posição de orante.

Consagração do Pão e do Vinho O Celebrante estende as mãos sobre o pão e o vinho e pede ao Pai que os santifique, enviando sobre eles o Espírito Santo. Por ordem de Cristo e recordando o que Ele fez na Ceia, pronuncia estas palavras: “Tomai....” O Celebrante faz uma genuflexão para adorar Jesus presente sobre o altar. Em seguida recorda que Jesus tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos dizendo: “Tomai... Fazei isto...” Aqui cumpre-se a vontade expressa de Jesus, que mandou celebrar a Ceia. “Eis o mistério da fé”. Estamos diante do mistério de Deus. E o mistério só é aceito por quem crê. Orações pela Igreja A Igreja está espalhada por toda a terra e além dos limites geográficos: está na terra como Igreja peregrina e militante; está no purgatório como Igreja padecente; está no céu como Igreja gloriosa e triunfante. Entre todos os membros dessa Igreja, que está no céu e na terra, existe a intercomunicação da graça ou comunhão dos santos. Uns oram pelos outros, pois somos todos irmãos, membros da grande família de Deus. A primeira oração é pelo Papa e pelo Bispo Diocesano, que são os pastores do rebanho. Têm a missão de ensinar, santificar e governar o Povo de Deus. Por isso a comunidade precisa orar muito por eles. Rezar pelos mortos é um ato de caridade. A Igreja é mais para interceder do que para julgar. Por isso, na Missa, rezamos pelos falecidos.

A Paz Após o Pai Nosso, o sacerdote repete as palavras de Jesus: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz.” A paz é um dom de Deus. É o maior bem que há sobre a terra. A paz foi dada por Jesus aos seus apóstolos como presente de sua ressurreição. Ela deve começar dentro de nós e dentro de nossas casas. Fração do Pão O Celebrante parte a hóstia grande, coloca um pedacinho da mesma dentro do cálice, que representa a união do Corpo e do Sangue do Senhor num mesmo Sacrifício e mesma Comunhão. Cordeiro de Deus Tanto no Antigo como no Novo Testamento, Jesus é apresentado como o “Cordeiro de Deus”. Os fiéis sentem-se indignos de receber o Corpo do Senhor e pedem perdão mais uma vez. Comunhão A hora da Comunhão merece nosso mais profundo respeito, pois nos tornamos um só em Cristo. E sabemos que essa união com Cristo é o laço de caridade que nos une ao próximo. O fruto de nossa Comunhão não

será verdadeiro se não melhorarmos a nossa compaixão, paciência e compreensão para com os outros. Modo de comungar Quem comunga recebendo a hóstia na mão, deve elevar a mão esquerda aberta, para o padre ou o ministro colocar a comunhão na palma da mão. Quando a comunhão é nas duas espécies, ou seja, pão e vinho, é diretamente na boca. Pós comunhão Depois de comungar, temos alguns preciosos minutos em que Jesus Cristo nos tem, poderíamos dizer, abraçados. Perguntemos corajosamente: Senhor, que queres que eu faça? E estejamos abertos para ouvirmos a resposta. Quantos milagres e quantas curas acontecem nesse momento em que Deus está vivo e presente em nós. RITO FINAL Seguem-se a Ação de Graças e os Ritos Finais. Despedimo-nos e é nessa hora que começa nossa missão: a de levar Deus àqueles que nos foram confiados, a testemunhar Seu amor em nossos gestos, palavras e ações. Como receber a bênção É preciso valorizar mais e receber com fé a bênção solene no final da Missa. E a Missa termina com a bênção. Qual a parte mais importante da Missa? É justamente agora a parte mais importante da Missa: quando ela se acaba, pois colocamos em prática tudo aquilo que ouvimos e aprendemos durante a celebração, quando vivenciamos os ensinamentos de Deus Pai. Sempre que possível participe da Missa durante a semana. “Só amamos aquilo que conhecemos”, por isso conheça mais sobre a sua religião, participe, seja um verdadeiro cristão, que leva dentro de si o CRISTO RESSUCITADO. Que Deus o abençoe! Maria Elza R.Lacerda Catequese


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

As infinitas graças de Deus Quando a maturidade ocupa o maior espaço de tempo de nossas vidas, passamos a ver as coisas de forma bem diferente. Muito do que a gente via como problemas na juventude, passamos a ver como graça, milagres acontecendo todos os dias. Os nossos pensamentos, antes muitas vezes vazios, passam a ser fonte de reflexão; nossas palavras viram quase uma oração, porque passamos a compreender e a louvar a obra de Deus. A nossa fonte maior de inspiração e de graças vem da família. Os filhos nos conduzem aos extremos de todos os sentimentos existentes na humanidade. Do sorriso às lágrimas, da serenidade aos conflitos mais profundos, do egoísmo ao desprendimento. E tantos outros antagonismos que a vida nos ensina a contornar, para que a nossa família permaneça unida por esse laço forte chamado amor. Mas existe um complemento divino, presente de Deus, quando estamos rumo ao final do percurso: os filhos dos nossos filhos. Faz pouco mais de um ano que recebi o meu primeiro presente. Não pensei que fosse me tocar tão fundo assim. Pensei que o meu amor por ele seria igual ao amor que tenho pelos meus filhos: inesgotável. Mas é mais... Não sei como, mas é. Quando olho nos olhos do meu netinho, vejo todo o sentido da minha existência, como se só agora a minha vida fizesse sentido. É como se ali dentro estivessem todos os meus sonhos guardados, minhas palavras não ditas e meus segredos revelados. Renasce a esperança de realizar tudo aquilo que eu poderia ter feito e não fiz. Não que a minha vida tenha sido curta ou o tempo pequeno: foi o mundo que não me deu as oportunidades que surgem agora. E surgem justamente quando ele começa a dar os seus primeiros passos, já demonstrando uma força diferente no seu caminhar. Que ele e os outros que ainda virão achem fácil o caminho para realizar os seus sonhos e os meus, que deixei espalhados como sementes pelos caminhos por onde passei. Eles, com certeza, saberão escolher aqueles que irão valer à pena. Eu continuarei, de longe, dizendo glórias a Deus em cada amanhecer e rendendo graças a Nossa Senhora no início de todo entardecer... Além de conversar com os anjos para que guardem os passos de cada um dos meus neste vasto mundo. É assim que eu sei rezar: admirando a perfeição da obra do Criador e agradecendo, em todos os instantes da minha vida, a maravilha dos presentes que Ele me deu, em especial esse netinho querido, semente fértil de esperança que a minha filha colheu. Maria do Rosário Bessas

JULHO / 2011 - Página 10

Conceito de

Pastoral Familiar

A Pastoral Familiar é a resposta da Igreja às dificuldades da família hoje. É um serviço de apoio à família para que esta, a partir de sua realidade, possa existir e viver dignamente, crescer em seus relacionamentos e formar as novas gerações conforme o plano de Deus. O desafio é que cada responsável pela família seja um agente de Pastoral Familiar. Muitos pais não estão conseguindo desempenhar o papel que lhes compete diante dos homens e diante de Deus. Assim, o grande desafio é que pai e mãe sejam educadores, formadores de seus filhos, começando pelo exemplo e testemunho. Então, mesmo aqueles que não querem ou não podem exercer um apostolado de evangelização às outras famílias, são desafiados a se prepararem e se educarem para formar, ao menos, a sua própria família. Os que respondem ao chamado de Deus para fazer Pastoral Familiar têm que estar numa caminhada de formação, dar um tempo prioritário à Pastoral, ter encontrado e estar aderindo a Jesus Cristo.

Formação de Agentes da Pastoral Familiar Aconteceu, no dia 03 de julho, um encontro para Formação de Agentes da Pastoral Familiar – VISÃO GLOBAL - da Paróquia São Carlos Borromeu, no Salão da Comunidade São Pedro. A formação foi ministrada pelos casais da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar (Diocese de Luz). Contamos com a participação de Ludmila e João Silva (Comunidade Católica Árvore da Vida), iniciando e finalizando com uma bela oração. O casal Lelinho e Ângela realizou uma dinâmica envolvendo todos os participantes. Foi um momento de descontração muito proveitoso. Além de toda a equipe da Pastoral Familiar da Paróquia São Carlos Borromeu, contamos também com a presença e o apoio de Padre João Bosco, Padre Marcos Tiago, Gaguinho e Cássia (música), Sebastião e Eugênia (Paróquia São Francisco de Assis), Paulinho (som). Após esse dia de formação, os agentes da Pastoral Familiar darão continuidade ao trabalho de evangelização à família junto com os novos integrantes.

