Page 1


Organização: Olga de Sá

Diretora Geral das Faculdades Integradas Teresa D´Ávila

Walter Moreira

Professor de Metodologia da Pesquisa nas Faculdades Integradas Teresa D´Ávila

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos nas Faculdades Integradas Teresa D´Ávila FATEA

2ª edição revisada Lorena - São Paulo


© 2007 by

Centro Cultural Teresa D´Ávila Lorena - São Paulo

o

qu

e

co l

oc

ar

na

fic

ha

?? ?

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D´ÁVILA


SUMÁRIO

7

Apresentação

8

Estrutura do documento Elementos pré-textuais - Elementos textuais - Elementos pós-textuais

28

Instruções gerais Redação - O título do trabalho - Margem – Espacejamento - Notas de rodapé - Indicativos de seção- Títulos sem indicativo numérico - Elementos sem título e sem indicativo numérico - Paginação -Numeração progressiva - Siglas Equações e fórmulas - Ilustrações – Tabelas

34

Citações

42

MODELOS DE REFERÊNCIAS

Regras gerais - Sistemas de Chamada - Estilos de citação

Definições - Regras gerais de apresentação - Livros - Tese, dissertação e monografia - Artigo de periódico – Trabalho apresentado em eventos - Elementos

60

Apresentação digital

62

Referências

S


7

APRESENTAÇÃO

O cuidado com a formação do estudante de nível superior, além das exigências legais, tem levado quase todos os cursos a instituírem o Trabalho de Conclusão de Curso como uma modalidade obrigatória. Nas Faculdades Integradas Teresa D’Ávila (Fatea) isso já é uma realidade. Do empenho de professores e alunos têm surgido excelentes trabalhos. Há uma infinidade de textos com orientações sobre a apresentação de trabalhos acadêmicos e/ou científicos. Alguns livros de Metodologia da Pesquisa foram alçados à categoria de super-manuais, tal sua popularidade. O problema verificado quando da preparação deste manual foi a falta de uniformidade e de padronização. Há um incômodo descompasso entre os autores que tratam do problema, tanto com relação aos aspectos estruturais, quanto aos aspectos formais ou redacionais. Muitas vezes, bons trabalhos ficam perdidos atrás de estruturas mal desenhadas, de objetivos não definidos claramente ou de outras infrações que prejudicam o entendimento e a devida apreciação do trabalho. O objetivo destas recomendações é auxiliar na estruturação dos trabalhos acadêmicos (monografias) e informar sobre os procedimentos para elaboração de referências e citações. As recomendações feitas aqui seguem o padrão proposto pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para apresentação de trabalhos acadêmicos (NBR 14724), para elaboração de referências (NBR 6023) e para apresentação de citações em documentos (NBR 10520), além das recomendações para submissão de originais a revistas biomédicas do Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas. Dividiram-se as recomendações feitas aqui em: regras gerais (orientações sobre aspectos gráficos como formato, margens, espacejamento, numeração de páginas e outros), estrutura (normalização sobre a ordem de disposição dos elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais). Nos capítulos quatro e cinco são apresentadas as normas para elaboração de referências bibliográficas e de citações bibliográficas, respectivamente, acrescidas de alguns exemplos. O manual apresenta, ainda, alguns modelos.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


ESTRUTURA DO DOCUMENTO


9 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Capa Elemento obrigatório, deve apresentar as seguintes informações, sem a utilização de negrito:

• • • •

nome da instituição - corpo de texto, tamanho 16;

número de volumes (se houver mais de um) - corpo de texto, 16;

local (cidade) e ano de defesa - corpo de texto, 16.

nome do curso - corpo de texto, tamanho 16; nome do autor - corpo de texto, tamanho 18; título e subtítulo (se houver) em letras minúsculas, com exceção da primeira letra do título, nomes próprios e/ou científicos - corpo de texto, tamanho 20;

3 cm Faculdades Integradas Teresa D´Ávila Faculdade de Biblioteconomia

2 cm

3 cm

Maria Nazaré de Deus

Arquitetura de informação em bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário

Lorena, 2005

2 cm Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


10 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Lombada Elemento opcional, onde as informações devem ser impressas na seguinte ordem: • nome do autor, impresso longitudinalmente e legível do alto para o pé da lombada, de modo a possibilitar a leitura quando o trabalho está no sentido horizon¬tal, com a face voltada para cima; • título do trabalho, impresso da mesma forma que o nome do autor; • elementos alfanuméricos de identificação, por exem¬plo: v. 2.

Maria Nazaré de Deus

Arquitetura de informação em bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


11 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Folha de Rosto Elemento obrigatório. Apresenta as informações essenciais para a identificação do trabalho na seguinte ordem: •

nome completo do autor - corpo de texto, tamanho 16;

título e subtítulo do trabalho (se houver) separados por dois pontos - corpo de texto, tamanho 20;

número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada folha de rosto a especificação do respectivo volume) - corpo de texto, tamanho 16;

natureza do trabalho (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros) e objetivo (apro¬vação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido; área de concentração - corpo de texto, tamanho 12;

nome do orientador e, se houver, do co-orientador, corpo de texto, tamanho 12;

local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado, corpo de texto, tamanho 16;

ano de depósito (da entrega), corpo de texto, tamanho 16. 3 cm

Arquitetura de informação em bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário

Monografia apresentada à Faculdade de Biblioteconomia das Faculdades Integradas Teresa D´Ávila como Trabalho de Conclusão de Curso. Orientador: Prof. Me. Walter Moreira

Lorena, 2005

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA

2 cm

3 cm

Maria Nazaré de Deus


12 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Verso da folha de rosto Deve conter a ficha catalográfica, conforme o Código de catalogação Anglo-Americano vigente. Contendo no topo da página o texto: “Autorizo a reprodução e divulgação total ou parcial deste trabalho, por qualquer meio convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte”, com corpo de texto, tamanho 12 e modelo abaixo, com corpo de texto, tamano 10 e seus respectivos recuos: Deus, Maria Nazaré de Arquitetura de informação e bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário. – Lorena: [s.n.], 2005 58 f. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) – Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, 2005. Orientadora: Walter Moreira 1. Arquitetura de informação. 2. Biblioteca virtual. 3. Bibliotecário. I. Título

CDD 658.93

3 cm Autorizo a reprodução e divulgação total ou parcial deste trabalho, por qualquer meio convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.

2 cm

3 cm

D683a

D683a

Deus, Maria Nazaré de Arquitetura de informação e bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário. – Lorena: [s.n.], 2005 58 f. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) – Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, 2005. Orientadora: Walter Moreira 1. Arquitetura de informação. 2. Biblioteca virtual. 3. Bibliotecário. I. Título CDD 658.93

2 cm

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


13 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Errata Elemento opcional que deve ser inserido logo após a folha de rosto, constituído pela referência do trabalho e pelo texto da errata.

