Page 1

DOURADOS MS ANO 68 | Nº 13.305 R$ 2,30

O PROGRESSO ★★★★★

Pensamento e ação por uma vida melhor

Sábado/domingo 11/12 de agosto de 2018

Fundador WEIMAR TORRES Diretora-Presidente ADILES DO AMARAL TORRES

Saúde Uso de computador e celular pode afetar a visão

Economia Vendas no comércio caem 0,3% em junho ante maio

Esporte Campo Grande volta a receber a Stock Car

PÁG. D3

PÁG. A4

PÁG. A7

Mídias Sociais e eleições serão discutidas em Dourados

Trabalhadores saem às ruas no Dia do Basta no Estado Contra o desemprego, corrupção, privatização e pelo respeito dos direitos, manifestantes liderados por movimentos sindicais cobram reformas estruturais de interesse da população e fortalecimento da democracia. Com faixas e carro de som, trabalhadores tomaram as ruas da Capital e interior HEDIO FAZAN

Trabalhadores foram às ruas ontem em várias cidades de Mato Grosso do Sul e do País no “Dia do Basta”.. Contra o desemprego, corrupção, privatização e pelo respeito dos direitos conquistados, manifestantes liderados por movimentos sindicais cobram reformas estruturais de interesse da população e o fortalecimento da democracia. Em Dourados, a concentração ocorreu na praça Antônio João. Com faixas e carro de som, trabalhadores tomaram a Avenida Marcelino Pires. Representantes de categorias participaram do ato e levaram para a manifestação o descontentamento de cada setor. Na Capital a manifestação foi realizada como protesto contra as políticas governamentais que retiram os direitos do cidadão. PÁG. D4

Na próxima segunda-feira (13) a partir das 19h, no auditório da OAB Dourados, acontecerá o Colóquio “Mídias Sociais e Eleições: Estratégias, Novas Regras e Cases de Sucesso”, com apresentações e debate para o pleito eleitoral deste ano. Os jornalistas e especialistas em redes sociais Ana Ostapenko, Valéria Araújo e Wilson Duarte, apresentarão estratégias para as mídias sociais durante esse curto período de tempo de campanha, as novas regras para produção de conteúdo na internet e também vão expor os cases de sucesso nas campanhas políticas ao longo dos anos. O evento é destinado a candidatos, assessores, equipes de redes sociais e demais interessados. Para participar do evento é preciso levar 1kg de alimento não perecível que será doado ao Lar Ebenezer de Dourados.

Segurança pública de MS consegue reduzir criminalidade, diz Sejusp

Trabalhadores e estudantes saíram às ruas de Dourados ontem portando faixas aderindo ao movimento nacional Dia do Basta

PÁG. A6 KELLY FUZARO/BAND

Prefeitura de Caarapó adota medidas para conter gastos PÁG. D2 Nova Porto XV celebra Festa de Nossa Senhora dos Navegantes PÁG. D2 Grupo Arte Boa Nova apresenta peça espírita em Dourados PÁG. D4

Debate. No primeiro debate da disputa pela Presidência da República, promovido na noite de quinta-feira pela Band, os candidatos evitaram, na maior parte do tempo, o confronto direto. Participaram do evento oito dos 13 candidatos: Álvaro Dias, Cabo Daciolo, Geraldo Alckmin, Marina Silva, Jair Bolsonaro, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles e Ciro Gomes. PÁG. A3

O tempo Fonte: CLIMATEMPO

Editorial Imoralidade eleitoral

HOJE 25º Máx | 5º Mín Sol o dia todo sem nuvens no céu. Noite de tempo aberto ainda sem nuvens. Umidade: máx. 92%. Umidade: mín. 39%.

Opinião O Estado pós-democrático Wilson Valentim Biasotto PÁG. A2

Morre na Capital o ex-vereador de Dourados Zé do Itahum O ex-vereador de Dourados, José Luiz Garcia de Oliveira, o Zé do Ithaum, morreu ontem aos 56 anos em Campo Grande. Ele exerceu o mandato de 1993 a 1996 e foi vice-presidente da Câmara Municipal. O velório está ocorrendo na capela mortuária do Cemitério Jardim das Palmeiras, onde o corpo será sepultado hoje às 8h30, na Capital.

Zé do Itahum era agente ficalizador no Inmetro. Há cerca de duas décadas ele residia na Capital.

Prefeitura de Nova Andradina paga metade do 13º PÁG. D4


2

Dourados, sĂĄbado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

OpiniĂŁo

C

Imoralidade eleitoral

H

omologadas as candidaturas nas convençþes e providenciados os procedimentos para os respectivos registros, os partidos jå começam as articulaçþes fazer uso dos financiamentos eleitorais. A pråtica tem a autorização do Tribunal Superior Eleitoral autorizou os partidos políticos a usarem o Fundo Partidårio para bancar as campanhas de seus candidatos nestas eleiçþes. Para este ano, o valor aprovado pelo Congresso Ê de R$ 888,7 milhþes, dos quais R$ 780,3 milhþes oriundos de dotação da União. Com a decisão do Supremo, esse valor se somarå ao do fundo público eleitoral de R$ 1,7 bilhão, aprovado pelo Congresso no ano passado. Trata-se de uma grande soma de dinheiro do contribuinte e que serå utilizada para garantir a sobrevivência de um Legislativo tomado por nomes envolvidos em inúmera pråticas de corrupção e que respondem a inquÊritos no Supremo Tribunal Federal (STF). Na realidade, essa Ê uma questão extremamente polêmica, uma vez que o uso do Fundo Partidårio nas eleiçþes causa divergências entre os próprios partidos. As legendas mais estruturadas queriam

vada pela corbarrar o uso EDITORIAL te eleitoral em dos recursos sob o argumento de que seria 18 de dezembro e publicada no desleal a competição com si- início deste mês. A medida auglas menores, que conseguem menta ainda mais o poder dos guardar verba ao longo do ano dirigentes partidårios, a quem para despejar na eleição de seus caberå definir como serå a discandidatos, enquanto as siglas tribuição desses recursos nas maiores precisam investir os campanhas. O que causa indignação Ê que valores para manter o dia a dia o Fundo Partidårio Ê abastecido partidårio. Embora existam as discor- por dinheiro público oriundo dâncias, as convergências se principalmente de verbas da sobressaem, quando o futuro União, alÊm de multas eleitodas legendas Ê colocado em rais. Os valores são repassados risco, principalmente pela re- mensalmente para as siglas padução de verbas, o que não Ê garem despesas com a måquina partidåria. Do o caso aqui em Esses fundos são total, 5% são anålise. No endivididos igualtendimento abastecidos por mente entre as dos dirigentes dinheiro oriundo 35 legendas partidårios, o dos impostos registradas no fundo eleitoral TSE e os outros foi criado justamente para fins eleitorais e com 95%, de forma proporcional, uma distribuição compatível conforme o tamanho da bancom a representatividade atual cada de cada sigla na Câmara. Para os caciques políticos o de cada partido. Segundo eles, Ê um financiamento que se ba- que importa na atual conjunseia numa eleição anterior, com tura, onde a incerteza ronda o objetivo de financiar as ativi- o destino de muita gente que dades partidårias. Independen- exerce mandato, tanto na Câte dos questionamentos a res- mara, quanto no Senado, Ê que peito do que cada legenda irå a decisão do TSE chega em boa receber, a autorização do TSE hora. Na verdade, o uso do Funagradou aos partidos que guar- do Partidårio nas eleiçþes deste daram recursos do Fundo Par- ano, no entanto, era uma incertidårio de exercícios anteriores teza após o Congresso aprovar o para uså-los em ano eleitoral. fundo público eleitoral, criado Ela consta de resolução apro- para compensar o fim das do-

O NĂšMERO

INFORME C &Â…&(52)$5,$ cicerolfaria@gmail.com

5DGLRJUDÄ&#x;DGR HOHLWRUDGRGH06

R$ 1,7 milhþes Este valor faz parte do Fundo Eleitoral e pode ser utilizado para a campanha deste ano. açþes empresariais, proibidas pelo Supremo Tribunal Federal desde 2015. Ao determinar que os partidos possam aplicar nas campanhas eleitorais os recursos do Fundo Partidårio, inclusive aqueles recebidos em exercícios anteriores, a resolução do ministro Luiz Fux, presidente do TSE, abre a porteira para todos. Resta aguardar que esses recursos sejam bem aplicados, expectativa que pode ser frustrada, haja vista que a Operação Lava Jato tem mostrado exatamente o contrårio. São tantas as denúncias de recursos que foram utilizados para a compra de votos e enriquecimento ilícito, que o eleitor jå sente como gato embarcado em canoa, com riscos constantes de que a história não terå um final feliz. É importante ressaltar que jå começam a surgir partidos no Brasil que não estão utilizando recursos de fundos partidårios. É um processo lento, mas jå representa um avanço no processo eleitoral.

1XPLQWHUYDORGHTXDWURDQRVHQWUHH0DWR*URVVRGR6XOJDQKRXQRYRVHOHLWRUHVRTXHUHSUHVHQWD XPDXPHQWRGHSDVVDQGRGHSDUD VHJXQGRGDGRVGLYXOJDGRVQHVWDVHPDQDSHOR7ULEXQDO6XSHULRU(OHLWRUDO 76( HUHSOLFDGRVSHOR*060DLVGDPHWDGH GRHOHLWRUDGRPDWRJURVVHQVHGRVXODSWDDYRWDUQHVWHDQR Ă’GRVH[RIHPLQLQR$PDLRUSDUFHODGLVVHTXH Ă’VROWHLUD$IDL[DHWĂ€ULDGRVDRVDQRVFRQFHQWUD HOHLWRUHVRTXHUHSUHVHQWDTXDVHXPWHUĂ?RGRWRWDO GH0DWR*URVVRGR6XO-Ă€RVTXHSRVVXHPDQRV QĂ‚RSDVVDPGHGDWRWDOLGDGHHQTXDQWRTXHRVTXH WĂ“PHQWUHHDQRVHTXLYDOHPDRX1RTXH VHUHIHUHDHVFRODULGDGHTXDVHXPGHFDGDWUĂ“VHOHLWRUHV   RXWĂ“PVRPHQWHRHQVLQRIXQGDPHQWDO FRPSOHWR$SHQDVWĂ“PFXUVRVXSHULRUFRPSOHWRR HTXLYDOHQWHD2OHYDQWDPHQWRDSRQWDDLQGDTXHGRV HOHLWRUHVGR(VWDGRDSRQWDUDPTXHWHPDOJXPWLSRGH GHÄ&#x;FLĂ“QFLDVHQGRDPDLVFRPXPDORFRPRWRUDTXHIRLFLWDGD SRUHWUDQVH[XDLVHWUDYHVWLVYĂ‚RSRGHUXVDURWâWXOR FRPRQRPHVRFLDOQHVWHSOHLWR

OUTRO RECURSO Em mais uma tentativa de libertar o ex-governador , AndrĂŠ 3XFFLQHOOL 0'% VHXÄ&#x;OKR$QdrĂŠ JĂşnior, e o advogado JoĂŁo Paulo Calvez os advogados de defesa ingressaram com novo recurso no Tribunal Regional Federal da 3ÂŞ RegiĂŁo (TRF3) na quinta-feira. O trio estĂĄ SUHVRGHVGHRGLDGHMXOKR no Complexo PenitenciĂĄrio de Campo Grande.

NO DEDO

O Estado pĂłs-democrĂĄtico :,/6219$/(17,0 %,$6 $62772 %,$62772

*Membro da Academia Douradense de Letras

E

atribuĂ­da ao rei SalomĂŁo a expressĂŁo “nĂŁo hĂĄ nada de novo sob o solâ€?. Do alto de sua sabedoria nĂŁo creio que ele tenha de fato proferido tal sentença, mas se o fez ĂŠ porque nĂŁo imaginava Ă sua ĂŠpoca a velocidade das transformaçþes que ocorrem atualmente. Sempre hĂĄ algo de novo, nĂŁo somente sob o sol, mas tambĂŠm alĂŠm do sol. No campo das ciĂŞncias sociais, por exemplo, estamos vivenciando o estabelecimento do que se convencionou chamar “estado pĂłs-democrĂĄticoâ€?, tĂ­tulo do livro do professor e juiz de direito Rubens Casara. Velhos e bons tempos aqueles quando Abraham Lincoln definiu democracia como sendo “o governo do povo, pelo povo e para o povoâ€?, atualmente vivemos a era dos pĂłs: pĂłs-moderno, pĂłs-verdade, pĂłs-impressionismo, pĂłs-significado e, agora, pĂłs-democracia. NĂŁo se trata exatamente do fim da

democracia, mas a mudança mercadorias, portanto dispodo seu significado. A definição nĂ­veis para uso e gozo seletivoâ€?. tĂŁo bem sintetizada de Lincoln O sistema que provoca essa para o termo perdeu o sentido, transformação na democracia o povo deixou de ser sujeito ĂŠ o neoliberalismo, ou seja, a de sua prĂłpria histĂłria para se radicalização do liberalismo tornar em elemento atĂŠ mesmo econĂ´mico, o ultra liberalismo. indesejĂĄvel. Nesse ponto entra É sabido que o neoliberalismo a pĂłs-verdade, nĂŁo propria- dispensa a democracia, haja mente uma mentira, mas uma vista a sua aplicação no Chile simulação de que o povo nĂŁo ĂŠ durante a sangrenta ditadura indesejĂĄvel, mas sim necessĂĄrio do general Pinochet que libera[deu diria Ăştil]. DifĂ­cil desvelar, lizou a economia, provocando mas nĂŁo impossĂ­vel. Bastaria elevada concentração de renda retirar-se a obrigatoriedade do em mĂŁos dos ricos, utilizandovoto para se ter a certeza de que -se da repressĂŁo. Mas como eso prĂłprio povo, em sua maioria, se modelo sangrento, implantase absteria de do tambĂŠm no O sistema que votar por conBrasil, Uruguai provoca essa siderar a sua e Argentina esparticipação gotou-se, veio transformação ĂŠ o na democracia a p Ăł s-d emo neoliberalismo plenamente cracia. dispensĂĄvel, justamente por No Brasil a pĂłs-democracia entender que o seu voto, ex- assenta-se em um Estado MĂ­nipressĂŁo de seus anseios, nĂŁo mo no que diz respeito Ă ordem serĂĄ correspondido. Desiludi- econĂ´mica e, ao contrĂĄrio, em do, o eleitor jĂĄ nĂŁo crĂŞ que o um Estado poderoso para gaseu candidato vĂĄ representa- rantir privilĂŠgios seletivos. Em -lo, mas que representarĂĄ os relação ao JudiciĂĄrio, diz o juiz interesses do mercado. Casara que “O Poder JudiciĂĄrio O livro de Casara nos leva na pĂłs-democracia deixa de ser a entender nĂŁo apenas o que o garantidor dos direitos funseja a pĂłs-democracia como damentais [...] para assumir a tambĂŠm o porquĂŞ de sua exis- função polĂ­tica de regulador tĂŞncia. “A pĂłs-democracia [...] das expectativas dos consucaracteriza-se pela transforma- midores. Por um lado, a pĂłsção de toda prĂĄtica humana em -democracia induz Ă  produção mercadoria, pela mutação sim- massificada de decisĂľes judibĂłlica atravĂŠs da qual todos os ciais, a partir do uso de modelos valores perdem importância padronizados, chavĂľes argue passam a ser tratados como mentativos e discursos de fun-

damentação prĂŠvia, tudo como forma de aumentar a produtividade, agradar parcela dos consumidores, exercer o controle social da população, facilitar a acumulação e proteger o mercado. De outro, o Poder JudiciĂĄrio passa a gerir/dirigir julgamentos que passam a seguir a lĂłgica prĂłpria aos espetĂĄculos, que agradam aos espectadores (tambĂŠm consumidores) do sistema de justiçaâ€?. Essa definição, por um juiz de direito nos leva a crer que o JudiciĂĄrio se encontra dividido entre aqueles que observam a Constituição e as Leis gerais [garantidoras dos direitos fundamentais] e os que preferem optar por novas alternativas, como o “domĂ­nio do fatoâ€? e as “convicçþesâ€?. Sem contar com o absurdo “princĂ­pio da colegialidadeâ€?, ou seja, mesmo que o Supremo tenha tomado uma decisĂŁo inconstitucional [como a proferida em 2016 sobre condenação em segunda instância] uma ministra argumenta que a decisĂŁo do colegiado ĂŠ superior Ă prĂłpria Constituição que, em seu artigo 5Âş, parĂĄgrafo LVII determina que “ninguĂŠm serĂĄ considerado culpado atĂŠ o trânsito em julgado de sentença penal condenatĂłriaâ€?. O livro de Casara ĂŠ complexo, difĂ­cil resenha-lo em uma crĂ´nica, mas fica ao menos a instigação para o tema. (biasotto@ biasotto.com.br)

O PROGRESSO: O MAIS ANTIGO DO ESTADO E DE MAIOR CIRCULAĂ‡ĂƒO EM TODO O INTERIOR Este jornal expressa sua opiniĂŁo pelo Editorial. As demais opiniĂľes sĂŁo de responsabilidade de seus autores. “O PROGRESSOâ€? Registrado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) sob o nÂş 812285964

(',725$-251$/2352*5(662/7'$

CGC 03.356.425/0001-26 Departamento Comercial, Administração, Redação e Parque Gråfico Av. Presidente Vargas, 447 CEP 79804-030 Dourados-MS. Telefones Redação (0xx) 67-3416-2627/2609 Depto. Comercial (0xx) 67-3416-2610/2601 Serviço de Atendimento ao Assinante (0xx) 67-3416-2666 - 3416-2670 Fax: (0xx) 67-3421-1911 +20(3$*(www.progresso.com.br (0$,/progresso@progresso.com.br

ESPORTE/POLĂ?CIA Renato Giansante esporte@progresso.com.br policia@progresso.com.br DIA-A-DIA Maria Lucia Tolouei marialucia@progresso.com.br CADERNO B/DMAIS Hakeito Almeida hakeito@progresso.com.br

CIDADES Marli Lange cidades@progresso.com.br COLUNA SOCIAL ANĂšNCIOS comercial@progresso.com.br CLASSIFICADOS Gleison Costa classificados@progresso.com.br

VENDA AVULSA _____________________ R$ 2,30

$66,1$785$6,035(66$ oprogresso.digital @OPROGRESSODIGITAL

MENSAL ____________________________ R$ 49,90 TRIMESTRAL _______________________ R$ 139,90 SEMESTRAL _________________________ R$ 219,90 ANUAL _____________________________ R$ 379,90

,035(662',*,7$/ (67(-251$/ž),/,$'2³

Pensamento e ação por uma vida melhor

INVENCIONICE Uma transmissĂŁo realizada ao vivo pelas redes sociais SDUDFRPSHQVDUDDXVĂ“QFLD do ex-presidente Lula (PT) no debate televisivo entre canGLGDWRVÂż3UHVLGĂ“QFLDTXHD Band levou ao ar na quinta-

�NDIOS NO FOCO O documentårio Guarani-Kaiowås Ivy Poty - Flores da Terra, que debate a situação da infância indígena na região de Dourados,, foi lançado nacionalmente na terçaIHLUDGXUDQWHDXGLÓQFLDSĎEOLFD na Câmara dos Deputados, na semana do Dia Internacional dos Povos Indígenas. Realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias em conjunto com a CoPLVVÂRGH(GXFD�ÂRDDXGLÓQFLD discutiu as políticas públicas educacionais dos povos indígenas e quilombolas, em especial para a SHUPDQÓQFLDQRHQVLQRVXSHULRU

MORNO 2VFDQGLGDWRVÂż3UHVLGĂ“QFLDGR Brasil participaram na noite de anteontem do primeiro debate eleitoral, organizado pela Rede Bandeirantes de TelevisĂŁo. Os polĂ­ticos responderam a pergunWDVVREUHUHIRUPDGDSUHYLGĂ“QFLD âQGLFHGHYLROĂ“QFLDDERUWRHFULVH de imigrantes venezuelanos. O debate, em geral, manteve um tom morno, sem confrontos diretos. De acordo com especialistas, serviu mais para apresentar os candidatos aos eleitores e nĂŁo Ă’SRVVâYHOGHÄ&#x;QLUTXHPIRLRYHQcedor.

