Page 1

DOURADOS MS ANO 67 Nº 13.151

R$ 2,00

O PROGRESSO ★★★★★

Segunda-feira 29 de janeiro de 2018

Fundador WEIMAR TORRES Diretora-Presidente ADILES DO AMARAL TORRES Diretor o a-

Pensamento e ação por uma vida ida melhor

Turismo Visita a Museus em MS é opção nestas férias

Literatura Romance retrata rotina de bailarina

Economia Reforma da Previdência é importante para 66% dos empresários

PÁG. B1

PÁG. B3

PÁG. A5

HEDIO FAZAN

Partidos rejeitam proposta do PT para união de esquerda O PCdoB, o PDT e o PSOL, que manifestaram apoio ao ex-presidente Lula no julgamento do TRF4, afirmam que não vão aderir à proposta do PT de uma “ampla” aliança de esquerda na eleição presidencial. Os dirigentes disseram que não vão desistir das candidaturas próprias. PÁG. A3

Por enquanto, número de pré-candidato a presidente da República chega a 14

Dois assaltantes morrem em troca de tiros com a PM Sete e Águia empatam no Douradão O Sete de Setembro empatou na tarde de ontem com o Águia Negra em Dourados por 1 a 1, e caiu para a terceira posição do Grupo A do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol. Aos 15 minutos Juvenil fez para o Sete. Aos 19 minutos, Leandro Branco empatou. PÁG. A8

Os homens ocupavam uma picape e estavam em Dourados para praticar assaltos e matar integrantes de facção rival Um tiroteio entre policiais militares e integrantes de facção criminosa ocorrido na madrugada de ontem terminou com a morte de dois assaltan-

tes e a prisão de um comparsa. Morreram Ricardo Douglas Souza Soares, de 33 anos, e Douglas Henrique Fernandes de Morais, de 26 anos. O comparsa

ASSECOM

Délia vistoria inicio das obras de recapeamento da Avenida Marcelino Pires “No ano passado nós elaboramos projetos, fomos à busca de recursos e agora, para este ano, vamos começar a colocar em prática. Inicia aqui a recuperação de Dourados”. Foi o que disse a prefeita Délia Razuk durante vistoria do início das obras de recapeamento da Avenida Marcelino Pires. Acompanhada do secretário de Serviços Urbanos Joaquim, Soares, e de técni-

cos da prefeitura, Délia foi informada sobre todas as etapas do serviço em execução e de como será esse processo inicial, antes da aplicação da capa asfáltica. Essa obra é resultado de gestão feita junto ao governo do Estado para o recapeamento não só da Marcelino, como também da Joaquim Teixeira Alves, Weimar Torres e Hayel Bon Faker, onde uma parte da via já concluída. PÁG. D1

Promotor de Justiça aposentado

%(1¢ &$17(//,

Prefeita Délia Razuk e secretário Joaquim Soares durante vistoria de obra na Marcelino Pires

BNDES triplica crédito para pequena empresa

Federação das APAEs empossa nova diretoria

Sol fraco e alta umidade prejudicam soja em MS

Aberta na Capital Feira da Indústria de Calçados

PÁG. A4

PÁG. A5

PÁG. D2

PÁG. D3

PÁG. D4

Fonte: INMET

HOJE 28º Máx | 22º Mín Parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. Ventos: fraco/moderado com rajadas. Umidade: máx. 95% Umidade: mín. 75%

Loteria MEGA-SENA Concurso 2008 22 - 27 - 33 - 42 - 58 - 59 QUINA Concurso 4592 06 - 57 - 74 - 79 - 80

$1721,2&$5/26 6,8),+,1'2

A decisão da 8ª Turma do TRF4

Embargos de Lula devem ser julgados pelo TRF4 em março

O tempo

deles, Ulisses, de 20 anos, foi preso. Nenhum policial ficou ferido. As armas apreendidas foram uma pistola 9 milímetros e um revólver calibre 32. PÁG. A6

TIMEMANIA Concurso 1137 Time do coração: Bragantino/SP

15 - 22 - 24 - 47 - 52 - 72 - 79 DUPLA-SENA Concurso 1749 1º sorteio: 01 - 16 - 25 - 26 - 35 - 39 2º sorteio: 04 - 06 - 13 - 24 - 38 - 45

LOTERIA FEDERAL Extração 5273 1º prêmio: 2º prêmio: 3º prêmio: 4º prêmio: 5º prêmio:

82.639 40.159 58.240 81.336 17.864

(R$ 700 mil) (R$ 28 mil) (R$ 26 mil) (R$ 22 mil) (R$ 20.040)

Entre ladrões e mamadores de tetas, choram os imberbes

Professor e Campista


2

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

OpiniĂŁo

Poluição atmosfÊrica

R

espirar ar puro, embora seja um ato simples, estå cada vez mais difícil nos dias atuais. A não ser que as pessoas morem no campo ou em bucólicas cidades do interior. Entretanto, esse elemento vital para o ser humano estå cada vez mais envenenado. É o que afirma Um estudo do Instituto Saúde e Sustentabilidade, que mostra dados alarmantes sobre os poluentes atmosfÊricos em São Paulo, uma das metrópoles do mundo. Eles foram a causa de mais de 30 mortes precoces por dia no último ano, totalizando mais de 11 mil. Isso representa mais que o dobro das mortes provocadas por acidentes de trânsito (7.867), cinco vezes mais que o câncer de mama (3.620) e quase 6,5 vezes mais que a Aids (2.922). Segundo estudos, permanecer duas horas no trânsito da capital equivale a fumar um cigarro. Este grave problema de saúde pública permanece praticamente ignorado pela população e pelo poder público porque a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente, que estabelece os padrþes de qualidade do ar nacionais em vigor atÊ hoje, foi implementada hå 27 anos e, portanto, não reflete os novos conhecimentos científicos sobre o tema. Apesar de terem dado início a um processo pro-

gressivo para que se atinjam corretos podem fazer a difeEDITORIAL os padrþes recomendados rença em prol de projetos de pela Organização Mundial da Saúde, os es- lei e políticas públicas eficientes. tados de São Paulo e Espírito Santo não estaOs coeficientes adotados pela Organização beleceram prazos para o cumprimento das Mundial da Saúde, por sua vez, resultam da etapas e continuam empregando parâmetros anålise de centenas de estudos realizados por defasados. grupos de pesquisa de vårias partes do munNa avaliação de especialistas, Ê inaceitåvel do (incluindo o Brasil) que trouxeram evidênque um problema de saúde pública desta di- cias conclusivas relacionando poluição do ar mensão continue invisível. No entendimen- e morbidade e mortalidade prematura. Doto de pesquisadores do Instituto de Ensinos enças cardio e cerebrovasculares, tais como Avançados da Universidade arritmia, infarto do coração e Respirar ar puro de São Paulo, o Instituto Saúderrame cerebral, representam de e Sustentabilidade propþe 80% dos efeitos da poluição do estå cada vez mais a atualização dos padrþes de difícil nos dias atuais, ar. Ela Ê causa comprovada dos qualidade do ar preconizados cânceres de pulmão (o mais lesegundo estudos pela Organização Mundial da tal dos tumores) e de bexiga. O Saúde dentro do menor prazo ar poluído estå tambÊm relapossível. Embora não altere a situação do ar, cionado à metade dos casos de pneumonia mudar o padrão permitirå entender a real em crianças. Segundo a Organização Mundial situação para que seja possível agir para sa- de Saúde, a poluição do ar causou mais de 8 nar o problema, como jå vem acontecendo, milhþes de mortes precoces no mundo e Ê por exemplo, com a revisão dos padrþes de atualmente a principal causa de morte por qualidade do ar que acontece no Conselho complicaçþes cardiorrespiratórias relacionaNacional do Meio Ambiente e com o edital das ao meio ambiente. do transporte público e projetos sobre comOs níveis dos padrþes de qualidade do ar bustíveis limpos para o transporte público de paulistas e nacionais são superiores aos níveis São Paulo, por exemplo. Nessas horas, dados críticos de atenção e emergência determi-

O NĂšMERO

Mais de 8 milhþes de mortes no mundo são causadas por complicaçþes cardiorrespiratórias relacionadas ao meio ambiente.

nados por outros países. O padrão anual de qualidade do ar paulista foi ultrapassado por medidas de 5 estaçþes automåticas (9,6%) pela rÊgua da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Mas empregando-se os parâmetros da Organização Mundial da Saúde, o limite aceitåvel foi ultrapassado em 48 estaçþes automåticas (92%). Com este estudo, o Instituto Saúde e Sustentabilidade visa alertar sobre os riscos da nossa legislação ambiental de aceitar como seguras concentraçþes de poluição do ar reconhecidamente lesivas à saúde da população. Mantendo-se os níveis de poluição do ar no estado como hoje, atÊ 2030 serão 250 mil mortes precoce e 1 milhão de internaçþes hospitalares com dispêndio público de mais de R$ 1,5 bilhão, segundo os levantamentos do Instituto Saúde e Sustentabilidade.

A decisĂŁo da 8ÂŞ Turma do TRF4 $1721,2&$5/26 6,8),+,1'2 6,8),+ +,1'2

*Promotor de Justiça aposentado

T

oda a disputa judicial resulta sempre acompanhada da angústia que parece não ter fim para os litigantes. Essa Ê uma verdade que brota dos låbios da maioria dos jurisdicionados que se socorre das providências da Justiça. Sua morosidade pode ser um indicativo desse tentåculo. Essa causa resulta compreensível por parte da população em razão do volume acentuado de processos

nas instâncias judiciais. O que não se aceita são as sentenças desacompanhadas de uma fundamentação criteriosa, clara, objetiva e que aponte como a luminosidade solar com quem estå o melhor Direito. É isso o que os jurisdicionados aguardam dos senhores juízes no ato de compor os conflitos de interesses regularmente deduzidos em juízo. Não desejam mais nada. Os litigantes sobretudo, a população em especial comungam a mesma opinião. Sentença que não resulta bem fundamentada não Ê sentença, afiançava o eminente desembargador aposentado, Jesus de Oliveira Sobrinho, um dos luminares do nosso Tribunal de Justiça. Tem razão o eminente jurista. Esse tipo de decisão quando

prolatada sem o devido en- de outubro. Daí a sua imporfrentamento das provas pro- tância. Foi o que aconteceu. duzidas, passa a se constituir A segurança do voto proferina irmã gêmea da discórdia, do pelo eminente desembarda irresignação e da angustia gador relator, resultou precioque teimam em não querer sa. Antes de fixar o seu livre conhecer o seu fim. convencimento a respeito da Essas colocaçþes prelimina- sorte dos apelantes, o emires resultam necessårias para nente relator enfrentou uma melhor entendermos a deci- a uma as provas regularmensão proferida pelos eminen- te produzidas, dissecandotes desem-as. Nenhuma A segurança do bargadores da delas escapou 8ª Turma do da sua diligenvoto proferido pelo TRF4 a respei- desembargador relator, te apreciação. to da apelação Tudo isso paresultou preciosa do ex-presira não ensejar dente Lula e nenhum tipo dos outros integrantes da re- de desconfiança. lação processual. A imprensa internacional A nação inteira acompa- acompanhou a histórica denhou atentamente o desen- cisão. O voto foi robusto. Seu rolar do histórico julgamento. vernåculo de fåcil compreenO resultado tem um forte im- são. Nenhum vício de forma pacto na disputa presidencial existiu para comprometer a marcada para o próximo mês sua lisura.

O beneplåcito, que recebeu dos demais componentes da turma recursal responde por esse entendimento. Inclusive, na majoração da pena imposta para o ex-presidente, na redução da pena para outros, e ainda a confirmação da absolvição para os demais integrantes da relação processual. Mas não Ê só. As concentraçþes nas ruas de Porto Alegre e do País inteiro resultaram pacíficas. Uma evidência clara de respeito à decisão judicial de 2ª Instância. Outro indicativo aponta para a mesma direção. As declaraçþes prestadas pelo ex-presidente em um ato público na cidade de São Paulo após o julgamento de que não tinha nada contra a decisão reforça a sua importância. Mas exarou seu entendimento de que os julgadores se deixaram levar pelas mentiras que

foram apresentadas no bojo do processo. Essa Ê a opinião do ex-presidente. Ela precisa ser respeitada. Uma reação natural frente às consequências que podem ser produzidas. A Justiça julga o que estå contido dentro do processado. Dele não pode se afastar. As Instâncias recursais não se exauriram. O Direito precisa ser defendido com a coragem e a valentia dos que acreditam na sua inocência. Mas as reaçþes contraditórias e pessoais de cada qual não podem vencer o sistema de legalidade vigente. Ele precisa ser respeitado. É assim que se comportam as sociedades civilizadas. Estamos nelas incluídos. dr.hindo@hotmail.com

Entre ladrþes e mamadores de tetas, choram os imberbes %(1¢ &$17(//, &$1 17(//,

*Professor e Campista

D

epois deste miraculoso 3x0, que foi o placar da última quarta-feira, com os desembargadores do TRF da 4ª Região, ouço o choro tresloucado das viúvas do PT e, tambÊm, dos que se locupletavam com dinheiro do povo brasileiro, na incomensuråvel quantidade de assaltos aos cofres públicos e derrocada de algumas empresas públicas. Vimos estarrecidos o País afundar no lamaçal das corrupçþes, ao longo dos 8 anos da administração (se Ê

que se pode falar em administração) do PT. Que existam ladrĂľes, a histĂłria do mundo nos relata em abundância. Ver o que fizeram os que dentro e fora do governo, mamaram na Barrosa (erĂĄrio pĂşblico), ĂŠ estratosfĂŠrico o resultado disso, quando corremos atrĂĄs do dinheiro. Tivemos um caso excepcional aqui em nossa cidade. AlguĂŠm, que, como desavisado imigrante, sem cultura e sem riqueza, com duas palavras, sagrou-se prefeito numa terra, onde bons nomes despontavam: “Ajuda euâ€?. Aconteceu o pior e nĂŁo tenho porque disponibilizar aqui, os fatos lamentĂĄveis, haja vista o fato de ser do conhecimento de todos. Muitos com quem a gente se encontra, de vergonha, nĂŁo assumem em quem votou. Outros se motivam em infin-

dĂĄveis estĂłrias buscando de- nĂŁo vai voltar. Querido leitor: nĂłs sabĂ­amonstrar como acrescentar mos onde tudo isso desaguaveracidade ao feito. O nosso ex-presidente, con- ria. Mas o povo nĂŁo quis nem tou com a maioria absoluta saber. Comiam 3 vezes ao dia, dos declarados pobres de es- tiveram carros financiados, tipĂ­rito, tambĂŠm, que mendi- veram oportunidade para fagavam benesses do governo zer o que nunca fizeram. Isso e e agora, furiosos, sem saber mais um pouco, deixou nosso como “ganhar PaĂ­s com mais Verde e amarelo dinheiroâ€?, chode 12 milhĂľes ram e gritam serĂŁo, como sempre de desemprepelos cantos foram, as cores Ăşnicas gados. O mais da cidade. difĂ­cil de ende nosso PaĂ­s Quando altender toda esguĂŠm previa sa lambança, ĂŠ o que ia acontecer com todo que querem a todo custo, a aquele dinheiro jogado, em volta a este passado. Gritam desvario, sobre a camada mais nas ruas, vociferam contra Jupobre da população, ouvia-se Ă­zes, desembargadores, e encomo resposta: NĂƒO QUERO frentam a justiça em todas as NEM SABER. EU QUERO O instâncias. MEU. Nenhum PaĂ­s no munOnde ĂŠ que todos erramos? do aguentaria tanto desperTerĂ­amos coragem de condĂ­cio, tantos desaguadouros. tratar tais “trabalhadoresâ€?, Hoje choram por nĂŁo ter em- para administrar nossa casa? prego, e choram porque sem É grande o perigo de ver os tais no poder a MAMATA um povo pisoteado violenta-

mente, por pessoas em quem muitos, acreditaram. Muitos milhþes. Brasileiros, vamos tomar uma decisão: não permitir que nossa Påtria seja avermelhada por bandeiras e seja lå o que for. Verde e amarelo serão, como sempre foram, as cores únicas de nosso País. A grande verdade Ê uma só: Políticos no Brasil tem fama de ladrþes, mas com a maestria que o PT assaltou nosso País, Ê descomunal e inacreditåvel. O atual presidente, marcado por tantas falcatruas e roubos, tambÊm, não deveria estar representando nosso País. Se fosse destituído, quem poderia alçar o horizonte da faixa presidencial? Eis o problema. O mais lamentåvel Ê saber que o ex-presidente dos 9 dedos, fez o pior: Enganou a pobreza e os miseråveis. Frau-

dou o sentimento daqueles que imaginaram ter um “Salvador da PĂĄtriaâ€?. Ensinou a mentir e deslavadamente, sem o menor pudor. Fez tudo o que em campanha havia mostrado como irregular. De todos ĂŠ o pior, visto que deixou na lamĂşria aqueles que sonharam ter nele o modelo de ĂŠtica e inigualĂĄvel patriotismo. Os que acreditaram nele, desafiaram a BĂ­blia, quando diz: “Maldito o homem que confia em outro homemâ€?. Ainda bem que o coração de Deus, antes mesmo de fazer Justiça, Ele nos desafia com sua inquebrantĂĄvel misericĂłrdia. E ĂŠ esta misericĂłrdia que pedimos a Deus, por nosso povo e PaĂ­s. Bom dia e melhores tempos.

bncantelli1@gmail.com

EXPEDIENTE O PROGRESSO: O MAIS ANTIGO DO ESTADO E DE MAIOR CIRCULAĂ‡ĂƒO EM TODO O INTERIOR Este jornal expressa sua opiniĂŁo pelo Editorial. As demais opiniĂľes sĂŁo de responsabilidade de seus autores. “O PROGRESSOâ€? Registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) sob o nÂş 812285964

Diretora-presidente ADILES DO AMARAL TORRES Diretora-superintendente BLANCHE TORRES Diretora Executiva JUNE ANGELA TORRES Editor-chefe VANDER VERĂƒO Fundador (1951-1969) WEIMAR TORRES Ex-diretor (1969-1985) VLADEMIRO DO AMARAL

(',725$-251$/2352*5(662/7'$

CGC 03.356.425/0001-26 Departamento Comercial, Administração, Redação e Parque Gråfico Av. Presidente Vargas, 447 CEP 79804-030 Dourados-MS. Telefones Redação (0xx) 67-3416-2627/2609 Depto. Comercial (0xx) 67-3416-2600 Serviço de Atendimento ao Assinante (0xx) 67-3416-2666 - 3416-2670 Fax: (0xx) 67-3421-1911 +20(3$*(www.progresso.com.br (0$,/progresso@progresso.com.br

oprogresso.jornal

@JORNALOPROGRESSO

ESPORTE/POLĂ?CIA Luiz Radai esporte@progresso.com.br policia@progresso.com.br DIA-A-DIA Maria Lucia Tolouei marialucia@progresso.com.br CADERNO B/DMAIS Hakeito Almeida hakeito@progresso.com.br

(VWHMRUQDOpÂżOLDGRj

CIDADES Departamento Regional cidades@progresso.com.br

$66,1$785$6

DOURADOS, INTERIOR E CAMPO GRANDE

COLUNA SOCIAL/ANĂšNCIOS Angela Santa Cruz comercial@progresso.com.br

$QXDO  R$ 240 6HPHVWUDO R$ 150 7ULPHVWUDO R$ 100 %LPHVWUDO R$ 70 0HQVDO R$ 45

CLASSIFICADOS Gleison Costa classificados@progresso.com.br

Pensamento e ação por uma vida melhor

VENDA AVULSA 'RXUDGRV,QWHULRU H&DPSR*UDQGHR$ 2 NĂšMEROS ATRASADOS 'RDQRR$ 2 'RDQRDQWHULRU R$ 4


3

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

PolĂ­tica

Siglas rejeitam proposta do PT de aliança de esquerda Apesar de defender o direito de Lula se candidatar, dirigentes partidĂĄrios disseram que nĂŁo vĂŁo desistir das candidaturas prĂłprias, o que deve pulverizar o campo ideolĂłgico na disputa Felipe FrazĂŁo, AgĂŞncia Estado De BrasĂ­lia O PCdoB, o PDT e o PSOL, que manifestaram apoio ao ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula no julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ÂŞ RegiĂŁo (TRF4), afirmam que nĂŁo vĂŁo aderir Ă proposta do PT de uma “amplaâ€? aliança de esquerda na eleição presidencial deste ano. Apesar de defender o direito de Lula se candidatar novamente ao Planalto, os dirigentes partidĂĄrios ouvidos pela AgĂŞncia Estado disseram que nĂŁo vĂŁo desistir das candidaturas prĂłprias, o que deve pulverizar o campo ideolĂłgico na disputa. Ao insistir na candidatura de Lula, a Executiva Nacional do PT aprovou resolução que defende “uma ampla e sĂłlida aliançaâ€? da esquerda em torno do lĂ­der petista. O documento foi divulgado na quinta-feira (25), um dia depois de a 8ÂŞ Turma do TRF4 confirmar a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e ampliar a pena imposta a Lula para 12 anos e 1 mĂŞs de prisĂŁo. Com a condenação pelo colegiado, a tendĂŞncia ĂŠ de que Lula - lĂ­der nas pesquisas de intenção de voto - seja enquadrado na Lei da Ficha Limpa e fique inelegĂ­vel.

Com a condenação pelo colegiado, a tendĂŞncia ĂŠ de que Lula seja enquadrado na Lei da Ficha /LPSDHÄ&#x;TXHLQHOHJâYHO O PT promete levar a candidatura do ex-presidente atĂŠ Ă s Ăşltimas consequĂŞncias, mas os antigos aliados PCdoB e PDT nĂŁo aceitam abrir mĂŁo das prĂŠ-candidaturas presidenciais da deputada gaĂşcha 1ERYIPE( ÂťZMPEIHSI\QMRMWXVS Ciro Gomes, respectivamente. O PSOL convidou para ser candidato Ă  PresidĂŞncia o lĂ­der do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, nome ligado a Lula. Se aceitar, Boulos repetirĂĄ a estratĂŠgia de voo solo que o PSOL adota desde sua fundação, em 2004, fruto de uma dissidĂŞncia da legenda petista. “O PT ĂŠ um partido que sempre buscou hegemonia. Nunca tive a ilusĂŁo de que eles poderiam apoiar o Ciro. Se nĂŁo for o Lula, eles vĂŁo lançar outro candidatoâ€?, disse Cid Gomes, ex-ministro da Educação no governo Dilma Rousseff e irmĂŁo de Ciro. “O PT quer lançar uma frente contando que o candidato seja deles. Tem sido a prĂĄtica nos Ăşltimos anosâ€?, afirmou o vice-presidente do PDT e lĂ­der da bancada na Câmara, AndrĂŠ Figueiredo (CE). Na avaliação de dirigentes desses partidos, a decisĂŁo judicial na segunda instância da Operação Lava Jato piorou as condiçþes para Lula se candidatar sem questionamentos na Justiça Eleitoral Com isso, acreditam que o eleitor em busca de nomes de oposição ao governo Temer tende a encontrar

alternativas em outros partidos.

STF decidirĂĄ se ĂŠ constitucional a disputa GHFDQGLGDWRVHPÄ&#x;OLDĂ?Ă‚R Amanda Pupo e Rafael Moraes Moura, AgĂŞncia Estado De BrasĂ­lia A Advocacia-Geral da UniĂŁo (AGU) entrou com pedido de liminar urgente no Tribunal Regional Eleitoral de GoiĂĄs contra duas decisĂľes de primeira instância da 132° Zona Eleitoral de Aparecida de Goiânia (GO), que autorizaram pedido de registro de candidatura avulsa para as eleiçþes de 2018. Numa primeira decisĂŁo, pro-

Proposta que regulamenta as profissþes de lixeiro e varredor de ruas estå na pauta de votaçþes da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. O texto em anålise Ê um substitutivo do relator, senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) ao projeto original (PLS 464/2009), do senador Paulo Paim (PT-RS), segundo a Agência Senado. O substitutivo estabelece que o trabalhador que lida com substâncias nocivas à saúde receberå um adicional de insalubridade proporcional ao risco, em índices que variarão de 10% a 40% do salårio. AlÊm disso, o piso salarial, que serå fixado em convenção ou acordo coletivo de trabalho, terå que ser reajustado anualmente.

Gari (3)

O texto de Paim previa um piso salarial nacional para os garis, no valor de R$ 1 mil. Em seu substitutivo, Bezerra retirou essa previsão. De acordo com o relator, as realidades regionais são muito díspares, o que inviabilizaria a criação de um mesmo piso para o Brasil inteiro.

Doação (1)

O Diårio Oficial da União publicou na sexta-feira (26) a Medida Provisória 819/18, que autoriza a União a doar ao Estado da Palestina atÊ R$ 792 mil (US$ 252,3 mil pelo câmbio de ontem) para a restauração da Basílica da Natividade, na cidade de BelÊm. Os recursos sairão do orçamento do MinistÊrio das Relaçþes Exteriores, divulgou a Agência Câmara.

Doação (2)

NĂşmero de prĂŠ-candidatos a presidente jĂĄ chega a 14 Da Redação Mais de 146 milhĂľes de eleitores brasileiros estarĂŁo DSWRVSDUDYRWDUQDVHOHLĂ?øHVGHRXWXEURGHVWHDQR 6HUĂ‚RHOHLWRVRSUHVLGHQWHGD5HSÄŽEOLFDJRYHUQDdores, senadores, deputados federais, deputados HVWDGXDLVHGHSXWDGRVGLVWULWDLV %UDVâOLD  As eleiçþes estĂŁo marcadas para o dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos FDVRVGHVHJXQGRWXUQR Por enquanto, a lista de prĂŠ-candidatos Ă PresidĂŞncia da RepĂşblica chega a 14, podendo diminuir ou aumentar, dependendo, logicamente, dos acordos entre os partidos polĂ­ticos para sacramentar as WUDGLFLRQDLVDOLDQĂ?DV $GLUHĂ?Ă‚RGR37QĂ‚ROHYRXHPFRQWDDGHFLVĂ‚RGR Tribunal Regional Eleitoral (TRF-4) que condenou RH[SUHVLGHQWH/XL],QĂ€FLR/XODGD6LOYDDDQRVH um mĂŞs de prisĂŁo e lançou a sua prĂŠ-candidatura Ă  sucessĂŁo presidencial, durante encontro realizado QDTXLQWDIHLUD  HP6Ă‚R3DXOR (PUHVROXĂ?Ă‚RDSURYDGDSHOD([HFXWLYD1DFLRQDO o PT defendeu a formação de “uma ampla e sĂłlida aliançaâ€? com os demais partidos desse campo em torno de Lula na eleição de outubro, segundo a $JĂ“QFLD(VWDGR 1RGRFXPHQWRLQWLWXODGRĹƒ&RP/XODHFRPRSRYR DWĂ’DYLWĂśULDHPRXWXEURĹ„D([HFXWLYDDÄ&#x;UPDTXHĂ’ preciso “aprofundar o diĂĄlogo e manter a unidade com os partidos e forças sociais, buscando formar

ampla e sólida aliança com todos que se coloquem GHDFRUGRFRPRSURJUDPDGHJRYHUQRńTXHR37HVWÀFRQVWUXLQGR$WÒDJRUDQRHQWDQWRRVSULQFLSDLV parceiros do PT em outras campanhas, como o PC do B e o PDT, mostram disposição em lançar candidatos SUÜSULRV¿3UHVLGÓQFLDGD5HSĎEOLFD$GHSXWDGD 0DQXHOD'łdYLODÒRQRPHDQXQFLDGRSHOR3&GR%H &LUR*RPHVSHOR3'7 Outros nomes AlÊm de Lula, Manuela e Ciro, a lista de presidenciåYHLVFRQWDFRPRXWURVQRPHVGHQWUHHOHVGHGRLV WXFDQRVRJRYHUQDGRU*HUDOGR$OFNPLQHRSUHIHLWR GH0DQDXV$UWKXU9LUJâOLR Virgílio, que foi deputado e senador, defende a UHDOL]D�ÂRGHSUÒYLDVSDUDDLQGLFD�ÂRGRFDQGLGDWRWXFDQRDR3DOÀFLRGR3ODQDOWR1RHQWDQWRLVVR QÂRHVWÀGHFLGLGR$OFNPLQSUHVLGHQWHQDFLRQDOGR 36'%ÒRQRPHPDLVIRUWHHFRQWDLQFOXVLYHFRPR DYDOGRH[SUHVLGHQWH)HUQDQGR+HQULTXH&DUGRVR SDUDWHQWDUFKHJDUDRFRPDQGRGR([HFXWLYRQDFLRQDO$OLÀVQDVHOHL�øHVGH$OFNPLQDWÒTXH WHQWRX0DVQÂRGHX TambÊm constam na lista de prÊ-candidatos: seQDGRU$OYDUR'LDV 3RGHPRV VHQDGRU&ULVWRYDP Buarque (PPS), JosÊ Maria Eymael (PSDC), senador Fernando Collor (PTC), deputado Jair Bolsonaro 36/ -RÂR$PRÓGR 1RYR /HY\)LGHOL[ 357%  H[VHQDGRUD0DULQD6LOYD 5HGH HMRUQDOLVWD9DOÒULD 0RQWHLUR 301 

AGU pede suspensĂŁo de candidatura avulsa ferida ainda em 2017, um candidato ĂŠ liberado a concorrer sem estar filiado a partidos polĂ­ticos, “podendo concorrer ao mandato que lhe convierâ€?. Posteriormente, na mesma zona eleitoral de Goiânia, foi pedido para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prepare as urnas eletrĂ´nicas para receber os registros de votos dos candidatos independentes, o que tambĂŠm foi acatado, por uma decisĂŁo de 17 de janeiro. Para a AGU, as duas decisĂľes se traduzem em “impacto direto e imediato no processo eleitoral em cursoâ€?. “Ne s t a o p o r t u n i d a d e, a UniĂŁo insurge-se contra a exe-

Gari (1)

Gari (2)

ELEIÇÕES 2018 Bancadas Ao lançar um candidato prĂłprio, essas siglas buscam, fora da Ăłrbita petista e sem espaço no governo federal, manter suas bancadas na Câmara dos Deputados, o que lhes garante acesso a recursos pĂşblicos. “Nossa prĂŠ-candidatura estĂĄ consolidada. A Manuela vai expressar nossos pontos de vista. Temos a estratĂŠgia de afirmar a identidade do PCdoBâ€?, afirmou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), ex-ministro do Esporte nos governos Lula e Dilma. “Torcemos para que Lula tenha o direito de concorrer, mas, independentemente de ele ser candidato ou nĂŁo, nĂłs teremos a Manuelaâ€?, disse o deputado. PSOL e PDT planejam oficializar seus prĂŠ-candidatos no inĂ­cio de março. Boulos tem atĂŠ o dia 11 de março para responder ao convite do PSOL, mas o partido afirma que terĂĄ um nome prĂłprio, mesmo que o lĂ­der do MTST decida nĂŁo entrar na disputa. “Nossa mobilização pelo direito de Lula ser candidato nĂŁo redundarĂĄ numa aliança eleitoral. Guardamos diferenças profundas programĂĄticas e de princĂ­pios com o PTâ€?, disse o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros. “A candidatura caminha celeremente para ser a do Boulos. A tendĂŞncia ĂŠ ele se candidatar de qualquer forma. Uma coisa foi a luta contra o impeachment e contra a condenação do Lula, porque achamos que nĂŁo havia provas. Outra coisa ĂŠ termos um programa polĂ­tico e ideolĂłgico alternativoâ€?, afirmou o deputado Ivan Valente (SP). Ciro se recupera de uma cirurgia de septo nasal e deve ser aclamado como futuro candidato do PDT em evento programado para 8 de março. Ele tem intensificado a participação em eventos polĂ­ticos, como vem fazendo a deputada 1ERYIPE( ÂťZMPEUYITEVXMGMTSY de encontro com sindicalistas e polĂ­ticos em Belo Horizonte (MG) na sexta-feira passada e deve cumprir agenda em SĂŁo Paulo apĂłs o carnaval. Fora do espectro de alianças imaginado pelo PT, a Rede jĂĄ lançou a prĂŠ-candidatura de Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente no governo Lula. Marina ĂŠ apontada por pesquisas de intenção de voto como potencial beneficiĂĄria da ausĂŞncia do ex-presidente nas urnas, apesar de manter distância do PT e ter sido adversĂĄria de Dilma nas duas Ăşltimas eleiçþes presidenciais, pelo PV e pelo PSB. Marina e seu partido nĂŁo aderiram Ă defesa pĂşblica de Lula. Ao contrĂĄrio, divulgaram uma nota “exortando o avanço de todas as denĂşncias de corrupção apresentadas pelo MinistĂŠrio PĂşblico, sem nenhuma distinção partidĂĄria e ideolĂłgicaâ€?. (*Colaborou Igor Gadelha).

