Page 1

Agência Nacional do Cinema

Instrução Normativa nº 22 - Anexo I SOLICITAÇÃO DE ANÁLISE E ENQUADRAMENTO DE PROJETOS 1.

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 TÍTULO

O Rosto que sorri

1.2 ROTEIRISTA

João Pedro Kowacs Castro

1.3 GÊNERO

FICÇÃO

1.4 FORMATO

CURTA (até 15 min)

_____________________

1.5 DURAÇÃO PREVISTA 12

minutos

Obra seriada:

1.6 SUPORTE DE CAPTAÇÃO

duração do capítulo

HIGH DEFINITION (HD)

_____________________

1.7 SUPORTE DA CÓPIA FINAL HIGH DEFINITION (HD)

_____________________

1.8 DESTINAÇÃO INICIAL 2.

capítulos

MERCADO DE SALA DE EXIBIÇÃO

duração total (min)

___________________

IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE

2.1 - Razão Social

2.2 - CNPJ

2.3 - N. de Registro na Ancine

Betânia Dutra de Oliveira CPF: 022.834.020-93 2.4 - Endereço - correspondência 2.5 - complemento Rua Dr. Pio Ângelo 35 2.6 - Município 2.7 - UF 2.8 - CEP 91760-300 Porto Alegre RS 2.8 - Telefone (DDD + Número) 2.9 - Fax (DDD + Número) 2.10 - Endereço Eletrônico (e-mail) be_taniadutra@hotmail.com (51)99512163 2.11 - Responsável Legal 2.12 - C.I. / órgão expedidor 2.13 - CPF Betânia Dutra de Oliveira 8091087331 - órgão expedidor SJS/RS 022.834.020-93 2.14 - Agência do Banco do Brasil S/A preferencial (Nome e número)

3.

RESUMO GERAL DO ORÇAMENTO E CRONOGRAMA DE PRODUÇÃO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

1 2 3 4 5 6 7 8 9 11 12 4.

Desenvolvimento de Projeto Pré-Produção Produção e Filmagem Pós-Produção Despesas Administrativas Tributos e Taxas TOTAL DA PRODUÇÃO Comercialização Gerenciamento Agenciamento e colocação VALOR TOTAL DO PROJETO

DURAÇÃO (SEM/MESES)

1 mês 2 meses 1 semana 1,5 messes

VALORES (R$)

1.000,00 2.235,00 42.910,00 16.510,00 950,00

---63.605,00 3.700,00 ------67.305,00

DEMONSTRATIVO DE RECEITAS RECEITAS

VALORES (R$)

ART. 1º - Lei 8.685/93 ART. 1º-A - Lei 8.685/93 ART. 3º - Lei 8.685/93 ART. 3º-A - Lei 8.685/93 ART. 18 - Lei 8.313/91 ART. 25 - Lei 8.313/91 ART. 39 - MP 2.228/01 (Isenção Condecine) Lei 10.179/01 (Conversão da Dívida) LEIS ESTADUAIS DE INCENTIVO LEIS MUNICIPAIS DE INCENTIVO OUTRAS FONTES RECURSOS PRÓPRIOS/CONTRAPARTIDA (mínimo obrigatório de 5%)

R$ 67.305,00


TOTAL

R$ 67.305,00


3.1

SINOPSE DO PROJETO (Breve resumo do projeto em até 3 linhas, para publicação)

O Rosto que Sorri será um filme de curta-metragem, captado e finalizado em HD, de aproximadamente 12 minutos que retrata a breve relação de dois jovens, a qual inicia numa danceteria e termina num parque, no dia seguinte. O filme é um esboço da incomunicabilidade e das relações humanas.

3.2

OBJETIVOS E JUSTIFICATIVA PARA O PROJETO

* Realizar o curta-metragem de ficção “O Rosto que Sorri”, com aproximadamente 12 minutos, captado e finalizado em HD, em Porto Alegre * Fazer 200 Cópias em DVD, 2 cópias em MiniDV, 2 cópias em DVCAM e 2 cópias em Beta para distribuição e divulgação. * Realizar um pré-lançamento do filme no auditório do prédio da Faculdade de Comunicação Social da PUCRS, promovendo debates dos realizadores após a exibição. * Realizar um evento de lançamento do filme com debate com os realizadores e elenco após a exibição, em Porto Alegre, aberto ao público. * Distribuir cópias do filme em universidades, escolas, sites e portais dedicados ao cinema digital e casas noturnas. *Inscrever o filme em festivais e mostra de cinema nacionais e internacionais. * Promover e estimular a reflexão sobre a incomunicabilidade das relações humanas. Propõe um cinema em sintonia com o público jovem contemporâneo. Experimentar recursos audiovisuais que se ajustam às janelas de exibição de vídeos - como os portais YouTube e Porta Curtas Petrobras - recorrendo às linguagens do videoclipe e videolog. Música e imagem contemplam as demandas audiovisuais dos jovens de nossa época. A experimentação-narrativa é levada como uma constante no projeto, com o propósito de fazer um filme de entretenimento inteligente. Ademais o público jovem, uma parcela cada vez maior de espectadores aceita e tem se mostrado cada vez mais aberta a filmes com propostas experimentais, que reflitam assuntos do seu nicho social.

