Page 1


Ver

O que fazer quando exageramos?

A

h, o verão... Estação cantada em versos e contexto de muitos romances e aventuras inesquecíveis abordadas por telenovelas e filmes, sobretudo os produzidos em nosso país. Ao verão, associamos o final de um ciclo em que produzimos, nos cansamos, atingimos metas, criamos outras... Tempo de festas, de pausa para relaxar e aproveitar os dias mais longos para divertir-se ou usufruir da tranquilidade do campo, piscina ou praia. Tempo, também, em que muitos se dedicam aos esportes ou à companhia dos amigos e familiares à beira-mar. Momento festivo, no

qual, nas celebrações, alimentos e bebidas que consumimos com menor frequência no dia a dia, como doces e pratos calóricos, estão à disposição. Mas o que deveria ficar na memória como um período de descanso pode se converter em mal-estar pelos exageros cometidos com relação à exposição solar, ao consumo de alimentos e bebidas e à organização apressada das celebrações de fim de ano. Quando isso ocorre, o que fazer? É a essa pergunta que Viver melhor buscará responder. Contamos, para tanto, com a colaboração de diversos especialistas, que vão destacar como proceder para que seu verão seja uma excelente lembrança.

Destaques da edição Nesta edição, orientações sobre o que fazer com relação aos “torrões de sol”, às eventuais queimaduras causadas pela exposição solar, frutas cítricas e por águas-vivas. Dicas importantes sobre nutrição e bem-estar, também. O estresse que o fim de ano pode ocasionar e a importância de “desligar”, nas férias, terão destaque. No especial Turismo, confira opções de cruzeiros marítimos. Para quem prefere o campo, incluímos um roteiro de cachoeiras, no sul catarinense. Confira ainda, informações sobre serviços da clínica dedicados a você!

2 Viver Melhor

DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

Ver

Para curtir com segurança e tranquilidade o verão e festas como o Carnaval, vale lembrar se beber, não dirija, hidrate-se, alimente-se bem e proteja-se!


rão

erão S

obre o tema, falam as dermatologistas Mariane Corrêa Fissmer, Maria Virgínia Guedes, a nutricionista Thaísa Herdt e o clínico Kleber Rosa, todos da Pró-Vida (p. 03 e 04). O uso do protetor solar é essencial, sendo que “a frequência de reaplicação está relacionada ao tipo de protetor e a escolha deste segundo as características da pele do indivíduo e sua faixa etária. Crianças precisam de protetores específicos”, afirma Dra. Mariane. Quando ocorre o “torrão de sol”, cuidados de suporte são essenciais, como a ingestão de água, uso rou-

Evitar o sol das 10 às 16, hidratar-se, e voltar à dieta após as festas são algumas das recomendações. Confira!

pas frescas e evitar a reexposição ao sol. Ao ressecamento da pele decorrente, o uso de hidratantes comuns diminuem o desconforto, destacam as dermatologistas. Ainda, “filtros com fator de proteção solar alto, como o 60, protegem cerca de 4% a mais do que o de fator 30. Os 4%, porém, incidirão sobre a pele ao final de uma semana”, diz Dra. Mª Virgínia. Existem suplementos orais como carotenoides, melatonina e antioxidantes que podem atenuar a formação e ação de radicais livres. A Polypodiumleucotomos, por exemplo, é uma planta rica em compostos polifenoloicos com potencial fotoprotetor e fotorreparador, recomenda Dra. Mariane.

Frutas cítricas e água-viva A fitofodermatite corresponde às queimaduras causadas por contato com frutas cítricas seguida de exposição solar. Para evitá-las, lembra Dra. Mariane, deve-se lavar a região com água e sabão após o contato. Os vegetais que a podem causar são: limão taiti; tangerina; limeira; figo; aipo; coentro; cenoura; erva-doce, salsa e nabo. No mar, quando ocorre contato acidental com água-viva, o primeiro cuidado, para diminuir a dor é passar ácido acético (vinagre) sobre a parte afetada. A lesão não deve ser coberta. Por meio do ácido, a neurotoxina liberada pela água-viva é retirada, conforme Dra. Maria Virgínia.