ERRATA Folha

Linha

Onde se lê

Leia-se

32

3

publiacao

publicação

3 cm ERRATA Linha

32

3

Onde se lê

Leia-se

publiacao

publicação

2 cm

3 cm

Folha

2 cm Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


14 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Folha de aprovação Elemento obrigatório, colocado logo após a folha de rosto, constitui-se de: •

nome completo do autor;

título e subtítulo do trabalho (se houver) separados por dois pontos;

número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada folha de rosto a especificação do respectivo volume);

natureza do trabalho (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros) e objetivo (apro¬vação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido; área de concen¬tração;

data de aprovação;

nome completo, titulação, afiliação e assinatura dos componentes da banca examinadora.

3 cm Maria Nazaré de Deus

Arquitetura de informação em bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário Monografia apresentada à Faculdade de Biblioteconomia das Faculdades Integradas Teresa D’Ávila como Trabalho de Conclusão de Curso. Orientador: Prof. Me. Walter Moreira

________________________________________________________________________ Prof. Me. Walter Moreira Orientador / Fatea

2 cm

3 cm

Banca Examinadora

________________________________________________________________________ Profa. Me. Maria de Lourdes Camelo Fatea

________________________________________________________________________ Profa. Dra. Nair Yumiko Kobashi ECA/USP

Lorena, 25 de novembro de 2005.

2 cm Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


15 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Dedicatória Elemento opcional utilizado pelo autor para prestar homenagem ou dedicar o seu trabalho a alguém.

3 cm

2 cm

3 cm

DEDICATÓRIA

Aos meus pais, pelo apoio incansável e por acreditarem em mim.

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


16 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Agradecimentos Elemento opcional no qual o autor agradece àquelas pessoas (físicas e/ou jurídicas) que tenham contribuído de maneira relevante para a elaboração do trabalho.

3 cm

2 cm

3 cm

AGRADECIMENTOS

Aos professores do Curso de Biblioteconomia, por tudo o que me ensinaram e pela generosidade.

À Ir. Olga de Sá, pela oportunidade e pela bolsa concedida.

À Lourdes, Graça, Cléia, Nilce, Lívia e Luís por colocarem a disposição todo o maravilhoso acervo da Biblioteca Conde de Moreira Lima.

2 cm

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


17 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Epígrafe Elemento opcional no qual o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho. Pode também constar das folhas de abertura das seções primárias.

2 cm

3 cm

3 cm

“Talvez o mundo não seja pequeno, nem seja a vida um fato consumado” (Chico Buarque)

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


18 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Resumo Em português Elemento obrigatório, constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500 palavras, seguido, logo abaixo, das palavras-chave representativas do conteúdo do trabalho. Deve ser precedido da referência do documento e elaborado conforme NBR 6028. Sugere-se ressaltar os objetivos, métodos empregados, resultados e as principais conclusões.

3 cm RESUMO

Insere as bibliotecas virtuais no conjunto das “tecnologias da inteligência” e desenvolve uma reflexão onde a biblioteca tradicional é contraposta/justaposta à sua contraparte virtual, ressaltando as interpenetrações que lhes caracterizam. Fundamenta a contraposição/justaposição entre os modelos de biblioteca na discussão sobre o conceito de virtualidade e sua falsa oposição ao real. Os modelos de recuperação da informação são discutidos em ambas as bibliotecas e novos conceitos como “navegação” ou “surfing” são comparados com aqueles presentes na recuperação tradicional da informação, como componentes da arquitetura de informação. Discute, ainda, a interrelação entre a base da tecnologia da informação e o desenvolvimento de ferramentas de recuperação. Por último, discute a especificidade do ambiente hipermídia em função das novas questões que apresenta ao desenvolvimento da Teoria da Recuperação da Informação. As diferenças radicais percebidas entre as bibliotecas tradicionais e as bibliotecas virtuais não levam o autor a uma polarização quando considera o futuro. Embora a digitalização seja uma tendência irreversível relacionada ao mundo da informação, o autor conclui pela complementaridade dos dois modelos de bibliotecas.

2 cm

3 cm

DEUS, Maria Nazaré de. Arquitetura de informação e bibliotecas virtuais: novas competências para o bibliotecário. 2005. 58 f. Monografia (Graduação) – Faculdade de Biblioteconomia, Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, Lorena, 2005.

Palavras-chave: Biblioteca virtual – Arquitetura de informação – Recuperação da informação – Bibliotecário

2 cm Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


19 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Resumo Em língua estrangeira Possui as mesmas características do resumo em língua portuguesa e é escrito em idioma que atenda ao regimento do Departamento ao qual se apresenta o trabalho.

3 cm ABSTRACT

Taking libraries as “technologies of intelligence” the author develops a reflection where tradicional library is “opposed” to its virtual counterpart. Models of information retrieval are discussed within the two mentioned models of libraries. New virtual concepts as “navigation” or “surfing” are compared with those present in more traditional information retrieval systems, as “the best match”. Here are some other opposite concepts discussed: fuzzy set theory opposed to boolean logic; the interrelation between the basis of information technology and the development of information retrieval tools are also under scrutinity. At last, it discusses the specificity of hypermidia environment which poses new questions to the development of Information Retrieval Theory. The radical differences perceived between tradicional and virtual libraries does not leads the author to a polarization when considering the future. Although digitalization is an irreversible tendency related to information world, the author concludes by the complementarity of the two models of libraries.

Keywords: Virtual library – Information architecture – Information retrieval - Librarian

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA

2 cm

3 cm

DEUS, Maria Nazaré de. Information architecture and virtual libraries: new scope area to librarian. 2005. 58 f. Monograph (Graduation) – Faculdade de Biblioteconomia, Faculdades Integradas Teresa D’Ávila, Lorena, 2005.


20 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Listas Ilustrações Elemento opcional, que deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página. Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros).

3 cm LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 – Arquitetura de redes .......................................

26

Figura 2 – Esquema de transmissão de dados via FTP .............

48

Figura 3 – Elementos da biblioteca virtual e da biblioteca tradicional...................................................

64

Figura 4 – Comparação de tamanho entre fotografia 72

2 cm

3 cm

digitalizada, gravura e texto ...........................

2 cm Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


21 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Listas Tabelas Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página.

3 cm LISTA DE TABELAS

Tabela 1 – Operadores booleanos .................................. 31

Tabela 2 – Esquema de análise de variância...................... 53

Tabela 3 – Variação da proposta de busca ........................ 69

2 cm

3 cm

Tabela 4 – Fator de impacto ....................................... 79

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


22 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Listas Abreviaturas e siglas Elemento opcional que consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo.

3 cm LISTA DE SIGLAS Associação Brasileira de Normas Técnicas Associação Paulista de Bibliotecários

IP

Internet Protocol

ISO

Internatinal Standardization Organization

2 cm

3 cm

ABNT APB

2 cm

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


23 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Listas Símbolos Elemento opcional, que deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com o devido significado. (Apêndice P)

3 cm LISTA DE SÍMBOLOS graus Celsius

K

graus Kelvin

L*

luminosidade

C*

croma

2 cm

3 cm

0C

2 cm

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


24 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Sumário Elemento obrigatório que consiste na enumeração das principais divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem em que se sucedem, acompanhadas da indicação do número da página inicial. Não se confunde com o índice, descrito em 2.3.5.