CURTAS

cução de ambas as decisĂľes, tendo em vista a estreita correlação e a grave lesĂŁo Ă ordem, Ă  segurança jurĂ­dica e Ă  economia pĂşblica que ambas podem causarâ€?, afirma trecho do documento, assinado pelo procurador-chefe da UniĂŁo em GoiĂĄs, François da Silva, na Ăşltima sexta-feira (26). Para a AGU, o caso abre brecha para uma “desestabilização da ordem jurĂ­dico-processual-eleitoral, pois traz inegĂĄvel insegurança jurĂ­dica ao pleito eleitoral de 2018â€?. “Inicialmente, ĂŠ preciso ter presente a compreensĂŁo de que, a rigor, e em Ăşltima anĂĄlise, o que aqui se estĂĄ a discutir

Ê a possibilidade de alguÊm, o Autor Cidadão, participar da vida política do Estado, no bojo do processo eleitoral em curso, sem cumprir uma das condiçþes de elegibilidade exigida de todos os cidadãos brasileiros, tal como prevista na Constituição Federal�, diz trecho do documento. Conforme adiantou o Estado/Broadcast, o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques, pediu ao TSE que prepare as urnas eletrônicas que serão usadas no próximo pleito para a possibilidade de candidaturas avulsas. Em despacho obtido pelo Estado, Jacques pediu providências à årea tÊcnica do TSE para que a Justiça Elei-

toral “esteja preparada para o pronto cumprimento daquilo que vier a ser decidido pelo Supremo Tribunal Federalâ€? sobre o tema. O ofĂ­cio de Jacques foi endereçado ao presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes. Gilmar deixarĂĄ a presidĂŞncia da Corte Eleitoral no dia 6 de fevereiro - o ministro Luiz Fux, atual vice-presidente, assumirĂĄ o comando do tribunal. Em outubro do ano passado, o STF definiu que vai decidir se ĂŠ constitucional a disputa na eleição de um candidato sem filiação partidĂĄria. Na ĂŠpoca, o plenĂĄrio da Corte reconheceu a repercussĂŁo geral de um recurso em que um cidadĂŁo recorreu de decisĂŁo que rejeitou sua candidatura avulsa Ă prefeitura do Rio nas eleiçþes de 2006.

Construída no sÊculo IV, a Basílica da Natividade contÊm uma gruta onde, segundo a tradição cristã, nasceu Jesus. Em 2012, o templo foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Segundo o governo, a restauração Ê um projeto organizado pelo governo palestino e pelas três igrejas que administram a basílica (católica, ortodoxa grega e armênia), com apoio da Unesco e de um grupo de países doadores, que incluem a GrÊcia, a Rússia, a Alemanha, a Espanha, o Vaticano e, agora, o Brasil.

Doação (3)

A MP 819 foi assinada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que ocupou interinamente a Presidência da República, no período em que o presidente Michel Temer viajou para a Suíça. A MP 819 serå analisada incialmente em uma comissão mista, ainda a ser criada. O parecer aprovado segue para votação nos plenårios da Câmara e do Senado.

COLONO -AlÊm da questão da fomi, Lula ia participå, na à frica, de encontru contra a corrupção... ZÉ PINGA - ... ic, ic, ic... inda bem que não viajô... seria um cúmulu do absurdu... ic, ic, ic...


4

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

PolĂ­tica SYLVIO SIRANGELO/TRF4

C

INFORME C CĂ?CERO FARIA cicerolfaria@gmail.com

MDB e PT, tal e qual nas eleiçþes de 2018

O MDB de Mato Grosso do Sul estå igual ao PT nacional. Os emedebistas só falam no chamuscado AndrÊ Puccinelli para governador, enquanto os petistas só tem olhos para o condenado Lula para presidente. E as coincidências não param por aí: Puccinelli foi governador por dois mandatos consecutivos, o mesmo acontecendo com Lula que governou o País por oito anos. O petista foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de cadeia, enquanto o italiano estå encalacrado em inquÊritos por conta das operaçþes Cofee Break e Lama Asfåltica que foram conduzidas pelo MPE e MPF. Por enquanto, Puccinelli Ê elegível. Duro serå explicar para os eleitores essas denúncias de corrupção.

Sessão da 8ª Turma do TRF4 que julgou apelação do ex-presidente Lula, na última quarta-feira

Embargos de Lula devem ser julgados pelo TRF4 em março Recurso ĂŠ o Ăşnico Ă disposição de Lula na Corte, apĂłs a conÄ&#x;UPDĂ?Ă‚RGDFRQGHQDĂ?Ă‚RLPSRVWDSRU0RURQRFDVRGRWULSOH[ Julia Affonso e Ricardo Brandt, AgĂŞncia Estado De SĂŁo Paulo A 8ÂŞ Turma Criminal do Tribunal Regional Federal da 4ÂŞ RegiĂŁo (TRF4) leva pouco menos de dois meses para analisar embargos de declaração apresentados em apelaçþes no âmbito da Operação Lava Jato. O recurso ĂŠ o Ăşnico Ă  disposição do ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva na Corte, apĂłs a confirmação, por unanimidade, da conde-

O recurso ainda não foi interposto porque Ê preciso esperar a publicação do acórdão do julgamento nação imposta pelo juiz SÊrgio Moro no caso do triplex do Guarujå (SP). Lula deverå ter seus embargos analisados pela turma em março. O recurso ainda não foi interposto porque Ê preciso esperar a publicação do acórdão do julgamento, no qual o petista teve a pena elevada de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A divulgação do acórdão estå prevista para o início desta semana. Depois da intimação, a defesa tem 15 dias para entregar o pedido.

Responsåveis por fazer a revisão das sentenças do juiz federal SÊrgio Moro, de Curitiba, os desembargadores da 8ª Turma do TRF4 julgaram atÊ o momento 33 embargos nas 19 apelaçþes anteriores à de Lula. Foram negados 18, aceitos 7, e aceitos parcialmente 8. Em quatro apelaçþes, os embargos ainda não foram julgados. A apelação do petista Ê a 24ª da Lava Jato na Corte de Porto Alegre. Se o pedido da defesa do ex-presidente for negado, como os demais embargos de declaração atÊ aqui julgados pela 8ª Turma, assim que sair o resultado, a defesa tem novo prazo e deve entrar simultaneamente com um recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e com um recurso extraordinårio no Supremo Tribunal Federal (STF), com pedido de efeito suspensivo da execução da pena. Se não forem apresentados ao mesmo tempo, eles perdem validade. Último embargo Na sessão do dia 13 de dezembro do ano passado, por exemplo, a 8ª Turma julgou o último embargo de declaração, do ex-assessor do PP, João Clåudio Genu. Tomando como base o caminho percorrido pelo ex-assessor, que jå havia se envolvido no mensalão e foi acusado de participação

no esquema de corrupção na Petrobrås, com elos com JosÊ Janene (ex-deputado do PP do Paranå, morto em 2010) e o doleiro Alberto Youssef, Ê possível saber qual serå a batalha jurídica da defesa de Lula. Assim como o ex-presidente, Genu foi condenado por unanimidade pelos três desembargadores, em sessão do de 19 de outubro de 2017. A turma aumentou sua pena de 8 anos e 8 meses, dada por Moro, para 9 anos e 4 meses. O veredicto dos desembargadores só foi publicado oficialmente no dia 31, quando se abriu o prazo de 15 dias para a apresentação dos embargos de declaração. Genu recorreu no dia 14 de novembro e um mês depois, no dia 13 de dezembro, o pedido foi negado por unanimidade. O prazo de tramitação dos embargos de Genu foi similar ao do julgamento dos embargos movidos pela defesa de Ivan Verno, o ex-assessor do deputado Pedro Corrêa, na apelação julgada anteriormente à de Genu, em 13 de setembro de 2017. O apelante entregou, por meio de sua defesa, seus embargos aos desembargadores no dia 8 de novembro e teve o pedido negado por unanimidade no dia 28 de novembro, Na ocasião, o relator da Lava Jato no TRF4, João Pe-

‘Sofro oposição radical, mas curiosa; nĂŁo tem gente na rua’, diz Temer “Quem ĂŠ que teve coragem de estabelecer um teto para os gastos pĂşblicos?â€? ThaĂ­s Barcellos, AgĂŞncia Estado De SĂŁo Paulo O presidente Michel Temer afirmou que tem sofrido uma “oposição radicalâ€?, mas “curiosaâ€?, porque nĂŁo hĂĄ manifestaçþes contra ele na rua. Segundo ele, isso ocorre porque a população estĂĄ notando a diferença entre o que ocorreu “no passadoâ€? e o que ocorre em seu governo. “Todo mundo percebe que eu tenho sofrido uma oposição radical, mas uma oposi-

ção curiosa: Não tem gente na rua. Você perceber que, muitas vezes, quando hå movimentos contra o presidente a serem examinados pelo Congresso Nacional... Não hå uma pessoa em frente ao Congresso Nacional, não hå um movimento de rua. O que acontece Ê que o povo estå percebendo o que aconteceu no passado e o que estå acontecendo agora�, disse em entrevista ao programa de estreia do apresentador Amaury Jr. na Band na madrugada de ontem (28). A entrevista faz parte de uma ação do Planalto para divulgar e tentar popularizar a reforma da Previdência. Neste domingo, o presidente

serĂĄ entrevistado pelo apresentador e dono do SBT, Silvio Santos. Nesta segunda-feira (29), estarĂĄ no programa do Ratinho, tambĂŠm no SBT. O presidente ainda afirmou que quer ser lembrado como “o sujeito que fez as reformas indispensĂĄveis ao PaĂ­sâ€?. Uma dessas tarefas ĂŠ a aprovação da reforma da PrevidĂŞncia, que, segundo ele, jĂĄ estĂĄ sendo absorvida pela população. “E absorvido pela população isso repercutirĂĄ no Congresso Nacional. Tenho certeza que em fevereiro vamos conseguir aprovar a reforma da PrevidĂŞnciaâ€?, reiterou. Temer destacou que, alĂŠm

dro Gebran Neto, escreveu em seu voto: “Os embargos de declaração tĂŞm lugar exclusivamente nas hipĂłteses de ambiguidade, omissĂŁo, contradição ou obscuridade da decisĂŁo recorrida, nĂŁo se prestando para fazer prevalecer tese diferente daquela adotada pelo ĂłrgĂŁo julgador ou para reavaliação das conclusĂľes surgidas da livre apreciação da provaâ€?. Segundo ele, “incorrendo qualquer das hipĂłteses previstas no art 619 do CĂłdigo de Processo Penal, a modificação do julgamento deve ser buscada pelas vias recursais apopriadasâ€?. No caso de Vernon, na apelação de nĂşmero 18 da Lava Jato, ele recorreu ao STJ e ao STF. No dia 30 de novembro, a defesa foi notificada da decisĂŁo de derrota dos embargos e apresentou no dia 8 de janeiro recurso especial e recurso extraordinĂĄrio, respectivamente, Ă s Cortes superiores. No dia 23 de janeiro, os dois tribunais negaram os pedidos. Fila O caso Genu foi o Ăşltimo embargo julgado, mas hĂĄ ainda outros pedidos de embargos de declaração na fila de julgamentos da 8.ÂŞ Turma. Com 23 apelaçþes criminais de sentença julgadas antes da de Lula, as Ăşltimas quatro tĂŞm embargos - de declaração e infringentes - para serem votados no Tribunal. Um dos fatores que devem pesar ĂŠ que no processo hĂĄ rĂŠu com mais de 60 anos, as outras trĂŞs apelaçþes anteriores com embargos de declaraçþes pendentes de julgamento, entre elas a do ex-presidente da Câmara e deputado federal cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ) Ăşltimo a apresentar o recurso - nĂŁo hĂĄ caso de apelantes com idade elevada. Deve pesar tambĂŠm o fato de Lula ser prĂŠ-candidato a presidente da RepĂşblica, segundo apurou a reportagem.

de ser necessĂĄria para garantir a aposentadoria da população, hĂĄ um efeito internacional significativo da aprovação da reforma da PrevidĂŞncia, comentando o recente rebaixamento do rating do Brasil pela agĂŞncia de classificação de risco S&P. “O que levou a essa nota de crĂŠdito foi a histĂłria de que vocĂŞ nĂŁo vai conseguir a reforma da PrevidĂŞncia e isso ĂŠ fundamental para o Brasil.â€? Ele ainda lembrou as medidas de seu governo, como a reforma trabalhista, a recuperação do “prestĂ­gio da Petrobrasâ€? e o estabelecimento do teto de gastos. “Quem ĂŠ que teve coragem de estabelecer um teto para os gastos pĂşblicos? Porque o que o governante mais quer ĂŠ gastar, se tiver interesses eleitorais, sem dĂşvida alguma, quanto mais gastar, melhorâ€?, defendeu ele.

INFERNO ASTRAL 2H[SUHVLGHQWH/XODQĂ‚RWHUĂ€PXLWRWHPSRSDUDVHUHID]HUGDGHUURWDLPSRVWDSHOR Tribunal Regional Federal da 4ÂŞ RegiĂŁo. O juiz Sergio 0RURGDĹž9DUD)HGHUDOGH &XULWLEDMXOJDUĂ€QRÄ&#x;QDOGH PDUĂ?RDVHJXQGDDĂ?Ă‚RDSUHVHQWDGDSHODIRUĂ?DWDUHIDGD Lava-Jato contra o petista. No processo, ele ĂŠ acusado de receber vantagens ilĂ­citas GDHPSUHLWHLUD2GHEUHFKW A ação que terĂĄ a sentença GH0RURHPPDUĂ?RIRLUHFHELGDQRILPGH$DFXVDĂ?Ă‚RWUDWDGHXPSUĂ’GLRGH 5PLOKøHVFRPSUDGRSHOD2GHEUHFKWSDUDDEULJDUD nova sede do Instituto Lula, HP6Ă‚R3DXOR$OĂ’PGLVVR WDPEĂ’PVHUHIHUHÂżFREHUWXUDYL]LQKDÂżRFXSDGDKRMH por Lula, que era alugada SHORJRYHUQRIHGHUDOGXUDQWHRSHUâRGRHPTXHHOHIRL presidente.

PHQWRVWRWDOPHQWHLQWHJUDGR FRPRGR0LQLVWÒULRGD6DĎGH 2IHLWRDWULEXLXDRPXQLFâSLRR WâWXORGHUHIHUÓQFLDHPRGHORQD JHVWÂRGHLQIRUPD�ÂRQDÀUHDGD VDĎGHHLQFOXVLYHPRWLYRXXPD WHOHFRQIHUÓQFLDRUJDQL]DGDSHOR 0LQLVWÒULRQDVH[WDIHLUDSDUD que outras cidades brasileiras SXGHVVHPFRQKHFHUDPHWRGRlogia utilizada na Capital para alcançar este resultado.

TORRE DE BABEL 2&HQWURGH)RUPDĂ?Ă‚RGD8)*' DEUHQHVWDVHJXQGDIHLUDLQVFULĂ?øHVSDUDLQWHUHVVDGRVHP VHPDWULFXODUHPXPFXUVRGH LGLRPD+Ă€RSĂ?øHVSDUDWXUPDV GHHVSDQKROIUDQFĂ“VLWDOLDQR MDSRQĂ“VLQJOĂ“VHLQJOĂ“VLQVWUXPHQWDOFRPLQâFLRGDVDXODVHP GHPDUĂ?R7DPEĂ’PVHUĂ€RIHUHFLGRFXUVRGHDOHPĂ‚RPDVD GDWDGHPDWUâFXODVHUĂ€GLYXOJDGDSRVWHULRUPHQWH3DUDDFRPXQLGDGHH[WHUQDÂż8)*'R VHPHVWUHWHPRYDORUGH5 HSDUDDFRPXQLGDGHLQWHUQDĂ’ GH52VYDORUHVSRGHPVHU TRETA &RPOLFLWDĂ?Ă‚RFRQVLGHUDGD SDUFHODGRVHPDWĂ’GXDVYH]HV ĹƒIDMXWDĹ„SHOR0LQLVWĂ’ULR 1RDWRGDPDWUâFXODVHUĂ€LQIRU3ÄŽEOLFRGR(VWDGRHDOYRGD PDGRTXDORPDWHULDOGLGĂ€WLFR 2SHUDĂ?Ă‚R$QWL9âUXVTXH utilizado e sua aquisição ĂŠ de inFXOPLQRXQDSULVĂ‚RGDDQWL- teira responsabilidade do aluJDGLUHWRULDGR'HWUDQ06 QR,QIRUPDĂ?øHVSHORWHOHIRQH o atual presidente do ĂłrgĂŁo,  5REHUWR+DVKLRND 36'%  DILUPRXTXHYDLHQFHUUDUR CDF FRQWUDWR FRP D HPSUHVD 8PDODQFKRQHWHTXHYHQGHDĂ?Dâ responsĂĄvel pela guarda e HP&DXFDLDQD*UDQGH)RUWDOHUHFXSHUDĂ?Ă‚RGHILQDQFLD- ]DUHVROYHXGDUGHVFRQWRVFRP PHQWRGHYHâFXORVFRPDOLH- base nas notas da redação do QDĂ?Ă‚RÄ&#x;GXFLĂ€ULDVHJXQGRR (QHP2VGHVFRQWRVVĂ‚RRIH0LGLDPD[$OLFLWDĂ?Ă‚RHVWD- UHFLGRVSURSRUFLRQDOPHQWHÂżV YDRUĂ?DGDHP5PLOKøHV notas obtidas pelos estudantes. FRPJDVWRVFRQVLGHUDGRV 4XHPPRUDQR&HDUĂ€HWLURXDFLĹƒGHVQHFHVVĂ€ULRVĹ„SHOR03( PDGHSRQWRVQDUHGDĂ?Ă‚R JDQKDQDFRPSUDGRDĂ?Dâ -Ă€TXHPWLURXDFLPDGHSRQDANDO EXEMPLO &DPSR*UDQGHIRLDSULPHL- WRVUHFHEH2VHVWXGDQWHV UDFLGDGHGR3DâVDWHURVHX FRPSRQWXDĂ?Ă‚RDFLPDGHQD VLVWHPDGHFRQWUROHGHRIHU- UHGDĂ?Ă‚RUHFHEHPRDĂ?DâGHJUDWDHGLVSHQVDĂ?Ă‚RGHPHGLFD- Ă?DQRYDORUGHDWĂ’5

BATE REBATE EmpresĂĄrios de micro e pequenas empresas que possuem dĂŠbitos tributĂĄrios devem procurar a Receita Federal atĂŠ o dia 31 de janeiro para parcelar as dĂ­vidas e permanecerem no Simples Nacional. A partir de hoje estĂŁo abertas as inscriçþes para as aulas de Zumba, oferecidas gratuitamente pela UFGD para alunos, servidores e Ă comunidade externa. As inscriçþes seguem atĂŠ o dia 2 de fevereiro (ou enquanto houver vagas) e devem ser realizadas pelo e-mail cultura@ufgd.edu.br. Mato Grosso do Sul encerrou 2017 com 4.874 postos de trabalho formais a menos. De acordo com dados do Caged foram registradas 236.181 admissĂľes contra 241.055 demissĂľes de trabalhadores com carteira assinada. A Justiça revogou a prisĂŁo preventiva do presidente da Central Ăšnica dos Trabalhadores (CUT/MS), Genilson Duarte. Ele foi preso na Ăşltima quarta-feira, perto de Porto Alegre quando ia acompanhar o julgamento de Lula. Tinha um mandado de prisĂŁo por desobeďŹ ĂŞncia.

INFORME CURURU As empresas dĂŁo 30 dias de fĂŠrias. Mas o dinheiro acaba em 10.


5

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Economia

Reforma da previdência Ê importante para 66% dos empresårios, diz pesquisa Para 79% dos líderes empresariais, mudanças atuais na política econômica tambÊm são importantes. Combate a corrupção e diminuição da carga tributåria devem ser prioridades do próximo presidente De São Paulo* Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao CrÊdito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com líderes empresarias dos ramos do comÊrcio e serviços revela que a maior parte da classe empresarial avalia de forma positiva as mudanças na política econômica do atual governo. Segundo o levantamento, 66% dos entrevistados consideram importante a aprovação da reforma da previdência, discussão que vem sendo tratada como prioridade pelos poderes executivo, legislativo e por especialistas na årea fiscal. Para 27% a reforma não Ê importante, ao passo que 7% não têm uma opinião formada a respeito. De modo geral, as mudanças recentes na política econômica do governo são consideradas

24% defendem candidato com experiência na política, enquanto 21% preferem alguÊm do meio empresarial importantes para 79% dos empresårios consultados contra 13% que rejeitam a importância dessas açþes. Os que defendem que o próximo presidente dê continuidade a agenda de mudanças na condução da economia formam 75% dos empresårios, ainda que 70% considerem necessårio algum tipo de correção nas medidas. O mesmo estudo aponta ainda que 70% dos comerciantes e empresårios que atuam no segmento de serviços consideram importante a recente reforma trabalhista contra 23% de reprovação. No caso da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que estipula um teto de gastos do governo, são 73% que avaliam a medida como importante. Para o presidente da CNDL, JosÊ Cesar da Costa, a reforma da previdência Ê um tema que gera polêmica, mas que

nĂŁo pode ser tratado como tabu. “A evolução da situação demogrĂĄfica brasileira e o orçamento deficitĂĄrio pĂşblico agravado nos Ăşltimos anos jĂĄ influenciam a opiniĂŁo pĂşblica de que o Brasil terĂĄ de fazer mudanças profundas, duras e necessĂĄrias. Ainda que os empresĂĄrios discordem de alguns pontos, a reforma da previdĂŞncia ĂŠ algo inevitĂĄvelâ€?, explica o presidente. Combate a corrupção Faltando pouco menos de nove meses para o paĂ­s escolher um novo presidente, a pesquisa do SPC Brasil e da CNDL tambĂŠm procurou investigar o que os lĂ­deres empresariais esperam do novo polĂ­tico que comandarĂĄ o Brasil pelos prĂłximos anos. De modo geral, os empresĂĄrios mostram-se divididos: 39% estĂŁo indiferentes, 27% otimistas e 20% pessimistas com o resultado que sairĂĄ das urnas. A nota mĂŠdia para a esperança de que o Brasil vai melhorar depois das eleiçþes ĂŠ de 5,6 pontos em uma escala que varia de zero a 10.

Na avaliação dos empresĂĄrios consultados, as trĂŞs prioridades do prĂłximo presidente eleito devem ser ampliar e apoiar medidas de combate Ă corrupção (55%), promover polĂ­ticas de redução de impostos e da carga tributĂĄria (40%) e redução dos juros (34%), medida que fortalece a concessĂŁo de crĂŠdito e o consumo. Realização de projetos Quanto Ă s habilidades pessoais do candidato a presidente da RepĂşblica, os empresĂĄrios defendem um perfil de alguĂŠm que ‘ponha a mĂŁo na massa’ e toque projetos transformadores na saĂşde, educação e obras de infraestrutura, opção citada por 45% dos empresĂĄrios ouvidos. HĂĄ ainda 25% de entrevistados que defendem um presidente prĂłximo do povo. Se por um lado, 24% dos entrevistados defendem que o prĂłximo presidente seja um polĂ­tico experiente, outros 21% optam por alguĂŠm que seja do ramo empresarial e que tenha trajetĂłria de sucesso em seu segmento.

Indagados sobre as caracterĂ­sticas pessoais mais importantes que esperam do prĂłximo presidente, 58% defendem que ele seja honesto. Para 31%, ĂŠ importante que ele cumpra suas promessas de campanha e 30% tĂŞm a esperança de que ele seja ‘pulso firme’ e determinado em suas convicçþes. Em sentido oposto, estar envolvido em escândalos de corrupção (60%), ficar ‘em cima do muro’ na hora de emitir opiniĂľes ou nĂŁo ter opiniĂľes prĂłprias (22%), ser distante da população (19%) e intolerante com minorias (16%) sĂŁo os fatores mais pesam para o empresĂĄrio nĂŁo votar em um determinado candidato. Para o presidente da CNDL, JosĂŠ Cesar da Costa, embora ainda haja muita incerteza associada Ă s prĂłximas eleiçþes presidenciais, os sinais de recuperação da atividade econĂ´mica sĂŁo animadores e podem marcar o inĂ­cio de um ano melhor no paĂ­s. “Eleiçþes costumam trazer um componente de imprevisibilidade sempre capaz de afetar o humor dos mercados, em maior ou menor grau. Mas os sinais recentes de recuperação da economia podem minimizar essa preocupação. As projeçþes para o PIB em 2018 sĂŁo positivas e a confiança dos agentes econĂ´micos estĂĄ voltando, assim como os nĂ­veis de consumo vĂŞm mostrando reação. O fundamental no momento, ĂŠ que o Brasil se mantenha no curso das reformas estruturais, pois essa serĂĄ a base para voltarmos a ter um ambiente de negĂłcios de crescimento, gerando empregos e construindo um novo ciclo de prosperidadeâ€?, afirma Costa. Metodologia A pesquisa ouviu 822 lĂ­deres empresariais de todos os portes que atuam nos segmentos do comĂŠrcio e serviços nas 27 capitais brasileiras. A margem de erro ĂŠ de no mĂĄximo 3,4 pontos percentuais para uma margem de confiança de 95%. (*Assessoria de Imprensa do SPC Brasil).

BNDES triplica crÊdito para pequena empresa A prioridade serå o desembolso para capital de giro Vinicius Neder, Agência Estado Do Rio de Janeiro O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai intensificar neste ano a liberação de linhas de financiamento para pequenas e mÊdias empresas, como forma de estimular a economia. A prioridade serå o desembolso para capital de giro e para aquisiçþes de bens de capital. O banco deverå aumentar a concessão de crÊdito do programa BNDES Giro, voltado para pequenas e mÊdias empresas, relançado no ano passado. Essa linha de financiamento prevê a liberação de R$ 20 bilhþes entre agosto de 2017 e agosto de 2018. AtÊ dezembro, o valor anual poderå chegar a R$ 21,5 bilhþes, três vezes mais do que os R$ 7 bilhþes desembolsados em 2017. Jå o valor previsto no Finame, programa para a compra de bens de capital, poderå superar em 20% o de 2017, atingindo cerca de R$ 24 bilhþes. As projeçþes são do superin-

XIRHIRXIHEÂťVIEHI3TIVEÀ¸IW Indiretas do BNDES, Marcelo Porteiro. Segundo o executivo, embora o desempenho da recuperação econĂ´mica seja importante para determinar o crescimento do crĂŠdito para giro, a tecnologia tambĂŠm impulsionarĂĄ o avanço. O BNDES Giro, ao lado de programas de crĂŠdito para a agricultura, foi a primeira linha de crĂŠdito a aderir ao BNDES Online, plataforma tecnolĂłgica de comunicação com as instituiçþes financeiras repassadoras - nas operaçþes indiretas, quem faz o contato com o cliente, analisa o crĂŠdito e assume o risco ĂŠ o banco comercial repassador; o BNDES fornece os recursos. “A avaliação ĂŠ extremamente positiva. O mercado recebeu muito bem. A gente jĂĄ estĂĄ com as (linhas de crĂŠdito) agrĂ­colas e com o BNDES Giro. AtĂŠ o meio do ano, a gente vai trazer o Finame para a plataformaâ€?, disse Porteiro. Plataforma A implantação da plataforma tecnolĂłgica, desenhada ainda na gestĂŁo da ex-presidente Maria Silvia Bastos Marques, começou em meados do ano

passado. A base ĂŠ um software que faz a aprovação dos pedidos de crĂŠdito feitos via bancos repassadores. O sistema substitui o envio de documentos a serem analisados por tĂŠcnicos da instituição, uma vez que o software verifica, quase em tempo real, tanto os parâmetros informados pelo cliente quanto os checados em outras bases, como a Receita Federal. O resultado ĂŠ uma aprovação muito mais rĂĄpida. Porteiro deu como exemplo os emprĂŠstimos dos programas agrĂ­colas. “A gente usa uma mĂŠdia aproximada, porque existe alguma discrepância entre os programas, de redução de dez dias de aprovação para alguns segundos. E nĂŁo ĂŠ figura de linguagem, nĂŁoâ€?, disse Porteiro. A rapidez e a redução da burocracia impulsionarĂĄ a demanda, tanto no BNDES Giro quanto no Finame, tambĂŠm por causa da ação dos bancos repassadores. Segundo Porteiro, aumentou o apetite dos agentes financeiros. “Alguns bancos que nĂŁo operavam determinados produtos passaram a se interessar, por conta da desburocratizaçãoâ€?, afirmou.

Os tĂŠcnicos da ĂĄrea de operaçþes indiretas do banco apostam que o impulso da plataforma tecnolĂłgica serĂĄ forte tambĂŠm no Finame, especialmente nas linhas para investimento em caminhĂľes e em mĂĄquinas agrĂ­colas. Como sĂŁo bens de capital jĂĄ prontos, a rĂĄpida aprovação do crĂŠdito faz diferença. Os bancos das montadoras de caminhĂľes, por exemplo, sĂŁo repassadores do Finame, e a expectativa ĂŠ que a possibilidade de aprovar o financiamento em poucos minutos alavancarĂĄ a demanda por crĂŠdito Nova polĂ­tica A estratĂŠgia do banco ĂŠ tentar deixar para trĂĄs a polĂ­tica de “campeĂŁs nacionaisâ€? - que escolhia grandes empresas como consolidadoras de mercado para estimular empresas de pequeno e mĂŠdio portes. Outro programa que estĂĄ ganhando mais destaque ĂŠ o fomento aos Criatecs, fundos que tĂŞm recursos do prĂłprio banco e de terceiros para a aposta em empresas em estĂĄgios iniciais, batizadas de “campeĂŁs invisĂ­veisâ€?. Criado em 2007, os Criatecs apostam em empresas inovadoras.

INDICADORES ECONÔMICOS progresso@progresso.com.br

BOLSAS Ibovespa: Pontos: Måxima de Mínima Volume: Variação em 2018: Variação no mês: Dow Jones: Pontos: Nasdaq: Pontos: Ibovespa Futuro: Pontos: Måxima (pontos): Mínima (pontos):

BLUE CHIPS +2,21% 85.530,83 85.531 pnts 83.680 pnts 9,92 bilhĂľes 11,95% 11,95% +0,66% (18h32) 26.566,92 +0,88% (18h32) 7.476,02 +2,07% 85.790 85.900 84.120

Preço Itau Unibanco PN Petrobras PN Bradesco PN Ambev ON Petrobras ON Vale PNA BRF SA ON Vale ON Itausa PN Cielo ON JBS ON

Cotação: Variação:

6,76% ao ano 10,06% ao ano 1,10% ao mĂŞs 6,89% ao ano 6,90%

886,912 centavos de dĂłlar +0,51%

Variação -0,79% -0,37%

R$ 1,0641

DĂ?VIDA EM TR OU TRD

R$ 954,00

R$ 25,11

POUPANÇA (APLICAĂ‡ĂƒOAPARTIRDE 04/05/12)

Janeiro 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Fevereiro 01 02 03 04

+1,65% -0,84% +4,18% -1,59% +1,52%

* 1 onça-troy equivale a 31,1035 gramas

UFERMS Janeiro

R$ 37,01 R$ 41,43 R$ 13,45 R$ 26,57 R$ 10,04

Cotação Ouro US$ 1.352,10 a onça-troy Ouro BM&F (à vista) 136,000

SALĂ RIO MĂ?NIMO Janeiro

+5,46% +3,05% +3,52% -0,05% +5,24%

OURO

UFIR Novembro/2000

Variação

R$ 53,12 R$ 19,93 R$ 41,20 R$ 21,88 R$ 21,71

GLOBAL 40

JUROS - &'%SUHÄ&#x;[DGRGHGLDV - Capital de giro, - Hot money, - CDI, - Over a

em R$

0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994% -

0,3994% 0,3994% 0,3994% 0,3994%

Dia do vencimento

Fatores de

Janeiro 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

0,01329425 0,01316426 0,01302982 0,01316848 0,01299723 0,01324700 0,01319915 0,01307221 0,01286982 0,01273953 0,01332346 0,01296896 0,01319668 0,01317643 0,01333529 0,01323880 0,01324050 0,01318279 0,01321504 0,01326682

(Multiplique a quantidade de TR ou TRD do carnê pelo fator de atualização da data do vencimento. A aplicação desse fator único atualiza a dívida pela TR do dia do aniversårio do contrato e converte o resultado para reais).