“Controlar a exposição ao sol continua sendo o principal cuidado para evitar o câncer de pele e o envelhecimento precoce. “

“Após o verão, é essencial buscar a orientação do dermatologista, para perceber se há alguma lesão pré-cancerosa na pele. “

Dra. Mariane C. Fissmer

Dra. Mª Virgínia M. Guedes

Dermatologista

Dermatologista

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

3


Dicas

essenciais Para o clínico Kleber Rosa, apesar de toda a informação de que dispomos na atualidade, ocorrem os excessos relacionados à exposição, e sobretudo, a falta de hidratação. Os idosos, por exemplo, sentem menos sede do que adultos e crianças, merecendo atenção redobrada. Quanto à prevenção, as campanhas ajudam, mas é preciso que o indivíduo perceba a importância de não abusar. Porém, diante dos exageros “cabe destacarmos algumas dicas”, enfatiza. • Ao ficar “ardido” após exposição solar, evitar soluções caseiras (como passar creme dental para aliviar as queimaduras); • Proteger áreas sensíveis como pés, orelhas e couro cabeludo; • Em casos de febre, diarreia e vômito, ir ao médico imediatamente.

4 Viver Melhor

DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

Ver Como contornar os

exageros C A fotoproteção, assim como a manutenção da dieta regular, contudo, ainda são as medidas mais adequadas.

om relação aos abusos alimentares cometidos no Natal e Ano Novo, o ideal é que após os exageros, “voltemos a fazer uma alimentação balanceada, com ingestão de líquidos como água, sucos e chás”, pontua a nutricionista Thaísa Herdt. Ela alerta para radicalismos a que muitos apelam após as festas. “Não há necessidade de ingerir somente líquidos e ficar sem se alimentar. Pois tanto o jejum como o exagero na ingestão de líquidos não trazem benefícios à saúde”. Esse extremo, “pode levar o indivíduo a apresentar tonturas, hipoglicemia e mal-estar geral” alerta a nutricionista. A sugestão de Thaísa é que, após os

exageros de final do ano, o indivíduo volte aos hábitos alimentares saudáveis. “Como estamos no verão, devemos dar preferência a alimentos mais leves, como frutas da época, saladas com verduras e legumes variados, crus e cozidos, risotos, sucos, vitaminas, gelatina, salada de fruta, etc.”, reforça. Estes são digeridos mais facilmente, e evitam desconfortos intestinais. Tais alimentos têm grande quantidade de água, fibras, vitaminas e minerais, “fornecendo poucas calorias e contribuindo para a eliminação do peso adquirido nas festas”, sugere. É importante ainda, lembra Thaísa, fazer “de cinco a seis refeições diárias, estimulando o metabolismo. O que ‘queimará’ mais calorias”, conclui.

“Alimentar-se na quantidade certa e praticar exercícios físicos é o caminho para se recuperar dos exageros de fim de ano.”

“A prevenção, como processo educativo, deve acontecer permanentemente, não somente no verão.”

Thaísa Herdt

Dr. Kleber Rosa

Nutricionista

Clínico

www.clicprovida.com.br


rão Fim de ano: Alegria x Ansiedade Evitar os excessos de fim de ano é fundamental para recarregar as baterias, nas férias.

O

ano de 2012 chega ao fim. O verão, estação associada ao “desligar” da rotina e às festividades, é o período mais aguardado do calendário. Porém, para muitos, o esperado momento de descanso torna-se estressante. Sobre essa questão, Viver melhor conversou com o psiquiatra Luiz Eduardo Fissmer, da Pró-Vida. De acordo com Dr. Luiz, isso ocorre por vários motivos, presentes em maior ou menor intensidade em cada pessoa, família e grupo de amigos. “Trabalhar nos mantém física e intelectualmente ativos, sentindo que contribuímos para a sociedade. Mas é preciso um período de descanso. Divertir-se, permitir-se dormir e

despertar um pouco mais tarde... O problema são os excessos”, destaca. Exageros na alimentação, na ingestão de bebidas alcoólicas e a privação do sono em virtude das festas, “como se fosse a última oportunidade para fazer tais coisas, implicarão em desgaste físico e psíquico. Ao final do período de afastamento do trabalho/estudos, o indivíduo retornará às atividades mais desgastado do que estava ao interrompê-las”, alerta o psiquiatra. O mesmo vale para a tentativa de organizar comemorações em cima da hora. O que torna uma confraternização agradável é a presença das pessoas queridas e não “ter encontrado um papel de presentes específico”, conclui.

“Organize-se e seja moderado. Permita-se voltar das férias se sentindo como alguém que está retornando das férias. Você perceberá que estas foram mais proveitosas e que retomar a rotina (mesmo com o natural processo de adaptação) não será tão difícil quanto nas experiências anteriores.”