3 cm

1 – Introdução ...............................................

9

2 – Revisão de literatura...................................

13

2.1 – Conceitos de arquitetura de informação ........

39

2.2 – Recuperação da informação e sua evolução.....

43

3 – Material e método ....................................

53

4 – Resultados..............................................

62

5 – Discussão ...............................................

79

7 – Conclusões .............................................

85

Referências .................................................

92

2 cm

3 cm

SUMÁRIO

2 cm

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


25

ELEMENTOS TEXTUAIS

Parte do trabalho em que é exposta a matéria, constituída de três partes fundamentais: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Introdução Parte inicial do texto, na qual devem constar a delimitação do assunto tratado, a problematização, objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho.

Desenvolvimento Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Divide-se em seções e subseções que variam em função da abordagem do tema e do método.

Conclusão Parte final do texto, na qual se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos ou hipóteses. É opcional apresentar os desdobramentos relativos à importância, síntese, projeção, repercussão, encaminhamento e outros.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


26 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

Referências Elemento obrigatório que consiste numa lista orde¬nada alfabeticamente das obras citadas no texto de modo a permitir sua identificação individual. É apresentada conforme NBR 6023 ou conforme Re¬quisitos Uniformes para Manuscritos Apresentados a Periódicos Biomédicos (para as áreas de saúde). As referências, ao final do trabalho, devem ser se¬paradas entre si por espaço duplo.

Glossário Elemento opcional que consiste numa relação de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou pouco conhecidas, utilizadas no texto, acompanha¬das das respectivas definições. Deve ser ordenado alfabeticamente.

Apêndices Elemento opcional que consiste num texto ou do¬cumento elaborado pelo autor, a fim de complemen¬tar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nu¬clear do trabalho. São identificados por letras maiúsculas consecuti¬vas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos apêndices, quando esgotadas as 23 letras do alfabeto. Exemplos: APÊNDICE A Avaliação numérica de células infla¬matórias totais APÊNDICE B Avaliação de células musculares pre¬sentes em cada regeneração

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


27 Anexos Elemento opcional que consiste em um texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração. Os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títu¬los. Excepcionalmente utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos anexos, quando es¬gotadas as 23 letras do alfabeto. Exemplos: ANEXO A Representação gráfica de contagem de células inflamatórias presentes nas caudas em re¬generação – Grupo de controle I ANEXO B – Representação gráfica de contagem de células inflamatórias presentes nas caudas em re¬generação – Grupo de controle II

Índice Elemento opcional, consiste numa lista de palavras ou frases, ordenadas alfabeticamente (autor, título ou assunto) ou sistematicamente (por classes ou data), que localiza e remete para as informações contidas no texto.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


INSTRUÇÕES GERAIS


29 INSTRUÇÕES GERAIS

Recomenda-se o uso de papel branco, formato A4, digitado na cor preta, somente no anverso, com exceção da folha de rosto.

REDAÇÃO Para a redação final é preciso tomar a atitude de um leitor independente: “leia o texto ‘como se’ não o tivesse escrito. [...] essa postura diante do texto facilita muito a descoberta das imperfeições que a redação apresenta”. (NUNES, 2003, p. 145) Cheque todas as citações e as referências correspondentes. Alguns cuidados: •

clareza

evite utilizar vocabulário rebuscado que possa blo¬quear ou diluir o entendimento do leitor. Ex.: “Não procrastines hoje o que for de feitura hodierna (não deixes para amanhã o que podes fazer hoje)”

evite frases que dizem a mesma coisa duas ou mais vezes. Ex.: “cada indivíduo, isoladamente, ...”; “de acordo com os sintomas indicativos...”

evite a formação de circunlóquios quando poucas palavras dariam a mesma mensagem. Ex.: “chegar a conclusão que...”; “em vista do que foi mencio¬nado (portanto)”

reescreva: leia o que escreveu e reescreva, peça para alguém ler e opinar

imparcialidade

escreva de maneira imparcial, use a terceira pessoa do singular: Conclui-se que ... e não Concluo que ... Os dados foram analisados ... e não Analisei os dados ...

exatidão

observe o tempo verbal e a pessoa gramatical

evite frases introdutórias imprecisas que possam ser interpretadas de forma distorcida. Ex.: “até onde se sabe...” : o autor não pesquisou; talvez seja verdade que...” : o autor está inseguro

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


30 •

simplicidade

evite o estilo empolado, com palavras difíceis

concisão

use períodos curtos, seja simples e direto

evite frases introdutórias supérfluas que possam ser excluídas sem alterar o conteúdo do texto. Ex.: “em primeiro lugar, considerese que ...”; “desse ponto de vista é relevante considerar-se que ...”

humildade

evite expressões que dão atributos humanos a ob¬jetos e animais. Ex.: “os dados apontam para...” ; “as conclusões sugerem que...”

o discurso científico não pode ser normativo, cuidado com o uso do verbo dever, p.e..

O TÍTULO DO TRABALHO O título deve permitir a quem o leia o reconhecimento da obra e de seu conteúdo: um super-resumo do texto. Recomendações: •

evite artigo no início, definido ou indefinido;

use sempre afirmativa: frase simples, direta, clara e concisa;

não use título-fantasia;

o subtítulo é um recurso para compor o título, permite torná-lo mais simples e claro e

evite palavras vazias como: análise, estudo, consi¬derações sobre etc.

MARGEM As folhas devem apresentar margem esquerda e superior de 3 cm; direita e inferior de 2 cm.

ESPACEJAMENTO Todo o texto deve ser digitado com fonte Arial ou Times New Roman, corpo 12 e espaço interlinear de 1,5 cm. Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


31 As exceções são as citações com mais de três linhas, as notas, as referências, as legendas e a ficha catalográfica que devem ser digitados com corpo 12 e espaço simples. Os títulos das subseções devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por dois espaços duplos.

NOTAS DE RODAPÉ As notas devem ser digitadas ou datilografadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples de entrelinhas.

INDICATIVOS DE SEÇÃO O indicativo numérico de uma seção precede seu título, alinhado à esquerda, separado por um espaço de caractere.

TÍTULOS SEM INDICATIVO NUMÉRICO Os títulos sem indicativo numérico – errata, agradecimen¬tos, lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) – devem ser centralizados e apresentados em folhas distintas.

ELEMENTOS SEM TÍTULO E SEM INDICATIVO NUMÉRICO Compreendem a folha de aprovação, dedicatória, agradecimentos e epígrafe. Devem ser apresentados em folhas distintas.

PAGINAÇÃO Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas seqüencialmente. As folhas pré-textuais, embora contadas, não são numeradas. A numeração é colocada, a partir da primeira folha da par¬te textual, em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. Caso o trabalho seja constituído de mais de um volume deve ser mantida uma única seqüência de numeração das folhas, do primeiro ao último volume. Ha¬vendo apêndice e anexo, as suas folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento à do texto principal.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


32 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA Para evidenciar a sistematização do conteúdo do trabalho, deve-se adotar a numeração progressiva para as seções do texto. Os títulos das seções primárias, por serem as principais divisões de um texto, devem iniciar em folha distinta. Destacam-se gradativamente os títulos das seções utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou grifo e redondo, caixa alta ou versal, e outro, conforme NBR 6024, no sumário e de forma idêntica no texto.

