Issuu on Google+

o pinheirinho

| NOTÍCIAS | CRIAÇÃO LITERÁRIA | CRÓNICAS TEMÁTICAS | CHARNECA DE CAPARICA À LUPA | ANIMAIS | CULINÁRIA

| PEPTIT COIN DU FRANÇAIS | PASSATEMPOS E ANEDOTAS |] DESPORTO | INFORMÁTICA | MÚSICA | ENGLISH CORNER

ano onze | número 1 | dezembro de 2003 | 1 pinheiro | 50 pinhas (alunos) | e b i charneca deDcaparica E I Ç Ã O C O M E M O R A T I V A D O 1 0 º A N I V E R S Á R I O


rio Sumáíc ias not

2

al um ano especi a! está de volt “O Pinheirinho“ visita à FNAC Alimentação dia Mundial da s - o concerto Robbie William lico” na escola projecto “Púb Halloween exposição do “grand Slam” visita Arion es lberta Menér visita de Mª A chá Europeu ssa escola a saúde e a no nela o Mundo à ja lara Cavaco! até sempre C Year-book

ola! Parabéns, Esc

z a canção. tempo...” lá di to ui m .depende de é os “10 an pelo tempo”.. i de ão po. “n ”, co iou esse tem “Muito”, “pou em se vivenc qu os o m sã co e os o an ros 10 quem, com ssoa os primei s, o pe en a ag iz um nd de re Na vida andes ap s primeiras gr vão pautar da infância, da catrizes, que ci e is na si s, ca ar m tempo das s. eiros sons, as nossas vida lbuciar os prim ba a os , aprendemos em nd Apre imeiros passos pr s os r da a com as alegria aprendemos tos, a (sor)rir ec a af s os do em em nd a linguag dades, apre animais m as contrarie e a chorar co Tartarugas ros içá dos primei (sobre)viver... no ros amigos, qu ei im pr O cavalo lusita s do a. ci e inocên É o tempo po da sublim tica oração orados, o tem informá m ício à comem in na u de la co r es do a ta ss pu no m No dia 11, a história do co . o aniversário sário internet do seu décim data de aniver er qu al qu em re o a com que st m ci re co ân , er st Por isso e a circun vida extrat pa m po a m co houve festa, culinária am a viveu. um casa” souber o st da ca su a e a “prata da Receita de nr ho os ám de st os go as que Convidad is to com palavr ente u frança d ificar esse ac gn in scursos meram di di o e c qu el it do no s ai re tavam pet m pé es s ue du rq oa , as pess alphabet de ouvir po tos à mistura ec . af lo te e en ic uv es c ho pr 1º formais, ar de estar ntia-se o gost s dias de contentes, se a apresentação eiro dos muito im pr o , te en am ação. na praia Este foi, cert ssa comemor s ste ano da no ne do a nenhum do tu a, e st es qu fe de na visita tenho pe dar a, ra ci pa ân a st vr di la à pa Agora, poluição do dada a si a m nh co te é s l, te la. Afina alunos presen mundo tempo na esco ta é ainda a no e do ís ho pa un no em . Mas es o seu test aconteceu escola existe agens... corner ra eles que a des aprendiz pa an e gr s english da l po te m te ho o t , ss ver os no os the midnigh nossa infância ámos de (re) st n go , ee ia? ia w nc llo fâ ha igos de infânc E nesta in quece os am es rn em te qu an ... -l jack-o amigos z a canção, ia r a que, como di á É r e t li E a gente cant criação nça poesia da e nt ge a E o se cansa E a gente nã o pirata da T V a o De ser crianç o cavalo Juliã ca in br e nt ge s a E tica á m e t a infância. lh s ve Na nossa o st crónica go o nã o gost

9

10

12

13

17

19

21

trick or treat halloween thanksgiving o natal

o despor t

vela et qu as -b by mini e ba

passate

cola! Parabéns, Es

23

mpos

24 rica de capa a 26 c e n r a ch à lupa e halloween maz s ha in iv ad

tural património na

o pinheirinho 1|2

s Ana de Freita


Olá estudantes da E.B.I. !!!

