Issuu on Google+

ANO 61 Nº 11.389

Dourados/MS

Fundador: Weimar Torres

R$ 2,00

terça-FeIra 3/1 de 2012

Diretora-presidente: Adiles do Amaral Torres

Produção de leite tem novas normas

Balança tem saldo de US$ 29,7 bilhões

As novas normas de controle sanitário e inspeção para a produção de leite, que entraram em vigor no último domingo (1º), têm como finalidade tornar o Brasil um país exportador de produtos laticínios em pouco tempo, já que o governo estima forte crescimento da demanda por leite em todo o mundo. Conforme estudo feito pelo ministério, intitulado Projeções do Agronegócio 2010/112020/2021, a venda do leite brasileiro deverá crescer 50,5%, atingindo 300 milhões de litros. Página 8

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 29,79 bilhões em 2011. O resultado é o maior desde 2007, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior. O saldo foi 47,8% superior ao registrado em 2010. De janeiro a dezembro do ano passado, as exportações somaram US$ 256 bilhões. O valor é 26,8% maior que o registrado no mesmo período de 2010. As importações no período foram recordes, somando US$ 226 bilhões, aumento 24,5% ante o mesmo período do ano anterior. Página 5

a. Frota

Comércio abre temporada de liquidação As principais lojas de eletrodomésticos deverão dar desconto de até 70% O comércio de Dourados abre hoje a temporada de megaliquidações com os tradicionais “saldões” e “queima” de mostruários. As principais varejistas em ramo de eletrodomésticos já anunciam descontos que chegam a 70%. Ontem o comércio esteve fechado devido à compensação dos comerciários que trabalharam no feriado de 20 de dezembro. A previsão é de que as lojas abram hoje, já com o “torra-

Weimar e Joaquim serão revitalizadas

A exemplo da Avenida Marcelino Pires, que foi totalmente revitalizada no final do ano passado, o mesmo será feito com a Weimar Gonçalves Torres e a Joaquim Teixeira Alves, outras duas vias principais do centro de Dourados. O objetivo da prefeitura é melhorar o fluxo de veículos nessas avenidas, onde o trânsito costuma “travar” em determinados horários. A informação é do Departamento de Trânsito da prefeitura, que já está viabilizando um estudo nesse sentido. Com a revitalização, a Marcelino Pires passou a ter três pistas. Dia a Dia 3

UEMS divulga informações de processo seletivo Cidades 1

Prefeita de Fátima do Sul brinda 2012 Cidades 3

Prefeito de Deodápolis comemora obras Cidades 4

Cido Costa

Fonte: INMET - INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA

Tempo parcialmente nublado a nublado com possibilidade de chuvas isoladas do CentroOeste ao Nordeste e CentroSul. Demais áreas, parcialmente nublado. Temperatura: ligeira elevação. Max.: 36°C e Min.: 16°C. Vento direção: W-S,intensidade: fracos/moderados. Em Dourados, parcialmente nublado. Temperatura: ligeira elevação. Max.: 32°C e Min.: 16°C.

Reajuste do mínimo............Página 2

Indicadores.........................Página 6

Caderno A Opinião................. 2 Política............3 a 5 Economia...............6 Brasil.....................7 Rural.....................8 Dia a Dia (incluindo Polícia)............1 a 4

Cidades (incluindo Esporte)..........1 a 4 Classificados......1 a 6

Primeiro douradense de 2012 é indígena

Caderno B Cultura..................1 Variedades......2 e 3 Destaque..............4

Com três quilos e 58 gramas, nasceu às 2h27, no último domingo, o primeiro bebê douradense de 2012. O menino é filho de Soleide Tavares Bispo, de 27 anos, residente na Vila Índio, em Dourados, descendente de indígenas. Pelo segundo ano consecutivo, o primeiro bebê nascido em Dourados é um indígena. Dia a Dia 1

torra” de estoques. Bom para o consumidor, que aproveita os descontos e para o comércio, que vende também o que ficou encalhado desde o início do ano passado. Muitos chegam a dormir nas filas para comprar mais barato. De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Otávio Benites, as promoções são boas oportunidades para comprar produtos de qualidade a preços de fábrica. Dia a Dia 1

Parceria garante Vale Renda R$ 12 milhões tem aumento para asfalto de 6,9% Recursos da ordem de R$ 12.061.524,00, resultado de uma parceria de trabalho entre o deputado federal Geraldo Resende (PMDBMS) e o governador André Puccinelli vão possibilitar pavimentação asfáltica e drenagem em 10 bairros douradenses. Geraldo foi autor da emenda de R$ 10 milhões empenhada na noite de sexta-feira (30), às 19h08, pela Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste. O restante, R$ 2.061.524,00, será a contrapartida do governo do Estado, responsável pela execução das obras. Página 3

O governador André Puccinelli determinou aumento de 6,9% para o programa social Vale-Renda em 2012. O auxílio mensal para as 60 mil famílias sul-mato-grossenses assistidas pelo governo do Estado com esse programa de transferência direta de renda passará de R$ 145 para R$ 155. Decreto a respeito, assinado ontem pelo governador, será publicado na edição de hoje, no Diário Oficial do Estado. Desde a criação do programa, o governador tem mantido o compromisso de reajustes anuais, visando a garantir o poder de compra das famílias contempladas. Dia a Dia 4


2

Opinião Opinião Opinião Opinião

Opinião

P1

Opinião Opinião Opinião Opinião

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

O melhor ano das nossas vidas 010112

Waldir Guerra*

EDITORIal

Reajuste do mínimo O ano de 2012 já começou com o reajuste do salário mínimo, que para os trabalhadores não muda nada em termos de alteração dos padrões de vida. Em vigor desse o dia 1º de janeiro, o valor de R$ 622 corresponderá a R$ 20,73 por dia e o valor pago pela hora de trabalho agora é de R$ 2,83. O salário mínimo é sempre motivo de muita discussão porque ele pode ser analisado de diversos ângulos. Pelo ângulo de quem será obrigado mensalmente a segui-lo como forma de remuneração aos empregados, o ângulo de quem recebe e principalmente os estatais, cujo impacto é de R$ 23,9 bilhões nas contas públicas em 2012. Por outro lado o governo também passou a arrecadar R$ 22,9 bilhões a mais devido ao aumento do consumo causado pelo reajuste. Os R$ 77,00 a mais de reajuste do salário mínimo, pelo menos no ângulo numérico é significante para 48 milhões de pessoas que têm sua renda vinculada ao valor do salário mínimo e, portanto, foram diretamente beneficiadas com o aumento. As discussões sobre o tema salário mínimo chegaram a dominar os noticiários no ano passado, principalmente entre a oposição e o governo sobre a quem caberia a atribuição de reajustá-lo. Mas a regra foi mantida pelo STF (Supremo Tribunal Federal) que, por oito votos a dois, decidiu que permaneceria a regra atual que permite ao governo reajustar o salário mínimo anualmente por meio de decreto. Outro importante reajuste que passou a valer este ano foi o de 14,12% no valor do benefício do seguro-desemprego. Com isso, o valor máximo pago ao trabalhador passa de R$ 1.010,34 para R$ 1.163,76. Tal benefício é pago em, no máximo, cinco parcelas de forma contínua ou alternada. Esse benefício foi incluído na Constituição de 1946, porém, só veio a ser efetivamente concedido a partir 1986, com a aprovação do Decreto-Lei 2.284, de 10 de março daquele ano. Com o advento da Constituição de 1988, o seguro-desemprego passou a integrar o Programa do SeguroDesemprego, criado em 1990, e que tem por objetivo, também, auxiliar o desempregado na busca de um novo emprego, promoven-

do orientação, recolocação e qualificação profissional. A situação dos trabalhadores que recebem um salário mínimo e dos aposentados por este patamar é completamente diferente dos aposentados que recebem mais de um salário mínimo. Estes, veem suas remunerações em decréscimo a cada anúncio de reajuste do mínimo. 2011 foi um ano de muitas queixas nesse sentido já que desde o início do Plano Real, os aposentados que ganham um salário mínimo tiveram um reajuste de 741,2%. Já para os que ganham mais que um mínimo, o aumento ficou em 344,6%, fora o reajuste de 2012. Foram mais de 30 itens vetados pela presidente Dilma Rousseff da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que estabelecia as prioridades de gastos do governo para este ano. Entre eles, o artigo que previa recursos para a política de ganhos reais de aposentadorias e pensões, que seria definida com centrais sindicais e representantes dos aposentados, para frustração da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que defendia aumento real para todas as aposentadorias. Segundo o Ministério da Previdência, o governo paga quase 19 milhões de benefícios no valor de um salário mínimo, e quase 10 milhões acima de um salário. Economistas respeitados no Brasil afirmam, a princípio, que o veto foi bem-vindo porque o controle de gastos ajuda a combater a inflação. Quando se trata de reajuste de mínimo e reajuste de aposentado ou o benefício do seguro-desemprego, o maior consolo ou o consolo que resta é que a economia brasileira, apesar da crise global, continua controlada e deve permanecer assim, segundo a mensagem otimista da presidente Dilma Rousseff dirigida à Nação ontem. A presidente avaliou que 2011 foi um bom ano e que o país está entrando em uma era de prosperidade com planejamento e políticas acertadas, conseguindo proteger a economia, os setores produtivos e, sobretudo, o emprego dos brasileiros. Dilma lembrou que, no ano em que quase todos os países do mundo perderam empregos, o Brasil criou mais de 2 milhões de postos de trabalho, além de registrar crescimento com inflação baixa e juros descendentes, distribuição de renda e diminuição das desigualdades sociais.

Quero mudar de vida! Jonatan Santos de Souza* Quem de nós nunca disse que queria mudar de vida, ter bens melhores, ter tempo e qualidade de vida melhor? o que fizemos para conseguir o que sonhamos, e o que estamos fazendo para realizar estes sonhos? estamos sempre insatisfeitos, sempre querendo mais e reclamando que nada muda, e se tem uma coisa que aprendi, é que se queremos algo diferente, temos que fazer algo diferente. então, para que reclamarmos de nossos salários e do nosso tempo, se continuamos a fazer somente o que nos dá os mesmos resultados? Pense nisso! e quando aprendemos a verdade sobre o que nos leva para os rumos da vida, tomamos conhecimento que tudo o que acontece conosco, só é fruto de algo que fazemos ou deixamos de fazer, nunca tem uma interferência externa. então eu vejo pessoas no

fim do ano, fazendo aquelas simpatias de pular sete ondas, comer sete uvas, colocar cueca dourada, calcinha dourada. só que, quando chega segunda-feira quando acaba o réveillon, elas vão para o mesmo trabalho, convivem com as mesmas pessoas, recebendo o mesmo salário, ou seja, não vão mudar de vida! e os anos passam, até o ponto que chegamos à aposentadoria e ainda não mudamos Nada, não aproveitamos Nada, não fizemos Nada. e então pergunto: Não mudamos de vida por que não agimos, ou por que não nos foi apresentado algo que mudasse a nossa situação? e respondo que com certeza, foi um, ou outro, ou os dois! mas todas foram escolhas diretas nossas. e se ainda estiver dizendo que não foi apresentado a nada que fizesse a diferença e prosperidade para você, deveria ler este jornal diariamente, pois já foram publicados dois artigos meus falando sobre o fantástico mundo do empreendedorismo e do marketing multinível.

o multinível é um negócio que não exige perfil diretamente, não exige classe, não exige experiência ou grau de escolaridade, mas somente uma coisa é fundamental: ter um Grande sonho a Realizar! Você quer mudar de vida? Quer realizar seus sonhos, ter qualidade de vida, e independência financeira? Não vai adiantar ficar fazendo a mesma coisa, isto não vai mudar a sua vida. então caro amigo(a): faça algo mais, e rápido! aqui nós oferecemos a oportunidade da pessoa mudar de vida fazendo alguma coisa, algo diferente, com uma oportunidade de ouro! se você entende isso, você passa a fazer algo diferente, e a ter resultados diferentes. Caso contrário, não adianta cueca e calcinha dourada! *Membro do Conselho Municipal de Juventude, e Empreendedor Polishop. Toda 5ª feira, apresentação da Oportunidade . Tel. 99523318 . e-mail: jsantos_souza@yahoo.com.br.

FeLIZ aNo NoVo – Hoje amanheci com a determinação de fazer com que este ano de 2012 seja o melhor ano da minha vida. aliás, esta não é a primeira vez que faço esta promessa, outros anos já fiz isso e sempre me dei bem. Uma das maneiras para que o ano seja bom é me tornar mais alegre. Não é por nada, não, mas me dei conta há muito tempo que as pessoas quanto mais velhas tendem ser menos alegres. Percebi isso, não em mim, mas em meus amigos. Constatar isso nos outros e chegar ao óbvio que meus momentos de riso já não eram tão constantes foi num estalo. o difícil foi lembrar todo dia e constantemente da promessa feita no primeiro dia do ano. mas descobri que nada melhor para isso do que envolver deus na parada. toda noite o lembro que precisa me ajudar a ser mais alegre no dia seguinte. Nos últimos tempos tenho incluído mais um pedido nas minhas orações da noite: para me tornar mais otimista. tenho insistido tanto com deus que para não me tornar chato demais decidi pedir a intermediação de são Francisco de assis para

alcançar essa graça de ser um otimista. minha confiança em são Francisco vem de longe. Fui batizado com esse nome, então sou homônimo dele e, além disso, na minha infância estudei dois anos em seminário franciscano. assim, ninguém melhor que ele para me ajudar a ser uma pessoa otimista. aliás, foi com a ajuda dele que consegui uma grande graça de deus. Faço isso porque sei, deus gosta muito do jeito humilde de Francisco de assis e sempre o ouve. Por que quero tanto ser mais otimista? Porque preciso acreditar que a presidente dilma conseguirá melhorar a infra-estrutura dos transportes no país. apesar da evidente falta de vontade política nos ministérios – melhor mesmo seria dizer falta de competência – ainda assim, confio nela para parar de vez com obras como o trem-bala, a transposição das águas do Rio são Francisco e se dedique a melhorar o transporte de cargas e pessoas também. as estradas estão um caos, os ônibus um perigo. os aeroportos, então, saturados. Preciso ser mais otimista para acreditar que a presidente vai “chutar o balde” de seus compromissos com Lula e faça uma administração à sua maneira. sei que ela é competente; sei que ela destoa da maioria dos atuais administradores

públicos: despreparados e incompetentes. desejo ser otimista e acreditar que dilma ainda fará uma grande administração. Que vai aproveitar a troca de ministros – coisa que ela já prometeu fazer – e, apesar de ter participado do governo Lula, se afaste do continuísmo daquela administração e crie a sUa administração. Por ser mulher, mãe e avó, ela deve ter mais sentimentos humanos que nós homens e isso a fará pôr em prática um projeto de melhoria no ensino e na educação no Brasil. o país está muito mal nesse setor e nosso futuro depende da educação das nossas crianças hoje. mas somente a graça do otimismo a mim não basta. deus precisa também dar coragem à presidente para que inicie essa nova administração que o país precisa. até aqui, nesse primeiro ano, nada de novo e bom aconteceu. ela própria deve saber disso. se a presidente tiver coragem de sobrepor sua competência às vontades dos atuais políticos que a cercam, então, deus atendeu meu pedido e fará de 2012 o melhor ano na historia do Brasil. *Membro da Academia douradense de Letras; foi vereador, secretário do Estado e deputado federal.

Projeto e teoria da qualidade de vida! “Quem prejulga as coisas antecipadamente no final se decepciona“. José Carlos Cordeiro* te n h o d i t o : seja inteligente, cerquem-se de pessoas que apoiem suas inteligentes idéias e grandes decisões a serem tomadas. em sua vida e no desenvolvimento dos negócios: “evite pessoas que fazem pouco das suas ambições. Pessoas pequenas sempre o fazem, mas as grandiosas o fazem sentir que você também pode se tornar grande”, mark twain. e mais: “Ninguém pode progredir para novos níveis de conscientização, enquanto se mantém atolado, em velhas opiniões, preconceitos, culpas, temores e crenças”. deixe de ser fraca, vazia,cética, vivendo com dúvidas,medo, comodismo, conformismo, indefinição, procrastinando o que tem que ser enfrentado e resolvido.Não aceite isso em você, são alguns dospiores inimigos, gera insegurança e causa a derrota. estabeleça um objetivo desafiador, não deixe que fatores externos impeçam de realizar seu ideal. Nunca aceite empatar ou perder, ganhe e estabeleça.se perder, levante a cabeça, recomece e vá em frente, creia, você pode,é muito melhor do que pensa ser, use a fé, o amor, atitudes positivase faça aCoNteCeR! “todos nós temos potencial para ser um vencedor”. “deus, jamais nos coloca em um lugar (empresa), sem que haja espaço para brilhar e crescer.ou uma pessoa na vida

dela para ser infeliz”, Bíblico. e sim,para conquistar, prosperar, estabelecer e ser feliz. as forças contrárias, pessoas, inveja,e você mesmo é quem impedem de realizar seus sonhos.assim sendo, a melhor forma de se alcançar um resultado é traçar etapas de crescimento para que, degrau a degrau, possa atingir os resultados que espera, traduzindo em miúdos significa conquistar o oBJetIVo. Use uma fé qualitativa,seja uma pessoa e profissional definido, através de um projeto de vida Planejada,metas a curto, médio e longoprazopossa vencer. Isto pode levar você de onde está hoje, para onde planeja estar no futuro. Pode ser que sim ou não. É algo que depende de você. se estiver interessado nos resultados positivos, é o que te levará acordar todos os dias com pick para vencer e ser feliz. o grande, forte, pensa: Vencer ou vencer pra fazer a diferençana vida pessoal, sentimental, familiar, profissional, finananceira e empresarial. Pare de ser mole, reclamar, fugir, tenha ousadia e aja! ter covardia de enfrentar o que tem que enfrentar para serfeliz, é fazer de você o pior ser que existe na face da terra que até deus abomina, Biblico.Resolva os problemas, através da melhor solução e glorifique a deus com sua vitória.“Nem tudo que se enfrenta pode ser modificado. e nada pode ser modificado até que seja enfrentado”. Portanto, não pré-julgue negativamente, continuem acreditando e confiando acima de tudo em deus, em você, em seus objetivos e ideais de vida.

“Lute como os 300 guerreiros de Gideão e não como os 30.000 mil covardes desistentes”, bíblico. segundo revista especializada: “o Brasil produz uma média de 170 milionários por dia”. o objetivo é fazer pensar grande, sair da mediocridade e motivá-lo a se tornar mais um dos próximos milionários. Por que não? Pense em realizar um projeto de vida em 2012, ser um empreendedor, ganhar um milhão de reais ou de dólares. existem duas maneiras básicas de aumentar e melhorar sua qualidade de vida financeira: diminuir suas despesas ou aumentar sua renda. Você tem de duas, uma escolha: Pode não fazer nada ou diante do que apresentei, dar agora mesmo o primeiro passo em direção à sua vitoria, segurança, independência financeira, mudar de vida em todos os sentidos e ser feliz com quem te ama,acredite, retribua, ao invés de ficar duvidando, desacreditando, deus não se agrada disto,ou amanhã, a dor do arrependimento, por não ter feito o que tinha que fazer, aproveitado as oportunidades e não ter realizado seus soNHos.desejo a todos $UCe$$o! Feliz 2012! *Consultor Empresarial, Expertise em Liderança, RH, Ministrante de Treinamentos/ Palestras de desenvolvimento Pessoal, Profissional, Empresarial, Motivacional, Espiritual, é profissional Liberal corretor de Seguros. Tel.: (67)8141-6856. E-mail: jcmscordeiro@hotmail. com - Leia a Bíblia, a fonte da vida.

EXPEDIENTE O PROGRESSO: O MAIS ANTIGO DO ESTADO E DE MAIOR CIRCULAÇÃO EM TODO O INTERIOR

Este jornal expressa sua opinião pelo Editorial. As demais opiniões são de responsabilidade de seus autores. edItoRa JoRNaL o PRoGResso Ltda CGC 03.356.425/0001-26 departamento Comercial, administração, Redação e Parque Gráfico: av. Presidente Vargas, 447 CeP 79804-030 dourados-ms. telefones Redação: (0xx) 67-3416-2600 depto. Comercial: (0xx) 67-3416-2600 depto. assinaturas (dourados): (0xx) 67-3421-2094 Fax: (0xx) 67-3421-1911 Home PaGe: http://www.progresso.com.br e-maIL: progresso@progresso.com.br Representantes: são Paulo: Contato - Rua Joinville, 654 - Fone (0xx) 11-5572-7577 -Fax 55796861; Rio de Janeiro: JC Representações - av. almirante Barroso, 97 - Fone (0xx) 21-3262-7469; Brasília - armazém de Comunicação sCs Q. 1 BL. "K" - ed. denasa 13º andar - sala 1.301 Fone/fax (0XX) 61-3321-3440. em Campo Grande: Departamento Comercial (Elaine e Alexandre) e Redação: Rua 13 de maio, 2118 - telefones (0xx) 67-3325-5343 - Fax 3325-1448

"o PRoGResso" Registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) sob o nº 812285964

ASSINATURAS doURados, INteRIoR e CamPo GRaNde Anual ------------------------------------------ R$ Semestral ------------------------------------- R$ Trimestral ------------------------------------ R$ Bimestral ------------------------------------- R$ Mensal ---------------------------------------- R$ VeNda aVULsa dourados, Interior e Campo Grande do ano do ano anterior

NúmeRos atRasados

240,00 150,00 100,00 70,00 45,00 - R$ 2,00 - R$ 2,00 - R$ 3,00

Este jornal é filiado à:

ABRAJORI - ADJORI - ACOSMS - FEBRACOS


P1

Política Política Política Política

Política

Política Política Política Política

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Parceria de trabalho

Ano eleitoral 2012 chegou, isso significa que o ano eleitoral iniciou e, portanto, é sempre necessário estar atento ao calendário eleitoral aprovado pelo Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 28 de junho do ano passado. À coluna cabe refazer esse alerta importante. As eleições serão realizadas no dia 7 de outubro, em 1º turno, e no dia 28 de outubro, nos municípios onde houver a necessidade de 2º turno (cidades com mais de 200 mil habitantes). O calendário traz as principais datas a serem observadas por eleitores, partidos políticos, candidatos e pela própria Justiça Eleitoral. Em 2012, os eleitores vão eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em mais de 5,5 mil municípios brasileiros. Um ano antes do pleito, no dia 7 de outubro de 2011, todos os partidos que tinham interesse em participar das eleições tiveram que obter registro no TSE. O prazo é o mesmo para os candidatos que pretendem concorrer estarem com sua filiação partidária regularizada, e terem como domicílio eleitoral a circunscrição na qual pretendem disputar mandato eletivo.

Pesquisas eleitorais

A partir do primeiro dia do ano da eleição, os institutos de pesquisa ficam obrigados a registrar seus levantamentos. Também a partir desse dia, a Administração Pública fica proibida de distribuir bens, valores ou benefícios gratuitamente, a não ser em situações excepcionais.

Transferir títulos

Em 9 de maio termina o prazo para que o eleitor possa requerer inscrição eleitoral ou transferência de domicílio. Neste mesmo dia termina o prazo para que o eleitor com deficiência ou com mobilidade reduzida peça transferência para uma seção eleitoral especial.

E as convenções?

As convenções para escolha dos candidatos acontecem entre os dias 10 e 30 de junho. Nesse período, emissoras de rádio e TV estão proibidas de transmitir programas apresentados por candidato escolhido em convenção.

E os registros?

Os registros dos candidatos podem ser feitos, pelos partidos ou coligações, até o dia 5 de julho. No dia seguinte, passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral, como comícios e propaganda na internet (desde que não paga), entre outras formas. Os registros dos candidatos podem ser impugnados até o dia 18 de julho, seja por adversários, partidos políticos, coligações ou pelo Ministério Público.

E os recursos?

No dia 6 de agosto os candidatos devem apresentar à Justiça Eleitoral, para divulgação pela internet, relatório dos recursos recebidos para financiamento da campanha eleitoral: a primeira prestação de contas parcial. A segunda prestação de contas parcial deve ser apresentada por candidatos e partidos políticos até o dia 6 de setembro.