Encontro de Formação e Espiritualidade Em Divinópolis, dia 09 de julho, o encontro de Formação e Espiritualidade para Coordenação da Pastoral Familiar da Província de Belo Horizonte. Estiveram presentes os casais Marcos e Wélida, Enio e Cida (Moema). O encontro contou com a presença do Pe. Moacir Silva Arantes e de Dom Tarcísio (Bispo Referencial da Pastoral Familiar - Leste 2). Ao final da formação, todos os participantes receberam o certificado de conclusão da fase I do Instituto Nacional da Família e da Pastoral Familiar – INAPAF, emitido pela Comissão Vida e Família da CNBB. Os temas da fase I, que correspondem a 8 módulos, falam sobre relacionamento humano e evangelização, fundamentais para a pessoa, para a aplicação na atividade pastoral e em outros campos missionários. Setor Família Paróquia São Carlos Borromeu

Eduque sua família na fé. Assine a revista Família Cristã Representante para assinaturas em Lagoa da Prata: Jair Resende Rua Acácio Mendes, 498 – A. Silva

LIVRARIA PAROQUIAL Praça Cel. Carlos Bernardes, 141. Fone (37) 3261-1247 São oferecidos: livros, CDs, imagens, cartões diversos, artigos religiosos em geral, papelaria em geral.

Não entre na fila, pague suas contas aqui.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

Notícias da Paróquia São Carlos Borromeu Pe João Bosco da Silva ACONTECEU EM JUNHO E JULHO

Encontro de Casais com Cristo De 10 a 12 de junho aconteceu o ECC 1ª Etapa. Houve uma resposta muito positiva dos 31 casais participantes. Eles vieram das comunidades e devem voltar para elas, se apresentando. E a comunidade precisa conhecê-los e acolhê-los. É muito importante a atuação de cada um deles na caminhada da Paróquia e das comunidades.

19ª Confraternização das Comunidades Dia 19 de junho, em Arcos. Quem participou, gostou muito. Houve apresentações, reflexões, Celebração Eucarística presidida por D.Félix e, logo após, show com o Pe Júlio Gotardo, da Arquidiocese de São Paulo. Show Católico na Expô Lagoa Apresentou-se no domingo, dia 26 de junho, uma banda católica que veio de Nanuque, norte de Minas Gerais. O momento e o local não foram adequados. Havia outras atrações acontecendo no Parque de Exposições e pouquíssimas pessoas prestigiaram a banda. Festa de Pentecostes A solenidade de Pentecostes aconteceu no dia 12 de junho. Foi uma celebração bem preparada, com tudo feito com muito carinho. As equipes de liturgia, canto e celebração dedicaram tempo para que tudo desse certo. Se avaliarmos a participação do povo, essa foi negativa, muito pequena. Preocupamo-nos em ter um local onde todos pudessem se acomodar. Conseguimos um poliesportivo. Tínhamos a certeza de que a participação seria grandiosa, mas não foi assim. Festa de Corpus Christi

Aconteceu com uma celebração muito animada e participativa, realizada dia 23 de junho, de frente à Igreja Matriz. Em seguida, houve a procissão com bênção do Santíssimo. As ruas estavam ornamentadas com belos arranjos; as residências também foram bem enfeitadas, demonstrando o carinho de todas as famílias.

Festas dos Padroeiros

. A Comunidade São Pedro esteve em festa celebrando seu padroeiro: Missa no dia 29 de junho, adoração ao Santíssimo Sacramento no dia 1º de julho (sexta-feira), Cine Pipoca no dia 02 de julho. . A Comunidade Sagrado Coração de Jesus também realizou a festa do padroeiro, começando com um Tríduo no dia 27. No dia 1º, houve a celebração da Missa e Palmeação do Sagrado Coração de Jesus. O encerramento foi no sábado, dia 02, com Palmeação do Sagrado Coração de Jesus e show de prêmios.

Ordenação Diaconal Dia 09 de julho aconteceu a ordenação diaconal de seis seminaristas da Diocese de Luz, em Campos Altos. Dentre eles Keroll, que já trabalhou na Paróquia São Carlos, e Roberto, que está trabalhando aqui atualmente, e também o seminarista Denison, que trabalha na Paróquia São Sebastião. A paróquia organizou um ônibus para levar aqueles que quiseram participar. Foi uma celebração tranquila e bem preparada. A comunidade paroquial de Campos Altos acolheu a todos com carinho. Foram momentos de muitas bênçãos de Deus. VAI ACONTECER Algumas atividades . A Vigília e Missa nas quintas-feiras ficaram sob a responsabilidade da Comunidade São Vicente de Paulo. . A celebração de batizados no dia 24 de julho terá ajuda da Comunidade São Judas Tadeu. . Neste final de semana, dia 16, no Salão Nossa Senhora do Carmo (Paróquia São Francisco de Assis), acontecerá o Encontro de Pais e Padrinhos em Preparação para o Batismo.

Festa de Aniversário da Paróquia – 14 a 18/07

Dia 14 de julho começou a Festa de Aniversário da Paróquia São Carlos Borromeu, no Centro de Eventos, com a Missa de Abertura às 19:00 horas. Todos os dias, após a Missa, temos show de prêmios, música, caldos e refrigerante. No domingo, dia 17, às 12:00 horas, haverá almoço de confraternização. E à noite, show de prêmios e o grande sorteio de um carro, moto, bicicleta, aparelho de DVD e batedeira de bolo. A renda será revertida para a pintura externa da Igreja Matriz e para a continuação das obras do Centro de Eventos. As comunidades, movimentos, pastorais e associações estão envolvidas nos trabalhos de organização e execução das atividades. Na segunda-feira, dia 18, haverá confraternização das comunidades e celebração da Missa pelo Bispo Dom Félix. A Paróquia já pediu alguns orçamentos para a pintura da igreja, que deverá custar, aproximadamente, R$ 40.000,00, assim como para as obras do Centro de Eventos. Tudo tem sido feito com muita transparência, e os orçamentos estão na Secretaria Paroquial à disposição de quem quiser ver. Arraiá do MAC Dia 23 de julho, o Movimento de Amizade Cristã – MAC - vai organizar um “arraiá” no Centro de Eventos. Casamento Comunitário Dia 24 de julho acontecerá o 1º Encontro de Preparação para o Casamento Comunitário com os casais inscritos. O local ainda não foi definido. Atividades da Catequese Alguns internos da APAC receberam a Primeira Eucaristia e também o Sacramento da Crisma, o que é motivo de muita alegria. E no dia 08 de agosto acontecerá a formação de coroinhas na Paróquia São Carlos. Reunião do CPE A próxima reunião do Conselho Paroquial de Evangelização – CPE - será dia 26 de julho. A comunidade Imaculada Conceição é a responsável por organizar o ambiente e o lanche para a reunião.