Muito bem, lá vou eu dar raspanetes aos que já deviam estar “a dar o baza” para outra escola. Ponham-se a pau porque este ano a escola está muito exigente e rigorosa! Como todos sabem, no passado. dia 11 de Setembro , a escola fez dez anos ( que dia maluco para fazer anos) !! Acho que seria muito especial se todos nós contribuíssemos com alguma coisa para oferecer à escola, como por exemplo, ser um aluno melhor e transitar de ano, não estragar a escola e também dar alguns livros que temos lá em casa, num cantinho, que dão sempre jeito para alguma coisa! Acho que a nossa escola merece , pelo menos, por duas razões: -

por se “massacrar” a ensinar-te ( e a mim também) todos os dias, para que mais tarde não tenhamos problemas em entrar no curso que

sonhamos tirar e sermos bons profissionais! -

Porque nunca nos desiludiu! Pelo menos a mim e a vocês espero que também não ! E, às vezes, há aquelas coisas mais injustas mas a escola não é uma bruxa escondida nos armários a dizer quem foi e o que fez! Apenas são um grupo de pessoas que estão empenhadas em ajudar-te!

notícias

| Um ano especial...........

Por falar em bruxas: não te esqueças do Halloween no próximo dia 31 de Outubro que promete animarte. Até lá tens tempo de decidir de que é que vens mascarado(a)!!! Filipa Coutinho 6º D

| “O Pinheirinho” está de volta !! Já começou um novo ano lectivo! E s t e va i s e r u m a n o e s p e c i a l p o i s c o m e m o ra m o s o 1 0 º a n i v e r s á r i o d a nossa Escola. É, pois, o momento certo d e “ a r ra n c a r ” c o m o s p r e p a ra t i v o s p a ra continuarmos a ter em cada período u m a e d i ç ã o d o n o s s o j o r n a l e s c o l a r. Acima de tudo é necessário continuar a m o s t ra r a o s a l u n o s q u e o j o r n a l é d e l e s e q u e , p o r t a n t o, t ê m d e c r i a r material jornalístico com interesse, n ã o s ó p a ra n ó s , m a s t a m b é m p a ra a comunidade que nos rodeia. A s s i m , p e n s a m o s q u e o a r ra n q u e deverá passar pelo núcleo jornalístico já existente na escola que continua a r e u n i r- s e s e m a n a l m e n t e n o C e n t r o d e Re c u r s o s , a s s e g u ra n d o a r t i g o s p a ra as várias secções do jornal.

c o o r d e n a d o ra d o j o r n a l , q u e r e ú n e s e m a n a l m e n t e à s q u a r t a s - f e i ra s , o q u e possibilita uma maior rentabilização n a d i s t r i b u i ç ã o d e t a r e fa s . A A s s o c i a ç ã o d e Pa i s j á p r o m e t e u , também, continuar a prestar a s u a c o l a b o ra ç ã o . A s s i m , s e t o d o s q u i s e r m o s , va m o s t e r o j o r n a l q u e desejamos. Estamos num ano especial. Será que va m o s c o n s e g u i r c r i a r t a m b é m e d i ç õ e s especiais do Pinheirinho?... É só mais um desafio a juntar a tantos outros que já enfrentámos... P r o f e s s o ra Te r e s a Pe r e i ra

E s t e a n o, f i n a l m e n t e , c o n s e g u i m o s ter um reforço substancial na equipa

supervisão, edição e revisão de texto ana freitas | cecília almeida | isabel pereira | joão santos | teresa pereira | teresa pombo || núcleo jornalístico 6ºD daniel martins | filipa coutinho | joão gomes | raquel moreira | 7ºC inês bação | luana nunes | mafalda ferreira | sara gonçalves | 8ºD inês matias | catarina ribeiro | 9º A joão paulo | tiago cardoso || associação de pais || colaboradores profs. ana cristina zorro | carlos gargaté | céu oliveira | diana nogueira | eugénia nunes | joão paulo proença || alunos 4ºB | 5º B daniela leitão | 6º C angélica azevedo | sofia cardoso | 8º B pedro fernandes | pedro alves | rui louro | tiago mendonça | 9º B catarina pires | 9º C vanda santos | marco azevedo | joão nascimento | layout e paginação teresa pombo | impressão gráfica triunfadora, artes gráficas ltd | propriedade escola básica integrada de charneca de caparica | praceta rodrigues de freitas | 2819-504 charneca de caparica | tel 212 979 660 | fax 212 973 079 | e-mail ce@eb123charneca.caparica.rcts.pt tiragem 500 exemplares | dezembro de 2003

a redacção d’o pinheirinho agradece a colaboração de todos os patrocinadores que tornaram possível esta edição


notícias

| Visita à FNAC No passado dia 15 de Outubro, cerca de 10 alunos da nossa turma aceitaram corajosamente o convite da professora de Português, Teresa Pombo, e participaram numa visita de estudo à livraria FNAC do Almada Fórum. Corajosamente porquê? Perguntarão os leitores.... Apenas por dois motivos: fomos de autocarro e...o nosso principal objectivo seria a aquisição de um livro na secção juvenil. Nos dias que correm é preciso coragem para...comprar um livro!!!