Horário gratuito

A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV começa no dia 21 de agosto, uma terça-feira. A lacração dos programas-fonte, executáveis, arquivos fixos, de assinatura digital e chaves públicas, utilizados nas urnas eletrônicas, acontece até o dia 19 de setembro.

Fim da propaganda?

A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV se encerra no dia 4 de outubro, três dias antes da realização do pleito. Na mesma data se encerra o prazo para propaganda mediante reuniões públicas ou comícios, e também para realização de debates nas rádios e nas TVs. No dia 5, se encerra o prazo para divulgação de propaganda paga em jornal impresso. E no dia 6, acaba o prazo para propaganda mediante altofalantes ou amplificadores de som, bem como para distribuição de material gráfico e promoção de carreatas.

Primeiro turno

O primeiro turno acontece no primeiro domingo de outubro, dia 7. Nos municípios onde houver necessidade de segundo turno, a propaganda eleitoral fica permitida já a partir do dia 8. A propaganda eleitoral gratuita na rádio e na TV, para o segundo turno, pode começar até o dia 13 de outubro e se estende até o dia 26. O segundo turno acontece no último domingo de outubro, dia 28.

Prestações de contas?

No dia 6 de novembro acaba o prazo para partidos e candidatos – exceto os que forem para segundo turno – encaminharem à Justiça Eleitoral as prestações de contas do primeiro. Os candidatos que concorrerem no segundo turno têm até 27 de novembro para prestar contas. A diplomação dos eleitos deve acontecer até o dia 19 de dezembro.

Que frase!

“Nenhum homem é bom o bastante para governar os outros sem seu consentimento”. (Abraham Lincoln)

André e Geraldo garantem R$ 12 milhões para asfalto Recursos vão possibilitar drenagem e pavimentação em vários bairros de Dourados Divulgação

Conjuntura Willams Araújo

Preocupação

André e Geraldo asseguram recursos para obras de pavimentação em Dourados

C

ampo Grande Nacional, na Superintendência - Recursos da ordem de Desenvolvimento do Cende R$ 12.061.524,00, tro-Oeste (Sudeco), órgão resultado de uma par- veiculado a Secretaria de ceria de trabalho entre o depu- Relações Institucionais da Pretado federal Geraldo Resende sidência da República. “Hon(PMDB-MS) e o governador rando nossa participação na André Puccinelli vão possibili- vida pública trabalhamos, até tar pavimentação o último minuto, asfáltica e drenapara, mesmo no Os recursos apagar das luzes gem em 10 bairforam ros douradenses. do ano, contemempenhados Geraldo foi autor plar Dourados da emenda de R$ após diversas e os demais mu10 milhões empenicípios de Mato gestões nhada na noite de Grosso do Sul políticas sexta-feira (30), com o máximo de às 19h08 pela Suinvestimentos”, perintendência de Desenvol- diz Geraldo. vimento do Centro-Oeste. O As obras serão executadas restante, R$ 2.061.524,00 será pela Secretaria de Obras do a contrapartida do governo Estado. “Confio na compedo Estado, responsável pela tência técnica do governador execução das obras. André Puccinelli, que destinou Com os recursos serão pa- uma contrapartida generosa e vimentadas diversas ruas dos fará de tudo para que, ainda em bairros: Altos do Indaiá, Vila 2012, possamos ver as máquiSão Braz, Parque das Nações nas trabalhando em diversas II, residenciais Oliveira I e II, ruas”, relata Resende. Vila Vieira, Vila Industrial, Vila Martins, Vila Santa Catarina e corredor publico. Na garantia desses recursos, o deputado destaca a participação do senador Waldemir Moka (PMDB-MS). “Ele acompanhou todos os encaminhamentos para que nossas articulações se tornassem vitoriosas”, destaca Geraldo. O valor foi alocado como uma das 15 emendas de bancada apresentadas ao Orçamento Geral da União (OGU-2011), quando da sua elaboração, no final de 2010. Geraldo havia realizado inúmeras reuniões nos diversos bairros do município, onde pavimentação asfáltica e drenagem foram identificadas como uma das principais demandas principais, depois da saúde pública. “Apresentamos esta emenda cumprindo compromisso com os moradores, após reuniões que realizamos nos bairros para ouvir as demandas da população”, explica Geraldo Resende, que solicitou ao Executivo estadual em entendimento com a administração municipal, que cadastrasse projetos que beneficiassem as ruas e os bairros priorizados pela população. “Articulamos com a equipe técnica do Governo do Estado para que isso ocorresse com a maior rapidez possível”, salienta. Os recursos foram empenhados depois de diversas gestões políticas do parlamentar no Ministério da Integração

O deputado, que também é médico e já foi secretário Estadual de Saúde, defende essas obras não apenas como infraestrutura que melhora a mobilidade urbana, valoriza residências e fomenta o comércio local, mas também porque “ações como essas favorecem a limpeza e a saúde da população, diminuindo problemas respiratórios e outras doenças”. O deputado fala do assunto com propriedade. “Quando criança, morei em ruas sem asfalto e cansei de amarrar sacolinhas nos pés para não sujar de barro. Ví de perto o sofrimento da minha mãe e das outras donas de casa em manter suas casas limpas tanto na época de seca quanto em dias chuvosos. Hoje, nos últimos dias do ano, posso proporcionar mais esta conquista para os vários bairros da minha querida cidade”, comemora o parlamentar.

André Puccinelli (PMDB) não esconde de ninguém sua preocupação com o processo sucessório em Campo Grande pelo fato de seu partido perder importantes aliados na campanha eleitoral deste ano. Sabe do potencial do deputado federal Edson Giroto, provável candidato do PMDB à sucessão do prefeito Nelsinho Trad (PMDB), mas vê dificuldade na disputa pelo cargo em outubro, como já declarou publicamente.

Limitações

Líderes do PMDB até reconhecem o favoritismo do PMDB no próximo pleito, até porque o partido detém duas importantes ferramentas a seu favor – a prefeitura da Capital e o governo do Estado. No entanto, sabe das limitações de seu pré-candidato e do potencial dos futuros adversários, como o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), que pode tirar votos preciosos de Giroto em outubro.

2º turno (?)

Apesar da vantagem partidária em razão desses fatores, a cúpula peemedebista prevê confronto com seus adversários em um eventual segundo turno na Capital. Daí a chance de atrair para o palanque de Giroto “rebeldes” como Reinaldo Azambuja e como o vereador Athayde Nery (PPS), até porque os dois líderes políticos dificilmente estarão no palanque do deputado federal Vander Loubet, candidato do PT à sucessão de Nelsinho Trad.

Calo seco

Além do mais, o PMDB ainda não sabe se terá chapa puro sangue na campanha deste ano ou se atrai para o palanque de Giroto nomes, como exemplo, do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), que não somaria muito em termos de votos por já pertencer ao grupo de Nelsinho Trad e André Puccinelli, conforme a leitura feita por analistas políticos. Fora o fato de Vander Loubet poder contar ainda com o apoio de Dagoberto Nogueira (PDT) e do ex-suplente de senador Antonio João Hugo Rodrigues (PSD). (E-mail: willams@conjunturaonline.com.br)

Colono – Cumpádri, muita festa no final de ano? Ic, ic, ic... Zé Pinga - ... bebi tantu qui a cabeça só vai desinchá no Carnavá... Ic, ic...


4

Política Política Política Política

Política

Política Política Política Política

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Transportes

Marcelo Miranda é demitido do DNIT A destituição do cargo em comissão atendeu a relatório elaborado por uma comissão disciplinar Divulgação

Informe C Inunda

O leitor Adelfo Manoel da Silva contou ao Informe C que na semana passada, “fui levar uma pessoa para fazer uma consulta no posto de saúde da Seleta. E enquanto aguardava a presença da médica caiu uma chuva muito forte. No referido posto, me parece que tem uma pequena marquise em toda a extensão do prédio. Como existem grandes árvores ao lado, acredito que a calha esteja entupida, pois a água escorria pela parede e entrava toda para dentro, em ambos os lados, inundando o salão”.

Coisa antiga

E prosseguiu o Adelfo da Silva: “como as paredes estão todas descascadas, acredito que o problema é antigo e, além disso, não vi, por parte dos funcionários do referido posto, nenhuma providência relativa ao caso, parecendome que já estão acostumados com o que ocorre. Diante disso, gostaria que alguém da Secretaria de Saúde fosse até aquela unidade para verificar o problema, que parece que é antigo e pelo que observei, precisa de providências urgentes”.

Cícero Faria cicerolfaria@gmail.com

tumor maligno. Para Chávez, há uma estratégia liderada por norte-americanos para minar os líderes latino-americanos.

... pero que las hay, las hay

“É muito difícil explicar, com base na lei das probabilidades, por exemplo, o que tem ocorrido com alguns de nós na América Latina”, disse Chávez, que também está em tratamento médico para combater um câncer na região pélvica. Além dele e Cristina, o ex-presidente Lula faz quimioterapia para curar um câncer na laringe. A presidente Dilma Rousseff e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, foram submetidos a um tratamento para a cura de linfomas.

Águas de março

Ficou para março o mês que o PMDB de Dourados decidirá se lança ou não candidato a prefeito. E se puder, já definindo um nome para

concorrer com Murilo Zauith (PSB). Num encontro entre o governador André Puccinelli, o deputado Geraldo Resende e a vereadora Délia Razuk a decisão foi tomada. Marçal Filho não participou porque estava atrás de recursos federais em Brasilia. O PMDB hoje é aliado do prefeito, douradense, ajudando na reconstrução do município depois do fiasco político chamado Ari Artuzi.

Soy yo

Geraldo é o único nome autocolocado como pré-candidato a Prefeitura. Ele não esconde para ninguém o seu enorme desejo de administrar o segundo maior município do Estado e, por isso, corre atrás de recursos federais para obras importantes na cidade, de olho nos dividendos políticos que elas poderão lhe render na eleição deste ano. Quem executa as obras é a Prefeitura e, aí, haverá um choque de interesses eleitorais, cujo resultado só o futuro dirá.

No creo em brujas...

Depois de prestar solidariedade à presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que iniciará um tratamento de combate a um câncer de tireoide, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse estranhar o fato de cinco chefes de Estado da América do Sul estarem sofrendo do mesmo mal:

Luana Lourenço

B

A correção da tabela do Imposto de Renda Retido na Fonte em 4,5%, abaixo da inflação, começou a valer ontem. A faixa do salário que fica isenta passa para R$ 1.637,11. A alíquota mais alta, de 27,5%, passa a ser aplicada sobre a parcela do salário que supera R$ 4.087,65.

Como a fila anda, ontem a Prefeitura de Dourados retomou o horário normal de atendimento ao contribuinte (das 7 às 11h e das 13 às 17h), pondo fim ao meio período de dezembro. Parece que a fiscalização da PRF nas rodovias federais deu resultado no Estado:

trecho inicial de 62 quilômetros da rodovia. À época, o superintendente considerou as denúncias velhas. Em dezembro, o MPF (Ministério Público Federal) identificou sobrepreço de R$ 216 mil em obras realizadas em três trechos da BR-262, que liga Corumbá, na fronteira com a Bolívia, ao resto do País. Além de Miranda, Guilherme Alcântara de Carvalho foi punido com destituição de cargo em comissão, com base nos mesmos artigos. Já Carlos Roberto Milhorim, engenheiro-chefe do DNIT em Dourados, foi punido com demissão. Ele foi enquadrado nos artigos de valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública; improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional e corrupção.

Empresa deve respeitar limite de doação

Agradeço e retribuo ainda os votos de um bom 2012 de Vanderlei Carneiro/Secretaria de Obras; Walter Kamimura; Helio de Freitas, diretor de Comunicação Social e Imprensa da Prefeitura de Dourados; Café Point; Roberto Djalma Barros; Gilmar Basso-Agrojangada; Adriana Franco - Souza Franco Comunicação; Sérgio Miranda; e Marcelo Fiori.

O Ministério Público Estadual denunciou três vereadores e o prefeito afastado de Alcinópolis, Manoel Nunes da Silva (PR), pelo assassinato de Carlos Antônio Costa Carneiro, então presidente da Câmara. Ele foi executado em Campo Grande, em outubro de 2010.

C

AMPO GRANDE - normas legais e regulamentaO superintendente do res e levar ao conhecimento da DNIT (Departamento autoridade superior as irreguNacional de Infra- laridades de que tiver ciência estrutura de Transportes) em em razão do cargo. Mato Grosso do Sul, Marcelo Em julho, após a queda Miranda Soares, foi demitido do então ministro dos Transdo cargo por decisão do Minis- portes, Alfredo Nascimento, tério dos Transportes. chegou a ser cogitada a saída A exoneração do supe- de Miranda. O DNIT de MS rintendente foi foi alvo de depublicada na edinúncias de irreMarcelo ção de ontem do gularidades. foi indicado Diário Oficial da O TCU (Tripara o cargo bunal de Contas União por meio de Portaria assipelo diretório da União) aponnada pelo ministou problemas regional do tro Paulo Sérgio em obras de rePR Passos. A desticuperação em 50 tuição do cargo quilômetros da em comissão atendeu a re- BR-163: fiscalização ou superlatório elaborado por uma visão deficiente ou omissa nas comissão disciplinar. obras; execução de serviços Indicado para o cargo com qualidade deficiente e pelo diretório regional do PR, projeto executivo deficiente Marcelo Miranda foi enqua- ou desatualizado. drado em dois artigos da lei O mesmo tipo de problesobre deveres dos servidores ma foi apontado nos serviços públicos federais: observar as efetuados na BR-267, num

Campanha

Bate-Rebate

O estacionamento rotativo não funcionou ontem em Dourados. Só faltava fazer a cobrança num dia em que o comércio fechou!

Marcelo Miranda durante encontro com a deputada estadual Dione Hashioka

Ano novo, dívida nova!

não foi registrada morte no final do ano até a noite de domingo. Puccinelli quer levar para o palanque do PMDB este ano o PDS, PP e o PDT. Operações da Polícia Federal flagraram o desvio de R$ 3,2 bilhões de recursos públicos no ano passado, de acordo com a Folha de S. Paulo de ontem. O dinheiro teria alimentado, por exemplo, pagamentos de propina a funcionários públicos, empresários e políticos.

RASÍLIA - Ao julgar na última quarta-feira (28) o caso de um deputado estadual do Acre que, em 2010, recebeu doações expressivas de uma empresa criada no ano da eleição, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Levandowski, entendeu que doações de empresas criadas em ano eleitoral devem respeitar os limites percentuais previstos na legislação. A Lei Eleitoral diz que pessoas jurídicas podem fazer doações a campanhas até o limite de 2% de seu faturamento bruto no ano anterior ao pleito.

Para empresas criadas no ano da eleição, não é possível fazer esse cálculo. Nesse caso, na avaliação de Lewandovski, o limite deve levar em conta o capital social declarado pela empresa. “O fato de a empresa ter sido fundada no ano da eleição, a meu ver, não tem o condão de afastar o regramento geral do dispositivo, qual seja, a proibição de doações ilimitadas às campanhas eleitorais”, argumentou Lewandovski durante o julgamento. No caso julgado no dia 28, o deputado estadual Denílson Segóvia de Araújo recorreu ao TSE de uma sentença do Tribunal Regional Eleitoral do Acre

(TRE-AC) que o condenou à perda de mandato por captação irregular de recursos. Nas Eleições de 2010, Araújo recebeu R$ 50 mil da empresa amazonense MGS Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, criada no mesmo ano. O valor correspondia a 17% do total do capital social declarado pela empresa e a 40% de tudo o que o candidato recebeu durante a campanha. O TSE manteve a cassação do mandato de Araújo. A decisão da última quarta-feira deve abrir precedente para outros julgamentos envolvendo doações de campanha de empresas criadas em anos eleitorais. (Agência Brasil – ABr)


P1

Economia Economia Economia

Economia

Economia Economia Economia

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

5

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Comércio Exterior

Saldo da balança é de US$ 29,7 bi De janeiro a dezembro do ano passado, as exportações brasileiras somaram US$ 256 bilhões Nos 251 dias úteis do ano passado, as exportações ficaRASÍLIA – A balan- ram em US$ 256,041 bilhões, ça comercial brasi- com média diária de US$ 1,02 leira registrou supe- bilhão. As importações totalirávit de US$ 29,79 zaram US$ 226,251 bilhões, bilhões em 2011. O resultado com média por dia útil de US$ é o maior desde 2007, segun- 901,4 milhões. No mês de dezembro, as do dados divulgados ontem vendas externas pelo Ministério alcançaram US$ do DesenvolviImportações 22,129 bilhões, mento Indústria brasileiras no v a l o r r e c o r d e e Comércio Exano passado para os meses terior. O saldo foi de dezembro. O 47,8% superior somaram mesmo ocorreu ao registrado em US$ 226 com as impor2010. bilhões tações que toDe janeiro a talizaram US$ dezembro do ano 18,312 bilhões. Mesmo com passado, as exportações somaram US$ 256 bilhões. O valor os números positivos para os é 26,8% maior que o registra- meses analisados, houve recuo do no mesmo período de 2010. de 7,6% e 21,4%, respectivaAs importações no período mente, frente os resultados foram recordes, somando US$ analisados em novembro. Segundo a Secretaria de 226 bilhões, aumento 24,5% Comércio Exterior do MDIC, ante o mesmo período do ano Tatiana Prazeres, o decréscimo anterior. Luciene Cruz

B

é atribuído ao momento econômico de incertezas em relação à crise econômica. “Foi um mês importante para exportações e importações, e para o comércio exterior brasileiro. Destacamos queda no ritmo de exportações quando comparado a novembro é reflexo do cenário internacional”. INCENTIVO O governo brasileiro vai anunciar medidas de incentivos às exportações de manufaturados até março, adiantou ontem o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento,

Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira. “Teremos outras medidas de incentivo, principalmente para os manufaturados terem crescimento nas exportações brasileiras. Serão medidas que incentivem as exportações de produtos de média e alta tecnologia. É um momento importante. A gente acha que tem condições, em um momento de crise internacional, de entrar nos mercados”. O momento econômico de incertezas em relação à crise internacional fez com que o governo não divulgasse a

meta de exportações de 2012. Segundo Teixeira, “ainda é difícil ter qualquer tipo de previsibilidade” no atual cenário. “Não vamos apresentar a meta agora, porque temos dificuldade de leitura do atual cenário, analistas divergem muito no crescimento. Existe total discrepância e descoordenação da meta a ser atingida”. O Banco Central prevê crescimento de 4,3%, chegando a US$ 267 bilhões os embarques externos neste ano. Já a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) acha que haverá decrésci-

mo de 7,4% nas exportações brasileiras, que devem somar US$ 237 bilhões, enquanto a Confederação Nacional da Indústria (CNI) calcula que as vendas internacionais atingiriam US$ 275 bilhões, em 2012. Os bancos privados estimam variação entre queda de 7% e alta de 5%. A previsão é que a meta consolidada do governo seja divulgada no primeiro trimestre deste ano. Em 2011, a meta de exportações foi US$ 257 bilhões. Mesmo sem fixar um valor, a expectativa é que a soma deste ano fique acima da atingida no ano passado. “No ponto de vista da indústria, 2012 vai ser um ano difícil, mas esperamos crescimento das exportações brasileiras e de superávit”, disse o secretário executivo. Entre os pontos negativos da crise internacional, Teixeira destacou o menor crescimento da China, escassez de crédito internacional e enxugamento da liquidez que refletem em desaquecimento da demanda. “Esse cenário pode colocar o crescimento das exportações brasileiras em situação difícil com o acirramento da concorrência internacional”. Para lidar com esse cenário, o secretário executivo ressaltou que a taxa de câmbio brasileira poderá ficar mais alta este ano. Além disse, ele observou que os preços das commodities agrícolas estão “menos sujeitas a queda, devido a demanda aquecida por alimentos e estoques baixos”. Além disso, “as economias em desenvolvimento vão ter crescimento superior às desenvolvidas”. (Agência Brasil – ABr)


6

Economia Economia Economia

Economia

Economia Economia Economia

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Focus

Mercado estima inflação acima da meta A previsão para o crescimento da economia brasileira em 2012 voltou a cair, conforme pesquisa do BC quarta semana consecutiva. Mas para 2012 a previsão recuou de 37,50% para 37,35%, ante 38% de um mês atrás.

Fernando Nakagawa

B

rasília - As projeções para a inflação apresentaram trajetórias opostas na primeira pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central neste ano, com queda das previsões para 2012 e elevação para 2011 (o número do ano passado será conhecido na sexta-feira). De acordo com as estimativas feitas semanalmente pelo mercado financeiro, a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPCA) em 2012 caiu de 5,33% para 5,32%, no quinto recuo consecutivo. Há um mês, o número estava em 5,49%. Para o número fechado de 2011, porém, economistas voltaram a elevar as previsões e a expectativa para o índice subiu de 6,54% para 6,55%, na terceira elevação seguida. Com a alta, o número se distancia ainda mais do permitido pelo regime de metas de inflação, que tem como centro 4,50% e margem máxima de 6,50%. Por mês, a expectativa para dezembro de 2011 número que também será conhecido na sexta-feira manteve-se em 0,54%. Já a previsão de aumento do IPCA no primeiro mês de 2012 seguiu em 0,59%. No grupo dos analistas

que mais acertam na pesquisa PIB do BC, o chamado “Top 5” a A previsão para o cresciprevisão para o IPCA em 2012 mento da economia brasileira no cenário de médio prazo em 2012 voltou a cair. Pesmanteve-se em 5,27%. Para quisa semanal realizada pelo 2011, o grupo subiu a apos- Banco Central junto aos anata para inflação, listas de mercado, o que também a Focus, mostra a expectativa que a expectativa afastou o númedo IPca ro previsto do de expansão do teto meta e a mede dezembro Produto Interno diana das expecBruto (PIB) caiu manteve-se tativas avançou de 3,40% para em 0,54%, de 6,52% para conforme o Bc 3,30%. Há um mês, o mercado 6,54%. Há um previa expansão mês, esses analismais forte da economia, de tas trabalhavam com inflação de 5,27% em 2012 e 6,51% 3,48% neste ano. Para o ano passado – dado em 2011. Para os próximos 12 meses, a previsão suavizada que será conhecido apenas em para o IPCA não teve alteração algumas semanas – os números e seguiu em 5,33%. Há um também caíram novamente. De mês, a expectativa do mercado acordo com o levantamento, a mediana das expectativas para estava em 5,47%.

a expansão do PIB em 2011 recuou de 2,90% para 2,87%, ante os 3,09% registrados quatro semanas antes. Em linha com a economia mais fraca, as projeções para o desempenho do setor industrial também pioraram. Para 2011, a expectativa de expansão do segmento caiu de 0,82% para 0,78%. Há um mês, o mercado apostava em avanço industrial de 0,94% no ano passado. Para 2012, os números não foram alterados e analistas mantiveram a previsão de crescimento de 3,43%, ante 3,46% de um mês atrás. Na pesquisa, a expectativa para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o tamanho da economia em 2011 manteve-se em 38,50% do PIB pela

Indicadores Econômicos

t

Global 40 Cotação: 132,800 centavos de dólar Variação: estável (30/12)

BOLSAS Ibovespa: +1,89% Pontos: 57.829,27 Máxima de +2,18% : 57.993 pontos Mínima de -0,18% : 56.649 pontos Volume: 3,87 bilhões Variação em 2012: 1,89% Variação no mês: -0,87% Dow Jones: -0,57% (30/12) Pontos: 12.217,56 Nasdaq: estável (30/12) Pontos: 2.605,15 Ibovespa Futuro: +2,27% Pontos: 58.500 Máxima (pontos): 58.660 Mínima (pontos): 57.155

IMPOSTO DE RENDA Base de cálculo

Até R$ 1.566,61De R$ 1.566,62--até R$ 2.347,85 De R$ 2.347,86 até R$ 3.130,51 De R$ 3.130,52 até R$ 3.911,63 Acima de R$ 3.911,63--

CÂMBIO - Dólar comercial no balcão Compra: R$ 1,8680 Venda: R$ 1,8700 Variação: estável - Dólar Paralelo Compra: R$ 1,89 Venda: R$ 2,01 Variação: -0,5% - Dólar Ptax Compra: R$ 1,8676 Venda: R$ 1,8683 Variação: -0,4% - Dólar Turismo Compra: R$ 1,7890 Venda: R$ 1,9550 Variação: -0,76% - Dólar Futuro (fevereiro) Cotação: R$ 1.884,50 Variação: +0,29% - Euro Compra: US$ 1,2923 (às 18h23) Venda: US$ 1,2925 (às 18h23) Variação: -0,18% - Euro comercial Compra: R$ 2,4140 Venda: R$ 2,4170 Variação: -0,12% - Euro turismo Compra: R$ 2,3060 Venda: R$ 2,5350 Variação: -0,59%

BLUE CHIPS Vale PNA Preço: R$ 38,90 Variação: +2,86% Petrobrás PN Preço: R$ 21,73 Variação: +1,12% OGX Petróleo ON Preço: R$ 13,75 Variação: +0,95% Itaú Unibanco PN Preço: R$ 34,03 Variação: +0,18% Bradesco PN Preço: R$ 30,71 Variação: -0,13% BM&FBOVESPA ON Preço: R$ 9,75 Variação: -0,51% Banco do Brasil ON Preço: R$ 24,29 Variação: +2,49% Gerdau PN Preço: R$ 14,60 Variação: +0,69% Usiminas PNA Preço: R$ 10,53 Variação: +3,74% Cyrela Realt ON Preço: R$ 15,39 Variação: +3,71% Cia Siderúrgica Nacional ON Preço: R$ 15,11 Variação: +0,87%

REAjUSTE DE ALUgUEL

Ago. - 0,42- 0,44- 0,61- 0,77- 0,40- 0,39- 0,43- 0,39- 0,37- 0,37- 0,27-

-

Setembro 0,45 0,65 0,75 0,94 0,50 0,25 0,37 0,69 0,53 0,53

INCC (FGV)IPCE (PINI)IPA-M (FGV)-

- 0,13---0,22-

-

-

0,14 -

7,5 15,0 22,5 27,5

Deduzir-R$

Isento 117,49 293,58 528,37 723,95

- outuBRo/2011

IGP-M (FGV) 1,0746 IPCA (IBGE) 1,0731 IGP-DI (FGV) 1,0745 INPC (IBGE) 1,0730 IPC- (FIPE) 1,0654 ICV (DIEESE) 1,0745 Obs.: Fatores representam a variação do indicador de reajuste nos últimos 12 meses.

