Issuu on Google+

ANO 61 Nº 11.372 Fundador: Weimar Torres

Dourados/MS

Sexta-feira

R$ 2,00

9/12 de 2011

Diretora-presidente: Adiles do Amaral Torres

Hédio fazan

Amigos se despedem de Nelson Trad O ex-deputado federal Nelson Trad (foto), de 81 anos, morreu na quartafeira, no Proncor em Campo Grande, vítima de problemas cardíacos. Políticos, advogados, empresários e amigos se despediram ontem do exdeputado, que deixa cinco filhos. Página 7

Fetems negocia salário em Maracaju

Feira encerra ano em Douradina

CIDADES 1

CIDADES 1

André inaugura Dupla sertaneja obras hoje em faz show hoje Ponta Porã em Caarapó CIDADES 2

Hedio fazan

CIDADES 3

FPM adicional injeta R$ 42 mi nos municípios Os prefeitos esperam fechar a folha de pessoal, quitando principalmente o 13º salário dos servidores As prefeituras de Mato Grosso do Sul devem receber nesta sexta-feira R$ 42,334 milhões como parte do adicional de 1% do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), cujo montante será rateado proporcionalmente aos valores correspondentes à

Dourados celebra o Dia da Padroeira A festa da Padroeira reuniu ontem as paróquias de Dourados em celebração à Nossa Senhora Imaculada Conceição. A missa foi presidida pelo bispo Dom Redovino.

Devido à chuva a procissão luminosa foi cancelada. Os fiéis em seguida fizeram a Coroação da Imagem da Padroeira e inauguraram as luzes de Natal da Catedral. Dia a Dia 1

Unigran divulga lista de aprovados A lista de aprovados do Processo Seletivo 2012 dos cursos presenciais da Unigran já está disponível no site www. unigran.br Os aprovados em primeira chamada têm até o

Fonte: INMET - INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA

“Eu não estou aqui para fazer o lançamento, mas para começar o asfalto”. Foi com essa frase que o prefeito Murilo iniciou seu pronunciamento ontem, na Vila Cachoeirinha, onde cumpriu mais uma agenda da programação de obras em comemoração aos 76 anos de Dourados. No local o prefeito

autorizou a licitação para uma academia ao ar livre e determinou a reforma do Centro de Referência em Assistência Social do bairro. Antes de seguir para o local da solenidade, o prefeito caminhou pelo bairro acompanhado do secretário municipal de Planejamento Antonio Nogueira. Dia a Dia 4

Prefeito Murilo percorre ruas da Cachoeirinha onde obra de asfalto já começou Marcos ribeiro

Exploração barrada............Página 2

Indicadores.........................Página 6

quinA - Concurso 2766 28 - 39 - 58 - 59 - 77 lotofáCil- Concurso 694 01 - 03 - 06 - 08 - 09 - 10 - 11 - 14 15 - 16 - 18 - 19 - 20 - 21 - 24

Caderno A Opinião...................2 Política............. 3 e 4 Economia......... 5 e 6 Brasil...................... 7 Turismo.................. 8 Dia a Dia........ ..1 a 4 Esportes (incluindo

Polícia)............. 1 a 4 Cidades........... 1 a 4 Classificados 1 a 12 Caderno B Cultura................... 1 Variedades............. 2 Idenor Soares........ 3 Acontece................ 4

dia 16 de dezembro para efetuar a matrícula na Secretaria da Instituição, das 8h às 22h. Para os aprovados em segunda chamada, é de 10 a 18 de janeiro de 2012. Dia a Dia 4 a. frota

Prefeito Murilo inicia asfalto na Vila Cachoeirinha Tempo nublado com períodos de parcialmente nublado, pancadas de chuva, trovoadas e possível queda de granizo isoladas no Norte do Estado. Demais áreas nublado com períodos de parcialmente nublado, pancadas de chuva e trovoadas isoladas. Temperatura: estável. Max.: 36°C e Min.: 20°C.Vento direção: N-S, intensidade: fracos/moderados c/rajadas. Em Dourados, nublado com períodos de parcialmente nublado, pancadas de chuva e trovoadas. Temperatura: estável. Max.: 29°C e Min.: 20°C.

parcela de 70% de um repasse do mês da transferência constitucional feita pelo governo federal. Com o repasse, os prefeitos esperam fechar a folha de pessoal, quitando principalmente o décimo terceiro dos servidores públicos municipais. Cidades 2

Espetáculo “Don Quixote” encenado no Teatro Municipal no dia 2 de dezembro

Studio Blanche Torres e Projeto Nace na Praça hoje Um trecho do espetáculo “Don Quixote” será apresentado hoje na Praça Antônio João, às 20h30. Cerca de 100 estudantes do projeto do Núcleo de Arte, Cultura e Esporte (Nace) e alunas do Studio Blanche Torres irão dançar as dríades, fadas e cupidos do sonho de Quixote.

Também irá se apresentar a solista Lorena Hernandez, professora de balé do Studio, como Kitri; a professora Daylin Useda, como Dulcinéia; as alunas Kariny Sanches; Júlia Dombrowsky e Maria Helena Moreira. Esta apresentação tem o apoio do Instituto Weimar Torres.


2

Opinião Opinião Opinião Opinião

Opinião

P1

Opinião Opinião Opinião Opinião

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Ética: morte encefálica

Dr. Luiz Machado*

EDITORIal

Exploração barrada O Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil se reuniu esta semana em Brasília para elaborar um documento onde cobra do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) medidas urgentes para impedir que juízes de todo o país continuem autorizando crianças e adolescentes menores de 16 anos a trabalhar. A reunião do Fórum foi motivada pela informação que entre 2005 e 2010, juizes e promotores concederam 33.173 mil autorizações de trabalho para crianças e adolescentes menores de 16 anos, com a maioria dos casos registrados nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. A situação é crítica, mesmo porque somente a Justiça do Estado de São Paulo concedeu 11.295 autorizações para que crianças menores de 16 anos exercessem uma atividade laboral formal, contrariando o que expressa o art. 7º, XXXIII, da própria Constituição Federal de 1988, que admite o trabalho, em geral, a partir dos 16 anos, exceto nos casos de trabalho noturno, perigoso ou insalubre, nos quais a idade mínima se dá aos 18 anos. A Constituição Federal, em seu art. 227, § 3º, I, admite o trabalho a partir dos 14 anos, mas somente na condição de aprendiz, ou seja, o menor de 16 anos e maior de 14 anos deve frequentar a escola e atuar como aprendiz por apenas quatro horas diárias. Ademais, a Convenção 138 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), editada em 1973, proíbe expressamente no artigo 2º, qualquer atividade laboral para menores de 16 anos e como o Brasil é signatário dessa convenção as autorizações judiciais estariam ferindo não apenas a Constituição Federal, mas, também, um instrumento internacional. O mais grave é que o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil avaliou as autorizações judiciais e descobriu que muitas delas liberam menores de 16 anos para trabalhar em situações insalubres, como em lixões, na construção civil e até mesmo na pavimentação de ruas. A situação chega ao absurdo de crianças com 10 anos de idade

terem recebido autorização para trabalhar como catadores de materiais recicláveis em lixões, comprometendo totalmente o futuro dessas crianças. Os juizes tem concedido essas autorizações sob o argumento que as crianças, pertencentes a famílias carentes, precisam trabalhar para ajudar os pais a se manter, ou seja, acaba ocorrendo uma grave violação aos direitos humanos, à Constituição Federal e ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) com o aval do Poder Judiciário que, em tese, deveria ser o guardião dos direitos dessas crianças. Ainda que os magistrados brasileiros tenham a autonomia para julgar de acordo com suas convicções, as autorizações para que crianças passem a trabalhar a partir dos 10 anos de idade podem causar danos irreversíveis nesses jovens brasileiros que, fatalmente, ficarão cada vez mais distante dos bancos escolares e, raramente, abandonarão a condição de extrema miséria em que vivem. Ademais, o número de autorizações judiciais expedidas nas regiões Sul e Sudeste para liberar o trabalho de crianças e adolescentes menores de 16 anos mostra que o problema do trabalho infantil não pode ser justificado pela desigualdade regional, mesmo porque essas duas regiões figuram entre as mais ricas do Brasil. Fica claro, portanto, que o governo federal não tem conseguido afastar as crianças brasileiras do trabalho infantil e, com isso, deixa milhares de meninos e meninas cada vez mais distante da escola. O relatório “Um Brasil para as Crianças e os Adolescentes”, elaborado pela Fundação Save the Children, ligada a Fundação Abrinq, revela que o número de crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos que trabalham sofreu redução de 33,8% entre os anos de 2001 e 2009 em todo o Brasil, mas, ao mesmo tempo, revela que o problema ainda é muito preocupante porque mais de 2,5 milhões de crianças sofrem com a exploração do trabalho. A legislação trabalhista classifica 81 tipos de ocupação como perigosas e, em todas elas, o trabalho infantil está presente. O governo precisa agir rápido e com rigor para impedir que essas crianças tenham o futuro surrupiado pela falta de ação do poder público, seja ele federal, estadual ou municipal.

Terra de todos os povos? Dom Redovino Rizzardo, cs* Não é por nada que o Mato Grosso do Sul é considerado “a terra de todos os povos”. De 1940 a 2008, sua população cresceu quase dez vezes, ao passo que a do Brasil, no mesmo período, aumentou pouco mais de quatro vezes. Em 2005, 30,2% de seus habitantes haviam nascido em outros Estados – número que deveria ser duplicado se fossem elencados apenas os imigrantes com mais de 50 anos de vida. O Estado é formado, em sua quase totalidade, por uma população pacífica e ordeira, que deseja ocupar o lugar que merece e lhe cabe. Contudo, não passa dia sem que seu solo seja manchado de sangue, por uma violência que cresce desenfreada em toda a parte, alimentada por toda espécie de paixões que se aninham no coração humano. Foi o que aconteceu também no dia 18 de novembro. Nas primeiras horas da manhã, um acampamento indígena situado entre os municípios de Amambai e Aral Moreira foi atacado por um grupo de pistoleiros. Depois de terem dispersado a população e ferido várias pessoas, mataram o cacique Nísio Gomes, fazendo desaparecer o seu cadáver. Como em outros ambientes do Brasil, também no Mato Grosso do Sul a vida humana ficou banalizada: ela vale menos do que o dinheiro, a terra e a droga. A violência se tornou corriqueira. Conseguiu entrar até nas famílias e nas escolas. Não

poucas vezes, os próprios índios são seus sujeitos e suas vítimas. É rara a semana em que, na Reserva Indígena de Dourados, não ocorra um assassinato em decorrência da bebida, da droga e do abandono a que seus habitantes são relegados. Segundo o Conselho Indigenista Missionário (CIMI), proporcionalmente, há mais mortes violentas nela do que no Iraque. Não estou defendendo as ocupações feitas pelos índios, e muito menos afirmando que a simples demarcação de terras resolverá seus problemas sociais e econômicos. Se um grande número deles luta para construir um futuro melhor através do estudo e do trabalho (artesanato, agricultura, reflorestamento, piscicultura, etc.), como verifiquei numa aldeia de Caarapó, sei de outros que abandonaram iniciativas de autossustentabilidade para continuar recebendo cestas básicas do governo... Mas também não posso pactuar com as expulsões perpetradas a ferro e fogo pela truculência de alguns fazendeiros. Entre os anos de 2003 e 2010 foram assassinados 253 índios no Mato Grosso do Sul. É verdade: 80% deles foi vítima da violência que grassa dentro das próprias aldeias. Mas há também os crimes perpetrados por mãos mais ou menos ocultas, que acabam impunes, já que há advogados, autoridades e instituições sempre prontas a tomar a sua defesa. Não foi por nada que o CIMI, em nota publicada após o crime de Aral Moreira, afirmou que «a impunidade recarrega periodicamente as armas de grosso calibre e joga sobre as ações dos pistoleiros e seus mandantes o manto de um

Estado cada vez mais esfacelado, ausente, inoperante e inútil aos mais necessitados». Quem participou da missa no domingo, dia 20 de novembro, lembra que o critério usado por Jesus no “Juízo Final” para nos olhar como “benditos” ou “malditos”, serão as atitudes que tomamos em relação ao próximo: «Tudo o que fizestes ao menor dos meus irmãos, foi a mim que o fizestes» (Mt 25,40). Oxalá, naquela hora, nenhum sul-mato-grossense se sinta atingido pela mesma repreensão que Deus dirigiu a Caim: «O que fizeste com teu irmão? A voz de seu sangue clama a mim. Maldita a terra que bebeu o sangue de teu irmão!» (Gn 4,9-11). A população do Mato Grosso do Sul quer acreditar que, antes do Juízo Final (!), se concretize pelo menos uma das inúmeras promessas feitas pelas autoridades políticas para pôr fim a um estado de coisas que a todos nos envergonha e oprime. Quem proferiu a última delas, no dia 24 de novembro, foi Gilberto Carvalho, Ministro da Secretaria Geral da Presidência da República. Ele garantiu que «o Governo Federal trata como questão de honra a solução dos problemas enfrentados pelas comunidades indígenas do Mato Grosso do Sul». Para tanto, «está próximo um acordo com o Governo do Estado para se conseguir uma área delimitada para os GuaraniKaiowá. É uma preocupação e um compromisso!». Quando isso acontecer, o Mato Grosso do Sul será verdadeiramente “a terra de todos os povos” – incluídos os indígenas! *Bispo de Dourados.

O lutador e idealista Jorge Curbelo, ele mesmo receptor de transplante de fígado, conhecedor de todos os pormenores de um transplante e do drama dos receptores de órgãos. Sua vida salva por um doador que sofreu morte encefálica, permitindo que hoje ele continue vivo. E, para definir Morte Encefálica, que é único cuja destruição do Encéfalo, é a condição necessária e suficiente para se considerar um indivíduo como morto. No século XX, a Medicina fez mais progressos do que havia feito desde Hipócrates, aliado da Física, à Bioquímica, à Sociologia e à Antropologia, produzindo sólido conhecimento. Podemos dizer que o medo da morte é o instinto natural. O apego é outra grande causa de sofrimento humano, sofremos por perder toda e qualquer coisa, objetos, imagens e pessoas queridas. Estamos constantemente perdendo e lutando para não perder. A morte significa sempre perda. Na nossa cultura falar em morte é proibido e não aceitamos como etapa normal da vida. O conceito médico de morte é extremamente importante ao tratarmos de questões como eutanásia e transplante de órgãos. A tecnologia proporcionou uma forma negativa, em relação à morte. As pessoas morriam em casa, ao lado

dos seus familiares. Hoje, ocorrem em hospitais, em centros de terapia intensiva, isolados com sondas, cateteres, agulhas e monitores. Houve uma desumanização do morrer. Sem considerar a postura médica que é quase sempre técnica e fria. “Profissionalismo surdo e mudo”. Os critérios para as definições de “morte encefálica” são, na atualidade, fundamentados em achados científicos confiáveis e irrevogáveis? Qual é o conceito para o Espiritismo? Afirmam que a desencarnação pode ser rápida, logo após a morte, ou se alonga em estado de perturbação. Que só considera efetivada a desencarnação quando o último laço fluídico for desligado , mesmo que haja ocorrido parada completa do coração ou a chamada “morte encefálica”. Apesar dos benefícios da transplantação para a sociedade, o efeito considerado mais comovente e mais sublime da Medicina de todos os tempos. Talvez hoje pudéssemos dizer: - Estava numa máquina de diálise e me deram o seu rim antes que morresse... - Estava cego e me deram suas córneas... Qual é o verdadeiro significado dos transplantes: permitir que nós, pobres médicos, sejamos instrumentos tentando imitar, e de forma sublime, o milagre da ressurreição. Madre Tereza dizia que: “a morte nada mais é do que uma volta para Ele, para onde Ele está, num lugar a que todos percebemos e devemos nos reencontrar. Morrer é voltar para casa... Morrer é como

deixar nossas cascas, da mesma forma que uma bela borboleta deixa seu casulo, para uma nova vida. Nos últimos anos, muitos e importantes testes médicos e laboratoriais vêm se desenvolvendo, para confirmar a morte encefálica. É a condição necessária e suficiente para caracterizar a morte. Mas, para entendermos a Morte Encefálica, teremos que entender, ou melhor, conceituar a morte. A morte – conforme a maioria dos dicionários ainda a define – é o fim da vida... O cessar do ser. Mas, para alguns o conceito de morte, é principalmente um assunto filosófico. Mesmo no contexto médico o limite entre vida e morte não é uma questão a ser determinada exclusivamente pela ciência médica. Por isso, o conceito de Morte Encefálica, é praticamente superior a qualquer outro conceito de morte. É de máxima importância perguntar: O paciente está morto?... Sim. Neste ponto deve admitir-se que o tratamento do paciente finalizou. Esta mudança de atitudes reflete o princípio ético mais importante da ética de transplantes- princípio de separação. Agora... Que me dizem que uma paciente com morte encefálica pode criar uma criança no útero, o que permite um nascimento vivo várias semanas “após da morte”. Talvez esta seja a última gota que faz transbordar o copo conceptual... A morte encefálica parece não ser suficiente com fronteira. (Siegler e Wikler, 1982, p. 1101) *Dr. Luiz Machado Médico da Família Unidade do Bairro Cachoeirinha

Trânsito Municipal Isaac Duarte de Barros Junior* Os empreendimentos municipais executados por gestões passadas, quando em decorrência do tempo são considerados ultrapassados, seus administradores devem realmente reformar essas obras, conforme as necessidades exigidas. Todavia, não compreendo como cidadão, as razões de tanto gasto do dinheiro público, nas mesmas avenidas centrais de Dourados. Certamente, em outras administrações municipais, quiçá pela inexistência de servidores técnicos ou porque os prefeitos anteriores nem sonhavam com o efeito estufa, destruíram-se as iniciativas verdes dos seus antecessores, plantadas satisfatoriamente. Dou como exemplo, o corte das frondosas figueiras, outrora existentes nos canteiros centrais. Mas, se fossemos enumerar quantas vezes quebraram o asfalto nas ruas da cidade, custeados pelo contribuinte municipal, nos perderíamos nas somas. Informam recentes dados estatísticos, levantados junto as repartições responsáveis pelo trânsito local, que o fluxo dos veículos circulando nas ruas douradenses, hoje é maior que o volume de pedestres. Portanto, deve ser em decorrência disso, a iniciativa planejada pela municipalidade, de substituírem-se as antigas rotatórias, pelos novos semáforos. Afinal, na época das suas construções nos principais movimentados cruzamentos, aqui somente havia quinze mil pessoas habilitadas para dirigir veículos a

motor, segundo informações do DETRAN. Entretanto, esses portadores de CNH aumentaram, totalizando na atualidade noventa e cinco mil condutores. Enquanto isso, aproximadamente cento e dez mil veículos, rodam no perímetro urbano. Daí, as novas faixas pintadas de branco, destinadas assegurar a passagem dos ocasionais pedestres. Todavia, aparecem quase inviabilizadas. Entendo, embora seja leigo em se tratando do planejamento de trânsito, que teremos de nos acostumar com certas pieguices, fiascos típicos dos costumes, implantados no tráfego de interior. E estes entojos ocorrem, enquanto os responsáveis por determinados setores dos serviços urbanos, permitem a continuidade da exploração do comércio particular, edificado nos canteiros centrais. Porque somente retirandoo, essas travessias dos pedestres tornar-se-iam medidas úteis. Uma clara mostra, dessa impossibilidade, está localizada no cruzamento da Rua Nelson de Araújo com a Rua Joaquim Teixeira Alves. Ali, qualquer motorista, querendo cruza-las, dirigindo sentido bairro da Água Boa, teria que parar em cima da faixa reservada aos pedestres. Isto, necessitando os motoristas, atravessarem aquele concorrido cruzamento. Pois, não teriam visão suficiente, devido a uma construção particular comercial, erguida no final do canteiro, possibilitando abalroamentos com outros veículos, circulando simultaneamente na Rua Joaquim Teixeira Alves, em sentido centro. Justamente, pela falta de um semáforo. Outra falha, grosseira na sinalização do trânsito municipal, localiza-se no bairro da Cabeceira

Alegre. Continuando existir, ainda vai morrer mais gente nos cruzamentos da estreita Rua Brasil com a Avenida Marcelino Pires. Porque, se os motoristas de caminhões pesados, convergirem para a direita naquele sinaleiro, podem abalroar de frente com outros condutores de veículos, indo sentido centro. Estes, lá são obrigados a parar, face ao errado semáforo colocado. Pressinto que algo de bastante grave, ainda vai acontecer nesse cruzamento. Vez naquele lugar, se dar o acesso aos bairros populosos da periferia. Ora, estando municipalizado o trânsito douradense, nossas autoridades deveriam é planejar benefícios sinalizadores, melhorando o tráfego urbano. Principalmente nos bairros, onde for maior o volume de veículos trafegando. Enfim, certa vez anunciei o fim do ciclismo douradense, como meio de transporte, irritando aos seus condutores. Exemplifiquei no artigo, o desuso da tração animal, que colidia com a rota do acelerado desenvolvimento urbano. Não transcorreu muito tempo, a minha afirmativa concretizouse. Bastou apenas, mudar o poder aquisitivo do povo brasileiro. Desde então, numerosos ciclistas imprudentes, tornaram motociclistas. Infelizmente, sendo pessoas sem educação de trânsito, terminam morrendo. Falta-lhes, como condutores de veículos motorizados, terem noção do perigo. Igualmente carecemos no país, de multas elevadas e prisões inafiançáveis, para acabarmos com os motoristas imperitos... *Advogado criminalista, jornalista.

EXPEDIENTE O PROGRESSO: O MAIS ANTIGO DO ESTADO E DE MAIOR CIRCULAÇÃO EM TODO O INTERIOR

Este jornal expressa sua opinião pelo Editorial. As demais opiniões são de responsabilidade de seus autores. EDITORA JORNAL O PROGRESSO LTDA CGC 03.356.425/0001-26 Departamento Comercial, Administração, Redação e Parque Gráfico: Av. Presidente Vargas, 447 CEP 79804-030 Dourados-MS. Telefones Redação: (0xx) 67-3416-2600 Depto. Comercial: (0xx) 67-3416-2600 Depto. Assinaturas (Dourados): (0xx) 67-3421-2094 Fax: (0xx) 67-3421-1911 HOME PAGE: http://www.progresso.com.br E-MAIL: progresso@progresso.com.br Representantes: São Paulo: Contato - Rua Joinville, 654 - Fone (0xx) 11-5572-7577 -Fax 55796861; Rio de Janeiro: JC Representações - Av. Almirante Barroso, 97 - Fone (0xx) 21-3262-7469; Brasília - Armazém de Comunicação SCS Q. 1 BL. "K" - Ed. Denasa 13º andar - sala 1.301 Fone/fax (0XX) 61-3321-3440. Em Campo Grande: Departamento Comercial (Elaine e Alexandre) e Redação: Rua 13 de Maio, 2118 - Telefones (0xx) 67-3325-5343 - Fax 3325-1448

"O PROGRESSO" Registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) sob o nº 812285964

ASSINATURAS DOURADOS, INTERIOR E CAMPO GRANDE Anual ------------------------------------------ R$ Semestral ------------------------------------- R$ Trimestral ------------------------------------ R$ Bimestral ------------------------------------- R$ Mensal ---------------------------------------- R$ VENDA AVULSA Dourados, Interior e Campo Grande Do ano Do ano anterior

NúMEROS ATRASADOS

240,00 150,00 100,00 70,00 45,00 - R$ 2,00 - R$ 2,00 - R$ 3,00

Este jornal é filiado à:

ABRAJORI - ADJORI - ACOSMS - FEBRACOS


P1

Política Política Política Política

Política

Política Política Política Política

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRessO a

Sucessão

andré na fronteira o governador andré Puccinelli e o diretor-presidente da sanesul José Carlos Barbosa, o Barbosinha, entregam hoje obras de saneamento no valor total de mais de r$ 14,6 milhões para Ponta Porã, beneficiando os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. andré vai inaugurar a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (Ete) Estoril, implantação de rede coletora de esgoto, ligações domiciliares de esgoto, construção de estações elevatórias, implantação de sistema de telemetria, trabalho social e projeto de engenharia. Em relação ao sistema de abastecimento de água, o governador fará a entrega da perfuração, ativação e adequação de poços tubulares profundos, implantação de adutoras, sistema de tratamento, construção de reservatórios e elevatórias de água tratada, implantação de rede de distribuição, entre outras obras.

Andrezando

A agenda do governador André Puccinelli em Ponta Porã começa às 8h45, na rua Belmiro Albuquerque, s/nº, Jardim Estoril. Na sequência, a comitiva do Parque dos Poderes entrega obras nos setores de assistência social, habitação popular e de infraestrutura.

Ecochato

O empresário Romen Barletta, que faz parte da diretoria do Observatório Social de Dourados, não tem economizado críticas à decoração natalina que a primeiradama Cecília Zauith coordenou na área central da cidade. Enquanto todos elogiam a iniciativa, Barletta rema contra a maré sob a alegação que as lâmpadas prejudicam a saúde das árvores. Ele acionou até o Ministério Público Estadual para tentar remover a decoração natalina, mas o MPE não deu moral aos argumentos furados que foram apresentados. Vai vendo...

Aposentados

O bancário Jorge Feitoza Carvalho enviou e-mail com o seguinte teor: a coluna informou que vai acompanhar e informar qual deputado federal votou contra ou a favor da prorrogação da DRU, que segundo a Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do MS, nos últimos 10 anos retirou da seguridade social R$ 470,5 bilhões impedindo os aposentados de receberem correções reais em seus benefícios.

Aposentados 2

Finaliza o leitor: informamos que nós, aposentados ou não, também estaremos acompanhando e muito de perto quem dos nossos representantes terá um pouco de respeito por quem já contribuiu e continua contribuindo para ter uma vida digna no que hipocritamente alguns designam de melhor idade. Este termo só será realmente correto, quando houver respeito por quem já deu sua parcela de contribuição e merece gozar dignamente uma parte da vida que merece bastante

Candidatura própria visa a 2014, diz Geraldo Deputado faz defesa intransigente da escolha do candidato por meio de pesquisas Ricardo Minella

Willams Araújo

Firula

Como é governista de carteirinha, Delcídio do Amaral (PT) votou anteontem favorável a fórmula atual de investimento na saúde, pela qual, o Palácio do Planalto faz que ajuda, mas, na prática, deixa o setor a Deus dará, ou seja, somente sob atribuição dos estados e municípios. A votação, pelo Senado, da famigerada emenda 29, que obrigava a União investir 10%, acabou frustrando os prefeitos que vão continuar pagando a conta.

atenção que é a velhice, inerente a todos, mais cedo ou mais tarde.

Bisonhando

O titular da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) precisa entrar em acordo com a empresa que a Prefeitura de Dourados contratou para fazer a poda de árvores em todo perímetro urbano. Interromper o tráfego em vias importantes, que servem como artérias para o trânsito de veículos, é de uma bisonhice sem tamanho, além, é claro, de revoltar os motoristas.

Bisonhando 2

Nesta semana, por exemplo, o pessoal contratado pela Semsur estava podando as árvores do canteiro central da Hayel Bon Faker, no sentido bairro centro, e não pensou duas vezes para bloquear o tráfego de veículos entre as 13h30 e 17h. Os donos da rua usaram 15 cones para bloquear o trânsito e ainda usaram galhos de árvores para impedir qualquer acesso à via pública.

Bisonhando 3

Falta comando da Semsur e bom senso dos responsáveis pela empresa, mesmo porque a poda das árvores pode ser feita com o bloqueio de apenas parte da pista, fator que tornaria o trânsito lento, mas não impediria o motorista de seguir seu destino sem precisar desviar para o centro comercial de Dourados, onde o tráfego também estava caótico. Vai vendo...

Folgando

A Câmara de Vereadores de Dourados emendou o feriado da Nossa Senhora Imaculada Conceição, padroeira de Dourados, com um ponto facultativo nesta sexta-feira. Os trabalhos voltam na Segunda-feira e se estendem até o dia 23 de dezembro, quando tem início o recesso. A Câmara Municipal volta a funcionar, em horário especial, das 7h às 13h, durante o mês de janeiro, retornando o expediente normal, das 7h às 18h a partir do dia 1º de fevereiro.

Ardidas

• o leitor Marcelo Fiori enviou e-mail à coluna com o seguinte desabafo: estou revoltado com a TrIP. domingo, minha esposa e nossa filha de 8 meses viriam de Londrina, no vôo das 21h10, porém não chegaram a tempo ao aeroporto e por 10 minutos não embarcaram. até aí tudo normal, no dia seguinte, como eu também estava lá, fui remarcar para segunda-feira o vôo delas e cobraram r$ 398 pela remarcação. • Segue o leitor: saí de Londrina de carro e esperava que elas chegassem em Dourados no horário normal, previsto para as 22h50. Quando cheguei ao aeroporto fui informado que o vôo chegaria com 30 minutos de atraso por causa da escala em Presidente Prudente (SP). O avião chegou às 23h50, ou seja, uma hora de atraso e não pousou em Dourados por falta de visibilidade da pista. • Mais leitor: daí pra frente começa a bagunça. um dos funcionários da empresa TrIP avisa no microfone que o vôo seguiu para Campo Grande e as pessoas que ali estavam teriam seu vôo cancelado, pois a mesma aeronave os levaria até a capital e, de lá, para outras localidades... Foi quando um funcionário do setor de bagagem informou que os passageiros que deveriam ficar em dourados, seriam trazidos de Campo Grande por uma van, que chegaria por volta das 4h30. • Finaliza o leitor: quando minha esposa desceu no aeroporto de CG, solicitou a cadeirinha para bebês, item obrigatório para veículos terrestres. Foi então que começou a sessão de péssimo atendimento, com minha esposa sendo desrespeitada por funcionários da TRIP. Somente após o motorista da van conseguir uma cadeirinha emprestada com o filho dele, o veículo saiu da capital, às 2h, e chegou em Dourados às 5h, ou seja, uma viagem de menos de 3h durou quase 10h.

Conjuntura

deputado Geraldo resende diz que projeto do PMdB passa pelas eleições do ano que vem

D

ourados - O de- houver candidatos competitivos, putado federal Geraldo atendendo orientação partidária Resende (PMDB) diz nacional, para que a agremiação que a decisão de seu chegue com força às eleições partido de lançar candidato a de 2014, tanto na eleição para o prefeito em Dourados no ano governo do Estado quanto para a Presidência da que vem também faz parte da estratéRepública. PMDB A maioria gia do partido para conta 2014. De acordo das lideranças pocom três líticas do PMDB com o parlamentar, o PMDB pretende pré-candidatos em Mato Groscontinuar no coa prefeito em so do Sul tem a compreensão de mando do governo Dourados do Estado, fazenque, para tanto, é preciso ganhar do o sucessor do governador André Puccinelli, as eleições em Campo Grande, e conquistar mais uma cadei- Dourados, Três Lagoas, Ponta ra no Senado Federal, com a Porã e Naviraí e eleger o maior possível candidatura do atual número de prefeitos nas demais governador. Para tanto, precisa cidades do Estado. ter companheiros fieis a este Pesquisas projeto nas principais prefeituras do Estado. Geraldo Resende se posiPara Geraldo, o projeto cionou na defesa intransigente do peemedebista vem dando cer- que foi pactuado pelo Diretório to porque o governador André Puccinelli “fez uma revolução administrativa em Campo Grande e agora está fazendo no governo do Estado e essa forma de administrar precisa ter continuidade para que não haja retrocessos”. Segundo ele, Mato Grosso do Sul deu um salto de desenvolvimento sob o comando peemedebista e essa experiência precisa ser transposta para a maioria das cidades sul-mato-grossenses. Na avaliação do deputado o PMDB deverá ter como candidatos ao governo do Estado, em 2014, um dos dois nomes que atualmente estão melhor situados nas pesquisas de consumo interno: o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, ou a vice-governadora Simone Tebet. “Em time que está ganhando não se mexe”, afirma Geraldo Resende, fazendo uma comparação entre a política e o futebol. Na última sexta-feira (2), o PMDB regional promoveu um encontro em Campo Grande, quando reafirmou a estratégia de lançar candidaturas próprias a prefeito em todas as cidades com mais de 200 mil habitantes e onde

Municipal do PMDB em Dourados, de que o candidato do partido à Prefeitura em 2012 será definido por meio de pesquisas qualitativas e quantitativas. Segundo ele, as sondagens para consumo interno que vêm sendo feitas por partidos e veículos de comunicação têm apontado que os três pré-candidatos peemedebistas (ele próprio, o deputado federal Marçal Filho e a vereadora Délia Razuk) estão muito bem situados na preferência dos eleitores. “Um partido que tem três bons nomes como é o caso do PMDB de Dourados, não pode virar as coisas para o desejo dos eleitores”, afirma Geraldo Resende. “O eleitorado douradense jamais perdoaria essa omissão, pois quer um debate de altíssimo nível nas eleições de 2012, a fim de que possa escolher aquele que considerar o melhor projeto”, ressalta.

Ebulição

Faltando menos de um ano para as eleições, a disputa pela Prefeitura de Dourados começa a exaltar os ânimos dos principais pré-candidatos. Embora o clima aparentemente seja de tranquilidade, o que se vê nos bastidores é uma queda de braço dos diabos. Por enquanto, a briga é por números nas pesquisas de intenções de voto, mas quem sabe lá na frente não seja no braço. Não é a toa que estão cercando até redação de jornais, como se isso mudasse o resultado.

Ressaca

O comerciante que for pego vendendo bebidas alcoólicas para menores terá de tirar o escorpião do bolso e pagar uma multa de mais de R$ 7 mil. Autor de projeto aprovado ontem pela Assembleia Legislativa, o deputado Pedro Kemp (PT) justifica que, apesar de a proibição já estar prevista na Constituição, a lei fornece instrumentos como medidas punitivas que reforçam a luta contra o consumo de álcool para quem tem menos de 18 anos.

Sarrafo

Não chamem para sentar a mesma mesa o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), e o vereador Athayde Nery (PPS). Apesar de ainda aliados, o clima entre o peemedebista e o camarada não é dos bons depois do convite do chefe do Executivo para que todos os “parceiros” que fazem campanha fora de época deixem a mamata na prefeitura. (E-mail: willams@conjunturaonline.com.br)

COlOnO – Cumpádi, o preçu das bebidas subiu de novu... ic, ic, ic... Zé PinGa - ... é, cumpádi, todo fim de ano, nóis, os bebuns, ganhamus essi presentão... ic, ic, ic...


4

Política Política Política Política

Política

Política Política Política Política

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Plano

Dilma coroa guerra de Marçal ao crack Deputado diz que plano federal contra a droga e para tratar dependentes já era defendido pelo mandato Divulgação

Informe C De boa

A Câmara de Dourados decretou ponto facultativo hoje, fazendo uma “ponte” com o final de semana, em virtude do feriado de ontem em homenagem a Nossa Senhora Imaculada Conceição, padroeira do município. Os trabalhos legislativos encerram no dia 23 de dezembro. A Câmara volta a funcionar, em horário especial, das 7h às 13h em janeiro, retornando ao normal, das 7h às 18h a partir do dia 1º de fevereiro.

Pingando

Os professores da rede estadual de ensino vão se reunir hoje em assembleia para votar reajuste salarial de 8,33%. O governador Andre Puccinelli ofereceu incorporação de 5% da regência de classe ao salário base – o que representa correção de 1,33% – e 7% de reposição da inflação do período de novembro de 2010 a outubro de 2011 (que ficou em torno de 6,5%, ou seja, 0,5% de ganho real), totalizando 8,33% de reajuste.

Se lixando

O leitor e bancário Jorge Feitoza Carvalho, assinando embaixo, quanto a falta de compromisso de cantores com seu público. Como citado no “Informe C” a dupla Jorge & Mateus, atrasou em 3 horas o início do seu show em Campo Grande, “coisa que está se tornando muito comum por aí afora. Está passando da hora de alguém tomar uma providência e punir quem não cumpre seus contratos,

Cícero Faria cicerolfaria@gmail.com

pois é assim que funciona a coisa. A ganância pelo dinheiro é tanta, que os artistas saem de um show e vão para outro e conforme a distância e o imprevisto, acontece uma ‘presepada’ desta. O artista que vai se apresentar em qualquer lugar do país, deveria estar na localidade pelo menos umas duas horas antes, evitando este descaso e esta falta de respeito para com seus fãs, pois são seus consumidores e deles é que depende o seu sucesso.”

Gatunagem

O ex-deputado federal e ex-presidente do Detran, Dagoberto Nogueira Filho (PDT), é alvo de ação na Justiça Federal, em Campo Grande, acusado de participar de um desvio milionário de recursos do DPVAT, o seguro obrigatório de veículos, junto com quatro pessoas. O valor ultrapassa os R$ 30 milhões, segundo auditoria do Tribunal de Contas do Estado, citada na peça de acusação. O processo aguarda, agora, que o juiz federal Odilon de Oliveira marque as audiências para ouvir testemunhas, uma vez que já foram apresentadas as defesas dos réus. Além de Dagoberto, são acusados Dejanira de Machado Recalde, diretora de Administração e Finanças do Detran à época das irregularidades, e os empresários Roberto Teles, João Roberto Baird e Juarez Lopes Cançado. A investigação é de 2005 e antes corria no Supremo Tribunal Federal, porque Dagoberto tinha foro privilegiado por ser deputado. Como ele

perdeu essa condição, o processo baixou para o 1º grau na Justiça Federal.

Ventou lá...

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) lidera pesquisa “estimulada” do Ibrape realizada em novembro, apurando junto ao eleitorado de Dourados qual o melhor nome entre os pré-candidatos a prefeito. Pelos números, Geraldo teria 38% dos votos válidos se as eleições fossem hoje. Murilo apareceu em 2º lugar com 34% das preferências. Na 3ª posição surge o deputado George Takimoto (PSL) com 6% das intenções de voto; deputado Zé Teixeira (DEM) está empatado com Kelyana Fernandes(PSC) com 5%; Elias Ishi (PT) teria 3% enquanto que Elizio Brites (PSDB) não teve citações.

... ventou cá

Mas o PSB de Dourados não deixou barato a cutucada de Geraldo. Divulgou que a mesma pesquisa do Ibrape apontou na pergunta “espontânea” que Murilo Zauith (PSB) está com 17% da preferência do eleitorado, caso a eleição fosse hoje. Em 2º lugar apareceu Geraldo Resende (PMDB) com 15%. Este resultado é considerado como empate técnico e mostra que não há definição no quadro sucessório, levando-se em que conta 41% dos eleitores douradenses responderam que estão indecisos. Assim, esta parcela de indecisos ainda está esperando o desempenho de Murilo para tomar uma decisão sobre o voto em 2012.

Bate-Rebate A Loja Maçônica Cinquentenário realizará domingo um churrasco em prol da associação dos renais cronicos e transplantados de Dourados. O almoço será no salão social da Loja na rua Afonso Pena, 899, no Parque Alvorada, ao preço de R$ 20. Os participantes devem levar prato e talher. A Anvisa divulgou uma lista dos vegetais com resíduos de agrotóxicos em níveis inaceitáveis. O campeão de irregularidades foi o pimentão - 92% das amostras analisadas foram consideradas insatisfatórias. O tomate, vilão conhecido, ficou apenas na 10ª posição. Das amostras de alimentos analisadas, em 2010, 28% apresentaram limites acima do recomendável. Mato Grosso do Sul é o primeiro Estado em que o exame de oximetria de pulso passa a ser obrigatório para recém-nascidos. Todos os recém-nascidos, seja pelo SUS, por planos de saúde ou mesmo particular, deverão ser submetidos ao exame ainda na sala de parto. Segundo o deputado estadual Marcio Fernandes, autor da lei, a Organização Mundial de Saúde (OMS) revela que, de 6 a 8 em cada 1.000 crianças nascidas vivas apresentam algum tipo de cardiopatia congênita, necessitando de cuidados médicos específicos.

Se cachaça fosse livro, lá em casa todo mundo era doutor!

Com o término da campanha de vacinação contra febre aftosa no dia 30 de novembro nas Regiões do Planalto e Zona de Fronteira, os pecuaristas têm até o dia 15 de dezembro para fazer a declaração.

Força Sindical e deputado federal e líderes dos aposentados, buscam apoio na Camara para aprovação da emenda ao Orçamento, que prevê reajuste de 11,7% para os aposentados que ganham acima do salário mínimo.

O presidente nacional do PSDB, deputado federal Sergio Guerra, virá a Dourados no dia 3 de fevereiro, afirmou ao pré-candidato a prefeito Mauro César o senador Álvaro Dias, líder do partido no Senado.

Depois de muita cobrança, o Simted de Dourados foi informado pela Secretaria Municipal de Governo que os servidores que estão com salários atrasados serão pagos entre 12 de 31 de dezembro. Aqueles que não têm mais vínculo com o município, estarão na folha de pagamento de dezembro e devem receber até o 5º dia útil de janeiro.

Paulinho Pereira da Silva, presidente da

Marçal Filho comemora decisão da presidente Dilma de ampliar a guerra ao crack

B

RASÍLIA – O depu- e municípios. No eixo cuidado tado federal Marçal estão previstas iniciativas para Filho (PMDB), que ampliar a oferta de tratamené membro da Frente to de saúde aos usuários de Parlamentar de Enfrentamen- drogas e a qualificação de to ao Crack e outras Drogas, profissionais. Será criada a disse ontem que o conjunto de rede de atendimento “Conte ações anunciadas com a Gente”, pela presidente com estrutura diMarçal Filho ferenciada para Dilma Rousseff afirma que para o enfrentaatender pacienas medidas mento ao crack, tes em diferentes com previsão de situações e auxianunciadas investimento de por Dilma são liar dependentes R$ 4 bilhões até estratégicas químicos na su2014 no combate peração do vício à droga e, sobree na reinserção tudo, no tratamento aos de- social. pendentes, coroa o trabalho Para Marçal Filho, que, que ele vem realizando há anos inclusive, realizou audiências nessa frente. “Antes mesmo de públicas para discutir formas o crack ser considerado uma de combate ao crack, uma das epidemia e de estar presente ações mais importantes na em quase 90% dos municípios área de cuidado foi a decisão brasileiros, nosso mandato já de a presidente Dilma Rousalertava para a necessidade de seff de determinar a criação combater de frente essa droga de enfermarias especializaterrível que afeta não apenas das nos hospitais do Sistema o dependente químico, mas, Único de Saúde (SUS), com também, toda estrutura fami- investimentos de R$ 670,6 liar”, enfatiza Marçal Filho. milhões para a criação de A preocupação de Mar- 2.462 leitos exclusivos para çal Filho com a questão das usuário de drogas. “O mais drogas é antiga e graças ao importante é que esses leitos empenho do parlamentar serão usados para atendimenjunto ao governo federal a tos e internações de curta problemática do crack está duração durante crises de sendo enfrentada. Grande abstinência e em casos de inparte das medidas anunciadas toxicações graves”, observa agora pela presidente Dilma o deputado. Para estimular a Rousseff foram levadas por implantação desses espaços, Marçal Filho ao coordenador o valor da diária de internaNacional de Saúde Mental do ção repassado pela pasta aos Ministério da Saúde, Roberto estados e municípios poderá Tykanori. O deputado também ser quatro vezes maior – de se reuniu com o assessor espe- R$ 57 para até R$ 200. cial do Ministério da Saúde, O deputado ressalta que a Edson Pereira de Oliveira, decisão de ampliar a atenção para discutir formas de tratar ao tratamento é uma das mais o crack como uma verdadeira necessárias nessa guerra contra epidemia. o crack. “Hoje, o Brasil possui O deputado, que esteve apenas um Centro de Atenção na solenidade de lançamento Psicossocial Álcool e Drogas do plano de enfrentamento ao (Caps AD) para cada 7 micrack em Brasília, explica que lhões de pessoas, o que chega as ações estão estruturadas em a ser um absurdo num país que três eixos fundamentais que vive uma verdadeira epidemia são o cuidado, a prevenção dessa droga”, desabafa. e a autoridade, de forma que Marçal Filho destaca aintodas serão desenvolvidas em da as medidas preventivas parceria entre União, Estados anunciadas pela presidente

Dilma, que terá foco nas escolas, nas comunidades e na comunicação com a população. Serão capacitados 210 mil educadores e 3,3 mil policiais militares para atuarem na prevenção ao uso de drogas em 42 mil escolas públicas. Serão feitas ainda campanhas específicas para informar, orientar e prevenir a população sobre o uso do crack e de outras drogas. Contudo, as ações mais contundentes serão desenvolvidas no eixo autoridade e as iniciativas policiais se concentrarão em duas frentes: nas fronteiras e nos centros consumidores. Entre as metas estão o policiamento ostensivo nos pontos de uso de drogas das cidades e a revitalização dos espaços que são reconhecidamente pontos de consumo. O programa prevê ainda a atuação integrada das polícias estaduais com as polícias Federal e Rodoviária Federal na área de inteligência e investigação para identificar e prender traficantes e desarticular organizações de tráfico de drogas. Marçal Filho lembra que tanto a integração das forças policiais quanto o aumento na fiscalização nas faixas de fronteira sempre foram bandeiras que ele sustentou na vida pública. “Não foram poucas as vezes que ocupei a tribuna da Câmara dos Deputados para alertar o governo federal sobre a necessidade de intensificar a vigilância na faixa de fronteira, endurecendo a guerra contra o tráfico e impedindo que o crack continue chegando em quantidade absurda aos grande centros urbanos”, enfatiza Marçal Filho, que numa dessas ações realizou uma ampla audiência pública em Dourados para debater a problemática do crack e que contou com a presença do juiz federal Odilon de Oliveira, do deputado federal Fábio Trad e outras autoridades estaduais e federais.


P1

Economia Economia Economia

Economia

Economia Economia Economia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

5

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Invasões

Deputado cobra solução para conflitos Zé Teixeira denuncia que comitiva tentou entrar em fazenda em Rio Brilhante à revelia do proprietário

C

AMPO GRANDE à área da propriedade que foi - O fim dos confli- invadida por quase 170 índios tos entre indígenas e da etnia Ñderú Laranjeira. “O produtores rurais em pecuarista relatou que ao se Mato Grosso do Sul foi, mais depararem com a comitiva e uma vez, cobrado durante a cinco viaturas policiais, seu sessão de terça-feira da As- filho se assustaram e já imasembleia Legislativa pelo ginaram que se tratava de uma deputado Zé Teixeira (DEM). missão de invasão de terras”, Ao ocupar a tribuna, o parla- revela Zé Teixeira. mentar criticou o A entrada descumprimento da fazenda foi Deputado diz bloqueada pelos das leis, a falta de que título de proprietários que respeito com os produtores rurais propriedade iniciaram discuse falou sobre o insão com a comifoi emitido cidente ocorrido pelo governo tiva. “Acredito no último fim de e deve valer que a comissão semana em Rio deveria ser suBrilhante, duranprapartidária, ser te a visita da Comissão de formada por representantes Direitos Humanos da Câmara da bancada ruralista e petista, Federal. mas não o que ocorreu no De acordo com o depu- Estado, a comissão formada tado, a comissão formada apenas por representantes dos apenas por deputados petistas, índios nem sequer ouviu o lado escoltados por homens da dos fazendeiros. Sem falar Força Nacional de Seguran- que as reuniões deveriam ser ça e por indígenas, tentaram promovidas nas aldeias e não entrar na fazenda “Do-inho”, em terra alheia. Qualquer ação do pecuarista José Raul das terá uma reação. Precisamos Neves de 74 anos, titulada em acabar com o sofrimento dos 1846. Eles queriam ter acesso índios e com a falta de autoes-

tima dos produtores, devido ao clima de insegurança jurídica que estamos passando o setor produtivo é o mais prejudicado”, acrescentou o deputado. Zé Teixeira enfatiza que a situação é tão crítica que até o Ministério Público Federal (MPF) quer que a União seja responsabilizada pelos conflitos. O procurador da República em Dourados, Marco Antonio Delfino, disse que vai impetrar duas ações civis públicas na Justiça Federal, uma para cada comunidade ou denúncia de violência contra os índios em MS, e se for condenada, a União pode, entre outras coisas, ser obrigada a acelerar o processo de demarcação de novas reservas. “Espero que o procurador, como fiscal da lei, não defenda apenas um lado e sim o cumprimento da legislação, afinal, os fazendeiros adquiriram as terras da União, que passou a remover os índios de seus territórios tradicionais, e após a promulgação da Constituição Federal de 1988 considerou-se terras indígenas as áreas ocupadas pelas etnias

Roberto Higa

Zé Teixeira denuncia mais um abuso contra produtor rural em Mato Grosso do Sul naquele ano”, finalizou. DECISÃO A Justiça concedeu liminar a favor da reintegração de posse ao pecuarista José Raul

das Neves e reforçou a determinação para a Funasa, aos indígenas e pessoas ligadas ao Cimi (Conselho Indigenista Missionário), apontado por promover todo um trabalho de

deslocamento de outros índios para a terra invadida, os quais foram obrigados a desocuparem o imóvel rural particular sob pena de responsabilidade civil e criminal.

Saúde

Votação da emenda 29 no Senado frustra prefeitos Willams Araújo

C

AMPO GRANDE O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Jocelito Krug (PMDB), lamentou a derrota, no plenário do Senado, do texto que obrigava a União investir 10% na saúde. Jocelito refere-se ao fato de os senadores terem aprovado na noite de quarta-feira, por 70 votos a 1, o projeto que regulamenta os valores mínimos a serem investidos na área da saúde. É que o texto, que já havia sido aprovada pela Câmara, mantém a regra seguida atualmente pela União para cálculo dos recursos, em detrimento das

prefeituras. “A saúde brasileira amanheceu mais doente ainda, está na UTI”, definiu o dirigente, que defende que o governo federal aplique 10% de sua receita corrente bruta no setor, conforme pleiteia há anos a CNM (Confederação Nacional de Municípios). De acordo com ele, 90% das prefeituras brasileiras gastam hoje em torno de 23% de sua arrecadação na saúde porque o governo federal não cumpre a sua parte. “Isso é terrível, protestou Jocelito Krug, garantindo que Chapadão do Sul, cidade que administra, gasta entre 29% a 30% nesse setor. Pelo projeto aprovado quarta-feira pelo plenário do Senado, o recurso deve corres-

ponder ao valor empenhado no ano anterior acrescido da variação nominal do PIB (Produto Interno Bruto) nos dois anos anteriores. Assim, para 2012, por exemplo, a União teria de aplicar o empenhado em 2011 mais a variação do PIB de 2010 para 2011. O projeto original estabelecia em 10% da receita corrente bruta o investimento a ser feito pela União, mas essa fórmula foi rejeitada no Senado. O governo, que desde o início foi contra a fixação da porcentagem, alega não ter como destinar tantos recursos (algo em torno de R$ 35 bilhões) ao setor. Quanto aos percentuais a serem aplicados por Estados e

municípios, o texto aprovado manteve 12% da receita corrente bruta para os Estados e 15% para os municípios. Para o presidente da Assomasul, quem perde com isso são os municípios que, em sua maioria, continuam investindo 23% no setor, enquanto o governo federal lava as mãos, deixando de fazer a sua parte. Apesar de reconhecer que essa era a tendência da base aliada, motivada pela a orientação do governo que sempre se posicionou contrário a aplicação de 10% de sua receita bruta, Jocelito avalia que o resultado da votação não deixa de frustrar os prefeitos no momento em que o sentimento do municipalismo era o de melhorar o atendimento na área de saúde.


6

Economia Economia Economia

Economia

Economia Economia Economia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Agricultura

Safra deve crescer 6,6% neste ano Arroz, milho e soja devem representar 90,6% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2011 pelo IBGE. O primeiro foi o café em grão. Embora este io - A previsão do produto deva mostrar recuo Levantamento Siste- de 7,2% em sua produção mático da Produção este ano contra 2010, os 2,7 Agrícola (LSPA) de milhões de toneladas previstos novembro projeta safra de para este ano (totalizando 44,5 159,5 milhões de toneladas em milhões de sacas) represen2011, 0,1% menor ante o le- tam um acréscimo de 0,3% vantamento de outubro (159,7 em relação à estimativa do milhões de toneladas). Se instituto apontada para este confirmada, a safra será 6,6% produto em outubro. A área superior à do ano passado, total no País para esta cultura quando foi de 149,6 milhões em 2011, reavaliada este mês, de toneladas. Os dados foram aumentou 0,1%. Minas Gerais, maior prodivulgados ontem pelo Instidutor brasileiro de café, apretuto Brasileiro de Geografia e sentou em novembro, contra Estatística (IBGE). a previsão de Arroz, mioutubro, acréslho e soja deEntre 25 cimo de 0,7% na vem representar produtos produção espe90,6% da proselecionados rada para 2011, dução de cereais, totalizando 1,3 leguminosas e 16 devem milhão de toneoleaginosas de mostrar alta ladas (22,3 mi2011; e responna produção lhões de sacas der por 82,3% da de 60 kg), conárea a ser colhida este ano, segundo o IBGE. siderando as duas espécies em Em comparação com a safra conjunto (arábica e canephode 2010, arroz, milho e soja ra), que representam 50,1% devem mostrar aumentos de do total esperado para o País 19,0%, de 0,3% e de 9,2% em 2011. O segundo produto desna produção deste ano, respectivamente. Com relação tacado foi o feijão em grão, à área plantada, estas três que deve mostrar aumento culturas podem registrar altas de 29,6% contra produção de 1,7%, de 3,4% e de 3,3%, de 2010 no total de primeira respectivamente em suas áre- safra; e recuos de 7,1% e de as a serem colhidas este ano, 8,8% nas segunda e terceira safras. A produção nacional de contra 2010. Entre 25 produtos selecio- feijão, considerando as três sanados, 16 devem mostrar alta fras do produto, está avaliada na produção deste ano contra em novembro em 3.525.854 2010. Três foram destacados toneladas, inferior 1,4% em Alessandra Saraiva

R

relação ao mês anterior. Na comparação com outubro, o feijão 1ª safra apresentou acréscimo de 1,3% em sua estimativa de novembro para produção em 2011, enquanto as produções dos feijões 2ª e 3ª safras registraram reduções de 5,4% e 3,0%,na mesma comparação, respectivamente. Já o terceiro produto destacado foi o milho em grão, que deve mostrar alta de 3,1% em sua produção de primeira safra este ano frente 2010; e recuo 3,7% em sua produção de segunda safra contra o ano passado. Em novembro, o IBGE apurou que a produção nacional do milho em grão em 2011, para ambas as safras, deve totalizar 56,2 milhões de toneladas. O montante é 0,3% inferior à estimativa de outubro apurada pelo instituto. MaiOR PROduçãO A alta esperada de 0,6% na safra 2012 contra ano anterior reflete estimativas de aumentos nas produções de cereais, leguminosas e oleaginosas nas regiões Nordeste (4,5%), Sudeste (2,0%) e Centro-Oeste (3,6%) no ano que vem, frente 2011. Segundo o IBGE, também é esperado acréscimo de 2,8% na área a ser colhida em 2012, contra 2011, que deve totalizar 50,0 milhões de hectares no próximo ano. Isso porque é esperado incremento de área na maioria das unidades da federação, com exceção do

Piauí, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Indicadores Econômicos

t

BOLSAS Ibovespa: -2,06% Pontos: 57.455,02 Máxima de +0,94% : 59.217 pontos Mínima de -2,39% : 57.260 pontos Volume: 6,11 bilhões Variação em 2011: -17,1% Variação no mês: +1,02% Ibovespa Futuro: -2,44% Pontos: 57.445 Máxima (pontos): 59.340 Mínima (pontos): 57.100

Variação: -0,19%

BLUE CHIPS Vale PNA Preço: R$ 38,50 Variação: -1,43% Petrobrás PN Preço: R$ 22,52 Variação: -3,31% OGX Petróleo ON Preço: R$ 14,41 Variação: -1,97% Itaú Unibanco PN Preço: R$ 33,83 Variação: -0,21% Bradesco PN Preço: R$ 31,00 Variação: estável BM&FBOVESPA ON Preço: R$ 9,91 Variação: -2,84% Banco do Brasil ON Preço: R$ 23,68 Variação: -0,46% Gerdau PN Preço: R$ 14,04 Variação: -2,63% Usiminas PNA Preço: R$ 10,44 Variação: -2,61% Cyrela Realt ON Preço: R$ 15,06 Variação: -4,98% Cia Siderúrgica Nacional ON Preço: R$ 14,71 Variação: -4,04% Global 40 Cotação: 132,000 centavos de dólar

INFLAÇÃO

IMPOSTO DE RENDA Base de cálculo

CÂMBIO - Dólar comercial no balcão Compra: R$ 1,8140 Venda: R$ 1,8160 Variação: +1,4% - Dólar Paralelo Compra: R$ 1,80 Venda: R$ 1,94 Variação: -0,51% - Dólar Ptax Compra: R$ 1,7934 Venda: R$ 1,7941 Variação: -0,22% - Dólar Turismo Compra: R$ 1,7530 Venda: R$ 1,9200 Variação: +1,59% - Dólar Futuro (janeiro) Cotação: R$ 1.833,50 Variação: +1,27% - Euro Compra: US$ 1,3363 (às 18h26) Venda: US$ 1,3364 (às 18h26) Variação: -0,37% - Euro comercial Compra: R$ 2,4160 Venda: R$ 2,4190 Variação: +0,62% - Euro turismo Compra: R$ 2,3070 Venda: R$ 2,5170 Variação: -0,4%

Até R$ 1.566,61De R$ 1.566,62--até R$ 2.347,85 De R$ 2.347,86 até R$ 3.130,51 De R$ 3.130,52 até R$ 3.911,63 Acima de R$ 3.911,63--

Ago. - 0,42- 0,44- 0,61- 0,77- 0,40- 0,39- 0,43- 0,39- 0,37- 0,37- 0,27-

-

Setembro 0,45 0,65 0,75 0,94 0,50 0,25 0,37 0,69 0,53 0,53

INCC (FGV)IPCE (PINI)IPA-M (FGV)-

- 0,13---0,22-

-

-

0,14 -

Alíquota %

7,5 15,0 22,5 27,5

Deduzir-R$

Isento 117,49 293,58 528,37 723,95

deduções: R$ 157,47 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.566,61 no benefício recebido da previdência pública ou privada.

