Page 3

P1

Política Política Política Política

Política

Política Política Política Política

Dourados, Mato Grosso do Sul, terça-feira, 27 de setembro de 2011

3

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------O PROGRESSO

a

Prefeitura

Processo Sucessório O prefeito Murilo Zauith faz uma leitura interessante sobre os debates em torno das eleições municipais de 2012 em Dourados. Segundo ele, enquanto as lideranças políticas locais estão preocupadas em saber quem será candidato a prefeito, o pessoal de Campo Grande está um passo à frente, ou seja, já discute o processo sucessório de 2014 quando, obrigatoriamente, será eleito o sucessor do governador André Puccinelli. “Estão todos focados em Dourados, mas não vejo nenhuma liderança douradense questionando a ausência do município na composição que estão fazendo para as eleições de 2014”, observa Murilo Zauith. “Por que estão discutindo se o candidato ao governo será o Nelsinho, a Simone, o Giroto ou qualquer outro da capital, sem considerar o potencial do segundo maior colégio eleitoral do Estado?”, questiona o prefeito.

Politicando

Para o prefeito, as lideranças de Dourados deveriam estar participando desse debate sobre 2014, mesmo porque, entende Murilo Zauith, a segunda maior cidade do Estado e que tem sido decisiva nas eleições para o governo, não pode ser alijada desse processo eleitoral, ainda que prematuro. Nunca é demais lembrar que o atual prefeito de Dourados foi vice-governador no primeiro mandato de André Puccinelli.

Politicando 2

Murilo defende ainda que o grupo que esteve ao lado dele na última década continue unido em torno de Dourados. “Passamos 12 anos alimentando o projeto de conquista do poder por meio do voto, tanto que perdemos em 2000, 2004 e 2008, mas, mesmo assim, continuamos unidos”, lembra. “Agora que chegamos ao poder, querem fazer com que cada um vá para um lado”, lamenta.

Politicando 3

Ideia é conquistar principais redutos eleitorais para chegar forte na disputa para o governo Divulgação

Aperitivo

O governador André Puccinelli (PMDB) deve tomar café da manhã com o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, no Grand Park Hotel, em Campo Grande. O encontro informal, que será na próxima sexta-feira, acontece momentos antes de ato público organizado pelo partido. As conversas devem girar em torno das eleições municipais do ano que vem, quando o PTB pretende virar o jogo e melhorar seu desempenho nas urnas.

Parece que nem o próprio governador está muito disposto as especulações em torno de candidatura própria em Dourados. Tanto que na última quinta-feira, durante passagem do ministro da Defesa pela 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, ao ser questionado sobre a candidatura do PMDB em Dourados, o governador soltou a seguinte frase: “deixa o homem trabalhar”, numa alusão ao prefeito Murilo Zauith.

Reforço

Progressista

Depois de ter o nome envolvido numa eventual manobra para impedir que o Partido Progressista lançasse candidatura própria a prefeito de Dourados, o deputado estadual Alcides Bernal, presidente da Executiva Municipal do PP, esteve em Dourados na noite da última sexta-feira para pacificar a questão e assegurar legenda ao empresário Ricardo Demamann.

Progressista 2

Bernal não apenas garantiu legenda como também assegurou que o Partido Progressista vai mobilizar forças para eleger, pelo menos, três vereadores na segunda maior cidade do Estado. Alcides Bernal justificou as ausências nas reuniões que havia agendado e não comparecido e, no final do encontro, aproveitou para reclamar das críticas feitas pela coluna. Vai vendo...

Peemedebê

Prestigiando

Foi concorrido o evento que a Fiat Grandourados realizou na noite de sexta-feira para apresentar o Fiat 500 e o Freemont. Muito bem organizada, a noite foi uma mescla de lançamento de carro, com desfile de moda da coleção primavera-verão da Maisa e apresentação de dança do Studio Blanche Torres. Autoridades municipais, entre elas o prefeito Murilo Zauith e a primeira-dama Cecília, o deputado Alcides Bernal, empresários e socialytes passaram pelo Grandourados.