POUPANÇA

UFIR

Novembro/2000------ R$ 1,0641

SALÁRIO MÍNIMO

DEZEMBRO ............. R$ 545,00

UFERMS

NOVEMBRO............... R$ 16,08

DÍVIDA EM TR ou TRD

OURO - Ouro Cotação: 1.564,50 a onça-troy (1 onça-troy equivale a 31,1035 gramas) Variação: +1,29% - Ouro BM&F (à vista) Cotação: 92,250 Variação: -2,89%

Índices INPC (IBGE)IGP-M (FGV)IGP-DI (FGV)-IPA-DI (FGV)IPC-DI (FGV)IPC (FIPE)IPC (C. GDE)ICV (DIEESE)ICVM ORDEMIPCA (IBGE)IPCA-E (IBGE)-

Alíquota %

deduções: R$ 157,47 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.566,61 no benefício recebido da previdência pública ou privada.

JUROS - CDB prefixado de 30 dias, 10,71% ao ano. - Capital de giro, 14,49% ao ano. - Hot money, 1,33% ao mês. - CDI, 10,87% ao ano. - Over a 10,90%

INFLAÇÃO

(desconto na fonte) TABELA OFICIAL DA RECEITA FEDERAL

AcumulAdo

No ano 4,61 4,15 4,30 3,88 4,69 4,14 5,13 4,69 4,97 -

12 meses 7,30 7,46 7,45 7,52 7,13 6,54 7,71 7,45 6,47 7,31 7,12

6,37 4,82 2,271

7,68 4,71 9,208

AgROPECUÁRIA milHo ...................................................................R$ 25,00 (disponível) SojA .....................................................................R$ 44,50 (disponível)

Dia do Vencimento

Fator de Atualização

dezembro 01.............................0,01225701 02.............................0,01223125 03.............................0,01230961 04.............................0,01241502 05.............................0,01243719 06.............................0,01237846 07.............................0,01230003 08.............................0,01231753 09.............................0,01223706 10.............................0,01240023 11 .............................0,01241778 12.............................0,01235099 13.............................0,01212012 14.............................0,01204768 15.............................0,01210862 16.............................0,01220212 17.............................0,01241652 18.............................0,01245167 19.............................0,01256754

(Multiplique a quantidade de TR ou TRD do carnê pelo fator de atualização da data do vencimento. A aplicação desse fator único atualiza a dívida pela TR do dia do aniversário do contrato e converte o resultado para reais).

dezembro 19------------------------------- 0,5433% 20------------------------------- 0,5735% 21------------------------------- 0,6021% 22------------------------------- 0,5966% 23------------------------------- 0,6085% 24------------------------------- 0,5933% 25------------------------------- 0,5755% 26------------------------------- 0,5531% 27------------------------------- 0,5839% 28------------------------------- 0,6134% jANeiro 01------------------------------- 0,5942% 02------------------------------- 0,5604% 03------------------------------- 0,5711% 04------------------------------- 0,6007% 05------------------------------- 0,6330%

TBF

dezembro 21------------------------------- 0,8758% 22------------------------------- 0,8539% 23------------------------------- 0,8229% 24------------------------------- 0,8309% 25------------------------------- 0,8706% 26------------------------------- 0,9191% 27------------------------------- 0,9265% 28------------------------------- 0,9296% 29------------------------------- 0,8812% 30------------------------------- 0,8410%

TR

dezembro 21------------------------------- 0,1320% 22------------------------------- 0,0932% 23------------------------------- 0,1090% 24------------------------------- 0,0704% 25------------------------------- 0,0998% 26------------------------------- 0,1281% 27------------------------------- 0,1255% 28------------------------------- 0,1286% 29------------------------------- 0,1004% 30------------------------------- 0,0705%

boi Gordo/à vista ................R$ 90,00 (Frigoforte ) - R$ 92,00 (Brasil Global) vAcA GordA/à vista...............................R$ 85,00 (Frigoforte - Brasil Global ) * A partir de agora, preços pecuários só livres, com suspensão do Funrural

Fonte: GrANde Fm rurAl

SElIc Nada mudou nas previsões do mercado financeiro para o comportamento do juro básico da economia brasileira (Selic) em 2012. De acordo com a pesquisa Focus, divulgada ontem pelo Banco Central, a mediana das previsões para a taxa de juros ao final do ano seguiu em 9,50% pela terceira semana seguida. Há um mês, o mercado esperava juro em 9,75% ao ano. Pelas contas do mercado financeiro, o BC deve manter

o ritmo de cortes em 0,50 ponto porcentual nas reuniões marcadas para este mês – em 17 e 18 de janeiro – e também em março e abril. Com essa velocidade, a taxa Selic cairia dos atuais 11% para 9,50% no início do segundo trimestre. No grupo dos analistas que mais acertam projeções na pesquisa do BC, o chamado Top 5, a previsão para a queda do juro básico é ainda mais agressiva já que esses analistas esperam 9% no fim de 2012 no cenário de médio prazo. A pesquisa mostra ainda que a estimativa para a Selic média no decorrer de 2012 manteve-se em 9,69% ante 9,88% previstos há um mês. (Agência Estado)

Sebrae

Início do ano impulsiona o sonho de empreender

C

ampo Grande - Josiel de Oliveira traçou metas para 2012 e aproveitou o primeiro dia útil do ano para começar a agilizar os novos planos. Há 17 anos, ele trabalha com aplicação de insulfimes em carros e agora pretende formalizar a empresa. “Estou pensando no meu futuro e no da minha família. Sei que se me formalizar, vou receber muitos benefícios”, declarou. Mas para começar o ano como empreendedor informal, Josiel foi informado que precisa passar na Prefeitura para ver se o local que escolheu é apto para o funcionamento da sua empresa. “Depois da pesquisa feita na Prefeitura, ele retorna ao Sebrae, onde ficará sabendo de tudo o que precisa para, finalmente abrir o empreendimento. Ele já sai daqui como empresário”, disse a atendente Michele Freitas. Ao todo, 45 pessoas foram atendidas na manhã de ontem. As principais dúvidas relatadas aos atendentes foram em relação a declaração anual de faturamento, abertura de empresas e formalização, caso do “seo” José Valcir Silva, que há 12 anos vende churrasquinhos pelas ruas de Campo Grande. “ Fiquei sabendo como é fácil deixar de ser informal e resolvi fazer isso logo no início do novo ano”, declarou. Já o operador de manutenção predial, Jerônimo Paula compareceu ao balcaoà central de atendimento do Sebrae para tirar dúvidas sobre impostos e também saber em relação ao aumento do limite de faturamento do Empreendedor Individual l. O Projeto de Lei Complementar 87/11, que reajusta os valores de R$ 36 para R$ 60 mil foi votado no ano passado e inclui o teto máximo, que passa de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões para as pequenas empresas e de R$ 240 mil para R$ 360 mil, no caso das microempresas. Essa é uma das mudanças da modalidade juridica MEI para este ano. altERaçõES E OBRIGaçõES As microempresas e em-

presas de pequeno porte têm até o dia 31 de março para entregar a declaração anual do Simples Nacional, relativo ao ano de 2010.no Esta é a única obrigação do Simples. “Apesar do prazo, quem precisar alterar o patamar da empresa terá que fazer desenquadramento do Silmes o mais rápido possível – basta acessar o site da Receita Federal, fazer a declaração de 2010 e solicitar a alteração. Caso tenha extrapolado o limite no ano passado terá que pagar imposto sobre o excedente”, diz o técnico do Sebrae, Júlio César O técnico chama a atenção para outra obrigação que começa a valer em 2012.” A partir deste ano, será obrigatória a certificação digital para empresas de micro e pequeno portes com mais de 10 funcionários. Estas regras já vem sendo informadas desde o ano passado. A declaração sem cerificação digital para estas empresas não serão mais aceitas”, declara Júlio. FORMalIzaçõES O ano de 2012 começou com 32.036 empreendedores individuais formalizados em Mato Grosso do Sul, pouco mais que o dobro do número registrado no final do ano passado. O primeiro ano da figura jurídica foi bom, de fevereiro a dezembro foram 15.260 formalizações e 2011 fechou com 16.776 formalizados. Alterações na modalidade jurídica: com o aumento do salário mínimo para R$ 622, a contribuição para o empreendedor passa por um reajuste também, até dezembro do ano passado ele contribuía entre R$ 27,25 até R$ 32,25 e agora o valor varia de R$ 31,10 a R$ 37,10, dependendo do segmento da empresa. “Como o novo valor do salário mínimo será aplicado para os trabalhadores somente em março, a recomendação é que o empreendedor individual imprima mês a mês as guias de contribuição”, diz Júlio César. Até agora, no Portal do Empreendedor a guia de janeiro continua com o valor antigo.


P1 6

Brasil Brasil Brasil Brasil Brasil

Brasil

Brasil Brasil Brasil Brasil Brasil

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

P1 7

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Transporte Aéreo

Passageiros sofrem com os atrasos A maior parte dos problemas foi causada pelas chuvas, trovoadas e temporais, segundo a Infraero Valter Campanato - ABr

B

rasília – Muitos passageiros que estavam voltando de viagem do recesso de fim de ano esbarraram ontem em problemas como atrasos e até cancelamentos de voos nos principais aeroportos. Os usuários do transporte aéreo foram vítimas do mau tempo na maior parte do país. A situação mais grave foi registrada no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que chegou a ser fechado para pousos por causa do mau tempo. Também houve problemas no Aeroporto Internacional Tom Jobim-Galeão, no Rio, e no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. Pelos dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o Santos Dumont registrou 61 atrasos, enquanto o Galeão teve 54 voos com os horários modificados e três cancelados. Em Brasília, houve 52 atrasos e dois cancelamentos. No Aeroporto Internacional Tancredo Neves-Confins, foram registrados 17 atrasos e dois cancelamentos de voos. Em São Paulo, a situação ao longo do dia ontem foi um

Saúde

Inca alerta para casos de câncer de pele Paula Laboissière

B Cancelamentos e atrasos dos voos não alteraram a rotina no aeroporto de Brasília pouco melhor em comparação sua assessoria, informou que aos demais aeroa maior parte portos do país. dos problemas A situação No Aeroporto de foi causada pelas mais grave Congonhas, houchuvas, trovoave 11 voos atrafoi registrada das e temporais, sados e 17 canceno Aeroporto principalmente lados, enquanto nas regiões Sul e Santos o de Guarulhos Sudeste. No caso Dumont registrou dez atrade Brasília, um sos e três cancelados agravantes, mentos. segundo a empresa, é que 30% A Infraero, por meio de dos voos que chegam a capital

estão vinculados a escalas que partem principalmente para as regiões Sul e Sudeste. Pelo balanço de meados desta tarde, a Infraero informou que o Aeroporto Santos Dumont funciona por meio de instrumentos para pousos e decolagens. No Galeão, as operações seguem a normalidade embora com atrasos e cancelamentos. (Agência Brasil – ABr)

Graziano promete impulso à segurança alimentar

acertadores fizeram as apostas em Belém, no Pará, Brasília, Carmo do Cajuru, em Minas Gerais, Mauá, em São Paulo, e Russas, no Ceará. Foram mais de 88 milhões de apostas.

ABr

Brasília - O novo diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano da Silva, que assumiu no último domingo (1º) o cargo, pretende dar um impulso à segurança alimentar, aumentando o apoio da instituição aos países mais pobres com déficit alimentar, especialmente os que sofrem com crises prolongadas. “Criaremos equipes que agrupem as capacidades da organização no assessoramento sobre políticas, planejamento de investimentos, mobilização de recursos, respostas de emergência e desenvolvimento sustentável”, disse Graziano em nota divulgada pela FAO. Segundo ele, a erradicação da fome não deve se desligar dos outros desafios mundiais, como a recuperação das economias nacionais, a proteção aos recursos naturais Graziano é o novo diretor-geral da ONU para a FaO e a adaptação às mudanças climáticas. A nota ressalta que cerca de 925 milhões de pessoas sofrem de fome crônica e muitos países estão longe de alcançar o primeiro dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, que é reduzir pela metade, entre 1990 e 2015, o percentual de vítimas da fome e da pobreza extrema. Entre os pontos defendidos por Graziano durante sua campanha para o cargo, e reforçados na posse, estão a erradicação da fome, a produção e o consumo sustentáveis de alimentos, a gestão mais justa dos alimentos em nível mundial, a conclusão da reforma organizacional da FAO para melhorar sua eficácia e transparência, e a ampliação das alianças com a cooperação entre os países do Hemisfério Sul. Graziano é o oitavo diretor-geral da FAO e sucede ao senegalês Jacques Diouf, que ficou no cargo de 1994 a 2011. O novo ocupante do posto dará sua primeira entrevista coletiva à imprensa hoje (3). O brasileiro foi ministro de Segurança Alimentar do primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva, quando foi implantado o programa Fome Zero. Entre 2006 e 2011 esteve à frente da agência regional da FAO para a América Latina e o Caribe, sediada no Chile.

Mega da Virada

são Paulo - Um dos cinco ganhadores do prêmio da Mega da Virada retirou sua parte do prêmio de R$ 177,6 milhões ontem em Goiás. Ele

foi a uma agência da Caixa Econômica Federal em Goiânia e resgatou a quantia de mais de R$ 35,5 milhões. Segundo a CEF, o apostador fez a aposta na Lotérica Rodoviária, localizada na Rodoviária Interestadual de

Brasília, no Distrito Federal. Os números foram escolhidos aleatoriamente e o bilhete premiado custou R$ 2, valor da aposta simples. O sorteio da Mega da Virada foi realizado no último sábado, 31, e premiou cinco apostas: os

Carro clonado

são Paulo - Um homem, de 23 anos, foi preso por dirigir um carro clonado na última quinta-feira, 29 de dezembro de 2011, em Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada ontem pela Polícia Civil. Ao abordar o Volkswagen Borá 2009 em via pública, os policiais verificaram que havia placas de identificação de outro automóvel em cima do banco traseiro do veículo. O motorista do carro ainda apresentou documento de porte do supostamente falsificado e foi autuado por receptação e uso de documento falso. Segundo a polícia, o suspeito tem antecedentes criminais por tráfico de drogas.

Reservas internacionais

Brasília - As reservas internacionais do País cresceram 22% em 2011 em relação a 2010. Dados divulgados ontem pelo Banco Central mostram que o montante passou de US$ 288,575 bilhões no fim de 2010 para US$ 352,012 bilhões no último dia do ano passado no conceito de liquidez internacional, com aumento de US$ 63,4 bilhões. A taxa de crescimento observada no ano passado é comparável à evolução vista nos dois anos anteriores, já que em 2010 as reservas cresceram 21% e, em 2009, avançaram 23,1%. Com o resultado, as reservas internacionais brasileiras aumentaram pelo 11º ano consecutivo. Ou seja, o mon-

rasília – Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que o Brasil deve registrar este ano 134.170 novos casos de câncer de pele – 62.680 em homens e 71.490 em mulheres. A doença responde por 25% do total de tumores malignos detectados no país e é o tipo de câncer mais comum em pessoas com mais de 40 anos. A recomendação é que as pessoas estejam atentas para o uso do protetor solar, sobretudo durante o período de férias de verão. A orientação, de acordo com o Inca, é aplicar o filtro solar meia hora antes de sair de casa e reaplicá-lo a cada duas horas. O protetor também deve ser reforçado após mergulhos ou em casos de suor intenso. Pessoas de pele clara, sensível

tante avança ininterruptamente desde 2001. Nesse período, o valor saltou impressionantes 966,3% e aumentou mais de dez vezes.

Chico segue internado

são Paulo - O humorista Chico Anysio, de 80 anos, continuava internado ontem no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Segundo boletim médico divulgado ontem pela unidade, aos poucos a sedação está diminuindo para iniciar a retirada do respirador. O paciente respira com a ajuda de aparelhos e não há previsão de alta. O humorista foi internado no dia 22 de dezembro de 2011 com febre, causada por uma pneumonia. No início do ano passado, o humorista chegou a ficar internado por três meses devido a problemas cardiorrespiratórios. Em novembro, ele voltou ao hospital, por um período curto, com dores nas costas.

Mulher joga filho de prédio

são Paulo - Uma mulher, identificada como Cássia Cristina dos Santos Nunes Gomes, de 33 anos, teria jogado o filho, I.J.C.J., de 6 anos, do 15º andar do prédio onde mora e, na sequência, cometido suicídio, por volta das 2h de ontem, no bairro do Sumaré, zona oeste da capital paulista. Moradores do edifício ouviram o primeiro estrondo e, 10 segundos depois, o outro. O zelador disse aos policiais que a criança foi a primeira a cair. Mãe e filho morreram no local, antes da chegada dos bombeiros. O caso será investigado pelo 7º Distrito Policial, da Lapa. Segundo o que o delegado Percival Moura apurou no lo-

à ação dos raios solares ou com doenças cutâneas prévias são as principais vítimas do câncer de pele. Outro conselho é o uso de roupas confeccionadas com tecidos que têm proteção solar, produzidos com tecnologia especial. Alguns desses materiais, segundo o órgão, chegam a bloquear 98% dos raios ultravioleta. Em relação ao fator de proteção solar (FPS), a indicação é utilizar, no mínimo, filtro solar número 15. É preciso ainda evitar a exposição ao sol entre as 10h e as 16h, além de usar chapéus, guarda-sol e óculos escuros. Pessoas que trabalham em exposição direta ao sol, como salva-vidas, pescadores e vendedores ambulantes de praia, estão mais suscetíveis à doença e devem redobrar os cuidados. (Agência Brasil – ABr)

cal com algumas testemunhas, Cássia vinha apresentando sinais de depressão e relatava a vontade se matar. O ex-marido de Cássia está em viagem com uma adolescente de 15 anos, filha do casal. Dentro do apartamento da mulher, teria sido encontrado um bilhete, escrito supostamente por Cássia, no qual ela dá indícios de que cometeria o suicídio.

Apreensão de cocaína

são Paulo - Cerca de 50 quilos de cocaína e três armas – duas pistolas calibres 380 e 9mm e um revólver calibre 38 – foram apreendidos, por volta das 21h30 de anteontem, com um rapaz, de prenome Francisco, de 30 anos, no interior de uma das residências da Rua Coronel Gonzaga de Carvalho, no Jardim Primavera, região do Limão, na zona norte da capital paulista. O vizinho do acusado, ao ter a porta de casa atingida por um dos tiros que foram disparados na rua por Francisco, armado com o revólver, ligou para o 190. Policiais militares da 2ª Companhia do 9º Batalhão foram para o local e detiveram o rapaz – que aparentemente estava sob efeito de entorpecente – ainda na rua e entraram com ele na residência, onde encontraram as duas pistolas e a suposta droga, acondicionada em um tonel, tudo guardado dentro de um armário. Segundo os policiais, a pistola calibre 380 pertence a um policial militar e teria sido roubada, não se sabe ainda se pelo mesmo rapaz detido. Ele não teria passagem pela polícia; e a casa, segundo a PM, vinha sendo utilizada como ponto de venda de droga. O resultado do exame pericial na suposta cocaína encontrada na casa não havia sido divulgado até as 3h45.


