Page 21

“O Sanatório São Paulo tratava não apenas de tuberculosos pobres, mas também daqueles que podiam pagar, sendo que essa verba proveniente dessas internações serviria para auxiliar na manutenção dos pobres. Desse modo, cada pavimento foi destinado a uma dessas classes de doentes, da seguinte maneira: o 1o. pavimento foi reservado aos pobres, o 2o. pavimento para semi-pensionistas, em salão subdividido em compartimentos de um leito, a 400$000; e em salão comum, a 300$000. O 3o. pavimento era reservado para pensionistas, divididos em quartos de dois leitos, variando de 500$000 a 600$000 por pessoa e em quartos de um leito, variando de 700$000 a 1:000$000. Estes valores não incluíam os medicamentos e as radiografias, cobrados à parte. De acordo com a Ata da sexta Assembléia Geral, de 25 de janeiro de 1934, em relatório médico do ano anterior, a porcentagem de indigentes internados no hospital durante o ano foi de 55,3%, enquanto que os pagantes representaram 44,7% das internações.”

design diferenciado, feito de vidro, faiança e metais nobres; tornou-se um objeto de decoração. Muito se lutou para conseguirmos chegar à cura e, nesse ínterim, providências paliativas foram organizadas para conter o surto. E é neste contexto que entram os famosos dispensários ou sanatórios (clínicas) que eram construídos em lugares arejados e distantes da vida dos cidadãos comuns. O tratamento, ainda sem as drogas curativas, dava-se pela climatologia. Os ares dos campos associados à altitude elevada, repouso e dieta rica em carboidrato eram fatores que ajudavam o doente a se curar.

No Estado de São Paulo, Emílio Ribas - Diretor do Serviço Sanitário – e Victor Godinho desenvolveram a infraestrutura urbana e o transporte para que os enfermos fossem encaminhados a Campos do Jordão, pois essa região era um local que atendia a todos os requisitos para tratamento da tuberculose, ou seja, o clima de altitude seco, a pureza do ar, a rarefação da atmosfera e as temperaturas moderadas no verão. Os resultados foram tão positivos que toda a cidade participava do tratamento, inclusive algumas casas de particulares recebiam enfermos ricos do Rio de Janeiro e outras localida-

Sanatório Ebenezer Fundos - Década 1940

Campos do Jordão 21

Campos do Jordão/SP  
Campos do Jordão/SP  

Revista Cultural da cidade de Campos do Jordão