3.3

PLANO DE EXECUÇÃO (descrever as atividades a serem realizadas em cada etapa do projeto e como pretende desenvolvê-las)

No mês de Fevereiro será desenvolvida a etapa de desenvolvimento e preparação do projeto, nessa etapa será desenvolvido o último tratamento do roteiro e acontecerá uma reunião entre a produção e a direção para discutir detalhes técnicos do roteiro. Paralelo a isso, começará a pesquisa e busca de locações bem como a pesquisa de elenco. A pré-produção terá em início em Março, e começará com a definição da equipe principal do filme. Depois disso a equipe se divide para elaborar seus documentos de trabalhos, como análises técnicas por departamentos, decupagens e story board. A direção realizará os testes de elenco e a produção irá a procura de apoiadores que queiram colaborar com o projeto. A direção de arte realizará pesquisas de figurino e objetos de arte. Depois de concluídas essas tarefas, será definida as locações e ocorrerá uma visita da direção, produção, direção de fotografia e direção de arte as mesmas. Com o elenco já definido, iniciarão os ensaios que pretendem ter duração de 3 semanas, nesse mesmo período serão realizados testes de câmera, montagem de cenários, prova de figurino e reunião final da equipe para últimos acertos. A terceira etapa é a filmagem que será realizada em três diárias em Porto Alegre. Na primeira diária serão captadas cenas em locações externas e internas. Na parte da manhã, filmaremos as cenas na locação externa, que será um parque, e na parte da tarde, iremos para a locação interna, que possivelmente será um estúdio. A segunda e a terceira diária serão realizadas em locações internas, sendo elas respectivamente um ônibus e estúdio. Depois de realizadas as filmagens, daremos início a etapa de pós-produção, onde o montador deve realizar o primeiro corte do filme em aproximadamente duas semanas. Após esse período, será planejado e criado os efeitos digitais e o desenvolvimento da trilha sonora. Acontecerá também a criação e a produção do material gráfico, para dar inicio as ações de divulgação do curta-metragem junto a universidades, casas noturnas e escolas. O Rosto que Sorri terá seu pré-lançamento na Mostra dos filmes de conclusão do curso Superior em Tecnologia em Produção Audiovisual, Cinema e Vídeo da PUCRS, realizada no prédio da Faculdade de Comunicação Social e aberta ao público. Depois se iniciará o processo de distribuição do filme, onde o


externa, que será um parque, e na parte da tarde, iremos para a locação interna, que possivelmente será um estúdio. A segunda e a terceira diária serão realizadas em locações internas, sendo elas respectivamente um ônibus e estúdio. Depois de realizadas as filmagens, daremos início a etapa de pós-produção, onde o montador deve realizar o primeiro corte do filme em aproximadamente duas semanas. Após esse período, será planejado e criado os efeitos digitais e o desenvolvimento da trilha sonora. Acontecerá também a criação e a produção do material gráfico, para dar inicio as ações de divulgação do curta-metragem junto a universidades, casas noturnas e escolas. O Rosto que Sorri terá seu pré-lançamento na Mostra dos filmes de conclusão do curso Superior em Tecnologia em Produção Audiovisual, Cinema e Vídeo da PUCRS, realizada no prédio da Faculdade de Comunicação Social e aberta ao público. Depois se iniciará o processo de distribuição do filme, onde o primeiro passo será a inscrição em Mostras e Festivais audiovisuais previamente pesquisados.

3.5

PLANO DE DISTRIBUIÇÃO DA OBRA (estratégia e ações para distribuição da obra)

