Page 1

DOURADOS MS ANO 69 Nº 13.601

O PROGRESSO

Sexta-feira 8 de novembro de 2019

★★★★★

DIVULGAÇÃO

Dez vezes mais cara,

supermaconha ganha atenção dos traficantes Em MS esse ano foram apreendidos 780 quilos da droga, que pode estar avaliada em mais de R$ 15 milhões. Especialistas alertam para os riscos de esquisofrenia causados pelo uso da substância. PÁG. A6

Lula é solto e decisão do STF deve beneficiar outros condenados da Lava Jato. Em discurso junto a militância, ex-presidente criticou ao que chamou de ‘lado podre do Estado brasileiro, da Justiça, do Ministério Público e da Polícia Federal PÁG. A3

DIVULGAÇÃO

LULA É SOLTO

Operação Purificação II

Suposto esquema na saúde não teria poupado nem marmitas PÁG. D4

Acidentes

Trânsito de Dourados tem 23 cruzamentos “da morte” PÁG. D1

Saúde pública

Prefeitura não requalifica Upa e perde R$ 375 mil por mês PÁG. D3

Cultura

Artista de MS é destaque internacional no grafite PÁG. B2


2

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Opinião EDITORIAL

Crise na Saúde

A

Prefeitura de Dourados terá que se esforçar mais para convencer a população de que a crise na Saúde pública é resultado exclusivo do subfinanciamento ou da falta de repasses da União e do Estado. Depois das operações policiais ocorridas na Prefeitura, sendo a última batendo às portas da Secretaria de Saúde, a falta de recursos também pode estar sendo gerada por outros motivos. Segundo a Controladoria Geral da União, nem mesmo a marmita oferecida aos pacientes e acompanhantes era poupada pela suposta organiza-

ção, que teria causado prejuízos de mais de R$ 3,5 milhões em contratos fraudulentos. Segundo a CGU, as possíveis irregularidades praticadas com recursos do SUS em Dourados tem potencial impacto, tanto quantitativa quanto qualitativamente, na prestação de serviços de saúde à população, principalmente a de baixa renda que depende dos estabelecimentos públicos de Saúde. As supostas irregularidades também influenciam negativamente os resultados das ações governamentais e levam à degradação dos in-

dicadores sociais. Segundo dados divulgados pela própria Secretaria, moradores de pelo menos 34 municípios do Mato Grosso do Sul(43% do total) encontram em Dourados, o suporte necessário para resolver suas demandas de Saúde. Por mês, em média, são realizados 2,3 mil atendimentos ambulatoriais, 530 internações no Hospital da Vida e 40 mil procedimentos pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h). Isso demonstra o grau de impacto que a suposta organização representaria no atendimento da Saúde em Dourados. Diante de todas as crises

que a pasta enfrenta, o argumento da administração sempre foi o de que a União e Estado deveriam aumentar os repasses. Porém, e agora? Após operações que apontam para as graves irregularidades envolvendo dinheiro público, como a prefeita Délia Razuk demonstrará credibilidade em sua gestão para continuar a requerer que valores maiores sejam destinados à sua administração? Com a palavra, a auditoria realizada pela Secretaria de Saúde do Município, que não teria detectado o problema, deixando a Saúde virar mais uma vez manchete das páginas policiais.

inconscientemente, com a utilização de equipamentos muito menores que os fuzis, tanques de guerra e aviões supersônicos. Essa a grande revolução do século 20 e 21: a vitória sobre a Mídia hegemônica, a vitória sobre o discurso único, com um aparentemente simples telefone celular. A maioria da população brasileira atualmente pode se libertar da Globo, por exemplo. Bom, mas às vezes a liberdade custa caro, muitos preferem acomodarem-se e resignarem-se para evitar conflitos de consciência. Milhões ouviram, com certeza, “Caneta Azul”, mas, por exemplo, mesmo estando à disposição, ainda não viralizou a recente entrevista do desembargador do Tribunal Regional do Trabalho [TRT], da 4ª Região em Porto Alegre. A Grande Mídia não vai mostrar, ela, no máximo, troca apenas tiros de festim com governos neoliberais e até mesmo fascistas. Mas eu lhes resumo a entrevista. O desembargador Marcelo D’Ambroso, cita, em sua entrevista, a Convenção de Filadélfia de 1944, onde se declara que o trabalho não é uma mercadoria, mas um

direito humano. E diz o desembargador: “a única coisa que produz é o trabalho”. Concordo. Mas essa verdade irrefutável é sempre mascarada. Em 1992, por exemplo, Fukuyama, escreveu o livro que ganhou dimensões de best seller, onde, em resumo, afirma que, com a derrubada do Muro de Berlim, houve o “Fim da História”, ou seja, a partir daí o neoliberalismo seria a única verdade para o Mundo. Mentor intelectual de Ronald Reagan e de Margaret Thatcher [uma espécie de Olavo de Carvalho para o bolsonarismo], hoje admite que é preciso redistribuir melhor a renda. Deveria ter dito isso para Pinochet e evitado que o Chile sofresse tanto. É mesmo assim, a plutocracia e os seus áulicos estimulam o capitalismo selvagem e depois pedem desculpas. Como já disse acima, algumas vezes são disparadas balas de festim. Mas a grande verdade é que grande parte da mídia brasileira é retrógrada, continua neoliberal, não obstante esse conceito seja ultrapassado, e assim, o povo trabalhador sofre, os funcionários públicos são vilipendiados, a patrimônio nacional, constituído ao longo de várias gerações é dilapidado e com isso a nossa soberania é posta à venda por trinta moedas. Caneta azul passará, mas a possibilidade de termos alternativas midiáticas não passarão.

Caneta Azul: o lado B WILSON VALENTIM BIASOTTO*

*Professor titular aposentado pelo CEUD/UFMS, membro da Academia Douradense de Letras

F

alar o que todo mundo sabe é chover no molhado, aliás, por falar em molhado, muito trovão e pouco chuva nesse abençoado Centro Oeste, grande produtor de grãos e que deve perceber, nessa crise, que além do agronegócio pode haver outras atividades produtivas e que as nossas universidades podem proporcionar alternativas. Mas, vamos falar em “caneta azul”, que deve ser uma dessas músicas solitárias de um compositor: lembram-se os raros e caros leitores de algumas delas similares? Vou citar apenas duas para não aborrecer: “Eu bebo sim, estou vivendo, tem gente que não bebe está morrendo...” Outra: “Aonde a vaca vai, o boi vai atrás, eu não vou na sua casa pra você não ir na minha, você tem a boca grande, vai comer minha galinha...” “Caneta Azul” está fadada a ter o mesmo destino, o esquecimento.

Mas Manoel Gomes, o maranhense interiorano que, cansado de perder canetas compôs essa música de grande sucesso, não foi nada bobo: registrou-a em cartório e parece-me, salvo melhor juízo, que já recebe direitos autorais, mesmo porque cantores famosos [Wesley Safafão, Simoni, Simaria, Maiara e Maraisa], já cantaram para multidões e contribuíram para que já houvesse mais de 10 milhões de visualizações no YouTube. E o sucesso já se deslocou do Brasil e chegou aos Estados Unidos [Alok fez um remix com a canção e a tocou pela primeira vez num show nos Estados Unidos]. Que me perdoem os meus raros e caros leitores, mas não desejo falar propriamente das qualidades, ou falta delas, na música “caneta azul”. O que desejo enfatizar, como diz o título dessa crônica é o lado B, ou seja, a possibilidade de conhecermos coisas que a grande mídia ignora e que são importantes para a cultura popular, nesse caso. Vejamos: Manoel Gomes, o compositor, é homem humilde, lá do interior do Maranhão e, no entanto, possui instrumentos, técnicas e inteligência para divulgar a sua criação. Esse é o lado B. A possibilidade de se atingir milhões de pessoas, faze-las cantar quase que


3

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Política

Lula é solto e decisão do STF deve beneficiar outros condenados da Lava Jato Em discurso junto a militância, ex-presidente criticou ao que chamou de ‘lado podre do Estado brasileiro, da Justiça, do Ministério Público e da Polícia Federal O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou no final da tarde desta sexta-feira (8) a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba após a decisão da Justiça Federal que autorizou sua soltura. Lula estava preso desde 7 de abril do ano passado pela condenação no caso do triplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato. Lula deixou a sede da PF pela porta da frente, acompanhado por parlamentares do PT e seus advogados. Ele caminhou em direção aos apoiadores que o esperavam em um palco, onde fez um pronunciamento aos militantes. Em seu discurso ao deixar a prisão, Lula agradeceu a seus apoiadores que durante 580 dias ficaram perto da sede da PF em Curitiba, disse que “lado podre do estado brasileiro, da Justiça, do MP, da PF e da Receita trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, o PT e o Lula”. Também criticou o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato no Paraná, e o ex-juiz da operação, Sérgio Moro, atual ministro da Justiça. Lula também afirmou ter “vontade de provar que este país pode ser muito melhor na hora em que tiver um governo que não minta tanto quanto o [presidente Jair] Bolsonaro pelo Twitter”. A liberdade do ex-presidente foi proferida pelo juiz Danilo Pereira Júnior, após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida na quinta-feira (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória

GIBRAN MENDES / CUT PARANÁ

VEJA COMO VOTOU CADA MINISTRO DO SUPREMO A FAVOR DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA: Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Luiz Fux e Cármen Lúcia, CONTRA A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA, OU SEJA, PRISÃO SOMENTE APÓS O CHAMADO TRÂNSITO EM JULGADO: Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

lavagem ficou em três anos e quatro meses, resultando nos oito anos e dez meses finais. Além de Lula, a decisão do STF deverá beneficiar outros condenados na Lava Jato.

Após ganhar liberdade, Lula deixa a sede da PF em Curitiba

de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância. A prisão Em janeiro do ano passado, a condenação de Lula, proferida em primeira instância pelo então juiz Sergio Moro, foi confirmada e a pena aumentada pelo Tribunal Regional

Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal, para 12 anos e um mês de prisão - oito anos e quatro meses pelo crime de corrupção passiva e três anos e nove meses pela lavagem de dinheiro. Em abril deste ano, a pena de corrupção foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para cinco anos e seis meses, enquanto a de

Possível candidatura Por ter sido condenado em segunda instância, o ex-presidente passou a ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que o deixa inelegível. Neste cenário, mesmo solto, Lula não pode ser candidato. O ex-presidente só poderá se candidatar novamente caso o Supremo Tribunal Federal (STF) se convença com a defesa de Lula, que tenta anular a condenação do caso do triplex questionando a atuação do ex-juiz, Sérgio Moro, como sendo parcial. Tendo a condenação anulada em tempo hábil, o ex-presidente Lula poderia, se quisesse, ser candidato em 2020, quando acontecem as eleições para prefeito e vereador. Para se candidatar em 2022, Lula precisaria ter a condenação do triplex anulada e se manter como ficha limpa até lá. No entanto, o ex-presidente é réu em pelo menos outras seis ações penais.