BATE REBATE O comentarista e corintiano Neto, apresentador de “Os Donos da Bolaâ€?, da Band usou o seu perďŹ l no Twitter para comemorar a sua estreia nos gibis da “Turma da MĂ´nicaâ€?, deMaurĂ­cio de Sousa. O Brasil registrou 60.018 estupros (6 casos por hora) e 221.238 crimes enquadrados na Lei Maria da Penha (25 casos por hora) ao longo de 2017, segundo o FĂłrum Brasileiro de Segurança PĂşblica. A deputada estadual Grazzielly Machado (PSD) ĂŠ a Ăşnica que nĂŁo disputarĂĄ a reeleição. O seu pai, Londres Machado deve assumir o seu lugar na campanha. A falta de medicamentos psiquiĂĄtricos para atender detentos do Complexo PenitenciĂĄrio da Papuda, em BrasĂ­lia, colocou o presĂ­dio em “risco de motim ou violĂŞncia extremaâ€?. Pelo menos seis medicamentos voltados para o atendimento desses transtornos estĂŁo em falta.

INFORME CURURU

EXPEDIENTE

Diretora-presidente ADILES DO AMARAL TORRES Diretora-superintendente BLANCHE TORRES Diretora Executiva JUNE ANGELA TORRES Editor-chefe VANDER VERĂƒO Fundador (1951-1969) WEIMAR TORRES Ex-diretor (1969-1985) VLADEMIRO DO AMARAL

Metade do eleitorado brasiOHLURVHUĂ€LGHQWLÄ&#x;FDGRSRUELRmetria nas eleiçþes de 2018, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). SĂŁo 73,7 miOKøHVGHHOHLWRUHVRX de todas as pessoas aptas a votar no paĂ­s.Em 2014, ano das Ăşltimas eleiçþes presidenciais, o total de eleitores FRPLGHQWLÄ&#x;FDĂ?Ă‚RGLJLWDOHP PXQLFâSLRVFRPUHFRQKHFLmento biomĂŠtrico era de 21,7 PLOKøHVGHSHVVRDVRX do eleitorado. Mais de 87 miOKøHVGHHOHLWRUHVWĂ“PRFDdastro biomĂŠtrico atualmente QR%UDVLO GRHOHLWRUDGR  (P'RXUGRVKDYHUĂ€ELRPHWULD na eleição municipal de 2.022.

IHLUDRYLFHQDFKDSDGH/XODR ex-prefeito de SĂŁo Paulo Fernando Haddad, dedicou boa parte da sua fala para direcionar ataques ao PSDB do candidato Geraldo Alckmin e ao MDB do presidente 0LFKHO7HPHUHGRFDQGLGDWR+HQrique Meirelles.

MENSAL ___________________________ TRIMESTRAL _______________________ SEMESTRAL _______________________ ANUAL _____________________________

R$ 59,90 R$ 159,90 R$ 289,90 R$ 499,00

Cerveja ĂŠ que nem banho: tem que tomar todo dia.


3

Dourados, sĂĄbado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

PolĂ­tica KELLY FUZARO/BAND

Oito dos 13 candidatos Ă PresidĂŞncia da RepĂşblica participaram do debate promovido pela Band, na noite de quinta-feira. O evento foi comandado pelo jornalista Ricardo Boechat

PresidenciĂĄveis evitam confrontos durante debate morno na Band A expectativa de que Jair Bolsonaro fosse o principal alvo de questionamentos dos adversĂĄrios durante o GHEDWHQĂ‚RVHFRQÄ&#x;UPRX'RQRGDPDLRUFRDOL]Ă‚RSDUWLGĂ€ULD*HUDOGR$OFNPLQHQIUHQWRXSURYRFDĂ?øHVGRVULYDLV Bolsonaro lidera as pesquisas de intenção de voto nos cenĂĄrios sem a presença do ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva. Mesmo preso e condenado na Lava Jato, Lula foi oficializado como candidato do PT no fim de semana passada. A defesa do petista tentou garantir sua presença no debate, mas os pedidos foram negados pela Justiça. AlĂŠm de Bolsonaro e Alckmin, participaram do evento Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Alvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Cabo Daciolo (Patriota). Com um discurso mais tĂŠcnico, o candidato do PSDB procurou, em suas falas, citar dados de suas gestĂľes em SĂŁo Paulo, enquanto adversĂĄrios tentaram associĂĄ-lo ao governo Michel Temer. Foi confrontado por medidas econĂ´micas da gestĂŁo emedebista e sobre a aliança do CentrĂŁo. Marina Silva criti-

cou a aliança do PSDB com o bloco partidĂĄrio, que integra a base do PalĂĄcio do Planalto. A ex-ministra disse que o governo ĂŠ responsĂĄvel pelas “mazelas e tem assaltado o povoâ€?. “Isso ĂŠ fazer mudança?â€?, questionou ela ao tucano. Alckmin afirmou que, para sair do “marasmoâ€?, ĂŠ preciso aprovar reformas e que isso depende de uma “maioriaâ€? no Congresso. “Alianças sĂŁo por tempo de TV, para se manter no poder. É a governabilidade com base no exercĂ­cio puro e simples do poderâ€?, disse Marina. “PolĂ­tica ĂŠ um caminho para mudanças e alianças sĂŁo necessĂĄrias para implementar mudançasâ€?, respondeu o tucano. Ciro e Alckmin divergiram em relação Ă reforma trabalhista, aprovada em 2017. O candidato do PDT perguntou ao tucano se ele iria manter a reforma trabalhista, que, na avaliação do ex-ministro, introduziu inseguran-

ça jurĂ­dica e ĂŠ uma “aberraçãoâ€?. Alckmin defendeu a reforma, que ele classificou como “avançoâ€?. “Mantenho a posição, reforma trabalhista vai estimular mais empregoâ€?, afirmou. O Bolsa FamĂ­lia, marca de gestĂľes petistas, foi elogiado por Meirelles e por Alckmin, que prometeram aprimorar o programa de distribuição de renda. O tucano aproveitou o tema para dizer que vai investir na ĂĄrea social, principalmente no Nordeste, levando â€œĂĄgua ao semiĂĄridoâ€?. O ex-ministro da Fazenda questionou o tucano ao dizer que o PSDB chamou o Bolsa FamĂ­lia de “Bolsa Esmolaâ€? e que o DEM, partido do CentrĂŁo que apoia Alckmin, afirmou que o programa “escraviza as pessoasâ€?. O tucano afirmou que vai ampliar o programa com dinheiro do “Bolsa Banqueiroâ€?. O debate foi aberto com uma questĂŁo Ăşnica para to-

dos os candidatos: como combater o desemprego. Alvaro Dias gastou o tempo concedido se apresentando aos telespectadores e foi interrompido quando citava a sua intenção de, se eleito, convidar o juiz federal SĂŠrgio Moro para o MinistĂŠrio da Justiça. Na rodada de perguntas entre os candidatos, o momento mais quente ocorreu quando Boulos começou perguntando para Bolsonaro, a quem chamou de “machistaâ€?, “racistaâ€? e “homofĂłbicoâ€?. O lĂ­der o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) questionou o deputado sobre uma suposta funcionĂĄria fantasma mantida por Bolsonaro em Angra dos Reis. “Quem ĂŠ a Wal?â€?, disse Boulos. Bolsonaro afirmou que ela ĂŠ uma funcionĂĄria em situação legal e retrucou: “Pensei que fosse discutir polĂ­ticaâ€?. O candidato do PSL questionou uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo sobre

a funcionĂĄria. “Eles foram lĂĄ e nĂŁo acharam nadaâ€?. Na trĂŠplica, Boulos afirmou: “Wal ĂŠ funcionĂĄria fantasma, que cuida dos cachorros do Bolsonaro em Angra dos reis. Wal ĂŠ vĂ­tima Bolsonaro ĂŠ a velha polĂ­tica corrupta. O senhor nĂŁo tem vergonha?â€?, questionou Boulos. “Teria vergonha se invadisse casa dos outrosâ€?, respondeu o deputado. O tema “mulheresâ€? foi citado por Alvaro Dias, que fez uma pergunta a Bolsonaro. Dias falou sobre a questĂŁo da diferença de salĂĄrio entre homens e mulheres e da violĂŞncia contra a mulher. Segundo Bolsonaro, a questĂŁo da misoginia foi um “rĂłtulo que botaramâ€? na minha contaâ€?. Disse que valoriza as mulheres e que, em breve, os homens ĂŠ que vĂŁo querer ganhar igual Ă s mulheres. Citou ainda seu projeto de castração quĂ­mica de estupradores que quiserem reduzir suas penas. “Mas as mulheres de esquerda sĂŁo contraâ€?.

Cabo Daciolo faz citaçþes a Jesus no debate da Band

Ausência do PT no debate reforça inelegibilidade de Lula, dizem analistas

Debate chega a 8 pontos no Ibope

Bombeiro e evangĂŠlico, Daciolo sempre faz discurso exaltado

Para o cientista Humberto Dantas, o debate na Band nĂŁo teve ganhadores

AgĂŞncia Estado, De SĂŁo Paulo

Paulo Beraldo e Elizabeth Lopes, AgĂŞncia Estado De SĂŁo Paulo

Pedro Venceslau, Marianna Holanda, Gilberto Amendola, Mateus Fagundes, AgĂŞncia Estado De SĂŁo Paulo No primeiro debate da disputa pela PresidĂŞncia da RepĂşblica, promovido na noite de quinta-feira (9) pela Band, os candidatos evitaram, na maior parte do tempo, o confronto direto. O encontro entre os presidenciĂĄveis,

$OFNPLQDÄ&#x;UPRXTXH para sair do “marasmoâ€?, ĂŠ preciso aprovar reformas e que isso depende de uma “maioriaâ€? no Congresso que durou cerca de 3 horas, transcorreu em temperatura morna. A expectativa de que o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, fosse o principal alvo de questionamentos dos adversĂĄrios nĂŁo se confirmou. Dono da maior coalizĂŁo partidĂĄria, o tucano Geraldo Alckmin enfrentou provocaçþes dos rivais.

Novidade de Ăşltima hora na corrida presidencial, o candidato do Patriota, Cabo Daciolo, procurou se colocar como um concorrente dissociado da polĂ­tica. No debate, criticou o que chamou de “velha polĂ­ticaâ€?, se referindo diretamente aos adversĂĄrios. Bombeiro, evangĂŠlico e com um discurso quase sempre exaltado, ele fez vĂĄrias citaçþes a Jesus Cristo e, nas consideraçþes finais do debate, leu trecho da BĂ­blia, alĂŠm de se apresentar como “servo do Deus vivoâ€?. As informaçþes sĂŁo do jornal “O Estado de S. Pauloâ€?. No debate, Daciolo, ao questionar o candidato do PDT, Ciro Gomes, disse que o ex-ministro foi o “fundador do Foro de SĂŁo Pauloâ€? e perguntou o que ele sabia sobre a “Ursal (UniĂŁo das RepĂşblicas Socialistas da AmĂŠrica Latina). “NĂŁo sei o que ĂŠ isso e nĂŁo fui fundador do Foro de SĂŁo Pauloâ€?, respondeu Ciro. “Sabe, simâ€?, insistiu o bombeiro.

A ausĂŞncia do candidato do Partido dos Trabalhadores (PT ) no primeiro debate presidencial das eleiçþes 2018 reforça a inelegibilidade do ex-presidente da RepĂşblica Luiz InĂĄcio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, avaliam analistas ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo na manhĂŁ de ontem (10). Preso em Curitiba desde 7 de abril pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o petista nĂŁo obteve autorização judicial para participar do programa. O cientista polĂ­tico Rodrigo Prando, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, comenta que a ausĂŞncia partido no debate faz o eleitorado entender algo que ainda nĂŁo estava claro: a inelegibilidade do ex-presidente Lula. “Simbolicamente, foi importante para as pesso-

as entenderem que, juridicamente, a manobra do PT de colocar o Lula em evidĂŞncia nĂŁo surte efeito legalâ€?, afirma. â€œĂ‰ uma estratĂŠgia eleitoral, polĂ­ticaâ€?, diz. Segundo Prando, isso faz com que eleitores que tinham o ex-presidente como opção passem a repensar as alternativas. “O PT optou por reafirmar o discurso de vĂ­tima, de perseguição, para mantĂŞ-lo em evidĂŞncia. Isso teve bĂ´nus, como constar o nome nas pesquisas de intenção de votos, mas sua ausĂŞncia no debate foi um Ă´nusâ€?, avalia. Para Carlos Melo, cientista polĂ­tico e professor do Insper, a estratĂŠgia do partido ĂŠ um “duplo erroâ€?. “A ausĂŞncia reforça a ideia de que o Lula nĂŁo vai ser candidato e, ao mesmo tempo, nĂŁo indica quem serĂĄâ€?, diz. Para ele, os eleitores começam a perceber que a ausĂŞncia do ex-presidente das eleiçþes ĂŠ um fato consumado e passam a retirĂĄ-lo do rol de possibilidades. “O PT pode atĂŠ nĂŁo perder com isso, porque tem seu eleitorado cativo, mas certamente nĂŁo ganha, jĂĄ que a questĂŁo Lula passou ao largo do debate, foi considerada uma pĂĄgina virada pelos can-

didatos. Acho uma estratĂŠgia errada nĂŁo ocupar espaços eleitorais que estĂŁo abertosâ€?, afirma Melo. Janela Para Rafael Cortez, analista polĂ­tico e sĂłcio da TendĂŞncias Consultoria, a estratĂŠgia do PT de fazer a defesa jurĂ­dica do ex-presidente da RepĂşblica limita a exposição do partido no perĂ­odo inicial da campanha e abre oportunidade para que outros presidenciĂĄveis como Ciro Gomes (PDT) ocupem espaços. “A defesa da candidatura atĂŠ o limite formal (15 de agosto), a despeito dos evidentes obstĂĄculos jurĂ­dicos Ă sua legalidade, tem como custo deixar uma janela para que outros candidatos mobilizem os eleitoresâ€?, diz Cortez. Para ele, no entanto, a estratĂŠgia ĂŠ correta diante do peso eleitoral de Lula. “DefendĂŞ-lo ĂŠ reforçar o nome que pode fazer a transferĂŞncia de votos para o ‘plano B’, ainda que o partido perca um pouco de sua exposição neste momentoâ€?. Para o cientista polĂ­tico Humberto Dantas, da Fundação GetĂşlio Vargas, a ausĂŞncia do PT representou a ausĂŞncia de uma temĂĄtica que seria explorada, como

os escândalos do “PetrolĂŁoâ€?, que desembocaram na Lava Jato. “No meu entender, inauguraria apenas mais uma frente de acusaçþes.â€? Sem ganhadores Para Humberto, o debate nĂŁo teve ganhadores. “Quem ganhou foi a apatia. Ganhou a vontade do eleitor de se abster, votar em branco ou votar nulo. Como esse grupo jĂĄ lidera, sobretudo quando o nome do ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva (PT) nĂŁo aparece nas simulaçþes das pesquisas eleitorais, tem tudo para se expandir nessas eleiçþesâ€?, destacou Dantas. TransmissĂŁo paralela O PT realizou uma transmissĂŁo ao vivo pelas redes sociais para compensar a ausĂŞncia do ex-presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva (PT) no debate televisivo entre candidatos Ă PresidĂŞncia nas eleiçþes 2018. Na ocasiĂŁo, o vice na chapa de Lula, o ex-prefeito de SĂŁo Paulo Fernando Haddad, dedicou boa parte da sua fala para direcionar ataques ao PSDB do candidato Geraldo Alckmin e ao MDB do presidente Michel Temer e do candidato Henrique Meirelles.

O debate realizado pela Band alcançou 8 pontos no Ibope, com mÊdia de 6,2. Durante 10 minutos, o evento permaneceu em 2º lugar sendo das 00h40 às 00h50. Na mÊdia do horårio, a Band ficou em terceiro no ranking das emissoras. O evento bateu recorde de visualizaçþes de lives no Youtube, com marca de 390 mil visualizaçþes simultâneas no canal de jornalismo da emissora.

COLONO  &XPSÀGUL ocê assistiu o debati GRV FDQGLGDWXV D SUHsidenti? ZÉ PINGA   LF LF DVVLVWL WÀYD FKRFX IDUWáWURFDGHIDUSDV LFLFLF


4

Dourados, sĂĄbado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Economia MARCOS RIBEIRO

INDICADORES ECONÔMICOS progresso@progresso.com.br

BOLSAS Ibovespa: Pontos: Måxima de Mínima de Volume: Variação em 2018: Variação no mês: Dow Jones: Pontos: Nasdaq: Pontos: Ibovespa Futuro: Pontos: Måxima (pontos): Mínima (pontos):

BLUE CHIPS -0,48% 78.767,99 79.461 pontos 78.156 pontos 10,33 bilhĂľes 3,1% -0,57% -0,29% 25.509,23 +0,04% 7.891,78 -0,1% 78.780 79.470 78.110

Preço Itau Unibanco PN Petrobras PN Bradesco PN Ambev ON Petrobras ON BRF SA ON Vale ON Itausa PN Cielo ON JBS ON

A queda no volume vendido por supermercados contribuiu com queda de 0,30% na taxa global do mĂŞs

Vendas no comĂŠrcio caem 0,3% em junho ante maio

Cotação: Variação:

Na comparação com junho de 2017, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 1,5% em junho de 2018, conforme pesquisa do IBGE Daniela Amorim, Agência Estado Do Rio de Janeiro As vendas do comÊrcio varejista caíram 0,3% em junho ante maio, na sÊrie com ajuste sazonal, informou ontem (10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio abaixo da mediana das previsþes do mercado financeiro, que indicava uma alta de 0,05%. O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeçþes Broadcast, que esperavam desde uma queda de 0,80% a avanço de 2,50%. Na comparação com junho de 2017, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram

As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 2,9% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 3,6% alta de 1,5% em junho de 2018. Nesse confronto, o resultado veio abaixo da mediana e logo acima do piso das estimativas. As projeçþes iam de uma alta de 1,00% a 6,50%, com mediana positiva de 2,30%. As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 2,9% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 3,6%.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas subiram 2,5% em junho ante maio, na sÊrie com ajuste sazonal. O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeçþes Broadcast, que esperavam um avanço entre 0,10% a 3,90%, com mediana positiva de 2,20%. Na comparação com junho de 2017, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 3,7% em junho de 2018. Nesse confronto, as projeçþes variavam de um crescimento de 1,60% a 5,80%, com mediana positiva de 3,40%. As vendas do comÊrcio varejista ampliado acumularam alta de 5,8% no ano. Em 12 meses, o resultado foi de avanço de 6,7%. Supermercados O comÊrcio varejista teve disseminação de resultados positivos entre as atividades pesquisadas na passagem de maio para junho, mas a forte queda no volume vendido por supermercados e por combustíveis levou a taxa global do mês a uma queda de 0,30%, observou Isabella Nunes, gerente na Coordenação de Serviços e ComÊrcio do IBGE.