JULHO / 2011 - Página 11

Paróquia São Carlos Borromeu 79 anos evangelizando Celebramos o aniversário. Mas, o que celebrar? Vamos pensar um pouco em tudo o que aconteceu. No inicio era somente a Paróquia São Carlos Borromeu em Lagoa da Prata. Depois, a cidade cresceu, criou-se outra Paróquia e, brevemente, será criada a terceira Paróquia. Isso se faz necessário para que a Igreja possa se aproximar mais de seus fiéis. Para chegar até nossos dias, aconteceram muitas coisas, fez-se uma história, a Paróquia se dividiu em comunidades formando, assim, a Paróquia como rede de comunidades. Esse é o desejo da Igreja hoje. A preocupação com a evangelização, os serviços propostos pela Diocese através de assembleias, a diversidade de movimentos, pastorais, associações religiosas, serviços são as atividades exercidas na Paróquia atualmente. Quem faz parte desta história? Naturalmente são as lideranças que, desde a criação da Paróquia, em 1932, até a presente data, são comprometidas com a mesma. Várias pessoas, com muita garra, assumiram esta caminhada. Se hoje podemos celebrar o 79º aniversário da Paróquia, foi por causa da luta de muitos leigos e padres que assumiram as atividades, agiram e tomaram decisões ao longo do tempo. Com certeza, foi pela garra, amor e muita doação que tudo foi acontecendo. Se observarmos bem o momento presente, podemos constatar que temos uma grande liderança que faz com que a Paróquia caminhe. Então, por toda esta longa caminhada, parabenizamos as pessoas que diretamente construíram esta história, bem como a todos que fizeram parte dela. Agradecemos a todos que, no passado, trabalharam tanto. Mas, agradecemos especialmente aqueles que, hoje, fazem com que a Paróquia seja viva, atuante e comprometida com a construção do Reino de Deus. A Paróquia faz aniversário. Porém, ela não existiria se não tivesse um povo comprometido. Assim, nossas felicitações são para todo o povo que se compromete com a caminhada paroquial. Parabéns, PARÓQUIA SÃO CARLOS BORROMEU! Parabéns a todos que fazem parte desta história de 79 anos de Evangelização! Pe João Bosco da Silva - Pároco


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 12

ORIENTAÇÕES PASTORAIS AOS CONGADEIROS Estamos nos aproximando da época da realização das Festas de Nossa Senhora do Rosário, muito notáveis pelo brilho das roupas dos congadeiros, pelo rufar dos instrumentos musicais, pela confraternização das pessoas e pela grande afluência de devotos e simpatizantes. Por isso, penso ser este o momento ideal para retomar duas orientações pastorais de suma importância para o bom andamento da festa e o enriquecimento da religiosidade dos fiéis, dado que a natureza fundamental das Associações de Congada é religiosa. Por isso, elas não devem ter fins políticos ou lucrativos, mas um vínculo profundo com as manifestações de fé cristã e de devoção do povo ao Rosário. Suas duas finalidades básicas são: amparar e incentivar todas as formas corretas de manifestação religiosa, cultural e social dos associados, a partir de suas manifestações de fé cristã e de tradições folclóricas relacionadas à Festa do Rosário, sempre em sintonia com as orientações pastorais da Igreja Católica; oferecer recursos humanos, materiais e financeiros que atendam aos interesses e às necessidades primárias dos congadeiros e associados na realização pessoal e no desenvolvimento integral de cada um dentro da realidade religiosa e sócio-cultural em que vive.

Dom Félix - Bispo Diocesano

Calendário Paroquial Julho 17/07 18/07 19/07 20/07

21/07

22/07 22 a 24 23/07 24/07

25 a 28 25/07 26/07 28/07

31

12:00 h - Almoço de Confraternização - Centro de Eventos 18:00 h – Missa, em seguida, quermesse - Centro de Eventos 19:00 h - Missa (Confraternização das Comunidades) - Centro de Eventos 19:00 h - Missa na Comunidade São Carlos Borromeu 20:00 h - Missa na Comunidade Santa Teresinha 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 19:00 h - Missa Comunidade São José Operário 20:00 h - Ultreya do Cursilho - Centro Catequético Vigilia Eucarística o dia todo – Resp. Com. São Vicente de Paulo 18:00 h - Adoração das Comunidades na Igreja Matriz 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa - Igreja Matriz Aniversário natalício do Padre João Bosco 19:00 h - Missa na Comunidade São Pedro Congresso Estadual RCC – Governador Valadares 19:30 h - Arraiá do MAC - Centro de Eventos 10:00 h - Celebração de Batizados - Igreja Matriz – Resp. Com. São Judas 12:00 h – Almoço de Confraternização do MLC Retiro do Clero Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens - Igreja Matriz 19:30 h - Reunião do CPE - C. Catequético –Resp. Com. Imaculada Conceição Vigilia Eucarística o dia todo – Resp. Com. São Vicente de Paulo 18:00 h - Adoração das Comunidades na Igreja Matriz 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa - Igreja Matriz Encontro Diocesano de Catequese - Centro Catequético

Agosto 01/08 02/08

03/08

04/08

05/08 06 e 07 06/08

07/08 08/08 09/08 10/08

11/08

12/08 13/08 14/08 OBS.:

Dia da Comunidade - Celebração da Palavra nas Comunidades 20:30 h - Terço dos Homens - Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Igreja Matriz – Pia União de Santo Antônio 19:30 h – Reunião dos Ministros da Palavra – Salão São Carlos 20:00 h - Reunião dos Ministros da Comunhão – C. Catequético 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 19:00 h - Missa na Comunidade Sagrado Coração de Jesus 19:30 h - Escola Vivencial do Cursilho Vigilia Eucarística o dia todo – Resp. Com. São Pedro 18:00 h - Adoração das Comunidades na Igreja Matriz 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa - Igreja Matriz 18:00 h - Reunião do Apostolado da Oração - Igreja Matriz 19:00 h - Missa na Igreja Matriz Encontro do Movimento de Liderança Cristã - MLC - Centro Catequético 14:00 h - Encontro de Formação para Catequistas 13:30 h - Encontro de Pais e Padrinhos em Preparação p/o Batismo – Salão N.Sra. de Fátima Abertura da Semana da Família Aprofundamento de Dons – Salão Comunidade São José Semana da Família – 1º Encontro 20:30 h - Terço dos Homens - Igreja Matriz Semana da Família – 2º Encontro 19:30 h - Missa na Comunidade N. Sra de Fátima Semana da Família – 3º Encontro 18:00 h - Missa na Comunidade Árvore da Vida 19:30 h - Missa na Comunidade São Judas Tadeu Semana da Família – 4º Encontro Vigilia Eucarística o dia todo – Resp. Com. São Pedro 18:00 h - Adoração das Comunidades na Igreja Matriz 19:00 h - Bênção do Santíssimo e Missa - Igreja Matriz Semana da Família – 5º Encontro 19:00 h - Missa na Comunidade Imaculada Conceição Encerramento da Semana da Família – 6º Encontro 08:00 h - Reunião do CFE na Paróquia São Carlos Borromeu 10:00 h - Celebração de Batizados – Resp.Com. N. Sra. do Rosário Toda segunda-feira – 07:00 h – Celebração da Palavra – Igreja Matriz De terça-feira a domingo - 07:00 h - Missa na Igreja Matriz

PARÓQUIA SÃO CARLOS BORROMEU DIOCESE DE LUZ - Lagoa da Prata - MG É importante a entrega do seu dízimo Além de demonstrar zelo para com a comunidade paroquial, demonstra consciência cristã: É um ato de amor e gratidão para com Deus. Ele realiza três grandes dimensões: religiosa social e missionária. Juntos e unidos na fé, conseguimos tudo aquilo que é necessário para implantar o Reino de Deus. Com carinho e comprometido com você, apresentamos a prestação de contas da nossa Paróquia e a forma como é aplicado o dízimo que você entrega

Plano Financeiro Paroquial MÊS de JUNHO/ 2011 0 1 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 1.7 1.8