TBF

TR

Janeiro 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

Janeiro 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

0,5620% 0,5643% 0,5410% 0,4759% 0,4773% 0,4773% 0,5266% 0,5271% 0,5085% 0,4471% 0,4352% 0,4548% 0,4788% 0,5246% 0,5086% 0,5108% 0,4597%

0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000%

CĂ‚MBIO DĂłlar comercial no balcĂŁo DĂłlar Paralelo DĂłlar Ptax DĂłlar Turismo DĂłlar Futuro (Fevereiro) Euro Euro comercial Euro turismo

Compra R$ 3,1380 R$ 3,24 R$ 3,1444 R$ 3,1600 R$ 3,1545 US$ 1,2413 R$ 3,9040 R$ 3,8530

Venda R$ 3,1385 R$ 3,34 R$ 3,1450 R$ 3,3070

Variação -0,02% -0,5% +0,19% +0,3% +0,14% +0,3% -0,38% -0,25%

US$ 1,2413 R$ 3,9060 R$ 4,0600

INFLAĂ‡ĂƒO

ACUMULADO

Ă?NDICES

Novembro Dezembro no ano

12 meses

INPC (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPC (FIPE) IPCA (IBGE) CUB (SINDUSCON) FIPEZAP-SP (FIPE)

0,18 0,52 0,80 0,29 0,28 0,04 0,09

1,83 -0,52 -0,42 2,27 2,80 2,54 1,40

0,89 0,74 0,55 0,29 0,10

1,80 -0,52 -0,42 2,27 2,50 2,54 1,40

IMPOSTO DE RENDA (DESCONTO NA FONTE) TABELA OFICIAL DA RECEITA FEDERAL Base de cĂĄlculo $WĂ’5  'H5DWĂ’5 'H5DWĂ’5 'H5DWĂ’5 $FLPDGH5 

AlĂ­quota % 7,5 15 22,5 27,5

Deduzir-R$ Isento 142,80 354,80 636,13 869,36

Deduçþes: R$ 189,59 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.903,98 no benefício recebido da Previdência.

REAJUSTE DE ALUGUEL IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPC-FIPE

DEZEMBRO/2017

0,9948 -

IPCA (IBGE) INPC (IBGE) ICV-DIEESE

-

Obs.: Fatores vĂĄlidos para contratos cujo Ăşltimo reajuste ocorreu hĂĄ um ano. Multiplique o valor pelo fator.

AGROPECUĂ RIA MILHO - disponĂ­vel SOJA - disponĂ­vel Boi gordo Vaca gorda FONTE: Grande FM RURAL

R$ 21,50 (Dourados) R$ 60,00 (Dourados) R$ 130,00 (Brasil Global - Ă vista) - R$ 136,00 (Friboi/PPorĂŁ - c/ 30 dias) R$ 120,00 (Brasil Global - Ă  vista) - R$ 128,00 (Friboi/PPorĂŁ - c/ 30 dias)


6

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Polícia DIVULGAÇÃO/PRF

Dois assaltantes morrem em confronto com a PM Um tiroteio entre policiais militares e integrantes de facção criminosa ocorrido na madrugada de ontem terminou ainda com a prisão de um deles DIVULGAÇÃO

De Dourados policia@progresso.com.br Um tiroteio entre policiais militares e integrantes de facção criminosa ocorrido na madrugada de ontem terminou com a morte de dois assaltantes e a prisão do terceiro comparsa. Nenhum policial ficou ferido. A ação é desdobramento de uma operação que acontece em Dourados desde a quinta-feira, com a participação do Batalhão de Choque da Polícia Militar. As armas apreendidas foram uma pistola 9 milímetros e um revólver calibre 32. Os homens que ocupavam uma picape com placas de

Um dos assaltantes foi preso e confessou que o grupo planejava assaltos e execução de rivais em Dourados

De Dourados policia@progresso.com.br

Armas apreendidas com os assaltantes que atiraram contra a polícia depois de serem abordados na rua Monte Alegre com dois ocupantes na cabine e um na carroceria. Os policiais tentaram abordá-los, mas o motorista acelerou o veículo, enquanto o rapaz que seguia na carroceria passou a atirar contra os policiais. Nenhum policial ficou ferido. A Polícia Militar seguiu em perseguição no sentido à região leste quando o condutor perdeu o controle da direção e colidiu contra árvore e muro de uma residência na rua Jaime Moreira, no Jardim Pelicano. Foi quando a troca tiros se intensificou e Ricardo e Douglas morreram atingidos por tiros. Já Ulisses saiu correndo em direção a terreno baldio e acabou preso. Ele foi levado à delegacia, confessou o plano e disse que o grupo agia a mando de um homem identificado apenas por “Sonic”. Ulisses também contou que participou do roubo de um

automóvel Fox e ganhou R$ 2 mil pelo serviço. Os três têm várias passagens pela polícia. A Polícia Civil e Perícia Técnica estiveram no local e apreenderam uma grande quantidade de cápsulas deflagradas, além das duas armas. Dourados Mais Seguro Segundo a assessoria do 3° Batalhão de Polícia Militar, o tiroteio com os integrantes de suposta facção são resultados de trabalho de investigação e policiamento no contexto da operação “Dourados Mais Segura”. A ação faz parte do programa “MS Mais Seguro”, que visa garantir tranquilidade e a ordem pública no segundo maior município do Estado. Como ações efetivas, o comando ressaltou o pente-fino ocrrido na PED na quinta-feira passada, quando policiais do Batalhão de Choque de Campo Grande localizaram uma arma de fogo em um dos

Dois são mortos por pistoleiros em atentado na fronteira com o Paraguai

de um veículo da marca Ford, e sofreram o ataque. Ainda não há mais detalhes sobre as circunstancias que foram atingidos.

PORÃ NEWS

Homens foram executados quando estavam em uma conveniência De Ponta Porã Do Porã News O final de semana foi marcado por violência na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Pistoleiros atuaram em duas situações. A primeira ação dos pistoleiros ocorreu no sábado por volta das 19h20, na cidade paraguaia de Zanja Pytã. Segundo o site Porã News, o atentado resultou na morte do paraguaio Julio Cesar Gonzalez Centurion, de 25 anos, e do brasileiro Marcola Galhardo Letra. Nesta ação, ficaram feridos os brasileiros Jose Luis Centurião, Vicente Rodrigo Junior e o taxista Adolfo Dias Andrade. O fato aconteceu quando o grupo estava consumindo bebidas alcoólicas em uma conveniência denominada “São

Uma das vítimas seria proprietário da conveniência no distrito Jorge” e foi surpreendido pelos pistoleiros que, segundo a Policia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, se encontravam a bordo de um veículo da marca Fiat Strada, cor branca. O segundo caso de pistolagem foi registrado durante a madrugada de ontem, por volta das 4h30, na cidade paraguaia de Capitan Bado na fronteira com Coronel Sapucaia. O

paraguaio Victor Manuel Gonzalez Villalba, de 18 anos, foi atacado por pistoleiros. Ele se encontra no Hospital Regional da cidade de Pedro Juan Caballero, em estado de observação e o brasileiro Ederson de Sousa Julião, também foi baleado na ação e foi socorrido ao hospital da cidade de Coronel Sapucaia. O fato ocorreu quando estes transitavam pelas ruas da cidade de Capitão Bado a bordo

Morte João Paulo Ferreira Jorge, 33 anos, morreu após ser atingido com golpe de faca na região do tórax, na madrugada de ontem, na rua Presidente Vargas, Centro de Porto Murtinho. De acordo com o Campo Grande News, consta no boletim de ocorrência que a vítima foi atingida com uma facada em frente ao clube Peringão. O Corpo de Bombeiro foi até o local, mas a vítima já estava morta quando a equipe chegou. O principal suspeito de ter cometido o crime é um homem de 41 anos, de nome Luiz. Segundo relatos de testemunhas, após o crime Luiz saiu correndo e foi para a casa da mãe, que fica na Avenida Rio Branco. De lá, o suspeito fugiu em uma motocicleta estrangeira de cor azul. A Polícia Militar fez rondas na região, mas não conseguiu encontrá-lo. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil do município.

PMA autua o 10º fazendeiro em operação contra desmatamento PMA de Jardim autuou fazendeiro em vistorias da operação Cervo-do-Pantanal De Jardim Em uma operação denominada Cervo-do-Pantanal, que visa ao combate ao desmatamento ilegal na Bacia do rio Paraguai, a PMA recebeu 594 vistorias de possíveis desma-

PRF apreende 1,4 tonelada de maconha na 163 Carga de milho estava sobre a droga escondida em fundo falso

raios, e outras armas artesanais. Além das ações na PED, os militares do Choque e do 3° BPM, estão reforçando o patrulhamento em todas as regiões de Dourados. Os PMs estão atuando em ações preventivas, ostensivas e repressivas em áreas de maior fluxo de pessoas e veículos, com abordagens que visam retirar de circulação armas, drogas, pessoas foragidas e veículos com queixa de roubo/ furto, além do atendimento de ocorrências de média e alta complexidade. De acordo com o Comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar de Dourados, Tenente Coronel Carlos Silva, esta medida visa levar aos douradenses uma resposta aos crimes que estão acontecendo na cidade e garantir a ordem e a tranquilidade, aumentando a segurança no município.

Maracaju eram de Mato Grosso, São Paulo e Maranhão e, segundo informação policial, estavam em Dourados para praticar assaltos e matar integrantes de facção rival. Morreram no confronto Ricardo Douglas Souza Soares, de 33 anos, e Douglas Henrique Fernandes de Morais, de 26 anos. O comparsa deles, Ulisses, de 20 anos, foi preso e confessou o que o grupo fazia na cidade. A ação policial teve início por volta de 3h de ontem depois que a Polícia Militar recebeu denúncia anônima de que homens em uma picape Corsa, de cor vinho, estavam na região para cometer crimes. Em rondas, os policiais conseguiram encontrar a picape

Droga estava escondida em fundo falso na carroceria

tamentos ilegais levantados por imagem de satélites na bacia do rio Paraguai pelo Núcleo de Geoprocessamento (NUGEO) do Ministério Público Estadual (MPE). O Pelotão da PMA de Jardim iniciou as vistorias desde o início do ano e, em nove locais vistoriados, em todos foram confirmados os desmatamentos ilegais. Durante a operação, Su-

bunidades da PMA também efetuaram autuações em Sonora, Bandeirantes, Bonito, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Bandeirantes, Jaraguari, Campo Grande, São Gabriel do Oeste e Miranda. Mais um desmatamento ilegal foi vistoriado na sexta-feira pela PMA de Jardim, o décimo. Em fiscalização realizada no município de Jardim em mais uma fazenda, uma

área de vegetação nativa do bioma cerrado havia sido desmatada ilegalmente. Os policiais mediram a área desmatada ilegalmente com uso de GPS, que perfez 2,11 hectares destruídos. O pecuarista de 44 anos suprimiu a vegetação há algum tempo e não possuía autorização ambiental para a atividade. A madeira não se encontrava no local.

No final da manhã de sábado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu uma grande quantidade de maconha em um fundo falso de um caminhão carregado com milho. A equipe fazia ronda pelo trecho quando no km 265 da BR-163, quando avistou um caminhão IMP/Iveco, com placas de Matão (SP), estacionado. O motorista, de 29 anos, ao ver a aproximação da viatura, abandonou o veículo e tentou fugir

a pé, sendo alcançado pelos policiais. Questionado, ele informou que estava procurando por carga no frigorífico na região. No entanto, ao ser vistoriado, o veículo já estava carregado com milho. Diante das contradições, a equipe policial fez uma verificação mais detalhada no caminhão e sentiu em meio a carga um odor característico de maconha. A carga de milho precisou ser retirada para então se ter acesso ao entorpecente. A maconha estava escondida em um fundo falso na carroceria do caminhão e totalizou 1.445 kg. O homem, o veículo e a droga foram encaminhados à Polícia Federal de Dourados.

PRF apreende 300 mil maços de cigarro DIVULGAÇÃO/PRF

Carga de cigarro apreendida foi avaliada em R$ 1,5 milhão Carreta foi deixada ainda funcionando e sem os ocupantes De Coxim Uma carreta M. Benz/ 1938 com placas de Araraquara (SP) transportando 300 mil maços de cigarro foi apreendida na madrugada de sábado, durante uma fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na rodovia BR-163 em Coxim.

Uma equipe da PRF realizava abordagens, quando perceberam que uma carreta parou no acostamento e o motorista adentrou na mata às margens da rodovia. Ao chegar ao local, a equipe encontrou a carreta ainda funcionando e sem ocupantes, e verificou que estava carregada com cigarros contrabandeados do Paraguai. Seu condutor não foi encontrado. A carreta foi apreendida e a ocorrência encaminhada à Receita Federal de Campo Grande.

Jovem morre depois de ser flagrado roubando Caso foi registrado no Jardim Caramuru em Dourados De Dourados policia@progresso.com.br Aos 22 anos, Pablo César Molina Pinto morreu após passar mal durante tentativa de furto, por volta das 18h30 de sábado, na rua Toshinobu Katayama, no Jardim Caramuru, em Dourados. Conforme boletim de ocorrência, Pablo tentava furtar residência, quando foi flagrado por um policial que passava pelo local. Assustado, o rapaz correu para um supermercado próximo, onde também tentou furtar dinheiro do caixa, mas foi contido pelo policial,

clientes e funcionários. Durante abordagem, Pablo começou a passar mal e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital da Vida, onde morreu após sofrer parada cardíaca. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do município. Apanhou Em outro registro policial, um rapaz de 22 anos, morador em um terreno invadido, nos fundos do bairro Estrela Verá, periferia de Dourados, deu entrada há pouco no Hospital da Vida, após se envolver em uma briga com um vizinho. Durante a briga, ele teve ferimentos por todo o corpo, inclusive na cabeça ao ser agredido a socos e ponta pés pelo vizinho, que fugiu do local após surrar o oponente.


7

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Esportes

Palmeiras bate o Bragantino e mantém 100%

Time B

Grêmio segue sem vencer no Gaúcho

.HQRH'XGXğ]HUDPRVJROVda equipe verde contra o Bragantino, em Bragança Paulista, na tarde de ontem DIVULGAÇÃO

De São Paulo Agência Estado O Palmeiras segue com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Ontem, em Bragança Paulista, derrotou o Bragantino por 2 a 0, chegou à quarta vitória consecutiva e soma 12 pontos na liderança isolada do Grupo C. Keno e Dudu marcaram os gols, ambos no segundo tempo Na próxima rodada, o Palmeiras receberá o Santos, domingo, às 16 horas (de MS), no Allianz Parque. O Bragantino, que perdeu o segundo jogo seguido, vai a Campinas enfrentar o Red Bull, sábado, às 19h, no estádio Moisés Lucarelli. A equipe parou nos seis

Na próxima rodada, o Palmeiras receberá o Santos, domingo, às 16 horas (de MS), para o primeiro clássico das equipes no ano pontos e está em segundo no Grupo A. O Palmeiras mereceu melhor sorte no primeiro tempo deste domingo Empurrou o Bragantino para o seu campo de defesa, teve o controle do jogo, mas não conseguiu criar boas chances quando esteve próximo ao gol do adversário. Apresentou grande volume, mas faltaram as conclusões. Encolhido no seu campo, o Bragantino se defendeu bem e congestionou os espaços próximos à sua área. Mas faltou ao time de Marcelo Veiga segurar mais a bola no campo de ataque para tentar criar oportunidades. A melhor chance palmeirense na primeira etapa sur-

Dudu marcou o primeiro gol do ano pelo Campeonato Paulista giu aos 36 minutos. Borja recebeu ótimo lançamento de Lucas Lima pelo alto, invadiu a área, dividiu com o zagueiro, mas no momento da conclusão, desequilibrado, chutou fraco de perna esquerda, permitindo a defesa de Alex Alves. Nos minutos finais, o Bragantino equilibrou o jogo e saiu mais ao ataque. Sem a posse, a melhor oportunidade veio através da bola parada. Aos 42 minutos, após cobrança de falta na área, Antônio Carlos desviou contra o gol palmeirense e a bola passou com perigo sobre o travessão de Jailson. No início do segundo tempo, o técnico Roger Machado trocou Borja por Keno e, na primeira vez em que tocou na bola, o atacante reserva balançou as redes, aos 18 minutos. Michel Bastos cruzou da

DIVULGAÇÃO

BATE BOLA

esquerda e Keno completou de primeira dentro da área. O zagueiro Guilherme Mattis, quase sobre a linha, não conseguiu evitar o gol palmeirense. Em vantagem no placar, o Palmeiras aproveitou o momento de desequilíbrio do Bragantino e ampliou. Aos 26 minutos, Dudu recebeu lançamento longo de Felipe Melo, avançou pela esquerda, entrou na área e chutou no ângulo esquerdo do goleiro Alex Alves O segundo gol desmontou o Bragantino. Sem forças para reagir, o time do interior não levou mais perigo ao gol de Jailson. O Palmeiras controlou a partida, tocou bola, envolveu o adversário no seu campo de ataque e esperou pela oportunidade para marcar o terceiro gol, o que acabou não acontecendo.

O time B do Grêmio se despediu do Campeonato Gaúcho sem deixar saudades. Ontem, visitou o São José no estádio Passo D’Areia e acumulou sua terceira derrota em quatro partidas na competição, ao cair por 2 a 0. Na próxima rodada, os titulares estarão de volta para tentar tirar a equipe do buraco neste Estadual. Como disputou o Mundial de Clubes no fim de dezembro, o Grêmio prolongou as férias dos titulares e colocou o elenco de transição para disputar as primeiras quatro rodadas do Gaúcho. Não deu certo, porque o time tricolor somou apenas um ponto nestas partidas e figura na zona de rebaixamento da competição. É neste cenário que o elenco principal iniciará a caminhada em 2018. Com Pedro Geromel, Luan e os outros titulares, o Grêmio vai encarar o Cruzeiro no próximo sábado, em casa. Já o São José chegou a nove pontos ontem e é o quarto colocado na tabela. No domingo que vem, visita o líder Caxias. Rival O desenrolar dos 90 minutos de partida entre Internacional e Avenida no sábado, era de um jogo sonolento. Até Roger cumprir à risca seu papel, de centroavante nato, para protagonizar um momento emblemático, daqueles que colorem o futebol. Neste sábado, o atacante balançou as redes pela primeira vez desde a cirurgia para a retirada de um tumor benigno no rim. E os gols vieram assim, seguidos do “s”, no plural: foram dois na vitória colorada por 3 a 0, válida pela 4ª rodada do Gauchão - antes, Danilo Silva havia aberto o placar.

Dorival viu boas situações da equipe que perdeu o clássico

Dorival diz que Tricolor não mereceu perder Derrota no clássico não foi justa, segundo opinião do treinador De São Paulo Agência Estado O São Paulo não merecia perder para o Corinthians. Pelo menos, é o que pensa o técnico Dorival Júnior, que elogiou a atuação de sua equipe na derrota por 2 a 1, no último sábado, e disse que vê o time em crescimento jogo a jogo neste início de temporada e do Campeonato Paulista. O comandante tricolor ainda afirmou que o rival é a melhor equipe do futebol brasileiro. “Reconhecemos que o Corinthians fez por merecer, mas o São Paulo não merecia jamais essa derrota como aconteceu. Vejo um crescimento da equipe em todos os aspectos, enfrentando a melhor equipe do futebol brasileiro”, disse o treinador, em entrevista coletiva realizada nos vestiários do Pacaembu. Para Dorival, o São Paulo teve dificuldades apenas nos primeiros minutos de jogo.

“Tivemos dificuldades iniciais, depois não mais. O time se posicionou e corrigimos o posicionamento. Observamos o Petros um pouco adiantado e os volantes trabalhando nesse intervalo em um raio de ação muito grande para o Jucilei neutralizar os dois lados. Quando corrigimos a equipe melhorou, não tivemos um problema sequer no segundo tempo. O Corinthians teve cinco ou dez minutos com ações ofensivas no segundo tempo, mas o São Paulo foi para cima e criou oportunidades. Fizemos infiltrações contra uma equipe muito bem armada”, analisou. O setor que Dorival deixou claro estar preocupado é com o ataque Ele reclamou que o time não soube aproveitar as oportunidades criadas ao longo da partida. “Infiltramos várias vezes e chegamos ao gol adversário. Não finalizamos da maneira correta, mas tivemos criação. Foi um time vibrante, que procurou o gol a todo instante e não se entregou”, lamentou. O elenco do São Paulo folgou neste domingo e volta aos treinos na segunda-feira. Na quarta-feira, enfrentará o Madureira, em Londrina, pela Copa do Brasil.


8

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Esportes DIVULGAĂ‡ĂƒO

Sete sai na frente, mas cede empate ao Ă guia Com o resultado, o Sete de Setembro soma 4 pontos e o prĂłximo adversĂĄrio ĂŠ o lĂ­der Corumbaense, sĂĄbado, em jogo no Arthur Marinho, em CorumbĂĄ HEDIO FAZAN

Luiz Radai esportes@progresso.com.br

OperĂĄrio lidera o Grupo A depois de vencer o Novo

O Sete de Setembro de Dourados empatou em 1 a 1 com SKYME2IKVENSKERHSRS (SYVEHâSREXEVHIHISRXIQ IGEMYTEVEEXIVGIMVETSWMÀâS HS+VYTS%HS'EQTISREXS 7YP1EXS+VSWWIRWIHI*YXIFSP%TEVXMHEIVEXMHEGSQS EHMWTYXETIPEPMHIVERÀEHS grupo, mas o empate frustrou EQFEWEWIUYMTIWUYIZMVEQS 'SVYQFEIRWIUYINSKSYIQ 1YRHS2SZSRSQIWQSLSVÖVMSIHIVVSXSYS9VWSTSV ETYPEVTEVEWIMWTSRXSWI

OperĂĄrio jogou na manhĂŁ de ontem no MorenĂŁo, com portĂľes fechados De Campo Grande esportes@progresso.com.br

O jogo bem disputado no Douradão teve boas jogadas e lances de perigo de de ambas as equipes. O torcedor gostou do que viu PMHIVEVEGLEZIKYMEXIQ TSRXSW YQNSKSEQEMW IS Sete tem 4. 3WKSPWWE§VEQEMRHERSTVMQIMVSXIQTS%SWQMRYXSW S7IXIGSQ.YZIRMPWEMYRE JVIRXIHITSMWHIJEPLEHSKSPIMVSHSKYME)QGVY^EQIRXSHEHMVIMXE1EXLIYW&VMXS WEMYQEPIEFSPEWSFVSYPMQTETEVE.YZIRMPQEVGEV1EWS IQTEXIHSKYME2IKVERâS HIQSVSY%SWQMRYXSW0IERHVS&VERGSGSFVSYTäREPXM IIQTEXSYETEVXMHEHERHS R¼QIVSWJMREMWESNSKS%TIREPMHEHISGSVVIYHITSMWHI HMWTYXEREÖVIE3EXEGERXIHS KYMEGEFIGISYIEFSPEFEXIY

Arquibancadas vazias para o jogo entre OperĂĄrio e Novo

Lance da partida entre Sete de Dourados e à guia Negra que terminou em 1 a 1 ontem no Douradão RSFVEÀSHS^EKYIMVSHS7IXI 2SWIKYRHSXIQTS+MPXSR TIPS7IXII6MPFIVTIPSKYME JSVEQI\TYPWSWHITSMWHIVIGIFIVWIKYRHSEQEVIPS%W expulsþes ocorreram aos 38 e QMRYXSWVIWTIGXMZEQIRXI +MPXSRIWXVISYSRXIQRSXMQI HSYVEHIRWI Com o resultado o Sete WSQETSRXSWISTV›\MQS EHZIVWÖVMSŒSP§HIV'SVYQFEIRWIIQNSKSRS%VXLYV 1EVMRLSIQ'SVYQFÖ

%SJMREPHSNSKSSWXŒGRMGSW HIEQFEWEWIUYMTIWWMREPM^EVEQGSQKSWXMRLSHMJIVIRXI TEVESNSKSUYIXIVQMRSYGSQ MKYEPHEHI3XŒGRMGSHS7IXI 1EVGMS7ERXSWHMWWIUYIHE mesma forma que a goleada REIWXVIMERâSZMWPYQFVSYE IUYMTISIQTEXIIQGEWERE WIKYRHEVSHEHERâSWIVÖGEXEWXV›JMGSl8MZIQSWESTSVXYRMHEHIHIWEMVREJVIRXIIIQ YQEJEPLEFSFEUYIWEF§EQSW UYITSHIVMESGSVVIVXSQEQSW

SIQTEXI1EWEKSVEŒXVEFEPLEVITIRWEVRS'SVYQFEIRWIUYIWIVÖYQKVERHINSKSz HMWWI 3WYFWXMXYXSHI:MVK§PMS*IVVIMVE1EVGMS7SY^EHMWWIUYI TEVESKYMESVIWYPXEHSJSM FSQYQEZI^UYINSKSYJSVE HIGEWEIXEQFŒQTSVQERXIVWIÎJVIRXIHS7IXIREXEFIPE l*SMYQFSQVIWYPXEHSTEVES RSWWSXMQIUYITVST²WSNSKS UYIXIZIGLERGIWIUYIWSYFI NSKEVJSVEHIGEWEzHMWWI

3TIVÖVMSZIRGIYS2SZS TSVEREQERLâHISRXIQRSIWXÖHMS1SVIRâS IQ'EQTS+VERHI33TIVÖVMSGLIKSYETSRXSW IQHYEWTEVXMHEWIPMHIVES +VYTS%%TEVXMHEJSMGSQ TSVX¸IWJIGLEHSW %T›WSGVY^EQIRXS+MSZERMKERLSYEHMWTYXETIPS EPXSIEFVMYSTPEGEVESW QMRYXSW%SWQMRYXSW HSWIKYRHSXIQTSSPERÀEQIRXSTEVXMYHSGEQTS HIHIJIWE.IJIVWSRHSQMRSYIFEXIYRSGERXSTEVE HIJMRMVSQEVGEHSV 39RMâS%&'XEQFŒQ GSRUYMWXSYEQIWQETSRXYEÀâSIQHSMWNSKSW3 +EPSŒSPMHIVTSVUYIKERLE RSWEPHSHIKSPW Com um empate e uma HIVVSXE S 2SZS SGYTE E UYEVXEGSPSGEÀâSHSKVYTS

3GPYFIIWXÖÎJVIRXIETIREWHS 'SWXE6MGEUYINSKSYYQEZI^I EMRHERâSTSRXYSYRSIWXEHYEP União 2SWÖFEHSS9RMâS%&'ZIRGIYS'SWXE6MGETSVEXEQFŒQRS1SVIRâS%PŒQHSW GMRGSKSPWETEVXMHEJSMQEVGEHETSVPERGIWUYIHIM\EVEQE XSVGMHEHS'SWXE6MGETVISGYTEHE8äWEXPIXEWXMZIVEQUYI HIM\EVSNSKSET›WGSRXYW¸IW 0SKSRSWTVMQIMVSWQMRYXSWSNSKEHSV1EMPWSRWSJVIY YQXVEYQEREVIKMâSPSQFEV 9QEEQFYP½RGMEIRXVSYIQ GEQTSISEXPIXEXIZIUYIWIV IRGEQMRLEHSESLSWTMXEP(I EGSVHSGSQSGPYFI1EMPWSR TEWWSYTSVI\EQIWIRâSJSM GSRWXEXEHSREHEKVEZI 2SQIMSHSNSKSS^EKYIMVS0EIVXIFEXIYGSQEGEFIÀE XIZIYQTIUYIRSGSVXIIWEMY HETEVXMHE.ÖSSYXVS^EKYIMVS&VYRS&VEQYWWIXEQFŒQ XIZIYQGLSUYIGSQEGEFIÀE IUYIFVSYSREVM^ 3XMQINÖXMRLEJIMXSEWXVäW WYFWXMXYMÀ¸IWIEIUYMTIXIVQMRSYETEVXMHEGSQHI^NSgadores.


Safra 2017/2018

Negócios

Sol fraco e excesso de umidade prejudica soja

Aberta Feira de Calçados na Capital

3»*

3»*

Infraestrutura

DIA A DIA

Governador entrega asfalto em rodovia MS-460 3»*

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

DIVULGAÇÃO

Prefeita vistoria obra executada pelo Estado em Dourados, que inicia com reparos nos trechos mais comprometidos

Délia vistoria início das obras de recapeamento da Marcelino Pires O investimento é resultado de gestão feita junto ao Governo do Estado e tem um custo de R$ 11,3 milhões De Dourados progresso@progresso.com.br “No ano passado nós elaboramos projetos, fomos à busca de recursos e agora, para este ano, vamos começar a colocar em prática. Inicia aqui a recuperação de Dourados”, foi o que disse a prefeita Délia Razuk durante vistoria no início das obras de recapeamento da Avenida Marcelino Pires na semana passada. Acompanhada do secretário de Serviços Urbanos Joaquim Soares e de técnicos da prefeitura, Délia foi informada sobre todas as etapas do serviço em execução e de como será esse processo inicial, antes da aplicação da capa asfáltica. Inicialmente, como expli-

caram os técnicos, é feito o serviço de freza, onde são cortados todos os trechos de pavimentação comprometida. Na sequência é feita a retirada do material não aproveitável e finalmente a restauração para que possa receber o recapeamento.

A prefeita foi informada sobre todas as etapas do serviço em execução e de como será esse processo inicial da obra A prefeita elogiou o trabalho e confirmou que se trata de um serviço de qualidade, praticamente o mesmo sistema executado em grandes rodovias. “Em poucos meses nossas principais avenidas terão outra cara”, comemorou

Délia. Essa obra é resultado de gestão feita junto ao Governo do Estado para o recapeamento não só da Avenida Marcelino Pires, como também da Joaquim Teixeira Alves, Weimar Torres e Hayel Bon Faker, onde uma parte da via já concluída. De acordo com o cronograma, no caso das três primeiras avenidas, o serviço será executado praticamente de forma simultânea, apenas com um intervalo de dias para início. A conclusão deve acontecer em no mínimo oito meses. O Governo do Estado informa que apenas na Marcelino Pires serão R$ 11,3 milhões em investimentos. Na soma das obras de drenagem, recuperação asfáltica e pavimentação

de vias urbanas no Centro e bairros de Dourados, os recursos totalizam R$ 75 milhões. Jequitibás No dia 24, quarta-feira passada, a prefeita Délia Razuk assinou o convênio com a Caixa Econômica Federal que prevê a destinação de R$ 1 milhão para obras de drenagem, pavimentação, sinalização e calçamento com acessibilidade no Parque dos Jequitibás. Este é um passo importante para o início do empreendimento e a comunidade do bairro, localizado atrás do estádio Fredis Saldivar, o Douradão, pode comemorar a ação efetiva de uma grande obra de estruturação do local. A verba foi solicitada pela prefeita ao deputado federal

Geraldo Resende e tem como objetivo iniciar a primeira etapa da execução de um grande projeto para o bairro. “Temos o intuito de executar este grande projeto e atender o bairro todo. Mas uma grande caminhada começa com um simples passo. Demos este passo”, ilustrou a prefeita. Outros recursos estão cadastrados no Ministério da Integração Nacional e a prefeita tem solicitado à bancada federal uma intercessão visando à aprovação da proposta cadastrada no Portal dos Convênios no valor de R$ 4,8 milhões para atender a continuidade do projeto. “No total, para asfaltar todo o bairro, os custos devem ultrapassar os R$ 23 milhões, prevendo a drenagem e pavimentação.