SIGLAS Quando aparece pela primeira vez no texto, a forma com¬pleta do nome precede a sigla, colocada entre parênteses. Exemplo: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

EQUAÇÕES E FÓRMULAS Aparecem destacadas no texto, de modo a facilitar sua leitura. Na seqüência normal do texto é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte seus elementos (expoentes, ín¬dices e outros). Quando destacadas do parágrafo são centralizadas e, se necessário, devese numerá-las. Quando fragmentadas em mais de uma linha, por falta de espaço, devem ser interrompidas antes do sinal de igualdade ou depois dos sinais de adição, subtração, multiplicação e divisão. Exemplo:

x2 + y2 = z2

(1)

(x2 + y2)/5 = n (2)

ILUSTRAÇÕES Qualquer que seja o tipo (desenhos, esquemas, fluxogra¬mas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, qua¬dros, retratos e outros) sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu nú¬mero de ordem de ocorrência no texto, am algarismos arábi¬cos, do respectivo título e/ou legenda explicativa de forma breve e clara, dispensando consulta ao texto, e da fonte. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere, conforme o projeto gráfico. Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


33 TABELAS As tabelas apresentam informações tratadas estatistica¬mente, conforme IBGE (1993 apud UNIVERSIDADE ..., 2004, p. 26-27): •

toda tabela deve ter significado próprio, dispensan¬do consultas ao texto e estar o mais próximo possí¬vel do trecho a que se refere;

o título deve ser precedido pela palavra Tabela, seu número de ordem em algarismos arábicos e hífen;

as tabelas podem ser numeradas consecutivamen¬te por capítulo ou no documento como um todo. Quando a numeração for feita por capítulo, o nú¬mero de ordem deve ser precedido do número do capítulo e um ponto;

a tabela deve ser colocada preferencialmente em posição vertical, facilitando a leitura dos dados. Caso não haja espaço suficiente, deve ser colocada em posição horizontal com o título voltado para a margem esquerda da folha;

as fontes consultadas para a construção da tabela e outras notas devem ser colocadas após o traço inferior.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


CITAÇÕES


35 CITAÇÕES Menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte. Não se admite a transcrição de partes de texto ou idéias de outro autor sem que se dêem os devidos créditos. A citação deve enriquecer o texto, deve-se tomar cuidado, portanto, com a escolha dos autores, pois esta escolha revela um posicionamento ideológico. Tipos de citação •

citação direta: transcrição textual de parte da obra do autor consultado;

citação indireta: texto baseado na obra do autor consultado e

citação de citação: citação direta ou indireta de um texto cujo acesso ao original não foi possível.

REGRAS GERAIS “Nas citações, as chamadas pelo sobrenome do autor, pela instituição responsável ou título incluído na sentença devem ser em letras maiúsculas e minúsculas e, quando estiverem entre parênteses, devem ser em letras maiúsculas.” (NBR 10523, p. 2). Exemplos: •

A ironia seria assim uma forma implícita de heterogeneidade mostrada, conforme a classificação proposta por Authier-Reiriz (1982).

“Apesar das aparências, a desconstrução do logocentrismo não é uma psicanálise da filosofia [...]” (DERRIDA, 1967, p. 293).

“As citações diretas, no texto, de até três linhas, devem estar contidas entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação.” (NBR 10520, p. 2)

Segundo Sá (1995, p. 27): “[...] por meio da mesma ‘arte de conversação’ que abrange tão extensa e significativa parte da nossa existência cotidiana [...]”.

“As citações diretas, no texto, com mais três linhas devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor que a do texto utilizado e sem as aspas. Ex.: A teleconferência permite ao indivíduo participar de um encontro nacioFaculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


36 nal ou regional sem a necessidade de deixar seu local de origem. Tipos comuns de teleconferência incluem o uso da televisão, telefone e computador. Através de áudio conferência, utilizando a companhia local de telefone, um sinal de áudio pode ser emitido em um salão de qualquer dimensão. (NICHOLS, 1993, p. 181). Devem ser indicadas as supressões, interpolações, comentários, ênfase ou destaques, do seguinte modo: •

supressões:

[...]

interpolações, acréscimos ou comentários: [ ]

ênfase ou destaque: negrito, itálico etc.

SISTEMAS DE CHAMADA “Quando o(s) nome(s) do(s) autor(es), instituição(ões) responsável(eis) estiver(em) incluído(s) na sentença, indica-se a data, entre parênteses, acrescida da(s) página(s), se a citação for direta”. (NBR 10520, p. 3). Exemplos: •

Segundo Morais (1955, p. 32) assinala “[...] a presença de concreções de bauxita no Rio Cricon”.

Em Teatro Aberto (1963) relata-se a emergência do teatro do absurdo.

“Quando houver coincidência de autores, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes; se mesmo assim existir a coincidência, colocam-se os prenomes por extenso.” (NBR 10520, p. 3). Exemplos: •

BARBOSA, C., 1958)

BARBOSA, Cássio, 1958)

BARBOSA, C., 1958)

BARBOSA, Celso, 1958)

“As citações de diversos documentos de um mesmo autor, publicados num mesmo ano, são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas, em ordem alfabética, após a data e sem espacejamento, conforme a lista de referências.” (NBR 10520, p. 3) •

De acordo com Reeside (1927a)

(REESIDE, 1927b)

“As citações indiretas de diversos documentos da mesma autoria, publiRecomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


37 cados em anos diferentes e mencionados simultaneamente, têm as suas datas separadas por vírgula.” (NBR 10520, p. 3) •

(DREYFUSS, 1989, 1991, 1995)

(CRUZ; CORREA; COSTA, 1998, 1999, 2000)

“As citações indiretas de diversos documentos de vários autores mencionados simultaneamente, devem ser separadas por ponto-e-vírgula, em ordem alfabética.” (NBR 10520, p. 3) •

Ela polariza e encaminha, sob a forma de “demanda coletiva”, as necessidades de todos (FONSECA, 1997; PAIVA, 1997; SILVA, 1997).

Diversos autores salientam a importância do “acontecimento desencadeador” no início de um processo de aprendizagem (CROSS, 1984; KNOX, 1986; MEZIROW, 1991)

Na citação de citação (citação de segunda mão), identifica-se a obra diretamente consultada. •

Salomon (apud GIL, 1994) aponta que o uso de citação de citação deve, sempre que possível, ser evitado.