O verdadeiro

Natal

Outro dia, ao entrar apressada em shopping local, depareime com a “gélida” paisagem do hall, onde estavam um Papai Noel eletrônico, pinguins, ursos e neve, cantavam hinos ao Natal. O Natal branco, que em muito contrasta com nosso fim de ano tropical, fez-me refletir. Mais do que o melhor presente e a festa mais alegre, Natal é poder estar com quem amamos. É desacelerar o ritmo e, tal como na infância, esperar, porque a esperança torna a vida melhor, principalmente diante de adversidades. Como disse Caetano Veloso em “Oração ao tempo”, que entremos em acordo com ele, o tempo, por um 2013 repleto de realizações. Em nome da Clínica Pró-Vida, desejamos a você, leitor, Boas Festas. Marília Köenig Redatora

Dr Luiz Eduardo Fissmer Psiquiatra

www.clicprovida.com.br

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

5


Atendimento

diário

Pronto atendimento Pró-Vida

T

endo como prioridades o conforto e bem-estar do cliente, o Pronto Atendimento dispõe de três salas de conforto. Nesses espaços, são administradas medicações e realizados os procedimentos de enfermagem, como administração de soro e nebulização. Há, ainda, uma sala de curativos e a sala de eletrocardiograma. A comodidade de poder realizar os

Aline Baggio Gerente Operacional

www.clicprovida.com.br

De segunda a segunda, das oito da manhã às 23 horas, clínicos e pediatras estão à disposição no Pronto Atendimento, além do sobreaviso de um profissional de cirurgia geral. A estrutura é composta por cinco consultórios. O Pronto dispõe ao cliente, ainda, sobreaviso de ultrassom e de tomografia computadorizada. Em geral, estão à disposição dois clínicos e dois pediatras.

Estrutura diferenciada e atendimento humanizado, todos os dias do ano.

exames na própria clínica, sem necessidade de o paciente ter de se deslocar é outro ponto que merece destaque. Atualmente, a equipe do Pronto Atendimento conta com 35 colaboradores, que “participam, constantemente, de capacitações e treinamentos, a fim de garantir um atendimento humanizado. O que tem sido, ao longo de 21 anos de atuação, prioridade máxima da Pró-Vida”, enfatiza a gerente operacional da clínica, enfermeira Aline Baggio.

Cristiane Neves Coordenadora do Pronto Atendimento

Mais conforto Está em fase de implantação, no Pronto Atendimento o projeto Acolhimento prioritário. Pela iniciativa, uma das salas de conforto será equipada com poltronas, especialmente para receber os pacientes que chegarem à recepção apresentando desconforto intenso. De acordo com a enfermeira coordenadora do Pronto Atendimento, Cristiane Neves, nesses casos, a equipe de enfermagem realizará uma triagem e encaminhará o paciente com forte desconforto para aguardar a consulta neste local, “uma forma de propiciar ao cliente maior comodidade e acolhimento”, destaca.

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

7


Roteiro de

cachoeiras

O

Sul de Santa Catarina é uma região privilegiada, localizada entre a serra e o litoral. Permite, por isso, a escolha destino para asque férias. Aos que não apreciam Conheçado asmelhor belezas naturais o Sul a agitação própria das praias a essa época, Viver melhor catarinense tem a oferecer. reuniu, nesse especial, um roteiro de cachoeiras.

Mais informações / Fontes de pesquisa: www.encantosdosul.com/noticias/noticiaLer/id_noticia/34 www.santur.sc.gov.br/destinos/encantos-do-sul www.tubarao.sc.gov.br/secretarias/desenvolvi - ento-economico/turismo-rural www.acolhida.com.br www.aguastermais.com/ponto_turistico/cachoeira_sao_roque-termas_do_gravatal-24-26-7-144 www.mochileiros.com

Pedras Grandes

Conheça o Salto dos Machados, Felippe, Fornazza e a cachoeira do Rio Coral. O patrimônio histórico e a natureza se integram Parque Ecoturístico, em São João dos Bugres.

Rio Fortuna

A cachoeira do Salto, com 50 metros de altura, fica em Salto do Rio Chapéu. Junto da Gruta Nossa Senhora de Lourdes, há também a cachoeira, logo na SC-431, que dá acesso ao município.

Tubarão

Além das termas do Rio do Pouso e da Guarda, há quedas d’água localizadas no Sertão dos Corrêas, Sertão dos Mendes, Rio do Pouso, Areado e São Martinho.

Siderópolis

Na Barragem do Rio São Bento, há infraestrutura turística. As cachoeiras Bianchini e do Rio Fiorita, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e os balneários são cenários imperdíveis.

8 Viver Melhor

DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013


Santa Rosa de Lima O município tem como atração a estação termal Paraíso das Águas. Na região, o Rio Braço do Norte também oferece 60 quilômetros de corredeiras onde são praticados esportes de aventura.