O importante é que existam medidas efetivas”, disse a prefeita, lembrando que a obra terá pelo menos três etapas. A luta da comunidade do Parque dos Jequitibás é antiga pelo asfalto e a atuação da prefeita Délia, buscando parcerias, permitiu esta primeira conquista. No ano passado, além de Geraldo Resende, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta também se mostrou atento ao compromisso com Dourados para viabilização de recurso para o início das obras de asfalto no Jequitibás. O bairro Parque dos Jequitibás tem os limites impostos pela avenida Coronel Ponciano a oeste e pela rodovia BR-163 ao sul, além de outros bairros à leste e norte.

Campo Grande integra Sistema de Informação com Ministério De Campo Grande Campo Grande foi a primeira cidade do país a ter o seu sistema de controle de oferta e dispensação de medicamentos totalmente integrado com o do Ministério da Saúde. O feito atribuiu ao município o título de referência e modelo na gestão de informação na área da saúde e, inclusive, motivou uma teleconferência organizada pelo Ministério na sexta-feira (26) para que outras cidades do país pudessem conhecer a metodologia utilizada na Capital para alcançar este resultado. O secretário municipal de Saúde, Marcelo Luiz Brandão Vilela, ressalta que o reconhecimento é reflexo

do bom trabalho que vem sendo executado na Capital que, apesar de todas as dificuldades, consegue atender os requisitos do ministério e se torna referência nacional. “Ficamos muito felizes com esse tipo de reconhecimento por parte do Ministério que só mostra que estamos no caminho certo. Através da organização e planejamento é otimizar os resultados e isso irá se refletir lá na ponta. Na assistência que é prestada para a população campo-grandense e também do Estado”, disse. O diretor-presidente da Agência Municipal de Tecnologia (Agetec), Paulo Fernando Cardoso, destacou a importância dessa conquista.

“Campo Grande foi a primeira cidade do Brasil a prestar contas ao Ministério da Saúde, dentro do prazo legal, em relação às informações acerca da gestão da assistência farmacêutica pelo município. Essa conquista é oriunda de outro fato inédito: A Agência de Tecnologia desenvolveu a integração entre o sistema de gestão de farmácia local e o sistema do Governo Federal, tornando o processo muito mais transparente e rápido”, disse Paulo. A integração das informações junto ao sistema Horus (nacional) foi proposta pelo Ministério da Saúde para que seja possível saber, em todos os estados e municípios, qual é o consumo em cada

DIVULGAÇÃO

Técnicos da Sesau e Agetec participaram de videocoferência para troca de experiência

localidade e quantos são os medicamentos que estão próximos à data de vencimento, para que sejam devidamente aproveitados. As informações

serão concentradas na Base Nacional de Dados da Assistência Farmacêutica. Segundo o coordenador-geral de Suporte Tecnológico e

Informação da Secretaria Municipal de Saúde (CGSI), Hugo Luiz do Valle, os técnicos da secretaria, da Agência Municipal de Tecnologia (Agetec) e Assistência Farmacêutica trabalham incansavelmente para atender o calendário pré-estabelecido Ministério da Saúde, principalmente porque o município poderia sofrer sanções, inclusive com perda de recursos. “O Ministério estipulou que, caso o prazo não fosse respeitado e não fosse dada nenhuma justificativa, os entes poderiam ter suspensos temporariamente os recursos da assistência farmacêutica repassados pelo Ministério da Saúde para compra de medicamentos”, explicou.


2

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Dia a Dia

Governador entrega asfalto na rodovia MS-460

CURTAS Negócios

Fiems reúne-se com o novo dono da Eldorado DIVULGAÇÃO

Federação das APAEs empossa nova diretoria DIVULGAÇÃO

Esta é uma das obras rodoviárias mais emblemáticas da administração, que dá acesso ao distrito de Água Fria CHICO RIBEIRO

Governador Reinaldo Azambuja, autoridades e produtores rurais inauguram asfalto na MS-460

De Campo Grande Uma obra que há mais de 15 anos era um sonho para os assentados e produtores rurais de Maracaju e com o tempo passou a ser fundamental para a economia da região, finalmente foi concluída e entregue no último sábado (27) pelo governador Reinaldo Azambuja. É a pavimentação dos 49,6 km da MS-460, uma das obras rodoviárias mais emblemáticas da administração, que dá acesso ao HMWXVMXSHI»KYE*VMEIMRXIVPMga a região ao entroncamento com as rodovias BR-060 e a MS-162. Investimento de R$ 65,2 milhões.“Essa é mais uma reivindicação antiga da comunidade que estava há 15 anos parada e é mais uma obra inacabada que a nossa gestão entrega para a população, por saber da sua importância não só para melhorar as condições de vida de quem vive e necessita dessa rodovia, mas também pela sua importância para a economia da região”, destacou o governador Reinaldo Azambuja. A pavimentação da MS-

460 beneficiará diretamente usinas, produtores de soja e milho e as 222 famílias de pequenos agricultores do Assentamento Santa Guilhermina. A produção de hortifrutigranjeiros, mandioca e feijão do projeto de colonização agrária é destinada à merenda escolar da rede municipal de ensino e também abastece a Ceasa, em Campo Grande. O asfalto mudará a realidade de uma região que ficava isolada

ta. “A gente usava um desvio de 170 km para chegar à cidade.” Para constatar a importância da pavimentação da MS460 basta percorrer a estrada. Na beira da rodovia estadual, a 40 quilômetros de Maracaju, as placas apontam a entrada para diversas fazendas. Mas o caminho também leva aos assentamentos Valinhos, Santa Guilhermina e Canta Galo, além da comunidade quilombola São Miguel. A pavimentação da A conclusão da obra é co06EHQHğFLDUÀ memorada também pelos produtores rurais que dediretamente usinas e as pendem dessa rodovia. Para 222 famílias de pequenos o secretário estadual de Infraagricultores estrutura, Marcelo Miglioli, a em época de chuvas. pavimentação da rodovia é A chegada da infraestrutu- um dos grandes empreendiVEIQ»KYE*VMEVIHY^MVÖIQ mentos rodoviários do goverquase 80 km a distância que RSl»KYE*VME¦YQEVIKMâS os caminhões percorrem para em franca expansão agrícola escoar a produção do assenta- e enfrentava atoleiros e até mento até Maracaju, em épo- o isolamento em época de ca de chuvas. “Quando chove, chuvas”, citou. “É uma obra não tinha como sair a produ- tecnicamente necessária, o ção pela MS-460, devido aos governo não faz politicagem atoleiros, e ficávamos prati- para beneficiar este ou aquecamente isolados”, afirma o le; trabalha com seriedade presidente da associação dos para atender as demandas da parceleiros, Ovanio José Cos- cidade e do campo.”

UFGD abre mais de 250 vagas para seis idiomas DIVULGAÇÃO

Cursos de idiomas da Universidade Federal da Grande Dourados

Comunidade externa, o semestre é R$ 360 e para a interna é de R$ 280 De Dourados O Centro de Formação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), abrirá, nesta segunda-feira, as inscrições para interessa-

dos em se matricular em um curso de idioma. Há opções para turmas de Espanhol, Francês, Italiano, Japonês, Inglês e Inglês Instrumental com início das aulas em 10 de março. Também será oferecido curso de alemão, mas a data de matrícula será divulgada posteriormente. Para a comunidade externa

à UFGD, o semestre tem o valor de R$ 360 e para a comunidade interna é de R$ 280. Os valores podem ser parcelados em até duas vezes. No ato da matrícula, será informado qual o material didático utilizado e sua aquisição é de inteira responsabilidade do aluno. Caso haja interesse em entrar em nível acima do Básico, é necessário realização de Teste de Nivelamento. O interessado deverá entrar em contato com a secretaria do Centro e agendar o teste até o dia 8 de fevereiro. Oportunidade A distribuição de vagas por curso ficou constituída assim: Inglês (crianças a partir de 10 anos): 20 vagas Inglês (adolescentes): 20 vagas Inglês (jovens e adultos): 60 vagas Espanhol: 40 vagas Francês: 40 vagas Italiano: 40 vagas Japonês: 20 vagas Alemão: 20 vagas Outras informações podem ser solicitadas pelo telefone (67) 3410-2890 ou pelo e-mail centrodeformacao@ufgd. edu.br.

Sérgio Longen com a diretoria da Paper Excellence

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, reuniu-se, no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, com o diretor de relações institucionais e comunicação corporativa da Paper Excellence, Guilherme Cunha Costa, representante do grupo holandês, que, no início de setembro do ano passado, comprou a Eldorado Brasil por R$ 15 bilhões. Inicialmente, o grupo passou a controlar 30% do capital da empresa, percentual que em março deste ano passará à totalidade das ações. “O diretor Guilherme Costa nos trouxe os números dos investimentos que a Paper Excellence fará nos próximos anos na Eldorado Brasil. É um grupo muito forte e tem experiência no segmento de celulose”, analisou Sérgio Longen.

UFGD I

Cartão de Identificação para pagar menos A Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Proae) informa aos acadêmicos que, para almoçar ou jantar no Restaurante Universitário pagando o valor de R$ 3,60 ou R$ 3 (estudantes com Perfil válido) é obrigatório o uso do cartão de identificação do estudante da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) (carteirinha da biblioteca). Dessa forma, a Proae sugere que os estudantes recém-matriculados informem-se nas suas Faculdades para obtenção do Registro Geral de Acadêmico-RGA e do cartão de identificação. É importante reforçar, que os subsídios nas refeições do Restaurante Universitário são concedidos somente com a utilização do cartão. Sem ele, o estudante pagará o valor integral da refeição, que é de R$ 9,92.

UFGD II

Crédito da bolsa permanência está disponível O Sistema de Gestão da Bolsa Permanência informou que o crédito da bolsa permanência, relativo ao mês de dezembro de 2017, estará disponível para os bolsistas nesta semana. Aos interessados, a Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Proae) disponibiliza a informação recebida, através do “print” da mensagem, que se encontra na galeria de fotos. O Programa de Bolsa Permanência instituído em 2013 tem por finalidade minimizar as desigualdades sociais, étnico-raciais e contribuir para permanência e diplomação dos estudantes de graduação. O SISBP tem como objetivo gerir as ações sobretudo, o ingresso de discentes e o pagamento de bolsas.

A nova diretoria foi eleita para gerir o biênio 2018-2020 Federação das APAEs conta com 63 entidades em todo o Mato Grosso do Sul De Campo Grande Com a presença da secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre, representando o Governo do Estado, a Federação das APAEs de Mato Grosso do Sul deu posse, na última sexta-feira, para sua nova diretoria para o biênio 2018-2020.Elisa destacou a luta da direção das APAEs em estabelecer um trabalho que merece reconhecimento pelo emprenho e pela transformação que exerce. “Quero parabenizar toda a diretoria da Federação das APAEs pelo trabalho prestado para a sociedade e ainda destacar, na figura do senhor Tidelcino Santos Rosa, o comprometimento que vemos em todos em buscar pelo

melhor para que as unidades ofereçam o melhor”, disse. O novo presidente da Federação das APAEs, que conta com 63 entidades em todo o Estado, Ottão Pereira, destacou a parceria com o Governo do Estado e o importante papel que as APAEs desenvolvem com seus atendidos e ainda com seus familiares, totalizando mais de 4 mil alunos.As APAEs de MS promovem e articulam ações de defesa, direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionadas à melhoria da qualidade de vida e conta com Centro de Reabilitação e de Diagnósticos Laboratoriais, oferecendo ainda atendimento pedagógico na modalidade de educação especial. Também participaram da cerimônia representantes do legislativo e executivo de Campo Grande e do Estado; do Ministério Público, Poder Judiciário e membros da antiga diretoria e das APAE’s de MS.


3

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Dia a Dia HÉDIO FAZAN

“Atuação do psicólogo vai muito além da clínica” DIVULGAÇÃO

Produtores estão preocupados que a baixa radiação solar e excesso de umidade do solo prejudiquem o desenvolvimento das vagens

Sol fraco e alta umidade prejudicam soja em MS Segundo a Embrapa de Dourados a radiação solar abaixo do normal em algumas regiões estão provocando o abordamento das vagens da planta De Dourados Pouco sol, muitas nuvens e muita umidade no solo por causa das chuvas vêm prejudicando muitas lavouras de soja em algumas áreas de Mato Grosso do Sul. Os técnicos da Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados, dizem que essa combinação do clima causa o abortamento das vagens da planta em de-

“Apesar da soja ser uma espécie com aparelho fotossintético via C3, ela também tem necessidades de luminosidade” senvolvimento. A equipe de pesquisadores da Embrapa está atenta a essa questão e esclarece que o problema está relacionado a pouca incidência deradiação solar e ao excesso de umidade no campo, devido às precipitações acima da média. Segundo o pesquisador Danilton Luiz Flumignan, a ocorrência de chuva abundante na fase reprodutiva das lavouras, tão desejada pelo agricultores, aconteceu, porém veio acompanhada de

nebulosidade. “No período de 19 de dezembro até 23 de janeiro, a região Sul do MS esteve sob a constante presença de nebulosidade. Dos 36 dias deste período, tivemos chuvas em 30 deles. Ou seja, embora as plantas tivessem água à disposição, faltou luz solar”, explica. O pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Rodrigo Arroyo Garcia, explica que apesar da soja ser uma espécie com aparelho fotossintético via C3, ela também tem suas necessidades de luminosidade adequada para realização de fotossíntese, refletindo em crescimento da parte aérea e formação de grãos. Elerelembra que três insumos da atmosfera são fundamentais para que ocorra a fotossíntese das plantas, ou seja, para que elas possam produzir glicose. Estes insumos são: 1) dióxido de carbono (CO2) (o qual está sempre disponível na atmosfera); 2) água (a qual esteve a disposição devido à excelente oferta de chuvas); 3) luz solar (a qual esteve abaixo do normal devido à nebulosidade, especialmente na fase reprodutiva).

Radiação solar Dados relacionados a radiação solar diária (MJ m-2 dia-1), medido na estação agrometeorológica da Embrapa Agropecuária Oeste, por meio do Guia Clima (http://www.cpao. embrapa.br/clima), demonstram que desde setembro a radiação solar que incidiu sobre a região de Dourados foi abaixo do normal. “Esse fenômeno ficou ainda mais evidente de outubro em diante, meses em que os valores medidos foram pelo menos 15% abaixo do normal. Para se ter uma ideia, nos meses de novembro, dezembro e janeiro no período de 2001 a 2012, jamais foram registrados valores tão baixos como os de agora. Logo, esta safra está sendo atípica e constituindo um recorde para a variável luminosidade”, explica Flumignan. Garcia explica ainda que “devido a essa baixa luminosidade as plantas de soja não puderam realizar tanta fotossíntese quanto deveriam para produzir os fotoassimilados necessários para sustentar uma produtividade altíssima que era esperada. A consequência dessa baixa luminosidade na fase de reprodutiva é

que as flores e vagens podem ser abortadas, uma estratégia natural da soja, bem como de outros vegetais”. Ele explica ainda que “quando essa baixa luminosidade ocorre na fase de formação das vagens e de enchimento de grãos a consequência é o abortamento de vagens, especialmente as pequenas, bem como o menor enchimento de grãos que resulta em menor peso de 1000 grãos”. Segundo o pesquisador, existem estudos que sugerem que essa menor luminosidade, quando ocorre na fase reprodutiva, pode reduzir a produtividade da soja em 17 a 26%. O pesquisadordestaca que diversos fatores simultâneos contribuíram no abortamento de vagens e esclarece que “ainda é muito cedo para tecer estimativas acerca da queda na produtividade que essa ‘sombra’ deverá provocar na soja cultivada nesta safra na região Sul do MS, ainda mais que há grande interação de fatores, que podem oscilar entre as propriedades rurais”. Ele acredita que “mesmo com a baixa luminosidade nesse período, devemos esperar uma ótima colheita”.

Empresa que vai concluir obra do Aquário do Pantanal deve ser definida nesta semana DIVULGAÇÃO

A informação foi dada pelo governador Reinaldo Azambuja ontem na Capital De Campo Grande O governador Reinaldo Azambuja disse ontem na Capital, ao participar da abertura da 6ª Feira de Calçados, Couros e Acessórios, que nesta semana deve ser definida a empresa que concluirá a obra do Aquário do Pantanal, iniciado em 2011 e paralisado desde 2016. “Embora seja uma obra complexa, esperamos que até o final do segundo semestre deste ano possamos entregar para a empresa que vai administrar o Aquário. A Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e a Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) estão analisando as propostas das empresas e nesta semana devemos ter uma definição”, afirmou. O Governo do Estado iniciou o trabalho da retomada da obra do Aquário do Pantanal depois da assinatura do termo de acordo assinado com o Ministério Público Estadual (MPE) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE), já que havia impedimento legal para que a administra-

Obra foi retomada depois da assinatura do termo de acordo ção estadual reiniciasse os serviços para a conclusão do projeto. Reinaldo Azambuja explicou que a fonte de recurso para o término da obra é a mesma do início do projeto, ou seja, as compensações ambientais. O término da estrutura está previsto desde o início da atual gestão por meio do Programa Obra Inacabada Zero, mas não havia sido realizada ainda devido a questões jurídicas envolvendo a empresa vencedora da licitação, que em novembro do ano passado rescindiu o contrato e a segunda colocada não quis assumir a obra.

Resumo do histórico Por força de regular processo licitatório (Edital de Licitação nº 31/2010-CLO), onde a Egelte se sagrou vencedora, as partes firmaram o acordo administrativo OC nº 028/2011, cujo objeto consiste na execução da obra de construção do prédio do Centro de Pesquisa e Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira – Aquário do Pantanal, no município de Campo Grande – MS. - A execução do empreendimento teve início em 14 de abril de 2011, nos termos da Ordem de Serviço nº 077/2011. - Em 10 de março de 2014,

a Egelte foi substituída pela empresa Proteco Construções Ltda. através de contrato de subempreitada com a anuência da Agesul. - Em julho de 2015, foi recomendada à Agesul pelo MPF a imediata rescisão de contrato de subempreita com a Proteco, em virtude disso a Agesul notificou a Egelte para retomar imediatamente a obra. - Em meados de julho e por força de notificação, a Egelte aforou ação cautelar com o objetivo de produzir prova antecipada e de suspender todo e qualquer ato de execução do contrato administrativo, seguida de ação ordinária visando suspender o contrato. - Em 14 de março de 2016 as partes transacionaram acordo devidamente homologado pelo Judiciário oportunidade em que a Egelte retomou as obras pactuando uma série de obrigações com a Agesul. Mas, em 15 de junho de 2016 ingressou com ação requerendo a rescisão do contrato, o que ocorreu em novembro do ano passado. - No mesmo mês, a Agesul oficiou a segunda colocada na licitação, mas esta não teve interesse em assumir a obra. Por isso, o governo enviou consulta ao MPE e TCE que resultou no presente termo de acordo para retomada da obra.

De frente com o psicólogo no divã é uma cena clássica Psicóloga Ticiana Araújo explica curso de psicologia e a carreira De Dourados É comum imaginarmos que o psicólogo é aquele profissional que após formado abre uma clínica e coloca seu nome em uma placa. Contudo, conforme explica a coordenadora do curso de Psicologia da Unigran, Ticiana Araújo da Silva, atender em uma clínica é uma nobre função, mas é apenas uma das muitas atribuições. Atualmente os graduados em psicologia podem escolher entre mais de dezáreas de atuação. De forma genérica podemos dizer que o psicólogo estuda os fenômenos psíquicos e de comportamento dos indivíduos, de modo a ajudá-los a encontrar uma solução para seus conflitos. Além de diagnosticar, também pode atuar na pre-

$WXDOPHQWHRSURğVsional possui mais de 10 áreas na qual pode trabalhar, todas em plena expansão venção de distúrbios emocionais, contudo, como a maioria só procura terapia quando está com problemas, a maior parte das intervenções é remediativa. Ticiana ressalta que no Mato Grosso do Sul há uma crescente demanda por profissionais para atuarem na área da POT (Psicologia Organizacional e do Trabalho), especialidade esta essencial, tanto para pequenas, como para grandes empresas, que podem através dessas técnicas maximizar o bem estar do funcionário, que consequentemente eleva seu nível de produtividade e, naturalmente, o lucro. Ela também explica que está surgindo oportunidades atreladas também a construção civil, já que atualmente grandes obras utilizam o conhecimento

da psicologia ambiental para harmonizar a relação do homem com os ambientes, sejam eles residenciais ou coorporativos. “Nesta especialidade também podemos buscar o equilíbrio da relação do indivíduo com a natureza, de modo que ele compreenda a necessidade de conviver causando o menor ônus possível. Lógico que todos sabemos que é nosso dever preservar, contudo, através da psicologia esse conceito pode se tornar uma prática real com muito mais eficácia”, complementou. Na área da educação a influência do psicólogo é muito benéfica, pois reduz de forma significativa o impacto de diversos transtornos de aprendizagem, como déficit de atenção, dislexia, discalculia, entre outros. Além disso, a orientação vocacional pode e deve ser levada mais a sério, isso evita que muitas pessoas sejam profissionais frustrados no futuro. Além destas, há também possibilidades em muitos outros segmentos da profissão, tais como: Comportamento do consumidor; Psicologia esportiva; Psicologia da saúde; Psicologia hospitalar; Psicologia jurídica; Psicologia social; Psicologia do trânsito; Psicomotricidade e Neuropsicologia. O curso da Unigran, de acordo com o ranking do MEC é o melhor do estado e está entre os primeiros colocados do centro-oeste. Tal performance é garantida através de muitos investimentos, como na capacitação dos professores e também em infraestrutura. Os acadêmicos de psicologia, tanto do noturno, quanto do matutino, possuem a disposição um amplo e completo núcleo de psicologia, cujo abrangente papel social proporciona aos alunos a oportunidade de lideram com os mais diversos transtornos durante o atendimento a comunidade. Isso corrobora para a formação de um profissional completo e generalista, que após a graduação possui subsídios para se especializar em quaisquer dos ramos da profissão.


4

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Dia a Dia DIVULGAÇÃO

CURTAS Planilha

Guia Orientativo detalha regras no ICMS Ecológico

Autoridades na abertura da Feira de Calçados, Couros e Acessórios de Mato Grosso do Sul

Feira da Indústria de Calçados é aberta Governador Reinaldo Azambuja e prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, abriram a programação ontem De Campo Grande Na presença do governador Reinaldo Azambuja e do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, e com a expectativa de atrair uma nova indústria do segmento para Mato Grosso do Sul, a 6ª Feira de Calçados, Couros e Acessórios de Mato Grosso do Sul (Feicc-MS) começou ontem, no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, localizado na Avenida Mato Grosso, 5.000, bairro Carandá Bosque, em Campo Grande. O presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Mato Grosso do Sul (Sindical-MS), João Batista de Camargo Filho, recepcionou o governador Reinaldo Azambuja e o prefeito Marquinhos Trad, que visitaram estandes, conversaram com representantes comerciais e discutiram sobre a movimentação econômica e oportunidades de negócios gerados pelo evento, que prossegue até terça-feira, sempre das 8h às 19h. “As feiras regionais são tendência em todo país em termos de segmento calçadista. A visita do representante co-

CAIXA

R$ 350 PLOK¸HVIRLTXHD LQG¥VWULDFDOÀDGLVWDGR06 IDWXURXHP

mercial ao lojista é algo que acontece com cada menos frequência, o momento de conhecer o mix de produtos da coleção e formar o estoque para a estação é durante a feira”, analisa João Batista de Camargo Filho sobre a Feicc, realizada duas vezes por ano para que a indústria de calçados apresente aos lojistas do Estado, e de países vizinhos, como Paraguai e Bolívia, as coleções de Inverno e Verão. O presidente do Sindical/ MS comentou, ainda, que a Feicc-MS é importante para o crescimento econômico do Estado em razão da geração de receita e pelo fato de a feira funcionar como uma vitrine para atração de novos empreendimentos do segmento. “Se o representante comercial fosse percorrer loja por loja,

da Capital ao interior, levaria no mínimo 60 dias para fechar suas vendas. Aqui na feira são três dias para gerar negócios, antecipando a arrecadação de ICMS para o Estado”, acrescenta. Para o governador Reinaldo Azambuja, a Feira vai mostrar ao lojista a qualidade da produção local e a força do segmento em Mato Grosso do Sul. Segundo dados do Radar Industrial da Fiems, a indústria calçadista de Mato Grosso do Sul faturou R$ 350 milhões em 2017 e conta com 24 estabelecimentos que empregam 2.500 trabalhadores. A produção em 2017 foi de 7,5 milhões de pares de calçados. A organização da Feicc-MS projeta superar a edição do ano passado em termos de volumes de negócios e visitação de lojistas. São esperados R$ 14 milhões em vendas nos três dias do evento, valor superior aos R$ 13,2 milhões da 5ª edição. Os 60 expositores apresentam e comercializam, somente para pessoas jurídicas, novidades e tendências da moda calçadista, bolsas e acessórios de couro de mais de 165 marcas diferentes.

Todas as informações e o passo a passo que deve ser seguido pelas prefeituras para se capacitar a receber ou melhorar seu índice de participação no bolo do ICMS Ecológico estão contidas em um Guia Orientativo. A publicação foi elaborada em parceria pelo (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), órgão ambiental do Estado vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e a WWF Brasil.O lançamento do Guia Orientativo será hoje, no auditório da Escola Senai da Construção, na rua Rachid Neder, esquina com a rua Caixas do Sul, durante a Oficina para Capacitação sobre o ICMS Ecológico 2018.

Infraestrutura

Prefeitura assegura moradias A prefeitura de Campo Grande, por meio da Agência Municipal de Habitação, conduziu na última sexta-feira, uma ação que possibilitou a assinatura de contratos de regularização fundiária, que beneficia 200 famílias e ainda concedeu mais 100 transferências de titularidade para moradores de conjuntos habitacionais que fazem parte da carteira imobiliária da Emha.A forte chuva que caiu durante a atividade no prédio da Emha, na semana passada, não impediu que os beneficiários comparecessem ao evento e, assim, aproveitaram a oportunidade de regularizar seus imóveis. A média de tempo de ocupação dessas famílias gira em torno de 15 a 25 anos.

TRE prorroga cadastramento para biometria DIVULGAÇÃO

Posto volante de cadastramento biométrico de eleitores

Serviço está sendo oferecido para funcionários do Sistema Fiems De Campo Grande Em decorrência da grande procura, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul ( TRE-MS) decidiu, em comum acordo com a Fiems, prorrogar para a próxima sexta-feira, o encerramento do serviço de cadastramento biométrico dos eleitores no posto montado em uma sala do Senai de Campo Grande. A iniciativa, que começou na segunda-feira, dia 22, foi alinhada pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen, e pela presidente do TRE-MS, desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, durante reunião realizada no fim do ano passado. Segundo Sérgio Longen, o serviço está sendo disponibilizado para os funcionários do Sistema Fiems e aos alunos dos cursos profissionalizantes do Senai em Campo Grande, bem como para a comunidade em geral que mora nas proximidades do Bairro Amambaí. “No ano passado, me reuni com a desembargadora Tânia Garcia de

Freitas Borges e expliquei a importância da montagem desse posto de cadastramento biométrico de eleitores aqui no Senai. Ela atendeu a minha solicitação, compreendendo que seria mais um espaço de atendimento à população”, pontua. O presidente da Fiems informa que, nos próximos dias, pretende conversar com a presidente do TRE-MS para viabilizar um posto volante de cadastramento biométrico de eleitores para levar esse serviço até as indústrias de Campo Grande. “A minha intenção é atender os trabalhadores das indústrias. Entendo que será um grande desafio, mas estamos nos ajustes finais para levar o serviço até os nossos industriários”, reforça. No posto montado pelo TRE-MS no prédio do Senai de Campo Grande, estão em operação três guichês que realizam os atendimentos por ordem de chegada, das 8h às 17h, sem intervalo de almoço. De acordo com a auxiliar de Cartório Eleitoral da 53ª Zona Eleitoral, Eliete Fonseca Moraes, responsável pelo posto de cadastramento biométrico, a intenção é atender pelo menos 1.260 pessoas até a próxima sexta-feira, sendo que até a última sexta-feira foram 630 eleitores atendidos.


Canal Zap

Literatura

Paloma Bernardi na novela “Apocalipse”.

Romance retrata rotina puxada de bailarina.

3»*

3»*

CADERNO B

Posse dos novos conselheiros do CRO -MS.

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

Coluna da Adiles

O PROGRESSO

APARECIDO FROTA

Documentos, como termos de posse dos primeiros colonos, livros, utensílios e outros objetos relembram o início da construção da Colônia e ajudam a contar este capítulo importante de Dourados

Museus no Mato Grosso do Sul Dourados e Campo Grande disponibilizam acervos de diferentes culturas sul-mato-grossenses. Locais constituem em opção nas férias. Espaços sob supervisão do Ibram receberam em 2016, quase um milhão de visitantes De Dourados O Ministério do Turismo divulgou que o Brasil já ocupa o 8º lugar em recursos culturais em um ranking de 141 países e possui mais de 3 mil museus em funcionamento. Somente os administrados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), receberam em 2016 quase um milhão de visitantes. Esses locais são uma ótima opção de passeio durante as férias. Os visitantes podem também apreciar exposições que proporcionam uma viagem pelo tempo e pela história de Mato Grosso do Sul.

Museu da Colônia Agrícola Nacional localizado em Indápolis abriga monumento em homenagem aos pioneiros Em Dourados, o destaque é o Museu da Colônia Agrícola Nacional, localizado no distrito de Indápolis. O espaço abriga o monumento que foi construído como homenagem aos pioneiros, uma cruz de madeira, cuja estrutura foi mantida e que foi tombada pelo patrimônio histórico. A estrutura do Museu da Colônia foi entregue em novembro de 2016 e tem instalações adequadas para atendimento ao público. Os documentos, como termos de posse dos primeiros colonos, livros, utensílios e outros objetos relembram o

início da construção da Colônia Agrícola. O Museu é administrado pela Associação de Mulheres Rurais de Dourados. A Colônia Agrícola Nacional de Dourados (Cand), foi implantada em 1944 no antigo Sul de Mato Grosso e integrava parte do projeto Marcha para Oeste inserido na política de colonização do Estado Novo brasileiro. Com a Cand a região sofreu um grande avanço demográfico, e consequentemente um notável desenvolvimento, principalmente econômico. Todo o avanço foi possibilitado devido à ação dos migrantes, os quais, de todas as partes do país, chegavam em busca de trabalho. Na época, o local abrangia uma extensa área equivalente à atual região da Grande Dourados, formada pelas cidades de Dourados, Fátima do Sul, Jateí, Glória de Dourados, Vicentina, Douradina e Deodápolis. Campo Grande possui 19 museus cadastrados no Guia Brasileiro de Museus. A Secretaria de Cultura e Turismo listou alguns desses locais da Capital do Estado que retratam cultura, pessoas importantes e arte. Com a missão “Preservar a Memória, Educar Para o Futuro”, o Museu da Imagem e do Som (MIS) possui um acervo de mais de 50 mil peças, entre discos de 78 e 33 rotações, CDs, fitas de vídeo VHS, fotografias, máquinas fotográficas,

negativos, diversos filmes de 16 e 35 mm, livros, catálogos, cartazes, revistas e objetos como vitrolas, rádios e projetores de filme e vem exibindo filmes em sua sala de projeções. O Museu das Culturas Dom Bosco, conhecido também como Museu do Índio, foi criado em 1950 e inaugurado em 27 de outubro 1951 por padres salesianos. O local é conhecido mundialmente pelo rigor científico de seu considerável acervo e ele visa desenvolvimento, educação, lazer para adultos e crianças. O Museu da Arqueologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MuArq) é uma unidade institucional de caráter permanente, sem fins lucrativos, dotado de uma estrutura organizacional que lhe permite garantir um destino unitário a um conjunto de bens culturais e valorizá-los através da investigação, incorporação, inventário, documentação, conservação, interpretação, exposição, com objetivos científicos, educativos e lúdicos, e facultar o acesso regular ao público, fomentando a democratização da cultura, a promoção da pessoa e o desenvolvimento da sociedade. A Morada do Baís, conhecida antigamente por Pensão Pimentel, hoje abriga o Museu Lídia Baís e reúne objetos pessoais da família Baís. É um espaço onde ocorrem exposições temporárias e perma-

ELVIO LOPES

Quarto de Lídia Baís, no Museu da Morada dos Baís, guarda trabalhos e objetos da família nentes. No seu interior existe um quarto que pertenceu à artista plástica Lídia Baís, onde estão algumas de suas obras em telas, painéis e objetos pessoais. O Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Marco) possui cerca de 1500 obras, de um acervo cuja origem remonta a Pinacoteca Estadual e obras que mostram o percurso das artes plásticas sul-mato-grossenses. Possui uma sala com acervo permanente e quatro salas para exposições temporárias, além de biblioteca, salas de aula, ateliê e auditório. Serviço Museu da Colônia Agrícola

Nacional de Dourados - Endereço: Rodovia MS 276, entre Vila São Pedro e Indápolis. Funcionamento: segunda a sexta-feira das 7h às 18h. Telefone: (67) 9 9944- 7102 Museu da Imagem e do Som - Endereço: Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar. Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Telefone (67) 3316-9178 Museu das Culturas Dom Bosco - Endereço: Avenida Afonso Pena, 7000, Cidade Jardim. Funcionamento: Terça-feira a domingo, das 8h ás 16h30. Telefone (67) 33269788 Museu da Arqueologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (MuArq). En-

dereço: Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho. Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Telefone (67) 3321-5751 Morada dos Baís - Endereço: Avenida Noroeste, 5140, esquina com Avenida Afonso Pena, centro. Funcionamento: Terça-feira a sábado, das 14h ás 22h. Telefone (67) 3311-4460 Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Marco) - Endereço: rua Antônio Maria Coelho, 6000, Parque das Nações Indígena. Funcionamento: Terça a sexta, das 7h30 às 17h30; sábado, domingo e feriados, das 14h às 18h. Telefone (67) 33267449.