As vendas de Hipermercados, supermercados, produtos alimentĂ­cios, bebidas e fumo caĂ­ram 3,5%, interrompendo dois meses de taxas positivas, enquanto os CombustĂ­veis e lubrificantes encolheram 1,9%, o segundo recuo seguido. “A queda do varejo em junho foi provocada por supermercados e combustĂ­veisâ€?, disse Isabella. As duas atividades respondem juntas por mais da metade das vendas do varejo. Os supermercados tĂŞm um peso de 45,6% na pesquisa, enquanto a fatia dos combustĂ­veis ĂŠ de 11,8%. Por outro lado, houve crescimento em cinco das oito atividades investigadas em junho ante maio: MĂłveis e eletrodomĂŠsticos (4,6%), Equipamentos e material para escritĂłrio, informĂĄtica e comunicação (4,1%), Outros artigos de uso pessoal e domĂŠstico (2,6%), Tecidos, vestuĂĄrio e calçados (1,7%) e Artigos farmacĂŞuticos, mĂŠdicos, ortopĂŠdicos, de perfumaria e cosmĂŠticos (0,9%). A atividade de Livros, jornais, revistas e papelaria registrou estabilidade (0,0%) nas vendas. No varejo ampliado, que inclui as atividades de veĂ­culos e material de construção, as vendas cresceram 2,5%. O volume vendido por veĂ­culos

Inadimplência sobe e atinge 63,4 milhþes de brasileiros O maior aumento da inadimplência se deu nas contas de serviços båsicos Eduardo Laguna, Agência Estado De São Paulo O número de brasileiros com alguma conta em atraso chegou a 63,4 milhþes no mês passado, o que equivale a 41% da população adulta e a um aumento de 4,3% em relação a julho de 2017. Levantamento feito pela Confederação Na-

cional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao CrĂŠdito (SPC Brasil), mostra que mais da metade dos inadimplentes (51%) tem entre 30 e 49 anos. A avaliação ĂŠ que essa faixa etĂĄria representa para muitos o momento de construção da vida pessoal e profissional, o que leva a desequilĂ­brios de orçamento. “Isso implica assumir diversos compromissos financeiros e, com as dificuldades que a crise ainda gera, a conta nem sempre fecha no final

mês, levando à inadimplência�, comenta o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro. O balanço leva em consideração desde dívidas bancårias - como faturas atrasadas de cartão de crÊdito e emprÊstimos bancårios não pagos - a crediårios abertos no comÊrcio e dívidas com empresas que prestam serviços de telefonia, TV por assinatura e internet. Em julho, o volume de dívidas em nome de pessoas físicas - em mÊdia, cada inadimplente possui duas contas em atraso

e motos, partes e peças subiu 16,0% em junho ante maio, enquanto o setor de material de construção teve expansĂŁo de 11,6%. RevisĂľes O IBGE revisou o resultado das vendas no varejo em maio ante abril, de uma queda de 0,6% para um recuo de 1,2%. A taxa de abril ante março passou de 0,7% para 1,1%, enquanto o resultado de março ante fevereiro saiu de 1,0% para 0,9%. Segundo Isabella, a revisĂŁo sobre o recuo nas vendas do varejo em maio foi consequĂŞncia da metodologia usada para fazer o ajuste sazonal dos dados, calculado a partir da entrada da informação de junho. “A sĂŠrie ajustada (sazonalmente) nĂŁo conhecia esse evento pontual de paralisação dos caminhoneiros. A Ăşnica variação mais forte entre as atividades foi de material de construção. A revisĂŁo ĂŠ devido Ă entrada (dos dados) do mĂŞs de junhoâ€?, explicou Isabella. O resultado do varejo ampliado, que inclui os segmentos de veĂ­culos e material de construção, tambĂŠm sofreu revisĂŁo. A taxa de maio ante abril passou de queda de 4,9% para redução de 5,1%. A taxa de abril ante março saiu de 1,5% pata 1,6%.

- subiu 1,5% frente ao mesmo mĂŞs de 2017. O maior aumento da inadimplĂŞncia, de 7,7%, se deu nas contas de serviços bĂĄsicos, como ĂĄgua e luz. Na sequĂŞncia, com alta de 6,9%, aparecem as dĂ­vidas bancĂĄrias, incluindo cartĂŁo de crĂŠdito, cheque especial, emprĂŠstimos, financiamentos e seguros. “O desemprego elevado e a renda achatada dos brasileiros seguem contribuindo para esse avanço no quadro de inadimplĂŞncia. Ainda que o PaĂ­s tenha superado a recessĂŁo, a recuperação da economia continua mais lenta do que o previsto, agravada pelo clima de incertezas das eleiçþes que se aproximamâ€?, avalia o presidente da CNDL, JosĂŠ Cesar da Costa.

6,41% ao ano 9,77% ao ano 1,08% ao mĂŞs 6,39% ao ano 6,40%

+0,07%

R$ 1,0641

DĂ?VIDA EM TR OU TRD Dia do vencimento Agosto 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24

R$ 954,00

R$ 26,72

POUPANÇA (APLICAĂ‡ĂƒOAPARTIRDE 04/05/12)

Agosto 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19

Variação -0,09%

* 1 onça-troy equivale a 31,1035 gramas

UFERMS Agosto

775,438 centavos de dĂłlar -0,47%

Cotação Ouro US$ 1.215,10 a onça-troy Ouro BM&F (à vista) 147,000

SALĂ RIO MĂ?NIMO Agosto

-0,53% +0,99% -1,04% +0,57% +0,09% -3,06% -1,07% -1,98% +3,57% -3,92%

OURO

UFIR Novembro/2000

Variação

R$ 44,86 R$ 20,34 R$ 30,33 R$ 19,27 R$ 22,76 R$ 21,84 R$ 51,84 R$ 10,41 R$ 14,50 R$ 8,58

GLOBAL 40

JUROS - &'%SUHÄ&#x;[DGRGHGLDV - Capital de giro, - Hot money, - CDI, - Over a

em R$

0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715% 0,3715%

Fatores de 0,01326085 0,01335276 0,01325023 0,01320709 0,01337649 0,01303346 0,01313268 0,01304337 0,01309468 0,01307680 0,01301082 0,01333021 0,01328298 0,01315390 0,01309747 0,01300851 0,01325100 0,01316651 0,01317106 0,01286854 0,01273231

(Multiplique a quantidade de TR ou TRD do carnê pelo fator de atualização da data do vencimento. A aplicação desse fator único atualiza a dívida pela TR do dia do aniversårio do contrato e converte o resultado para reais).

TBF

TR

Julho 24 25 26 27 28 29 30 31 Agosto 01 02 03 04 05 06 07 08

Julho 24 25 26 27 28 29 30 31 Agosto 01 02 03 04 05 06 07 08

0,5281% 0,5296% 0,5057% 0,4826% 0,4828% 0,5058% 0,5289% 0,5291% 0,5279% 0,5053% 0,4819% 0,4838% 0,5069% 0,5300% 0,5302% 0,5077%

0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000% 0,0000%

CĂ‚MBIO DĂłlar comercial no balcĂŁo DĂłlar Paralelo DĂłlar Ptax DĂłlar Turismo DĂłlar Futuro (setembro) Euro Euro comercial Euro turismo

Compra R$ 3,8007 R$ 3,88 R$ 3,8024 R$ 3,7730 R$ 3,8100 US$ 1,1531 R$ 4,3820 R$ 4,3370

Venda R$ 3,8017 R$ 3,98 R$ 3,8030 R$ 3,9500 US$ 1,1532 R$ 4,3840 R$ 4,5530

Variação +1% +0,93% +1,36% +1,02% +0,75% -0,69% +0,32% +0,35%

INFLAĂ‡ĂƒO

ACUMULADO

Ă?NDICES

Junho

Julho

no ano

12 meses

INPC (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPC (FIPE) IPCA (IBGE) CUB (SINDUSCON) FIPEZAP-SP (FIPE)

1,43 1,87 1,48 1,01 1,26 0,63 0,21

0,51 -

2,57 5,92 5,45 1,23 2,60 2,15 1,16

3,53 8,24 7,79 2,51 4,39 3,12 1,91

IMPOSTO DE RENDA (DESCONTO NA FONTE) TABELA OFICIAL DA RECEITA FEDERAL Base de cĂĄlculo AtĂŠ R$ 1.903,98 De R$ 1.903,99 atĂŠ R$ 2.826,65 De R$ 2.826,66 atĂŠ R$ 3.751,05 De R$ 3.751,06 atĂŠ R$ 4.664,68 Acima de R$ 4.664,68

AlĂ­quota % 7,5 15 22,5 27,5

Deduzir-R$ Isento 142,80 354,80 636,13 869,36

Deduçþes: R$ 189,59 por dependente; pensão alimentícia integral; contribuição ao INSS. Aposentado com 65 anos ou mais tem direito a uma dedução extra de R$ 1.903,98 no benefício recebido da Previdência.

REAJUSTE DE ALUGUEL IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPC-FIPE

1,0824 -

AGOSTO (2018)

IPCA (IBGE) INPC (IBGE) ICV-DIEESE

-

Obs.: Fatores vĂĄlidos para contratos cujo Ăşltimo reajuste ocorreu hĂĄ um ano. Multiplique o valor pelo fator.

AGROPECUĂ RIA MILHO - disponĂ­vel SOJA - disponĂ­vel Boi gordo Vaca gorda FONTE: Grande FM RURAL

R$ 30,00 (Dourados) R$ 76,00 (Dourados) R$ R$ 136,00 (Friboi/PPorĂŁ - c/ 30 dias) - 135,00 (Brasil Global/Guia Lopes - Ă vista) R$ 125,00 (Brasil Global - Ă  vista) - R$ 127,00 (Friboi/PporĂŁ - c/ 30 dias)


5

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Brasil/Mundo

BNMP 2.0 revela o perfil da população carcerária brasileira

MUNDO Mensagem

ONU alerta para migração forçada de povos indígenas ACNUR/B. HEGER

De acordo com os dados, havia no País 262.983 pessoas condenadas ao regime fechado. Outros 85.681 cumpriam pena no regime semiaberto e 6.078, no regime aberto MANUEL CARLOS MONTENEGRO/ AGÊNCIA CNJ

Os povos indígenas precisam de mais direitos e respeito ONU Brasil, Do Rio de Janeiro Em mensagem para o Dia Internacional dos Povos Indígenas, lembrado em 9 de agosto, o secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou para a migração e o deslocamento, muitas vezes forçado, de povos indígenas dentro de seus países ou através das fronteiras internacionais, por conta de violência, conflitos ou devastações causadas pela mudança climática e pela degradação ambiental. “Os povos indígenas têm uma profunda conexão espiritual com suas terras e recursos. No entanto, cada vez mais, os indígenas estão migrando dentro de seus países e através das fronteiras internacionais”, disse. “As razões são comple-

xas e variadas. Alguns estão sujeitos a deslocamento ou realocação sem seu consentimento livre, prévio e informado. Outros estão escapando da violência e do conflito ou da devastação causada pela mudança climática e pela degradação ambiental. Muitos migram em busca de melhores perspectivas e emprego para si e para suas famílias”, afirmou Guterres. O secretário-geral da ONU lembrou que a migração é uma oportunidade, mas também traz riscos. Segundo ele, muitos migrantes indígenas vivem em condições inseguras e insalubres em áreas urbanas. Mulheres e meninas indígenas experimentam taxas desproporcionalmente altas de tráfico e outras formas de violência. Os jovens indígenas se deparam com questões complexas sobre sua identidade e valores, salientou.

Novo cadastro de presos tem mais de 600 mil cadastrados a partir de informações de processos judiciais

Unesco

Manuel Carlos Montenegro, Agência CNJ de Notícias De Brasília

Populações indígenas são vulneráveis

A primeira etapa de implantação do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP 2.0) resultou no cadastramento individual de 602 mil presos, quase a totalidade das pessoas privadas de liberdade no País. Balanço do Cadastro Nacional de Presos permitiu extrair um perfil da população carcerária nacional, apresentado na tarde de terça-feira (7), pela a presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, que elegeu o BNMP 2.0 como prioridades da sua gestão. De acordo com os dados do BNMP 2.0 do último dia 6 de agosto, havia no País 262.983 pessoas condenadas ao regime fechado. Outros 85.681 brasileiros cumpriam pena no regime semiaberto e 6.078, no regime aberto, principalmente em instituições conhecidas como casas do albergado. O mapeamento do CNJ se diferencia das estatísticas pro-

2WUÀğFRGHGURJDV corresponde a 24% do total de tipos penais atribuídos aos presos brasileiros duzidas anteriormente por ter lastro nos processos judiciais dos presos. Cada prisão contabilizada no BNMP 2.0 atribui ao preso um Registro Judicial Individual (RJI), que vale como documento de identidade dele enquanto estiver sob custódia. Qualquer movimentação nos processos penais daquela pessoa – mandados de prisão, progressões de pena e sentenças emitidas contra o cidadão – constará do seu RJI. Cadastramento individual Essas peças processuais estão sendo cadastradas desde o fim de 2017 por magistrados e servidores da Justiça, que foram treinados e autorizados pelo CNJ a registrar os processos de cada preso no sistema virtual. A ideia é, de acordo com a idealizadora do projeto e presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, dar ao Poder Judiciário informações confiáveis sobre os cidadãos mantidos encarcerados sob responsabilidade da Justiça. Responsabilidade “No Brasil, quem decreta pri-

ONU Brasil, Do Rio de Janeiro

são é o juiz, quem determina a soltura do preso também é o juiz. Entretanto, não havia até agora um cadastro do Poder Judiciário no qual todos os juízes, todos os cidadãos brasileiros, todos os administradores (incluídos os que cuidam diretamente do sistema carcerário) tivessem dados seguros, objetivos e dinâmicos (atualizados permanentemente) sobre o sistema penitenciário”, afirmou a ministra no texto de apresentação do relatório parcial de implantação do BNMP 2.0. 3HUğOGRSUHVR O balanço parcial do BNMP 2.0 já indica qual tipo de crime mais leva pessoas à prisão no Brasil. O roubo representa 27% dos crimes cometidos pela população carcerária. O tráfico de drogas corresponde a 24% do total de tipos penais atribuídos aos presos brasileiros. O terceiro artigo do Código Penal que mais motivou prisões – o homicídio – vem atrás, com 11%. Em comparação, a Lei Maria da Penha representa 0,96% dos crimes que levaram pessoas à prisão. No estágio atual do Cadastro Nacional de Presos pelos tribunais, já estão disponíveis informações também sobre idade e nacionalidade

da massa prisional. Mais da metade dos presos brasileiros tem até 29 anos de idade. A maioria dos presos (30,5%) tem entre 18 e 24 anos, a segunda faixa etária mais populosa (23,39%) do sistema é a de 25 a 29 anos. Quanto à nacionalidade, os dados do Cadastro Nacional de Presos permitiram identificar até o momento 1.774 presos estrangeiros. Como o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) cadastrou até agora cerca de 76% de sua população prisional, o contingente de presos que não nasceram no Brasil deve aumentar. A nacionalidade de preso mais cadastrada é a boliviana (286 pessoas); o número de paraguaios é quase o mesmo: 280. Nigerianos (155), colombianos (152) e peruanos (152) também estão no topo da lista. A ministra Cármen Lúcia saudou a transparência que o cadastro nacional de presos trará à discussão sobre quais providências são necessárias para aumentar o número de julgamentos realizados pela justiça criminal. O BNMP 2.0 identificou que, dentro do contingente de presos provisórios cadastrados até agora, 28,7% deles aguardam julgamento há pelo menos 180

dias. “Disfunções relacionadas à morosidade indevida na tramitação de processos de réus presos ficam patentes em face do cadastro, porque se terão ali as fases do processo, o regime de cumprimento de decretos de prisão, benefícios obtidos pelos presos, as pendências de execução das penas entre outras informações”, afirmou. Políticas públicas A precisão dos dados, que agora são atualizados diariamente, auxiliará o estado na formulação de políticas públicas para reverter o “estado de coisas inconstitucional”, declarado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 347, em setembro de 2015. “Com as informações constantes deste banco de dados, integrado nacionalmente e alimentado, de forma dinâmica e em tempo real pelos Tribunais de Justiça e Tribunais Regionais Federais, tem-se instrumento eficiente para gestão dos processos de réus presos e de pessoas que tiveram prisão decretada, ainda que estejam fora do sistema”, afirmou a ministra Cármen Lúcia.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay, disse em mensagem para a data que os povos indígenas estão entre as populações mais vulneráveis do mundo. “Este dia internacional é uma oportunidade para sensibilizar a opinião pública sobre sua situação precária, particularmente em relação à migração, que é o tema desta data em 2018”, declarou. “A migração influencia o modo de vida de muitos povos indígenas, sejam eles nômade-pastoris que seguem o calendário da transumância, assim como os pastores de gado *YPERM:IVQIPLSRE»JVMGE Ocidental, cuja migração sazonal abrange vários milhares de quilômetros; ou caçadores-coletores que viajam várias centenas de quilômetros quadrados para se beneficiarem dos recursos exclusivos de seu ecossistema e para preservarem um equilíbrio delicado, como os povos do deserto do Kalahari e da Bacia do Congo, por exemplo”.

Canadá

Ataque a tiros deixa quatro mortos Fredericton, Canadá, Da Agência Estado Quatro pessoas, incluindo dois policiais, foram mortas ontem (10), na cidade canadense de Fredericton, em um ataque a tiros dentro de um complexo de apartamentos. Um suspeito foi levado sob custódia, disseram autoridades. Foi um caso raro de violência armada na Província de New Brunswick, sem aparente ligação com terrorismo. A polícia não divulgou os nomes dos agentes mortos.

Justin McLean, que mora no complexo, chegou a ver corpos no chão “Eu tinha acabado de acordar e ouvi tiros. Olhei pela janela. Havia basicamente três pessoas mortas ali”, disse McLean à Canadian Broadcasting Corp. “Os policiais estavam tentando colocar um dos agentes no veículo para que pudessem levá-lo com segurança”, disse. McLean afirmou que já houve brigas no complexo de apartamentos antes, mas nunca algo como o ocorrido nesta sexta-feira. (Fonte: Associated Press).

