Page 1

edição 02

www.cidadeecultura.com.br 14

Jordão

Uma aventura colorida cercada de montanhas Colourful adventure amid mountains

Nº14 - R$ 10,00 - BRasil

Campos do

história|arte|meio ambiente|arquitetura|folclore

history |art|environment|architecture|folklore


62 82

editorial

From the editor

38

Once mOre an issue On campOs de JOrdãO. This year the city has much to celebrate with important dates in its history.Trekking along delightful ways one always arrives at breathtaking landscapes. Getting to know charming, magical places, letting this mountain’s fresh air flow and cleanse.

66 104

FOTOS marciO maSulinO, DiVulGaÇÃO, luiz GiÃO E DESiréE FurOni

Mais uMa edição da bela CaMpos do Jordão que, este ano, tem muito a comemorar com datas que marcaram sua história. Vamos desbravar os vários caminhos que sempre acabam em lindas paisagens e panoramas de perder o fôlego. Conhecer lugares encantadores e mágicos e deixar fluir os bons ares dessa terra.


24

48 Artes Arts Criação humana Human creation

62 Festival de Inverno Winter Festival 45 anos de excelentes espetáculos 45 years of excellent shows

Índice

Contents

08 Linha do Tempo Timeline Escalada histórica Epic escalation

10 Histórico History Transpor e progredir Overcome and evolve

18 Religiosidade Religious Life A fé da antiguidade Ancient faith

22 Lendas Legends Acredite se puder Believe if you can

24 Estrada de Ferro de Campos do Jordão Campos do Jordão Railway Há 100 anos nada poderia ser um obstáculo One hundred years ago nothing was an obstacle

32 Cinema Cinema Drama, romance e verdade Drama, romance and truth

34 Palácio Boa Vista Boa Vista Palace Imponência e cultura Stately and cultural

38 Arquitetura Architecture A arte da construção The art of building

44 Artesanato Arts and crafts

66 Meio Ambiente Environment Agora é a vez da natureza Now it is nature’s turn

80 Salmonicultura Salmon culture Cultivar para não faltar Cultivate for keeps

82 Gastronomia Gastronomy Mais do que comer More than just eating

86 Chocolate Chocolate Delicioso e essencial Delicious, essential

88 Eventos Events Lazer e tradição Leisure and tradition

92 Esportes Sports Domínio radical Extreme mastery

96 Turismo Rural Countryside Tourism Saia do centro da cidade Outside downtown

100 Turismo de Negócios Business Tourism Conquistas interessantes Valuable accomplishments

104 Não deixe de visitar Must Visit Mais a conhecer More to know

112 Gente da terra Local people Sorrisos jordanenses Inviting smiles

114 Depoimento Statement

Mão na massa Hands at work

Impressões que marcam Indelible impression

Conselho Executivo Ana Lucia F. dos Santos, Eduardo Hentschel, Luigi Longo, Márcio Masulino e Thabata Alves Editora Renata Weber Neiva Reportagem Alice Neiva, Daniel Abicair e Nathália Weber Assistente de produção Evellyn Alves Revisão Silvia Mourão Comercial Julio Masulino e Paulo Zuppa

Produção Gráfica Celso Andrade e Rogério Callamari Macadura Produção Digital ONEPIXEL Produção Audiovisual Leo Longo Fotografias Julio Masulino, Marcio Masulino e Thiago Andrade Foto Capa Marcio Masulino Impressão Gráfica Silvamarts

CIDADE & CULTURA ATIBAIA é uma publicação anual da KM Marketing Cultural PARA ANUNCIAR (11) 97540-8331

CONHEÇA O NOSSO SITE www.cidadeecultura.com.br

Campos do Jordão 5


Imagem

Image

Linda, singela e buc贸lica Beautiful, single and bucolic

6 Cidade&Cultura 06 Cidade&Cultura


Campos do Atibaia Jord達o 7


Cronologia

Chronology

Primeiro contato do homem branco com índios da região

Gaspar Vaz da Cunha chega a Campos do Jordão

Chegada do primeiro morador, Ignácio Caetano Viera de Carvalho

Fundação da Vila de São Matheus do Imbiri, futuramente Campos do Jordão

Primeira companhia de transporte de Campos do Jordão

1530 1703 1771 1874 1876 First contact between Indians and white men in the area

8 Cidade&Cultura

Gaspar Vaz da Cunha arrives at Campos do Jordão

The arrival of Ignácio Caetano Viera de Carvalho, the first dweller

Foundation of Vila de São Matheus do Imbiri, the future Campos do Jordão

The first transportation company in Campos do Jordão

Inaugurada a Estrada de Ferro de Campos do Jordão

1914 Campos do Jordão Railway is inaugurated


Campos do

Jordão Linha do tempo fotos marcio masulino e acervo edmundo rocha

Timeline

Primeiro sanatório construído: “Divina Providência”

Criação do Município de Campos do Jordão

Concedido o título de Estância Turística

Campos do Jordão is now a municipal area

Elevated to Tourist Station

1929 1934 1940 “Divina Providência” [Divine Providence], the first sanitarium

Filme “Floradas na Serra”

Primeiro Festival de Inverno

1954 1970 Floradas na Serra, the film

The First Winter Festival

Aberta a primeira fábrica de chocolates na cidade

Uma das cidades turísticas mais procuradas do Brasil

1979 2014 The first chocolate plant in town is opened

One of the most soughtafter tourist destinations in the country

Campos do Jordão 9


Hist贸rico

Historic

V. Jaguaribe de 1920

{ Small town Jaguaribe - 1920 }

A

mem贸ria registrada

em a莽玫es Memory documents

10 Cidade&Cultura


À beira do rio imbiri, deu início à construção de um vilarejo

Acervo edmundo rochA

on the river Imbiri’s margin, the construction of a village has begun

Campos do Jordão 11


Histórico

FOTOS AcervO edmundO rOchA

historic

Com a Chegada dos índios puri, caete, guarulhos e cataguás, Campos do Jordão já era um assentamento, porém, com a chegada dos bandeirantes, muitos foram aprisionados ou fugiram. e o primeiro homem branco a se fixar nessas terras foi o sertanista gaspar Vaz da Cunha, o oyaguara, em 1703. Já em 1771, outro sertanista, ignácio Caetano Vieira de Carvalho, mineiro de rio das mortes, vindo de Taubaté, estabeleceu residência com sua família, construindo a Fazenda Bom sucesso, uma sesmaria que gerou conflito com o vizinho mineiro, João Costa manso. Como Campos do Jordão é uma cidade limítrofe de minas gerais, causava muitas disputas entre fazendeiros e também pelo uso de impostos fiscais oriundos do ouro das minas mineiras. Com o falecimento de ignácio em 1823, as terras passaram às mãos do Brigadeiro manoel rodrigues Jordão, em 1825, que renomeou a propriedade como Fazenda natal e, mais tarde, apelidada Campos do Jordão, deu origem ao nome da cidade. em 29 de abril de 1874, data da fundação da cidade, matheus da Costa pinto, fazendeiro de pindamonhangaba, à beira do rio imbiri, deu início à construção de um vilarejo. Construiu uma vendinha, uma capela dedicada a 12 Cidade&Cultura

When the IndIans (PurI, Caeté, Guarulhos and CataGuás) came to Campos do Jordão, it became a settled area but after the Colonial hinterland explorers [“bandeirantes”] arrived many natives were taken prisoners or fled. The first white man to establish himself there in 1703 was the hinterland explorer Gaspar Vaz da Cunha, called oyaguara by the Indians. In 1771, another explorer, Ignácio Caetano Vieira de Carvalho, also settled there with his family and founded the Bom sucesso ranch, on a piece of land disputed with his neighbor, João Costa Manso. Campos do Jordão is a border city with the state of Minas Gerais, a geographical location that used to cause many quarrels among ranchers, on top of questions about fiscal taxes on the gold extracted from Minas Gerais’ mines. When Ignácio died in 1823, the land was handed over to Brigadier Manoel Rodrigues Jordão. In 1825, he gave the property a new name (natal Farm) that later on changed once more, taking on its nickname “Campos do Jordão” (Jordão’s Fields), its final official designation. On April 29, 1874, the city foundation date, Matheus da Costa Pinto, a farmer from nearby Pindamonhangaba and future Campos do Jordão founder, started to build a village rising first a chapel dedicated to St. Matthew of Imbiri (the nearest


São Matheus do Imbiri, uma pensão para “respirantes” (tísicos), uma pousada e uma escola, motivo pelo qual foi considerado fundador da cidade. As pessoas que vinham para se tratar da tuberculose ficavam encantadas com a beleza do lugar, e seu clima chamou a atenção dos empresários que captaram o potencial turístico da cidade e começaram a investir em hotéis de grande porte. Também os corretores teriam clientela garantida para a venda de lotes para casas. As vilas Capivari e Inglesa foram as escolhidas para os empreendimentos. Já na década de 1940, o governador Adhemar de Barros, assíduo frequentador da cidade, transformou Campos do Jordão em Estância Turística, ampliando exponencialmente a transformação para o que hoje é reconhecido como um dos principais destinos turísticos do Brasil.

V. Capivari - 1960, Hotel Vila Inglesa no início e Livro de Ouro - 1960

{ Small town Capivari - 1960, Vila Inlgesa Hotel and Visitors’ Book - 1960 }

river’s name), then a grocery store, a boarding house for “badbreathing” patients (TB victims), an inn and a school. People who arrived there to try and recover from tuberculosis felt fascinated by the beautiful place, and the beneficial climate appealed to entrepreneurs who understood the city tourist potential and began to invest in big hotels. Real estate brokers would also have a sure market to sell house plots.The privileged Capivari and English districts were chosen to initiate housing developments. In the 1940s, the São Paulo State governor Adhemar de Barros, who often visited the city, elevated it to Tourist Station. This spurred an exponential growth and transformation of what is nowadays widely considered one of the main tourist destinations in the country. Campos do Jordão 13


Hist贸rico

FOTOS AcervO edmundO rOchA

Historic

14 Cidade&Cultura


Hidrelétricas de Campos do Jordão Evangelina Jordão, ou como era conhecida, a Usina Velha de Abernéssia, foi construída em 1918 por Alfredo Jordão Júnior e pelo engenheiro escocês Robert John Reid, sendo suprida pelos ribeirões do Brejo Grande e da Lagoa, ainda no tempo em que Campos do Jordão era um distrito de São Bento do Sapucaí. Após a compra de toda a usina, Reid a transformou na Empreza Electrica de Campos do Jordão e construiu outra usina no Ribeirão do Fojo. Em 1928, Reid perdeu a usina Evangelina que passou a ser chamada Companhia de Eletricidade de Campos do Jordão. Seu funcionamento foi encerrado em 1940 e passou a ser uma subestação. A Usina do Fojo, palavra que significa sorvedouro de água, foi inaugurada em 1930, e foi extinta em 1948. Mesmo em funcionamento, a energia fornecida a Campos do Jordão era complementada pelo Grupo Light. “Consta que Robert Reid doava terrenos de sua propriedade e fornecia gratuitamente energia elétrica e outros serviços de benemerência, chegando a prejudicar seu patrimônio pessoal a tal ponto que, no fim de sua vida, de homem rico, passou a enfrentar problemas financeiros.” Fonte: Julio Cesar Assis Kühl, História da Energia Elétrica de São Paulo, fascículo n° 5, 1992

Campos do Jordão Hydroelectric “Evangelina Jordão”, the Old Abernéssia Power Plant, was built in 1918 by Alfredo Jordão Júnior together with the Scot engineer Robert John Reid. It was supplied by the rivers Brejo Grande and da Lagoa, when Campos do Jordão still belonged to the neighbor São Bento do Sapucaí district.After buying the entire power plant, Reid made it into Empreza Electrica de Campos do Jordão (Campos do Jordão Electric Company), and built another plant alongside Fojo River. In 1928, Reid lost Evangelina plant.Then it was renamed Campos do Jordão Elecricity Company, but it was closed in 1940 and it became a substation. Fojo Plant (“fojo” means water whirlpool) was inaugurated in 1930 and closed in 1948.When it worked, the energy it supplied to Campos do Jordão was supplemented by the Light Co. “It is known that Robert Reid donated some of his own land plots and supplied electric energy for free, among other charitable deeds, and in time his own assets became so compromised he had several financial hassles in old age, having previously been quite a rich man.” (Source: Julio Cesar Assis Kühl, História da Energia Elétrica de São Paulo, fascicle #5, 1992). Source: Julio Cesar Assis Kühl, História da Energia Elétrica de São Paulo, fascicle #5, 1992

Represa do Fojo - 1950, Turbina Usina do Fojo e Usina Evangelina Jordão

{ Fojo River Power Plant - 1950 and Evangelina Jordão Power Plant }

Campos do Jordão 15


Histórico

Historic

Pedro Paulo

Pedro Paulo

FOTOS DIVULGAÇÃO

Quando falamos da história jordanense, o primeiro nome que nos vem à mente não é o de seu fundador ou o dos índios que aqui habitavam, mas sim o de Pedro Paulo Filho. Sim, um nosso contemporâneo que dedicou sua vida inteira à preservação dos fatos e das histórias dessa cidade que tanto ama e pela qual tanto fez. Tivemos oportunidade de conversar com esse ilustre cidadão que nos envolveu de tal modo com sua conversa, que temos certeza de que, em seus inúmeros livros, encontramos uma fonte certa sobre Campos do Jordão. Em tudo que se refere ao assunto, lá está seu nome como autor ou colaborador. Aliás, ele é a própria história da cidade, sendo fruto do casamento de dois ex-pacientes de tuberculose que se conheceram nessa cidade aonde tinham vindo em busca de cura e que por aqui construíram suas vidas. Nascido em 1937, em Pindamonhangaba, Pedro veio recém-nascido para Campos do Jordão. Advogado, casou-se e teve um filho, Pedro Paulo Neto. Na advocacia, fez grandes trabalhos, em vários campos de atuação, e um deles como membro da Comissão de Resgate da Memória da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo pela Seccional Paulista. Foi vereador por vários mandatos e Presidente da Câmara três vezes.

When one talks about Campos do Jordão history the first name to come to mind is not its founder’s nor that of the Indians who originally inhabited the area but Pedro Paulo Filho. This contemporary of ours has devoted his entire life to preserve the facts and the history of this city he so dearly loves. We had a chance to talk to the famed citizen whose several books are a sure source about Campos do Jordão. Both as an author and collaborator, Pedro Paulo is arguably the reference source on any subject pertaining to the city. He can be considered the very history of Campos de Jordão, being the son of a couple of former TB patients who had come to the town’s healing center. They met and decided to settle in the place that meant their cure, and there built their life together. Pedro Paulo was born in 1937, in nearby Pindamonhangaba, and soon after came to Campos do Jordão. Already a lawyer, he got married and had a son, Pedro Paulo Neto. In his outstanding Law practice he worked in several fields, among which as a member of the São Paulo Chapter of the Memory Rescue Commission of the Brazilian Lawyer Order. Pedro Paulo was several times councilor, as well as three times the Town House president.