SALDO DO MÊS ANTERIOR R$ 1.579,26 ENTRADAS (1.1+1.2+1.3+....1.8) R$ 35.554,17 Dízimo R$ 15.119,78 Espórtulas diversas (batizados, casamentos, certidöes) R$ 2.225,00 Coletas ordinárias R$ 4.732,34 Donativos diversos R$ 5.081,28 Alienação de bens Coletas específicas (Lugares Santos) Contribuição das Comunidades Outras receitas (Empréstimos, Resgate de Aplicação Financeira, etc...) R$ 8.395,77 SOMA (0 + 1) R$ 37.133,43 2 SAÍDAS (2.1 + 2.2 + 2.3 + 2.4) R$ 36.585,38 2.1 DIMENSÃO RELIGIOSA (2.1.1 + 2.1.2+……+2.1.8) R$ 25.872,34 2.1.1 Manutenção do culto R$ 1.666,20 2.1.2 Evangelização R$ 1.219,66 2.1.3 Manutenção de veículos R$ 955,92 2.1.4 Côngruas, Plano de saúde e outros (Sacerdotes) R$ 3.094,25 2.1.5 Água, luz, gás, correio, telefone, seguro R$ 1.755,63 2.1.6 Casa paroquial R$ 907,66 2.1.7 Material de escritório e limpeza R$ 3.937,43 2.1.8 Despesas com pessoal R$ 12.335,59 2.2 DIMENSÄO SOCIAL (2.2.1 + ….) R$ 396,88 2.2.1 Assistencia e promoção social (pessoas carentes, enfermos, encarcerados) R$ 396,88 2.3 DIMENSÁO MISSIONÁRIA (2.3.1 + 2.3.2 + 2.3.3) R$ 5.061,81 2.3.1 Contribuição à Mitra (Cúria Diocesana) R$ 3.122,31 2.3.2 Coletas Específicas (repasse) 2.3.3 Espórtulas de Crisma (repasse) 2.3.4 Formação missionários (aux. comunidades, cursos de formação, transporte,aluguéis,etc). R$ 1.939,50 2.4 OUTROS (2.4.1 + 2.4.2 + 2.4.3) R$ 5.254,35 2.4.1 Despesas financeiras e tributárias 2.4.2 Despesas gerais R$ 267,00 2.4.3 Retirada para aplicação R$ 4.842,35 2.4.4 Construção Centro de Eventos Social Centro Catequético R$ 145,00 2.4.5 Imobilizado R$ 5.254,35 3 SALDO PARA O MÊS SEGUINTE (0 + 1 - 2) R$ 548,05 SOMA (2 + 3) R$ 37.133,43 Disponibilidade Paroquial (Caixa e conta corrente) R$ 548,05 Pe. João Bosco da Silva Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

Santos e Santas de Deus Santa Marta

Na pessoa de Santa Marta homenageamos, neste mês, as cozinheiras. “Marta” em aramaico significa “senhora”. Era a irmã de Maria e de Lázaro. Por várias vezes Jesus hospedou-se em sua casa. Ela dispensava ao Mestre um carinho todo especial, providenciando aquilo de que ele mais necessitava. Foi a seu pedido que Jesus ressuscitou a Lázaro, seu irmão (cf João 11,21ss). A devoção a Santa Marta remonta à época das Cruzadas. Originou-se na França, lugar em que, segundo comentam, Marta, Maria e Lázaro terminaram os seus dias.

Prece das Cozinheiras Santa Marta de Betânia, hospedeira do Senhor, hoje o povo da Aliança canta um hino em seu louvor. Sua casa foi o abrigo onde o Mestre repousou. No calor de um lar amigo, Ele as forças renovou. Pão e vinho lhe serviste quando sua irmã, Maria, vida eterna em alimento, dos Seus lábios recebia. Reclamaste a ausência do Senhor junto a Lázaro doente, proclamando assim a fé no Verbo Onipotente. Dele escuta a promessa: seu irmão ressurgirá. E proclama: Tu és Cristo, Deus conosco em ti está. No milagre, testemunha o poder e o amor de Cristo: seu irmão retorna à vida, à palavra do Senhor. Que possamos caminhar com Jesus na fé ardente e contemplar a Sua face eternamente.

Nosso abraço a todas as cozinheiras, que fazem do seu trabalho um ato de amor. Elvira Castro e Iraídes Vidal

JULHO / 2011 - Página 13

D ECOLORES

por Laura Resende

Saiba mais sobre as notícias do Movimento de Cursilho.

Homenagem aos 79 anos da Paróquia São Carlos Borromeu Colcha de Retalhos Há 79 anos, a Diocese de Luz começou a confecção de uma colcha de retalhos. Todos os restinhos de pano guardados iriam servir. Ao pegar cada pedaço, recordava-se de pessoas, acontecimentos... Como se cada um tivesse sua história para contar. No início da costura, percebeu-se que as cores, à primeira vista, não combinavam. Mas, padrões e desenhos totalmente diferentes se juntaram em plena harmonia.

A colcha está quase pronta. Ainda há espaço para o entrelaçamento de mais retalhos. E como está bonita... Deus, criastes todos os seres diferentes. Ninguém é igual ao outro. Nada de repetição, de monotonia. E não são diferentes só fisicamente: Todos pensam diferente, sentem diferente, agem de forma diferente. Um completa o outro. Um apoia o outro. Que maravilha é uma “colcha” de tantos seres diferentes, formando a amada Paróquia São Carlos Borromeu. Cada servo de Deus, que aceitou ser costurado aos outros retalhos, promoveu a união, a fraternidade. Cada um, a seu modo, forma a grande e colorida colcha da unidade na diversidade. Parabéns, paroquianos de São Carlos Borromeu!

Tarde de Reflexão No dia 02 de julho, o Movimento de Cursilhos de Lagoa da Prata esteve reunido no Sítio do Roberto e Marlúcia para uma Tarde de Reflexão. Várias pessoas estiveram presentes nesta atividade, que teve como finalidade o crescimento espiritual do grupo. O encontro girou em torno de uma dinâmica que refletiu sobre algumas virtudes que precisamos desenvolver para o trabalho na

vinha do Senhor. Somos enviados de Deus para a construção do Seu Reino aqui na terra. A tarde foi coroada com a Celebração da Santa Missa presidida pelo Pároco Pe João Bosco, com um momento Mariano sob a responsabilidade do grupo de jovens do Movimento de Cursilho e com um saboroso lanche de confraternização. Foram momentos agradáveis, frutuosos e ricos em espiritualidade

Nossos pedidos de oração (Alavancas) . Nossas orações para a Ultreya do Grupo Nossa Senhora da Conceição, que será realizada no dia 20 de julho. . Vem aí o Cursilho para Jovens. Vamos colocar em nossas orações todos que irão participar,

trabalhar direta ou indiretamente neste Cursilho. . Os trabalhos para a Ultreya Diocesana estão a todo vapor. Aumentemos nossas orações para que a equipe responsável seja iluminada por Deus e possa executar esta tarefa com êxito.

Aniversariantes A família Decolores abraça os aniversariantes do mês de Julho com muito carinho e desejando muita saúde, paz e felicidade: José Osvaldo, Leninha, Ronan, Tamiris (GJ), Edmar, Rodrigo, Joseane (Ricardo), Adélia, Branco, Geni (Reginaldo), Wilson Júnior (GJ), Jaqueline (GJ), Valéria (Paulo), Estefânia, Reinaldo, Arlete, José Maurício, Niquinha, Mirian (Marcos), Maria Elisabett, Edilson, Antônio (Cará), Pe. João Bosco, Carlos Henrique, Majela, Maria do Carmo, Fernando (Aparecida), Edvaldo (GJ), Fátima (Renato), Rossini, Eliodete.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

A dor de existir “Lembra-te, antes que cheguem os maus dias, e se rompa o fio de prata, e se despedace o copo de ouro, e se quebre o cântaro junto à fonte, e se desfaça a roda junto ao poço ...” (Eclesiastes 12, 1-8) O ser humano é particularmente marcado pela castração, não só pela morte simbólica que nos retira da condição de lagarta e nos transforma em borboleta. Mas também pela morte biológica que leva amigos, parentes para longe de nosso olhar, tornando impossível tocá-los, sentir seu cheiro, ouvir sua voz. Primeiro lidamos com o impacto da descrença revelada por nossos olhos, o burburinho de vozes conhecidas. Depois, a dor e o peso do vazio de quem partiu. O nosso inconsciente, como Freud já disse, não conhece o negativo, a morte. Entretanto, é ela que nos retira da pseudocompletude e nos revela frágeis apesar de toda armadura com a qual revestimos nosso corpo e sentimentos. Ficamos nus, tatuados pela castração. É necessário um tempo para nos reerguemos, para ficarmos de pé e, assim, poder enfrentar novo corte. Esse processo é o luto. Conter essa energia que se esvai exige tempo e consome mais energia, mas esse movimento é necessário para retornar à vida. Entretanto, não é algo tão ameno, pois envolve reinvestir em si mesmo, construir um novo projeto de vida, ressignificar, dar um novo sentido. Enfim, desejar. No caso de negar a morte, elaboramos mal o luto e podemos adoecer, cair na melancolia. Além disso, podemos transmitir transgeracionalmente essa dor, os filhos identificam-se com os pais melancólicos e passam a melancolia para os filhos. Esses conflitos podem gerar doenças psicossomáticas. Então, o sofrimento psicossomático tem algo de trágico tal qual Édipo, que arranca os próprios olhos para não olhar para o real insuportável do desejo realizado. Este impossível insiste no gozo mortífero da repetição que só a morte real pode fazer cessar. Morte da qual não suportamos saber. Lembremos que o amor supõe uma perda, uma separação, uma falha. É em consequência dessa separação que o sujeito pode fazer laço com o outro. E assim suportar a vida. Eliana M. Delfino Psicóloga e Psicanalista