São Martinho

Banhado pelo Rio Capivari e afluentes, o município é repleto de quedas-d’água.

São Ludgero

Na área rural, a paisagem é marcada por montanhas e cachoeiras do Rio Braço do Norte, que contorna o município.

Braço do Norte

Conheça a trilha que leva até a Gruta Nossa Senhora de Fátima, no bairro Azeiteiro. A trilha onde há uma cascata é marcada pelas estações da Via-sacra.

Grão Pará

Armazém

Gravatal

Treviso

Grão-Pará tem cerca de uma centena de cachoeiras, além do Rio Túnel, convidativo a banhos nos meses quentes do ano. Durante o inverno, no entanto, a temperatura pode chegar aos -5ºC.

Além das estações termais, há, nas localidades de São Miguel e São Roque, cachoeiras e trilhas, além de diversas propriedades que comercializam produtos coloniais.

Vale destacar as cachoeiras do Esconderijo das Águas Vivas, no bairro São José. Armazém tem, ainda, um balneário termal, na localidade de Santa Terezinha. Contudo, o balneário está fechado à visitação pública.

O balneário do Rio Manin oferece estrutura para quem aprecia banhos de cachoeira.

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

9


Reumatologia Especialidade atua em sintonia com diversas áreas da medicina.

R

eumatismo vem de rheos, que significa “fluir”. Foi usado pela primeira vez no século II d.C. por Galeno e acreditava-se que o reumatismo surgia pelo fluxo de um “humor” vindo do cérebro às articulações. A denominação à doença “Gota” vem da ideia de que um determinado humor gotejava nas articulações*. Mas embora esteja popularizado (como na expressão “reumatismo no sangue”), o termo é inadequado para designar as diversas doenças do sistema músculo-esquelético, ou seja, ossos, cartilagens e estruturas peri-articulares (localizadas próximas a tendões, ligamentos, articulações, etc.) e/ou músculos. Segundo a reumatologista Gerusa de Carvalho, da Pró-Vida, a Reumatologia dedica-se ao diagnóstico e tratamento de afecções não-cirúrgi-

cas do aparelho osteomuscular e doenças do tecido conjuntivo, responsável pela sustentação do corpo ligando órgãos e tecidos. Em algumas dessas doenças, a inflamação do tecido está ligada a distúrbios do sistema imunológico. “A especialidade está particularmente orientada a doenças autoimunes, como lúpus, artrite reumatoide e vasculites. Nosso esforço é evitar, pelo diagnóstico precoce e tratamento adequado, complicações e deterioro na qualidade de vida resultantes do comprometimento não apenas articular, mas de outros órgãos que tais doenças podem causar”, esclarece.

“Infelizmente ainda é relativamente comum vermos indivíduos com sérias deformações causadas por certas doenças reumatológicas. Hoje, porém, é possível impedir ou retardar tais deformações pelo diagnóstico precoce e adequado tratamento.”

Diálogo com outras especialidades Há outras especialidades que também se dedicam ao aparelho osteomuscular e “com elas a Reumatologia converge e colabora”, como a Ortopedia e Traumatologia, e a Fisiatria. A Reumatologia também atua de modo integrado a várias subespecialidades da Medicina interna. “A dor articular é sintoma comum a diversas patologias que vão de infecções virais comuns a patologias que podem comprometer órgãos vitais em pouco tempo”, explica Dra. Gerusa de Carvalho. Dentre outras áreas da saúde que atuam em sintonia à Reumatologia, a Fisioterapia “é parceira essencial, oferecendo soluções a curto e médio prazo no controle da dor articular e prevenção de deformidades esqueléticas”. “O público-alvo da especialidade é principalmente adultos e idosos. Mas algumas doenças também acometem crianças e jovens”, conclui.

Dra. Gerusa de Carvalho Reumatologista *Fonte de pesquisa: www.reumatologia.com.br/PDFs/SobreREUMATOLOGIA_.pdf www.mochileiros.com/

www.clicprovida.com.br

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

11


Um sonho D

em alto mar

esfrutar de bons momentos a bordo de uma verdadeira cidade flutuante. Essa ideia corresponde a uma viagem de navio. Em geral, de novembro a abril, glamourosas embarcações cruzam os mares brasileiros. Mas se engana quem pensa que tal sonho seja inalcançável.

Empress

Com a consolidação do turismo marítimo (de 2000 para cá) pode-se viajar pagando pouco, e em condições acessíveis. Nesse especial de férias, Viver melhor fala de cruzeiros que navegam pela América do Sul, destacando os que partem de portos catarinenses. Navegue com a gente!