16 Cidade&Cultura


Como poeta: • Coautor: Antologia Poética de Cidades Brasileiras, 1988;

Poesia em Oração, 1988; Antologia Poética, 1994; A Voz da Inspiração III, 2006; • Coautor: Imagens Jordanenses, 1988; • Colaborador: Abernéssias e Fojo-Hidrelétricas de Campos do Jordão, 1992; Campos do Jordão, Memória e Imagens, 1990; • Participante: Antologia Versos Diversos, 1999; A Voz da Inspiração, 2003; • Prefaciou inúmeros títulos.

Atividades • Fundador e efetivo da Academia de Letras de Campos do Jordão, onde ocupa a cadeira n° 14; • Vice-presidente da Sociedade de Educação e Assistência “Frei Orestes”; • Diretor do Hospital e Maternidade “Dr. Adhemar de Barros”; • Fundador do jornal O Leão da Montanha; • Vice-presidente regional de Campos do Jordão de Sanatorinhos -- Ação Comunitária de Saúde; • 1º Presidente da 84ª Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil; • Presidente do Conselho Comunitário de Segurança -CONSEG, 1.989; • Fundador do Clube dos 21 Irmãos Amigos de Campos do Jordão; • Membro da Loja Maçônica “Presidente Washigton Luis”, da Loja Maçônica “Julio Prestes”, de Campos do Jordão, e da Loja de Perfeição “Montanha Magnífica”; • Pela 3ª vez, presidiu a 84ª subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil, de Campos do Jordão;

Livros publicados História de Campos do Jordão; Campos do Jordão, Meu Amor; Estória e Lendas do Povo de Campos do Jordão; Campos do Jordão, o Presente Passado a Limpo; A Montanha Magnífica; Campos do Jordão, Onde Sempre é Estação; História da Estrada de Ferro Campos do Jordão; Cerejeira em Campos.

Pedro Paulo was awarded more than ten diplomas, honorable mention and trophies entities as varied as media vehicles, the Town House, the State Secretary of Culture, the Rotary Club International, as well as Campos de Jordão Education System that named an Elementary School after him. Among his civic duties, he founded Campos do Jordão Literary Academy, where he occupies Chair n. 14, the newspaper O Leão da Montanha, and the Campos do Jordão 21 Brothers Friends Association; he works as vice president of the Frei Orestes Education and Assistance Society; as Dr. Adhemar de Barros Maternity Hospital director; as district vice president for Campos do Jordão Sanitariums – Health Community Service; as 1st president of the Brazilian Lawyers Order 84th Subsection; as president of the Safety Community Council (1989); he is a member of the freemason lodges “Presidente Washington Luis”, “Julio Prestes”, Campos do Jordão, and the Perfection Lodge “Magnificent Mountain”; for the third time he presided the 84th Brazilian Lawyers Order Subsection, in Campos do Jordão. Among his cultural activities Pedro Paulo is a member of several academic entities and organizations, both private and public, in Campos do Jordão and other cities (Lorena, Santos, Pindamonhangaba). He wrote and published eight books about Campos de Jordão. As a poet, he was collaborator, co-author and author of several books, and also wrote the foreword for several publications.

Campos do Jordão 17


Religião

Religion

Com sua natuReza, Campos do JoRdão é um excelente local para verdadeiros refúgios Nature in Campos do Jordão favors retreats

Oriente

ganha

adeptos

The far East gets followers 18 Cidade&Cultura


Krishina Shakti Ashram Se voCê eStá CanSado daS atribulaçõeS da vida e precisa colocar o corpo e a mente em harmonia, um lugar fantástico é o Krishna Shakti ashram. Situado em um santuário ecológico, está repleto de energias positivas e possui uma atmosfera pra lá de apaziguadora de ânimos. em um local envolto pela natureza, o convite à meditação o acompanha desde a chegada. regina Shakti, missionária e fundadora, é uma profunda conhecedora da prática do yoga e também discípula de Srila bhakti raksak Sridhar dev Goswami Maharaj. Com aprendizado na Índia, regina incorporou e adotou como estilo de vida essa interessante e intrigante atitude introspectiva, típica da cultura indiana. Cada canto do ashram tem seu toque de beleza. Com muito cuidado e método, regina conseguiu criar um pedacinho da morada dos deuses na terra. existem chalés para quem quiser se hospedar, e a alimentação é vegetariana, mas regina deixa claro que não é uma pousada com fins lucrativos, mas sim uma fonte de renda para sustentar o ashram. Melhor do que ler é ir até lá e experimentar um pouco dessa paz.

Krishina Shakti Ashram If you are tIred of a stressful lIfestyle and feels it is time to search for body and mind balance, a fantastic place for this is the Krishna shakti ashram. located in an ecological haven, it is full of positive energies and offers quite a relaxing atmosphere. deep in the woods, the place invites you to meditation virtually from the moment you get there. regina shakti, missionary and founder, is an experienced yoga practitioner and disciple of srila Bhakti raksak sridhar dev Goswami Maharaj. after her training in India, regina adopted as her lifestyle this interesting and intriguing introspective attitude, typical of the Indian culture. every corner in her ashram is beautifully cared for. Methodical and attentive, regina managed to re-create a miniature Heaven’s abode on earth. there also are cottages for those who intend to stay a few days, the cooking is vegetarian, and Regina makes it clear she does not intend to profit, but to have enough funds to support the ashram. Better than reading about it is to go there and try some of its peaceful environment.

Ashram deriva do termo sânscrito aashraya, que significa proteção. em geral é um local afastado, entre florestas ou em regiões montanhosas, num ambiente que propicia a instrução espiritual e a meditação. os ashrams já foram locais de grande procura pelos chefes hindus para aconselhamento em assuntos espirituais por um sábio conselheiro (rajguru ou mestre real), e ainda são temas de muitas lendas e contos populares indianos.

MArcio MASulino

Ashram from “aashraya” in sanskrit, means protection. It usually refers to a remote place in the woods or the mountains, appropriate to meditation and spiritual practices. ashrams were centers very much sought after by Indian leaders needing guidance on spiritual issues from wise old men (“rajguru”, royal master). ashrams still are a main feature of many popular Indian tales. Campos do Jordão 19


Religião

religion

DiVulGAÇÃo

Segundo oS SeguidoreS do budiSmo tibetano, o local é um grande centro de estudos de sanga (grupo). inaugurado por S.S. Lama gangchen rinpoche (o precioso), em novembro de 2009, o templo é o resultado da generosidade, do esforço e da dedicação do Lama gangchen e de seus amigos e discípulos. o templo principal tem cerca de 1.000 m² e capacidade para mais de 500 pessoas. reproduz a mandala da Stupa de borobudur, na indonésia, berço da prática de autocura ngal-So. todas as estátuas, em pedra vulcânica, foram esculpidas pelos artesãos da ilha de Java, idênticas às encontradas em borobudur. as atividades consistem em meditação para transformação interior. É considerado um dos maiores templos do budismo tibetano da américa do Sul. Já o Lama michel rinpoche, paulistano que aos 12 anos decidiu viver a vida monástica no sul da Índia, seguindo os passos do Lama gangchen rinpoche, orienta diversos centros budistas como o Kunpen Lama gangchen, em milão, o albagnano Healing meditation Centre, em bee-Verbania e o Centro de dharma da Paz, em São Paulo, assim como o templo do grande amor, em Campos do Jordão.

MArcio MAsulino

Templo do Grande Amor – budismo tibetano

MArcio MAsulino

Temple of the Great Love – Tibetan Buddhism

Interior do Templo do Grande Amor, Lama Michel Rinpoche e Lama Gangchen Rinpoche e Budas em posições diferentes - Mudras

{ The Great Love Temple, inside view. Lama Michel Rinpoche and Lama Gangchen Rinpoche. Buddhas in various positions – Mudras } 20 Cidade&Cultura

AccoRdinG To TiBeTAn BuddhisM foLLoweRs, this place is a major hub for sanga (group) studies. inaugurated in november 2009 by his holiness Lama Gangchen Rinpoche (The Precious one), the campos do Jordão temple resulted from the generous efforts and commitment of Lama Gangchen and his friends and disciples.The main site is approximately 1.000m² and has room capacity for over 500 people. it reproduces the mandala Borobudur stupa, in indonesia, where the self-healing practice called ngal-so began.There, all the statues were made from volcanic stones sculpted by Java island craftsmen, identical to the ones in Borobudur. its main activities are meditation practices towards inner transformation.The Temple of Great Love is considered one of largest Tibetan Buddhism centers in south America. Lama Michel Rinpoche, natural of são Paulo and since he is 12 years old living as a monk in southern india following Lama Gangchen Rinpoche, guides several Buddhist centers such as Kunpen Lama Gangchen in Milan, Albagnano healing Meditation centre in Bee-Verbania, and the dharma Peace center in são Paulo, as well as the Temple of Great Love.


Lendas

Legends

Crenças que

sobrevivem à

modernidade Tales surviving modern times

Se menino, LobiSomem; se mulher, bruxa If it is a boy, werewolf; if it is a girl, witch

lendas das moedas de ouro “o fato oCorreu há muito tempo na fazenda do retiro, atualmente parque estadual de Campos do Jordão. Conta-se que um tal Sebastião rodrigues conseguiu juntar grande quantidade de moedas de ouro. um dia, resolveu enterrar seu tesouro embaixo de uma araucária. achou-a. Depois de muitos anos, pensou em localizar a rica árvore. entretanto, a mata havia crescido e o dono das moedas não a encontrou e se desesperou. tão grande foi o seu desespero que acabou enlouquecendo e faleceu. muitos anos depois, iniciou-se na fazenda uma grande derrubada de pinheiros. Certa manhã, muito fria, coberta de geada, de repente desabou sobre a cabeça de um dos serradores uma chuva de moedas de ouro. houve uma gritaria infernal e um grande espanto de todos. o serrador, mais antigo do lugar, gritou: “as moedas do tião rodrigues!”. o patrão, porém, mandou que ele se calasse e proibiu que os serradores dessem com a língua nos dentes. o patrão ficou com todas as moedas de ouro e, de remediado, transformou-se num homem rico, deixando os seus herdeiros todos bem de vida.” Fonte: www.pedropaulofilho.com.br

22 Cidade&Cultura

The Gold Coins Tale “This facT is said To have happened a long Time ago, at Retiro farm, nowadays called campos do Jordão state park. a man by the name of sebastião Rodrigues amassed a lot of gold coins. one day he decided to walk through a pine woods to find a nice araucária tree where to stash his treasure, and after a while he found it. many years later he wanted to get at the tree but the forest had grown a lot and the man became desperate because he could not identify the hiding place of his coins. he was so deeply affected that he got mad and died. long time after that, the new farm owner needed to cut down a large number of pine trees.Then, one day, on a very cold and frosty morning, when the lumberjacks were at work, a sudden shower of gold coins fell on top of one of them. Utterly amazed, the woodcutters immediately started to scream. The oldest of them cried: ‘These are Tião Rodrigues’ coins!’. The master though told him to shut up and forbade the workers to talk about that. he kept all the gold coins for himself and that is how he became rich, and left his descendents rich too.” Source: www.pedropaulofilho.com.br


ILUSTRAÇÕES CELSO ANDRADE

Lobisomem do Rancho Alegre “No bairro raNCho alegre havia uma parteira muito conhecida na região por sua reconhecida competência... após os nascimentos, aconselhava os pais para que seus filhos fossem batizados imediatamente, pois na região havia um lobisomem... Se não houvesse o batismo de imediato, a criança se tornaria um novo lobisomem, se menino, ou bruxa, se menina. Por isso, no rancho alegre, enquanto a criança não tivesse sido batizada, colocavam-se cruzes de madeira nas janelas e nas portas. Mas a famosa parteira também tinha os seus filhos. Certa vez, com um filho recém-nascido, mas ainda não batizado, a parteira foi atender uma parturiente... Com a maior boa-vontade, pegou sua criança nos braços e foi atender ao parto. Foi assaltada por um cachorro enorme que, com os dentes à mostra, a atacou ferozmente. ela logo percebeu que era o temido lobisomem. os vizinhos ouviram e um deles, armado de espingarda, começou a atirar. a parteira, exausta, retornou à sua casa e, quando entrou, encontrou o marido ofegante, muito sujo de terra e percebeu que entre seus dentes havia fios do cobertor com que ela havia enrolado sua criança aos braços. Foi então que descobriu que era o seu marido o maldito lobisomem que aterrorizava a região.”

Rancho Alegre Werewolf “At RAncho AlegRe distRict there was a midwife famous for being very skilled. After the baby was delivered she would tell the parents to baptize the child as soon as possible since there was a werewolf in the area. if the child was not immediately baptized the male baby would become a werewolf, and the little girl would turn into a witch. that is why, in Rancho Alegre, while the baptism was not performed, people used to put a wooden cross on their windows and doors. however the famous midwife had her own children. once, having given birth so recently the baby had not yet been baptized, she was called to help a woman in labor. Being a generous soul, she took her own baby and went to see her client. on her way there a huge dog attacked her. seeing those dripping fangs who threatened her so fiercely she was sure that was the scaring werewolf. the neighbors heard the fuss and one of them shot at the beast. the exhausted midwife managed to go back home. there she met her husband, dirty and still short of breath, spitting small pieces of the blanket she had used to wrap the baby in her arms. there and then she realized the damned werewolf was indeed her husband.” Source: www.pedropaulofilho.com.br

Fonte: www.pedropaulofilho.com.br

Campos do Jordão 23


EFCJ

CJR

100

anos de

hist贸ria

100 years of history

24 Cidade&Cultura


De aNDaime em aNDaime, a areia era retirada

O acesso à cidade de Campos do Jordão era feito por trilhas que começavam em Pindamonhangaba e davam no Pico do Itapeva, no caminho da Serra Preta ou Paiol Velho. Também havia a estrada do Quebra-Perna, que vinha de Guaratinguetá. Nem é preciso mencionar as dificuldades de se chegar a Campos do Jordão; o nome da estrada já diz tudo. Uma luta insana para a construção de uma ferrovia foi travada ao longo de trinta anos para que fosse resolvido definitivamente esse problema crônico.

Accessing Campos do Jordão was a trekking adventure through trails starting in Pindamonhangaba and reaching Itapeva Pepak, en route to the Black Hill also known as Old Barn. There also was the Breakig Leg Road, from Guaratinguetá. Unnecessary to describe how difficult it was to arrive at Campos do Jordão–the very name of the road tells it all. A maddening endeavor to build a railway was unceasingly made along 30 years to solve for good this chronic problem.