Sistema Numérico “Neste sistema, a indicação da fonte é feita por uma numeração única e consecutiva, em algarismos arábicos, remetendo à lista de referências ao final do trabalho , do capítulo ou da parte, na mesma ordem em que aparecem no texto. Não se inicia a numeração das citações a cada página.” (NBR 10520, p. 4) “A indicação da numeração pode ser feita entre parênteses, alinhada ao texto, ou situada pouco acima da linha do texto, após a pontuação que fecha a citação.” (NBR 10520, p. 4) •

Diz Rui Barbosa: “Tudo é viver, previvendo.” (15)

Sistema Autor-Data “Neste sistema, a indicação da fonte é feita: “a) pelo sobrenome de cada autor ou pelo nome de cada entidade responsável até o primeiro sinal de pontuação, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses;” (NBR 10520, p. 4) Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


38 Veja como ficaria no texto: •

A chamada “pandectística havia sido a forma particular pela qual o direito romano fora integrado no século XIX na Alemanha em particular.” (LOPES, 2000, p. 225)

Merriam e Caffarella (1991) observam que a localização de recursos tem um papel crucial no processo de aprendizagem autodirigida.

Veja como ficaria na lista de referências: •

LOPES, José Reinaldo de Lima. O direito na história. São Paulo: Max Limonad, 2000.

MERRIAM, S.; CAFFARELLA, R. Learning in adulthood: a comprehensive guide. San Francisco: Jossey-Bass, 1991.

“b) pela primeira palavra do título seguida de reticências, no caso das obras sem indicação de autoria ou responsabilidade, seguida da data de publicação do documento e da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses;” (NBR 10520, p. 5) No texto •

“As IES implementarão mecanismos democráticos, legítimos e transparentes de avaliação sistemática de suas atividades, levando em conta seus objetivos institucionais e seus compromissos para com a sociedade.” (ANTEPROJETO..., 1987, p. 55)

Na lista de referências •

ANTEPROJETO de lei. Estudos e Debates, Brasília, D.F., n. 13, p. 51-60, jan. 1987.

“c) se o título iniciar por artigo (definido ou indefinido) ou monossílabo, este deve ser incluído na indicação da fonte.” (NBR 10520, p. 5) No texto •

E eles disseram “globalização”, e soubemos que era assim que chamavam a ordem absurda em que dinheiro é a única pátria à qual ser serve e as fronteiras se diluem, não pela fraternidade, mas pelo sangramento que engorda poderosos sem nacionalidade. (A FLOR..., 1995, p. 4)

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


39 Na lista de referências •

A FLOR Prometida. Folha de São Paulo, São Paulo, p. 4, 2 abr. 1995.

Notas de Rodapé Tendo em vista a função dessas notas, não tem sentido colocá-las ao final de cada capítulo ou ao final do livro. (NUNES, 2003, p. 106) “Deve-se utilizar o sistema autor-data para as citações no texto e o numérico para notas explicativas. As notas de rodapé podem ser [notas de referência ou notas de explicativas] e devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem especo entre elas e com fonte menor.” (NBR 10520, p. 5) a) Notas de referência “A primeira citação de uma obra, em nota de rodapé, deve ter sua referência completa.” (NBR 10520, p. 5) No rodapé da página 8 FARIA, José Eduardo (org.). Direitos humanos, direitos sociais e justiça. São Paulo: Malheiros, 1994. “As subseqüente citações da mesma obra podem ser referenciadas de forma abreviada, utilizando as seguintes expressões, abreviadas quando for o caso (NBR 10520, p. 6): Idem [mesmo autor] [id.] 8 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p. 9 9 Id., 2000, p. 19. Ibidem [na mesma obra] [ibid.] 3 DURKHEIM, 1925, p. 176. 4 Ibid., p. 190. Opus citatum, opere citato [obra citada] [op. cit.] 8 ADORNO, 1996, p. 38.76. 9 GARLAND, 1990, p. 42-43. 10 ADORNO, op. cit., p. 40. Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


40 Passim [aqui e ali, em diversas passagens] [passim] 5 RIBEIRO, 1997, passim. Loco citato [No lugar citado] [loc. cit.] 4 TOMASELI; PORTER, 1992, P. 33-46. 5 TOMASELI; PORTER, loc. cit. Confira, confronte [Cf.] 3 Cf. CALDEIRA, 1992. Sequentia [seguinte ou que se segue] [et seq.] 7 FOUCAULT, 1994, p. 17 et seq. A expressão apud – citado por, conforme, segundo – pode, também ser usada no texto. Exs: •

Segundo Silva (1983 apud ABREU, 1999, p. 3) diz ser [...]

“[...] o viés organicista da burocracia estatal e o antiliberalismo da cultura política de 1937, preservado de modo encapuçado na Carta de 1764.” (VIANNA, 1986, p. 172 apud SEGATO, 1995, p. 214- 215).”

b) Notas explicativas No texto •

O comportamento liminar correspondente à adolescência vem se constituindo numa das conquistas universais, como está, por exemplo, expresso no Estatuto da Criança e do Adolescente.1

No rodapé da página

1 Se a tendência à universalização das representações sobre a periodização dos ciclos desrespeita a especificidade dos valores culturais de vários grupos, ela é condição para a constituição de adesões e grupos de pressão.

ESTILOS DE CITAÇÃO Cada área tem seu próprio estilo de produzir citações, Matos (1985) compilou algumas das opções feitas por citadores em dissertações de mestrado na área de letras e de psicologia. A linha indica o nome do autor Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


41 •

Citação simples

Segundo _____ ..........

_____ diz: ..........

Como afirma _____: “..........”

Citação interrompida

Afirma _____ que “..........”

Conforme _____ adverte ..........

Citação com ênfase

Disse-o muito bem _____:”..........”

_____ observa com razão ..........

Quem diz é o próprio _____: “..........”

Citação compartilhada

Fazemos nossas as palavras de _____, que ..........

Consideramos como _____, que “..........”

Citação de concordância

Assim também pensa _____: “..........”

Da mesma opinião é _____, para quem ..........

Citação longa justificada

Embora a citação seja longa, é importante .....

Citação adicional

A essa consideração, acrescenta _____ as seguintes ..........

Citação parafraseada “anunciada” pelo citador

.......... parafraseamos _____ ..........

Citação de natureza didática

_____ ensina que “..........”

Na lição do mestre _____: “..........”

Anúncio prolixo de que será feita uma citação

Vale a pena transcrever o texto de _____, expresso nos seguintes termos: “..........”

Anúncio prolixo de que serão feitas citações “seletivas”

Vários trechos seus poderiam ser transcritos, limitar-nos-emos a alguns: “..........”