Ardidas • O leitor José Tibiriçá Martins Ferreira enviou e-mail com o seguinte teor: antes de assistir uma corrida na parte da tarde no calçadão da Igreja Imaculada da Conceição, circulei pela praça, conversei com o pessoal que estava jogando damas. Um deles comentou comigo que à noite seria possível jogar ali se houvesse segurança. Respondi a ele que estava estranhando o comentário, pois na Praça Antônio João tem um postinho da Guarda Municipal. • Continua o leitor: fiquei um bom tempo por ali e tive a seguinte ideia: lá dentro do postinho estavam dois guardas, uma mulher e um homem. A guarda municipal ficou vários minutos olhando para o pessoal que estava ali para assistir a corrida. Nenhum guarda circulou pela praça, o que deveria acontecer, afinal daria mais segurança para quem está ali, evitaria a molecada, inclusive pessoas adultas que passam sobre a grama, cujos caminhos já são visíveis. • Prossegue o leitor: percebo que está faltando comando, orientação, pois os guardas municipais têm o dever de circular e não ficarem confinados no postinho, pois o problema está lá fora, na praça e com a movimentação da guarda, evitaria muitos problemas. Dizem que à noite está ficando muito perigoso circular pela Praça Antônio João. Muitos objetos são levados pelos gatunos e a praça é um patrimônio público ao qual se deveria dar mais atenção. • Finaliza José Tibiriçá Martins Ferreira: seria importante que a presença da Guarda Municipal na praça fosse 24 horas. São problemas que o nosso prefeito não sabe e que os seus comandados deveriam olhar com carinho. Os responsáveis deveriam achar uma solução antes que a praça vire um caos, afinal muita coisa estranha está acontecendo e pode prejudicar os eventos, afugentando as pessoas da praça.

Conjuntura Willams Araújo

Peemedebê 2

Na visão de Murilo Zauith, legendas como o DEM, PPS, PSDB, PMDB, PTB e tantas outras que fizeram parte do projeto político de poder em Dourados, deveriam estar somando forças para fazer com que a cidade receba das esferas estadual e federal a atenção que merece. “Não vejo motivo para nenhuma divisão, pelo contrário, defendo a tese que devemos continuar unidos”, avalia o prefeito.

Enquanto o prefeito de Dourados defende a manutenção da aliança que por mais de uma década buscou o poder por meio do voto, o jornal Correio do Estado informava ontem que o PMDB deverá mesmo lançar candidatura própria na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. A corrida pela cadeira de Murilo Zauith já teria, inclusive, apoio de André Puccinelli e os pré-candidatos seriam a vereadora Délia Razuk, o deputado Marçal Filho e o também deputado Geraldo Resende.

PMDB 'mira' Dourados para enfraquecer Delcídio

Estratégia visa a derrotar Murilo para fragilizar candidatura ao governo de Delcídio (e) sonho de reeleição de Murilo, hoje pertencente ao grupo AMPO GRANDE político que dá sustentação ao - Além de fazer o governo da presidente Dilma sucessor do prefeito Rousseff. Com menor chance de Campo Grande, de ser indicada, a vereadora Nelsinho Trad (PMDB), em Délia Razuk também coloca2012, outro grande trunfo do se como pré-candidata . O maior problema de PMDB é conquistar a prefeitura de Dourados, sobretudo os Murilo, além do fato de ser principais redutos eleitorais do obrigado a mostrar profundas Estado, como Corumbá e Três mudanças administrativas em Lagoas, para chegar forte nas curto prazo, uma vez que assumiu “mandato tampão” de eleições de 2014. Na prática, a estratégia dois anos após renúncia de Ari peemedebista é derrotar o pre- Artuzi, é convencer o DEM e o PSDB a não feito douradense, disputarem a preMurilo Zauith Geraldo e feitura, ainda que (PSB), a fim de Marçal são muitos acreditem fragilizar a candias principais que a pulverizadatura ao governo ção de candidatuestadual do senaarmas do ras beneficiaria o dor Delcídio do PMDB Amaral (PT), de douradense socialista. Apesar dos quem o socialista obstáculos, Murié aliado e tende a ser seu principal cabo-elei- lo aposta no trânsito que tem toral durante a sucessão do com outras lideranças petistas, governador André Puccinelli como o deputado federal Vander Loubet, sobrinho do ex(PMDB). Os principais expoentes governador Zeca do PT, para do PMDB sabem que conti- se viabilizar politicamente, nuar à frente da prefeitura da sobretudo, reeditar a mesma Capital, onde o partido reina ou parte da aliança que o levou por quase duas décadas, não a prefeitura. Do jeito que está hoje, é tarefa tão difícil, por isso o interesse em investir pesado no Murilo tem recebido críticas segundo maior colégio eleitoral construtivas até de quem foi do Estado, onde o PT trabalha um de seus maiores incentivapara continuar no palanque de dores e correligionário. O presidente regional Murilo Zauith e tirar dividendo DEM, deputado estadual dos políticos no futuro. Os deputados federais Zé Teixeira, por exemplo, Geraldo Resende e Marçal Fi- avaliou, em entrevista na terlho são as principais armas do ça-feira, que o prefeito “conPMDB douradense, um deles, seguiu recuperar moralmente na leitura dos líderes peemede- a cidade, mas ainda precisa bistas, capaz de acabar com o dar um choque de adminisWillians Araújo