Cronologia: • 1880 – A imprensa noticiava a indignação das pessoas com a inexistência de uma estrada mais acessível a

Chronology: •1880 – Newspapers headlines mention people’s indignation about bad access to Campos do Jordão.

Campos do Jordão 25

marcio masulino

Sand was taken away in rows of scaffoldings


EFCJ

CJR

FoToS acervo edmundo rocha

O traçado e Ponte do Rio Piracuama

divulgação

{ The tracks design and Bridge over Piracuama River }

Campos do Jordão. • 1883 – Publicação do livro pioneiro Contribuição para o Estudo do Valor Profilático e Terapêutico do Clima de Campos do Jordão, de autoria do cientista Clemente Ferreira. • 1886 – A empresa de transporte de José Ignácio dos Santos Bicudo fornecia bons animais de sela e bestas para bagagens para subir desde a raiz da serra até Campos do Jordão. • 1911 – O clamor dos médicos Emílio Ribas, Victor Godinho e da população em geral, principalmente os tísicos, é atendido. • 1912 – Victor Godinho e Emílio Ribas fundam a Sociedade Anônima Estrada de Ferro Campos do Jordão e providenciam a contratação do empreiteiro Sebastião de Oliveira Damas. • 1914 – Assinado o contrato entre o Governo do Estado de São Paulo e a Ferrovia. 26 Cidade&Cultura

•1883 – A pioneering book called Contribuição para o Estudo do Valor Profilático e Terapêutico do Clima de Campos do Jordão [Contribution to the Study of the Prophylactic and Therapeutic Climate in Campos do Jordão] is published by scientist Clement. • José Ignácio dos Santos Bicudo’s transportation company offered good saddle animals and cargo beasts to climb the mountain up to Campos do Jordão. • 1911 – The plea from doctors Emílio Ribas and Victor Godinho ant the public’s, mainly TB patients, is finally taken to heart. • 1912 – Doctors Victor Godinho and Emílio Ribas establish the Campos do Jordão Railway and hire the contractor Sebastião de Oliveira Damas. • 1914 – The building contract between the State of São Paulo Administration and the Railway is signed.


Importância da EFCJ A Estrada de Ferro Campos do Jordão foi um marco definitivo para que a cidade prosperasse e, por meio dela, transformou esse reduto da bela Mantiqueira em um lugar de cura. Também foi de grande ajuda no transporte dos produtos agrícolas serranos e, atualmente, opera num dos maiores centros turísticos do Brasil.

marcio masulino

The CJR Relevance Campos do Jordão Railway was a fundamentally important milestone for the city progress. Its tracks were responsible to turn the marvelous Mantiqueira resort into a healing center. CJR also was a major help in moving around agriculture products from the hillside farms, and is presently active in one of the major tourist hubs in Brazil.

Campos do Jordão 27


EFCJ

marcio masulino

CJR

Dados curiosos: Curious data: Construção entre 1912 e 1914; 300 operários trabalharam na obra; Perigos como animais peçonhentos, a transposição do rio Paraíba, frio de até -12 °C, a presença de jacarés e onças, e o carboreto para iluminação que intoxicava os funcionários; Muitas famílias, hoje fixadas na região, são oriundas dos trabalhadores da EFCJ que por aqui ficaram, seduzidos pela beleza das serras de Campos do Jordão. Building between 1912 and 1914; 300 workers were empoyed; Dangers such as poisonous animals, overcoming Paraiba River, winter temperatures as low as – 12°C, crocodiles and cougars as well as the intoxicating carbide used as light source plagued the workers; A great number of families now residing in the area are descendents from original workers at the CJR who decided to stay on having being seduced by the beautiful landscape of Campos do Jordão. Trecho (ortografia atualizada) do documento original: Regulamento da Segurança na Circulação dos Trens – 1938 I - DAS VELOCIDADES DOS TRENS Art. 42° -- Os trens deverão percorrer os diversos trechos da linha nos tempos prefixados nos horários. Art. 43° -- As velocidades máximas permitidas serão as seguintes: a) – entre Pinda e Piracuama: em retas: 45 km/h. b) – na serra, subindo ou descendo, entre os km 21 e 40: 22 km/h. c) – no perímetro urbano de Campos do Jordão: entre os km 40 e 47: 30 km/h. d) – na travessia das pontes do Paraíba (km 7) e do Piracuama (km 17), bem como por ocasião das passagens em chaves, a velocidade máxima será de 25 km/h. J – DO USO DO APITO NO CARRO Art. 44° -- À vista de pessoas na linha ou ao se aproximarem de passagens de nível, de travessias de ponte, ou ainda nas estações, por ocasião de chegadas e partidas, os motorneiros são obrigados a apitar, devendo, além do mais, usar de todos os recursos ao seu alcance a fim de evitar acidentes. K – SINALIZAÇÃO... Art. 47° -- Os sinais regulamentares serão feitos, durante o dia, por meio de bandeiras, e à noite, com lanternas de sinais. ... Pindamonhangaba, 23 de junho de 1938.

Caminhos

{ Ways }

28 Cidade&Cultura


Cinema

Cinema

Mais que um romance, um documentรกrio

{ More than romance, a documentary }

Floradas na Serra 60 anos Floradas na Serra, the film shot 60 years ago

32 Cidade&Cultura

FOTOS AcervO edmundO rOchA

Filme


Completando sessenta anos desde que foi dirigido pelo italiano luciano salce e estrelado por Cacilda Becker (lucília), Jardel Filho (Bruno), silvia Fernanda (olívia), Ilka soares (elza), John Herbert (Flávio), entre muitas estrelas brasileiras da época, o filme Floradas da serra é considerado o melhor que foi produzido pela extinta produtora Vera Cruz. a história é baseada no romance de mesmo nome da autora dinah silveira de Queiroz (1911-1982), lançado em 1939. o que chama atenção nesse filme é seu enredo ser um relato dos dramas vividos com a tuberculose no Brasil e, principalmente em Campos do Jordão, que se tornou um centro clínico de cura. mais do que um relato sobre a doença em si, é um panorama da situação crítica dos tísicos e as situações embaraçosas que vivem em consequência da doença. dinah viveu de perto esse drama, pois sua avó e sua bisavó foram vítimas da tB. Isso a motivou a percorrer Campos do Jordão para conhecer os sanatórios e o cotidiano dos doentes. o livro esgotou em menos de dois meses após seu lançamento. Hoje, Floradas na serra se tornou um filme de cunho histórico e vale a pena assisti-lo para se ter maior compreensão dos dramas de uma época em que a população brasileira perdeu várias vidas para uma trágica e inexorável moléstia.

Sinopse “lucília, cansada dos prazeres do mundo elegante, resolve descansar em Campos do Jordão. entretanto, ao fazer a visita de controle médico, descobre que está com tuberculose. obrigada a seguir um rigoroso tratamento, ela resolve, depois de algum tempo, fugir. na estação, enquanto espera o trem para voltar a são paulo, conhece Bruno, que a faz perder o trem e começam um romance. ela tem a esperança de que seu amor por Bruno vai ajudá-la em sua recuperação. entretanto, a paixão de lucília consome rapidamente sua saúde, enquanto Bruno vai se recuperando e começa a se interessar por olívia, outra paciente da clínica. lucília termina sozinha, na clínica, com suas lembranças em meio à beleza do lugar.”

It Is now 60 years since the Italian movie-maker Luciano salce directed Floradas na serra, a film starred by Cacilda Becker (Lucília), Jardel Filho (Bruno), Silvia Fernanda (Olívia), Ilka Soares (Elza), and John Herbert (Flávio) with many other Brazilian leading actors and actresses then, one of the best feature films produced by the now extinct Vera Cruz.The plot was based on a same name novel by Dinah Silveira de Queiroz (1911–1982), issued in 1939.The main plot element is its moving rendering of the dramatic conditions of tuberculosis patients in Brazil, mainly in Campos do Jordão, the healing center for its victims. More than a tale about the disease itself, it is a story about the critical situation of consumptive patients and the embarrassing situations they had to deal with due to the consequences of their illness. The book’s author had personally experienced all this with her grandmother and great-grandmother, also TB victims. This encouraged her to visit Campos do Jordão to know the sanitariums and the daily lives of TB patients. The book sold out in less than two months after its release. Now, Floradas na serra is a historic movie that has much to teach to those who want to get a deeper grasp of a time when Brazilian population lost uncountable lives to a tragic and grim disease.

Abstract “Bored with her high-society lifestyle of pleasures, Lucília decides to retreat and to rest in Campos do Jordão for some time. Upon undergoing a routine medical check-up though, she is told to have tuberculosis. Facing a stern treatment, after some time she decides to flee.At the train station, while waiting to return to São Paulo, she meets Bruno. She misses the train and they begin a love affair. She hopes her love for Bruno will help her heal. However, Lucília’s passion quickly consumes her health, while Bruno begins to improve and at the same time starts to feel attracted to olívia, another inmate at the sanitarium. Lucília ends up alone in the health resort amid her reminiscences, surrounded by the beautiful landscape”. Source: www.70anosdecinema.pro.br

Fonte: www.70anosdecinema.pro.br

Campos do Jordão 33


Palácio

Marcio Masulino

Palace

Arte acima de tudo Art above everything Peças de fundamental importância histórica e artística art works of high historic and artistic value 34 Cidade&Cultura


Palácio Boa Vista

{ Boa Vista Palace }

It Is for a good reason that the Palace’s name Is “Boa VIsta” (good Views). the privileged location of its gardens allows for beautiful panoramas seen from the high hillside spot where it stands. the Palace was established exactly 50 years ago, in 1964, and still is the official winter residence of the state of são Paulo governor. the Palace contains an unparalleled collection of art works and furniture, with pieces dating as back as the 17th century. It offers a fascinating visitation with guides providing interesting info on every room and setting.the private chambers of the governor and his family are naturally off-limits, but most of the palace is open to the public. the construction in tudor style whose total area covers 3,000m² in 35 settings and 105 rooms was commissioned to the Polish architect Jorge Przyrembel by then governor adhemar de Barros in 1938. (Unfortunately the works were interrupted for many years and were resumed only in 1963.) In 1970, governor abreu sodré

DiVulGaÇão

Não é à toa que o paláCio se Chama “Boa Vista”, com sua localização privilegiada que se avista de seus jardins no bairro alto da Boa Vista. Fundado em 1964, ou seja, há 50 anos, esse local é a residência de inverno do governador do estado de são paulo. além disso, abriga um acervo inigualável, com obras e mobiliário inclusive do século XVii. é fascinante visitá-lo, pois os monitores que acompanham o turista explicam cada um dos cômodos e ambientes. obviamente existe a área reservada ao governador e seus familiares, mas a maioria dos recintos está aberta aos visitantes. Com área de 3 mil m², 35 ambientes e 105 cômodos, essa construção em estilo maria tudor foi projetada pelo arquiteto polonês Jorge przyrembel, a pedido do então governador adhemar de Barros, em 1938 (infelizmente a obra ficou parada por muitos anos, sendo retomada apenas em 1963). Nos anos 1970, o então governador abreu sodré decidiu transformá-lo em

Campos do Jordão 35


Palácio

Marcio Masulino

Palace

um Centro Cultural após algumas reformas e a aquisição de obras de arte e outros objetos históricos. No mesmo ano, foi aberto à população e abrigou a primeira edição do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Em 1989, Orestes Quércia mandou construir a Capela de São Pedro Apóstolo, projetada por Paulo Mendes da Rocha, erigida em apenas um pilar e envolta em lâminas de vidro. Seu acervo foi organizado por Luís Arrobas Martins que adquiriu pinturas e esculturas do modernismo brasileiro e mobiliário e imagens sacras do período barroco no. Todas as obras fazem parte do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo que possui 3.500 obras de arte de fundamental importância histórica e artística brasileira. Parte do acervo é itinerante entre os Palácios do Governo (Bandeirantes e Boa Vista) e em cada exposição uma cartilha é oferecida aos visitantes para que possam apreciar melhor o que cada mostra tem de interessante. 36 Cidade&Cultura

DIVULGAÇÃO

Marcio Masulino

Quarto de hóspedes com mobiliário francês estilo Luis XVI, Sala de Jantar - mesa que pertenceu ao Presidente Rodrigues Alves e grupo de turistas na década de 1960

{ Guest room, French furniture, Louis XVI style, Dinner room – table belonging to President Rodrigues Alves and a group of tourists, 1960s }

decided to make it into a Cultural Center, after refurbishing and acquiring art works and vintage objects. That same year the Palace was open to the public and staged for the first time the Campos do Jordão Winter Festival. In 1989, governor Orestes Quércia commissioned Paulo Mendes da Rocha to build the São Pedro Apóstolo Chapel as annex to the Palace. Its structure stands on only one main pillar and is surrounded by glass panels. The State Secretary of culture at the time, Luís Arrobas Martins, organized its collection and acquired paintings and sculptures representing the Brazilian Modernist Movement, together with Baroque historic and sacred images and furniture. The precious works and objects belong to the Cultural and Artistic Collection of the State of São Paulo Government Palaces which owns 3,500 Brazilian art works of high historic and artistic value. Part of the collection travels between both Government Palaces (Bandeirantes and Boa Vista), and at each exhibition visitors receive a brochure with detailed explanations to help them duly appreciate the works.


Arquitetura

architecture

Projeto Damas Cintra

{ Damas Cintra project }

Uma cidade é como uma

casa

A city is like a house DeviDo à topografia aCiDentaDa De Campos Do JorDão, qualquer tipo de construção torna-se um desafio. antes, as pessoas utilizavam os espaços de qualquer maneira, sem se preocupar com a preservação tanto das matas como também dos materiais a serem utilizados, como é o caso das araucárias que chegaram a um ponto crítico em números. atualmente, existe uma grande gama de restrições destinadas a proteger esses dois aspectos. porém, a criatividade para compor construções que 38 Cidade&Cultura

Campos do Jordão’s rugged topography means a challenge for all sorts of buildings. In the beginning, people occupied space carelessly, without thinking twice about preserving both forests and the materials to be employed. Because of this the indigenous araucária trees (araucaria angustifolia or araucaria brasiliana) reached dangerously low levels some time ago. Now several restrictive laws are enforced to protect natural resources, leading creative professionals to find new solutions that avoid environment negative impacts.


