Page 1

Colégio Luísa Sigea Setembro de 2012


Programa de Orientação Vocacional


Introdução São evidentes, nos dias de hoje, mudanças significativas no mercado de trabalho. Estas mudanças imprimem, consequentemente, alterações acentuadas no processo de decisão vocacional/profissional dos jovens que vão ingressar no mundo laboral. A adolescência é a fase em que começa a iniciar-se um desprendimento com a infância e a verificar-se a entrada progressiva no mundo e no papel adulto. É neste contexto conturbado que os jovens precisam assumir uma postura diante da sociedade, tendo que optar por uma carreira profissional a ser seguida. À medida em que vai conquistando a sua identidade e compreendendo as suas próprias singularidades, o jovem tem a necessidade de definir-se, conhecer-se e escolher a sua profissão com base na sua realidade pessoal e sociocultural (Golin, 2000).


A multiplicidade de profissões, áreas de estudo e cursos existentes deixa muitas vezes os jovens confusos diante de tal complexidade. Na maioria dos casos, quando se exige que os jovens reflitam sobre as dificuldades e possibilidades do mercado de trabalho e de se escolher uma profissão, usam meios não muito seguros, recorrendo a mitos e ideologias que, sem dúvida, os tranquilizam e diminuem a suas ansiedades, mas que não são verdadeiras saídas (Junqueira, 1999). O processo de Orientação Vocacional surge, neste sentido, como um meio facilitador, ajudando o jovem a conhecer-se melhor, dando-lhe ferramentas para que ele faça a escolha mais adequada. Definido como o processo pelo qual o indivíduo é ajudado a escolher e a se preparar para entrar e progredir numa profissão, a Orientação Vocacional propicia o desenvolvimento do autoconhecimento, aplicando essa compreensão às profissões.


A importância do Processo de Orientação Vocacional Para a grande maioria das pessoas, a identidade vocacional forma uma parte importante da sua identidade geral. Ter um emprego valorizado pela sociedade, e ter sucesso e prestígio nele, aumenta a sua auto estima e favorece o desenvolvimento de um sentido de identidade mais seguro e estável. Por outro lado, quando a sociedade aponta que alguém não é necessário e que não há disponibilidade de bons empregos, pode-se gerar dúvidas, incertezas ou mesmo, em alguns casos, sentimentos de revolta, formando uma identidade negativa (Azevedo & Santos, 2000). Através do processo de Orientação Vocacional, os indivíduos conhecem-se melhor enquanto sujeitos reais, percebendo as suas identificações, características e singularidades, ampliando e transformando a sua consciência e adquirindo, assim, melhores condições para organizar os seus projetos de vida e, especificamente no momento, fazer a sua escolha profissional, minimizando as suas fantasias (Bock & Aguiar, 1995).


Sugestões de Programas Opção I


Projeto Orientação Vocacional  

Projeto de Programa de Orientação Vocacional

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you