8

Rural Rural Rural Rural Rural

Rural

Rural Rural Rural Rural Rural

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Pecuária

Produção de leite tem novas normas Brasil se adapta às normas de controle sanitário visando a aumentar a exportação de laticínios ABr

Antiparasitários

Brasil padroniza o uso de medicamento Célia Froufe

B

Produtores rurais brasileiros adotarão regras rigorosas de sanidade para garantir maior controle do leite Projeções do Agronegócio 2010/11-2020/2021, a venda r a s í l i a – A s do leite brasileiro deverá novas normas de crescer 50,5%, atingindo 300 controle sanitário milhões de litros. Atualmente, e inspeção para a apesar de o Brasil ser líder produção leite, que entraram mundial em pecuária de corem vigor no último domingo te, tendo registrado US$ 3,8 bilhões exporta(1º), têm como dos de janeiro a finalidade tornar a venda novembro deste o Brasil um país do leite ano, a exportação exportador de brasileiro de leite no Brasil produtos laticínão é significatideverá nios em pouco va e a qualidade tempo, já que o crescer do produto é congoverno estima 50,5% siderada inferior forte crescimenà da Argentina, to da demanda do Uruguai, dos Estados Unipor leite em todo o mundo. “A perspectiva mundial dos e à de países europeus. De acordo com Marpela demanda de leite é absurda.A gente considera que o ques, em oito anos, o Brasil Brasil é o único país que pode deve ter um posição mais atender à tamanha demanda”, forte no mercado mundial de disse o secretário substituto leite e a indústria brasileira de Defesa Agropecuária do de laticínios deve se interMinistério da Agricultura, nacionalizar. “O Brasil está Pecuária e Abastecimento, comprando ativos no mundo inteiro”, observa o secretário Enio Pereira Marques. Conforme estudo feito ao citar a estratégia de granpelo ministério, intitulado des fabricantes brasileiros de Gilberto Costa

B

alimentos de adquirir marcas estrangeiras para ocupar prateleiras em outros países. A melhora da qualidade dos produtos laticínios visando à exportação depende, no entanto, da adoção das normas de controle para a contagem de bactérias e de células somáticas (CCS), que podem transmitir infecção. Essas regras constam da Instrução Normativa 62, que foi publicada no Diário Oficial da União do dia 30 de dezembro. Conforme a instrução, estabelecida por meio de acordo entre o governo e os fabricantes de laticínios, caberá à indústria monitorar diretamente os produtores, estabelecer processos de educação continuada para fazendeiros e cooperativas, e remunerar melhor quem entrega o leite cru mais fresco e com as melhores condições. “O que nos estamos pretendendo, e conseguindo, é, na relação entre fazendeiros [cooperativas] e indústria, criar uma forma que esses valores possam graduar e pagar mais para quem está oferecendo o produto com mais tempo de vida e pagar menos a produtos com menos tempo de vida”, disse o secretário. Para Marques, “quem tem que garantir especificação e tem que garantir a segurança do produto são os agentes econômicos. Não é o

governo”. Caberá ao ministério a supervisão da cadeia produtiva, para verificar, por exemplo, se o controle de qualidade ocorre de acordo com as normas e se o programa de educação continuada é efetivo. Em caso de irregularidade, o ministério poderá aplicar multas e suspensões e até apresentar denúncia ao Ministério Público contra fabricantes e produtores. De acordo com Enio Marques, o modelo de controle se assemelha ao que fizeram países que hoje são grandes produtores e têm programa de qualidade. “Começamos a aprender uma nova maneira de estabelecer regra para esse setor em que os próprios agentes econômicos, usando parâmetros internacionais, comecem a encontrar meios para que as especificações do leite, no Brasil, sejam como as especificações internacionais”. Quem observar qualquer alteração do produto deve entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumdidor do fabricante (telefone fornecido na embalagem), procurar a vigilância sanitária municipal ou até mesmo a ouvidoria do Ministério da Agricultura pelo email ouvidoria@agricultura.gov.br ou no 0800 704 1995. (Agência Brasil – ABr)

rasília - Depois de enfrentar muitos problemas com a exportação de carne bovina para os Estados Unidos no ano passado e ao longo de 2011, por conta de alegação de excesso de vermífugo pelos importadores, o governo brasileiro decidiu padronizar o uso do medicamento no País. Desde o dia 29 de dezembro, está proibido o uso de produtos antiparasitários que contenham avermectinas e que necessitem de um período maior do que 28 dias entre sua aplicação e o abate do gado. No Brasil, não havia um limite máximo de dias determinados, e cada laboratório tinha sua própria dosagem, o que implica em prazos que poderiam necessitar a espera de até 150 dias entre o uso do produto e o abate do animal. Sem se atentarem para as diferenças entre as marcas dos remédios, muitos produtores acabavam abatendo os bovinos antes do período correto após a aplicação do vermífugo. Isso pode fazer com que o gado retenha resíduos do medicamento depois de morto e que o antiparasitário permaneça na carne vendida ao consumidor em quantidade que pode ser nociva para a saúde humana. A alegação das autoridades dos Estados Unidos era justamente esta, a de que a carne brasileira continha quantidades do medicamento acima dos limites tolerados pelo país

Em novembro, a Secretaria de Defesa Animal (SDA) do Ministério da Agricultura informou que o excesso de resíduos foi maior em 2009, quando atingiu 4,13%. No ano passado, a incidência caiu para 1,56%, mas este ano voltou a subir, para 2,34%. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União do dia 29 de dezembro por meio de uma instrução normativa da SDA. A medida vale para o gado de corte criado em regime de confinamento e semiconfinamento. Além disso, a proibição também está prevista para animais de corte criados em regime extensivo e que estejam em fase de terminação. Os Estados Unidos também são grandes produtores de carne e importam relativamente pouco produto do Brasil. A rejeição de um grande player do mercado internacional, porém, significa um desgaste da imagem do produto brasileiro no exterior. No início de novembro, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carne (Abiec) calculou que o Brasil perdeu US$ 104 milhões em exportações por causa da ivermectina, um dos derivados da avermectina, na carne rejeitada pelos Estados Unidos. De acordo com o presidente da entidade, Antonio Jorge Camardelli, ao longo de 2011, as indústrias gastaram R$ 12 milhões em ações de controle, como visitas a fazendas e análise de animais vivos e em carne processada. (Agência Estado)


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Estoques

Comércio abre temporada de liquidação Lojas da área central começam hoje a queima de estoques com descontos que podem chegar até 70% Hédio Fazan

Valéria Araújo

UFGD

D

OURADOS - O comércio de Dourados abre hoje a temporada de megaliquidações, com os tradicionais “saldões” e “queima” de mostruários. As principais varejistas em ramo de eletrodomésticos já anunciam descontos que chegam a 70%. Ontem o comércio esteve fechado devido a compensação dos comerciários que trabalharam no feriado de 20 de dezembro.Aprevisão é de que as lojas abram hoje, já com o “torratorra” de estoques. Bom para o consumidor, que aproveita os descontos e para o comércio, que vende também o que ficou Comércio abre nesta terça-feira com megaliquidações na área central de Dourados encalhado desde o início do ano passado. Muitas pessoas comércio é entrar com o pé cada um. No próximo dia 28 rece sobre as informações do chegam a dormir nas filas para direito em 2012. Para isso, a CDL sorteia uma moto Titan produto (manual) que sempre todo o segundo domingo do Fan e no dia 25 de fevereiro, devem estar de forma clara, em comprar mais barato. De acordo com o presiden- mês, as lojas poderão abrir as um carro zero. Para concorrer, língua portuguesa, com caracte da Câmara de Dirigentes Lo- portas das 8h às 18h. A estra- o cliente pode comprar em terísticas, qualidade, quantidajistas (CDL), Otávio Benites, tégia é aumentar ainda mais o uma das 150 lojas participantes de, composição, preço, garanas promoções são boas opor- faturamento dos comerciantes da campanha e preencher um tia, prazo de validade, origem, tunidades para comprar produ- e, em contrapartida, os comer- cupom. além dos riscos que possam ciários vão recetos de qualidade a apresentar à saúde e segurança ber neste mês de NATAL preços de fábridos consumidores. A regra é Comércio de janeiro 5,20% de Segundo Walter Castro, o válida tanto para os nacionais ca. Ele também Natal faturou aumento no salá- comércio natalino superou as quanto importados. acredita que as lirio. Somados aos expectativas. Para ele, houve 7% a mais quidações atraem consumidores de em 2011 em 9% recebidos em aumento de pelo menos 7% em dezembro, o re- relação ao ano passado. Apesar fora e movimenta relação ao a economia local. ano passado ajuste sobe para do balanço não ser oficial, ele 14,20% em dois acredita nesta realidade depois “Quem vem da meses. de conversar com os lojistas. região geralmenParalelo às liquidações, o te gasta com alimentação, PROCON combustível, muitas vezes, comércio ainda está fazendo Em épocas de megalihospedagem, entre outros em troca de presentes. De acordo Dourados. Todo o comércio sai com Walter, o troca-troca de quidações todo o cuidado é fim de ano garante novas ven- pouco. O Procon alerta que ganhando”, destaca. De acordo com Benites, das. “O consumidor que vai até além de avaliar as condições a cidade de Dourados conta a loja escolher o tamanho certo do produto, verificando se com três grandes momentos do presente aproveita as ofertas não existem avarias, riscados de liquidação. O primeiro em e acaba levando um acessório ou amassados, o consumidor janeiro, o segundo em mar- ou uma roupa que combina. tem que ficar atento à garantia. ço e o terceiro em setembro, O cliente também compra Para bens não duráveis, como através da campanha Liquida algo mais caro, o que gera um roupa, comidas e bebidas, Dourados. faturamento a mais para o co- o prazo para reclamação do merciante”, explica. consumidor no Procon é de 30 MUDANÇAS dias. Para bens duráveis, 90 De acordo com o presiPRÊMIOS dias. O cliente deve fazer ainda dente do Sindicato do ComérA campanha do comércio o teste do produto ainda na loja cio Atacadista e Varejista de “Dourados Premiada” já pre- ou conferir ou no momento do Dourados (Sindicom), Wal- senteou dez clientes com vale recebimento. ter Castro, a expectativa do compras no valor de R$ 200 O Procon também escla-

Dourados

Primeiro bebê nascido em 2012 é indígena

Cido Costa

D

OURADOS - Com três quilos e 58 gramas, nasceu às 2h27 de domingo, o primeiro bebê douradense de 2012. O menino é filho de Soleide Tavares Bispo, de 27 anos, residente na Vila Índio, em Dourados. Ela é doméstica, descendente de indígenas, e esse é o segundo filho. O outro tem 11 anos. A criança nasceu de parto cesariana no HU, feito pela obstetra Joana Soares Amida. EM 2011 No ano passado o primeiro douradense nascido também foi indígena. Foi uma menina que nasceu pontualmente às

Pelo segundo ano consecutivo, 1º bebê do ano é um indígena zero hora com 2,777 quilos, em parto normal no Hospital Universitário. A mãe é a dona de casa Linilsa Flores Dias, de 20 anos. O pai é Orivaldo Gerônimo

Dias, de 23 anos, trabalhador rural. Ambos são da etnia caiuás e moram na Aldeia Jaguapiru. É o primeiro filho do casal. (Com informações de Cido Costa)

Resultado do vestibular será divulgado no dia 18

D

OURADOS -AUniversidade Federal da Grande Dourados (UFGD) realizará a divulgação do resultado final do Vestibular/2012 a partir das 15h do dia 18 deste mês no site www.ufgd. edu.br. Aproximadamente 11 mil candidatos estão esperando essa publicação após realizarem as provas de seleção em 18 de dezembro de 2011. São 1.465 vagas para os 27 cursos de graduação da melhor universidade de Mato Grosso do Sul pelo quarto ano consecutivo, segundo avaliação do Inep/MEC. A matrícula dos aprovados será de 13 a 17 de fevereiro para a primeira chamada, na Secretaria Acadêmica da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, localizada na Rua João Rosa Góes, nº 1.761, Vila Progresso, Dourados-MS, das 7h30 às 11h e das 13h30 às 17h, de acordo com o seguinte cronograma: dia 13 para os cursos

de Agronomia, Ciências Sociais, Engenharia Agrícola, Geografia, História, Medicina, Nutrição, Psicologia e Zootecnia; dia 14 para os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Economia, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Energia, Engenharia de Produção, Matemática, Química e Sistemas de Informação; e dia 15 para os cursos de Artes Cênicas, Biotecnologia, Ciências Biológicas Direito, Educação Física, GestãoAmbiental, Letras, Pedagogia e Relações Internacionais. Havendo a necessidade de novas chamadas, elas serão realizadas obedecendo às datas citadas no cronograma do Vestibular-2012, e o editais específicos para esse fim serão publicados na Página do Vestibular. O início das aulas será em 27 de fevereiro, conforme Calendário Acadêmico. Informações pelo telefone 67-3427-2587 ou e-mail: vestibular@ufgd.edu.br


2

Esporte Esporte Esporte Esporte

Esporte

Esporte Esporte Esporte Esporte

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

C1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Carreira

Ganso decide se fica ou sai do Santos Time acena com aumento salarial e projeto de carreira semelhante ao que foi feito a Neymar

S

antos - O meia Pau- beiro. lo Henrique Ganso é Pouco antes do Natal, o diquem definirá o fu- rigente disse que o meia e a DIS turo de sua carreira. poderiam “morrer abraçados”. O Santos acena com aumento Foi um desabafo contra a postura salarial e um projeto de carreira de Ganso de mostrar-se sempre semelhante ao que foi aceito mais próximo da empresa do que por Neymar, mas para isso quer do clube. Em suas entrevistas, Luís Álvaro tem que ele se comdito que aparou prometa a parar “Quero o as arestas com de pensar em se Ganso no Ganso e garantitransferir logo Santos para a Europa e do que o relaciotambém a parar enquanto ele namento com o de dar ouvidos meia voltou a ser quiser ficar aos dirigentes da muito bom, mas o aqui” DIS, empresa que jogador tem evidetém 45% de tado falar sobre o seus direitos econômicos e está imbróglio. prestes a comprar os 10% que Antes de Ganso dizer no lhe pertencem – os outros 45% Japão que tinha vendido seus são do Santos. 10% para a DIS (na verdade “Quero o Ganso no Santos o acordo era verbal) porque o enquanto ele quiser ficar aqui. clube não tinha tido interesNão quero jogador descontente, se em comprar, o presidente porque é ruim para ele e para santista afirmava que ele tinha o clube”, afirmou o presidente percebido que a empresa o fiLuís Álvaro de Oliveira Ri- zera perder dinheiro e por isso

estava mais próximo do Santos do que da DIS. Quando Ganso deu a polêmica entrevista, colocou Luís Álvaro em situação desconfortável – e isso irritou muito o cartola. O presidente não suporta os homens da DIS, e sempre os acusa de trabalhar para minar seu relacionamento com o jogador. É por isso que quer que Ganso para de ouvir o que eles dizem. O volante Adriano, peça fundamental no esquema de Muricy e ausência bastante lamentada no Mundial, pode deixar o Santos no meio da temporada. Em entrevista ao jornal A Tribuna, ele afirmou o seguinte: “Existe uma possibilidade muito grande de sair no meio do ano, mas não posso revelar o nome do time europeu que quer me levar.” Ganso terá aumento de salário assim como Neymar e só fica na Vila se o meia quiser.

Terra Roxa

“Bom de Bola, Craque na Escola” realiza ação social

Divulgação

treino da categoria sub-14 do projeto “Bom de Bola, Craque na Escola” no bairro

D

ourados – O projeto “Bom de Bola, Craque na Escola” vem transformando a vida de meninos de 7 a 17 anos no Terra Roxa em Dourados. O projeto, que teve início em agosto do ano passado, mantém uma Escolinha de futebol que funciona às terças e quintas no período vespertino e aos sábados pela manhã, no campo ao lado da Escola Estadual Alício Araújo. As crianças e jovens que participam são divididas nas categorias sub-9, sub-12, sub-14 e sub-16. O idealizador do programa que também é treinador na Escolinha, Gilmar Rodrigues, diz que as atividades de 2011

foram encerradas no dia 20 de dezembro e contaram com a participação de 110 crianças e jovens de vários bairros de Dourados. “Para participar não precisa pagar nenhuma taxa. Basta estar matriculado, ser assíduo nas aulas, bom comportamento em sala e ter boas notas”, enfatiza Gilmar Rodrigues, que esteve à frente da Escolinha de Futebol do Aguia Negra de Rio Brilhante. “O objetivo do “Bom de Bola, Craque na Escola” é formar novos atletas oferecendo para que crianças e adolescentes desenvolvam, no contraturno escolar, a prática esportiva, afastando-os das ruas e de situações de risco.

Convite de Missa A família da saudosa Paula Paes NuNes, ainda consternada pelo seu falecimento, agradece a todos pelo conforto recebido e convida parentes e amigos para a missa de 7º dia em intenção de sua alma, que será celebrada hoje, às 19h30, na Paróquia São João Batista, no Jardim Água Boa. Por mais este ato de fé e amizade cristã, antecipa os agradecimentos.

Com isto, estamos resgatando valores éticos e de cidadania”, assinala Gilmar, que tem como auxiliar Romildo Moraes nos treinamentos. “Temos contado com recursos próprios e de empresários que têm nos ajudado para a formação de futuros atletas e oferecendo materiais esportivos e lanches”, ressalta, lembrando que as aulas da Escolinha reiniciam no dia 12 de janeiro. A Escolinha de Futebol do Terra Roxa tem os apoios da Fundação Cultural e de Esportes de Dourados (Funced), MM Calhas, Chico da Romar, deputado Zé Teixeira, Rodobens, Salão Joia, Reluka Confecções e Sigo Homeopatia e principalmente dos pais dos atletas. Os empresários dispostos a aderir ao projeto cidadão, seja através de ações de marketing ou proporcionar reforço alimentar para os meninos, devem entrar em contato pelos telefones (67) 9121-2373 e 8168-4868.

Divulgação

Paulo Henrique Ganso terá aumento de salário assim como neymar e só fica na Vila se quiser

Futsal

5ª Copa Sesc-Salim Esportes abre inscrições

D

ourados - Estão abertas no Sesc Dourados as inscrições para a 5ª Copa Sesc/Salim Esportes de Futsal Adulto e Veteranos. De acordo com o coordenador de Esportes da unidade douradense, Sérgio Gimenes, a competição começa este mês. “Já é um evento tradicional na cidade. E começar o ano com uma competição de nível como essa estimula muito as equipes a pensarem em outros jogos em nível de Estado”, observou Sérgio. Como o ano está começando e muitas pessoas estão em férias, os jogos acontecerão todas as noites. O valor da inscrição é de R$ 250 mais

taxa de arbitragem. As vagas serão somente para 16 equipes na adulto e oito no veterano. Segundo o regulamento da Copa Sesc Vetarano, a idade é para atletas com 40 anos (nascimento até o ano 1971, inclusive o goleiro) e tempo de jogo de dois tempos de 15 minutos. Cada equipe poderá inscrever no máximo 10 jogadores. Equipes como a Extincendio, Unidos do Bigode, Naviraí, União Nova Esperança, Los Amigos, União Nova Dourados, Volks Diesel e Latino confirmaram as inscrições. Outras informações sobre a Copa Sesc Adulto e Veterano pelo telefone (67) 3410-0710.

Mudança

Betão não descarta voltar ao Brasil

S

ão Paulo - O zagueiro e lateral direito Betão, jogador do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, desde junho de 2008, pode retornar ao futebol brasileiro na iminente janela de transferências. Mesmo negando ter recebido qualquer proposta, o defensor estaria na mira de Santos e Fluminense para 2012. Vendido justamente pelo Santos em 2008, por R$ 5 milhões,BetãodissepeloTwitterque muita coisa pode acontecer até o início da temporada brasileira. “Esses dias vi meu nome sendo relacionado a dois grandes clubes: Santos e Fluminense. Mas, por enquanto, não recebi nenhuma proposta. Caso aconteça alguma negociação, vocês saberão diretamente por mim. Deixo claro que não descarto uma volta ao futebol brasileiro. Deixo tudo nas mãos de Deus”, comentou o jogador através da rede social. O brasileiro está satisfeito na equipe ucraniana, principalmente porque se consolidou em duas posições e se tornou uma peça chave do esquema do técnico Yuri Semi.


D1 Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia

Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Avenidas

Weimar e Joaquim serão revitalizadas Objetivo é melhorar o fluxo de veículos nessas avenidas, onde o trânsito costuma “travar” em determinados horários A. Frota

D

OURADOS - A exemplo da Avenida Marcelino Pires, que foi totalmente revitalizada no final do ano passado, o mesmo será feito com a Weimar Gonçalves Torres e a Joaquim Teixeira Alves, outras duas vias principais do centro de Dourados. O objetivo da prefeitura é melhorar o fluxo de veículos nessas avenidas, onde o trânsito costuma travar em determinados horários. A informação é do Departamento de Trânsito da prefeitura, que já está viabilizando um estudo nesse sentido. Com a revitalização, a Marcelino Pires passou a ter três pistas, com a pintura da sinalização vertical realizada no início de dezembro. A nova sinalização melhorou consideravelmente o fluxo de veículos na avenida. Também foram tiradas A Joaquim Teixeira Alves é uma das principais avenidas que serão revitalizadas pela prefeitura de Dourados as três rotatórias, substituídas A determinação do prefei- demais veículos. Os condutores por semáforos. A previsão é todo o percurso. A licitação já manual feita pelo próprio deto Murilo é tirar a sobrecarga de caminhões e carretas que que no início deste ano se- está sendo encaminhada pela partamento. prefeitura para e melhorar a fluidez nessas passam pela área central em jam instalados aquisição dos REVITALIZAÇÃO vias principais. Essa é uma horários incompatíveis estão os equipamentos Avenida equipamentos. Na Weimar Torres e das propostas do prefeito para sendo multados pela Guarda para o funcionaMarcelino De acordo Joaquim Teixeira Alves, não melhorar o trânsito da cidade. Municipal e Polícia Militar. mento da chamaPires vai com o Departa- está prevista a instalação Uma das medidas deste ano da “onda verde” REGRAS – sincronização ganhar “onda mento de Trânsi- desses equipamentos nos já adotada foi a retirada de As novas regras para a dos semáforos verde” neste to, a velocidade semáforos por enquanto, caminhões da área central da estipulada será mas está sendo estudada cidade. circulação de caminhões e da Marcelino Piinício de ano entre 40 km/h uma forma de melhorar o O objetivo principal é carretas foram adotadas no res para permitir a 50km/h. Hoje trânsito nessas vias. A previ- evitar acidentes provocados quadrilátero central da Melque o condutor encontre todos os sinais abertos os semáforos já trabalham são é que a Hayel Bon Faker por caminhões e carretas que vin Jones até a Aquidauana, caso desenvolva uma deter- praticamente em sincronia, também seja incluída nessa trafegam pela área central, cau- no sentido oeste-leste, e da sando transtornos e riscos aos Cuiabá até a Monte Alegre, no minada velocidade média em em função de uma operação revitalização.

Confraternização

Japoneses brindam a chegada do novo ano

Delzim Machado

D

OURADOS – Com o tradicional “kampai” aproximadamente 30 famílias de japoneses e descendentes ligadas à Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Kyoei, da localidade do Barreirão, município de Dourados, brindaram durante almoço realizado domingo (1°), a chegada de 2012 em grande estilo. Conhecida como uma das colônias mais atuantes, a Kyoei não se limita a difundir a cultura japonesa, ela tem se destacado também pela visão de ensinar a língua japonesa e fomentar a integração junto aos diversos segmentos da população. Essa desenvoltura tem chamado a atenção até do governo japonês que vê com bons olhos a integração com os demais povos e que ficou ainda mais claro no final do ano passado quando o cônsul daquele país no Brasil, Kazuaki Obe e esposa Eiko Obe passaram pela região e fizeram questão de visitar a Colônia. Kazuaki disse que são poucas as colônias que investem na educação e apesar de ser pequena, observa que a Kyoei se dedica em difundir a língua japonesa, sua cultura e aprimorar o intercâmbio com as demais comunidades.

Japoneses da Colônia Kyoei brindam a chegada de 2012 em almoço de confraternização O embaixador japonês no Brasil garantiu que por onde passar vai contar o que as famílias da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Kyoei vêm fazendo, porque considera um trabalho muito bonito e que precisa ser conhecido. Chamaram a atenção do cônsul do Japão dados que revelam que dos 150 alunos que passaram pela Escola de Língua Japonesa da Kyoei, mais de 80% concluíram curso superior e estão atuando em diversas áreas em Dourados e demais Estados do país. Os japoneses e descenden-

tes da Colônia Kyoei fizeram questão de almoçar juntos no primeiro dia do ano. Cada família preparou seu prato preferido e numa demonstração de harmonia e descontração, comeram, beberam e cantaram canções da cultura japonesa. Crianças primeiro, depois as mulheres e finalmente os homens se serviram no banquete preparado pelas famílias da Kyoei que ao chegarem no Barreirão em 24 de fevereiro de 1954 eram apenas oito, mas hoje são aproximadamente 30. “Os imigrantes fazem questão de comemorar essas datas importantes com a família”,

disse o presidente da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Kyoei, agrônomo José Yoshihisa Shirota ao acrescentar que “é uma forma de recordar as coisas boas do nosso país e também reconhecer a paixão que sentimos pelo Brasil que nos acolheu com tanto amor”. José Shirota disse que quase todas as famílias da Colônia Kyoei são de agricultores e empregam tecnologia de ponta em suas atividades. Ele também agradeceu a colaboração e contribuição na realização dos eventos, para que o calendário de atividades deste ano seja realizado com êxito. (D.M.)

sentido Sul-Norte. Nesse quadrilátero, o tráfego, estacionamento e operação de carga e descarga de caminhões têm que obedecer as datas e os horários pré-definidos. Os veículos considerados ¾ (caminhonetes F-4000) podem circular livremente. Já os veículos médios – “toco” e “truck” – podem circular das 19h às 6h30 da manhã seguinte, das 8h até 10h e das 14h até 16h30. Já os veículos pesados – categoria que inclui carretas e bitrem – só podem circular das 19h às 6h30 e das 14h às 16h. Nos finais de semana a circulação, carga e descarga ficam liberadas a partir das 13h de sábado. Veículos leves e médios transportando pedra, areia, tijolo ou concreto usinado, destinados às obras localizadas na área central, também terão tráfego liberado. Também têm trânsito livre os caminhões transportando oxigênio líquido e combustíveis (regra prevista em legislação federal), caminhões de mudança e autofossas. Mais informações sobre as regras de circulação de veículos pesados podem ser obtidas na Guarda Municipal através do telefone 199, no site www.guarda.dourados. ms.gov.br ou no Departamento de Trânsito, pelo telefone 3411-7121.