DiVuLGaÇÃo

Mais uM atrativo turístico

DiVuLGaÇÃo

Casas personalizadas, projeto de Damas Cintra e Projeto de Jayme Alves Filho

LuCiano Correa

MarCio MasuLino

Tourist attraction

{ Customized houses, Damas Cintra project and Jayme Alves Filho project }

Campos do Jordão 39


Arquitetura

Architecture Telhados e casa em Vila Ferraz

FOTOS MARCIO MASULINO

{ Roofs and house in Vila Ferraz }

Vários estilos

{ Several styles }

não abalem essas estruturas ambientais fez com que surgissem novas possibilidades harmoniosas e não conflitantes de edificações. Conversamos com o renomado arquiteto José Roberto Damas Cintra, neto de Sebastião de Oliveira Damas, empreiteiro da Estrada de Ferro Campos do Jordão, que nos explicou que a arquitetura da cidade possui variados estilos e que, no conjunto, acabam se transformando em um estilo próprio do lugar, inclusive mais um dos atrativos turísticos locais, como os telhados charmosos e imponentes que são inspirados, em sua maioria, nos estilos suíço e normando. Estilo Puro “É aquele que nasce do meio em que vivemos. Quando utilizamos os materiais que encontramos à disposição e edificamos em conformidade com a nossa situação geoclimática.” Essa estética sobrevive ainda em vários pontos da cidade, como, por exemplo, a Vila Ferraz. 40 Cidade&Cultura

Famous architect José Roberto Damas Cintra, Sebastião de Oliveira Damas’ grandson (the man behind Campos do Jordão Railway’s construction), told us about the many styles making up the city’s architectural unique profile, one of its major tourist attractions, with their roofs mainly inspired in the Swiss and Norman traditions. Pure style “It is indigenous to where we live. It means we use materials at hand and build according to our geo-climate features.” Among many other areas around town, Vila Ferraz is a place where such aesthetics prevails. Peculiarity “The first construction in Campos do Jordão was a log shelter built by Ignácio Caetano Vieira de Carvalho in 1771. It was like a small square box made of round wooden poles firmly stuck into the ground, bound by the bush ropes, and covered by intertwined palm leaves.”


Architecture

JÚLIO MASULINO

Arquitetura

Lareira Talvez o item mais antigo de uma casa. Desde a Idade da Pedra, o homem se utiliza do fogo para se aquecer, se proteger e se alimentar. Com a descoberta do ferro, foram criadas muitas formas de fazer uma fogueira e uma delas era confinando o fogo, ou seja, a lareira. Atualmente, mais do que um símbolo de status, é uma necessidade em casas construídas em clima frio.

Fireplace

Curiosidade “A primeira construção de Campos do Jordão foi um abrigo de madeira, erguido por Ignácio Caetano Vieira de Carvalho em 1771. Tratava-se de um pequeno quadrado, feito de paus roliços fincados no chão e interligados por cipós, tendo ao teto folhas de palmeira entrelaçadas.”

maybe the oldest item in a house. Since the Stone Age, man uses fire for heating, protection, and to prepare food. After iron was discovered, many other ways to make fire also appeared—and one of them was restraining it in a hearth. Today, more than a status symbol, it is a truly necessary appliance in houses built in cold areas.

Desafio natural Realizar a casa dos sonhos em Campos do Jordão requer cuidados específicos e pontuais como: calefação, impermeabilização de alicerces, lareiras, câmaras de ar contra a umidade, vidros duplos, altura de pédireito específica etc.

Natural challenge Building the dream house in Campos do Jordão requires attention to specific features, such as heating, waterproof foundations, fireplace, air chambers to prevent damp rooms, double windows, specific room height, and so on.

Citações extraídas de Arquitetura em Campos do Jordão de José Roberto Damas Cintra.

Excerpts from Arquitetura em Campos do Jordão by José Roberto Damas Cintra.

Projeto de Damas Cintra

DIVULGAÇÃO

{ Damas Cintra project }

42 Cidade&Cultura


Artesanato

Panorama da Praça das Artes

{ view of the square }

Rústicos

e belos

Rustic and beautiful Mãos que transformam vidas Hands that change lives

A CApACidAde CriAtivA do ser huMAno transforma não somente a matéria-prima em arte, mas também modifica a própria razão. A conexão do artesão com a tinta ou com qualquer material utilizado é uma extensão de sua mente. Apenas aqueles que conseguem ver a obra em um simples pedaço de madeira é que realmente fazem de suas mãos um instrumento de profunda transmutação. 44 Cidade&Cultura

Human beings creative capacity not only produces art from raw materials but also changes mind itself. the connection the artist establishes between paints and any other material he uses is an extension of his mind. Only those who can “see” an artwork in a simple piece of wood are capable of using their hands as a tool of deep metamorphosis.

FOTOS marciO maSulinO

Arts and crafts


Ivan de Lima

Ivan de Lima No ateliê Na Praça das artes (av. Frei orestes Girard), ivan trabalha com esculturas feitas em madeira colorida ou monocromática, criando formas variadas e interessantes. atualmente, utiliza madeira de reflorestamento, como o cedrinho. esculpe há 52 anos e foi um dos fundadores da Casa dos artesãos. atualmente, seu objetivo é o trabalho de multiplicação com o projeto de cunho social “Fazendo arte na Praça”. Uma das grandes conquistas de seu trabalho foi conseguir tirar algumas pessoas da rua e atraí-las para o mundo do artesanato. Como ele mesmo diz, “a clínica restaura o corpo, e a arte, a mente”. Um exemplo disso é seu xará, ivan Moreira, o ivanzinho como é chamado, que largou as drogas por intermédio de ivan e sua esposa, Janete, e hoje já esculpe e vende bem seus trabalhos. ivanzinho sente-se contente e completo diante dessa nova possibilidade de inserção na sociedade, pois sabe que será capaz de se sustentar por meio de seu próprio trabalho.

At his Atelier At PrAçA dAs Artes (Arts square, Frei Orestes Girard Ave.), ivan works with colored or monochromatic wood sculptures, creating various interesting pieces. Now he uses only reforested wood. having sculpted for the past 52 years, he also was one of the Craftsmen Center [Casa dos Artesãos] founders his purpose for the moment it to multiply the social project called “Making Art at the square.” A major result of his work was to take a few socially endangered people from the streets bringing them to the crafts world. in his own words, “therapies restore the body and art restores the mind.” A good example is ivan Moreira, little ivan as he is called. After lima and wife Janete helped little ivan dump the drugs, the former addict is a popular sculptor living off the pieces he sells. He claims to feel happy and fulfilled with his new way to belong to society, knowing he is able to provide for himself through his own work. Ivan de Lima

{ Artisan ivan de lima }

Campos do Jordão 45


Artesanato

Arts and crafts

Charlot Odson Vindo do HAiti após o catastrófico terremoto de 2011, hoje tem a oportunidade de viver de seu trabalho como pintor em acrílico. Seus quadros refletem a alma haitiana. Já está expondo em várias cidades da região.

Charlot Odson

FOTOS marciO maSulinO

A survivor of HAiti’s 2011 catastrophic earthquake, today odson is a self-sufficient acrylic painter. Reflecting the Haitian soul, his paintings are also selling in many nearby cities.

Pirografia e artesã Janete

{ Pyrography and artisan Janete } 46 Cidade&Cultura


Artes

Arts

Pureza e detalhe Purity and detail

“A Arte diz o indizível, exprime o inexprimível, traduz o intraduzível” (leonardo da vinci)

“Art says what is impossible to say, expresses what is impossible to express, and translates what is impossible to translate.” (Leonardo da Vinci) A mAior CArACterístiCA de CAmpos do Jordão é o amor de seus artistas pela terra, amor que invocam com singeleza e ressalta as belezas naturais do lugar. suas obras expressam o olhar atento ao cuidado, às sutilezas e à plasticidade da cidade, transformados em belas formas 48 Cidade&Cultura

The main feaTure in Campos do Jordão is its artists’ love for the land shown through their work, designed to highlight the place’s natural beauties in careful and attentive details


Eduardo MiguEl garofalo

Eduardo Miguel Garofalo Jordanense de Coração, eduardo Começou a fotografar aos 10 anos de idade. ao longo de mais de cinquenta anos, vem atuando como fotógrafo amador, professor de arte fotográfica e artista otográfico. Com formação em Pedagogia, matemática e economia, eduardo parece incorporar também essas atividades em suas imagens. Precisão, organização e comunicação, além de simplicidade na linguagem, são algumas características visíveis em suas obras. nos últimos dez anos, produziu um grande acervo de imagens, com releituras de obras de artistas da pintura e da escultura. destaque para a coleção “detalhes de giselda”, um estudo da luz natural sobre a obra de mesmo nome da artista felícia Leirner.

Delicadeza das formas e texturas

{ Delicate forms and textures }

From Campos Do JorDão at heart, eDuarDo starteD to take piCtures when he was merely ten years old. along the past 50 years or more, he has engaged in amateur and artistic photography and teaching photographic art. With a Ba degree in pedagogy, mathematics and economy, Garofalo seems to integrate all these elements into his pictures. the distinctive features of his works—precision, organization and communication—come together with a simple way of saying things. in the last ten years, he has been producing a collection of picture images with his own renderings of masterpieces in painting and sculpture. a highlight is “Giselda Details”, a study on natural light of Felícia Leirner’s namesake work. Campos do Jordão 49


Artes

Arts

Lauro Bretanha na peça O Auto da Compadecida

FOTOS DIVULGAÇÃO

{ Lauro Bretanha in O Auto da Compadecida play }

Lauro Bretanha Ator, desde Cedo sempre quis trAbAlhAr com as artes cinematográficas. Amigo de infância do ator osmar prado, bretanha enveredou pelos caminhos da sétima arte e conseguiu papéis que marcaram sua trajetória, como participar do filme Floradas na serra, e hoje guarda com muito esmero os registros dessa época. trabalhou não só no cinema, mas também no teatro, tendo atuado na peça de Ariano suassuna, o Auto da Compadecida. bretanha se lembra do tempo em que Campos do Jordão era uma cidade muito mais gélida do que nos dias atuais (com temperaturas beirando -12 °C), de sua casa feita de madeira, e do hábito do escalda-pé na hora de dormir.

50 Cidade&Cultura

Actor, eArly in life BretAnhA knew he wAnted to work in the film industry. A friend of famous actor Osmar Prado since they were small kids, Bretanha started in the movies and played important roles in his career, such as in Floradas na Serra, and now is a careful guardian of historic documents of that time. Besides movies, he also acted on stage, interpreting a character on Ariano Suassuna’s Auto da Compadecida production. Bretanha still remembers when Campos do Jordão’s temperatures were much cooler than now (average temperatures near –12°C were not uncommon), and talks about his house made of logs and how people used to warm their feet right before going to bed.


Artes

FOTOS MARCIO MASulInO

Arts

52 Cidade&Cultura


Diego José da Costa Artesão desde os 7 Anos de idAde, hoje com 36, aprendeu com o avô e o pai o ofício da marcenaria. os irmãos tocaram a vida na construção, mas diego seguiu com a tradição, confeccionando móveis de formas magníficas e rústicas. Há 55 anos, a família Costa tornou-se sinônimo de qualidade no seu ofício, e hoje usa somente madeira certificada. sua maior peça tem 12 metros de comprimento; também se orgulha de um banco de 8 metros em uma tora só. As peças que mais vendem são pias, mesas e bancos. tudo que vimos em seu ateliê a céu aberto eram encomendas de muitas partes do Brasil.

Crafstman sinCe he is seven years old, diego, now 36, learned with his father and his grandfather to be a joiner. his brothers went for the building industry, but diego followed the family footsteps and started to make beautiful rustic furniture. for the past 55 years, the Costa family means a quality trademark in the trade, and today they only work with certified wood. the biggest piece is 12m long, and they are also proud to show an 8m long bench made from only one log. sinks, tables and benches are their most sought-after products. in their workshop, most pieces were orders placed from all over Brazil.

Campos do Jordão 53


Artes

Marcio Masulino

Arts

Rubens William DesenhistA, esCultor, pintor e supersticioso, possui mais de 50 peças espalhadas por toda a cidade. há dezessete anos trabalha com arte e é dotado de um espírito empreendedor para o qual tamanho não é problema. Quando o encontramos, estava com a mão na massa em meio à sua escultura “elefante”, no morro de mesmo nome.

54 Cidade&Cultura

Designer, sculptor, painter, and deeply superstitious, William has over 50 pieces spread all over town. For the past 17 years working with art, he also has the entrepreneur’s spirit for whom size does not matter. at the time of our meeting, he was working on his “elephant” sculpture, which is being molded on the namesake hill.


Artes

Marcio Masulino

arts

Mauro Vale NasCeu em 1954 Na Cidade de são José do Barreiro. Com um dom surpreendente para escrever e compor músicas, o artista emociona ao expor sua arte e sua genialidade com intensidade e paixão. Primeiro veio a poesia romanceada, aos 10 anos de idade, e depois a música ao violão, aos 16. O mais incrível é que mauro compõe para piano sem saber tocá-lo. sente a inspiração que se avoluma e depois explode com ímpeto incontido. Já publicou dez livros e tem mais de 1.500 composições em partitura. Livros: Confraria dos signos; Canto do arco da serrania; salmos Proscritos; alma de Bronze; Franjas do infinito; dio diá Vertente serrana. Todos os seus livros foram publicados na maioria dos países da américa do sul.

Born in 1954 in the small são José do Barreiro, in são Paulo state countryside, Vale has an extraordinary gift to write and make songs. his genius is moving, as it is always variously and passionately expressed. his first works were pieces of romantic poetry, when he was only tem years old. at 16, he started in music, playing guitar. it is also amazing to hear that mauro Vale writes for pianos without knowing how to play it. he has already published ten books, which have also been released all over south america, and wrote nearly 1,500 compositions on music scores.

“Hoje sacodes os guizos sob tenebrosas gargalhadas na porta de cima há um aviso: por aqui não passa quem não exibir a máscara do martírio! sou Jacinto da Maia, Maria aquele que sorria na ventania cravejado pelo olhar de Violante...” 56 Cidade&Cultura


Artes

DIVULGAÇÃO

Arts

Rafael e Dinelson Se voCê goStA de ouvir múSiCA de raiz, então deve escutar a dupla sertaneja dinelson e rafael. Suas músicas encantam e esse duo de tio compositor e sobrinho arranjador tem muito a oferecer. Já foram premiados com a melhor interpretação de “Berrante de ouro” no Festival de viola Caipira. Seu trabalho é voltado para a divulgação da cultura de raiz.

58 Cidade&Cultura

If you lIke authentIc folklorIc musIc compositions, then you should listen to the folk duo Dinelson and rafael, the uncle who writes and the nephew who arranges their music. their songs are a real pleasure and they have much to offer. they have already been awarded the Best rendering of “Berrante de ouro” [an iconic song in countryside lore] at the rural strings festival. their repertoire aims to make root culture better konwn.


