Page 1

CRECHE

Estação Criança


CRECHE

Estação da Criança Unifacisa - Centro Universitário Arquitetura e Urbanismo Componente Curricular: Projeto de Arquitetura IV Professores: Irton Pinedo Oliveira Júnior Professor Orientador: Oliveira Júnior Equipe: Maria Vitória Monaliza Araújo Santiago Gertrudes Proposta: Creche Localização: Bairro Estação Velha - Campina Grande - PB Terreno: 4.225,00 m² Área Construída: 1.240,00 m² Ano: 2018


Sumário 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19

Apresentação Título Localização Análise do Lugar Programa de necessidades Matriz de relações/fluxograma Zoneamento Implantação Partido Arquitetônico Planta Baixa Térreo Planta Baixa 1° Pavimento Planta Baixa Coberta Cortes Fachadas Volumetria Imagens


04

Apresentação Em visita feita ao local, pode-se perceber que a comunidade é carente em diversos aspectos, entre eles, a educação. Percebemos também um alto índice de natalidade. Com isso, vimos a necessidade de propor o Projeto de uma Creche para aquele local, pois pensamos em algo para beneficiar as crianças e as famílias daquele bairro. Já existem duas Creches, porém não oferecem boa infraestrutura e áreas de lazer adequadas às crianças. Propomos uma Creche baseada nos fundamentos de Montessori. Criada pela pedagoga italiana Maria Montessori (1870-1952), a linha montessoriana valoriza a educação pelos sentidos e pelo movimento para estimular a concentração e as percepções sensório-motoras da criança. Os alunos são expostos a trabalhos, jogos e atividades lúdicas, que os aproximem da ciência, da arte e da música. Pensando o espaço neste sentido, sugere um ambiente preparado para a criança no qual deve haver elementos proporcionados a sua escala, que permitam dirigir a criança ao conhecimento. Os elementos e suas formas devem ser simples; o espaço, fácil de manter limpo, sem elementos que se interponham ao fluir do ambiente; de tal forma, várias atividades devem poder ser realizadas simultaneamente.


05

CRECHE

Estação Criança


06

Localização A Creche localiza-se na Estação Velha, bairro carente da cidade de Campina Grande, situada no estado da Paraíba ao Nordeste do Brasil. O lote está situado em um grande vazio urbano existente no bairro, sendo um ponto central na escala da cidade. De acordo com o censo de 2010, o bairro possui cerca de 3.313 habitantes, e conforme estimativas de 2017, a população da cidade é de 410.332 habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa do Estado.


07

Análise do Lugar Situado no bairro da Estação Velha, o terreno do projeto tem área 4.225m² e desnível de aproximadamente 2.50m em seu perímetro. A sua localização está entre as ruas Tv. Santa Luzia, Antônio Carvalhode Souza e Prudente de Morais. Seus arredores abrangem pontos comerciais, turísticos, educacionais e jurídicos, gerando uma movimentação constante todos os dias.


08

Programa de Necessidades ZONEAMENTO/ AMBIENTES

Atividades (função do ambiente)

Mobiliários/ Equipamentos

Quant. (Unidade)

Pré-dimens. Área (m²)

Sub-Total (m²)

Elemento destinado ao acesso de pessoas que Hall/Sala de espera procuram os serviços da instituição, como (0,20m2 por criança) usuários, acompanhantes, fornecedores e visitantes. Destinados para atendimento público, devendo existir um para cada sexo.

Destinada as atividades de coordenação e Sala da coordenadoria direção da creche.

Sala de reuniões

Depósito de equipamentos

Sala específica para reuniões.

Elemento destinado à guarda de aparelhos, equipamentos e acessórios de uso didático.

Sofás, armários, bancada de recepção

Bacias sanitárias e cubas

Mesas, cadeiras e armários Mesas, cadeiras e armários

Armários

Berçário (25 crianças)

1

2

1

1

20m²

3m²

10m²

20m²

20m²

6m²

10m²

20m²

Cozinha

Despensa

Abrigo de resíduos

Lavanderia

Rouparia

Almoxarifado

Unidade com área restrita, destinada a limpeza, Bancada, frigobar, pia, preparo, esterilização e guarda de mamadeiras, máquina de esterilização. basicamente de fórmulas lácteas. Elemento destinado ao preparo, cocção e distribuição Fogão, geladeira, de alimentos às crianças da creche, na faixa etária de mesa, balcão, armários, um a quatro anos, e aos funcionários, de acordo com bancada. a organização do estabelecimento.