REAjUSTE DE ALUgUEL

- outuBRo/2011

IGP-M (FGV) 1,0746 IPCA (IBGE) 1,0731 IGP-DI (FGV) 1,0745 INPC (IBGE) 1,0730 IPC- (FIPE) 1,0654 ICV (DIEESE) 1,0745 Obs.: Fatores representam a variação do indicador de reajuste nos últimos 12 meses.

POUPANÇA

UFIR

Novembro/2000------ R$ 1,0641

SALÁRIO MÍNIMO

NOVEMBRO............. R$ 545,00

UFERMS

NOVEMBRO............... R$ 16,08

DÍVIDA EM TR ou TRD

JUROS - CDB prefixado de 30 dias, 10,75% ao ano. - Capital de giro, 14,65% ao ano. - Hot money, 1,35% ao mês. - CDI, 10,87% ao ano. - Over a 10,90% OURO - Ouro Cotação: 1.709,83 a onça-troy (1 onçatroy equivale a 31,1035 gramas) Variação: -1,89% - Ouro BM&F (à vista) Cotação: 99,000 Variação: -0,8%

Índices INPC (IBGE)IGP-M (FGV)IGP-DI (FGV)-IPA-DI (FGV)IPC-DI (FGV)IPC (FIPE)IPC (C. GDE)ICV (DIEESE)ICVM ORDEMIPCA (IBGE)IPCA-E (IBGE)-

(desconto na fonte) TABELA OFICIAL DA RECEITA FEDERAL

AcumulAdo

no ano 4,61 4,15 4,30 3,88 4,69 4,14 5,13 4,69 4,97 -

12 meses 7,30 7,46 7,45 7,52 7,13 6,54 7,71 7,45 6,47 7,31 7,12

6,37 4,82 2,271

7,68 4,71 9,208

AgROPECUÁRIA mIlHo ...................................................................R$ 20,00 (disponível) SoJA .....................................................................R$ 40,00 (disponível)

Dia do Vencimento

Fator de Atualização

novembro 09.............................0,01222571 10.............................0,01238873 11 .............................0,01240846 12.............................0,01233341 13.............................0,01210208 14.............................0,01202661 15.............................0,01210019 16.............................0,01219250 17.............................0,01240354 18.............................0,01244194 19.............................0,01255967 20.............................0,01248728 21.............................0,01251091 22.............................0,01250413 23.............................0,01247215 24.............................0,01245867 25.............................0,01248493 26.............................0,01255739 27.............................0,01251004

(Multiplique a quantidade de TR ou TRD do carnê pelo fator de atualização da data do vencimento. A aplicação desse fator único atualiza a dívida pela TR do dia do aniversário do contrato e converte o resultado para reais).

dezembro 06------------------------------- 0,5626% 07------------------------------- 0,5938% 08------------------------------- 0,5924% 09------------------------------- 0,5950% 10------------------------------- 0,5880% 11------------------------------- 0,5527% 12------------------------------- 0,5257% 13------------------------------- 0,5567% 14------------------------------- 0,5819% 15------------------------------- 0,5859% 16------------------------------- 0,6006% 17------------------------------- 0,6020% 18------------------------------- 0,5751% 19------------------------------- 0,5433% 20------------------------------- 0,5735% 21------------------------------- 0,6021%

TBF

novembro 30------------------------------- ,08609% dezembro 01------------------------------- 0,8544% 02------------------------------- 0,8106% 03------------------------------- 0,8312% 04------------------------------- 0,8710% 05------------------------------- 0,9334% 06------------------------------- 0,9388% 07------------------------------- 0,9078%

TR

novembro 30------------------------------- 0,0902% dezembro 01------------------------------- 0,0937% 02------------------------------- 0,0601% 03------------------------------- 0,0707% 04------------------------------- 0,1002% 05------------------------------- 0,1323% 06------------------------------- 0,1377% 07------------------------------- 0,1268%

boI Gordo/à vista ..................................R$ 94,00 (Brasil Global - Frigoforte ) vAcA GordA/à vista...............................R$ 88,00 (Brasil Global - Frigoforte ) * A partir de agora, preços pecuários só livres, com suspensão do Funrural

Fonte: GrAnde Fm rurAl

Embora tenha admitido que pode ocorrer retração nos rendimentos de algumas culturas no País, em 2012 contra ano anterior, o IBGE destacou que, para a soja e para o milho 1ª safra, as condições climáticas, nos principais centros pro-

dutores, foram excelentes em 2011, o que levou estes produtos a registrarem recordes históricos de rendimentos médios este ano. As informações do prognóstico representam 73,8% da produção nacional prevista. (AE)

Conab estima safra em 159,08 mi de toneladas Tomas Okuda

S

ão Paulo - A produção nacional de grãos na safra 2011/12 deve alcançar 159,080 milhões de toneladas, representando queda de 2,4% ou menos 3,878 milhões de toneladas, em comparação a safra anterior, quando foram colhidas 162,958 milhões de toneladas. A avaliação é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em seu terceiro levantamento de safra, divulgado ontem. De acordo com a Conab, as maiores reduções são observadas na soja (menos 4,04 milhões de toneladas) e no arroz (menos 1,69 milhão de toneladas). Os técnicos ressaltam que neste levantamento o plantio estava em andamento, prevalecendo o estágio de desenvolvimento vegetativo. Desta forma, para a produtivi-

dade foi considerada a média dos últimos cinco anos, descartando os anos atípicos e adicionando o ganho tecnológico. “A partir da próxima pesquisa de campo, já será possível contemplar as produtividades obtidas nas lavouras”, comentam os técnicos. A estatal observa que as culturas mais representativas – milho e soja – somam juntas 83% da safra nacional, com produção de 131,605 milhões de toneladas. O milho deve ter crescimento de 4,9%, considerando apenas a participação da primeira safra, uma vez que a segunda safra só será definida a partir de janeiro. A área de plantio de ficar em cerca de 50,447 milhões de hectares, com crescimento de 1,1%, o que representa 528,2 mil hectares a mais do que na safra anterior (49,919 milhões de hectares).


P1 6

Brasil Brasil Brasil Brasil Brasil

Brasil

Brasil Brasil Brasil Brasil Brasil

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

P1 7

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

IBGE

Inflação de novembro fica em 0,52% O IPCA é o índice oficial utilizado pelo BC para cumprir o regime de metas de inflação determinado pelo CMN puxou a inflação de 0,52% medida pelo Índice Nacional raSília - A in- de Preços ao Consumidor flação medida pelo Amplo (IPCA) no mês passaÍndice Nacional de do, segundo o IBGE. Como Preços ao Consumi- resultado, o grupo alimentador Amplo (IPCA) fechou ção e bebidas acelerou a alta para 1,08%, após novembro com ter registrado vataxa de 0,52%, até riação de 0,56% ante uma variação novembro em outubro. Esse de 0,43% em ougrupo foi respono indicador tubro, informou ontem o Instituacumula alta sável por 48% da taxa total do to Brasileiro de de 5,97% IPCA em novemGeografia e Esno ano bro. tatística (IBGE). Entre os aliO resultado ficou dentro do intervalo das esti- mentos em queda, o leite ficou mativas dos analistas ouvidos 2,02% mais barato, sendo pelo AE Projeções, que iam de o principal impacto a puxar uma taxa de 0,47% a 0,56%, a taxa do IPCA para baixo. Entre os itens não alimentícom mediana de 0,50%. O IPCA é o índice oficial cios, a variação foi de 0,35%, utilizado pelo Banco Cen- abaixo da taxa de outubro, de tral (BC) para cumprir o re- 0,39%. gime de metas de inflação, EMPREGadO determinado pelo Conselho dOMéStIcO Monetário Nacional (CMN). O aumento de 1,36% nas Até novembro, o indicador acumula alta de 5,97% no despesas com empregados ano. Em 12 meses, o índice domésticos, na passagem de registra aumento acumulado outubro para novembro, fez de 6,64%. A coordenadora de o item se tornar o segundo Índices de Preços do IBGE, maior impacto na alta de Eulina Nunes dos Santos, vai 0,52% na inflação medida conceder entrevista coletiva pelo Índice Nacional de Predaqui a pouco para comentar ços ao Consumidor Amplo (IPCA), no período, segundo os resultados. O aumento de 2,63% nos o IBGE. Na leitura anterior, o preços das carnes na passagem item empregados domésticos de outubro para novembro tinha subido 0,10%.

também levou o grupo a uma ligeira alta, de 0,01%, após ter registrado variação positiva de 0,48% em outubro. As passagens aéreas subiram, em média, 3,91% em novembro, enquanto em outubro a alta chegou a 14,26%. Já o litro de gasolina ficou 0,25% mais barato no mês passado, após ter tido um aumento de 0,17% no mês anterior. No entanto, o litro do etanol ficou mais caro, saindo de uma queda de 0,36% para uma alta de 1,28%, na mesma base de comparação. Outros itens como seguro voluntário (de 4,50% em outubro para -0,56% em novembro) e automóveis, tanto novos (de -0,09% para -0,51%) quanto usados (de -0,15% para -1,08%), tiveram queda de preços.

Daniela Amorim

B

Também ficaram mais caros os serviços de manicure, que passaram de 0,88% em outubro para 1,98% em novembro; cabeleireiro (de 0,54% para 1,19%); e costureira (de 0,41% para 1,64%). Os aumentos fizeram o grupo Despesas Pessoais passar de uma alta de 0,22% em outubro para 0,88% em novembro,

MJ vai investir R$ 37 mi em plano de fronteiras Wilson Dias – ABr

Brasília – O Ministério da Justiça (MJ) assinou na manhã de ontem termos de adesão de 11 estados ao Plano Estratégico de Fronteiras, que vai possibilitar o acesso a recursos de R$ 37 milhões para investimentos em segurança. O plano é coordenado pelo MJ em parceria com o Ministério da Defesa e visa a coibir o tráfico de armas e drogas provenientes dos países vizinhos. Todos os estados envolvidos já apresentaram projetos de integração de trabalho, que estão sendo analisados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão que faz a articulação das ações do governo federal com os estados. O plano estratégico contará com a atuação das Forças Armadas e das polícias Federal Rodoviária Federal e Ministro José Eduardo Cardozo assina termos de adesão estaduais. Atualmente, duas operações de caráter permanente atuam contra ilícitos nas regiões de fronteira no país: a Operação Sentinela e a Operação Ágata. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou que devem ser contratados, no próximo ano, 1,5 mil novos policiais rodoviários federais e 1,3 mil policiais federais. A maioria deles deve ser encaminhada para trabalhar nas fronteiras, que envolvem 710 municípios. Segundo o ministro, os países de fronteira têm respondido positivamente aos planos do Brasil de combate ao tráfico e outros atos ilícitos nas fronteiras. Ele afirmou que tem se reunido com ministros da Justiça e do Interior de países do Mercosul e que foram assinados importantes pactos com foco na segurança nas fronteiras. Ele citou, inclusive, um acordo recente com o Paraguai e a Argentina. Cardozo destacou que a presidenta Dilma Rousseff encarregou o Ministério da Justiça de três grandes projetos prioritários: o Plano Estratégico de Fronteiras, a reforma do sistema penitenciário, que deverá envolver recursos de R$ 1,1 bilhão e que permitirá a criação de mais 60 mil vagas nos presídios até 2014, e o Plano de Enfrentamento do Crack, com recursos de R$ 4 bilhões. Assinaram o termo de adesão ao Plano Estratégico de Fronteiras, os representantes dos seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Cliente será indenizada

São Paulo - O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a decisão da 4ª Vara Cível de Santo André e condenou

o supermercado Carrefour a pagar indenização no valor de R$ 15 mil a uma mulher que escorregou dentro do estabelecimento. Ela sofreu uma fratura no joelho. Em setembro de 2003, a cliente fazia compras

quando escorregou no piso que estava molhado em razão do descongelamento do gelo que conservava os peixes. Após a decisão em primeira instância, as duas partes do processo recorreram ao TJ

a segunda maior variação entre todos os grupos no período, superada apenas pela dos alimentos (1,08%). Também apresentaram aceleração na alta dos preços ou fim de deflação os grupos artigos de residência (de 0,20% em outubro para 0,05% em novembro) e comunicação (de 0,13% para 0,39%). para alterar o valor fixado. O Carrefour pretendia afastar o pagamento dos danos ou reduzi-los e a cliente queria aumentar a quantia. Para o relator do recurso, desembargador Elcio Trujillo, a quantia estabelecida deve ser mantida. A empresa ainda precisa ressarcir a autora da ação de todas as despesas efetuadas com o tratamento do joelho, que forem devidamente comprovadas. A seguradora Ace deverá pagar ao Carrefour o valor da indenização até o limite máximo previsto no contrato de seguro. Isso porque a empresa chamou a seguradora, com quem tem um contrato, a integrar o processo.

Operário é resgatado

São Paulo - O Corpo de Bombeiros levou mais de 40 horas para resgatar o corpo do operário soterrado no fundo de um poço na Comunidade Santa Clara, no município de Marituba, Pará. Os trabalhos terminaram por volta das 5h de ontem. A equipe se revezava na descida até o fundo do poço, auxiliada por equipamentos de respiração. Uma pequena pá e um balde eram usados para retirar a terra que cobria o corpo. Luis Antônio da Silva foi contratado para cavar um poço em um terreno particular. Ele e um ajudante faziam as escavações, sendo que um ficava em cima para auxiliar na retirada da terra e a vítima ficava no fundo do poço realizando escavações no terreno de aproximadamente 20 metros de profundidade. Em dado momento houve um desmoronamento de terra e ele foi soterrado.

tRanSPORtES Os preços das passagens aéreas diminuíram a alta em novembro, contribuindo para amenizar o impacto do grupo Transportes na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês. Segundo o IBGE, que divulgou o índice ontem, a queda na gasolina

Imposto de Renda

São Paulo - A Receita Federal do Brasil liberou, desde às 9h de ontem, a consulta ao 7º lote do Imposto de Renda, o último do exercício de 2011. Confira no site da Receita Federal se sua restituição foi liberada. Os créditos serão depositados no dia 15 de dezembro e a restituição ficará disponível no banco durante um ano. Excepcionalmente, nos dias 10 e 11 de dezembro, o serviço não estará disponível devido a manutenção técnica no site. Segundo a Receita Federal, o lote será o menor do ano, pois nos anteriores foi grande o volume de restituições liberadas.

Fazendeiro é condenado

Brasília – Denunciado em 2009 por exploração de trabalhadores em situação análoga à escravidão, o fazendeiro Avelino de Déa, dono da fazenda São Sebastião, em Itupiranga, no Pará, foi condenado a sete anos e dez meses de prisão. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF) no Pará, autor da denúncia, a sentença foi assinada em novembro pelo juiz federal Cesar Otoni de Matos, da 1ª Vara de Marabá. Em 2007, 59 trabalhadores foram libertados da fazenda de Déa pelo Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho. Os agricultores eram submetidos a condições de trabalho degradante, a maioria sem carteira assinada. De acordo com a denúncia, os trabalhadores não tinham banheiro próximo ao local de trabalho, eram obrigados a tomar banho em um córrego, não tinham acesso à água potável e

InPc O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 0,57% em novembro, após ter registrado alta de 0,32% em outubro, segundo dados divulgados ontem pelo IBGE. Com o resultado, até o mês passado, o índice acumula altas de 5,54% no ano e de 5,83% em 12 meses. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a seis salários mínimos e chefiadas por assalariados. (AE) muitos dormiam em barracos de palha e em cochos utilizados para alimentação de bois. O capataz da fazenda, José Henrique Vanzetto, também foi condenado e recebeu pena de cinco anos e sete meses de prisão. Os dois réus terão o direito de cumprir a pena em regime semiaberto. Ainda cabe recurso.

PEC da DRU é aprovada

Brasília - O Senado aprovou ontem em primeiro turno a proposta de emenda à Constituição que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU). Com 59 votos a favor e 12 contrários, o governo conseguiu ampla maioria para aprovar a PEC na primeira parte da votação. Antes da votação, a oposição disse que votaria contra a matéria por entender que o governo não corrigiu o excesso de gastos públicos. Para os oposicionistas, a DRU é um cheque em branco nas mãos de uma administração pública que gasta demais. “O que nós estamos votando é a capacidade do governo deslocar dinheiro, por exemplo, da saúde para pagar juros”, disse o senador José Agripino Maia (DEMRN). A PEC desvincula 20% do Orçamento Geral da União pelos próximos quatro anos. Dessa forma, o governo pode aplicar esse percentual como quiser, inclusive para fazer superávit primário. Para os governistas, esse mecanismo é fundamental para enfrentar a crise econômica mundial. “A não aprovação da DRU seria um complicador de ordem orçamentária e financeira”, disse o relator da proposta, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que deu parecer favorável à aprovação da PEC.


8

Turismo Turismo Turismo Turismo

Turismo

Turismo Turismo Turismo Turismo

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

P1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Viagem

Natal de Curitiba conquista turistas Espetáculos e atrações especiais de Natal atraem turistas de todo o Brasil para a capital paranaense

C

URITIBA - Pelas ruas conferir a programação de Nade Curitiba, já é possí- tal – 9 mil a mais do que o ano vel encontrar indícios passado. de que ele está cheEspera-se que esse fluxo gando. Os enfeites típicos e as de turistas deixe na capital luzes não deixam dúvidas: o paranaense aproximadamente Natal está tomanR$ 79 milhões, do conta da cidao que representa decoração de. E não é por um crescimennatalina é menos, já que a to de 11,2% em motivo de capital paranaense relação ao Natal é também a Capide 2010, que moorgulho e tal do Natal. São vimentou R$ 71 dá fôlego diversas atrações, milhões. “Essa é ao turismo shows e espetáuma data especial culos promovidos e marcante para especialmente para a data e que Curitiba. Preparamos diversas irão movimentar o turismo em atrações maravilhosas para que Curitiba. Segundo estimativas os visitantes venham e permado Instituto Municipal de Tu- neçam mais tempo na cidade”, rismo, a cidade deve receber afirma Juliana Vosnika, presicerca de 82 mil visitantes para dente do Instituto.

Grande parte dos turistas vem do interior do Paraná (35%), de São Paulo (20%) e de Santa Catarina (16%). E, para recebê-los, além de eventos já consagrados, como as feiras da Praça Osório e da Praça Santos Andrade, onde é possível encontrar artesanato, presentes e comidas típicas, a Prefeitura Municipal de Curitiba, através do Instituto Municipal de Turismo, preparou uma grande surpresa: a Galeria de Luz. Instalada na Rua XV de Novembro, a Galeria, de criação do artista italiano Valerio Festi, é composta por uma sequência de arcos e portais de luz que proporcionam efeitos de perspectiva e profundidade. As mais de 50 mil lâmpadas utilizadas criam desenhos que se revelam a cada passo do público. O Desfile de Luz também faz parte do espetáculo, que tem incentivo da Lei Rouanet e apoio da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Bailarinos e malabaristas locais irão percorrer toda a Galeria em 20 palcos móveis, levando magia e emoção para os espectadores. O espetáculo do Paço da Liberdade pretende rememorar a alegria e o encantamento do dia em que nevou na capital paranaense, em 1975. Bailarinos e acrobatas encenam uma bela história, além de interagir com efeitos especiais de luz e imagens. Quem assina a produção do evento também é o artista italiano Valerio Festi. Em sua 21ª edição, o tradicional Coral de Natal do Palácio Avenida se apresenta com o tema “O Poder da Música”. São 160 crianças que cantarão sob a regência do mestre de cerimônias Marcos Casuo, que já trabalhou no Cirque de Soleil. Neste ano, o espetáculo terá um palco em formato de piano que se estende até o público

Divulgação

Decoração de Natal é uma das principais atrações turísticas da capital paranaense através de uma escada, o que irá permitir a interação entre o coral e os espectadores. No Radisson Hotel, uma árvore de Natal gigante maravilha os visitantes. Já o show fica por conta de um coral infantil, composto por 60 crianças e adolescentes com idades entre 6 e 16 anos, que contam, através das músicas, uma emocionante história natalina. Que criança nunca se perguntou como seria o local em que o Papai Noel constrói seus presentes? Para acabar com a curiosidade dos pequenos, a Fábrica de Brinquedos do Papai Noel, instalada na Praça Santos Andrade, encanta e mantém viva a tradição do Natal. Além de capital ecológica do Brasil, Curitiba é também a capital Brasileira do Natal. Além do Natal do Palácio Avenida HSBC, um dos mais conhecidos cartões-postais de Curitiba, este ano a cidade ganhou uma nova atração, A Galeria de Luz! A Galeria de Luz será realizada no calçadão da Rua XV e da Rua das Flores, onde serão instalados arcos de luzes e outras decorações por toda sua extensão. Já o tradicional Natal do Palácio Avenida HSBC, como todos os anos, será um evento emocionante comandado pelo coral formado por 160 crianças de instituições sociais que cantam músicas alusivas ao natal nas janelas do Palácio Avenida, que junto com as 90 mil lâmpadas, shows com fogos de artifício, transmitem uma mensagem de paz e esperança a todos! O Natal do HSBC acontece no Palácio Avenida, Rua XV de Novembro nos dias 9,

10, 11, 16, 17 e 18 de dezembro, às 20h30! Confira a outras programações/espetáculos de Natal em Curitiba: Árvore Encantada – Hotel Radisson, Praça do Japão: 9, 16 e 21, às 21h. Feira Especial de Natal: de 26/11 a 23/12: Praça General Osório, segunda a sábado, das 10 às 22h, e domingos, das 14h às 20h; Praça Santos Andrade, segunda a sábado, das 10h às 20h, e domingos, das 14h às 19h. Passeio Ciclístico de Natal: saída da Praça Nossa Senhora de Salete, no 11 de dezembro, às 10h. Natal 3D – Shopping Curitiba, Praça Oswaldo Cruz: de 27/11 a 23/12, às 20h30, 21h10 e

21h50. Natal de Neve – Paço da Liberdade, Praça Generoso Marques: de 13 a 15 do 12, às 20h30. O Instituto Municipal de Turismo preparou um portal exclusivo que reúne informações sobre todas as apresentações, feiras, decorações, exposições, manifestações religiosas, presépios e ações solidárias que acontecem na cidade. “Dessa forma, fica muito mais fácil, para turistas e moradores de Curitiba, se programar para conferir os espetáculos desejados. Basta acessar www. curitibacapitaldonatal.com. br”, explica Juliana Vosnika, presidente do Instituto.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

8 de dezembro

Dourados celebra o Dia da Padroeira A celebração de Imaculada Conceição destaca este ano preocupação com a vida e o meio ambiente Fotos: Hédio Fazan

Nossa Senhora Imaculada Conceição, Padroeira de Dourados, foi celebrada pelos fiéis ontem à noite em missa presidida pelo bispo Dom Redovino Rizzardo na Catedral Dom Redovino Rizzardo. A dona de casa Marta Mishuski Thiesen diz que o OURADOS – A festa da Padroeira reuniu momento é de renovar a fé e ontem as paróquias agradecer à Padroeira. “Este ano muitas made Douravilhas aconterados em celebraA Catedral ceram em minha ção à Nossa Setambém vida. Nossa Senhora Imaculada nhora Imaculada inaugurou Conceição, que dá Conceição esteve nome à Catedral. ontem as presente e interDe acordo com ‘luzes’ de cedendo por mim o padre Rubens Natal e pela minha faJosé dos Santos, a mília. Sou muito expectativa era de grata a ela por tudo”, disse. que pelo menos 10 mil pessoas Os fiéis também fizeram a participassem dos eventos, mas com a chuva que caiu ontem à Coroação da Imagem da Padronoite os fiéis se concentraram eira e inauguraram as luzes de na Catedral, onde foi realizada Natal da Catedral, houve show a missa presidida pelo bispo de fogos de artifício coloridos. Valéria Araújo

D

“É uma festa da fé. A nossa Catedral ilumina o centro de Dourados e se torna o cartão postal da cidade”, comemora a dona de casa Aline Santana de Araújo, presente na festa à Padroeira. Durante o evento foram distribuídos calendários 2012 com fotos de personalidades do catolicismo. A iniciativa é de José Enedilton em parceria com a Igreja. Este ano a reflexão para Dourados destacou a Campanha da Fraternidade, que aborda meio ambiente e vida. Segundo o padre, é hora da comunidade refletir sobre a natureza, levando em conta a revitalização de parques am-

Aced

Roda Empresarial aborda os desafios da liderança

D

OURADOS - A última palestra 2011 do Programa Roda Empresarial, desenvolvido pela Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), apresentou na quarta-feira o tema “Liderança – Escolha ou obrigação?” a cargo de Flávio Fagundes – consultor empresarial, palestrante motivacional e instrutor de cursos comerciais. A Roda tratou de assuntos relativos aos princípios da liderança e os desafios de ser líder. O presidente da Aced, Francisco Eduardo Custódio, falou sobre a importância do tema para a classe empresarial. “Cabe aos líderes a missão de atingir os resultados e objetivos pretendidos pela empresa. Assim, não há como fazer uma gestão de pessoas eficaz, sem eficácia na liderança, já que os líderes são os modelos para os demais colaboradores”, disse. Para Flávio Fagundes existe diferença entre ser chefe e ser líder. A liderança formal seria a condição do chefe, que é o caso do cargo imposto ao grupo e talvez não tenha as qualidades de um verdadeiro

Divulgação

Idomeno, Valter Castro e Carlos Galvão receberam prêmios líder. Já o líder faz com que um grupo de pessoas trabalhe em equipe e gerem os resultados desejados pela empresa. “Costumo dizer que o chefe manda, mas o líder delega funções e consegue alcançar suas metas”, disse Fagundes. Ele pontuou três atitudes que o bom líder deve ter. “O líder deve desenvolver atitudes importantes para a função. Reconhecer o valor e o trabalho do funcionário, oferecer oportunidades e orientar o colaborador são imprescindíveis para ser um bom líder”, concluiu. Na ocasião foram infor-

mados os ganhadores do prêmio assiduidade, que obtiveram mais presença nas Rodas Empresariais em 2011. Idomeno José Justino (1º lugar) recebeu R$ 1.500,00; Valter Castro (2º lugar) levou R$ 1 mil e Carlos Alberto Brenner Galvão (3º lugar) ficou com os 500,00. O ciclo de palestras da Roda Empresarial em 2012 começará em fevereiro. As empresas Mil Koisas, Gales Park Hotel, Pax Nacional de Dourados, L’Aqua Di Fiori, Magazine da Moda e Cemitério Parque Dourados sortearam brindes para os empresários.

bientais e a poluição causada pela queima da palha da canade-açúcar, outro tema polêmico em Dourados. Segundo Dom Redovino, a Paróquia de Dourados nasceu com o surgimento da cidade, em 1935. Para ele, a escolha de Imaculada Conceição como a padroeira é fruto da fé

e devoção dos pioneiros. “A primeira capela criada tinha a Santa Imaculada para proteger os douradenses. A imagem representa um projeto de Deus para que o ser humano viva corretamente. ‘Imaculada’ quer dizer livre do pecado, das fraquezas humanas, honestidade. Este é o propósito de Deus sob

as nossas vidas”, explica. PARAGUAIOS A comunidade paraguaia também fez ontem homenagens para a Virgem de Caacupê, padroeira do Paraguai. O padre Theodoro Benites presidiu a missa em guarani e espanhol, na Praça Paraguaia.


2

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

D1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Indicações

Délia cobra melhorias no trânsito Vereadora alerta para necessidade de melhorias urgentes na sinalização horizontal e vertical das ruas Divulgação

D

OURADOS – A vereadora Délia Razuk (PMDB), pré-candidata a prefeita de Dourados nas eleições municipais de 2012, está preocupada com a situação do trânsito no município. Ela entende que o aumento na frota de veículos de passeio, de utilitários e, principalmente, de motocicletas, exige mudanças urgentes no sistema viário de Dourados, a começar pela melhoria na sinalização vertical – aquela que é fixada em postes nos cruzamentos – bem como na horizontal – que é aquela feita no asfalto, como faixa de pedestres e indicações de “Pare”. Délia Razuk revelou sua preocupação com o trânsito na última sessão da Câmara Municipal e aproveitou para apresentar indicação, encaminhada a Aparecido Dias Duarte, diretor do Departamento de Transportes e Trânsito (Detran) de Dourados, ao prefeito Murilo Zauith, a Antonio Nogueira, secretário municipal de Planejamento, a Luiz Roberto Martins de Araújo, secretário municipal de Serviços Urbanos, para que realizem estudos no sentido de viabilizar a instalação de um semáforo na Rua Monte Alegre esquina com a Rua Firmino Vieira de Matos, em Dourados. A vereadora explica que os veículos demoram em média 5 minutos para atravessar a Rua Monte Alegre, nas esquinas das Ruas João Rosa Góes e Firmino Vieira de Matos, nos horários de maior tráfego, entre às 6h30 e 8h; das 10h30

Córrego

Cemar quer solução para erosão no Água Boa

D

Vereadora Délia Razuk defende melhorias para diversos bairros de Dourados às 13h e das 17h às 19h. “São ruas de acesso às escolas, faculdades, Parque dos Ipês, supermercado, academia, e em horários de grande circulação de veículos, o trânsito causa transtornos pela demora, devido ao acúmulo de veículos nessas vias”, enfatiza. DISTRITO Em outra indicação, a vereadora Délia Razuk encaminhou indicação a Jorge Luis De Lúcia, secretário municipal de Obras, Luiz Roberto Martins de Araújo, secretário municipal de Serviços Urbanos de Dourados, para que eles realizem estudos no sentido de construir uma pista de caminhada com iluminação no Distrito de Macaúba. A vereadora também encami-

nhou indicação ao deputado estadual Alcides Bernal (PP) pedindo que o parlamentar apresente emenda ao Orçamento Estadual assegurando recursos para essa obra. Délia destaca a importância das práticas esportivas, das atividades físicas e de lazer para a promoção da saúde, o aprendizado da convivência democrática, a participação social e o exercício da cidadania. “Nesse sentido, a construção de uma pista de caminhada em Vila Macaúba, com iluminação, atenderia reivindicação dos moradores daquele distrito, que tem um local apropriado para essa prática, sendo a rodovia a única opção para a caminhada, com a população ficando à mercê dos riscos que essa via apre-

senta”, argumenta. Em outra indicação, a vereadora solicita ao deputado estadual Alcides Bernal que realize estudos no sentido de incluir em emenda parlamentar garantindo recursos para a pavimentação asfáltica do Bairro Estrela Hory. Délia Razuk enfatiza que o bairro nasceu da necessidade de viabilizar o bem-estar à vida de pessoas portadoras de alguma deficiência e que foi entregue em 2003, mas até o momento as ruas do não estão asfaltadas, dificultando o transporte de cadeirantes. “Pelo fato do bairro não ser atendido por linha de ônibus, os moradores com dificuldade enfrentam várias quadras para chegar ao posto de saúde mais próximo”, observa Délia Razuk.

Transporte

Pepa pede linha de ônibus para bairros novos Eder Gonçalves

D

OURADOS - Visando dar comodidade aos moradores usuários do transporte coletivo, o vereador Pedro Pepa (DEM) fez indicação ao prefeito Murilo Zauith (PSB) e aos secretários das pastas competentes, solicitando estudo sobre a possibilidade de propiciar a entrada e saída de ônibus coletivos nos conjuntos habitacionais Estrela do Leste e Eucalipto, na zona leste de Dourados. Pepa explica que os conjuntos habitacionais que foram entregues recentemente não possuem entrada e saída de ônibus coletivos, o que tem atrapalhado e muito os moradores que necessitam se deslocar para outros pontos da cidade. “Há que se considerar que muitos destes moradores não possuem veículos e que estes residenciais são bem

Vereador pede linha de ônibus e iluminação em conjunto distantes do centro da cidade”, observa. O vereador justifica ainda que é grande o número de estudantes que residem nesses dois conjuntos habitacionais

recém-inaugurados, os quais precisam do transporte coletivo para se locomover até as escolas. “A ausência do ônibus circular está prejudicando esses estudantes e demais pes-

soas que precisam se deslocar diariamente para o centro ou outros bairros”, aponta Pedro Pepa. ILUMINAÇÃO Outra preocupação do vereador é quanto à iluminação na Rua Hatsujiro Kudo, também nos residenciais Estrela do Leste e Eucaliptos. Ele cobra a instalação de braços e lâmpadas, e justifica que “no período noturno a via, que mede 400 metros até alcançar o prolongamento da avenida Marcelino Pires, é erma e escura”. “Assim, visando garantir os efetivos meios de locomoção aos cidadãos que ali residem, sugiro a inclusão destes benefícios nos conjuntos habitacionais mencionados e nos próximos que forem implementados pela prefeitura”, pede o vereador.

OURADOS - Preocupado com a erosão existente no córrego Água Boa, região do Jardim Londrina e Grande Itália, o vereador Cemar Arnal (PDT) encaminhou indicação ao prefeito Murilo Zauith (PSB), com cópia endereçada ao secretario municipal de Planejamento, Antônio Nogueira, solicitando providências para conter a degradação ambiental que ali existe. Para o vereador o processo de urbanização, aliado a assoreamento das margens, inclusive com descarte de esgoto no leito do córrego, tem contribuído para formação de erosões no local. “É necessário que se faça a reurbanização urgente nas proximidades do córrego, pois sabemos da importância do mesmo para a comunidade que reside naquela localidade”, ressalta. O vereador encaminhou na Câmara Municipal indicação ao prefeito Murilo Zauith com

Éder Gonçalves

O vereador Cemar Arnal cópia endereçada à Secretaria Municipal de Planejamento, solicitando diversas melhorias para o bairro Monte Carlo, como a pavimentação asfáltica. Cemar enfatiza que o bairro Monte Carlo esta localizado numa região de grande valorização, porém, em período de chuvas as ruas ficam intransitáveis devido à lama acumulada. O vereador também encaminhou indicação ao prefeito, solicitando estudos no sentido de viabilizar um posto de saúde para o Monte Carlo.


D1 Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia

Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Luto

Amigos se despedem de Nelson Trad Ex-deputado federal morreu na quarta-feira e o Governo do Estado decretou luto oficial por três dias em MS Divulgação

Willams Araújo

Giuliano Lopes/AL

C

AMPO GRANDE – O ex-deputado federal Nelson Trad, de 81 anos, morreu na noite de quarta-feira, no Proncor, no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, vítima de problemas cardíacos. O corpo foi velado e sepultado no Cemitério Parque das Primaveras. Políticos, advogados, empresários e amigos se despediram ontem do ex-deputado federal. Nelson Trad deixa cinco filhos: o prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho, o deputado federal Fábio Trad, o deputado estadual Marquinhos Trad, a advogada Fátima Trad Martins e a psicóloga Maria Thereza Trad Alves. Há dias, o ex-deputado foi submetido a uma cirurgia para implantação de dois stents para reforçar o bombeamento do sangue no coração. Trad apresentava problemas cardíacos desde 1983, quando operou e passou a fazer revascularizações frequentes. No ano passado ele implantou um marcapasso. Nascido em Aquidauana, em 1930, o advogado e professor Nelson Trad foi deputado estadual por dois mandatos e deputado federal por mais sete. Durante a carreira política

Nelson Trad, 81, morreu vítima de problemas cardíacos Amigos se despediram ontem do ex-deputado federal Nelson Trad em Campo Grande na Câmara dos Deputados, Trad foi ainda líder do PMDB, 2º Secretário da Câmara, membro da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e do Conselho de Ética. Ele foi ainda presidente do diretório do PTB em Mato Grosso do Sul. Culto e habilidoso com as palavras, Nelson Trad era um crítico ácido principalmente ao PT. Trad se formou em Direito na UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), em 1957, e voltou a Mato Grosso do Sul como advogado criminalista, mas acabou entrando na política. A militância política teve

Projeto

um ensaio antes do retorno ao Estado, quando Nelson Trad comandou uma greve que parou a linha de bonde no Rio de Janeiro.

trajetória política. O senador Waldemir Moka (PMDB) diz que a política sulmato-grossense perdeu um grande homem, que honrou cada Políticos LUTO voto que recebeu prestam O governador em vários mandahomenagens André Puccinelli tos populares. póstumas à suspendeu todas as “O Nelson foi memória de um grande amigo, atividades públicas Nelson Trad um conselheiro, programadas para ontem, devido ao sempre disponível falecimento do ex-deputado para conversar e orientar sofederal Nelson Trad. O governo bre decisões a serem tomadas. do Estado decretou luto oficial Uma perda muito grande para por três dias, como reconheci- Mato Grosso do Sul”, afirma mento aos serviços prestados o senador. a Mato Grosso do Sul pelo O deputado federal Geex-deputado durante sua longa raldo Resende (PMDB-MS)

lamenta a morte do ex-deputado federal. “O falecimento de Nelson Trad deixa mais empobrecida a política em Mato Grosso do Sul e, também no Brasil. Mas tenho absoluta certeza que seus filhos (...) continuarão empunhando a bandeira ética, honrada e séria que ele sempre defendeu”, afirma Geraldo. O senador Delcídio do Amaral(PT/MS) lamentou a morte do ex-deputado Nelson Trad. “Com dois mandatos estaduais e sete federais, ele se tornou uma referência da política em Mato Grosso do Sul, um nome que se confunde com a história do nosso

Educação

Meio Ambiente

estado e a luta do Brasil pela democracia. Tive a honra de conviver com ele no Congresso Nacional onde me impressionavam sua experiência e serenidade, especialmente nos momentos mais difíceis”, afirmou o senador. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB), perdeu um amigo. “Fica a saudade do amigo, companheiro, que deixou o exemplo de cidadão, de homem e de pai”, afirmou. O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) sabe que o pai está em um lugar melhor. “Ele está no reino dos céus e é isso que importa”, disse.

Murilo firma parceria Tetila quer federalização Maioria no TJ vota a para 'TRT às Escolas' da Escola Agrotécnica favor das queimadas A. Frota

Murilo assina parceria para levar projeto do TRT às escolas

D

OURADOS - O prefeito Murilo assinou na quarta-feira, com o presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 24ª Região, Márcio Thibau de Almeida, um Acordo de Cooperação Técnica na execução do projeto “Educação, Trabalho e Justiça”. A assinatura aconteceu no gabinete do prefeito, com a participação de várias autoridades trabalhistas, incluindo o desembargador Francisco das Chagas Lima Filho e o secretário municipal de Educação Walteir Betoni. O projeto tem o objetivo de estimular “o espírito crítico dos alunos do ensino

fundamental de escolas públicas municipais e transmitir valores que inspiram a história e o funcionamento da Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul”. Criado pelo TRT em 2009, o projeto prevê, da parte do Tribunal, a realização de palestras nas escolas, visitas de alunos ao Fórum Trabalhista e elaborar material pedagógico a respeito do funcionamento do projeto. A Secretaria Municipal de Educação assume a responsabilidade de mobilizar a comunidade estudantil para as ações e atividades do projeto, selecionar as escolas participantes e disponibilizar local para as palestras. Murilo agradeceu ao presidente do Tribunal e disse estar orgulhoso por ter esse projeto em Dourados, principalmente por saber que é um trabalho que promove a cidadania, através de ações sociais voltadas para jovens e adolescentes.

D

OURADOS - O deputado estadual Laerte Tetila (PT) defendeu a federalização da Escola Municipal Agrotécnica Padre André Capelli, localizada na zona rural do município de Dourados, com a sua transformação em Escola Agrotécnica Federal (EAF). Para que a medida seja atendida, Tetila encaminhou ofícios para a Secretaria de Educação Profissional e Tecnologia (Setec) do Ministério da Educação e Cultura (MEC) e para o reitor do Instituto Federal de Educação Profissional, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS), Marcus Aurélius Stier Serpe. O senador Delcídio do Amaral (PT) e o deputado federal, Antônio Carlos Biffi (PT) também foram acionados. Atualmente, a escola oferece o ensino básico, aliado a práticas agrícolas, zootécnicas (animais e plantas), comerciais e industriais. Fundada em 1998, durante seus quase 13 anos de existência, a Esola já formou mais de 400 alunos no ensino fundamental, com habilitação voltada para

atividades relacionadas ao meio rural, como horticultura, suinocultura, avicultura, bovinocultura, ovinocultura, piscicultura, cultivo de plantas medicinais e frutíferas, inseminação artificial, processamento e conservação de alimentos, produção de doces caseiros, medicamentos e produtos de higiene com plantas medicinais, entre outras. Desde o ano passado, a Escola, em uma parceria com o Governo do Estado, passou a oferecer também o ensino médio integrado ao curso técnico em agropecuária. O curso é uma extensão da Escola Estadual Castro Alves, localizada na região central da cidade de Dourados, e é ministrado por professores da referida escola. Atualmente, a escola atende 125 alunos matriculados no ensino fundamental e 35 no ensino médio, sendo 135 no regime de semi-internato e 25 no sistema interno. Os alunos são, em sua maioria, oriundos dos distritos douradenses e de outros municípios da circunvizinhança. Há alunos indígenas e filhos e filhas de assentados.

D

OURADOS – A maioria dos desembargadores que participaram da votação da ação impetrada por usineiros de Mato Grosso do Sul foi favorável à liberação da queima da palha da cana-de açúcar. Apesar disso, o julgamento foi adiado para o próximo dia 14, devido a um pedido de vistas da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges. Ao todo, foram 3 votos contra a liberação das queimadas contra 6 a favor. Votaram pela improcedência da ação dos usineiros os desembargadores: João Carlos Brandes Garcia, Josué de Oliveira e Joenildo Souza Chaves. Votaram pela procedência: Luiz Carlos Santini, João Maria Lós, Divoncir Schreiner Maran, Paulo Alfeu Puccinelli, Sérgio Fernandes Martins e Sideni. Esteve ausente, justificadamente, o desembargador Atapoã da Costa Feliz. Absteve-se de votar, por ausência no início do julgamento, o

desembargador Hildebrando Coelho Neto. Ausente por férias, o desembargador Vladimir Abreu da Silva. Os usineiros lutam para que o Tribunal de Justiça considere inconstitucional a lei municipal que estabeleceu prazo até 2010 para que as usinas se adequassem ao sistema mecanizado de colheita. O Sindicato das Indústrias da Fabricação do Álcool do Estado de Mato Grosso do Sul alega que o município não tem legitimidade para restringir as queimadas, uma vez que contraria a Lei Estadual e a Federal. A primeira prevê a colheita manual até 2016 e a segunda até 2017.


4

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dia a Dia

Dia a Dia Dia a Dia Dia a Dia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

D1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Pavimentação

Murilo inicia asfalto na Cachoeirinha Prefeito de Dourados percorreu as ruas do bairro para levar a notícia aos moradores e autorizou mais obras

D

OURADOS - “Eu cia em Assistência Social (Cras) não estou aqui para do bairro. Antes de seguir para fazer o lançamento, o local da solenidade, o prefeito mas para começar o caminhou pelo bairro acompaasfalto”. Foi com nhado do secretáessa frase que o rio municipal de Autorizada prefeito Murilo Planejamento Anlicitação para tonio Nogueira. iniciou seu proacademia nunciamento onMurilo visao ar livre e tem, na Vila Catoriou as obras choeirinha, onde de pavimentação, reforma do cumpriu mais iniciadas pela Cras uma agenda da Rua Cornélia de programação de Souza, e converobras em comemoração aos sou com vários moradores. 76 anos de Dourados. Todos lembraram as dificulNo local o prefeito autori- dades que passaram por mais zou a licitação para uma acade- de 20 anos, com alagamentos, mia ao ar livre e determinou a problemas com esgoto, ruas reforma do Centro de Referên- intransitáveis, sujeira e muitas

Educação

Matrículas na rede estadual vão até janeiro

C

AMPO GRANDE – O governo do Estado recebe as inscrições para a primeira fase de matrículas na Rede de Ensino Estadual de Mato Grosso do Sul até o dia 6 de janeiro. A solicitação deverá ser feita, via internet, nos sites www.sed.ms.gov.br ou www. matriculadigital.ms.gov.br. O acesso pode ser feito de casa, do trabalho ou das escolas estaduais de Aquidauana, Anastácio, Campo Grande, Coxim, Dourados, Corumbá, Ladário, Naviraí, Ponta Porã, Terenos, Nova Andradina e Três Lagoas; ou na Central de Atendimento à Matrícula. Nos municípios que não contam com o sistema de matrícula di-

gital, os interessados deverão procurar as unidades escolares da Rede de Ensino Estadual. A Secretaria de Estado de Educação (SED) orienta para que os pais não deixem para fazer a matrícula em cima da hora. Quanto antes os pais ou responsáveis solicitarem a vaga melhor será para garantir a matrícula dos filhos nas escolas desejadas. As inscrições deverão ser efetuadas uma única vez até 6 de janeiro de 2012. Para quem perder esse prazo, há uma nova chance entre os dias 8 e 27 de janeiro. Dúvidas e informações, pelo telefone da Central de Matrícula, em Campo Grande, (67) 3314-1213 ou pelo e-mail matriculadigital@sed.ms.gov.br .

outras situações consideradas por eles como deprimentes. A exemplo do aposentado José Antonio Cardoso Filho, 77 anos, os demais moradores enalteceram a determinação do prefeito de enfrentar o desafio de transformar a Cachoeirinha em um bairro onde todos poderão morar com qualidade de vida. José, que mantém um pequeno comércio na Cachoeirinha, disse ao prefeito que terá “o melhor Natal” dos 20 anos como morador do bairro. Líderes comunitários como José Emílio Pigari, o “Zé Bicicleteiro”, e Sílvia Helena da Conceição, a “Preta”, também destacaram as melhorias para a Vila Cachoeirinha, lembrando que uma das primeiras ações de Murilo como prefeito foi o mutirão de limpeza, que mudou o visual do bairro. A partir daí vieram outras ações, entre elas uma das maiores reivindicações da comunidade: a substituição da ponte sobre o córrego Água Boa, em risco de queda há dez anos. Só na construção da nova ponte são investidos R$ 554,6 mil em recursos do próprio município. A prefeitura ainda vai reformar a unidade de

A. Frota

Prefeito Murilo percorre ruas da Cachoeirinha, onde obra de asfalto já começou saúde do bairro a um custo de R$ 100 mil. A academia ao ar livre terá mais R$ 30 mil de investimentos e a reforma do Cras mais R$ 493,7 mil. Na drenagem o investimento foi de quase R$ 4 milhões de recursos federais e contrapartida do município. O asfalto vai consumir em torno de R$ 5 milhões, também com contrapartida da prefeitura. COMPROMISSO Murilo disse que está fe-

liz por ter honrado com mais um compromisso feito com a população, especificamente da Cachoeirinha. “Eu disse que traria um presente de Natal neste ano. E ele está aí”, afirmou se referindo ao asfalto. “Estamos procurando esquecer o que passou e começando tudo de novo, com transparência, seriedade, respeito e valorização do dinheiro público”, afirmou o prefeito. Desde que assumiu a pre-

feitura, em fevereiro deste ano, Murilo assumiu o compromisso de iniciar o asfalto da Cachoeirinha até o Natal. Em abril, ele anunciou aos moradores que iniciaria a obra neste ano, “com ou sem verba federal”. No fim de setembro, durante viagem a Brasília, Murilo recebeu do ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho a garantia de liberação dos recursos para o asfalto.

Ensino Superior

Unigran divulga lista de aprovados no vestibular

D

OURADOS - A lista de aprovados do Processo Seletivo 2012 dos cursos presenciais da Unigran já está disponível no site www.unigran.br. Os aprovados em primeira chamada têm até o dia 16 de dezembro para efetuar a matrícula na Secretaria da Instituição, das 8h às 22h. O período de matrícula para os candidatos aprovados em segunda chamada é de 10 a 18 de janeiro de 2012. O vestibular mobilizou, no último domingo, candidatos que concorreram a vagas em 27 cursos presenciais bacharelados nas áreas de Ciências Biológicas e da Saúde, Humanas e Sociais, Exatas e da Terra, licenciaturas e de formação tecnológica. Segundo a reitora da Unigran, Rosa Maria D’Amato De Déa, “o vestibular foi um sucesso, tanto pela quantidade de candidatos como pela qualidade das questões da prova. Isso é o reflexo da credibilidade e respeito adquiridos pela Unigran nesses 35 anos de sua existência devido à qualidade de seus cursos, o que se pode

Hédio Fazan

Aprovados em 1ª chamada têm até dia 16 de dezembro para efetivar as matrículas comprovar pela atuação dos seus egressos e, também, pelos resultados das avaliações do MEC, principalmente, pelos resultados obtidos pelos cursos da Unigran no Enade 2010.”, afirma a reitora. Para efetivar a matrícula, o vestibulando deverá apresentar na secretaria os seguintes documentos: histórico escolar e certidão de conclusão de curso do ensino médio (original e duas cópias), certidão

de nascimento ou casamento, certificado de reservista, título de eleitor – também duas cópias, além de uma foto 3X4, comprovante de residência e uma cópia do CPF. Os calouros, que já possuem curso superior, poderão solicitar dispensa de disciplinas que já tenham cursado, mediante comprovação do histórico escolar original, constando nome da disciplina, carga horária, nota de aprova-

ção e o programa de ensino. O prazo para essa solicitação termina dia 01 de fevereiro de 2012. Outro Processo Seletivo/ Vestibular Unigran acontecerá no dia 29 de janeiro de 2012. O edital com o limite de vagas e demais orientações para a inscrição em 25 cursos estará disponível a partir do dia 10 de janeiro de 2012. O período de inscrições será de 13 a 27 de janeiro de 2012.


Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------o progresso

André & Kadu

N

Festa será dia 19 no Salão Nobre do Clube Indaiá

a véspera do feriado, dia 19, tem a “Violadíssima”, reunindo as novas revelações do sertanejo universitário: Fred & Gustavo e André & Kadu. A festa será realizada a partir das 23h, no Salão Nobre do Clube Indaiá. Os convites promocionais estão sendo vendidos na Banca do Jaime e na Chilli Beans. O primeiro

lote da pista está saindo a R$ 20; já a área vip (Open Bar) será cobrado R$ 50, sendo servidos, à vontade, cerveja, água e refrigerante. Fred & gustavo A dupla Fred & Gustavo é do interior de Goiás e iniciou a carreira em 2008. Naquele ano, gravou o primeiro CD ao vivo, durante show na cidade de Itumbiara (GO). O trabalho de estreia

contava com 11 músicas inéditas como: “Armadilha”, “Chega De Sofrer”, “Tô Caindo Fora” e “Sufoco”. Todo o repertório passou a ser pedido nas rádios de Goiás e Minas Gerais. Em 2009, foi lançado o volume 2, com 14 canções, dentre elas “Dona do Pedaço” e “Ponto Final”. Neste ano, Fred & Gustavo passou a integrar o casting do Clube do Cowboy de Uberlândia

Fred & Gustavo

(MG), um dos mais renomados escritórios artísticos do país. No ano passado, chegou às lojas o terceiro CD da dupla, que tinha como destaques as músicas “Lua Nova” e a versão de “Armadilha”, com participação da dupla Jorge & Mateus. Em 2010, realizou mais de 100 shows em rodeios e feiras agropecuárias, nas regiões Centro-Oeste e Sudeste do país. Além de ter marcado presença no Festival de Verão de Salvador e o Projeto de Verão do Guarujá (SP). Fred & Gustavo são compositores de sucesso como a música “Amar Não É Pecado”, que faz sucesso na voz de Luan Santana e entrou para a trilha sonora da novela das 19h, “Morde & Assopra”, da Rede Globo. Em abril deste ano, a dupla gravou o primeiro DVD em show em Uberlândia (MG). Neste trabalho, o

carro-chefe é a música “Lendas e Mistérios”, com participação de Maria Cecília & Rodolfo, que vem sendo executada com sucesso nas rádios de todo o Brasil. andré & Kadu A dupla André & Kadu vem fazendo sucesso no Brasil com a música “Coladinho”. Em seus shows, eles cantam várias músicas de

artistas consagrados do mundo sertanejo como: Michel Teló, Jorge & Matheus, entre outros. Na apresentação no Indaiá, a dupla vai mostrar o seu repertório que inclui também “Carrossel” e “Um Só Coração”, dentre outras. A “Violadíssima” é uma realização de Paulinho Pimenta e Hendel Baby. Outras informações pelo telefone (67) 9684-3762.


2

Variedades Variedades

Variedades

Variedades Variedades

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

B1

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Maria Ester realiza Festival de Dança A

Academia mostra o espetáculo musical “Anos Dourados”

Academia de Dança Maria Ester está promovendo, neste final de semana, o seu 15º Festival de Dança, intitulado “Viva Dança”, às 20h, no Teatro Municipal. De hoje até domingo, será apresentado no Teatro, o musical “Anos Dourados”, Com base nos anos 70, tendo como pano de fundo a discrepância entre as gerações do pós-guerra, surge um romance, embalado pelas baladas de Beatles e outras músicas. O espetáculo da Academia Maria Ester mobiliza 130 alunos do curso de ballet clássico e bailarinos convidados. Os ingressos numerados a R$ 25 (inteira) e R$ 12 (meia-entrada, para estudantes), estão à venda na bilheteria do Teatro Municipal ou pelo telefone (67) 9910-1274. As apresentações de “Viva Dança” têm o incentivo cultural da Lei Rouanet do Ministério da Cultura e conta com o patrocínio cultural da Abevê Supermercados, Comid Máquinas e Comdovel. Além dos apoios institucionais do Colégio Lumière, Dio San-

Claudio Tavares

Formandas 2011 da academia Maria ester: Camila, sthefany, Gabriela e Valquíria

to Pizzaria, FG Informática, Foz Center, Gráfica Seriema, Kumon, Raça e Seriart Publicidade, Raidan Metais, projeto Dançando a Vida, Inflex e Dauber Produções & Eventos e da Fundação Cultural e de Esportes de Dourados (Fun-

ced), por intermédio da Prefeitura de Dourados. Ontem aconteceu a cerimônia de formatura das alunas da Academia Maria Ester: Camila Cristina Martins Real, Gabriela de Oliveira Gonçalves, Sthefany He-

Marte e Vênus em ótimo aspecto mobiliza você a ações relacionadas ao seu trabalho e a novos projetos. A fase continua ótima para os contatos com empresas internacionais e projetos com resultados de médio prazo.