Artes

marcio maSULiNo

arts

Gil Olive Gissone Valdemar oliVeira, 60 anos, natural de Cristina, veio para Campos aos 18 anos. desde o antigo primário, Gil era o “ás” de pontuação em poesias, exercício dado aos alunos do 3° ano. Tomou gosto e desde então não largou mais o lápis e o papel. suas poesias são um misto de emoções em comunhão com a natureza. Temas como o mar e a serra são uma constante. e, óbvio, o amor à cidade que o acolheu.

Gissone Valdemar oliVeira, 60, born in Cristina-mG, came to Campos do Jordão when he was 18. since early in life Gil was very skilled in poetry, an assignment given to elementary students back then. He learned to like it and since then never left pencil and paper. His poems mix emotions and nature. The sea and the mountains are his main themes, as well as his love for the city that took him in.

“Tudo parece-me como uma única jardineira, que enfeita tanto a Serra da mantiqueira, e os jardins, com miosótis, papoula, boca-de-leão, passa pelos meus olhos um desfile de beleza que deixa muito mais linda e bela a natureza, aqui na verde cidade de campos do Jordão.” [Trecho de Floradas na Serra]

60 Cidade&Cultura


Festival

Desirée Furoni

festival

45

sucesso anos de

45 successful and inspiring years

Considerado o mais importante festival de música erudita do Brasil, o festival de inverno de Campos do Jordão ultrapassou fronteiras e sempre traz a marca da qualidade e da técnica dos seus participantes. foi no dia 2 de agosto de 1970 que a jornada ao sucesso começou em uma das principais salas do palácio Boa vista, que até hoje conserva o pianos no qual as primeiras notas foram tocadas pela pianista magda tagliaferro, na gestão do governador do estado de são paulo, sr. roberto Costa de abreu sodré. foi uma iniciativa governamental dirigida pelo então secretário da fazenda do estado, sr. luís arrobas martins. dessa data em diante, a comunhão entre concertos, recitais e cursos relacionados transformou e fixou definitivamente o festival no Calendário municipal, originalmente idealizado por Camargo Guarnieri (1907 – 1993), um dos maiores compositores brasileiros. 62 Cidade&Cultura

Considered the most important classical music festival in Brazil, Campos do Jordão Winter Festival overcame frontiers and every year brings prestigious musicians who offer high artistic and top technical performances. on august 2, 1970 this successful journey began at one of the main Boa Vista palace rooms, where it is still possible to see the piano on which the first chords were played by acclaimed performer magda tagliaferro. the administration initiative was sponsored by mr. Luís arrobas martins, then state secretary of Culture of são paulo. since then, concerts, recitals, master classes and courses have changed the Festival profile which became a major event in the city official cultural agenda. This winter reunion of national and foreign music stars was originally designed by the great Brazilian conductor Camargo Guarnieri (1907 – 1993). “every year music students from all over the world, mainly Brazil, and south and north america countries,


MarCo históriCo do turismo e da cultura

Tourism and culture milestone

Festival de Inverno de Campos do Jordão - Auditório Cláudio Santoro

DiVuLGAÇÃo

{ Campos do Jordão Winter Festival – Cláudio Santoro Auditorium }

Desirée Furoni

Primeiros concertos de música em 1970 e Festival de Inverno

{ First music concerts, 1970 and Campos do Jordão Winter Festival } Campos do Jordão 63


Festival

Festival

Fonte: www.osesp.art.br

come to Campos do Jordão Winter Festival to learn and improve. Now famous artists, many former Brazilian scholarship pupils attended our classes.” Source: www. festivalcamposdojordao.org.br Among the many beneficial results of such endeavor was Osesp—the State of São Paulo Symphonic Orchestra resurgence. “In 1973, after a five years long recess, Osesp was restructured under the guide of notorious conductor Eleazar de Carvalho (1912 —1926). The orchestra’s second coming is a direct result of Campos do Jordão Winter Festival, designed by Eleazar after the Tanglewood Summer Festival (Massachusetts, EUA), which he knew very well.” Source: www.osesp.art.br

Coro de Câmara

{ Town House Choir }

1° Festival Coral de Campos do Jordão 1st Campos do Jordão Choir Festival no ano em que a Osesp completa 60 anos de trajetória e o coro da Osesp celebra seus 20 anos de fundação, o inédito Festival coral recebeu 56 bolsistas, sendo 50 alunos de canto e seis de regência coral. com o propósito de fomentar o canto coral no Brasil e estimular o desenvolvimento e a profissionalização dos artistas, o 1º Festival coral ampliou o espaço musical criado pelo Festival internacional de inverno de campos do Jordão, ao mesmo tempo em que intensifica as atividades do evento, atendendo não somente a um maior número de bolsistas, mas também à crescente demanda cultural de campos do Jordão, da região do Vale do Paraíba e das cidades de estados vizinhos. O 1º Festival coral é uma realização do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação Osesp e a Prefeitura de campos do Jordão, com direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur nestrovski e consultoria artística de Marin Alsop.

This year Osesp celebrates its 60th anniversary, and Osesp Choir toasts to its 20th anniversary. To highlight such meaningful achievements a first time Choir Festival welcomed 56 scholarship students, of which 50 were singing course pupils and six enrolled for the choir conducting course. In order to stimulate choir performances in Brazil and the artists’ development and professionalization, the 1st Choir Festival meant a larger music context for the Winter Festival and at the same time the events get more intense thanks to its bigger number of pupils and to the increasing cultural demand from Campos do Jordão, the surrounding Paraiba Valley and cities of nearby States. The 1st Choir Festival is organized by the State of São Paulo administration together with the Osesp Foundation and Campos do Jordão Town Hall, under Marcelo Lopes executive direction, Arthur Nestrovski art direction and Marin Alsop art consultancy. AnA FucciA

“Anualmente, estudantes de música de diferentes partes do mundo – sobretudo do Brasil, da América Latina e da América do norte – escolhem o Festival de campos do Jordão para se aperfeiçoar. Renomados artistas brasileiros foram bolsistas do Festival de campos do Jordão em edições anteriores.” Fonte: www.festivalcamposdojordao.org.br Os ganhos do Festival foram muitos e um dos principais foi o ressurgimento da OSESP – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. “Em 1973, após um recesso de cinco anos, a OSESP passa por nova reestruturação, conduzida pelo célebre maestro Eleazar de carvalho (1912 -- 1926). O segundo renascimento da orquestra é indissociável do Festival de campos do Jordão, concebido por Eleazar nos moldes do Festival de Verão de Tanglewood (Massachusetts, EuA), que ele conhecia a fundo.”


Meio ambiente

Environment

Nascer do Sol

{ Sunrise }

66 Cidade&Cultura


Dirceu Bento Junior

Em

harmonia In harmony

Um momento, um instante A moment, an instant

Campos do Jord達o 67


Meio ambiente

environment

Com o advento da Civilização industrial, no final do séc. Xvii, as populações humanas passaram a pressionar a natureza de forma inédita. Florestas passaram a ser dizimadaspara fornecer matérias primas para as indústrias ou abrir espaço para o plantio de monoculturas para saciar o insaciável apetite da produção. tudo isso aconteceu num momento histórico onde o ser humano era o centro da preocupação existencial e muitas espécies foram extintas ou radicalmente reduzidas, sem que isso preocupasse as pessoas.

With the neW industrial civilization initiated in the 17th century, human populations started to impose over nature in unprecedented ways. Forests began to be put down to supply raw materials for industries, housing and clear space for monocultures designed to fulfill the production efforts’ insatiable appetites. such process happened in a historical context where the human begin was the main focus of existential concerns, which in time led to the near extinction of many animal and plant species, without much attention to its consequences.

Hortência

marcio masulino

{ Hydrangea flower }

68 Cidade&Cultura


Meio ambiente

Environment

borboletas

marcio masulino

{ butterflies }

70 Cidade&Cultura


Campos do Jord達o 71


Meio ambiente

Environment

Pé de Araucária

FOTOS marciO maSulinO

{ Araucária tree }

No meio do séc. XX a explosão populacional da humanidade e a adoção de novas técnicas agrícolas expandiram a fronteira humana dezenas de vezes, invadindo o meio natural.Nesses menos de 200 anos a natureza apenas se retraiu, abandonando sistematicamente os ambientes ocupados pelas cidades. Essa dinâmica permaneceu até a metade da década de 1990, quando surgiu a consciência ecológica global, que iniciou uma redução da caça e da destruição dos habitats. Todas as preocupações ambientais somadas passaram a reproduzir condições, se não adequadas, pelo menos favoráveis aos animais e plantas silvestres. Na aurora do séc XXI passamos a viver um paradoxo, pois as a velocidade da devastação continua diminuindo e hoje vemos diversas espécies de animais silvestres se reproduzindo intensamente e ocupando espaços urbanos anteriormente inóspitos.

72 Cidade&Cultura

Along mid-20th century, humankind population boom together with modern farming techniques widely expanded human frontiers and invaded wild areas. In less than 200 years nature merely shrank back, systematically abandoning spaces being taken over by urban developments. Such dynamics prevailed until mid-1990s when global ecological concerns came to the foreground, and active environment protection initiatives held back hunting and destroying forest species habitats. All such concerns resulted in reproducing adequate or at least favorable conditions to wild plants and animals. Now, in the first few years of our new millennium, we live a paradox.The devastation speed keeps slowing down, and now it is relatively easier to see many wild animals undergoing intense reproductive cycles and starting to invade urban areas previously inhospitable.


Meio ambiente

Environment

Sem dúvida esta é uma boa notícia, mas temos que levar em conta que o homem urbano não está adaptado a esta convivência. Ou seja, ao invés de agir consciente ou responsavelmente com esses companheiros de ambiente, passa a tratá-los como “mascotes”, porém animais silvestres não deveriam ser tratados assim. Também é preocupante a velocidade de reprodução desses antigos exilados, agora repatriados, pois a dinâmica populacional na natureza sempre está diretamente relacionada a oferta de alimento. Como ambientalistas, causa-nos grande alegria perceber esse ressurgir da natureza. É bastante prazeroso ouvir diariamente comentários sobre famílias de jacus alimentando-se nos gramados, bandos de macacos-prego vindos solicitar seus prêmios em frutas nos quintais das residências e incontáveis tirivas ou maritacas pousadas nas árvores defronte ao Mercado Municipal de Campos do Jordão, contudo, esse quadro pode tornar-se preocupante caso não sejam tomadas medidas de educação ambiental para ensinar a população a conviver com esses “vizinhos”.

This surely is good news but one must take into consideration that the urban man is not adapted to such intimacy. Instead of a conscientious or responsible behavior towards our environment companions, people start to treat them as “mascots” but wild animals should not be treated like this. Another source of concern is the high reproductive rate of those previously exiled creatures since their population dynamics in nature has always been directly proportional to food offer. As environmentalists, we are glad to witness nature’s comeback. It is very pleasant to know about how a bird family of the Penelopinae species is feeding on the front lawn of this or that house, to spot a group of monkeys coming to reclaim their prized fruits in homes’ backyards, or to listen to the uncountable smallish green parrots known as maritacas amid the branches of downtown Campos do Jordão Municipal Market. The situation can become a problem though if preventive environment education measures are not enforced to teach people how to properly interact with such neighbors.

marcio masulino

Ninfeia

74 Cidade&Cultura


Meio ambiente

Environment

Fonte da Amizade

FOTOS marciO maSulinO

{ Friendship Fountain }

Será necessária uma rápida tomada de posição das autoridades, dos ambientalistas e da sociedade como um todo, para a adoção de medidas de ordem populacional e de saúde pública para evitar invasões e transmissões de zoonoses aos cidadãos. Mas, como principal medida preventiva fica a nossa orientação: NÃO ALIMENTE ANIMAIS SILVESTRES. (Instituto Pinho-Bravo)

It is necessary that government officials, environmentalists and the society at large understand the importance of taking steps to protect the human population public health avoiding animals invasions and the ensuing zoonosis. So, as our main preventive advice, we urge everyone to NOT FEED WILD ANIMALS. (Pinho-Bravo Institute) 76 Cidade&Cultura

Rio Capivari

{ Capivari river }


Rio Capivari “A 1.825 metros de altitude, no bairro de Umuarama, em Campos do Jordão, encontram-se as nascentes mais altas do Rio da Prata. As águas descem para o Ribeirão Abernéssia até atingir o Ribeirão Capivari, quase na divisa entre a Vila Abernéssia e a Vila Jaguaribe. O Ribeirão Capivari, após receber as águas dos córregos Imbiri e Matogrosso, recebe finalmente as águas do Ribeirão das Perdizes e passa a chamar-se Rio Sapucaí-Guaçú. Na sequência juntam-se o córrego do Homem Morto, os ribeirões Canhambora, Marmelos, Coxim e, no encontro das águas do Ribeirão Paiol, formam a encantadora Cachoeira dos Diamantes. Segue como Sapucaí-Guaçú até o Rio das Bicas, perto de Venceslau Brás. O médio Sapucaí, que daí começa, vai encontrar o Rio Sapucaí-Mirim em Pouso Alegre. No baixo Sapucaí, as águas vão até a represa de Furnas, em território mineiro. Após a barragem, passa a denominar-se Rio Grande e depois Rio Paraná, desembocando no Rio da Prata, e assim percorre territórios brasileiros, paraguaios, argentinos e uruguaios. Foi confeccionado pelas autoridades municipais um monumento denominado ‘Marco das Quatro Nações’, para ser fixado nas nascentes mais altas do Rio da Prata.” Fonte: Campos do Jordão, a joia da Mantiqueira, Pedro Paulo Filho

Capivari River “At 1,825m high at Umuarama district in Campos do Jordão, one finds the highest sources of the Prata River whose first waters flow down till Abernéssia stream where it meets Capivari stream, almost at Vila Abernéssia and Vila Jaguaribe boundary. After receiving the Imbiri and the Matogrosso streams, the Capivari finally meets Perdizes stream and from then on is called Sapucaí-Guaçu River. Next, after four other smaller rivers collaborate, the charming Diamond Waterfall is formed. Up to the Waterspousts River it keeps the name—Sapucaí-Guaçu—near Venceslau Brás. In Pouso Alegre, the middle Sapucaí, starting there, meets the Sapucaí-Mirim River.At the low Sapucaí, the river goes till Furnas Dam in the State of Minas Gerais. After the dam, it changes name to Rio Grande (Big River) and next, to Paraná River. The waters discharge in the Prata River, and such is its route through Brazilian, Paraguayan, Argentinean and Uruguayan territory. Municipal authorities ordered a monument called ‘Four Nations Milestone’ to be set up at the highest sources of the Prata River.” Source: Campos do Jordão, a joia da Mantiqueira, Pedro Paulo Filho.