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


MODELOS DE REFERÊNCIAS


43 MODELOS DE REFERÊNCIAS

DEFINIÇÕES Referências – elementos que permitem a identificação do documento utilizado na pesquisa. Bibliografia – conjunto de documentos escritos sobre determinado assunto.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO “As referências são alinhadas somente à margem esquerda do texto e de forma a se identificar individualmente cada documento, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo. Quando aparecem em notas de rodapé, serão alinhadas, a partir da segunda linha da mesma referência, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem espaço entre elas” (NBR 6023, p. 3)

LIVROS Considerados no todo ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. HESSEN, Johannes. Teoria do conhecimento. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 177 p. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. HESSEN, J. Teoria do conhecimento. São Paulo: Martins Fontes, 2000. 177 p. ISBN 85-336-1017-3

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


44 VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Hessen J. Teoria do conhecimento. São Paulo: Martins Fontes; 2000. Considerados em parte a) Mesmo autor ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da parte referenciada. In: ______ . Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação inicial e final do capítulo. RONAN, C. A. Da Renascença à Revolução Científica. In: ______. História ilustrada da ciência da Universidade de Cambridge. Rio de Janeiro: Zahar, 1987. p. 37-74. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da parte referenciada. In - Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação inicial e final do capítulo. RONAN, CA. Da Renascença à Revolução Científica. In - História ilustrada da Ciência da Universidade de Cambridge. Rio de Janeiro: Zahar; 1987. Cap.3: Da Renascença à Revolução Científica. p. 37-74 VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Número do capítulo: Título da parte referenciada. Ronan CA. História ilustrada da Ciência da Universidade de Cambridge. Rio de Janeiro: Zahar; 1987. Cap.3: Da Renascença à Revolução Científica. b) Autor diferente ABNT SOBRENOME DO AUTOR DA PARTE REFERENCIADA, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da parte referenciada. In: SOBRENOME DO AUTOR DA Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


45 OBRA (ou organizador etc), Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação inicial e final do capítulo. ROMANO, G. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVI, G.; SCHMIDT, J. (org). História dos jovens: a época contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 7-16. ISO SOBRENOME DO AUTOR DA PARTE REFERENCIADA, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da parte referenciada. In SOBRENOME DO AUTOR DA OBRA (ou organizador etc), Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação inicial e final do capítulo. ROMANO, G. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVI, G., SCHMIDT, J. (org). História dos jovens: a época contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 7-16. VANCOUVER Sobrenome do autor da parte referenciada Prenome(s) (iniciais). Título da parte referenciada. In: Sobrenome do autor da obra (ou organizador etc). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Paginação inicial e final do capítulo. Romano G. Imagens da juventude na era moderna. In: Levi G., Schmidt J., orgs. História dos jovens: a época contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras; 1996. p. 7-16. Em meio eletrônico ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Denominação do site, data de publicação (ano). Disponível em: <endereço eletrônico completo> Acesso em: dia mês (abreviado) ano. ALVES, Castro. Navio negreiro. [s.l.]: Virtual Books, 2000. Disponível em: <http://www.terra.com.br/virtualbooks/freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm>. Acesso em: 10 jan. 2002.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


46 ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra [on line] : subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano) [acesso em dia mês (abreviado) ano]. Disponível em: (endereço completo) ALVES, Castro. Navio negreiro [on line]. s.l.p: Virtual Books, 2000 [acesso em 10 jan. 2002]. Disponível em: http://www.terra.com.br/virtualbooks/ freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo.[suporte]. Produtor. Edição.Versão. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano) [captura dia mês ano]. Disponibilidade de acesso.. Alves C. Navio negreiro [on line]. s.l.p: Virtual Books, 2000 [capturado em 10 jan. 2002]. Disponível em: http://www.terra.com.br/virtualbooks/ freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm. TESE, DISSERTAÇÃO E MONOGRAFIA ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Data (ano de depósito). Número de folhas. Natureza do trabalho (Curso) - Instituição onde foi defendida, Local (cidade), data (ano da defesa). CARVALHO, Nádia Gonçalves. Tecnologias da informação e seu uso por empresários do setor agrícola. 1998. 160 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Faculdade de Agronomia, Universidade Santos Dumont, Rio de Janeiro, 1998. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Local (cidade): Instituição onde foi defendida, ano. Paginação. Notas.. CARVALHO, NG. Tecnologias da informação e seu uso por empresários do setor agrícola. Rio de Janeiro: Faculdade de Agronomia; Universidade Santos Dumont, 1998. 160 p. Dissertação de Mestrado em Agronomia.

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


47 VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Local (cidade); ano de apresentação. Grau da tese [Curso de Pós-Graduação] Instituição onde foi apresentada. Carvalho NG. Tecnologias da informação e seu uso por empresários do setor agrícola. Rio de Janeiro; 1998. Dissertação [Mestrado em Agronomia] - Faculdade de Agronomia da Universidade Santos Dumont.

ARTIGO DE PERIÓDICO Artigo de revista ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do artigo: subtítulo. Título da revista, Local de publicação (cidade), volume, número, paginação inicial e final, período, ano. FRANCO, Marcelo Araújo. Internet: reflexões filosóficas de um informata. Transinformação, Campinas, v. 9, n. 2, p. 37-48, maio/ago. 1997. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do artigo: subtítulo. Título da revista, mês (por extenso) ano, volume, número, paginação inicial e final. FRANCO, Marcelo Araújo. Internet: reflexões filosóficas de um informata. Transinformação, maio-agosto 1997, vol. 9, nº. 2, p. 37-48. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título do artigo: subtítulo. Título da revista (abreviado) , ano; volume (fascículo): paginação inicial e final. Franco MA. Internet: reflexões filosóficas de um informata. Transinf., 1997; 9(2): 37-48. Artigo de jornal ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da matéria: subtítulo. Título do jornal, Local de publicação (cidade), dia mês ano. Caderno, paginação inicial e final. Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


48 NAVES, P. Lagos andinos dão banho de beleza. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 jun. 1999. Folha Turismo, Caderno 8, p. 13. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da matéria: subtítulo. Título do jornal, dia mês (por extenso) ano. Paginação inicial e final. Notas. NAVES, P. Lagos andinos dão banho de beleza. Folha de São Paulo, 28 junho 1999. p. 13. Caderno 8. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título do artigo: subtítulo. Título do periódico (abreviado). ano mês dia; paginação inicial e final. Notas. Naves P. Lagos andinos dão banho de beleza. Folha de S. Paulo. 1999 jun. 28. p. 13. Caderno 8.

Artigo eletrônico ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do artigo: subtítulo. Título da revista, Local de publicação (cidade), volume, número, paginação inicial e final, período, ano. Disponível em <endereço completo> Acesso em: dia mês ano.

Matéria de revista não assinada WINDOWS 98: o melhor caminho para atualização. PC World, São Paulo, n. 75, set. 1998. Disponível em <http://www.idg.com.br/abre.htm>. Acesso em: 10 set. 1998.

Artigo de revista SILVA, M. M. L. Crimes da era digital. .Net, Rio de Janeiro, nov. 1998. Seção Ponto de Vista. Disponível em: <http://www.brazilnet.com.br/contexts/brasilrevistas.html>. Acesso em: 28 nov. 1998.

Matéria de jornal assinada SILVA, I. G. Pena de morte para o nascituro. O Estado de São Paulo, São Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


49 Paulo, 19 set. 1998. Disponível em: <http://www.providafamilia.org/ pena_morte_nascituro.htm>. Acesso em: 19 set. 1998.