Marte e Vênus em ótimo aspecto com Júpiter anunciam uma nova paixão a taurinos solitários. Plutão dá o tom fatalista a relacionamentos que não funcionam mais. Aos taurinos comprometidos, bons momentos a dois.

Emoções mais profundas continuam mexendo com você e seus projetos futuros. É hora da tomada de decisões importantes, especialmente relacionadas aos seus relacionamentos e família.

Procure não se deixar abalar por problemas que certamente ocorrerão em seu dia de trabalho. O momento pede organização e método em seus projetos, pois você pode ser obrigado a enfrentar alguns atrasos.

As energias continuam boas em seu entorno, apesar de algumas mudanças ainda estarem presentes. A fase é de transformação em seu dia a dia. Procure olhar com atenção e cuidado para sua saúde, pois o estresse pode abalar você.

As energias continuam ótimas, especialmente para o amor. Virginianos solitários podem ser surpreendidos por uma nova paixão. Caso esteja pensando em aumentar a família, esta é a melhor fase do ano para isso.

As emoções continuam à flor da pele, no entanto, alguns problemas familiares começam a ficar para trás. Importantes acordos comerciais e assinatura de contratos devem ser adiados por alguns dias.

Acordos que envolvam suas finanças podem ser adiados e isso não é mal, pois a retrogradação de Mercúrio certamente trará problemas. Espere apenas mais alguns dias para efetivar contratos definitivos.

As finanças passam por um período de benefícios e bons acordos que podem surtir bons efeitos num futuro próximo. As energias voltam a fluir num ritmo mais eficaz em poucos dias. Prepare-se para uma nova fase em algumas semanas.

Horóscopo

ckler Iwazaki de Lima e Valquíria de Ávila Lacerda. Na sequência foram mostradas para o público as coreografias que foram premiadas no Festival Bento em Dança e Dança Bagé, contemplando as várias modalidades da dança.

Novelas

Rede Globo rede Globo

a vida da gente - Laudelino e Iná incentivam Lorena a não voltar a trabalhar na casa de Cris. Lúcio pede para dar uma carona para Ana e diz que está feliz em poder conhecê-la melhor. Alice dá uma câmera fotográfica de presente para Renato. Lourenço vê Celina e Artur juntos. Júlia pede que Ana vá buscá-la no colégio. Lúcio confessa a Celina que está encantado por alguém especial. Eva conta para Ana que falou com seus antigos patrocinadores e ela fica furiosa. Vitória se irrita ao saber que Marcos está namorando Dora. Nanda tenta se aproximar de Francisco. Lourenço pede para voltar a trabalhar na faculdade. Iná resolve mandar nova carta anônima para Aurélia e Wilson. Ana assiste à aula de psicologia. Rodrigo encontra Ana na faculdade e oferece uma carona para ela. aquele beijo - Claudia sugere uma trégua a Lucena. Temendo que Regina seja presa, Alberto alerta Maruschka para proteger a governanta das falcatruas da empresa. Bob descobre que as prestações da casa estão atrasadas e discute com Íntima. Olga planeja queimar o diário de Leda. Iara acha que perdeu os seus dons e se desespera. Raíssa e Sebastião seguem os conselhos de suas mães e tentam enganar um ao outro. Alberto diz para Felizardo que a Comprare e a Shunel estão sendo investigadas. Cleo volta a passar mal. Olga pede a ajuda de Deusa para afastar Otília do Lar. Joselito discute com Iara e ela o expulsa de casa. Marieta recebe outra carta anônima, insinuando uma traição de Olavo. Raíssa chega à Comprare para pedir demissão e é destratada por Grace Kelly. Cleo vai para o hospital e Sarita a acompanha. Damiana mostra para Felizardo as fotos que tirou dele com Juliana e promete acobertar o irmão. Camila visita Flavinho e Ricardo propõe que eles se separem legalmente. Rubinho pede um beijo a Lucena para se vingar de Vicente e Claudia. fina estampa - Tereza Cristina se apavora com a possibilidade de Griselda contar para René sobre seu caso com Pereirinha. Solange beija Daniel. Gigante vê Tereza Cristina e Griselda entrarem na casa de Pereirinha e avisa a Guaracy. Griselda ameaça contar para René que ele foi traído, se Tereza Cristina não for à sua festa. Íris decide usar a foto que tirou de René com Griselda para chantageálo. Baltazar ouve Solange falando de Daniel para Amália. Alberto chega ao Tupinambar e é hostil com Dagmar. Clint elogia Wallace. Teodora diz a Pereirinha que conseguirá um emprego. Antenor e Beatriz encontram com Patrícia e Alexandre na pizzaria. Baltazar avisa que assinou um contrato para a gravação de um CD, mas Solange desconfia do pai. Alberto fala para Guaracy que não gostou de Dagmar. Tereza Cristina conta para Crô seu plano para atrapalhar a festa de Griselda. René expulsa Íris e Alice do Le Velmont.

Palavras-Cruzadas Diretas

Ótimas energias estão presentes em sua vida nos próximos dias, especialmente as relacionadas ao amor e às finanças. Mantenha os pés no chão e contato com a realidade. Cuidado apenas com passos muito largos. Algumas emoções começam a fluir com mais ritmo e tranquilidade e agora você já pode dar os passos necessários em direção às suas metas. Uma nova paixão pode mexer profundamente com seu coração. Alguns acordos e contratos que estavam meio parados voltam a ganhar movimento. A fase continua boa para os estudos e viagens, com possibilidade de novos contatos comerciais com pessoas e empresas de outros estados.

solução do nº anterior


E-mail: idenorsoares@top.com.br – Home page: http://www.progresso.com.br e www.pontanews.com. br. EscritĂłrio: Rua Joaquim Teixeira Alves, 1.540, 9Âş andar, sala 95, CEP: 79801-015. Centro Empresarial Dourados, Dourados-MS. ASSISTA AO PROGRAMA DE TV IDENOR SOARES DESTA SEMANA. TV RIT CANAL 5 DOURADOS, CANAL 7, PONTA PORĂƒ, CANAL 11, GLĂ“RIA DE DOURADOS, VIA CABO, CANAL 21, AOS SĂ BADOS, Ă€S 11h E 23h; NA TV GRANN DOURADOS, CANAL 9. AOS SĂ BADOS, Ă€S 13h, E REPRISE EM DIAS ALTERNADOS, Ă€S 21h.

sexta-feira, 9 de DeZeMBrO de 2011

MATO GROSSO DO SUL GANHA O MAIOR Ă”NIBUS DE PREVENĂ‡ĂƒO AO CĂ‚NCER DO PAĂ?S

Everson de Bitencurt Pereira, do Restaurante Paladar, e o governador do Estado de Mato Grosso do Sul, AndrÊ Puccinelli, no momento de inauguração das Luzes Natalinas de Dourados.

Foi lançado na noite de 24 de novembro/11, em Campo Grande, pela Cassems, em parceria com o Hospital do Câncer Alfredo AbrĂŁo o maior Ă´nibus de prevenção ao câncer no paĂ­s. Ele tem 4,32 metros de altura e 14m de comprimento e ĂŠ dividido em sala de exames ginecolĂłgicos, de mamografia, consultĂłrio mĂŠdico e atĂŠ mesmo um centro cirĂşrgico, onde poderĂŁo ser realizadas pequenas cirurgias que irĂŁo diagnosticar o câncer no inĂ­cio. A unidade terĂĄ a capacidade de realizar atĂŠ cinco mil atendimentos aos beneficiĂĄrios Cassems, alĂŠm de atender tambĂŠm a comunidade local. O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, disse que esse Ă´nibus ĂŠ a realização de um sonho que pĂ´de se tornar realidade graças Ă  parceria com o Hospital do Câncer. “HĂĄ algum tempo estudĂĄvamos a possibilidade de construir uma unidade itinerante de prevenção, para levar ao interior atendimento com a mesma qualidade da Capitalâ€?. “Hoje temos mais de 50% dos beneficiĂĄrios da Cassems fora de Campo Grande, e a interiorização do atendimento em saĂşde ĂŠ um avanço para todo o Estado de Mato Grosso do Sulâ€?. Para atender os 175 mil beneficiĂĄrios ele contarĂĄ com uma equipe de 12 profissionais, que participarĂŁo diretamente do atendimento, alĂŠm de uma equipe com 70 pessoas cadastradas para dar suporte durante as viagens, em forma de rodĂ­zio. (Gustavo de Deus - DRT/MS 898 - Assessoria de Comunicação). Maiores detalhes no site:www.idenorsoares.com.br

Este colunista, durante recente almoço em Campo Grande, na residência da Janice e do Alexandre. Francis Bogossian, Hildegard Angel e Boni no lançamento do Livro do Boni, no Copacabana Palace, Rio de Janeiro. A noite de autógrafos foi uma das mais concorridas.

Equipe do ônibus juntamente com autoridades durante o lançamento

Ônibus da Saúde da Cassems.

O advogado Silvio Vitor Lima que trouxe a Dourados a Franquia do Complexo Educacional Damåsio de Jesus. Na foto, com o renomado professor Damåsio de Jesus que tem o prazer de convidå-los para o coquetel de inauguração da franquia, hoje, às 19h. A franquia fica localizada na Rua Onofre Pereira de Matos, 1.570, centro. Tel: 3421-6240.

Vereador Paulo Siufi; deputado estadual Pedro Kemp; deputado estadual Parcial do Ônibus da Saúde Lauro Davi; conselheira fiscal da Cassems Maria das Graças Freitas; presidente da Cassems Ricardo Ayache; diretora de Assistência à Saúde Maria Auxiliadora Budib, e discurssando, o coordenador do Ônibus da Saúde, Dr. Fabrício Colacino.

No dia 6 deste, terça-feira, o maestro (foto) João Carlos Martins fez um concerto com a Orquestra Filarmônica Bachiana, às 19h, na Praça Conto de Cem RÊis - centro - João Pessoa-PB. No repertório, o consagrado músico regeu a 5ª Sinfonia de Beethoven e foi solista ao piano da peça Cinema Paradiso, de Ennio Morricone. O concerto foi ao ar livre e amparado pela Lei Rouanet. Deputado Estadual Lauro Davi, presidente da Cassems Ricardo Ayache, coordenador do Ônibus da Saúde Fabrício Colacino e o empresårio Fåbio Presidente da Cassems Ricardo Ayache e o deputado estadual Lauro Davi conhecendo o interior do Ônibus da Saúde. Anache.

M�DIA IDENoR SoARES faça a sua mensagem de feliz Natal, Próspero anoNovo e sua festa de confraternização atravÊs da Mídia idenor soares: Coluna social idenor soares – Jornal O PrOGressO; sites: www.idenorsoares.com.br; www. oprogresso.com.br; www.pontanews.com.br; Programa de tV idenor soares: tV rit Canal 5 Dourados, 7 em Ponta

Porã, 11 em Glória de Dourados e Maracaju; Canal 9 tV Gran Dourados; 21 na via cabo e no youtube. Ligue (67) 8407-0616. MENSAGENS NATALINAS Agradeço a: CG Telhas - Campo Grande (MS) e ao deputado federal Marçal Filho – Brasília (DF).

Dr. Jairo Quadros, Dra. Valeska e Dr. Bruno (Quadros & Filhos e Advogados Associados) estarĂŁo levando suas mensagens de Feliz Natal e PrĂłspero Ano-Novo atravĂŠs do Programa de TV Idenor Soares, desta semana.

Visite o site: www.idenorsoares.com.br Dr. Luiz AntĂ´nio Maksoud Bussuan CRM MS 520

Cirurgião Vascular Cirurgia e esclerose de varizes. Tratamento de doenças venosas e arteriais. Consultório: Rua Major CapilÊ 2.202 Fone: 3421-7861 - Dourados - MS

Dra. Renata Maksoud Bussuan

Restaurante

DO SUL LTDA.

CRM-MS 4151 Endocrinologista ConsultĂłrio: Rua Major CapilĂŠ, 2.202 Tel: 3421-7861 Dourados - MS

JosĂŠlia Ferraz Soares PsicĂłloga

CONTĂ BIL CRUZEIRO FAz TuDo

Quilograma Ambiente Climatizado CHURRASCO - domingo a sexta FEIJOADA - sĂĄbado

3411-8811 Av. Presidente Vargas, 725 Dourados - MS

Prestadora de Servicruz.sul.dou@terra.com.br ços: Eletrica, Hidråulica, 001 predial,CRC residencial e Melchiades Prado pequenos reparos.

Evandro Souza Albertini

(67) 3416-3100 0**67 9622-8869       0**67 9968-1407

Rua Onofre P. de Matos, Tel: 067-3421-9781 0**67 9266-9099 2.215 Dourados - MS - Ms Av. Weimar G. torres 2027 Dourados

67 3416-5200 (67) 3416-5200 Dourados MS Dourados - -MS

67 3341-7144 (67) 3345-6200

Campo - MS Campo Grande Grande - MS

CRP - 14/032146 TERAPIA adultos e crianças Fone: (67) 3422-8752 Cel: 9926-3195 Major CapilÊ, RuaRua Joaquim Texeira1.885 Alves, Galeria Weimar 1º Andar 1540, 9º andarJr.sala 95 - Sala 11- Dourados - MS

C.E.D.-Dourados-MS


Ely olivEirA

Acontece www.elyoliveira.com.br

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Concurso

CORRE-CORRE

OUI

Vai até o dia 21 de dezembro as inscrições para o Concurso Vitrinismo e Luzes de Natal 2011. Estarão concorrendo Residências, Estabelecimentos Comerciais, Edifícios, Galerias, Condomínios, Instituições Religiosas, Prédios Públicos e Vitrinismo. Informações na Aced, situada na Avenida Joaquim Teixeira Alves, nº 1.480 e atende pelo telefone 3416-8653.

1

Foi na última quarta-feira, no Espaço de Eventos Ecoville, o evento OUI “Diga o Sim com estilo”. Uma mostra de profissionais que mostraram as novas tendências para casamentos em 2012. Entre os participantes: H.Stern, Casa Vasconcelos (SP), Lisiê Irie Alta Costura, José Newton, Douglas Gama e Buffet Luzly , entre outros . Na organização, 3 Magos Assessoria e Cerimonial. Apoiando o concorrido evento: Citroën, M3 Viagens e Turismo e Centro de Eventos Unigran. Durante a noite, sorteios de joias e palestra com a renomada Constance Zahn.

Em espaço totalmente decorado para as festas de final de ano a Loja Mercatto oferece arranjos, árvores de Natal e presentes diferenciados com um toque especial de bom gosto.

2

Exposição Começa hoje e vai até 20 de dezembro, no Shopping Avenida Center, a Exposição de Obras de Arte do Atelier Medina, com parte da renda revertida em prol da Rede Feminina do Combate ao Câncer. As técnicas usadas pela artista plástica Maria José Medina variam da aquarela, grafite e abstrato. Os visitantes irão encontrar temas de paisagens, casarios, florais e abstrato.

4

3

7

6

Fotografia

5

8

A Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) realizou o julgamento da 14ª Edição do Concurso de Fotografias 2011 com o tema “Cartão Postal de Dourados”, o 1º lugar ficou com José Aparecido Frota -Vossa Excelência a Natureza, 2º 9 11 10 Lugar, Cristiano Gomes de 1- Marcela, Liziê, Constance Zahn, Ely e Marcio; 2- Marlon e Naiza; 3- Cristina, Ellen e Soninha; 4- Marcio e Michely; Alencar – Juventude e 3º lu5- Bianka Guimarães e Thyanne Seibt; 6- Cristina e Fabrício; 7- Caryne e Kelly; 8- Patrícia e Maria Cristiane; 9- Angar, Marcos Martins Ribeiro dressa e Sonia; 10- Yara, Luana e Mariana Paz; 11- Aurilio e Beatriz – Caminho para a Fé.

Teve início ontem e vai até domingo, no Clube do Laço de Dourados, a 19ª Copa do Laço de Mato Grosso do Sul, que contará com aproximadamente mil laçadores de 30 clubes distintos no Estado, o evento conta com baile carapé, praça de alimentação, lazer e uma grande infraestrutura. A Academia de Dança Maria Ester realiza nos dia 9, 10 e 11, no Teatro Municipal de Dourados, a partir das 20h o Musical – Anos Dourados. Programação das festividades do Natal 2011 – Celebração de Luz para este final de semana; 9, sexta-feira – Feira do livro da Academia Douradense de Letras e lançamento de obras literárias, Teatro de fantoche da Guarda Municipal e apresentação do Studio Blanche Torres; 10, sábado – Show de Viola Encase, feira de artesanato e 5º Encontro Filhos de Jamaica de capoeira; 11, domingo – apresentação do grupo de hip hop Brô MC’s. Aniversariantes da Semana 09/12 Elcio Castro 10/12 Gil Shinzato 12/12 Grazielle Machado 14/12 Ana Paula Vilela 15/12 Fátima Shinzato 15/12 José Roberto Fontes 15/12 Clóvis de Oliveira Parabéns!!!

65 anos de Evangélico

1

Foram comemorados no dia 24/11 os 65 anos de fundação do Hospital Evangélico, com um culto na Igreja Presbiteriana de Dourados para homenagear diversas pessoas que, de alguma forma, contribuíram pelo desenvolvimento do hospital. Após a cerimônia foi servido coquetel elaborado pelo Buffet luzly com cerimonial de Elizabeth Salomão.

3

2

5 4

7 1- Mauricio Peralta e Rosana; 2- Elizabeth Salomão, Adalgisa e Natividade; 3- Roberto Brasileiro e Mauricio Peralta; 4- Odilon e Maria; 5- Prefeito Murilo Zauith e Cardoso; 6- Marco Aurélio e Valéria; 7- Elieser e Lilian

6


Municípios recebem R$ 42 milhões hoje Os prefeitos de MS esperam fechar a folha de pessoal, quitando principalmente o 13º salário dos servidores. Cidades 2

Teodoro & Sampaio faz show hoje em Caarapó

Coluna Social de Ponta Porã

A dupla sertaneja brasileira realiza o show em homenagem ao 53º aniversário do município. Cidades 3

Na Coluna Social de Ponta Porã você confere os principais acontecimentos com Lania Torres. Cidades 4

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Maracaju

Fetems negocia salário e ações coletivas A reunião realizada no Simtrema foi para debater com os filiados a proposta do Governo do Estado

M

aracaju - O ressaltar para os nossos filiapresidente da Fete- dos que o fortalecimento das ms (Federação dos nossas lutas depende da orgaTrabalhadores em nização dos nossos sindicatos, Educação de Mato Grosso do da mobilização da nossa base Sul), Roberto Magno Bota- e com certeza uma categoria reli Cesar, esteve presente na que tenha o conhecimento das última quarta-feira (7), no Si- nossas bandeiras estará mais mtrema (Sindicato Municipal preparada para sair às ruas dos Trabalhadoe batalhar pela res em Educação) educação públiFetems de Maracaju, para ca de qualidade esteve no debater com os e a valorização mesmo dia (7) profissional que filiados sobre as ações coletivas em Dourados queremos”. da Federação e as De acordo debatendo as últimas ações da com a presidennegociações entidade, como ta do Simtrema, a negociação saLudemar Solis larial com o Governo do Es- Nazareth Azambuja, a presentado. ça da Fetems nos sindicatos Para Roberto Magno, que filiados a entidade é mais do também esteve no município que necessária. “Estamos em de Dourados, no mesmo dia, um momento importante da para debater com os sindicalis- nossa luta, tanto em nível tas, é obrigação da Federação nacional quanto Estadual, estar presente no interior e lu- estamos debatendo a negotar lado a lado com os sindica- ciação salarial, o Piso Salarial tos. “Tanto em Dourados como Nacional e a Federação nos em Maracaju fiz questão de representa nesta caminhada,

Douradina

Feira encerra o ano com muito sucesso

D

ouradina - Foi realizada neste mês de dezembro a 26ª Feira Comunitária de Douradina e Região no calçadão central do município. Em comemoração ao sucesso e ao encerramento da feira no ano de 2011 aconteceu um grande evento que teve como atração principal um grandioso show com o Grupo Soneto ao Luar, que animou o tradicional baile de rua, uma bela apresentação do grupo de dança da Escola Mirena Amélia Batista sob a coordenação da professora Adriana, além de bingo, sorteios e presentes para os aniversariantes do mês de dezembro. Esta edição bateu todos os recordes de público com a presença de visitantes de vários municípios, inclusive da Espanha que já conhecia, através de amigos, a fama da feira. Prestigiaram ainda a feira várias autoridades municipais como o prefeito Darcy Freire que dá todo o apoio logístico para a realização da feira e todos os

patrocinadores do evento. Esta foi a última feira realizada no ano de 2011 a gestora, idealizadora e coordenadora do projeto, Maria Nilza fez o balanço da feira durante o ano de 2011 e conclui que a feira, que já está no seu segundo ano de realização, vem superando cada vez mais as expectativas do projeto, que inicialmente foi criada para estimular a venda dos produtos produzidos pelas pessoas que fazem os cursos de geração de renda do CRAS e que acabou atraindo o interesse de outros comerciantes, inclusive de outros municípios. Maria Nilza agradece a todos os feirantes e visitantes pelo sucesso alcançado em 2011 e já muito animada para o próximo ano faz muitos projetos para melhorar ainda mais a feira. A primeira feira Comunitária de Douradina e Região do ano de 2012 está agendada para o dia 9 de fevereiro e terá como atração a dupla Thiago & Juan.

por isso precisa estar presente no interior debatendo e instruindo a nossa base”, afirma. Já para o secretário geral do Simtrema, Ananias Eugênio da Silva, o apoio da Fetems na luta dos trabalhadores em edu-

cação de MS faz a diferença e com certeza é o caminho para as conquistas da categoria. “Hoje estamos debatendo a negociação salarial e esclarecendo questões das ações coletivas, amanhã estaremos debatendo outros assuntos do

nosso interessa, pois a luta continua sempre e já temos provas suficientes de que o fortalecimento do movimento sindical é o caminho para as nossas conquistas, precisamos estar bem representados e organizados”, conclui.

No Simtrema foram debatidos além da proposta da negociação salarial do Governo e as ações coletivas da Fetems, a reformulação da Lei Complementar nº 0087 e a importância de se filiar e participar do sindicato.


2

Cidades Cidades Cidade Cidades

Cidades

Cidades Cidades Cidade Cidades

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

C1

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Fpm Adicional

Municípios recebem R$ 42 milhões hoje Os prefeitos esperam fechar a folha de pessoal, quitando principalmente o 13º salário dos servidores recada de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e do ampo Grande IR (Imposto de Renda). Conquista dos movimen- As prefeituras de Mato Grosso do Sul tos municipalistas organizados devem receber nesta pela CNM (Confederação Nasexta-feira R$ 42,334 milhões cional de Municípios), o adicional que vem como parte do sendo repassado adicional de 1% O adicional desde 2007 -, dedo FPM (Fundo de 1% vem verá dar fôlego de Participação sendo aos prefeitos no dos Municípios), fechamento de cujo montante repassado suas contas. será rateado prodesde Para a o preporcionalmente 2007 sidente da Assoaos valores cormasul (Associarespondentes a parcela de 70% de um repasse ção dos Municípios de Mato do mês da transferência cons- Grosso do Sul), Jocelito Krug, titucional feita pelo governo o repasse vem em momento oportuno, uma vez que os prefederal. Com o repasse, os prefeitos feitos estão contando moedas esperam fechar a folha de pes- a fim de honrar com seus comsoal, quitando principalmente o promissos, sobretudo, cumprir décimo terceiro dos servidores o que determina a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). públicos municipais. O montante é referente O FPM é constituído de 22.5% de tudo que o País ar- a 1% sobre a arrecadação do Willams Araújo

C

IPI e o Imposto de Renda de dezembro do ano anterior até novembro do ano corrente. Do total de 42,3 milhões, os prefeitos de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), e de Dourados, Murilo Zauith (PSB), receberão respectivamente R$ 5.626.225,85 e 2.357.048,73 como parte do repasse a ser creditado na conta dos municípios nesta data. Em Corumbá, Ruiter Cunha (PT), disporá de R$ 1.340.540,08, enquanto sua colega de Três Lagoas, Márcia Moura (PMDB), contará com 1.256.756,33 para pagar suas contas. Para pagar o 13º dos servidores, o prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), poderá contar com R$ 1.089.188,82. Para baixo desse valor, Naviraí e Nova Andradina terão direito a repasse idêntico – R$ 837.837,55 – por terem o mesmo coeficiente de recebimento

ponta porã

prefeito Flávio Kayatt e o governador andré vão inaugurar obras hoje em ponta porã

P

do FPM. Entre as cidades menores, boa parte delas, terá R$ 251.351,27 de repasse, uma vez que tem coeficiente semelhan-

te (0,60), como são os casos de Alcinópolis, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Bandeirantes, Bodoquena, Corguinho, Glória de Dourados,

Inocência, Japorã, Jaraguari, Jateí, Juti, Novo Horizonte do Sul, Pedro Gomes, Rio Negro, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Taquarussu e Vicentina.

Jornal O PROGRESSO e Jorge Mercado premiam assinantes Arquivo

seguirá para uma solenidade no Jardim Estoril, onde serão efetuadas diversas inaugurações. Será feita e entrega das obras de esgotamento sanitário e abastecimento de água da Sanesul, na oportunidade, será assinado contrato para a construção de 217 casas do programa Minha Casa Minha Vida, formalizando uma parceria do Estado, município e Governo Federal. O governador também

Jocelito Krug diz que o repasse aos municípios de mS vem em momento oportuno

promoção

Flávio Kayatt e André inauguram obras hoje

onta porã - O prefeito de Ponta Porã, Flávio Kayatt vai recepcionar o governador do MS André Puccinelli, hoje, para inaugurar obras no município. A chegada do governador está prevista para as 8h no Aeroporto Internacional. O primeiro compromisso de André e Kayatt será às 8h15 na visita às obras do Parque dos Ervais. Em seguida, a comitiva

Divulgação

estará entregando o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, a obra de pavimentação asfáltica e drenagem na Avenida Jardim América, região Sul da cidade e a nova ponte de concreto armado sobre o Rio São João na MS-380. A solenidade simbolizando a inauguração de todas essas obras está marcada para as 8h45 na Rua Belmiro de Albuquerque, no Jardim Estoril.

Estudio Adélio Foto

F

átima do Sul - O PROGRESSO e Jorge Mercado estão realizando em parceria uma promoção em Fátima do Sul, que premiará os assinantes na virada do ano. A promoção iniciou no último dia 5 e o término está previsto para o dia 30 de dezembro de 2011, quando será efetuado o sorteio ao vivo na Rádio Globo, no programa do locutor Daniel Alves e contemplará um assinante do O PROGRESSO em Fátima do Sul. O empresário Jorge Paulo da Silva (Jorge Mercado) disse que se sente satisfeito em participar da promoção, pois sabe a importância que o jornal tem no município “O jornal O PROGRESSO é um importante veículo de comunicação no município e tem contribuído muito para o conhecimento da população,

adélio Ferreira com o empresário Jorge mercado (e) sem contar que é nele que faço a divulgação da minha empresa”, concluiu o empresário. O representante das assinaturas do jornal em Fátima do Sul é o empresário Adélio Ferreira, que lembrou que tem realizado várias promoções e que mais da metade dos assi-

nantes já foram contemplados com algum prêmio. Adélio lembra que para fazer assinatura é simples, os interessados poderão ir até o Estúdio Adélio Foto, na Av. 9 de Julho, 1.333, ao lado da Igreja Assembleia de Deus, ou mais informações pelo telefone (67) 3467-3115.

IFmS

Inscrições para exame de seleção encerram dia 11

P

onta porã - Os interessados em participar do Exame de Seleção do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) devem efetuar a inscrição até domingo (11), através da página da instituição: www.ifms.edu.br. A taxa de inscrição é de R$ 35 e pode ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil até segunda-feira (12). Quem não tiver acesso à

internet pode usar os computadores disponíveis no Campus Ponta Porã da UFMS, localizado na Rua Intibiré Vieira, s/n, BR 463, km 4,5. O serviço funciona das 14h às16h e das 18h às 20h. Em Ponta Porã estão sendo oferecidas 80 vagas, 40 para o curso técnico em Agricultura, período matutino, e 40 para o curso técnico em Informática, no vespertino. Ambos ocorrem na modali-

dade integrada, os alunos têm disciplinas do ensino médio normal e da área técnica para a qual estudam, tudo de maneira gratuita. O exame ocorre no dia 15 de janeiro de 2012 com o início das aulas previsto para fevereiro. No total, o IFMS oferece 720 vagas distribuídas em sete municípios: Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.


C1 Cidades Cidades Cidade Cidades Cidades Cidades Cidades Cidade Cidades Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Caarapó

Hoje tem show com Teodoro & Sampaio A dupla sertaneja realiza o show em homenagem ao 53º aniversário do município Divulgação

C

aarapó - Teodoro e Sampaio, consagrada dupla da tradicional música sertaneja brasileira, faz show hoje em Caarapó. O evento, alusivo ao 53° aniversário de emancipação política do município, está marcado para as 20h, em praça pública, defronte ao Estádio Carecão. Em 2011, Teodoro e Sampaio completam 30 anos de carreira com importantes sucessos e reconhecimento nacional e internacional em sua história. “Na época em que lançamos o nosso primeiro trabalho, fazer sucesso parecia ainda mais difícil. Não tínhamos tantas opções para divulgação de nossas músicas como temos hoje. Mesmo assim, conseguimos o nosso espaço e conquistamos o reconhecimento e o carinho do público. Durante todos esses anos de carreira, tivemos que nos adaptar a essa nova realidade e por isso, somos sucesso até hoje. Teodoro & Sampaio é tradição, mas procura sempre inovar e agradar ao público”, afirma Aldair Teodoro da Silva, o Teodoro. Aldair Teodoro da Silva e Gentil Aparecido da Silva, o Sampaio, naturais do Estado do Paraná, trabalharam juntos e identificaram suas afinidades pessoais e musicais, formando em 1980 a dupla Teodoro &

Show com a famosa dupla sertaneja Teodoro & Sampaio é hoje, às 20h, em Caarapó Sampaio. tato com a música devido ao Teodoro começou a cantar incentivo de seu tio Junqueira aos 16 anos, incentivado pela que, na época, fazia parte de família, em especial por seu uma dupla sertaneja. A partir de avô paterno, Joaentão, Sampaio quim Teodoro, de não conseguiu O evento será quem ganhou seu mais se afastar da às 20h, em primeiro cavamúsica. quinho. O início Com a forpraça pública, de sua trajetória mação da dupla defronte ao musical também em 1980, Teodoro Estádio está diretamente e Sampaio comeCarecão ligado aos circos, çaram a se dedipois durante muicar à preparação to tempo, Teodoro realizou do primeiro trabalho, que teve shows em circos por todo o o lançamento oficial em 1981, Brasil. conquistando fãs e admiradores Sampaio iniciou seu con- pelo país e espaço definitivo na

música sertaneja brasileira. Ao longo da carreira, Teodoro e Sampaio lançaram 26 trabalhos, sendo que desses, 24 foram premiados com “disco de ouro” e dois com “disco de platina”. Até os dias de hoje, a dupla já vendeu mais de 6,5 milhões de discos. Desde a sua formação, Teodoro e Sampaio conseguiram se manter nas paradas de sucesso das rádios, apresentando novidades para seu público, porém sem perder as principais características da dupla: a alegria, o romantismo e a descontração.

Programa

Proerd forma novas turmas em Caarapó Divulgação

C

aarapó - O Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a Polícia Militar, realizou no Ginásio de Esportes de Caarapó, a formatura de 336 alunos que passaram pelo projeto em 2011 no município e distritos de Cristalina e Nova América. No último dia 6, foi promovida uma cerimônia semelhante, dedicada à turma de 117 alunos do Proerd da Reserva Indígena Te’ýikue. O objetivo do programa é proporcionar às crianças habilidades para resistirem ao uso de substâncias psicoativas. Neste ano, foram atendidos 453 alunos do 5° ano das escolas de todas as redes de ensino, em aulas que foram ministradas entre agosto e dezembro. De acordo com o secretário de Educação e Esportes de Caarapó, Apolinário Candado, o Proerd é um importante ins-

Seriedade Já Recentemente o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, quando concedia entrevista a um programa de TV, dizia que pouco se importava com o apelido que ganhou, durante a sua trajetória política: “Picolé de Chuchu”, uma referência a algo sem graça, sem gosto. Alckmin disse na entrevista: “O que importa em um político não lidar com apelidos e sim, saber governar com austeridade, honestidade, corresponder com dignidade aos anseios da população. Saber honrar o cargo que lhe foi confiado e sobretudo, seja um governo de resultados”. Concordando com Alckmin, o resultado prático de um trabalho honesto é realmente o que interessa e o jeito de ser de cada político pouco ou nada importa. Em Dourados, por exemplo, por tudo que passou o município, a postura de um homem público sério no comando da segunda maior cidade do Estado era uma questão de necessidade. Requisito urgente. Não há mais tempo para brincadeira. Dourados não aceita mais um prefeito que brinque com o dinheiro do contribuinte. Seriedade já na gerência da coisa pública não quer dizer que o prefeito ou o governador tenha que ser carrancudo com o povo. O perfil do homem sério da política é aquele que zele pelo dinheiro público de maneira que integralmente ele retorne em benefício à população. Que enxergue no dinheiro público uma maneira rentável para os serviços públicos e não para servir de aumento de patrimônio pessoal e enriquecimento ilícito. Parece que Dourados encontrou seu verdadeiro caminho. A receita não é nada de milagroso ou mirabolante. Simplesmente honestidade e seriedade. Os resultados são consequências desses dois itens fundamentais para o bom andamento de qualquer governo.

Presídio para corruptos

O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) ajuizou uma ação civil pública na Justiça Federal solicitando a construção, pela União, de um presídio federal para corruptos. A medida marca a semana em que é celebrado o Dia Internacional de Combate à Corrupção, comemorado nesta sexta-feira (9).

O Brasil

Para o MPF, a ação busca uma resposta concreta do Poder Judiciário à sociedade brasileira, que tem manifestado, nas ruas de todo o país, insatisfação com os sucessivos casos de desvio de dinheiro público. O Brasil, em termos de percepção da corrupção, ocupa no 73º lugar dentre mais de 180 nações do mundo, segundo último levantamento da organização Tranparency International (2011).

O Brasil é nosso

a formatura do proerd reunir uma grande multidão no Ginásio de Esportes da cidade trumento de apoio às famílias e às escolas no sentido de colaborar com a formação dos alunos, principalmente com o trabalho de conscientização sobre o perigo e as consequências das drogas. Para o prefeito Mateus Palma de Farias (PR), o programa, que existe em Caarapó desde 1999 e já atendeu 4.827 alunos, e é considerado de extrema importância para a sociedade. “A violência tem

nos assustado e tirado a paz de muitas pessoas, e eu não tenho dúvida de que uma das formas de lutar contra este problema ainda é a prevenção. E o Proerd tem esse objetivo, que é de conscientizar os jovens quanto ao perigo das drogas, não só para o indivíduo, mas para a família e toda a sociedade”, assinalou. Farias disse ainda que a administração municipal não está focada somente em

realizar grandes obras, mas sim em um todo para a população. “Temos feito todos os esforços para que a cada ano o convênio seja renovado. É preciso lembrar também que a participação dos pais é de fundamental importância no êxito do projeto. O apoio aos filhos e um bom diálogo proporcionarão ao educando um motivo a mais por novas descobertas dentro do programa”, observou.

“A medida pretende por fim a uma omissão de décadas e, principalmente, dar uma resposta concreta aos anseios de brasileiros e brasileiras que clamam nas ruas por mudanças no atual quadro de lamentáveis episódios de corrupção. O Ministério Público Federal, com mais essa iniciativa, quer deixar claro que está sempre atento e disposto e pedir à Justiça que tome providências enérgicas e efetivas contra os corruptos que tanto mal causam às presentes e futuras gerações. É preciso marcar posição e garantir ao povo deste País que o Brasil é nosso, é dos honestos”, enfatiza o procurador da República Ramiro Rockenbach.

Suor do servidor

Se depender da Câmara e da Prefeitura de Ladário os servidores públicos municipais, literalmente, irão suar

a camisa antes mesmo de chegar ao trabalho. É que o Legislativo da cidade aprovou um projeto de lei que autoriza a prefeitura a custear a compra de bicicletas por funcionários públicos municipais. O texto faz parte da lei que institui o plano de cargos e carreiras para os servidores. Seria uma ótima ideia, mesmo porque o hábito diário é ecologicamente correto. Mas a grande dúvida é a seguinte: será que os próprios vereadores e o prefeito da cidade também vão aderir a compra e ao uso das bicicletas como meio de deslocamento de suas casas ao trabalho? Garantir bicicleta aos servidores no lugar do vale transporte e ir trabalhar de carro é um péssimo exemplo.

Reação do Sindicato

O Sindicato da categoria dos servidores reagiu contrário à medida e não poderia ser diferente. “A lei federal dita uma norma para o auxílio transporte, onde será concedido em vale ou valor indenizatório para o servidor, e não bicicleta”, afirma o presidente da entidade, Jonil Júnior Gomes Barcellos.

Reação do prefeito

O prefeito de Ladário José Antônio Assad e Faria, por sua vez, tenta explicar que a ideia é criar uma opção para que os servidores façam deslocamentos entre a casa e o local de trabalho, evitando despesas com transporte coletivo. “A bicicleta é o transporte ideal. Estamos criando alternativas com base na experiência de outras cidades do porte equivalente à nossa, e isso faz parte de um programa maior de mobilidade urbana”

Que frase!

“Eu não estou aqui para fazer o lançamento, mas para começar o asfalto”. (Frase do prefeito Murilo durante pronunciamento na Vila Cachoeirinha, ontem).


Lania TORRES

Social

Ponta Porã

Em Ponta Porã você assina O PROGRESSO pelos telefones: 3431-8778, 9205-4115 com Sandra ou Lania - 8123-0081 – oprogressopontapora@hotmail.com

SESSãO SOLEnE No dia 1º de dezembro autoridades foram homenageadas durante a sessão solene na Câmara de Vereadores de Ponta Porã. A desembargadora federal e corregedora regional da Justiça Federal da 3ª região Dra. Suzana de Camargo Gomes foi uma das autoridades homenageadas, recebendo o título de cidadã Ponta-poranense. Outra personalidade que foi homenageada foi a ponta-poranense e vereadora de Dourados, Délia Razuk. (Fotos: Lécio Aguilera)

Vereadora Délia Razuk com o marido Roberto Razuk, ladeada pelos vereadores Ramão de Deus, Dário Honório, Ludimar Novaes, Bruno Reichardt, Dulce Manosso, Daniel Valdez (Puka) e Adãozinho Dauzacker.

Dulce Manosso fez a indicação e entregou a homenagem Vereador Bruno Reichardt fez a indicação e enà desembargadora federal Suzana de Camargo Gomes tregou a homenagem à vereadora Delia Razuk

Dra. Suzana Gomes ladeada pelos vereadores: Ramão de Deus, Dário Honório, Dulce Manosso,Ludimar Novaes, Adãozinho Dauzacker, Bruno Reichardt e Daniel Valdez (Puka)

Muchileiros é a grande atração deste domingo dentro do Projeto Som da Fronteira realizado pela Prefeitura de Ponta Porã, através da Funcespp e contemplado pelo FIC - Fundo de Investimentos Culturais do Governo de Mato Grosso do Sul. O evento tem inicio às 18h e ainda terá shows do grupo Roda Samba e da banda de pop rock Retorno Comum. O evento vai ser realizado na Rua Guia Lopes - centro (em frente a Prefeitura de Ponta Porã). A entrada é gratuita. Fotos: Ed Moreno, Assessoria de Comunicação 11º RC Mec e Lania Torres

COmEmORaçõES dOS 92 anOS dO 11º RC mEC O 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado comemorou nos dias 1º, 2 e 3 de dezembro os 92 anos de criação do Regimento Marechal Dutra. Várias atividades marcaram a data: Torneio de Polo, Formatura de Aniversário, Demonstração do Pelotão de Cavalaria Mecanizada, Inauguração do Cassino dos Oficiais e Refeitório, Inauguração das Luzes de Natal, Prova Hípica e o Baile de Gala. Confira alguns lances do evento.

Demonstração do Pel. C. Mec, 90 viaturas operacional e administrativa fazem parte da frota Momento da Formatura – ao todo 600 homens compõem o Regimento Marechal Dutra

Momento de inauguração do Cassino dos Oficiais, Subtenentes e Sargentos e do Refeitório dos Cabos e Soldados, com Sgto Barbosa, Sgto Adauto e Sgto Pedro Paulo.

Comandante do 17º RC Mec de Amambai coronel Ungaretti, comandante do 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque coronel Velloso e comandante da 4ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada de Jardim major Ciotta

Comandante da 4ª Brigada de Cavalaria, general José Carlos Cardoso e comandante 11º RC Mec coronel Fernando Ramiro Teixeira Monteiro de Castro

O secretário municipal de Turismo, Integração e Desenvolvimento Sustentável Marcelino Nunes de Oliveira recebeu, em nome do senador Delcídio do O cerimonialista Velocindo Farias da Silva, também Amaral, uma das mais importantes honrarias concefoi homenageado com a Medalha Marechal Dutra. didas pelo Exército: a Medalha Marechal Dutra.

BaiLE dE GaLa

Tenente Dolzani e marido André Maltez, major Vargas e esposa Lilian de Vargas, capitão Cava e esposa Major Risden e esposa Miriam Cel. Monteiro de Castro e esSargento Padilha e esposa Eliane posa Eloíza Monteiro de Castro da Motta Feitosa Padilha Edmara Cava. Santos da Silva

Sargento Cláudia Maria e sargento M. Gomes Grissia Escobar e tenente Edson

Engenheiro Geraldo Cogorno e esposa Rose

Subtenente Paulo Borges e esposa Silvia Beatriz Prates Borges


IncluIndo

Polícia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Competição

copa do laço começa hoje em dourados Laçadores de mais de 30 municípios de Mato Grosso do Sul participam da competição que é pura adrenalina Divulgação

D

OURADOS – Atletas do também é responsável pela de mais de 30 municí- movimentação econômica do pios de Mato Grosso Estado no transporte de gado, do Sul iniciam hoje, de cavalos e nas ocupações em em Dourados, a disputa pelo hotéis nas cidades promotoras título de campeão na 19ª Copa dos encontros mensais. “Nosdo Laço, competição organiza- so esporte contribui muito na da pela Federação de Clubes de sanidade animal, principalLaço de MS. A abertura oficial mente no combate da anemia da Copa do Laço aconteceu infecciosa”, salienta. na noite de ontem no Clube O presidente da FedeRancho do Laço de Doura- ração dos Clubes de Laço dos, que fica às salienta ainda que margens da BRo Rancho do Laço laçadores 463, e as provas de Dourados é o de todo MS responsável pela prosseguem até vão disputar realização da 19ª domingo, quando serão conhecidos Copa do Laço, provas que os campeões em em parceria com a acontecem cada categoria. até domingo Federação. “Essa “Vamos receber competição é laçadores de mais anual, já que todo de 30 clubes nesta competição, mês de dezembro acontece a confirmando que o laço com- Festa Grande, que tem esse prido é hoje o esporte regional nome porque reúne todos os que mais cresce em Mato Clubes de Laço para encerrar Grosso do Sul”, enfatiza Gino o ano com a disputa da Copa Ferreira, presidente da Federa- do Laço”, explica. “É a cultura ção dos Clubes do Laço. de um povo que, através dos Gino explica que além de Clubes de Laço, vêm presercontribuir na união e educação vando tanto os usos e costumes da família, já que tem regras rí- quanto o meio ambiente do gidas de disciplina, irmandade Estado do Pantanal”, conclui e solidariedade, o laço compri- o presidente.

Futebol Society

Mega Torneio aceita inscrição até domingo

D

OURADOS – Um dos torneios de futebol society que tem tudo para ser anual e um dos mais concorridos da região da Grande Dourados, o Mega Torneio de Futebol Society, que acontece nesse domingo, a partir das 9h, no Estádio Chavinha, em Itaporã, aceitará inscrição até meia hora antes de começarem os jogos. “Até a última quarta-feira, tínhamos confirmadas 40 equipes. O propósito é trabalharmos com apenas 50 que é um número ideal e onde todas terão tempo para jogar tranquilamente. E a pedido de muitas delas, que são de fora da nossa região, que aceitamos em receber inscrição até meia hora antes dos jogos”, destacou o promotor do evento Cascatinha. As equipes interessadas em disputar o Mega Torneio devem correr contra o tempo. A premiação de R$ 5 mil ao campeão está chamando a atenção de equipes que estão montando verdadeira estrutura profissional na busca dessa premiação, que é uma das maiores entregues

em competição amadora de MS. O segundo lugar receberá R$ 3 mil, o terceiro, R$ 2 mil e o quarto colocado, R$ 1 mil. Além disso, a equipe receberá troféu. “É uma grande premiação que pretendemos a cada ano aumentar. É um estímulo para os clubes que vão disputar esse título. Eles merecem uma premiação à altura do trabalho que realizam”, destacou Cascatinha, que realiza o evento. A grande novidade na competição é a participação maciça de equipes do Estado que correm atrás de uma premiação que está sendo muito comentada no Estado. Para o organizador, como as inscrições podem ser feitas até poucos antes de começarem as disputas, Cascatinha acredita que o limite de 50 equipes será atingido rapidamente. “Estamos recebendo muitas ligações de equipes interessadas. Vamos aguardar até domingo”. A equipe que fizer a inscrição receberá alimentação sem custos para 12 atletas. No Estádio Chavinha, que está recebendo uma grande estrutura, terá praça de alimentação e show de bandas e duplas sertanejas ao vivo durante o dia e no encerramento. No horário de almoço, será servido churrasco aos convidados e público. Informações sobre o Mega Torneio de Futebol Society podem ser obtidas pelo telefone (67) 99588928.

Laçadores de todo MS começam a disputar hoje a 19ª Copa do Laço em Dourados Hoje, a Federação de Clubes de Laço de Mato Grosso do Sul é composta por três grupos. A cada mês é realizado um Encontro de Clube de Laço em cada grupo e são disputadas 38 taças, nas categorias Peão Mirim, Bandeira, Adulto, Amazonas, entre outras. “São

destaques nesses encontros, a disputa de Campeão Individual e a final das Taças de Bronze, Prata e Ouro, mas o destaque maior fica mesmo por conta do Baile Carapé, que é o momento de confraternização dos laçadores com suas famílias”, revela Gino Ferreira.

O termo “Carapé”, vem da lingua guarany e quer dizer pequeno, portanto, Baile Carapé significa baile pequeno e acontece durante o dia, para contrapor com o baile social, realizado durante a noite, onde nem todos podem ir. “O Baile Carapé é feito praticamente ao

lado da pista de laço para que os peões que estão dançando possam ficar atentos, pelas cores dos competidores, sobre a sua vez de ir laçar”, explica. “Assim, não perdem o baile nem a competição de laço”, conclui. A Federação de Clubes de Laço do Mato Grosso do Sul realiza as Copas do Laço com o objetivo de congregar todos os Clubes de Laço do Estado. Os desafios da federação são o de reger todos os clubes por um único Estatuto, com um calendário anual para os encontros oficiais; manter uma comissão de juízes; criar e divulgar todas as atividades esportivas ligadas ao cavalo; cultuar a tradição campeira e cultural de MS nas suas formas originais; elevar o homem do campo, como símbolo das virtudes, do comportamento moral, da ética de trabalho e do progresso; incentivar e divulgar o esporte do laço, tanto a pé como a cavalo; fomentar a criação de bons cavalos de trabalho e despertar nos homens rurícolas o antigo amor pelo “pingo” e pelas lidas campeiras.


2

Polícia Polícia Polícia Polícia

Polícia

Polícia Polícia Polícia Polícia

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

E1

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------v O PROGRESSO

Campo Grande

Assaltantes aterrorizam dia e noite As ações dos bandidos têm superado toda e qualquer operação contra assaltos e outros crimes ontem, bandidos armados sequestraram a mãe de um rapaz AMPO GRANDE - de 17 anos e a sua namorada, A polícia até que tem no bairro Parque Novos Estaagido com eficiência dos, em Campo Grande. As vítimas saíam de um na maioria das verestaurante em zes no combate uma caminhoà criminalidade, A polícia até nete Hillux mas as ações dos que tem agido no momento bandidos têm com eficiência em que foram superado toda e na maioria das abordadas por qualquer operadois bandidos ção de prevenvezes diante em uma moto ção a assaltos e dos crimes Titan vermelha outros tipos de (HTL-1624). O crimes na capital carona, armado com uma pisde Mato Grosso do Sul. Em um dos casos, ocor- tola 9 mm, desceu da moto e rido por volta das 22h15 de ordenou que o jovem dirigisse Willams Araújo

C

Fiscalização

Dois veículos roubados são recuperados na Capital PRF

o carro. O comparsa seguiu o carro de moto, até o povoado chamado “Cidade de Deus”, região do lixão, onde já se encontrava um carro esperando. De acordo com o boletim policial, o sequestrador fez uma ligação de seu celular para falar com um suposto terceiro participante do crime. “Senhor, eles estão obedientes, comportados. Vamos deixá-los no matagal e o senhor entra no carro”, teria dito o bandido. Os bandidos ordenaram que o adolescente seguisse dirigindo, quando foram surpreendidos por uma barreira policial na região do Jardim Noroeste, que foi ‘furado’ pelo jovem, por ordem do sequestrador. A polícia chegou a efetuar um disparo para atingir o pneu do veículo, mas não obteve êxito. Ainda segundo o boletim de ocorrência, os bandidos sumiram em um matagal após pedir para que o rapaz sequestrado parasse o carro a alguns metros à frente da barreira policial, levando os celulares das vítimas.

Arquivo

Assaltantes têm aterrorizado Campo Grande, Capital de Mato Grosso do Sul Em outra ocorrência registrada no mesmo dia, um homem de 29 anos teve a moto, uma Honda CG 150 Titan (HSN-7536), roubada por volta de 1h de ontem, na rua Ana Luiza de Souza, bairro Pioneiros, na Capital. À polícia, a vítima contou que estava em um bar, onde teria ficado por aproximadamente dez minutos e quando

retornou, a moto havia sido levada. FLAGRANTE Na quarta-feira, a polícia prendeu em flagrante dois homens, de 27 e 31 anos de idade, acusados de praticar furtos de veículos nas proximidades de um shopping. Eles arrombavam as portas dos carros e levavam os

aparelhos de som. No momento em que os policiais fizeram a abordagem, os criminosos tentaram fugir em um veículo, mas acabaram batendo no meio-fio. Foragido da Colônia Penal Agrícola de Campo Grande, um deles teria praticado mais de 40 furtos a veículos na cidade, segundo investigações da Polícia Civil.

Jardim Flórida

PM desativa ponto de venda de drogas Veículos seriam entregues em um posto de combustível

C

AMPO GRANDE - Em Campo Grande, no km 494 da BR163, às 9h, foram recuperados os veículos Fiat Strada e Honda City, ambos com placas de Goiânia/GO e presos um homem de 20 anos e outro de 22, condutores dos veículos e a passageira, uma mulher de 20 anos. Em ronda realizada pela equipe da PRF, os veículos foram abordados e após fiscalização minuciosa

verificou-se que os condutores não apresentavam CNH e que os veículos possuíam ocorrência de roubo na cidade de Goiânia/GO. Os presos informaram que receberam os carros em Goiânia e que seriam entregues em um posto de combustível em Campo Grande. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos – Defurv.

Polícia Militar

D

OuRADOS - O Serviço Reservado (P2) e a Radiopatrulha do 3º BPM desativaram mais um ponto de venda de drogas na cidade de Dourados. O flagrante aconteceu na Rua Barnabé Minhos, nº 851, no Jardim Flórida 2, onde após denúncia anônima que informava que naquele local havia uma pequena quantidade de droga (maconha) em meio a plantas na frente da residência. O Serviço Reservado da PM passou a monitorar o local, onde foi observada uma movimentação muito grande de pessoas, sendo abordado Jean Carlos Eduardo Alves da Silva, 35 anos, que saía da residência e estava com uma quantidade de maconha na cueca. Ele disse que teria comprado de José Cláudio da Silva, 35 anos. Após a entrada da PM no local foram encontrados em cima da cama vários tabletes de maconha e, posteriormente, foram encontrados mais

Envolvidos foram encaminhados ao 1º DP; no detalhe, os cigarros e a droga apreendidos tabletes em meio a madeiras que estavam no quintal, totalizando 43 quilos da droga Na casa ainda estavam João Saturnino da Silva, Alice Álvares, Érica Justina Alves Alegre e Selma Oli-

veira Araújo. Na residência de João Saturnino foram localizados 97 pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai. Contra do proprietário da “boca de fumo” ainda havia

um mandado de prisão em aberto por furto. Todos os envolvidos foram encaminhados à 1ª Delegacia da Polícia Civil para as providências cabíveis. (Nota expedida pela Polícia Militar)

Integração

Comandante do 4º BPM visita comissário do PY

P

ONtA PORã - Na manhã de ontem o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar de Ponta Porã, o tenente-coronel QOPM André Luiz Saab realizou uma visita ao comandante da Polícia Nacional do Departamento de Amambay (Paraguai) o comissário principal Benito Nuñez Lezcano, destacando a integração das Forças Policiais na fronteira Brasil/ Paraguai. Ainda foi estabelecido o apoio necessário por parte de uma Instituição para a outra quando necessário, fomentando ações

Divulgação/PM

tenente-coronel André Saab e o comissário Benito Nuñez

ostensivas e preventivas em conjunto, principalmente na área da linha internacional, como a participação da Polícia Nacional do Paraguai no GGI Fron, além da troca de informações sigilosas. Foi combinado um trabalho policial unificado, respeitando o grande movimento de pessoas (turistas) e valores tanto nas cidades de Ponta Porã (BR) e Pedro Juan Caballero(PY) neste final de ano. Assim mesmo foram traçadas futuras ações policiais conjuntas para o ano de 2012, tanto na área urbana como rural.


E1

Esporte

Esporte

Esporte

Esporte

Esporte

Esporte

Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Esporte

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

Mundial de Clubes

Muricy elogia a rapidez do Kashiwa Técnico do Santos foi ao estádio de Toyota, no Japão, acompanhar desempenho de possível rival na competição

T

OYOTA - Muricy Ramalho é o tipo de técnico que assiste a qualquer jogo de futebol. Ele gosta de dizer que até numa partida de quarta divisão pode aprender alguma coisa. Mas ontem o frio e o cansaço pela viagem de 11 horas de Frankfurt para o Japão o derrubaram. E ele deixou o estádio de Toyota aos 15 minutos do segundo tempo da partida entre Kashiwa Reysol e Auckland City, que abriu o Mundial de Clubes. “Isso aqui é uma geladeira”, afirmou o treinador do Santos quando ia embora, acompanhado do seu auxiliar Tata. Quando o jogo entre Kashiwa Reysol e Auckland City começou, a temperatura no estádio era de 9ºC. A cada minuto que passava, ia caindo mais. Depois, já no início da segunda etapa, uma névoa cobriu o campo e aumentou muito a sensação de frio. “Vamos treinar tarde para os jogadores irem se habituando com a temperatura que vão encontrar na hora do jogo”, contou Muricy, já projetando a estreia do Santos na próxima quarta-feira. A ruindade do time neozelandês também contribuiu para o treinador do Santos ir embora logo. Ele percebeu que

Arquivo

Kashiwa Reysol vence e enfrenta o Monterrey

T

Técnico Muricy Ramalho acompanhou o jogo ontem não podia tomar como parâ- para domingo. metro o que o Kashiwa ReyO que Muricy falou sobre sol mostrava em a equipe japonecampo, tamanha sa não fugiu do Muricy falou esperado. “São a ingenuidade e a sobre a equipe rápidos e vão falta de qualidajaponesa. de do Auckland dar trabalho para City. No fim, a ‘São rápidos o Monterey no equipe japonesa domingo”, disse e vão dar confirmou o fao técnico, lemtrabalho’ voritismo e gabrando que quem nhou por 2 a 0, ganhar esse jogo avançando na competição para entre japoneses e mexicanos enfrentar agora o Monterrey, será o adversário do Santos na do México, no jogo marcado semifinal do Mundial.