Encante-se ao embarcar nesse navio, que dispõe inclusive de uma grande casa de espetáculos. O Empress tem capacidade para 1853 passageiros, partindo do porto de Itajaí, no norte catarinense, passando por Montevidéu, Buenos Aires e Santos, encerrando a viagem em Itajaí. A viagem de oito dias custa, em média, R$ 1.500,00*. Outro itinerário possível a bordo do Empress é: Itajaí-São Francisco do Sul – Santos – Itajaí. O cruzeiro de quatro dias custa, aproximadamente, R$ 740,00*. Ao longo da viagem, nos city tours, o passageiro pode conhecer as atrações turísticas das cidades em que a embarcação aporta, com direito a guia de turismo. Em SC, há opções de excursão em que se pode conhecer os encantos de São Francisco do Sul, Blumenau, Balneário Camboriú e Joinville.

12 Viver Melhor

DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

Cruzeiros marítimos constituem opções interessantes para férias inesquecíveis (e acessíveis). Confira.


Grand Holiday

Partindo de Itajaí, a bela embarcação, que tem capacidade para 1868 passageiros, passa por Buenos Aires, Punta del Este e Rio de Janeiro, retornando ao porto catarinense. O cruzeiro de dez dias custa, em média, R$ 1.600,00*. Em geral, as agências de viagens incluem o translado desde a cidade de origem do passageiro ao porto de embarque e translado de volta.

Costa Favolosa

O cruzeiro parte de Santos, no litoral paulista, passando pelo Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Porto Belo, aportando novamente em Santos. O cruzeiro custa aproximadamente R$ 1.100,00*, por oito dias e R$ 710,00* por três dias (Santos-Rio-Ilha Bela-Santos). O passageiro pode, ainda, celebrar Natal e Reveillon a bordo do Costa Fascinosa. O cruzeiro de nove dias passa por Buenos Aires e Punta del Este e custa, em média, R$ 2.200,00*.

Splendor of the seas e MSC Fantasia

O Splendor of the seas (Santos-Ilha Grande-Búzios-Ilha Bela-Santos) e o MSC Fantasia (Santos-Ilha Grande-Ilha Bela Santos), também partem de Santos, sendo outras opções acessíveis a quem deseja fazer um cruzeiro. As viagens de quatro ou seis dias saem por aproximadamente RS 800,00*.

Além das opções citadas na matéria, há também os cruzeiros temáticos e os mini cruzeiros. Em geral, os valores podem ser parcelados em até 10x. Consulte seu agente de viagens.

Endereços interessantes: www.cvc.com.br; www.cruzeiros.maritimos.travel *Valores que podem variar conforme a taxa de câmbio, agência de viagens, tipo de pacote, promoção etc., de forma que as informações constantes nas pp. 12 e 13 são meramente informativas.

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

13


Tipos de

Biópsias

Ferramenta para Diagnóstico preciso Biópsia orientada permite ao médico e ao paciente maior segurança nos diagnósticos diferenciais.

A

biópsia orientada é um procedimento ambulatorial que permite, através do exame de ultrassonografia ou tomografia computadorizada, localizar a área a ser investigada. A respeito desse serviço que está à disposição dos clientes da Pró-Vida, fala o médico responsável, o radiologista Thiago Coral Accordi. O objetivo da biópsia orientada, de acordo com Dr. Thiago, é obter um diagnóstico preciso que permita descartar a possibilidade de uma patologia ou dar início ao seu tratamento de modo precoce. No procedimento, uma agulha especial é inserida, após anestesia local, para retirar amostras de tecido do paciente. A biópsia percutânea e a drenagem de

abscesso guiados pela ultrassonografia e tomografia, “têm se tornado procedimentos diagnósticos e terapêuticos eficazes no tratamento de pacientes. Para tanto, utilizamos uma técnica segura, precisa e amplamente aceitável para a confirmação e caracterização de muitas lesões”, explica o radiologista. Orientação precisa Tanto a ultrassonografia quanto a tomografia podem ser utilizadas como métodos de orientação para a inserção da agulha percutânea. A escolha do método depende de fatores diversos, como o tamanho e localização da lesão, bem como visibilidade relativa desta, esclarece Dr. Thiago Accordi.