Turquia

Erdogan pede troca de euro por liras Gabriel Bueno da Costa, Agência Estado De São Paulo O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, realizou um discurso nacionalista ontem, em meio às dificuldades enfrentadas pela lira e à pressão em geral sobre o setor financeiro e a economia locais. Falando em Bayburt, no nordeste turco, Erdogan pediu que a população turca troque dólares, euros e ouro que eventualmente tenham “sob seu colchão” por liras turcas, “para que possamos responder de modo apropriado como uma nação”. Além disso, descartou uma elevação de juros, que segundo ele traria apenas lucro para algumas pessoas no exterior, porém sofrimento para o país. De acordo com o presidente, a troca de ativos por moeda local “será nossa resposta à guerra econômica” que segundo ele o país enfrenta. Em sua fala, ele ressaltou a necessidade de união diante do quadro atual. “Podemos sofrer dificuldades um dia ou outro, mas podemos superar”, argumentou. A Turquia tem sido alvo de “tramas”, entre elas o golpe de Estado de 2016, continuou: “Mas nosso país não desiste e, pelo contrário, isso fortalece a democracia”.


6

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Polícia DIVULGAÇÃO/PM

Segurança pública de MS consegue reduzir criminalidade, diz Sejusp Secretaria destaca a queda em crimes como latrocínios e roubo a estabelecimento e se baseia no Atlas da Violência 2018 e 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública DIVULGAÇÃO/SEJUSP

Da Redação*

Duas mulheres e um músico são presos com drogas

Mesmo com o acirramento da disputa entre facções criminosas na região de fronteira, a Segurança Pública de Mato Grosso do Sul conseguiu reduzir a criminalidade nessa região no primeiro semestre deste ano, conforme dados da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Comparado com o mesmo período do ano passado, a queda no número de latrocínio (roubo seguido de morte) foi de 56% e de roubo a estabelecimento comercial, 21,5%. E segundo o Atlas da Violência 2018, elaborado pelo Ipea e Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Mato Grosso do Sul é o quinto estado brasileiro com maior índice de

Dos 12 tipos de crimes que tiveram dados compilados pela Sejup no 1º semestre deste ano, apenas o feminicídio não houve redução redução de homicídios, com recuo de 15,8%, ficando atrás apenas de São Paulo (-46,7%), Espírito Santo (-37,2%), Santa Catarina (-27,4%) e Rio de Janeiro, com 23,4%. O Atlas compara números de 2006 a 2016. Já o 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta semana, aponta que Mato Grosso do Sul foi a unidade da federação que teve a maior redução (44,5%) no número de latrocínio em 2017, comparado com o ano anterior. A publi-

Trio transportava os produtos em Dourados HIRLĠDJUDGRSHOD30 De Dourados

Secretário destaca que MS investiu na compra de viaturas mais modernas e equipamentos cação traz ainda que o MS registrou a segunda menor taxa de roubo e furtos de veículos em 2017, comparado com os dados do ano anterior. Foram 328,6 ocorrências em 2016 e 299,9 no ano passado. Para o secretário de Justiça e Segurança Pública Antonio Carlos Videira, os resultados positivos indicam que a política de segurança pública implantada pelo Governo do Estado é eficiente. “Temos investido em todas as áreas da segurança pública, desde a inteligência, capacitação, infraestrutura, equipamentos e integração com os outros estados e países vizinhos”,

afirmou. Ele enfatiza que tem sido dado atenção especial à área de inteligência tanto na parte de gestão como na área operacional. Videira destaca que a inteligência artificial em política de segurança pública é uma ferramenta importante para o combate eficiente e com menor custo da criminalidade. Ele cita que o trabalho integrado entre os serviços de inteligência das forças de segurança, como as polícias e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) tem garantido que Mato Grosso do Sul tenha o sistema penitenciário sob controle. “Não tivemos fugas

PRF prende contrabandista de cigarros pela segunda vez DIVULGAÇÃO/PRF

Equipe abordou o veículo no trevo do anel viário de 'RXUDGRVHĠDJURXDFDUJD

e nem rebeliões, porque com as informações das nossas inteligências agimos preventivamente”, comentou o titular da Sejusp. O secretário citou também cidades que fazem parte do “corredor” usados pelos criminosos. É o caso de Três Lagoas, principal cidade por onde entram carros roubados em São Paulo e passagem da droga que vem da Bolívia ou do Paraguai. Roubo de veículos, por exemplo, teve queda de 75,4% nos seis primeiros meses deste ano, se comparado com o primeiro semestre de 2017. Latrocínio teve recuo de 100%. (com informações da Sejusp)

Dois homens são baleados no centro de Itaporã Autor dos disparos estava em um veículo e teve como alvos um ciclista e um motociclista

De Dourados policia@progresso.com.br A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 350 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai na noite de quinta-feira. O flagrante aconteceu na rodovia MS-156, em Dourados, e o responsável da carga confessou que já foi preso pelo mesmo crime. De acordo com a PRF, uma equipe fazia fiscalização de rotina quando observou que um caminhão M.Benz/Atego, com placas de Campo Grande, entrou no trevo Anel Viário de Dourados com uma velocidade incompatível para o local, motivo pelo qual a equipe fez a abordagem. A princípio, o condutor, de 41 anos, declarou que estava levando uma mudança de Maracaju para Amambaí. Porém, ele acabou confessando que estaria transportando uma carga de cigarros, que pegou o caminhão já carre-

Uma das apreensões da Polícia na madrugada de ontem

De Itaporã policia@progresso.com.br

Caminhão apreendido com a carga de contrabando de cigarro gado em frente de um posto em Ponta Porã, e levaria para Campo Grande, onde receberia a quantia de R$ 2 mil reais. A equipe encontrou em meio à carga de móveis, vários pacotes de cigarros que somaram 350 mil maços do ilícito. O motorista afirmou que já fora preso em outra oportunidade conduzindo um caminhão com cigarros contrabandeados do Paraguai. O veículo, a carga de cigar-

ros e o motorista foram encaminhados à Polícia Federal em Dourados. Mais cigarro Dois homens foram presos em flagrante pelo Departamento de Operações de Fronteira (DOF) em Deodápolis transportando 45 mil pacotes de cigarro contrabandeado do Paraguai. Foram apreendidos o bitrem e uma Strada usada para bater estradas.

Dois homens foram baleados na noite de quinta-feira em Itaporã. De acordo com o site iFato, o autor é o mesmo dos dois casos, em ruas diferente, mas o motivo pela dupla tentativa de homicídio ainda é desconhecido. O primeiro alvo foi um motociclista de 25 anos na Avenida José Maria Bezerra Lima que foi atingido próximo ao ombro e o segundo foi um ciclista de 27 anos no prolongamento da mesma via, na Rua Juscelino Kubitschek, onde foi atingido por mais disparos. Testemunhas disseram que um homem atirou ao passar no interior de um veículo. As vítimas foram socorridas e levadas ao Hospital de Itaporã. Ninguém foi preso.

Policiais militares do 3º Batalhão, com auxílio do canil, prenderam na madrugada de ontem três pessoas, sendo duas mulheres e um músico, transportando drogas na rodoviária de Dourados. A primeira prisão aconteceu por volta das 23 horas da quinta-feira durante vistoria e busca com os cães farejadores em um ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã à Dourados. Os animais apontaram para bagagem de mão de uma jovem de 21 anos, moradora de Dois Irmãos do Buriti. Os policiais encontraram dois tabletes de pasta base de cocaína que totalizou 1,9 quilogramas que tem valor aproximado de R$ 38 mil. A jovem relatou que foi contratada em Ponta Porã para trazer a droga para Dourados onde entregaria para uma pessoa desconhe-

cida na rodoviária. Ela contou que receberia R$ 400 pelo serviço. O segundo caso aconteceu no mesmo ônibus e um homem de 29 anos, morador em Campo Grande, foi flagrado com três tabletes de maconha. Ele relatou ser músico e que faz o uso da droga para se inspirar em novas composições. Aos policiais, disse que comprou a maconha por R$ 150 próximo ao comércio popular em Ponta Porã. Já por volta das 3h, a equipe fiscalizou outro ônibus que fazia o mesmo itinerário e localizou grande quantidade da droga conhecida como Skunk (Super Maconha). Foram apreendidos 59 pacotes da droga que totalizaram 13,1 quilogramas que estava de posse de uma mulher de 28 anos, morada em Cuiabá (MT). Ela revelou ter sido contratada para pegar a droga na região de fronteira com o Paraguai e levaria até Campo Grande para receber R$ 2 mil. O trio foi preso em flagrante, levado a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e responderá pelo crime de tráfico de drogas.

Explosão na Usiminas assusta moradores em MG Não houve vítimas fatais na explosão em um dos dois gasômetros da usina

Da Agência Brasil Uma forte explosão no final da manhã de ontem assustou os moradores de Ipatinga, na região do Vale do Aço, em Minas Gerais - a 220 quilômetros de Belo Horizonte. Em nota divulgada pela assessoria de comunicação, a empresa confirmou a ocorrência de uma explosão em um gasômetro da Usina de Ipatinga, em Minas Gerais. De acordo com imagens e relatos de moradores nas redes sociais, a explosão ocorreu em algum momento durante o dia. As imagens mostram fumaça escura e pessoas apressadas reclamando do odor de gás. A Usiminas não forneceu detalhes sobre o acidente. A Usiminas tem forte atuação no setor siderúrgico, produzindo e comercializando planos laminados a frio e a quente, bobinas, placas e revestidos. É destaque no setor na América

Latina. A sede administrativa é em Belo Horizonte. Em comunicado oficial, o Corpo de Bombeiros de Ipatinga informou que não houve vítimas fatais. “O tanque continha uma mistura de gases utilizada na produção de aço, denominada LDG (Linz Donawitz Gás), também chamado gás de aciaria. O principal componente desse gás é o monóxido de carbono”, detalha a nota. Segundo a empresa, trinta pessoas “com leves escoriações” foram socorridas pela equipe de brigadistas da usina e encaminhadas ao Hospital Márcio Cunha, na cidade, da Fundação São Francisco Xavier, mantida pela Usiminas. Uma das vítimas sofreu corte no rosto, decorrente de estilhaço que foi lançado com a explosão. “As outras 29 vítimas foram pessoas que tiveram tonturas ou mal súbito decorrente da situação de pânico ou inalação de gás”. De acordo com a nota, “um fator que favoreceu a menor gravidade da ocorrência foi o fato de a fábrica estar em horário de almoço no momento da explosão”.


7

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Esportes

Campo Grande volta a receber a Stock Car Dupla corrida acontece amanhã após três anos e terá no grid pilotos consagrados como Rubens Barrichello, Cacá Bueno, Lucas Di Grassi e Nelsinho Piquet DANIEL SERRA | DIVULGAÇÃO

Da Redação esportes@progresso.com.br A Stock Car está de volta a Campo Grande. A capital de Mato Grosso do Sul, que recebeu a principal categoria do automobilismo brasileiro pela última vez em 2015, será palco da sétima etapa para uma dupla corrida amanhã. No 3.058 metros do traçado estarão pilotos consagrados em um das temporadas das mais estreladas da história. Serão sete campeões no grid: Cacá Bueno, Max Wilson, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Marcos Gomes, Felipe

Serão duas corridas na principal categoria e também com as etapas da Stock Light e do Brasileiro de Marcas Fraga e Daniel Serra, além dos ex-pilotos da Fórmula 1, Lucas di Grassi e Nelsinho Piquet. Os últimos vencedores em Campo Grande foram Marcos Gomes e Felipe Fraga e apensa dois pilotos conseguiram repetir vitórias no local. Casos de David Muffato, vencedor das duas provas realizadas em 2003, e Cacá Bueno, em 2004 e 2006, quando o traçado tinha uma versão de 3.433 metros de extensão. Já venceram no Mato Grosso do Sul também Beto Giorgi, Tarso Marques, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Nonô Figueiredo e Luciano Burti. “Campo Grande sempre re-

Torcedores sul-mato-grossenses voltam a poder acompanha a categoria em rodada dupla cebeu a Stock Car de braços abertos. É uma das grandes capitais do país e estamos ansiosos por este retorno. O traçado sempre proporcionou grandes disputas e os pilotos também gostam muito da pista”, destacou Rodrigo Mathias, CEO da Vicar, uma das empresas que organiza a categoria. Ingressos A venda de ingressos para a sétima etapa da Stock Car está aberta pelo site oficial da Stock Car (www.stockcar.com.br) e também no site da Time For

A IMAGEM de divulgação

Guerrero de despede do Fla

Fun (http://premier.ticketsforfun.com.br). O torcedor pode também optar por comprar os ingressos em cinco postos da rede Petrobras espalhados pela capital sul-matogrossense. Os valores vão de R$ 50 a R$ 370, este último no Paddock com serviço de alimentação e bebida, incluindo a visitação aos boxes e um local privilegiado, coberto, para ver a corrida do melhor ângulo possível. O evento é para maiores de cinco anos de idade. Menores até 14 anos deverão estar

Corrida do Milhão A décima edição da Corrida do Milhão, realizada no domingo passado em Goiânia, trouxe além de uma corrida espetacular, um pódio verdadeiramente apoteótico. A prova foi vencida por Rubens Barrichello, que levou um milhão de reais pela segunda vez após ter vencido em 2014 também em Goiânia.

Trio fecha a rodada de olho no G4 da Série B Guarani, Figueirense e Atlético-GO jogam em busca de entrar no zona do acesso Da Agência Estado

Paolo Guerrero se despediu ontem de seus companheiros no Flamengo. Em seu último dia no clube, o peruano recolheu seus pertences e conversou com o elenco e comissão técnica antes de deixar o Ninho do Urubu pela última vez. Após divergências na negociação por uma renovação, Guerrero está próximo de um acerto com o Internacional, onde assinará contrato pelos próximos três anos. Caso feche com o Colorado, o atacante vestirá a camisa do terceiro time no Brasil. Antes do Flamengo, o jogador atuou pelo Corinthians onde conquistou o Mundial de 2012.

acompanhados pelos pais ou representantes legais. Para o Grid Experience, o portador deve ser maior de 18 anos.

A briga pelo G4, a zona de acesso à primeira divisão, da Série B do Campeonato Brasileiro promete bons jogos hoje, quando cinco confrontos encerram a primeira rodada do returno. Guarani, Atlético-GO e Figueirense entram em campo de olho nas primeiras colocações. Embalado por duas vitórias seguidas, o Guarani espera contar com o apoio da torcida para vencer o líder Fortaleza, que tem 37 pontos e defende uma invencibilidade de quatro jogos. A expectativa é de um bom público no Brinco de Ouro da Princesa. O time de Campinas (SP) tem os mesmos 29 pontos do Figueirense, que vai até Caxias do Sul (RS) enfrentar o Juventude, no estádio Alfre-

do Jaconi. Vindo de duas derrotas seguidas, o time gaúcho tem 24 pontos e tenta se distanciar da zona de rebaixamento. O mesmo vale para o Criciúma, que defende uma invencibilidade de quatro jogos e vem logo atrás, com 23 pontos. A tarefa, porém, não será fácil. Com 30 pontos e na briga por uma vaga no G4, o Atlético-GO é o adversário catarinense no está-

Fortaleza lidera a competição seguido de CSA, Avaí e Atlético-GO; já no Z-4 estão Londrina, CRB, Sampaio Corrêa e Boa Esporte dio Heriberto Hülse, em Santa Catarina. As outras duas partidas são confrontos diretos contra o rebaixamento. Na degola, com 21 pontos, o CRB recebe o Oeste, que tem dois pontos a mais. Ambos não vencem há quatro jogos. Em Sorocaba, São Bento (24) e Brasil de Pelotas (21) se enfrentam no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP).


Dourados, sĂĄbado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Adi Adiles do Amaral Torres

â€œĂ‰ melhor ser alegre que ser triste Alegria ĂŠ a melhor coisa que existe.â€?

COLUNA DA ADILES

VinĂ­cius de Moraes

adiles@progresso.com.br

FEIJOADA JURĂ?DICA (PARTE 2)

PARABÉNS E FELICIDADES AOS ANIVERSARIANTES

Mais fotos da Feijoada JurĂ­dica realizada pela Caixa de AssistĂŞncia dos Advogados de Mato Grosso do Sul (CAAMS), no Ăşltimo dia 4, no Cerrado Brasil.

Diego Z. Fontes, Del. da CAAMS Dourados Gervasio, Guilherme Calado, Mansour e Wander

QUARTA (08) - Leonardo Pedrozo Silva Na foto, com a tia Edna Pedrozo

HOJE - Dr. Luiz Tadeu Barbosa (desembargador). Na foto, com a esposa Norma Sueli

Alexandre Mantovani e Mansour Karmouche Rafael, Raissa, JosĂŠ Roberto e Diego

Jefferson, HĂŠlio e Alexandre Mantovani

Mayara Pagani e Fernando

HOJE Dr. Rodrigo Bucker Ruiz

HOJE Gustavo Luiz Pegorer

AMANHĂƒ Mariley Cimatti

AMANHĂƒ Dirceu Longhi

AMANHĂƒ Dr. Eduardo Marcondes

AMANHĂƒ Henrique Medeiros

Rafael Medeiros e Tamiris

VISITANTES

Fernanda, DĂŠbora, FabrĂ­cio, Eliza e Jefferson Rezadori

Alexandre, Alexandrinho e Thatiana

Diego Zanoni e Karen Gaigher Parpineli e Ana Maria Maria do Carmo, Mariana Dourados e Thalita

Estiveram nos visitando AntĂ´nio JoĂŁo, prĂŠ-candidato a deputado estadual e suas duas simpĂĄticas assessoras, Maria e Elizangela

BODAS DE OURO NOSSOS PAIS

Herthe Brito e Eclair

O bom pai merece muito amor GRVÄ&#x;OKRVTXHFRORFRXQRPXQGR Pai e mĂŁe sĂŁo importantes Pois sĂŁo autores de nossas vidas 6HMDFDULQKRVRHQTXDQWRHOHVYLYHUHP 3RUTXHGHSRLVTXHHOHVSDUWLUHP SĂł restarĂĄ muitas saudades E serĂĄ tarde para abraçå-los

Abelardo e GervĂĄsio

Adiles do Amaral Torres Viviane Camargo e Lucas Quintana

Rodrigo Rodrigues, Gabriel Arce e Diego Zanoni

ParabÊns e felicidades ao casal Antônio Simþes e Santa Judite que completou 50 anos de matrimônio no último dia 20. O casal recebeu uma benção na Basílica de São Pedro, no Vaticano. A eles, felicidades!