Saiba mais

Presos da Lava Jato que podem se beneficiar com a decisão do Supremo Alberto Elísio Vilaça Gomes Enivaldo Quadrado Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura Gerson Almada João Augusto Rezende Henriques José Dirceu Julio Cesar dos Santos Luiz Eduardo de Oliveira e Silva Márcio de Andrade Bonilho Pedro Augusto Corte Xavier Renato Duque Sérgio Cunha Mendes

NOTA DE REP DIO E DESAGRAVO A Associa o Nacional dos Membros do Minist rio P blico (CONAMP), entidade que representa mais de 16 mil Procuradores e Promotores de Justi a dos Minist rio P blicos Estaduais, do Distrito Federal e Militar vem a p blico, inicialmente, repudiar as lamentáveis declara es feitas pelo Ministro do E. Supremo Tribunal Federal, e a Gilmar Mendes, contra Membro do Minist rio P blico do Estado do Paran Institui o do Minist rio P blico brasileiro, durante julgamento de hoje, das A es Declarat rias de Constitucionalidade (ADC) 43, 44 e 54, nas quais se discutia a possibilidade de in cio do cumprimento da pena antes de serem esgotadas todas as possibilidades de recurso. an Na ocasi absolutamente tamb m.. inverídico eis que o Procurador de Justi a que ocupa, h mais de 10 (dez) anos, o cargo de Coordenador Estadual dos GAECOs no Minist rio P blico do Estado do Paran nunca, antes ou durante o exerc cio do referido cargo, foi flagrado em situa o conforme a descrita pelo Ministro. alcoolismo um problema do Minist rio P investir contra o Minist rio P blico brasileiro.

rma jocosa, de modo a

Tais declara es, manifestadas em tom agressivo e desrespeitoso, atingem a honra pr pria de todos os membros do Minist rio P blico brasileiro, submetendo-os, e situa o de indevido constrangimento. Institui o, inadmiss vel que o exerc cio de fun o t pica de Estado, como a jurisdicional, seja utilizado como instrumento para ofender integrante do Minist rio P blico e a pr pria Institui o, contrariando preceitos ticos da Lei Org nica da Magistratura (art. 35, IV, da Lei Complementar nº 35/1979). A Associação Nacional dos Membros do Minist rio P blico n o pode e não irá se curvar ou se calar diante de fatos que representem falso e injusto ataque pessoal e Institui o. O Estado de Direito deve sempre se impor, com a aplica o da lei de forma igualit ria a todos (as), inclusive a Ministros do E. Supremo Tribunal Federal, que devem, na verdade, serem os primeiros a dar o devido exemplo cívico de compromisso com os mais altos valores fundantes da República Federativa do Brasil. Diante do exposto, a CONAMP, em postura de constante vigil ncia e defesa do Minist rio P blico brasileiro e de seus agentes, desagrava o Procurador de Justi a e e repudia qualquer Coordenador dos GAECOs do Ministério Público do Paran manifesta o que, indevida e antidemocraticamente, ofenda falsamente seus membros, amea ando a pr pria independ ncia da institui o ministerial.

Bras lia-DF, 07 de novembro de 2019. Victor Hugo Palmeiro de Azevedo Neto Presidente da CONAMP

COLONO - Cumpadre ... se tão roubando até o dinheiro da marmita dos pacientes, o que mais falta acontecer?

ZÉ PINGA - daqui a pouco vão querer levar nossas carças, ic... ic... ic


4

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Política

87% dos crimes contra a mulher não são julgados

POR FLÁVIO VERÃO

Dados são do Senado Federal que acaba de aprovar PEC que torna os crimes de feminicídio e estupro imprescritíveis e inafiançáveis WALDEMIR BARRETO/AGÊNCIA SENADO

DALE SACUDIDA A expressão “se sacudir, cai mais” parece que está de vento em popa na Prefeitura de Dourados. Com a prisão do terceiro (ex) secretário, o médico Renato Vidigal, que vinha ocupando o cargo político de chefe do Samu, se as investigações irem mais a fundo, outros frutos poderão despencar. Problemas com licitações nunca foram novidades na administração e as prisões dos secretários Denize Portolann (educação) e João Fava (fazenda) não serviram de lição para a administração, que insiste cometer os mesmos erros. Tanto é que recentemente o TCE (Tribunal de Contas de MS) pediu o cancelamento de licitações sob uma série de suspeitas. Como Renato Vidigal foi preso na segunda fase da Operação Purificação, muita “gente grande” já deve estar ressabiada sobre as cenas dos próximos capítulos. Ainda falta chão para o desfecho da novela.

PEC foi aprovada no Senado e agora segue para a Câmara Federal Valéria Araújo No Brasil, pelo menos 87% dos crimes contra a Mulher não são Julgados. É o que afirmou a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) ao defender a PEC 75/2019, aprovada por unanimidade na última quarta-feira no Senado e que agora segue para a Câmara Federal. Para a parlamentar o alto índice de não julgamentos incentiva a impunidade. “Na prática, é como se os assassinos tivessem sido perdoados”, destacou. O texto aprovado, de autoria da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) determina que o feminicídio poderá ser julgado a qualquer tempo, independentemente da data em que tenha sido cometido. Conforme a Agência Senado, pela lei brasileira, feminicídio é o homicídio cometido contra mulheres, motivado por violência doméstica ou discriminação à condição feminina. Atualmente, esse tipo de crime prescreve após 20 anos. A Constituição já determina que o racismo e a ação de grupos armados contra o Estado são inafiançáveis, imprescritíveis e sujeitos a pena de reclusão. Além de votar pela inclusão do feminicídio nessa lista, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que relatou o texto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), acatou emenda da senadora Simone Tebet (MDB-MS) pela qual o estupro também passará a fazer parte desse rol. Para ele, a aprovação do texto é um recado para os agressores.

Saiba mais

Dupla punição Ao defender a aprovação do texto, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) afirmou que a prescrição é uma sanção imposta ao Estado quando, pela ineficiência, deixa transcorrer o prazo para o julgamento. O problema, segundo o senador, é que quem acaba sendo punida duas vezes, com o crime e com a impunidade do criminoso, é a vítima. “Essa é uma resposta muito positiva do Senado para corrigir essa injustiça, essa impunidade. Não é crível, razoável, aceitável alguém violar principal bem jurídico, que é a vida humana, a vida humana de uma mulher, e ainda assim ser atingido pelo instituto da prescrição”, argumentou o senador. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) disse considerar que a estrutura para a investigação e a punição desse tipo de crime é, muitas vezes, precária. Para ela, a aprovação da PEC é um elemento que contribui para a punição do feminicídio. “É inaceitável que nós continuemos a ver dia após dia mulheres sendo assassinadas sem termos efetivamente a punição deste crime. Tornar o feminicídio imprescritível é mais um elemento fundamental para que essa barbaridade e essa covardia de fato possa ser punida à altura, com os rigores da lei”. (Com Agência Senado)

CRISE Continua sendo escalonado o salário dos servidores da segunda maior cidade do Estado. Foi depositado somente os salários de 5609 funcionários - aqueles quem recebem até R$ 4.050 líquidos com recursos próprios da prefeitura. Também foram creditados os salários dos servidores da Educação que recebem líquidos R$ 3.055 com recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação). Os demais, 1528, deverão receber até o dia 15. PANTANAL, ATÉ QUANDO? A revogação da lei que estabelecia o zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar e impedia a expansão do cultivo por áreas sensíveis do país, como Pantanal, tem preocupado ambientalistas. O governo Bolsonaro aposta que a modernização da atividade não trará malefícios para a maior área alagada do planeta, como desmatamento, por isso permitiu que as plantações de cana avancem para o Pantanal. A decisão afrouxa ainda mais o controle ambiental de uma área que já teve 55% de árvores derrubadas. Se o governo não tem condições de fiscalizar áreas próximas a cidades urbanas, quem dera ter equipe para acompanhar ações em regiões do Pantanal. A flora e a fauna pedem SOS com a medida. DOURADÃO, NADA A coordenadoria de obras e projetos da pró-reitoria da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) entregou esta semana o projeto de revitalização do Estádio Pedro Pedrossian, o ‘Morenão’, em

Campo Grande, para o Governo do Estado. As obras devem começar após o campeonato estadual terminar em 2020 e deve custar R$ 4 milhões. O trabalho vai acontecer em parceria entre a UFMS, Governo Estadual e Agesul, e deve reformar todo o sistema elétrico do estádio, infraestrutura, acessibilidade, reformas de banheiros, proteção do fosso ao redor do campo, projeto de prevenção ao incêndio e etc. Já o Douradão, segundo maior estádio de MS e localizado em Dourados, interditado por problemas elétricos, não tem recebido nem um pouquinho de atenção do Governo do Estado. Enquanto isso segue fechado e sem previsão de receber reparos, tampouco de retomar as atividades. HABEMOS CPI Depois de discussões acaloradas sobre a implantação da CPI para investigar os motivos de aumentos nas contas de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, os deputados estaduais resolveram investigar a Energisa, concessionária que atende 74 dos 79 municípios do Estado. Proposto primeiramente pelo deputado Capitão Contar (PSL), a CPI não tinha um fato concreto para ser criada e se baseava em denúncias. Por conta disso, o parlamentar não conseguiu assinaturas para abrir a Comissão. Bravinho, usou suas redes sociais para repudiar contra os colegas da Casa. Nesta semana o deputado Felipe Orro (PSDB) encontrou um fato determinante. Ele conseguiu um laudo de uma empresa que constatou uma divergência na marcação do relógio. O deputado apresentou na quarta-feira o projeto da nova CPI e conseguiu o apoio de todos os parlamentares. A Comissão deve ser formada semana que vem e terá 120 dias para concluir os trabalhos.