Nota de Esclarecimento Sobre a matéria “Indígenas disputam água de riacho’’ veiculada no Jornal O PROGRESSO, de 29 de dezembro de 2011, edição nº 11.387, a Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde de Mato Grosso do Sul, tem a esclarecer que: As ações de promoção à saúde indígena, deixaram de ser reponsabilidade da Funasa após a aprovação por unimidade em Agosto de 2010 pelo Senado Federal, tendo sido regulamentada pelos Decretos 7.335 e 7.336, ambos de 19/10/2010, assinados pelo Presidente Lula, transferindo as ações da Saúde Indígena ao Ministério da Saúde. Assim sendo, esclarecemos por esta Nota, que a logística de operacionalização do saneamento nas aldeias, após os referidos decretos, assim como a preservação de fontes de água limpa, construção de poços ou captação à distância nas comunidades sem água potável, construção de sistema de saneamento, destinação final ao lixo e controle de poluição de nascentes são de atribuição da Sesai. A Funasa lembra, ainda, que em reunião com Ministério Público da União, em junho de 2011, foi firmado um acordo no qual foi expedido documento em que vários órgãos reúnem-se para promover ações para melhorias no sistema de abastecimento de água nas aldeias de Dourados. De

acordo com o documento a Funasa ficou responsável pela liberação de recursos e instalação de cloradores. Já atividades como manutenção dos sistemas, limpeza e desinfecção, reforma, agilização no processo de contratação para reparos, manutenção física de lavatórios, fornecimento e instalação de macro medidores, entres outros outras atividades, são de responsabilidade da Sesai e Prefeitura Municipal. A matéria cita, ainda, que obras do Pac (Programa de Aceleração do Crescimento) estão em atraso, entretanto, os investimentos com relação ao Programa e os Convênios já firmados pela Funasa, em parceria com o Governo do Estado, estão sendo concluídas com acompanhamento técnico sob o encargo da Fundação Nacional de Saúde no estado de Mato Grosso do Sul. A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) continua com a responsabilidade de formular e implementar ações de promoção e proteção à saúde estabelecidas pelo Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental, além da responsabilidade pelas ações de saneamento em municípios com até 50 mil habitantes, ou seja 73 dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul aptos a receberem obras de Água e Esgotamento Sanitário através dos recursos destinados pelos PAC 1 e 2.


4

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

D1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Vale Renda

Governo aumenta o benefício em 6,9% Auxílio mensal para as 60 mil famílias sul-mato-grossenses assistidas pelo Estado passará de R$ 145 para R$ 155 Divulgação

C

AMPO GRANDE usado para apontar a inflação - O governador André oficial do país. Segundo dados Puccinelli determinou do IBGE, o Índice Nacional de aumento de 6,9% para Preços ao Consumidor Amplo o programa social Vale-Renda 15 (IPCA-15) teve variação de em 2012. O auxílio mensal 0,56% em dezembro. Com isso para as 60 mil famílias sul- o IPCA-E, que se constitui no mato-grossenses assistidas IPCA-15 acumulado, fechou o pelo governo do Estado com ano em 6,56%. esse programa de transferência direta de renda passará de R$ VALE RENDA 145 para R$ 155. Decreto a Criado em 2008 por decrerespeito, assinado hoje pelo to e depois transformado em lei governador, será publicado pelo governo do Estado, o Valena edição de hoje Renda tem carac(3), no Diário Ofiterísticas que faDesde a cial do Estado. “O zem do programa criação do valor reajustado o mais abrangente programa, o do País na transvai vigorar já na folha de janeiro, governo tem ferência de renda. que é paga no mês É o único no Bramantido de fevereiro”, resil que assegura reajustes vela a secretária a décima terceira de Trabalho e Asparcela - há dois sistência Social, Tânia Garib. anos, além dos doze repasses Desde a criação do progra- regulares, as famílias ganharam ma, o governador tem mantido o o direito ao pagamento de uma compromisso de reajustes anu- parcela extra, sempre no mês ais, visando garantir o poder de de dezembro, quando os trabacompra das famílias contempla- lhadores formais estão também das. O benefício, que começou recebendo seu 13º salário. com o valor de R$ 120, passou Outro diferencial é o critépara R$ 130 em 2010, e foi ele- rio de renda, que no programa vado a R$ 145 em 2011. do governo de Mato Grosso do O índice definido para Sul inclui famílias com rendireajustar o Vale-Renda neste mento per capta de até meio ano está acima do acumulado salário mínimo. É uma linha de 12 meses da inflação medida de corte mais abrangente que pelo IPCA (Índice Nacional de a do Bolsa Família, por exemPreços ao Consumidor Amplo), plo, que limita para inclusão

Governador André Puccinelli autoriza o aumento do Vale Renda para R$ 155 beneficiários com no máximo um quarto de salário mínimo de renda individual. Mais de 200 mil pessoas são diretamente beneficiadas com o auxílio, considerando que o número de famílias é de 60 mil. O benefício é pago mensalmente por meio de depósito em conta corrente aberta no Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. O beneficiário – responsável legal pela família, em geral, a mulher – recebe um cartão magnético que lhe permite sacar o dinheiro em caixa eletrônico ou efetuar compras no comércio, com débito em

conta. O Vale-Renda é o maior dos programas sociais do governo de Mato Grosso do Sul. Aliado a ele, estão o Vale-Universidade, o Vale-Universidade Indígena e o programa de cesta alimentar nas aldeias, que fazem chegar alimento na mesa e oportunidade de estudo e de futuro a um total de 100 mil as famílias atendidas diretamente pela assistência social. AUXÍLIO Os critérios de inclusão direcionam o Vale-Renda para famílias em vulnerabilidade so-

Campanha

Parceiros arrecadam 52 cestas básicas

Divulgação

D

OURADOS – Campanha promovida pelo grupo Mesa 20 da AABB e jornal O PROGRESSO arrecadou através de parceiros 52 cestas básicas. Os donativos foram doados a famílias carentes do Jardim Santa Maria, Vila Cachoeirinha e Izidro Pedroso. A arrecadação contemplou a campanha “Natal Sem Fome”, realizada pela primeira vez entre AABB e O PROGRESSO. Juntos já promoveram em 2011 a campanha do agasalho. Na época, mês de junho, O PROGRESSO durante campanha, pediu a sociedade a doação de alimentos e agasalhos. O Grupo Mesa 20 entrou como parceiro e arrecadou milhares de peças de agasalhos e dezenas de cobertores. Outras dezenas de cestas básicas, contendo materiais de limpeza e higiene foram doados pelo empresário Romem Barleta, pela Mercearia Oshiro e Associação de Combate ao Câncer de Dourados. O PROGRESSO também recebeu alimentos e agasalhos

Hedio, Roberto e Jânio foram os organizadores da campanha Natal Sem Fome de assinantes e de pessoas que entregaram os produtos na sede deste matutino e não quiseram se identificar. Tudo foi colocado nas mãos das mais de 60 famílias que vivem no Jardim Pelicano, e que estavam em condições precárias. Jânio Sothe, do Mesa 20, diz que as campanhas continu-

arão neste ano. “Se podemos ajudar as pessoas é mais do que justo promovermos essa missão de solidariedade”, disse ele, ressaltando que não há qualquer conotação políticopartidária na campanha. Em novembro de 2011 foi realizado ainda um almoço beneficente em prol da esposa

de um associado da ABBB. A mulher está com câncer. Foram arrecadados R$ 5.439. Foram parceiros da campanha de Natal: Rural Center, Ótica Isis, Ducal Funcionários, Borracharia racha, Scooby-doo Lanches, Lanchonete Pimpson, Maza Publicidade e Farol Jeep.

cioeconômica, e o objetivo vai além da assistência imediata para as necessidades básicas. O programa tem uma série de ações para ajudar os pais e mães de família no trajeto para sua independência e melhores condições de vida. Além do aporte financeiro, a Setas promove reuniões mensais em todas as cidades, a fim de acompanhar o desenvolvimento dos beneficiários e incentivar a participação em cursos. Por meio de parcerias, são oferecidas capacitações para promover o crescimento profissional e pessoal. Fre-

quentar as reuniões é uma condicionante para continuar no programa. Nesses encontros, os participantes têm acesso a uma grande variedade de informações que permite a eles buscar e exercer seus direitos de cidadão. Defesa do consumidor, combate à violência contra a mulher, benefícios previdenciários, e oportunidades para obter emprego e renda são temas recorrentes nas reuniões. Atento à realidade das comunidades, o programa incluiu no último ano a discussão sobre o bullying, uma demanda observada por pais e professores nas escolas. Outra novidade de 2011 foi a abertura de três turmas de alfabetização de jovens e adultos, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande, especialmente para beneficiários do VR. Para 2012, a meta é aumentar essas turmas. Esse caráter abrangente do programa produz resultados como o do vendedor de salgados Antonio Felix Barbosa. Auxiliado pelo Vale-Renda em um período de desemprego, conseguiu depois uma colação via a Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul e hoje é um microempreendedor individual graças ao apoio do Banco da Gente, instituição financeira de microcrédito mantida pelo Estado.


Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------o progresso

Desenho, que terá 26 episóDios, estreia sábaDo na reDe Globo Foto: Evelson de Freitas/AE

Personagens do “Sítio do Picapau Amarelo” e seus novos intérpretes

R

etrato da prosaica vida rural brasileira e das figuras do folclore tupiniquim, o “Sítio do Picapau Amarelo”, obra de Monteiro Lobato que completou em dezembro, 91 anos, promete pela primeira vez, ganhar o mundo em grande escala. Aguardada desde o fim da série de TV, em 2007, a Globo marcou para o próximo sábado dia 7, a estreia da primeira versão do “Sítio” em desenho animado, que irá ao ar aos sábados, em 26 episódios de 11 minutos. O produto, comprado pelo Cartoon Network para exibição no Brasil e América Latina a partir de abril, também será comercializado internacionalmente na Mip TV, feira do setor que acontece em Cannes, em abril. Coprodução da Globo com a Mixer (produtora da animação Escola pra Cachorro, do Nickelodeon, e da série teen “Julie e os Fantasmas”, da Band e Nick), o projeto, além de ser a primeira coprodução em animação da emissora, é o primeiro fruto colhido pela Globo, por meio do artigo 3.º A, da Lei do Audiovisual. Pela regra, as TVs do país que comprarem obras de audiovisual ou transmissões estrangeiras e, consequentemente, pagarem o imposto devido, podem investir parte desse imposto na coprodução de audiovisual brasileiro de produção independente. Ao todo, foram

Traços do desenho foi escolhido em concurso entre oito ilustradores investidos R$ 4 milhões, sendo R$ 3 milhões da Globo, via o artigo 3.º A. “E olha que foi barato”, garante Tiago Mello, produtor executivo da Mixer. “Trouxemos só gente muito fera – como o (diretor de animação) Humberto Avelar, dono de vários prêmios Anima Mundi; o (diretor musical) André Mehmari; storybordistas do Scooby-Doo e gente que há muito não fazia nada no Brasil. Além do (Gilberto) Gil, que estilizou a música de abertura. Um projeto desse custa US$ 3,5 milhões (em torno de R$ 6,5 milhões).” Brasilidade Para colocar o Sítio em

rota mundial, os traços do novo desenho – criados por Bruno Okada, escolhido em concurso entre oito ilustradores – têm algo das animações modernas do EUA e Japão, com olhos grandes e efeitos à la “Meninas Superpoderosas”. O diretor Humberto Avelar, porém, garante que o “Sítio” manterá a “cara de Brasil”. “Apesar do grafismo moderno, queremos retratar o interior de Minas, Rio e São Paulo”, diz Avelar. “Teremos uma vegetação brasileira e, diferentemente do humor americano dublado, que fala ‘tira’ em vez de ‘policial’, veremos um humor brasileiro. Aliás, essa é a versão mais engraçada que

já houve.” Com “Reinações de Narizinho” como base para essa primeira temporada, o roteirista Rodrigo Castilho diz ter inventado tramas a partir de indicações dadas por Monteiro Lobato nos livros. Assim, se no livro Rabicó não tinha lá boa memória para suas promessas, em um episódio, os personagens cobram o pagamento das promessas do porco falante. “Os personagens naturalmente são engraçados. Lobato disse que se Tia Anastácia soubesse o que viraria Emília, a tinha feito de seda e não de um paninho ordinário. E todos os dramas da boneca partem disso: ela sabe que é especial, mas queria ser feita de um pano menos ordinário. Isso já é um drama engraçado.” (AE)


2

Variedades Variedades

Variedades

Variedades Variedades

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 03 de janeiro de 2012

B1

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Canal Zap

Gabriel sobreira

Mulher de ferro

Pedro Paulo Figueiredo/CZN.

Depois de “Cordel Encantado”, Mariana Lima está de volta à tevê em “O Brado Retumbante”, minissérie que a Globo estreia no dia 17. “A minha personagem é a Fernanda. Ela é deputada e assessora do Paulo Ventura e ‘braço-direito’ dele”, explica. Mariana sempre fez muito cinema e teatro e acredita que por isso sua presença na tevê não é constante. “Não tenho o hábito de emendar uma produção em outra simplesmente para fazer televisão”, frisa ela, que soube da minissérie ainda quando estava na novela das seis. Para ela, as duas produções se assemelham com o preciosimo do cinema. “Em ‘O Brado Retumbante’ é como se eu tivesse feito oito filmes, porque cada capítulo tem qualidade de cinema. Assim como em ‘Cordel Encantado’”, avalia. A atriz garante que não segue uma fórmula básica para compor seus papéis. Para ela, esse tipo de processo deve ser o mais diversificado possível. “Me inspirei em várias mulheres que acompanho na política. Ter uma referência direta não é muito bom. O bom é poder misturar. Precisava tornar essa personagem humana, não só uma cópia”, defende.

Delicada relação

Carolina Kasting será uma psicóloga em “Amor, Eterno Amor”, próxima novela das seis da Globo. Na trama de Elizabeth Jhin, Carolina vive Beatriz, uma especialista em vidas passadas e cuidará clinicamente da pequena Clara, interpretada por Klara Castanho. Ao longo dos capítulos, Beatriz se envolve com Gabriel, vivido por Felipe Camargo, pai de Clara. Ele será um médico que não acredita nas habilidades paranormais de sua filha. A estreia do folhetim está prevista para a partir de março.

Retorno

Drica Moraes será uma “socialite” em “Dercy de Verdade”,

nova minissérie da Globo. Na produção, ela vive Clô Prado, uma das melhores amigas de Dercy Gonçalves, que é interpretada, em diferentes fases, por Heloísa Périssé e Fafy Siqueira. No texto de Maria Adelaide Amaral, Clô, além de amiga, também escreveu escreveu o espetáculo “Miloca Recebe aos Sábados” para a comediante. Drica estava distante da tevê desde sua participação, em “Ti-Ti-Ti”, em 2010, e “A Grande Família”. “Dercy de Verdade” tem quatro episódios e estreia no próximo dia 10.

Só dá ele

Glória Perez reservou Domingos Montagner para o elenco de sua próxima novela. Recente-

mente, o ator interpretou o capitão Herculano em “Cordel Encantado” e, a partir do dia 17, vive o Presidente da República Paulo Ventura em “O Brado Retumbante”, minissérie da Globo. O novo folhetim de Glória tem previsão de estreia para a partir de outubro e vai substituir “Avenida Brasil”, próxima novela das nove. Um dos locais de gravação da nova trama é o Morro do Alemão, que foi pacificado pela polícia do Rio de Janeiro.

Sem parar

Max Fercondini é só sorrisos. O ator se despediu do gentil delegado Wilson em “Morde & Assopra”, em 2011, e tem trabalho certo para 2012. A partir de fevereiro, ele começa a gravar “Gabriela”, próximo “remake” da Globo. Na adaptação de Walcyr Carrasco, Max interpretará Mundinho Falcão, importante exportador de cacau. Na versão de 1975, escrita por George Walter Durst, o personagem foi vivido por José Wilker. A previsão de estreia do “remake” de “Gabriela” é para a partir de abril.

Para matar a saudade

A partir do próximo dia 7, à 0h30, a RedeTV! estreia a primeira temporada de “Star Trek – A Série”. Serão 28 episódios remasterizados da série original com áudio digital e novos efeitos especiais. A história se passa no século XXIII, no ano de 2265, e conta as aventuras da tripulação da nave Enterprise, que explova novos mundos em busca de outras culturas, vidas e civilizações. “É uma série maravilhosa que, além de ter um óti-

Horóscopo A lua faz um ótimo aspecto com Júpiter e mexe com sua vontade de rever alguns valores e sentimentos relacionados à sua fé. Alguns planos e projetos em seus relacionamentos podem ser revistos. Sol e Plutão continua trazendo mudanças.

Hoje seus pensamentos e trocas intelectuais estarão mais profundos e carregados de seriedade, mas prometem avaliações e mudanças. Ótimo dia para leituras voltadas à espiritualidade. Sol e plutão continuam trazendo mudanças.

Mercúrio e nódulo em sagitário melhoram seus relacionamentos afetivos e amizades. Sol e plutão continuam mostrando a você uma forte necessidade de deixar para trás sentimentos e emoções do passado.

Prepare-se, pois esta semana a demanda de trabalho aumenta consideravelmente e muito movimento será a marca do dia a dia. Alguns projetos inacabados ou que sofreram uma parada voltam com tudo.

A lua se une a Júpiter em touro e melhora seu relacionamento com o trabalho e a carreira. Fase romântica em crescimento. Caso esteja só, prepare-se para um novo encontro amoroso.

Júpiter em touro continua beneficiando seus relacionamentos pessoais e romances, especialmente em viagens. Aproveite esta fase para boas conversas, reuniões e apresentação de projetos. Amor em fase de boas mudanças.

O dia está ótimo para estar entre amigos, portanto, aproveite e relaxe. Prepare-se para algumas mudanças nos contatos que envolvam seu trabalho: uma boa fase chega cada vez mais perto de você.

mo roteiro, agora possui recursos ainda mais modernos”, derrete-se Mauricio Tavares, diretor de novas aquisições da RedeTV!.

rápidas # o ator deo garcez está no elenco de “Carrossel”, novo “remake” do sbt. a previsão de estreia é para a partir de maio. # A série policial “Chapa Quente”, da Record, nem estreou e a emissora estuda a possibilidade de uma segunda temporada. As gravações começam em fevereiro. # o filme “os normais 2 – a noite mais maluca de todas” é o destaque da globo no “festival nacional” desta quinta, às 22h20. # Jean Fercondini está cotado para “Máscaras”, próxima novela de Lauro César Muniz, que vai substituir “Vidas em Jogo” na Record.

Foi bem

Jesuela Moro em “A Vida da Gente”, da Globo. A intérprete da pequena Júlia tem roubado as cenas com sua segurança e carisma.

Foi mal

A transmissão da Corrida de São Silvestre, da Globo. Apesar dos esforços da emissora, ficou claro que ela não estava preparada para a forte chuva que atingiu o evento no último sábado, dia 31. Inúmeras saídas do ar e câmaras balançando diversas vezes tiraram o brilho da corrida. E-mails para esta coluna: canalzap@cartaznoticias.com.br

Novelas

Rede Globo rede Globo

a vida da gente - Manuela não perdoa Ana e pede para ela ir embora. Iná consola Laudelino. Mariano pede para Vitória ser a treinadora de Cecília. Manuela conta para Júlia que se mudará para Florianópolis. A psicóloga explica como Ana e Rodrigo devem agir com Júlia. Wilson se encanta com o jeito como Moema o trata. Jonas demonstra sua satisfação com o trabalho de Ângela. Júlia pede para Rodrigo levá-la para casa e Ana se entristece. Alice tenta tranquilizar Renato antes de sua entrevista com Cícero. Ana decide se afastar de Rodrigo. Laudelino confirma que terá que fazer uma cirurgia. Ana decide não abrir mão de Lúcio. Rodrigo fala para Nanda que não consegue deixar seus sentimentos por Ana. Manuela se despede de Iná e Maria. Ana e Lúcio se beijam. aquele beijo - Agenor comunica à família que pretende levar Belezinha para morar com ele. Íntima se recupera e obriga Belezinha a se casar com Agenor. Regina planeja empregar Lena na casa de Maruschka. Alberto descobre que sua foto com Sarita foi publicada no jornal e cobra explicações de Maruschka. Damiana sugere que Felizardo cancele a comemoração de seu aniversário. Cláudia comenta que Rubinho não quer assinar os papéis do divórcio e Regina aconselha a filha a procurá-lo. Joselito decide viajar e deixa um bilhete para Iara. Violante dá um presente para Olavo e ele estranha a atitude da sogra. Íntima negocia com Felizardo os detalhes do casamento de Belezinha e Agenor, mesmo contra a vontade da filha. Marigona chega ao salão de Ana Girafa e pede para fazer o alisamento de Bernadete. Juan invalida a anulação de seu casamento com Lucena. Rubinho se recusa a dar o divórcio para Cláudia. Cláudia discute com Maruschka e, no calor da discussão, fala sobre o filho que a empresária entregou para adoção. fina estampa - Enzo e Pereirinha fogem do antiquário, mas acabam perdendo as miniaturas na rua. Teodora sai de seu esconderijo e recupera o tesouro. Crô fala para Tereza Cristina sobre seu parceiro misterioso e comenta sobre a tatuagem de escorpião. Zambeze estranha o comportamento de Álvaro. Baltazar reclama das atitudes de Solange com Celeste. Amália e Rafael passam a noite juntos. Danielle estranha ao ver Enzo passar correndo na frente de seu prédio. Pereirinha ouve a conversa de Silveira e Edmara sobre o roubo no antiquário. Teodora chega em casa com a caixa de acrílico. Tereza Cristina procura pelo exmarido na cama. Griselda sugere que Amália e Rafael se casem. Pereirinha encontra uma miniatura na rua. Esther tem alta do hospital e vai para casa com Vitória. Griselda pensa em mandar prender Tereza Cristina. Antenor afirma que Patrícia ainda está interessada nele. Juan Guilherme descobre que Chiara está voltando para o Brasil. Wallace e Zuleika voltam de São Paulo. Teodora guarda uma bolsa em um armário no aeroporto. Tereza Cristina ameaça armar um escândalo no restaurante de René, quando Griselda chega.