COLĂ“QUIO O Progresso convida assessores e interessados SDUDRFROĂśTXLR0âGLDV6RFLDLVH(OHLĂ?øHVHVWUDWĂ’JLDVQRYDVUHJUDVHFDVHVGHVXFHVVRTXHVHUĂ€ UHDOL]DGRVHJXQGDIHLUD  ÂżVKRUDVQRDQÄ&#x;teatro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). A entrada para o evento ĂŠ 1kg de alimento nĂŁo peUHFâYHOTXHVHUĂ€GRDGRDR/DU(EHQH]HU2HYHQWR WHUĂ€FRPRSDOHVWUDQWHV9DOĂ’ULD$UDÄŽMR MRUQDOLVWD HVSHFLDOLVWDHP0DUNHWLQJ'LJLWDO :LOVRQ'XDUWH MRUQDOLVWDHVSHFLDOLVWDHP&RPXQLFDĂ?Ă‚RH0HUFDGR'LJLWDO H$QD2VWDSHQNR MRUQDOLVWDHVSHFLDOLVWDHP6RFLDO0HGLD 

PARABÉNS AOS ANIVERSARIANTES '(+2-($*2672- JosÊ Manoel de Lima; Nalva Queiroz M. Lima; Luiz Pereira; Iracema Maria de Fåtima; Nadal Zanella; Valdenir Nunes dos Santos; Nery Penzo; Ribamar Apolônio da Silva; Antônio Casaroto; Rosemar Pereira Soares de Lana; Junior Chagas; Tiago Carvalho Stein; Pedro Nazårio Martins; Leila Marley; Lara da Cunha Barbosa; Rosimar Pereira Soares; Chaiana Borghetti; Luiz Carlos Matos Rodrigues. '($0$1+Ç$*26

72- Geraldo Pereira Nelvo; Francisco Clarindo de Lima; Juvenal Vieira dos Santos; Leonardo Mussury; Maria de FĂĄtima Cordeiro Faleiros; Zilda Marques Martins; JosĂŠ Mantilla Filho; Daniel Ferreira Barros; Rodolfo Worner; Rosimeire Ribeiro da Silva; JosĂŠ Jairo de Lima; Maria de Lima dos Santos Oliveira; PatrĂ­cia Elisa; Sabrina F. da Silva Oliveira; Marcus V. Neias Almeida; Eunice Lopes da Silva; Marcos AurĂŠlio Zanella; Sofhia Emmanuelly Francelino Costa.


Caarapó

Dourados e Capital

Prefeitura adota medidas para conter gastos

“Dia do Basta” leva protestos para as ruas

3»*

3»*

Dourados

Hoje tem peça espírita ‘O que se leva da vida é a vida que se leva’ no Municipal 3»*

DIA A DIA Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO


2

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Dia a Dia DILERMANO ALVES

ARTIGO DO DIA

Os desafios dos pais modernos “Dia dos pais” 5(9,/'(0$5 '(2%(5%(57

Prefeito de Caarapó Mário Valério durante reunião com os secretários municipais na sede do Poder Executivo

Prefeitura de Caarapó adota medidas para conter gastos Mário Valério reúne equipe e detalha PHGLGDVSDUDVDQHDUğQDQÍDVHVWÂR SUHYLVWRVFRUWHVGHIXQÍøHVJUDWLğFDGDVHGLVSHQVDVGHFDUJRVGHFRQğDQÍD De Caarapó Com a crescente crise que vem passando o País, e que vem refletindo em estados e municípios, na cidade de Caarapó não é diferente. Na quarta-feira passada, o prefeito Mário Valério (PR), fez reuniões com os secretários com a participação do vice-prefeito, Martim Araújo (DEM), no sentido de adotar medidas de contenção de gastos em todas as secretárias. Conforme o prefeito, não há solução mágica para o equacionamento dos problemas. “Seremos obrigados a dispensar servidores em função de confiança e cortar funções gratificadas”, explicou. Para a implementação dessas medidas, será estudado caso a caso. “Se for verificada a existência de alguma gratificação concedida a servidor que não esteja enquadrado nos devidos critérios, o benefício será retirado de imediato”, disse o

prefeito. Função gratificada é um acréscimo financeiro temporário nos salários do servidor, não incorporável aos seus vencimentos. O benefício é concedido ao servidor que exerce alguma atribuição além do especificado para o seu cargo.

Prefeitura diz que Caarapó está entre os municípios que passam por situação econômica crítica A dispensa de servidores de cargos de confiança, de contratados e o corte de funções gratificadas se somam à redução do horário de expediente das repartições administrativas da prefeitura – de oito para seis horas, recentemente adotado pela prefeitura. Mário Valério explica ainda que a área de Finanças da prefeitura está desenvolvendo estudos para estabelecer

uma meta financeira de cortes de despesas. “Nos próximos dias, haverá reuniões separadas com cada secretário municipal. A partir desses encontros, será possível definir um planejamento detalhado com as medidas que serão efetivadas, com vistas à redução dos gatos”, concluiu o prefeito Mário Valério. Perdas de repasses

O prefeito explica que, Caarapó, com aproximadamente 30 mil habitantes, está entre a maioria dos pequenos municípios que passa por situação critica, principalmente por causa da redução dos repasses federais e estaduais. “Dependemos substancialmente dos repasses federais e estaduais, valores que têm caído a cada mês”, explica o prefeito Mário Valério. Um dos recursos que teve a redução dos repasses é o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O valor repassado pela União é concedi-

Nova Porto XV celebra Festa de Nossa Senhora dos Navegantes A programação cultural da festa começa hoje com show da Banda Tchê Balanço De Bataguassu A Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, realizada em Nova Porto XV há 70 anos, começa hoje. O subprefeito do distrito, Jaime Aragão, diz que a festa será desenvolvida na área do

Centro Esportivo e de Lazer (CEL) “Odenir da Guia Rodrigues”, obra inaugurada no ano passado. A abertura oficial da programação cultural da festa começa hoje com show da banda Tchê Balanço, a partir das 23 horas (horário de Brasília). No domingo, dia 12 de agosto, haverá show da Banda Chamego Bom, a partir das 22h. Antes, no período da tarde, haverá bingo

com início às 14h (de Brasília). Na segunda-feira, dia 13, a dupla Everton e Gustavo anima a terceira noite de festa e na véspera do feriado, dia 14, a banda Poerão faz o show principal do evento. Haverá queima de fogos por volta da meia noite em comemoração a Nossa Senhora dos Navegantes. Além dos shows, haverá a tradicional quermesse durante todos os dias de festa, com pra-

do a cada município, variando conforme a população. Já o Estado faz o repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a cada terça-feira do mês. O “bolo” destinado às prefeituras tem o seguinte cálculo: 75% são rateados com base no Índice de Valor Adicionado, 3% da receita própria, 5% do ICMS Ecológico, 5% baseado no número de eleitores, 5% tendo como base o território e 7% é repartido igualmente a todos os municípios. No mês de julho, os municípios de Mato Grosso do Sul perderam R$ 32 milhões em repasses da União referentes ao FPM. Em agosto, há previsão e recuperação de 24% em relação a julho, mas deverá haver nova queda - de 10% - em setembro, em relação à expectativa de arrecadação deste mês, conforme previsão da Secretaria do Tesouro Nacional, vinculada ao Ministério da Fazenda.

ça de alimentação e brinquedos. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura, através do Centro Cultural de Bataguassu e unidades escolares do Distrito de Nova Porto XV também estará com a exposição “Memorial de Nossa Senhora dos Navegantes”, destacando os aspectos históricos e culturais do Distrito com relação à festa. A programação religiosa em comemoração à Nossa Senhora dos Navegantes começa neste domingo, com tríduo na Capela de Nossa Senhora dos Navegantes que prossegue até dia 14, às 19h30 (horário Brasília).

Pastor da Igreja Presbiteriana Central de Dourados e Presidente do Presbitério de Dourados, é Bacharel em Teologia, Pedagogia e Direito, e Pós-graduado em Filosofia, mestrando em Teologia Sistemática.*

O

segundo domingo de agosto é o Dia dos Pais. O bom é que ninguém se esqueça desta data tão marcante para as nossas famílias. O Pai é uma figura central em nossas famílias. Símbolo de equilíbrio, conselho, amor, proteção, sustento e orientação. Nos últimos dias a figura paterna vem sendo muito atacada e desconstruída. São os novos conceitos ideológicos da sociedade, que para desconstruir a família, ataca a figura central dela, o Pai. Uma aberta rejeição ao modelo de família patriarcal. Mas precisamos entender esse assunto com clareza e bom senso. Em seu livro: “Pai, um Homem de valor”, o pastor e escritor, Rev. Hernandes Dias Lopes, descreve bem o papel e a função do pai, no contexto da família e da sociedade. Diz o autor: “Ser pai é um sublime privilégio e também uma imensa responsabilidade. Não basta gerar filhos, é preciso educá-los e prepará-los para a vida”. Um pai de verdade é um homem que faz a diferença na vida dos filhos, é exemplo para eles; antes de ensinar algo a seus filhos, vive o que ensina; antes de inculcar nos filhos a verdade, ele a tem em seu coração; ele ensina o caminho aos filhos e ensina-os no caminho. Precisamos de pais que sejam modelos de honestidade para os filhos. Precisamos de pais que sejam homens de valor! Nossas famílias carecem de pais que assumem seu papel com zelo e fervor. Que sejam líderes de seus lares, com uma liderança saudável e firme, pois vivemos em tempos difíceis. E o lar é a menor organização humana da terra, e a que mais

precisa de uma boa liderança. Nossos pais são os nossos conselheiros e provedores. Eles merecem todo o nosso carinho e respeito. São guerreiros e valentes. São corajosos e perseverantes. São fortes e dedicados. São marcantes em nossa formação e em nosso caráter. Como é bom crescer sob os cuidados de um pai de verdade, um pai que assume a sua função e missão diante de Deus e da família. Claro que já vimos pais abusando de seu ofício, com opressões e descuidos, mas isto não anula o sublime papel dos pais como sacerdotes dos lares. Pesquisas recentes mostram que os pais estão mais próximos dos filhos. E que pais e filhos procuram amenizar o conflito de gerações. Pesquisa feita entre os jovens Universitários demonstra que a juventude está valorizando mais a relação familiar: perguntado o que eles mais valorizam, responderam: - A família: 59%; - Os estudos: 19 %; - A carreira: 10% (consultoria Namosca Revista Veja – ed. 2229). As mudanças mais radicais da figura paterna vieram nestas últimas décadas. A nova geração de pais representa um novo estilo paterno. A revolução feminina, iniciada a meio século, transformou o conceito de paternidade: a) Divisão de tarefas domésticas (homens lavando louças); b) Divisão das responsabilidades financeiras – “Mulheres trabalhando fora de casa e pagando contas”; c) Afastamento da mãe como mediadora da relação Pai/ filho, agora os dois tem que resolver a demanda; d) Nova distribuição na tarefa de criação dos filhos – “pais trocando fraldas”; e) Os pais estão mais presentes na vida dos filhos – são algumas conquistas. Mas o pai tem uma função especial que não pode ser ofuscada em nome de tempos modernos. Filhos precisam de pais. Embora seja importante ponderarmos algumas mudanças no comportamento dos pais, devemos manter sempre a essência de seu papel no lar, como um líder equilibrado e um provedor responsável. Digno de respeito e de ser amado. Homens que temem a Deus e que cuidem de suas casas com todo amor e dedicação. Parabéns a todos os pais neste Dia Especial! A Igreja Presbiteriana de Dourados está promovendo neste sábado, a partir das 9h da manhã, um campeonato de pipas entre pais e filhos no Acampamento Maanaim, incentivando esta boa integração entre pais e filhos. Queridos pais, Deus os abençoe!


3

Dourados, sĂĄbado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Variedades

Uso prolongado de computador e celular

POESIA

pode afetar a visĂŁo

$VVLPFRPRWHPR'LDGDV0Ă‚HV 0HUHFLGDPHQWHKRPHQDJHDGD 7DPEĂ’PWHPR'LDGRV3DLV 3DUDVHUFRPHPRUDGR

Excesso de uso de eletrĂ´nicos WHPFRQWULEXâGRSHODGLVWRUĂ?Ă‚RGDYLVĂ‚RGHTXHPPXLWRÄ&#x;FDFRQHFWDGR DIVULGAĂ‡ĂƒO

De Dourados A visão mesmo em pessoas que tenham boa saúde Ê o primeiro sentido a apresentar problemas. E a utilização cada vez mais frequente de aparelhos eletrônicos, tanto para o uso profissional quanto para o lazer, muito tem contribuído para prejudicar a saúde dos olhos. O motivo seria a exposição prolongada diante da luz de aparelhos como computador, tablet, smartphone.

Com o avanço da tecnologia do mercado ótico, existem hoje lentes com tratamento que protegem os olhos da luz azul A luz azul presente nos raios solares e nas telas de quase todos os aparelhos eletrônicos Ê imperceptível para a visão humana, porÊm sua emissão vem aumentando consideravelmente com o avanço tecnológico e as telas digitais. A exposição excessiva a essa luz causa diversos efeitos colaterais como insônia, olho seco, visão embaçada, dor de cabeça, olhos irritados e vermelhos, fadiga, estresse ocular. A faixa nociva de luz azul pode aumentar os riscos de dege-

Exposição excessiva a luz causa diversos efeitos colaterais como insônia, dor de cabeça, olho seco

HORĂ“SCOPO TOURO

De 21/03 a 20/04

De 21/04 a 20/05

9RFĂ“HVWĂ€YLYHQGRXPGRVPHOKRres perĂ­odos do ano em todos os sentidos, mas deverĂĄ evitar o gasto GHVQHFHVVĂ€ULRGHGLQKHLURHWXGR que possa prejudicĂĄ-lo de um ou de RXWURPRGR

3DLĂ’DTXHOHTXHFKRUD 4XDQGRRÄ&#x;OKRHVWĂ€DXVHQWH É aquele que sorri 4XDQGRRÄ&#x;OKRHVWĂ€SUHVHQWH 3DLĂ’DTXHOHTXHDEUDĂ?D 2Ä&#x;OKREHPHGXFDGR É aquele que dĂĄ graças $RYHURÄ&#x;OKRIRUPDGR 9RFĂ“TXHDLQGDĂ’MRYHP 1RIXWXURYDLVHFDVDU 6LJDRH[HPSORGRVHXSDL 3DUDQDYLGDSURVSHUDU 9RFĂ“TXHĂ’Ä&#x;OKDYRFĂ“TXHĂ’Ä&#x;OKR Recebeu muitas guardas 7UDWHEHPRVHXSDL]LQKR 3DUDVHUIHOL]QDYLGD 9RFĂ“TXHĂ’Ä&#x;OKDYRFĂ“TXHĂ’Ä&#x;OKR (XSHĂ?RXPDYH]VĂś 7UDWHEHPRVHXSDL]LQKR $WĂ’IHFKDURSDOHWĂś $JRUDMĂ€FDELVEDL[R &RPRVROKRVODFULPHMDGRV 6HXROKDUWULVWHSDUDGRV 1DFDGHLUDGHURGDVVHQWDGR Relembrando o passado Que o tempo proporcionou 7DQWDDOHJULDQRVWURX[H 0DVRSUĂśSULRWHPSROHYRX 1RÄ&#x;QDOGHVWHSRHPD 7HQKRDOJRDGL]HUPDLV $JUDGHFHUDRPDLRU3DL 4XHĂ’R3DLGHWRGRVRV3DLV DEVALDO MOREIRA

De 21/05 a 20/06

LEĂƒO

VIRGEM

De 22/07 a 22/08

De 23/08 a 22/09

([FHOHQWHIDVHDRVQRYRVHPSUHHQdimentos e bons lucros na compra HYHQGDGHEHQVPÜYHLVHLPÜYHLV 1RYDVDPL]DGHVSRGHUÂRDOHUWÀORHPDOJXPVHQWLGR6XFHVVRHP GLYHUVøHVHQDYLGDURPà QWLFD9RFÓ UHFHEHUÀHORJLRV

LIBRA

ESCORPIĂƒO

De 23/09 a 21/10

De 23/10 a 21/11

Com energia mental, com otimismo, realizarå muito neste período, principalmente no que possa contar com a colaboração de pessoas amiJDV(YLWHDWUDVRVQDH[HFX�ÂRGH WDUHIDVLPSRUWDQWHV1ÂRID�DSURPHVVDVTXHQÂRSRVVDFXPSULU

0XLWDSURGXĂ?Ă‚RSURÄ&#x;VVLRQDOHPXLWDIDFLOLGDGHSDUDDUUDQMDUHPSUĂ’VWLPRVGHGLQKHLURSDUDVROXFLRQDU VXDVGLÄ&#x;FXOGDGHVÄ&#x;QDQFHLUDV1R transcorrer do perĂ­odo, procure conWURODUPDLVVXDDOLPHQWDĂ?Ă‚R(YLWH LUULWDUVH SAGITĂ RIO De 22/11 a 21/12

0XLWDGLVSRVLĂ?Ă‚RRWLPLVPRHFRPSUHHQVĂ‚RSDUDFRPRVRXWURV$VVLP estarĂĄ vocĂŞ neste momento que tem WXGRSDUDVHUPXLWRERP0DVHYLWHHVWUDJDUWXGRLVVRSRUFDXVDGRRUJXOKR SHVVRDO3URFXUHGHL[DUDVIDQWDVLDVGH ODGRHFRORTXHHPSUĂ€WLFDVXDVLGHLDV

CAPRICĂ“RNIO

AQUĂ RIO

PEIXES

De 22/12 a 20/01

De 21/01 a 19/02

De 20/02 a 20/03

3RGHUĂ€WHUDOJXPDVGHFHSĂ?øHV QHVWHSHUâRGR0DLRUHVVHUĂ‚RVXDV FKDQFHVGHVXFHVVRSURÄ&#x;VVLRQDO social e para articulaçþes de novos SODQRV%RPSDUDRDPRU1Ă‚RSHUmita que o momento seja desperdiĂ?DGRDSHQDVFRPIXWLOLGDGHV

É o pai todo empolgado 4XHPOHYDRJDURWRQDHVFROD $LQGDEHPKXPRUDGR &DUUHJDVXDVDFROD

3HQVHQRVHXÓ[LWRHQÂRGÓLPSRUtância aos boatos e impressþes neJDWLYDV$WUDYHVVDXPERPSHUâRGR PDWHULDOGRDQR3RGHUÀSURJUHGLU PXLWRDWUDYÒVGRSUÜSULRHVIRU�R 3HVVRDVDOHJUHVHH[SDQVLYDVSRGHPDOHJUDUYRFÓ

CĂ‚NCER

Disposição um tanto quanto preFLSLWDGD7HQGÓQFLDDRQHUYRVLVPR e as açþes mais violentas, estão SUHYLVWDVSDUDYRFÓ(YLWHWDLVFRLVDV SDUDTXHSRVVDFRRUGHQDUPHOKRU VXDYLGDw[LWRHPDVVXQWRVRFXOWRV 3URFXUHVHRUJDQL]DU

vTXHPFDUUHJDRÄ&#x;OKLQKRQRRPEUR &RQWHQWHGDQGRULVDGD 0DVHPGDGRPRPHQWR (VWĂ€FRPDVFRVWDVPLMDGDV

GĂŠMEOS

De 21/06 a 21/07

Grandes possibilidades de sucesVRHVWĂ‚RDRVHXUHGRU3URFXUHVHU PDLVDPLJRHFRUWĂ“VDÄ&#x;PGHJDQKDU GLQKHLURHFRQTXLVWDUVLPSDWLDV 3RVVLELOLGDGHVGHJDQKRQDORWHULD ou ter sua situação mudada para PHOKRUDTXDOTXHUPRPHQWR

3DLÒDTXHOHTXHQRVJHURX vDTXHOHTXHQRVYLXQDVFHU É aquele que nos criou $TXHOHTXHQRVYLXFUHVFHU

PALAVRAS-CRUZADAS DIRETAS

Ă RIES Fase em que receberĂĄ benefĂ­cios inesperados conseguirĂĄ atrair a simpatia dos outros e serĂĄ muito feliz, em sua vida familiar, amorosa HVHUĂ€EHPVXFHGLGRSURÄ&#x;VVLRQDOH Ä&#x;QDQFHLUDPHQWH9LDJHPHFRQWDWRVSHVVRDLVSURSâFLRV

neração macular relacionada a idade, uma das principais causas da cegueira. Outro problema Ê quanto a exposição sem proteção dos olhos ao sol ou com o uso de lentes solares de må qualidade, aumenta a chance do desenvolvimento de catarata (opacificação do cristalino), pterígio, câncer de pele nas pålpebras e lesþes na retina (degeneraçþes), alÊm de poder causar complicaçþes para alguns tipos de cirurgias refrativas corneanas. Quando surgir qualquer desses sintomas, a Sociedade Brasileira de Oftalmologia recomenda a procura de um mÊdico especialista. Com o avanço da tecnologia do mercado ótico, existem hoje lentes com tratamento que protegem os olhos da luz azul, de forma a deixå-la neutra, prevenindo as pessoas dos problemas relacionados ao uso contínuo dos aparelhos eletrônicos. A Ótica Pupila dispþe de garantia de qualidade em lentes e armaçþes. São quatro lojas em Dourados, uma em Fåtima do Sul, Deodåpolis e a mais nova loja em Rio Brilhante. Nas lojas Pupila Shopping e Pupila Extra de Dourados, hå horårio diferenciado para melhor atender os clientes.