“O trabalho multidisciplinar entre o médico que solicita o procedimento e o que realiza é de suma importância, propiciando ao paciente maior tranqüilidade e segurança.”

biópsia Os métodos de orientação podem ser utilizados para a biópsia de várias regiões do corpo. “Qualquer massa que consigamos visualizar claramente é passível de biópsia com agulha percutânea”, destaca o médico. Na Pró-Vida, realizam-se biópsias de fígado, rim, pâncreas e outros locais do abdome, pelve e as chamadas partes moles (tecidos que se localizam entre a epiderme e as vísceras*), mama e próstata, são realizadas com a orientação da ultrassonografia, como a maioria das biópsias de pescoço para os nódulos de tireoide, paratireoide e linfonodos, frisa Dr. Thiago. “A tomografia é tida como um método de orientação preciso para biópsia percutânea da maioria das regiões do corpo, como lesões localizadas profundamente no abdome, as ósseas, no pâncreas, músculo esquelético, pulmão e outras são melhor visualizadas por este meio”, finaliza. *Fonte de pesquisa: www.sbcancer. org.br/home2/site/index.php?option=com_content&view=article&id=118:cancerdas-partes-moles&catid=29&Itemid=123

Dr. Thiago C. Accordi Radiologista

www.clicprovida.com.br

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

15


Certificações e atenção ao cliente

Uma parceria de grandes

resultados

Laboratório Unisul é parceiro da Pró-Vida há seis anos.

O

slogan da união entre a Pró-Vida e o Laboratório de Análises Clínicas da Unisul (uma parceria de grandes resultados) traduz esse trabalho conjunto”. É o que destaca o coordenador técnico-administrativo do laboratório, Luiz Eduardo Keller. Com a parceria, o laboratório experimentou crescimento de 40% no volume de exames. “O fato de mantermos, na clínica, uma unidade (no térreo do edifício Interclínicas) permite ao cliente comodidade na realização de exames e, ao médico, suporte nos diagnósticos”, pontua. O laboratório foi criado em 1974 para atender à demanda do antigo Inamps, hoje SUS, e do Iprev (Instituto de Previdência de Santa Catarina). Em 1998, passou por reformulação, transformando-se em laboratório-escola, onde acadêmicos do curso de Farmácia da Unisul estagiam. “Todos os exames aqui realizados são analisados por bioquímicos formados. Para os exames que não analisamos no laboratório, temos parceria com o Laboratório Hermes Pardini (atualmente o maior do país), de Belo Horizonte e o Reação, de Florianópolis”, ressalta Luiz.

www.clicprovida.com.br

Em 2001, o Laboratório Unisul recebeu certificação de qualidade, sendo o primeiro laboratório-escola do Brasil a obtê-la. Por dez anos consecutivos, é certificado pela Sbac (Sociedade Brasileira de Análises Clínicas) como padrão excelente (ouro) quanto ao controle externo. Resultado do rigoroso controle interno do laboratório. “Anualmente, recebemos a auditoria, que avalia nossos processos. Os treinamentos à equipe e a melhoria contínua objetivam manter a relação de confiança com os clientes, primando por sua satisfação”, enfatiza. Outro destaque é o sistema utilizado para coleta, Sarstedt. Neste, todo o material é descartável, sendo que o próprio tubo de coleta é uma seringa. Além da higiene, o sistema propicia menor desconforto durante o exame. A informatização foi outro ponto positivo, permitindo a médicos e pacientes obter resultados via internet, “e a nós, um entendimento global do paciente, já que o sistema aponta possíveis alterações nos exames. O que favorece o intercâmbio com os médicos e a segurança do paciente”, frisa.

Luiz Eduardo Keller Coordenador Técnicoadministrativo do Laboratório Unisul

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

17


Na Clínica Pró-Vida, você encontra:

Ambulatório de Especialidades

Semana da

Caminhada 13ª edição enfatizou prática de atividade física como fator essencial à saúde.

I

ntegração foi palavra de ordem da 13ª edição da Semana da Caminhada, promovida de 26 a 29 de novembro (de segunda a quinta-feira) pela Pró-Vida e seus parceiros (Farmácia Maria Rocha, Faculdades Esucri e Ortomed, juntamente com os apoiadores Rádio Cidade e Maré Alta). Os participantes puderam medir a pressão arterial, fazer a oximetria (que percebe se a pessoa está respirando bem), e calcular o IMC (Índice de Massa Corpórea). Houve distribuição de camisetas e squeezes aos participantes. Cerca de 500 pessoas participaram desta edição durante os quatro dias. Durante o evento, os participantes receberam orientações sobre a importância da alimentação saudável e da atividade física para a promoção e manutenção da saúde. Outra atividade organizada foi a formação de grupos de caminhada orientada. Neles, os participantes, com o acompanhamento dos profissionais de Educação Física, faziam o trajeto da tenda principal ao quiosque de exercícios da clínica, próximo ao Farol Shopping.