5

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Economia

Com desemprego e crise, cresce 21% número de MEIs em Dourados Pesquisa da UFGD mostrou que o número de inscrições de empreendedores individuais aumentou em 280,45% no município nos últimos 8 anos DIVULGAÇÃO

Valéria Araújo O número de pessoas que decidiu optar por trabalhar como Microempreendedor Individual (MEI) já aumentou 21% em Dourados. Os dados mostram que os números de inscrições até setembro desse ano (11.528) já superam o valor total do ano passado (9.511). O levantamento é do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS. A economista Daniela Teixeira Dias explica esse aumento. “Estamos num processo de recuperação da economia e Dourados é um dos municípios mais fortes que temos no Estado, além de possuir uma grande dependência de bens e serviços, por exemplo. É muito comum, durante um processo de instabilidade econômica e recuperação da economia, que se abram muitos MEIs, como uma alternativa de renda. O grande problema dessa questão é o não enxergar como uma oportunidade de algo para longo prazo ou não haver a visão empreendedora. Apesar disso, o MEI foi uma possibilidade de for-

Percebe-se um crescimento expressivo de empresas formais no município de Dourados malização de muitos autônomos, mas esse aumento, de fato, se volta a essa grande dependência também nesse momento em que surge mais criatividade para que haja a abertura de MEIs. Então eu tenho um negócio, eu tenho em mente algo, eu preciso de renda então eu acabo abrindo um Mei como alternativa de renda. Isso também é importante porque acaba estimulando esse olhar empreendedor, que deve ser consciente e não só visto como uma alternativa de renda. A maioria dos MEIs estão relacionados principalmente aos segmentos de alimentação, beleza e moda, a área de bens e serviços. A justificativa para esse aumento se pauta nesse contexto visto a dependência, necessidade de geração de renda, a instabilidade econômica, que traz aumento de desemprego e ai as pessoas precisam ter um mecanismo de renda e também a idéia de formalização para se conseguir alguns benefícios”, destacou. Uma pesquisa da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) mostrou que o número de inscrições de empreendedores individuais em Dourados cresceu constantemente, de 2010 até dezembro de 2018, principalmente, após a implantação do Programa para o Microempreendedor Individual (MEI), que busca a formaliza-

O número das empresas ativas no período que compreende de 2010 a 2017 também aumentou constantemente FECOMERCIO

“Estamos num processo de recuperação da economia e Dourados é um dos municípios mais fortes que temos no Estado” Daniela Teixeira Dias (economista)

ção de vários agentes econômicos, até então na informalidade. O estudo apontou ainda que o número de inscrições de empreendedores individuais aumentou em 280,45% nesse período de 8 anos, isso significa um crescimento médio anual de 35,06%. Ou seja, percebe-se um crescimento expressivo de empresas formais no município de Dourados. O número das empresas ativas no período que compreende de 2010 a 2017 também aumentou constantemente, chegando a um crescimento de 145,71%, nesse período de 7 anos, já que os números correspondentes a 2018 é uma projeção. Isso significa um crescimento anual de 20,82% em Dourados.

Saiba mais

Renda A renda obtida como microempreendedor individual (MEI) é a única fonte de recursos de 1,7 milhão de famílias, diz a 6ª pesquisa Perfil do MEI, feita pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). De acordo com a pesquisa, isso significa que 5,4 milhões de pessoas no país, considerando quatro pessoas por família, dependem da renda de um MEI. Os dados mostram ainda que a renda média familiar desse segmento alcançou R$ 4,4 mil, o equivalente a pouco mais de quatro salários mínimos. A pesquisa entrevistou 10.339 microempreendedores individuais entre 1º de abril e 28 de maio deste ano em todos os estados brasileiros. Segundo o Sebrae, a sondagem alcança 95% de nível de confiança e 1% de margem de erro, delineando as principais características desses empreendedores. Os números mostram que a atividade de microempreendedor individual é a única fonte de renda de 76% dos entrevistados. De acordo com os dados, 61% dos MEI se formalizaram atraídos pelos benefícios do registro (ter uma empresa formal, possibilidade de emitir nota, poder fazer compras mais baratas), 25% por conta dos benefícios previdenciários e 14% por outros motivos diversos. “Os resultados do levantamento mostram que 33% dos MEI estavam na informalidade (como empreendedores ou empregados) antes de optarem pelo registro como microempreendedor. Deste universo, 48% empreendiam sem CNPJ por 10 anos ou mais”, disse a assessoria do Sebrae.

DIVULGAÇÃO

De acordo com pesquisa, 5,4 milhões de pessoas no país, considerando 4 pessoas por família, dependem da renda de um MEI


6

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Polícia

Dez vezes mais cara, supermaconha chama atenção dos traficantes Em Mato Grosso do Sul, esse ano foram apreendidos 780 quilos da droga, avaliada em R$ 15 milhões Valéria Araújo Até 10 vezes mais caro e sete vezes mais forte que a maconha comum, a supermaconha ou “skunk”, droga produzida em laboratório com uma concentração maior de THC (tetraidrocanabinol), chama a atenção dos traficantes na fronteira de Mato Grosso do Sul. Esse ano, as forças policiais no Estado já retiraram de circulação 780 quilos do entorpecente, o que em grandes centros do País poderia custar até R$ 15 milhões. Devido aos custos de produção elevados do skunk, a droga ficou conhecida como “maconha de rico”, pois seu preço é bem superior ao da maconha comum. Na Polícia Federal as apreensões são crescentes. Em 2017 foram 2,2 quilos, em 2018 foram 24,37 quilos e em 2019 já são 35,6 quilos da droga. A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 282,26 quilos da droga nas rodovias federais de MS. De acordo com dados da segurança pública, as maiores apreensões acontecem agora, no período de colheita do skunk, que vai de

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Saiba mais

Esquizofrenia e psicoses

As maiores apreensões acontecem agora, no período de colheita do skunk

Devido aos custos de produção elevados do skunk, a droga ficou conhecida como “maconha de rico” As sensações ao consumir determinada quantidade de skunk, são bem mais intensas do que a maconha setembro a dezembro. A produção é realizada no Paraguai e destinada para outros países da América do Sul, passando pelo Brasil e MS que é um dos maiores corredores do tráfico de drogas e armas. De acordo com pesquisadores, o Skunk tem uma preparação especial e mais cara do que a convencional. Para ela se desenvolver é necessário condições especiais de temperatura, luminosidade e umidade, geralmente em estufas, com técnicas do sistema hidropônico. Enquanto uma planta da espécie de cannabis sativa comum mede cerca de 1,8 m, a planta cultivada nessas condições alcança apenas 30 cm. Como resultado, enquanto na maconha comum a concentração de THC é de 2,5%, no skunk pode chegar a 40%. Para o usuário, não há como diferenciar a maconha do skunk visualmente, mas as forças policiais a reconhecem pela embalagem diferenciada e cheiro mais potente. As sensações ao consumir determinada quantidade de skunk, são bem mais intensas do que a maconha, devido ao maior índice de THC no skunk.

Enquanto na maconha comum a concentração de THC é de 2,5%, no skunk pode chegar a 40%

Psiquiatra Alessandro de Matos Em Dourados o médico psiquiatra Alessandro de Matos Santos, alerta para os riscos do uso da supermaconha. Ele cita, por exemplo, pesquisa publicada em abril de 2018 no Translational Psychiatry que indicou efeitos do THC em neurônios derivados de células-tronco, alterando funções relacionadas à biologia do RNA (ácido ribonucleico, na sigla em inglês) e à regulação da cromatina, semelhantes ao encontrado no autismo e na esquizofrenia. Em relação ao intelecto, trabalho publicado em 2012 no Proceedings of the National Academy of Sciences mostrou que o uso de cannabis resulta em redução de 8 pontos no QI de usuários entre os 18 e os 38 anos. Citando artigo publicado na Unidade de Pesquisa e Álcool (UNIAD), o médico alertou ainda que diversas outras pesquisas mostraram alterações cognitivas, com prejuízos para a memória e as funções executivas, restando a dúvida se isso é reversível. Resta a esperança de que a pronta interrupção do uso impeça danos de longo prazo, mas há claros indícios de menor rendimento escolar e na carreira profissional dos usuários persistentes de canábis. Mesmo depois da remissão de episódios agudos, algumas psicoses crônicas como a esquizofrenia são irreversíveis, pois deixam sequelas. Somente a cannabis e a metanfetamina tem associação demonstrada com psicoses crônicas. Em 2016, uma extensa investigação, reunindo resultados de 10 estudos, com mais de 66.000 indivíduos, calculou que o risco para psicoses crônicas é 3,9 vezes maior em usuários frequentes de cannabis com alto teor de THC, confirmando que o efeito é “dose-dependente” e, portanto, compatível com relação causal.


7

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Esportes

Sul-mato-grossense tenta manter título brasileiro de boxe na capital “Punho de Aço” enfrenta baiano na Noite das Estrelas neste sábado (9) na Categoria Pena Renato Giansante O sul-mato-grossense Luís Cláudio “Punhos de Aço” irá defender o título brasileiro de boxe na categoria pena (57,53kg) neste sábado (9). A disputa será mais especial por ser em Campo Grande, na Noite das Estrelas, em combate de 10 rounds, contra o lutador baiano Genival Santos. O evento será ginásio do Rádio Clube Campo, a partir das 19 horas e Luís Cláudio chega a patamar que antes o boxe sul-mato-grossense nunca chegou o de ser detentor da façanha de campeão brasileiro de

O último desafio de Punho de Aço aconteceu em maio quando venceu o paulista Edymourff boxe profissional. No currículo, ele conta com cinco vitórias em sete lutas, sem contar os mais de 30 títulos quando ainda lutava no amador. O último desafio de Punho de Aço aconteceu em maio quando venceu o paulista Edymourff. Já o título brasileiro foi defendido em setembro de 2018 quando nocauteou o adversário Cid Edson no 3º round. “Será um grande evento, e estou bem preparado para manter o título e começar a pensar na disputa do título latino”, fala com tranquilidade Punhos de Aço, que aos 34 anos vive um dos seus melhores momentos no esporte. O rival do

REPRODUÇÃO/TV MORENA

sul-mato-grossense tem 35 anos e está no esporte há 18 anos, mas nunca levantou o cinturão do brasileiro. A noite terá outras atrações. Paulo Martins, de apenas 20 anos desponta como uma das novas sensações do boxe sul-mato-grossense e fará a terceira luta no profissional ao enfrentar o paulista Welton Campos, em combate de 4 rounds, pela categoria até 66,7 kg. “O Paulinho (Paulo Martins) é muito rápido, tem movimentação intensa no ringue e boas esquivas, além de jogar com as duas mãos. São características que dificulta qualquer adversário”, define o comentarista de boxe, Marcelo Corejes. Já o coxinense Cícero Miagui, com mais de 50 lutas de MMA, encara o cuiabano Nathann Ramatif. O Evento