Elemento destinado à guarda de gêneros alimentícios.

Coleta e armazenamento externo.

Elemento destinado a recepção, lavagem e acabamento da roupa utilizada na instituição.

Elemento destinado à guarda da roupa processada na lavanderia. Elemento destinado à guarda do material de reserva a ser utilizado na instituição, devendo sua área ser calculada em função das necessidades da instituição.

Banheiro e vestiário Elemento destinado a troca de roupa dos funcionários funcionários, devendo estar ligado às (masculino e feminino) instalações sanitárias. Deposito de material Recinto ou armário para a guarda do material utilizado na limpeza da instituição. de limpeza (DML)

Estacionamentos

Mobiliários/ Equipamentos

Locais para viaturas de funcionários, responsáveis pelas crianças e seus familiares e veículos de serviços, respeitando-se um mínimo de 12,00m² por veículo e prevendo-se um número de vagas de, no mínimo, 15 % da capacidade da creche.

Mesas, armário, cadeiras, televisão, quadro branco.

Depositos de coleta seletiva

Máquina de lavar e secar, bancada

Armários

1

Solário

Elemento, desprovido de cobertura, destinado à permanência das crianças da faixa etária de três a doze meses, que necessitam de banhos de sol.

Sala de atividades (50 crianças)

Elemento destinado às atividades das crianças da faixa etária de um a quatro anos, devendo contar com equipamento apropriado a essa faixa etária.

Sala de repouso (20 crianças)

Quant. (Unidade)

Berço, televisão

2

Banquinhos

1

Mesas, armário, cadeiras, televisão, quadro branco.

9m²

Elemento destinado ao repouso das crianças da faixa etária de um a dois anos, devendo contar com equipamento adequado Camas, armário, sofá. a essa faixa etária.

Pré-dimens. Área (m²)

Sub-Total (m²)

25m²

25m²

1

8m²

8m²

1

2,4m²

1

8m²

1

8m²

1

Sanitários, chuveiros e lavatórios

1

1

6

20m²

10m²

10m²

3m²

3m²

8m²

8m²

20m²

20m²

Pátio descoberto

Área de circulação livre para recreação, com exposição ao sol.

1

Um local em que são cultivados legumes e hortaliças. Nela também podem plantar-se temperos e ervas medicinais.

10m²

10m²

1

Unidade de Atendimentos e Cuidados

Sala recepção e troca de roupas para crianças de 3 meses a 1 ano

Sala recepção e troca de roupas para crianças de 1 a 2 anos

8m²

20m²

106m²

1 1

2,4m²

8m²

36m² 36m² 34m²

Área de circulação livre para recreação, protegido por Bancos e brinquedos. coberta. Bancos e brinquedos playground

64m²

25m²

Pátio Coberto

Mesas e cadeiras.

32m²

2

Elemento destinado às refeições das crianças da faixa etária de um a quatro anos.

9m²

1

3

Refeitório

Horta

Armários

Armários

Unidade destinada a alojar crianças da faixa etária de três a doze meses, dotada de equipamento adequado a essa faixa etária.

1

Unidade de Apoio e Serviço

Lactário

Atividades (função do ambiente)

Unidade de Atividades e lazer

Unidade de Administração

Sanitários para o público

ZONEAMENTO/ AMBIENTES

Destinado ao ingresso das crianças na creche, para troca de roupa apropriada às atividades que serão desenvolvidas, devendo contar com equipamento e instalações sanitárias adequadas às diversas faixas etárias. Destinado ao ingresso das crianças na creche, para troca de roupa apropriada às atividades que serão desenvolvidas, devendo contar com equipamento e instalações sanitárias adequadas às diversas faixas etárias.

Elemento destinado a recepção das mães que necessitam amamentar os filhos que se encontram Sala de amamentação sob a proteção e cuidados da creche, devendo contar com equipamento apropriado.

Consultório

Elemento destinado a realização de consultas.

Enfermaria

Elemento destinado a acomodação de crianças com agravos à saúde, que necessitam de atendimento imediato e aguardam remoção.

Armários e divisórias

Armários e divisórias

Balcão e poltrona

1

50m²

50m²

1

25m²

25m²

1

9m²

9m²

Mobiliário médico, nichos, cadeiras e mesa.

1

9m²

9m²

Berços e camas.

