Page 8

Espiritualidade

AINDA BEM QUE FOI ASSIM

V

ou dizer das coisas acontecidas e que seguem acontecendo. Foram e são vários rumos. Concerto de vozes. Uma luz, uma presença, um impulso eram e são incessantes: a missão. Aprender a ser discípulo e ser enviado. A missão começa a partir de dentro de nós. Jesus é a fonte e a estrada. Ele é o Amor-eixo em torno do qual todos nós giramos. Jesus desencadeou na História humana uma revolução de valores. Ele não veio de Escola alguma. Não veio de tronos nem de alguma família sacerdotal judia. Foi o Pai que enviou este seu Filho amado. Veio para ressuscitar a vida afim de que ela seja eterna: história de salvação. Veio do Alto, sem poder e majestade, no pequeno tamanho da vida diária, com o peso e os conflitos inerentes à história pessoal e coletiva. Nascido de mulher. Veio, situando-se em seu povo de fé, a partir da Galileia, verde e fértil, rebelde. Veio da insignificante aldeia de Nazaré, a que se prestava a deboches. Jo 1,46; 7,52. E os chamados primeiros a segui-lo eram também galileus. Ainda bem que foi assim que tudo começou. UMA NOVA ALIANÇA O movimento que Jesus desencadeia desarticula e cria deslocamento de perspectivas. Desata e ata. Há força e fúria contra. Há intensida-

08 Akikolá Maio.indd 8

de e arrebatamento. A efervescência se alastra pós-ressurreição. O inédito da Esperança se firma. Uma Promessa de quem é fiel. Pentecostes impulsiona a boa notícia do Reino de Deus qual fermento, sal e luz: eis a força irradiadora da nova aliança. Requer uma transmutação de valores e atitudes. Aconteciam crises no contexto judaico, no império romano, na cultura grega. Eram tempos de mudanças. Foi esta a brecha para a proposta cristificadora. Este fenômeno religioso, com sua autonomia relevante, palpita de atualidade: deslegitima modos de existir, legitima uma real igualdade de chances de vida em Deus, cria a “família de Deus” (Mc 3, 31-35), pois eterna será a vida com Deus. Um estilo de ser e praticar a crença. A Nova Aliança vai efetivada no “Reino de Deus”. Já e ainda não. Pensaram que fosse logo... Descobrem tormentosamente que o Reino é uma visão de horizontes e uma prática de vida redimida e redentora, que envolve os simples e os pequenos, os necessitados e sofredores que conhecerão, no concreto, seus direitos, seus lugares, sua alegria de ser-com e ser-para, no correr dos tempos. Em casa, na cidade, sem fronteiras. Reinado existirá onde o Deus de Jesus for Senhor e Pai, simultaneamente. O senhorio de Deus congrega: Pai

Akikolá 07/05/2014 08:28:25

Akikolá - Maio/2014  

Informativo da Província Redentorista RJ-MG-ES