Noite das Estrelas A 2ª edição do Noite das Estrelas terá seu início às 18 horas, com a realização das lutas de boxe olímpico, coordenada pela Associação sul-mato-grossense de lutas, e o boxe profissional tem sua tem seu início programado para às 21 horas, com direção técnica do Conselho Nacional de Boxe. Os portões do ginásio estarão abertos a partir das 16 horas, e o ingresso vai custar R$ 30 para arquibancadas e R$ 50 cadeiras próximo ao ringue. (com informações de Boxe MS)

Punho de Aço colocará seu título de campeão em disputa pela segunda vez

Morenão deve ser reaberto para o Estadual 2020 SAUL SCHRAMM

Estádio na capital terá obras em caráter emergencial com previsão de conclusão em janeiro Renato Giansante Principal estádio de Mato Grosso do Sul, o Pedro Pedrossian, popularmente conhecido como Morenão, está confirmado para o Campeonato Estadual de 2020. As obras para a liberação, segundo o governo do Estado, serão em caráter emergencial até janeiro, mês de início da competição e com isso os times da capital poderão usar como mandantes. Segundo o secretário especial do Governo do Estado, Carlos Alberto Assis, o projeto executivo da revitalização foi entregue nesta semana pela Universidade Federal de MS (UFMS) com apoio da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Planejamento) e estabelece cronograma de prioridades com etapas sendo que a primeira intervenção a ser executada objetiva cumprir as exigências do Ministério Público. “O Morenão deixará de ser apenas

Morenão será revitalizado em etapas com a primeira entregue para o Estadual

do futebol, será uma grande arena de eventos. Vamos sediar aqui grandes jogos do Campeonato Brasileiro e também do nosso futebol, revivendo o Comerário e reacendendo a rivalidade entre os principais clubes de Campo Grande”, disse o secretário se referindo o confronto entre Comercial e Operário no Estado. As obras vão custar em torno de R$ 4 milhões disponibilizados pelo Estado via Fundo Estadual de Defesa do Consumidor, vinculado ao Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de MS) e inclui melhorias de infraestrutura, como acessibilidade, novos banheiros, cobertura do fosso ao redor do campo e construção de um elevador na parte externa, na entrada principal do estádio, com acesso às cobertas (setor de cadeiras e arquibancadas). Também inclui reforma na parte elétrica e no sistema de prevenção a incêndios e construção de uma plataforma para cadeirantes no espaço atual do fosso. Banheiros químicos serão instalados para o Estadual. Posteriormente, o estádio receberá troca de gramado, placar eletrônico e a instalação de cadeiras em toda a arquibancada.


8

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Saúde ENTREVISTA · Vanessa Figueiredo - Psicanalista

Psicopatas têm maior poder de atração, diz estudo Valéria Araújo Um estudo publicado na revista Evolutionary Psychological Science, sugere que homens com sinais de psicopatia são mais atraentes para as mulheres. Conforme a pesquisa, os problemas que os indivíduos psicopatas impõem à sociedade podem ser contrastados com os relatos de seu apelo e sucesso sexual em alguns desses relacionamentos. Os investigadores canadianos Kristopher J. Brazil e Adelle E. Forth entrevistaram 46 homens e pediram-lhes que gravassem vídeos de dois minutos em que se apresentavam a potenciais parceiras amorosas. Esses vídeos foram depois vistos por 108 mulheres, que os classificaram pela sua atratividade em geral, sex appeal e confiança. Os homens com as melhores classificações foram também aqueles que, em testes de personalidade, haviam revelado pontuações mais altas nos traços psicopatas. São homens mais propensos a serem confiantes, a estarem à vontade consigo mesmos ou a “saberem as coisas certas a dizer”, explicam os cientistas. São indivíduos camaleónicos, que se adaptam à imagem do homem ideal que a mulher procura, e que “conseguem usar o seu charme para provocar confiança e desejo, mas seu objetivo final parece ser prazer egoísta”, pode ler-se no estudo. Os resultados também mostram que a psicopatia estava relacionada à sociossexualidade, fatores específicos de inteligência social e à geração de classificações de desejabilidade mais altas das mulheres após o controle da atratividade física dos homens. Análises envolvendo comparações de dois homens mostraram que as classificações das mulheres aumentaram em favor do homem mais psicopata. O tom da voz das mulheres também mudou, mas apenas em resposta a diferentes facetas da psicopatia. Em Dourados, a psicanalista Vanessa Figueiredo explica que o fato das mulheres se sentirem atraídas pelos homens com traço de psicopatia é compreensível pelo fato de que eles conseguem disfarçar sentimentos e serem verdadeiros “atores da vida” para conquistar aquilo que almejam. Em entrevista ao O PROGRESSO, ela explica, inclusive sobre como saber se estamos convivendo com um psicopata. O que é um psicopata? Qual é a natureza da psicopatia? Psicopatia é uma doença mental? Para a psicanálise é uma estrutura psíquica. Onde o sujeito tem um embotamento afetivo, sabe o certo e errado, porém tem um código pró-

COMO SABER SE ESTAMOS CONVIVENDO COM UM PSICOPATA? Isso é muito difícil, porque os psicopatas são excelentes atores na vida, podem demonstrar “sentimentos” quando convenientes a eles. Segue algumas características:

FALTA DE EMPATIA, não conseguem imaginar os sentimentos dos outros. São incapazes de amar. Não confiam em ninguém. ENCANTO SUPERFICIAL E MANIPULAÇÃO. Boa oratória, charme. Eles sabem que é preciso seduzir uma pessoa antes de manipulá-la, e por isso costumam serem encantadores.

AFETIVIDADE ARTIFICIAL. São indivíduos extremamente racionais, frios e

calculistas. Eles não processam e nem aceitam emoções, mas conseguem simular sentimentos se for necessário.

EGOCENTRISMO. Auto estima sempre elevada, uma sensação premente de grandiosidade e uma necessidade inerente de estarem sempre certos. Em geral são narcisistas e arrogantes, se acham melhores que os outros.

AUSÊNCIA DE REMORSO. Não sentem culpa nem arrependimento. Agem com uma indiferença assustadora. Dificilmente ficam em dúvida na hora de tomar decisões (mesmo que sejam amorais). MENTIRA PATOLÓGICA. Todos nós mentimos, mas os psicopatas usam mentiras como ferramentas de trabalho. Eles mentem para conquistar privilégios e justificar suas condutas; dizem o que é conveniente às devidas circunstâncias. BAIXÍSSIMA TOLERÂNCIA AO TÉDIO. Precisam de estímulo constante. Não

suportam burocracia nem rotinas; têm pouca paciência e ficam aborrecidos facilmente.

IMPULSIVIDADE. Desconsideram as conseqüências de suas ações. ESTILO DE VIDA PARASITÁRIO. Para eles, as pessoas são meros objetos de exploração; instrumentos de sua busca incessante por satisfação.

PERDA DE CONTROLE TEMPERAMENTAL. Eles têm instintos violentos não canalizados. Com frequência, agem descontroladamente e reagem de maneira agressiva. Não lidam bem com frustrações, rejeições ou decepções.

IRRESPONSABILIDADE. Normalmente eles não assumem responsabilidades (eles as transferem aos outros). Dificilmente aceitam seus erros, e raramente procuram ajuda. FALTA DE METAS REALISTAS DE LONGO PRAZO. O ego sempre inflado

costuma prendê-los em ilusões.

PROBLEMAS PRECOCES DE COMPORTAMENTO. Eles manifestam tendências antissociais de forma assídua e, na infância, é certo que sofreram distúrbios de personalidade decorrentes de experiências traumatizantes.

DELINQUÊNCIA JUVENIL. Atraem e são atraídos por más influências. Aprendem logo cedo a violar regras e usar da violência para hostilizar e controlar as pessoas. VERSATILIDADE CRIMINAL. Geralmente eles apresentam antecedentes criminais, e seus delitos costumam ser mais graves do que a média.

prio e sem compaixão. Não é uma doença mental, nem um distúrbio, desta forma não existe uma cura para a psicopatia. É um sujeito que subverte a lei. Que de alguma maneira sua primeira infância foi prejudicada, sofreu muitos tipos de privações e frustrações. Os psicopatas nascem assim? Há crianças psicopatas? Como identificar uma criança psicopata? Não acredito numa causa exclusiva biológica, ou genética, mas uma jun-

ção de contingências na vida do sujeito. Sim é possível identificar crianças com esse diagnóstico. Reagem diferentemente a situações comuns da vida, sem expressar sentimentos, ou expressar de forma forjada. Todo o psicopata é um matador? Não necessariamente. Um psicopata pode ser um ditador, um político corrupto ou até mesmo um empresário que explora seus funcionários?

Sim. Muitos psicopatas são bem-sucedidos profissionalmente, ocupando posições de destaque com grande influência e status social. Devido a seu alto grau de inteligência, como não existe afetos, ele consegue ser extremamente racional, usando assim sua inteligência a seu favor, enriquecendo e ganhando poder. Porque os psicopatas não têm emoções nem culpa? Psicopatas não apresentam emoções ou compaixão, nem culpa pelo que fazem. Nunca. E, por não serem afetados por ansiedades e serem pura razão, conseguem usar sua inteligência de uma forma bem mais eficiente do que o resto das pessoas (as nossas emoções muitas vezes nos levam a fazer coisas nada espertas, afinal). Eles não têm a censura interna, onde há julgamentos morais. Um psicopata engana bem? Conseguem fingir amor ou outro sentimento? Sim, tem boa oratória, charme e manipulação são comportamentos que se sucedem ao psicopata. Eles sabem que é preciso seduzir uma pessoa antes de manipulá-la, e por isso costumam ser encantadores. Eles mentem para conquistar privilégios e justificar suas condutas. No mundo do psicopata só ele existe? Ele é egocentrico, sedutor e vaidoso? Sim. Psicopatas têm auto-estima sempre elevada, sensação premente de grandiosidade e uma necessidade inerente de estarem sempre certos. Em geral são narcisistas e arrogantes, pois se acham melhores que os outros.