Campos do Jordão 77


Meio ambiente

Environment Vista do Pico do Imbiri

{ View of Imbiri’s peak }

A natureza em Campos do Jordão é composta de muitas formas e cores, com destaque para animais silvestres. Rodeada por imensas montanhas e picos, como o Itupeva e o Imbiri, a cidade é florida na maior parte do ano. Aliada ao bom clima e à pureza do ar, Campos do Jordão é um reduto natural de maravilhas portentosas e exuberantes. Sua marca registrada é a araucária que fornece o pinhão, alimento de muitas espécies de animais e também do ser humano. Não podemos esquecer o pinheiro-bravo e o plátano, que nos enche de beleza com suas folhas avermelhadas. As vertentes formam também o circuito das bicas, muitas no centro, outras nas lindas estradas que serpenteiam pela cidade.

In Campos do Jordão, nature is full of shapes and colors, mainly due to the variety of its wild animals. Surrounded by huge mountains and peaks—such as Itupeva and Imbiri— the town blossoms virtually all year round. Besides its excellent climate and pure air, Campos do Jordão is famous for its wonderfully majestic landscape. The city trademark is the araucaria tree whose pine nut is much appreciated as food item by several animal species—and humans, too. Other plant species such as cluster pine and maple with its orange and red leaves design fantastic landscapes. On the hillsides there begins the waterspouts trail circuit. Many of such wells are in the middle of the city while others can be found along the beautiful roads crossing town.

Cobra urutu-cruzeiro também chamada cruzeiro ou cruzeira – da mesma família da jararaca –, dentre todas dessa família seu veneno é

Variously called urutu-cruzeiro, cruzeiro ou cruzeira, this snake (Bothrops alternus), belonging to the jararaca family has the most toxic poison of all its relatives except for the jararaca-ilhoa.

78 Cidade&Cultura

FOTOS marciO maSulinO

considerado o mais tóxico, salvo o da jararaca-ilhoa.


APTA

aPta

truta

Desenvolvimento da

Trout development Águas Frias e cristalinas Cool crystal-clear

estação experimental de salmonicultura de campos do jordão - apta - secretaria de agricultura e abastecimento de são paulo

campos de jordão salmon culture experimental station the agriculture and supply secretary the state of são paulo

É uma unidade de Pesquisa e desenvolvimento da agência Paulista de tecnologia dos agronegócios. Foi fundada em 1964 com o objetivo de promover o desenvolvimento da truticultura nas regiões serranas do sudeste brasileiro. localizada no Parque estadual de Campos do Jordão, a 1.500 m de altitude, a estação é abastecida com águas frias e cristalinas, com temperaturas que não ultrapassam 20 graus centígrados, características que são fundamentais para o desenvolvimento da truta. natural dos rios da costa oeste da américa do norte, a truta arco-íris é uma excelente espécie tanto para cultivo como para pesca esportiva, além de ser fonte de proteína de alto valor nutricional. Foi introduzida no Brasil em 1949, com o propósito de se realizar o povoamento dos riachos de montanha. em 1974, foram iniciados os trabalhos sobre a reprodução artificial dessa espécie no Brasil. Com o domínio das técnicas de reprodução artificial, a estação iniciou

This ReseaRch and developmenT UniT of the são paulo agribusiness Technology agency was founded in 1964 to stimulate trout hatchery in Brazilian southeastern mountainous areas. located in campos do Jordão state Park at 1.500m, the Station is filled with cool crystal-clear water whose temperature never goes beyond 20oc, both critical features to a proper trout development. indigenous to the north america West coast Rivers, the rainbow trout is excellent both for hatching and sport fishing. Its high protein content makes trout a valuable nutrition source. it was brought to Brazil in 1949 to populate hillside streams. In 1974 the trout artificial reproduction program began in Brazil. Mastering artificial reproduction techniques, the station started to supply embryos to private clients at the same time studying how to improve trout’s productive performance in closed ponds. now besides being produced in several mountainous areas around Brazil, trout ponds

80 Cidade&Cultura


Fonte: Yara Aiko Tabata, pesquisadora científica

became a tourist attraction. Presently the Station provides embryonic eggs, alevins and triploid embryonic eggs. To support these activities, the Unit offers an annual technical and scientific program of artificial trout reproduction in order to select and continuously replenish the reproductive animals. Besides keeping the strains available to research projects, the program also allows for academic training and instructing lay consumers interested in handling trout reproduction for commercial ends.

fotos MARCIo MAsULINo

o fornecimento dos embriões para os interessados na criação e passou a desenvolver estudos voltados para melhorar o desempenho produtivo da truta em cativeiro, contribuindo para que hoje ela esteja sendo produzida em várias regiões serranas do Brasil, fazendo parte dos atrativos turísticos locais. Atualmente a Estação disponibiliza ovos embrionados, alevinos e ovos embrionados triploides. Para dar suporte a essas atividades, a Unidade executa anualmente uma programação técnico-científica, que consiste na reprodução artificial das trutas visando a seleção e a reposição continuada do plantel de reprodutores. Além da manutenção das linhagens que são disponibilizadas para a realização de pesquisas, a condução desses trabalhos possibilita o treinamento de acadêmicos e de piscicultores interessados no manejo reprodutivo da truta.

Truta arco-íris e Truta amarela - Estação Experimental

{ Rainbow trout and Yellow trout Experimental Station }

Source: Yara Aiko Tabata, scientific researcher

Campos do Jordão 81


Gastronomia

Gastronomy

toques

requinte

de

Refined restaurants 82 Cidade&Cultura


explore Com Calma e desfrute os sabores

Fotos Luiz Gião

No hurry to explore unique flavors

Barito Goumert - Linguiça Quadrada de Javali com Mil Folhas de Batata Doce, Couve e Quibebe no Melaço de Engenho, Safári - Costeleta de Javali no forno à lenha com Molho Barbacue e Empório e Restaurante Matterhorn com Costela de Buteco

{ Barito Gourmet Wild Boar Square Sausage with Sweet Potato, Kale and Smashed Pumpkin Milfoil on Sugar Mill Molasses, Sáfari – Baked Wild Boar Rib on wood oven with Barbacue Sauce and Matterhorn Grocery Store and Restaurant, with Rib Steak } Por/By Chef Sérgio Zocchio

Campos do Jordão é ConheCida como um dos mais concorridos destinos românticos do Brasil, com seu charme de montanha, sua gastronomia, seus hotéis e pousadas charmosas, e o badalado bairro Capivari. a cidade tem uma das melhores concentrações de restaurantes fora de são paulo. encontramos restaurantes com toques de requinte; alguns são verdadeiras mansões; outros, especializados em queijos e fondues; há os de carnes exóticas, os de culinária alemã, suíça, italiana francesa, argentina etc. a diversidade gastronômica de Campos do Jordão é de tirar o fôlego e é impossível conhecer todas as opções em uma única visita, não esquecendo que

CamPoS do Jordão iS known as one of the main romantic destinations in Brazil with its charming landscape, gastronomy, hotels and lodges, as well as the cool Capivari downtown district. Outside São Paulo city, it is here that visitors can enjoy a top quality group of restaurants. Some of them very refined, others set in elegant manor houses. There are places specialized in cheeses and fondues, while other digs offer game dishes, or German, Swiss, Italian, French, Argentinean classic menu. It’s a truly breathtaking gastronomy, impossible to cover in one single visit. Fortunately, gastronomy events happen all year round, not only in winter. There Campos do Jordão 83


Gastronomia

fOtOS LUIz GIãO

MARCIO MASULINO

Gastronomy

ao longo do ano, e não só no inverno, são realizados vários eventos gastronômicos. Além dos restaurantes situados no centro comercial de Capivari, outros locais oferecem algumas surpresas, como churrascarias no meio de mata nativa que fazem o churrasco típico dos pampas; trutarias, fábricas de geleias. No caso ultimadas geleias, Campos do Jordão se destaca, ao lado dos chocolates, sendo quase que obrigatória a parada nas fábricas para provar e comprar essas delícias, que são produtos sensacionais. A cidade tem também excelentes restaurantes nos hotéis com cozinha contemporânea e francesa e até uma das mais premiadas cartas de vinhos do Brasil. 84 Cidade&Cultura

Sabor da Província - truta com molho de amendoas laminadas acompanhada de pure de mandioquinha, Davos Maison Suisse - Javali Império Cerrado e Villa Goumert - Ravióli recheado com Galinha D’Angola ao Limone

{ Sabor da Província - Trout with thin sliced almonds sauce and mashed little cassava, Davos Maison Suisse – Wild Boar “Império Cerrado” and Villa Gourmet – Ravioli stuffed with D’Angola Chicken on Lemon Sauce }


A criação de trutas completa nosso roteiro com restaurantes que oferecem a possibilidade de comer e conhecer de perto esse peixe tão apreciado. A minha dica como chef de cozinha e curioso nato é: explore com calma, descubra os sabores, os temperos, as paisagens, os produtos que a cidade tem para oferecer, e você vai se surpreender com a variedade, a quantidade e principalmente a qualidade da gastronomia que Campos do Jordão tem para oferecer.

also are establishments that can provide good surprises, whether by their location deep in the woods, or thanks to a truly typical “gaúcho” barbecue. The visitor can also enjoy trout hatcheries and jam small plants. Together with its local jams, Campos do Jordão is famous for its chocolate shops where it is possible to buy great products. The main hotels also have excellent restaurants offering contemporary and French cuisine, besides the best awarded wine lists in Brazil. Trout hatcheries are a highlight in the restaurants tour, serving dishes that spoil costumers with their delicate and exquisite creations. My suggestion as an inquisitive chef is simply this: forget being in a hurry and explore it all calmly, getting to know the flavors, condiments, landscapes, and products Campos do Jordão has to offer. You will be surprised by the variety, the amount and above all the quality of our local gastronomy.

Lugarzinho - Canja Label Rouge e La Gália - Pernil de Javali ao Molho de Ervas e farofa de Pinhão

fotos Luiz Gião

{ Lugarzinho – Label Rouge Chicken Soupp - La Gália – Wild Boar Leg with Fine Herbs and Manioc Roast Flour with Pine Nut }

Campos do Jordão 85


Chocolate

Chocolate

Unanimidade no paladar

Unanimous choice

A semente do CACAu era sagrada e usada como moeda Cocoa seeds were once sacred and used as currency

86 Cidade&Cultura


sHutterstoCk

HoJe em dia, o públiCo se tornou cada vez mais exigente com a qualidade dos produtos que consome. Quer saber a procedência dos ingredientes que compõem cada alimento e o processo de fabricação de cada um deles. Com o chocolate não é diferente. mesmo sendo uma das delícias mais procuradas no mundo, sua qualidade sempre será um fator determinante de escolha. em Campos do Jordão, encontramos excelentes chocolaterias que fazem de seus produtos uma arte. seus chocolatiers transformam o cacau puro em gostosuras inesquecíveis, na forma de trufas, ramas, bombons, barras. o clima de altitude também favorece o consumo do chocolate que tanto alivia o frio como aquece o coração. excelente antioxidante, harmoniza bem com chá, café, vinho e uísque. segundo os degustadores, o bom chocolate não pode ser doce demais, amargo demais ou arenoso demais. mas, na realidade, o que vale é o seu paladar, a sua maneira particular de saborear o chocolate. Campos do Jordão é um lugar perfeito para você mesmo decidir qual é o melhor.

Nowadays coNsumers are iNcreasiNgly demanding about the quality of products for sale. it is important to their decision making to know the origin of the ingredients in each food formula, and how they are manufactured. as far as chocolates go it is no different. despite being one of the most desired delicacies in the world, its quality will always determine choice. in campos do Jordão, there are excellent chocolate manufacturers producing truly artistic treats. Their chocolatiers transform raw cocoa seeds into unforgettable sweets such as truffles, bars, bonbons.The high altitude climate also invites to eat chocolate items both to fight low temperatures and to warm the heart. as an excellent antioxidant it matches perfectly with tea, coffee, wine and whiskey. according to the experts, good chocolate should not be too sweet, too bitter, nor too gritty. However, what really matters is your taste, what pleases you more in a chocolate. campos do Jordão it the perfect place for you to choose the best one.

Campos do Jordão 87


Eventos

events

AlegriA populAr e homenagens à beleza

O sucesso Popular joy and a tribute to beauty

da tradição

Successful traditions Festa da Cerejeira em Flor

Cherry Tree Blossom Feast

A sAkurA (CerejeirA) é A flor nACionAl do jApão. Mais do que isso, é símbolo de felicidade para seu povo. Quando os nipônicos emigraram para o Brasil, trouxeram na bagagem sementes do que hoje conhecemos como cerejeira. elas não se adaptaram às temperaturas brasileiras mais elevadas, mas em Campos do jordão, em meio à serra da Mantiqueira, foi diferente. em 1936, graças à inauguração do sanatório dojinkai, foram plantadas as primeiras cerejeiras japonesas na cidade, da variedade takasago. Bem adaptadas desde o início, florescem na primavera até hoje. no ano seguinte, para comemorar a fundação da Colônia lageado, o dr. shizue Hosoe enviou dez mudas das variedades taizan, botan e amazonas, plantadas pelos colonos da região. elas também se adaptaram. porém, a variedade mais comum no Brasil, e que está em muitos locais do país, é a okinawa. diferente das mudas tradicionais, que florescem na primavera, ela já dá suas flores no inverno, de julho a setembro. A cerejeira sempre floresce uma vez por ano, durante uma semana. em Campos do jordão, a festa da Cerejeira em flor, anual, ocorre desde 1968. o evento conta com apresentações de música, dança, feira de artesanato e muita comida japonesa, além da apreciação das cerejeiras no Bosque são francisco Xavier.

JaPan’s national flower is “sakura”, the cherry tree. it also is a symbol of happiness for the Japanese people. When the first immigrants arrived in Brazil, they brought cherry tree seeds. The species did not adapt to high tropical temperatures but in Campos do Jordão it did, within the lower temperature ranges of the Mantiqueira Ridge. In 1936, as of the Dojinkai Sanitarium inauguration, the first cherry trees of the takasago variety were planted around town. Well adapted since the beginning, they bloom in spring until today. The following year, to celebrate the Lageado Colony foundation, Dr. Shizue Hosoe sent ten seedlings of taizan, botan and amazon varieties that were planted by local settlers. these also adapted well but the most common variety in Brazil is okinawa. Differently from the traditional species which bloom in spring, the okinawa has flowers also during winter, from July through September. Cherry trees always bloom only once a year, for just a week. In Campos do Jordão, the annual Cherry Tree Blossom Feast is held since 1968. There are dance and music presentations, a crafts fair and plenty of Japanese food, besides the must-do visitation to São Francisco Xavier Woods and its cherry trees covered with pink flowers.