JULHO / 2011 - Página 14

“As coisas só têm significado quando nós as conhecemos” Por Cintia Souza Essa frase me marcou desde a primeira vez que a li quando participei, há alguns anos, do curso de voluntários da APAC (Associação de Proteção aos Condenados) de Lagoa da Prata. Julgar o passado de pessoas que um dia foram como nós, ou melhor, às vezes melhores do que nós, é muito fácil. O difícil é compreender a causa que as levaram a se desviar do caminho, cometer crimes e causar tanto sofrimento às famílias. Discriminação? Por quê? Afinal, não sabemos como será o dia de amanhã. Nossos filhos ainda irão crescer, nossos netos ainda irão nascer... Que família está livre deste mal que assola o mundo? Julgamos sem conhecer; falamos sem piedade. Antes de discriminar, precisamos conhecer e acolher a grande lição que Jesus nos deixou: “Amai ao próximo como a ti mesmo”. Que amor medíocre é esse que nos embala na emoção de falar mal e julgar aqueles que, talvez, não tiveram a mesma oportunidade que nós?

Em uma tarde de sábado, me emocionei ao assistir, em canal aberto e em horário de pico, uma grande lição que deveria ser seguida por todos: o sério trabalho desenvolvido pelo Grupo Cultural AfroReggae, que tem como visão “a luta pela transformação social que, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares”. Eles não se importam com quem são e nem de onde vieram esses jovens, apenas acreditam em um futuro melhor para eles. Um dos assuntos que me chamou a atenção foi sobre a empregabilidade. Nestes três anos completados em fevereiro de 2011, temos 1.904 pessoas inseridas no mercado de trabalho, sendo que 855 tiveram alguma ligação direta ou indireta com o mundo do crime ou são ex-detentos que estão cumprindo liberdade condicional. Todos empregados com carteira assinada e os direitos trabalhistas assegurados. Antes, bandidos; agora, cidadãos inseridos no mercado de trabalho formal

pelo “Empregabilidade”, através de parcerias com grandes empresas. Instalado no centro do Rio de Janeiro, o escritório do Empregabilidade é coordenado por Norton Guimarães, 52 anos de idade, 30 na criminalidade, 11 preso. “Quando saí da prisão, descobri que a vida aqui fora era muito mais difícil. Queria ter uma vida honesta, mas ninguém me dava oportunidade. Não há emprego para quem quer mudar de vida. Só há preconceito”, lembra ele, que está no AfroReggae há quatro anos. Hoje ele trabalha para mudar essa realidade. “Nem sempre foi fácil. Na busca por empresas parceiras, vi as portas se fecharem muitas vezes”. Que as empresas de Lagoa da Prata também possam seguir este exemplo, dar oportunidade para aqueles que não souberam aproveitar as chances da vida. Que instituições, igrejas e organizações não governamentais possam criar um novo ambiente nos presídios, APAC's e fazendas de recuperação de dependentes químicos.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 15


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 16

Por Juliana Lacerda

Um povo que brilha em sua história

Olá, queridos amigos! Formamos uma comunidade quando estamos unidos a outras pessoas e nos amamos. Essa comunidade, unida pela fé, pelo amor e pela esperança, chama-se Igreja. Neste mês, o Cantinho da Criança abre um espaço para homenagear a nossa Paróquia, que completa 79 anos de Evangelização. A Paróquia São Carlos Borromeu era apenas uma capelinha onde as pessoas costumavam rezar, no vilarejo chamado São Carlos do Pântano. Foi em 15 de julho de 1932 que nossa Paróquia foi criada, antes mesmo que o vilarejo se transformasse na cidade de Lagoa da Prata. Dez anos depois, a capelinha foi demolida para a construção da Igreja Matriz que conhecemos hoje, porque muitas pessoas iam à capela, e o espaço era insuficiente. A Igreja somos nós. Portanto, nossa Paróquia precisa da participação de todos. Existem muitos movimentos, pastorais e comunidades. Todos nós precisamos contribuir para que a nossa Paróquia seja cada vez melhor, oferecendo o seu talento e o seu esforço. Nós, crianças, não podemos ficar de fora. A missão da Paróquia é mostrar a todos o caminho do Senhor. Nós, como Igreja, devemos seguir esta missão. Então, vamos nos perguntar: “o que estamos fazendo para mostrar o caminho de Deus?” Nós recebemos de Deus muitos dons e devemos usá-los na construção de seu Reino! Há quatro anos, foi lançado um livro comemorando os 75 anos da Paróquia. Nele nós podemos encontrar muitas informações, imagens da matriz e da capelinha de muito tempo atrás, explicações, textos e muitas outras coisas sobre a nossa paróquia. Recomendo que todos leiam! Parabéns, Paróquia São Carlos Borromeu, por seus 79 anos de Evangelização!

Brincadeira do Mês

Parabéns, Saulo!

Leve o menino à Igreja, passando pelo labirinto!

Quero parabenizar meu primo Saulo Lacerda Oliveira Pedrosa, filho de Elizabete e José Olímpio, que foi aprovado no vestibular para Medicina, em Teresópolis. Parabéns, Saulo! Desejolhe muito sucesso e felicidade, que Deus o abençoe sempre! Juliana Lacerda

Momento de Leitura A igreja somos nós

Envie uma poesia ou texto para o Cantinho da Criança! E-mail: cantinho.da.crianca@hotmail.com

Lions Club O Lions Club realizou uma feijoada com o objetivo de ajudar a Fundação São Carlos e, no dia 13 de junho, foram doados 50 edredons para esta Fundação. Os objetivos do Lions são criar, promover, unir e encorajar. Isso faz com que nós arregacemos as mangas para trabalhar a serviço da comunidade. Sempre promovemos a Campanha da Visão, ajudando com consultas, óculos e até cirurgia de cataratas. E corno diz nosso fundador Melvin Jones: "Quando você ajuda alguém, o primeiro a ser ajudado é você mesmo". Agradecemos a comunidade de Lagoa da Prata que sempre nos ajudou nas campanhas e, principalmente, por acreditar em nosso trabalho. Convidamos a todos que queiram conhecer nosso serviço para nossas reuniões, que são realizadas às segundasfeiras, às 20:30 h, em nosso salão (Rua Rio de Janeiro, 569 - Centro). Nosso muito obrigado e saudações leonísticas a todos.

Nós temos uma grande missão Que deve ser feita com o coração. É levar a palavra de Cristo A todo e cada irmão. O dia 15 de julho É uma data especial. Tem que ter uma grande festa No aniversário paroquial. A Igreja somos nós E a Paróquia nós formamos. Vamos mostrar os caminhos de Deus É a nossa missão de paroquianos.