MP investiga suspensão de coleta de vidros em Dourados PÁG. 2

Prefeitura não requalifica Upa e perde R$ 375 mil por mês PÁG. 3

DIA A DIA Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

FOTOS: O PROGRESSO

Na Rua Coronel Ponsiano, os moradores pedem a instalação de quebra-molas, faixas elevadas e lombadas eletrônicas

TRÂNSITO DE DOURADOS tem 23 cruzamentos “da morte”

Mapeamento do Corpo de Bombeiros aponta que a Marcelino Pires é que mais registra acidentes Valéria Araújo Mapeamento do corpo de Bombeiros de Dourados aponta que o trânsito do município conta 23 principais cruzamentos onde mais ocorrem acidentes. O estudo mostra ainda que a avenida Marcelino Pires é que a líder em ocorrências. De 1.012 acidentes registrados pelo Corpo de Bombeiros, 106 ocorreram na avenida Marcelino Pires, com 197 pessoas feridas e uma vítima fatal em 2018. Dos 23 cruzamentos mais perigosos de Dourados, pelo menos cinco chamam a atenção. O que mais re-

O trânsito de Dourados vem sendo alvo de protestos constantes da população gistra acidente fica entre a avenida Joaquim Teixeira Alves e a Quintino Bocaiúva com o registro de 15 acidentes. Em seguida os cruzamentos entre: a Floriano Peixoto e Olinda Pires de Almeida (6), a Monte Alegre com a Barão do Rio Branco (6), a Ponta Porã com a Benjamin Constant (6) e a João Vicente Ferreira (6). Entre as avenidas, a Joaquim Teixeira Alves fica em segundo lugar com 57 acidentes e 101 feridos. A Monte Alegre registrou 55 acidentes e 117 feridos, a coronel Ponsiano registrou 47 acidentes e 82 feridos. A Weimar Gonçalves Torres registrou 40 acidentes e 101 feridos.

Recentemente o Corpo de Bombeiros apresentou a palestra “O Diagnóstico e Soluções para o Trânsito de Dourados” na Câmara de Vereadores, visando a redução do número de acidentes e a prevenção de lesões e mortes no trânsito. Segundo o Comandante do 2º GBM, TC QOBM Humberto José Sepa de Matos Filho, “ o trânsito na área urbana de Dourados precisa de atenção, pois a cidade de Dourados vem apresentando um número crescente de acidentes, sendo necessário um planejamento visando ações de melhoria da segurança viária, bem como aumento da fiscalização das leis de trânsito.”, disse. Protestos O trânsito de Dourados vem sendo alvo de protestos constantes da população, principalmente em vias de acesso a BR 163, a MS 156 e a Rua Coronel Ponsiano que ligam o centro a bairros importantes do município. Nesses locais há grande fluxo de veículos e pedestres, porém sem medidas de segurança, estão ocorrendo acidentes que têm tirado a vida de muitos douradenses. Na BR 163, a população clama por um viaduto e passarelas que possam possibilitar o trânsito seguro na travessia da avenida que dá acesso a vários bairros como o 4º Plano e Campo Dourado. Na Rua Coronel Ponsiano, os moradores pedem a instalação de quebra-molas, faixas elevadas e lombadas eletrônicas. Só

neste ano, nove pessoas morreram em acidentes de trânsito na Rua Coronel Ponciano, conforme a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran). Na rodovia MS-156 a comunidade reivindica passarela aérea para ligar os bairros Guaicurus e Dioclécio Artuzi. No último dia 02 de outubro, os moradores colocaram barricada

de pneus e impediram a passagem de veículos como forma de protestos. Outra possibilidade é a de implantação de guard rail na rodovia, de forma a obrigar que os usuários da via façam o contorno pela rotatória. Eles também sugerem como opção a construção de um viaduto no entroncamento da MS-156 com a BR-163.


2

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Dia a Dia

MP investiga suspensão de coleta de vidros em Dourados Intenção da Promotoria é impedir que 30 toneladas de vidros sejam descartadas no lixo comum Valéria Araújo O Ministério Público Estadual está investigando a suspensão da coleta de vidros na cidade de Dourados, anunciada na semana passada pela Associação dos Agentes Ecológicos de Dourados (Agecold), conforme publicou com exclusividade O PROGRESSO. O promotor de Justiça Amilcar Araujo Carneiro Junior, disse que vai cobrar explicações da Prefeitura de Dourados. Segundo ele, o município alega que a lei não obriga a garantir incentivos para a Associação e que já cede o espaço. No entanto a promotoria acredita que enquanto não se cria uma política pública voltada para a questão ambiental, seria conveniente apoiar a Agecold. A intenção é impedir que 30 toneladas de vidros, que foram coletados pela Agecold sejam descartadas no lixo comum. O promotor apurou que a Abividros, associação de fora de Dourados, tem um termo de ajustamento com o Ministério Público Estadual para coletar os vidros no município, mas, para Amilcar, é a cidade que tem de ter um local adequado para recebimento. “Na Agecold fo-

“Além dos riscos aos trabalhadores há o problema de acumulação de água pelos objetos” ram construídas algumas “baias” para receber os vidros, mas, funcionam de maneira precária”, explica, observando que há uma empresa que possui licença ambiental para recolher vidros, mas não é o mais adequado a se fazer. Conforme noticiou na semana passada O PROGRESSO, a associada da Agecold Adriana Souza Barbosa Rodrigues Brito, explicou que o motivo da paralisação do serviço está relacionado à falta de incentivos do poder público. Segundo ela, vários fatores contribuem com a decisão. O primeiro deles é que a falta de um espaço adequado. “Nossos coletores trabalham no sol, sem uma cobertura adequada. Além dos riscos aos trabalhadores há o problema de acumulação de água pelos objetos, o que contribui para a proliferação do mosquito da dengue”, lamenta. Outra questão é a de estrutura. “Hoje o coletor é obrigado a carregar no braço pesos incompatíveis com sua capacidade física para levar o produto até a máquina de triturar. Seria necessário investimentos numa esteira que pudesse auxiliar nesse sentido, o que sozinhos, não temos condições de arcar”, destaca. A terceira situação é a econômica. “Sem uma política pública voltada

Associação não receberá mais vidros e a população, que deixava os produtos no local, terá que encontrar outra alternativa OS NÚMEROS A coleta de vidros em Dourados existe há pelo menos

4 anos

A venda do produto triturado se torne inviável pois a cada 1 quilo do produto, a associação recebe apenas

R$

“O município alega que a lei não obriga a garantir incentivos para a Associação e que já cede o espaço. No entanto a promotoria acredita que enquanto não se cria uma política pública voltada para a questão ambiental, seria conveniente apoiar a Agecold”. Amilcar Araujo Carneiro Junior (Promotor de Justiça)

0,05 centavos

para o Meio Ambiente em Dourados, ficamos nas mãos dos atravessadores. Isso faz com que a venda do produto triturado se torne inviável pois a cada 1 quilo do produto, a associação recebe apenas R$ 0,05 centavos. Não paga o valor da produção”, explica. Segundo Adriana, a partir de agora a Associação não receberá mais vidros e a população, que deixava os produtos no local, terá que encontrar outra alternativa. “Não temos mais como acolher esse material”, lamenta. A coleta de vidros em Dourados existe há pelo menos 4 anos e de lá para cá retirou do meio ambiente cerca de 100 toneladas do produto por ano da natureza.


3

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Dia a Dia

Prefeitura não requalifica Upa e perde R$ 375 mil por mês A situação é tão grave que o MP solicitou documentos e notas fiscais para saber onde os valores recebidos estão sendo aplicados e não recebeu resposta da Prefeitura de Dourados Valéria Araújo Informações do Ministério da Saúde mostram que a Unidade de Pronto Atendimento Médico (Upa –24h) estaria sem receber aportes financeiros de R$ 375 mil por mês para a manutenção da unidade. O motivo da suspensão é o término da portaria 2403/2016 que previa os pagamentos da qualificação da Upa até setembro deste ano. Sem requalificar a unidade e tendo perdido o prazo para esse processo, a Prefeitura de Dourados já teria deixado de receber R$ 750 mil. O PROGRESSO apurou que do total de R$ 375 mil ao mês, R$ 250 mil são incentivos financeiros do Governo Federal e R$ 125 mil são repasses do Governo Estadual para manter a unidade. Buscando sanar o problema de gestão causado pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Dourados, vereadora Daniela pediu apoio do deputado federal licenciado e atual Secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende. Em reunião na semana passada, o secretário informou que verificou o problema e que vai colocar a equipe técnica da Secretaria Estadual de Saúde a disposição do município para auxiliar

O recurso suspenso prevê um aporte financeiro total de R$ 3 milhões

Crise na saúde passa por vários aspectos como a necessidade de um acordo com os médicos para pagamento em dia

na requalificação da unidade, junto ao Ministério da Saúde já que a Prefeitura perdeu o prazo. A preocupação é que sem o aporte financeiro, a unidade enfrente maiores dificuldades. O recurso suspenso prevê um aporte financeiro total de R$ 3 milhões. Todas as qualificações de UPA 24h são válidas apenas por 03 anos (36 meses). Os efeitos financeiros foram a partir da 10ª parcela de 2016, então automaticamente o 36º e último mês de pagamento foi setembro de 2019. Com déficit de R$ 40 milhões por ano, a Saúde de Dourados, em especial o Hospital da Vida e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) podem passar por interdição judicial. A medida ocorre após prestação de contas da Secretaria de Saúde, na manhã de ontem, considerada insuficiente pelo Ministério Público. Ao O PROGRESSO, o promotor de Justiça da Saúde, Etéocles Brito Júnior, afirmou que o MP, além da Defensoria Pública do Estado e a Comissão de Saúde da Ordem dos advogados do Brasil (OAB – 4ª subseção) podem pedir uma intervenção judicial dos hospitais administrados pelo município. O objetivo é identificar os “garga-

los” existentes na Saúde e assegurar que uma junta interventiva continue administrando as instituições, até que os problemas de gestão da Prefeitura de Dourados possam ser apurados. Se o judiciário acatar o pedido fará a nomeação da equipe que passará a gerir as unidades. A crise na saúde passa por vários aspectos como a necessidade de um acordo com os médicos para pagamento em dia, assim como os demais funcionários da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), bem como a falta de estrutura oferecida aos pacientes. As autoridades têm cobrado o organograma do quadro de funcionários, e questionamentos como quais licitações já estão em andamento, o encaminhamento de extratos de antes e depois da intervenção, relatório contábil e notas fiscais, o funcionamento do Portal Transparência. No HV ainda o aumento do número de salas de cirurgias, a necessidade de sala de recuperação, prazo para reformas, entre outros assuntos.A situação é tão grave que o MP solicitou documentos e notas fiscais para saber onde os valores recebidos estão sendo aplicados e não recebeu resposta da Prefeitura de Dourados.