PAI

7UDWHGHVHXVDVVXQWRVSHVVRDLVH Ä&#x;QDQFHLURVFRPRPĂ€[LPRGHFXLdado, pois qualquer erro poderia DFDUUHWDUOKHVĂ’ULRVSUHMXâ]RV$V FRLVDVVĂśLUĂ‚RVHHQFDL[DUVHYRFĂ“VH organizar dentro de suas possibiliGDGHV

IndĂ­cios de bons contatos com pesVRDVLGRVDVHERPQâYHOÄ&#x;QDQFHLURH PDWHULDO$SURYHLWHDRSRUWXQLGDGH SDUDWLUDUDOJXPDOLĂ?Ă‚R)RUWHPDJQHWLVPRSHVVRDO3URFXUHUHYHUDV pessoas amigas e mostre o quanto YRFĂ“VHSUHRFXSDFRPHODV

SOLUĂ‡ĂƒO DO NÂş ANTERIOR


4

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 O PROGRESSO

Dia a Dia DIVULGAÇÃO

Dia do Basta movimenta trabalhadores em Dourados Contra o desemprego, corrupção, privatização e pelo respeito dos direitos conquistados, manifestantes pedem reformas estruturais de interesse público HEDIO FAZAN

Flávio Verão flavio@progresso.com.br Trabalhadores foram às ruas ontem em várias cidades de Mato Grosso do Sul e do País no “Dia do Basta”. Contra o desemprego, corrupção, privatização e pelo respeito dos direitos conquistados, manifestantes liderados por movimentos sindicais querem reformas estruturais de interesse da população e fortalecimento da democracia. Em Dourados, a concentração ocorreu na praça Antônio João. Com faixas e carro de som, dezenas de trabalhadores tomaram a Avenida Marcelino Pires, a principal da cidade. Representantes de categorias participaram do ato e levaram para a manifestação o descontentamento de cada setor.

Arte Boa Nova apresenta peça espírita hoje “O que se leva da vida é a vida que se leva” é tema do espetáculo no Municipal De Dourados

População saiu às ruas de Dourados contra corrupção na política e em defesa dos direitos do via ofício que o pagamento do reajuste viria para julho. Com os 4,13%, o grupo magistério atingiria o índice de 6,81% previsto no Piso Municipal do Magistério. Os educadores também cobram a reposição de aulas perdidas no início do ano. Teve turma de escola que chegou a ficar 30 dias sem aula. “O governo nos recebe para o diálogo, mas nada tem feito para melhorar”, diz o sindicalista. Terça-feira os educadores se reúnem para decidir se entram em greve. Adriano Teles, diretor licenciado dos Correios em

Dourados, acredita que o ato é oportuno não apenas para servidores concursados, como também para a classe trabalhadora com carteira registrada e o próprio empresariado, penalizado pela alta carga tributária. No caso dos Correios, ele critica a política do governo federal de querer o “desmonte” para fazer a privatização. O presidente do sindicato dos metalúrgicos, Cassemiro Miranda, chamou a atenção para as novas regras da Reforma Trabalhista. Segundo ele, trabalhadores passaram a ser ludibriados depois que

o sindicato deixou de estar presente na rescisão de trabalho. “Muitos são leigos e estão perdendo direitos na hora de acertar as contas com patrão”, questionou. A manifestação em todo o país conta com o apoio e participação de praticamente todas as centrais sindicais. As lideranças dessas entidades, reunidas no mês de junho, aprovaram uma “agenda prioritária da classe trabalhadora com propostas para o próximo governo. O documento já foi entregue a candidatos e líderes partidários.

Centrais sindicais levam manifesto para ruas de Campo Grande

que elas querem para si e seus familiares e também que decidam suas posições quando chegar o momento de votar nas eleições deste ano. “Queremos que as pessoas cheguem às eleições com suas reivindicações nas palmas das mãos, para decidirem pelo futuro do País”, acrescentou a dirigente. Com a participação de entidades que representam os trabalhadores na Educação – além da Fetems, a ACP também aderiu à manifestação – a maior parte das escolas da Capital não teve aulas ontem e o protesto contou ainda com a adesão de outros grupos, como um grupo que reivindicava moradia popular, pedindo a presença de autoridades municipais na avenida. O presidente do Sindicato Campo-Grandense de Profissionais da Educação Pública (ACP), professor Lucílio Nobre, confirmou que a paralisação de ontem contou com a adesão de pelo menos 80% dos professores e que as escolas e Centros de Educação Infantis (Ceinfs) não tiveram aulas. Ele afirmou que, somente na Capital, são 11 mil professores, dos quais 1.500 teriam participado da manifestação e mesmo os que não compareceram, ficaram em casa, aderindo ao protesto.

Trabalhadores criticam a política do governo federal de impor o desmonte de instituições em prol da privatização Integrantes da educação municipal questionaram a proposta de reajuste salarial de 4,13% para o magistério da Rede Municipal, não cumprida pela prefeitura. O presidente do sindicato da categoria, Juliano Mazzini, diz que não houve explicação sobre a falta de cumprimento. A prefeitura havia informa-

CGNEWS

Região está em obras e manifestação provocou congestionamento no trânsito Elvio Lopes elvio@progresso.com.br Um protesto organizado pelas centrais sindicais do Estado movimentou e provocou tumulto no trânsito na manhã de ontem, na Capital, que tem a principal via comercial do centro da cidade, a Rua 14 de Julho, com interdições em dois trechos, o que resulta em opções de diferentes rotas para quem precisa ir e estacionar na região. As interdições na 14 de Julho estão nos trechos entre ruas 15 de Novembro e Avenida Fernando Corrêa da Costa e entre Maracaju e Cândido Mariano Rondon, pelo projeto Reviva Campo Grande. O protesto teve concentração na Praça da República – mais conhecida por Praça do Rádio Clube – e saiu pela Avenida Afonso Pena, até o cruzamento com a 14 de Julho, onde o trânsito acabou sendo

Espetáculo aborda temas como aborto, violência e suicídio

Protesto organizado por centrais sindicais movimentou o centro da Capital na manhã de ontem

totalmente paralisado pelos manifestantes por cerca de uma hora, resultando, também, em protestos por parte de motoristas, motociclistas e usuários das vias públicas. A presidente em exercício da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Sueli Veiga Melo, explicou que a manifestação foi realizada como protesto contra as políticas governamentais que retiram os direitos do cidadão, adotadas pelo governo federal.

Sueli afirmou que o Dia Nacional do Basta foi uma data tirada pelos trabalhadores para, junto com a população, levar sua posição contra o desemprego, a retirada de direitos, a alta do desemprego, as reformas trabalhista e previdenciária, o aumento no preço dos combustíveis, nos produtos da cesta básica e um basta às terceirizações. Segundo os sindicalistas, que se revezavam em pronunciamentos, o objetivo do protesto foi ajudar as pessoas a discernir com clareza aquilo

A Companhia Arte Boa Nova leva espetáculos a cidades de Mato Grosso do Sul. “O que se leva da vida é a vida que se leva” será apresentada hoje, às 19h30, no teatro de Dourados, em sessão única. Com uma linguagem jovem, dinâmica e atual o enredo contempla de forma leve e descontraída temas importantes como racismo, preconceito, violência doméstica, drogas, bullying, melancolia, sexualidade, solidão, suicídio na juventude, gravidez indesejada, aborto, negligencia aos valores e conceitos morais, dentre ou-

tros que envolvem o universo do jovem e da família nos dias atuais. A história é inspirada nas obras de Allan Kardec e concebido pelo escritor Nelson Peixoto. A promoção é da União Regional Espírita de Dourados (URE)e recebe o apoio local do site Vozes Espíritas, Jornal O PROGRESSO e web rádio Portal da Luz. O espetáculo também será apresentado em Corumbá (18 de agosto), Campo Grande (1 e 2 de setembro), Costa Rica (15),Bela Vista (22), Jardim (23), Coxim (29), São Gabriel do Oeste (30), Ponta Porã (20 de outubro. A entrada é R$ 50 e a meia antecipada é de R$ 25. O pacote família (4 ou múltiplo de 4) sai por R$ 20 cada. Ingressos à venda na Banca do Jaime, Casa das Flores, Casas Espíritas. Mais informações : 99971.1976/99971.9585.

Prefeitura paga 13º e injeta R$ 2 milhões no comércio Prefeito Gilberto Garcia reforça compromisso de pagar salários em dia De Nova Andradina Às vésperas do Dia dos Pais, servidores ganharam um motivo a mais para celebrar esta data especial: a Prefeitura de Nova Andradina antecipou ontem 50% do 13º salário, injetando quase R$ 2 milhões no comércio do município. De acordo com o secretário de finanças e gestão,

Walter Fernandes, a medida é resultado de esforço da administração que fez um planejamento financeiro para priorizar o pagamento dos servidores regularmente. “A liberação desses recursos reforça o compromisso do prefeito Gilberto Garcia em pagar em dia os salários e, sobretudo, valorizar o trabalho dos nossos servidores”, declarou o secretário Fernandes. O adiantamento do benefício, neste contexto de crise é, segundo o prefeito, resultado do equilíbrio econômico do município.


O PROGRESSO

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018

1

Imóveis

2

Apartamentos

3

CLASSIFICADOS

Veículos e utilitários

4

Veículos importados

5

Motos

6

Diversos

7

Telefones

8

Empregos e oportunidades


CLASSIFICADOS

2

O PROGRESSO

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018

83114

PQ ALVORADA 495MIL Const. 247m² ter reno 720m². Creci 3022. Tel: 99972-2521 83170

83203

FAZ 497 HA DOURADOS tel:99933-6060 82779

VENDE FAZENDA

Movéis planejados Creci 3022. tel:99972-2521.

Laguna-70 alqueires e 40 Alqueires-1000 sacas soja o Alqueire. 99933-6060 ou 99996-0386

82871

82755

PQ ALVORADA 550 MIL

1

83156

CASA A VENDA Jardim Caimã próximo a mão do brás R$75,000,00. tel:99642-6140 82884

CASA JD. GIRASSOL

Casa-Aluga 83211

ALUGA CASA CENTRO Rua joão V Ferreira-centro sala,2qts,coz,wc,a.S e wc r$1,200,00 Creci 654-J tel:3421-4711 83209

ALUGA CASA CENTRO Rua olivera Marques fundos sala,cozinha,2 qts,wc, A.ser viço r$550,00 Creci 654-J fone:3421-4711 83168

ALUGA-SE KITINET Rua Hayel Bon faker 1823 centro. tel:99929-6164 83195

CASA 2º PLANO C/ 01 suite, c/AE - 02 quartos - sala - cozinha c/AE - WC c/ box e AE - Area d/ serviço - wc c/ box e Ae - despensa - portão eletronico - cerca elétrica - R$1900,00 - Creci 779-J - 3423-2255 - 999566319. Imob Athenas 83192

ECOVILLE 2 Alto Padrão, 330ms, terrêa/ piscina. Tel: 99636-5138 83129

KITINETE 3 PEÇAS Jardim Colibri R$400,00 tel:99908-7260.Luciano 83201

PRÓX AO MENODORA C/ 2 qts garagem. tel:99612-1569 999970585 22988

QUARTO FAMILIAR Av.Pres. Vargas nº40. Próx. a Feira, centro. 996401513. 83104

SANTA FÉ Suit, 2qts, ga 3 carros. Tel: 99642-3561

Casa-Venda

R.Quintino Bocaiuva, 1.770, Creci-6862-J. Tel:999711320 82872

CASA JD.BARA 850 MIL R: Izat Bussuan, 930. Creci-6862-J. Tel: 99971-1320

2 apar tamentos suite. tel:999870291 83222

CASA PROX UNIGRAN Em laje 165m área construida. tel:6799971-2895 80406

CASA VL SÃO PEDRO Proximo Posto de saude. 99947-8220 OU 996556399 83178

CENTRO R.Ciro Melo 1480 R$590 mil Creci 680J tel:999027676. 60909

EDÍCULA ÁGUA BOA R$ 60mil. 99996-4845/ 99210-5078 83175

JARDIM FLÓRIDA 1 suite 2 qts R$280 mil não financ c.680J.tel:999027676.

JD COLIBRI

83172

JD PELICANO 110 MIL 2 Qts nova Creci 3022. tel:99972-2521. 82870

MINHA CASA M. VIDA JD. Pelicano, Creci-6862-J. Fone:3421-0034 82888

N.PQ. ALVORADA NOVA Rua: Reinaldo Bianchi,1470. Aceita carros. Imob. Gondim-Creci-6862-J. 99971-1320. 82882

83119

3º PLANO 350 MIL

1 suíte, 2qts. Creci 3022. Tel: 99972-2521

82883

SOBRADO STA FÉ R. Benjami Oshiro, 385 Creci-6862-J. 99971-1320 82239

VENDO CASA R$200 MIL Próximo Jd. Maracanã, 159 m², na laje, terreno 12x50. Fone:99933-9955 82861

VENDO VÁRIOS IMÓVEIS Altos, casas, terrenos, sitios, chácaras e fazendas (67)99672-0801 whats Dina Creci-4510

83226

NOVO P. ALVORADA R. Martins EB. 1.235 Creci-6862-J. Telefone para contato: 3421-0034

83039

ARRENDA-SE 37 HECT Em Itaporã. 99933-6060. 83202

SITIO 30 HC Douradina R$550 mil. tel:99933-6060 83038

VENDE-SE OU ARRENDA 37 hectares em Dourados. 99933-6060 82825

VENDO 10 ALQUEIRES Sendo 1,5 de varjão, 50 metros do corrego do engano e Energia, não tem casa. 99921-6340 ou 34244077.

83140

VENDE-SE CHACARAS Chacara á 3mil mt do posto fiscal barrerinho 18mil mt com 3 tanques com peixe e pomar R$300,000,00 tel:99602-1508

Comercial - Venda 83190

RESTAURANTE Todo montado e repassa o ponto. R Manoel Santiago 1117, Galeria Fila Delfia. Tel: 67 999841-6915. R$99mil 83194

VENDO

Fazendas

83035

2 TERRENOS 2 Terrenos juntos no Monte Sião no Alto Valor. 5 mil. Pego Moto. 99605-0832 83144

A.PAINEIRAS-600 M² Excelente!ótima oport. Créci 8675 tel:99953-2850 82946

ALTOS DAS PAINEIRAS Rua: Hayel Bon Faker. 409,60m². R$180.000,00 Fone:99662-3410. 83089

BONANZA R$ 70.000 Lote com 600m² a 50m do asfalto, horário comer f. 98448-5022

CASA 645M² T.1.795M² R. Hilda B. Duarte, 1.815 Creci-6862-J. 99971-1320 83224

COND PORTO SEGURO Lote 252m² ImoGodim 6862J tel;3421-0034

83217

174 HECTARES Á 45 km Ddos lavoura Creci 680J. Telefone para contato: 99971-7808 83216

27 HECTARES Á 45 km Ddos lavoura Creci 680J tel:99971-7808 82878

470 HECTARES Em Itahun, 370 sacas de soja por hectares. 996610765. 83204

ARENDA-SE 2 FAZ.

P/ lavoura em N.Alvorada do Sul 300 Ha e 200 Ha. Telefone para contato: 99933-6060 82356

ARRENDA-SE P/LAVOURA Em Nova Alvorada do Sul. 500 hectares. Tel:999336060

82867

PROMOÇÃO DE LOTES Santa Fé, Entrada +72 parc. fixas s/ juros. Imob. Gondim. Creci-6862-J. 99971-1320 82586

RES. EXPLANADA 300 m², lot-02, quadra-29 sub esquina. cont. (67)99891-5252 82951

SITIOCA BELA VISTA 1000m² á 50 m do asf. R$80 mil. (61) 984403778- whats.

TERRA DOURADA

82881

Excelente ponto comercial em funcionamento na área alimentícia. Motivo: mudança. Tel: 99863-5494

JD das palmeiras imperdivel, entrada+84 parc sem juros imob. Gondim Creci 6862-J tel:3421-0034, 99971-1320.

83110

Terrenos

Chácaras

83173

116 ms²-toda r egula rizada aceito car ro no negócio,próxima ao CEIM. tel:99937-2908 marcelo.

PROMOÇÃO DE LOTES

PROMOÇÃO DE LOTES

83142

CASA NO ECOVILLE

83225

Sítios

R. Amael P. Filho, 595 Creci-6862-J. Fone:3421-0034

Imóveis

Completo, mod novo, 70.000 KM. Tel: 999727120

VENDE OU ARRENDA

82887

Frente ao ceper R$290 mil c.680J tel:99902-7676.

Centro c/ 01 suite - 02 quar tos - sala - cozinha planejada - WC c/ box e AE - 01 vaga de garagem coberta - R$950,00 - Creci 779-J - 3423-2255 - 999566319. Imob Athenas

517 hectares p/pecuaria. Por to Mur tinho. 999336060

SOBRADO P. ALVORADA 83176

Novo PQ. Alvorada entrada + 72 parcelas fixas sem juros. Imob. Gondim Creci-6862-J. Fone:9421-0034 ou 999711320

PRÓX. COL. IMACULADA

SOBRADO ECOVILLE I

82880

ECOVILLE I ESQUINA Imob. Gondim Creci-6862-J. 99971-1320

Ent. 72x sem juros. Creci 3022. Tel: 99972-2521

TERRENO BONANZA Area comercial 453m² sub-esquina asfalto luz energia esgoto.tel:8404-7628 83154

TERRENO COM SALÃO Comercial Eulalia Pires R$230,000,00 tel:996559983 82795

TERRENO COMERCIAL Á AV.Weimar G. Torres nº5000(próx.Concessionária Jeep) 17,50x40=700m², preço R$790 mil. estuda proposta. Tel:99137-0524 / 3422-7379 ou 991990646 (whats App). 83223

TERRENO N.PQ ALVORAD R.Alfredo R.klein 360 m² ImoGodim 6862J tel: 3421-0034

2

Apartamentos

R.General CÂmara R$180 mil Creci 680J tel:999027676. 83112

JD PALMEIRAS Ent. 84x sem juros. Creci 3022. Tel: 99972-2521 83214

MONTE CARLO 420 M² Rua Mc-3,esquina 140 mil tel;99952-7730

83111

NOVO PQ ALVORADA Ent. 72x sem juros. Creci 3022. Tel: 99972-2521

EQ. Royal c/ elevador 2 garagem imob.Gondim Creci 6862-J tel:99971-1320

ALUGA APTO CENTRO Rua floriano Peixoto br un-pr ox.shopping sala,coz,2qts,2wc,a.ser viço r$1.200,00 Creci 654-J tel:3421-4711 83160

ALUGA-SE APTO Edificio Villa Bella-10 andar-frente para AV. Weimar Torres,com 2 quartos e 1 suite.tratar direto com o proprietário. tel:99972-1215.