Palavras-Cruzadas Diretas

Procure relaxar e se dedicar aos seus relacionamentos no dia de hoje. A fase mais confusa fica para trás e, neste início de ano, a assertividade e objetividade próprias de seu signo voltam à sua vida. Bons acordos de negócios. A lua se une ao seu regente no hoje e você deve usufruir dessa boa energia se dedicando ao trabalho e melhorando sua rotina diária. Plutão e sol em capricórnio melhoram suas finanças e investimentos. Hoje, você vai preferir estar quietinho entre os seus e amigos mais próximos. Momentos de intimidade tendem a melhorar seu humor e tranquilizar seu espírito. Transformações profundas em suas emoções devem ocorrer. O sol e plutão ainda em capricórnio levam você a profundas reflexões e a um processo de mudanças e limpeza em suas emoções e sentimentos. Procure manter-se quieto e evite aglomerados neste momento. A lua se une a Júpiter em touro e aumenta sua capacidade de comunicação. Procure aproveitar essa boa energia e divirta-se entre amigos. Relaxe e prepare-se, pois uma nova fase começa em poucos dias.

solução do nº anterior


B1 Variedades Variedades VariedadesVariedades Variedades Variedades Variedades 3 Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 03 de janeiro de 2012

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

MIS exibe filmes gratuitos nas férias Longas metragens serão apresentados de segunda a sexta-feira, sempre às 14h Divulgação

Ator Selton Mello protagoniza o filme “O Cheiro do Ralo”, que será exibido dia 05

O

Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul (MIS de MS), unidade vinculada à Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural (GPHC) da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), apresenta, nos meses de janeiro e fevereiro, o programa “CineMIS Especial de Férias”, com exibição gratuita de filmes nacionais de longametragem pertencentes ao seu acervo, de segunda a sextafeira, sempre às 14h. “O Programa CineMIS Especial de Férias” democratiza o acesso às produções audiovisuais nacionais, principalmente neste período do ano, quando grande parte da

população tem mais disponibilidade de tempo e precisa de opções diferenciadas de lazer, entretenimento e cultura”, afirmou Américo Calheiros, presidente da FCMS. O MIS de Mato Grosso do Sul tem por finalidade preservar os registros que compõem a memória audiovisual sulmato-grossense, efetuando a salvaguarda dos bens culturais que formam a identidade cultural do Estado. Os filmes que serão exibidos no Programa “CineMIS Especial de Férias” foram doados pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) e compõem um panorama abrangente e diversificado da recente produção cinematográfica nacio-

nal - desconhecida por grande parte do público em geral –, possibilitando certa reflexão sobre a identidade brasileira a partir das muitas possibilidades de expressão já realizadas no país por meio da linguagem audiovisual. A programação teve início ontem com a exibição do documentário “O Mundo em Duas Voltas”, com direção de David Schürmann. Hoje tem o filme “O Passado”. Também estão na lista: “Os Doze Trabalhos” (dia 4); “O Cheiro do Ralo” (dia 5); “O Vestido” (dia 6); “Cazuza, o Tempo não Para” (dia 9); “Chega de Saudade” (dia 10); “Mais Uma Vez Amor” (dia 11); “Estamira” (dia 12); “Nina” (dia 13); “Dois Filhos de Francisco” (dia 16); “Cidade dos Homens (dia 17); “O Casamento de Romeu e Julieta” (dia 18); “A Máqui-

na” (dia 19); “Cabra-cega” (dia 20); “Os Desafinados (dia 23); “Contra Todos” (dia 24); “Peões” (dia 25); “O Maior Amor do Mundo” (dia 26); “A Guerra dos Rocha” (dia 27); “Proibido Proibir” (dia 30); “Casa de Areia” (dia 31); “Crime Delicado” (dia 1° de fevereiro); “O Prisioneiro da Grade de Ferro” (dia 2); “Ó Pai, Ó” (dia 3); “A Mulher do Meu Amigo” (dia 6); “Tapete Vermelho” (dia 7); “ O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias” (dia 8); “Primo Basílio” (dia 9); “Amarelo Manga” (dia 10); “Espelho D’Água” (dia 13); “Meu Tio Matou um Cara” (dia 14); “Polaróides Urbanas” (dia 15); “Zuzu Angel” (dia 16); “Cidade Baixa” (dia 17); “Jogo Subterrâneo” (dia 22); “Vida de Menina” (dia 23); “Vinícius de Moraes” (dia 24); “Irma Vap, o Retorno” (dia 27); “Mutum” (dia 28) e “Benjamim” (dia 29); SERVIçO Programa “CineMIS Especial de Férias” Local: Museu da Imagem e do Som de MS - Memorial da Cultura e Cidadania, Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar, Campo Grande. Data: Janeiro e Fevereiro, de segunda a sexta-feira, sempre às 14h. Informações: (67) 3316 9178. E-mail: mis.de.ms@ gmail.com


COlunA

Destaque “A família é o bem mais precioso que possuímos e o que menos valorizamos...” (Maria Gabriela V. Balardino)

O PROGRESSO

Reveillon 2012

Aniversariantes

A DZM e o Cerrado Brasil apresentaram um evento bem organizado, cheio de surpresas e emoções, com um cardápio variado e saboroso do Buffet Laudir e uma belíssima decoração do Edilson Spolador. A animação ficou a cargo do Dj Adriano, Grupo Sampri, Dj Basset e Dj Cachä. Tudo foi registrado pelo fotógrafo Goldemberg e equipe.

A bióloga e escritora Maria Eugênia Carvalho Amaral comemora idade nova hoje, recebendo os cumprimentos de amigos e familiares.

Parabéns ao sr. Aniz Faker que aniversaria hoje, recebendo o carinho da esposa Janete e de toda família.

Flash

Toda a alegria do bispo Dom Redovino e José Enedilton, felizes com o sucesso do calendário Diocesano 2012.

PARABÉnS AOS AnivERSARiAntES hOjE (03/01): Luiz Dourado - Hamilton Shoppion Junior - Paulo Sérgio Garcia - Evaldo V. Carde - Rubens Pereira - Célio José Shnoor - Manoel de Assis Rolon -Antônio João Braga da Rocha - Antônio de Paula Guimarães - Gilberto Ricardi Amanha (04/01) Dirce Penzo Carneiro - Jamilo Stessoto - Maria Elizabeth A. Marcondes - Galdinei Sanches Claudio Sidnei Lachi - Palmira Brito Felice - Taiuá Aguiar Quadros de Oliveira - Gustavo Carvalho R. de Almeida

Salmo

"Desde a antiguidade fundaste a terra, e os céus são obras das tuas mãos".


incluindo esporte

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Patrimônio Histórico

Temporal destrói figueira em Ponta Porã Com a queda de árvore centenária um servidor da Secretaria Municipal de Infraestrutura ficou ferido Thiago Salvador

Queda de figueira causa ferimentos e destrói veículos Thiago Salvador

Equipe da Secretaria de Infraestrutura teve muito trabalho para limpar o local

P

onta Porã - A tão feitura, que passava pelo local esperada chuva trouxe na hora em que a árvore caiu. alívio para agricultores Um servidor da Secretaria Mue também moradores nicipal de Infraestrutura ficou da cidade que sofriam com ferido. O outro carro, um Gol, os efeitos da longa estiagem. que estava estacionado na Rua Porém, também trouxe uma Antônio João, ficando bastante triste notícia para danificado. os ponta-poranenServidores Queda da ses: o vendaval da Secretaria de árvore também I n f r a e s t r u t u r a registrado na tarprovocou de de quinta-feira foram acionaprejuízos e (29) provocou a dos para efetuar um susto em destruição de um a limpeza do lodos monumentos várias pessoas cal, uma vez que históricos de Ponparte da árvore ta Porã, a Figueira bloqueava a pasHistórica, ao lado da Prefei- sagem de veículos na Rua tura. Antônio João. A Polícia Militar A árvore não resistiu ao auxiliou o trabalho, fechando o temporal e teve o tronco partido trânsito. em quatro pedaços. A queda O secretário municipal de da árvore também provocou Infraestrutura Helio Peluffo prejuízos e um susto em várias Filho esteve no local, juntapessoas. Dois veículos, um mente com homens do Corpo deles, uma camionete da Pre- de Bombeiros e avaliou a situ-

ação. “Infelizmente a tendência é de que tenhamos que cortar o que sobrou da árvore. Mas a decisão só será tomada depois de uma nova avaliação, mais detalhada. Lamentamos a perda de um dos patrimônios históricos de Ponta Porã. Porém, a força da natureza é implacável. Não tem como impedir que estas coisas aconteçam”, disse o secretário. A figueira faz parte do Patrimônio Histórico do Município. Seu tombamento foi assegurado através de Lei Municipal. Ela simboliza o início da criação de Ponta Porã que, em 2012, vai comemorar o primeiro centenário de emancipação político-administrativa. Foi em torno da figueira que surgiram as primeiras casas da cidade. Portanto, a árvore é mais antiga do que o município.

Ponta Porã

Camionete ficou presa sob os galhos pesados da árvore centenária em Ponta Porã

P

onta Porã - A queda da Figueira Histórica provocou ferimentos em duas pessoas e danos em três veículos. O caso mais grave foi o de Walter Dourados de Andrade, que passava pelo local no momento em que vários galhos estavam caindo. Ele estava numa camionete Ford/F1000, de cor

prata, com placas BQI-9804, de Ponta Porã. O veículo ficou destruído e preso sob a árvore. O motorista sofreu ferimentos na cabeça e teve que ser levado para o Hospital Regional. Seu colega, que também estava na camionete, sofreu ferimentos leves. Outro veículo atingido por galhos da árvore centenária foi um Gol, de

cor prata, com placas HTI1199, de Campo Grande (MS). Um Fusca de cor verde metálico, com placas HQM-8263, de Ponta Porã, também sofreu avarias. Os dois carros estavam estacionados embaixo da figueira. O trânsito ficou interrompido por algumas horas enquanto o pessoal da Prefeitura efetuava a limpeza da Rua Antônio João.

UEMS

34º Encontro de Clubes Processo seletivo de Laço será em janeiro tem início neste mês

P

onta Porã - Peões e amazonas estão preparando as botas e chapéus, pois neste mês a fronteira vai tremer com o 34º Encontro de Clubes de Laço que irá acontecer entre os dias 19 a 22 de janeiro, no Clube de Laço Lino Amaral Cardinal, em Ponta Porã. O patrão do Clube de Laço, Pompílio Júnior, convida toda a comunidade fronteiriça para prestigiar mais uma vez essa festa que movimenta toda a região e que é uma festa para a família, uma vez que existem os laçadores mirins, as amazonas e os peões. Nesta festa, mais uma vez, a Rádio 91.5 FM Cerro Cora da cidade de Pedro Juan Caballero estará com cobertura total do

evento durante o todos os dias e nas noites de festa, devido ao grande sucesso do ano passado, quando a emissora deu cobertura total à festa, a parceria foi reafirmada para o ano de 2012. De acordo com as primeiras informações, já estão confirmados mais de 20 clubes de Laços do Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e do Paraguai. Programação De acordo com o patrão Pompílio Júnior, a programação é bastante extensa, começando no dia 19 às 17h com a Vaca Gorda, com a taxa de inscrição de R$ 90,00 por trio e às 23h acontece o show com a dupla do momento Bruninho e Davi. Na sexta-feira, dia 20, a programa-

ção começa às 8h com o reinício da Vaca Gorda; às 14h, início da Vaca Gorda Milionária; 17h, baile carapé; 19h, abertura oficial da festa e às 23h, show com Jads & Jadson. No sábado, dia 21, as 6h começam as armadas de classificação; 12h, almoço; 17h, baile carapé e às 23h, o show com a dupla prata da casa Luis Guilherme e Nadielly. No dia 22, domingo, último dia de festa, às 7h, tem início a Taça de Bronze; meio dia, churrasco na sede do clube; às 13h, Taça Individual; 14h, entrega de troféus; às 14h30, Taça Patrão; às 15h30, acontece a Taça de Ouro; às 17h, o baile carapé, e encerrando o evento, às 23h, show com a dupla Thiago e Donizete.

D

ourados - Interessados em estudar na UEMS em 2012 já devem estar atentos quanto ao processo seletivo que tem início neste mês de janeiro. É o segundo ano consecutivo que a Universidade adota o Sistema Unificado de Seleção (Sisu), que utiliza integralmente a nota do Enem para ingresso. Com o objetivo de se organizar para o Processo Seletivo, a equipe administrativa reuniu-se nesta semana com a reitoria. O reitor Fábio Edir destacou que “este é o momento de acertar estratégias para garantir que todos os que sonham em cursar UEMS tenham a possibilidade de concorrer ao processo seletivo”.

A chefe da Divisão do Processo Seletivo, Márcia Regina Martins Alvarenga, acredita que este processo tem possibilitado maior acesso à Universidade, já que mais de 122 mil pessoas só do Mato Grosso do Sul se inscreveram no Enem 2011. Quanto aos inscritos no Sisu, no último ano, a UEMS teve mais de 20 mil inscritos, dado nunca alcançado com o vestibular convencional. Neste processo seletivo, a Universidade oferecerá 2370 vagas em 53 cursos. A expectativa do Ministério da Educação é de que a nota do Enem seja liberada no começo de janeiro, no dia 4. Entre 10 e 11 de janeiro, está prevista a abertura do pro-

cesso de inscrição dos alunos no Sisu, momento em que o candidato deve manifestar seu interesse pelos cursos da Instituição. Assim que as inscrições abrirem, o estudante que pretende usar a nota do Enem 2011 para concorrer às vagas oferecidas através do Sisu 2012 deve acessar o site oficial do sistema (http://sisu.mec. gov.br) e efetuar sua inscrição. O participante poderá se inscrever em até duas opções em cursos ou instituições diferentes. “Continue acompanhando as informações sobre o Sisu/ UEMS no site http://www.vestibular.uems.br/ ou no próprio site do Inep, http://www.inep. gov.br/”, destacou o reitor.


2

Polícia Polícia Polícia Polícia

Polícia

Polícia Polícia Polícia Polícia

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 03 de janeiro de 2012

D1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

1º de 2012

Jovem é morto com golpes de facão Rosimar, de 14 anos, foi atingido na cabeça e no pescoço; os acusados também são menores de idade

D

OURADOS - Ro- dele, mas se deparou com o simar da Silva de namorado já morto. Oliveira, de 14 anos, A Força Nacional foi morreu por volta das acionada e no local encontrou 20h de domingo, a golpes de a vítima caída no chão. Após faca e facão, na Aldeia Bororó. diligências os agentes cheEsse foi o primeiro homicí- garam, na madrugada de sedio na cidade de gunda-feira, até Dourados no ano um dos acusaDepois de de 2012. dos. É um mereceber os Conforme nor de 16 anos. relatou a namogolpes, rapaz O outro, também rada da vítima, tentou correr, menor, é irmão de 18 anos, eles mas caiu já dele, porém, está caminhavam pela foragido. Encasem vida aldeia quando fominhado à deleram surpreendigacia, o menor dos por dois jovens. Um deles foi apreendido em flagrante disse “é você mesmo”. Sem pela delegada Andréia Alves entender, segundo ela, Rosi- Pereira. mar não respondeu nada. Um dos rapazes começou então a Na tESta desferir os golpes de facão e Luis André Arlindo, de em seguida o outro desferiu 25 anos, morador na Rua Aragolpes de faca. guaia, no Jardim Água Boa, Rosimar foi atingido na levou um tiro na testa por volta cabeça e no pescoço. Mesmo das 17h20 de domingo. Ele esferido, ele conseguiu correr tava em frente da sua quitinete para a casa da namorada, tomando tereré na companhia próximo ao local do crime. de um amigo quando populaA jovem de 18 anos foi atrás res ouviram disparos.

Os vizinhos viram o amigo correndo da quitinete, logo após os tiros. No local encontraram Luis ferido. Antes do ocorrido os dois teriam se desentendido. Um dos vizinhos disse à polícia que o acusado sempre frequenta a casa de Luis. A vítima foi encaminhada pelo Samu ao Hospital da Vida. O estado clínico é grave. NO ROStO Outra tentativa de homicídio ocorrida no domingo foi em um assentamento, na cidade de Rio Brilhante. Valdir Dantas da Rocha, de 29 anos, levou um tiro no rosto. Ele estava no assentamento quando uma pessoa identificada por Elder Bifi chegou com uma espingarda, vindo a disparar em direção de Valdir. Ferido, o homem foi encaminhado para o hospital de Rio Brilhante, onde está internado e o seu estado é grave. (Com informações de Sidnei L. - Bronka)

Sumiço

Jovem deixa carta e desaparece em Dourados

D

OURADOS - Está desaparecido desde a última sexta-feira, Marcos Celso Santos, de 26 anos, sócio-proprietário da Oliveira Gás, em Dourados. A família está desesperada. De acordo com a esposa dele, Meire Arantes, o rapaz deixou uma carta de despedida e saiu com dinheiro e o carro do casal. A última vez que foi visto estava com o uniforme da empresa.

A mulher disse que não houve briga entre eles e que não havia motivos para o marido sair de casa. Segundo ela, a filha de 4 anos do casal está preocupada e pergunta sobre o pai a todo o instante. A família registrou Boletim de Ocorrência ontem. Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro de Marcos Celso Santos pode entrar em contato com a família através do telefone: 9947 1703.

Divulgação

Marcos Celso Santos, 26 anos

Empresário ‘rouba’ carro que havia sido furtado

D

estava do lado de fora do carro, fugiu correndo e não foi encontrado pela polícia. O comparsa que estava ao volante tentou escapar, mas foi capturado por funcionários e clientes do posto. O empresário disse que agiu movido pela emoção. Ele conta que viajou para o Natal e deixou o veículo em casa. Os bandidos invadiram o local para cometer o furto. “O carro não tinha seguro. Atravessei a fronteira e fui atrás dele. Passei por mais de dez desmanches, mas não encontrei”, diz. Ele descansava em frente

PRF divulga balanço sem mortes nas rodovias

Hedio Fazan/Arquivo

Durante a Operação Sentinela não houve mortes no trânsito durante o ano-novo

D

OURADOS - Durante a Operação Sentinela não houve mortes no trânsito durante o ano-novo nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, conforme a Polícia Rodoviária Federal. Houve somente apreensão de veículo por suspeita de adulteração, cinco pessoas tiveram que ser encaminhadas para a delegacia por dirigir carro e pilotar motocicleta em estado de embriaguez. Um veículo Fiat Uno com registro de roubo foi recuperado. Um homem de 21 anos foi preso após ser conferido

que contra ele existia mandado de prisão em aberto. MatO GROSSO O balanço parcial divulgado pela PRF em Mato Grosso mostra uma redução em 66% no número de mortes provocadas por acidentes de trânsito no último final de semana de 2011 . Já o número de acidentes caiu 38%, em comparação com a operação do ano passado. Houve redução também na quantidade de pessoas que ficaram feridas, de 33%. No domingo (1º), foi intenso o fluxo de veículos na BR-364, na saída de Cuiabá para Ron-

donópolis. Apesar da grande quantidade de veículos, o trânsito fluiu bem. De acordo com a PRF, no último final de semana foram registrados 22 acidentes, 20 feridos e uma morte. Já na operação passada, foram registrados 36 acidentes, 30 pessoas ficaram feridas e 3 morreram. A Polícia alerta sobre o período de chuva. Os motoristas também devem revisar os pneus, o limpador de parabrisas e a documentação. O alerta da PRF é também para que os motoristas não peguem a direção depois de ingerir bebida alcoólica.

Residências

Recuperou

OURADOS - Empresário de Dourados recuperou por conta própria o carro que havia sido furtado. Ele seguiu os suspeitos até um posto de combustível, pulou dentro do veículo pela janela e pegou as chaves que estavam na ignição. A cena foi registrada pelas câmeras de segurança do estabelecimento. “Parece brincadeira, mas tive que roubar o carro que haviam me roubado. Não pensei duas vezes. Não ia perdê-lo de novo”, disse ele. Um dos suspeitos, que

Em MS

ao seu estabelecimento comercial, após uma semana de buscas, quando viu o carro passando. “Olhei e não acreditei. O carro estava lavado, encerado e polido. Lá estavam os dois bonitões, ouvindo um hip-hop no meu sonzinho maneiro e dando uma voltinha com meu carro pela cidade. Não pensei duas vezes e fui atrás”. O furto foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia Civil. O suspeito detido no posto de combustível foi levado à delegacia, prestou esclarecimentos e foi liberado. O comparsa já foi identificado pela polícia.

Polícia Civil orienta sobre segurança durante viagens Edemir Rodrigues

Campainhas e interfones das casas devem ser deixados desligados durante a viagem

D

OURADOS - A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul dá algumas dicas de segurança para residências durante viagens. Dentre elas, avisar vizinhos de confiança sobre a viagem, deixando um telefone de contato para casos de emergência. Caso os vizinhos notem algo estranho deverão entrar em contato com a polícia e terão como avisar o morador onde ele estiver. Outra dica importante da Polícia Civil é não deixar acumular correspondência na frente da residência: cartas, jornais, revistas. Se possível

pedir para alguém recolher ou suspender a entrega de jornais e revistas durante o período de ausência Não manter cadeados do lado de fora do portão (indicativo de que houve a saída dos moradores) e deixar desligada a campainha, pois isso deixará em dúvidas quem tocá-la apenas para verificar se há alguém na casa. Em caso de residências térreas, e se a viagem for de avião, deixar o carro na garagem; e não deixar uma luz acessa, pois se durante a noite ela é útil, de dia é indicativa da ausência de pessoas na

residência. Também deve verificar antecipadamente sobre os pontos mais fáceis de acesso à residência e bloqueá-los. O ideal seria um sistema de cercas eletrônicas bloqueando toda a periferia do imóvel e outro sistema de monitoramento que, mesmo desligado, inibiria a entrada de ladrões. Instalação de “timers” para que acendam as luzes internas e externas na residência no período noturno. De acordo com a Polícia Civil, a melhor dica para a proteção da residência contra ladrões é fazê-la parecer habitada.


C1 Cidades Cidades Cidade Cidades Cidades Cidades Cidades Cidade Cidades Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Fátima do Sul

Prefeita brinda 2012 com 10 mil pessoas O Fátima Feliz 2011 promovido pela Prefeitura contou com show pirotécnico e da Banda Saint Louis Rogério Sanches/Fátima News

F

átima do Sul Virada’. A grande festa prepa- Cerca de 10 mil rada por uma equipe de mais pessoas estiveram de 50 pessoas, contou com presentes na avenida uma grande estrutura de palco 9 de Julho, em frente a Praça e iluminação, que juntos celeCentral Getúlio Vargas em braram a chegada de 2012. Fátima do Sul, para comemoRealizado e idealizado rar a chegada de desde 2005 pela 2012 com a preprefeita Ilda MaProgramação feita Ilda Salgado chado, o ‘Show começou dia Machado (PR), da Virada’ em 10 de dezembro acompanhada Fátima do Sul com a chegada vem sendo o mais do deputado estadual Londres do Papai Noel conhecido da reMachado (PR), gião. O evento é na cidade da vereadora de repleto de muiCampo Grande, ta animação ao Grazielle Machado (PR), do longo de toda a avenida. O vice-prefeito José Cassiano de show com a Banda Saint Louis Oliveira “Teté”, além de todos agitou todos os presentes logo os secretários municipais e de- após o espetáculo do show pimais autoridades presentes. rotécnico que iluminou o céu O evento que faz parte do e toda a avenida dando as boas “Fátima Feliz 2011”, promo- vindas a 2012. vido pela Prefeita de Fátima A prefeita Ilda Machado Sul, Ilda Salgado Machado do, minutos antes da virada (PR), fez a passagem de 2011 de ano, fez um discurso no para 2012 com o ‘Show da qual destacou e agradeceu

ilda e londres brindam com quase 10 mil pessoas na virada de ano em Fátima do Sul a população fatimassulense pelo apoio e pelas conquistas alcançadas em 2011. “O sucesso dessa festa e de todas as conquistas em Fátima do

Aral Moreira

Sul que obtivemos em 2011 são porque vocês me deram confiança e apoiaram meus projetos de benfeitorias para esta cidade. O momento é de

agradecimento e nesses minutos que faltam para findar 2011, quero agradecer a cada fatimassulense, pelo apoio na minha administração e quero

prometer mais trabalho e dedicação em 2012, que Deus ilumine a todos e que 2012 seja de muita paz, saúde e muita prosperidade. Feliz 2012 a todos”, finalizou Ilda Machado. FÁTIMA FELIZ 2011 A programação do Fátima Feliz 2011 começou no último dia 10 de dezembro de 2011, com a chegada do Papai Noel em Fátima do Sul e no dia 11 no distrito de Culturama. A programação com a visitação da Casa do Papai Noel continuou até dia 23 de dezembro, lembrando que a prefeita Ilda Machado programou para cada dia na Orla do Parque Aquático, a apresentação das Igrejas de Fátima do Sul e também a apresentação de belíssimas Cantatas Natalinas com a participação do Coral Municipal de Luzes.