AS CIFRAS O PROGRESSO apurou que do total de R$ 375 mil ao mês

R$ 250 mil

são incentivos financeiros do Governo Federal e

R$ 125 mil são repasses do Governo Estadual para manter a unidade

R$ 40 milhões É o déficit da Saúde de Dourados “O MP, além da Defensoria Pública do Estado e a Comissão de Saúde da Ordem dos advogados do Brasil (OAB – 4ª subseção) podem pedir uma intervenção judicial dos hospitais administrados pelo município” Etéocles Brito Júnior (promotor)

Sem requalificar a unidade e tendo perdido o prazo para esse processo, a Prefeitura de Dourados já teria deixado de receber

R$ 750 mil


4

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Dia a Dia FOTO: ADILSON DOMINGOS

Delegado Denis Colares ( ao centro) e membros da Polícia Federal durante coletiva com a imprensa

Suposto esquema na Saúde não teria poupado nem marmita de pacientes Relatórios apontaram para indícios de irregularidades em contratação de médicos, uti, lavanderia e até alimentação, passando de R$ 3,5 milhões o suposto prejuízo Valéria Araújo Relatórios da Controladoria Geral da União (CGU), que foram base da Operação Purificação II da Polícia Federal, apontaram para indícios de irregularidades em vários contratos da Saúde de Dourados na gestão da Prefeita Délia Razuk. Os documentos apontam para supostas fraudes em setores como a contratação de médicos, utis, lavandaria e até mesmo na marmita que era servida para pacientes e acompanhantes dos hospitais Da Vida e Unidade de Pronto Atendimento Médico. A operação culminou com a prisão preventiva do ex-secretário de Saúde, Renato Vidigal, que estava na função de coordenador do Samu e do sócio dele, Rafael Henrique Augusto. No caso da alimentação, a CGU detectou suposta irregularidade no processo de dispensa de licitação, como o fato do procurador da empresa que venceu o processo, ter vínculo com os dirigentes da Secretaria de Saúde de Dourados. A CGU apontou ainda para indicativos de montagem processual para a dispensa de licitação e favorecimento da empresa investigada, além de supostas irregularidades no Pregão para a contratação da mesma, e a restrição

Os contratos sob investigação perfazem um total de R$ 3.509.814

DILIGÊNCIAS A Operação Nessum Dorma Adsumus e Purificação da PF, cumpriu oito mandados de busca e apreensão em residências, sedes de empresas, bem como em órgãos públicos, sendo sete em Dourados e um em Presidente Epitácio (SP). Também foram executados dois mandados de prisão preventiva. O trabalho contou com a participação de três auditores da CGU e 24 policiais federais. do edital completo, o que caracteriza condições restritivas para as concorrentes, assim como a exigência indevida de registro profissional do responsável técnico junto ao Conselho Regional de Nutricionistas do local onde seria prestado o serviço. Essas, entre outras exigências, foi entendido como forma de restringir a participação de empresas e privilegiar a que foi vencedora. Situações semelhantes foram encontradas em contratos com a lavanderia, contratação de médicos para plantões e UTI do Hospital da Vida, pelo grupo investigado. As apurações tiveram início a partir de denúncias de fraudes em licitações, com direcionamento a empresas vinculadas a agentes públicos da Secretaria de Saúde. Em trabalhos de fiscalização, os auditores da CGU também detectaram supostas irregularidades em contratações com recursos do SUS na área de transporte de pacientes e de uso de software de gestão. Os contratos sob investigação perfazem um total de R$ 3.509.814. O valor do montante supostamente desviado será devidamente calculado no decorrer da apuração pelas autoridades competentes – até o momento, já existem evidências de prejuízos da ordem de R$ 200 mil.


Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

CADERNO B


2

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Caderno B DIVULGAÇÃO

Artista de Mato Grosso do Sul

é destaque internacional no grafite Ela representou o Brasil no México, destacando o nome de nosso Estado Cristina Nunes *Especial para O Progresso A artista plástica Marilena Grolli, de 46 anos, foi destaque internacional em um dos maiores festivais de grafite do mundo. Ela representou o Brasil no México, levando o nome de Mato Grosso do Sul para aquele país através da pintura em muros. A artista ficou um mês no México. Já fazem 21 anos que Marilena descobriu o amor pelo grafite, porém a artista conta que existem muitos desafios e preconceitos. “ As pessoas quando vêem a gente com a lata na mão já associam com o vandalismo, mesmo sem saber se trata-se ou

“Já vive várias fases na arte, gostei de diversos estilos, as experiências da vida influenciam muito no estilo de arte” não de um grafite legalizado. No meu caso existem ainda outros preconceitos, pois além de ser mulher eu já tenho uma certa idade, e as pessoas associam essa arte aos jovens, adolescentes”, explicou Marilena. Se existem os dilemas há também motivos para comemorar. A artista conta que encontra alegria no grafite. Faço porque gosto de poder divulgar trabalho para diferentes públicos e a rua possibilita isso. A gente doa nosso trabalho. Porque nem todo mundo tem condição de comprar a obra. A arte de grafite é uma linda expressão urbana”. Questionada sobre a quantidade de muros que já pintou a artista disse que já perdeu as contas. “ Sou viciada

“A gente doa nosso trabalho. Porque nem todo mundo tem condição de comprar a obra. A arte de grafite é uma linda expressão urbana”. Marilena Grolli (artista plástica)

na arte de grafite, faço muito, perdi as contas. A expectativa de Marilena é continuar viajando e levando a arte junto com o nome de Mato Grosso do Sul para o mundo. Mas para isso, ela lembra que precisa de patrocínio, pois a vida de um artista no Estado não é fácil. “Os desafios existem o tempo todo, o artista tem como sonho de viver fazendo sua arte. Mas no nosso Estado não existe mercado que incentive para o comércio das obras. Além disso os materiais e suportes artísticos são muito caros, ou seja vivemos “matando um leão por dia”, desabafou Marilena. A artista finalizou falando sobre seu estilo favorito de arte: o cartoon contemporâneo. “Já vive várias fases na arte, gostei de diversos estilos, porque as experiências da vida e o amadurecimento influenciam muito no estilo de arte. Já tive a fase de artes sombrias, artes alegres, artes engraçadas. Mas atualmente o que caracteriza a minha identidade artística é o cartoon contemporâneo, que são crônicas pintadas como se fossem história em quadrinhos, mas é uma cena única”, explicou.


3

Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Caderno B ENTREVISTA · Rosemari Gindri - Escritora

“Acredito que o objetivo de todo escritor é ter aceitação de leitores” Rosemari Gindri nasceu em Santiago/RS e passou a residir em Campo Grande/MS em 1980. Graduada em Psicologia, atuou como psicoterapeuta por mais de 30 anos. Tem formação em Língua Francesa com aprovação no DELF. Teve seus livros expostos no Salão do Livro Brasileiro de New York. Recentemente publicou seu primeiro livro destinado a adolescente: “Não era o momento certo”, que aborda a gestação. “Vamos falar sobre a vida” aborda o suicídio de adolescentes, destina-se ao mesmo público e será publicado em breve. “Em busca de mim”, em parceria com a escritora Michelle Paranhos, visa leitores adultos/ jovens e foi lançado em Festival Literário dia 20/09/2018.Participação em três Antologias: 1- Prosas e Segredos da Morena- sobre a cidade de Campo Grande/MS; 2- Infinitamente Mulher - oitava edição; 3- Coisas que Mulheres Escrevem- primeira edição. Membro da UBE e da Academia Feminina de Letras, Artes e Literatura de MS, ocupando a cadeira número 7. Vamos conhecer suas respostas? De que forma você escolhe o tema/mensagem para suas histórias ou essa preocupação é menos importante para você do que a história a ser contada? A escolha do tema depende do gênero e público a que se destina. Como eu escrevo livros infantis, romances, para adolescentes e contos, fica difícil especificar. Nos livros infantis procuro deixar algum ensinamento (meu lado educadora ainda existe), tanto que dois deles são fábulas; os romances destinam-se às mulheres e as personagens são de meia idade e vivem crises afetivas ou existenciais. Os meus contos já foram classificados como “densos”, por uma amiga escritora que os revisa. Acredito que essa expressão significa que os personagens são fortes e carregados de significados. Também faço muita referência ao passado ou à região Sul onde passei os primeiros 25 anos de vida. Mas já fiz alguns com personagens da fronteira Brasil/Paraguai. Acredito que agora encontrei meu estilo: o primeiro livro que publiquei foi um relato de experiências clínicas (sou psicoterapeuta há mais de 30 anos) e, depois de passar por diversos estilos, voltei à fundamentação psicológica no que será lançado em breve e nos dois últimos que ainda aguardam publicação. Mistura histórias de sua vida com histórias e serem contadas? Acredito que todo escritor faz isso. Nos romances, e talvez em algum outro estilo literário, há um pouco do autor, tanto de suas vivências,

ALGUMAS DE SUAS OBRAS

Frases “Cada autor tem seu estilo e objetivos. Eu sou mais tradicional, até por não dominar as novas ferramentas, apesar de criar meus textos e fazer o mais básico” Escrever é sinônimo de compromisso, profissão, lazer, organização de ideias, registro para posteridade, de ideias, conceitos, valores... Produzo mais de um livro na mesma época, intercalando com produção de contos e revisões.