Ford

HB20 1.6 2014 HACTN

83183

83083

FORD KÁ Completo preto. 999711138 83163

Imob. Gondim, Creci-6862- J . Te l : 3 4 2 1 - 0 0 3 4 o u 99971-1320

2009/2010 completo, preto. Tel: 99972-7120

ED.PLAZA MOBILIADO

81503

83166

VENDO OU TROCO APTO Residencial Tacolorni, 02 quar tos, Parque Alvorada. Creci: 5027. Contato: 99606-6841 82697

VILA BELA Torre B primeiro andar, aceita carro negócio. Tel: 98132-4161

2012 por S-10 flex LTZ 2013. 99933-6060

Utilitários

3

83171

S10 DIESEL

Diesel 4x 2 prata pneus novos tel:99971-7999 83180

STRADA C.DUPLA 2015

SAVEIRO 12/12

Fiat

83206

TUCSON Vendo 2007, preta, 2.7, 4x4. Tel: 999574287

Renault 83182

DUSTER 2015 DINAMI

Toyota

83082

VENDO CORSA HATCH

R$78,000,00 star tstop mult Sluz tel:99848-1849.

Volksvagem

GOL G5 COMPLETO

83136

83185

SANTA FÉ 2014 PRETA

1.6+couro+multimid R$44,000,00. tel:998481849

Prata 2011/2012. Tel: 99972-7120

CRUZE 2014/2014

R$59,900,00 prata c/ teto+star tstop tel:998481849.

1.4 fire prata km 59000 R$42,000 tel:99848-1849.

83164

Preto LT tel:99902-9118.

83184

IX35 TOP 2012

83208

CONSÓRCIO?

83177

Prata chumbo, 55000 KM, ano 13/14, revisionado, único dono, R$35.800,00. Tel: 99615-2895

S10 RODE 10 11/11

Quer vender o seu fale conosco.tel:99855-7147 ou 99144-4433.

Chevrolet

83191

HB20 HATH 1.6

83139

S 1 0 LT Z 4 x 4 p r e t a 2013/13 com 108 mil KM R$93,000,00. tel:6799230-2800

83158

Veículos e utilitários

Confor t c/40000 km R$36,000,00. tel:998481849.

81824

TROCA-SE 1 FORD KA

OPORTUNIDADE R$160.000, 02 qtos, elevador próx. Unigran Creci-3055. Luiz Masson-99951-7641

2002, bordô, completo. R$12.900,00. Tel: 999429053

83210

Outros

FORD KA CLASS

83117

Apto-Aluga

Aut. completo. 99971-1138

82873

Imob. Gondim Creci 6862-J tel:3421-0034, 999711320

83086

TR 4 2007 PRATA

VENDO PÁLIO

ED. PADOCK COBERTURA

83227

Mitsubishi

Fire economico /13 prata completo R$23,500 tel:99902-8498 Dourados.

83228

PALIO ELX 1.3 16V

Lotes c/ 450 m², vlr.65 mil. Creci-6862-J. Fone:3421-0034

83229

AO LADO DA UNIGRAN

2002-2002 4 portas 1.0 tel:99601-7608

JARDIM PELICANO 83179

Apto-Venda

83219

82869

JD GIRASSOL

83162

UNO WAY 2012/2012

Casa, Imob. Gondim, Creci-6862-J. 99971-1320

Top. Imob. Gondim Creci-6862-J. Tel:99971-1320

83196

EXCELENTE APTO

Terra Dourada entrada+72 parcelas fixas s/juros imob.Gondim Creci 6862-J tel:3421-0034 ,999711320

82886

BNH 1º PLANO

82868

PROMOÇÃO DE LOTES

Completo preto. 999711138 83157

VENDO CONSÓRCIO Comtemplado para veiculos créd 21,790 ent 7600+33 x 630 e créd 43,900 ent 15,300+33 x 1.280 tel:99855-7147 ou 99144-4433.

4

83155

COROLA 2001 XEI Aut R$13,500,00 otimo carro. tel:99655-9983 83091

COROLLA 2016 XEI Branco completo impecável. Tel: 99860-7519 83078

COROLLA ALTIS MOD11 Preto aut. top de linha troca(+) Tel:99971-6355 83198

COROLLA XEI 10/11 2.0 autom. kit multimidia, original, BX KM. Tel: 999716355 83153

VENDE-SE HILLUX 2007/07 3.0 4x4 SRV autom preta. tel:99988-7837.

5

Motos

Veículos importados

PALIO WEEKEND 1.3 8v-prata-comp-troco tel:99971-7999 82349

SIENA 1.0 99/2000 04 por tas basico, vlr. R$7.500,00 Fone: 996236205 82467

SIENA 1.0 A9/10 Completo cinza. R$20.900,00. 99942-9053

83221

UNO 2011 completo. tel:996134672

83034

BIZ 125 2012/2013

Honda 83084

CITY EX Aut. couro completo, 12/13. Telefone para contato: 99971-1138 83207

CIVIC LXL 11/11 Preto-aut-top tel:999717999

Partida eletrica doc. pago. 99972-7120


ATOS OFICIAIS

6

3

O PROGRESSO

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018

8

Diversos

83143

Empregos e oportunidades

QUERO TRABALHAR

Serviço para capatais de fazenda ou serviço gerais. categoria C. tel:996127851.

Doméstica 3x na semana ou diarista. Tel: 99616-6541 Fátima

83138

QUERO TRABALHAR Caseiro em chacaras ou fazenda como caseiro sou solteiro. tel:99927-7144/ Ademilson.tenho CNH A.C 83137

O contratante deverá solicitar referências do contratado.

766

AR / ELETRICIDADE Instalações e manutenções e elétrica. Tel. 9136-0018(CLARO) / 98319067(VIVO). C/ Edvaldo. 83186

BAZAR DE IMPORTADOS Centro Espírita Portal da Luz - Rua dos Caiuás nº 935, Vila Esperança, Dourados-MS.Datas de 11/08 (8:30 às 17h) e 12/08/2018 (8:30 às 13h). 82742

ELETRICISTA Residencial e comercial. montagem de Padrão. Aceito Cartões. 99943-8856- Rodrigo 83220

ELETRICISTA Faça seu orçamento sem compromisso.tel:996057610 e whats:98401-8274. Thiago 83205

ELETRICISTA 24HS Instalação e manutenção em geral cel/whatsapp:99989-6354 83215

83134

PINTURAS RESIDENCIAL Grafiato massa corrida etc tel:99699-3952 82875

VENDE-SE Feno de mg-4. Tratar Fone:3425-3553 83105

VENDE-SE PIZZARIA Em funcionamento. Tel: 99244-4147

Animais 83037

12 NOVILHAS 12 VACAS Paridas, 07 garrotes, 01 touro nelore. 99933-6060 83065

VENDE-SE ROTTWEILER Filhotes, com pedigres. 99997-0187

83141

CONTRATA-SE Precisa-se de supervisor de vendas, que seja dinâmico, que goste do trabalho em equipe e que tenha conhecimento básico de informática. Currículo para o email: scontato146@gmail.com 83145

CONTRATA-SE Vendedor cerca elétrica e motor p/portão.tel: 9996-4845. 83197

CONTRATO COSTUREIRA C/ prática e referência. Tel: 99693-2624 ou 3421-3900

Procura-se Emprego O contratante deverá solicitar referências do contratado. ATENÇÃO LEITOR GOLPISTAS estão postando anúncio nesse espaço se oferecendo para trabalhar como diarista ou doméstica e quando são contratadas acabam praticando furtos em residências ou empresas. Antes de contratar qualquer pessoa por meio de anúncio, procure se informar junto à Polícia Civil sobre os antecedentes da pessoa interessada na vaga. O jornal O PROGRESSO não tem qualquer responsabilidade sobre o comportamento ético das pessoas que anunciam em seu classificado. 82166

QUERO TRABALHAR

Implementos Agrícolas

Bruno.Cuidador de idoso, doméstico. tel:99616-5976.

83150

QUERO TRABALHAR 83159

82002

VENDE 3 PLANTADEIRAS

01 semeato de 08 linhas plantio direto e 01 semeato de 05 linhas, 01 semeadeira 13 linhas Jumil. 99933-6060

Pinturas Residenciais grafiato,massa corrida. tel:99699-3952.Everton

Com experiêcia em preparo de lanches e porções e produção de salgados e pães. curriculo para adm.weberton@yahoo.com.br ou rua toshinobu katayama,1388.

Pastor alemão capa preta. Tel: 99825-3316

83193

83135

QUERO TRABALHAR

83181

Doméstica, diarista, ou cuidar de idosos ou em fazendas. disponivel p/ morar no emprego. c/ exp. e ref.99844-9532

VENDO FILHOTES

Caseiro em propriedade rural ou urbana. tel:998968152

AUXILIAR DE COZINHA

MONTADOR DE MÓVEIS Faz frete e consetos. tel:99637-1933

QUERO TRABALHAR

FIQUE ATENTO Alguns oportunistas estão ofertando emprego por meio de anúncios nesse espaço, cobrando pelo cadastro e exigindo dados pessoais dos candidatos. Fique atento para os anúncios de oferta de emprego e, na dúvida, procure informação diretamente com o futuro empregador. Não pague por cadastro. Não caia em golpe!

QUERO TRABALHAR

Antonio Carlos.Procuro emprego em área rural experiência com maquinários disponibilidade para morar no local (solteiro). celular para contato:(67)99923-1561.

83218

83148

QUERO TRABALHAR

QUERO TRABALHAR

Cuidadora de idosos e serviços gerais. tel:99664-9595 lurdes.

Ser viços em geral experiência com ordenha. tel:99845-9208.

83213

83161

QUERO TRABALHAR

QUERO TRABALHAR

Em comercio residencia lavo e passo roupa baba camareira tenho referencia tenho moto tel: 999339906 sueli.

Doméstica diarista e outros. Gislaine.tel:99921-1666

83212

QUERO TRABALHAR Em residencia segunda a sexta ou 3x na semana faço todo serviço cozinho também boa referencia. Telefone para contato: 999171868 maria 83200

83063

QUERO TRABALHAR Motorista CNH-D, sitio ou chácara Tel:99995-9179 Amauri ou 98457-1239Márcia. 83152

QUERO TRABALHAR Faxina empregada doméstica e ajudante de cozinheiro. tel:99697-9299. 83151

QUERO TRABALHAR

QUERO TRABALHAR

Faxina segunda a sabado. tel: 99949-6239

Estou presicando trabalhar sou diarista beatriz. tel:99691-6701 ou 996916705.

83199

QUERO TRABALHAR Quero trabalhar em chacara e sitios com experiência em bovino,suino,caprinos e aves com referencia comprovada despenso curiosos. tel: 99931-2327 83174

QUERO TRABALHAR

Procuro diária ou 3x semana fixo,tenho boas referências e condução própria. passar roupa. Telefone para contato: 99671-0764. 83169

QUERO TRABALHAR Diarista ou auxiliar de cozinha. tel: 99831-6265 Rosangela 83167

QUERO TRABALHAR Diarista todos os dias. Tel: 99691-6454

83149

QUERO TRABALHAR Rosileine.cuidadora de idosos ou baba. Telefone para contato: 99818-3866 c/exp em carteira. 83147

QUERO TRABALHAR Mikael.operador de silo caseiro p/sitio ou fazenda tratorista e ser viços gerais c/exp. Telefone para contato: 99831-0440 ou 99977-3089 83146

QUERO TRABALHAR Diarista 2x ou 3x tenho moto e referência. Telefone para contato: 99934-3953 ou 067-3038-9702.falar com Renato.

83165

QUERO TRABALHAR


ATOS OFICIAIS

4

O PROGRESSO

Dourados, sábado/domingo 11/12.8.2018 



 

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 





 

3257$5,$1ž'('($*2672'(

3257$5,$1ž'('($*2672'(

5(62/9(

  $UWž  &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR 6HOHWLYR Qž SDUD VH DSUHVHQWDUHP QRSUD]RGH FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomR HRXDIL[DomRGHVWHDWRQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH*HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmR GH 5HFXUVRV +XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHPHPFDUiWHUWHPSRUiULRRUHIHULGRFDUJRSDUDR TXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

 120(

&$5*2

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18  19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

ADRIANA DE OLIVEIRA SOUZA DOS SANTOS ANDREIA COSTA DA SILVA JAQUELINE MARTINS DIAS RENATA RAIMUNDO DE FREITAS LIMA LUCIA APARECIDA DA ROCHA PRATIS EDINEIA SOARES DA SILVA PATRICIA VALE DO PRADO VALQUIRIA MARIA DE JESUS E SILVA JHENIFFER MENDES ROSSI LUZIA TEODORO DE SOUZA EUNICE DE MOURA CORREA SILVA REGIANE DUARTE DA SILVA RENATA CARVALHO ROBLE JESSICA RODRIGUES RIBEIRO CAMILA SANTANA MARQUES ANA PAULA ROSABONE AZEVEDO LEIDE APARECIDA BRAGA ANA PAULA MATIAS DOS SANTOS MARILENE DA SILVA FERREIRA ALINE CRISTIELI DA SILVA SANTOS JACKELYNE DO NASCIMENTO CABRAL DANIELA PEREIRA DINIZ ANA LUCIA DE SOUZA ARAUJO INAIARA SANTANA MATOS MOREIRA THABATA JORDAO LOPES ALINE RODRIGUES DA SILVA LUZIA DA SILVA COUTO JANICE BRITO DA SILVA NEUGRACI DE CASSIA DA SILVA THAIS MARA GUERRA

$7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0 $7(1'(17('(&(,0

&+6 KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV

 

,/'$6$/*$'20$&+$'2

3UHIHLWD0XQLFLSDO

 

Declara vacância de Cargo Público por falecimento de Servidor ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR  

5(62/9(   $UWž  &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR 6HOHWLYR Qž SDUD VH DSUHVHQWDUHP QRSUD]RGH FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomR HRXDIL[DomRGHVWHDWRQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH*HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmR GH 5HFXUVRV +XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHPHPFDUiWHUWHPSRUiULRRUHIHULGRFDUJRSDUDR TXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

5(62/9(  

$UWž'(&/$5$59$*2R&DUJRGH&RQWtQXR6tPEROR± 6$; RFXSDGR SHOR 6HUYLGRU 3~EOLFR 0XQLFLSDO GR TXDGUR SHUPDQHQWH 6Už-26e &$5/26 '( 2/,9(,5$ SRU PRWLYR GH )DOHFLPHQWR QRV WHUPRV GR $UWLJR  LQFLVR ,; GD /HL &RPSOHPHQWDU Qž GH  GH 6HWHPEUR GH 



3257$5,$1ž'('($*2672'(

5(62/9(



120(

JULIANA MARTINS FERREIRA EUNICE DE SANTANA MARQUES ISSAO KIKO

MARISA MARTINS DA COSTA IVANEIDE ALVES DE LIMA RUTH GRACIELLI GARCIA DOS SANTOS MARIA APARECIDA DOS SANTOS SILVA JOSEMIR BRITO DA SILVA PAULO HENRIQUE MIAKI ROSANGELA APARECIDA SCUDELER DA GAMA

ALESSANDRA FLAVIA DE MORAES LUCIANA DE ALMEIDA PACHECO SOUZA SORAYA DINIZ CRISTINA GALINDO DA SILVA VANESSA GOMES FIGUEREDO JANAINA PEREIRA DE FREITAS ELIANE RODRIGUES LIMA PEREIRA ELIEZIA JOSE DA SILVA MEIRE GRACIELA MESSIAS DOS SANTOS DANIELE DA SILVA JESUS DEVANIRA FRANCISCA DOS SANTOS

&$5*2

021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0 021,725'(&(,0

&+6 KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV

 

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  x &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD x &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH x &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR x $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD  $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

*$%,1(7( '$35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$'268/±06DRVWUrVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLV PLOHGH]RLWR   

&$5*2

ANA PAULA LIMA DA SILVA ELIAS MARTINS MARLENE VIEIRA DE MATOS ROSELI SIMOES RODRIGUES NEILA LOPES REGIANE DA SILVA COUTO JANINE SA APOLINARIO MARIZA MATIAS DOS SANTOS VANIA FERREIRA DOS SANTOS ANA CRISTINA GOMES ARAUJO DE OLIVEIRA

CELIA VIEIRA SALVADOR WELISKETE SOUZA PORTINE TENORIO JULIANA DE OLIVEIRA JOELMA RODRIGUES DOS SANTOS ILMA JOAQUIM DA SILVA

,/'$6$/*$'20$&+$'2 3UHIHLWD0XQLFLSDO



$UWž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomRFRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

*$%,1(7( '$ 35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$'268/±06DRVVHLVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLV PLOHGH]RLWR   

 

,/'$6$/*$'20$&+$'2 3UHIHLWD0XQLFLSDO  

)RWR &DUWHLUD3URILVVLRQDO &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  7LWXORGHHOHLWRU &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$  

 

3257$5,$1ž'('($*2672'(  ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUH R LQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

 $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

5(62/9(   $UWž    &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR6HOHWLYRQžSDUDVHDSUHVHQWDUHPQRSUD]RGH  FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomRHRXDIL[DomRGHVWH DWR QD 6HFUHWDULD 0XQLFLSDO GH *HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRVGD3UHIHLWXUD0XQLFLSDOGH)iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHP HP FDUiWHU WHPSRUiULR R UHIHULGR FDUJRSDUDRTXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

*$%,1(7( '$ 35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$ '268/±06DRVWUrVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLVPLOHGH]RLWR   

 

,/'$6$/*$'20$&+$'2

3UHIHLWD0XQLFLSDO 

 &/$6

(67$'2'(0$72*52662'268/







35()(,785$081,&,3$/'('285$',1$ 6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH$GPLQLVWUDomR



RESULTADO DE CHAMAMENTO PÚBLICO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 26/2018 CREDENCIAMENTO Nº 02/2018 MUNICÍPIO DE DOURADINA, ESTADO DE MATO GROSSO SUL, por intermédio de sua SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE e do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, e por meio da sua Comissão Permanente de Licitação, designada pela portaria n. 55, de 20/02/2018, TORNA PÚBLICO o RESULTADO para a SELEÇÃO DE EMPRESAS, visando credenciálas para prestar serviços de saúde para a realização de consulta médica em atenção especializada – Cardiologia, com prazo de vigência da data da assinatura do contrato por um período de 12 meses, em conformidade com os preceitos autorizados no caput do art. 25 da Lei Federal nº 8.666, de 21.06.93 e suas alterações posteriores. EMPRESA: CLINICA MEDICA TOLOMEI LTDA - CNPJ 21.510.782/0001-89 foi habilitada e credenciou o seguinte médico: Glaucia Ricci Tolomei, CRM: 007346/MS. VALORES ESTIMADOS: Procedimento

Quant.