OYOTA, JApãO - O Kashiwa Reysol confirmou o seu favoritismo e se classificou ontem para as quartas de final do Mundial de Clubes da Fifa ao derrotar o Auckland City, da Nova Zelândia, por 2 a 0, em Toyota, no Japão, em partida acompanhada por Muricy Ramalho, técnico do Santos. Agora, o time asiático vai enfrentar o Monterrey, do México, no próximo domingo, em duelo que definirá o adversário do time brasileiro nas semifinais da competição. Embalado pela conquista do título japonês, o Kashiwa Reysol se impôs tecnicamente diante do Auckland e não encontrou dificuldades para praticamente definir o triunfo sobre o atual vencedor da Liga dos Campeões da Oceania, que também participou das edições de 2006 e 2009 do Mundial de Clubes, no primeiro tempo ao abrir 2 a 0. Na etapa final, o time neozelandês pressionou o adversário, mas sem sucesso.

O Kashiwa Reysol dominou a partida desde o início e desperdiçou uma boa oportunidade logo no começo, após cobrança de escanteio de Leandro Domingues, principal destaque da equipe no primeiro tempo. Masushima finalizou e a defesa do Auckland City evitou o gol ao tirar a bola praticamente em cima da linha. Mesmo sem um ritmo forte, o time japonês, que também conta com Jorge Wagner e é comandado por Nelsinho Baptista, marcou dois gols no final do primeiro tempo. Aos 37 minutos, Tanaka finalizou cruzado, dentro da grande área. A bola entrou no lado direito da meta defendida pelo goleiro Spoonley. Aos 40, após confusão na grande área, Kudo empurrou a bola para as redes. O time japonês quase ampliou aos dois minutos da etapa final, quando Kudo acertou o travessão ao completar, de cabeça, cruzamento de Sakai. Com a vantagem garantida, porém, a equipe japonesa di-

minuiu o ritmo e chegou a ser ameaçada pelo Auckland City, em finalizações de fora da área de Exposito. O time neozelandês aproveitou a queda de rendimento do Kashiwa Reysol para pressioná-lo nos 25 minutos finais da partida. A equipe ameaçou principalmente em lances de bola parada, quase sempre cobradas por Mulligan. Em uma delas, ele obrigou o goleiro Sugeno a fazer uma excelente defesa. O Auckland City também foi perigoso em jogadas aéreas, com Exposito, que, porém, pecou nas finalizações. Assim, o Kashiwa Reysol garantiu a vitória por 2 a 0 e a sua classificação para as quartas de final do Mundial de Clubes. A equipe japonesa enfrentará o Monterrey no domingo, às 8h30 (horário de Brasília). O vencedor deste duelo vai encarar o Santos na próxima quarta, pelas semifinais do torneio, também a partir das 8h30. Os dois jogos serão em Toyota.


MAto Grosso Do sUL, sExtA-fEirA, 9 DE DEzEMbro DE 2011

O PROGRESSO

4 - EsportE


Classificados

Classificados Classificados

Classificados Classificados

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO


2

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

C2

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

58948

VENDO OU TROCO

R$ 70 mil. 3426-6490 ou 9971-3166

02 quartos, sala, cozinha, banheiro. 9155-7532 ou 9295-1576

1 suíte, 2 qtos. 92519061

Terreno 700m², centro. Creci 2988. 9808-7007

R: Claudio Goelzer, 1061, financia. 9642-3561

4 kitinetes, próximo ao HU. 9936-0513

IMÓVEL COML. CENTRO

JD. PANTANAL 75 MIL

PARQUE ALVORADA

PQ. DOS COQUEIROS

VILA PLANALTO

Á vista, c/ salão, não financ.9972-0436 92253809

Casa c/ suíte, closed e banheira, 2 qtos, wc, 2 slas, lavabo, coz, lazer c/ churrasqueira, lavanderia, garagem. Imob. Ajurycaba 820J. 3421-9888

Edícula, 4 peças, 85m², dá financiamento. 9961-9180

De alto padrão. 99410530

PQ. NAÇÕES I

VILA STA CATARINA

Casa c/ 90m² const, c/ 3 qtos, sala, coz, wc, varanda, área de serviço, murada. Imob. Ajurycaba 820J 34219888

Casa com 4 qtos, 2 salas, cozinha planejada, área de serviço depósito, garagem p/ 2 carros. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888

PROCURO P/ ALUGAR

CASA-ALUGA

58310

CASA 270 MIL 180M² Rua Ipiranga, próx. Unigran. 9988-1072 58835

CASA ALVENARIA R$ 150 mil, doc. legal., r: João Correa Neto, 1675, Santo André, aceita terreno/carro até R$ 40 mil, esq., c/ r: Vereador Aguiar Souza. 8122-8042 João

54869

58834

ALTOS DO INDAIÁ

CASA JOÃO PAULO II

Casa c/ (+) ou (-) 110m², c/ sala, coz, wc, 3 qtos, área de serviço, garagem p/ 2 carros e despensa. Imob. Ajurycaba 820J 34219888

Perto do asfalto, 02 quartos, sala, cozinha, 02 banheiros, toda na laje, terreno=12x50, R$ 65.000. 9653-2085 ou 9101-0686

ALTOS DO INDAIÁ

P/ reforma, terreno 360m², 90m² área const, 03 qtos, sla, coz, banheiro, R$ 130 mil. 9971-7999 ou 96649972

56990

Casa c/ 85m² construção, c/ 2 qtos, sala, wc, coz, lavanderia e garagem, financia. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888 58582

ALTOS DO INDAIÁ R$ 150 mil, 3 qtos/sla/ coz/2 wc, edícula, garag. 9971-4749

58620

ALTOS DO INDAIÁ R$ 140 mil, 01 apto, 01 qto, wc, murada. 8405-1927 Creci 2877

58878

BNH 4º PLANO

58887

CASA W-9

58993

CANAÃ I 45 MIL 2 QTS SL, coz, murada, esq. Telefones 9972-0436 ou 9109-5023

Área 13x35. 9997-1000 ou 3422-1000 Creci 531J. 59010

JD. VISTA ALEGRE 5 peças, meio terreno, R$ 65.000,00. 9997-0726

56999

JARDIM MARACANÃ Casa c/ 180m² const, c/ 2 slas, 2 qtos, suíte, coz, 3 WCs, churrasqueira, garagem p/ 2 carros. Imo. Ajurycaba 820J 3421-9888 52919

JARDIM MÁRCIA Casa c/ 3 qtos, 2 wc, sala, copa, coz, 2 wc, garagem, área na frente e nos fundos, dá financiamento. Imob. Ajurycaba 820J 34219888 56997

JARDIM MÔNACO

JARDIM OURO VERDE

CASAS E APARTAMENTOS

Gondim Creci 2645. 34210034

58792

58798

Venda e compra. Pereira Creci 2988. 9808-7007

JARDIM OURO VERDE

CENTRO R$ 350 MIL

Rua Rangel Torres, 1325. Gondim Creci 2645. 34210034 ou 9971-1320

58675

Suíte, 02 qtos, 2 salas, laje. 9672-0801 Dina 4510

CONDOMINIO CANADA Sobrados, c/ 85m², próx, a prefeitura, c/ 2 qtos, 2 salas, coz, lavabo, wc, lavanderia e garagem, financia. Imob Ajurycaba 820J 3421-9888

56992

JD. ÁGUA BOA Casa c/ 65m² const, com 3 qtos, sala, coz, 2 WCs, lavanderia, garagem p/ 3 carros, asfalto, financia. Imob. Ajurycaba 820J 34219888 58178

JD. ÁGUA BOA 65 MIL 02 qtos, sala, coz, wc. 9986-8489

47231

Suíte,4 quartos, 2 salas, asfalto. 9622-9285

56833

58640

IV PLANO 100 MIL

CASA ÓTIMA J. PAULO

56436

58994

Casa c/ 3 quartos, sala, copa, cozinha, despensa, varanda, churrasqueira, quintal e garagem. Imob. Ajur ycaba 820J 34219888

Casa c/ 220m² construção, c/ 2 suítes, uma c/ closet, 02 slas, coz planej., lazer c/ churrasqueira. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888

53924

Gondim. Creci 2645 34210034

58997

PQ. ALVORADA NOVA

58773

Rua Manoel Rasslen, 780. 3423-2655 ou 8472-6224

58662

P/ CRECHE E ESCOLA

Casa c/ 60m² construção, c/ 2 qtos, sala, coz, garagem, despensa e wc nos fundos. Imob. Ajur ycaba 820J 3421-9888

4º PLANO

58213

JD. MÔNACO

57000

58975

59036

CASA MONTE LÍBANO

CANAÃ IV 35 MIL

CASA-VENDA

58406

CANAÃ I 80M² 02 DORM

58804

JD. COLIBRI 02 QTOS Sala, coz, área, murada, c/ alarme interfone, dá financiamento. 9929-3510

58942

JD. ELDOURADO R: Wanilton Finamore, ótimo local. 9972-6102

56993

56994

PARQUE ALVORADA Casa c/ 2 qtos, suíte, 2 salas, coz, 3 WCs, lavanderi, edícula, c/ qto, sala, coz e wc, garagem p/ 3 carros. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888 58879

58805

57001

58676

C/ 02 qtos, 02 vagas garagem , próx. Centro. 9672-0801 54066

PARQUE ALVORADA

PRÉDIO RUA BAHIA

R$ 190 mil. Gondim Creci 2645. Telefone 34210034

200m², c/ 4 salas+salão térreo, R$ 380 mil, alugado. 9238-2659

59011

57826

JD. ÁGUA BOA W10

PARQUE ALVORADA

RUA DUQUE DE CAXIAS

Terreno 12x32, casa de madeira bem conservada, excelente local. 9904-0518

Casa c/ sala 02 ambientes, 02 quartos, 1 suíte, coz americana, wc, varanda, garagem p/ 3 carros. Imob. Ajur ycaba 820J. 34219888

Centro c/ 8 peças, 3 wcs, muro alto, ótimo local. Aceito carro. R$ 170 mil. 9994-1869

58674

KITINETE JD MARACANÃ C/ 06 aptos, c/ laje. Creci 2988. 9808-7007 55413

MONTE CARLO C/ 60M² De construção, sala, coz, 2 qtos, wc, lavanderia descober ta. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888 58924

NEG. OCASIÃO CASAS R$ 390,00 e R$ 420 mil e aptos R$ 350 mil. 96595910 58842

NOVO HORIZONTE Próx. asfalto, R$ 50.000 + parc. Telefone contato 9925-6470 59006

OPORTUNIDADE 3º PL. Casa + 400m², 4 qts, 4 wcs, 3 salas, cozinha planej, lavanderia, churrasq, piso superior. R$ 260.000,00. 9669-2103

52918

PARQUE DO LAGO II Casa c/ 2 qtos, 2 wc, sala de estar e jantar, coz planejada, área de serviço e lazer, portão e alarme. Imob. Ajurycaba 820J 34219888 56998

PORTAL DE DOURADOS Sobrado, c/ 04 suítes, sala, coz planejada, sacada, campinho, lavabo e lavanderia. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888

58397

SANTA BRIGIDA NOVA R$ 139 mil, 03 qtos, 3 wc, sala, cozinha, varanda, quiosque, não financia. 8427-6666 58958

TROCO CASAS P/ SÍTIO 02 casas, R$ 270 mil e R$ 220 mil p/ sítio na região de Dourados. 9971-6703

56996

VILA DELFUS

PORTAL R$ 650 MIL

Casa c/ 320m² const, c/ 2 slas, copa, coz, 2 wc, 4 qtos, suíte, edícula, c/ 2 qtos, sl, wc, varanda c/ churrasqueira. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888

3427-1500/9110-4629 ou 8431-2003

VILA INDUSTRIAL

58833

58770

PQ. ALVORADA ASFALTO R$ 250.000, 01 apto, 02 qtos. 9951-7641 Creci 3055

53925

Casa com sala, coz, 3 qtos, wc, área de serviço, casa nos fundos do terreno, lote 600m². Imob Ajur ycaba 820J 3421-9888

58912

56991

59047

APTO-VENDA

ALUGA-SE KITINETE Próx. a Unigran, 02 qtos, sla, coz. 3421-9007

58637

CASA 150M² C/ 2 QTOS

R$ 900,00, c/ prop., r: Floriano Peixoto, 947, fundos. 9972-2146

58941

KIT PRÓX. SHOPPING R: Gaspar Alencar, 562. 9971-8404 ou 9636-5138 58927

KITINETE P/ MOÇAS Próx. transbordo. 99350504 58829

KITINETE QTO/COZ/WC R: Adroaldo Pizzini, 647. 9904-0766 ou 3421-0766 58984

KITINETES

Jardim Santo André. Rua Vereador Aguiar de Souza 386. 3424-1498 ou 92378988 48532

58886

APTO D. DORALINA 70m², 02 qtos, wc, sla, coz, área serv., garagem. 9971-7999 58581

APTO ED. AMARILIS 02 qtos, wc, sla, coz, garagem, a. serviço. 99714749

58889

CUIABÁ-MT/DOURADOS Troco/vendo, 03 qtos. Telefone para contato 96649972 59012

EDIFÍCIO UARAN Apto com 55 e 53m² com 2 qtos, wc, sala coz, sacada, lavanderia e garagem. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888 58617

JACARANDÁ NOVO 2 QTS

2º andar. 8405-1927 Creci 2877

57002

QUARTO FAMILIAR Próx. feira. Pres. Vargas n. 40 centro.

MONTE CARLO

BNH 1º Plano, R$ 800,00. 9971-4717

Apto c/ 2 quartos, sala, cozinha, wc social e garagem. R$ 65 mil. Imob. Ajurycaba 820J Telefone contato 3421-9888

SALÃO COMERCIAL

PRÓX EVANGÉLICO NOVO

58788

RESIDÊNCIA 2 QTOS

58933

Por to Alegre, 409, R$ 45.000. 9916-0184

58619

01 apto, 01 qto, wc. 84051927 Creci 2877


C2

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

3

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

56166

58843

58500

59016

59020

57352

57165

58960

RES. CAIUÁS 145 MIL

1/2 TERRENO

ESQUINA FRENTE BR163

JD. MÔNACO

PQ. DOS JEQUITIBÁS

SÍTIO 30 HA CULTURA

FOX 4P CINZA

GOL G3 BRANCO 4 PTAS

3 qtos, sala, coz, wc. 84030036 ou 8455-7096

Jd. Novo Horizonte, R$ 18.000,00+58 parc. R$ 183,00, sub esq. 99256470

15x50, Pq. Jequitibás, R$ 120 mil. 9238-2659

Lote de 360m², ótimo localização. R$ 110 mil. Imob. Ajurycaba 820J. 3421-9888

Lote de 58m², ótima localização. R$ 65 mil, financia. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888

Toda lavoura. 2 km do asfalto. 8136-2232

2006/2007, completo. 3420-3000

1.0, AL, TE, R$ 13.800. 9915-1827 ou 9128-7010

FAZENDAS

FUSCA 71 1.500 VERM.

GOL G3 C/ AR 04/04

Vendo/troco por moto. 9228-2211 ou 3416-3201

4P, troco (-) valor. 96013688

FUSCA 74 AMARELO

GOL G5 09/09

R$ 3.500,00, todo reformado. 9242-4473 ou 9237-9918

Completo, R$ 28 mil. 81397522 ou 9623-5954

FUSCA 74 AZUL

TE, R$ 16.400,00. 81219899

58618

RES. JACARANDÁ NOVO

58312

54873

GOLDEN PARK

58845

JD. MÔNACO 384M²

02 qtos, wc, 1º andar. 84051927 Creci 2877

2 JD. MARACANÃ

RESIDENCIAL RUBI

1.400m². R$ 160 mil. 9997-1000 Creci 531J.

Ótimos lotes de 442 e 462m² em excelente localização. Imob. Ajur ycaba 820-J. 3421-9888

2 TERRENOS+BARRACÃO

GUAICURUS Q38 L22

Lote F, Qd 09, R. José de Matos Pereira, lado par, sub esquina c/ R. Áustria, sem intermediário. (67) 34227610 ou 9972-2222

Área c/ 720m²+ pré moldado c/ 450m², murado, asfalto, a 100m BR 463, R$ 200 mil. 9238-2659

Muro lado e no fundo. 9618-2316

JD. PRIMAVERA 12X31

JARDIM PELICANO

Dá financiamento, R$ 49 mil. 9987-4429

50x100=5.000m², r ua B Q100, esquina. 34217011

JD. SANTA ERMÍNIA

56598

Aptos novos na planta, próx. shopping e atacadão, c/ 2 e 3 dorm, a partir de R$ 120 mil, entrada + 24 parcelas. 9238-2659 ou 9926-5168 58430

RESIDÊNCIAL AZALÉIA Aptos na planta, ao lado da Anhanguera, c/ elevador a partir de R$ 140 mil, entrada + 24 vezes. 9238-2659 ou 9926-5168

57966

ZAGAIA RESIDENCE Visite um apto decorado, sem compromisso. Gondim Creci 2645. 3421-0034 ou 9971-1320

57967

ZAGAIA RESIDENCE Lado da Unigran, 2 dorm, sala, coz, a. serv., sacada, garagem. Gondim Creci 2645. 3421-0034 ou 99711320

APTO-ALUGA 58832

APTO/COMERCIAL E kitinete, av. Presidente Vargas, 803. Centro

58197

ED. IGARATÁ R$700,00 2 Qts, wc, sala, coz c/ arm. 9248-3333

58937

ED. MILENA MARIA 6º andar. 9972-0108 ou 9972-1158

TERRENOS 58774

1.140M² PRÓX UNIGRAN R$ 150 mil, não é no asfalto, c/ casa 70m². 9988-1072

57903

55096

57541

ALTO DAS PAINEIRAS Terreno 12,8x32. R. Anibal Pavão. 9998-9060

53225

ALTOS DAS PAINEIRAS Terreno: 12,80x32, rua Hayel Bon Faker, vendo ou troco p/ apto. 34227379 ou 9137-0524/91371599 58615

ALTOS DO INDAIÁ 12x45. 9948-0704

59017

ALTOS DO INDAIÁ

58863

57238

59018

JARDIM PIRATININGA Lote de 360m², ótima localização. R$ 40 mil, financia. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888 59014

JARDIM RIGOTI

54798

CAMPO BELO I E II Sitiocas, 20x50. Entrada + 84 parcelas á partir de R$ 360,00 mensais. 8411-1927 ou 9971-3855 Creci 2649 satorreimoveis.com.br 58914

CENTRO C/ 600M² Próprio p/ consultório. 9941-0530

53936

CORONEL PONCIANO Ótimos lotes comerciais de 800m² em uma excelente localização. Lotes próximo a prefeitura. Imob. Ajurycaba 820J. 3421-9888 57239

CORONEL PONCIANO 26x35=910m², esq rua Fernando Ferrari, Q 159. 3421-7011 58616

20X50 PRÓX. EMBRAPA

ECOVILLE EXCELENTE

Aceito carro (-) valor. 99713855

Terreno, 16,40m de frente. 9948-0704

57917

JARDIM SANTO ANDRÉ 12x30, murado e aterrado, R$ 70 mil. 9644-2987

59019

JD. DAS PRIMAVERAS Lote de 374m², ótima localização. R$ 50 mil, financia. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888 58913

JD. MÔNACO lotes medindo 360, 384, 630, 420 e 540m², ótima localização. Imob. Ajurycaba 820J. 3421-9888 59015

JD. MÔNACO Lote de 540m², ótima localização. R$ 110 mil. Imob. Ajur ycaba 820J. 3421-9888

58996

TERRENO DE DIREITO

55169

PARA SOJA/GADO/CANA Compra ou venda. Pereira Creci 2988. 9808-7007

58910

REGIÃO DOURADOS

58923

1.500, R$ 2.300,00. 96061486 58852

VENDE-SE LOTES

Lote de 2.400m² em excelente localização, ótimo preço. Imob. Ajur ycaba. 820-J. 3421-9888

Na beira do Rio Dourado. 40x150. 9971-2697

GOL 1.0 8V 4P 04/04

54874

JOÃO PAULO II Ótimo lote medindo 1.000m², murado, próx. ao céu, R$ 120 mil. Imob. Ajurycaba 820J 3421-9888

58877

LOTEAMENTO SANTA FÉ C/ água, luz, asfalto, 48 meses. Gondi Creci 2648. 3421-0034/Plantão 99711320 57236

MONTE CARLO 12X30 Lote 25 Q 22. 3421-7011

57240

MONTE CARLO 12X30

59013

SITIOCA OURO FINO Vendo/troco por carro, R$ 25 mil. 9669-3743

Terras de lavoura, arrendo pasto. 9930-4440

58625

JD. UNIVERSITÁRIO

Lote 09, Q 16. 3421-7011

JD. GUAICURUS

58689

360 ALQ EM ITAPORÃ

Entrada + 48 fixas a financiar. 8462-2905 ou 9976-6040

JD. EUROPA 18X50

Lotes de 360m², em excelente localização, ótimos preços. Imob. Ajur ycaba 820J 3421-9888

Lote 14x42, próx. Cel. Ponciano, R$ 20 mil + parc. 9987-8425 c/ proprietário

59033

12x50, murado, R$ 45 mil, ac. carro. 9238-2659

Aceita imóvel (-) valor. 99876460

57004

PQ. JEQUITIBÁS

Aceito carro ou moto de (-) valor. 3423-5963 ou 8422-5093

53927

Ótimo lote medindo 360m², ótima localização, imperdível. Imob. Ajurycaba 820J. 3421-9888 58028

Lote de 540m², ótima locvalização. R$ 60 mil, financia. Imob. Ajur ycaba 820J 3421-9888

58849

58952

58815

57237

MONTE CARLO 15X30 Lote 02, Q 23, sub esquina. 3421-7011 54875

PARQUE ALVORADA Lote 550m² em excelente localização, ótimo preço. Imob. Ajur ycaba. 820-J. 3421-9888 58949

PQ. ALVORADA 420M²

C/ 330Ha, p/ agricultura. 9941-0530

57142

GOL 00 4P R$ 1.500

58915

57616

Preto, partic. 9617-2300

VENDE-SE SITIOCA

58807

GOL 1.0 G3 8V PRATA

Campina Verde. R$ 25 mil. 9909-9341 c/ Alberto.

04/04, AR, TE, AL, R$ 17 mil. 8401-3104

58739

VENDO 2 TERRENOS

58918

GOL 1.0 G4 FLEX

58795

57885

58614

GOL GII 05/05 1.0 8V 59043

GOL MI 1.0 96 BORDÔ 2P, c/ rodas, R$ 9.500,00. 9926-5168

58705

GOL MI 8V BRANCO C/ rabicho, R$ 11.000. 3428-5116 ou 8119-9751

58980

GOL QUADRADO 6.500 1.6, AP, álcool, AL, TE, 88, troco. 9968-4854 58982

GOLF 2002 PRATA

Comerciais juntos, entrada + parcelas, R. Cel Ponciano, fundos Retifíca São Paulo. 9971-2828

05/06, prata, 4P, DH, AR, TE, R$ 20.800, á vista. 8141-6392 ou 9640-5441

VENDO 2 TERRENOS

GOL 1.6 2007 PRATA

Preto, c/ couro, impecável, R$ 32 mil. 9926-5168

Comerciais juntos, entrada + parcelas, r: Cel. Ponciano, fundos retifica São Paulo. 9971-2828

VOLKSVAGEM

Completo, 4 por tas, G4. 9241-0047

GOLF GLX 2.0 95/95

VENDO/ALUGO

02 GOL 97/98 MI 2P

58929

59032

57897

VILA SÃO PEDRO 375M² Registrado em cartório, R$ 20 mil. 3423-2427

CHÁCARAS 58667

58501

01 verde metálico, 01 cinza met, LDT. Telefone 9994-7375 59005

A-FINANCIAMENTOS

59044

GOLF FLASH 06/06 58992

Flex, prata, completo. 99244359 c/ Imberto

Verm, compl, 4P, som, doc. ok, susp, freio, par tida elét. novas. 9210-3496 9249-4026

GOL 2P 1.0 CINZA

LOGUS 94 1.8 VERDE

2007/2008, VE, TE, alarme. 3420-3000

Completo, R$ 8.200,00. 9109-7443

GOL 1.6 POWER 05/05

57845

2 terrenos juntos na Balbina de Matos, rua da Unigran, entre Monte Alegre e Joaquim A. Taveira. 3422-7379 ou 9137-0524

58797

Completo, R$ 22.500,00. 9649-4111

58119

58943

58983

58904

Veículos, melhor taxa do mercado, crédito rápido, facil. 9988-1562

GOL 87/88 AP ÁLCOOL

LOGUS CL 1.8 95 2P

Cinza, 1.6. Telefone 96141254

Preto. R$ 5.100 á vista. 8141-6392 ou 9640-5441

CONSÓRCIO LUIZA

GOL 92 1.8 GAS.

PARATI 1.6 SURF

Super conservado, original, roda esportiva, particular. 9648-1720

08/09, prata, completo. 9999-9322

GOL 96 1.8 R$ 10.300

58953

58973

Carta de R$ 9.900 contemplada, p/ compra de carro e moto. 3427-6783

58868

58589

58939

58654

PARATI TRACK FIELD

Esq. e Altos do Indaiá 540m². 9971-3166 ou 3426-6490

CHÁCARA 7,5HA

CROSSFOX 1.6 06/06

Casa, açude, ac. proposta. 9602-5041

Prata, compl, som, R$ 32.000. 9988-1562

Azul, direção hidráulica. 8154-8208

07/08, prata, ar + DH, R$ 29.500,00. Telefone 9247-6472

TERRENO PQ. ALVORADA

SÍTIO 15,5 ALQUEIRES

FOX 4P 1.0 PRATA

GOL 98/99 1.6 8V

POLO HATCH 06/07

Em Dourados. Telefone 9933-6060

2007/2008, completo. 3420-3000

Prata, 4P, completo. 92323537 ou 9914-8306

Preto, completo. 34203000

58806

R$ 55.000,00. Tratar 99727052

58731

58771

58117

39841


4

Classificados Classificados

Classificados

Classificados Classificados

C2

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

58947

58697

POLO SEDAN PRATA

PALIO SIENA 2002

07/08, muito novo, compl. + kit, confortline + rodas, ún. dono, impecável, ac. troca (-) valor, 55Km, revisado, R$ 33.800. 9142-3575

Completo, vinho, 1.0, fire. R$ 17 mil. 8121-4995

58928

VENDO SANTANA 99/00 9971-2828

58653

58880

PALIO TRAKING 09/10 Prata met., completo. 96436242

49626

PALIO WEEKEND LOCKER

VOYAGE TREND 1.6

08/09, 1.8, completo. 3420-2000

2010, completo, R$ 36.500,00. 9247-6472

PALIO WEEKEND TRYON

FIAT

07/08, completo, prata, boas condições. 96494111 58970

CONSÓRCIO LUIZA Titan ES, 04/05, R$ 1.600 + parc. 3427-6783 ou 9159-5254 58891

NOVO UNO WAY 1.0 2010/2011, TE, VE, AL, farol neblina, pré disposição som, LDT, 23.000Km. (67) 8172-4305 ou 8116-2644

58660

PALIO 00/00 CINZA TE, alarme, R$ 13.000. 9641-8809. 8425-0572

58876

PALIO 08 COMPLETO

58629

58642

SIENA ELX 1.0 06/07 Série especial, completo. 9972-2260 58950

UNO 02 VERDE 4 portas, completo. 96139450

58651

UNO 06/06 CINZA 4P AL, TE, conser vado, R$ 18.000,00. 9917-3253

58655

UNO 09/10 GRAFITE 4P

Básico, R$ 9.500,00 + 33 parc. R$ 607,00. 96532580

58732

59007

ASTRA ADVANCE 10/11

33mkm, completo, bco couro. R$ 38.000, ligar somente interessados, não aceito especulação. 99945883 Sayd 58934

BLAZER 2001/2001 Prata, diesel, 4x4, DLX, 2.8, turbo. 9967-7266 58854

BLAZER 97 COMPLETA Pneus novos. 8452-3809

58775

BLAZER DLX 2.2 96 Verde, gasolina + gás, R$ 17.200. 9218-2954

58611

CELTA 08/09 PRATA Ar, TE, AL, R$ 21.500. 9983-3858

59002

CELTA 1.0 04/05

Novo, cinza, 72 mil Km, pneus novos, R$ 26.500. 9916-8758 ou 99075998

Básico. Tratar 9254-8069

Preto c/ AR, TE, AL. 81068778

UNO ECONOMY 10/11 4P

CHEVETTE 84 BRANCO

PALIO 1.5 4 PORTAS

Prata, completo, roda, DH, VE, un. dono. 9962-0323

58142

Completo, cinza, 97/97. 9621-4507 58859

PALIO 98 COMPLETO 4 portas, roda 13, esportiva, azul. 9910-0220

58955

PALIO ADV. 02/03

Completa + farol milha e neblina, roda, sensor est., R$ 19.000,00 a vista, não aceito troca. 9206-6711

58840

PALIO ADVENTURE 1.8

UNO ANO 92 BRANCO 58745

58846

UNO EP MILLE 96/96 4P, azul, TE, VE. 9602-3067 ou 3426-3436

58936

UNO FIRE 03 VERDE

Prata, AR, VE, TE, LDT, SOM. 9971-5161

58974

PALIO FIRE FLEX 05/06, novíssimo, comp., ac. Biz 125. 9972-1725 57705

58850

CORSA 97/98 C/ AR

CORSA HATCH 1.4

Básico, 1.0. R$ 6.000,00. 9603-1333 59027

UNO MILLE FIRE 2003

CHEVROLET

57829

CLASSIC 11/11 PRATA Completo, som original. 9648-8411

UNO MILLE 91 CINZA

59023

PALIO ELX COMP. 1.3

PALIO FIRE 06/07 4P

58749

4P, TE, AL, R$ 12.500,00. 9976-6040 ou 8462-2905

Cinza, completo, R$ 14.700. 9644-0777 ou 8469-8673

02, prata, gas, R$ 16.700,00. 8121-4995

Motor novo, R$ 2.600,00. 9927-7845

C/ manual, 2. dono, original, 4P, troco. 9638-0876

03/03, completo + bco couro, vendo/troco (-) valor. 9652-8349 58866

58712

58841

58839

58867

CORSA SEDAN 1.6 Vinho, c/ ar, ve, gasolina, R$ 13.300. 8154-8208

S10 09/10 EXEC. CD

Aceita-se moto. 96116384

3/4, 04/04, todo revisado, pneus novos, a toda prova, no chassi, só vendo, preço de ocasião. 3424-1267 ou 9611-5757

4x2, diesel, prata. 96267346

58988

MONZA 93 PRETO VE/AL Aro 14. R$ 8.500,00. 99814411

58987

MONZA SL 92 GAS Mod. novo, conser vado. 9671-4157 59031

OMEGA GLS 96/97 Comp, preto, gas., conservado, único dono, R$ 15 mil. 9971-6666 Moacir

58622

58588

FIESTA 1.0 4P HATCH Mod. antigo, 04/04, R$ 13.000. 9988-1562

58907

FIESTA HATCH 08/09 Completo, mod. novo, ac. (-) valor. 9972-2868 58858

FORD KA BRANCO 04/05 Básico, c/ kit gas. 99461993

58901

FUSION PRETO 2007 VERONA 1.6 91 Ótimo estado, R$ 5.600,00. 9612-0587

UTILITARIOS

CAMINHÃO 6-80 VW

58979

PALIO FIRE FLEX 1.0

ASTRA 95/95 10 MIL

Preto, 05/06, VE, TE, AL. 9611-5590

Comp,super conser vado, troco p/ moto. 9968-4854

CORSA SEDAN PREMIUM 1.8, completo, 06/06, R$ 25 mil. 9972-2868

58390

MONTANA SPORT 1.4 10/10, prata, impecável. 3420-2000

58628

F1000 93/94 CINZA

Carroceria madeira, boa, troco. 9971-4496 58733

F250 99/00 50 MIL

58884

Dupla, 4 portas, filé,troco. 9971-4496

58966

F4000 00/01 PRATA C/ boiadeira. (67) 84665807

58935

F4000 BAÚ 78

C/ 2.30 alt, MWM, DH, AL, bom estado, met., troco (+/-) vlr. 9638-0876 56165

FRONTIER 2004 4X2

Prata, completa (-) couro. 3423-2228 ou 9292-8552 58664

KIA BESTA 97/98

09/10, completo. 34203000

Cabine estendida. 99719100 c/ Claudio

CIVIC EX AUT PRATA

Prata, c/ ar, flex, R$ 23 mil. 9926-5168 58794

SAVEIRO 94 FILÉ Bordô, vendo/troco por moto. 9602-1419 58837

SAVEIRO 95/95 AZUL 1.8, c/ direção hidráulica, R$ 11.000. 9607-9569 58824

SCANIA 111

58816

Prata, completa, 2. dono.(67) 3467-1606 9997-5573

L200 99/00 COMPLETA Impecável. 9957-6564 ou 9262-8239

57720

L200 OUTDOOR GLS 09/10, prata, completa. 3420-2000

56716

L200 OUTDOOR SAVANA 08/08, prata, completa, snorkel + bagageiro de teto com escada. 3420-2000

57722

L200 TRITON AT 08/08 Preta, completa, revisada. 3420-2000

VENDE-SE BAÚ

2009/2010, completo. 3420-3000

VENDO F350 2009

58902

58908

Completa, 02/02. 99349892

VENDO/TROCO RANGER

58643

Cab. dupla, completa, 06/07, preta. Telefone 8425-5052

57812

CIVIC LXL 2005 AUT

Ouro, completo, R$ 31.500,00, ocasião. 99742983 58485

CIVIC LXS 08/08 Cinza, mecânico, banco couro. 8165-3441 50830

CR-V EXL PRATA 2008/2009, completo. 3420-3000

54051

CRV LX 2.0 08/08

Preta, completa. 34202000

58311

FIT 08 VENDO/TROCO

OUTLANDER V6 PRETA

Bco couro, compl (-) câmbio, prata. 9974-1000

08/08, completa, 15 meses de garantia. 3420-2000

FIT LX MT CINZA 2004

55267

Prata, completa. 99375536

2005, completo. 34203000

54476

OUTLANDER PRATA

58636

56856

CIVIC LX MT CINZA

Prata, teto solar, completa. 3420-2000

Ano 2000, completa, 16 passageiros. 9999-8030

P/ caminhonete F4000. Telefone para contato 99712828

Part., completo, ótimo estado, R$ 21 mil. 8105-2525

55558

VAN IVECO DAILY 58738

58632

CIVIC LX 02/02

CRV EX 4X4 2.0 07/07

59034

CAMINHÃO MB MD 1113

S10 07/08 TORNADO

57398

Completa, vermelha. 99697633 ou 3425-1396

DH, lataria, perfeita. 81800291

Preta, compl. 9974-1227

MITSUBISHI

STRADA WORKING 01

PICK UP STRADA ADV. 58919

2000, top de linha. 34203000

58678

VENDO JEEP R$ 12 MIL

80/80, trucado, DH, rodoar, freio estacionário e erguedor de truck, cara preta em ótimo estado. 9971-7589

58112

59045

SAVEIRO 1.6 04/05

R$ 20.000, 12 lugares, doc. ok. 9214-2587

58688

58893

CITY LX MT PRETO

58555

86/86, R$ 32 mil. 34241718 ou 9696-5959 58736

2010, sensor estacionamento. 3420-3000

S10 LUXO 97

SILVERADO D20 01/01

F350 PRATA 01/01

CITY LX MT PRATA

Completa, VE/TE/AL/DH/ AR, rabicho, couro, retrov. elet, pouco rodada, urgente. 9971-3013

F250 XLT 04/05 Completa + air bag, couro. 9938-0392

58894

58706

C/ kit 112, interclima, mecânica, R$ 28 mil, aceito carro. 9802-2484

58396

HONDA

S10 EXEC. 2005 PRATA

Completa, rodas aro 20, bordô. 9271-3971

58623

58911

CORSA SEDAN GLS 1.6

Completo, c/ air bag e ar cond. digital, 34 mil Km, único dono. 9654-6801

F1000 92/93 TURBO

58883

Completo, álcool, R$ 18.000,00. 9991-1345

ASTRA 10/11 PRATA

59030

Compl, verde, ótimo estado. 9927-2151

ASTRA 02/02 BRANCO

58906

D20 95/96 TURBO Completa, capota fibra. 9971-2143

FORD

BITREM TANQUE 09

Completíssimo. 8452-3809

58820

F1000 93 DUPLA 4P

0Km, multi 7, R$ 95 mil. 9223-7847 ou 9901-7166

58743

Turbo + ar, boa, troco. 9971-4496

PRISMA 1.4 AR 09/09

Branco, par ticular. 99311208

58853

D20 87/88 MARROM

Direção, trava, preto. (67) 8466-5807

58931

CORSA SEDAN 99

58882

Completa, carroc. madeira, R$ 27.500. 9699-1220

58826

58634

58977

CAMINHÃO MERCEDES

Completo. 3420-3000

Maxxi, 10/10, compl, 1. dona, par tic., manual e nota fiscal, R$ 33.000,00. 9142-5508

58243

MONZA 89 ÁLCOOL

PAJERO DAKAR AT 9/10 Preta, completa. 34202000

58387

PAJERO FULL HPE AT

58900

Completo. 3420-3000

58113

HONDA CITY DX AT Cinza, 2010/2011, completo. 3420-3000

58621

HONDA CIVIC

06/07, prata, completa. 3420-2000

Completo. (67) 8466-5807

PAJERO SPORT HPE AT

NEW CIVIC LXS AUT.

55639

06/07, prata, completo. 3420-2000

58895

Cinza, 06/07, completo. 3420-3000


C2

Classificados/Atos Oficiais

5

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

58120

58784

58785

58932

33238

58823

NEW CIVIC LXS MT

BIZ 125 ES PRETA

TORNADO 02/02

ALUGA CAMA ELÁSTICA

DISK FRETE MUDANÇAS

VENDO CONVENIÊNCIA

Cinza, 2009, completo. 3420-3000

Única dona, 15 mil Km, partida elétrica . 9647-2068

Vermelha, R$ 5.700,00. 9923-3399

Baú. montagem de móveis. 9609-1756 Joào Carlos

E mercearia c/ açougue, ótima localiz. 9933-3059

NEW FIT LX AT PRATA

BIZ 125 ES VERMELHA

TWISTER 07/08 CINZA

Promoção de seg a sextafeira, R$ 50,00 . 99990463

VENDO CONVENIÊNCIA

2010, completo. 34203000

06/07, ótimo estado. 99722237

Ótimo estado, R$ 5.500,00. 9687-7720 ou 8166-2864

ALUGA CAMA ELÁSTICA

ELETRIC./ENCANADOR

NEW FIT LX PRATA

BIZ 2005 R$ 3.400,00

VENDE-SE HONDA POP

E piscina de bolinhas. 9972-5420

9242-9291(claro)/99344936(vivo) ou 3427-6608 Garcia

Completa c/ lanchonete, próx. a escola, ótima clientela. 9663-0729

2009, completo. 34203000

Biz 2003 R$ 3.000, Biz 2002 R$ 2.500,00. 99594746

07, impecável. R$ 3.300,00. 9999-4162

ALUGA CAMA ELÁSTICA

ELETRICISTA

VENDO EMPRESA

E mesas com cadeiras. 9291-8634 ou 9911-2790

Fábrica no ramo de confecção. 9961-2624

BIZ ES 07/08 PRETA

08/09. 9931-2055 ou 9255-1846

Pequenos reparos, ar condicionado, manutenção e instalação residencial e comercial. 9608-0961 ou 3423-2442 Sandro

58896

58898

58899

NEW FIT LX VERMELHO 2009, completo. 34203000

58897

NWE FIT LX MT PRATA 2009/2010, completo. 3420-3000

58388

PAJERO IO 99/00 AT 1.8, prata, completa. 3202000

54399

VENDO/TROCO H FIT 08 LX, prata, compl (-) câmbio, bco couro. 9974-1000

58821

58965

58786

Par tida, R$ 4.300,00. 9923-3399 58624

CB 300R 09/10 Amarela, alarme, original, único dono. 9974-2532 58626

CB 300R 2010 AMARELA Alarme, original. 99742532

58735

CB 500 99 ROXA ES 58959

R$ 2.800,00. 8101-3212 58685

COROLLA 07/08 1.8 Flex, preto + bco couro+ roda. 9227-9005

58744

HILLUX 3.0 PRETA 06/06, completa + couro, mec., R$ 75 mil, troco (-) vlr. 9271-4850

59046

CONSÓRCIO Contemplado XBR Factor. 3411-4566 58971

CONSÓRCIO LUIZA Bros 06/07, R$ 2.200+ parc. 3427-6783 58925

FALCON 2007 PRATA Baixa km, un. dona, c/ AL. 9932-6155 ou 9603-8882

OUTROS

58803

58916

AUDI A3 1.8 05/05 Gas, prata, 4P, compl + teto solar, R$ 31.500,00 á vista. 8141-6392 ou 9640-5441

FAN 150 ESI 10/10 Cinza, R$ 5.500,00. 92790810 Cesar

58957

NISSAN FRONTIER MT

JOG 95 R$ 1.000,00

TROLLER 02/03 PRATA Completo, impecável, R$ 52.000. 9247-6472

58905

Só recibo. 8101-9616

58844

SHADOW 750 05/06 Baixa Km, original, ótimo preço. 8123-2786 58814

PEUGEOT

SKY TRAXX 06/07 58665

PEUGEOT 2008 PRETO Completo, flex, R$ 24.500,00. 9952-5961

58822

PEUGEOT 206 PX 06/07 Completo, R$ 21.000. 9981-3278

VENDO BIZ PRETA

Prata, 43.000Km, R$ 2.000,00. 9239-0712 ou 9960-9272 Rosimeire 54789

SUZUKI COMPLETA 2008 Único dono, semi nova, IPVA e licenc. pago, 15.300km, aceita Biz no valor. 9908-0216 58851

TITAN 06 ES R$ 3.800,00. 9976-6040 ou 8462-2905

58875

55328

VIRAGO 98

RENAULT 58944

CLIO 08 COMPLETO Sedan, prata, couro, air bag duplo, R$ 18.000,00. 8101-1974 ou 9653-9171 58938

LOGAN 08/09 PRATA Completo, 1.6. 3424-2069 ou 8405-0822

58684

SANDERO 1.0 08/09 Vermelho, 4P, AR, único dono. 8136-6517 58990

SANDERO 1.0 08/09 Vermelho, 4P, AR, único dono. 8136-6517

CITROEN

58881

C3 PRATA 1.6 06/06 Completo, filé, troco. 99714496

58981

Perfeito estado, azul. 92879248 58989

BIZ 125 + 07/07 58635

BIZ 125 ES PRATA 06/07, doc. ok, quitada. 8471-8920

58176

ALUGO SOM/ILUMINAÇÃO Para eventos em geral. 9927-4588 Willian 58513

ANTENAS PARABÓLICAS Manutenção, instalação, vendas. 9971-1951 58565

AUTO ELÉTRICA Torro peças novas. 81585458 ou 9626-8420

58787

BARCO SEMI-CHATA 6M C/ com. dist., motor Mercuri 25, 2010, carreta, som, sonar, etc. 9650-2957 58791

58748

58687

LAVANDERIA FAMILIAR Buscamos e entregamos. 3425-0074 ou 9918-2723

58751

MONTADOR DE MÓVEIS 9607-3831 Fabio

58909

MONTADOR DE MÓVEIS Consertos em geral. 96371933

58728

MUDANÇA E MONTAGENS Mudança local e p/ todo o Brasil. 9924-2868

58690

CARICATURAS

Lasanhas, canelones, rondelli. 3423-6727

X-SARA PICASSO 2007 Ar, DH, bco couro, exclusive. 9971-4749 ou 8179-1777 58856

XSARA PICASSO 03/04 Completo, couro. 84523809

P/ convites, lembranças e homenagens. 9930-8789 58811

CEIA NATAL Menu personalizado. 34236727

CERCA ELÉTRICA R$ 3,00 o metro, motor portão 3x R$ 90,00. 99964845

CIDADANIA ESPANHA Filhos e netos, prazo dez/2011. 9955-8385 58594

COMPRO GELADEIRA Freezer e fogão. 96299729

58268

41881

Automatização,cerca elétrica. 9133-7575 9996-3534

Preta, doc. ok, ótimo estado. 9905-1633

ALUGA BRINQUEDOS

TITAN 150 KS 08/08

www.didosbrinquedos.com. br. 9286-4992 96786018

2026

31010

ALUGA CAMA ELÁSTICA Novas c/ ótimos preços. 9995-4025 ou 9296-6176

44496

TITAN SPORT 08/08

ALUGA CAMA ELÁSTICA

Cinza, R$ 4.500,00. 96196501

Piscina e infláveis. 99058391 ou 8163-6022

CONCURSO C. GRANDE Dia 11/12, microônibus c/ ar, levamos você ao local das provas. 9611-2766 58546

CONCURSO SED MS

P/ panificadoras marca Venâncio com 10 esteiras. Ótimo estado, facilito pagamento. 9169-2714 56412

VENDO LOJA NO CENTRO Compl. Ótima localização. 8447-9464 ou 3423-1504

58796

VENDO MESA SINUCA Semi nova, ótimo estado conservação. 3426-0350 58737

VENDO MÓVEIS P/ escritório, novos e seminovos, ótimos preços. 8474-2345 58930

VENDO MÓVEIS P/ escritório novos e seminovos, ótimos preços. 8474-2345 58465

Excelente ponto c/ instalações na rua Toshinobu Katayama. 9644-5770

Encanamento, elétrica em geral. 9100-4802

58945

58892

VENDO FORNO TURBO

5 furos, alumínio, c/ pneus novos. 9648-8411

M. Luiza, carro ou moto, R$ 2.400 + 17x R$ 395,00. 8467-1538

58580

58613

VENDO OU ARRENDO

C4 VTR 07 COMPLETO Couro, ABS, air bag, R$ 34.000,00. 9656-2727

58663

59024

JOGO RODAS ARO 15

PINTURAS E REFORMAS

TITAN 150 KS 07/08

58964

Jardins, paisagismo, vasos de cimento e flores em geral. Faça seu orçamento e conheça nossos preço s/ compromisso. 3425-3187 ou 8428-2358 Elza

C. CRÉDITO 7.300

58596

AC PORTÕES

Preta, KS. 8121-4995

E data show p/ eventos em geral 9242-0258 Wellington

49091

06/07, com couro, R$ 24.500. 9649-4111

TITAN 150 ESI 0KM

TITAN 150 R$ 3.250

GUITARRA FLYING-V

PET URGENTE 29 MIL

Doc. pago, R$ 6.800,00. 8154-8208

Azul, f. d. plac., pago, R$ 4.300,00. 9988-1562

53798

Loja completa + banho e tosa. 9986-2018

Azul, R$ 4.100,00 á vista, partida elétrica, freio disco. 8141-6392 ou 9640-5441

58864

Preta. R$ 4.800. 34222064 ou 9664-8936

32585

ALUGO SOM ILUMINAÇÃO

58888

58587

GELADEIRA R$ 200,00 Continental, 290L, branca. 9286-6785

BICICLETARIA COMP.

58865

BIZ 100 ES 04/05

58836

Jd. das Primaveras, vendo/ troco p/ moto .9120-2068

C3 PRETO GLX 1.4

TITAN 150 ESD 06/07

58592

ELETRICISTA 24HS Predial e residencial. 96390082 ou 8176-3050

JARDINAGEM EM GERAL

58452

58750

56666

P/ casamentos, aniversários. 9644-0777

59028

58661

Exclusive, dourado, completo. 8452-3809

53024

ALUGO SOM COMPLETO

Prof. kleber. 9974-2568

C3 10/11 GLX

57243

Preta fosca, novíssima, marca Grafter By Cruiser. 9285-2602 ou 9933-2576

AULAS DE MATEMÁTICA

58917

BIZ 08/09 INJEÇÃO

57894

ALUGO CAMA ELÁSTICA Promoção. (67) 9261-5562 ou 9682-6930

TITAN 08/08 ESD

Preta. R$ 5.000,00. 96733050

50672

XT 225 05 PRETA Revisada, R$ 4.500,00. 9901-1822

R$ 1.700,00 + parc, consórcio Luiza. 3427-6783

59021

E piscina de bolinhas, novas. 9671-4157 34256592

ALUGO CAMA ELÁSTICA

58972

12.000 km, Doc pago - 2º Dona, Azul 8427-2529

ALUGA CAMA ELÁSTICA

E piscina de bolinhas, brinquedos novos 3427-6182 ou 9141-7339

59029

Vermelha, pneus novos, 20 mil Km, R$ 4.500,00. 9916-8758 ou 9907-5998

46806

58963

Preta, 250cc, AL, conserv, bom preço. 9613-5338

TITAN 06/07 ESD

BIZ 100 ES 05/05

58940

58985

58855

07/08, preta, completa. 3420-2000

58652

58825

INTRUDER 125 Aceito trocar p/ notebook. 8453-4677

58389

58365

Pc cromada. 9955-0010

CG 125 02 ES PRATA

TOYOTA

58512

58668

VIDENTE 3426-0474 Amor de volta e amarrações. 9905-6966

IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS 10/12

TRATOR YAMAR MICRO Compro 9613-5338 14/12

VENDO / ALUGO Moto cana canavieira p/ usina ou madeireira 99782207 14/12

58954

58812

PRONTA ENTREGA 58857

SORVETERIA COMPLETA Aceito carro/moto. 96052797/9611-2832

EQUIPAMENTO AGRICOLA Trator 148 com lamina concha bald grade 52 disco articulada, tatu aradora, pesada, tatu 16x32, ano 2007 9938-1583

12/12

VENDE-SE TRATOR CBT c/ lamina ano 83 - 99711970

58874

VENDE-SE EQUIPAMENTO P/ padaria, aceito carro/ moto. 9916-1238

59001

VENDE-SE ESTANTE De madeira maciça (ipê). De 6.500 por 3.500,00. 8417-0936

TURISMO

VENDE-SE LAN HOUSE

EXC. ITAPEMA/SC

58707

Izidro Pedroso, 5 anos no mercado, c/ alvará func., c/ ar, freezer, 8 PCs + servidor, aceito troca. 9972-2168 ou 3425-7988 58479

VENDO 2 FREEZERES E 25 caixas c/ vasilhame de cerveja. 3421-9027 59003

58472

Meia praia, saída 10/01/2012. (67) 34233503 ou 9662-3487

41134

EXCURSÃO ITAPEMA SC Meia Praia, Saída 14/02/12. 3423-3503 9662-3487 58793

EXCURSÃO P/ PRAIA SC

Elétrica, sem uso. 99168649

20/01/2012 A 26/01/2012. 3421-5124 ou 9927-5237

CONSTRUTOR EM GERAL

VENDO CAMA ELÁSTICA

EXCURSÃO P/ SC

Casas grandes, pequenas, salão, condomínios, prédios, hotel e reformas em geral c/ 35 anos de experiência no ramo. Faça seu orçamento, sem compromisso. 9971-1463 Camilo

3,60m apenas 1 ano uso, nova. 9671-4157

11/12/11, levo você até o local da prova. 3423-2577 ou 9956-8989(últimas vagas)

56838

VENDO BICICLETA 58986

58599

VENDO CONVENIÊNCIA E lanchonete, completa, rua Cafelândia, esq W11. 9619-6500

59035

Carnaval (dia 16/02 á 21/02). 3421-5124 99275237 58995

REVEILLON FLORIPA Saída 27/12 retorno 06/01. 9996-3534 ou 9133-7575


6

Classificados/Atos Oficiais

C2

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------58967



51 # #   # #    # #

 # $#3%$### #0#).&2(.&*/-'((()%,*$#!## #  #  # #  # +#  # # # !"3!# # # #  #  4 # #  !"3ď€ ď€‚

INFORMĂ TICA

De seg. a sexta-feira. 99242094 Varsi

           

DIARISTA

! ( !(+( (  !(*( # -& &  & &*& &&" & &* (!( $!!( ( !)(!( (!((( )(!($!(!( )( +((  & (!( $(   !( !)( ( ( !&$'( ( #  &  )((8(! !(   ("!!)( 4(1.6)( !!( & $'(  !&')( ( ! !(  ( !!$ )(&'( / &'(!%!#&'( &'+(

58968

PerĂ­odo vespertino, limpeza de aptos, escritĂłrios, nas prox. da Unigran. 96389241 Fabiana 59000

DOMÉSTICA (-) cozinhar, 3x na semana ou de seg. å sexta, tenho exp. 9654-2041 ou 91018337 Juliana

58976

LAN HOUSE R$ 8 MIL Completa, 11 PC + mesas c/ cadeira p/ 13 PC, aceito moto. 8409-5225

58813

FAXINEIRA C/ experiĂŞncia. 9958-0804 Katia

ANIMAIS

58885

FAXINEIRA/DIARISTA

58691

COMPRO FILHOTES

8176-9035/9108-8422 ou 9965-4977

De cães, todas as raças, ninhada toda. 8422-1681

59025

58869

FILHOTE POODLE TOY Champanhe, macho. 96961867

58593

FILHOTES POODLE TOY 3426-6652 ou 9921-5044

58956

FILHOTES SHITSU Machos, R$ 400,00. 99283636

58838

PASTOR ALEMĂƒO Filhote de excelente linhagem. 8121-6752

58659

SHITSU MACHO Preto e dourado, R$ 350,00, 3 meses. 3424-7502 58730

VENDE-SE 24 VACAS Leiteiras, 2 touros nelore. 9933-6060 58946

VENDE-SE FILHOTE Raça shitsu. 9628-5935

58398

VENDE-SE FILHOTES De pastor alemĂŁo. 81349674

58830

VENDO CABRITAS 4 cabras e um bode, bom preço. 9613-5338

58890

58920

ADMINISTRADOR

PRECISA-SE VENDEDOR

Na ĂĄrea de agricultura com exp. adm de pessoal e nas ĂĄreas de plantio de soja/ milho e sorgo, morar em faz. na regiĂŁo de ChapadĂŁo do Sul/MS. E-mail: recrutamentoms@hotmail.com

Int. levar currĂ­culo na rua Toshinobu Katayama, 538.

58810

CONTRA-SE DOMÉSTICA P/ todos os dias, que saiba fazer de tudo, no período da 7:00 as 17:00hs. Pagase bem, ligar somente interessadas, c/ referência. 9957-8903 58926

58789

SECRETĂ RIA DO LAR

58921

CONTRATA-SE Vendedor, c/ moto e disponibilidade p/ viagens. 34210673 Falar c/ Raoni 59008

CONTRATA-SE Dentistas clĂ­nico geral e especialistas Enviar currĂ­culo p/ Av: Pres. Vargas 855, sala 105, Dourados/MS.