crenças, frustrações, desejos... como do que ele observa em pessoas ao seu redor. Um personagem pode ter a personalidade da sogra, do marido, de uma irmã... Um conto, que já publiquei, foi o relato do assassinato de uma tia pelo marido. Outro foi o meu contato com uma senhora acumuladora a quem eu oferecia café e acolhia para ouvir suas histórias. Eu estou presente no conto (o primeiro que publiquei) - “Maria”que faz parte da Antologia Prosas e Segredos da Morena, ambientados na cidade de Campo Grande. Qual o sentido de escrever, nesses tempos robóticos? Eu li, não sei quem escreveu, que o escritor faz um registro do seu tempo (para alguns isso se refere apenas à crônica). Eu refleti sobre essa afirmação e fiquei satisfeita por estar contribuindo para isso. Mesmo em tempos robóticos, a literatura é um alimento para alma; estimula a reflexão; conduz o leitor a outras realidades; outras sensações... O que é mais importante para você: ser "imortal" numa academia com toda a pompa e circunstâncias ou leitores interessados em um livro escrito por você? Acredito que o objetivo de todo escritor é ter aceitação de leitores. Isso para mim significa sucesso. Faço parte da AFLAMS- Academia Feminina de Letras e Artes de MS. Fui

convidada e aceitei imediatamente. Ocupo a cadeira número 7. A Academia tem nos proporcionado muita visibilidade (isso é importante para o escritor) e o contato com pessoas que são atuantes nas diversas áreas da cultura é muito enriquecedor. A designação “imortal” e certos rituais, apesar de eu ser prática e objetiva, não me impressionam e nem atrapalham, por ficarem em um plano inferior aos ganhos que temos no sentido de aprendizagem e no companheirismo que uma confraria de mulheres proporciona. Apesar do curto espaço de tempo de fundação da academia, estamos sendo parceiras atuantes nas mais diversas áreas. O que você pensa de autores que lançam um livro atrás do outro, disponibilizam no Amazon, quase sempre para leitura gratuita... Podemos chamar de literatura? Cada autor tem seu estilo e objetivos. Eu sou mais tradicional, até por não dominar as novas ferramentas, apesar de criar meus textos e fazer o mais básico. Produzo mais de um livro na mesma época, intercalando com produção de contos e revisões. Meus livros ficam uma média de quatro anos ou mais para serem publicados. As alterações e revisões são constantes, nesse período, por eu ser muito exigente com minha produção. Penso que a palavra “Literatura “

tem um peso elevado e muito do que se publica não faz parte dela, especialmente os livros que têm apenas cunho comercial, empurrados por “ marqueteiros” da literatura. Escrever tem sinônimo de que, para você? Escrever é sinônimo de compromisso, profissão, lazer, organização de ideias, registro para posteridade, de ideias, conceitos, valores... Você escreve a partir do título ou o mesmo vem quando está escrevendo? Sempre tenho primeiro a ideia de título e, por incrível que pareça, nunca consigo mudá-lo, nem quando o texto toma um rumo diferente do que eu previa. Por exemplo: Pensei escrever uma trilogia sobre os italianos que imigraram para o Brasil e o título que me ocorreu foi “Assim era no princípio”. Pensei ter esgotado o assunto no primeiro volume e não alterei o título, apesar de ter encerrado a história nele.


Dourados, sexta-feira 8.11.2019 O PROGRESSO

Ely Oliveira

www.elyoliveira.com.br

ACONTECE

“A posse da amizade é de longe a maior de todas as coisas que a sabedoria prepara para a felicidade de uma vida” Epicuro

DIA DO CIRURGIÃO DENTISTA Foi no ultimo dia 26/10, no Espaço do Buffet Luzly, que a ACDGD (Associação de Cirurgiões Dentistas da Grande Dourados) comemorou o seu dia. Inúmeros odontólogos prestigiaram a concorrida noite organizada pela a associação, que contou com cardápio assinado pelo Buffet Luzly e música do DJ Willian.

FOTOS: JULIO CESAR SILVA MACHADO

Ricardo e dra. Carlise

Dentistas em noite de comemoração

José Edmilson e dra. Elza de Paula Queiroz

Dra. Sandra Oliveira e Edilson Custódio

Dr. José Olavo Mendes e dra. Amanda Nunes

Dra. Silvia e dr Edson Muraki

Dr. Hermes Hespanhol, dra. Silvia, dra. Rosana Nakaya, dra. Márcia Pasquarelli e dra. Sandra Oliveira

Eleonor Ximenez e Mariangela

Dr. Gabriel Galvão e dra. Paula

Dra. Sandra Oliveira e Mário Sérgio

Dr. Waldemar Mariano, dra. Andréia Mariano e dra. Sandra Oliveira Dr. Ricardo Espanhol e dra. Estela Alegria

Dra. Luciana Martins e Hermes


1

ATOS OFICIAIS

O PROGRESSO

Dourados, sexta-feira 8.11.2019

AVISO DE LEILÃO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 118/2019 LEILÃO ELETRONICO Nº 02/2019 O MUNICÍPIO DE DOURADINA - ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, torna público que realizará procedimento licitatório na modalidade “LEILÃO”, autorizado pelo processo n° 82/2019, por meio do Leiloeiro Oficial Pierre Adri no Portal Digital Canal de Leilões, no endereço eletrônico: www.canaldeleiloes.com com recepção dos lances a partir do 1º (primeiro) dia útil subsequente a esta publicação, encerrando-se às 09:00h (horário MS) do dia 27/11/2019. Conforme disposições da Lei 8.666/93, suas alterações posteriores e pelo Edital e anexos, que tem como objeto: Alienação de Bem Móveis considerados obsoletos, ociosos, antieconômicos ou inservíveis para a Administração Pública Municipal. O Edital estará à disposição dos interessados na Prefeitura Municipal de Douradina, sito na Rua Domingos da Silva n. º 1250 - Centro, no horário das 07:00 às 12:00 horas e nos sites: www.douradina.ms.gov.br e www.canaldeleiloes.com Douradina – MS, 05 de novembro de 2019 Jean Sergio Clavisso Fogaça – Prefeito Municipal

EXTRATO DO CONTRATO N° 95/2019 PROCESSO ADMINISTRATIVO: 117/2019 INEXIGIBILIDADE: 02/2019 PARTES – Prefeitura Municipal de Douradina/MS e Abrãao Mataichi Izumi. OBJETO – CONTRATAÇÃO DA EMPRESA ABRÂAO MATAICHI IZUMI, PARA REALIZAÇÃO DE SHOW A SER APRESENTADO PELO CANTOR GOSPEL DAVI SACER, NA DATA DE 07 DE DEZEMBRO DO CORRENTE ANO, NO EVENTO “DEUS É MAIS”. VALOR DA CONTRATAÇÃO: R$ 20.000,00 (vinte mil reais) DATA: 05/11/2019 PRAZO DE VIGÊNCIA: O prazo de vigência desta contratação será até 31/12/2019 contados da data da assinatura do presente contrato, podendo ser aditado ou prorrogado em conformidade com a Lei Federal 8.666/93. Execução dos serviços será realizada no dia 07/12/2019 no Evento “DEUS É MAIS” ASSINAM: Jean Sergio Clavisso Fogaça – pela CONTRATANTE. Abrãao Mataichi Izumi – pela CONTRATADA. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE DE DOURADINA MS EXTRATO DO CONTRATO Nº. 97/2019 PROCESSO: 115/2019 DISPENSA: 42/2019 PARTES – PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADINA e COMERCIAL IMPORTADORA E EXPORTADORA BRASILEIRA LTDA OBJETO – contratação de empresa para aquisição de fogos de artificio a fim de atender os eventos realizados pelo município de Douradina – MS. Scanned by CamScanner FUNDAMENTO LEGAL: Art 24, inc. II da Lei 8666/93. VALOR DA CONTRATAÇÃO: R$ 7.520,00 (sete mil quinhentos e dez reais) PRAZO: até 31 de dezembro de 2019 contados a partir da assinatura do contrato. Douradina – MS, 04 de novembro de 2019 ASSINAM: Jean Sérgio Clavisso Fogaça – pela Contratante. Valdren Porto - pela Contratada.

CNPJ: 15.309.267/0001.32 RUA DOMINGOS SILVA - 0000044 - CENTRO Telefone (000)0000-0000

Extrato de Empenhos

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

31/10/2019

659/2019 Tipo: Ordinário Data: 31/10/2019 Sequência: 660 24 03.010.10.304.0020.2026-339030000000 30 Material de Expediente 16 Material de Expediente 69 FABRICIO DOURADO DA SILVA-ME NOTA DE EMPENHO EMITIDA PARA ATENDER DESPESAS COM AQUISICAO DE DIVERSOS MATERIAIS DE EXPEDIENTE PARA USO NOS PROGRAMAS PSF DAS UNIDADES DE SAUDE CONFORME NAD 909/2019 PREGAO 46/2019 - ARP 30/2019

Histórico

Valor

Empenho

177,18

Resumo do Empenho: AVISO DE LICITAÇÃO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 119/2019 PREGÃO PRESENCIAL Nº 63/2019 A Prefeitura Municipal de Douradina, Estado de Mato Grosso do Sul, através da Pregoeira Oficial, torna público para conhecimento dos interessados que fará realizar licitação na modalidade acima mencionada, do tipo Menor preço por item, conforme disposições das Leis nº 10.520/02, Lei nº 8.666/93, de 21/06/93, e suas alterações posteriores e pelo Edital, que tem como objeto: Seleção de proposta mais vantajosa para a Administração Pública, para futura aquisição de 01 (um) veículo automotivo tipo Ônibus seminovo, de acordo com as especificações elencadas nos Anexos integrantes deste edital (Anexo I – Proposta de Preços / Anexo II – Termo de Referência), em sessão pública, às 8:00 horas do dia 25 de novembro de 2019, na sala de licitações, localizada a Rua Domingos da Silva n.º 1250 – Centro, Douradina – MS, onde serão recebidos os envelopes de proposta comercial e documentos de habilitação. O Edital estará à disposição dos interessados na Prefeitura Municipal de Douradina, sito na Rua Domingos da Silva n. º 1250 - Centro, no horário das 07:00 às 12:00 horas e no site www.douradina.ms.gov.br Douradina – MS, 07 de novembro de 2019 LUCIANA COSTA OREJANA TRINDADE – Pregoeira

EXTRATO DO 3º TERMO ADITIVO AO CONTRATO N° 44/2017 PROCESSO: 29/2017 PREGÃO PRESENCIAL: 17/2017 PARTES – PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADINA/MS e OCM SOFTWARE PARA ÁREA PÚBLICA EIRELI - ME. OBJETO – Constitui objeto do presente TERMO ADITIVO, a prorrogação do prazo de vigência ao CONTRATO Nº 26/2017, celebrado entre as partes acima nominadas, cujo objeto é a contratação de empresa para a prestação de serviços de digitalização de documentos Processos Licitatórios, folha de pagamento e Procedimentos Contábeis. FUNDAMENTO LEGAL: Art. 57, II c/c o art. 65, II, da Lei 8666/93. PRAZO: Mediante este TERMO ADITIVO fica prorrogado o prazo de vigência do CONTRATO Nº 44/2017, por 12 (dez) meses, a iniciar em 08/11/2019. DO VALOR: O valor a ser pago por força desse TERMO ADITIVO pela contraprestação dos serviços descritos é de R$ 89.300,00 (oitenta e nove mil trezentos reais) sendo este valor pago em 10 (dez) parcelas mensais de R$ 8.930,00 (oito mil novecentos e trinta reais) a serem pagos a partir de janeiro de 2020. ASSINAM: Jean Sérgio Clavisso Fogaça – pela contratante - Orginio Cesar de Medeiros Teixeira - pela contratada. Douradina - MS, 06 de novembro de 2019.