A morte do cerrado José Eustáquio de Moraes

Do cerrado retorcido Eu sou o vento. No seu jardim Sou beija-flor Um pássaro apaixonado. Ali, do galho rachado, Eu mando O meu recado. O cerrado é um trem bão! Mas, se caio Num assa-pão Acabou a minha vida. Pois não sou um homem assim tão forte Para assistir a morte Do lugar em que eu nasci.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 17

Entrevista: Saulo de Castro Saulo de Castro,

nascido em Lagoa da Prata, 42 anos, casado, três filhos. Em 1990 foi morar em Londres, Inglaterra. Retornou a Lagoa da Prata em 1992. É professor de Inglês. Também fala Espanhol e Italiano. Em 1995 foi para a cidade de Belém (Pará), onde residiu até 1998. Em 1999 fundou a Safe Way Idiomas, escola especializada no ensino de Inglês e Espanhol, onde atua até os dias de hoje. No ano de 2001 participou da fundação da AAPA (Associação Ambientalista dos Pescadores Amadores), a qual assumiu a presidência em outubro de 2008, sendo reeleito para mais um mandato de dois anos em 2010. Ambientalista e ativista, luta à frente do projeto “Mães do Rio”, que visa a revitalização das lagoas marginais do São Francisco. JI- Somos uma região privilegiada em termos de rios e lagoas. Qual a situação atual de nossas águas, fauna e flora? Saulo- A região de Lagoa da Prata, Japaraíba, Iguatama, Arcos, Luz e Moema é, sem dúvida, a mais abundante em rios e lagos de Minas Gerais. As principais e maiores lagoas naturais do estado se encontram aqui: Lagoas da Inhuma (Iguatama), Lagoas Verde e Feia (Lagoa da Prata) e Lagoa Grande (Moema). Não fosse o processo de drenagem que ocorreu anos atrás, teríamos muitas outras para citar. A situação atual de nossas águas é preocupante. Segundo estudo realizado pela ESMA – Escola Superior em MeioAmbiente - em parceria com a Escola de Veterinária da UFMG, vários metais foram encontrados em peixes do rio São Francisco, tais como mercúrio, arsênio, cádmio, chumbo e também organofosforados. Se o São Francisco está contaminado, é de supor que seus afluentes e lagoas marginais também estejam, haja vista que é através deles que tais poluentes chegam até o rio. A Lagoa Verde está num estado lastimável. Em alguns locais não há mais vida, a não ser de bactérias e microorganismos que se proliferam em águas poluídas. Nossa fauna se encontra ilhada em pequenas restingas de matas, remanescentes de um longo processo de desmatamento para abrir espaço à cultura de cana-de-açúcar e pastagens. E que só foram poupadas devido à falta de condições operacionais para derrubá-las. As que estão por aí é porque ficam em áreas de grotões e pedreiras onde os D8 (grandes tratores de esteira) e suas enormes correntes não conseguiam transitar. Ainda existem muitas espécies de animais e pássaros, mas estão ficando sem espaço para que diferentes grupos se cruzem e, como sabemos, há o problema da consanguinidade. É o caso dos Macacos Bugios que habitam a Mata da Donana. Como a Mata se resume em uma pequena ilha, não tem como eles se cruzarem com outros grupos. Na verdade, sequer há outros grupos para que isso ocorra. Com relação a nossa flora, a situação é muito preocupante. As poucas áreas que restam estão fragmentadas em meio a canaviais e pastagens. Aliás, as duas culturas dominantes em nossa região. Essas áreas estão isoladas, sem sequer ter um corredor ecológico de acesso à água. É o caso da Mata da Forquilha. Poucos metros de canavial separam totalmente a mata das lagoas do Pantaninho. Um corredor verde, ligando a mata às lagoas, evitaria que animais morressem queimados ao se lançarem no canavial, tal como um tamanduábandeira, resgatado pela Polícia Ambiental, com quase todo o corpo queimado. Infelizmente ele morreu. JI- Lagoa da Prata e região sofre com o mau cheiro provocado pelo vinhoto e com a queima dos canaviais. Existem alternativas ou alguma forma de coibir a usina de açúcar de continuar com essas práticas?

Saulo- Sim. Pelo que sabemos, a empresa tem se empenhado em resolver essas questões com o emprego de mais máquinas no corte e colheita da cana. Todavia, focos de queimadas ainda são vistos, e esperamos que acabem de uma vez por todas. Quanto ao mau cheiro provocado pelo vinhoto, a empresa precisa investir mais em pesquisa e usar produtos que possam diminuir, ou até mesmo eliminar por completo esse fedô. Uma solução, que já está sendo aplicada, é o uso de bactérias que não agridem o meio ambiente nos tanques, para evitar a formação dos gases que causam o mau cheiro. Mas, ao que temos percebido, o problema ainda persiste uma vez que os ventos fétidos continuam soprando sobre nós. JI- Como as grandes empresas e os empreendedores de Lagoa da Prata comprometem nosso meio ambiente e o que eles têm feito para promover um desenvolvimento sustentável? Saulo- Com relação à Embaré, a empresa busca incessantemente o aprimoramento de seus processos industriais no intuito de agredir ao mínimo o meio ambiente. Várias medidas foram tomadas ao longo dos últimos anos, como a instalação de filtros e a construção da ETEI (Estação de Tratamento de Efluentes Industriais). No entanto, podem fazer mais como, por exemplo, a adoção de uma área como o Parque dos Buritis, totalmente abandonado, para ser transformado num parque ecológico com centros de pesquisa e recuperação da vida selvagem mantidos pela empresa, além de um local de visitação pública. A LDC ainda engatinha nesse processo, pois ainda não conseguiu erradicar a queima dos canaviais, o lançamento de pesticidas por vias aéreas, ainda lançam água de lavagem da cana em nascentes de lagoas. E o que é mais lamentável é que a empresa não tem um programa ambiental na pauta. Penso que como a empresa apenas arrenda as terras para o cultivo da cana, não se sente na obrigação de recuperar áreas que foram e ainda continuam sendo degradadas. Ainda não ficamos sabendo de um peixamento do São Francisco que tenha sido promovido pela antiga CIAOM ou a LDC. E olha que são, em grande parte, diretamente responsáveis pela diminuição de peixes do Velho Chico. Os empreendedores, principalmente os imobiliários, precisam ver nossa cidade com mais carinho e menos capitalismo. Num lote de 200 metros não dá sequer para secar a roupa, quanto mais ter um pé de limão. Antes, os lotes eram de 480 metros. Queremos que Lagoa da Prata cresça em qualidade de vida, e não em “bumm” demográfico. Exemplos de insucessos não faltam. JI- A Secretaria do MeioAmbiente tem desenvolvido um bom trabalho no Município? Saulo- Essa é uma pergunta interessante. Depende de qual meioambiente estamos falando. Em ambos os casos, se for o meio ambiente urbano, as praças estão muito bonitas. Precisa ser feito um trabalho de rearborização das ruas. Novas áreas verdes deveriam ser criadas no Américo Silva, Etelvina Miranda e outros. O lixo está por toda parte a céu aberto. Quem quiser ver é só ir até o final da Rua Modesto Gomes, sentido Luz. Lá na curva, depois do sítio do Zé Alexandre, atrás do antigo britador. Tem outro também na Rua Bom Despacho, entre a Joaquim Gomes Pereira e Bahia. É preciso mais atenção, afinal lixo é problema de saúde, não é mesmo? E tem muitos outros pela cidade. Agora, o meioambiente fora do perímetro urbano está totalmente abandonado. Até onde consigo me lembrar, a última ação voltada para tal foi o plantio recorde de árvores, que rendeu ao Município um lugar nos Guiness Book, e a criação do Parque Francisco de Assis, na orla da Lagoa. Desde então, nada mais foi feito. Nenhuma área degradada foi recuperada pelo poder público. Há cinco anos que a Lagoa Verde espera pela sua ETE. O Plano Diretor da cidade é muito claro em seu artigo 26, inciso XXVl “Usar de todos os meios legais necessários para que o Rio São Francisco retorne ao seu leito de origem na região da Volta Grande”. Vamos ser sinceros, muito pouco do que está lá no que se refere a meio ambiente foi realmente feito.