59022

CONTRATA-SE Pizzaiolo c/ ou s/ exp. 8407-1938

59004

MOTORISTA Profissional, c/ ref. p/ trabalhar na regiĂŁo. 96935229 58456

PEDREIRO

C/ referĂŞncia, 3x na semana. 9607-1250

Particular, obras em geral. Telefone contato 96354572 Hely

VENDEDOR DE SOFT

PINTOR RESIDENCIAL

59048

P/ trabalhar em Dourados e regiĂŁo, salĂĄrio fixo + comissĂŁo. 3423-8233 ou financeiro@softcom.pro.br

58299

AUX. DE ENFERMAGEM E tĂŠcnico, com experiĂŞncia e referĂŞncia 9930-7201 ou 9296-2026 59026

BABĂ 9923-5960 Jaqueline

58903

DIARISTA 9678-1970 Walquiria

DIARISTA Tenho referĂŞncias. 99169696 Maria

58999

DIARISTA 9601-8533 Valdete

##'   #4/7'*1)+,),*++''"7'*,20*2''7'#"#' '##& '   '7'  ' '' ' '*+-*+-25+,2'   47' '*2('6*('  '$'  3) 3..%&.%2&'+3&/#&&#'%&&"$3("**, %, 03-     3#   "  ##'   #4/7'*0)+,),*++''"7'*,20*+''7'#"#' '##& '   '7''  '' '6560-,5++2,'   47' ' '+,**'  3 ) 3',,&+3',#&%#'%&&"$3("2%% %% 03',#&&#'%&&     3   # ##'   #4/7'*1)+,),*++''"7'*,20*6''7'#"#' '##& '   '7''' %' '1556+5,,+6+'   47' '!' $('**('  (' '  3 ) 3#+3&&#%&#'%&%"$3&&1"&'/ %* 03&&#%&#'%&%     3   " ##'   #4/7'*0)+,),*++''"7'*,2.55''7'#"#' '##& '   '7'  ' '' !'+-02,16-***+-6'   47' ''610'  3 ) 3%&&!&+3(&#&%#'%&&"$3&./ %% 03'1#&&#'%&&     3  ##'   #4/7'*0)+,),*++''"7'*,20*1''7'#"#' '##& '   '7' '  ''$' '*.-,+..06025560,*.6'''   47' '  ('5*0(' '.3' '  3) 3%%%%,&+3'*#&&#'%&&"$3'"%%% %% 03-     3  2( (( !( $( (  (   5)( ( !((($ ( ($!52( ! (( !* (!(  %  $(!($!57 )(!$((    ( $!( (    ( ! ( 8( $ !   $(   ( !% !)(  & & )+& (& $,%& & .'& & & & & &  0/&)( !!(  ! $(( ( !!$ )( (  0( (  !( $($ !(  (!! (( $(  (!$!)( $( ( !% $ (%!0)((! $(!(!7 ( ((!( !)(!(  (0)( !((  )(!(2($ ! 5!$+(  (*(+)(,3(( ((  $%(( ((.,--(                   

Grafiato, verniz, mudanças de cores em geral. 92293047 Everton

ď€

ď€‚ď€ƒď€„ď€…ď€†ď€‡ď€ ď€†ď€‚ď€ ď€ˆď€…ď€„ď€‡ď€ ď€‰ď€Šď€‡ď€ƒď€ƒď€‡ď€ ď€†ď€‡ď€ ď€ƒď€‹ď€Œď€ ď€ˆď€‹ď€?ď€?ď€?ď€‘ď€Žď€‡ď€ ď€†ď€‚ď€ ď€ˆď€…ď€Šď€…ď€?ď€…ď€’ď€‹ď€ ď€ˆď€‹ď€?ď€?ď€?ď€‘ď€Žď€‡ď€ ď€†ď€‚ď€ ď€ˆď€…ď€Šď€…ď€?ď€

58831

Limpeza em escritĂłrios, lavo e passo em minha casa, tenho referĂŞncias. telefones 9615-4109 ou 8109-5252 Patricia

ď€ ď€‚ď€ƒď€„ď€…ď€†ď€„ď€‡ď€ˆď€‰ď€‰ď€Šď€‹ď€Œď€? ď€ ď€‚ď€ƒď€„ď€…ď€†ď€„ď€‡ď€ˆď€‰ď€‰ď€Šď€‹ď€Œď€? ď€‡ď€ˆď€‰ď€‰ď€Šď€‹ď€Œď€?ď€?ď€?ď€? ď€?ď€?ď€?ď€? ď€?ď€?ď€?ď€? ď€?ď€?ď€?ď€‚ď€„ď€Œď€? ď€?ď€?ď€‚ď€„ď€Œď€? ď€?ď€‚ď€„ď€Œď€?ď€‡ď€‡ď€ˆď€„ ď€

 (00 0*  $0  ('0(0 +$ 0(0 (' (FA0 0 +I$ 0    0 (0  : 0 0 (((! 0 (($M0 0 (FA0 +0 ((+ 0 0 ;0  (0 $ P(4

ď€

'0 0 (0'$(0)((10  0 0 : 0 0 (((! 210 0 0 (0 (, FO 0  0 ' 0 A0   (0 '(0  0 ?(10 (0 (, 0  0 (0 ?+((0   ('0 ( $ 0 0 ' 0 ((0 0

+ '(0(0   0' 40

58870

PROCURO EMPREGO Em recepção, serviço portaria, reposição e depósito, tenho experiência em atendimento ao público. 99696293 ou 9953-2764

58871

58951

"  & & &(& & & &&&&      



 

58998

PROCURO EMPREGO

PROCURA-SE EMPREGO

CONTRATA PROFESSOR Atendente de farmĂĄcia e operador de colhedora. 3423-1445

 &&!&&&&&&&&&&&&&&&&

DIARISTA

     

ď€

$0(00 0*  $0  ('10( ( 0(0 +$ 0

(0 0 (' (FA0 (($M0 0 (FA0 +0 ((+ 10 0 +I$ '0 ' 0 >+ 0 7820 . +/10 0 <" "0 %#0 %0 0 #)310 0  (0  ( 10 0  (FA0  ( '(10 +0 (0 C (0 "('0 0 9@4LB71770 +90 20 .$ 0 0  (0 +'10$  0 0  (0+ 0 ( ( /10 0 0 0 (0 0 0

QUERO TRABALHAR

'+ 10 (( :0 0 (FO 0    N0  #RCN20 ( 0 0

3x na semana. telefones 9965-0392 ou 9143-4117 Sonia

+0(0$  (0 ( 0&M0( '0('(0( ''Q0 (0+  2 08974770

58729

REFORMAS EM GERAL Faço pinturas, massa, grafiato... 9258-8124 ou 9603-7362

+0 0 +( 0 810 ($( 0 (0  (0 (0 $  (0   0 0 (*(0 + 0 0 ('(+ 0 (0 $  (0  ( 0 &M0 ( '0 ('(0 0 ( ''0 (M00940($( 0(0+( +0 (0 (0'+( 0(Q0 (:0+09D770 0(0#0 ?(0 0971770+ 00('(+ 0 (0 (0'+( 0(0(M00=10 ($( 0 0 (0+( +0 (0  (0 0 # PQ0 (:0 +09D7H0 0 (0 ?(0 0 8971770 + 0(M00@10#0($( 0(0+( +0 (0$  (0  0 0 (*(Q0 (:0+0 9D770 0 (0 ?(0 0 97G1770 0 + 0 0 ('(+ 0 (0 $  (0   0 0

CONTRATA-SE SENHORA

(*(0(M00'Q0  +( 00' 4000   "RN00  N0+0(0

C/ exp. p/ cuidar idoso ĂĄ noite. 9949-5064

$  (0 &M0 ( '0 ('(0 ( ''10 0 8971770 0 + Q0 0  'N0 +0 (0  (0 0# P10 08971770+ Q00  N0+0(0 (0'+( 0(40 0

DOMĂ&#x2030;STICA

+ 10 ($('( 0 +0 60 @9@4=971770 . ( 0 0 $ 0 0  (0 +'0 0

58991

  0 0$ 0 (/0 ,(0 0 ('(FO 0 20  FA0  $('(FA0 0  + '(FA0 0  0

EMPRESA ATACADISTA

"+( (0 0  F0 8L5978710     0 ((FA0 0 +  (0  ('( (0

Distribuidor contrata: supervisor p/ årea de vendas, c/ disponibilidade para residir em Maracaju e viajar região sul do Estado. Oferece: carro, salårio fixo + comissão. Exige-se experiência. Contratação imediata. Enviar currículo p/: confiancarhcomercial@hotmail.com

* 2 +  + ### <,+ # * * #* * * "+* *  &D * *   * # *## D* +  + #"+8+/77.1/00+ +/5+ +#+  + 1/00+* #* 7'"* #*   # *  * & 4* "#?9* #*  #" # * C*  +* *  * 5 * G;+* '  # * #*  " ?9* * &  #*  #&  * 3 #* ##* #+ 96+  + &# #+  + &+ ) 2"+  + #,+ #"&##,+ '# #,+ #"9#+ "3#,+ #"#,+ " 9"+ + #"#*+ ##+ #  + #+ "#+  #+ + (+ + 2 +  + ### <-,+    #+ 2 #+  (+ !A+ + +  +  #+ &?#+ + #"#,+& + %+++ #"+ +"#96+#+  ##+ #"+  +#96+ +  #"+ +##++   #& ,+#+ #++ " + +#+ #"#96+ +  6@+ *  #& * * *   '& * *  " * *  #* *

 ?* * *#'"#?9* 9** #E+11+ +  &'+ +1/00+*H+/:4/&,+#* #"#* *  ##& * * #?F * * 3 +* "#"# #* H*  -*    * $##+*>*8<:+* +* ### AB ##+ + #"@+ *  #"*  4*  * ' +* *   ?*  ## +* * 4* * %   * #* @* H* 11#* * #* 16* H* 1<60&+* *   #* #*  %#, #-** $#"+#+ ##@*/*10+00*( * #)+* * 9* " **#* *#"*,* ! # * *   & * * ### A* .* * *   '& * *     *'#4-*

#*  A  * *  *  # * * * #* &  +*  * & ?#* #*  #"#?9* #* 9* 7'"#+*#*#*& &#*# # #* ##** & * #*7"* * *  +**& &*"#"* *4-* ### A,+* &*0=* *  &'* *2011-* #&9*" * #*" #*   +

97G1770 + Q0 0 (0   N0 +0 (0 $  (0   0 0 (*(10 0 97G4770

Acima 40 anos, p/ todo serv, casa c/ 1 pessoa. 8457-9661 58809

$+++ B=+  + $+ ;+05:.1/00+ =+ + ;+/>5.1/00+

 $ 0    0 (FA M ((0 (0 ((+ 0 0  (0 0 ,(0 J0 0 + 0 >+ 0 779B7B0 J0   0 0  0 DBG597870 200

((0 *  FA0 0( 0 (0(0)'(0&  (10 (0>+ 09=@5978740

  %N0 0 :$ (0 0 + : 10     0 (0 (0 9=@5978710 M0 '  (0 0  (10 0 $('0 0 60 @8=4@G71=D0 . ( 0 0   0 +'10 ( 0 0 (0 (0 0(0 0  0 ($/0 0 +0+0 (0(0 +  (00  "%RK00# RK0#-0"40 

$0 0 (FA0 +0 ((+ 0  ;0   (0 '(0  (0

(, '  (0 0 I 0 $'0 (' 10 +0 ?(0 +0 (0 ' '(FA0 ( ';$ '0(0( +(FA0 >,'(10  ('+  0(0' 0E0G4BBB10 0980 0! 0 08LL=40 !$0200  + 0S0+('(FA0 (0 (FA0 +0 ((+ 0  ;0 (0 ( (FA0 0 +I$ '0 '0  10  0  ;0 +( 0 ((0 +( (0 (0 ?(0+0(0+(0 0 ((+ 0 0+0(0($('(FA0 0 +I$ '0 00(08E40

$))) @;)  ) $) 9).25,/-..) ;) ) 9)-<1,/-..) * 0 )  ) ### :*) # * * #* * * "+* *  &D * *   * # *## D* )  ) #")6)-44,/-..) )-2) )#)  ) /-..+* #* 7'"* #*   # *  * & 4* "#?9* #*  #" # * C*  +* *  * 5 * G;+* '  # * #*  " ?9* * &  #*  #&  *3 #* ##*#)73) )&# #) )&) )

&#  ) ##) #  ) #) "#)  #) ) () ) 0 )  ) ### :+*)    #) 0 #)  () !?) ) )  )  #) &=#) ) #"#*)& ) %))) #") )"#73)#)  ##) #")  )#73) )  #") )##))   #& *)#) #)) " ) )#) #"#73) )  3>) *  #& * * *   '& * *  " * *  #* *

 ?* * *#'"#?9* 9** #E)/.) )  &') )/-..+*H)-81-&*)#* #"#* *  ##& * * #?F * * 3 +* "#"# #* H*  -*    * $##+*>*8<:+* +* ### AB ##) ) #">) *  #"*  4*  * ' +* *   ?*  ## +* * 4* * %   * #* @* H* 11#* * #* 16* H* 1<60&+* *   #* #*  %#, #-** $#")#) ##>*/*10+00*( * #)+* * 9* " **#* *#"*,* ! # * *   & * * ### A* .* * *   '& * *     *'#4-*

#*  A  * *  *  # * * * #* &  +*  * & ?#* #*  #"#?9* #* 9* 7'"#+*#*#*& &#*# # #* ##** & * #*7"* * *  +**& &*"#"* *4-* ### A,+* &*0=* *  &'* *2011-*

"$020($  0 ?(0 0 0  0 $ ;0 ' 0(0 (0  0 0  : 10 (0   F(0  0 0 $('0 (0 ($('(FA0 0 0 (0 :$ (0

#&9*" * #*" #*   )

' ( (0( 0 (0'($( (0 (0  (0 ,'(0 0 (FA0 +0 ((+ 400 #$0(0' 0 (0 +0$0(0 ((0 0 (0 ,'(FA4 (((! 107G0 0  +,0 0978840    

   

VENDE-SE FARDOS DE JORNAIS VELHOS

ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021; ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;  ) -6))/:3.1/00*))/8)) ))1/00-)) 2  @ ( ' ( # "#& (  ( "#;#& ( '1)( ( 1(

58969

ENTREGADOR PIZZA Para finais de semana. 8118-2134

  )( (( (&#(+:(3.--,..)(

PRECISA COZINHEIRA

.7-)( ( 2 8)( $)( ( #( ;6(   #")(    ( #(

58922

E ajudante de cozinha. 8443-3858

58962

PRECISA-SE BABĂ

58961

SERVENTE OBRAS R: Major CapilĂŠ, 2425 c/ Osvaldo

"( "( # "#& ( ( "#;#& ( '1( ( & ( #"( ( #"( '#)(&(#& ((#( &# ( ( #( !)     ) ) @) )  )?)) )) ))))<) -)06) )###(#( %"6(("#;#& ('1((

C/ exp. e ref. de seg. a sĂĄbado das 8:00 ĂĄs 17:00hs, p/ cuidar de 2 crianĂĄas, salĂĄrio R$ 600,00. 34234294 58873

#( A#8+(

PRECISA-SE DOMĂ&#x2030;STICA De seg a sexta-feira, 7:30 ĂĄs 16:30, em casa de famĂ­lia, c/ ref. salĂĄrio R$ 700,00. 3423-4294

 ( (=(& ( #"( ( #"('#)(( % 0( ((1//:*)1/0/) )1/00*) ( ) /100*)  ) ///5*)  ?) ') ' )  )  ) ) ) )( & ( #  ( 0( (  6( #&##( "###( (  (&#(#"(:((30//.1/00-)) -) 16)  (   ( #1( &( ( #( ##(  ( #(

'"#;6)( ##(#( ;@ ( &(1+( #'  ( (   (  #"(  ( ###,)( #( ( #( (&A( (  &'( (/-..+((

)  ))$)$) ))))))))))))  ) #")

ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021; ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;   !(#*'"%#$$ #)  %#$$! ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;˘ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC; ď&#x20AC;Łď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;§ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;Śď&#x20AC;¨ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;Šď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Şď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;Ťď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Źď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;­ď&#x20AC;Žď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;Żď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;§ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;Śď&#x20AC;¨ď&#x20AC;°ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Şď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;ąď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;˛ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;łď&#x20AC;´ď&#x20AC;ľď&#x20AC;´ď&#x20AC;śď&#x20AC;łď&#x20AC;ľď&#x20AC;ˇď&#x20AC;ˇď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Şď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;ąď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Źď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;˛ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;ˇď&#x20AC;łď&#x20AC;ľď&#x20AC;¸ď&#x20AC;śď&#x20AC;¸ď&#x20AC;¸ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Źď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;˛ď&#x20AC;ˇď&#x20AC;šď&#x20AC;şď&#x20AC;ťď&#x20AC;śď&#x20AC;łď&#x20AC;ľď&#x20AC;ľď&#x20AC;šď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;­ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;ˇď&#x20AC;źď&#x20AC;ťď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;˝ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;žď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;­ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;żď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;Łď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2C6;

ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x160;

ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď &#x20AC;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;Šď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x203A;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;Żď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;§ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;Śď&#x20AC;¨ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;˘ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;Łď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;§ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x2022;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2013;ď&#x20AC;&#x2DC;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC; ď&#x20AC;¨ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x160; ď&#x20AC;¤ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;­ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;Šď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;Ąď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;­ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;Šď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2122;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;Łď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2C6; ď ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x153;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;Ľď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;Śď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;§ď&#x20AC;&#x201C;ď&#x20AC;&#x161;ď&#x20AC;Śď&#x20AC;¨ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2014;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x17E;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6; ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;˘ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2021;ď &#x20AC;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201D;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;łď&#x20AC;ľď&#x20AC;ˇď&#x20AC;ˇď&#x20AC;Łď&#x20AC;&#x2C6;       

, = )( )&"4) ) 74) ) ;)(2)+)  ) +) ' )  #") )  #") (#*) ) 2) #) >#,-)

(   (  #"(  ( ###*)( ( ( #( #';@ (  ( " ( 6(  #( "#(  ( 4#( ( 0 (  ( ###*B(

  )(  ( (  ( &#( :( /<5.,/-..)( "( "#( %"6(  ( ?( '1* )( &( # ( (  (  @ ( ( #( /-5)( ( $( #(  ( & " & #( -->,/--.)( ( ( #( .:( ( 3:( #(  ( +:( .+.9>,><+(

  )( ((#  (#(##(!0#(( 0 (?( "#(%"6(( ?('1B( )) ))))<) -) 06  ) ##( #( ##& ( '1(

 #( #( %"6( ( ?( '1( ( & (  #"( (  #"( '#)(  (' (( )/058*)#(##)//03*)(  *)  ( 0 (  ( ###,)(     ( #( % 0(  ) 1/00)( "#;#( &( & ( (  ))%%)( ( @9)( % 0(  + -) 16(  (  ( #1( &( ( #( ##(  ( #(

'"#;6)( ##(#( ;@ ( &(1+(

#'  ((  ( #"( (###*)(#( ( (#(#((&A( (((#( ((&"( ( +

)  ))$)$) ))))))))))))  ) #")

# '' '7'  :8 ''   :8 '   ' # ' 6'-1.*.,--' 8 ' ' 6',55*.,--' +3 + + $$$ <,+$+ +$+++#,+ +' ++  ,+ $+ 4(#+ +  ' +   +   % + ;' -1.*.,--(' = +  + ;' ,55*.,--(' +( + ?+ $+ ""42'  ' %  "'

 "!""' ""' "!"42' ' 4' ' " " %' '  '"'"' '  /!('% ' $''' "!' '!"42'"'  ""' "'  ' "42' '   ' '  ' &",+  + +    + #+   + B+

'  $@+ '  ' ' (' "+ ;+ 10.812.21:/0001-22,+ $+ #$' $+ $(,+ /,+ "$'+ #$'($,+ $-,+ + 8>.:06->00,+ $$+  $+ +  !9+01+$+0:+ ++ &+ ++ $#,+ $ ++!$#+$#+#($#+ + +' 1.)931(,,+ )$ $+ + + '#+ + !  + + 7 $+ + $+  $*,+ ' +  $9A + +  9+ $ + $+ $+  +  5+ 4(#$+   +  $' .+

$$$ <-,+0:+ +  '(+ +2011.+ $'5+#! +$+#!$+   '     '+ #$+ $. $ +$#'$+ +$$+   ' "!'


C2

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

7

Atos Oficiais Atos Oficiais

O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------4 – DAS INSCRIÇÕES 4.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das condições do Concurso, tais como se acham definidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento.

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO 001.1/2011 O Município de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Comissão de Concurso Público, constituída através da Portaria nº 247/2011 Faz Saber a todos, que fará realizar Concurso Público de provas e títulos para investidura em cargos de provimento efetivo, abaixo relacionados, que será regido pelo Estatuto dos Servidores Públicos e Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Servidores Públicos do Município de Caarapó e pelas presentes Instruções Especiais e seus Anexos, que constituem parte integrante deste Edital para todos os efeitos legais.

4.2. Objetivando evitar ônus desnecessário, o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor de inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidos para o Concurso. 4.3. As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas, via Internet, no endereço eletrônico http://www.sigmams.com.br, a partir das 00h00 do dia 12.12.2011 até as 23h59min do dia 23.12.2011.

5.19. O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial durante a realização da prova objetiva poderá solicitar este atendimento, conforme previsto no Artigo 40, parágrafos 1º e 2º do Decreto Federal nº 3.298 de 20 de dezembro de 1999, no ato da inscrição, indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet quais os recursos especiais necessários. As condições específicas disponíveis para realização das provas objetivas são: prova em braile, prova ampliada, fiscal ledor, intérprete de libras, acesso à cadeira de rodas e/ou tempo adicional para realização das provas objetivas, de até 1 (uma) hora (Tempo adicional somente para Portadores de Deficiência Auditiva, Visual, Mental ou Deficiência Múltipla). 5.19.1. O candidato portador de deficiência visual, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, a confecção de prova especial em Braile, Ampliada ou a necessidade da leitura de sua prova, especificando o tipo de deficiência.

1 – DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

4.3.1. Para os candidatos que não possuem acesso à Internet será disponibilizado um Posto de Atendimento situado na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, localizada na Avenida Presidente Vargas, nº 861, centro, na cidade de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, nos dias úteis, no período constante do item 4.3, no horário das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00.

1.1. O presente concurso visa o provimento das vagas distribuídas no Quadro de Cargos, sendo que os demais classificados ficarão em cadastro reserva, para suprimento de novas vagas a serem previstas, ao longo do período de validade do concurso público.

4.4. Para inscrever-se, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.sigmams.com.br durante o período das inscrições e, por meio dos links referentes ao Concurso Público, efetuar sua inscrição, conforme os procedimentos estabelecidos a seguir:

1.1.1. Os candidatos em cadastro reserva, poderão ser convocados pela administração municipal para a contratação temporária, conforme estabelecer legislação municipal vigente.

a) Preencher o Formulário de Inscrição no qual declarará estar ciente das condições exigidas para admissão ao cargo e que se submete às normas expressas neste Edital e transmitir os dados pela Internet.

1.2. O concurso, para todos os efeitos, tem validade de 02 (dois) anos, a partir da data da publicação da homologação do resultado final na Imprensa Oficial do Município, podendo ser prorrogada, facultativamente, por igual período, por meio de Decreto a ser expedido pelo Chefe do Executivo Municipal.

b) Imprimir o boleto bancário e pagar a respectiva taxa de inscrição na rede bancária ou nas casas lotéricas, até o dia pré-determinado no boleto bancário.

5.19.4. Aos deficientes visuais (cegos) que solicitarem prova especial em Braile serão oferecidas provas nesse sistema e suas respostas deverão ser transcritas também em Braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim, no dia da aplicação da prova, reglete e punção, podendo utilizar-se de soroban.

c) Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade em que se encontra o candidato, o boleto deverá ser pago antecipadamente.

5.19.5. Aos deficientes visuais (baixa visão) que solicitarem prova especial Ampliada, será disponibilizada prova em tamanho fonte 24.

4.5. O candidato poderá efetuar inscrição para mais de um cargo no concurso público, todavia deverá optar pela realização das provas para um único cargo.

5.20. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova poderá solicitar este atendimento indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet a opção lactante e enviar certidão de nascimento original ou cópia autenticada, do lactante, comprovando sua necessidade

1.3. O período de validade estabelecido para este Concurso não gera para o Município a obrigatoriedade de aproveitar todos os candidatos aprovados. A aprovação gera, para o candidato, apenas o direito à preferência na admissão, dependendo da classificação no Concurso. 1.4. Os candidatos aprovados em todas as fases e admitidos estarão sujeitos ao regime estatutário estabelecido pelo Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Caarapó, em vigor à época da investidura. 1.5. O concurso será regido por este Edital, organizado pela Prefeitura Municipal de Caarapó, por intermédio da Comissão de Concurso Público, e executado pela empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda. 1.5.1. À Comissão compete a supervisão da execução material das atividades do Concurso Público, a definição de suas diretrizes e a formulação e acompanhamento de todas as fases do certame. 1.5.2. A banca examinadora será composta por examinadores indicados pela empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, com competência para a elaboração, avaliação e correção das provas escritas e práticas, bem como a apreciação e emissão de pareceres acerca dos pedidos de reconsideração e dos recursos. 1.6. A seleção de que trata este Edital consistirá de: 1.6.1. Prova escrita OBJETIVA (de caráter eliminatório e classificatório) e Prova de TÍTULOS (de caráter classificatório), para os seguintes cargos: a) NÍVEL SUPERIOR: Advogado, Arquiteto Urbanista, Assistente Social, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Engenheiro Civil, Médico – Anestesista, Médico – Ortopedista e Médico Veterinário. b) NÍVEL MÉDIO: Instrutor Cultural, Inspetor de Alunos, Técnico em Enfermagem e Técnico em Segurança do Trabalho.

4.6. As informações prestadas no Formulário de Inscrição via Internet são de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se a Prefeitura Municipal de Caarapó e a Sigma Assessoria o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher esse documento oficial de forma completa, correta e legível e/ou fornecer dados inverídicos ou falsos. 4.7. A Prefeitura Municipal de Caarapó e a Sigma Assessoria não se responsabilizam por solicitações de inscrições não recebidas por motivo de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, falta de energia elétrica, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados. 4.8. Os valores das inscrições para os cargos estão assim definidos: Nível Superior – R$ 75,00, Nível Médio e Fundamental Completo – R$ 50,00 e Nível Fundamental Incompleto – R$ 30,00. 4.9. O comprovante definitivo de inscrição será o comprovante de pagamento autenticado ou o comprovante de inscrição paga, impresso através do site http://www.sigmams.com.br . 4.10. O candidato que não recolher o valor da taxa de inscrição, através da quitação do boleto bancário, não terá sua inscrição efetivada. 4.11. O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, a não ser por anulação plena deste concurso.

c) NÍVEL FUNDAMENTAL: Agente Comunitário de Saúde, Agente de Controle de Vetores,

4.12. É de exclusiva responsabilidade do candidato a exatidão dos dados cadastrais informados no ato da inscrição.

1.6.2. Prova escrita OBJETIVA (de caráter eliminatório e classificatório), Prova PRÁTICA (de caráter eliminatório e classificatório) e Prova de TÍTULOS (de caráter classificatório)para os seguintes cargos:

4.13. Não será aceito, em hipótese alguma, pedido de alteração do cargo/função ou local de realização das provas, quando for o caso, para o qual o candidato se inscreveu.

a) NÍVEL MÉDIO: Agente Administrativo, Guarda Vidas, Instrutor de Informática

4.14. Não serão aceitas inscrições por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile (fax), transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.

b)NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO: Tratorista. 1.6.3. Prova escrita OBJETIVA (de caráter eliminatório e classificatório), TESTE DE APTIDÃO FÍSICA – TAF (de caráter eliminatório) e Prova de TÍTULOS (de caráter classificatório), para os seguintes cargos: a) NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO: Ajudante de Serviços e Ajudante Geral. 1.7. O concurso será de provas e títulos.

4.16. O candidato terá sua inscrição homologada somente após o recebimento, pela SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, através do banco, da confirmação do pagamento de sua taxa de inscrição, no valor estipulado neste Edital.

1.8. O conteúdo programático das provas encontra-se no Anexo I deste Edital. 1.9. Toda menção a horário neste Edital terá como referência o horário oficial de Mato Grosso do Sul.

4.17. A inscrição no presente Concurso Público implica o conhecimento e a expressa aceitação das condições estabelecidas neste Edital, das quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.

2 – DOS CARGOS ATIVIDADE DE NÍVEL SUPERIOR – SEDE Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL

CARGOS

ADVOGADO ARQUITETO URBANISTA ASSISTENTE SOCIAL ENGENHEIRO AGRÔNOMO ENGENHEIRO AMBIENTAL ENGENHEIRO CIVIL MÉDICO – ANESTESISTA MÉDICO – ORTOPEDISTA MÉDICO VETERINÁRIO

01 02 01 01 01 01 01 01 01

40 40 30 40 40 40 20 20 40

5.365,40 4.090,27 2.166,47 5.365,40 5.365,40 5.365,40 5.766,04 5.766,04 5.766,04

NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NA OAB. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CREA. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CRESS. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CREA. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CREA. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CREA. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CRM. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CRM. NÍVEL SUPERIOR C/ REGISTRO NO CRMV.

ATIVIDADES DE NÍVEL MÉDIO – SEDE Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL

CARGOS

GUARDA VIDAS

01

20

708,34

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$)

INSTRUTOR CULTURAL – PETI

02

40

708,34

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

04

40

838,50

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

01

40

1.805,38

75,00

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE – ESF I AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE – ESF III

AGENTE DE CONTROLE DE VETORES AJUDANTE GERAL TRATORISTA

ENSINO MÉDIOCOMPLETO (CAPACIDADE RECONHECIDA NA ÁREA DE TEATRO E DANÇA) ENSINO MÉDIO COMPLETO C/ REGISTRO NO COREN. ENSINO MÉDIO COMPLETO C/ REGISTRO NO MTE

5 – DAS INSCRIÇÕES DAS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$)

CARGOS

AGENTE ADMINISTRATIVO INSTRUTOR DE INFORMÁTICA

INSPETOR DE ALUNOS

CARGOS

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE AJUDANTE DE SERVIÇO TRATORISTA

50,00

TAXA DE

40

655,06

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

01

40

655,06

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

50,00

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – SEDE 40 556,52 ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO E CNH “AB” 09 40 655,06 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL. 01 40 708,34 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E CNH “C”. 09

40

655,06

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

ATIVIDADES DE NÍVEL MÉDIO – RESERVA INDÍGENA Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL 03 02

02

40 20

40

930,60 655,06

655,06

ENSINO MÉDIO COMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO E CURSO DE INFORMÁTICA C/ CARGA HORÁRIA MÍNIMA DE 180 HORAS. ENSINO MÉDIO COMPLETO.

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – RESERVA INDÍGENA Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL 07

40

655,06

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

09 01

40 40

556,52 708,34

5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL E CNH “C”.

5.2. Excetua-se do disposto no item anterior, os cargos cuja disponibilidade de vaga seja de apenas uma única vaga.

5.3. As vagas previstas serão providas de acordo com as necessidades da Prefeitura Municipal de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul.

04

01

5.1. Ao portador de deficiência, nos termos da Lei Municipal nº 806/2005, legislação municipal em vigor c/c o § 1º, Art. 37 do Decreto 3.298/99, amparado pelo inciso VIII, Art. 37º da Constituição Federal, será reservado 5% (cinco por cento) das vagas de cada cargo elencado no item 2 – dos Cargos, deste Edital, e das que vierem a surgir durante o processo de validade do Concurso Público, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência.

5.2.1. Quando o cálculo para um número de vagas mencionados no item 5.1. resultar em número fracionário, será adotado o critério de arredondamento para o próximo número inteiro maior subseqüente, nos termos do § 2º, artigo 37, Decreto Federal nº 3298/99.

INSCRIÇÃO (R$) 50,00

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – DISTRITO DE CRISTALINA Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

4.20. Encerrado o prazo de inscrição, será publicada em listas distintas a relação nominal dos candidatos inscritos, que tiverem suas inscrições deferidas ou indeferidas, em ordem alfabética, por grupo ocupacional e cargo, da qual constará o respectivo número de inscrição.

ENSINO MÉDIO COMPLETO E FORMAÇÃO

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – SEDE Nº DE C/H/S VENC. REQUISITOS VAGAS INICIAL

CARGOS

4.18. Antes de efetuar a inscrição e/ou o pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá tomar conhecimento do disposto neste Edital e em seus Anexos e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. 4.19. Não será permitida a transferência para outra pessoa, nem do valor pago como taxa de inscrição, nem da inscrição.

EM CURSO DE NATAÇÃO

CARGOS

4.15. São considerados documentos de identidade as carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores, Cédulas de Identidade fornecidas por Ordens ou Conselhos de Classe, que por lei federal valem como documento de identidade, como, por exemplo, as do CREA, OAB, CRC, etc., a Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação com foto, nos termos da Lei nº 9.503 art. 159, de 23/9/97.

50,00 30,00 30,00

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$) 50,00

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$)

50,00

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$) 50,00 30,00 30,00

5.4. São consideradas pessoas com deficiência, de acordo com o Artigo 4º do Decreto Federal n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto n° 5.296, de 2 de dezembro de 2004, nos termos da Lei, as que se enquadram nas categorias de I a V a seguir; e as contempladas pelo enunciado da Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça: “O portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso público, às vagas reservadas aos deficientes”: I - DEFICIÊNCIA FÍSICA - alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); II - DEFICIÊNCIA AUDITIVA - perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas frequências de 500HZ, 1.000HZ, 2.000Hz e 3.000Hz (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); III - DEFICIÊNCIA VISUAL - cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual

ou menor que 60o; ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); IV - DEFICIÊNCIA MENTAL – funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como: a) comunicação; b) cuidado pessoal; c) habilidades sociais; d) utilização dos recursos da comunidade (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); e) saúde e segurança; f) habilidades acadêmicas; g) lazer; e h) trabalho; V - DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA – associação de duas ou mais deficiências. 5.5. Caso a deficiência não esteja de acordo com os termos da Organização Mundial da Saúde, da Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989, e do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, a opção de concorrer às vagas destinadas aos portadores de deficiência será desconsiderada, passando à ampla concorrência. 5.6. Não serão considerados como deficiência, os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples, tais como: miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.

*C/H/S – Carga Horária Semanal 2.1. As áreas estabelecidas para os cargos de AGENTE COMUNITARIO DE SAUDE são as constantes do Anexo II deste edital. 3 – DOS REQUISITOS GERAIS 3.1. Para investidura nos cargos de provimento efetivo, inclusos no presente concurso, serão exigidos dos candidatos aprovados o preenchimento dos seguintes requisitos de habilitação: a) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou cidadão português a quem foi deferida a igualdade nas condições previstas pelo Decreto Federal nº 70.436/72.

5.7. As vagas destinadas às pessoas com deficiência que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no Concurso Público ou na perícia médica, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação. 5.8. As pessoas com deficiência, resguardadas as condições especiais previstas na legislação própria, participarão do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere às provas aplicadas, ao conteúdo das mesmas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e local de aplicação da prova e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

b) ter, à data da posse, idade mínima de 18 (dezoito) anos e idade máxima de 70 (setenta) anos incompletos.

5.9. O candidato que, no ato da inscrição, declarar-se com deficiência, se classificado no Concurso Público, figurará em listagem específica e, caso obtenha classificação necessária, figurará também na listagem de classificação geral dos candidatos ao cargo.

c) ter votado nas últimas eleições ou justificado a ausência.

5.10. Para concorrer como portador de deficiência, o candidato deverá:

d) estar quites com o serviço militar obrigatório, quando do sexo masculino.

a) no Formulário de Solicitação de Inscrição declarar se pretende participar do concurso como portador de deficiência e preencher o tipo de deficiência;

e) gozar de boa saúde física e mental, atestada mediante exame admissional. f) não registrar antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos. g) possuir os requisitos necessários para exercer o cargo, sendo: g.1) Fotocópia da cédula de identidade; g.2) Fotocópia do cartão de cadastro de pessoa física – C.P.F.(M.F.); g.3) Fotocópia da certidão de casamento; g.4) Fotocópia da certidão de nascimento dos dependentes (se possuir); g.5) Fotocópia do titulo de eleitor, com prova de quitação perante a Justiça Eleitoral; g.6) Fotocópia do Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação; g.7) Fotocópia de comprovação de Diploma de escolaridade exigida para o cargo; g.8) Declaração de não acumulo de cargos; g.9) Declaração de bens; g.10) Fotocópia do cartão de inscrição no PIS/PASEP (se já inscrito); g.11) Fotocópia da carteira de registro no Órgão de classe; g.12) Comprovante de endereço; g.13) Fotocópia da carteira nacional de habilitação – C.N.H. (quando for o caso); g.14) 01 fotografia 3x4, recente, tirada de frente. h) não ter sido exonerado anteriormente por não ter atingido as exigências do estágio probatório na Prefeitura Municipal de Caarapó/MS; i) Não estar impedido de exercer cargo público por decisão judicial ou administrativa transitada em julgado; j) Os candidatos aos cargos destinados a Reserva Indígena, deverão comprovadamente, residir em Aldeia Indígena do município de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul. k)Os candidatos aos cargos de AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE deverão residir na área para qual se inscreveu, desde a data de publicação deste edital. 3.2. O não preenchimento dos requisitos acima elencados, mesmo que o candidato venha a ser aprovado no concurso público, acarretará o impedimento de tomar posse no cargo, com a perda do direito à vaga e anulação da nomeação porventura ocorrida. 3.2.1. A verificação a qualquer tempo, de declaração falsa ou de inexatidão de dados fornecidos pelo candidato, bem como a apresentação de documentos falsos ou a prática de ato doloso pelo candidato importará na nulidade de sua participação no concurso e na nomeação acaso ocorrida, com a conseqüente responsabilização nos termos da Lei Penal.

b) enviar, o laudo médico original ou cópia autenticada, via SEDEX com AR (aviso de Recebimento) até o dia 23.12.2011 à Comissão de Concurso Público, ou protocolar junto ao Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Caarapó/MS, no seguinte endereço: Avenida Presidente Vargas, nº 455, centro, CEP.: 79.940-000 – Caarapó/MS. 5.11. O laudo médico deverá ser original ou cópia autenticada, estar redigido em letra legível, dispor sobre a espécie e o grau ou nível da deficiência da qual o candidato é portador, com expressa referência ao código correspondente de Classificação Internacional de Doença – CID, bem como o enquadramento previsto no Art. 4º do Decreto Federal nº 3298/99, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296/2004. Só serão considerados os laudos médicos emitidos nos últimos 12 (doze) meses anteriores à data da realização da inscrição. 5.12. O envio da documentação incompleta, fora do prazo acima definido ou por outra via diferente do estabelecido na alínea “b” do item 5.10., causará o indeferimento do pedido de inscrição como pessoa com deficiência e fará com que o candidato participe do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos. 5.13. Não haverá devolução do laudo médico (original ou cópia autenticada), e não serão fornecidas cópias dos mesmos. 5.14. O candidato que, no ato da inscrição, não declarar-se como portador de deficiência e/ou não enviar o laudo médico, terá seu direito à reserva de vagas precluso. 5.15. Os candidatos que se declararem com deficiência e forem convocados para a comprovação de requisitos, deverão submeter-se à perícia médica promovida por equipe multidisciplinar designada pela Prefeitura Municipal de caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, que decidirá, de forma soberana, sobre a sua qualificação como pessoa com deficiência ou não, bem como sobre a compatibilidade entre a deficiência e as atribuições do cargo, nos termos do Artigo 43º do Decreto n° 3.298, de 20 de Dezembro de 1999, que regulamenta a Lei Federal n° 7.853/89. 5.16. As solicitações de condições especiais, bem como de recursos especiais, serão atendidas obedecendo aos critérios de viabilidade e de razoabilidade.

5.19.2. O candidato portador de deficiência auditiva, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, o Intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais. 5.19.3. O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para realização das provas, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá encaminhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.

especial em envelope fechado endereçado Comissão de Concurso Público, no endereço do Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul. 5.20.1. A candidata que necessitar amamentar deverá ainda levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e será responsável pela guarda da criança. 5.20.2. A candidata que necessitar amamentar, mas estiver sem acompanhante, não poderá permanecer com a criança no local de prova. 5.20.3. Não será concedido tempo adicional para a candidata que necessitar amamentar, a título de compensação, durante o período de realização da prova. 5.20.4. Nos horários previstos para amamentação, a candidata lactante poderá ausentar-se, temporariamente, da sala de prova, acompanhada de uma fiscal. 5.20.5. Na sala reservada para amamentação, ficarão somente a candidata lactante, o lactente e uma fiscal, sendo vedada a permanência de quaisquer outras pessoas. 6 - DAS ETAPAS DO CONCURSO PÚBLICO 6.1 O Concurso Público será composto de: a) Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para os candidatos a todos os cargos, com data provável de realização em 22 de janeiro de 2012, em horário e local a ser definido. b) Prova Prática, de caráter eliminatório e classificatório, para os candidatos aos cargos constantes no subitem 1.6.2 deste Edital, aprovados na prova objetiva, com data provável de realização em 12 de fevereiro de 2012, em horário e local a ser definido. d) Avaliação Física, de caráter eliminatório, para os candidatos aos cargos constantes no subitem 1.6.3. deste Edital, aprovados na prova objetiva, com data provável de realização em 12 de fevereiro de 2012, em horário e local a ser definido. c) Avaliação de Títulos, de caráter classificatório, para os candidatos a todos os cargos aprovados nas etapas anteriores, com data provável de realização entre os dias 20 e 21 de fevereiro de 2011, em horário e local a ser definido. 7 – DA PROVA ESCRITA 7.1 A Prova Objetiva, para todos os cargos, tem caráter eliminatório e classificatório, sendo composta de 40 (quarenta) questões, com 04 (quatro) alternativas de respostas, sendo somente uma a correta, conforme a seguir especificado: ATIVIDADES DE NÍVEL SUPERIOR – SEDE CARGOS LÍNGUA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS VALOR POR VALOR ESPECÍFICOS QUESTÃO TOTAL PORTUGUESA GERAIS ADVOGADO 10 5 25 2,50 100,00 ARQUITETO URBANISTA 10 5 5 20 2,50 100,00 ASSISTENTE SOCIAL 10 5 25 2,50 100,00 ENGENHEIRO AGRÔNOMO 10 5 5 20 2,50 100,00 ENGENHEIRO AMBIENTAL 10 5 5 20 2,50 100,00 ENGENHEIRO CIVIL 10 5 5 20 2,50 100,00 MÉDICO – ANESTESISTA 10 5 25 2,50 100,00 MÉDICO – ORTOPEDISTA 10 5 25 2,50 100,00 MÉDICO VETERINÁRIO 10 5 25 2,50 100,00

CARGOS GUARDA VIDAS INSTRUTOR CULTURAL – PETI TÉCNICO EM ENFERMAGEM TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

CARGOS AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE – ESF I AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE – ESF II AGENTE DE CONTROLE DE VETORES AJUDANTE GERAL TRATORISTA

CARGOS AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

CARGOS AGENTE ADMINISTRATIVO INSTRUTOR DE INFORMÁTICA INSPETOR DE ALUNOS

CARGOS AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE AJUDANTE DE SERVIÇO TRATORISTA

LÍNGUA PORTUGUESA 10 10 10 10

LÍNGUA PORTUGUESA 10

ATIVIDADES DE NÍVEL MÉDIO – SEDE MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS GERAIS ESPECÍFICOS 5 5 20 5 5 20 5 5

5 5

20 20

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – SEDE MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS GERAIS ESPECÍFICOS 5 5 20

VALOR TOTAL 100,00 100,00

2,50 2,50

100,00 100,00

VALOR POR QUESTÃO 2,50

VALOR TOTAL 100,00

2,50

100,00

10

5

5

10

5

5

20

2,50

100,00

10 10

5 5

-

25 25

2,50 2,50

100,00 100,00

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – DISTRITO DE CRISTALINA LÍNGUA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS PORTUGUESA GERAIS ESPECÍFICOS 10 5 5 20

VALOR POR QUESTÃO 2,50

VALOR TOTAL 100,00

ATIVIDADES DE NÍVEL MÉDIO – RESERVA INDÍGENA LÍNGUA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS PORTUGUESA GERAIS ESPECÍFICOS 10 5 5 20 10 5 5 20

VALOR POR QUESTÃO 2,50 2,50

VALOR TOTAL 100,00 100,00

2,50

100,00

VALOR POR QUESTÃO 2,50

VALOR TOTAL 100,00

2,50 2,50

100,00 100,00

10

5

5

20

VALOR POR QUESTÃO 2,50 2,50

20

ATIVIDADES DE NÍVEL ELEMENTAR – RESERVA INDÍGENA LÍNGUA MATEMÁTICA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS PORTUGUESA GERAIS ESPECÍFICOS 10 5 5 20 10 10

5 5

-

25 25

7.2. Os Conteúdos Programáticos dos Cargos constam do Anexo I, deste Edital. 7.3. A duração da prova objetiva para todos os cargos será de 4 (quatro) horas. 7.4. O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta e, obrigatoriamente, do comprovante de inscrição definitivo e de documento de identificação com foto recente. 7.5. Serão considerados documentos de identificação os documentos relacionados no item 4.17, deste Edital.

7.5.1. O documento de identificação deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato e de sua assinatura. Não serão aceitos como documentos de identificação CPF (CIC), certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem cópias de documentos de identificação, ainda que autenticadas, ou protocolos de entrega de documentos. 7.5.2. O candidato que não apresentar documento de identidade oficial, na forma definida no item 4.15 deste Edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do certame. 7.5.3. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, nos dias de realização das provas, documento de identidade original conforme definido no item 4.15, por motivo de roubo, perda ou furto, ocorrido nos trinta dias anteriores à data da prova, deverá apresentar documento que ateste o registro da ocorrência policial, bem como outro documento que o identifique. Nesta ocasião será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de assinatura e de impressões digitais em formulário próprio de ocorrências. 7.5.4. A identificação especial poderá ser exigida de candidato cujo documento de identidade apresente dúvidas quanto à fisionomia e/ou à assinatura do portador. 7.6. Não será admitido o ingresso de candidatos no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início. 7.7. Não haverá segunda chamada para a Prova Objetiva. O não comparecimento na PROVA OBJETIVA e PROVA PRÁTICA, qualquer que seja a alegação, acarretará ao candidato a eliminação automática do certame. 7.8. É vedado ao candidato prestar as etapas deste concurso fora do local, data e horário divulgados pela organização do Concurso Público. 7.9. O candidato deverá permanecer obrigatoriamente no local de realização das provas por, no mínimo, 1 (uma) hora após o início das provas. 7.10. Durante a realização da prova objetiva não serão permitidas consultas bibliográficas de qualquer espécie, nem a utilização de máquina calculadora, relógios com calculadora ou qualquer outro equipamento eletrônico, incluindo pagers, telefones celulares, agenda eletrônica, notebook, palmtop, bem como a comunicação com os demais candidatos ou pessoas estranhas ao concurso. 7.11. Apenas na hipótese de candidatos portadores de deficiência, previamente justificados e aceitos pela organização do concurso, serão permitidas exceções no que concerne à comunicação com pessoas estranhas ao concurso. 7.12. Não será permitido que o candidato ausente-se do recinto destinado à realização das provas, após iniciadas, salvo em casos especiais e momentâneos, quando deverá ser devidamente acompanhado de fiscal. 7.13 No ato da realização da prova objetiva, serão fornecidos o caderno de questões e o cartão definitivo de respostas. O candidato não poderá retirar-se da sala de prova levando qualquer um desses materiais, sem autorização e acompanhamento do fiscal. 7.14. O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para o cartão de respostas, que será o único documento válido para a correção das provas. Não serão computadas questões não respondidas nem questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que uma delas esteja correta), emenda ou rasura, ainda que legível. Em hipótese alguma haverá substituição do cartão de respostas por erro do candidato. 7.15. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido do cartão de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este Edital ou com o caderno de questões, tais como marcação rasurada ou emendada ou campo de marcação não preenchido integralmente. 7.16. O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar, manchar ou, de qualquer modo, danificar o seu cartão de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos da impossibilidade de realização da leitura óptica. 7.17. O candidato é responsável pela conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, e o número de seu documento de identidade.

5.17. O candidato aprovado no Concurso Público será submetido a exames médicos e complementares, que avaliarão a sua condição física.

7.18. Não será permitido que as marcações no cartão de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato que tenha solicitado atendimento especial para esse fim. Nesse caso, se necessário, o candidato será acompanhado por agente devidamente treinado.

5.18. Nos casos de incompatibilidade da deficiência com a função objeto deste Edital, a nomeação não será efetivada.

7.19. Ao terminar, entregará ao fiscal o cartão definitivo de respostas, após o seu preenchimento.

continuação na prÓxima página


8

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

Atos Oficiais Atos Oficiais

C2

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 continuação Da página antErior 7.20. O caderno de questões da prova objetiva será devolvido ao candidato na forma a ser divulgada no momento da prova. 7.21. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação da prova em virtude do afastamento do candidato da sua sala.

9.12. Os candidatos serão avaliados no Teste de Aptidão Física – TAF, conforme estabelecido a seguir e não receberão notas, apenas serão considerados APTO ou INAPTO. 9.13. Os teste de Avaliação Física, consistirá em:

13.9. Os recursos serão encaminhados para análise da empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, ficando o resultado sujeito à decisão da Comissão de Concurso Público que constitui a última instância para recurso, sendo soberana em suas decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.

9.13.1. TESTE DE FLEXÃO DE BRAÇOS – 1MIN30SEG

7.22. No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação da prova, pelos fiscais e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo e/ou aos critérios de avaliação e de classificação.

a) MASCULINO

7.23. Será automaticamente ELIMINADO do Certame o candidato que, durante a realização da prova: a) usar ou tentar usar meios fraudulentos ou ilegais para a sua realização; b) for surpreendido dando ou recebendo auxílio na resolução da prova; c) utilizar-se de anotações, impressos ou qualquer outro material de consulta; d) utilizar-se de, ou deixar ligados, quaisquer equipamentos eletrônicos e/ou digitais que permitam o armazenamento ou a comunicação de dados e informações, como por exemplo: bip, telefone celular, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, pager, etc., bem como fizer uso de régua de cálculo, livros, calculadoras ou equipamentos similares. e) faltar com a devida urbanidade para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, as autoridades presentes ou candidatos; f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal; g) ausentar-se da sala, durante a prova, portando o Cartão de Respostas ou Caderno de Questões; h) descumprir as instruções contidas no Caderno de Questões; i) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.

Posição inicial: Decúbito ventral perpendicularmente ao solo, sem o apoio dos joelhos e com as mãos apoiados ao solo, mãos na largura dos ombros e cotovelos estendidos.

7.23.1. A Comissão do Concurso Público recomenda que o candidato não leve nenhum dos objetos citados no subitem anterior, no dia de realização das provas. 7.23.2. A Comissão do Concurso Público não ficará responsável pela guarda de quaisquer dos objetos supracitados bem como não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos durante a realização das provas, nem por danos neles causados. 7.24. Não será pontuada a resposta que contiver mais de uma ou nenhuma alternativa assinalada, ou que contiver emenda ou rasura. 7.25. Será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) dos pontos da prova de caráter eliminatório. 8 – DAS PROVAS PRÁTICAS

9.13.1. 1. Flexão e extensão dos cotovelos em apoio de frente no solo, com apoio simultâneo dos pés.

Execução: Flexão dos cotovelos até formar um ângulo de 90º com o solo e retorna à posição inicial. IDADE 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

8.3. A avaliação incidirá sobre a demonstração prática dos conhecimentos, habilidades e adequação de atitudes na execução das atividades relativas ao cargo. 8.4. A prova para o cargo de AGENTE ADMINISTRATIVO, consistirá na digitação de texto com observância principalmente da agilidade e visão geral de formatação, sendo utilizados microcomputadores com Sistema Operacional Windows ou Linux, cujo editor de textos poderão ser a partir de 1998. 8.4.1. O candidato deverá estar apto a digitar e utilizar qualquer tipo de teclado e mouse. 8.4.2. O candidato será responsável por qualquer falha decorrente de tecla acionada indevidamente, a qual venha a prejudicá-lo durante a realização da prova prática, devendo o candidato ter conhecimento básico de informática que lhe permita solucionar o problema, caso isto ocorra. 8.4.3. A prova prática constará de digitação e formatação, incluindo tabelas, de um texto a partir de um modelo impresso, constando de aproximadamente 1500 (um mil e quinhentos) caracteres, tendo a duração de 10 (dez) minutos e escala de pontuação de 0 (zero) a 100 (cem), admitindo-se notas inteiras ou com variações de 5 (cinco) pontos, sendo considerados, para sua correção, os seguintes parâmetros e critérios, utilizados no intuito de averiguar a fidelidade do texto digitado em relação ao modelo entregue: ITEM

DESCRIÇÃO

PONTOS

01

DIGITAÇÃO (quantidade de toques; número de caracteres digitados; número de caracteres digitados incorretamente; número e tipo de erros cometidos).

50

02

FORMATAÇÃO (margens; alinhamento do título e do corpo do texto; espaçamento entre linhas; parágrafo; tipo, tamanho e estilo da fonte; tipo de papel; e outras formatações necessárias para a boa estética do documento). TOTAL DE PONTOS

50 100

8.4.4. Será considerado erro para efeito de desconto: erro na ortografia (omissão, excesso e/ou troca de letras, sinais e acentos); falta ou excesso de espaços entre palavras ou letras; e falta ou uso indevido de maiúsculas/minúsculas e cada discordância relativa ao texto original.

14.1. Após a publicação do edital contendo o resultado final do Concurso Público, a Comissão de Concurso encaminhará ao Chefe do Poder Executivo todos os atos inerentes ao referido concurso para conhecimento, apreciação e posterior homologação.

b) FEMININO

15 – DA INVESTIDURA NO CARGO

9.13.1. 2. Flexão e extensão dos cotovelos em apoio de frente no solo, com apoio simultâneo dos joelhos.

15.1. A investidura dos candidatos aprovados obedecerá rigorosamente a ordem de classificação final de acordo com as necessidades da Administração.

Posição inicial: Decúbito ventral perpendicularmente ao solo com os joelhos e mãos apoiados ao solo, mãos na largura dos ombros e cotovelos estendidos. Execução: Flexão dos cotovelos tocar o peito no solo retorna à posição inicial. IDADE 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

ELIMINADO < 17 < 12 < 9 < 6 < 3 < 2

16.1. Os candidatos aprovados serão convocados pelo Jornal Oficial do Município, para procederem à aceitação das vagas oferecidas, seguida rigorosamente a ordem de classificação final. 16.2. O não preenchimento dos requisitos de habilitação dispostos no subitem 3.1 deste edital implicará no impedimento à investidura do candidato no serviço público municipal. 16.3. Os candidatos classificados serão nomeados para os cargos vagos, segundo a conveniência da administração, observada a ordem de classificação final. 16.4. O candidato convocado, que não atender ao chamamento, ou dela desistir, perderá o direito à aceitação, não admitindo a alteração na classificação final (final de lista)..

9.13.2. Teste de Abdominal – 1 minuto (masculino e feminino) Posição inicial: Decúbito dorsal, joelhos flexionados, braços cruzados na altura do peito, de forma que a mão direita segure o ombro esquerdo e a mão esquerda o ombro direito. O candidato realizará a flexão abdominal de maneira que os cotovelos encostem nas coxas e, na seqüência, realizará o movimento de extensão de tronco até as escápulas tocarem no solo. A execução do teste deverá ser ininterrupta, não sendo permitido o repouso ou a pausa entre as repartições. MASCULINO Idade 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

FEMININO Eliminado < 30 < 27 < 23 < 20 < 17 < 14

Idade 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

Idade 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

Eliminado < 2300 < 2000 < 1800 < 1700 < 1600 < 1500

Eliminado < 2050 < 1950 < 1800 < 1650 < 1500 < 1300

17.6. O candidato deverá manter atualizado seu endereço desde a inscrição até a publicação da classificação definitiva, junto à empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda e após a homologação do concurso, junto à Secretaria Municipal de Administração da Prefeitura Municipal de Caarapó – Departamento de Recursos Humanos.

9.14.Caberá ao Coordenador Local dos Testes decidir sobre quaisquer imprevistos ocorridos durante a sua execução. 9.15.Caberá ao candidato(a) o conhecimento e execução, conforme estabelece este Edital, dos testes acima relacionados. Não será aceita qualquer alegação de desconhecimento dos aspectos exigidos.

10.1. Os candidatos APROVADOS nas provas, OBJETIVA, PRÁTICA e de APTIDÃO FÍSICA, conforme o caso, serão convocados a apresentar os documentos referentes à prova de títulos que será oportunamente divulgado através de edital.

8.4.6. Serão considerados toques líquidos, os toques brutos menos três vezes o total de erros cometidos, segundo a fórmula.

10.2. Os candidatos convocados deverão entregar pessoalmente, ou através de procurador constituído, no período previsto em edital, cópia dos documentos, referente aos títulos, devidamente autenticados.