1

26m²

26m²


09

Matriz de relações/fluxograma HALL/RECEPÇÃO

DEPÓSITO DE EQUIPAMENTOS

SALA DA COORDENADORIA

SANITÁRIOS PÚBLICOS

SALA DE REUNIÕES

SANITÁRIOS PÚBLICOS SALA DA COORDENADORIA

ACESSO PRINCIPAL

ESTACIONAMENTO

SALA DE REUNIÕES SALA DE RECEPÇÃO E TROCA BERÇÁRIO

HALL/ RECEPÇÃO

SOLÁRIO SALA DE ATIVIDADES SALA DE REPOUSO

SALA DE RECEPÇÃO E TROCA

SALA DE ATIVIDADES SALA DE ATIVIDADES

SALA DE ATIVIDADES

PÁTIO DESCOBERTO PÁTIO COBERTO

SALA DE REPOUSO

BERÇÁRIO

SOLÁRIO

LACTÁRIO

SALA DE REPOUSO

COZINHA

CONSULTÓRIO

PÁTIO DESCOBERTO

REFEITÓRIO

ENFERMARIA

AMAMENTAÇÃO

HORTA

DESPENSA BERÇÁRIO

LAVANDERIA ROUPARIA ALMOXARIFADO

PÁTIO COBERTO

BANHEIROS E VESTIÁRIOS (FUNC.)

ALMOXARIFADO

LACTÁRIO

DML ESTACIONAMENTO

DESPENSA

COZINHA

LAVANDERIA

REFEITÓRIO

SALA DE AMAMENTAÇÃO ROUPARIA ACESSO DE SERVIÇO

ABRIGO DE RESÍDUOS CONSULTÓRIO

DML

HORTA

CARGA E DESCARGA

LEGENDA: DESEJÁVEL INDESEJÁVEL INDISPENSÁVEL INDIFERENTE

ABRIGO DE RESÍDUOS

DEPÓSITO DE EQUIPAMENTOS

BANHEIROS E VESTIÁRIOS (FUNCIONÁRIOS)

ENFERMARIA

LEGENDA: SETOR ADMINISTRATIVO

SETOR DE ATENDIMENTO E CUIDADO SETOR DE ATIVIDADES E LAZER SETOR DE APOIO E SERVIÇO


10

Zoneamento

Térreo

Pav. Superior


11

Implantação

A implantação da edificação foi pensada de modo a favorecer aos usuários do local uma boa relação com o entorno, pois foi desenvolvido na disciplina de Urbanismo II uma proposta para requalificação do bairro. Foi levado em conta fatores como aproveitamento da luz e ventilação natural, mantendo relação com o exterior. O terreno ainda precisava ter um espaço que funcionasse como estacionamento para carga e descarga e para os usuários da Creche.


12

Partido Arquitetônico Tendo em vista as pautas Montessorianas, projetamos uma creche que a priore tivesse um pátio central, e tudo funcionasse ao redor dele. Contendo uma árvore e parquinho para as crianças, o pátio tem uma área coberta e descoberta, com intenção de trazer ao ambiente da creche ar de naturalidade, recebendo incidência solar e de ventos, devido a abertura feita na laje. Todos os ambientes foram projetados visando satisfazer a Portaria 321 da ANVISA, que nos norteou para entender a funcionalidade e dimensionamento de cada ambiente. Um espaçamento entre o bloco administrativo e o pátio permite ao projeto uma permeabilidade visual e de ventos, fazendo com que as pessoas tenham mais visibilidade e o vento circule pelos espaços. O bloco do 1º pavimento (administrativo), recebeu destaque com a implantação de brises coloridos, pois todo o restante da edificação é térrea, trazendo destaque e personalidade à fachada da creche. Foi feita uma malha para modulação estrutural fixa, de 6 metros, a qual nos orientou para locação das colunas, e flexibilização dos ambientes. Visando a permeabilidade, os blocos do projeto possuem espaçamentos de 4 e 6 metros, deixando a circulação de ventos e de pessoas, livre. Todos os ambientes possuem grandes portas e janelas de vidro, permitindo a ventilação e iluminação natural, e atendendo ao método pedagógico, que enfatiza que as crianças precisam ter contato com o exterior.


13

Planta Baixa Térreo


14

Planta Baixa Pav. Superior


15

Planta Baixa Coberta


16

Cortes


17

Fachadas

FACHADA SUL

FACHADA OESTE

FACHADA LESTE

FACHADA NORTE


18

Volumetria


19

Imagens

Profile for Projeto de Arquitetura II - Unifacisa

Creche em Campina Grande  

Vitroria-Monaliza-Santiago _PIV 20181

Creche em Campina Grande  

Vitroria-Monaliza-Santiago _PIV 20181

Advertisement