O rosto que sorri é um projeto destinado para mídias digitais, para tanto, o uso da internet (Blogs, YouTube, Porta Curtas Petrobrás, Google Vídeos) e o ingresso em portais de relacionamento (como MySpace Film e Facebook) são o cerne das estratégias de divulgação do filme. Além disto, possíveis parcerias com casas noturnas são apostas para a projeção de teasers e conseqüente promoção do filme. Cópias em DVD do trailer, making of e trilha parcial (sonora e musical) serão enviadas a casas noturnas, Centro Acadêmicos (CAS) e Diretórios Centrais de Estudantes (DCEs) de Universidades do país. Edições especiais, em DVD, serão enviadas para VJs (Video Jockeys; DJ visual) residentes em casas noturnas das principais capitais do Brasil, Mercosul, para livre utilização das imagens na ambientação das festas. Será criado um website, onde se poderá acompanhar o processo produtivo do filme, com atualizações constantes, desde a pré-produção até a distribuição. A pré-estréia em Porto Alegre contará com a presença do elenco, equipe técnica principal e convidados, onde haverá um coquetel de confraternização, antes da exibição do filme, e uma festa (a ser planejada) após a exibição. O filme será inscrito em festivais de cinema, no Brasil, tais como o Festival Internacional de Curtas do Rio, Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, Mostra do Filme Livre (RJ), Festival de Cinema de Gramado, Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, Mostra de Cinema de Tiradentes e FAM – Florianópolis Audiovisual do Mercosul. Pretende-se inscrever o filme em festivais do exteirior, tais como, Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente (BAFICI), Festival Internacional de Cine de Mar del Plata (Argentina), Festival Internacional Del Cortometraje de Santiago (FESANCOR – Chile), Festival Internacional de Cine de Punta del Leste (Uruguai), Festival Internacional de Cine Expresión en Corto (México); L’Alternativa – Festival de Cinema Indenpendent de Barcelona (Espanha), Cinema Jove – Festival Internacional de Cine (Espanha), Internationales Kurzfilmfestival Berlin/Hamburg (Festival Intenacional de Curtas de Berlin e Hamburgo – Alemanha), Internationale Kurzfilmtage Oberhausen (Festival Internacional de Curta-metragem de Oberhausen – Alemanha), Festival du Court Métrage de Clermont-Ferrand (Festival de Curta-metragem de Clermont-Ferrand – França), LA CITA – Festival de Biarritz Cinemas et Cultures de l’Amérique Latine (França), Rencontres Cinemas d’Amérique Latine de Toulouse (França), Tampere International Short Film Festival (Finlândia), Norwegian Short Film Festival in Grimstad (Noruega), Stockholm International Film Festival (Suécia), Göteborg International Film Festival (Suécia), Uppsala International Short Film Festival (Suécia), Shorts Shorts Film Festival (Japão), Festival de Cinema de Trois Amérique (Canadá), New Directors / New Films Festival (EUA), Los Angeles Latino International Film Festival (EUA) e Australian International Short Film Festival.


DOCUMENTAÇÃO ENVIADA

8.

A ser preenchido pela EMPRESA PROPONENTE

Cópia simples da última alteração contratual ou ato constitutivo da empresa Currículo da proponente 8.3 Roteiro impresso ou em mídia ótica 8.4 Cópia simples do Certificado de Registro do roteiro na FBN 8.5 Contrato de cessão ou opção de direitos de realização do roteiro 8.6 Contrato de cessão ou opção de direitos de adaptação da obra literária 8.7 Orçamento Analítico - Anexo II 8.8 Carta de interesse da programadora, para projetos pelo inciso X do Artigo 39 da MP 2.228/01 8.9 Contratos de co-produção, quando houver. Outros 8.10 Concepções técnicas e artísticas 8.11 Roteiro decupado 8.12 Storyboard 8.13 Análise técnica 8.14 Cronograma de produção 8.15 Mapa de produção 8.16 Currículos da equipe 8.1 8.2

9.

x x

x

x x x x x x x

DECLARAÇÕES OBRIGATÓRIAS

9.1 DA REGULARIDADE FISCAL

Declaro não estar inadimplente com a União, inclusive com as contribuições que tratam os arts. 195 e 239 da Constituição Federal, com o FGTS, com o INSS, e com transferências recebidas anteriormente da Administração Pública Federal, através de convênios, acordos, ajustes, subvenções sociais, contribuições, auxílios e instrumentos congêneres. 9.2 DA PRODUTORA

Declaro ser a proponente, empresa produtora brasileira independente, conforme definido nos termos do artigo 1º da MP 2.228/01, tendo em seu objeto social a produção de obras audiovisuais. 9.3 DA CONTRAPARTIDA

Declaro, para todos os fins de direito, ser de exclusiva responsabilidade da empresa que represento a integralização do percentual contrapartida dos recursos necessários à realização do projeto, em conformidade ao orçamento apresentado de acordo com o inciso I, § 2º e § 5º do art. 18 da Lei 10.454 de 13 de maio de 2002. 9.4 DOS CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS Estou ciente da obrigatoriedade de fazer constar o crédito da ANCINE, da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei 8.313/91) e Lei do Audiovisual (Lei 8.685/93), nas peças promocionais, no produto final ou serviços e que o não cumprimento do disposto, implicará na minha inadimplência junto à ANCINE. 9.5 DAS INFORMAÇÕES Declaro, para todos os fins de direito, que as informações prestadas no projeto, inclusive nos anexos, são verdadeiras e de minha inteira e exclusiva responsabilidade, na responsabilidade, na representação da empresa sendo passível de comprovação a qualquer tempo. LOCAL / DATA Porto Alegre, 17 de novembro de 2008 ASSINATURA DO RESPONSÁVEL LEGAL NOME DO RESPONSÁVEL LEGAL

O ROSTO QUE SORRI  
O ROSTO QUE SORRI  

Projeto técnico e relatório final do filme de conclusão de curso, O ROSTO QUE SORRI

Advertisement