Infelizmente, as pessoas que têm ocupado a pasta do meio ambiente nos últimos anos não têm muita afinidade para com a causa ambiental e muito pouco conhecem dos problemas do nosso Município. As indicações têm sido puramente políticas. JI- Problemas mais críticos e medidas urgentes que precisam ser tomadas com relação ao nosso meioambiente. Saulo- Os lixões a céu aberto; o esgoto que continua sendo lançado na Lagoa Verde sem tratamento; várias ruas sem qualquer tipo de pavimentação, que são fonte de muita poeira; a queima de lixo e de lotes vagos pela população, principalmente nessa época em que a umidade do ar é muito baixa; a queima de canaviais; a total falta de visão dos gestores públicos para com os problemas ambientais. Vejam bem: todos os conflitos sociais estão ligados ao ambiente. Quanto mais ele for negligenciado, mais problemas surgirão. Por exemplo: baixa umidade associada à fumaça no ar representa mais crianças e idosos nos PSFs, e por aí vai. Enquanto nossas autoridades não priorizarem o meio ambiente em suas políticas públicas, continuaremos sofrendo com os efeitos colaterais. JI- A Campanha da Fraternidade deste ano tem como tema “A Fraternidade e a Vida no Planeta”. De que forma a Igreja, as empresas, as entidades, a população, de maneira geral, podem contribuir para melhorar a qualidade de vida? Saulo- Vamos por partes. A Igreja foi muito feliz ao abordar esse tema. No entanto, é preciso mais pró atividade e partir para o campo de batalha, não se restringindo apenas aos grupos de debates. Esses temas já foram amplamente debatidos. O que é preciso agora é por a mão na massa. As empresas sabem o que têm que fazer. Não lhes falta consciência ambiental. Então façam! Não fiquem parados como se fossem carrinhos-de-mão esperando que alguém os empurre. A AAPA tem feito o seu papel, mesmo sem apoio e recursos, contando apenas com a colaboração de seus membros e dos pescadores que nos passam as informações. Mas, as dificuldades são muitas, principalmente pela falta de visão de algumas pessoas que relutam em ceder um pedacinho de seu patrimônio. Ainda falta a essas pessoas perceberem beleza na natureza. Parece que só enxergam beleza no extrato bancário. Outras entidades precisam ser mais fiéis ao Estatuto, e não serem simplesmente mercadores da natureza. Não façam de suas associações um balcão de negócios. A população precisa ser mais atenta com relação a seus hábitos. Procurem separar o lixo seco do orgânico. Em casa, já faço isso e ensino a meus filhos. Tenho uma pequena horta, e todo o resíduo orgânico vai para a compostagem. Só levo pra rua o lixo seco, no dia certo para ser recolhido. O óleo usado vira sabão. E ainda cultivo algumas mudas de espécies nativas e exóticas, como jatobá, angico, angá, vinhático, jambo, manga e outras. Parem de botar fogo em folhas secas. Algumas pessoas têm a capacidade de ir para um sítio no fim de semana, aproveitar bastante, curtir a natureza, perturbar o sossego dos residentes locais (no que mais parece uma competição de som alto) e, ao retornarem para a cidade, recolhem o lixo e simplesmente espalhamno pelo caminho. Isso é de uma falta de educação indescritível. Parem de dar maus exemplos para seus filhos. Nossos gestores públicos precisam ter uma comissão encarregada de identificar esses problemas e resolvê-los. JI- Alguma outra consideração? Saulo- Precisamos nos conscientizar de que quem precisa ser salvo não é o planeta, como muitos pensam. E, sim, nós mesmos. A Terra já passou por transformações e catástrofes certamente muito piores do que a que estamos pavimentando, e sempre se manteve absoluta. Se quisermos deixar um lugar habitável para que as próximas gerações vivam suas vidas sem precisar usar, obrigatoriamente, protetor solar fator 50, precisamos mudar nossos hábitos, que estão em total descompasso com o ambiente. E a mudança depende de cada um.


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

Catecismo Católico da Igreja Creio em Jesus Cristo, Filho único de Deus e da Virgem Maria O nome de Jesus significa «Deus salva». O menino nascido da Virgem Maria é chamado «Jesus», «porque salvará o seu povo dos seus pecados» (Mt 1, 21). «Não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens, pelo qual possamos ser salvos» (At 4, 12). O nome de Cristo significa «Ungido», «Messias». Jesus é Cristo, porque «Deus O ungiu com o Espírito Santo e o poder» (At 10, 38). Ele era «Aquele que estava para vir» (Lc 7, 19), o objeto da esperança de Israel. O nome de Filho de Deus significa a relação única e eterna de Jesus Cristo com Deus seu Pai: Ele é o Filho único do Pai e, Ele próprio, Deus. Crer que Jesus é o Filho de Deus é condição necessária para ser cristão. O nome de Senhor significa a soberania divina. Confessar ou invocar Jesus como Senhor é crer na sua divindade. Ninguém pode dizer "Jesus é Senhor", a não ser pela ação do Espírito Santo (1 Co 12, 3). No tempo estabelecido por Deus, o Filho Unigênito do Pai, a Palavra eterna, isto é, o Verbo e imagem substancial do Pai, encarnou. Sem perder a natureza divina, assumiu a natureza humana. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, na unidade da sua Pessoa divina; por essa razão,

Ele é o único mediador entre Deus e os homens. Ele tem duas naturezas, a divina e a humana, não misturadas, mas unidas na única Pessoa do Filho de Deus. Verdadeiro Deus e verdadeiro homem, Cristo tem uma inteligência e uma vontade humanas em perfeito acordo e submissão à inteligência e vontade divinas, que Ele tem em comum com o Pai e o Espírito Santo. A encarnação é o mistério da união admirável da natureza divina e da natureza humana, na única Pessoa do Verbo. Na descendência de Eva, Deus escolheu a Virgem Maria para ser a Mãe do seu Filho. Cheia de graça, ela é o mais excelso fruto da Redenção. Desde o primeiro instante da sua concepção, ela foi totalmente preservada imune da mancha do pecado original, e permaneceu pura de todo o pecado pessoal ao longo da vida. Maria é verdadeiramente «Mãe de Deus», pois é a Mãe do Filho eterno de Deus feito homem que, Ele próprio, é Deus. Maria permaneceu Virgem ao conceber o seu Filho, Virgem ao dá-Lo à luz, Virgem grávida, Virgem fecunda, Virgem perpétua; com todo o seu ser; ela é a «serva do Senhor» (Lc 1, 38). A Virgem Maria cooperou livremente, pela sua fé e obediência, na salvação dos homens. Pronunciou o seu «sim» em vez de toda a humanidade: pela sua obediência, tornou-se a nova Eva, mãe dos vivos. Dom Félix Bispo Diocesano

Apostolado da Oração

Grupo AO da Paróquia São Carlos Borromeu

Concentração em Aparecida com Homens palmeando Pe. Otmar O Apostolado da Oração vem crescendo muito em nossa cidade. A cada dia, nossos irmãos e irmãs estão buscando a graça de uma vida dedicada ao Sagrado Coração de Jesus. O grupo do AO da Paróquia São Carlos Borromeu cresce a cada mês com novos integrantes e também busca participar dos momentos de crescimento espiritual: em abril, a diretoria esteve no Encontro Diocesano em Luz; no mês de junho participou da Concentração Nacional em Aparecida; realizamos a novena nas comunidades e as palmeações; entregamos mais 39 fitas para os novos membros, além de participações dentro de nossa paróquia. E no dia 20 de agosto de 2011 faremos nosso primeiro Encontro de Formação Espiritual a nível paroquial. A água que jorra do Coração de Jesus vem lavando e renovando nossos corações, motivando-nos a ajudar na construção do Reino de Deus. Venha juntar-se a nós! Nossa reunião é toda primeira sexta-feira do mês, na Igreja Matriz, às 18:00 horas. Esperamos por você!!! Sagrado Coração de Jesus, nós temos confiança em vós!!! Regina, Sônia e Cecília

JULHO/ 2011 - Página 18

E.A.C. – Notícias E.A.C. marca presença no “Arraiá” da Comunidade Árvore da Vida A Comunidade Árvore da Vida, sempre dinâmica e envolvida com os seguimentos sociais e religiosos de nossa cidade, realizou no dia 18 de junho um animado “Arraiá Junino”. Para isso contou com a participação dos movimentos jovens de nossa paróquia. O E.A.C. e outras lideranças jovens ficaram responsáveis pela alegria e descontração de uma animada dança de “quadrilha”. Este momento acabou envolvendo todos os presentes, inclusive o pessoal da “melhor idade”, que já havia dançado mais cedo. Quem não foi, perdeu! Pois, além da alegria da confraternização, ficou a certeza de que tudo que é feito com amor tem sucesso garantido. E a receita do sucesso é o comprometimento de todas as lideranças cristãs pelo bem estar de nossa juventude.

Luciano Mendes - Banda Corpus O dia 26 de junho foi também marcado por muita alegria e entusiasmo, ao som do cantor Luciano Mendes - Banda Corpus. A juventude cristã, representada pelo EAC, MAC, EJC e MLC, foi a convidada especial desta festa, que aconteceu no Poliesportivo Leopoldo Bessone. Lamentavelmente, não pôde estar presente o MLC, devido ao falecimento da jovem Alaine, que pertencia ao grupo. Na oportunidade, manifestamos o nosso sentimento de pesar pela perda tão precoce de nossa amiga. Que a misericórdia e o amor de Deus possam fortalecer toda família neste difícil momento.

