Page 1

Jornal Negócios 20­06­2013

Periodicidade: Diário

Temática:

Economia

Classe:

Economia/Negócios

Dimensão:

391

Âmbito:

Nacional

Imagem:

S/Cor

Tiragem:

18239

Página (s):

34

Uma grande decisão

AICEP o braço armado

Rating daRepública PEDRO SANTANA LOPES

Algo de muito positivo se passou nestes dois anos E preciso não olhar só para o lado mais escuro da realidade e pelo contrário pensar positivo Esta AICEP e a referida decisão do Governo constituem um caso de sucesso

Agora que estamos numa

época de balanço dos dois

anos de Governo podemos registar tambémoquantofoibomo primeiro ministro e o ministro Pau lo Portas terem assumido a opção de a AICEPpassar para a responsabili dade do Ministério dos Negócios Es trangeiros Se há algo que deu uma volta no sentido positivo no tempo deste Go verno foi exatamente a política eco nómicaexterna Muitas pessoas an

tesjá tinham defendido esta opção

a começar por Durão Barroso por

Martins da Cruz e se me permitem por mim próprio Mas quem o fez foi este Governo e com resultados ma

nifestos AAICEP sob aliderançade

Pedro Reis tornou se um instru

mento importantíssimo da econo

mia portuguesa ao serviço das em presas da diversificação de merca dos do incremento das exportações AAICEP tornou se um braço ar mado dos empresários portugueses sob a liderança empenhada do mi nistro dos Negócios Estrangeiros A

Sem dúvida Aqui no balanço destes

No tempo de hoje a AICEP é sobre tudo uma aliada dos portugueses que querem investir no estrangeiro Vejo isso quase todos os dias na mi nha vida profissional como advoga

censura ao que existia antes mas é

estrangeiro sempre que há dificul

catêm a sua marca ou não têm mar

sugerir vamos à AICEF Antes isso

AICEPjá fazia antes bom trabalho

dois anos não está implícitaqualquer

sabidoque cadaliderançaecada épo

ca nenhuma o que ainda é pior Com Basílio Horta porexemplo

aAICEP teve muita marca do inves

timento estrangeiro em Portugal

do Clientes com investimentos no

dades têm já a reação instintiva de não acontecia As pessoas tinham um pouco a sensação que não servia para nada ou que servia para muito pouco

É evidente que tudo isto é feito

em colaboração estreita com o Mi nistério da Economia que mantém a ligação com esse organismo Só que passou a haver coordenação de

quem coordena também as nossas representações no exterior E isso faz todo o sentido A esse propósito devo fazer uma nota especial ao tra balho que a ministra daAgricultura está a fazer neste domínio com re

sultados óbvios no sector agroali

mentar que têm aumentado o do

bro da média do aumento das expor tações portuguesas Lá está algo de muito positivo se passou nestes dois anos É preciso não olhar só para o lado mais escuro da realidade e pelo contrário pensar positivo Esta AI CEP e a referida decisão do Gover no constituem um caso de sucesso Advogado

Assina esta coluna semanalmente à quinta feira Este artigo de opinião foi escrito em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

Negocios 20junho2013