Fonte: Sakura Home

88 Cidade&Cultura

Source: Sakura Home


marcio masulino

Campos do Jord達o 89


Eventos

events

Raspberry Feast

Uma nova maravilha para os amantes da boa comida, de festas e frutas vermelhas. mais uma vez, Campos do Jordão inova com a Festa da Framboesa, realizada pela secretaria de agricultura e a prefeitura, em parceria com a Fazenda saint Clair. no mês de dezembro, época da safra da fruta, essa festa emplacou com o enorme volume de vendas da framboesa. esse evento tem como maior objetivo fomentar a produção e incrementar o turismo na época do verão. Como toda boa festa de rua com barracas de doces e artesanato, os shows completam a diversão.

This is a new TreaT for people who love good food, red berries and partying. once again a pioneer, Campos do Jordão is the first city to hold a Raspberry Feast, held by the secretary of agriculture and the city administration together with saint Clair farm. in December, time for raspberry harvest, the feast has become a huge success due to the intense commercial activity it promotes. The event’s main purpose is to foment production and enhance local tourism during summer. like every other great street festival, it has food and crafts stands besides music performances to entertain everybody.

shutterstock.com

Festa da Framboesa

90 Cidade&Cultura


marcio masulino

Festa do Pinhão Uma das mais tradiCionais festas do interior paulista é a festa do Pinhão de Campos do Jordão, desde 1961 regada a muita tradição, música e dança. essa festa homenageia um dos maiores símbolos da cidade: a araucária. tão comum nas festas juninas, o pinhão amadurece no outono e é o elemento básico da gastronomia jordanense. outra característica desse fruto é sua crescente produção, uma consequência direta da preservação da araucária. a organização da festa é feita pela secretaria de agricultura junto a vários setores da cidade, que trabalham como voluntários.

Pine Nut Feast Among the trAditionAl countryside festivAls in the state of são Paulo, the Pine nut feast in campos do Jordão is a merry gathering of tradition, music and dance since 1961. the feast is a tribute to a major symbol for the city—the araucaria tree. A staple in every June–July folkloric event, pine nuts ripen in autumn when it becomes the basic ingredient of local cooking. now its production is increasing again as a result of the preservation policy of the araucária tree. the state secretary of Agriculture organizes the street feast together with several city volunteering agencies. Campos do Jordão 91


Esporte

Aventura espetacular

Sport

nas

montanhas

Great mountain sports Se tiver Coragem, pratique You must be brave

Com topografia privilegiada, Campos do Jordão é um reduto de praticantes de esportes radicais. mas, acredite, mesmo não sendo um aventureiro por natureza, você pode se arriscar na prática de alguns. apenas certifique-se de que a operadora possui todos os alvarás de segurança e depois mergulhe nessa aventura. São várias modalidades que vão deixar você “adrenalizado” e também mais contente por superar seus limites. aproveite! Não é sempre que dispomos de tantas opções em uma única cidade.

Tirolesa 800m

{ 800m Zipline }

Tirolesa

Due to its privilegeD topography, Campos do Jordão is a hub for extreme sports fans. But even if you are not much of an adventurer there still is plenty to explore. You must only make sure the outfitter has all the necessary operational and safety licenses to literally go for it. there are many options to get you high on adrenaline and happy for having overcome personal limits. enjoy! it is not so easy to have such a wide offer of extreme rides in only one place.

The Zipline [“Tyrolean”]

a tirolesa vem da região do tirol, na Áustria, onde eram utilizados cabos que interligavam locais para o transporte de animais, mantimentos e pessoas. muitos preferiam esse meio de locomoção para evitar as minas terrestres plantadas nos caminhos por forças combatentes nas guerras que assolaram a região no início do século XX.

The zipline was first used in the Austrian region of Tyrol, where cables were placed to link people and transport animals and varied goods too. avoiding the land mines stuck into the ground by soldiers during the many battles of the 20th century wars, this creative alternative became widely used since then. 92 Cidade&Cultura


Rede Radical, Radical Skate e Arvorismo

fotos Acervo AventurA no rAncho

{ Extreme Net, Extreme Skating and Tree Cruising }

Campos do Jord達o 93


Esporte

LUIS C. RUAS

Sport

Hipismo

Horse Riding

Cavaleiro Filippo Ferrantelli

{ Horseman Filippo Ferrantelli }

94 Cidade&Cultura

DIVULGAÇÃO

O hipiSmO é um eSpOrte OriginadO de um dos primeiros meios de transporte do ser humano: o cavalo. a arte de dominar um animal de porte grande sempre acompanhou o ser humano em sua escalada de desenvolvimento. não é à toa que, muitas vezes, quando os vemos juntos, cavalo e cavaleiro tornam-se um só. e Campos do Jordão é uma cidade típica dessa prática. aqui encontramos muitos haras que encantam pelo seu plantel e também pelos locais que contam com uma infraestrutura completa. uma raça que chamou a atenção é a Bh, a Brasileira de hipismo, desenvolvida especialmente para os esportes hípicos na década de 1970. as raças formadoras são: hanoverana, holsteiner, oldenburgo, trakehner, westfalen, sela francesa e puro-sangue inglês da américa do Sul. O atleta destaque de Campos do Jordão é Filippo Ferrantelli, que marca presença em campeonatos nacionais e internacionais.


Cavalo da raça árabe chamado Negresco e o carneiro Toddy

fotos MARCIo MAsULINo

{ arabian horse called negresco and sheep called toddy }

Horse riding became a sport not long after man started to use the animal as one of his main transportation means. mastering big beasts has always been a major feature of man’s social and cultural development. sometimes, it is possible to even see how man and horse become an inseparable unity, and in campos do Jordão horse riding is quite common. many local stud farms have top quality animals, and a few places offer full-service infrastructure. a noteworthy horse race is the so called bH—brazilian Horse riding, especially developed for sport purposes in the 1970s.the bH breed comes from hanoverian, holsteiner, oldenburg, trakehner, westfalen, French saddle and the south american derivation of the english thoroughbred. the main local athlete is Filippo Ferrantelli, a sure competitor in national and international championships.

Égua da raça BH chamada Labela e Cavalo da raça lusitano de nome Soberbo

{ Labela, a bH mare and soberbo, a portuguese horse }

Campos do Jordão 95


Rural

Countryside

AnimAis, frutas e casas mรกgicas Animals, fruits, magical houses

Muitos

caminhos,

surpresas muitas

In many ways lots of surprise 96 Cidade&Cultura


Campos do Jordão has muCh to offer for those who go beyond the town center. along beautiful countryside roads, some paved, some not, visitors of all ages have much to enjoy—fisheries, sport parks and of course all kinds of farms.

Fazenda Saint Clair

Saint Clair Farm

Uma das maiores produtoras de frutas vermelhas do país e que possui uma grande variedade dessas espécies tão apreciadas no consumo de doces, compotas e mesmo in natura é a fazenda saint Clair. em uma vastidão de terras situadas no pico do Itapeva, podemos desfrutar de belas paisagens naturais, vistas de tirar o fôlego, além de agregar conhecimentos sobre o trabalho na terra. Uma fazenda cujos produtos são totalmente livres de inseticidas, o que confere ao seu sabor uma deliciosa delicadeza. e, ao caminharmos em meio a suas belezas, também podemos encontrar urutus, preás, lebres etc.

the saint Clair farm is one of the biggest red berries fruits producer in the country, supplying the market with a wide variety of fruits very much appreciated in desserts, preserves and in natura too. spread over a wide territory on Itapeva Peak, the property also allows for stunning views and a breath-taking panorama. It is a rich experience to know more about land farming on a place where produce are totally chemicalsfree, thus developing a uniquely delicate and delicious flavor. Walking around it is possible to glimpse rabbits, small rodents and other cute animals.

Dirceu Bento Junior

Campos do Jordão ofereCe muitas surpresas quando saímos do centro da cidade. são lindas estradas, asfaltadas ou não, que proporcionam lazer e diversão para todas as idades. pesqueiros, parques esportivos e temáticos e, claro, fazendas.

Marcio Masulino

Esquilo e Framboesa

Marcio Masulino

{ squirrel and rapsberry }

Campos do Jordão 97


Rural

Casa dos Coelhos e Casa dos Gnomos

{ Rabbit House and Dwarf House }

Casa das Bruxas

{ Witch House }

fotos MARCIo MAsULINo

Countryside

Parque da Floresta Encantada

The Bewitched Valley Park

Era uma vez uma senhora que valorizava as histórias infantis e o imaginário das crianças. Para agradar sua filha e sua sobrinha, começou a construir casas temáticas. E, um dia, essas crianças felizardas cresceram e então, em 1977, esse local mágico se transformou em um parque aberto para visitação pública. Depois, em 2001, ficou conhecida como a Floresta Vale Encantado. Hoje conta com sete casas: dos Coelhos, da Bruxa, dos Gnomos, do Fantasma, dos Anjos, das Bonecas e do Papai Noel. A área tem 12 mil m² com árvores nativas, como o pinho-bravo e o manacá. Lanchonete, carroças e casa de árvore. Nos finais de semana, atores fazem o papel dos personagens, garantindo um dia de encanto e magia, não só para os pequeninos mas também para seus pais. A decoração interna é lúdica e realista. As casas são solidamente construídas de madeira, tijolos etc. Espelhos d’água, alimentados pelas vertentes do Pico do Itapeva, estão espalhados pelo parque. Há um gatil para os gatos de rua que são amparados com a verba gerada com o parque.

Once upon a time an old lady loved children stories so much and prized a lot their imagination. To please her daughter and her niece, she started to build theme doll houses.Then, one day, the lucky children became adults and in 1977 the magical place turned into a park open to the public. In 2001, it was named Bewitched Valley Park. Now it has seven houses—the Rabbit’s, the Witch’s, the Dwarves’, the Angels’, the Dolls’, and Santa Claus’. Over all, the park covers 12,000m² and has many native tree species. Among its other attractions visitors enjoy a tree house, old-time wagons and a cozy diner. On weekends, actors play roles in costumes for delighted children—and their parents too. The houses interior decoration is both playful and realistic. All houses use solid constructions materials like wood and bricks. Small ponds supplied by sources from Itapeva Peak hillsides are all over the park. There also is a cathouse for street cats which are cared for with the park profits.

98 Cidade&Cultura


Negócios

Business

Altitude elevAdA e Ar puro ajudavam na cura da alma

High altitude and pure air helped sick people

Vocação

turismo para o

A permanent call to tourism

100 Cidade&Cultura


Excelentes rodovias e Bonde — duas classes separadas, uma para doentes DIVULGAÇÃO

JULIO MASULINO

In the State of São Paulo, emílio Ribas, Sanitary Services Director, and Victor Godinho developed urban infrastructure and transportation so that sick people could be sent to Campos do Jordão, a place where the necessary conditions to treat tuberculosis were present, namely dry high altitude climate, pure air, rarified atmosphere, moderate summer temperatures. Results came out so positive that the whole town engaged in treatment efforts, with no few private family houses opening their doors to rich patients from Rio de Janeiro and other places. Welcoming such a large crowd of sick people and their companions in search of treatment together with visitors merely seeking a calm place where to stay for some time, Campos do Jordão rose up to its tourist potential, both as leisure and healing destination. The first deluxe hotels started to be built, such as Grand hotel and toriba, with top quality services and infrastructure. the new scenario can be justifiably considered the cornerstone of a personality change for Campos de Jordão, though its new identity truly established only after the 1950s, with the arrival of affluent visitors such as entrepreneurs and manufacturers. While enjoying their stay at the sophisticated hotels they started to build countryside houses to the extent that the town created the Municipal tourism Directorate in 1952, and hosted the national tourism Congress in 1953 and again in 1959. finally, in 1978, the city was elevated to Climate Station. today, Campos do Jordão is an amazing tourist destination with its mountain charm, sophistication and natural beauty.

No Estado dE são Paulo, Emílio Ribas – diretor do serviço sanitário – e Victor Godinho desenvolveram a infraestrutura urbana e o transporte para que os enfermos fossem encaminhados a Campos do Jordão, pois essa região era um local com todos os requisitos para o tratamento da tuberculose, a saber, clima de altitude seco, ar puro, atmosfera rarefeita e temperaturas moderadas no verão. os resultados foram tão positivos que toda a cidade participava do tratamento, inclusive com algumas casas de particulares recebendo enfermos ricos vindos do Rio de Janeiro e de outras localidades. Com a vinda dos doentes e seus acompanhantes em busca de tratamento, além de outras pessoas que procuravam apenas um refúgio, a cidade revelou o seu grande potencial turístico, capaz de proporcionar repouso e lazer. Foi então que surgiram hotéis luxuosos, como o Grande Hotel e o toriba, com infraestrutura de primeira linha. Nessa nova conjuntura estava a pedra fundamental da mudança de personalidade de Campos de Jordão. Mas a consolidação de sua nova identidade veio a partir dos anos 1950, quando a cidade se viu tomada por turistas de maior poder aquisitivo, como empresários e industriais, que, enquanto desfrutavam do luxo dos hotéis, construíam suas casas de campo. tanto que a cidade criou a diretoria Municipal de turismo em 1952 e recebeu o Congresso Nacional de turismo em 1953 e novamente em 1959. Finalmente, em 1978, a cidade ganhou o título de Estância Climática. Hoje, Campos do Jordão possui uma impressionante capacidade turística com seu requinte, charme e belezas naturais.

{ Excellent roads and highways and tram — two separate classes, one for the sick }

Campos do Jordão 101


Negócios

Business

A malharia veio com força nos anos de 1960 e tomou conta do comércio, atraindo pessoas do país inteiro por sua qualidade e preço acessíveis. A primeira malharia instalada na cidade foi “La Bottega Italiana”. A família visionária dos Zoffoli ajudou muito no crescimento da cidade, que já estava com um volume enorme de turistas, e viu nesse gancho uma oportunidade ímpar para vender roupas que realmente agasalhassem os mais desprevenidos, pois realmente o frio de Campos do Jordão merece roupas bem mais quentes que as de São Paulo, capital.

fotos MARCIo MAsULINo

The knitwear industry started vigorously in the 1960s and became a major commercial force in Campos do Jordão market, attracting consumers from all over the country with quality items and competitive prices. The pioneer “La Bottega Italiana” was founded by the Zoffoli family who helped a lot the city to grow, already packing with tourists. True visionaries, they saw in wool-knit clothes a profitable chance to provide unaware visitors with adequate weather protection since in Campos do Jordão it is really necessary to have warmer clothing pieces than for instance in São Paulo city.