C

tração”. Pré-candidato do DEM à prefeitura, Teixeira também negou que o governador André Puccinelli tenha influenciado a candidatura dos partidos aliados como forma de minar as bases eleitorais de Murilo. Segundo ele, as candidaturas são absolutamente naturais, uma vez que partido que não almeja o poder não tem razão de existir. Apesar da tendência de candidatura própria, o deputado não descarta eventual aliança entre os partidos que integram a base de apoio do governador. “Temos que sentar à mesa com os partidos e montar um projeto para Dourados”, defende o presidente do DEM. CAMPO GRANDE Na Capital, o PMDB encomendou uma série de pesquisas (qualitativas e quantitativas) para escolher entre Carlos Marun, Edil Albuquerque e Paulo Siufi quem concorrerá à sucessão de Nelsinho, ano que vem. Dependendo das articulações encabeçadas pelo governador, o partido poderá, pela primeira vez, abrir mão de candidatura própria para apoiar o deputado federal Edson Giroto, ex-peemedebista que se abrigou no PR para acomodações políticas de ocasião. Por outro lado, Giroto tem até o dia 7 de outubro – data em que expira o prazo de filiação partidária para quem deseja participar das eleições municipais do ano que vem – para retornar aos quadros peemedebistas.

Depois que perdeu quadros, principalmente com a desfiliação dos prefeitos Celso Vargas (Maracaju) e José Dodô da Rocha (Selvíria) – se abrigaram respectivamente no PDT e no PSB –, o PTB busca reforços de expressão eleitoral. O ex-deputado José Carlos Monteiro deve se filiar na sexta. Com a benção do governador, o partido tenta trazer de volta o prefeito de Chapadão, Jocelito Krug (PMDB), para concorrer à AL em 2014.

Frangalhos

A crise que o PT de MS enfrenta com os rachas sistemáticos que ocorrem no núcleo da legenda, em disputas pelo poder, tem contaminado não apenas o diretório da Capital, mas instâncias do partido de menor envergadura. Como é o caso do núcleo do partido de Maracaju, no sul do Estado. Por lá, intrigas entre petistas ligados ao senador Delcídio Amaral e ao ex-governador Zeca do PT tem dado o que falar.

Confusão

Outra crise petista que promete dar muita dor de cabeça à cúpula regional da legenda é a que se instalou em Corumbá, depois que Delcídio defendeu, recentemente, o uso de prévias para escolher o candidato da sigla que tentará a sucessão do prefeito Ruiter Cunha (PT). O posicionamento do senador irritou principalmente o deputado estadual Paulo Duarte, que trabalha para convencer o partido a lançá-lo ao posto de Ruiter. willams@conjunturaonline.com.br

COLONO: Cumpádi, as árvore tão desaparecendo di Dourados... Ic, ic, ic... ZÉ PINGA: ... é, onti memu foi preciso agarrá uma delas prá num saí do lugar... Ic, ic, ic...

Edição de 27/setembro de 2011  

Anel Rodoviário - O lado Oeste da Perimetral Norte, também conhecida como Anel Viário, foi liberado ontem. Pela previsão do governo do Estad...

Advertisement