“Promover a saúde e o bem-estar tem sido nosso objetivo nesses seis anos em que realizamos a Semana da Caminhada. Esta, aliás, é a filosofia de trabalho da Pró-Vida ao longo de mais de 20 anos de atuação”, Fábio Vandresen Gerente geral

www.clicprovida.com.br

O maior centro de especialidades da região. Corpo de especialistas conceituados contando com mais de 100 profissionais. Alergologia Cardiologia Cardiologia Pediátrica Cirurgia Geral Cirurgia Buco-maxilo Facial Cirurgia Oncológica Cirurgia Pediátrica Cirurgia Plástica Cirurgia Torácica Clínica Geral Dermatologia Endocrinologia Gastroenterologia Ginecologia Homeopatia Infectologia Medicina do Sono

Neurologia Neurologia Pediátrica Nutrição Obstetrícia Oftalmologia Oncologia Ortopedia Otorrinolaringologia Pediatria Pneumologia Pneumologia Pediátrica Proctologia Psicologia Psicopedagogia Psiquiatria Reumatologia Urologia

Centro de Diagnósticos O que você precisar em exames encontra aqui. Modernos equipamentos, diagnóstico eficaz, profissionais especializados Exames do Aparelho digestivo   Exame Cápsula Endoscópica   Manometria Esofágica   pH-metria   Vídeo Endoscopia Digestiva Alta Exames do Intestino Grosso, Reto e Ânus   Manometria Anorretal   Vídeo Retossigmoidoscopia   Vídeo Colonoscopia Exames Cardiológicos   Ecocardiograma (Adulto e Pediátrico)   Ecocardiograma com Stress Fisíco   Eletrocardiograma   Holter 24h Mapa   Teste de Esteira Exames Oftalmológicos   Angiofluoresceinografia   Biometria Campimetria   Fotocoagulação a Laser   OCT (Tomografia de Coerência Optica) Microscopia Especular   Paquimetria   Retinografia Digital   Topografia   Ultrassom de Globo Ocular Exames Radiológicos   Densitometria Óssea Mamografia Digital   Raio X Digital   Tomografia Digital Ultrassom   Ultrassom com Dopler   Ultrassom Morfológico   Ultrassom Obstétrico 4D Ultrassom Geral Outros exames Biópsias PAAF (Punção Aspirativa por Agulha Fina) Biópsias por Fragmento (CORE) Eletroencefalograma   Espirometria Polissonografia Urodinâmica


Responsabilidade

social F

ortalecer o vínculo de confiança com a comunidade em que está inserida. Esse é o objetivo das ações de responsabilidade social. A Pró-Vida, em ação conjunta com seu corpo clínico e colaboradores, vai promover a reforma da Creche Mário José Bressan, localizada no bairro Monte Castelo, em Tubarão. O educandário foi uma das instituições escolhidas na pesquisa de satisfação que a clínica mantém no Pronto Atendimento e ambulatórios de especialidades. “Dentre as três apontadas, escolhemos a creche por constatar ser, no momento, a instituição mais necessitada no que se refere à estrutura”, conta o gerente geral da clínica, Fábio Vandresen. Melhorias - As benfeitorias que se pretende realizar são: ampliar a secretaria e o refeitório,

www.clicprovida.com.br

Clínica promoverá reforma de instituição educacional em Tubarão.

proporcionando mais conforto às crianças; construir um banheiro com fraldário para a sala dos bebês; reformar as calçadas e o muro ao redor da escola e fazer a pintura interna e externa de toda a escola. “O projeto está em fase de autorização junto à prefeitura, e assim que obtivermos a liberação, pretendemos executá-lo, de preferência, neste próximo período de férias, de forma a não causar transtornos à rotina das crianças. Assim quando retornarem do período de descanso encontrarão uma escola ainda mais agradável e acolhedora”, finaliza Fábio.

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

21


Eventos

Pró-Vida

E

m 20 de outubro, o auditório da ACIT (Associação Empresarial de Tubarão) foi sede da 2ª edição da Educação Médica Continuada, promovida pela Pró-Vida para o aprimoramento de seu corpo clínico. A segunda edição teve, como tema, a epilepsia. A respeito, Dr. Eugênio Grillo, neuropediatra do Hospital Infantil Joana de Gusmão e professor de Neurologia infantil da UFSC, destacou as epilepsias na infância; Dra. Kátia Lin, doutora em

Neurologia pela Universidade Federal de São Paulo e coordenadora do Centro de Pesquisa em Epilepsias em Santa Catarina, falou da epilepsia na idade adulta e da avaliação inicial do paciente epilético; Dr. Charles Kodangeski, neurocirurgião do Hospital Joana de Gusmão, abordou técnicas cirúrgicas aplicadas a epilepsias de difícil controle. O evento foi coordenado pelo neuropediatra Jaime Lin. Já em 21 de novembro, aconteceu a 3ª edição do evento, também na ACIT,