CONSULTA MEDICA EM ATENCAO ESPECIALIZADA – CARDIOLOGIA

360

Valor Final Unitário R$ 80.00

CONSULTA MEDICA EM ATENCAO ESPECIALIZADA – CARDIOLOGIA

Quant. 360

Valor Unitário R$ 80.00

Final

&+6 KV KV KV KV KV KV KV

&$5*2

*$5, *$5, *$5, *$5, *$5, *$5, *$5,

 

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  x &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD x &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH

Valor estimado R$ 28.800,00

RATIFICAÇÃO Reconheço a inexigibilidade fundamentada no “caput” do art. 25 da Lei Federal nº 8.666/93 e posteriores alterações, conforme solicitação e justificativa constante no processo abaixo, tendo como objeto credenciamento para certificação da capacidade técnica, econômico-financeira e jurídica, bem como fiscal e trabalhista de empresas, visando qualificá-las para prestarem os serviços médicos nas especialidades de Ginecologia, Vascular, Cardiologia, Pediatria e Neurologia pelo período de 12 (doze) meses em atendimento à população carente do Município de Douradina-MS Submeto a ratificação do Exmo. Sr. Prefeito, em cumprimento às determinações contidas no art. 26, da lei retro mencionada. PROCESSO: 26/2018 CREDENCIAMENTO: 02/2018 FAVORECIDO: CLINICA MEDICA TOMOLEI LTDA VALOR ESTIMADO: R$ 28.800,00 (vinte e oito mil reais). PRAZO: 12 meses ESPECIFICAÇÃO:

120(

(',6213$(6'$&267$ /8&,$12%(/2'$6,/9$ )(51$1'2&267$&$9$/&$17( )$%,2/(,7('$6,/9$ 0$12(/$/9(6'(/,0$ (',9$/'2$1'5$'( /8,=)(/,;'()5(,7$6

      

A CPL torna público ainda, conforme dispõe o item 1.4, que o credenciamento continuará permanentemente aberto para outros eventuais interessados, os quais deverão apresentar toda documentação exigida no edital que encontra-se disponível na sala do Departamento de Licitações, na rua Domingos Silva, 1250, centro na cidade de Douradina/MS. Douradina – MS, 10 de agosto de 2018. Rafael Henrique Alves Machado Presidente da Comissão Permanente de Licitação

Procedimento

 

$8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6 $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6

&+6 KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV KV

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV x x x x x x x x x x x x



ADRIELE APARECIDA SQUINCALHA DA SILVA

120(

 

  $UWž  &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR 6HOHWLYR Qž SDUD VH DSUHVHQWDUHP QRSUD]RGH FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomR HRXDIL[DomRGHVWHDWRQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH*HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmR GH 5HFXUVRV +XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHPHPFDUiWHUWHPSRUiULRRUHIHULGRFDUJRSDUDR TXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

,/'$6$/*$'20$&+$'2

3UHIHLWD0XQLFLSDO

3257$5,$1ž'('($*2672'(

 ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

 ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

 



3257$5,$1ž'('($*2672'(

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15







&/$6

GH]RLWR  



   

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 



*$%,1(7( '$ 35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$ '2 68/ ± 06DRV VHWH GLDV GR PrV GH DJRVWR GR DQR GH GRLV PLO H

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 



&RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD

 $UWž(VWDSRUWDULDHQWUDHPYLJRUQDGDWDGHVXD3XEOLFDomRHRXDIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 







x x x x



 

%(1(',7252&+$'()5(,7$6 -26(12*8(,5$*20(6 -85$1',%$7,67$'($5$8-2 &$5/265,%(,52'$&58= 52'2/)26$%,12),/+2 $'(/621$/9(6'$6,/9$

&+6 KV KV KV KV KV KV KV KV KV

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU 

 

,/'$6$/*$'20$&+$'2 3UHIHLWD0XQLFLSDO

&$5*2

75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/ 75$%$/+$'25%5$d$/

260$552%(5720$7726'$6,/9$ -($10$5&,20$&+$'2)(55(,5$

 



 

,/'$6$/*$'20$&+$'2 3UHIHLWD0XQLFLSDO

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19  20 21

ELIDEISE DA SILVA RODRIGUES MARQUES

120(

68(/(1&$5'262'266$1726

        

*$%,1(7( '$ 35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$ '268/±06DRVWUrVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLVPLOHGH]RLWR



 

,163(725'($/812 ,163(725'($/812 ,163(725'($/812

&/$6

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  x &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD x &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH  x &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR x $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD  $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

 





&+6 KV KV KV

&$5*2

 

*$%,1(7('$35()(,7$081,&,3$/'()È7,0$ '268/±06DRVWUrVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLVPLOHGH]RLWR

PLOHGH]RLWR  

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 

120(

JEAN MORON ALCANTARA ROSA DA SILVA

1 2 3

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  x &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD  x &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH x &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR x $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD  $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

*$%,1(7( '$35()(,7$ 081,&,3$/ '( )È7,0$'268/±06DRVWUrVGLDVGRPrVGHDJRVWRGRDQRGHGRLV

  $UWž&2192&$5RVFDQGLGDWRVDEDL[RUHODFLRQDGRVDSURYDGRVQR 3URFHVVR6HOHWLYRQžSDUDVHDSUHVHQWDUHPQRSUD]RGH  FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomRHRXDIL[DomRGHVWH DWR QD 6HFUHWDULD 0XQLFLSDO GH *HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRVGD3UHIHLWXUD0XQLFLSDOGH)iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHP HP FDUiWHU WHPSRUiULR R UHIHULGR FDUJRSDUDRTXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

 &/$6

 

$UWž2VFRQYRFDGRVGHYHUmRVHDSUHVHQWDUQD'LYLVmRGH5HFXUVRV+XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO QR SUD]R GH   FLQFR  GLDV PXQLGRV GRV VHJXLQWHV GRFXPHQWRV  x )RWR x &DUWHLUD3URILVVLRQDO x &HUWLGmRGHQDVFLPHQWRGRVILOKRVPHQRUHVGHDQRV x &DUWHLUDGH,GHQWLGDGH x &HUWLILFDGRGHUHVHUYLVWD KRPHQV  x &DGDVWURGHSHVVRDItVLFD &3)  x 7LWXORGHHOHLWRU x &DGDVWURGR3LVRX3DVHS VHSRVVXLU  x &RPSURYDQWHGH5HVLGrQFLD x &RPSURYDQWHGHHVFRODULGDGH x &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR x $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD  $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

&/$6

0(5(1'(,5$ 0(5(1'(,5$ 0(5(1'(,5$ 0(5(1'(,5$ 0(5(1'(,5$

5(62/9(

  $UWž  &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR 6HOHWLYR Qž SDUD VH DSUHVHQWDUHP QRSUD]RGH FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomR HRXDIL[DomRGHVWHDWRQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH*HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmR GH 5HFXUVRV +XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHPHPFDUiWHUWHPSRUiULRRUHIHULGRFDUJRSDUDR TXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

&+6 KV KV KV KV KV

&$5*2

DALMARA RIBEIRO REGO MARIA LUCIA SILVA DO NASCIMENTO MARIA JOSE DO NASCIMENTO BRITO ROSICLEI PRUDENTE DA SILVA EDNA MACHADO FERREIRA

1 2 3 4 5



 

120(

 ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUH R LQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

5(62/9(

 &/$6

3257$5,$1ž'('($*2672'(

3257$5,$1ž'('($*2672'(  ,/'$6$/*$'20$&+$'23UHIHLWD0XQLFLSDOGH)iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKHFRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

5(62/9(



 



 ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR 

  $UWž  &2192&$5 RV FDQGLGDWRV DEDL[R UHODFLRQDGRV DSURYDGRV QR 3URFHVVR 6HOHWLYR Qž SDUD VH DSUHVHQWDUHP QRSUD]RGH FLQFR GLDVDFRQWDUGDGDWDGHSXEOLFDomR HRXDIL[DomRGHVWHDWRQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH*HVWmR 3~EOLFD ± 6(*(63 QD 'LYLVmR GH 5HFXUVRV +XPDQRV GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO ± 06 SDUD DVVXPLUHPHPFDUiWHUWHPSRUiULRRUHIHULGRFDUJRSDUDR TXDOIRUDPDSURYDGRVSRURUGHPFODVVLILFDWyULD

(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 



 

 ,/'$ 6$/*$'2 0$&+$'2 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH )iWLPD GR 6XO (VWDGR GH 0DWR *URVVR GR 6XO QR XVR GDV DWULEXLo}HV TXH OKH FRQIHUHRLQFLVR9,,GR$UWLJRGD/HL2UJkQLFDGR0XQLFtSLR  

&/$6





(67$'2'(0$72*52662'268/ 35()(,785$081,&,3$/'()È7,0$'268/ *$%,1(7('$35()(,7$ 

x &HUWLGmRGH1DVFLPHQWRRXFDVDPHQWR x $WHVWDGRGHDSWLGmRItVLFD  $UW ž (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD 3XEOLFDomR HRX DIL[DomR FRPHIHLWRUHWURDWLYRj 

*$%,1(7('$35()(,7$081,&,3$/'()È7,0$ '2 68/ ± 06DRV VHWH GLDV GR PrV GH DJRVWR GR DQR GH GRLV PLO H GH]RLWR   

 

Valor estimado

,/'$6$/*$'20$&+$'2

R$ 28.800,00

3UHIHLWD0XQLFLSDO

Douradina - MS, 10 de agosto de 2018 Jean Sérgio Clavisso Fogaça PREFEITO MUNICIPAL





(67$'2'(0$72*52662'268/



35()(,785$081,&,3$/'('285$',1$ 6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH$GPLQLVWUDomR  RESULTADO DE CHAMAMENTO PÚBLICO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 14/2018 CREDENCIAMENTO Nº 01/2018 MUNICÍPIO DE DOURADINA, ESTADO DE MATO GROSSO SUL, por intermédio de sua SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE e do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, e por meio da sua Comissão Permanente de Licitação, designada pela portaria n. 55, de 20/02/2018, TORNA PÚBLICO o RESULTADO para a SELEÇÃO DE EMPRESAS visando credenciálas para prestar serviços de saúde para a realização de Laboratório Regional de Prótese Dentaria (LRPD) com prazo de vigência da data da assinatura do contrato por um período de 12 (doze) meses, em conformidade com os preceitos autorizados no caput do art. 25 da Lei Federal nº 8.666, de 21.06.93 e suas alterações posteriores. EMPRESA: WILSON GUSMÃO GONCALEZ, inscrita no CNPJ n° 19.322.895/0001-09, foi habilitada e credenciou o seguinte técnico em prótese dentaria: Wilson Gusmão Goncalez em Prótese Dentaria, CRO TPD-373. VALORES ESTIMADOS: Procedimento

Quant.

PROTESES DENTARIAS

120

Valor Final Unitário R$ 300.00

Valor estimado R$ 36.000,00

A CPL torna público ainda, conforme dispõe o item 1.4, que o credenciamento continuará permanentemente aberto para outros eventuais interessados, os quais deverão apresentar toda documentação exigida no edital que se encontra disponível na sala do Departamento de Licitações, na rua Domingos Silva, 1250, centro na cidade de Douradina/MS. Douradina – MS, 10 de agosto de 2018. Rafael Henrique Alves Machado Presidente da Comissão Permanente de Licitação RATIFICAÇÃO Reconheço a inexigibilidade fundamentada no “caput” do art. 25 da Lei Federal nº 8.666/93 e posteriores alterações, conforme solicitação e justificativa constante no processo abaixo, tendo como objeto o credenciamento da empresa abaixo relacionada para prestação de serviço Credenciamento para certificação da capacidade técnica, econômico-financeira e jurídica, bem como fiscal e trabalhista de empresa, visando qualificá-la para prestar serviço de saúde para a realização Credenciamento sem qualquer exclusividade de empresa (s) prestadora (s) de serviços de saúde para a realização de Laboratório Regional de Prótese Dentaria (LRPD) com prazo de vigência da data da assinatura do contrato por um período de 12 meses do Município de Douradina-MS. Submeto a ratificação do Exmo. Sr. Prefeito, em cumprimento às determinações contidas no art. 26, da lei retro mencionada. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 14/2018. CHAMAMENTO PARA CREDENCIAMENTO Nº 01/2018 FAVORECIDO: WILSON GUSMÃO GONCALEZ VALOR ESTIMADO R$ 36.000,00 PRAZO: 12 (doze) meses. Douradina /MS, 10 de agosto de 2018. Jean Sérgio Clavisso Fogaça PREFEITO MUNICIPAL

5(62/8d­21ž'('($*2672'(   (',7$/'$(/(,d­2'$',5(725,$$'0,1,675$7,9$'2,35(68/    $&RPLVVmR(OHLWRUDOGR,35()68/ ,QVWLWXWRGH3UHYLGrQFLD6RFLDOGRV6HUYLGRUHV 0XQLFLSDLVGH)iWLPDGR6XO06 HPUHXQLmRUHDOL]DGDQRGLDGHDJRVWRGH DWUDYpV GD DWD Qž  WRUQD 3XEOLFR SDUD FRQKHFLPHQWR GRV LQWHUHVVDGRV H SDUD ILQV GH FXPSULPHQWR GH /HL  GH  GH 2XWXEUR GH  H VXDV DOWHUDo}HV HP HVSHFLDOD/HLGHGHGH]HPEURGHSDUDUHDOL]DomRGDHOHLomRGD'LUHWRULD $GPLQLVWUDWLYDGR,35()68/SDUDRWULrQLRD   '$6(/(,d®(6  $VHOHLo}HVVHUmRUHDOL]DGDVQRGLDGDVKPLQDVKPLQKRUDV QRVVHJXLQWHVORFDLV   ±1D6HGHGR,35()68/VLWRj5XD$QW{QLR%DUERVD)iWLPDGR6XO±06 1R'LVWULWRGH&XOWXUDPDQD6XE3UHIHLWXUDVLWRD5XD23LRQHLURVQ  &DGD&KDSDWHUiGLUHLWRDLQGLFDomRGH GRLV )LVFDLVSDUDFDGDORFDOGHYRWDomR VHQGRHVWHVDSURYDGRVSHOD&RPLVVmR(OHLWRUDOHRVPHVPRVGHYHUmRVHU6HUYLGRUHVGR 4XDGUR(IHWLYRGR0XQLFtSLRGH)iWLPDGR6XO±06   '25(*,6752'$6&+$3$6  25HJLVWURGDV&KDSDVGHYHUiVHUSURWRFRODGRMXQWRD&RPLVVmR(OHLWRUDOQD6HGH GR ,35()68/ GRV GLDV  D  GH DJRVWR GH  GDV KPLQ DV KPLQ GHYHQGR FRQVWDU QR UHTXHULPHQWR RV QRPHV GRV  WUrV  0HPEURV FRP GRFXPHQWRV FRPSUREDWyULRVHPFRQIRUPLGDGHFRPR$UWLJRSDUiJUDIRVDGD/HLGH GH2XWXEURGH  $+RPRORJDomRGDVFKDSDVRFRUUHUiDSyVRWpUPLQRGRSUD]RSDUDR5HJLVWURGDV PHVPDV  $SyVD+RPRORJDomRVHUiFRQFHGLGRXPSUD]RGH GRLV GLDVSDUDUHFXUVRVH RXLQWHUSRVLo}HV   '26&$1','$726  6HU)XQFLRQiULR3~EOLFR0XQLFLSDOGR4XDGUR(IHWLYRFRPSURYDGR WUrV DQRV GHHIHWLYRH[HUFtFLR  2V&DQGLGDWRVGHYHUmRVHHQTXDGUDUGHDFRUGRFRPRTXHSUHYrD/HL0XQLFLSDO GHGH2XWXEURGH$UWLJRV3DUiJUDIRVD   3DUD R &DUJR GH 'LUHWRU 3UHVLGHQWH VHUi H[LJLGR QtYHO 6XSHULRU &RPSOHWR UHJLPHQWRLQWHUQRGR&RQVHOKR&XUDGRU     ± 3DUD R &DUJR GH 'LUHWRU 6HFUHWiULR SRVVXLU QRo}HV GH LQIRUPiWLFD H URWLQDV $GPLQLVWUDWLYDV H RX 'HSDUWDPHQWR GH 3HVVRDO UHJLPHQWR LQWHUQR GR &RQVHOKR &XUDGRU    ± 3DUD R &DUJR GH 'LUHWRU )LQDQFHLUR SRVVXLU FRQKHFLPHQWRV EiVLFRV GH &RQWDELOLGDGHHURWLQDV%DQFiULDV UHJLPHQWRLQWHUQRGR&RQVHOKR&XUDGRU     '26927$17(6  7HUmR'LUHLWRD9RWR   7RGRV RV )XQFLRQiULRV 3~EOLFRV 0XQLFLSDLV GR TXDGUR (IHWLYR GRV 3RGHUHV ([HFXWLYR H /HJLVODWLYR HVWHQGHQGR SDUD $SRVHQWDGRV H 3HQVLRQLVWDV PDLRUHV GH  DQRV   7RGRVRV)XQFLRQiULRV3~EOLFRVHP/LFHQoD6D~GH/LFHQoD7,3HRVFHGLGRVSDUD RXWURVÏUJmRV  7RGRVRV)XQFLRQiULRV3~EOLFRVHP(VWiJLR3UREDWyULR  $SUHVHQWDUGRFXPHQWRGHLGHQWLILFDomRQRDWRGD9RWDomR  1­27(5­2',5(,72$9272  7RGRVRV6HUYLGRUHV&RQWUDWDGRVHRVDGPLWLGRVDWUDYpVGH3URFHVVR6HOHWLYR  ±$VUHXQL}HVGDVFKDSDVFRQFRUUHQWHVDRVFDUJRVGD'LUHWRULD$GPLQLVWUDWLYDGR ,35()68/ Vy SRGHUmR VHU UHDOL]DGDV QR PHVPR GLD H KRUiULR GH DFRUGR FRP R FURQRJUDPDHODERUDGRSHOD&RPLVVmR(OHLWRUDO  '$6',6326,d®(6),1$,6  2VFDVRV2PLVVRVVHUmRUHVROYLGRVSHOD&RPLVVmR(OHLWRUDO         (VWH(GLWDOHQWUDUiHPYLJRUQDGDWDGDVXDSXEOLFDomRHRXDIL[DomRUHYRJDGDVDV GLVSRVLo}HVHPFRQWUiULR   )iWLPDGR6XO06GHDJRVWRGH          269$/'29,(,5$'266$172 $17(125'(2/,9(,5$/(*$/ 35(6,'(17(    9,&(35(6,'(17(         -$1,&(/23(6'($/0(,'$ 6(&5(7È5,$

Edição de 11/agosto de 2018  

false

Edição de 11/agosto de 2018  

false

Advertisement