NTL = NTB – (3 x ERROS) NTL = Toques Líquidos NTB = Toques Brutos ERROS = Descontos por erros cometidos

10.2.1. Não será permitida a juntada ou substituição de quaisquer documentos extemporâneos.

8.4.8. O texto digitado pelo candidato será impresso pela Coordenação do Concurso e o candidato deverá assiná-lo imediatamente, rubricando as demais folhas, caso haja. 8.4.9. Antes do início da prova serão concedidos 05 (cinco) minutos para que o candidato possa conferir e se familiarizar com o equipamento colocado à sua disposição. 8.5. A prova prática para o cargo de TRATORISTA consistirá na movimentação e operacionalização do equipamento e implementos colocados à disposição do candidato, sendo avaliado: a) Checagem, manutenção e funcionamento do equipamento e implementos; b) Segurança (sistema freio, direção e hidráulico); c)Desenvoltura e habilidade na circulação e operacionalização. 8.5.1. Não será permitida a realização da prova prática ao candidato que não estiver portando CNH compatível com o requisito mínimo exigido no item 2, deste Edital. 8.6. A prova prática para o cargo de GUARDA VIDAS consistirá: 8.6.1. Corrida de 500 metros: a) Masculino < 2,5 min; b) Feminino < 3 min. 8.6.2. Nado de estilo livre – 100 metros: a) Masculino < 1min e 20seg; b) Feminino < 1min e 30seg. 8.6.3. Deslocamento submerso – Percurso de 25 metros: a) Masculino e Feminino é permitido no máximo 2 (duas) tentativas. 8.6.4. Equilíbrio hidrostático: a) Masculino e Feminino deverá permanecer por 3 (três) minutos equilibrando-se na superfície da água, utilizando apenas a movimentação das pernas e mantendo as mãos e os punhos fora d´água. 8.6.5. O candidato convocado para a Prova Prática de GUARDA VIDAS deverá apresentar Atestado Médico, emitido por um médico com especialidade em cardiologia, medicina esportiva, ortopedia ou clínica médica. A entrega do Atestado Médico deverá ser feita no dia e local da aplicação da prova. Este atestado deve especificar que o candidato “ESTÁ APTO PARA REALIZAR OS ESFORÇOS FÍSICOS”, conforme disposto neste Edital. 8.6.6. O Atestado Médico deverá ser emitido em papel timbrado, com carimbo em que constem o nome e CRM do médico, expedido em data, no máximo, retroativa a 30 (trinta) dias da data de realização da prova. 8.6.7. O candidato, vestindo trajes apropriados, deverá comparecer ao local designado para a realização da Prova Prática, com antecedência de 30 (trinta) minutos do horário estabelecido para o seu início, munido do Documento de Identificação e do Atestado Médico, sob pena de ser ELIMINADO do Certame.

10.3. Os títulos apresentados terão a seguinte pontuação: VALOR UNITÁRIO

VALOR MÁXIMO

1,00

5,00

Conclusão de Ensino Médio quando não constituir requisito para o cargo.

1,00

1,00

Conclusão de curso graduação Superior quando não constituir requisito para o cargo.

2,00

ESPECIFICAÇÃO DO TÍTULO

VALOR UNITÁRIO 1,50

ESPECIFICAÇÃO DO TÍTULO Tempo de serviço público prestado à administração pública, a razão de 0,5 ponto por ano trabalhado, contados até 31.12.2011.

Conclusão de curso de pós-graduação, latu senso, em nível de Especialização com carga horária mínima de 360 horas. Conclusão de curso de pós-graduação, em nível de Mestrado. Conclusão de curso de pós-graduação, em nível de Doutorado. Cursos de atualização, treinamento e aperfeiçoamento realizados nos últimos 5 (cinco) anos, na área de atuação do cargo, com o somatório de todas as cargas horárias, dividindo-se pelo coeficiente 40 e multiplicando por 0,25. OBS.: OS CURSOS DE INFORMÁTICA SERÃO ACEITOS PARA TODOS OS CARGOS. SOMENTE SERÃO ACEITOS CERTIFICADOS COM CARGA HORÁRIA MÍNIMA DE 20 HORAS. Aprovação em concurso público federal, estadual ou municipal, nos últimos 5 (cinco) anos. Trabalhos científicos publicados, cujo tema relaciona-se com a área de atuação do cargo a que concorrer o candidato.

2,00

4,00

2,00

COMPROVANTES Declaração de Tempo de Serviço expedida pela Unidade Administrativa do Órgão, constando o período compreendido do tempo declarado. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão (acompanhado do histórico escolar), expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão (acompanhado do histórico escolar) expedido pela Unidade Educacional.

VALOR COMPROVANTES MÁXIMO 1,50 Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão (acompanhado do histórico do curso) expedido pela Unidade Educacional. 2,00 Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão (acompanhado do histórico do curso) expedido pela Unidade Educacional. 4,00 Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão ((acompanhado do histórico do curso) expedido pela Unidade Educacional. 2,50 Certificado, Diploma ou Atestado de conclusão expedido pela Entidade ou Órgão organizador.

1,00

2,00

1,00

1,00

Diário Oficial ou Certidão e/ou Declaração expedida pela Unidade Administrativa do Órgão realizador do Concurso Público. Cópia da publicação e ou Certidão e/ou Declaração expedida pela Unidade Administrativa do Órgão.

10.4. Contará como ano trabalhado a fração igual ou superior a 182 (cento e oitenta e dois) dias anuais. 10.5. Concorrerão à contagem de pontos por títulos somente os candidatos que forem aprovados nas demais etapas deste Concurso, sendo que a pontuação alcançada nos títulos será considerada apenas para efeito de classificação. 10.6. A contagem e verificação dos títulos será de responsabilidade da SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, empresa contratada pela organização e execução do concurso público. 10.7. Serão considerados títulos os discriminados no item 10.3, limitados ao valor máximo de 15 (quinze) pontos, sendo desconsiderados os demais. 10.8. Os certificados expedidos em língua estrangeira deverão vir acompanhados pela correspondente tradução efetuada por tradutor juramentado. 10.9. Não serão considerados comprovantes os cursos com carga horária estimada, bem como aqueles cujos certificados não constem à carga horária. 10.10. Todos os documentos apresentados, cuja devolução não for solicitada no prazo de 60 (sessenta) dias contados a partir da homologação do resultado final do Concurso Público poderão ser incinerados pela SIGMA Assessoria.

8.6.8. O candidato considerado INAPTO em um dos testes da Prova Prática para o cargo de Guarda Vidas tomará ciência de sua condição logo após a finalização do referido exercício e estará ELIMINADO do Certame.

11 – DO JULGAMENTO DA PROVA OBJETIVA

8.6.9. Os candidatos serão avaliados na prova Prática para o cargo de Guarda Vidas, conforme estabelecido nos subitens 8.6.1 a 8.6.4 e não receberão notas, apenas serão considerados APTO ou INAPTO.

11.1. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e terá caráter eliminatório e classificatório, sendo que o valor de cada questão correta será proporcional ao total de questões da referida prova, de acordo com o cargo.

8.7. A prova prática para o cargo de INSTRUTOR DE INFORMÁTICA consistirá na avaliação das técnicas do candidato, devendo o mesmo demonstrar conhecimentos e experiência na execução dos trabalhos específicos da função, em especial conhecimento de informática em geral, instalação, manutenção ou configuração de hardware e sistema operacional (Windows e Linux, inclusive servidores) e outros aplicativos, projeto, configuração e instalação de redes cabeadas e sem fio. 8.8. Ao desempenho dos candidatos na prova prática para os cargos de TRATORISTA e INSTRUTOR DE INFORMÁTICA será atribuída pontuação de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, admitindo-se pontuação inteira ou com variações de 5 (cinco) pontos, sendo classificados os candidatos que obtiverem nota final igual ou superior a 50 (cinquenta) pontos. 8.9. Não haverá aplicação da prova prática fora dos locais pré-estabelecidos. Não haverá, em hipótese alguma, segunda chamada. 9 – DA AVALIAÇÃO FÍSICA 9.1. A Avaliação Física ocorrerá para os candidatos ao cargo de AJUDANTE DE SERVIÇOS E AJUDANTE GERAL.

11.2. Será considerado habilitado o candidato que obtiver na prova objetiva, nota igual ou superior a 50 (cinqüenta) pontos. 12 – DA CLASSIFICAÇÃO 12.1. A nota final do candidato habilitado, no Concurso, será igual a soma das notas da prova objetiva, prática e de títulos, conforme o caso. 12.2. Os candidatos habilitados serão classificados por ordem decrescente do valor da nota final. 12.3. Em caso de igualdade na classificação final terá preferência, sucessivamente, o candidato que: a) obtiver maior nota na prova de conhecimentos específicos; b) obtiver maior nota na prova prática; c) maior idade. 13 - DOS RECURSOS

9.2. O candidato convocado para a Avaliação Física deverá apresentar Atestado Médico, emitido por um médico com especialidade em cardiologia, medicina esportiva, ortopedia ou clínica médica. A entrega do Atestado Médico deverá ser feita no dia e local da aplicação da avaliação física. Este atestado deve especificar que o candidato “ESTÁ APTO PARA REALIZAR OS ESFORÇOS FÍSICOS”, conforme disposto neste Edital.

13.1. Serão admitidos recursos, no prazo de 02 (dois) dias úteis, ao gabarito, à classificação e à classificação final, contados a partir das respectivas publicações nos sites: http://www.caarapo.ms.gov.br e http://www.sigmams.com.br, ou por afixação no mural localizado no átrio da Prefeitura Municipal e/ou na imprensa oficial do Município. No caso de recurso em pendência à época da realização da prova, o candidato participará condicionalmente do Concurso.

9.3. O Atestado Médico deverá ser emitido em papel timbrado, com carimbo em que constem o nome e CRM do médico, expedido em data, no máximo, retroativa a 30 (trinta) dias da data de realização da avaliação.

13.2. Admitir-se-á um único recurso por candidato, para cada evento referido no item acima.

9.4. O candidato, vestindo trajes apropriados, deverá comparecer ao local designado para a realização da Avaliação Física, com antecedência de 30 (trinta) minutos do horário estabelecido para o seu início, munido do Documento de Identificação e do Atestado Médico, sob pena de ser ELIMINADO do Certame.

13.3. Os recursos deverão ser encaminhados à Comissão de Concurso Público da Prefeitura Municipal de Caarapó, via Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Caarapó ou através de SEDEX endereçado ao mesmo, para o seguinte endereço: à Comissão de Concurso Público, localizada na Avenida Presidente Vargas, nº 455, centro, CEP.: 79.940-000 – Caarapó/MS.

9.5. Somente será submetido à avaliação Física o candidato que for aprovado na prova objetiva, sendo convocados para esta etapa todos os aprovados na prova objetiva, obedecida a ordem classificatória.

17.4. O prazo de validade do concurso será de 02 (dois) anos, contados a partir da data da publicação do edital de homologação de seus resultados, prorrogável por igual período, a critério da Administração, de acordo com o artigo 37, inciso II da Constituição Federal. 17.5. A aprovação e a classificação definitiva geram, para o candidato, apenas a expectativa de direito à investidura, reservando-se ao Município de Caarapó a prerrogativa de proceder às convocações dos candidatos aprovados para as admissões em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e os cargos vagos existentes, durante o período de validade do concurso.

FEMININO – Distância em Metros Idade 18 a 25 anos 26 a 35 anos 36 a 40 anos 41 a 45 anos 46 a 50 anos Acima de 50 anos

17.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento das presentes instruções e a aceitação tácita das condições do concurso, tais como se acham estabelecidas neste edital e nas normas legais pertinentes, das quais não poderá alegar desconhecimento.

17.3. A inexatidão das afirmativas ou irregularidades nos documentos, mesmo que verificadas a qualquer tempo, em especial por ocasião da investidura, acarretarão a nulidade da inscrição, com todas as suas decorrências, sem prejuízo das demais medidas de ordem administrativa, civil ou criminal.

9.13.3. Corrida de 12 minutos (masculino e feminino) Será aproximado para a distancia a qual o(a) candidato(a) estiver mais próxima, ao final dos 12 minutos. O(a) candidato(a) poderá caminhar ou correr, desde que faça a distância mínima exigida. MASCULINO – Distância em Metros

17 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

17.2. As notas obtidas pelos candidatos serão divulgadas quando da publicação do Edital de cada etapa deste concurso público.

Eliminado < 27 < 23 < 20 < 15 < 12 < 10

8.4.5. Serão considerados toques brutos todos os caracteres digitados pelo candidato, no tempo estipulado, tais como: letras, letras acentuadas e símbolos.

PONTUAÇÃO 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 ELIMINADO

15.2. Os candidatos que não preencherem os requisitos ou não atender a convocação do Município para a investidura no cargo, perderá o direito à nomeação, não admitindo alteração na classificação final (final de lista). 16 – DAS VAGAS E SUA ACEITAÇÃO

10 – DOS TÍTULOS

NTL 1000 900 800 700 600 500 ≤ 499

13.11. No caso de provimento de recurso interposto dentro das especificações, a classificação inicial obtida pelo candidato poderá ser alterada para uma classificação superior ou inferior ou ainda poderá ocorrer a desclassificação do candidato que não obtiver nota mínima exigida para aprovação.

14 - DA HOMOLOGAÇÃO

8.4.4.1. Os erros serão computados por caractere, sendo considerado um (01) erro para cada ocorrência citada no item8.4.4.

8.4.7. Serão atribuídos 50 (cinqüenta) pontos ao texto formatado, em que o candidato tenha produzido, no mínimo, 1000 (um mil) toques líquidos em 10 (dez) minutos. Para o cálculo da nota correspondente ao número de toques líquidos do candidato, será aplicada a regra de três simples, conforme exemplo na tabela abaixo:

13.10. Os pontos relativos às questões eventualmente anuladas serão atribuídos a todos os candidatos presentes à prova.

13.12. Após julgados todos os recursos apresentados será publicado o resultado final do concurso, com as alterações ocorridas em face do disposto no item 12.11 deste Edital.

ELIMINADO < 20 < 15 < 12 < 10 <7 <5

8.1. Para a realização da prova prática, o candidato deverá apresentar-se munido de documento de identidade no seu original conforme subitem 4.15 deste Edital.

8.2. A prova prática avaliará o candidato individualmente, tendo a mesma caráter eliminatório e classificatório, sendo avaliadas na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será aprovado o candidato que obtiver no mínimo 50 (cinqüenta) pontos.

13.8. Não serão prestadas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma do subitem 17.9 deste edital.

9.6. Cada um dos testes que compõem a Avaliação Física é eliminatório. O candidato que não atingir a marca mínima exigida em cada um deles não participará dos subsequentes e será ELIMINADO do Certame.

13.4. O recurso deverá conter as seguintes informações essenciais: a) nome do recorrente; b) endereço completo; c) inscrição; d) cargo.

9.7. Os casos de alterações físicas, psíquicas ou orgânicas, mesmo que temporárias (gravidez, estados menstruais, indisposições, câimbras, contusões, luxações, fraturas e outras), que impossibilitem a realização da Avaliação Física na data marcada, ou diminuam ou limitem a capacidade física do candidato, não serão levados em consideração, não sendo concedido qualquer tratamento diferenciado ou adiamento da Avaliação Física.

13.4.1. No caso de recurso em face do gabarito, deverá constar o número da questão, a alternativa assinalada pelo candidato e o gabarito divulgado através do veículo de Imprensa Oficial do Município de Caarapó. O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será sumariamente indeferido.

9.8. O resultado de cada exercício da Avaliação Física será registrado pelo examinador na Ficha de Avaliação do candidato.

13.4.2. No caso de recurso em face da classificação e classificação final, deverão constar as razões do pedido no próprio recurso. O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será sumariamente indeferido.

9.9. O candidato que vier a acidentar-se em qualquer um dos exercícios da Avaliação Física, ficando impedido de prosseguir nos exercícios, estará automaticamente ELIMINADO do Certame, não cabendo nenhum recurso contra esta decisão.

13.5. Os recursos deverão estar digitados ou datilografados, não sendo aceitos os interpostos por via postal comum, fac-símile (fax), telex, Internet, telegrama ou outro meio não especificado neste Edital.

9.10. O candidato que deixar de comparecer na data, local e horário estipulado ou não realizar a Avaliação Física em sua totalidade, independentemente do motivo, será considerado ELIMINADO do Certame.

13.6. Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo, bem como recurso contra o resultado final nas demais fases e etapas.

9.11. O candidato considerado INAPTO em um dos testes da Avaliação Física tomará ciência de sua condição logo após a finalização do referido exercício e estará ELIMINADO do Certame.

13.7. Os recursos interpostos fora do prazo não serão aceitos sendo considerada, para tanto, a data da postagem quando por via postal.

17.7. Os itens deste edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disserem respeito, ou até a data da convocação dos candidatos para a prova correspondente, circunstância que será mencionada em edital ou aviso a ser publicado no Jornal Oficial do Município. 17.8. O não atendimento, pelo candidato, das condições estabelecidas neste edital, implicará sua eliminação do concurso, a qualquer tempo. 17.9. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar os Editais, Comunicados e demais publicações referentes a este concurso através do Jornal Oficial do Município, ou através dos sites: http://www.caarapo.ms.gov.br e http://www.sigmams.com.br 17.10. O descumprimento de quaisquer das instruções supracitadas implicará a eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude. 17.11. As despesas decorrentes da participação em todas as fases e em todos os procedimentos relativos à participação no concurso de que trata este edital e, se for o caso, à posse e ao exercício correm por conta dos candidatos. 17.12. Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objetos de avaliação nas provas do Concurso Público. 17.13. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora do Concurso, supervisionados pela Secretaria de Administração do Município de Caarapó/MS. Caarapó/MS, 07 de dezembro de 2011

ELIANE APARECIDA GONÇALVES PRESIDENTE

VALTER DE OLIVEIRA MEMBRO

CLÁUDIA LOPES DA SILVA BORTOLOTTE MEMBRO

IEDA MARIA MARRAN TEIXEIRA MEMBRO

JAIR VIEIRA MEMBRO

ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO NÍVEL SUPERIOR LÍNGUA PORTUGUESA (CONFORME AS NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS) Compreensão e interpretação de diversos gêneros textuais. Tipologia textual. Ortografia. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação pronominal. Verbo: emprego de tempos e modos verbais; Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e regência verbal. Emprego da crase. Pontuação. Classes gramaticais variáveis e invariáveis. Termos essenciais, integrantes e acessórios da oração. Período composto por Coordenação e Subordinação. Usos do QUE e SE. Sinonímia, Antonímia, Heteronímia, Homonímia, Paronímia, Ambigüidade. Estrutura das palavras: prefixo e sufixo. Processos de formação das palavras. Aspectos notacionais da língua. Variações lingüísticas. Figuras de linguagem. Figuras de pensamento. MATEMÁTICA Raciocínio Lógico - Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, coisas ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas, e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. As questões das provas poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas; lógica de argumentação; diagramas lógicos; álgebra e geometria básica. ATUALIDADES / CONHECIMENTOS GERAIS Histórico de Mato Grosso do Sul: povoamento, colonização. Histórico da divisão e criação de MS. Posição Geográfica de MS e do Município: Espaço geográfico, divisão micro-regional, aspectos físicos, sócio econômicos e cultural, distribuição populacional.Desenvolvimento Político: No Estado e no Município.Desenvolvimento Econômico do Brasil. Processos Politico-Administrativos no Brasil. O Brasil no Cenário Internacional: Relações comerciais, culturais e diplomáticas, Participação nas Organizações Internacionais. MERCOSUL. Meio ambiente. Habitação. Saúde. Ética e Cidadania. Atualidades econômicas, políticas e sociais no âmbito internacional, nacional e MS. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ADVOGADO Direito Administrativo: Princípios Constitucionais no Direito Administrativo Brasileiro; Atos Administrativos: Conceito; Classificação; Requisitos; Revogação. Vício do ato administrativo. Invalidade. Anulação. Administração Direta e Indireta. O Procedimento Administrativo; Poderes Administrativos - vinculado, discricionário, hierárquico, regulamentar, disciplinar e de polícia; Contrato Administrativo e Licitação, Serviços Público, Servidores Públicos, Improbidade Administrativa, Bens públicos, Responsabilidade Civil da Administração, Controle da Administração, Organização administrativa Brasileira.Direito Público e Direito Privado, Conceito de Direito Administrativo, Interpretação Direito Administrativo, Sistemas Administrativos, Sistema de Contencioso Administrativo, Sistema Judiciário. Lei nº 8.429/1992 e alterações. Lei de Improbidade Administrativa. Lei Complementar nº 101/ 2000 e alterações, Lei nº 8.666/1993 e alterações. Lei nº 8.883/1994. Lei nº 10.520/ 2002 e alterações. Direito Constitucional: Dos Direitos e Garantias Fundamentais. Dos Direitos e Garantias individuais e coletivos. Constituição, leis constitucionais e leis complementares. A interpretação das normas constitucionais. Hierarquia das leis, a inconstitucionalidade e o seu controle. Princípio da legalidade; Princípio da igualdade; Princípio do controle judiciário; Garantias constitucionais conceito e classificação; Do Poder Judiciário: das disposições gerais. Do Poder Executivo. Do Poder Judiciário. Dos Remédios constitucionais - habeas-corpus, mandado de segurança, mandado de injunção, hábeas-data; Direito de Petição; Das Administração Pública- Bases constitucionais da administração pública; Princípios e normas referentes à administração direta e indireta; Sistema Tributário Nacional - princípios gerais, limitação do poder de tributar, impostos da união, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, discriminação das rendas tributárias, repartição das receitas tributárias (artigos 145 e 162). Direito Civil: Direito: Noção. Direito Público e Direito Privado. Direito Civil. Conceito. Interpretação das Normas Jurídicas: Função. Espécies. Métodos. Analogia. Princípios Gerais do Direito. Eqüidade. Eficácia da Lei no Tempo e no Espaço: Revogação. Irretroatividade. Direito adquirido. Pessoas naturais (personalidade, capacidade e direitos da personalidade) e jurídicas (disposições gerais, associações e fundações). Domicílio. Bens (diferentes classes de bens). Fatos jurídicos: Negócio jurídico; Disposições gerais; Representação; Condição, termo e encargo; Defeitos do negócio jurídico; Invalidade do negócio jurídico; Atos jurídicos lícitos; Atos ilícitos; Prescrição e

decadência. Prova. Obrigações: Conceito. Obrigação de dar, fazer e não fazer. Obrigações alternativas,  divisíveis, indivisíveis, solidárias. Cláusula penal. Transmissão das obrigações. Adimplemento e extinção das obrigações. Inadimplemento das obrigações. Obrigações Líquidas e Ilíquidas. Da liquidação. Contratos: Disposições gerais. Extinção do contrato. Principais espécies de contrato. Do imóvel ocupado pelo empregado. Responsabilidade Civil. Direito e Processo do Trabalho: Contrato individual de trabalho. Sujeitos do contrato de trabalho. Duração do trabalho. Férias Anuais. Paralisação temporária ou definitiva do trabalho em decorrência do factum principis. Força maior no direito do trabalho. Alteração no contrato de trabalho. Rescisão do contrato de trabalho. Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Estabilidade; Férias; Prescrição. Proteção ao trabalho da mulher e à maternidade. Trabalho do menor; Salário e remuneração. Adicionais compulsórios. Representação sindical. Acordo e convenção coletivos. Da suspensão e da interrupção do contrato de trabalho. Princípios gerais que informam o processo trabalhista. Dissídios individuais e coletivos. Direito e Processo Penal: Parte geral. Efeitos civis e trabalhistas da sentença penal. Crimes contra o patrimônio. Crimes contra a Administração Pública. Inquérito Policial. Ação Penal e Ação Civil. A Denúncia. A Representação. A Queixa. A Renúncia. O Perdão. Jurisdição. Competência. Questões e processos incidentes. Da prova. Sujeitos do processo (Juiz, Ministério Público, acusado, defensor, assistentes e auxiliares da Justiça). Prisão e liberdade provisória. Citações e intimações. Sentença. Processos em espécie. O processo comum. A Instrução criminal. Nulidades e recursos em geral. Direito Processual Civil: Da Jurisdição e da Competência: Formas e limites da jurisdição civil. Competência internacional. Competência interna. Em razão do valor e da matéria. Competência funcional e competência territorial. Modificações da competência. Declaração de incompetência. Da Ação: a) Conceito. Ação e pretensão. Ações de conhecimento, executivas e cautelares. Ação mandamental. Ação declaratória e declaratória incidental. Condições da Ação. Do Processo: Natureza jurídica. Processo e procedimento. Formação, extinção e suspensão do processo. Pressupostos Processuais. Princípios Fundamentais. Conceito de Mérito. Dos Sujeitos da Relação Processual: O Juiz: poderes, deveres e responsabilidade. As partes. O litisconsórcio. Capacidade de ser parte e de estar em juízo. Legitimação ordinária e extraordinária: a substituição processual. Intervenção de terceiros, oposição, nomeação à autoria, denunciação da lide, chamamento ao processo. A Assistência. Do pedido: Petição inicial. Requisitos e vícios. Pedido determinado, genérico e alternativo. Cumulação de pedidos. Interpretação e alteração do pedido. Da Resposta do Réu: Contestação, exceção, objeção e reconvenção. A carência de ação. Litispendência, conexão e continência de causa. Exceções processuais. Incompetência, impedimento e suspeição. Providências preliminares. Efeito da revelia. Declaração incidente. Fatos modificativos, extintivos ou modificativos do pedido. Alegações do réu. Julgamento conforme o estado do processo; Extinção do processo; Julgamento antecipado da lide; Audiência preliminar. Provas. Disposições gerais; Depoimento pessoal; Confissão; Exibição de documentos ou coisas; Prova documental; Prova testemunhal; Prova pericial; Inspeção judicial. Execução. Teoria Geral. Princípios que norteiam o processo de execução. Pressupostos do processo de execução. Características do título executivo. Liquidação de sentença. Títulos executivos judiciais. Títulos executivos extrajudiciais. Execução definitiva e execução provisória. Legitimidade ativa e passiva no processo de execução. Competência. Execução para pagamento de quantia certa contra devedor solvente. Petição inicial. Cumprimento e frustração do mandado de citação. Responsabilidade patrimonial. Penhora. Fraude à execução e fraude contra credores. Avaliação. Arrematação. Pagamento dos credores. Entrega do dinheiro. Adjudicação. Usufruto. Suspensão da execução. Extinção da execução. Meios de impugnação do devedor. do continuação na Embargos prÓxima página


C2

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

Atos Oficiais Atos Oficiais

9

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 continuação Da pågina antERioR

e fraude contra credores. Avaliação. Arrematação. Pagamento dos credores. Entrega do dinheiro. Adjudicação. Usufruto. SuspensĂŁo da execução. Extinção da execução. Meios de impugnação do devedor. Embargos do devedor. Conceito, natureza jurĂ­dica. CompetĂŞncia para os respectivos procedimentos. Legitimados. Efeitos. Execução contra a Fazenda PĂşblica. Da Sentença e da coisa julgada: Requisitos da sentença. Julgamento "extra", "ultra" e "citra petitum". Conceitos e limites da coisa julgada. PreclusĂŁo, coisa julgada, eficĂĄcia preclusiva. Recursos: conceito, princĂ­pios, requisitos de admissibilidade e efeitos. Recursos em espĂŠcie: apelação, agravo de instrumento, agravo retido, embargos infringentes, embargos de declaração, embargos de divergĂŞncia, recurso adesivo, recurso ordinĂĄrio, recurso especial, recurso extraordinĂĄrio. Medida cautelar para dar efeito suspensivo a recurso especial e a recurso extraordinĂĄrio. Ação RescisĂłria. Mandado de Segurança. Ação Cautelar. Liminar. Execução contra devedor insolvente. Incidente de Uniformização de JurisprudĂŞncia. Reclamação e correição. Direito Financeiro e TributĂĄrio: Conceito; ConteĂşdo; Natureza; Autonomia; Fontes; Sistema Constitucional TributĂĄrio - poder de tributar, competĂŞncia tributĂĄria, capacidade tributĂĄria, CĂłdigo TributĂĄrio Nacional; Tributos - conceito, natureza jurĂ­dica, classificação, espĂŠcies, tributos e preço pĂşblico; PrincĂ­pios constitucionais do Direito TributĂĄrio - legalidade, isonomia, irretroatividade, anualidade e anterioridade, proibição de uso do tributo com efeito de confisco, diferenciação tributĂĄria, capacidade contributiva, imunidade tributĂĄria, impostos; Obrigação TributĂĄria - elementos, Lei, fato gerador, sujeitos e objetos; Sujeição passiva direta e indireta - espĂŠcies: principal e acessĂłria; SuspensĂŁo e extinção do crĂŠdito tributĂĄrio DomicĂ­lio TributĂĄrio; CrĂŠdito TributĂĄrio; Natureza JurĂ­dica â&#x20AC;&#x201C; caracterĂ­sticas, função, efeitos, modalidades e alterabilidade; DepĂłsito do montante integral; Reclamaçþes e recursos; Mandado de Segurança; Extinção do crĂŠdito tributĂĄrio- pagamento, consignação e pagamento, compensação; Transação; RemissĂŁo; ConversĂŁo do depĂłsito em renda; Pagamento antecipado e homologação do autolançamento; DecisĂŁo administrativa; DecisĂŁo judicial; DecadĂŞncia; Prescrição; ExclusĂŁo; Isenção; Anistia; Garantias e privilĂŠgios; PreferĂŞncia; Cobrança judicial; Concurso de credores; FalĂŞncia; Concordata; InventĂĄrio do arrolamento; Liquidação e sociedade; DĂ­vida Ativa; CertidĂŁo Negativa; CrĂŠdito TributĂĄrio. Sistema TributĂĄrio Municipal. CĂłdigo de Ă&#x2030;tica e Disciplina da OAB. Legislação Municipal: Estatuto dos Servidores PĂşblicos Municipais; CĂłdigo TributĂĄrio Municipal e Lei Orgânica do MunicĂ­pio. ARQUITETO URBANISTA Desenho ArquitetĂ´nico: Anteprojeto; Projeto BĂĄsico; Projeto Executivo. Representação, Especificaçþes e SĂ­mbolos. Elementos da obra; Fases da construção; Especificação de materiais; VĂ­cios e Defeitos na construção; TĂŠcnicas construtivas da Arquitetura e Urbanismo. Habitaçþes populares. Planejamento Urbano e Regionalinfra-estrutura urbana; planejamento ambiental; parcelamento do solo. Paisagismo: Projetos e materiais. Arquitetura SustentĂĄvel: Bio Arquitetura; Construção Verde. Legislação urbanĂ­stica e ambiental. Normas tĂŠcnicas. Urbanismo: origens e definição do desenho urbano. MĂŠtodos e tĂŠcnicas de desenho de projeto urbano. Noçþes de sistemas cartogrĂĄficos e de geoprocessamento. Estruturas e ordenação do espaço edificado na paisagem urbana. Planejamento Urbano. Parcelamento, uso e ocupação do solo, zoneamento. DomĂ­nio pĂşblico e privado. GestĂŁo urbana e instrumentos de gestĂŁo: plano diretor, anĂĄlises de impactos ambientais urbanos, licenciamento ambiental, instrumentos econĂ´micos e administrativos. Sustentabilidade urbana. SĂ­tio natural. Estrutura Urbana. HistĂłria da Arquitetura Geral. HistĂłria da Arquitetura Brasileira. PatrimĂ´nio Cultural: noção de monumento e de patrimĂ´nio histĂłrico na sua relação com a histĂłria, a memĂłria e o tempo. Avaliaçþes e PerĂ­cias TĂŠcnicas no campo da Arquitetura. Gerenciamento de Projetos: GestĂŁo; Tempo; Escopo; Custo; PadrĂŁo. Processos Construtivos: Otimização, Procedimentos e MĂŠtodos; Lei nÂş 8.078/90 - CĂłdigo de Defesa do Consumidor. Lei nÂş 8.666/93 - Licitaçþes e Contratos Administrativos. Lei nÂş 10.257/2001 - Estatuto das Cidades. Acessibilidade - Lei nÂş 10.098/2000 e Decreto Lei nÂş 5.296/2004; 16. Lei nÂş 11.888/2008 AssistĂŞncia TĂŠcnica PĂşblica. Ă&#x2030;tica profissional. ASSISTENTE SOCIAL O Serviço Social na DivisĂŁo do Trabalho: Necessidades Sociais, Finalidade, Demandas e Utilização da ProfissĂŁo; Ă&#x2030;tica Profissional em Serviço Social; Perspectivas TeĂłrico-MetodolĂłgicas do Serviço Social: Procedimentos MetodolĂłgicos, Instrumentos e TĂŠcnicas utilizadas pelo Serviço Social na intervenção profissional; PolĂ­tica Social como espaço de atuação do Serviço Social: Seguridade (saĂşde, assistĂŞncia e previdĂŞncia), habitação e polĂ­tica urbana; Pesquisa em Serviço Social â&#x20AC;&#x201C; diferentes alternativas metodolĂłgicas aplicadas pelo Assistente Social: Pesquisa Participante e Pesquisa Ação; Planejamento Social e Serviço Social; Serviço Social e Movimentos Sociais â&#x20AC;&#x201C; Participação Popular; Legislação Profissional; Intervenção do Assistente Social na SaĂşde PĂşblica; Grupos de Suporte Social e SaĂşde; Qualidade de Vida; Estresse Social e SaĂşde; Processos sociais e saĂşde: migração, emprego, desemprego, renda, ocupação do espaço, habitação, educação, eventos vitais, (nascimento, crescimento, separação, doenças e morte), famĂ­lia (constituição e desagregação), prostituição, industrialização e urbanização, lazer; O Assistente Social na ĂĄrea de GestĂŁo de Recursos Humanos: acompanhamento de pessoal e avaliação de desempenho; HistĂłria e reconceituação do Serviço Social; O Serviço Social no Brasil; Fundamentos histĂłricos, teĂłricos e metodolĂłgicos do Serviço Social; Trabalho e Serviço Social; Instituiçþes PĂşblicas e PolĂ­ticas PĂşblicas; Relação Estado/Sociedade; Pobreza e desigualdade social no Brasil. Etapas/fases do processo de polĂ­tica pĂşblica: formulação, implementação, execução, acompanhamento, monitoramento, avaliação; GestĂŁo social das PolĂ­ticas PĂşblicas: elaboração, implementação, monitoramento e avaliação de programas e projetos sociais; Conselhos e ConferĂŞncias; Lei Orgânica da AssistĂŞncia Social, Sistema Ă&#x161;nico de AssistĂŞncia Social (SUAS); Redes de atendimento; Desenvolvimento local: concepção de territĂłrio, participação no poder local, planejamento participativo, plano diretor, questĂľes sociais urbanas e rurais; FamĂ­lia: As novas modalidades de famĂ­lia, metodologias de abordagem familiar; Estatuto da Criança e do Adolescente; Estatuto do Idoso; Declaração dos Direitos Humanos; O trabalho comunitĂĄrio; Visitas domiciliares; Rotina do trabalho do assistente social. Estatuto da Criança e do Adolescente. ENGENHEIRO AGRĂ&#x201D;NOMO Silvicultura e botânica. Pedologia. Administração e extensĂŁo rural. Defesa e combate a incĂŞndios florestais. Entomologia e uso de agrotĂłxico. Cartografia e sistemas de informação geogrĂĄfica. Implantação, gestĂŁo e administração de ĂĄreas protegidas. Caracterização dos principais ecossistemas e biomas do Estado da Bahia. Recuperação de ĂĄreas degradadas. Recomposição florestal de ĂĄreas de recarga hĂ­drica de matas ciliares. Poluição das ĂĄguas, do Ar, do Solo, e Subsolo. HidrĂĄulica, Agricultura irrigada e Drenagem. Grandes culturas do Estado da Bahia. Topografia. Agrometeorologia. Manejo e conservação de solos e ĂĄgua. Lei Federal nÂş 5.194 de 24 de dezembro de 1966 â&#x20AC;&#x153;Regula o exercĂ­cio das profissĂľes de Engenheiro-AgrĂ´nomo, e dĂĄ outras providĂŞnciasâ&#x20AC;?; Resolução N.Âş 205, 30 de setembro de 1971 Adota O CĂłdigo De Ă&#x2030;tica Profissional. CĂĄlculo para Agronomia; Desenho TĂŠcnico; Fundamentos de QuĂ­mica Orgânica; GenĂŠtica na AgropecuĂĄria; BioquĂ­mica; Geologia Geral; Construçþes e Eletrificaçþes Rurais; Agrometeorologia; Mecanização AgrĂ­cola e LogĂ­stica; Ecologia; Preservação dos Recursos Naturais; Topografia; Floricultura e Paisagismo; HidrĂĄulica AgrĂ­cola; Irrigação e Drenagem AgrĂ­cola; Energia RenovĂĄvel; Culturas ProteĂ­cas; Forragicultura e Pastagens; Agricultura Informatizada; Olericultura; Agroecologia. Lei 4775/65 CĂłdigo Florestal. ENGENHEIRO AMBIENTAL Ecologia da Vegetação e Impactos Ambientais. Ecologia humana, proteção e controle ambiental: InventĂĄrio e Manejo Florestal. Educação Ambiental. Noçþes de hidrologia geologia, cartografia e geoprocessamento e botânica. Ecossistemas Brasileiros. Ă reas Verdes/Arborização de Sistemas ViĂĄrios/ Paisagismo. Manejo de Bacias HidrogrĂĄficas. Pedologia e classificação dos solos. Morfologia, classificação, propriedades fĂ­sicas e quĂ­micas, fertilidade, matĂŠria orgânica, avaliação da aptidĂŁo e capacidade de uso, prĂĄticas de conservação e manejo do solo. Planejamento e Manejo de Ă reas de Conservação. Recuperação de Ă reas Degradadas. Recuperação de Matas Ciliares e de Ecossistemas. Florestamento e Reflorestamento. Urbanismo e Meio Ambiente. Noçþes bĂĄsicas de levantamento e avaliação de propriedades rurais. Uso da ĂĄgua: irrigação e drenagem, ĂĄguas pluviais, superficiais e subterrâneas, mĂŠtodos de irrigação. Avaliação de impactos de atividades modificadoras dos ambientes e respectivas medidas de controle ambiental. Licenciamento ambiental de atividades industriais, mineraria e agrossilvipastoril e de infra-estrutura urbana e de transporte. Noçþes de SaĂşde PĂşblica e de Ecologia. Fundamentos BiolĂłgicos para Tratamento de Ă guas ResiduĂĄrias. Tratamento de Efluentes, Tratamento de ĂĄgua. Biomas. Ecossistemas. GeoquĂ­mica Ambiental. Controle da Poluição das Ă guas. Uso e Ocupação do Solo. Controle da Poluição do Solo e Recuperação de Ă reas Degradadas. Controle da Poluição AtmosfĂŠrica e Sonora. SanitĂĄrios e Drenagem de Ă guas Pluviais. GestĂŁo de ResĂ­duos SĂłlidos. FenĂ´meno de Autodepuração. Licenciamento Ambiental e EIA/RIMA. Resoluçþes CONAMA pertinentes ao licenciamento ambiental e impactos ambientais. GestĂŁo e Planejamento Ambiental. Projetos Ambientais. Hidrogeologia. Hidrologia. HidrĂĄulica. Geomorfologia. Planejamento dos Recursos HĂ­dricos. Obras HidrĂĄulicas. Lei n.Âş 6938 de 31/08/91 PolĂ­tica Nacional do Meio Ambiente, alterada em sua redação pela Lei n.Âş 10165 de 27/12/00 e Decreto n.Âş 99.274/90. Lei n.Âş 9.605 de 12/02/98 Lei de Crimes Ambientais e Decreto n.Âş 6514/08 e suas alteraçþes. Resolução CONAMA n.Âş 357 de 17/03/05 Classificação das Ă guas do TerritĂłrio Nacional. Lei n.Âş 9.433 de 08/01/1997 PolĂ­tica Nacional de Recursos HĂ­dricos. ENGENHEIRO CIVIL Programação de obras; Orçamento e composição de custos ; Planejamento; Projeto e execução de obras civis; Topografia e terraplenagem; locação de obra; Canteiro de obras; proteção e segurança; Fundaçþes; Escavaçþes; Formas; alvenaria estrutural; estruturas prĂŠ-fabricadas; Controle tecnolĂłgico; Argamassas; Instalaçþes prediais; Alvenarias e revestimentos; Esquadrias; Coberturas; Pisos; Impermeabilização; Segurança e higiene do trabalho; Ensaios de recebimento da obra; Desenho tĂŠcnico; Materiais de construção civil; Agregados; Argamassa; Concreto: dosagem; Aço; Madeira; Materiais cerâmicos; Vidros; Tintas e vernizes; Mecânica dos solos; Origem e formação dos solos; Ă?ndices fĂ­sicos; Caracterização e propriedades dos solos; PressĂľes nos solos; Prospecção geotĂŠcnica; Percolação nos solos; Compactação dos solos; adensamento nos solos; estimativa de recalques; ResistĂŞncia ao cisalhamento dos solos; Empuxos de terra; estabilidade de taludes; estabilidade das fundaçþes; ResistĂŞncia dos materiais; AnĂĄlise de tensĂľes; FlexĂŁo simples; flexĂŁo composta; torção; cisalhamento e flambagem; AnĂĄlise estrutural; Esforços em uma seção; Relação entre esforços; Apoio e vĂ­nculos; Diagrama de esforços; Estudos das estruturas isostĂĄticas; deformaçþes e deslocamentos; linhas de influĂŞncia; esforços sob ação de carregamento, variação de temperatura e movimentos nos apoios; Estruturas hiperestĂĄticas; mĂŠtodos dos esforços; mĂŠtodo dos deslocamentos; processo de Cross e linhas de influĂŞncia em estruturas hiperestĂĄticas; Dimensionamento do concreto armado; CaracterĂ­sticas mecânicas do aço; estados limites; aderĂŞncia; ancoragem e emendas em barras de armação; Dimensionamento de seçþes retangulares sob flexĂŁo; Dimensionamento de seçþes T.; Peças de concreto armado submetidas a torção; Detalhamento de armação em concreto armado; Instalaçþes prediais; Instalaçþes elĂŠtricas; Instalaçþes hidrĂĄulicas; Instalaçþes de esgoto; Instalaçþes de telefone e instalaçþes especiais; Estruturas de aço; Estruturas de madeira; Fiscalização; Acompanhamento da aplicação de recursos (mediçþes, emissĂŁo de fatura, etc.); Controle de materiais; Controle de execução de obras e serviços; Documentação da obra; HidrĂĄulica Aplicada; HidrostĂĄtica; HidrocinemĂĄtica; Hidrodinâmica; Escoamentos: continuidade; Singularidades; Condutos livres e sob pressĂŁo; Bombas e turbinas; Energia hidrĂĄulica; Hidrologia Aplicada; Ă gua na natureza: ciclo hidrolĂłgico; Bacia hidrogrĂĄfica; Pluviologia: evaporação, infiltração; Ă gua no solo: aqßíferos; Fluviologia; Hidrometria; Transporte sĂłlido; ReservatĂłrios de regularização; Modelos de simulação; Aproveitamentos HidrelĂŠtricos; Planejamento energĂŠtico brasileiro; Estudos hidrolĂłgicos: demanda de energia, sĂŠries temporais, transposição de vazĂľes; Seleção de locais; Projeto bĂĄsico, projeto executivo; Noçþes de mĂĄquinas hidrĂĄulicas; Empreendimentos HidrĂĄulicos; Custos; benefĂ­cios; taxas; tarifas; Aproveitamentos integrados; Modelos fĂ­sicos e matemĂĄticos; Ă gua como recurso natural; Sistemas hidrĂĄulicos na Engenharia Civil: custo, benefĂ­cio; taxas; tarifas; Viabilidade polĂ­tica, tĂŠcnica, econĂ´mica, financeira; Planejamento; Organização: administração e gerenciamento; Patologia das obras de engenharia civil; Engenharia de avaliaçþes; Laudos de avaliação; Licitaçþes e contratos da Administração PĂşblica (Lei n.Âş 8.666/93); Estradas; Projeto geomĂŠtrico; Estrutura dos pavimentos; Saneamento bĂĄsico; Tratamento de ĂĄgua e esgoto. MĂ&#x2030;DICO - ANESTESIOLOGISTA Sistema nervoso. Sistema respiratĂłrio. Sistema cardiocirculatĂłrio. Sistema urinĂĄrio. Sistema digestivo. Metabolismo. Sistema endĂłcrino e substâncias moduladoras. Farmacologia dos sistemas nervoso, cardiovascular e respiratĂłrio. Reposição e transfusĂŁo. Preparo prĂŠ-anestĂŠsico. Anestesia inalatĂłria e venosa. FĂ­sica e anestesia. FarmacocinĂŠtica e farmacodinâmica da anestesia inalatĂłria. Farmacologia dos anestĂŠsicos locais. Bloqueios subaracnĂłideo, peridural e perifĂŠricos. Anestesia e sistema endĂłcrino. Hipotermia. TransmissĂŁo e bloqueio neuromuscular. Anestesia em: obstetrĂ­cia e ginecologia, cirurgia abdominal, pediatria, neurocirurgia, urologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia plĂĄstica e cirurgia buço-maxilo-facial, cirurgia torĂĄcica, em urgĂŞncias e em geriatria. Anestesia ambulatorial e para procedimentos diagnĂłsticos. Anestesia e sistema cardiovascular. Recuperação anestĂŠsica. Complicaçþes da anestesia. Choque. Parada cardĂ­aca e reanimação. Monitorização e terapia intensiva. Ventilação artificial. Dor. CĂłdigo de Ă&#x2030;tica MĂŠdica e Ă&#x2030;tica profissional: Relação MĂŠdico-paciente. ProntuĂĄrio mĂŠdico. Sistema de registro. Doenças de Notificação CompulsĂłria: prevenção diagnĂłstico e tratamento. Biossegurança. Ă&#x2030;tica MĂŠdica. Atestado MĂŠdico e Declaração de Ă&#x201C;bito. Protocolo de morte encefĂĄlica (Resolução do CFM 1480/1987). PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde. Legislação profissional; Lei Orgânica do SUS: Leis federais 8.080 e 8.142; NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. M â&#x20AC;&#x201C;O

 " ' ' ' ' <8 '   ' " '6.2-+/-..'    ' "'6'-/9+/-..'

federais 8.080 e 8.142; NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. MĂ&#x2030;DICO â&#x20AC;&#x201C; ORTOPEDISTA CĂłdigo de Ă&#x2030;tica. Osteomielite, artrite piogĂŞnica, pĂŠ torto congĂŞnito, luxação congĂŞnita do quadril, fratura dos ossos do antebraço na criança, doença de Legg Calvè Perthes, talus verticalis,fraturas do anel pĂŠlvico,fratura patolĂłgica (osteosssarcoma). Osteoporose. -SĂ­ndrome compartimental. Doença tromboembĂłlica. Hallux valgus. LesĂľes meniscais. HĂŠrnia discal lombar. Luxação coxofemural. LesĂŁo ligamentar do punho. Fraturas da cabeça do rĂĄdio na criança. Fraturas do colo do fĂŞmur. LesĂŁo do ligamento cruzado anterior do joelho. Fratura luxação da coluna cervical. Fratura exposta. Pseudoartrose do escafĂłide. Contratura isquĂŞmica de Volkman. Patologia do manguito rotador. PrincĂ­pios e indicaçþes da fixação externa. Anatomia da mĂŁo. Osteoporose. Fratura do tornozelo. Luxação recidivante do ombro. Coluna vertebral: hĂŠrnias cervicais e lombares. Trauma raquimedular. Fratura - luxação da coluna vertebral. Espondilolistese lombar. Escoliose. Tuberculose Ăłssea. Estenose de canal lombar. Tumores mais freqĂźentes na coluna. Joelho: anatomia biomecânica. LesĂľes meniscais. Instabilidade crĂ´nica do joelho. Osteoartrose do joelho. Instabilidade femoro-patelar. Fratura do planalto tibial. Osteoartrose do quadril. Tumores mĂşsculo esquelĂŠticos. Fratura da TĂ­bia. Tumor de Ewing. Fraturas dos ossos longos dos membros superiores. Fraturas dos ossos longos dos membros inferiores. Fratura de mĂŁo. Fratura de pĂŠ. PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde. Legislação profissional; Lei Orgânica do SUS: Leis federais 8.080 e 8.142; NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. MĂ&#x2030;DICO VETERINĂ RIO Processamento tecnolĂłgico de produtos de origem animal: Tecnologia de carnes e derivados (bovinos, suĂ­nos e aves): cuidados "ante-mortem"; alteraçþes "post-mortem"; cuidados no abate; processos fĂ­sicos e BioquĂ­micos de conservação. Tecnologia de pescados e derivados: cuidados na captura e manuseio; elaboração e emprego do gelo; mĂŠtodos de conservação e prevenção. Tecnologia de leite e produtos lĂĄcteos: cuidados na obtenção higiĂŞnica do leite; fases tecnolĂłgicas do beneficiamento; produtos lĂĄcteos - fases tecnolĂłgicas. Inspeção SanitĂĄria de Produtos de Origem Animal: inspeção sanitĂĄria de carnes e derivados (bovinos, suĂ­nos e aves); tĂŠcnica de inspeção "ante e post-mortem"; critĂŠrios de julgamento na inspeção; higiene das operaçþes de matança; inspeção e julgamento de carcaças e vĂ­sceras; particularidades da inspeção sanitĂĄria; inspeção de Ăłvulos; alteraçþes das carnes e derivados; matança de emergĂŞncia; higiene nas indĂşstrias e do pessoal; higiene da ĂĄgua de abastecimento. Inspeção sanitĂĄria de pescados e derivados: higiene no manuseio do pescado a bordo; higiene na manipulação na indĂşstria e comĂŠrcio; composição quĂ­mica e alteraçþes do pescado; inspeção dos produtos conservados e preservados; legislação e julgamento tecnolĂłgico e sanitĂĄrio. Inspeção sanitĂĄria de leite e produtos lĂĄcteos: cuidados higiĂŞnicos-sanitĂĄrios na obtenção; cuidados no beneficiamento e demais operaçþes; flora microbiana patogĂŞnica e alteraçþes classificação e funcionamento dos estabelecimentos; mĂŠrito higiĂŞnico-sanitĂĄrio dos processos de conservação; rotina de inspeção sanitĂĄria; fraudes e adulteraçþes; legislação e critĂŠrios de julgamento. Controle FĂ­sico - BioquĂ­mico e MicrobiolĂłgico: Higiene e SaĂşde PĂşblica VeterinĂĄria: inspeção e fiscalização dos estabelecimentos industriais e comerciais. Doenças de animais transmissĂ­veis ao homem e de interesse sanitĂĄrio: zoonoses; toxinfecçþes e envenenamentos. Epidemiologia, diagnĂłstico e controle de zoonoses: tuberculose, brucelose, leptospirose, raiva, hantavirose, toxoplasmose, Doença de Chagas, cisticercose, hidatidose. Epidemiologia, diagnĂłstico e controle de doenças de etiologia bacteriana e viral e ecto- e endoparasitoses em bovinos, ovinos, caprinos, suĂ­nos e eqĂźinos. Classificação, funcionamento e higiene dos estabelecimentos de alimentos de origem animal. Inspeção e tecnologia do abate de bovinos, ovinos, caprinos, suĂ­nos e eqĂźinos. PrĂĄticas de manejo visando o aumento de produção do rebanho. Ginecologia, andrologia, biotĂŠcnicas e fisiopatologia da reprodução de bovinos, ovinos, caprinos, suĂ­nos e eqĂźinos. PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde. Legislação profissional; Lei Orgânica do SUS: Leis federais 8.080 e 8.142; NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. NĂ?VEL MĂ&#x2030;DIO LĂ?NGUA PORTUGUESA (CONFORME AS NOVAS REGRAS ORTOGRĂ FICAS) CompreensĂŁo e interpretação de diversos gĂŞneros textuais. Tipologia textual. Ortografia. Acentuação grĂĄfica. FlexĂŁo nominal e verbal. Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação pronominal. Verbo: emprego de tempos e modos verbais; Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. RegĂŞncia nominal e regĂŞncia verbal. Emprego da crase. Pontuação. Classes gramaticais variĂĄveis e invariĂĄveis. Termos essenciais, integrantes e acessĂłrios da oração. PerĂ­odo composto por Coordenação e Subordinação. Usos do QUE e SE. SinonĂ­mia, AntonĂ­mia, HeteronĂ­mia, HomonĂ­mia, ParonĂ­mia, AmbigĂźidade. Estrutura das palavras: prefixo e sufixo. Processos de formação das palavras. Aspectos notacionais da lĂ­ngua. Variaçþes lingßísticas. Figuras de linguagem. Figuras de pensamento. MATEMĂ TICA RaciocĂ­nio LĂłgico - Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lĂłgica de relaçþes arbitrĂĄrias entre pessoas, lugares, coisas ou eventos fictĂ­cios; deduzir novas informaçþes das relaçþes fornecidas, e avaliar as condiçþes usadas para estabelecer a estrutura daquelas relaçþes. As questĂľes das provas poderĂŁo tratar das seguintes ĂĄreas: estruturas lĂłgicas; lĂłgica de argumentação; diagramas lĂłgicos; ĂĄlgebra e geometria bĂĄsica. ATUALIDADES / CONHECIMENTOS GERAIS HistĂłrico de Mato Grosso do Sul: povoamento, colonização. HistĂłrico da divisĂŁo e criação de MS. Posição GeogrĂĄfica de MS e do MunicĂ­pio: Espaço geogrĂĄfico, divisĂŁo micro-regional, aspectos fĂ­sicos, sĂłcio econĂ´micos e cultural, distribuição populacional.Desenvolvimento PolĂ­tico: No Estado e no MunicĂ­pio.Desenvolvimento EconĂ´mico do Brasil. Processos Politico-Administrativos no Brasil. O Brasil no CenĂĄrio Internacional: Relaçþes comerciais, culturais e diplomĂĄticas, Participação nas Organizaçþes Internacionais. MERCOSUL. Meio ambiente. Habitação. SaĂşde. Ă&#x2030;tica e Cidadania. Atualidades econĂ´micas, polĂ­ticas e sociais no âmbito internacional, nacional e MS.