Outubro e novembro foram marcados por eventos importantes realizados pela Clínica Pró-Vida

sob o título Atualização em vacinas. Temas como Calendário de vacinação, novas perspectivas na utilização de vacinas como pneumococo, meningococo e rotavírus, vacinas à gestante, vacinas combinadas e as estratégias de controle da coqueluche, foram tratados. Enfatizouse ainda a situação atual de vacinas para zoster, dengue e HIV. O palestrante, o infectologista pediátrico Aroldo Phromann de Carvalho, é doutor em Pediatria pela UFSC e Univali e atua no Hospital Infantil Joana de Gusmão.

Celebração O pediatra e sócio-fundador da Pró-Vida, Dr. Arary Bittencourt, tomou posse na Academia de Medicina do Estado de Santa Catarina (Acamesc), no último dia 30 de novembro. Na academia, que conta com 40 cadeiras, Dr. Arary ocupa a de número 31, que pertenceu a Dr. Nelson Grisard, um dos pioneiros da Pediatria no Estado. Também em novembro, Dr. Arary participou, em Curitiba, do cinquentenário de sua formatura (turma de 1962 da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná).

22 Viver Melhor

DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

www.clicprovida.com.br


I Simpósio de

Enfermagem

F

amília e cuidado humanizado. Este foi o tema central do I Simpósio de Enfermagem, promovido pela Pró-Vida em 13 de novembro na Acit, sob coordenação das enfermeiras Aline Baggio e Cristiane Neves. O evento, de acordo com as coordenadoras, possibilitou a discussão de temas atuais e inovadores da área, entre os enfermeiros e demais profissionais de saúde presentes. As palestras apresentadas foram: “Família e cuidado humanizado”, ministrada pela enfermeira e doutora em Enfermagem pela UFSC, Ana Izabel Jatobá de Souza; “Os avanços tecnológicos nas Unidades de

Terapia Intensiva”, ministrada pela enfermeira e também doutora em Enfermagem pela UFSC, Patrícia Kuerten Rocha; “A segurança do paciente e as implicações para a Enfermagem” e “Cultura de segurança do paciente”, ministrados pelas enfermeiras e mestrandas pelo Programa de pós-graduação em Enfermagem da UFSC, Patrícia Fernanda Cabral e Andreia Tomazoni, respectivamente. No evento, o projeto de humanização da Pró-Vida foi apresentado pela gerente operacional da clínica, Aline Baggio. O projeto inclui “a realização de treinamentos constantes, visando à capacitação de nossa equipe para atender com excelência”.

é uma publicação trimestral de responsabilidade da Clínica Pró-Vida Av. Marcolino Martins Cabral, nº 2075, Centro, Tubarão - SC - Telefone: (48) 3631-1500 www.clicprovida.com.br

Dr. Jaime César Souza Dr. Nei E. Fava Dr. Varne Viana Fábio Vandresen

Diretoria Executiva Diretoria Executiva Diretoria Executiva Gerente

www.clicprovida.com.br

Adriano Fernandes da Silva - Diagramador - 03127SC-DG adrianofernandes.silva@gmail.com Marília Köenig - Jornalista - SC01312JP comunicacao@clicprovida.com.br

Boas-vindas A Pró-Vida dá as boas-vindas aos novos profissionais de seu corpo clínico: Dr. Maurício P. Parada e Dr. Ricardo Wyse (cardiologistas), Dra. Natália Shimitt Farion (nutricionista especializada no tratamento de crianças e adolescentes até 16 anos); Dra. Camila Mafalda Campos (clínica); Dr. Willian de Carvalho Esmeraldino (pediatra); e Rosane Romanha (psicóloga).

Congressos O endocrinologista Adonis Sardá participou, em setembro, em Gramado (RS) do 7º Endosul - Congresso de Endocrinologia e Metabologia da Região Sul. No congresso, discutiu-se a sarcopenia, doença caracterizada por perda degenerativa de massa muscular, dentre outros temas. Também nesse mês, o cardiologista Bruno Medeiros dos Santos participou do 67º Congresso de Cardiologia, em Recife (PE). Em destaque, os novos métodos diagnósticos como a tomografia das vias coronárias.

Viver Melhor DEZEMBRO / 2012 / JANEIRO / FEVEREIRO / 2013

23


EDIÇÃO 30 – DEZ - 2012 / JAN.FEV - 2013  

Aproveite o Verão

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you