2

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

Variedades CAROL BORGES/CZN.

CANAL ZAP

canalzap@cartaznoticias.com.br

MĂşltipla personalidade ',98/*$qf25(&25'

Paloma Bernardi sabe bem quais sĂŁo suas motivaçþes profissionais ao longo dos anos. AtravĂŠs das diferentes novelas, a atriz teve a chance de experimentar papĂŠis variados entre si. Atualmente na pele da animada Isabela de “Apocalipseâ€?, a atriz se depara com uma nova realidade na ficção. “Poder variar de personalidade a cada novo trabalho ĂŠ uma chance incrĂ­vel. Eu vinha fazendo prostitutas e vilĂŁs e agora estou interpretando uma pessoa do bem e alto astralâ€?, explica. Na histĂłria de VĂ­vian de Oliveira, Isabela ĂŠ irmĂŁ do protagonista Benjamin, papel de Igor Rickli. Estudante de Arqueologia, ela se

muda para JerusalĂŠm para participar de uma escavação. LĂĄ, a personagem se envolve com Noah, papel de Raphael Sander. No entanto, ao conhecer Ricardo, de SĂŠrgio Marone, se envolve em um complexo triângulo amoroso. Completamente dominada pelo Anticristo, acaba traindo a confiança do irmĂŁo. “Ela ĂŠ uma mulher muito focada e determinada. Quer remexer no passado atravĂŠs da arqueologia. No meio disso tudo, vive paixĂľes e amoresâ€?, aponta Paloma, que estĂĄ em seu segundo trabalho na Record. “Fazer essas novelas bĂ­blicas ĂŠ uma forma de ficar mais reflexivaâ€?, completa.

5Âť3,'$6 Nesta segunda, o “The Noiteâ€? reprisa a entrevista com Carla Diaz. Compadre Washington, Beto Jamaica, Sheila Mello e Preta Gil apresentam o “TVZ ao Vivoâ€? desta segunda. Hoje, FĂĄtima Bernardes volta ao comando do “Encontro com FĂĄtima Bernardesâ€?. Nesta segunda, o Esporte Interativo estreia o “De Placaâ€?, com Rodrigo Rodrigues e Alexandre Oliveira.

'(6$Ăœ'$ O elenco de “O Outro Lado do ParaĂ­soâ€? sofrerĂĄ uma baixa em breve. FlĂĄvio Tolezani e Sandra Corveloni, que vivem VinĂ­cius e Lorena, deixarĂŁo o folhetim. Os personagens sairĂŁo de cena apĂłs Clara, papel de Bianca Bin, revelar os casos de pedofilia do delegado. Com isso, o personagem acabarĂĄ morrendo na prisĂŁo. '(&$5$&20 2)5,2 Renata Vasconcellos viajarĂĄ para a RĂşssia durante a cobertura da Copa do Mundo. A jornalista apresentarĂĄ o “Jornal Nacionalâ€? diretamente do paĂ­s sede. O evento de futebol acontece entre os dias 14 de junho e 15 de julho. 720&â0,&2 No ar em “O Outro Lado do ParaĂ­soâ€?,

Para o desempenho de Ellen Rocche em “O Outro Lado do ParaĂ­soâ€?. Interpretando a enfermeira Suzy, a atriz estĂĄ muito bem no papel cĂ´mico e ĂŠ um dos principais destaques de seu nĂşcleo.

Fernanda Montenegro arranjou um espaço na agenda para gravar uma participação em “Mister Brauâ€?. A atriz esteve nas antigas temporadas como Rosita, mĂŁe de Gomes, interpretado por Kiko Mascarenhas. A sĂŠrie protagonizada por LĂĄzaro Ramos e TaĂ­s AraĂşjo tem estreia prevista para o primeiro semestre. 3(*$1'212 3(6$'2 Sandra Annenberg jĂĄ voltou de fĂŠrias. Desde a semana passada, a jornalista estava envolvida nas gravaçþes do “Como SerĂĄ?â€?, da Globo. Nas Ăşltimas ediçþes, o matinal ficou ao cargo de Michelle Loreto. Sandra tambĂŠm divide a bancada do “Jornal Hojeâ€? com Dony de Nuccio.

3DUDDIUDFDVHOHĂ?Ă‚RGHÄ&#x;OPHVGDJUDGHGD%DQG A emissora exibe as mesmas produçþes antigas incansavelmente e nĂŁo apresenta uma novidade FLQHPDWRJUĂ€Ä&#x;FD

HORĂ“SCOPO Ă RIES De 21/03 a 20/04

1RWâFLDVSRXFRDOYLVVDUHLUDV SRGHUÂRYLUKRMH7RPHFXLdado tambÊm com os inimigos ocultos e opositores, pois estes estarão prontos a prejudicå-lo HPDOJXPVHQWLGR%RPSRUÒP as pesquisas, investigaçþes e DRDPRU

TOURO De 21/04 a 20/05

Um aspecto astral muito poderoso estĂĄ contribuindo para uma ampliação de seus poderes intelectuais e de sua FDSDFLGDGHGHSURJUHGLUSURÄ&#x;VVLRQDOHÄ&#x;QDQFHLUDPHQWH7RPH QRYDVGHFLVøHV$FUHGLWHHPVL 6HMDRWLPLVWD

GĂŠMEOS De 21/05 a 20/06

ObstĂĄculos provindos de terceiros nĂŁo lhe afetarĂŁo neste dia, pois tudo indica que terĂĄ muito sucesso no trabalho, QDYLGDVRFLDOHHOHYDUĂ€VXDVÄ&#x;nanças atravĂŠs de negĂłcios bem HQWDEXODGRV%RDVDÄŽGHHĂ“[LWR DPRURVR6DÄŽGHWUDQTXLOD

CĂ‚NCER De 21/06 a 21/07

7XGRRTXHGLVVHUUHVSHLWR ao interesse pessoal e roPĂ QWLFRHVWDUĂ€VREDLQÄ XĂ“QFLD EHQĂ’ILFDGH-ÄŽSLWHUHGDDWXDO IDVHGDOXD0DQWHQKDVHQD mira do desenrolar dos acontecimentos e espere sucesso em PXLWRVVHWRUHV

LEĂƒO De 22/07 a 22/08

129(/$65HGH*ORER

TEMPO DE AMAR 17h00 InĂĄcio pede a Henriqueta que nĂŁo deixe ninguĂŠm se aproximar de Mariana. Tereza ouve uma conversa entre Delfina e Vasco. Alzira reclama com Celina por nĂŁo ser escolhida para madrinha de casamento de Maria VitĂłria. Artur faz uma serenata para Celina. Nicota expulsa Geraldo da pensĂŁo. Gilberte nĂŁo consegue descobrir o que FelĂ­cia fez para ganhar o presente de Teodoro. NatĂĄlia nĂŁo aceita o dinheiro de Tomaso para pagar a dĂ­vida com Lucerne. Lucerne leva JosĂŠ Augusto a um orfanato. Maria VitĂłria conta a Celeste o que Lucinda fez contra ela.

DEUS SALVE O REI 18h00 Afonso ĂŠ preso. PetrĂ´QLRH2UODQGRÄ&#x;FDPSHWULÄ&#x;FDdos diante de Brice. Martinho informa a AmĂĄlia que, na ausĂŞncia de Augusto, a princesa ĂŠ a Ăşnica que pode livrar Afonso da prisĂŁo. Orlando avisa a CĂĄssio que ninguĂŠm consegue tirar Brice do castelo, por nĂŁo resistirem aos seus encantos. A mandingueira chamada por Rodolfo explica ao rei que apenas um homem de coração puro poderĂĄ expulsar Brice do castelo. Catarina desconsidera as recomendaçþes de DemĂŠtrio e decide tratar Afonso como um preso normal.

',98/*$qf2

Istvan

O OUTRO LADO DO PARA�SO 20h00 Laura e Rafael se casam. Clara tem um mau pressentimento e pede para voltar para casa com Renato e Patrick. Natanael vai à casa de Clara e ameaça matar Elizabeth. Henrique chega ao local e ouve a discussão do pai com Elizabeth. Henrique entra no quarto e impede Natanael de atirar contra Elizabeth. Natanael tem um ataque cardíaco e Ê levado para o hospital. Irene e AdinÊia se unem para separar Samuel e Cido. Natanael morre, e Adriana culpa Elizabeth. Rafael e Laura viajam para a lua de mel.

$VQRYDVDPL]DGHVTXH tem feito ultimamente, agora se apresentarĂŁo de forma DJUDGĂ€YHOHEHQĂ’Ä&#x;FDSDUDYRFĂ“ 3RURXWURODGRYRFĂ“GHYHGDU mais atenção aos familiares, e a SHVVRDDPDGD3URFXUHVHUPDLV SUĂ€WLFRHREVHUYDGRU

VIRGEM De 23/08 a 22/09

Um obstĂĄculo poderĂĄ surgir em seu trabalho que serĂĄ FULDGRSRUXPFROHJDGRVH[R RSRVWR9RFĂ“VDEHUĂ€FRPRFRQWRUQĂ€ORcWDUGHWHUĂ€XPDIDVH IHOL]HSURPLVVRUD3DUDDVFRLVDV GRDPRUPXLWDQHXWUDOLGDGH 7XGRRTXHYRFĂ“SURFXUDUID]HU GHYHUĂ€VHUUHYHVWLGRGHVXWLOH]D

PALAVRAS-CRUZADAS DIRETAS

SOLUĂ‡ĂƒO DO NÂş ANTERIOR

LIBRA De 23/09 a 21/10

,QIOXĂ“QFLDVIDYRUĂ€YHLV para novos empreendimentos, Ăłtimo para os estudos, FXLGHPHOKRUGHVXDVDÄŽGH(YLWHEULJDVFRPRVLQLPLJRV7XGR PXGDUĂ€SDUDPHOKRUVHYRFĂ“ FRQVHJXLUVHUPDLVUDFLRQDO3URFXUHGHVIUXWDURPĂ€[LPRWXGRR TXHDVSHVVRDVWĂ“PDOKHGL]HU ESCORPIĂƒO De 23/10 a 21/11

%RPGLDSDUDLQLFLDUQHJĂścios relacionados com a LQGÄŽVWULDHSURSULHGDGHV1Ă‚R GHL[HGHROKDUH]HODUSHOREHP de seus familiares e nĂŁo fuja das suas responsabilidades e proEOHPDV$VXDPHQWHDWLYDHDV suas ideias bastante objetivas YĂ‚RDMXGDUYRFĂ“ SAGITĂ RIO De 22/11 a 21/12

Evite desavenças, questĂľes e desarmonias na vida GRPĂ’VWLFD3RURXWURODGRWHUĂ€ sucesso nos negĂłcios relacionados com minas, construção e com metais de um modo geral HVHUĂ€EHPVXFHGLGRSURÄ&#x;VVLRQDOPHQWH,QGLFDĂ?øHVGHPXLWD KDUPRQLDQRĂ PELWRIDPLOLDU CAPRICĂ“RNIO De 22/12 a 20/01

Deverå evitar discussão, atritos e disputas com autoridades, com pessoas de boa disposição e com seus LQLPLJRVGHFODUDGRVHULYDLV 3RURXWURODGRRGLDSURPHWH Ó[LWRHPQRYDVDVVRFLD�øHVH QRWUDEDOKR

AQUĂ RIO De 21/01 a 19/02

3HQVHQRVHXÓ[LWRHQÂRGÓ importância a boatos e impresVøHVQHJDWLYDV$WUDYHVVDXP ERPSHUâRGRPDWHULDOGRDQR 3RGHUÀSURJUHGLUPXLWRDWUDYÒVGRSUÜSULRHVIRU�R3HVVRDV H[SDQVLYDVSRGHUÂRID]HUYRFÓ PDLVIHOL]QHVWHGLD

PEIXES De 20/02 a 20/3

0HOKRUHVRSRUWXQLGDGHV de soluçþes em assuntos jurĂ­GLFRV2GLDLQGLFDSRVVLELOLGDdes para consultas a mĂŠdico ou GHQWLVWD+RMHYRFĂ“QĂ‚RGHYH discutir nem brigar com ninJXĂ’P$VLQÄ XĂ“QFLDVWDPEĂ’P sĂŁo favorĂĄveis aos assuntos VHQWLPHQWDLV


3

Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

/LWHUDWXUD DIVULGAĂ‡ĂƒO

Romance retrata rotina

de bailarina “A Garota das Sapatilhas Brancasâ€? ĂŠ da jovem Ana Beatriz BrandĂŁo de 18 DQRV(QUHGRPRVWUD0HOLVVDH'DQLHOUDSD]FRP(VFOHURVH/DWHUDO$PLRWUĂśÄ&#x;FD Movimento. Ritmo. Delicadeza. Glamour. Emoção. O balĂŠ, como as outras danças, ĂŠ a realização da arte na maneira mais pura: sua morada ĂŠ o corpo e, para os mais idealistas, tambĂŠm o espĂ­rito. Este ĂŠ o ponto de partida do romance “A Garota das Sapatilhas Brancasâ€? de Ana Beatriz BrandĂŁo. Ser bailarina ĂŠ muito mais do que dominar o equilĂ­brio fĂ­sico, ter a noção estĂŠtica e a sensibilidade de se expressar com o corpo. Os treinos levam sete horas diĂĄrias, as bolhas e calos nos pĂŠs sĂŁo parte da rotina e certamente uma vida de escolhas tambĂŠm implica em restriçþes. Apesar dos limites, os sonhos tambĂŠm sĂŁo combustĂ­vel para se manter no balĂŠ, principalmente no quesito “companhias de dançaâ€?. O objetivo de toda bailarina ĂŠ entrar em uma grande companhia de dança, como a Stuttgart Ballet, na Alemanha, 7EP^FYVK%GEHIQ]REÂťYWXVME e a norte-americana Juilliard School, em Nova York, entre outras escolas internacionais de renome. Melissa ĂŠ uma bailarina que sonha entrar em Juilliard, e nĂŁo poupa esforços para isso. Protagonista de “A Garota das Sapatilhas Brancasâ€?, romance de Ana Beatriz BrandĂŁo, Mel ĂŠ uma das personagens da literatura que representa a vida de bailarina como poucas obras fazem, detalhando seu dia a dia, treinos e aspiraçþes. “Geralmente eu passava horas e horas trancada no sĂłtĂŁo,

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Ĺƒ$*DURWDGDV6DSDWLOKDV%UDQFDVĹ„Ă’XPURPDQFHHQFDQWDGRU praticando atĂŠ mal sentir as pernas, repetindo mentalmente centenas de vezes que precisava ser a melhor para aproveitar ao mĂĄximo os anos que teria para me dedicar Ă dança. Queria receber todo tipo de trabalho, ser a persona-

gem principal das peças mais clåssicas, me apresentando para enormes plateias nos teatros mais conhecidos do mundo. Tudo isso em pouco menos de 15 anos (...). Eu precisava aperfeiçoar a tÊcnica, o equilíbrio, fortalecer a mus-

culatura e a mente para pegar mais rĂĄpido as coreografias e assim sempre me destacarâ€?. O livro traz a histĂłria de uma jovem bailarina e Daniel, rapaz que tem Esclerose Lateral AmiotrĂłfica, doença degenerativa e sem cura que, apesar de trĂĄgica, ensina Melissa a enxergar o mundo em cores. Obra de Ana Beatriz BrandĂŁo, escritora de apenas 18 anos, “A Garota das Sapatilhas Brancasâ€? emociona ainda mais das que vivem nas pontinhas dos pĂŠs. $XWRULD Viver em um mundo cercado de magia – esse sempre foi o sonho de Ana Beatriz BrandĂŁo. Ela descobriu que era possĂ­vel tornar isso realidade atravĂŠs da leitura quando conheceu “O Pequeno PrĂ­ncipeâ€?, aos cinco anos de idade. Ana vive muitas aventuras todos os dias. Aos 13 anos, descobriu que contar histĂłrias era sua paixĂŁo e desde entĂŁo escreveu diversos livros, entre eles “O Garoto do Cachecol Vermelhoâ€?, “Sombra de Um Anjoâ€? e “Caçadores de Almasâ€?. Seu maior sonho ĂŠ poder continuar contando suas histĂłrias para todos aqueles que, como ela, acreditam que os livros sĂŁo a melhor forma de tocar o coração das pessoas e mudar suas vidas. Serviço “A Garota das Sapatilhas Brancasâ€? de Ana Beatiz BrandĂŁo. Formato: 16x23. NĂşmero de pĂĄginas: 182. Preço Sugerido: R$ 29,90

“Bia na Europaâ€? traz semelhanças com o Brasil A protagonista vai morar na ,WĂ€OLDFRPDPĂ‚HFRQKHFH (VSDQKDH3RUWXJDO É muito comum, especialmente para as crianças, achar que a Europa ĂŠ um continente longĂ­nquo do nosso. PorĂŠm, muitas delas nĂŁo percebem que os brasileiros possuem traços culturais herdados dos europeus durante o processo de colonização do paĂ­s. Em “Bia na Europaâ€?, que ganhou nova edição pela Editora

Moderna, o leitor viajarå com a personagem para Portugal, Espanha e Itålia, e descobrirå algumas curiosas semelhanças com o Brasil. No enredo, escrito por Ricardo Dreguer, a mãe da personagem Ê diplomata e ficarå um ano a trabalho na Itålia. Por isso, as duas aproveitam a oportunidade para conhecer outros países da Europa. Esse Ê o ponto de partida para o leitor conhecer diversas particularidades da vida dos habitantes dessas localidades, e tambÊm descobrir

muitos traços da origem da nossa vida cultural, como a alimentação, a língua, religiosidade, as festas e tradiçþes. Em Portugal, a garota fica encantada com os pontos turísticos, a gastronomia e a fÊ dos promesseiros em Fåtima. Na Espanha, a menina descobre palåcios, praças e museus. Na Itålia, Bia faz uma viagem no tempo ao conhecer o Coliseu e a cidade de PompÊia, se diverte com o carnaval em Veneza e nota diferenças com a nossa festa brasileira.

Obra da Editora Moderna transporta para a PrĂŠ-histĂłria

Almanaque explora o universo dos dinossauros /LYURWUD]DRVSHTXHQRV FXULRVLGDGHVGHVVHV gigantes prĂŠ-histĂłricos As crianças sĂŁo muito curiosas e por isso um desafio ĂŠ sempre bem-vindo. Se ele reunir animais gigantescos que nĂŁo existem hĂĄ milhĂľes de anos e um mundo totalmente diferente do que se conhece hoje ĂŠ melhor ainda, pois permite que a imaginação role solta. É exatamente essa a proposta do “Almanaque dos Dinossaurosâ€?, nova obra da Editora Moderna, de Luiz Eduardo Anelli e Celina BodenmĂźller, com ilustraçþes de Julio Lacerda, Marcos de Mello, Pietro Antognioni e Thomas Hardtmann. Repleto de ilustraçþes e com vocabulĂĄrio descomplicado, caracterĂ­sticas dos almanaques, o livro transporta os leitores para a PrĂŠ-histĂłria, onde poderĂŁo descobrir as curiosidades e

os locais onde os dinossauros foram encontrados no Brasil e em outras partes do mundo. AlĂŠm disso, para consulta, o tĂ­tulo traz um guia com as espĂŠcies jĂĄ descobertas, seus mitos, e os recordes que foram quebrados por esses animais. A aventura fica muito mais legal com as atividades propostas durante a leitura do livro, isso porque os pequenos terĂŁo a chance de aprender a montar um fĂłssil, construir uma cratera, entre outros. E para quem quer se aprofundar nessa ĂĄrea, o paleontĂłlogo e professor de paleontologia Luiz Anelli, autor do livro, traz o que ĂŠ necessĂĄrio para instigar as crianças a se tornarem especialistas em dinossauros, alĂŠm de uma lista com os principais materiais utilizados por esses profissionais. Serviço “Almanaque dos Dinossaurosâ€? de Luiz Eduardo Anelli e Celina BodenmĂźller. Preço Sugerido: R$ 46

DIVULGAĂ‡ĂƒO

Ao voltar para o Brasil, a jovem conta na sala de aula suas experiĂŞncias em cada paĂ­s do qual visitou e percebe o quanto o seu conhecimento de mundo foi ampliado. A novidade reformulada chega para incrementar a bem-sucedida “Coleção Viagens da Biaâ€?, que inclui os voPYQIW&MERElÂťJVMGE&MERE ÂťWMEzrXEQFÂŚQNĂ–VIJSVQYPEdos –, e o lançamento “Bia na AmĂŠricaâ€?, nos quais a protagonista conhece muitas das influĂŞncias que outros paĂ­ses trouxeram para o Brasil. 0Ă‚HGDSHUVRQDJHPĂ’GLSORPDWDHÄ&#x;FDUĂ€XPDQRDWUDEDOKR


Dourados, segunda-feira 29.1.2018 O PROGRESSO

“O coração ĂŠ uma riqueza que nĂŁo se vende nem se compra. Presenteia-se.â€?

COLUNA DA ADILES Adi Adiles do Amaral Torres adiles@progresso.com.br

Gustave Flaubert

POSSE DE NOVOS CONSELHEIROS DO CRO-MS

O CRO-MS (Conselho Regional de Odontologia de MS) realizou na sexta-feira (19) a solenidade de posse dos conselheiros para o biênio 2017/2019, tendo como presidente JosÊ Wilson Capdeville. O evento realizado no auditório do Conselho, em Campo Grande, contou com a presença de cirurgiþes-dentistas e de diversas autoridades, alÊm de familiares. ParabÊns!

Presidente Dr. JosĂŠ Wilson

Dra. Silvânia (conselheira), dra. Cristinne (secr. adjunta de saúde do MS), dr. JosÊ Wilson (presidente do CRO-MS), dra. Marcia Malacrida (coord. de saúde Bucal do MS) e dra. Nara Rejane (UFMS)

Novos conselheiros: Dr. Norberto Fabri, dra. Tânia Chaves, dra. Maisa Okama, dr. Dirceu Migueis, dr. Ito, dr. JosÊ Wilson Bastos, dr. Hamilton dos Santos, dr. Dra. Hori e Dr. Ito Robson Lins, dra. Mariam Kogjaoglanian e dra. Silvânia Silvestre

Dr. Marcos, Dr. Efraim, Dr. Nilson, Dr. Dirceu, Dr. Norberto, Dr. JosĂŠ Wilson Dr. Wagner, Dr. Ito e Dr. Sergio

COMISSĂƒO DE CULTURA E ARTE DA OAB/MS

Dr. Sergio e esposa

GENTE QUE ACONTECE

SimpĂĄtico casal dra. Lori Gressler e Casal de empresĂĄrios Almir e Jaine Zornitta, proprietĂĄrios da Capital Pneus dr. Orlando

No dia 23 de janeiro tomou posse na Comissão de Cultura e Arte da OAB/MS a dra. In- Raquel Machado e Mônica Magalhães Casal Inio Coalho e Aparecida Couto grid Torres como presidente e a dra. Ana Larissa Paiva como vice-presidente. Na foto, Moreira, proprietårias da Valisere, e Coalho, proprietårios do escritório Orteco Contabilidade e Consultoria Ana Larissa Paiva, Ingrid Torres e o presidente da subseção dr. Fernando Duque Estrada Raquel tambÊm Ê prop. da Arezzo

ANOTE Quem anuncia vende mais, pois o que não Ê visto não Ê lembrado. A Coca Cola Ê essa potência porque anuncia muito... E quem experimentou, gostou. VocÊ Ê empresårio e quem anuncia, vende bem. O Progresso quer lhe ajudar! Anuncie aqui. Ligue 3416-2610 ou venha pessoalmente! PARABÉNS AOS ANIVERSARIANTES '(+2-(-$1(, 52- Elvis Caiçara da Silva; Oscar Guimarães Rocha; Maria de Fåtima L. M. Silva; Helena Maria dos Santos; Gledson Bruno B. de Lima; Clarindo Cleber Gimenes; Antônio Bosco Junior; Paulo Delgado; Reginaldo da Silva Canhete; Paulo JosÊ Moura; Silvio de Souza Pereira; Pamela Menezes Correia; Paulo SÊrgio Camilo; Rodrigo Godoy Bento; Eliane Almeida de Santana. MENSAGEM B�BLICA "A mulher såbia constrói o seu lar, mas a que não tem juízo o destrói com as próprias mãos" (ProvÊrbios 31;10)


O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

1

Imóveis

2

Apartamentos

3

CLASSIFICADOS

Veículos e utilitários

4

Veículos importados

5

Motos

6

Diversos

7

Telefones

8

Empregos e oportunidades


CLASSIFICADOS

2

O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

1

80634

Imóveis

CASA FLORIDA I 03 qtos, sala, cozinha, A.serviço, com quintal, Rua: Ozorio N. Siqueira nº48 R$570,00 Tel: 3423-2255 80752

CASA JD COLIBRI Ótima casa c/ 2 qts, sala, coz. planejada, área de serviço, wc social, wc de serviço, garagem. R$ 950,00. Creci 779-J. 3423-2255 ou 99956-6319 Imob. Athenas 80751

KIT 02 QTS Kit. em frente à Marta Campos, 2 qts, sala, coz, área de serviço, wc, garagem. R$ 690,00. Creci 779-J. 3423-2255 ou 99956-6319 Imob. Athenas 80748

KIT 1 QUARTO NOVA Excelentes kits, 01 qto, sala, coz, área de serviço, garagem, nova próximo à Avenida Guaicurus. R$ 450,00. Creci 779-J. 34232255 ou 99956-6319 imob. Athenas 80747

KIT NOVA C/ 2QTS kit c/ 2qts, sala, coz conjugada, wc, área de serviço, garagem, próx. Cantina Mato Grosso R$ 450,00 creci 779-J 3423-2255 ou 99956-6319 Imob. Athenas 75246

KITINET R. Adroaldo Pizzini, 647, 1qt, coz, wc, 99908-0766 80532

KITINET ALTOS INDAIÁ Sala, coz, 02 qtos, cerca eletrica, garagem, portão elet. Tel: 99631-8850 80729

KITINET PRÓX. CENTRO Qt, sala, cozinha, área serviço. R$ 450,00. 991139788 80303

KITINET PRÓX. HU Varias Kit. 02 qtos, sala, coz. estac. Tel:99648-9767 80738

KITINETE PARTICULAR Sala, qto, wc, coz, garagem. 99955-4948 80766

KITNET STO ANDRÉ Barato, livre de água, luz, internet. 99905-4209 80420

PRÓX. ATACADÃO 02 qtos, R$900,00 sala, cozinha. Cel:99921-3737 80749

PRÓXIMO À FIGUEIRA Ótima casa, próx. ao Ponto da Figueira, c/ 2 qts, sala, coz, wc, garagem. R$ 650,00, creci 779-J. 34232255 ou 99956-6319 Imob. Athenas 80750

PRÓXIMO À UNIGRAN Excelente casa, próx. à Unigran, de laje, c/ 2 qts, sala, coz, wc, área de serviço, garagem. R$ 980,00 creci 779-J. 3423-2255 ou 99956-6319 Imob. Athenas 22988

QUARTO FAMILIAR Av.Pres. Vargas nº40. Próx. a Feira, centro. 996401513.