CONHECIMENTOS ESPECĂ?FICOS AGENTE ADMINISTRATIVO Noçþes sobre ofĂ­cios, portarias, decretos e atos; Noçþes sobre projeto de lei e sua tramitação; Noçþes sobre o sistema de protocolo, arquivamento, almoxarifado, administração de pessoal e de material; Formas de tratamento com o pĂşblico: cortesia e civilidade; Organograma e Fluxograma. Organização polĂ­ticaadministrativa brasileira. Administração PĂşblica. Serviços pĂşblicos: conceitos, elementos de definição, princĂ­pios, classificação. Licitaçþes: Lei nÂş 8.666/93 e alteraçþes posteriores; pregĂŁo lei n° 10.520. Modalidade de licitação, tipos de licitação, prazos a serem obedecidos nos processos de licitação, valores. Atos e contratos administrativos. Aspectos da Lei complementar nÂş 101/2000 - lei de responsabilidade fiscal (conceitos, limites com pessoal, limites de endividamento, retornos aos limites, tratamento das receitas e despesas pĂşblicas, RREO, RGF entre outros aspectos). Correio EletrĂ´nico (mensagens, anexação de arquivos, cĂłpias); Microsoft Word 97/2000/2003/XP em portuguĂŞs: Edição e formatação de textos (operaçþes do menu Formatar, Inserir, Tabelas, Exibir â&#x20AC;&#x201C; cabeçalho e rodapĂŠ, Arquivo - configurar pĂĄgina e impressĂŁo, Ferramentas - ortografia e gramĂĄtica); Microsoft Excel 97/2000/2003/XP em portuguĂŞs: Criação de pastas, planilhas e grĂĄficos, uso de formulas, funçþes e macros, configurar pĂĄgina, impressĂŁo, operaçþes do menu Formatar, operaçþes do menu Inserir, obtenção de dados externos, classificar; Microsoft Windows 95/98/2000/XP em portuguĂŞs: Criação de pastas (diretĂłrios), arquivos e atalhos, ĂĄrea de trabalho, ĂĄrea de transferĂŞncia, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, uso de aplicativos, interação com os aplicativos do Microsoft Office; Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressĂŁo de pĂĄginas. Redes Microsoft: compartilhamento de pastas e arquivos; localização e utilização de computadores e pastas remotas. GUARDA VIDAS TĂŠcnicas de natação e de mergulho. TĂŠcnicas de resgate dentro e fora d'ĂĄgua. Primeiros socorros: fundamentos - primeiras medidas, busca, localização, sinalização; TĂŠcnicas de primeiros socorros - abordagem, atendimento, reanimação, estancamento de hemorragias, imobilização e transporte de feridos/acidentados. Segurança no trabalho.Cuidados essenciais com o banhista e agilidade nas açþes de preservação e salvamento. Avaliação de condiçþes fĂ­sicas e meteorolĂłgicas, de riscos, suprimentos e equipamentos. Sinalização de ĂĄreas seguras e de ĂĄreas imprĂłprias para banho. Noçþes bĂĄsicas de meio ambiente. Noçþes bĂĄsicas de ĂŠtica e cidadania. Trabalho em equipe. Disciplina. Capacidade de concentração e de transporte de barreiras. Emprego de Equipamentos Adequados; Campanhas educativas e de esclarecimentos. Acidentes no meio lĂ­quido. O Sistema RespiratĂłrio. Operaçþes em salvamento aquĂĄtico. Educação fĂ­sica aplicada. Alimentação e bebidas. Proteção solar; A ĂŠtica profissional do Guarda-Vidas; APH â&#x20AC;&#x201C; Atendimento PrĂŠ Hospitalar (Primeiros Socorros); IBS - Intensive Basic Support â&#x20AC;&#x201C; Suporte BĂĄsico Intensivo. Manuseio do DEA (Desfibrilador Externo AutomĂĄtico). INSPETOR DE ALUNOS A ideologia da Educação. Assuntos correlatos Ă  respectiva ĂĄrea. Criança e Adolescente: direitos e proteção. Cuidados a serem tomados com a integridade fĂ­sica da criança. Ă&#x2030;tica profissional. Funçþes: noçþes bĂĄsicas da função. Medidas de Segurança. Noçþes de Higiene e bem-estar. Regras de Comunicação e interação. Segurança no Trabalho. Disciplina e vigilância das crianças; Hierarquia; Controle e movimentação das crianças; Primeiros Socorros; Estatuto da Criança e do adolescente (ECA-Lei Federal n. Âş 8.069) e suas alteraçþes. Constituição Federal (arts. 205 a 214 e art. 60 ADCT). Lei Federal n°.9394/96. INSTRUTOR CULTURAL - PETI Lei de Diretrizes e Base da Educacional Nacional atualizada, LDB, Lei 9.394/1996. Cultura Afro â&#x20AC;&#x201C; Brasileira. Educação do Campo. Educação Especial. Educação para diversidade. A relação ensino aprendizagem numa visĂŁo construtivista e sĂłcio interacionista. Estatuto da Criança e do Adolescente. Cultura das Atividades FĂ­sicas/Movimento Humano (jogos, lutas, danças, ginĂĄsticas, esportes, lazer e recreação); Equipamento e Materiais (diferentes equipamentos materiais e suas possibilidade de utilização na ação pedagĂłgica e tĂŠcnico cientifica com as manifestaçþes de Atividade FĂ­sica/Movimento Humano); Atividade FĂ­sica/Movimento Humano e Performance (desempenho e condicionamento humano); Atividade FĂ­sica/Movimento Humano SaĂşde e Qualidade de Vida (aptidĂŁo fĂ­sica e aspectos preventivos e terapĂŞuticos do exercĂ­cio fĂ­sico); Abordagens da Educação FĂ­sica Escolar (Desenvolvimentista, Criticas, Psicomotora, construtivista); Motricidade Humana (Lateralidade, Tonicidade, Orientação Espaço-Temporal, Praxia Global e Fina); Corporeidade (Esquema Corporal,Imagem Corporal e ExpressĂŁo Corporal); Cineantropometria (Antropometria); Crescimento e Desenvolvimento Corporal. INSTRUTOR DE INFORMĂ TICA Pacote Office 2000/XP/2003; Internet Explorer; Conceitos em Hardware; conectividade e configuração de ambiente de usuĂĄrio; Sistemas Operacionais (98/2000/XP/2003): Instalação e configuração; Sistemas de Arquivos; Serviços de rede em ambiente Windows IIS, DNS, WINS, DHCP, Grupos de UsuĂĄrios e Unidades Organizacionais, DomĂ­nios, Sites, Diretivas de Grupo, Backup; Jogos educativos, aplicação e acompanhamento do aluno em softwares educacionais construtivistas e instrucionistas. O uso do computador na Escola, as novas tecnologias, Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação e a formação docente, o papel do Professor na era digital e a utilização da tecnologia como meio de pesquisa e ferramenta no processo de ensino aprendizagem; Sistema Operacional Linux; Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Portais de Informação, Bibliotecas Virtuais; Sistemas MultimĂ­dia, Linguagem, MultimĂ­dia, Hipertexto e HipermĂ­dia. TĂ&#x2030;CNICO EM ENFERMAGEM Ă&#x2030;tica Profissional; Realização de tĂŠcnicas de enfermagem: administração de medicamentos por via endovenosa e hemotransfusĂŁo, leitura de dispositivos de vigilância total e cardĂ­aca, leitura de reação Ă s provas dĂŠrmicas, aspiração traqueal, sondagem nasogĂĄstrica e vesical, controle hĂ­drico; PrincĂ­pios e tĂŠcnicas de assepsia e antisepsia â&#x20AC;&#x201C; desinfecção corrente e terminal; Interpretaçþes de sinais e sintomas; AssistĂŞncia ao paciente e ao

CONHECIMENTOS ESPECĂ?FICOS AGENTE COMUNITĂ RIO DE SAĂ&#x161;DE A assistĂŞncia Ă  saĂşde da mulher (prĂŠ-natal, preventivo do câncer do colo de Ăştero e mama, planejamento familiar); Noçþes elementares referente a assistĂŞncia Ă  saĂşde da criança e do adolescente; Noçþes elementares referente a saneamento bĂĄsico; Sistema a Ă&#x161;nico de SaĂşde - SUS - princĂ­pios e diretrizes; Noçþes elementares

referente ao processo saĂşde e doença; Equipe de saĂşde; Noçþes elementares referente a assistĂŞncia Ă  saĂşde do adulto (problemas respiratĂłrios, cardiolĂłgicos, diabetes mellitus, hipertensĂŁo arterial; noçþes elementares referente; EstratĂŠgia de SaĂşde da FamĂ­lia - estratĂŠgia de reorientação do modelo assistencial - PrincĂ­pios e diretrizes (equipe mĂ­nima, territorialização); Programa de Agente ComunitĂĄrio de SaĂşde; Atribuiçþes do Agente ComunitĂĄrio de SaĂşde - Lei 11.350; Noçþes elementares referente Ă s Doenças Sexualmente TransmissĂ­veis, tipos, forma de contĂĄgio e prevenção; Visita domiciliar (caracterĂ­sticas e objetivos); SIAB - Sistema de Informação da Atenção BĂĄsica - Fichas A, B, C, D, SSA2, PMA2; Cadastramento das famĂ­lias e o acompanhamento a gestante, hipertenso, diabĂŠtico; Noçþes referente Ă  doenças de notificação compulsĂłria; Noçþes referentes o acompanhamento ao paciente com tuberculose e hansenĂ­ase; Noçþes elementares referente Ă  SaĂşde Bucal; Noçþes sobre a transmissĂŁo de doenças e respectivo tratamento. PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde AGENTE DE CONTROLE DE VETORES Conceito de Vigilância SanitĂĄria, Epidemiologia, Biologia, Mecanismo de TransmissĂŁo, patologia, medidas preventivas e controle de zoonoses - dengue, aids, febre amarela, tenĂ­ase, cesticencose, leptospirose, raiva, taxoplasmose, leishemaniose, (visceral e cutânea), febre tifĂłide, difteria, cĂłlera, febre maculosa, hantaviroses, doença de chagas malĂĄria, controle de roedores, reservatĂłrios e animais peçonhentos, PadrĂľes de potabilidade de ĂĄgua para consumo humano, sistema pĂşblico de abastecimento de ĂĄgua, inspeçþes para sistema de abastecimentos de ĂĄgua; noçþes gerais de saĂşde pĂşblica; Noçþes sobre a transmissĂŁo de doenças e respectivo tratamento. PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde; Correio EletrĂ´nico (mensagens, anexação de arquivos, cĂłpias); Microsoft Word 97/2000/2003/XP em portuguĂŞs: Edição e formatação de textos (operaçþes do menu Formatar, Inserir, Tabelas, Exibir - cabeçalho e rodapĂŠ, Arquivo - configurar pĂĄgina e impressĂŁo, Ferramentas - ortografia e gramĂĄtica); Microsoft Excel 97/2000/2003/XP em portuguĂŞs: Criação de pastas, planilhas e grĂĄficos, uso de formulas, funçþes e macros, configurar pĂĄgina, impressĂŁo, operaçþes do menu Formatar, operaçþes do menu Inserir, obtenção de dados externos, classificar; Microsoft Windows 95/98/2000/XP em portuguĂŞs: Criação de pastas (diretĂłrios), arquivos e atalhos, ĂĄrea de trabalho, ĂĄrea de transferĂŞncia, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, uso de aplicativos, interação com os aplicativos do Microsoft Office; Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressĂŁo de pĂĄginas. Redes Microsoft: compartilhamento de pastas e arquivos; localização e utilização de computadores e pastas remotas. NĂ?VEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO LĂ?NGUA PORTUGUESA (CONFORME AS NOVAS REGRAS ORTOGRĂ FICAS) Interpretação de textos. Ortografia. VocĂĄbulos MonossĂ­labos, DissĂ­labos, TrissĂ­labos e PolissĂ­labos. Encontros vocĂĄlicos: ditongo, tritongo e hiato. Encontro Consonantal: dĂ­grafo. DivisĂŁo silĂĄbica. Utilização dos sinais de pontuação. Acentuação grĂĄfica. Classificação do substantivo: comum e prĂłprio, concreto e abstrato, coletivo. Verbos no Infinitivo e imperativo. Uso das formas verbais no gerĂşndio. Classificação dos pronomes. Tipos de sujeito. Tipos de predicado. Emprego de mal e mau, mas e mais. MATEMĂ TICA NĂşmeros naturais: operaçþes e problemas. NĂşmeros fracionĂĄrios: operaçþes e problemas. NĂşmeros decimais: operaçþes e problemas. Sistema Legal de Medidas. PerĂ­metro e ĂĄreas de figuras planas. CONHECIMENTOS ESPECĂ?FICOS AJUDANTE DE SERVIĂ&#x2021;OS E AJUDANTE GERAL Noçþes de limpeza e higiene; Destinação do lixo; Produtos apropriados para limpeza de: pisos, paredes, vasos sanitĂĄrios, azulejos, etc.; Conhecimentos e uso dos utensĂ­lios de trabalho braçal; Noçþes de Hierarquia; Preparo e distribuição de cafĂŠ, chĂĄ, suco, etc..; Pequenos reparos em instalaçþes, mobiliĂĄrios e utensĂ­lios; Limpeza interna e externa de prĂŠdios, banheiros, laboratĂłrios, escolas, bem como de mĂłveis e utensĂ­lios. Varrição de superfĂ­cies diversas; Conhecimento e uso de ferramentas: enxada, foice, pĂŠ de cabra, pĂĄ, lima, vassoura, escovĂŁo, outros; Carregamento e descarregamento de terra, areia e entulhos em caminhĂľes; Conservação de ferramentas diversas; Carregamento e empilhamento de tijolos, blocos, telhas; Abertura de valas com utilização de ferramentas manuais; Limpeza de veĂ­culos e mĂĄquinas; ConvivĂŞncia com os superiores, com os colegas de trabalhos e com o pĂşblico; Bom trato com os bens pĂşblicos. TRATORISTA Legislação e Sinalização de Trânsito; Normas gerais de circulação e conduta; Sinalização de Trânsito; Direção defensiva; Primeiros Socorros; Proteção ao Meio Ambiente; Cidadania; Noçþes de mecânica bĂĄsica de mĂĄquinas; CĂłdigo de Trânsito Brasileiro e seus Anexos, Decreto nÂş 62.127 de 16/01/68 e Decreto nÂş 2.327 de 23/09/97; Condução de mĂĄquinas e implementos; Manobras; Conhecimentos sobre os instrumentos do painel de comando; Manutenção do equipamento e implementos; Direção e operação veicular, acoplagem de implementos diversos.

mĂŠdico durante tratamentos complexos: oxigenoterapia, drenagem, paracentese, provas de função real e digestiva, diĂĄlise perintoneal, biĂłpsias, alimentação parenteral; AssistĂŞncia Ă  pacientes geriĂĄtricos; Cuidados prĂŠ-operatĂłrios; AssistĂŞncia em salas de cirurgia â&#x20AC;&#x201C; instrumentação; Prevenção de acidentes: hemorragias, queimaduras, fraturas, corpos estranhos, afogamentos; AssistĂŞncia de enfermagem em unidade de tratamento intensivo â&#x20AC;&#x201C; controle de PVC, monitorização cardĂ­aca e respiratĂłria; AssistĂŞncia de enfermagem Ă  pacientes portadores de diabetes mellitus â&#x20AC;&#x201C; insulinoterapia; AssistĂŞncia de enfermagem Ă  pacientes em tratamento quimioterĂĄpicos; AssistĂŞncia de enfermagem nas situaçþes de emergĂŞncia â&#x20AC;&#x201C; choque, edema agudo do pulmĂŁo, insuficiĂŞncia respiratĂłria aguda e parada cardĂ­aca; Enfermagem Materno Infantil: Anatomia e fisiologia da reprodução humana.; Desenvolvimento de embriĂŁo e do feto; AssistĂŞncia de enfermagem Ă  gestante, parturiente e puĂŠrpera normal e patolĂłgica. Trabalho de parto: preparo, condução do trabalho de parto normal e complicaçþes. Intervençþes obstĂŠtricas e assistĂŞncia de enfermagem ao recĂŠm-nascido normal e prematuro; AssistĂŞncia de enfermagem ao paciente pediĂĄtrico; Enfermagem em SaĂşde PĂşblica: Situação de saĂşde do paĂ­s: peculiaridades regionais e locais; Atividades bĂĄsicas de enfermagem. AssistĂŞncia de enfermagem de saĂşde pĂşblica na comunidade. Aplicação de tĂŠcnicas educativas em enfermagem de saĂşde pĂşblica. Doenças transmissĂ­veis e seu controle. Doenças sexualmente transmissĂ­veis. Importância do saneamento no meioambiente a prevenção das doenças e seus nĂ­veis. PolĂ­ticas de saĂşde; Diretrizes e bases da implantação do SUS; Constituição da RepĂşblica Federativa do Brasil â&#x20AC;&#x201C; dispositivos relacionados Ă  SaĂşde; Organização da atenção bĂĄsica no Sistema Ă&#x161;nico de SaĂşde. Legislação profissional; Lei Orgânica do SUS: Leis federais 8.080 e 8.142; NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. T S T

# '' '' =9 '   ' # ' 7,06*-+,,'  ' #' 7'+-6*-+,,'

'0 ' ' !!! 7)'('7## !.# !  # #39 # 5# ## ,"##  ## ##" ###  #   # # # !!53'  ' #  !'  '  !!' !!'  !' :!' !' !$!53'  '  ' '  5'  '  !!'

!!' !  ' !'   !!' !'   !'  ! '  ' !!! 7)(' # '  #! ' ('  #  #   # # !  #    8'  ' '  ' (# # 2# )*&)/0&0/1'((()%*)$# !#   # :# #  ".#  +$# 2# *-/*$# # )$# #  #  # !!"5##5##

816&66(5((($# # ## 3## #()# #(*#  ## ### $#  ####"# #,'/1*4--(--' % ' ';'# ' ' ' !&&#

' . '  ' """ 8)' ('  ;& & "2&  "   & &  6= & 9& &  & 0#& &    & &   & & # &  & &  &     &  & & ""52' ' %  "'  "!""' ""' "!"52' '  5'  ' ! ""% '  ' / "' "% ""' %' "!5"% ' '  ' !""'    '"'&52'"' ' '   '"' ' "!'7'461*-++3('%' "   "52'  ;' ('  !"8' /' ' ' "'  <"' ! """' ' (' ";' % ' '   /('   5(' / "(' ""' '   / !' :(' % '  $' ' ' "!' ' !"52' "'   ""'  "!'  ' &"('  &  &    & & "   &    <'  '    '' '  )(' &5&-,)/.7):1/*,,,-(,,'&"& &>&)&  2& && '&5&1,.&(& '& & & &  8*&'& &4::1,(,,,'&

 & !  && 6& & "&,-& &&  !&& &  '&    && &  &# & &+&3-)3,,',,&$   & &"&"& &  & %)&

 4%$#(1# #  !"# #*())&#

  #"!#  ' ' '

NOAS 01/02; Legislação de interesse Ă  saĂşde, legislação sanitĂĄria geral. TĂ&#x2030;CNICO EM SEGURANĂ&#x2021;A DO TRABALHO Segurança do trabalho. Higiene do trabalho. Meios de comunicação, recursos audiovisuais e promocionais, dinâmica de grupo. Psicologia das relaçþes humanas e do trabalho. Proteção contra incĂŞndio. Administração aplicada. Normalização e Legislação. EstatĂ­sticas de acidentes. Arranjo fĂ­sico. Movimentação e armazenamento de materiais. Agentes ambientais. EPI e EPC. Primeiros Socorros. Desenho tĂŠcnico. Ergonomia. PrincĂ­pios de tecnologia industrial. Doenças profissionais. Legislação sobre higiene e segurança do trabalho; Segurança no transito; CIPA - ComissĂŁo Interna de Prevenção de Acidentes; Campanhas e SIPATs; Riscos ambientais: agentes quĂ­micos, fĂ­sicos, biolĂłgicos, ergonĂ´micos e mecânicos; Elaboração do PPRA e PCMSO. NĂ?VEL FUNDAMENTAL COMPLETO LĂ?NGUA PORTUGUESA (CONFORME AS NOVAS REGRAS ORTOGRĂ FICAS) CompreensĂŁo e interpretação de diversos gĂŞneros textuais. Ortografia. Pontuação. ParĂ´nimos e homĂ´nimos. Emprego: mal e mau; hĂĄ, Ă , a; onde e aonde; mas e mais. Crase. Acentuação grĂĄfica. Emprego do â&#x20AC;&#x153;porquĂŞâ&#x20AC;?. Estrutura das Palavras: Sufixos e prefixos. Classes gramaticais variĂĄveis: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome e verbo; invariĂĄveis: preposição, interjeição, conjunção e advĂŠrbio. FlexĂŁo de nĂşmero, gĂŞnero e grau dos substantivos e adjetivos. SinĂ´nimos e AntĂ´nimos. Termos essenciais, integrantes e acessĂłrios da oração. Concordância Nominal. Concordância Verbal. Colocação pronominal. Figuras de pensamento: hipĂŠrbole; antĂ­tese; prosopopĂŠia; ironia; gradação; eufemismo. RegĂŞncia nominal e regĂŞncia verbal. MATEMĂ TICA DivisĂŁo e Multiplicação de fraçþes; MĂĄximo Divisor Comum (M.D.C.) MĂ­nimo MĂşltiplo Comum (M.M.C.); ExpressĂľes AlgĂŠbricas; RazĂŁo e Proporção; Juros Simples; Equaçþes, Inequaçþes e Sistemas; Conjuntos e Subconjuntos; PotĂŞncias e RaĂ­zes; Geometria Plana; Ă&#x201A;ngulos; Teoremas; Trigonometria; Probabilidades e Geometria bĂĄsica. ATUALIDADES / CONHECIMENTOS GERAIS HistĂłrico de Mato Grosso do Sul: povoamento, colonização. HistĂłrico da divisĂŁo e criação de MS. Posição GeogrĂĄfica de MS e do MunicĂ­pio: Espaço geogrĂĄfico, divisĂŁo micro-regional, aspectos fĂ­sicos, sĂłcio econĂ´micos e cultural, distribuição populacional.Desenvolvimento PolĂ­tico: No Estado e no MunicĂ­pio.Desenvolvimento EconĂ´mico do Brasil. Processos Politico-Administrativos no Brasil. O Brasil no CenĂĄrio Internacional: Relaçþes comerciais, culturais e diplomĂĄticas, Participação nas Organizaçþes Internacionais. MERCOSUL. Meio ambiente. Habitação. SaĂşde. Ă&#x2030;tica e Cidadania. Atualidades econĂ´micas, polĂ­ticas e sociais no âmbito internacional, nacional e MS.

 8('&,4& &  "#& &.,--)&    & #"&  '' '

 ( 5(272,/-.. (/2(( &((/-.. ) %(  !%(  ( ' %( ( 0( %( !8%3+  ( #(  )     (!      !     ./ !       -%!    !   *  '!   ( .5( *(   (  (  " (  ( (  &)(           ((&  6 ( 4 )('(")(  )(  !   .   %%(%( &$1%(%0%!    $%    &$%%"  ( /5( *          ., #  .,!   ./  ("       (  &+    &$%%"

  (#( ( (((((  ( %$(


10

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

Atos Oficiais Atos Oficiais

C2

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 continuação Da página antErior

4.11. O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, a não ser por anulação plena deste concurso. 4.12. É de exclusiva responsabilidade do candidato a exatidão dos dados cadastrais informados no ato da inscrição.

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO 001.2/2011 O Município de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Comissão de Concurso Público, constituída através da Portaria nº 247/2011 Faz Saber a todos, que fará realizar Concurso Público de provas e títulos para investidura em cargos de provimento efetivo do Grupo Ocupacional Magistério, que será regido pelo Estatuto dos Servidores Públicos e Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal e pelas presentes Instruções Especiais e seus Anexos, que constituem parte integrante deste Edital para todos os efeitos legais. 1 – DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. O presente concurso visa o provimento das vagas distribuídas no Quadro de Cargos, sendo que os demais classificados ficarão em cadastro reserva, para suprimento de novas vagas a serem previstas, ao longo do período de validade do concurso público. 1.1.1. Os candidatos em cadastro reserva, poderão ser convocados pela administração municipal para a contratação temporária, conforme estabelecer legislação municipal vigente. 1.2. O concurso, para todos os efeitos, tem validade de 02 (dois) anos, a partir da data da publicação da homologação do resultado final na Imprensa Oficial do Município, podendo ser prorrogada, facultativamente, por igual período, por meio de Decreto a ser expedido pelo Chefe do Executivo Municipal. 1.3. O período de validade estabelecido para este Concurso não gera para o Município a obrigatoriedade de aproveitar todos os candidatos aprovados. A aprovação gera, para o candidato, apenas o direito à preferência na admissão, dependendo da classificação no Concurso. 1.4. Os candidatos aprovados em todas as fases e admitidos estarão sujeitos ao regime estatutário estabelecido pelo Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Caarapó e Estatuto e Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério Público, em vigor à época da investidura. 1.5. O concurso será regido por este Edital, organizado pela Prefeitura Municipal de Caarapó, por intermédio da Comissão de Concurso Público, e executado pela empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda.

4.13. Não será aceito, em hipótese alguma, pedido de alteração do cargo/função ou local de realização das provas, quando for o caso, para o qual o candidato se inscreveu. 4.14. Não serão aceitas inscrições por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile (fax), transferência ou depósito em conta corrente, DOC, ordem de pagamento, condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital. 4.15. São considerados documentos de identidade as carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores, Cédulas de Identidade fornecidas por Ordens ou Conselhos de Classe, que por lei federal valem como documento de identidade, como, por exemplo, as do CREA, OAB, CRC, etc., a Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a Carteira Nacional de Habilitação com foto, nos termos da Lei nº 9.503 art. 159, de 23/9/97. 4.16. O candidato terá sua inscrição homologada somente após o recebimento, pela SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, através do banco, da confirmação do pagamento de sua taxa de inscrição, no valor estipulado neste Edital. 4.17. A inscrição no presente Concurso Público implica o conhecimento e a expressa aceitação das condições estabelecidas neste Edital, das quais o candidato não poderá alegar desconhecimento. 4.18. Antes de efetuar a inscrição e/ou o pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá tomar conhecimento do disposto neste Edital e em seus Anexos e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. 4.19. Não será permitida a transferência para outra pessoa, nem do valor pago como taxa de inscrição, nem da inscrição. 4.20. Encerrado o prazo de inscrição, será publicada em listas distintas a relação nominal dos candidatos inscritos, que tiverem suas inscrições deferidas ou indeferidas, em ordem alfabética, por grupo ocupacional e cargo, da qual constará o respectivo número de inscrição. 5 – DAS INSCRIÇÕES DAS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA

1.5.1. À Comissão compete a supervisão da execução material das atividades do Concurso Público, a definição de suas diretrizes e a formulação e acompanhamento de todas as fases do certame. 1.5.2. A banca examinadora será composta por examinadores indicados pela empresa SIGMA Assessoria em Gestão Pública Ltda, com competência para a elaboração, avaliação e correção das provas escritas e de títulos, bem como a apreciação e emissão de pareceres acerca dos pedidos de reconsideração e dos recursos. 1.6. A seleção de que trata este Edital consistirá de:

5.1. Ao portador de deficiência, nos termos da Lei Municipal nº 806/2005, legislação municipal em vigor c/c o § 1º, Art. 37 do Decreto 3.298/99, amparado pelo inciso VIII, Art. 37º da Constituição Federal, será reservado 5% (cinco por cento) das vagas de cada cargo elencado no item 2 – dos Cargos, deste Edital, e das que vierem a surgir durante o processo de validade do Concurso Público, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência. 5.2. Excetua-se do disposto no item anterior, os cargos cuja disponibilidade de vaga seja de apenas uma única vaga.

1.6.1. Prova escrita OBJETIVA (de caráter eliminatório e classificatório), Prova de TÍTULOS (de caráter classificatório) e REDAÇÃO (de caráter eliminatório e classificatório) para os seguintes cargos: a) MAGISTÉRIO: Professor Anos Iniciais – 1º ao 5º ano, Professor Educação Infantil, Professor – Artes, Professor – Ciências, Professor – Educação Física, Professor – Geografia, Professor – História, Professor – Língua Materna (Guarani), Professor Língua Portuguesa e Professor – Matemática.

5.2.1. Quando o cálculo para um número de vagas mencionados no item 5.1. resultar em número fracionário, será adotado o critério de arredondamento para o próximo número inteiro maior subseqüente, nos termos do § 2º, artigo 37, Decreto Federal nº 3298/99. 5.3. As vagas previstas serão providas de acordo com as necessidades da Prefeitura Municipal de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul.

1.7. O concurso será de provas e títulos. 5.4. São consideradas pessoas com deficiência, de acordo com o Artigo 4º do Decreto Federal n° 3.298, de 20 de dezembro de 1999, alterado pelo Decreto n° 5.296, de 2 de dezembro de 2004, nos termos da Lei, as que se enquadram nas categorias de I a V a seguir; e as contempladas pelo enunciado da Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça: “O portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso público, às vagas reservadas aos deficientes”:

1.8. O conteúdo programático das provas encontra-se no Anexo I deste Edital. 1.9. Toda menção a horário neste Edital terá como referência o horário oficial de Mato Grosso do Sul. 2 – DOS CARGOS

CARGOS

Nº DE VAGAS

MAGISTÉRIO – SEDE C/H/S VENC. INICIAL

PROFESSOR – ANOS INICIAIS (1º AO 5º ANO) PROFESSOR – ARTES

02

20

857,43

02

20

857,43

PROFESSOR – MATEMÁTICA

01

20

857,43

CARGOS

Nº DE VAGAS

PROFESSOR – ANOS INICIAIS (1º AO 5º ANO) PROFESSOR – EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSOR – ARTES

06

REQUISITOS

LICENCIATURA PLENA PARA DOCÊNCIA DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. LICENCIATURA PLENA – ARTES OU EDUCAÇÃO ARTÍSTICA LICENCIATURA PLENA – MATEMÁTICA.

MAGISTÉRIO – RESERVA INDÍGENA C/H/S VENC. REQUISITOS INICIAL 20

635,38

02

20

635,38

03

20

857,43

PROFESSOR – CIÊNCIAS

02

20

857,43

PROFESSOR – EDUCAÇÃO FÍSICA

03

20

857,43

PROFESSOR – GEOGRAFIA

02

20

857,43

PROFESSOR – HISTÓRIA

01

20

857,43

PROFESSOR – LÍNGUA MATERNA (GUARANI)

01

20

857,43

PROFESSOR – LÍNGUA PORTUGUESA

03

20

857,43

PROFESSOR – MATEMÁTICA

03

20

857,43

NÍVEL MÉDIO MAGISTÉRIO INDÍGENA (ARA VERÁ) NÍVEL MÉDIO MAGISTÉRIO INDÍGENA (ARA VERÁ) LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM ARTES DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NATUREZA DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM LINGUAGENS DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM LINGUAGENS INDÍGENAS (TEKO ARANDU). LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM LINGUAGENS DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU. LICENCIATURA PLENA COM HABILITAÇÃO EM MATEMÁTICA DO CURSO DE LICENCIATURA INDÍGENA TEKO ARANDU.

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$) 75,00 75,00 75,00

TAXA DE INSCRIÇÃO (R$) 50,00 50,00 75,00

75,00

75,00

I - DEFICIÊNCIA FÍSICA - alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); II - DEFICIÊNCIA AUDITIVA - perda bilateral, parcial ou total, de quarenta e um decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas frequências de 500HZ, 1.000HZ, 2.000Hz e 3.000Hz (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004);

IV - DEFICIÊNCIA MENTAL – funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como: a) comunicação; b) cuidado pessoal; c) habilidades sociais; d) utilização dos recursos da comunidade (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004); e) saúde e segurança; f) habilidades acadêmicas; g) lazer; e h) trabalho;

75,00

5.6. Não serão considerados como deficiência, os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples, tais como: miopia, astigmatismo, estrabismo e congêneres.

75,00

5.7. As vagas destinadas às pessoas com deficiência que não forem providas por falta de candidatos, por reprovação no Concurso Público ou na perícia médica, serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação. 5.8. As pessoas com deficiência, resguardadas as condições especiais previstas na legislação própria, participarão do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere às provas aplicadas, ao conteúdo das mesmas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e local de aplicação da prova e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos.

3.1. Para investidura nos cargos de provimento efetivo, inclusos no presente concurso, serão exigidos dos candidatos aprovados o preenchimento dos seguintes requisitos de habilitação:

5.9. O candidato que, no ato da inscrição, declarar-se com deficiência, se classificado no Concurso Público, figurará em listagem específica e, caso obtenha classificação necessária, figurará também na listagem de classificação geral dos candidatos ao cargo.

a) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou cidadão português a quem foi deferida a igualdade nas condições previstas pelo Decreto Federal nº 70.436/72.

5.10. Para concorrer como portador de deficiência, o candidato deverá:

b) ter, à data da posse, idade mínima de 18 (dezoito) anos e idade máxima de 70 (setenta) anos incompletos.

a) no Formulário de Solicitação de Inscrição declarar se pretende participar do concurso como portador de deficiência e preencher o tipo de deficiência;

e) gozar de boa saúde física e mental, atestada mediante exame admissional. f) não registrar antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos. g) possuir os requisitos necessários para exercer o cargo, sendo: g.1) Fotocópia da cédula de identidade; g.2) Fotocópia do cartão de cadastro de pessoa física – C.P.F.(M.F.); g.3) Fotocópia da certidão de casamento; g.4) Fotocópia da certidão de nascimento dos dependentes (se possuir); g.5) Fotocópia do titulo de eleitor, com prova de quitação perante a Justiça Eleitoral; g.6) Fotocópia do Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação, se do sexo masculino; g.7) Fotocópia de comprovação de Diploma de escolaridade exigida para o cargo; g.8) Declaração de não acumulo de cargos; g.9) Declaração de bens; g.10) Fotocópia do cartão de inscrição no PIS/PASEP (se já inscrito); g.11) Comprovante de endereço; g.12) 01 fotografia 3x4, recente, tirada de frente. h) não ter sido exonerado anteriormente por não ter atingido as exigências do estágio probatório na Prefeitura Municipal de Caarapó/MS; i) Não estar impedido de exercer cargo público por decisão judicial ou administrativa transitada em julgado; j) Os candidatos aos cargos Magistério – Indígena, deverão comprovadamente, residir na reserva indígena do município de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul. 3.2. O não preenchimento dos requisitos acima elencados, mesmo que o candidato venha a ser aprovado no concurso público, acarretará o impedimento de tomar posse no cargo, com a perda do direito à vaga e anulação da nomeação porventura ocorrida. 3.2.1. A verificação a qualquer tempo, de declaração falsa ou de inexatidão de dados fornecidos pelo candidato, bem como a apresentação de documentos falsos ou a prática de ato doloso pelo candidato importará na nulidade de sua participação no concurso e na nomeação acaso ocorrida, com a conseqüente responsabilização nos termos da Lei Penal. 4 – DAS INSCRIÇÕES 4.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das condições do Concurso, tais como se acham definidas neste Edital e nas normas legais pertinentes, acerca das quais não poderá alegar desconhecimento. 4.2. Objetivando evitar ônus desnecessário, o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor de inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidos para o Concurso. 4.3. As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas, via Internet, no endereço eletrônico http://www.sigmams.com.br, a partir das 00h00 do dia 12.12.2011 até as 23h59min do dia 23.12.2011. 4.3.1. Para os candidatos que não possuem acesso à Internet será disponibilizado um Posto de Atendimento situado na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, localizada na Avenida Presidente Vargas, nº 861, centro, na cidade de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, nos dias úteis, no período constante do item 4.3, no horário das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00. 4.4. Para inscrever-se, o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www.sigmams.com.br durante o período das inscrições e, por meio dos links referentes ao Concurso Público, efetuar sua inscrição, conforme os procedimentos estabelecidos a seguir: a) Preencher o Formulário de Inscrição no qual declarará estar ciente das condições exigidas para admissão ao cargo e que se submete às normas expressas neste Edital e transmitir os dados pela Internet. b) Imprimir o boleto bancário e pagar a respectiva taxa de inscrição na rede bancária ou nas casas lotéricas, até o dia pré-determinado no boleto bancário. c) Em caso de feriado ou evento que acarrete o fechamento de agências bancárias na localidade em que se encontra o candidato, o boleto deverá ser pago antecipadamente. 4.5. O candidato poderá efetuar inscrição para mais de um cargo no concurso público, todavia deverá optar pela realização das provas para um único cargo. 4.6. As informações prestadas no Formulário de Inscrição via Internet são de inteira responsabilidade do candidato, reservando-se a Prefeitura Municipal de Caarapó e a Sigma Assessoria o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher esse documento oficial de forma completa, correta e legível e/ou fornecer dados inverídicos ou falsos.

7 – DA PROVA ESCRITA 7.1 A Prova Objetiva, para todos os cargos, tem caráter eliminatório e classificatório, sendo composta de 40 (quarenta) questões, com 04 (quatro) alternativas de respostas, sendo somente uma a correta, conforme a seguir especificado:

CARGOS PROFESSOR – ANOS INICIAIS ( 1º AO 5º ANO) PROFESSOR – EDUCAÇÃO INFANTIL PROFESSOR – ARTES PROFESSOR – CIÊNCIAS PROFESSOR – EDUCAÇÃO FÍSICA PROFESSOR – GEOGRAFIA PROFESSOR – HISTÓRIA PROFESSOR – LÍNGUA MATERNA (GUARANI) PROFESSOR – LÍNGUA PORTUGUESA CARGOS PROFESSOR – MATEMÁTICA

ATIVIDADES PROFISSIONAIS DE MAGISTÉRIO LÍNGUA CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS PORTUGUESA GERAIS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICOS 10 5 25 -

VALOR POR QUESTÃO 2,50

VALOR TOTAL 100,00

10

5

25

-

2,50

100,00

10 10 10

5 5 5

15 15 15

10 10 10

2,50 2,50 2,50

100,00 100,00 100,00

10 10 10

5 5 5

15 15 15

10 10 10

2,50 2,50 2,00

100,00 100,00 100,00

-

5

25

10

2,50

100,00

VALOR POR QUESTÃO 2,50

VALOR TOTAL 100,00

ATIVIDADES PROFISSIONAIS DE MAGISTÉRIO CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS CONHECIMENTOS PORTUGUESA GERAIS ESPECÍFICOS PEDAGÓGICOS 10 5 15 10 LÍNGUA

7.2. Os Conteúdos Programáticos dos Cargos constam do Anexo I, deste Edital. 7.3. A duração da prova objetiva para todos os cargos será de 4 (quatro) horas, incluindo o tempo de Redação, quando houver. 7.4. O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta e, obrigatoriamente, do comprovante de inscrição definitivo e de documento de identificação com foto recente. 7.5. Serão considerados documentos de identificação os documentos relacionados no item 4.17, deste Edital. 7.5.1. O documento de identificação deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação do candidato e de sua assinatura. Não serão aceitos como documentos de identificação CPF (CIC), certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem cópias de documentos de identificação, ainda que autenticadas, ou protocolos de entrega de documentos. 7.5.2. O candidato que não apresentar documento de identidade oficial, na forma definida no item 4.15 deste Edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do certame. 7.5.3. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, nos dias de realização das provas, documento de identidade original conforme definido no item 4.15, por motivo de roubo, perda ou furto, ocorrido nos trinta dias anteriores à data da prova, deverá apresentar documento que ateste o registro da ocorrência policial, bem como outro documento que o identifique. Nesta ocasião será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de assinatura e de impressões digitais em formulário próprio de ocorrências. 7.5.4. A identificação especial poderá ser exigida de candidato cujo documento de identidade apresente dúvidas quanto à fisionomia e/ou à assinatura do portador. 7.6. Não será admitido o ingresso de candidatos no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início. 7.7. Não haverá segunda chamada para a Prova Objetiva. O não comparecimento na Prova Objetiva, qualquer que seja a alegação, acarretará ao candidato a eliminação automática do certame.

7.9. O candidato deverá permanecer obrigatoriamente no local de realização das provas por, no mínimo, 1 (uma) hora após o início das provas.

5.5. Caso a deficiência não esteja de acordo com os termos da Organização Mundial da Saúde, da Lei nº 7.853, de 24 de outubro de 1989, e do Decreto nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, a opção de concorrer às vagas destinadas aos portadores de deficiência será desconsiderada, passando à ampla concorrência.

d) estar quites com o serviço militar obrigatório, quando do sexo masculino.

c) Avaliação de Títulos, de caráter classificatório, para os candidatos a todos os cargos aprovados nas etapas anteriores, com data provável de realização entre os dias 10 de fevereiro de 2012, em horário e local a ser definido.

ou menor que 60o; ou a ocorrência simultânea de quaisquer das condições anteriores (Redação dada pelo Decreto nº 5.296, de 2004);

75,00

c) ter votado nas últimas eleições ou justificado a ausência.

b) Redação, que será realizada juntamente com a prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para os candidatos aos cargos constantes no subitem 1.6.1 deste Edital.

7.8. É vedado ao candidato prestar a prova objetiva fora do local, data e horário divulgados pela organização do Concurso Público.

V - DEFICIÊNCIA MÚLTIPLA – associação de duas ou mais deficiências.

3 – DOS REQUISITOS GERAIS

6.1 O Concurso Público será composto de: a) Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para os candidatos a todos os cargos, com data provável de realização em 22 de janeiro de 2012, em horário e local a ser definido.

III - DEFICIÊNCIA VISUAL - cegueira, na qual a acuidade visual é igual ou menor que 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; a baixa visão, que significa acuidade visual entre 0,3 e 0,05 no melhor olho, com a melhor correção óptica; os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual

75,00

75,00

6 - DAS ETAPAS DO CONCURSO PÚBLICO

b) enviar, o laudo médico original ou cópia autenticada, via SEDEX com AR (aviso de Recebimento) até o dia 23.12.2011 à Comissão de Concurso Público, ou protocolar junto ao Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Caarapó/MS, no seguinte endereço: Avenida Presidente Vargas, nº 455, centro, CEP.: 79.940-000 – Caarapó/MS. 5.11. O laudo médico deverá ser original ou cópia autenticada, estar redigido em letra legível, dispor sobre a espécie e o grau ou nível da deficiência da qual o candidato é portador, com expressa referência ao código correspondente de Classificação Internacional de Doença – CID, bem como o enquadramento previsto no Art. 4º do Decreto Federal nº 3298/99, alterado pelo Decreto Federal nº 5.296/2004. Só serão considerados os laudos médicos emitidos nos últimos 12 (doze) meses anteriores à data da realização da inscrição. 5.12. O envio da documentação incompleta, fora do prazo acima definido ou por outra via diferente do estabelecido na alínea “b” do item 5.10., causará o indeferimento do pedido de inscrição como pessoa com deficiência e fará com que o candidato participe do Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos.

5.13. Não haverá devolução do laudo médico (original ou cópia autenticada), e não serão fornecidas cópias dos mesmos. 5.14. O candidato que, no ato da inscrição, não declarar-se como portador de deficiência e/ou não enviar o laudo médico, terá seu direito à reserva de vagas precluso. 5.15. Os candidatos que se declararem com deficiência e forem convocados para a comprovação de requisitos, deverão submeter-se à perícia médica promovida por equipe multidisciplinar designada pela Prefeitura Municipal de caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul, que decidirá, de forma soberana, sobre a sua qualificação como pessoa com deficiência ou não, bem como sobre a compatibilidade entre a deficiência e as atribuições do cargo, nos termos do Artigo 43º do Decreto n° 3.298, de 20 de Dezembro de 1999, que regulamenta a Lei Federal n° 7.853/89. 5.16. As solicitações de condições especiais, bem como de recursos especiais, serão atendidas obedecendo aos critérios de viabilidade e de razoabilidade. 5.17. O candidato aprovado no Concurso Público será submetido a exames médicos e complementares, que avaliarão a sua condição física.

7.10. Durante a realização da prova objetiva e de redação não serão permitidas consultas bibliográficas de qualquer espécie, nem a utilização de máquina calculadora, relógios com calculadora ou qualquer outro equipamento eletrônico, incluindo pagers, telefones celulares, agenda eletrônica, notebook, palmtop, bem como a comunicação com os demais candidatos ou pessoas estranhas ao concurso.

7.11. Apenas na hipótese de candidatos portadores de deficiência e lactante, previamente justificados e aceitos pela organização do concurso, serão permitidas exceções no que concerne à comunicação com pessoas estranhas ao concurso. 7.12. Não será permitido que o candidato ausente-se do recinto destinado à realização das provas, após iniciadas, salvo em casos especiais e momentâneos, quando deverá ser devidamente acompanhado de fiscal. 7.13 No ato da realização da prova objetiva e de redação, serão fornecidos o caderno de questões, a folha de redação e o cartão definitivo de respostas. O candidato não poderá retirar-se da sala de prova levando qualquer um desses materiais, sem autorização e acompanhamento do fiscal. 7.14. O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para o cartão de respostas, que será o único documento válido para a correção das provas. Não serão computadas questões não respondidas nem questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que uma delas esteja correta), emenda ou rasura, ainda que legível. Em hipótese alguma haverá substituição do cartão de respostas por erro do candidato. 7.15. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido do cartão de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este Edital ou com o caderno de questões, tais como marcação rasurada ou emendada ou campo de marcação não preenchido integralmente. 7.16. O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar, manchar ou, de qualquer modo, danificar o seu cartão de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos da impossibilidade de realização da leitura óptica. 7.17. O candidato é responsável pela conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, e o número de seu documento de identidade. 7.18. Não será permitido que as marcações no cartão de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato que tenha solicitado atendimento especial para esse fim. Nesse caso, se necessário, o candidato será acompanhado por agente devidamente treinado. 7.19. Ao terminar, entregará ao fiscal o cartão definitivo de respostas, após o seu preenchimento, e a folha de redação. 7.20. O caderno de questões da prova objetiva será devolvido ao candidato, após decorrido 1 (uma) hora de realização das provas. 7.21. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação da prova em virtude do afastamento do candidato da sua sala. 7.22. No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação da prova, pelos fiscais e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo e/ou aos critérios de avaliação e de classificação. 7.23. Será automaticamente ELIMINADO do Certame o candidato que, durante a realização da prova: a) usar ou tentar usar meios fraudulentos ou ilegais para a sua realização; b) for surpreendido dando ou recebendo auxílio na resolução da prova; c) utilizar-se de anotações, impressos ou qualquer outro material de consulta; d) utilizar-se de, ou deixar ligados, quaisquer equipamentos eletrônicos e/ou digitais que permitam o armazenamento ou a comunicação de dados e informações, como por exemplo: bip, telefone celular, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, pager, etc., bem como fizer uso de régua de cálculo, livros, calculadoras ou equipamentos similares. e) faltar com a devida urbanidade para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, as autoridades presentes ou candidatos; f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal; g) ausentar-se da sala, durante a prova, portando o Cartão de Respostas ou Caderno de Questões; h) descumprir as instruções contidas no Caderno de Questões; i) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos. 7.23.1. A Comissão do Concurso Público recomenda que o candidato não leve nenhum dos objetos citados no subitem anterior, no dia de realização das provas. 7.23.2. A Comissão do Concurso Público não ficará responsável pela guarda de quaisquer dos objetos supracitados bem como não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos durante a realização das provas, nem por danos neles causados. 7.24. Não será pontuada a resposta que contiver mais de uma ou nenhuma alternativa assinalada, ou que contiver emenda ou rasura. 7.25. Será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) dos pontos da prova.

5.18. Nos casos de incompatibilidade da deficiência com a função objeto deste Edital, a nomeação não será efetivada.

8 – DA PROVA DE REDAÇÃO

5.19. O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial durante a realização da prova objetiva poderá solicitar este atendimento, conforme previsto no Artigo 40, parágrafos 1º e 2º do Decreto Federal nº 3.298 de 20 de dezembro de 1999, no ato da inscrição, indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet quais os recursos especiais necessários. As condições específicas disponíveis para realização das provas objetivas são: prova em braile, prova ampliada, fiscal ledor, intérprete de libras, acesso à cadeira de rodas e/ou tempo adicional para realização das provas objetivas, de até 1 (uma) hora (Tempo adicional somente para Portadores de Deficiência Auditiva, Visual, Mental ou Deficiência Múltipla).

8.1. A prova de redação será aplicada para candidatos aos seguintes cargos:

5.19.1. O candidato portador de deficiência visual, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, a confecção de prova especial em Braile, Ampliada ou a necessidade da leitura de sua prova, especificando o tipo de deficiência.

8.3. A prova será dissertativo-argumentativa, contendo, no mínimo, 15 (quinze) e no máximo 30 (trinta) linhas, em letra legível, a respeito do tema a ser fornecido no ato da prova.

5.19.2. O candidato portador de deficiência auditiva, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá solicitar, por escrito, até o término das inscrições, o Intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais. 5.19.3. O candidato portador de deficiência que necessitar de tempo adicional para realização das provas, além do envio da documentação indicada na letra “b” o item 5.10 deste edital, deverá encaminhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições, com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência. 5.19.4. Aos deficientes visuais (cegos) que solicitarem prova especial em Braile serão oferecidas provas nesse sistema e suas respostas deverão ser transcritas também em Braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim, no dia da aplicação da prova, reglete e punção, podendo utilizar-se de soroban. 5.19.5. Aos deficientes visuais (baixa visão) que solicitarem prova especial Ampliada, será disponibilizada prova em tamanho fonte 24. 5.20. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização da prova poderá solicitar este atendimento indicando claramente no Formulário de Solicitação de Inscrição via internet a opção lactante e enviar certidão de nascimento original ou cópia autenticada, do lactante, comprovando sua necessidade especial em envelope fechado endereçado Comissão de Concurso Público, no endereço do Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de Caarapó – Estado de Mato Grosso do Sul. 5.20.1. A candidata que necessitar amamentar deverá ainda levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e será responsável pela guarda da criança.

4.7. A Prefeitura Municipal de Caarapó e a Sigma Assessoria não se responsabilizam por solicitações de inscrições não recebidas por motivo de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, falta de energia elétrica, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

5.20.2. A candidata que necessitar amamentar, mas estiver sem acompanhante, não poderá permanecer com a criança no local de prova.

4.8. Os valores das inscrições para os cargos estão assim definidos: Nível Superior – R$ 75,00 e Nível Médio – R$ 50,00.

5.20.3. Não será concedido tempo adicional para a candidata que necessitar amamentar, a título de compensação, durante o período de realização da prova.

4.9. O comprovante definitivo de inscrição será o comprovante de pagamento autenticado ou o comprovante de inscrição paga, impresso através do site http://www.sigmams.com.br .

5.20.4. Nos horários previstos para amamentação, a candidata lactante poderá ausentar-se, temporariamente, da sala de prova, acompanhada de uma fiscal.

4.10. O candidato que não recolher o valor da taxa de inscrição, através da quitação do boleto bancário, não terá sua inscrição efetivada.

5.20.5. Na sala reservada para amamentação, ficarão somente a candidata lactante, o lactente e uma fiscal, sendo vedada a permanência de quaisquer outras pessoas.

a) Magistério: Professor Anos Iniciais – 1º ao 5º ano, Professor Educação Infantil, Professor – Artes, Professor – Ciências, Professor – Educação Física, Professor – Geografia, Professor – História, Professor – Língua Materna (Guarani), Professor Língua Portuguesa e Professor – Matemática. 8.2. A prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório, será valorizada de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e será realizada no mesmo horário da Prova Objetiva.

8.4. Será aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) dos pontos da prova. 8.5. Somente serão corrigidas as redações dos candidatos aprovados na prova objetiva. 8.6. As redações serão avaliadas pelo critério “Estilo”, com pontuação de 0 (zero) a 60 (sessenta) pontos e pelo critério “da Forma”, com pontuação de 0 (zero) a 40 (quarenta) pontos. 8.6.1. Entende-se se por estilo: estrutura da redação (paragrafação), adequação ao tema, conteúdo (criatividade e conhecimento do assunto), linguagem (clareza, coerência, concisão, vocabulário, unidade), limite (máximo 30 e mínimo de 15 linhas). 8.6.2. Entende-se por forma: ortografia (erros de grafia, acentuação, gráfica, emprego do hífen, divisão silábica, uso de letra maiúscula), concordância (nominal e verbal), regência (nominal e verbal/crase), pontuação (ponto, vírgula, ponto e vírgula, dois pontos, aspas, reticências, travessão, parênteses), colocação pronominal (próclise, ênclise, mesóclise), vícios de linguagem (ambigüidade, estrangeirismo, obscuridade, pleonasmo vicioso), impropriedade vocabular. 8.6.3. Receberá nota 0,00 (zero), a redação que: a) não obedecer ao tipo de texto proposto; b) fugir do tema proposto; c) não obedecer ao limite de linhas (máximo e mínimo); e d) estiver a lápis. 8.6.4. As redações para o Magistério – Indígena serão avaliadas mediante a estrutura organizacional da língua Guarani a partir da produção de um texto escrito, devendo ser observado a coerência do texto produzido. 9 – DOS TÍTULOS 9.1. Os candidatos APROVADOS nas provas, OBJETIVA, PRÁTICA e de APTIDÃO FÍSICA, conforme o caso, serão convocados a apresentar os documentos referentes à prova de títulos que será oportunamente divulgado através de edital. 9.2. Os candidatos convocados deverão entregar pessoalmente, no período previsto em edital, cópia dos documentos, referente aos títulos, devidamente autenticados. 9.2.1. Não será permitida a juntada ou substituição de quaisquer documentos extemporâneos. 9.3. Os títulos apresentados terão a seguinte pontuação:

continuação na prÓxima página


C2

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

Atos Oficiais Atos Oficiais

11

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011 VALOR UNITĂ RIO

VALOR MĂ XIMO

1,00

5,00

ConclusĂŁo de Ensino MĂŠdio quando nĂŁo constituir requisito para o cargo.

1,00

1,00

Conclusão de curso graduação Superior quando não constituir requisito para o cargo.

2,00

2,00

Conclusão de curso de pós-graduação, latu senso, em nível de Especialização com carga horåria mínima de 360 horas. Conclusão de curso de pós-graduação, em nível de Mestrado.

1,50

1,50

2,00

2,00

4,00

4,00

ESPECIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DO TĂ?TULO Tempo de serviço pĂşblico prestado Ă  administração pĂşblica, a razĂŁo de 0,5 ponto por ano trabalhado, contados atĂŠ 31.12.2011.

ConclusĂŁo de curso de pĂłs-graduação, em nĂ­vel de Doutorado. Cursos de atualização, treinamento e aperfeiçoamento realizados nos Ăşltimos 5 (cinco) anos, na ĂĄrea de atuação do cargo, com o somatĂłrio de todas as cargas horĂĄrias, dividindo-se pelo coeficiente 40 e multiplicando por 0,25. OBS.: OS CURSOS DE INFORMĂ TICA SERĂ&#x192;O ACEITOS PARA TODOS OS CARGOS. SOMENTE SERĂ&#x192;O ACEITOS CERTIFICADOS COM CARGA HORĂ RIA MĂ?NIMA DE 20 HORAS. Aprovação em concurso pĂşblico federal, estadual ou municipal, nos Ăşltimos 5 (cinco) anos. Trabalhos cientĂ­ficos publicados, cujo tema relaciona-se com a ĂĄrea de atuação do cargo a que concorrer o candidato.

2,50

COMPROVANTES Declaração de Tempo de Serviço expedida pela Unidade Administrativa do Ă&#x201C;rgĂŁo, constando o perĂ­odo compreendido do tempo declarado. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo (acompanhado do histĂłrico escolar), expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo (acompanhado do histĂłrico escolar) expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo (acompanhado do histĂłrico do curso) expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo (acompanhado do histĂłrico do curso) expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo ((acompanhado do histĂłrico do curso) expedido pela Unidade Educacional. Certificado, Diploma ou Atestado de conclusĂŁo expedido pela Entidade ou Ă&#x201C;rgĂŁo organizador.

12.7. Os recursos interpostos fora do prazo nĂŁo serĂŁo aceitos sendo considerada, para tanto, a data da postagem quando por via postal. 12.8. NĂŁo serĂŁo prestadas, por telefone, informaçþes a respeito de datas, locais e horĂĄrios de realização das provas. O candidato deverĂĄ observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma do subitem 17.9 deste edital. 12.9. Os recursos serĂŁo encaminhados para anĂĄlise da empresa SIGMA Assessoria em GestĂŁo PĂşblica Ltda, ficando o resultado sujeito Ă  decisĂŁo da ComissĂŁo de Concurso PĂşblico que constitui a Ăşltima instância para recurso, sendo soberana em suas decisĂľes, razĂŁo pela qual nĂŁo caberĂŁo recursos adicionais. 12.10. Os pontos relativos Ă s questĂľes eventualmente anuladas serĂŁo atribuĂ­dos a todos os candidatos presentes Ă  prova. 12.11. No caso de provimento de recurso interposto dentro das especificaçþes, a classificação inicial obtida pelo candidato poderĂĄ ser alterada para uma classificação superior ou inferior ou ainda poderĂĄ ocorrer a desclassificação do candidato que nĂŁo obtiver nota mĂ­nima exigida para aprovação. 12.12. ApĂłs julgados todos os recursos apresentados serĂĄ publicado o resultado final do concurso, com as alteraçþes ocorridas em face do disposto no item 11.11 deste Edital. 13 - DA HOMOLOGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O 13.1. ApĂłs a publicação do edital contendo o resultado final do Concurso PĂşblico, a ComissĂŁo de Concurso encaminharĂĄ ao Chefe do Poder Executivo todos os atos inerentes ao referido concurso para conhecimento, apreciação e posterior homologação. 14 â&#x20AC;&#x201C; DA INVESTIDURA NO CARGO

1,00

2,00

1,00

1,00

DiĂĄrio Oficial ou CertidĂŁo e/ou Declaração expedida pela Unidade Administrativa do Ă&#x201C;rgĂŁo realizador do Concurso PĂşblico. CĂłpia da publicação e ou CertidĂŁo e/ou Declaração expedida pela Unidade Administrativa do Ă&#x201C;rgĂŁo.