102 Cidade&Cultura

Malhas lindas e coloridas

{ Beautiful and colorful wool clothes }


Campos do Jordão em números Numbers for Campos do Jordão Considerada a melhor cidade da América Latina para eventos e festivais, Campos do Jordão conta com 280 empreendimentos de meios de hospedagem com 11.000 leitos, 150 restaurantes e 100 roteiros turísticos imperdíveis. De “altar da solidariedade humana”, prestando ajuda a enfermos, a cidade se desenvolveu na área de sua maior vocação: a do bem receber. Localização: Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado de São Paulo Cidades-limite: Guaratinguetá (SP), Pindamonhangaba (SP), São Bento do Sapucaí (SP), Piranguçu (MG), Itajubá (MG), Wenceslau Braz (MG) Coordenadas: Longitude: 22o44’20” Sul | Latitude: 45o25’37” Oeste Altitude: 1.628 metros Área total: 290,05 km² Residentes: 47.789 Clima: Tropical de Altitude Rodovias de acesso: SP-50 – Rodovia Monteiro Lobato | SP-70 – Rodovia Ayrton Senna | BR-116 – Rodovia Presidente Dutra | SP-123 – Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro Distância de aeroportos: Aerovale: 60 km | São José dos Campos: 90 km | Internacional de Guarulhos: 170 km | Congonhas: 191 km | Viracopos: 268 km Densidade demográfica (habitantes/km²): 164,49 Infraestrutura turística: 280 meios de hospedagem entre hotéis, pousadas, albergues e colônias de férias | 150 meios de alimentação entre restaurantes, cafés e boulangeries | Parques: 6 particulares e 1 estadual | Hospitais: 4

The city is considered the best Latin America town for events and popular festivals. There are 280 accommodation outfitters in operation offering 11,000 vacancies, plus 150 restaurants and 100 must-take tour trips. From the “altar of human compassion,” helping the sick, the city grew as a welcoming tourist hub, its major true vocation. Geographic location: Metropolitan Paraíba Valley and the State of São Paulo North Shore Border cities: Guaratinguetá (SP), Pindamonhangaba (SP), São Bento do Sapucaí (SP), Piranguçu (MG), Itajubá (MG), Wenceslau Braz (MG) Coordinates: Longitude: 22o44’20” South | Latitude: 45o25’37” West Altitude: 1,628m Surface Area: 290,05km² Inhabitants: 47,789 Climate: High Altitude Tropical Roads to: SP-50 – Monteiro Lobato Hgwy | SP-70 – Ayrton Senna Hgwy BR-116 – Presidente Dutra Hgwy | SP-123 – Floriano Rodrigues Pinheiro Hgwy Distance from airports: Aerovale: 60km | São José dos Campos: 90km Guarulhos International: 170km | Congonhas: 191km | Viracopos: 268km Demographics (inhabitant/Km²): 164,49 Tourist Infrastructure: 280 accommodation outfitters including hotels, pension houses, hostels and vacation complexes | 150 eateries including restaurants, cafés and bakeries. | Parks: 6 private and one State Park Hospitals: 4

Campos do Jordão 103


Roteiro

Guide

Não deixe de visitar

Cachoeira Ducha de Prata Um dos mais antigos cartões-postais da cidade, essa cachoeira é formada pelas águas do Ribeirão das Perdizes, no bairro Vila Inglesa. Antigamente, era tradição banhar-se nas duchas formadas por tubos que captavam as águas. Onde: Av. Roberto Simonsen.

Ducha de Prata [Silver Shower] Waterfall One of the oldest postcards of Campos do Jordão is this waterfall in the English District (Vila Inglesa). A long time ago people used to get the beneficial impact of showers formed by channeled waters. Where: Roberto Simonsen Ave.

104 Cidade&Cultura

You Must See


Parque Estadual de Campos do Jordão – Horto Florestal

FOtOS MArCiO MASuliNO

“O Parque abriga importante remanescente da Mata Atlântica, num mosaico com três fisionomias básicas: a mata de Araucária e Podocarpus, os Campos de Altitude e a Mata Nebular. Estes ambientes contam com uma riquíssima fauna, com mais de 186 espécies de aves catalogadas e animais ameaçados de extinção, como a onça-parda, a jaguatirica e o papagaio-de-peito-roxo. As maiores extensões contíguas de pinheiros de todo o Sudeste brasileiro se distribuem em vales profundos e morros com altitudes entre 1.030 e 2.007 metros, na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, na área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira”. Onde: acesso pela Av. Pedro Paulo. Fonte: www.fflorestal.sp.gov.br

Campos do Jordão State Park– Forest Garden “The Park contains important remnants of the Atlantic Forest, making up a mosaic with three basic features: araucária and podocarpus woods, high altitude fields, and cloud forests.The compound environment is home to an extremely rich fauna with more than 180 classified birds as well as endangered animals such as the catamount, the Brazilian wild cat, and the purple-chest parrot. The largest contiguous pine areas on the Brazilian Southeastern region cover deep valleys and mountains whose altitude ranges from 1,030m to 2,007m, on the frontier between São Paulo and Minas Gerais, in the Mantiqueira Ridge Protected Environment Area.” Where: entrance gate at Pedro Paulo Ave. Source: www.fflorestal.sp.gov.br

Campos do Jordão 105


Roteiro

Guide

Bairro dos Mellos Fundado no início do século XIX por José Joaquim de Mello, hoje é um reduto de turismo rural, pois sua comunidade preserva os hábitos antigos. Onde: Rodovia SP 55

Mellos’ District Founded in the very beginning of the 19th century by José Joaquim de Mello, today Mellos’ District is a popular destination of countryside tourism since the community still keeps a lot of old habits in their daily living. Where: SP-55 Highway

Casa da Xilogravura Através do seu acervo, o visitante percebe que, além da beleza estética com que os artistas souberam revestir essa técnica, ela se prestou a funções mais utilitárias. Uma dessas funções foi a ilustração de jornais, livros e revistas. “O conhecimento do Brasil pelos europeus se deu em grande parte baseado nas imagens feitas por xilografia”, nota Costella. Onde: Av. Eduardo Moreira da Cruz, 295 – Jaguaribe.

The Woodcut House Examining its collection, visitors can notice that besides aesthetically beautiful pieces artists also made them useful. Among such practical destinations is the illustration of books, newspapers and magazines. According to Costela, “the Europeans mainly knew Brazil through images obtained from woodcuttings.” Where: 295 Eduardo Moreira da Cruz Ave., Jaguaribe District

Em 1928, a Capela da Vila Abernéssia foi elevada à categoria de Paróquia pelo Bispo de Taubaté, D. Epaminondas, tendo como padroeira Santa Teresinha do Menino Jesus. A escolha da Santa Teresinha como padroeira também da cidade ocorreu por influência da tuberculose. A santa faleceu aos 24 anos, vitimada pela doença, e Campos do Jordão, na década de 1920, viveu à sombra dessa terrível moléstia. Onde: R. Tadeu Rangel Pestana, 662.

106 Cidade&Cultura

Santa Teresinha Church In 1928, Vila Abernéssia Chapel was elevated to Parish by Taubaté Bishop, D. Epaminondas, having Saint Teresinha of Child Jesus as its patroness. This patroness was chosen also because the Saint had died at 24, a victim of tuberculosis, the fatal disease that overshadowed Campos do Jordão in the 1920s. Where: 662 Tadeu Rangel Pestana St.

foToS MarCio MaSulino

Matriz Santa Teresinha


Borboletário uma viagem ímpar em meio à natureza delicada desses insetos maravilhosos. o som relaxante ao fundo e o simples ato de observar o belo são elementos que despertam uma profunda paz interior. logo na entrada, penetramos no mundo lúdico da perspectiva, com fotografias de paisagem interativas. sandra Gatta teve essa magnífica inspiração em Porto rico, ao visitar um borboletário, e conseguiu realizar seu intento que era comungar educação ambiental, lazer e conscientização ambiental em um único lugar. Ela seguramente alcançou mais do que isso. não só esses três fatores são perceptíveis no local, como também a comunhão do ser humano com a natureza. Onde: Av. Pedro Paulo, 7997 (na Estrada do Horto Florestal).

Butterfly Park A unique trip to the delicate nature of these marvelous insects. The relaxing backing soundtrack and just watching them fly so lightly can bring deep inner peace. Next to the entrance the visitor is welcomed into a playful world of perspectives with interactive landscape pictures. Sandra Gatta had this splendid idea in Puerto Rico, where she visited a similar park, and then managed to integrate environment education, leisure and environment awareness in only one place. She certainly achieved more than that, because she offers people a peaceful chance to become one with nature. Where: 7997 Pedro Paulo Ave. (Forest Garden Road).

Campos do Jordão 107


Roteiro

Guide

Artesanato do Horto Florestal Riquíssima a loja com peças do artesanato local à venda, situada dentro do Horto Florestal. Lá podemos encontrar muitas variedades de pedras brasileiras e lembranças estimadas de Campos do Jordão.

Forest Garden Crafts and Art Very interesting and rich the crafts and art shop selling local artists products inside the Garden Forest. There is a wide variety of objects made with Brazilian semi precious stones as well as creative souvenirs inspired in Campos do Jordão.


Parque Amantikir Dr. Garden, epíteto do eng. agrônomo Walter Vasconcellos, criou o Parque Amantikir, para homenagear os mais de 2.000 jardins nos quais trabalhou ou que conheceu. Ao todo são 22 espaços representados caprichosamente. Além da beleza encontrada durante a visitação, que é aberta ao público todos os dias do ano, os guias transmitem valiosas informações históricas e curiosidades a turistas e alunos, já que o parque é muito visitado por escolas. As melhores estações para o passeio são a primavera e o verão, pois, com o calor e as chuvas, a maioria das espécies está em floração, o que causa um impacto maravilhoso pela diversidade de cores e matizes das mais de 800 espécies plantadas aqui. Onde: Rodovia Campos do Jordão/Eugênio Lefevre, 215 – bairro Gavião Gonzaga.

Amantikir Park Agronomist Walter Vasconcellos, nicknamed Dr. Garden, created the Amantikir Park to pay a tribute to the 2,000 gardens or more which he worked at or knew. With its 22 carefully represented areas, the park remains open all year round. Besides enjoying its beautiful spaces visitors get from the guides a lot of historical information and peculiar data about the park, which is also highly attended by local and nearby students. Spring and summer are the best times to visit it, because blossoms are everywhere, brought by the heat and the rain. The overall colorful effect created by the park’s more than 800 plant species is truly remarkable. Where: 215 Campos do Jordão/Eugênio Lefevre Highway, Gavião Gonzaga District.

Auditório Cláudio Santoro O centro de convenções foi construído para receber o Festival Internacional de Inverno. Nomes como Tom Jobim, Guiomar Novaes e Nelson Freire já se apresentaram no espaço. Fora da temporada de inverno, o auditório é usado para shows, concertos, convenções e outras manifestações culturais. Onde: Avenida Dr. Arrobas Martins, 1880.

fotoS mArCio mASulino

Cláudio Santoro Auditorium The convention center was built to host the International Winter Festival. Artists such as Tom Jobim, Guiomar Novaes and Nelson Freire have already performed on its main stage. Outside winter season, the auditorium is used for shows, concerts, conventions and many cultural events. Where: 1880 Dr. Luis Arrobas Martins Ave.

Campos do Jordão 109


Roteiro

Guide

+

Mosteiro de São João A fundadora do mosteiro foi Madre Margarida Hertel, batizada Gertrud Franzisca Felicitas, que veio para Campos do Jordão em 1964 e, após quatro anos, conseguiu com muitos colaboradores comprar a chácara atual. Um lugar para contemplação e boa música, pois nos finais de tarde as freiras entoam peças do canto gregoriano. No local também há acomodação em uma série de chalés chamados Casa de Retiro Santa Scholástica. Onde: Av. Dr. Adhemar de P. Barros, 300.

São João Monastery

Gruta dos Crioulos Riquíssima em histórias e lendas, essa formação rochosa foi abrigo de escravos que fugiam dos capitães-do-mato e das fazendas da região. Foi encontrada por um negro fugitivo que alertou os companheiros, e então se tornou um lugar sagrado para todos os que ali conseguiam chegar, pois era considerado um local de “santo repouso”. Ainda é possível sentir os lamentos e o choro dos desafortunados.

Black People’s Cove Source of innumerable stories and tales, the rock formation was used as shelter by black slaves running away from guards and local farms. The cove was accidently found by a runaway slave who told about it to other slaves. Since then it became kind of a sacred place of rest offering sanctuary to those who managed to reach it. Some people say it is still possible to hear the cries and moans of the unfortunate souls.

The monastery was founded by Mother Margarida Hertel, born Gertrud Franzisca Felicitas, who came to Campos do Jordão in 1964. Four years later, together with a group of collaborators she managed to buy the farm. A site which inspires contemplation, the place now also hosts music shows. On weekends, the nuns present Gregorian chant performances. It also provides accommodation in cabins known as Santa Scholástica Retreat Houses. Where: 300 Dr. Adhemar de P. Barros Ave.

Museu Letícia Leirner Amante da natureza de Campos do Jordão, Letícia Leirner criou em 1978 o Museu Letícia Leirner com obras de sua autoria, classificado entre os mais importantes do mundo pelo International Sculpture Center, de Washington. A escultora veio de Varsóvia aos 23 anos de idade. Em 1965 mudou-se para Campos do Jordão e faleceu em 1996. São 90 peças em bronze e cimento branco, espalhadas em uma área de 350 mil m². Um museu literalmente a céu aberto. Onde: Avenida Arrobas Martins, 1880.

Felícia Leirner Museum

fotoS MarCio MaSuLino

Because she loved Campos do Jordão, Felícia Leirner created her open air Museum there, in 1978, with her own works. According to the International Sculpture Center in Washington, Felícia Leirner’s initiative is one of the world’s most important sculpture museums. When she was 23, the artist emigrated from Warsaw. In 1965 she moved to Campos do Jordão; she died in 1996, at 92, in her house in São Paulo. Her collection consists of 90 copper, granite and white cement pieces, spread over 35,000m². Where: 1880 Dr. Luis Arrobas Martins Ave.

110 Cidade&Cultura


Gente da terra

fotos Marcio Masulino e JĂšlio Masulino

People

112 Cidade&Cultura


Carinho e amor pela terra natal Loving care for the land

Campos do Jord達o 113


Depoimento

People talk

A frAse “o Ar Puro dA montAnhA” se faz valer nessa cidade que nos torna mais leves pela pureza de sua atmosfera. Aqui, a sensação é podermos quase tocar o azul do céu límpido que ilumina as mais belas formações da extasiante serra da mantiqueira. e é graças a todos esses adjetivos que os jordanenses dão seus sorrisos tranquilos e discretos, porém imbuídos de um forte sentimento de gratidão.

Human compassion

114 Cidade&Cultura

MARCIO MASULINO

Solidariedade humana

“Mountain’s fresh air” is so true here where everyone gets lighter breathing in this pristine atmosphere. it is as if one could almost touch the clear blue sky that highlights the exquisite silhouette of the fascinating Mantiqueira ridge. these are the reasons behind the calm and secretive smiles of local people, deeply grateful to live there.


Profile for www.cidadeecultura.com.br

Campos do Jordão/SP - 2ª Edição  

Campos do Jordão/SP - 2ª Edição