Casa-Venda 80619

BNH-3º PLANO Reformada, R$480 mil Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034

PORTO MADERO

Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034

AV. Marcelino Pires,310 Creci-6862-J Tel: 3421-0034

R$800 mil. Tel:(67)999336060

80628

80629

300m²/339m²/350m², excelentes terrenos. Ac. proposta creci 8954J. 999910912

CASA FINANCIADA

SALÃO COMERCIAL

PQ. Alvorada Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 999711320

AV. Joaquin T. Alves, Creci-2645 Tel: 3421-0034

02 suites, 02 dorm. condições pagamentos, Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320 80406

CASA VL SÃO PEDRO Proximo Posto de saude. 99947-8220 OU 996556399

Fazendas 80241

1.100 HS.15 MILHÕES Pasto prox. á Nioaque-MS. Tel:99971-3855. Creci-2649 80284

2.281 HAS 8.500/HAS

Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034

201 ALQUEIRES PASTO

80758

COND. VIENA Altos do Indaiá, 2 qts, sl, coz, wc, garagem . R$ 95 mil. Aceito carro/moto. 99936-4309 80715

ECOVILLE ALTO PADRÃO Imob. Tuiuiu. Creci 0808J. 3422-0080 ou 99943-0080 60909

EDÍCULA ÁGUA BOA R$ 60mil. 99996-4845/ 99210-5078 80446

ESQUINA CRISTHAIS 02 qtos, sl, coz, mcmv. Tel: 99624-2879 80445

JD. CRISTHAIS II

80273

4 milhões próx. á Aquidauana. 99972-3855 Creci-2649 80240

295 HS PASTO Lavora 17.000 hac. Tel:99971-3855 Creci-2649 77049

37 HECTARES Arrenda-se 37hectares em Itaporã, 99933-6060 80649

500 HECTARES Em Bonito, montada 12 mil hectares. 99933-6060 80717

75 ALQUEIRES Excelente fazenda em Caracol MS. 99817-5770 78829

02 qtos, sl, coz, mcmv R$155.000,00 Tel:996242879

ARRENDA OU VENDE 517 hectares em Por to Murtinho. 99933-6060 79859

80632

JD. GIRASSOL 580 MIL

ARRENDA-SE 250 HEC

R. Iguassu, 1095 esquina Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 999711320

Na BR em Nova Alvorada do Sul. Tel:(67)99914-3316 ou 99933-6060

80587

JD. MÔNACO OPORT. R. Alemanha 555 c/ 2 terrenos Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320 80765

JD. VISTA ALEGRE 4 Peças c/ wc + lavanderia. R: Arapongas, 1.350. 99915-6234 80626

MINHA CASA M. VIDA JD. Pelicano, Creci-6862-J Tel: 3421-0034 80623

PARQUE ALVORADA R. Mohamed Hassan Haj, 1.400. 01 suite closet 02 dorm. emb. Creci-6862-J Tel: 99971-1320 80631

PORTAL C/1.815 TER Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 80764

PQ ALVORADA Rua Reinaldo Bianch 360, 3 suítes, 1 dorm, 1 escritório, todos c/ móveis, coz. planejada, 2 sls, espaço gourmet, complemento, piscina, casa ampla. Imob. Gondim Creci 6862-J 34210034 ou 99971-1320 80612

PQ. ALVORADA 550 MIL Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034. 80625

R. BENJAMIN COST1645 Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 80618

80582

BIOMA CERRADO Reserva legal 1.000 Has. Tel: 99971-3855 80450

REGIÃO MARACAJÚ-MS Oportunidade 1.300 hec. com 1.050 de lavoura culturão 40% á 50% de argila. Pgto: Pouca entrada e restante 4 anos. Arrenda por 1 milhão por ano. Tel: (14)99657-1881 ou (67)99610-4962

80142

80633

95 MIL JD. CRISTHAIS R. Manoel Bandeira. Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99906-6269 80577

AO LADO DA MÃO BRAZ Terra Dourada Creci-6862-J Tel: 99971-1320 80615

AO LADO SAMAMBAIA 20x50 Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 80611

AV. MARCELINO PIRES 20x64 1.280 m², Creci6862-J Tel: 99971-1320

01 ESTÂNCIA 36 HA Montada em Itapora, 15 mil sacas de soja. 99933-6060

Vários tamanhos e localidades. Imob. Tuiuiu, creci 0808J. 3422-0080 ou 99943-0080 80724

PORTO SEGURO 252m², aceito carro como parte pgto, para assumir parcelas. Creci 8954J. 99991-0912 79569

RESID. ESPLANADA Sub esquina 12x25. Tel.99891-5252 80574

SANTA FÉ 60 MESES Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320 80727

SITIÓCA BELA VISTA

BR-163 1.400M² Para Caarapó. Tel:999713855 Creci-2649

SITIOCAS DUAS

80635

ECOVILLE I

80636

Ao lado Greem PQ. Creci-6862-J Tel: 3421-0034

Imobiliaria Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034

IMACULADA 400M²

80579

JARDIM PELICANO Lotes c/ 450m², 65 mil. Creci-6862-J 3421-0034 80576

JD. DAS PALMEIRAS Ao lado do Ecoville Creci-6862-J Tel: 3421-0034 80690

JD. GUAICURUS 12X30 R$ 55 mil. 99978-3487 80733

MONTE CARLO Terreno 12x30, bem localizado, asfalto. 99840-2207

60 meses, Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034 80735

PORTO MADERO Esquina. 99293-0944

80312

TERRENO COMERCIAL Av. Weimar G. Tor r es nº5000- próxima concessionária Jeep. 17,50x40=700 m², preço: R$790 mil. Tel:99137-0524 / 991990646 ou 3422-7379 80479

TERRENO GUAICURUS 12x30 murado R$60.000,00 aceito veiculo. (67)98401-8419 80685

URGENTE TERRENO Murado, Rua Continental inicio JD. Carisma, R$80.000,00 Tel: 999334982 72531

VILA TOSCANA Área comercial 12x30, ac. carro 99121-4616 80593

VIVAL DOS IPÊS Quadra-22, R$20 mil + parcelas. 99626-7178

3

80658

Toyota

Veículos e utilitários

80746

COROLLA 08/09 VERDE Automático, estado de novo. 99972-2427 80743

TOYOTA HILLUX TOP

Chevrolet

Aro 17, prata. 99963-9778 80505

MÔNACO

PQ ALVORADA 02 QTOS

14x36 R$170.000,00 Tel: 98184-2777

Apto próx. Únigran, port. elet. tratar c/ proprietáiro. 99974-6863

Fiat

PRÓX. À UNIGRAN

80707

Apto c/ 2 qts, sala, coz, wc c/ box, área de serviço, garagem.R$ 850,00 . Creci 779-J3423-2255 ou 999566319 Imob. Athenas 80664

PRÓX. UNIGRAN

Apto c/ 2 qts, sala, coz, área de serviço, wc c/ box, garagem. Próx. à escola Delfhos. R$ 500,00 Creci 779-J 3423-2255 ou 99956-6310 Imob. Athenas

Apto-Venda 80578

BRAVA 01/02 COMPLETO Único dono. Tratar 999711525 80704

PALIO 09/10 COMPLETO R$ 18.500,00, prata, 4p. 99655-9983 80726

PALIO WEEKEND ADV 03/03, vermelho, completo. R$ 14.000,00. 999980039

Ford

80613

ED. ILHA GREGAS Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034 80620

ED. SÃO MICHAEL Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034

Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320 80585

EDIFICIO PADOCK Imob. Gondim Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 999711320

dono.

6

80411

Completo. R$20.000,00 Tel: 99933-6060

Utilitários 80537

CAMINHÃO MERCEDES Mercedes Benz, L1218, 3 eixos, ano 1994, boiadeiro, branco. Tel:99931-8600 ou 99860-2171 80705

F250 XLT 2009 CS 1º dono, top, prata. 999990402 80580

FIORINO PICK 1.5 gasolina R$6.800,00 Tel: 99971-3855 80731

MB 1620 2010 CLASSIC 99692-1502 80549

MB 1938 LS Ano 2005 un.dono original. Tel: 99653-7356 80371

VENDE-SE CAMINHÃO Truck 161 8 ano 1995 caçamba Agricula. 999769982

Volksvagem

80734

AFINAÇÃO DE PIANO Afinação, regulagem e conserto de pianos. 992255922 766

AR / ELETRICIDADE Instalações e manutenções e elétrica. Tel. 9136-0018(CLARO) / 98319067(VIVO). C/ Edvaldo. 80589

AR COND E ANTENAS Venda, inst. manut. 999397410 ou 99277-8602 24219

CERCA ELÉTRICA 80761

CONS. CONTEMPLADOS Créd 29.990 Ent 16.400+40x519, Créd 36.000 Ent 21.000+42x504, Créd 91.000 Ent 45.600 + 42x1.580. Site: www.msconsorcios.com.br Fone 99144 4433 ou 99855 7147. 80674

Vendo por metro, e motor de portão, interfone. 99964845. 80740

CERCA ELÉTRICA Instalação, manutenção. 99655-3780 80699

ELETRICISTA Instalações, manutenções e montagem de Padrão. 99943-8856-Rodrigo. 56019

Reliquia R$8.000,00. Telefone para contato 999716931

Erisvaldo. 99699-4974 ou 3424-0386

VENDO APTOS/CASAS

GOL G-4 10/11

INTERFONE

Terrenos e imóveis rurais. Creci 4510. 99672-0801 Dina

4pts, basico, branco, unico dono, baixa km, R$15.500,00. Tel: 996185283

Instalação e manutenção. 99655-3780

4

Instalação e manutenção. 99655-3780

80730

80687

VENDO CASA NOVA 03 quartos, próx. ao Atacadão, nova. Telefone 984052947

Chácaras

80692

ATENÇÃO MEDICOS Rua João C. Camara, 1455 casa c/ 396m², excelente opor tunidade p/ livrar-se do aluguel, unam-se, comprem imóvel próprio p/ clínica. Imob. Gondim Creci 6862-J 3421-0034 ou 99971-1320

80742

80741

MOTOR PARA PORTÃO 80569

Restaurante, frente JBS, R$30 mil. 99957-7881 80753

PROCURO ADVOGADO Para dividir aluguel sala já mibiliada. 99983-3438

CHÁCARA ITAPORÃ

80763

FRETE E MUDANÇA

PONTO COMERCIAL

Veículos importados

Comercial - Venda

CASA ECOVILLE

Preta unico Tel:99971-1696

Novo todo mobiliado Creci-2645-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320

80675

Alto padrão, 03 salas 04 suites. Aceito Imóvel no negocio. Telefone 996060244

80125

FAZER 600 CC 2009

FORD KA PRETO 2012

80627

ED. SÃO SEBASTIÃO

de 2000 á 2002. valor até R$2.500,00 Tel: 999056002

Diversos

AO LADO UNIGRAN Ed. Royal c/ elevador em constr. Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320

80526

COMPRA-SE UMA BIZ

FUSCA 68

05 hectares no asfalto, água casa nova. 999237660

80684

5

Motos

80756

80662

270m², alvenaria, 01 suite, 03 qtos, c/ 02 salas, 1 coz, área p/ festa, 02 garagem, R$430 mil. telefone 999716931

80732

SANDERO 1.6 10/11

SOBRADO PQ. ALVORADA

220m² terreno e 90m² construção, 2qts, 1 suíte, wc social, coz. planejada. R$ 195 mil. creci 8954J. 99991-0912

CASA ALTOS INDAIA

Renault

Compl, bem conser vado. 99840-2207

ÓTIMO APTO C/ 3QTS Apto no centro, 3 qts, sendo suíte, sala, coz, wc, area de serviço, garagem, ótima localização. R$ 1.200,00. Creci 779-J 3423-2255 ou 99956-6319 Imob. athenas

RES. GETULIO VARGAS

80716

R. Humberto de Campos, 1215 c/ elevador, Creci-6862-J Tel: 3421-0034 ou 99971-1320

80754

80755

GIRASSOL 1.800 M² Imob. Gondim Creci-6862-J Tel:3421-0034 ou 999711320

Terreno com piscína, sauna, churrasqueira, 150m² de área construída. Tratar 98471-2800 Marcelo Coutinho

Apto-Aluga

02 qtos com elevador, R. Cider cerzosimo de souza. Tel: 3423-3027.

80616

NOVO PQ. ALVORADA 80650

Apartamentos

PORTO MADERO

Duas bem localizadas c/ ótimo preço, 1000m² cada uma de esquina. 999999980 ou 3421-9888

80581

80575

Sítios

2

80586

EDIFÍCIO PLAZA

80713

55 mil. Tel:99971-3855 Creci-2649

COND. F. GRAMADO

80614

Terrenos 20X50 PROX. EMBRAPA

Próx. Miranda-MS dupla apitidão. 99971-3855 Creci-2649

80723

CANAÃ I

80722

37HA NA GDE DOURADOS

CASA PORTAL 850 MIL

80697

80274

SALÃO COMERCIAL

80621

Casa-Aluga

80630

CASA BNH-II PLANO

80703

TÍTULO CLUBE INDAIÁ Vendo. R$ 2.300,00. 98422-4409

Citroen

80606 80708

C3 BRANCO MEC. Completo. Telefone 999711525

TITULO DO INDAIÁ Titulo Proprietario R$2.500 a vista. 99949-7220 80663

TORNO MECÂNICO Nardini ND:325 carcaceiro 2002. contato: Leandro F. 99979-3440

Outros 80709

FRONTIER 2011/2012 Telefone para contato 99971-1525

80500

VENDE-SE (02) PONTOS De Moto Taxi, parcelo no cartão. Tel: 99912-9472


CLASSIFICADOS

80499

3

O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

1Âş TABELIONATO DE PROTESTO DE TĂ?TULOS DA COMARCA DE DOURADOS

VENDE-SE TROCA Espetaria em fase de acabamento próx. a Unigran ótima localização. Ac. troca. 99912-9472

EDITAL DE INTIMAĂ‡ĂƒO SĂŠrgio Julian Zanella Martinez Caro, TabeliĂŁo de Protesto da Comarca de Dourados - MS, FAZ SABER que se encontram para serem protestados os tĂ­tulos abaixo descritos. Por nĂŁo ter sido possĂ­vel ou cabĂ­vel a intimação pessoal no endereço fornecido pelo Apresentente, intima os devedores abaixo para pagar ou aceitar os tĂ­tulos, sob pena de protesto.

80721

DATA LIMITE PARA PAGAMENTO 01/02/2018

VENDO CONVENIĂŠNCIA

1Âş TABELIONATO DE PROTESTO DA COMARCA DE DOURADOS - MS Av. Weimar G. Torres, 2077 - Centro - Telefones (67) 3422-0334 / (67) 99835-3467 (whatsapp) HorĂĄrio de atendimento: 08h Ă s 11h e das 13h Ă s 17h

Rua Monte Alegre, 5270, esquina. 99904-9240 ou 3428-5644 80501

VENDO FARMĂ CIA Bem localizada. 996853213 80737

VENDO LOJA R$ 40 MIL Utilidades domĂŠstica em geral. PrĂłximo ĂĄ prefeitura. Aceito proposta. 998082722

Animais 80745

FILHOTES DE SHITZU Macho R$ 500,00 e fĂŞmea R$ 550,00 puros. 999044658 80455

FILHOTES POODLE Macho c/ 25 dias. R$350,00. Tel:99959-3860 80739

VACAS LEITE Forrageira, vagĂŁo, plantadeira, metasa 12 linhas, triturador. 99641-8293 80522

VENDE: ROTTWEILER Filhotes c/ Pedigree. Tel: 99997-0187 80365

VENDE-SE 75 GARROTES E 40 novilhas, 01 petiço, 01 potranco 4º de milha. 99933-6060

Implementos AgrĂ­colas 80653

VENDE-SE OU TROCA Por gado, 01 trator CBT 2105 c/ lâmina ano 80 e 1 caminhão 1113 boiadeiro ano 82. Tel: 99933-6060

8

Empregos e oportunidades

O contratante deverå solicitar referências do contratado. FIQUE ATENTO Alguns oportunistas estão ofertando emprego por meio de anúncios nesse espaço, cobrando pelo cadastro e exigindo dados pessoais dos candidatos. Fique atento para os anúncios de oferta de emprego e, na dúvida, procure informação diretamente com o futuro empregador. Não pague por cadastro. Não caia em golpe! 80608

CONTRATA-SE Representante Comercial que jĂĄ esteja trabalha na ĂĄrea Automotiva. caminhĂŁo e maquinas agricula. Ofereço uma o portunidade de Agregar ĂĄ venda de Ă“leo e LubriďŹ cantes p/ Dourados e RegiĂľes, Remuneração, comissĂŁo. Filial Campo Grande-MS. Contato:(67) 99985-0363. 80762

CONTRATA-SE Homens e mulheres para trabalhar em casa de frango. Weimar G.Torres, 870.

80694

80760

CONTRATA-SE

PROCURO TRABALHO

Açougueiro c/ experiência p/ trabalhar em Douradina. Tel. 3421-1098 ou 99609-6944-Nivaldo

Pedreiro, carpinteiro, construçþes, calçadas, pisos e reformas em geral. (67) 99679-1441 Heli

80646

80725

PROCURA COSTUREIRA

QUERO TRABALHAR

E Modelista. De preferĂŞncia que tenha MĂĄquina Industrial e Overlock. Contato via whatsapp (11) 99524-4242

Cozinheira forno e fogĂŁo em empresas, residĂŞncias ou fazenda. 99828-0650

80645

PROCURA COSTUREIRA Com experiĂŞncia em Alfaiataria. Contato: whatsapp-(11) 99524-4242 80768

RES. ESPLANADA 428M² Esquina, próx. a Avenida. 99957-0207 ou 998403737

PROTOCOLO 219.640-24/01/2018 219.708-24/01/2018 219.689-24/01/2018 219.697-24/01/2018 219.720-24/01/2018 219.723-24/01/2018 219.687-24/01/2018 219.701-24/01/2018 219.726-24/01/2018 219.616-24/01/2018 219.609-23/01/2018 219.858-25/01/2018 219.717-24/01/2018 219.718-24/01/2018 219.724-24/01/2018 219.632-24/01/2018 219.805-25/01/2018 219.703-24/01/2018 219.794-25/01/2018 219.722-24/01/2018 219.693-24/01/2018 219.694-24/01/2018 219.721-24/01/2018 219.828-25/01/2018 219.829-25/01/2018 219.725-24/01/2018

DEVEDOR ANDRE MARCOS ALVES DE CAMPOS AUGUSTO PAULO RIBEIRO BATALINE E GOMES LTDA - ME -GLOBAL CARLOS NARITA TELLES CLAUDINEI DE MEDEIROS FERREIRA DOUGLAS ASTOLFI SILVA DOURAPAN COMERCIO DE ALIMENTOS L EUGENIA CEOBANIC DRONOV GILSON GREFF PAVAO GUILHERME MATOS ZANDONA J P ACADEMIA DE MUSCULACAO JONAS OLIVEIRA JOSE MARTINS ARRUDA JOSE MARTINS ARRUDA JULIO CESAR GODOY VEIGA LOHANA ELIAS LUCIANO DA SILVA FONSECA* MARIA APARECIDA DE AGUIAR MARIA PEREIRA PONTES DA SILVA MARIA SANDRA DOS SANTOS MAURO SERGIO DA CUNHA SOUZA MAURO SERGIO DA CUNHA SOUZA MEIRES BERTUNES LUGO NICACIA MANFRE FERREIRA NICACIA MANFRE FERREIRA ZELIA DAMALIAO

O contratante deverĂĄ solicitar referĂŞncias do contratado. ATENĂ‡ĂƒO LEITOR GOLPISTAS estĂŁo postando anĂşncio nesse espaço se oferecendo para trabalhar como diarista ou domĂŠstica e quando sĂŁo contratadas acabam praticando furtos em residĂŞncias ou empresas. Antes de contratar qualquer pessoa por meio de anĂşncio, procure se informar junto Ă PolĂ­cia Civil sobre os antecedentes da pessoa interessada na vaga. O jornal O PROGRESSO nĂŁo tem qualquer responsabilidade sobre o comportamento ĂŠtico das pessoas que anunciam em seu classiďŹ cado. 80759

DOMÉSTICA OU LIMPEZA Em comercio c/ exp. e ref. 99802-2250 80706

FAÇO DIà RIAS E passo roupas. 3425-8547 ou 98453-9989 Maria 80728

PROCURO EMPREGO TÊcnico em agropecuåria + administração de empresa nas 2 åreas, disponível para viagem e horårio, CNH AD. 67-99859-3128 80718

PROCURO TRABALHO 3x semana em apar tamentos , com exp. e ref. 99909-7931 80551

QUERO TRABALHAR Em fazenda exp. motorista, op. de maquinas, Agropecuaria, Ela polivalente, serviços gerais. 99639-7201Leo ou 99846-9876-Leila

DMI / 6003 CS / 0802087 21 2016 8 12 DM / F119610/01 DM / F118957/01 CS / 0802007 91 2015 8 12 DMI / 67599526331 DMI / F119633/01 DMI / CR61847-02 DMI / 1/78546 CBI / 400901461 DMI / 036901 DMI / 0362501 CBI / 400883117 DMI / MENSAL 14 DMI / BALOES 01 CS / 0800751 55 2011 8 12

VALOR R$ 2.433,31 116,00 251,65 500,00 15.743,97 604,74 1.647,51 1.072,85 822,20 322,00 600,00 1.199,88 430,00 211,51 3.696,88 580,00 522,94 179,20 940,00 21.438,74 350,00 73,33 13.168,20 765,55 10.000,00 618,42

Ă€ PAGAR R$ 2.602,01 168,60 316,40 583,65 5.153,37 3.704,61 1.775,71 1.201,05 2.349,33 392,15 687,70 8.770,16 489,60 253,56 4.830,28 667,70 610,64 241,33 1.027,70 7.911,09 400,15 105,06 3.723,27 833,25 10.274,25 2.475,45

Dourados - MS,29 de janeiro de 2018

EMISSĂƒO 13/12/2017 19/11/2016 15/12/2017 23/05/2017 15/08/2016 12/01/2018 11/12/2017 08/08/2017 12/01/2018 13/06/2017 16/10/2017 12/01/2018 26/12/2017 11/12/2017 12/01/2018 29/08/2017 26/12/2017 18/12/2017 12/12/2017 23/12/2015 16/11/2017 27/11/2017 09/10/2015 18/11/2016 18/11/2016 12/01/2018

VENCIMENTO 21/12/2017 25/10/2017 12/01/2018 18/01/2018 24/05/2017 06/09/2017 08/01/2018 18/01/2018 29/09/2017 25/12/2017 16/01/2018 18/10/2017 15/01/2018 15/01/2018 04/09/2017 22/01/2018 17/01/2018 13/01/2018 22/12/2017 28/04/2017 20/12/2017 20/12/2017 14/06/2017 25/12/2017 25/12/2017 29/09/2017

MOTIVO Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento Falta de Pagamento

SĂŠrgio Julian Zanella MartĂ­nez Caro TabeliĂŁo de Protesto

80695

QUERO TRABALHAR De Serralheiro ou serviços gerais. Tel: 99907-1614 ou 99661-7466 80736

QUERO TRABALHAR Diarista ou faxineira, com referencias de universitĂĄrios de medicina . 998008958 ou 3428-1970 LĂşcia

CUSTOS UNITĂ RIOS BĂ SICOS DE CONSTRUĂ‡ĂƒO

80354

Procura-se Emprego

NATUREZA/TĂ?TULO DMI / 01/01 DMI / 1688 DMI / 561 DSI / 008 CBI / 12040000173004 CS / 0802221 2016 8 12 DMI 48 / 527001 DSI / 11168871 /6 CS / 0803565 64 2016 8 12 DMI / 0013989/06

MĂŠS: NOVEMBRO ANO: 2017

QUERO TRABALHAR Tecnica em enfermagem cuidadora de idosos e pessoas especiais, interessados ligar p/ Mira 99672-2757 com referĂŞncias 80367

QUERO TRABALHAR ChĂĄcara, sitio ou fazenda de operador de PĂĄ Carregadeira. 99676-2633 ou 99877-3750-Jaime

(NBR 12.721:2006 - CUB 2006)

Os valores abaixo referem-se aos Custos Unitårios Båsicos de Construção (CUB/m²), calculados de acordo com a Lei Fed. nº. 4.591, de NOVEMBRO de 2017. "Estes custos unitårios foram calculados conforme disposto na ABNT NBR 12.721:2006, com base em novos projetos, novos memoriais descritivos e novos critÊrios de orçamentação e, portanto, constituem nova sÊrie histórica de custos unitårios, não comparåveis com a anterior, com a designação de CUB/2006". "Na formação destes custos unitårios båsicos não foram considerados os seguintes itens, que devem ser levados em conta na determinação dos preços por metro quadrado de construção, de acordo com o estabelecido no projeto e especificaçþes correspondentes a cada caso particular: fundaçþes, submuramentos, paredes-diafragma, tirantes, rebaixamento de lençol freåtico; elevador(es); equipamentos e instalaçþes, tais como: fogþes, aquecedores, bombas de recalque, incineração, ar-condicionado, calefação, ventilação e exaustão, outros; playground (quando não classificado como årea construída); obras e serviços complementares; urbanização, recreação (piscinas, campos de esporte), ajardinamento, instalação e regulamentação do condomínio; e outros serviços (que devem ser discriminados no Anexo A - quadro III); impostos, taxas e emolumentos cartoriais, projetos: projetos arquitetônicos, projeto estrutural, projeto de instalação, projetos especiais; remuneração do construtor; remuneração do incorporador."

80686

PROJETOS - PADRĂƒO RESIDENCIAIS

QUERO TRABALHAR Casal procura serviço em sitio ou fazenda exp. c/ trator, carregadeira, gado, cercas, boas ref. Cristiano-99651-2184 ou whats: 99960-0186 80696

PADRĂƒO BAIXO Projeto

R$/m²

5 33 5 3,6

1.124,60 1.049,75 1.000,21 773,82

PADRĂƒO NORMAL

var.% mĂŞs

0,06% 0,04% 0,04% 0,05%

QUERO TRABALHAR Caseira em ChĂĄcara Mulher c/ exp. e ref. polivalente. Tel: Leila-99846-9876 ou 99639-7201. 80698

QUERO TRABALHAR

VARIAĂ‡ĂƒO 0,04% Em 2014 Ult. 12 meses -

Cuidadora de idoso. c/ exp. ref. 99974-9886

QUERO TRABALHAR

R-1 R-8 R-16

1.646,76 1.347,39 1.413,51

0,06% 0,12% 0,06%

100,00% 48,86% 45,81% 5,33%

1.109,36 542,07 508,15 59,14

Despesas Administrativas

PADRĂƒO ALTO

Projeto

R$/m²

var.% mĂŞs

Projeto

R$/m²

var.% mĂŞs

CAL - 8 CSL - 8 CSL - 16

1.306,71 1.106,20 1.476,08

0,02% 0,03% 0,02%

CAL - 8 CSL - 8 CSL - 16

1.406,73 1.213,64 1.615,48

0,04% 0,04% 0,04%

PROJETOS - PADRĂƒO GALPĂƒO INDUSTRIAL (GI) E RESIDĂŠNCIA POPULAR (RP1Q)

80678

Eletricista residencial, instalação e manutenção de ar condicionado. 99699-5185 Ronaldo

0,07% 0,06% 0,04% 0,06%

Material

QUERO TRABALHAR

80757

var.% mĂŞs

1.319,03 1.262,97 1.109,36 1.076,31

CUSTO TOTAL

Diarista ou limpeza em comercio. 99812-4139

QUERO TRABALHAR

R$/m²

R-1 PP-4 R-8 R-16

PADRĂƒO NORMAL

80552

DomÊstica, diarista, acompanhante de idosos e serviços gerais. 98162-9089

Projeto

PROJETOS - PADRĂƒO COMERCIAIS CAL (Comercial Andares Livres) e CSL (Comercial Salas e Lojas)

80509

QUERO TRABALHAR

var.% mĂŞs

MĂŁo de obra (encargos 134,39 %)

Mensal

QUERO TRABALHAR

80556

R$/m²

CUB/M² - R8-N = R$ 1.109,36

Diarista, Ana-99632-1235

De aux. de cozinha, limpeza ou passar roupa p/ familia. reside no Pq. Alvorada. 99658-8799-Rosi

PADRĂƒO ALTO

Projeto

SIGLAS R-1: PP-4: R-8: R-16: PIS:

ResidĂŞncia Unifamiliar PrĂŠdio Popular ResidĂŞncia Multifamiliar ResidĂŞncia Multifamiliar Projeto de Interesse Social

Projeto

R$/m²

var.% mĂŞs

RP1Q GI

1.131,69 607,02

0,05% 0,03% SIGLAS RPQ1: CAL-8: CSL-8: CSL-16: GI:

ResidĂŞncia Popular Comercial Andares Livres Comercial Salas e Lojas Comercial Salas e Lojas GalpĂŁo Industrial

Rua Spipe Calarge, 1479 - Vila Morumbi - CEP: 79051-560 - Campo Grande-MS Telefone: (67) 3387-8884 - Fax: 3387-0909 - E-mail: sindusconms@sindusconms.com.br


CLASSIFICADOS

4

O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018





 '(&5(72081,&,3$/1ž'('(-$1(,52'(  ³',63®( 62%5( $ 5(92*$d­2 325 027,926 5(/(9$17(6'(,17(5(66(3Ò%/,&2(&219(1,Ç1&,$ 2 352&(662 6(/(7,92 3$5$ 3529,0(172 '( 9$*$6 (0 &$5È7(5 7(0325È5,2 '2 48$'52 '( 6(59,'25(6 '2 32'(5 (;(&87,92 081,&,3$/ ( 'È 2875$63529,'Ç1&,$6´

 23UHIHLWR0XQLFLSDOGH&DDUDSy(VWDGRGH0DWR*URVVRGR6XO0iULR9DOpULR QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV TXH OKH VmR FRQIHULGDV SHOR LQFLVR ,9 GR DUWLJRGD/HL2UJkQLFDGRPXQLFtSLR  &216,'(5$1'2 D UHFRPHQGDomR YHUEDO SURIHULGD SHOD 'RXWD 3URPRWRUD GH -XVWLoD GD  3URPRWRULD GH -XVWLoD GD &RPDUFD GH &DDUDSy ± (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO TXH HQWHQGH TXH RV FDUJRV H YDJDV GLVSRQLELOL]DGDV QR SURFHVVR VHOHWLYRSDUDSURYLPHQWRGHYDJDVHPFDUiWHUWHPSRUiULRGRTXDGURGHVHUYLGRUHVGR 3RGHU ([HFXWLYR 0XQLFLSDO VmR SXUDV RX VHMD R VHX SUHHQFKLPHQWR GHYH RFRUUHU PHGLDQWHFRQFXUVRS~EOLFRGHSURYDVRXSURYDVHWtWXORVQRVWHUPRVGD&RQVWLWXLomR )HGHUDO  &216,'(5$1'2 TXH R HQWHQGLPHQWR GRV 7pFQLFRV H $VVHVVRULD GHVWD $GPLQLVWUDomR0XQLFLSDOpSHODDFHLWDomRGDDOXGLGDUHFRPHQGDomRFRPRILWRGHVH HYLWDUSRVVtYHLVWUDQVWRUQRVHHPEDUDoRVPHGLDQWHGHIXWXUDDomRMXGLFLDO  &216,'(5$1'2DYLDELOLGDGHMXUtGLFDGDUHYRJDomRGHDWRVS~EOLFRVSRULQWHUHVVH S~EOLFRVRULJLQDGRVGHIDWRVVXSHUYHQLHQWHV  &216,'(5$1'2 R SULQFtSLR GD DXWRWXWHOD DGPLQLVWUDWLYD IXQGDPHQWDGR QR SRGHUGHYHUGH]HODUSHODOHJDOLGDGHHPRUDOLGDGHGHVHXVDWRVSRGHQGRUHYRJDORV DTXDOTXHUWHPSR  &216,'(5$1'2DLPSUHVFLQGtYHOREVHUYkQFLDGRVSULQFtSLRVEDVLODUHVTXHGHYHP QRUWHDU TXDOTXHU DWR RULXQGR GD $GPLQLVWUDomR 3~EOLFD LQVFXOSLGRV QR DUW  GD &RQVWLWXLomR)HGHUDO  '(&5(7$  $UW ž )LFD 5(92*$'2 in totum SRU UD]}HV GH FRQYHQLrQFLD H RSRUWXQLGDGHRSURFHVVRVHOHWLYR SDUDSURYLPHQWRGHYDJDVHPFDUiWHUWHPSRUiULR GRTXDGURGHVHUYLGRUHVGR3RGHU([HFXWLYR0XQLFLSDOHVWDEHOHFLGRQRV(GLWDLVQž FRPDVDOWHUDo}HVSRVWHULRUHV  $UW ž )LFD LQWLPDGD D HPSUHVD FRQWUDWDGD SDUD D HODERUDomR RUJDQL]DomRHH[HFXomRGRDOXGLGRSURFHVVRVHOHWLYRHPSURFHGHUDGHYROXomRGDV WD[DV GH LQVFULo}HV UHFHELGDV QR SUD]R Pi[LPR H LPSURUURJiYHO GH  GRLV  GLDV ~WHLVDFRQWDUGRUHTXHULPHQWRGRVFDQGLGDWRVLQVFULWRVFRQVWDQWHVGR $QH[RÒQLFRGHVWH'HFUHWR  †ž2VFDQGLGDWRVLQVFULWRVGHYHUmRUHTXHUHURUHVVDUFLPHQWRLQWHJUDO GDWD[DGHLQVFULomRGHDFRUGRFRPRSDJDPHQWRUHDOL]DGRQRSHUtRGRGHLQVFULomR PHGLDQWH SURWRFROR QD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO RX DWUDYpV GR HQGHUHoR HOHWU{QLFR GD HPSUHVD FRQWUDWDGD FRQFXUVRV#VLJPDPVFRPEU PHGLDQWH D DSUHVHQWDomR GR FRPSURYDQWHGHSDJDPHQWRHLQIRUPDomRGHFRQWDFRUUHQWHSDUDRFUpGLWRGRYDORUD VHUUHVVDUFLGR  † ž 2 UHVVDUFLPHQWR SRGHUi VHU UHTXHULGR QR SHUtRGR GH  D   $UW ž )LFD DXWRUL]DGR R 'HSDUWDPHQWR FRPSHWHQWH GHVWD $GPLQLVWUDomR 0XQLFLSDO D SURFHGHU D LQGHQL]DomR GRV FXVWRV GHYLGDPHQWH DSUHVHQWDGRVSHODHPSUHVDFRQWUDWDGD  $UW ž (VWD 'HFUHWR HQWUDUi HP YLJRU QD GDWD GD VXD SXEOLFDomR UHYRJDGDVDVGLVSRVLo}HVHPFRQWUiULR  *DELQHWHGR3UHIHLWR0XQLFLSDOGH&DDUDSy06HPGHMDQHLURGH    0$5,29$/e5,2 3UHIHLWR0XQLFLSDO    -26e&/$8',232d$6&21(*/,$1$ 6HFUHWiULR0XQLFLSDOGH$GPLQLVWUDomRH)LQDQoDV   $1(;2Ò1,&2 5(/$d­2'(,16&5,726±0$*,67e5,2  &$5*2352)(6625$126,1,&,$,6 ž$2ž$12 ±È5($,1'Ë*(1$ ,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172                                    