9.4. Contarå como ano trabalhado a fração igual ou superior a 182 (cento e oitenta e dois) dias anuais.

9.5. ConcorrerĂŁo Ă  contagem de pontos por tĂ­tulos somente os candidatos que forem aprovados nas demais etapas deste Concurso, sendo que a pontuação alcançada nos tĂ­tulos serĂĄ considerada apenas para efeito de classificação. 9.6. A contagem e verificação dos tĂ­tulos serĂĄ de responsabilidade da SIGMA Assessoria em GestĂŁo PĂşblica Ltda, empresa contratada pela organização e execução do concurso pĂşblico. 9.7. SerĂŁo considerados tĂ­tulos os discriminados no item 9.3, limitados ao valor mĂĄximo de 15 (quinze) pontos, sendo desconsiderados os demais. 9.8. Os certificados expedidos em lĂ­ngua estrangeira deverĂŁo vir acompanhados pela correspondente tradução efetuada por tradutor juramentado. 9.9. NĂŁo serĂŁo considerados comprovantes os cursos com carga horĂĄria estimada, bem como aqueles cujos certificados nĂŁo constem Ă  carga horĂĄria. 9.10. Todos os documentos apresentados, cuja devolução nĂŁo for solicitada no prazo de 60 (sessenta) dias contados a partir da homologação do resultado final do Concurso PĂşblico poderĂŁo ser incinerados pela SIGMA Assessoria. 10 â&#x20AC;&#x201C; DO JULGAMENTO DA PROVA OBJETIVA 10.1. A prova objetiva serĂĄ avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos e terĂĄ carĂĄter eliminatĂłrio e classificatĂłrio, sendo que o valor de cada questĂŁo correta serĂĄ proporcional ao total de questĂľes da referida prova, de acordo com o cargo. 10.2. SerĂĄ considerado habilitado o candidato que obtiver na prova objetiva, nota igual ou superior a 50 (cinqĂźenta) pontos. 11 â&#x20AC;&#x201C; DA CLASSIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O 11.1. A nota final do candidato habilitado, no Concurso, serĂĄ igual a soma das notas da prova objetiva, redação e tĂ­tulos. 11.2. Os candidatos habilitados serĂŁo classificados por ordem decrescente do valor da nota final. 11.3. Em caso de igualdade na classificação final terĂĄ preferĂŞncia, sucessivamente, o candidato que: a) obtiver maior nota na prova de conhecimentos especĂ­ficos; b) maior idade. 12 - DOS RECURSOS 12.1. SerĂŁo admitidos recursos, no prazo de 02 (dois) dias Ăşteis, ao gabarito, Ă  classificação e Ă  classificação final, contados a partir das respectivas publicaçþes nos sites: http://www.caarapo.ms.gov.br e http://www.sigmams.com.br, ou por afixação no mural localizado no ĂĄtrio da Prefeitura Municipal e/ou na imprensa oficial do MunicĂ­pio. No caso de recurso em pendĂŞncia Ă  ĂŠpoca da realização da prova, o candidato participarĂĄ condicionalmente do Concurso.

14.1. A investidura dos candidatos aprovados obedecerĂĄ rigorosamente a ordem de classificação final de acordo com as necessidades da Administração. 14.2. Os candidatos que nĂŁo preencherem os requisitos ou nĂŁo atender a convocação do MunicĂ­pio para a investidura no cargo, perderĂĄ o direito Ă  nomeação, nĂŁo admitindo alteração na classificação final (final de lista). 15 â&#x20AC;&#x201C; DAS VAGAS E SUA ACEITAĂ&#x2021;Ă&#x192;O 15.1. Os candidatos aprovados serĂŁo convocados pelo Jornal Oficial do MunicĂ­pio, para procederem Ă  aceitação das vagas oferecidas, seguida rigorosamente a ordem de classificação final. 15.2. O nĂŁo preenchimento dos requisitos de habilitação dispostos no subitem 3.1 deste edital implicarĂĄ no impedimento Ă  investidura do candidato no serviço pĂşblico municipal. 15.3. Os candidatos classificados serĂŁo nomeados para os cargos vagos, segundo a conveniĂŞncia da administração, observada a ordem de classificação final. 15.4. O candidato convocado, que nĂŁo atender ao chamamento, ou dela desistir, perderĂĄ o direito Ă  aceitação, nĂŁo admitindo a alteração na classificação final (final de lista). 16 â&#x20AC;&#x201C; DAS DISPOSIĂ&#x2021;Ă&#x2022;ES FINAIS 16.1. A inscrição do candidato implicarĂĄ o conhecimento das presentes instruçþes e a aceitação tĂĄcita das condiçþes do concurso, tais como se acham estabelecidas neste edital e nas normas legais pertinentes, das quais nĂŁo poderĂĄ alegar desconhecimento. 16.2. As notas obtidas pelos candidatos aprovados serĂŁo divulgadas quando da publicação do Edital de cada etapa deste concurso pĂşblico. 16.3. A inexatidĂŁo das afirmativas ou irregularidades nos documentos, mesmo que verificadas a qualquer tempo, em especial por ocasiĂŁo da investidura, acarretarĂŁo a nulidade da inscrição, com todas as suas decorrĂŞncias, sem prejuĂ­zo das demais medidas de ordem administrativa, civil ou criminal. 16.4. O prazo de validade do concurso serĂĄ de 02 (dois) anos, contados a partir da data da publicação do edital de homologação de seus resultados, prorrogĂĄvel por igual perĂ­odo, a critĂŠrio da Administração, de acordo com o artigo 37, inciso II da Constituição Federal. 16.5. A aprovação e a classificação definitiva geram, para o candidato, apenas a expectativa de direito Ă  investidura, reservando-se ao MunicĂ­pio de CaarapĂł a prerrogativa de proceder Ă s convocaçþes dos candidatos aprovados para as admissĂľes em nĂşmero que atenda ao interesse e Ă s necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentĂĄria e os cargos vagos existentes, durante o perĂ­odo de validade do concurso. 16.6. O candidato deverĂĄ manter atualizado seu endereço desde a inscrição atĂŠ a publicação da classificação definitiva, junto Ă  empresa SIGMA Assessoria em GestĂŁo PĂşblica Ltda e apĂłs a homologação do concurso, junto Ă  Secretaria Municipal de Administração da Prefeitura Municipal de CaarapĂł â&#x20AC;&#x201C; Departamento de Recursos Humanos. 16.7. Os itens deste edital poderĂŁo sofrer eventuais alteraçþes, atualizaçþes ou acrĂŠscimos, enquanto nĂŁo consumada a providĂŞncia ou evento que lhes disserem respeito, ou atĂŠ a data da convocação dos candidatos para a prova correspondente, circunstância que serĂĄ mencionada em edital ou aviso a ser publicado no Jornal Oficial do MunicĂ­pio. 16.8. O nĂŁo atendimento, pelo candidato, das condiçþes estabelecidas neste edital, implicarĂĄ sua eliminação do concurso, a qualquer tempo. 16.9. Ă&#x2030; de inteira responsabilidade do candidato acompanhar os Editais, Comunicados e demais publicaçþes referentes a este concurso atravĂŠs do Jornal Oficial do MunicĂ­pio, ou atravĂŠs dos sites: http://www.caarapo.ms.gov.br e http://www.sigmams.com.br

12.2. Admitir-se-ĂĄ um Ăşnico recurso por candidato, para cada evento referido no item acima.

16.10. O descumprimento de quaisquer das instruçþes supracitadas implicarå a eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude.

12.3. Os recursos deverĂŁo ser encaminhados Ă  ComissĂŁo de Concurso PĂşblico da Prefeitura Municipal de CaarapĂł, via Protocolo Geral da Prefeitura Municipal de CaarapĂł ou atravĂŠs de SEDEX endereçado ao mesmo, para o seguinte endereço: Ă  ComissĂŁo de Concurso PĂşblico, localizada na Avenida Presidente Vargas, nÂş 455, centro, CEP.: 79.940-000 â&#x20AC;&#x201C; CaarapĂł/MS.

16.11. As despesas decorrentes da participação em todas as fases e em todos os procedimentos relativos à participação no concurso de que trata este edital e, se for o caso, à posse e ao exercício correm por conta dos candidatos.

12.4. O recurso deverå conter as seguintes informaçþes essenciais: a) nome do recorrente; b) endereço completo; c) inscrição; d) cargo.

16.12. Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alteraçþes em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objetos de avaliação nas provas do Concurso Público. 16.13. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora do Concurso, supervisionados pela Secretaria de Administração do Município de Caarapó.

12.4.1. No caso de recurso em face do gabarito, deverå constar o número da questão, a alternativa assinalada pelo candidato e o gabarito divulgado atravÊs do veículo de Imprensa Oficial do Município de Caarapó. O candidato deverå ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo serå sumariamente indeferido. 12.4.2. No caso de recurso em face da classificação e classificação final, deverão constar as razþes do pedido no próprio recurso. O candidato deverå ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo serå sumariamente indeferido. 12.5. Os recursos deverão estar digitados ou datilografados, não sendo aceitos os interpostos por via postal comum, fac-símile (fax), telex, Internet, telegrama ou outro meio não especificado neste Edital.

ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021; ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2039;  " " " "%%'" "  "   " ."&)-$'%&%" ď&#x20AC;

 " !"#""."'-0$'%&%  "."%*0$'%&% "  1   + "" #"  1" """""""""""""  " (  "","#"""" """""""""""" 

(    (  $( (  $( ( % ( !( !  !=6( ( ! (  %! ( ! $  ( !!(  ( !( 2 !(   !( ( !($!(<(04;,1.0.+(( $( !6(  ( !@$( !( !!( ( % (  ( !( 2 !( $ !( ( !( $!( <( 04;,1.0.)( $ !( $( -( >+?15)..( &($ )(  ( ( ( ( !(  !'(    (!(17/)( $($! ($(!( ! !( ( )( ! ( ! (( ($!(<(1;?,1.0.)(( ! (  %! (  ( -( 47+:?:)..( &!( ( ( $ )(   ( (  !( ( ( !'( (!( 2 !(  !)( !!(!( ( ( -(55+:1.)..(& ! !( ( !($ )(  ( ( ( !'+(

   "1 !+(:7)((3%9(++(AA(0<( (1<(!( (  ! (<(>+:::,?4   " "  1((((( ((!( !("!!(  1((((((( !($!(#!$(((( (

(

(

!!!*)(14( ( $%( (1.00+(

ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x192;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2030;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x201A;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;&#x152;ď&#x20AC;&#x2021; ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x2039;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x2018;ď&#x20AC;&#x17D;ď&#x20AC;&#x2020;ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2026;ď&#x20AC; ď&#x20AC;&#x2021;ď&#x20AC;&#x2C6;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x160;ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;?ď&#x20AC;&#x201E;ď&#x20AC;&#x2019;ď&#x20AC;&#x2039;  " " " "%%'" "  "   " ."&)/$'%&%" ď&#x20AC;

 " !"#""."'-0$'%&%  "."%*0$'%&% "  1   + "" #"  1" """""""""""""  ","#""""" """""""""""" 

(    (  $( (  $( ( % ( !( !  !=6( ( ! (  %! ( ! $  ( !!(  ( !( 2 !(   !( ( !($!(<(04>,1.0.+(( $( !6(  ( !@$( !( !!( ( % (  ( !( 2 !( $ !( ( !( $!( <( 04>,1.0.)( $ !( $( -( 0.+50:)..( & ( $ )( ! ( (    (  !'(    (!(15)?17/)( $($! ($(!( ! !(  ( )( ! (  ! ( (  ( $!( <( 1;?,1.0.)( ( ! (  %! (  ( -( 50+;?.)..( & ! !( ( $( $ )(    ( ( !( !'( (!( 2 !(  !)( !!(!(  ( (-(71+1.:)..(& 8 !( (($ )( ( ( ( !'+(

   "1 !+(:7)((3%9(++(AA(0<( (1<(!( (  ! (<(>+:::,?4   " "  1((((( ((!( !("!!(  1((((((( ((!((!((((( (

(

(

!!!*)(14( ( $%( (1.00+(

ANEXO I CONTEĂ&#x161;DO PROGRAMĂ TICO

12.6. Em nenhuma hipĂłtese serĂŁo aceitos pedidos de revisĂŁo de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo, bem como recurso contra o resultado final nas demais fases e etapas.

CaarapĂł/MS, 07 de dezembro de 2011.

ELIANE APARECIDA GONĂ&#x2021;ALVES PRESIDENTE

VALTER DE OLIVEIRA MEMBRO

CLĂ UDIA LOPES DA SILVA BORTOLOTTE MEMBRO

IEDA MARIA MARRAN TEIXEIRA MEMBRO

JAIR VIEIRA MEMBRO

 0% # #00##"00 # P0 00  "0H0  0  &%0H0"000%0  0 0  '0H0 (00&K0  (10737>510 0H0 0.AC/0:>@>2C:6C3



    #<0 0 0 #PI0 0  0 0  0 0 0 0  #0 "%"0 0 B0 %"0 )#= #30

00000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000  '0  ('0 0 0 (0 (E(0 0 0  '   0 0 (((! 10 0 H0  10 0 0 0  (0 (, EN 0 ' (0 0 + 0 ?0 +( (0 +0  ?0 0 (0 7@4664756610 '($( (0 +0 ((0 0 ;+ 0 5654756610   0 '(0 ,'(E?0 (0    0  ' E?0 ((0  ('(E?0 0  0 0 '(0 (0 (0 0  ' 0 "  '( 0 0  '  0 ((0 0 8 0 0 6J45:475670 (0 6J45:4756@10 (E?0 (0 +?0 ' ('0 0 (0 ((0   0 ! 0 (0  0 0 K0  ,'30

   30 6D0 20   0 (0  0  ('0 D30 F35AJ46JJ50 0  0   ('0 6356>46JJ:0 0  (0 (' (EN 0   0 $(0 (0  ('(E?0 0  0 0 '(0 (0 (0 0  ' 0"  '(0 ((00 8 0 06J45:475670(06J45:4756@30 37D0 20  ,'(0 0  ('0 D30 56475660  0 (, '  0 0   0 ((0 E?0 0 (  (10 ((0 (0 EN 10 ((0 (0 $(0 0  + 0 , 0 0 ( 0 (0 (E(0 0  '   0 0 ((0 0  0 0 '(0 (($K0 0$(E?0 '0 ' ( 0   ( 0 (0  ( 0 0 +$ +0 (0  (0 0  0 (0(E(0 0( '   00+ 8 0 0(((! 230 3:D0 20 (0 (0 +?0 ' ('0 ((0  (E?10 ($('(E?0 0 + '(EN 0 $  (0  0 (+0  0 0  0 0 '(0 0  ' 0 "  '( 10+ (0 M0 '$0, 0+10 G'0 0 0 (10 ( 0 0 9+(0 - '10 &+(0  (  (0  0 0  10 '0 ((0 (,(10 &(0 (0 '$(0 (10  ((0 *,, 10 ($ 0 (+ 0

  10 '(, 0  +(10 ( 0 "('($ (0   (10 #'+(0  0 (0 (10 ((0 0+(0 $10 0 ' (0((0($(30 3>D0 20 (, '  0 0 (0 ((0   0 0 (  (0 ! 0 (0  0 0 K0  ,'0 ( ('10 0 (K0 5@./0 (0 ( G0 (0 ,'(E?0 (0 EN 10 (K0 5:.O/0 (0 ( G0 (0 ,'(E?0 0   '( 0 (0 $(0 0  + 0, 00( 0 (0 (E(0 0 0 '   0 0(K05:.O/0 (0 ( G0(0 ,'(E?0 0  '( 0 0 ' 0 ' ('3 30@D020(0 ' E?0 (90 +0$0(0 ((0 0 (0 ,'(E?10 $( (0 (0  EN 0 +0930 00000000000000000000000000000000000(((! 0H010:50 0$ +,0 07356630 LLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL0 '$0, 0+0    0 0  0

MAGISTĂ&#x2030;RIO LĂ?NGUA PORTUGUESA CompreensĂŁo e interpretação de diversos gĂŞneros textuais. Tipologia textual. Ortografia. Acentuação grĂĄfica. FlexĂŁo nominal e verbal. Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação pronominal. Verbo: emprego de tempos e modos verbais; Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. RegĂŞncia nominal e regĂŞncia verbal. Emprego da crase. Pontuação. Classes gramaticais variĂĄveis e invariĂĄveis. Termos essenciais, integrantes e acessĂłrios da oração. PerĂ­odo composto por Coordenação e Subordinação. Usos do QUE e SE. SinonĂ­mia, AntonĂ­mia, HeteronĂ­mia, HomonĂ­mia, ParonĂ­mia, AmbigĂźidade. Estrutura das palavras: prefixo e sufixo. Processos de formação das palavras. Aspectos notacionais da lĂ­ngua. Variaçþes lingßísticas. Figuras de linguagem. Figuras de pensamento. CONHECIMENTOS GERAIS â&#x20AC;&#x201C; TODOS OS CARGOS HistĂłrico de Mato Grosso do Sul: povoamento, colonização. HistĂłrico da divisĂŁo e criação de MS. Posição GeogrĂĄfica de MS e do MunicĂ­pio: Espaço geogrĂĄfico, divisĂŁo micro-regional, aspectos fĂ­sicos, sĂłcio econĂ´micos e cultural, distribuição populacional.Desenvolvimento PolĂ­tico: No Estado e no MunicĂ­pio.Desenvolvimento EconĂ´mico do Brasil. Processos Politico-Administrativos no Brasil. O Brasil no CenĂĄrio Internacional: Relaçþes comerciais, culturais e diplomĂĄticas, Participação nas Organizaçþes Internacionais. MERCOSUL. Meio ambiente. Habitação. SaĂşde. Ă&#x2030;tica e Cidadania. Atualidades econĂ´micas, polĂ­ticas e sociais no âmbito internacional, nacional e MS. CONHECIMENTOS PEDAGĂ&#x201C;GICOS â&#x20AC;&#x201C; EXCETO PROFESSOR EDUCAĂ&#x2021;Ă&#x192;O INFANTIL E ANOS INICIAIS Concepçþes de Educação e Escola; Função social da escola e compromisso social do educador; Ă&#x2030;tica no trabalho docente; TendĂŞncias educacionais em sala de aula: correntes teĂłricas e alternativas metodolĂłgicas; A construção do conhecimento: papel do educador, do educando e da sociedade; VisĂŁo interdisciplinar e transversal do conhecimento; Projeto polĂ­tico-pedagĂłgico: fundamentos para a orientação, planejamento e implementação de açþes voltadas ao desenvolvimento humano pleno, tomando como foco o processo ensinoaprendizagem; CurrĂ­culo em ação: planejamento, seleção e organização dos conteĂşdos; Avaliação; Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento do educando; Teoria Piagetiana; Teoria Vygotskyana; MĂşltiplas InteligĂŞncias; Educação inclusiva; Constituição Federal/88 â&#x20AC;&#x201C; artigos 205 a 214 e artigo 60 das disposiçþes Constitucionais transitĂłrias; Lei Federal nÂş 9394/96 â&#x20AC;&#x201C; LDB; Lei Federal nÂş 8069/90 â&#x20AC;&#x201C; Estatuto da Criança e do Adolescente; Parâmetros Curriculares Nacionais; Emenda Constitucional nÂş 53/2006 â&#x20AC;&#x201C; FUNDEB; Pesquisadores contemporâneos: Celso Antunes, Pedro Demo, Lino de Macedo, Telma Weiss, Celso Vasconcelos, Philippe Perrenoud, Vitor Paro, CĂŠsar Coll, Jussara Hoffman, Libâneo, Luckesi, Selma Pimenta, Teresinha Azeredo Rios, Romeu Kazumi Sassaki, Constance Kamii, Paulo Freire, Magda Soares, Regina Leite Garcia, Edgar Morin, Maria Teresa Mantoan, Mario SĂŠrgio Cortella, Ă lvaro Vieira Pinto, Sandra M. ZĂĄkia L. Souza, GaudĂŞncio Frigoto e Julio Groppa Aquino. CONHECIMENTOS ESPECĂ?FICOS PROFESSOR ANOS INICIAIS â&#x20AC;&#x201C; 1Âş AO 5Âş ANO Concepçþes de Educação e Escola; Função social da escola e compromisso social do educador; Ă&#x2030;tica no trabalho docente; TendĂŞncias educacionais em sala de aula: correntes teĂłricas e alternativas metodolĂłgicas; A construção do conhecimento: papel do educador, do educando e da sociedade; VisĂŁo interdisciplinar e transversal do conhecimento; Projeto polĂ­tico-pedagĂłgico: fundamentos para a orientação, planejamento e implementação de açþes voltadas ao desenvolvimento humano pleno, tomando como foco o processo ensinoaprendizagem; CurrĂ­culo em ação: planejamento, seleção e organização dos conteĂşdos; Avaliação; Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento do educando; Educação inclusiva; Constituição Federal/88 â&#x20AC;&#x201C; artigos 205 a 214 e artigo 60 das disposiçþes Constitucionais transitĂłrias; Lei Federal nÂş 9394/96 â&#x20AC;&#x201C; LDB; Lei Federal nÂş 8069/90 â&#x20AC;&#x201C; Estatuto da Criança e do Adolescente; Parâmetros Curriculares Nacionais; Emenda Constitucional nÂş 53 - FUNDEB; Teoria Piagetiana; Pesquisadores contemporâneos: Paulo Freire, Celso Antunes, Pedro Demo, Lino de Macedo, Telma Weiss, Celso Vasconcelos, Philippe Perrenoud, Vitor Paro, CĂŠsar Coll, Jussara Hoffman, Libâneo, Luckesi, Selma Pimenta, Teresinha Azeredo Rios, Romeu Kazumi Sassaki, Constance Kamii, Magda Soares, Regina Leite Garcia, Edgar Morin, Maria Teresa Mantoan, Mario SĂŠrgio Cortella, Ă lvaro Vieira Pinto, Sandra M. ZĂĄkia L. Souza, GaudĂŞncio Frigoto, Julio Groppa Aquino, Emilia Ferreiro; Delia Lerner, Ana Luiza Bustamante Smolka e Ana Teberosk. PROFESSOR EDUCAĂ&#x2021;Ă&#x192;O INFANTIL Concepção de Educação Infantil e infância; Desenvolvimento infantil; Concepção de ensino e aprendizagem; CurrĂ­culo e Educação Infantil; CurrĂ­culo e projeto polĂ­tico-pedagĂłgico; O espaço fĂ­sico, a linguagem, o conhecimento e o lĂşdico na pedagogia da Educação Infantil; Planejamento e avaliação; Articulaçþes entre a Educação Infantil e o Ensino Fundamental; Fundamentos tĂŠcnico-pedagĂłgicos das diferentes ĂĄreas do conhecimento; Concepção de alfabetização, leitura e escrita; TendĂŞncias teĂłricas e metodolĂłgicas na Educação Infantil; VisĂŁo interdisciplinar e transversal do conhecimento; Constituição federal/88 â&#x20AC;&#x201C; artigos 205 a 214 e artigo 60 das disposiçþes Constitucionais transitĂłrias; Lei Federal nÂş 9394/96 â&#x20AC;&#x201C; LDB; Emenda Constitucional nÂş 53/2006 e Medida ProvisĂłria nÂş 339 de 28 de dezembro de 2006 - FUNDEB; Lei Federal nÂş 8069/90 â&#x20AC;&#x201C; Estatuto da Criança e do Adolescente; Referencial Curricular para a Educação Infantil; Teoria Piagetiana; Pesquisadores contemporâneos: Paulo Freire, Celso Antunes, Pedro Demo, Lino de Macedo, Telma Weiss, Celso Vasconcelos, Philippe Perrenoud, Vitor Paro, CĂŠsar Coll, Jussara Hoffman, Libâneo, Luckesi, Selma Pimenta, Teresinha Azeredo Rios, Romeu Kazumi Sassaki, Constance Kamii, Paulo Freire, Magda Soares, Regina Leite Garcia, Edgar Morin, Maria Teresa Mantoan, Gondin, Mario SĂŠrgio Cortella, Ă lvaro Vieira Pinto, Sandra M. ZĂĄkia L. Souza, GaudĂŞncio Frigoto, Julio Groppa Aquino, Walter Benjamin, Emilia Ferreiro, Kishimoto e Ana Teberosk. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; ARTES Concepção de ensino e aprendizagem; O currĂ­culo e o Ensino Fundamental; VisĂŁo interdisciplinar; Educação ArtĂ­stica e as ĂĄreas do conhecimento; A proposta triangular: o fazer, o apreciar e o contextualizar; Compreender a Arte; Apreciação estĂŠtica e fruição nas diferentes linguagens artĂ­sticas â&#x20AC;&#x201C; dança, teatro, musica e artes visuais; Orientação metodolĂłgica para a Educação ArtĂ­stica no Ensino Fundamental; O adolescente, a cotidianidade e as aulas de arte, conhecimento, sensibilidade e cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais e o Ensino de Arte. Procedimentos pedagĂłgicos em Arte: conteĂşdos, mĂŠtodos e avaliação. A arte na educação escolar: Fundamentos e tendĂŞncias pedagĂłgicas do ensino de Arte no Brasil. HistĂłria da Arte. Criatividade. Arte, comunicação e cultura. As linguagens artĂ­sticas na atualidade. O ensino da dança no contexto escolar. A corporeidade enquanto construção social. Aspectos da cultura popular brasileira e as Manifestaçþes Populares. Arte IndĂ­gena. Arte Africana. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; CIĂ&#x160;NCIAS Astronomia: o cĂŠu da terra, a famĂ­lia solar, nosso planeta, o sistema terra-lua; MatĂŠria e energia: biosfera, ecossistema, interação nos ecossistemas, matĂŠrias nos ecossistemas, energia nos ecossistemas, energia e trabalho, o homem na natureza; SaĂşde: ambiente e saĂşde, higiene e saĂşde, os acidentes e a saĂşde; Caracterização dos seres vivos; Reino animal: invertebrados e vertebrados; Fisiologia animal; Reino das plantas; Educação ambiental; NĂ­veis de organização do corpo humano: da cĂŠlula ao organismo, estudo da cĂŠlula â&#x20AC;&#x201C; citologia; Histologia; Funçþes de Nutrição; O sistema de sustentação: sistema muscular; Os sentidos; Sistema de coordenação e controle; Sistema reprodutor e reprodução humana; QuĂ­mica: Estrutura da matĂŠria, classificação dos elementos quĂ­micos, ligaçþes e reaçþes quĂ­micas; FĂ­sica: movimento e força, trabalho e energia, calor e som, luz e sistema Ăłpticos, eletricidade e magnetismo. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; EDUCAĂ&#x2021;Ă&#x192;O FĂ?SICA A educação FĂ­sica no currĂ­culo da Educação BĂĄsica: significados e possibilidades; As diferentes concepçþes e os aspectos legais da Educação FĂ­sica na escola; Os objetivos, conteĂşdos, metodologia e avaliação na Educação FĂ­sica escolar; Educação FĂ­sica escolar e cidadania; Esporte e jogos na escola: competição e cooperação; educação FĂ­sica, reprodução e mudança: elementos para uma prĂĄtica libertadora e democrĂĄtica; Desenvolvimento motor e desenvolvimento social: anĂĄlise das tendĂŞncias pedagĂłgicas em Educação FĂ­sica; Educação FĂ­sica, esporte e lazer; Corporeidade na escola: as prĂĄticas corporais no contexto das açþes escolares. A histĂłria da Educação FĂ­sica. MĂŠtodos e tĂŠcnicas da Educação FĂ­sica. DidĂĄtica especĂ­fica da Educação FĂ­sica. Educação FĂ­sica e Aprendizagem social. Educação FĂ­sica e contexto social. As novas tendĂŞncias da Educação FĂ­sica: Educação FĂ­sica Humanista, Educação FĂ­sica Progressista e a Cultura Corporal. Educação FĂ­sica Escolar, crescimento e desenvolvimento: diferentes abordagens. Desportos: tĂŠcnicas fundamentais e regras oficiais. Noçþes de Fisiologia do exercĂ­cio. A Educação FĂ­sica e os parâmetros curriculares. Educação FĂ­sica, InclusĂŁo e Diversidade. Concepção histĂłrico social da criança. Jogos e brincadeiras na educação infantil. Educação Psicomotora e as fases do desenvolvimento infantil. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; GEOGRAFIA Geografia: a histĂłria do pensamento geogrĂĄfico. Conceitos, temas e teorias da Geografia. Espaço da natureza: as inter-relaçþes entre os diferentes componentes do quadro natural; principais formas e estruturas do relevo terrestre (gĂŞnese e evolução); grandes conjuntos climatobotânicos; ĂĄguas oceânicas e continentais: importância econĂ´mica; usos e problemas. Quadro natural: recursos e aproveitamento econĂ´mico; sensibilidade do meio-ambiente Ă  ação do homem e estratĂŠgias para seu uso e conservação. A questĂŁo da energia no mundo: as diversas fontes de energia, seus usos e conseqßências. As mudanças ambientais globais. A organização do espaço mundial: a produção e a organização do espaço mundial; da Guerra Fria Ă  nova ordem mundial; as transformaçþes polĂ­ticas do mundo contemporâneo; as alianças e disputas entre as grandes potĂŞncias; a independĂŞncia e a desigualdade nas relaçþes entre as grandes potĂŞncias e os demais paĂ­ses; os conflitos ĂŠtnicos atuais e a questĂŁo das nacionalidades; os blocos econĂ´micos. A geopolĂ­tica da globalização: os fluxos da economia global. Cidades e urbanização nos mundos desenvolvido e subdesenvolvido: metrĂłpoles, cidades globais e redes urbanas. A população mundial: distribuição; as diferenças no crescimento das populaçþes; teorias demogrĂĄficas e desenvolvimento socioeconĂ´mico; a distribuição social e espacial da riqueza e as condiçþes de vida; conflitos ĂŠtnico-nacionalistas, movimentos separatistas e terrorismo; movimentos populacionais e globalização. As atividades econĂ´micas: o processo industrial e a organização e produção do espaço; localização das indĂşstrias; a industrialização nos paĂ­ses desenvolvidos e nos subdesenvolvidos; as atividades agropecuĂĄrias e extrativas nos paĂ­ses centrais e perifĂŠricos. O espaço brasileiro: Processo de ocupação e valorização territorial do Brasil: apropriação e produção do espaço. O Brasil na economia mundial. As formas do espaço brasileiro. As regionalizaçþes e as grandes unidades regionais. A estruturação do Espaço GeogrĂĄfico Brasileiro: a atuação do capital privado e o papel do Estado nas polĂ­ticas territoriais; a dinâmica sĂłcio-espacial: metropolização e urbanização. Cidades e urbanização no Brasil: metrĂłpoles, redes urbanas e meio ambiente urbano. O processo de industrialização e a redefinição da atividade industrial na dinâmica sĂłcio-espacial; as atividades agropecuĂĄrias e extrativas. A questĂŁo da terra e do trabalho no campo. Infraestrutura e desenvolvimento das atividades de telecomunicação e de transporte no Brasil. A população brasileira: formação ĂŠtnica, crescimento e polĂ­ticas demogrĂĄficas, estrutura etĂĄria e movimentos populacionais. População e atividades econĂ´micas. Sociedade e natureza no Espaço Brasileiro: os grandes domĂ­nios morfoclimĂĄticos; os recursos naturais, distribuição e aproveitamento; os resultados das intervençþes da sociedade na natureza. Fontes alternativas e energia no Brasil. A dinâmica dos elementos da natureza: atmosfĂŠrica, hidrolĂłgica e litosfĂŠrica. Os Parâmetros Curriculares de Geografia: ensino fundamental e mĂŠdio. O ensino da geografia e a diversidade cultural. QuestĂľes ĂŠticas, ambientais e cidadĂŁs envolvidas no ensino da geografia. Cartografia e sua importância para o Ensino da Geografia. Cartografia BĂĄsica. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; HISTĂ&#x201C;RIA TendĂŞncias historiogrĂĄficas: teorias, metodologias e conceituaçþes. A HistĂłria no contexto dos Parâmetros Curriculares Nacionais. Os primeiros homens e seus modos de vida. As primeiras civilizaçþes â&#x20AC;&#x201C; AntigĂźidade Oriental, Ocidental, Africana. ReligiĂľes monoteĂ­stas (judaĂ­smo, cristianismo e islamismo) e politeĂ­stas. A transição da AntigĂźidade para a Idade MĂŠdia. A sociedade feudal. A Igreja medieval. O Renascimento Comercial e Urbano. A crise do sĂŠculo XIV. O Renascimento. Reforma e Contra-Reforma. A formação dos Estados Nacionais. A expansĂŁo marĂ­tima e comercial europĂŠia. Iluminismo. As revoluçþes inglesa e francesa. . A Revolução Industrial e a consolidação do capitalismo. A organização da classe operĂĄria e o ideĂĄrio socialista. Da corrida imperialista Ă  Primeira Guerra Mundial. A Revolução Russa. A Europa Entre Guerras e a ascensĂŁo dos regimes totalitĂĄrios. A Segunda Guerra Mundial. A Guerra Fria. A descolonização da Ă sia e da Ă frica. A crise do socialismo e a construção da Nova Ordem Mundial. A hegemonia norte-americana e o terror. As civilizaçþes prĂŠ-colombianas. A invasĂŁo europĂŠia e o confronto cultural. As modalidades de exploração da mĂŁo-de-obra indĂ­gena. O sistema de plantation. A crise do Antigo Regime e a formação das naçþes latino-americanas. A IndependĂŞncia dos E.U.A. A relação dos E.U.A. com a AmĂŠrica Latina: da Doutrina Monroe Ă  Aliança para o Progresso. HistĂłria do Brasil: histĂłria do Brasil antes da chegada dos portugueses. A organização das comunidades indĂ­genas. A ocupação do territĂłrio, a implantação do escravismo e a resistĂŞncia negra. O papel da Igreja na colonização: missĂľes e catequese. A organização socioeconĂ´mica das zonas aurĂ­fera e açucareira. A administração colonial. Entradas, Bandeiras e a ocupação do territĂłrio. A IndependĂŞncia do Brasil. PolĂ­tica, sociedade e economia no Brasil imperial. O fim da monarquia. A transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado. A formação da classe operĂĄria brasileira. A RepĂşblica Velha. A Era Vargas. O retorno Ă  democracia: Brasil de 1946 Ă  1964.O Governo JK.O Golpe de 1964 e a Ditadura militar no Brasil: sociedade, polĂ­tica e economia. A redemocratização: Do Governo Sarney ao governo Lula. HistĂłria e diversidade cultural. QuestĂľes ĂŠticas, culturais e cidadĂŁs envolvidas no ensino da histĂłria. PROFESSOR LĂ?NGUA MATERNA â&#x20AC;&#x201C; GUARANI Concepçþes de Educação e Escola; Função social da escola e compromisso social do educador; Ă&#x2030;tica no trabalho docente; TendĂŞncias educacionais em sala de aula: correntes teĂłricas e alternativas metodolĂłgicas; A construção do conhecimento: papel do educador, do educando e da sociedade; VisĂŁo interdisciplinar e transversal do conhecimento; Projeto polĂ­tico-pedagĂłgico: fundamentos para a orientação, planejamento e implementação de açþes voltadas ao desenvolvimento humano pleno, tomando como foco o processo ensinoaprendizagem; CurrĂ­culo em ação: planejamento, seleção e organização dos conteĂşdos; Avaliação; Organização da escola centrada no processo de desenvolvimento do educando; Educação inclusiva; Constituição Federal/88 â&#x20AC;&#x201C; artigos 205 a 214 e artigo 60 das disposiçþes Constitucionais transitĂłrias; Lei Federal nÂş 9394/96 â&#x20AC;&#x201C; LDB; Lei Federal nÂş 8069/90 â&#x20AC;&#x201C; Estatuto da Criança e do Adolescente; Parâmetros Curriculares Nacionais; Emenda Constitucional nÂş 53 - FUNDEB; Teoria Piagetiana; Pesquisadores contemporâneos: Paulo Freire, Celso Antunes, Pedro Demo, Lino de Macedo, Telma Weiss, Celso Vasconcelos, Philippe Perrenoud, Vitor Paro, CĂŠsar Coll, Jussara Hoffman, Libâneo, Luckesi, Selma Pimenta, Teresinha Azeredo Rios, Romeu Kazumi Sassaki, Constance Kamii, Paulo Freire, Magda Soares, Regina Leite Garcia, Edgar Morin, Maria Teresa Mantoan, Mario SĂŠrgio Cortella, Ă lvaro Vieira Pinto, Sandra M. ZĂĄkia L. Souza, GaudĂŞncio Frigoto, Julio Groppa Aquino, Emilia Ferreiro; Delia Lerner, Ana Luiza Bustamante Smolka e Ana Teberosk. PROFESSOR â&#x20AC;&#x201C; LĂ?NGUA PORTUGUESA Tipos de textos e respectivos princĂ­pios organizacionais: narrativos, descritivos, dissertativos. Interpretação textual. Ortografia. Acentuação grĂĄfica. FlexĂŁo nominal e verbal. Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação pronominal. Verbo - Emprego de tempos e modos verbais; Vozes do verbo. Concordância nominal e verbal. RegĂŞncia nominal e regĂŞncia verbal. Emprego da crase. Pontuação. Classes gramaticais variĂĄveis e invariĂĄveis. Termos essenciais da oração. Termos integrantes da oração. Termos acessĂłrios da oração. PerĂ­odo composto por Coordenação e Subordinação. Usos do QUE e SE. SinonĂ­mia, AntonĂ­mia, HeteronĂ­mia, HomonĂ­mia, ParonĂ­mia, AmbigĂźidade. Estrutura das palavras: prefixos e sufixo, e processos de formação das palavras. Variaçþes lingßísticas. Figuras de linguagem. Figuras de pensamento. Redação Oficial: formas de tratamento, tipos de discursos, introdução a assuntos preestabelecidos. PROFESSORâ&#x20AC;&#x201C; MATEMĂ TICA Sistema de numeração; Conjunto dos nĂşmeros naturais; Operaçþes; Medidas; Equaçþes de 1.Âş e 2.Âş graus; Problemas, inequaçþes de 1.Âş e 2.Âş graus; RazĂŁo e proporção, regra de trĂŞs; Porcentagem; Juros simples e compostos; PolĂ­gonos, ĂĄreas e perĂ­metros das figuras geomĂŠtricas; CĂ­rculo e circunferĂŞncia; Relação e função; Função de 1.Âş e 2.Âş graus; Resolução grĂĄfica e razĂľes trigonomĂŠtricas; DivisĂŁo e Multiplicação de fraçþes; MĂĄximo Divisor Comum (M.D.C.) MĂ­nimo MĂşltiplo Comum (M.M.C.); ExpressĂľes AlgĂŠbricas; RazĂŁo e Proporção; Juros Simples; Equaçþes, Inequaçþes e Sistemas; Conjuntos e Subconjuntos; PotĂŞncias e RaĂ­zes; Geometria Plana; Ă&#x201A;ngulos; Teoremas; ProgressĂľes AritmĂŠticas; AnĂĄlise CombinatĂłria; BinĂ´mio de Newton; Estruturas lĂłgicas; LĂłgica de argumentação; Diagramas lĂłgicos; Trigonometria; Probabilidades; Combinaçþes; Arranjos e permutaçþes e Geometria bĂĄsica. RaciocĂ­nio LĂłgico.


12

Atos Oficiais Atos Oficiais

Atos Oficiais

Atos Oficiais Atos Oficiais

C2

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO - Dourados, Mato Grosso do Sul, sexta-feira, 9 de dezembro de 2011     

  '. '&. .''' .   ''. '&. .I'.'&.  .$ " "..""!.. " K...  !.B.  . '..%F.  '/.5573.B..''' 0.0. G.,<>-.7:;:0>74>.

"!. ?.3425344/. .73.. (..53441.



...............................................................................................................+ . '. ''.'.@H . ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ''...'.. .  & . ...............................................................................................................! &'. .''' 01.



................................  . $ " ". . ""!. . " K. . .   !. .  %$0. '- ;*&.- ''-  ) - -   ' .-  >-'* '-'-FO - ''--'- .  ".!$!1.

                                                                            

41 .$...  !.. G. ---------------------------------    - &'-  / /8- )- '-'-'-' .- &'-)'-' -' - '&-E-G03AK- -'- - '&-E-535=1K:- -'-'& 'FO -   0--) &'FO - # '& ' - -   )-'>- '-'- - >- '- )>-)' '- &-  - ''''F>- '- & F>051 ."($KCG. ................................- #&'F>- '&- '- ' '- '- &'-  - '8- ''#M- -  '-  &F>- -  .-  -  >- *&' - - ' - '&- '-   '-  '&.-  -   &-! &'- -")  '-&'&0--

 

   

.................................''- - ( 7- - '.- .  ". !$!.   * >- ' ) 'F>- ) '&- - 2- AK:.33- +  - - # '- - P-  ',.- #  - ) - )'- ''8'- -63-'- )''.-'&M)- '-  *& ' - ''-'  -- &'O -.- )-'-  )''- - ' - - 8-  -'-)'-''F>- -?4-+- - ,- -'- ) 'F>-  &'>- '&' .-) - - ) & ) '- E-3=61633D.- -5K- - &- -633D0-

   

:1 ." G.

   

.................................:1D- I-    '- - ) #' '- ( P'- - - )7)- 36- + ,- '- '-)-'F'- -' &   0- ' '- -"F>- ;*&'-- #' 'Q---------------------------------:143- I- >-  -  - '&' - )- '- F>- '- F>- -  & ! &'.- >-  -  -  )'- )  '- -  -   - '- 'F'- -  &   .- > -'   -)'.-) #' ')  Q.................................:144-I-'- )- & -- -'; -7'- -) '&.- ''-- ( 7- -' -  & -! &'.-) ' -' ' -)M Q---------------------------------:145- I-  # 8- - '  '- *)  / - '- )'- #'- -  ) -  '* --'- '- 'F'- - - &   -I- .-  -*'H-'-) )'-S-* F>- -''&-- -'-D.3-+  ,.- #' '- &-  Q;1 ."  "KCG. ;14 I-BN-3;.'.4<24525344. .3D.'.47234253451. ;15 I  --"  "RJN- '. . .  &. '/..'.. '.E.%F.  '/.515:3.B. .B.''' 0J. ;17 I-C"N-3>73*1.'.4473*.2.4773*.'.4>73*1-;1: -/- $ !-  C"---"  "RJN ;1:14-I- ' '- -"  ' Q;1:15-I-5--:-(-=;1:17-I- ;1:1:-I-!7&- -& -+)-) #' - '-;&)'- & F>,Q;1:1;-I- ' - -  #'Q---------------------------------;1:1<-I- ) #' - -  P'-+  >- - 'H-& '&.-'- -)- -8'.-&-- &  - )-) - -'  '.-  -- '-- &''F>-'' ' - '- '-)-)'-   ',Q.................................;1:1>-I-  >- '#'-)'&- -#&- -;&)-3?-+,-'Q---------------------------------;1:1A-I-H-&'Q---------------------------------;1:1D-I- ) #' - -'*'&--'# ' - &'' '- '-'  ) - 'F'- -' &   .-  - 7 - -''F>.- F>-'# ' .-)' - &-  8# & -H>.-)-)'-   'Q---------------------------------;1:143-/- ' - -"   ' -'&.-)' - -3:-+P,- '-  '-)7 - -)-   '# ' .-)-)'-   'Q---------------------------------;1;-I-- ) - -- )-' - # >- -'   ' --' '- F>.. *. '&/- ') '' - '-   #'- H '-  -  >- ' ' - #&# --'Q;1<-I--F>- ''--'- -  & -! &'- 8-''Q.................................;1>-I--F>- # 8- - '- '&)  - &-'  '-- - 'F>)-   -  7.-)-)'-   '0- >- >-' '-FO - -   P'- *-'& -   (- '&0<1 ""K9."G. .<14.B.'- & F>-  / /8- &'-)'-  - '&- - &'- - '&-E-535=- -56- -)'- -5KK:- -'& 'FO -   .- -  - -'- &'- -  & - '8- - #.- )- &M- & '&- )' - - & ' -    '#- '-  ' - '  ) - S- 'F'- - '-  &   .-  ' - &'H '.- &* - -  #F.-  '-  ' -#- ' '-S- )F>- -'P'-'&--<)*- -7 .--;) - 3;-+,- & ' - ' - -  ' 0-- & - 8- ' - &-  &- '&-  - '- 'F'- - - &   - -'&' - &-M-;*&0-+0-6E- '-) )'- ,Q-------------------------------<15- I-   - - -  >- & - 3;. ,-.  ". !$!.!"!$. -3;.,-.  ".!$!.$ !J. ...............................<17.B.  --- >- M/ & ' --'  '- -'   )- - & '.-  '- )''-  8- #&' '- - '- 6313516356- '- ")  '- &'&.- - ' '- '-  '.- '- - -  &- - -M-;*&- -7 Q............................... ...............................<1:-I-- ''- '- #'- - ) - '-* --'- '- 'F'- - -

 &   -I- -M- '&' '-- '-3:- - #  - -6356.- '-5D:3)-S-63:3).-'- - - - ;& &- $- 9  '-  ' - - )'@.- - S- '- L- %M-   '.- 606=3- I Q------------------------------<1;. I- - '- '- F>.- - '  '-   * 8- )'- H '-  -  '&- - ) ( ) &'- - Q--------------------------------------------->.I-. G. ..................... ..............................>14.0.- &'-  / /8-- '-'- -  )' N..............................>1414.B.''N.34. .'@. .5345J. ..............................>1415.B.8N-'.3A.L.4>1. ..............................>1417. B. '&N. & 6. '. 8*''.  '&. . (  '  /. . L. '. '.' /.534.B. J. ..............................>141:. B. - &'- -  & - ! &' - '8- )- M &'- & '&- ) ' #-  - # '&Q.. ..............................>141;.B. ' '- & -#'8- )-3?+,-'  '-'-  &-! &'N.. ...............................>15. B. ! )' '- '- #'F>.- ) '')  -  8- ' - - 7- -  - ' 'F>.- - '&-  8-   - &-  ' - '- ) '- & '- - '&' - &- M;*&.- ' - &-  -'-   F'- -'  'Q------------------------------->17-I-  - ' - & --3?-+,-)'-#' -)-  & !&' .-' -- )'-'  '-)- &  - &'- )-    - -#'F>Q------------------------------->1:.I-'#  - ) ' -'-#'F>.-'- &'- '8-* --'  '- -# )'-  ' .-  - - - ) ' .- )'- '- - &' ' - ) #' '- ''#M- - H &'Q------------------------------->1;- I- -  &' - '- & F>-  8- &')' - &-  .- >- &-  '&7 '-'-' 'F>- - #&'F>-'-")  '-'&.--' -'- '-  '.- '- -   &- - -M-;*&Q-------------------------------.A.B..G. ................................A14. B. -  - -  & - ! &' - & -  8-  '&' '- &-    '&.-  - - '&' '- &- M- ;*&- )- ''- - 8- '-  - #&'   )  -''#M- - &F>0-----------------------------------------------------------------''' /.-:3- -# )*- -63550 &#.+ .*.    . .  . $"$0.. $0.

                                        ���              

         

                         

  

                                                      





       

 )" ))  <9) )+) )

$)  ) $#) )5)-17,.::3) )./) )  '() ).::3) # $)  )5).4-,/--1) )-:) )  '() )/--1) # $)  )5)-22,/-.-) )//) )) )/-. $$7$   $3$+'+-)%$ %$   $&$$&$ $-.0.&2-*2$  ))  % <9)

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$  ) ) ) " %$    %$ #  $  $  $ !  %$ "$ "  $ "$ $  $    $ 3$ **'6.2(+))6%$  $  $ 3$ )-5(*661%$

 $ $3$*2)(+))-%$  $ $3$)..(+)*)%$ $$ " $ $$  $  $  $ "  4/$  $ &$ $ $ $  $  $ #48 $   %$  $ $" $  $ $$   $ $" $  7$$  $3$ )6*$  $ )1$  $   "#$  $ +)**%$ ') $) $#$ )  ) $)  ) ) #  ) $)  $) & !$)8)   *)% )   )' )  ) $#)5)-22,/-.-) /5) $0$) 15) )   $$) & !$) ' )  ' )  ) ) .7*$ $  $ $ $"  4/$ $&$ $  $ ,$   $ $$$) ).1) )   '() )/-..*) 6$+ $*) )')#$#)$)  $) $#) )$$$*) #$#$) $) $)  $*) ./-*)

*) $$$*) $) ) ) #*) ) 0) $) .-;--)$*)  $"  $$ $++$ $ "#$ $+)**$ 7$++$ $ "#$ $+)*0'$    $&$%$)2$ $  "#$ $+)**'$ ))))#$)$) ) $ $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$   $$ $



  

                                                                                             



 & '.''.'#'.   ''.) #'.

  

EXTRATO DO CONTRATO Nº 244/2011 – “CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURANÇA EM VIRTUDE DA REALIZAÇÃO DOS SHOWS EM COMEMORAÇÃO AO 53º ANIVERSÁRIO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ-MS.” PARTES:

MUNICÍPIO DE CAARAPÓ/MS GASPEM SEGURANÇA LTDA

OBJETO: O presente instrumento tem como objeto a CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURANÇA EM VIRTUDE DA REALIZAÇÃO DOS SHOWS EM COMEMORAÇÃO AO 53º ANIVERSÁRIO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ-MS. VALOR: O valor a ser pago pela prestação de serviço será de R$ 4.400,00 (quatro mil e quatrocentos reais) fixos, que deverão ser pagos, em moeda corrente do país. PRAZO: A vigência do presente instrumento contratual terá início em 06 de dezembro de 2011, com término em 31 de dezembro de 2011.

   " " " "&&)" "  "   " /"'(1%'&&1" 

 " !"#""/"($*.)%'&&1 0 " " /"&(+%'&&1 "  2  2"

  , "" #" - " -"#"""""""



&    &  "& &  "& & # & &  72& &  &  &: &  & & / &  &&  &" & 6& -09*-++9'&    & & & ++,'&  & +-)+4)-+,+'& ++-'&  & +-),-)-+,+& &++0'& &+-)+4)-+,,)&& "& 2& & & "    '& &  & & .& & +1& $  %& "  '& &  &  &  & / &   & &  &" &6&-09*-++9'& & & &+0),+)-+,,)&

DOTAÇÃO: O presente contrato será empenhado na seguinte dotação orçamentária: 0301.04.122.003.2.008-339039-00. DATA DE ASSINATURA: 06 de dezembro de 2011. FORO: Comarca de Caarapó-MS. ASSINATURAS: MATEUS PALMA DE FARIAS PREFEITO MUNICIPAL Pela CONTRATANTE TESTEMUNHAS: Cláudia Lopes da Silva Bortolotte Veridiana Roso Prates de Falchi

FABIELE DA SILVA ARCE GASPEM SEGURANÇA LTDA Pela CONTRATADA

  (!#)#"%#$$ %'  %#$$! 

  

            

71  !=!" .".. G.

.................................>-  - *8- ''- '  ''/ - '- '- -  ". !$!G. :14 B.   '-   ' -)'&Q:15 B." ' - -'-65-+# - -),-'Q:17 B.  --7 - -)'- -3?-+,-'Q:1: I-'- -)-- #F-)&'Q:1; I-'- )-- - -  - &7Q:1< I-- &' ' N--M - ) & Q:1> I- >- -  -'-'& ' - -&'-- &  .- -'- ;*&.- & #-- )-)>.-)-) #' '- (&# ' - -#7&Q:1A I! -  *& ' - - ) - '&- )''&- - ) - - &'>0--

 

   "2 )&35'&&))&;&-6& & &   &6&8)444*90&&   " "  2&&&&& && & &!  &  2&&&&&&&&  & & & && &

&

&

   ('&0+& &  "#& &-+,,)&

                                 

 

! $(0 )0 ) )0 )0 ,: 0  )(0  9$(0 ()0 ) )();: 0 )0 ())0 0 *)( 0 0 #,<$0 &-) 0 0  8  0 0 )))! 40 ))0 0 +8 0 0 756710  , )0 0 670 . /0 ,,- 10 )-)+ 0 ,) ?00  ) 0  0 )( 0 )0)0)) 0))00    0 0' 0  0 0 (()0 0 ), 0 "%0= 0 )0 '> 0,%0 ,):0 () 0*)0  ) 0' >0),) 0 = 0*)0)-(0 ) ( 0 0)() )0 )0()0 0



- 00 0 0"-  0 )(0 0"-  0 ))0 0) )00  0()$ 0  )(0  0#, -(9 020  0 0#,<$0 ,)0

( 0 )0 ,  ) 0 &: 0 )0 );@0 0) 0  0 0  ;: 0 $(0  0 0))0 $(0   0

! %( 0 ,: 0  )(0 90   )0 ( 0 ,,- 0    0 0' 30 ! &( 0  0 )90 ,0 $ 0 )0 ))0 0  )0 -();: 30 )-0 0 0 0)))! 210) 0$000 )0 0 ,A0 0  - 0 0756630       

   ( ,5((.90-0.//)((.7(( ((0.//,((                                                                     



                                              

(  ((#(#( ((((((((((((  ( "!( + < (' (%!3( ( 63( ( :('1(*(  ( *( & (  "!( (  "!( '")( ( 1( "( ="+,(

'   '  "!'  ' """)(' ' ' "' "&7; '  ' ! ' 4'  "' !"'  ' 2"' ' / '  ' """)='

  ('  ' '  ' %"' 6' .83-+.,--(' !' !"' $!4'  ' :' &0)(' %' " ' '  '  ; ' ' "' .,3(' ' #' "'  ' % ! % "' ,,9+.,,-(' ' ' "' -6' ' 16' "'  ' *6' -*-59+98*'

  ('  ' ' "  ' "' ""' /"' ' / ':' !"'$!4'' :'&0=' (( ((((;( ,( /5  ( ""' "' ""% ' &0'

 "' "' $!4' ' :' &0' ' % '  "!' '  "!' &"('  '& '' (./47)("'""(../2)('  )(  ' / '  ' """+('     ' "' $ /'  ( 0.//(' !"7"' %' % ' '  (($$(' ' >8(' $ /'  * ,( 05'  '  ' "0' %' ' "' ""'  ' "'

&!"74(' ""'"' 7; ' %'0*'

"&  ''  ' "!' '""")('"' ' '"'"''%<' '''"' ''%!' ' *

(  ((#(#( ((((((((((((  ( "!(

   ' +6'-93,/-..(''-7'' ''/-..+' * < '& '$!4' ' :'&1')' ' )' % '  "!' '  "!' &"(' ' ' ' 1' "' ="*+'

(   (  #"(  ( ###*)( ( ( #( #'7: ( (" (5( #( "#( ( 3#(( 0 ( (###*<(

  )(  ( (  ( &#( +6( 2--.,/-..)("( "#(%"5(( 9('1)( &( "( ( +( /-4)( ( $( #(  ( & " & #( +6(--8,/--.(

  )(  ( ( #  ( #(  #( !0#( ( 0 ( 9( ( "#( %"5( ( 9( '1<(

'' '''';' +' .6  ' ##( #( ##& (  (  #(  #(  #( #( %"5( ( 9( '1( ( & (  #"( ( #"( '#)(  (' (( '--5((#(""' --/2( ( '  )(   ( 0 (  ( ###,)(     ( #( $ 0'  ' /-.-' ' /-..)( ###( &( & (  ( 8'(' ' >8'( % 0(  + '''''''''''''''''' +' /6(  (  ( #1( &( ( #( ##(  ( #( '"#75)(( ##(#( 7: ( &(1+( #'  ( (   (  #"(  ( ###*)( #((#((&;( (  &'((#( ((&"( ( +(

'  ''#'#' ''''''''''''  ' "!'


Edição de 09/dezembro de 2011