Matéria de jornal não assinada ARRANJO tributário. Diário do Nordeste Online. Fortaleza, 27 nov. 1998. Disponível em: <http://www.diariodonordeste.com.br>. Acesso em: 28 nov. 1998. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do artigo: subtítulo. Título da revista [on line], mês (por extenso) ano, volume, número, paginação inicial e final. [acesso dia mês ano] Disponível em: (endereço completo) PRICE-WILKIN, John. Using the World-Wide Web to Deliver Complex Electronic Documents: implications for Libraries. The Public-Access Computer Systems Review [on line]. 1994, vol.5, no. 3 [acesso em 15 fevereiro 1995]. Disponível na internet: gopher://info.lib.uh.edu:70/00/articles/ ejournals/uhlibrary/pacsrreview/v5/n3/pricewil.5n3. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título do artigo: subtítulo. Título da revista (abreviado) [tipo de suporte]. Ano; volume (fascículo) [capturado dia mês ano] paginação inicial e final ou indicação de tamanho. Disponibilidade de acesso. Clark SC. The industrial arts paradigm: adjustment, replacement or extinction?. Journal of Technology Education [online]. 1989 Fall [capturado 15 mar. 1995]; 1(1). Disponível em: URL:gopher://borg.lib.vt.edu:70/1/ jte

TRABALHO APRESENTADO EM EVENTO ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do trabalho. In: TÍTULO DO EVENTO, número do evento., ano, local (cidade) de realização. Título do documento ... (Anais, Atas, Resumos etc..) Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação inicial e final do trabalho. BRAYNER, A. R.; MEDEIROS, C. B. Incorporação de tempo SGBD orientado a objetos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9., 1994, São Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


50 Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1994. p. 16-29. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título do trabalho. In: Título do evento, mês (por extenso) dia, ano de realização. Local (cidade) de realização: Editora, ano de publicação. Paginação. Notas. BRAYNER, AR. e MEDEIROS, CB. Incorporação de tempo SGBD orientado a objetos. In: Anais do Simpósio Brasileiro de Banco de Dados, 1994. São Paulo: USP, 1994. p.16-29. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título do trabalho. In: Título do evento; ano mês dia; Local (cidade) de realização, País. Local de publicação (cidade): Editora; ano de publicação. Paginação inicial e final. Brayner AR, Medeiros, CB. Incorporação de tempo SGBD orientado a objetos. In: Anais do 9. Simpósio Brasileiro de Banco de Dados; 1994; São Paulo, Brasil. São Paulo: USP; 1994. p. 16-29

ELEMENTOS Autor Nomes com sufixos Filho, neto, sobrinho e equivalentes. ABNT SOBRENOME DO AUTOR INCLUINDO SUFIXO, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. MORAES NETO, Benedito Rodrigues de. Marx, Taylor, Ford: as forças produtivas em questão. São Paulo: Brasiliense, 1991. 132 p. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso) Sufixo. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


51 MORAES, BR Neto. Marx, Taylor, Ford: as forças produtivas em questão. São Paulo: Brasiliense, 1991. 132 p. ISBN 85-11-090043-6 VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais) Sufixo. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Moraes BR Neto. Marx, Taylor, Ford: as forças produtivas em questão. São Paulo: Brasiliense, 1991. Autores com mais de uma obra rererenciada ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ______ . Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: 34, 1999. 260 p. ______. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1996. 157 p. ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. - . Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: 34, 1999. 260 p. ISBN 85-7326126-9 -. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1996. 157 p. ISBN 85-7326-036-X VANCOUVER Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


52 (ano). Levy P. O que é o virtual? São Paulo: 34; 1996. Levy P. Cibercultura. São Paulo: 34; 1999. Dois autores ABNT SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso); SOBRENOME DO SEGUNDO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1999. 270 p. ISO SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). e SOBRENOME DO SEGUNDO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. MARCONI, MA. e LAKATOS, EM. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1999. 270 p. ISBN 85-224-07142-2 VANCOUVER Sobrenome do primeiro autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do segundo autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Marconi MA, Lakatos EM. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas; 1999. Três autores ABNT SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso); SOBRENOME DO SEGUNDO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso); SOBRENOME DO TERCEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. GIANNINI, S. D.; FORTI, N; DIAMENT, J. Cardiologia preventiva: prevenção primária e secundária. São Paulo: Atheneu, 2000. 405 p. Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


53 ISO SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso)., SOBRENOME DO SEGUNDO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso) and SOBRENOME DO TERCEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. GIANNINI, SD., FORTI, N and DIAMENT, J. Cardiologia preventiva: prevenção primária e secundária. São Paulo: Atheneu, 2000. 405 p.ISBN 85-7379273-6 VANCOUVER Sobrenome do primeiro autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do segundo autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do terceiro autor Prenome(s) (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Giannini SD, Forti N, Diament J. Cardiologia preventiva: prevenção primária e secundária. São Paulo: Atheneu; 2000. . Mais de três autores ABNT SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso) et al. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. CINTRA, A. M. M. et al. Para entender as linguagens documentárias. São Paulo: Polis, 1994. 72 p. ISO SOBRENOME DO PRIMEIRO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso), et al. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. CINTRA, AMM, et al. Para entender as linguagens documentárias. São Paulo: Polis, 1994. 72 p. VANCOUVER Sobrenome do primeiro autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do segundo autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do terceiro autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do quarto autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


54 quinto autor Prenome(s) (iniciais), Sobrenome do sexto autor Prenome(s) (iniciais), et al. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Pasquarelli MLR, Krzyzanowski RF, Imperatriz IMM, Noronha DP Andrade E, Zapparoli MCM, et al. Avaliação do uso de periódicos. São Paulo: SIBi-USP; 1987. Autoria desconhecida ABNT PRIMEIRA palavra do título em maiúscula: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1993. ISO PRIMEIRA palavra do título em maiúscula: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1993. VANCOUVER Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Diagnóstico do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro; 1993. Indicação de responsabilidade intelectual (coordenador, organizador etc) ABNT SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso) (responsabilidade intelectual abreviada). Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. SMIT, Johanna W. (coord.) Análise documentária: a análise da síntese. 2.ed. Brasília: IBICT, 1989. 135 p.

Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


55 ISO SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s) (iniciais ou por extenso), responsabilidade intelectual abreviada. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. SMIT, Johanna W., coord. Análise documentária: a análise da síntese. 2ª ed. Brasília: IBICT, 1989. 135 p. VANCOUVER Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais), responsabilidade intelectual. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Smit JW., coordenadora. Análise documentária: a análise da síntese. 2a ed. Brasília: IBICT; 1989. Autor entidade ABNT AUTOR ENTIDADE POR EXTENSO EM MAIÚSCULAS. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Sistema Integrado de Bibliotecas. Departamento Técnico. Bibliotheca universitatis: livros impressos dos séculos XV e XVI do acervo bibliográfico da Universidade de São Paulo. São Paulo: Edusp, 2000. 705 p. ISO Autor entidade por extenso. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data de publicação (ano). Paginação. ISBN. Universidade de São Paulo. Sistema Integrado de Bibliotecas. Departamento Técnico. Bibliotheca universitatis: livros impressos dos séculos XV e XVI do acervo bibliográfico da Universidade de São Paulo. São Paulo: Edusp, 2000. 705 p. iSBN 85-3140-545-9. VANCOUVER Autor entidade por extenso. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação (ano). Universidade de São Paulo. Sistema Integrado de Bibliotecas. DepartaFaculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


56 mento Técnico. Bibliotheca universitatis: livros impressos dos séculos XV e XVI do acervo bibliográfico da Universidade de São Paulo. São Paulo: Edusp; 2000.