$'(1,/7262$5(6 $'5,$1$$&267$ $'5,$126(55$12 %$5<6$9$/$*$0$55$ %($75,=7255(6 %5,*,'2(6&2%$5)(51$1'(6 &,/(1(*21d$/9(6 '$,$1(6(55$12 '$1,/29,/+$/9$ '(%25$0$12(/ ('621(6&2%$5 (/,$1(62$5(60$5,16 (9$1'525$0,5(6 )$%,2785,%2 )5$1&,(/(&$9$1+$ *(1,/'25$0,5(6 *,6/$,1($48,12 *5$=,(/,'($/0(,'$)(51$1'(6 ,6$(//(0(6 ,60$(/0$57,16 -$.62152$ -$48(/,1$5$0,5(6 -$48(/,1(48(9('2 -(66,&$'(628=$ -26(/,1$,61$5'(0$548(6 -26(0$5%(1,7(6 -86,1(,$$5$8-252'5,*8(6 .$7(&,/(1(&2/0$13$8/2 .(1,$$1$7$/,$,61$5'(9(521 /$=$529(5$ /($1'52$5$8-20$57,16 /,',$1(*21d$/9(6 0$,',1+2'(628=$ 0$5$/,1(9/,(17( 0$5&,$9,/+$/9$ 0$5,/(,'('$6,/9$

5*66306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*66306 5*6(-86306 &73606 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*66306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 5*6(-86306 &73606 5*6(-86306 &73606 5*66306 5*6(-86306 5*66306 5*6(-86306 5*6(-86306

 1,/621526$62$5(6 5*66306  2/(=,$0$12(/ 5*6(-86306  25,172%(1,7(69(5$ 5*6(-86306  2721,(/5,&$5'2 5*)81$,06  52%(57$6(55$12 &73606  520,/'$0$57,16 5*66306  526,/(1,60(1'(6 5*6(-86306  6$5$%(1,7(69(521 5*6(-86306  6(/0$9(5$ 5*6(-86306  6,5/(,0$12(/ 5*6(-86306  7$,1$5$&$67(/$25,&$5'2 5*6(-86306  9$/',59,/+$/9$ 5*6(-86306  9$1'(5621(63,1'2/$&$9$1+$ 5*6(-86306  =8/(,&$9,/+$/9$ 5*6(-86306  =81,5$%(/2'$6,/9$ 5*6(-86306    &$5*2352)(6625$126,1,&,$,6>ž$2ž$12@±6('('2081,&Ë3,2 ,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172  $3$5(&,'$025(,5$'(628=$ 5*6630606  $5/(,*21&$/9(6 5*66306  %581$3(5(,5$'(0285$*$/9(= 5*66306  &$0,/$021,6<'$6,/9$ 5*66306  &5,67,$1('(628=$&$3(/$5, 5*66306  ',1e,$$3$5(&,'$)(51$1'(66,48(,5$ 5*66306  ('1$&58='265(,6',$6 5*66306  (/,$1($3$5(&,'$'266$1726 5*66363  (/,6$0$'8$57()(55(,5$ 5*66306  )(51$1'$'$6,/9$6$1726 5*66306  )/È9,$0$57,1(6'(2/,9(,5$ 5*66306  +(/2$5,&&,'($/0(,'$/285(,52 &1+  +(9,/<1'$6,/9$+2/6%$&. 5*66306  ,921(526$)(55(,5$0(//2 5*66306  -8/,$1$/(0(66(5(1$ 5*66306  -8/,$1$672%%( 5*66306  -86&,&/(,'(62$5(6'$6,/9$7(55$ 5*66306  /,6,$1(0$5,$*$//(&$1(33(/( 5*66356  /2,6(0$18(//('$6,/9$9(5$ 5*66306  /8&,(1(%$5%26$9,725/,0$ 5*66306  /8&,(1(526$*8,0$5$(6 5*66306  0$5,$$3$5(&,'$'(628=$ 5*66363  0$5,$$3$5(&,'$'266$17260$7726 5*66306

 0$5,&/(5-867$025,/+$  0$57$0$'$/(1$7$9$5(6'(0(1(=(6  0$7+(86+(15,48(*$,2)$723,5(6  1$7È/,$(0$18(/($/'È  1$7$/,$0$57,16*$8',262  18%,$52'5,*8(6'(2/,9(,5$  260$5)(55(,5$'266$1726  52*e5,$3$='266$1726',$6  6+,5/(<12*8(,5$'$6,/9$62$5(6  6,/9,$0$5,$58%,0  6,/9,$5(*,1$'(2/,9(,5$6,/9$  9$/',1(,'('266$172652'5,*8(6  9$1(66$'$1,(/,1(72520(,52  9$1(66$'(6È%$5%26$  9$186,$&267$'$6,/9$)(/,=  9(5$/8&,$'$6,/9$9,(,5$   &$5*2352)(6625$57(6±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 ,16&  $'5,(/(0$&+$'252'5,*8(6  %È5%$5$&$67,/+2'()(1',  &/(<6/$-$5$0,5$1'$  -26,(/,5,%(,52/,0$  -8/,$1$0$548(66,/9$  .$52/,1(52&+$)5(,7$6  .(/<5(*,1$;$9,(5'$6,/9$&$51,(/  6$0$5$-(686)(/,&,2

&1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6635- &73606 5*66306 5*66306 5*66306 &1+ &1+ 5*66306 5*66335 5*6(-86306 5*66306  '2&80(172 5*6(-86306 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*  6(-863 06 5*66306 5*66306 5*66306

 6,021('$6,/9$6$1726  62/$1*('$6,/9$6$1726)5$1&,6&2  7$%,7$2/,9(,5$/(,7(  &$5*2352)(6625&,Ç1&,$6±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  '$,$1$62$5(652/,10$(67È 5*66335  ('0$50$12(/ 5*6(-86306  .(//(11$7$/,&(9,/+$59 5*66306  6(/9,$/(0(6 5*66306    &$5*2352)(6625&,Ç1&,$6±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $/(66213(5(,5$ 5*66306

 -$.(/,1(+2125,2'(2/,9(,5$ 5*66335  /(,/$1(&$5/26'$6,/9$ 5*66306  0$5&,$&$9$/+(,520$57,16 5*66306  6$0$5$*21d$/9(6'266$1726 5*66306  68e/<+(/(1$+$0(67(5 5*6(-86306  9$1(66$&5,67,1$$1'5,$772 5*66363  9,9,$1(3,1+(,52'266$1726 5*66306    &$5*2352)(6625('8&$d­2)Ë6,&$±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $/(;48,621'$6,/9$&(35( 5*66306  $1$6$/(1(6$17266,/9$$1781 5*66306  ('6219,(,5$%$55(72 5*66306  526$/,12*20(6/(,7( 5*66306  9$/'(1,20$57,16%(1,7(6 &1+    &$5*2352)(6625('8&$d­2)Ë6,&$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $&$&,2&2'5,*1$1,181(6 5*66306  $1$3$8/$'8$57( 5*663%$  &$7,$$1'5$'(/23(6 5*66306  '(1,6&$5'262'(2/,9(,5$ 5*66306  ',(*2&267$+2/$1'$ 5*66306  (/,$1(0,&+(/('()5(,7$6 5*66306  ,921(3(5(,5$1(7$'(628=$ 5*66306  -e66,&$/$,1()(51$1'(60$5,1 5*66306  -268e'(6(1$ 5*66306  /($1'52$3$5(&,'2)$/(,526 5*66306  /25(11$7+$,6<52'5,*8(6628=$ &1+  /8&,0(,5(*20(6&81+$ 5*66306  0$(//<'$6,/9$$5&$1-2 &1+  0$7(86$/9(66$172/,1, 5*6(-86306  1$7$/,$6,/9$6$1726 5*6(-86306  3$8/2+(15,48(/(6&$12'(628=$ 5*66306  52'5,*2'$6,/9$$/9(6 5*66306  9,1,&,86/23(6'$&81+$52'5,*8(6 5*6(&&5-  9,1Ë&,863(5(,5$9,(,5$ 5*(6-86306  9,9,$10(1'(6'(628=$ 5*6(-86306 &$5*2352)(6625('8&$d­2,1)$17,/±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$0$57,16 5*6(-86306  $1'5,(/,%(1,7(67255(6 5*66306  $1'5,(/<6$5$7(0(1'(6 &73606  $5/(7(6$5$7( 5*6(-86306  &$66,$2/,9(,5$ 5*6(-86306  (/,$1(526$ 5*6(-86306  ,92/(8&5',2*21&$/9(69$648(6 5*)81$,06  -$48,(/,621'$6,/9$ 5*6(-86306  -$=$1($%(1,7(6 5*6(-86306  -25*(%(1,7(60$57,16 5*6(-86306  /$/,$1('(628=$ 5*6(-86306  0$5,1(,'($9$/2$5$8-2 5*6(-86306  526$92/+$/9$ 5*6(-86306  526,%5$1&$5,%(,52$/0(,'$ 5*6(-86306  7,$1,)(51$1'(6%(1,7(6 5*6(-86306  :$/'(1,/621%(1,7(6 5*6(-86306 &$5*2352)(6625('8&$d­2,1)$17,/±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $1$&$5/$)217(6',$6 5*66306  $1$3$8/$1(9(6%8(12520(52 5*66306  $1'5e,$'$61(9(6)(51$1$'(6 &1+  $1'5(,$',$67255(6'(2/,9(,5$ 5*6(-86306  Æ1*(/$5(*,1$1(59$ 5*66363  &$66,$1$$1'5(6$'8$57('$6,/9$ 5*6(-86306  &$7&,/(1('(628=$*21d$/9(60$1=21, 5*66306  &/(,'(',$6),*8(,5('2 &1+  &/(21,&(0217(,52'$6,/9$ 5*6630606  '(/0,5,'266$1726)5(,7$65(&+( 5*66306  (/,=$%(7+3,1+(,52'$6,/9$3,0(17$ 5*66306  )(51$1'$%2572/$1=$,16$%5$/' 5*66306  )(51$1'$'8$57(&2521(/52&+$ 5*66306  *,6/(1(&%5$/$(63,1'2/$%$5526 5*66306  ,1(86$'(/),0'(628=$ 5*6630606  ,921(/8&,$'21$6&,0(172/,0$ 5*66306  -(66,&$0$<$5$'2&$502)(51$1'(6 &1+  -(66,&$6(59,*1,1,0(1'(6)(1*/(5 &1+  -26,$1(62==,',$6 5*6(-86306  -26,/(1(52%(57$628=$%,632 5*66306  -8&(/,$*219(,$ 5*66306  .$7,$*$0$5526'$)216(&$ 5*66306  /8$1$&,17,$$1721,2 5*66306  /8$1$=$121'266$1726 5*66306  /8&,(1(6,/9$35,02'(2/,9(,5$ 5*6(-86306  0$'$/(1$2/,9(,5$&2(/+2'$6,/9$ 5*66306  0$5&,$1$$48,12,16)5$1$=(9('2 5*66306  0$5,$/8&,/(,'$6,/9$ 5*6(-86306  0$<$5$&5,67,1$$/0(,'$)(51$1'(6 5*66306  1$<$5$.$52/,1(*8=(/2772 5*66306  1,/0$5,7$'(628=$025(12 5*66306  2/,&()(51$1'(6$1721,2 5*66306  5(*,1$'$6,/9$1(72 5*66306  526$1*(/$0$5,6/(,)(51$1'(6'$6,/9$ 5*66306  6$1'5$0$5,$0$7$ 5*66306  6,/9$1$52&+$)5(,7$6 5*66307  6,021('$6,/9$)$5,$'285$'2 5*66306  68e//(1$5$8-2&(5,==$ 5*66306  68(/<'266$1726)(51$1'(6 5*6630606  7$1,$$3$5(&,'$%$7,67$'(628=$ 5*66306  7$7,$1$'(628=$&267$ 5*66335  7+$/,$1(025(,5$0$726 5*66306  7,&,$1(6&+//('(5'(48$'526 &1+  9$/e5,$'$6,/9$*21d$/9(6 5*6(-86306  9$1,/721/8&$6%$5%26$ 5*6(-86306  9(521,&(0(1'21d$ 5*66306  &$5*2352)(6625*(2*5$),$±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  *,/0$5$&267$0$12(/ 5*6(-86306  -(686'(628=$ &1+  0,;(/('$,$1($/0(,'$ 5*66306 &$5*2352)(6625*(2*5$),$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$'8&,$1$'(628=$$558'$ 5*6(-86306  $/(;$1'5(0$57,1(= 5*66306  $1721,2*20(6/(,7( 5*66306  *(6/,$1(6$5$9,(,5$&+$9(6 &1+  */$8&,$52'5,*8(69,(,5$ 5*66306  ,9$1%$55(7235(9(/$72 5*6630606  .$5,(/(3$='266$1726 5*6(-80606  6+,5/(<'$6,/9$0$7,$6 5*66306 &$5*2352)(6625+,67Ï5,$±È5($,1'Ë*(1$ ,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172  $/$,118&&,)(51$1'(6 5*66306

 (/(0,562$5(0$57,16 5*66306 &$5*2352)(6625+,67Ï5,$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $5/,1'2/285(1d2'$6,/9$-81,25 &1+  'e%25$2/,9(,5$'(-(686 5*66306  -2(/'$6,/9$&$0326 5*66306  1,&2/('$8=$.(5*21=$*$ 5*66306  5(1$720$/'21$'2$5&2 &1+  =8/0,5$,=$%(/'(0(/2628=$ 5*6(-86306 &$5*2352)(6625/Ë1*8$(675$1*(,5$>,1*/Ç6@±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  &5,67,$1(-867$025,/+$ 5*66306  -e66,&$$/9(6'$7 5*6(-86306  0$<$5$'21$6&,0(1727$*/,$/(1+$ 5*6(-86306  3$8/$$)21620$17$, 5*66363 &$5*2352)(6625/Ë1*8$0$7(51$>*8$5$1,@±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  (/,=$%(7(%(1,7(69,/+$/9$ 5*6(-86306    &$5*2352)(6625/Ë1*8$32578*8(6$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $/,1(0$5,$'(6$17$1$ 5*66306  $1'5,(/,'(2/,9(,5$52&+$ 5*66363  &$52/,1$0$57,16/23(6 5*66306  &5,67,(1(2/,9(,5$5,%(,52 5*6630606  (1<(63,12/$(6&2%$5 5*66306  (8&,1e,$$57+(0$1'(0(/20(1(*$77, 5*66306  -8&,/(1('8$57(6(*29,$ 5*66306  .5<6/$1(9$6&21&(/26%$5,$1,*857/(5 5*66306  /,/,$1(,1(6:(,5,&+ &1+  /255$,1(5(<(6%,632 5*;66363  0$5,$&(/(67('(2/,9(,5$$1'5$'( 5*0'()06  0$5,$67(/$'$6,/9$0$726 5*6(-86306  125$&,&5,67,$1(0,&+(/%5$8&.6 5*6(-6356  3$75,&,$'266$1726)(55(,5$/23(6 5*66306  7$0,5(6)(55(,5$'266$1726 5*66306 &$5*2352)(66250$7(0È7,&$±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $/(;-Ò1,25'$6,/9$ 5*6(-86306  &$66,/$%$5%26$'(&$59$/+2 &1+  '$1,(/$2/,9(,5$'$6,/9$ 5*6(-86306  (=,48,(/2/,9(,5$ 5*66306  6,//(1(&$9$/+(,5$9(521 5*66306  7$,=$181(6 5*)81$,06 &$5*2352)(66250$7(0È7,&$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $0$1'$3(5(,5$,5,1(8 5*66306  (/,6$0$5,$),1.'(6$/(6 5*66306  e5,&$ &5,67,1$ 3(5(,5$ &$0323,$12 5*66306 )5$1&,6&2

         

*,/%(572'(6$/(6$1'5$'( /$(5&,25,66, 0$5,/'(6'266$17262/,9(,5$ 0$5/,'266$1726 3$75Ë&,$*$%5,(/$'21$6&,0(172 5(*,1$/'2'(628=$ 526$1$%2572/$1=$,16$%5$/' 6$1'5$0$5,$6,77$ 7+,$*232,$1,526$

5*66306 5*66335 5*66306 5*66306 5*66306 &1+ 5*66306 5*66335 5*6(-86306

                                  

%($75,=&$67,/+2'()(1', 5*6(-86306 &+$5/(1(5,%(,52$5$8-2 5*66306 &/$8',1(,$'(3$8/$'266$1726 5*66306 &/(,6215$0,5(6/(0(6 5*66306 ',(*23(521 5*66306 ('1(,$$56(/, 5*66306 ('6219,$1$'266$1726 5*66306 (/,$1($5(9$/25,%$6 5*6(-86306 (/,$63(5(,5$$/9(6 5*66306 (/,(1$,6,/9$'(0(/2 5*66306 (/,721+(15,48(029,2 5*66306 (5,&.6(38/9('$'$)216(&$ 5*;66363 (9$1,5/(0(6 5*66306 )$%,$1$&8%,/+$$1781(6 5*66306 )(51$1'2-26(0285$ 5*66306 )/È9,$'(3$8/$*27$5', 5*66306 *(,(/,6213$8/29(5$ 5*6(-86306 *,/&,$1'52'(2/,9(,5$/23(6 5*66306 */$8&,$$'5,$1$257,=&267$ 5*66363 +$55,6210$5&$5,5,%(,52%$5526 &73606 -$,0($3$5(&,'27$5*$6 5*66306 -(66,&$'(%$5526'875$ 5*66306 -(66,&$'(2/,9(,5$6,/9$ &1+ -268(/(6&$12 5*6(-86306 /(7,&,$'(1,6(',$6&/$86 5*6(-86306 /25(1$3,&2//2/$5$ 5*66306 /25,6/(1(48(9('2 5*6(-86306 /8&$6628=$&+$*$6 5*6630606 0$5&,$/86&2'235$'2 5*6(-86306 0$5&,$1$7,61(72 5*66306 0$5,$,62/,1$%(1,7(6 5*666306 0$5,1$48(9('2 5*6(-86306 0$5,1$/9$9,/+$/9$ 5*66306 0$85,&,20217(,52'(628=$ 5*66306 2'$,5 +(15,48( 52'5,*8(6 ;$9,(5 5*6(-86306 &$%5(,5$ 3$8/$0$5,$%5$*$1d$ &1+ 5$'0,/$0,&$(/$%2785$ 5*66306 5$48(//2&$5,2'(/,0$ 5*66306 5(,1$/'2025(,5$3$,6 5*66306 5,&$5'2$/9$5(1*$$1781(6 5*6(-6306

 5(/$d­2'(,16&5,726±$'0,1,675$7,926  &$5*2$*(17($'0,1,675$7,92±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,(//,'$6,/9$;$9,(5 5*66306  $'5,(//<*2'2<&+$*$6 5*66306  $/$1&$/$6752'266$1726 5*66306  $/(;/8,6.$,%(5 5*66306  $/,1(&5,67,1$'$6,/9$&21&(,d­2 5*66306  $/,6213$/$&,260$57,16 5*66306  $1$3$8/$6$1726'$6,/9$52'5,*8(6 &1+  $1'5­‹,$$558'$0217(,52%(1(7­…2 5*66363  $1(*$%5,(/,%(51$5',126$/'$1+$ 5*6(-863  $57+85085,/2+(,&+(%(5* 5*6(-86306

    

 6,/0$5$3$8/2 5*66306  7$,1$5$3257,/+2'(2/,9(,5$ 5*66306  7$0$5$&$67(/­25,&$5'2 5*66306  9$1,(/,$5$*­2'266$1726 5*66306  9,1,&,86&/$8',12/,0$ 5*6(-86306  9,9,$1()25781$7235$;('( 5*66306  :$*1(5$3$5(&,'20,5$1'$ 5*66307  :(/,1*7210$7(86'$6,/9$ 5*66306 &$5*2$-8'$17('(6(59,d26>)(0,1,12@±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$$/'$-(521,02 5*66306  $'5,$1$ $3$5(&,'$ 3(5(,5$ *20(6 5*66306 0$548(6  $/$1$'$0$6&(12'$6,/9$ 5*66306  $/(66$1'5$'266$17260$/$)$,$ 5*66306  $/(;$1'5,1$02'(672 5*6(-86306  $1$3$8/$6$5$7( 5*6(-86306  $1'5(,$5,&$5'2$&267$ 5*6(-86306  $172/,6%,1$3(5(,5$ 5*66306  %(5(1,&,$9,/+$/9$ 5*6(-86306  %21,)$&,$0$12(/ 5*6(-86306  %5,*,'$62$5(60$57,16 5*66306  &$5/$'$/,$1('(2/,9(,5$)(51$1'(6 5*66306  &$5/$0$57,16'$6,/9$+2/26%$. 5*6(-6306  &(/,1$$/0(,'$*(521,02 5*6(-86306  &+(,/$'8$57( 5*6(-86306  &/$8',1(,$0$548(6$/0(,'$ 5*6(-86306  &/(,'(,61$5'()5(,7$6 5*6(-86306  &/(,',1(,$'(/*$'20(1'(6 5*66306  &5,67,$1(,)5$1)$%,$12 5*66307  &5,67,$1(6$1&+(6 5*6(-86306  (/$,1(*(521,02 5*6(-86306  (/,$1(52'5,*8(6$48,12 5*  (/,=$6$5$7( 5*66306  (81,&('$6,/9$526(12 &73606  (81,&()(51$1'(6'(2/,9(,5$ 5*66306  )$%,(/,$5$8-25,26 5*(;3(','2506  )(51$1'$'$6,/9$021621'$85,$ 5*6630606  )5$1&,/(,'(3$,0 5*6(-86306  *,/=,/(1()(55(,5$'$6,/9$ 5*6(-86306  *5$&,(/()/25(6 5*66306

CONTINUAÇÃO NA PRÓXIMA PÁGINA


ATOS OFICIAIS CONTINUAÇÃO DA PÁGINA ANTERIOR                                      

,1(648,1+21(/$5$1-(,5$ -$.,(/(1)(55(,5$/,0$ -$1(&/$867$%25*$ -$48(/,1(*21&$/9(6 -(1,(/,0$548(6 -(6,6/$,1('8$57(%$55(,52 -(66,&$)216(&$5,%$6 -(66,&$/8&,0$5$$5$8-25,26 -(68,1$$8*8672 -8&,/($/8=,$)/25(1&,$12 -8/,$$3$5(&,'$5,%(,52*8('(6 .(/,5,%(,52*21d$/9(6 /(7,&,$%(1,7(6)(51$1'(6

5*6(-86306 5*6(-86306 5*66306 5*6(-86306 5*66306 5*66306 5*66306 5*((;3(','2506 5*66306 5*66306 5*66306 5*6(-86306 5*  663 06  /,1'5,$1,257,= 5*6(-86306 0$/9,1$6$9$/$5,26 5*6(-86306 0$5$'(628=$0$57,16 5*6(-86306 0$5$/,&($5$8-25,26 5*(;3(','2506 0$5&(/,$1$*20(6'$6,/9$ 5*66306 0$5&,$&5,67,1$&$9$1+$ 5*66306 0$5,$ '2 &$502 3,172 9$/$'$5(6 '$ 5*66306 &58= 0$5,1(,'(5$0,5(6 5*6(-86306 0$5,=$521'21 5*6(-6306 0$548,&,(/(1$6&,0(17272548(77, 5*66363 0$<$5$'266$1726529$=,12 5*6(-86306 1$5&,6$9,/+$/9$ 5*6(-86306 1(/,2&$0326 5*66306 1,/=$)(51$1'(60(/2 5*6(-86306 5(*,1$62$5(6 5*0706 5(1$7$&5,67,1$%,632 5*6(-86306 5(1$7$',$6 5*6(-86306 5,7$'(&$66,$&$9$1+$ 5*66306 526$1$'266$1726&$/$6752 5*66363 526$1*(/$ $3$5(&,'$ &$0326 '( 5*66306 628=$ 526$1*(/$0$548(6 5*6(-86306 526($1$62$5(6$=(9('2 5*66306 526(/,/8=5$026 5*6(-86306 52=(1$,'($*8$<262$5(6 5*66306 6,5/(,%(1,7(69(521 &73606

 62/$1*($&267$ 5*66306  62/(1,9$648()(51$1'(6 5*66306  7$,1$5$021*(/20$57,16&25'2%$6 5*66306  7,7$0$12(/ 5*6(-86306  9$1'$(6&2%$5 5*6(-86306  9$1'$0$726 &1+  9$1,$%(1,7(60$548(6 5*66306  =(1,/'$9,/+$/9$'(628=$ 5*66306  =(12%8$$5$8-20$57,16 5*6(-86306 &$5*2$-8'$17(*(5$/>0$6&8/,12@±È5($,1'Ë*(1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$120$57,16 5*6(-86306  $/(&6210$12(/ 5*66306  $1*(/2181(6 5*6(-86306  $1721,29(5$ 5*66306  %(72+$5$ 5*66306  &/(20$5/(0(6 5*6(-86306  &5(67,12'(628=$ 5*6(-86306  '(-$1,5181(6 5*6(-86306  ',1$/9,2$/0(,'$ 5*6(-86306  (',0$5'(628=$ 5*66306  (',0,/6212&$0326 5*6(-86306  (/,'29,/+$/9$ 5*6(-86306  (=(48,(/7255(69,/+$/9$ 5*6(-86306  *(1(6,2$5$8-252'5,*8(6 5*6(-86306  *(12$5,2)(51$1'(65$026 5*66306  *,/($'(53$,0 5*6(-86306  -$.6210$12(/ 5*66306  -$0,52)5(,7$6'(628=$ 5*6(-86306  -$5,$1-81,25$*8$,-2&(1785,­2 5*6630606  -25*,1+262$5(60$57,16 5*66306  -26(/($1'52/(0(6 5*66306  -8/,1+27255(6 5*66306  -81,1+20$57,1662$5(6 5*6(-86306  /(20$5*21d$/9(6 5*66306  0$5&265,&$5'2$&267$ 5*6(-86306  1259$/,120$57,16)(51$1'(6 5*(;3(','2506  3,20$57,16)(51$1'(6 5*66306  6,/9,20$548(6&$1',2 5*6(-86306  7,$*2&$9$/+(,520$57,16 5*6(-86306  9$*1(50$548(6 5*66306  9$/'(0,50$57,16 5*6(-86306  921,1+2%(1,7(63('52 5*66306 &$5*2$-8'$17(*(5$/>0$6&8/,12@±',675,72'(&5,67$/,1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  (9(562162$5(6'$6,/9$ 5*66306  -2­23$8/2$1721,2'$6,/9$ 5*66306  -2­29,&7256,/9$2/,9(,5$ 5*66306  -26e&$5/26*8,0$5­(6 5*66306  0$5&,2%$55263,5(6 5*66306 &$5*2$-8'$17(*(5$/>0$6&8/,12@±',675,72'(129$$0e5,&$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'$252'5,*8(6'$6,/9$ 5*66306  '$1,(/5,&$5'26,/9$$/0(,'$ 5*66306  '20,&2'$6,/9$52'5,*8(6 5*66306  (9(5721&5,67,$13(5(,5$ 5*66306  )/È9,25$)$(/ 5*66306  -2$252'5,*8(6 5*66306  -8&,0$5)5$1&,6& 5*6630606  /(7,&,$'(025$,6'$0$7$&+5,6&+21 5*66306  /8,6&$5/260$57,1(65,= &1+  0$,.210$;21'$6,/9$ 5*6(-86306  0$7+(865(&2*21d$/9(6'266$1726 5*6(-86306  :$6+,1*721%/$1&25,%(,52 5*66306 &$5*2$-8'$17(*(5$/>0$6&8/,12@±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'(0,5-81,25$8*86726(5$),0 5*66306  $'(0,59,(,5$&$/'(,5$ 5*66306  $*1$/'2'(628=$$1781(6 5*66306  $/$1(1&,62'$6,/9$ 5*66306  $/(;-81,25027$'266$1726&255Ç$ 5*66306  $1721,2&$5/26&25,0'266$1726 5*66306  $1721,2&$5/26'266$1726 5*66306  $1721,20$57,16'(%5,72 5*66306  $5,67,'(6'(/,21%(1,7(6 5*66306  &$5/26+(15,48(/($1'52 5*66306  &(/721*,29$1,'(&$0326&$%5$/ 5*66306  &,&(523(5(,5$%$5%2=$ 5*66306  &/$5,&,2%(5$/'23(5(,5$ 5*66306  &/$8',0,5%27$66,2 5*66335  &/$8',1(,%,6325$026 5*66306  '$1,(/1(72520(,52 5*66306                                       

'$1,/20$726'($5$8-2 &1+ '$1,/26,1+25,1 5*6636& '(2&/(=,2/21*2 5*6(-86306 ',(*2'8$57('$6,/9$ 5*66306 ',(*2+(15,48(5$026'$6,/9$ &1+ '21,=(7(-81,250285$'(&$0326 5*66306 '28*/$6$/9(63(5(,5$ 5*66306 (/,20$50,5$1'$'$6,/9$ 5*663%$ (0(5621)(55(,5$(6&2%$5 &1+ (867$48,2$*8$<2 5*66306 (;3(',72$/0(,'$181(6 5*66306 )$%,$11$*21d$/9(69,(,5$ 5*66306 )$%,25,%(,525$026 5*66306 )$%5,&,2&$1','2'$6,/9$ 5*66306 )$*1(5/(121'(628=$6,/9$ 5*66306 )(51$1'2 $8*8672 '26 6$1726 5*6(-86306 520(52 +(15,48(0$548(6'(628=$ 5*6630* -$&,5'(628=$ 5*66306 -()(5621'$6,/9$6$1&+(6 5*66306 -()(5621/23(6*$5&(77( 5*66306 -(68,12'$&267$%$55(,52 5*66306 -2$2 %$7,67$ '( $1'5$'( &$6752 5*66306 -81,25 -2­20$548(6'$6,/9$ 5*66306 -26(0,*8(/'21$6&,0(172 5*6630606 -26e3$8/2'(2/,9(,5$ &1+ -26(52%(5726$17$1$'266$1726 5*66306 -8$5(,025$,6 5*66306 -Ò1,252/,9(,5$'$6,/9$ &1+ -85$1',5'$6,/9$ 5*66306 /8,6&$5/26$*8$,-2/(6&$12 5*66306 /8,6/23(6 5*66306 /8,=&$5/266$/20$2 5*663 /8,=*8,/+(50(628=$$558'$ 5*66306 /8,=-867255,= 5*66306 0$5&(/,12/23(66$5$7 5*66306 0$5&,2*5$1*, 5*66306 0$5&,26,/9$'(%5,72 5*66363 0$85,&,2'266$1726(63,1'2/$ &1+ 0,&+$(/-$&.6216$/,1$6 5*66306

5

O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

 02,6(6-26('$&267$ 5*66306  1(,53$',/+$'($1'5$'( 5*66306  27$9,2%(172&287,1+2 5*66306  3$8/2+(15,48(',$6%$58662 5*6(-86306  3$8/2+(15,48()/25(1&,21(9(6 5*66306  3$8/2/8*2 5*66306  3$8/252%(572%(=(55$'(25/$1',$ 5*66306  52%(572',$6 5*66306  521$/'2)5$1&,6&29(1,$/*2 5*66306  521,52'5,*8(6$5&( &1+  6(%$67,$2*20(6%$5%26$ 5*66306  6(5*,2',$6'266$1726 5*66306  6,1(6,2-81,256$1&+(6%(=(55$ 5*66306  7+,$*2'$6,/9$0$&+$'2 5*66306  7,$*2$5,(/3(5(= &1+  :(/,721+(15,48(3,1=$1'$6,/9$ &1+  :(1'(5&$5,$*$'$6,/9$ 5*66306  :(6/(<5$026*2'2< 5*66306  =(1,/'2'266$1726 5*66306 &$5*2$548,7(72±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$0$+$//$'5(6&+'2&$502 5*66306  $0$1'$&$9$/&$17(%$55(72 5*6(-86306  $0$1'$'(%$5526),*8(,5('2 5*66306  $1$3$8/$%$5526'()5(,7$6 &1+  $1'(5621/(,7(,/È5,26 5*66306  $1'5e$32/,1È5,2'(3$,9$ 5*&$8%506  $1'5e*/(,'621'$6,/9$ 5*6630606  $11(&$52/,1(*$=2/$&$6(0,52 5*66306  $1721,2(/6216$17$1$'266$1726 5*66306  $5($1(%,7(1&2857$/(*5(77( &1+  &$5,1$*,29$1$&,35,$12&$59$/+2 5*66352  &(=$5$8*8672)$5,$(6,/9$ 5*66306  &/(,7219,(,5$'(628=$ &1+  &5,67,1$0$5,$'$6,/9$ 5*6(-86306  '$11<(/(.$0,//$0$548(6'(2/,9(,5$ 5*66306  '$9,'$&267$7(,;(,5$ 5*66306  '28*/$65,%(,52'266$1726 5*6(-86306  (/$,1(3,1+(,52'$6,/9$ 5*66335  (/,6)(51$1'$+(11 5*66335  (/,6$1*(/$7$*/,$/(1+$ &1+