Alegria, cor e talento na Festa de Corpus Christi Neste ano, os movimentos de jovens ficaram responsáveis pela ornamentação da calçada da Praça da Matriz São Carlos Borromeu. Com muita união, dedicação e talento, todos trabalharam incansavelmente nesta missão. Para este trabalho, tivemos a grande colaboração de nosso talentoso amigo Silvio Elias, responsável pela arte do desenho, além de assessorar os jovens na realização dos trabalhos. Que Deus continue concedendo-lhe muitos dons para que possa partilhar com toda a comunidade, além de suas habilidades, sua simplicidade e sua alegria. Valeu, amigo!


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

Esportes por esportes Copa Lagoa Mundo dos Esportes de Futebol Amador 2011 Chegou ao fim a Copa Lagoa Mundo dos Esportes de Futebol Amador 2011. Esta competição contou com a participação das equipes Arce, Farmel, Laprata, Japaraíba, Bela Vista (Arcos) e Swat (Santo Antônio do Monte). Depois da primeira fase, classificaram-se em um grupo, Arce e Bela Vista; e no outro, Farmel e Swat. A Swat enfrentou e eliminou a Arce, enquanto a Farmel encarou e venceu o Bela Vista. Em partida única, a Swat (do Fernandinho) e a Farmel (do Presidente Gilfar) realizaram um grande jogo na finalíssima, com a equipe de Santo Antônio do Monte sagrando-se campeã. A Swat bateu a Farmel por 1 a 0, com gol marcado por Buiú, aos 5 minutos do primeiro tempo. A competição contou com a presença média nos jogos de 300 torcedores. Quero parabenizar as equipes participantes, a organização, a Guarda Municipal, a Polícia Militar e os trios de arbitragem. Todos trabalharam com determinação para que a Copa fosse um sucesso.

Ganância e protecionismo Fala-se, pelos quatro cantos do mundo, que santo de casa não faz milagre. Mas acredito que os bons profissionais precisam ser valorizados e reconhecidos, principalmente os filhos da terra. Quase sempre os mais gananciosos têm aquela mãozinha dos protetores. Com isso a competitividade fica desigual e desumana. Se este quadro permanecer, será que valerá a pena investir em uma faculdade e, depois, até numa pós graduação?! No dia-a-dia, percebemos o descaso para com os bons profissionais que lutaram para se formar. Não podemos continuar de braços cruzados. Precisamos protestar contra a ganância e o protecionismo, que sempre imperam quando se pesa na balança um ou outro nome. A força política quase sempre sai vencedora, enquanto a qualidade fica colocada em segundo plano. Infelizmente, já presenciamos um profissional praticamente contratado, vem outro e, através do jeitinho político desonesto, puxa-lhe o tapete e ocupa o seu lugar. Para aqueles que investiram e continuam investindo em suas carreiras, esperamos que, um dia, a justiça dos homens seja repensada e faça prevalecer a competência dos bons profissionais.

Copa LagoaCred Card de Futsal 2011 Está chegando a Copa LagoaCred Card de Futsal 2011, que contará com a participação de equipes importantes de Lagoa da Prata e região e de outras localidades de Minas Gerais. No ano passado, a Farmel foi a grande campeã. A

JULHO / 2011 - Página 19 Waldir Ribeiro

LagoaCred chega mais uma vez com uma grande competição para movimentar o esporte e angariar fundos para as instituições de caridade de nossa cidade. A organização da competição é da AIEFA, sob o comando do Professor Walmir Borges Franco e com o auxílio de Waldir Pinto Ribeiro. O início será no dia 09 de agosto, no Poliesportivo Leopoldo Bessone, e contará com a participação de 16 equipes. Os jogos serão realizados às terças e quintas-feiras, às 19:30 h. Torcedor, vá ao ginásio, prestigie a competição e ajude as instituições de caridade de Lagoa da Prata.

Campeonato Brasileiro O Campeonato Brasileiro de 2011 já está a pleno vapor, e os clubes mineiros estão disputando em busca de seus objetivos. Os resultados de América, Atlético e Cruzeiro não têm sido satisfatórios. Pela qualidade duvidosa e ruim até o momento, esta edição do Campeonato Brasileiro ainda não despertou o interesse dos torcedores. Esperamos que, com a abertura da janela para a contratação de jogadores do exterior, a qualidade melhore. O América vem com uma participação preocupante. No ano de 2012, o clube estará comemorando o seu centenário. E o torcedor americano, com certeza, diz mil vezes não ao rebaixamento do Coelhão. A diretoria precisa acordar enquanto é tempo, pois ainda estamos no início da competição, e o América pode se recuperar. O elenco do time, começando pelo técnico Mauro Fernandes e pelo goleiro Flávio, não é bom. Por isso, abram os olhos, Marcos e Caio Salum, antes que seja tarde demais. A torcida não merece a segundona no ano do centenário. O Atlético segue a sua sina no Campeonato Brasileiro. O sofrimento da torcida continua (e maior do que o do ano passado, que por um milagre não levou o time para a segundona). Os mandos e desmandos seguem na Cidade do Galo, principalmente em relação ao todo poderoso Dorival Júnior. O elenco do Atlético é, até certo ponto, de boa qualidade, mas o técnico é incoerente e péssimo em suas declarações. Acorda, Alexandre Kalil, melhor presidente do Brasil, antes que seja tarde demais e o quadro instaurado fique irreversível. A mais fiel torcida do mundo não merece este sofrimento. O Cruzeiro, depois que contratou o papai Joel Santana, teve uma injeção de ânimo. O time vai se engrenado no Campeonato Brasileiro de 2011. Com a chegada do novo técnico, parece que os jogadores tiraram um peso das costas, o futebol começou a fluir, as vitórias chegaram e o time melhorou na tabela de classificação. O elenco celeste também é de boa qualidade.

Medicina Natural Melão O melão é produzido por uma planta originária da Ásia e aclimatada no Brasil. Pertence a mesma família da melancia. Uso Medicinal O melão maduro é tido como calmante, refrescante, diurético, laxante. Recomenda-se contra a gota, o reumatismo, artritismo, a obesidade, a colite, a prisão de ventre, as afecções renais, a leucorreia. Também é recomendado às senhoras que sofrem do útero e dos ovários. Esta fruta ajuda a eliminar pólipos, coágulos de sangue, inflamações, irritações, úlceras e o sangue tóxico que circula pelo útero. As sementes do melão são tenífugas, como as da abóbora. Valor Alimentício Como o melão não combina facilmente com qualquer alimento, o melhor é comê-lo sozinho. Como sobremesa é particularmente indigesto, podendo ocasionar desarranjos digestivos. É fonte de vitamina A e C, entre outros nutrientes. Utilidades Medicinais · Doenças da bexiga, da próstata, dos ovários, do útero. · Acidose, artritismo, cálculos biliares e renais, hemorragia, cirrose hepática, cistite, colite, constipação intestinal, gota, icterícia, nefrite, obesidade, reumatismo – fazer refeições só de melão, esporadicamente. Passar um ou dois dias por semana só com melão, quando se deve manter repouso. · Falta de apetite – triturar as sementes em água e um pouco de mel. Tomar morno e bem diluído, 03 xícaras por dia. · Solitária – mastigar, em jejum, sementes de melão e, uma hora depois, tomar um purgante. · Doenças do baço, do fígado, do esôfago, gastrite – tomar, esporadicamente, o suco de melão. Substituir refeições por este suco. Triturar as sementes em água e mel, coar e tomar 3 xícaras por dia, bem diluído, morno. · Mucosidades da garganta – substituir refeições por suco de melão e gargarejar com o mesmo suco. Fonte: As Frutas na Medicina Natural

Otaviana de Moraes Ferreira


O Jornal de Informação e Formação do Povo de Deus

JULHO / 2011 - Página 20

154 - Jornal Informação - Ed. Jul. 2011  
154 - Jornal Informação - Ed. Jul. 2011  

Jornal de informação e formação do povo de Deus.

Advertisement