Título ABNT O título (com destaque tipográfico: negrito, sublinhado ou outro) e o subtítulo devem ser reproduzidos tal como figuram no documento, separados por dois pontos. PASTRO, C. Arte sacra: espaço sagrado hoje. São Paulo: Loyola, 1993. ISO O título (em itálico) e o subtítulo devem ser reproduzidos tal como figuram no documento, separados por dois pontos. PASTRO, C. Arte sacra: espaço sagrado hoje. São Paulo: Loyola, 1993. VANCOUVER O título e o subtítulo devem ser reproduzidos tal como figuram no documento, separados por dois pontos. Pastro C. Arte sacra: espaço sagrado hoje. São Paulo: Loyola; 1993.

Edição ABNT A partir da segunda edição. Utilizam-se abreviaturas dos numerais ordinais e da palavra “edição”, ambas na forma adotada na língua do documento. PEDROSA, I. Da cor à cor inexistente. 6.ed. Rio de Janeiro: L. Cristiano, 1995. FRANÇA, J. L. et al. Manual para normalização de publicações técnicocientíficas. 3.ed. rev. e aum. Belo Horizonte: UFMG, 1996. ISO A partir da segunda edição. Utilizam-se abreviaturas dos numerais ordinais e da palavra “edição”, ambas na forma adotada na língua do documento. Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


57 PEDROSA, I. Da cor à cor inexistente. 6ª ed. Rio de Janeiro: L. Cristiano, 1995. VANCOUVER A partir da segunda edição. Utilizam-se abreviaturas dos numerais ordinais e da palavra “edição”, ambas na forma adotada na língua do documento. Pedrosa I. Da cor à cor inexistente. 6ª ed. Rio de Janeiro: L. Cristiano; 1995.

Local ABNT Indica-se o nome da cidade. Não sendo possível identificá-lo usa-se a expressão sine loco, abreviada, entre colchetes [s.l.] OS GRANDES clássicos das poesias líricas. [s.l.]: Ex Libris, 1981. ISO Indica-se o nome da cidade. Não sendo possível identificá-lo usa-se a expressão sine loco, abreviada, entre colchetes [s.l.] OS GRANDES clássicos das poesias líricas. [s.l.]: Ex Libris, 1981. VANCOUVER Indica-se o nome da cidade. Não sendo possível identificá-lo usa-se a expressão sine loco, abreviada, entre colchetes [s.l.] Os grandes clássicos das poesias líricas. [s.l.]: Ex Libris; 1981.

Editora ABNT Na indicação do nome da editora suprimem-se as palavras que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para a identificação. Palavras como editora, livraria, editorial e outras semelhantes não ligadas por preposição devem ser eliminadas, bem como os designativos cia. Ltda. etc.. Quando a editora não é identificada, deve-se indicar a expressão sine nomine, abreviada, entre colchetes [s.n.] Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


58 DAGHLIAN, J. Lógica e álgebra de Boole. 4.ed. São Paulo: Atlas, 1995. GONÇALVES, F. B. A história de Mirador. [s.l.: s.n.] 1993. ISO Na indicação do nome da editora suprimem-se as palavras que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para a identificação. Palavras como editora, livraria, editorial e outras semelhantes não ligadas por preposição devem ser eliminadas, bem como os designativos cia. Ltda. etc.. Quando a editora não é identificada, deve-se indicar a expressão “editora desconhecida” ou equivalente DAGHLIAN, J. Lógica e álgebra de Boole. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1995. GONÇALVES, F. B. A história de Mirador. [local de publicação desconhecido: editora desconhecida] 1993. VANCOUVER Na indicação do nome da editora suprimem-se as palavras que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para a identificação. Palavras como editora, livraria, editorial e outras semelhantes não ligadas por preposição devem ser eliminadas, bem como os designativos cia. Ltda. etc.. Quando a editora não é identificada, deve-se indicar a expressão “sine nomine” ou equivalente Daghlian J. Lógica e álgebra de Boole. 4ª ed. São Paulo: Atlas; 1995. Gonçalves FB. A história de Mirador. [s.l.]: [s.n.]; 1993.

Data ABNT Indica-se a data em algarismos arábicos. Se nenhuma data de publicação, distribuição, copyright, impressão etc. puder ser determinada, registra-se uma data aproximada, entre colchetes, conforme indicado: Um ano ou outro: [1971 ou 1972] Data provável: [1969?] Data certa, não indicada no item: [1973] Use intervalos menores de 20 anos: [entre 1906 e 1912] Recomendações para apresentação de trabalhos acadêmicos


Data aproximada: [ca. 1960] Década certa: [197-] Década provável: [197-?] Século certo: [18--] Século provável: [18--?] ISO Indica-se a data em algarismos arábicos. Se nenhuma data de publicação puder ser determinada, deve-se indicar a expressão sine datum [s.d]. SANTOS, BVA. Tecnologias aplicadas à enfermagem. Rio de Janeiro: Bartira, s.d. VANCOUVER Indica-se a data em algarismos arábicos. Se nenhuma data de publicação puder ser determinada, deve-se indicar a expressão sine datum [s.d]. Santos BVA. Tecnologias aplicadas à enfermagem. Rio de Janeiro: Bartira; s.d.

Regras gerais As referências são alinhadas somente à margem esquerda do texto de modo a permitir identificar individualmente cada documento, em espaço simples e separadas entre si por espaço duplo.


APRESENTAÇÃO DIGITAL DOS TRABALHOS


61 MODELOS DE REFERÊNCIAS

O processo de submissão compreende as seguintes etapas e condições: •

formato utilizado para os textos: PDF;

o processo de submissão só poderá ser iniciado após a aprovação final do TCC;

entregue a Autorização que se encontra disponível no endereço http://www.fatea.br/biblioteca devidamente preenchida e assinada na Biblioteca Conde de Moreira Lima.

após a entrega será emitida uma senha para que se realize o processo de submissão;

a biblioteca irá catalogar o TCC;

a partir daí o TCC estará disponível para ser consultado ou para download do texto completo por qualquer usuário da internet, por meio da Biblioteca Digital de TCCs da Fatea.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA


REFERÊNCIAS


63 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: Informação e documentação – Apresentação de citações em documentos. Rio de Janeiro, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação. Rio de Janeiro, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: Informação e documentação – Referências – Elaboração. Rio de Janeiro, 2002. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6028: Resumos. Rio de Janeiro, 1993. COMITÊ INTERNACIONAL DE EDITORES DE REVISTAS MÉDICAS. Requisitos uniformes para originais submetidos a revistas biomédicas. Disponível em: <http://www.wame.org/urmport.htm> Acesso em: 18 mar. 2003 MATOS, Francisco Gomes de. O cientista como citador. Ciência e cultura, v. 37, n. 12, p. 2042-2044, dez. 1985. NUNES, Rizzatto. Manual da monografia: como se faz: uma monografia, uma dissertação, uma tese. 4.ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

Faculdades Integradas Teresa D´Ávila - FATEA

R


Manual TCC - Fatea  

Recomendações para apresentação de TCCs na Fatea

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you