                                        

'(%25$)(55$='266$1726 '(%25$*$%5,(//,'$6,/&$025(12 '(%25$*(129(9$*$//(&$1(33(/( '(%25$67()$1,6$/(69$/+(-2 '(,',$1$'266$1726 '(1,6$3$5(&,'$/(1,5$'(628=$ '(1,69,/+$/9$520(,52 ',(*25,%(,523(5(,5$'$6,/9$ ',(1,),&$52/,1('$0,(0*20(6 ',5&,/(1($3$5(&,'$0(/(*$ '5,(//<+,1*5,',5,%(,52 (',9$1,$'$6,/9$ (/(1,$*21=È/(= (/,$1()(55(,5$'$&267$ (/,(7('$6,/9$ (/,6$1'5$520(52 (/,6$1*(/$2/,9(,5$'(-(686 (/,6$1*(/$=$&$5,$65,%(,52 (/,=$1*(/$'266$1726 (/,=,$1,9(1$1&,2'$6,/9$ (0,/,/$,$1(7(,;(,5$*$=2/$ e5,&$-(5Ð1,02*289(,$ (81,&()(55(,5$7255(6%(51$5'2 )$%,$1$0,&+(/()(55(,5$ )$%,$126$8&('2 )$%,2'266$1726&$59$/+2 )$%5,&,$$3$5(&,'$'266$1726/8,= )/$9,$526$3(5(,5$ )5$1&,(/$-26e'(628=$ )5$1&,(/('$6,/9$$1'5$'( *$%5,(/$*5(,&(*8('(6 *,6(/(%(1,7(3,172 *,6/(1(),*8(,5('2'$6,/9$ *5$&,(/$*21d$/9(6'265(,6 *5$&,(/('$,$1$&$1(33(/(3$/26&+, *867$92(9$1*(/,67$'(2/,9(,5$ +$'+$66$*21d$/9(6%$7,67$ +(/(1)(51$1'$2/,9(,5$0(1'(6 ,'$/,1$'$)216(&$ ,1Ç66,77$'285$'2 ,6$%(/1$6&,0(1722/,9(,5$

                     

)È%,2%(572/,1, 5*66356 )$*1(59,(,5$'($5$8-2 5*66306 )(/,3(&$5'2622%$ &1+ )(51$1'$&5,67,1$768=8.,2*/,$5, 5*6(6335 */$8&((67(9(=&52,'(5.$51$.,6 5*6(-86306 +(%(57)(/,3(*21d$/9(6%25*(6 5*66306 ,6$%(/$352&Ï3,2)(50,12 5*66306 -$48(1,1(6,/9(5,26,/9$ 5*66306 -(11,)(5&$52/,1()(/,3(7,9,52//, &1+ -(11,)(562$5(62&$0326 5*06 -e66,&$0(1'(6%21$72 5*6(-86306 -+21$7$6'$&267$3$6626 5*66306 -2­2%$7,67$/8,=-81,25 5*66306 -8',%581$*(17,/ 5*66335 -8/,$1$'(/*$'2'(%$5526 5*66306 -81,257(125,20(1'(6 5*66306 /$5,66$3$(6'(/,0$ 5*66306 /(77,&,$%2572/2772'(628=$ 5*66306 /Ë',$+,66$0,6$120,$ 5*6(-86306 /8$1$'(2/,9(,5$6$17$1$ 5*6(-86306 /8&$6&267$'(2/,9(,5$ 5*66335 /8&$6 +(15,48( '8$57( 0$548(6 '$ &1+ 6,/9$ /8,=$8*8672'$6,/9$5$7&29 &1+ /86,$11('($=$0257255(6 5*66306 0$5&(/+,*$6+,1=$72 5*66306 0$5,$/8,=$/,0$'(2/,9(,5$ 5*66306 0$5,$1$085$2.$0$57,1 5*66363 0$<.$5$)$(/$3('5­2025(12 5*66306 0(5,1+(/('$6,/9$&$1'$'2 5*66306 021,&$+(&.62$5(6 &1+ 026(/,7+$,6%$.$/$5&=<. 5*66356 1$7$/,$'$&58=/(,7( 5*66306 1$7+$/,$62$5(6&(5È92/2 5*66363 3Æ0(/$&5,67,1$)/(85,9,/(/$ 5*66306 3$75,&,$7,(0(26$.8 5*66306 32//<$11$0(,5(/(6&25'(,52 5*66306 35,6&,//$'(2/,9(,5$*21d$/9(6 5*66306 5$)$(/$/(,7('(0$726 5*66306 5$,$1$5$/,7$58$527$9$5(6 5*66335 5(*,1$ 0$5,$ '( 2/,9(,5$ 6&$7(1$ '$5*6(-86306

    

,921('$6,/9$ 5*66306 -$1',5$'(0$726$5$Ò-2628=$ 5*66306 -$48(/,1('$6,9$025(,5$ 5*66306 -(11,)(5$/%848(548(%$6726 5*66306 -(66,&$ &$52/<1( 2/,9(,5$ 6$1726 5*66363 $5$Ò-2 -(66,&$6286$'($/0(,'$ 5*66306 -(68(1(/,0$'20,1*8(61$,9(57+ 5*6(-86306 -2$1$'266$172652'5,*8(6 5*66306 -2,&(52'5,*8(6'()5(,7$6 5*6(-86306 -8/,$1$$3$5(&,'$/,0$ 5*66306 .$(/(15,%(,52'$6,/9$ 5*,,06 .$,/$5$,$1(+2125,2'$6,/9$ 5*66306 .$0,//$0,5,$1/23(6'266$1726 5*6(-6306 .$52/,1($48,12'$526$ &1+ .(,/$$3$5(&,'$'266$1726 5*6(-86306 .(/,&5,67,1$9$/,(17(6(*29,$ 5*66306 .(//<%(51$5',1$3(5(,5$*20(6 5*66306 .(/<5,%(,52*$5&,$ 5*66306 /$5,66$'$1,(/$'21$6&,0(172 5*66363 /$5,66$-21&.&52,'(5 5*66306 /$8',&(,$0$548(63(5(,5$0(1'21&$ 5*66306 /($1'5$32572'()5(,7$6 5*3,06 /(,/$'$6,/9$6$03$,2 5*66306 /,/,$1&$5/$%$5%26$5,%(,52 5*66306 /,9,$'$1,(/$',$6 5*66306 /25(1$48$'526'266$17260(1(=(6 5*66306 /8&(/,$02/$52'5,*8(6 &73606 /8&,$1$/(0(6 5*66306 /8&,$1$5,%(,52%$5526 5*66306 /8&,$126&+0,'7 &1+ /8&,/(1(0$5*$5(7('$6,/9$ 5*66306 /8&,/(1(025(,5$ 5*6(-86306 0$,&21(6&$/$17( 5*66306 0$5&,(/,&5,67,1$'(2/,9(,5$ 5*66306 0È5&,27$)$5(8$5e9$/2'8$57( 5*66306 0$5,$$3$5(&,'$'(628=$ 5*66363 0$5,$$3$5(&,'$'8$57( 5*66306 0$5/(1()(55(,5$7255(6 5*66306 0$5/(1(68/,1$025(,5$ 5*66306 0$57$3(5(,5$$/9(6 5*66306

6,/9$

                        

                 

 5,&,(//('(2/,9(,5$)(51$1'(6 5*66306  6,/9,252%(57263$*12//2 5*66352  6,021(/23(6'266$17260$,2/,12 5*66306  67()$1,&5,67,1$*5(66/(5 5*66306  67e)$1235=</(3$ 5*6(-86306  68(/(1&5,67,1$'$6,/9$%$5%26$ &1+  68=$11$75,1'$'($0$'2 5*66306  7+$,(0,/<',2*26$1&+(6 &1+  7+$,1È$/9(6&251$&,21, 5*6(-86306  7+$/,7$'(628=$)(/,; 5*66306  7+$/,7$(/<'285$'2 5*6(-86306  7+,$*2)(55(,5$6$1&+(6 5*66306  7+,$*2+(15,48(%27(/+2&267$ 5*66352  8=,$69,(,5$'$526$ 5*66335  9(586.$<80,$5$6+,52 5*6(-86306  9Ë9,$15(,&+(/ 5*66335  9,9,$1()(,726$'266$1726 5*66306  :$1'$0$,5$081,=$/0(,'$ 5*66306 &$5*2$8;,/,$5'('(6(192/9,0(172,1)$17,/±',675,72'(129$$0e5,&$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $1$0$5,$'$6,/9$%$5526 5*66306  $5,(//('$6,/9$;$9,(5 5*66306  %$5%$5$/$,66$1'29$/ 5*66306  &+5<6/(,1(62%5,1+25,%$6*2',0 5*66306  '(%25$67()$1,6$/(69$/+(-2 5*66306  (',1$3(5(,5$'$&267$ 5*66306  (/(1,5'266$17266,/9$ 5*66306  -26,$1(3(5(,5$'266$1726%,$*, 5*66306  0$<$5$$/%848(548('266$1726 5*66306  5$48(/)5$16&,6&$62$5(6'(2/,9(,5$ 5*66306 &$5*2$8;,/,$5'('(6(192/9,0(172,1)$17,/±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$'$6,/9$0(1'(6 5*6(-86306  $'5,$1(3(5(,5$'$6,/9$628=$ 5*66306  $*8,1$/'$3$,0 5*6630606  $/(;6$1'520$/$)$,$)$*81'(6 &1+  $/,1(*21d$/9(6 5*66306  $0$1'$'$6,/9$0$548(6 5*66306  $0$1'$0$5,$6$17265$026 5*6(-86306  $1$&$5/$)216(&$9$/+(-2 5*6(-86306                                       

$1$&$52/,1(%2*$'2 5*66306 $1$&$52/,1('$6,/9$9,//$/9$ 5*66306 $1$&/$8',$62%5,1+2 5*66306 $1$.(//<$3$5(&,'$=,*$57 5*66306 $1$/$85$)5$1*8(/,'(2/,9(,5$ 5*66307 $1$/8,=$)5$1&,6&2 5*3,06 $1$0$5,$$48,12&255($ 5*6(-86306 $1$3$8/$&2/(77,3(/(*5,12 5*66306 $1$3$8/$(9$1*(/,67$'(2/,9(,5$ 5*6630606 $1$3$8/$526$6,/9$ 5*66306 $1'(562148$'526'266$1726 &1+ $1'5e,$=$1)25/,1 5*66306 $1'5(66$ 5$026 '26 6$1726 5*66306 -867255,= $1'5(66$5,%(,52'266$1726 5*6(-86306 $1'5(=$5$026)(51$1'(6 5*66306 $1(.$52/,1(1$6&,0(1722/,9(,5$ 5*66306 $11(/,$1(9$/(5,2$025,0 5*6(-86306 $85($$3$5(&,'$'(628=$ 5*66306 %($75,=+(//(1'$6,/9$'8$57( 5*66306 %(1,/'$7(,;(,5$%(1,7(6 5*66306 %581$$1781(6)5$1&2 5*66306 %581$3,5(6&$7(/$17(,;(,5$ 5*66306 %5812'(-(686&267$52'5,*8(6 5*6633$ &$0,/$+21Ï5,2'$6,/9$ 5*66306 &$0,/$5,%(,52526$*21&$/9(6 5*66306 &$7(5,1(:,175,&+7+,0 5*66335 &(/,$5$0,5(69$/'(= 5*66306 &e6$5+(&.(63Ë1'2/$ 5*66306 &/$8',1$'(/,0$ 5*66306 &/$8',1(,$'$6,/9$$/(1&$5 &1+ &/(21,&(0217(,52'$6,/9$ 5*6630606 &5,67,$1(&$67,/+20$57,16257,= &1+ &5,67,$1('(2/,9(,5$6,/9$ 5*66306 &5,67,1$'266$1726 5*66307 '$,$1('$6,/9$7267, 5*3,06 '$1,(/($1'5$'(&$6752 5*66306 '$1,(//< 9,=(17,1, '( $/9$5(1*$ '$ 5*66335 6,/9$ '$18=$$66,6&$59$/+2 5*66306 '$<$1($3$5(&,'$(0(5(1&,$12 5*6(-86306

                                  

              

5*66306 5*66306 5*66356 5*66306 5*663 5*66352 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66363 5*66306 5*3,06 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66363 5*66306 5*66306 5*6(-863 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6(6335 &1+ 5*3,06 5*66306 5*66306 5*6-656 5*66306 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306

0$7(86$/9(66$172/,1, 5*6(-86306 0(5/,1'+,(1,)(562/(</23(6 5*6(-86306 0,&+(/(52'5,*8(6'('(86 5*66306 0,/(1$&$9$/&$17,)$5,$'(/,0$ 5*66306 0,/,$16,/9$5(,60$&+$'2 5*66306 1$,$1(0$5$'$6,/9$$57(0$1 5*66306 1$7$/,$6,/9$6$1726 5*6(-86306 2/*$)(55(,5$'(%5,726,/9$ 5*66306 3$0(/$*21d$/9(6%$7,67$ &1+ 3$0(/$3$75,&,$%8(12'266$1726 5*6(-86306 3$2/$&$67,/+2'(628=$ 5*66306 3$75,&,$&$1'$'2&267$ 5*66306 3$8/2+(15,48('()5(,7$6 5*6(-6306 5$)$(/%$5%26$$/(1&$5 5*6630606 5$)$(/$%$5%26$'$6,/9$ 5*6(-86306 5$48(/025$,66,/9$ 5*66306 5$<$1(3$8/$0$57,16&2,1&$ 5*6(-86306 5(1$7$'$6,/9$6$1726 5*66306 5(1$7$)(51$1'(6'$6,/9$ 5*66306 52*e5,$3$='266$1726',$6 5*66306 526$/,1$'266$1726&85,0 5*66363 526$/,1$5$026 5*66306 526$1*(/$)$178&, 5*66335 526(0$5$0$5,/+$ 5*66306 526(0(,5( $3$5(&,'$ '26 6$1726 5*66306 &$51(,52 526(1,/'$$/9(6)(55(,5$ 5*66306 526,0$5'266$1726&$/$6752 5*66306 526,0(,5(*20(6'$6,/9$ 5*66306 526,9$1('$6,/9$ 5*66306 587(3,0(17$025(,5$ 5*6630606 6+,5/(1('266$17265(9,//($80$,$ 5*66306 6,/9$1,$'(628=$9,(,5$ 5*66306 621,$&$0326'(*2'2, 5*6(-86306 621,$'266$1726/,0$ 5*6630606 621,$0$5,$&$67,/+2 5*66306 68(/,%(=(55$&$9$/&$17( 5*66306 68(/,2&$032*20(6%(57,3$*/,$ 5*6630606 68(/,3(5(,5$/,0$ 5*2266306 681,/'$5,48(/0( 5*66306 68=$1$$3$5(&,'$9$/(5,2 &1+

 7$//,$1(*87,(55('266$1726 5*6(-86306  7$7,$1(0$548(6$1'5$'(6 5*66306  7$7,(/(9,(,5$)(51$1'(6 5*66306  9$/',1(,$&$5'(1$6'$6,/9$ 5*66306  9,9,$1(52'5,*8(6$/9(6 5*66306  9,9,$1(7(,;(,5$ 5*66306  :,/=$&$5/$5,%(,526$1726 5*66306 &$5*2$8;,/,$5(06$Ò'(%8&$/±6('('2081,&Ë3,2 ,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172  (/$,1(0$5&,$1$*21d$/9(60$548(6 5*6(-6306  -2,&(3(5(,5$ 5*66306  /8&,0$53$/+$125$7,(5 5*66306  /8&,9$1,$'$6,/9$3(5(,5$ 5*66306  0$5,$1$0$548(63$3, 5*66306  0$5,1(6'(2/,9(,5$%,/,%,2 5*66306  0$5,8=$9$/(5,2)5(67( &1+  32//<$1$'(2/,9(,5$$/0(,'$ 5*66306  5(*,1$'$)216(&$ 5*66306  6,/0$5$'$0$&(12)(55(,5$ 5*6(-86306  6,/9$1$0$5,$'(/,0$'$385,),&$d­2 5*66306  7+$,=($5$*­2'266$1726 5*66306 &$5*2('8&$'2562&,$/±6('('2081,&Ë3,2 ,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172  $'­2&$1'$'2 5*66363  $/(66$1'5$)216(&$'(/,0$ 5*6630606  $/(66$1'5$<$0$02729,(,5$ 5*66306  $/,1('$6,/9$385,),&$d­2 5*66306  $1$$0e/,$*20(6 5*66306  $1$&/$8',$$/9(6$48,12 5*66306  $1$&5,67,1$628=$'$60(5&(6 5*66306  $1'5(025,/+2$5*8(/+2 5*66306  $1'5e,$&$9$1+$'$, 5*66306  $1'5(,$',$67255(6'(2/,9(,5$ 5*6(-86306  $11$0$5,8=$)(51$1'(6'$)217285$ 5*66306  $11(/28,6(-$48,(508=< &1+  $17Ð1,$2&(1<3(5(,5$'$6,/9$ 5*66306  $3$5(&,'$3$5$1+26'$6,/9$ 5*66306  %($75,=9(521,&$%(1,7(60$57,1(6 5*66306  %581$$3$5(&,'$$=(9('2*$<2=2 5*66306  &$52/,1('21È',$6 5*66306  &$52//<1(&$9$1+$5(&$/'( 5*66306

CONTINUAÇÃO NA PRÓXIMA PÁGINA


ATOS OFICIAIS

6

O PROGRESSO

Dourados, segunda-feira 29.1.2018

CONTINUAÇÃO DA PÁGINA ANTERIOR                                       

&$7,$$1'5$'(/23(6 5*66306 &/$8',$'(628=$6$1726 5*66306 '$1,(/('266$1726)(51$1'(6 5*6(-86306 ('1$/9$0$5,$6$17$1$'$6,/9$ 5*66306 (0,/<)/È9,$5$026',$6 5*6(-86306 (81,&(025(,5$'266$1726 5*66306 )$%,$1(0$&,(/ 5*66306 )$%5Ë&,$5,/(11('(6286$6,/9$ 5*66306 )È7,0$$3$5(&,'$/23(6'$6,/9$ 5*663 )(/Ë&,2%25*(652'5,*8(6),/+2 5*66363 )(51$1'$0$5,$3(,;(5 5*66306 )(51$1'$1$7$/,$6$17$1$'($1'5$'( 5*66306 )(51$1'2*20(6)257(6 5*66306 )5$1&,6&$5/$%$&$1(/2 5*0663 *$%5,(/$3(5(,5$-25*( 5*66306 *$%5,(//(6$1$%5($/9(6 5*66306 *(50$1$&È66,$*20(6./(,1 5*6(-86306 -2<&(0$85,12'266$1726 5*66306 .$8(3$&+(52%$/'2 5*66306 .(//(1 (/,=$%(7+ 52'5,*8(6 5*66352 3$5$1*$%$;,672 /$5,66$0$548(6%e5*$02 5*;66363 /(1,7$%(8.+2) 5*66306 /,1'20$55(&2 5*66306 /8$1$6,/9$025$(6 5*66306 /8&,0(,5(*20(6&81+$ 5*66306 0$5&26$/9(648(,52= 5*66306 0$5,$ /8,=$ *21d$/9(6 6,/9$ '26 5*66306 $1-26 1$7$/,$%8(12'265(,6 5*66306 1$7+$/,$/20%$7+20$= 5*6(-86306 1,/721'(628=$0$548(6 5*66306 5(1$7$6$/(6'$&58=*28/$57 5*66363 526$1*(/$)$5,$6'$6,/9$ 5*66306 526$1*(/$720$=(//, 5*66306 6(/0$&5,67,1$/23(63$&+( 5*66306 6+,5/(<'$6,/9$0$7,$6 5*66306 7+$<$1(1(//,('$6,/9$6$1726 5*66306 7+$<6'266$1726)(55(,5$ 5*66306 9$/(5,$&5,67,1$025(,5$ 5*66363 9Æ1,$9,(,5$/23(6 5*6(-86306

 9,/0$)(51$1'(61$.$<$0$ 5*66306  =8/0$5,$,=$%(/'(0(/2628=$ 5*6(-86306  &$5*2 )$&,/,7$'25 '( 2),&,1$ '( &219,9Ç1&,$ '( $57( ( &8/785$ ± 6('( '2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $'5,$1$$5e9$/2)(51$1'(6 5*66306  $/,&(5$021$3(5(= 5*66306  $/,1($5$Ò-2'(628=$ &1+  $/,1('875$&+$3$552 5*66306  $0$1'$%$7,67$&$/'(,5$ 5*66306  $1$&$52/,1(628=$6$1726 5*6(-6306  $1$&/$8',$6,175$ 5*66363  $1$/,$&$52/,1$6$17260$/$)$,$ 5*66306  $1'5(,'20,1*26)216(&$ 5*6(-86306  $1'5(,$'2&$5026,/9$/8*2 5*6(-86306  $1'5(66$5,%(,52'266$1726 5*6(-86306  $1,(//(&$52/,1(0(666,$6 5*6630606  $1,(//,'$6,/9$;$9,(5 5*66306  $5,(//<'$<$1(7(,;(,5$*$=2/$ 5*66306  $7,/$52'5,*8(6'266$1726 5*66306  $85(/,$1$/8*2 &1+  %($75,=&$67,/+2'()(1', 5*6(-86306  %5(1'$%$5%26$$067$/'(16,/9$ 5*66306  %581$&5,67,1$)580,520$11 &1+  &$0,/$'$6,/9$&$%5$/ 5*6(-86306  &$66,$1$$1'5(6$'8$57('$6,/9$ 5*6(-86306  &/$8',$5(*,1$(/(87(5,2 5*66306  &/(86$52%(57'$6,/9$ 5*66306  &5,6/Æ,1(3,5(66$/(6 5*6(-86306  &5,67,$1('$6,/9$6$172635$7(6 5*66306  '$1,(/$$0$5,/+2$48,12 5*6(-86306  ('8$5'2$1721,252'5,*8(6$1'5e 5*66306  (/,=(7('(6286$&2(/+2/23(6 &1+  (5,.$'$6,/9$ 5*66306  (67+(5'(2/,9(,5$6$1726 5*,)35-  (9(57210$57,16$/)2162 5*66306  )(51$1'$$025,058%,0 5*66306  )(51$1'$)5$1=21 5*66307  )(51$1'$5,%(,52'$6,/9$ 5*66306  )5$1&,(/(0$5,1+2'$6,/9$ 5*66306

                                       

)5$1&,(/(5$026'(2/,9(,5$ )5$1&,(//,'$,$1<'$6,/9$ )5$1&,(1(52'5,*8(6'266$1726 *,6(/(52'5,*8(6)$5,$ *,6/$,1('$6,/9$&$59$/+2 *5$&,(/$%$5526%,$*, *5$&,(/$3(5$/7$*21d$/9(6 *8,/+(50('($/0(,'$%,632 *8,/+(50('(%5,72/285(,52 *8,/+(50('265(,6181(6 +(15,48(*$%5,(//23(6'266$1726 ,1*5,'0$7265,%(,52 ,=$%(/$)(51$1'(6$5$8-2 -$1,(//<)(55(,5$'$6,/9$ -$48(/,1('266$1726(63,1'2/$ -(66,&$%25*(6)25781$72 -(66,&$'$6,/9$ -e66,&$*20(6./(,1 -e66,&$/(&,$1('$6,/9$ -2­23('520(1(=(61$6&,0(172 -26(-81,25%$7,67$ -26,(/(0$57,1(652&+$ -8/,$1$%$58662 -8/,$1$'265(,6 -8/,$1$0$548(658),12 -8/,$1('$6,/9$&$59$/+2 .$5(1/(77,&,$1(7$'(628=$ .$5,1$$1'5$'(&255($ .$5/$0,/(1$/285(1&20$&+$'2 .$7,86&,$'266$1726+8(57$ .(,/$'$6,/9$6$9('5$ .Ë66</$'(2/,9(,5$6$1726 /($1'52*$%5,(/'(6$/(6 /(21$1-81,25*$0$55$%$5526 /(7Ë&,$ $3$5(&,'$ 6&+:$57= 0(1'21d$ /(7Ë&,$'(/*$'2'265(,6 /,/,$10$57,16-$5$ /8$1$5$$5$Ò-2%8(12 /8,=$%,632'265(,652'5,*8(6 0$5&(/$%$7,67$0$548(6

 0$5&,(//(%$7,67$'266$1726  0$5,$$3$5(&,'$'$&267$'$6,/9$  0$5,$$3$5(&,'$'266$1726  0$5,$'()$7,0$*$/',12'(2/,9(,5$  0$5,$,=$%(/$5$8-2'$6,/9$  0$5,$1('()5(,7$69,(,5$3(5(,5$  0$5,$1</,0$'($5$8-29$5(,52  0$5,1(7(9$6&21&(/26%(51$5',  0$5,6$'($/9$5(1*$$/9(6%$5%26$  0$5/(1(%$5$7(//,'266$1726  0$<$5$3$',/+$  0,/$,1()(,726$'266$1726  0,5,$1/23(6$1781(6  1È',$5$<$1(0$548(6  1$7$/,$&$0326%580%8(12  1$7$/,$62$5(6025(,5$  1$7,(/,0$&+$'20,5$1'$  3$75,&,$$3$5(&,'$9,&(17,0  3$75,&.$/,6621'8$57(%$55(,52  5$48(/'(628=$0$548(6  5$48(/2/,9(,5$'$6,/9$  5(%(&$2/,9(,5$'$6,/9$  5(*,$1(3('5262/23(6  5(*,1$0$548(6'(0(/2  5(1$7$%26&2/2'$6,/9$  526$1*(/$'$6,/9$*21d$/9(6  526,0(,5($/9(6'$6,/9$  526,0(,5(6,1'2'($/(1&$5  58%,$(/,6('($/0(,'$  587(2/,9(,5$'$6,/9$  6$1'5$$3$5(&,'$'(2/,9(,5$/,0$  6,'1(,$52-$6'8$57(  6,/9(/,%(1,7(60$57,1(6  6,5/(1(*2'2<&+$*$6  62/$1*(/8,6$%$7,67$'21$6&,0(172  68(/,025(,5$'266$1726  7(Ï),/$$0$5,/+$&+$9(6  9$1(66$$3$5(&,'$'(6(1$  :,//,$1'28*/$6$/0(,'$'(3$8/$  :,5/$,1(*/$8&(0$&,(/ &$5*2,163(725'($/8126±È5($,1'Ë*(1$

5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 &1+ 5*6(-86306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6(-86306 5*66307 5*66306 5*66306 &1+ 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6-07 5*66335 &1+ 5*66306 &1+ 5*6630606 5*6(-86306 5*66306 5*6(-86306 &1+ 5*66306 5*6(-86306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 &73606 5*6(-86306 5*66335 5*66306 &1+ 5*66306 5*66306 &1+ 5*66306 5*66363 5*6630606 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6(-86306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*6630606 5*6630606 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66335 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 5*66306 &73606 5*66306 5*66363 &1+

,16& 120('2&$1','$72 '2&80(172  %5$=5,%(,529,/+$/9$ 5*6(-86306  *,/%(5&,2$/&(%,$'(6 5*66306  0$5&,$1(526$'21$6&,0(172 5*66306  7,$*2*21d$/9(6,61$5'( 5*6(-86306 &$5*202725,67$'(75$163257((6&2/$5±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $*8,1$/'2-$5$&2$'5$ &1+  $/,6219,/0$5&2/(7,)$5,$ 5*66306  $5/(7(2/,9(,5$&+$67(/ &1+  &$5/263,172'(2/,9(,5$ 5*66306  (',/6210$5,1025(12 5*66306  )$%,$12$3$5(&,'2,0%5,$1, 5*6630606  )(51$1'2%$7,67$52'5,*8(6 &1+  +2/*(5$/(;$1'5(+(,0%$&+ 5*66306  ,/=$0$&,(/'(2/,9(,5$ 5*66306  -$,5628=$%5,72 5*66306  -26(9,&(17(520(,52 &1+  ./('(56211(5,6'$6,/9$ 5*66306  /8,=5,&$5'29$51,(5 5*66306  /8,=52*(5,29,/+$/9$027$ 5*66306  02$&,5$/9(6025(,5$ 5*66306  52*(5,2'$6,/9$5$026$/9(6 5*66306  58%(16'$6,/9$62%5,1+2 &1+  9$*1(5'(/),0'(628=$ 5*66306  :,//,$19,725,$12'$&267$ 5*3006 &$5*223(5$'25'(0È48,1$63(6$'$6±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  (',9$/'2'$52&+$ &1+  ('6219(5$$/9$5(6 5*66306  )(51$1'25,%(,525$026 &1+  +(5&8/(6$8*8672'$&267$ 5*6630*  -2­2%$7,67$'$6,/9$ 5*66306  -2­2(9$1'52 &1+  -2­23$8/2'20,1*8(60$&+$'2 5*66306 &$5*23('5(,52±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  $1'(5621&$5/263$&+(&2 5*66363  &$5/26$5$8-2'(628=$ 5*6(-86306  &/$8',2)(51$1'(69,'(,5$ 5*66306  '25,9$/0$12(/'$6,/9$ 5*66306  ('(53('52=2&$0326 &1+  -2­2)217$1$ 5*66306  -2(/0$85,&,20$548(6 &1+  -26(6(5*,2$558'$'(025$(6 5*6630606  -26,0$5'266$1726 5*6630606  269$/'23(5(,5$'$6,/9$ 5*66306  5(,1$/'2520(,529$/+(-2 &73606  7+,$*2'($5$8-2*2'2< 5*6(-86306  8(/,7219,/+$/9$3(5(,5$ 5*66306  9$*1(50$;,02'266$1726 5*6(-86306 &$5*27e&1,&2(0(1)(50$*(0±',675,72'(&5,67$/,1$ 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  ,5$&(0$'()$7,0$325722/,9(,5$ 5*66306  -+(66,&$ )(51$1'$ '26 6$1726 5*66306 %2*$'2  -85(0$/(48(*$5&,$'$6,/9$ 5*66306  /8$1$1$,$5$3,5(6%$&$1(/2 5*66306  /8&,0(,5(&12*8(,5$1$6&,0(172 5*66306  0$5,$,1(60$57,160,5$1'$ 5*66306  5$021$$3$5(&,'$/8*2 5*66306  526$1((6&$921,$/9(65$0,52 5*66306  6,(/(0$7,$6'($5$8-2 5*66363  6,/9$1$)(55(,5$'$6,/9$ 5*66306  7$,(11<0$548(=Ï/2'266$1726 5*66306  =,/'$*20(6'266$1726 5*66306 &$5*27e&1,&2(0,02%,/,=$d­225723e',&$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  52%621/8,6'(628=$ &1+ &$5*275$725,67$±6('('2081,&Ë3,2 120('2&$1','$72 '2&80(172 ,16&  (/7215$)$(/&$66(0,52 &1+  )(51$1'2-2(/*$772 5*6(-86306  -26(52%(572'(2/,9(,5$ 5*66306  0$5&(/2&/$867$%25*$ 5*66306  5(,1$/'29(5$'$6,/9$ 5*66306  521,9,/+$/9$ &1+  :$/'25$&<',$6 5*66306 

Edição de 29/janeiro de 2018  
Edição de 29/janeiro de 2018  
Advertisement