Valor Empenhado: 177,18

Total Em Liquidação:

Total Liquidado:

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 177,18

Saldo Em Liquidação: 0,00 Saldo a Em Liquidar: 177,18

Saldo Liquidado: 0,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 177,18

Saldo a Pagar: 177,18

1

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

PREFEITURA DE DOURADINA MS CNPJ: 15.479.751/0001.00 Rua Domingos da Silva - 0000044 - Centro Telefone (067)3412-1155

Extrato de Empenhos

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

25/10/2019

944/2019 Tipo: Ordinário Data: 25/10/2019 Sequência: 947 9 01.004.04.122.0005.2004-339030000000 30 Gêneros de Alimentação 07 Gêneros de Alimentação 742 IRMAOS SARRUF LTDA 1 DESPESAS COM AQUISICAO DE GENEROS ALIMENTICIOS (CARNE BONVINA) PARA CONSUMO NO ALMOCO COM OS SERVIDORES MUNICIPAIS, EM COMEMORACAO AO SEU DIA A REALIZAR NO DIA 28/10/2019, CONFORME SOLICITACAO 552/2019 - NAD 928/2019 PREGAO 16/2019- ATA 11/2019

Histórico

Valor

Empenho

4.440,00

Resumo do Empenho: Valor Empenhado: 4.440,00

Total Em Liquidação:

Total Liquidado:

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 4.440,00

Saldo Em Liquidação: 0,00 Saldo a Em Liquidar: 4.440,00

Saldo Liquidado: 0,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 4.440,00

Saldo a Pagar: 4.440,00

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

EXTRATO DO CONTRATO Nº. 94/2019 PROCESSO: 116/2019 DISPENSA: 41/2019 PARTES – PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADINA e EMPÓRIO RURAL EIRELI OBJETO: Contratação de empresa para aquisição de produto químicos para controle de caramujo africano em atendimento de campanhas de controle da praga, realizada pela Secretaria de Meio Ambiente em Parceria com a Vigilância Sanitária do Município. FUNDAMENTO LEGAL: Art 24, inc. II da Lei 8666/93. VALOR DA CONTRATAÇÃO: R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais) PRAZO: 31/12/2019 Douradina – MS, 29 de outubro de 2019 ASSINAM: Jean Sérgio Clavisso Fogaça – pela Contratante. Cristiane dos Santos Martins Pereira - pela Contratada. Extrato do Contrato Nº 80/2019 Processo Adm. Nº 62/2019 Credenciamento Nº 01/2019. Partes: Prefeitura Municipal de Douradina – MS 1 e LS Clínica Médica SS Objeto da Licitação: Credenciamento para certificação da capacidade técnica, econômico-financeira e jurídica, bem como fiscal e trabalhista de empresas e/ou profissionais, visando qualificá-las para prestarem os serviços médicos nas especialidades de Ortopedia, Vascular, Ginecologia, Pediatria, Urologia, Cardiologia, Clínica Geral e Psiquiatria pelo período de 12 (doze) meses. Dotação Orçamentária: 03.010 – Fundo Municipal de Saúde 03.310.301.0020.2027 – Bloco de Atenção MAC Ambulatorial Hospitalar 3.3.90.39.00.00 – Outros Serviços de Terceiros Pessoa Jurídica – Fonte 131 03.010.301.0020.2028 – Operacionalização do FIS Saúde 3.3.90.39.00.00 – Outros Serviços de Terceiros Pessoa Jurídica – Fonte 181. Valor: R$ 48.000,00 Prazo: 21/08/2020 Foro: Itaporã – MS. Assinam: Jean Sérgio Clavisso Fogaça e Ely da Silva Quevedo. Douradina – MS, 21 de agosto de 2019.

1

PREFEITURA DE DOURADINA MS CNPJ: 15.479.751/0001.00 Rua Domingos da Silva - 0000044 - Centro Telefone (067)3412-1155

Extrato de Empenhos Emissão:

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

25/10/2019

Página 1

05/11/2019 10:05:42

Homologado

945/2019 Tipo: Ordinário Data: 25/10/2019 Sequência: 948 9 01.004.04.122.0005.2004-339030000000 30 Outros Materiais de Consumo 99 Outros Materiais de Consumo 733 I.A CAMPAGNA JUNIOR & CIA LTDA-EPP DESPESAS COM AQUISICAO DE REFRIGERANTE PARA CONSUMO NO ALMOCO COM OS SERVIDORES PUBLICO MUNICIPAIS EM COMEMORACAO AO SEU DIA A REALIZAR NO DIA 28/10/2019, CONFORME SOLICITACAO 553/2019 NAD 927/2019 - PREGAO 16/2019 - ATA 11/2019

Histórico

Valor

Empenho

650,00

Resumo do Empenho: Valor Empenhado: 650,00

Total Em Liquidação:

Total Liquidado:

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 650,00

Saldo Em Liquidação: 0,00 Saldo a Em Liquidar: 650,00

Saldo Liquidado: 0,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 650,00

Saldo a Pagar: 650,00


ATOS OFICIAIS

O PROGRESSO

Dourados, sexta-feira 8.11.2019

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE DE DOURADINA MS CNPJ: 15.309.267/0001.32 RUA DOMINGOS SILVA - 0000044 - CENTRO Telefone (000)0000-0000

Extrato de Empenhos

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

31/10/2019

661/2019 Tipo: Ordinário Data: 31/10/2019 Sequência: 662 24 03.010.10.304.0020.2026-339030000000 30 Material de Expediente 16 Material de Expediente 71 COMERCIAL GALIPHE - EIRELI - ME NOTA DE EMPENHO EMITIDA PARA ATENDER DESPESAS COM AQUISICAO DE DIVERSOS MATERIAIS DE EXPEDIENTE PARA USO NOS PROGRAMAS PSF DAS UNIDADES DE SAUDE CONFORME NAD 913/2019 PREGAO 46/2019- ARP 30/2019.

Histórico

Valor

Empenho

108,20

TOMADA DE PREÇOS N° 04/2019 PROCESSO LICITATÓRIO N° 61/2019 RESULTADO FINAL COM HOMOLOGO E ADJUDICO O MUNICÍPIO DE DOURADINA-MS, através da Comissão Permanente de Licitação – CPL, torna público, para conhecimento de todos os interessados, o resultado final do processo supracitado, conforme segue: Empresa vencedora: CONSTRUTORA PECINI - EIRELI Valor: R$ 93.007,80 (noventa e três mil sete reais e oitenta centavos). RAFAEL HENRIQUE ALVES MACHADO - Presidente da CPL LUCIANA COSTA OREJANA TRINDADE - Membro Suplente da CPL ROBERTO DIAS DA SILVA - Membro da CPL Tendo em vista o que consta dos autos do Processo em epígrafe e diante do resultado classificatório apresentado pela CPL, HOMOLOGO o presente certame e ADJUDICO O objeto desta licitação à empresa CONSTRUTORA PECINI - EIRELI. DOURADINA-MS, 05 de novembro de 2019. JEAN SÉRGIO CLAVISSO FOGAÇA - Prefeito Municipal

Resumo do Empenho: Valor Empenhado: 108,20

Total Em Liquidação:

Total Liquidado:

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 108,20

Saldo Em Liquidação: 0,00 Saldo a Em Liquidar: 108,20

Saldo Liquidado: 0,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 108,20

Saldo a Pagar: 108,20

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE DE DOURADINA MS CNPJ: 15.309.267/0001.32 RUA DOMINGOS SILVA - 0000044 - CENTRO Telefone (000)0000-0000

Extrato de Empenhos

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

662/2019 Tipo: Ordinário Data: 31/10/2019 Sequência: 663 5 03.010.10.301.0020.2024-339014000000 14 Diárias -Civil 00 42 APARECIDO DOS SANTOS ALEXANDRE NOTA DE EMPENHO EMITIDA PARA ATENDER DESPESAS COM FORNECIMENTO DE 1/2 DIARIA, AO SERVIDOR QUE IRA ATE A CIDADE DE CAMPO GRANDE/MS NO DIA 04/11, PARTICIPAR DE LANCAMENTO DA CAMPANHA DE ENFRENTAMENTO DAS ARBOVIROSES.

Histórico

31/10/2019 31/10/2019 31/10/2019

Valor

Empenho Em Liquidação de Empenho - Parcela 1 Liquidação de Empenho - Parcela 1

100,00 100,00 100,00

Resumo do Empenho: Valor Empenhado: 100,00

Total Em Liquidação: 100,00

Total Liquidado: 100,00

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 100,00

Saldo Em Liquidação: 100,00 Saldo a Em Liquidar: 0,00

Saldo Liquidado: 100,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 0,00

Saldo a Pagar: 100,00

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE DE DOURADINA MS CNPJ: 15.309.267/0001.32 RUA DOMINGOS SILVA - 0000044 - CENTRO Telefone (000)0000-0000

Emissão:

Página 1

05/11/2019 10:06:30

Extrato de Empenhos

Empenho: Dotação: Elemento: SubElemento: Credor: Histórico:

Data

31/10/2019 31/10/2019 31/10/2019

Homologado

663/2019 Tipo: Ordinário Data: 31/10/2019 Sequência: 664 34 03.010.10.301.0020.2047-339014000000 14 Diárias -Civil 00 22 CLAUDINEI GONCALVES NOTA DE EMPENHO EMITIDA PARA ATENDER DESPESAS COM FORNECIMENTO DE 1/2 DIARIA, AO SERVIDOR QUE IRA ATE A CIDADE DE CAMPO GRANDE/MS NO DIA 04/11, TRANSPORTAR O COODENADOR PARA O LANCAMENTO DA CAMPANHA DE ENFRENTAMENTO DAS ARBOVIROSES.

Histórico

Valor

Empenho Em Liquidação de Empenho - Parcela 1 Liquidação de Empenho - Parcela 1

100,00 100,00 100,00

Resumo do Empenho: Valor Empenhado: 100,00

Total Em Liquidação: 100,00

Total Liquidado: 100,00

Total Pago:

Total Alunado Emp.: 0,00

Total Anulado Em Liq.: 0,00

Total Anulado Liq.: 0,00

Total Anulado Pag.: 0,00

Saldo Empenhado: 100,00

Saldo Em Liquidação: 100,00 Saldo a Em Liquidar: 0,00

Saldo Liquidado: 100,00

Saldo Pago: 0,00

Saldo a Liquidar: 0,00

Saldo a Pagar: 100,00

Emissão:

05/11/2019 10:06:30

Página 2 Homologado

Emissão:

05/11/2019 10:06:30

2

Página 3 Homologado

1

Profile for O Progresso Digital

Edição de 8/novembro de 2019  

Edição de 8/novembro de 2019  

Profile for progresso
Advertisement