Escolas

Nova Mesa Diretora da Sesi abre matrículas Câmara é empossada para 3,4 mil vagas

A

ral moreira Uma sessão solene realizada na noite de sexta-feira (30) marcou a posse na nova Mesa Diretora e da nova presidente que vai comandar os trabalhos frente à Câmara Municipal de Aral Moreira no decorrer de 2012, último ano da atual legislatura. A solenidade que foi comandada pelo atual presidente da Casa de Leis, vereador Valdir Soligo, aconteceu com o Plenário Agostinho Wolf completamente lotado. Entre os visitantes presentes estavam o prefeito Edson de David, acompanhado da primeira-dama e secretária de Ação Social, Suely Valotta, representantes de partidos políticos, de entidades, secretários municipais e representantes da sociedade civil organizada do município da fronteira, além de familiares da nova presidente da Casa, a vereadora Vera Cruz Bonaldo, a “professora Verinha”. No primeiro ato, o presidente atual da Casa empossou a nova presidente e fez a transição simbólica das chaves da Câmara Municipal à vereadora Verinha, que em ato continuo, empossou o primeiro secretário da nova mesa, o vereador Adir Berton-

cello e a segunda secretária da Casa, a vereadora Terezinha Rosely Olmedo, a “Rose da Câmara”. O vice-presidente da nova Mesa Diretora, vereador Moacir Pagoto, o “Chico Catariana”, que estava em viagem ao Estado do Rio Grande do Sul, será empossado pela nova presidente durante a sessão de abertura dos trabalhos legislativos de 2012 na Câmara de Aral Moreira. A sessão está marcada para acontecer no dia 15 de fevereiro, uma quarta-feira. Além de Chico Catarina, apenas a vereadora Carmen Oliveira não se fez presente na sessão que marcou a posse na nova presidente e da nova mesa diretora da Câmara de Aral Moreira para o ano legislativo 2012. NA TRIBUNA Ao fazerem uso da tribuna, todos os vereadores presentes na sessão solene declararam total apoio à nova Mesa Diretora da Casa de Leis e proferiram palavras de incentivo a nova presidente, professora Verinha, que está em seu primeiro mandato frente a Casa de Leis e apesar de empossada na sexta, assumiu efetivamente a presidên-

cia da Câmara no domingo, dia 1º de janeiro. O prefeito Edson de David parabenizou a nova presidente pela ascensão ao cargo e desejou sucesso no comando dos trabalhos frente ao Poder Legislativo local no decorrer de 2012. A nova presidente, eleita por unanimidade de votos durante sessão especial realizada no dia 20 de dezembro, Vera Cruz Bonaldo, destacou que quer realizar um trabalho voltado para a aproximação do Poder Legislativo Municipal com a população do município, a valorização do vereador e buscando o entendimento com o Poder Executivo Municipal sem deixar de exercer a função institucional da Câmara, que é analisar detalhadamente projetos e ações, antes de levar ao plenário para votação. “Vamos trabalhar pelo desenvolvimento de Aral Moreira”, disse a nova presidente. Além dos vereadores já mencionados acima, fazem parte da atual legislatura frente à Câmara Municipal de Aral Moreira o vereador Wilson Gonçalves de Almeida, o “Mordomia”, e as vereadoras Marinete Carvalho da Costa Piveta e Silvana Maria Alves Cordeiro. Joelso Vermelhinho

o atual presidente Valdir Soligo entrega as chaves à nova presidente professora Verinha

Divulgação

as matrículas estão abertas para o próximo ano letivo nas escolas da rede Sesi

C

ampo Grande - A Rede Sesi de Educação em Mato Grosso do Sul está com matrículas abertas até o dia 27 de janeiro de 2012 para o próximo ano letivo nas escolas de Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental (1º ao 9º ano), Ensino Médio, EBEP (Educação Básica Articulada com a Educação Profissional) e EJA (Educação de Jovens e Adultos). Ao todo, as escolas oferecem 3.420 vagas para o ano letivo de 2012. Segundo a superintendente do Sesi, Maura Gabínio, a missão da entidade é oferecer educação de qualidade aos trabalhadores das indústrias e seus dependentes. “É a formação educacional dos funcionários que faz a diferença para a indústria, pois, resulta em boas oportunidades, proporcionando melhor qualidade de vida. Acreditamos que com essa oferta de vagas, o industriário poderá acelerar o aprendizado dele e da sua família”, analisou, completando que o Plano Estratégico do Sesi tem como um dos seus desa-

fios a promoção da educação básica de qualidade. A coordenadora da área de educação do Sesi, Simone de Figueiredo Cruz, explica que as 3.420 vagas abertas para o ano letivo de 2012 foram distribuídas de acordo com a demanda apresentada em cada região. “Na Capital, vamos trabalhar apenas com o Ensino Fundamental, enquanto em Corumbá oferecemos Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, EBEP e EJA. Já em Dourados temos Educação Infantil, Ensino Fundamental, EBEP e EJA, sendo que em Três Lagoas disponibilizamos Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, EBEP e EJA”, detalhou. Em Campo Grande são oferecidas 236 vagas do 1º a 9º

anos do Ensino Fundamental, enquanto em Corumbá estão disponibilizadas 562 vagas na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, 287 vagas na EJA e 30 vagas no EBEP. Já em Três Lagoas são 775 vagas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, 470 vagas para a EJA e 30 vagas para o EBEP e, em Dourados, estão disponíveis 1.030 vagas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, EJA e EBEP. SERVIÇO Mais informações com as secretarias das escolas do Sesi em Campo Grande (67-3365-7861), Corumbá (67-3234-3600), Dourados (67-3424-1752) e Três Lagoas (67-3521-2556)

Convite de Missa

A família de Walmir Ferreira, ainda consternada com o seu falecimento, ocorrido no último dia 27 de dezembro, convida a todos para a missa de 7º dia do seu falecimento, que será celebrada hoje, às 19h, na Igreja Matriz São José, em Itaporã. E agradece aos que se fizerem presentes em mais esse ato de fé e amor cristão.


4

Cidades Cidades Cidade Cidades

Cidades

Cidades Cidades Cidade Cidades

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

C1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Deodápolis

Prefeito comemora obras finalizadas Segundo a Assomasul, devido a vários fatores, Deodápolis está na frente dos 77 município do MS Wilson Amaral

D

eodápolis - O João, Aparecida do Taboado, prefeito de Deodápo- Bataguassu, Bela Vista, Bralis Manoel Martins silândia, Caarapó, Caracol, teve muito a come- Chapadão do Sul, Corguimorar nesse final de ano, pois nho, Coxim, Douradina, Guia além de realizar muitas obras Lopes da Laguna, Iguatemi, – entre elas a drenagem da Inocência, Itaporã, Ivinhema, Avenida Genário Costa Matos Japorã, Jaraguari, Jardim, em mais de 500 metros de rede Jateí, Juti, Maracaju, Miran– e iniciar outras – como a cre- da, Nioaque, Nova Alvorada che Escola de Ensino Infantil do Sul, Novo Horizonte do que está sendo construída Sul, Paranaíba, Pedro Gomes, ao lado da creche Porto Murtinho, antiga, também Rio Negro, São ‘Esse o início da Praça Gabriel do Oescrescimento da Juventude e fite, Sidrolândia, marca essa nalização da obra Sonora, Tacuru e de ampliação e administração Terenos. arborização da De acordo que teve início Avenida Deodato com a Assomaem 2005’ Leonardo da Silsul (Associação va na saída para o dos Municípios Distrito de Lagoa Bonita. do Mato Grosso do Sul), o muDevido a diversos fatores nicípio de Deodápolis devido vários foram os municípios a vários fatores entre eles o que perderam arrecadação do aumento populacional ficando ICMS (Imposto de Circulação na frente de todos os 77 mude Mercadorias e Serviços) nicípios e teve um acréscimo Além de Água Clara, tive- de 12,84% na participação do ram reduções consideráveis ICMS, que passa de 0,3020% na participação do ICMS os para 0,3408%. municípios de Dois Irmão Segundo o prefeito Mado Buriti (2,44%), Sidrolân- noel Martins, esse crescimendia (10,90%), Bandeirantes to marca a história do antes (7,13%) e Amambai (7,80%). e depois dessa administraTambém terão de administrar ção que se iniciou em 2005. receitas menores resultantes “Naquela época o município do rateio do ICMS as prefei- estava perdendo nos índices turas de Anastácio, Antônio de arrecadação. Pararmos de

prefeito Manezinho comemora as conquistas alcançadas na cidade no ano de 2011 perder foi a primeira vitória que Deus nos deu e daí para frente começamos a ganhar onde conquistamos aos poucos aumento na arrecadação do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) saindo de 0,6 para 0,8 , do ICMS saímos dos .0,3020 para 0,3487 conquistando passo a passo os índices

perdidos fomos também dando embalo ao crescimento que todo município precisa para assegurar e buscar investimentos para população”, destaca o prefeito. Assim o município deu início então à pavimentação asfáltica da cidade, um fator preponderante para quem

investe em sua moradia; quer seja com emenda parlamentar ou com recursos próprios e a administração direta; a cidade recebeu 100 mil m² de pavimentação asfáltica, mais de dez mil de meio fio e 1500 metros de drenagem de águas pluviais, o que significa a preço atual em mais de 1 mi-

lhão e quinhentos mil reais de investimento na infraestrutura. “Com essa segurança atraímos um crescimento populacional urbano recorde na região na razão de 9 mil habitantes para mais de 12 mil habitantes; por isso somando-se maior consumo em nosso comércio local, maiores vendas; incluindo aí o material de construção, uma produção agrícola e pecuária garantida graças ao tipo de solo e clima favoráveis e reunimos numa somatória geral as condições para sair na frente no crescimento do índice de ICMS e conquistamos assim o 1ª (primeiro) lugar na corrida estadual; quero em primeiro lugar agradecer a “Deus” autor e consumador de tudo e dividir essa alegria com todos os municípes que na luta do dia a dia somou pontos com a gente para crescermos em números e atingirmos o 1º lugar no Estado, concluiu o prefeito Manezinho afirmando: esse é o caminho para muitas outras conquistas que ainda teremos pela frente em 2012 estaremos juntos para realizar-mos tudo aquilo que projetamos e muito mais, resta-nos a agradecermos à todos e a Deus por tudo que conseguimos realizar até aqui. Feliz 2012 a todos”, destacou o prefeito.

JOãO ORzEni

Social

Antônio João

Em Antônio João você assina O PROGRESSO entrando em contato com João Orzeni pelos telefones (67) 3435-1291, 9979-1944 — e-mail: joaoorzeni@gmail.com

86 anos

Fotos: Luiz Valney (Xuxa) e colaboradores

Belíssima festa aconteceu no último dia 31 de dezembro para comemorar os 86 anos de vida de Ayda (Dona Laide), ao lado de familiares e amigos.

A aniversariante Ayda e o companheiro Celi

Um click especial de Ivanir Xavier (Dona Vanica) e o Pe. Melo

Ayda com as irmãs Alaidina e Adelaide Parabenizamos a gatinha Tatiane Oliveira que completou 15 anos no último dia 30 de dezembro.

Destaque especial para dupla Cleber e Aldires

Ayda com a irmã Alaidina e a neta Marisa Comemorando o revellion com muita festa e queima de fogos, a prefeita Lúcia Regina ao lado do esposo Nereu Nantes, cantor Cleber, secretário de Transporte Mário Marques e a secretária de Educação Ana Lúcia.

Ayda com os filhos Agnaldo, Aldo, Wilma, Jorge, Beto e Aroldo.

Momento importante de assinatura do convênio para compra de uma PáCarregadeira no gabinete da prefeita Lúcia Regina, com a diretora de finanças Rita Leonor e os gerentes da agência Banco do Brasil Ponta Porã, Mario Tanamati e Ana Carla Almeida


Classificados

Classificados Classificados

Classificados Classificados

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terรงa-feira, 3 de janeiro de 2012

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO


2

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

C2

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

12

VENDE-SE LOTES

Próx. Clube C.E.F, R$ 35 mil + 14 parcelas de R$ 290,00. 9628-3508

Casa 5 peças, R$ 65 mil, troca-se. 9254-5574

C/ garagem, cober ta, 2 peças + wc, Água Boa, W15, R$ 400,00. 9958-9767

A par tir de R$ 350,00, livre. R. Eulália Pires, 2286. 9971-3212

Próx. Embrapa. 9971-3855 ou 8411-1927

Rua Manoel Santiago, próx. Unigran e Uniderp. (67) 8100-7273

Na beira do Rio Dourado. 40x150. 9971-2697

PQ. ALVORADA

Terreno 700m², centro. Creci 2988. 9808-7007

EDÍCULA QTO/SLA/COZ/WC

PROCURO P/ ALUGAR

26x35=910m². 3421-7011

Varanda, Jd. Colibri. 96432720

Pq. Alvorada ou imediações, por 6 meses 9944-9235

JD. OURO VERDE 720,00

SALÃO COMERCIAL

3 qtos, 2 slas, R: Major Capilé, 5460. 9659-5910

Por to Alegre, 409, R$ 450,00. 9916-0184

59

VILA MAXWEL 350 MIL

ÁREA CAMPING

195m² const, próx. Merc. São Francisco. 9971-2263 Creci 4192 60

VL PLANALTO 275 MIL 242m² const, próx. Col. Bandeirantes. 9971-2263 Creci 4192

61

VL PLANALTO 420 MIL

Psicultura, pesque pague. Telefone para contato 99970788

1 suíte, 02 qtos, sla, coz. 9971-2521

JD. MÔNACO

Venda e compra. Pereira Creci 2988. Telefone 98087007

56

01 suíte, 02 qts + peças. 9251-9061

57142

TERRENO JD. GIRASSOL

R: Claudio Goelzer, 1061, financia. Telefone 96423561

108

23

20X60 1.200M²

58

Vende-se edícula, c/ terreno grande. Telefone 34264746

70

KITINETE

PQ. ALVORADA NOVA

ALTOS DO INDAIÁ

59583

ALUGO KITINETE

R$ 150 mil. 9979-4348 ou 3423-0509

38

63

JD. VISTA ALEGRE

57

CASA-VENDA

59667

JD. PARATI C/ 2 PEÇAS

58213

P/ CRECHE E ESCOLA

18

59555

RUA PONTA PORÃ 370

64

Próximo ao Parque Alvorada. 9972-7209

59564

SALÃO C/ CASA 265M²

65

R: Monte Alegre 5305, Ouro Verde. 9233-4878 59306

VENDO CAMPO GRANDE

66

Ou troco por casa em Dourados. Telefone contato 9975-5765

59600

VILA ALMEIDA R$ 130 mil, 02 qtos, varanda, salão. Telefone 99724408

CASA-ALUGA

56833

CASAS E APARTAMENTOS

KIT PRÓX. SHOPPING R: Gaspar Alencar, 562. 9971-8404 ou 9636-5138

KITINETES NOVAS Jd. Sto André, Rua Vereador Aguiar Ferreira de Souza, 386. 3424-1498/92378988 109

PRECISA-SE MOÇAS Estudante p/ dividir aluguel no Centro. Telefone 84815062

59606

58933

71

CORONEL PONCIANO 72

JARDIM PELICANO 5.000m². 3421-7011

51

Adelina Rigotti. 99720108

VL TONANI R$ 3.950,00 1 suíte, 02 qtos, coz, móveis planejados. 99722521

13

JD. GUAICURUS 110

CHÁCARAS

JD. GUAICURUS 12X30 79

SÍTIO EM DOURADOS 15,5 alqueires. 99336060

80

VENDO CHÁCARA No BNH 4º Plano, 3,8 hectares, R$ 250 mil. 8190-9498

TERRENOS 39

Próx. Indaiá, R$ 18.000,00+ parc. 9925-6470

FAZENDA 55169

PARA SOJA/GADO/CANA Compra ou venda. Pereira Creci 2988. 9808-7007

VENDE-SE LOTES Na beira do Rio Dourado, 40x150. 9971-2697

87

Ótima localização. 99740280

73

JD. MONTE CARLO

VENDO TERRENO 1.000m², perto BR 163. 9972-2973+ 78

Sub esquina, 15x30. 34217011

74

LOTEAMENTO SANTA FÉ

VILA SÃO PEDRO 375M² Registrado em cartório, R$ 20 mil. 3423-2427

59326

C/ água, luz, asfalto, 48 meses. Gondim Creci 2648. 3421-0034/Plantão 99711320 75

1/2 TERRENO SOB ESQ.

Comerciais juntos, entrada + parcelas, r: Cel. Ponciano, fundos retifica São Paulo. 9971-2828 76

12x30, quitado, R: G3, Q 11 L 18. 9946-9395

68

ALUGA-SE COBERTURA

77

VENDE-SE 2 TERRENOS

LOTES 20X50 De 20, 30 e R$ 40 mil, saída p/ Caarapó. 99713855/8411-1927

2 TERRENOS ASFALTO Próx. 3º Batalhão, aceito carro. 9971-4126

59585

2.000M² PRÓX. BR 163 Esquina, saída p/ Caarapó. 9971-3855 ou 8411-1927

APTO-VENDA

54798

CAMPO BELO I E II

69

APTO ED. AMARILIS

Sitiocas, 20x50. Entrada + 84 parcelas á partir de R$ 360,00 mensais. 8411-1927 ou 9971-3855 Creci 2649 satorreimoveis.com.br

02 qtos, wc, sla, coz, garagem, a. serviço. 81791777

JARDIM EUROPA

Próximo á Unigran. R$ 110 mil. 9607-8947

59282

Esq. 18x32, ótima localização. 9971-1393

59544

JARDIM PELICANO 5.000m². 3421-7011

59543

JD. MONTE CARLO Sub esquina, 15x30. 34217011

58877

LOTEAMENTO SANTA FÉ C/ água, luz, asfalto, 48 meses. Gondim Creci 2648. 3421-0034/Plantão 99711320

44

APTO RESD. ITAOCA


C2

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

3

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

32

PAJERO SPORT HPE AT

4 portas, cinza. 9976-6040 ou 8462-2905

Com alarme e trava. 81653432 / 9972-9463

Verde metálico, 4P , básico, R$ 12.500. 9987-5071

Expression com ar digital. 9972-7279

06/07, prata, completo. 3420-2000

GOL G5 POWER 1.0

GOL 93/94 QUADRADO

UNO 06/06 2P C/ AR

07/08, completo, prata, boas condições. 96494111

SITIOCA C/ CASA

Cinza, completo, R$ 31.500,00. 9607-2251

Motor novo, verde metálico. 9955-0701

DVD, branco, R$ 17.500,00. 9628-1317

UNO 00/01 SMART

VOYAGE 1.6 AZUL 92 TE/AL, som, CD, roda esp., R$ 8.500. 9965-0290

GOL POWER 09/10 1.6

GOL G4 2006 PRATA

UNO 93/94 CINZA 4P

3 peças, 04 lotes, 20x50, quitado, R$ 80 mil. 96341665

Prata, completo, R$ 33.000,00. 9972-8093 c/ Marcos

4P, Ar, TE, AL. Telefone 9959-3057. Ac. troca (-) valor.

C/ som, R$ 8.000,00. 9641-3161

FUSCA 83 BRANCO Particular. 9221-5418

19

Particular. 8118-5763

GOL 06/06 BRANCO 4P

C/ ar, financiado, troco por moto. 9697-0715 40

GOL 1.6 AP 94/94

TE, AL, azul metálico, Gol copa. 9647-2068

81

GOL 10/11 G5 1.0

Prata, completo, R$ 29.800,00. Telefone 99017156 30

GOL 1993 MOTOR AP Bem conser vado. 84014132 ou 3426-5538

82

GOL G3 01/01 CINZA TE, AL, AR, 4P, LDT. 99196693

59454

59629

29

14

UNO 98 4 PORTAS BRANCO

GOL G5 POWER 1.6

UNO COMPLETO FINANCIADO

FIAT

01/01, 4 por tas, R$ 6.500,00 + 35x R$ 410,00, troco. 9968-4854

Completo, R$ 8.500,00. 9109-7443

85

VENDO SANTANA 99/00 9971-2828

104

Vendo/troco por Titan. 9288-1088

L200 OUTDOOR GLS 09/09, cinza, completa. 3420-2000 59540

GOL 1.6 9607-9283

Azul, 2P, AL, TE, R$ 10 mil. 8168-6352 59590

Cinza, completo, R$ 31.500,00. 9607-2251

49

54

59660

17

GOL QUADRADO R$ 6.500

VOYAGE 88 DOURADO

GOL 01 + VERANEIO 89

59649

88/88, 1.6, AP, álcool, AL+ TE, rodas, troco. 99684854

LOGUS 94 VERDE 1.8

2

55639

VECTRA 2002

41

02 GOL 97/98 MI 2P

59551

PALIO WEEKEND TRYON

36

01 cinza met, LDT e 1 verde metálico. 9994-7375

58629

PALIO YOUNG 00/01

84

4

88

GOL 2007 2P BÁSICO 83

VOLKSVAGEM

59638

GOL G4 06/07 C/ AR

UNO FIRE 2P 07/08 Ve r m e l h o , básico, 41.000Km, R$ 16.500,00. 9984-4154

R$ 9.800,00. 9916-2852

31

2 UNO WAY 2009/2010 Básico, 4 por tas, prata. Telefone para contato 34248889

52

35

105

UNO SMART 00/01 4P Branco, R$ 10.000,00. 9914-8265 ou 9127-7666

45

C10 DIESEL 74 VERMELHA

PALIO 09/10 CINZA

Documentada. 9631-6517

Completo. Telefone 99717030

CAMINHÃO MB 2013

5

Trucado, revisado, filé, 11 pneus zero. 9911-8207 ou 3425-7500

102

S10 EXEC. 07 PRETA

CHEVROLET

59668

UTILITARIOS

ASTRA 05 PRETO Flex, sedan, completo. 9916-2852 7

CELTA 01/01 2 PORTAS

D 20 BRASINCA 1992 Andaluz, cabine dupla, completa, diesel, vermelha. 9972-4589 59274

F250 XLT 05/05 CINZA 2º dono, manual, chave reser va, impecável. (67) 9994-2091

CORSA 4 PORTAS 97/98

PICK UP COURIER

C/ AR, TE, AL. 9976-6040 ou 8462-2905

06/06, 1.6, básica, branca c/ capota. 9960-8963

CORSA HATCH 06/07 COMPLETO

S10 09/10 EXECUTIVE

42

C/ som. R$ 19.000 + 17x R$ 550,00. 9649-3277

59577

CAMINHÃO VOLKS 680

CIVIC LXS 09/9 PRETO

86/86, amarelo, R$ 30 mil, ac. proposta . 3424-1718

AR, alarme, aceito troca. R$ 14.500. 9972-2868 33

HONDA

59604

59658

15

59601

59597

59549

Prata, diesel, CD, 4X2. 9626-7346

59556

MITSUBISHI

Automático, completo, revisado, IPVA pago. R$ 48.300.00 8137-8117 54476

56713

L200 OUTDOOR GLS 06/07, prata, completa. 3420-2000

59595

L200 OUTDOOR GLS 09/09, cinza, completa. 3420-2000 56716

L200 OUTDOOR SAVANA

08/08, prata, completa, snorkel + bagageiro de teto com escada. 3420-2000

57722

L200 TRITON AT 08/08 Preta, completa, revisada. 3420-2000

CRV LX 2.0 08/08 Preta, completa. 34202000

59539

NEW CIVIC AUT 2007 Cinza, couro. R$ 39.500. 9928-0808 59592

OUTLANDER GT V6 Preta, 09/10, completa. 3420-2000

54399

VENDO/TROCO H FIT 08 LX, prata, compl (-) câmbio, bco couro. 9974-1000

R$ 23.500, compl, power, 05/06.

Nova, único dono, pneus zero, part. Telefone 99711393

GOL 1.6 98 VERMELHO

VENDO SCANIA 112

04/05, completo. 84622905 OU 9976-6040

VE, TR, AL, cd, rodas, part, R$ 12.300. Telefone 84245980

Trucado. Telefone 34251828

ASTRA ADVANTAGE

GOL 1.6 G5 09/10

PALIO CELEBRATION

F l e x , 4 P, 2 0 0 7 , R $ 27.200,00. 8416-8841

Completo, 07/07, 26.000Km rodados, única dona. Telefone para contato 9965-8667

Vermelho, TE, VE, Al, rabicho. 3424-3691

Preta, completa. 34202000

Xei, 2º dono, aut., couro, impecável. 9923-6215 / 9971-1275

PALIO WEEKEND LOCKER

M0NTANA SPORT 1.4

PAJERO FULL 06/07

COROLLA 2005 COMPL

08/09, 1.8, completo. 3420-2000

10/10, prata, impecável. 3420-2000

59548

59526

Completo, particular. 84379882 ou 9642-5568 59659

GOL 10/11 G5 1.0 Prata, completo, R$ 29.800,00. Telefone 99017156

21

59589

49626

34

CORSA SEDAN MAXX 59617

59642

CELTA 05/05, 1.4, 4P 59593

STRADA 01 VERMELHA Cab. estendida, troco por moto/carro. 9908-0417 59566

Á VISTA CONSÓRCIO Compro contemplado e não contemplado, caminhão/ carreta/imóvel. 8401-3639 ou 9280-1678

59594

TOYOTA

L200 TRITON AT 09/10

Preta, completa, revisada. 3420-2000

54051

OUTLANDER V6 PRETA

08/08, completa, 15 meses de garantia. 3420-2000 55267

PAJERO DAKAR AT 9/10

55269

HPE, AT, prata, completa. 3420-2000

106

HILUX 07/07 4X4

Turbo, único dono, R$ 68.000,00. Telefone 96409493 59650

COROLLA 07/08 PRETO

59579

Prata, aut, 72mKm. 34233885/9953-0015


4

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

C2

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012

59557

59482

24

59633

COROLLA XEI AUT COMP

CB300 11/11 AMARELA

AR CONDICIONADO

VENDE-SE CARRINHO

2005, prata. Troco (-) valor. 8471-8713 / 9640-5870

Shineray 50cc, 2011 c/ 1.000Km. 9631-6517

Instalação, manutenção e limpeza. 9926-5272

De cachorro quente, ótimo estado. 8177-3885

59275

59602

94

ANIMAIS 27

59586

80 NOVILHAS E 50 GARROTES

COROLLA XEI AUT.

HORNET 2005 PRETA

COMPRO SEMI NOVOS

VENDO LABORATÓRIO

Prata, 08/09, único dono, impecável. (67) 99942091

Aceita, carro menor ou maior. 8401-4132

Roupas, calçados e acessórios. 9962-0184

TITAN 150 ESD 2008

DESBLOQUEAMOS XBOX

Laboratório de análises clínicas em Eldourado-MS, único laboratório particular da cidade. 9965-8667

Prata, completa. 99575063

XBox 360, Wii, PS3, manutenção em geral. 34235087

Vendo nelore c/ 18/20 meses, 50% mochos. 99798464

Instalador de escapamentos com experiência. 34219564

VENDO LAVA-RÁPIDO

FILHOTES SHITSU

CONTRATA-SE

Gado de cor te, leiteria. 9682-4509 Eldeilton

Doméstica c/ exp. Paga-se bem. (casa c/ 2 pessoas). 3422-1496 / 9646-9700

CONSTRUTOR EM GERAL

59596

COROLLA XLI 05/06 Preto, AT, completo. 34202000

59273

HILLUX SRV CD 3.0 4x4, mec, prata, 08/09, único dono, impecável. (67) 9994-2091

OUTROS

59621

59640

TITAN 150 KS 2006

103

Prata, conser vada. R$ 2.700,00. 9905-1633

59678

SENTRA 09/10 PRATA Automático, completo, 2.0, flex, 10 mKm. Vendo ou troco por ap. 9972-4589.

9242-9291(claro)/99344936(vivo) ou 3427-6608

TITAN FAN 09/10

LAVA-SE SOFÁ R$ 95,00. 9933-5014 ou 9118-0378

TORNADO PRETA 08/08

QUADRA DE ESPORTE Antiga UEDI, por hora. 9935-8210

55328

VIRAGO 98 59632

XT 660 09/09 VERM.

9619-5219 ou 9619-5219

3

BIZ ES 125 2007

59581

CLIO SEDAN 2002 Comp., super novo, raridade. 9971-5440

CITROEN

2026

ALUGA BRINQUEDOS www.didosbrinquedos.com. br. 9286-4992 96786018

44496

ALUGO SOM ILUMINAÇÃO

89

FALCON 07/07

32585

E data show p/ eventos em geral 9242-0258 Wellington 58513

ANTENAS PARABÓLICAS

Única dona, baixa Km. 9932-6155 ou 9603-8882

LANDER 08/08 AZUL

Manutenção, instalação, vendas. Telefone 99711951

7 mil Km, R$ 10 mil. 96105385

ARRENDO LANCHONETE

90

59647

8

Maxwell, Ciro Melo com Floriano Brun 3680. 81055806 / 9675-1275

TITAN 2010 AZUL R$ 4.500,00. 9242-2425 c/ Christiane

59656

BICICLETA ELÉTRICA

37

TRAXX SKY 06/06 43

Titan ESD 06/07, prata. 9215-1927 48

YAMAHA FAZER 07/08 Vermelha, revisões ok, R$ 7.000,00 , freio ABS. 9269-5110 59679

BIZ ES 125 E BIZ 100 Biz preta 07 e Biz 100 05. 9972-6155 ou 34215691 59643

BROS 150 2011 Em boas condições. 81653432 / 9972-9463 59674

BROSS 150 04/05 Preta, part. elétrica, conservada. 9971-5057

91

Nova, sem uso. 99036752 59670

ALUGA CAMA ELÁSTICA

CURSO PROFISSIONAL

Novas, com ótimos preços. 9995-4025 ou 9296-6176

Curso de cabeleireiro, matrículas abertas de 28/12 á 18/02. Fones: 3421-5075 ou 9684-9761, rua Cuiabá 1615 Centro.

97

ALUGO CAMA ELÁSTICA E piscina de bolinhas, brinquedos novos. 3427-6182 ou 9141-7339 98

ALUGO SOM ILUMINAÇÃO E data show p/ eventos em geral. 9242-0258 Wellington 92

ALUGO SOM/ILUMINAÇÃO Festas, eventos. 96803680 Thalles

20

ANTENA PARABÓLICA Manut. vendas e peças em geral. Telefone contato 9926-5272

59669

59450

VENDO MÁQ. SORVETE Italiano, marca Tec Soft. 9612-8151

58737

VENDO MÓVEIS P/ escritório, novos e seminovos, ótimos preços. 8474-2345 58930

VENDO MÓVEIS P/ escritório novos e seminovos, ótimos preços. 8474-2345 59665

VENDO SOM PROFIS.

Som profissional p/ festas. Foto e preço no Orkut. (somprofissional@bol.com.br) 9971-0415

TURISMO

MONTAGENS DE MÓVEIS Particular. 9607-3831 Fabio

59438

RESTAUR./CAFETERIA E lan house, vendo ou troco, centro. 9613-9170 56694

TRAB. COM SEMI JOIAS Ensinamos o trabalho, financiamos o aprendizado e ainda poderemos comprar sua produção. Lucro de até 200%, p/ Dourados e região. 3421-0951

58472

EXC. ITAPEMA/SC

Meia praia, saída 10/01/2012. Telefone contato (67) 3423-3503 ou 9662-3487

INFORMÁTICA 59266

MANUTENÇÃO DE PC Formatação R$ 40,00, atendo domicílio. Telefone 9697-4103

De carros, c/ prática. 99711525

59673

93

ENTREGADOR DE GÁS Ensino Médio, força de vontade, salário +/- R$ 1.300,00, não é necessário experiência. Currículo r: Monte Alegre, 5525. 55

VENDEDORA (SEXO FEMININO) P/ loja de calçados, com referência e experiência em vendas. Currìculum Av: Weimar Gonçalves Torres 2048, Centro e no email: mmrmdos@gmail.com

Branco/tigrado, lindos. 9971-1393

Vendo video game. 34235087 ou 8472-3341

CONTRATA-SE Sra. para serviços gerais, que saiba atender em balcão e que possa morar no local, livre final de semana. 9690-0410

VENDO FILHOTE

VENDO FILHOTES BOXER

25

6

Pastor alemão, c/ 60 dias, fêmea. 9202-9218

59284

VENDO ÓRGÃO

Ar, DH, bco couro, exclusive. 8179-1777 ou 8179-1777

TROCO POR BIZ +

59680

Semi novo, marca Minami SM 33. 9620-6476 Fernanda

BROS 09/09 PRETA ES

R$ 2.200,00, prata, un. dona. 9218-1644

VENDE-SE FILHOTES Pug, sharpei, Basset.99069828 ou 8448-5264/92549628

Itaporã, aceito trocas. 9697-0715

Piscina e infláveis. 99058391 ou 8163-6022

Documento ok. (67) 96433211

59603

ALUGA CAMA ELÁSTICA 58580

VENDE-SE YORKSHIRE

POODLE TOY

RESTAURANTE COMPLETO

PRECISA-SE LAVADOR

1

Vende-se filhotes. 34266652/9922-5914

REFORMAS DE CALÇADAS

X-SARA PICASSO 2007

59607

59502

XBOX SLIM DESTRAVADO

RENAULT

Leiteiras. 9933-6060

RAPAZ P/ AUXILIAR Venda, 2º grau, CNH AB, até 35 anos, c/ curriculum, r: Hayel Bon Faker, 1410.

10

56838

Casas grandes, pequenas, salão, condomínios, prédios, hotel e reformas em geral c/ 35 anos de experiência no ramo. Faça seu orçamento, sem compromisso. 9971-1463 Camilo 59641

DIARISTA Disponível todos os dias. 9102-1035, André. 2 ou 3x por semana, menos cozinhar, tenho moto. 92018231 ou 3423-1465 59639

Diarista 3x semana. 96703148 Maria

9

DIARISTA DIARISTA

59400

CAPATAZ P/ FAZENDA

DIARISTA C/ REF.

DIARISTA

9260-1699 Dianas

9270-3148 Maria

59666

PROCURA-SE EMPREGO

9644-4354 Gleice

50

DIARISTA 3X SEMANA

59661

96

Macho, 2 meses. R$ 500,00. 9924-7176 ou 9646-5225

E outras reformas. 99765178

Única dona, doc. final 08, 15.000km. 9697-0730 46

Compl. Ótima localização. 8447-9464 ou 3423-1504

28

Preço a combinar, ún. dono, baixa Km, quitada, ótimo estado de conservção, moto impecável. 9627-3118

22

VENDE-SE 26 VACAS

53

Preta, 250cc, AL, conserv, bom preço. 9613-5338

BIZ + VERMELHA 2009

VENDO LOJA NO CENTRO

100

Vermelha, original, 250cc, 9923-6215 / 9971-1275

BIZ + 05/05 PRATA

Lindos filhotes. 96641782

95

9631-7173 ou 9924-5517

86

Em funcionamento. Na W11. 9978-5856

99

Preta, com partida. 99575063

59652

Única dona, conser vada, IPVA pg. 9971-3808

101

Titan azul 06, Biz + 125 vermelha. 9291-8277

59628

59655

56412

ELETRIC./ENCANADOR

VIRAGO 00/00 2º DONO

47

DETETIVE Marcos. 9915-0645

TITAN ESD/BIZ + 125 59620

59651

26

59553

CONTRATA-SE

QUERO TRABALHAR Doméstica 3x/semana ou todos os dias. Tenho exp. 9613-4213, Maria. 59645

107

SERVIÇOS GERAIS Festas e eventos. Vaneide, 9606-7290


C2

Classificados/Atos Oficiais

5

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------        

   

 

                                                    



                                                                                                                                                    

 

 

 





 





 





 





 





          

           

        

                                                 

 



                                    

       

                        

                                  



 

                       ���                                            

                                    

       

 

       

              

              

     

     

   

   



      

                         

                                                               

                                                                     

        

        

        

        

        

        







       

       

       

  

  

  



















         

         





                         

                         

  

  

  













         

         

         



















    ���          

              

              

                                                                                                                  

                                      

                                                                           ���  

                                      

                                      



                                       













        

        

        

              

              

              







       

       

       

                                 

                                

                                                                                                                                               

                      

          

                                                     ���                        

                                       

                                       

                                       

                                       

                                       

                                       

                                       

                                                                              

                                       

                                       

                                       

                                      

                                                                            

                                      

                                      

                                      

       

       

       

      

                              

                              

                              

   

                                      

                 ���                      

                      

                      

                     

   

   

          

          

           

   

                               

continuação na prÓxima página


6

Classificados/Atos Oficiais

C2

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 3 de janeiro de 2012 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------continuação Da página antERioR                                                                         

                                       

 

 

 

          

          

          



















                  

                  

                  

                   

                   

                 

                 

               

               





                    

                    













     

     

     

                                                                             

               

                                                                                                           

         

                                                                                                                      

                              

                                                              

    

           

           

                  

                  

                              

                                                                         

    

    

    

                                 

                                 

                                 

   

   

   

   

              

              

              

                

                

                







 

                     

                     

                     

                     

                                  ���                                                            

                     

                                                                         

 

         

)  )" ) )%%%+*))) )%) %(7> ) $ %*) )  %) )  ) )   )   %$) )-8) )  '() )/-.-*) )!%)%).3)

 ?%) %%$)( )% %?%) ) $ )%$) :) .3) %$*) ) )   ) %%$)  ) -;)  ) )  ) /-..*)  ) !%) %) .3)  ?%) %%$) ( ) % %?%) ) $ )%$*)   %  $)%)!%%)%).3)  ?%) %$)( )% %?%)

) $ )%$*)%) ) %$%)  ))%)/6) )/8) ) !  ))'0 ) )%%%+ )')) '%=)     *)')

% %)  %%9%) %) .3)  ?%) %%$) ( ) % %?%) ) $ ) %$) :) .3)

%$,) %1%)4)+))  ?%) 1)')( !=) )+) (% ) )  )%7> ) ) '75)%) % %75)%) % )!$) )%' %%' ) )$ )%) 5) 4($%) ) )%$ ' )%)  %75)  ) % ) )! @) ) +) '! *)  !%) ) !$%) )  (% ) ) )   !$!' )  ) !%)<%) ) )( )%) % %75)%$))%' %%' )

)$ )%) 5) 4($%@) )+) '$%))95) ) % ) 4($%)%)' $ ' %)' %')  )% %?%) ) % )A) '%7> ) )%) 4($) )' %)) ) %)'%7> ) )%) $%) % @) &) +)  (% ) )  ) ' %')  )  ($%75) ) '($%75) %)  % ) ') $) %) % %75) ) %' %%' ) ) $ ) %)  5) 4($%@) &) +) ) )  ) %7> )  ) % %%75) ) %$%75) %)  % ) %%) ) %' %%' ) ) $ ) %)  5) 4($%*)  ) $ '*) $! *) %' %) ) $%) )'%75@ & ) +)   !$! ) ) %$  )   )  )  %75) ) ! ) % ) %)  % ) %%))%' %%' )%) 5) 4($%@) ) & )+) (% ) )  )' %) )  ! 75) )'(% )A) 75) )

!$!%)%7> ) )! *) '  %) ) % )!$,)  $))  ?%) %'%1)  %) ) $  1) $ %) %%)%) .3)  ?%)%%$)( )% %?%) ) $ )%$*)%) ) %$%)  ))%)/;)

)2-) )'%7) )/-./)%)% ) ) %' )% +,   $) )  ?%)  1)  %) $)   )

$) ) %) $!%) &%%)*) ')%)%?%*) $)  1) %$) )'%75) )$% %' ,)

  $) )  %75) %)  ?%)  1)  )   %($% )  )  % ) # ) %'% ) ') %) $%(%75)  %) %)   1%)  ) %75) )  ) ?%)%$))0 *)( ')')%)%%)#0%,)  !$) ) ' ) )%)  ?%) 1) $%(%) )'5) %) )0%) $)   )%)  ?%*)%<))%)/6) )% ) )/-./) ) 1) ( =) )+)%)%%75) ))%' )%)  ?%@) ) ) +) )  )  '1)  ) $%)  )  )  $ %*)    % ) %)  % ) !$*) )  ) 4($) ) )  $)  ) $0%) 4($%,) %1%)4)+) ) ' ) )%) ) )   ))% ) ! 1) ) % !%) $)   )%)  ?%,)   "$) )   %) ') %) %%75) )  %$%75) %)  ?%)  5) )%)) )7%' 1)%)  %) %$) )%%%+,)  #$) )  ) %) ')!)%)%%) )%) ($%75, %(  ) )   )  ) %%%+*) %) ! ) ) ! ) %) ) '?)  )   '() )/-..,)

  

"  & & &(& & & &&&&      



 

! ( !(+( (  !(*( # -& &  & &*& &&" & &* (!( $!!( ( !)(!( (!((( )(!($!(!( )( +((  &(!( $(  !( !)( ( ( !&$'(( #  &  )((7(! !(   ("!!)(3(1.5)( !!( & $'(  !&')( (! !( ( !!$ )(&'( / &'(!%!#&'( &'+(

%%* %73:*09,.0,0-..**$:*-1-864**!:*%$%* *%%(* ! *:* **   ** #*-4955462---.10*  7:**#"  *'"  '+*.2.-*  2 ) 2(%&(&1.(+2'1#%1#'%&&"$2(&- -- /2''#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-660**!:*%$%* *%%(* ! *:*# ** * *28-8192...4*  7:**   *  **"+*254*  2 ) 2'((+2''#&&#'%&&"$2,.* %% /2'%#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-669**!:*%$%* *%%(* ! *:* * **"* *-4--4550.50*  7:** *224*#*  *  2 ) 2%%%%%&(1,+2'(#%0#'%&&"$2.(. %% /2'&#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-69.**!:*%$%* *%%(* ! *:*** *4-42.921986*  7:*"*" '* * &*+*.4-*  2 ) 2'.&%#%'+2'.#&%#'%&&"$2&"'.' %% /2'%#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-8-9**!:*%$%* *%%(* ! *:* * * ** & * *9--04.45.86*  7:*  * *.142*  2 ) 2%%%%%%*01+2&%#&'#'%&&"$2,%% %% /2'%#&'#'%&&     2   %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-8.-**!:*%$%* *%%(* ! *:*& **  * *-05929-1240*  7:*"*""***149-**&*  2 ) 2,.&1&+2%0#&&#'%&&"$2'-% %% /2&%#&'#'%&&     2   %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-610**!:*%$%* *%%(* ! *:***" *** #*.218-.1----.-.*  7:*&*) * &**0211*  2 ) 2&',#%&+2'&#&&#'%&&"$2'(' %% /2'&#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-611**!:*%$%* *%%(* ! *:* *  */* * #*058.904----.2.*  7:*&**  * *.121**  2 ) 2&*.1#%'+2%.#&&#'%&&"$2'(( (( /2'*#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-8.4**!:*%$%* *%%(* ! *:**  *    * #*-6241846---.-5*  7:*"* & *"+*.669***  *  2 ) 21(%.%+2%1#&&#'%&&"$2,*, %% /2&,#&'#'%&&     2   %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-624**!:*%$%* *%%(* ! *:* &*  * *9-19266..58*  7:*** *&"+*495***#* * *  2 ) 2&-.&%%'+2'0#&%#'%&&"$2(', %% /2'&#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-8-0**!:*%$%* *%%(* ! *:*  * ** * ** #*.159.691---.82*  7:* " *.992*  2 ) 2%%*-01#%&+2%,#&'#'%&&"$2("11% %% /2'%#&'#'%&&     2  # %%* %73:*09,.0,0-..**$:*-1-89.**!:*%$%* *%%(* ! *:*& *& ** ** ** #*16442598---.-4*  7:*"* *  +*4--** "*  2 ) 2%&-'--,!&+2%(#&&#'%&&"$2-&1 &' /2%(#&'#'%&&     2  # %%* %73:*09,.0,0-..**$:*-1..1.**!:*%$%* *%%(* ! *:*" * "* ** #*6809.0-----.18*  7:*&*" ""***'*-2* **409*  2 ) 2&*.'!&+2'(#&&#'%&&"$2,,( %% /2'&#&'#'%&&     2   # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-6.6**!:*%$%* *%%(* ! *:*   ** *6-565619.60.-.6521*,*  7:*"*#**+*814+**6-1*  2) 2%%&,'.1%+2%,#%(#'%&&"$2'",-, %% /2%,#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-6.8**!:*%$%* *%%(* ! *:*# * *** *-.690.0-866*  7:***#**.5.4*  2 ) 2%*.%,0'&&+2&&#&&#'%&&"$2-0 %% /2&&#&'#'%&&     2  # %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-8..**!:*%$%* *%%(* ! *:* & *** "* *96149691.29*  7:*)  *  *.9--*# * *  2 ) 2*.&(0+2%0#&&#'%&&"$2.1 11 /2&%#&'#'%&&     2   %%* %73:*08,.0,0-..**$:*-1-824**!:*%$%* *%%(* ! *:*   *"* *66996802986*  7:*** & *"+*109-*#*" *  2 ) 2-(*!'+2%,#&'#'%&&"$2&%( ,% /2'%#&'#'%&&     2   #

'!..! ! D?.

2( (( !( $( (  (   4)( ( !((($ ( ($!42( ! (( !* (!(  %  $(!($!46 )(!$( (    ( $!( (    ( ! ( 7( $ !   $(   ( !% !)(  & & )+& (& $,%& & .'& & & & & &  0/&)( !!(  ! $(( ( !!$ )( (  0( (  !( $($ !(  (!! (( $(  (!$!)( $(

( !% $ (%!0)((! $(!(!6 ( ((!( !)(!(  (0)( !((  )(!(2($ ! 4!$+(

.=! . ;.11603122.

 (*(+)(,.(( ((! (( ((.,-.(

 

 &&!&&&&&&&&&&&&&&&&

           

 .! !  !'. ;.29903122. ! ..! ! D?. ;.11903122. $ A <8.  . C . &%) 4.  4" . &. &%&. &)%&/. &&. &  . &. %&.  &. . !+. &.   . . )4 /. ) . & (. !. . &%. . %&<8. &.   &&.  &%.  . &<8. .   /. &&"@.  .  . !)&.  . % . &)%& . .  . )&. &. %&. &)%&. .  . ) 

  . &)%& . &. 4. ).  &"&. . &<B . &&. &  . &. )  &. %&. &.   .  &%.  . %$" $$ #  $$ !$$$    $ '$ !D?A$ $5'$**';04(+));$ $ 61( ( $5'$).7(+));'$  . .  . ,-.  # ,-A. $ 6201203123$ ?$ >61)'$  ..! D?..?.. .=! A$  $  $  $  9(%$ $ $  $    $ $ 8$ 032$ :$  $ :$  9&$ :$ =$ 4;;0)&)))%$ $ $ " $  $  $ 6> '$$ ! . . : A$ -$ ?$  61$ $   $ $ $ $ $ " $ $ $6> $$  $ $ $  9(%$ $ -$  $ !   $$ 7$ ?$ **$ $ $*.$ ?$ *3.)"%$ ! $$ $)+()*(+)*+$ $6$$  $ $5$)74(+)**$ $$ ,$ $);$ $+.()*(+)*+$ "$ $$<$ %$" $  $ '$$ $  9  $  $  $  $ $ $ $ " %$  $ " 6"$ $  61$$ 1$ /#%$$$" "$$ $$ " $$/$ $  $ %$$" "$$ $-'$ . &%. " 5. . &.)  ..%&%.&)&.)&'$

 9&%$.)$ $  "#$ $+)**$ . &%.& .    .&. )8.&. &)&&.7*%&.

*#11# #"LF1 1C# 1 A155<475661  1# #""#*1 A16>?475661 # 11# #"LF1 A155?475661 '"H  B=1 1 J 1 )(, 81  8$ 1 )1  ( )1 ),()21 ))1 )  1 1 )( 1 )1  1   )(1 1 1 )1 ()1   )1 1 #.1 1 1 1 $)1 ,G)1 1 + =1 1 )()1 1 )1 ()1 K) !))3E(1 1 + I 1 )1   $)1 # 8 )1" .% J21, 1 +1#1 1 )(1 1()B=1 )1  ))1   )(1 1  )B=1 1   21 ))$G1 1  1 #,)1 1  ( 1 ),() 1  1  1 ,)1 )1  ( )1 ),()1 1 1 ,    1 ),() 1  )1  8 1 ,1  )$)1 1 )BI 1 ))1 )  1 )1 ,   )1 ()1 )1  1   )(1 1 %$" $$ #  $$ !$$$    $ '$ #LFH$ $5'$**';04(+));$ $ 61( ( $5'$).7(+));'$ "1 1  "1 /01  & "/0H$ $ 5645747567$ ?$ D:5,'$  11#LF11F11 1C# H$  $  $  $  9(%$ $ $  $    $ $ 8$ 032$ :$  $ :$  9&$ :$ =$ 4;;0)&)))%$ $ $ " $  $  $ 6> '$$ #"1 1 @ "H$ -$ ?$  61$ $   $ $ $ $ $ " $ $ $6> $$  $ $ $  9(%$ $ -$  $ !   $$ 7$ ?$ **$ $ $*.$ ?$ *3.)"%$ ! $$ $)+()*(+)*+$ $6$$  $ $5$)74(+)**$ $$ ,$ $);$ $+.()*(+)*+$ "$ $$<$ %$" $  $ '$ $ $  9  $  $  $  $ $ $ $ " %$  $ " 6$ $  61$$ 1$ /#%$$$" "$$ $$ " $$/$ $  $ %$$" "$$ $-$ 1 )(1 $ 91 1 ) 1,  11()(1),)1,) '$

 9&$%$.)$ $  "#$ $+)**$ 1 )(1) 1    1 )1 ,=1 )1 ),) )1;-()1

                  


Edição de 03/janeiro de 2012