por vários outros países incluindo Portugal. Durante esta conversa pudemos não só colocar as nossas dúvidas como também apresentar as nossas críticas e sugestões (por exemplo, em relação ao preço dos

Partimos da escola às 10h e à nossa espera tínhamos nada mais nada menos que o Dr. Manuel

jogos).Antes ainda de visitarmos as diferentes áreas da loja, entrou na sala o Director de Comunicação da loja

Rodrigues, director da loja. Apesar de nos ter recebido à entrada da loja, convidou-nos a segui-lo e… acabámos por entrar pelas traseiras descobrindo todo um mundo

que nos falou da importância da motivação do público e nos explicou como costuma organizar os diversos concertos e outras iniciativas.

que está vedado ao público tradicional.

Por fim, percorremos as diferentes áreas

Nos bastidores da FNAC, tivemos

da loja com atenção especial à secção de literatura

oportunidade de ver, não só os locais onde chegam os fornecedores e onde são descarregados os livros, cd’s, etc como também os diversos gabinetes/departamentos. Conhecemos os responsáveis pelas diferentes áreas e, de forma muito breve, em que consiste o seu trabalho.

juvenil onde escolhemos, cada um de nós, um livro que iremos ler e partilhar com os colegas. Tivemos 15% de desconto por isso…só lamentamos que esse desconto especial não se tivesse estendido aos jogos também.

Depois, fomos conduzidos até uma sala de reuniões

Feitas as contas… todos nós gostámos

onde não só podemos ver esclarecidas algumas dúvidas como aprendemos um pouco da história da FNAC. A sigla significa “Fédération Nationale d’Achats des cadres” e foi fundada por dois amigos, André Essel e Max Théret

bastante da visita, não só pelo desconto e a simpatia de quem nos recebeu mas, também, pelo facto de termos tido acesso a espaços que a maioria das pessoas desconhece.

em 1954. Existem 64 lojas em França e 32 distribuídas

Os alunos do 9ºD

Dia Mundial da Alimentação 16 de Outubro No CRE, o Departamento de Ciências recordou este dia, através de uma exposição com trabalhos de alunos do 6º ano. Elaboraram trabalhos sobre a roda dos alimentos, em diferentes materiais, a história do pão, o leite, os alimentos, o exercício físico, os erros alimentares, as funções dos nutrientes, as vitaminas, as doenças provocadas por uma alimentação desequilibrada, adivinhas relativas à alimentação saudável, etc. MUNDO

Agora entretem-te, colocando as letras ou as sílabas das palavras e descobre algumas causas da FOME NO CaSe

ÇãoLuiPo ZaPoBre

ÇaTiJusIn

GuRaEr

DeDaDesIgual ÇõesDaInun Professoras Dina Macieira e Diana Nogueira

o pinheirinho 3|4


Foi no passado dia 19 de Outubro que tudo aconteceu. Robbie Williams, considerado o melhor cantor do Mundo, veio a Portugal para dar não um, mas dois fantásticos concertos no Pavilhão Atlântico em Lisboa. Posso confirmar que o concerto no dia 19, domingo, foi um dos melhores concertos a que fui. Nessa noite, o Pavilhão estava completamente cheio, e, entre multidões apertadas na plateia, ouviu-se a primeira parte do concerto: eram os Reamonn com a apresentação do seu terceiro álbum “Beautiful Sky”, o som desta banda era Rock. Algumas canções eram calmas e outras tinham uma grande potência vocal e de guitarra. Depois de quatro ou cinco músicas, os Reamonn despediram-se e vinte minutos depois, as duas televisões que estavam colocadas em ambos os lados do palco começaram a mostrar vários clips do Robbie Williams e as luzes apagaram-se. Um grande símbolo do Robbie Williams aparecia agora no palco, e, momentos depois, as cortinas abriram-se: havia escadarias, bailarinas, violinistas, pianistas e um grande espectáculo de luzes vermelhas que explodiu assim que se ouviu “Let Me Entertain You” e de um cantinho do palco saiu Robbie Williams aos saltos, completamente eléctrico, e a cantar no seu melhor. Seguiram-se outras músicas durante as duas fantásticas horas, como por exemplo: “Let Love Be Your Energy”, “Strong”, “She´s The One”, “Feel”, “Come Undone”, e, é claro, a grande balada “Angels”. Esta última foi tão espectacular e teve uma

Projecto Público na escola Foram conhecidos, em Outubro, os jornais escolares premiados em 2003 pelo Jornal Público. Concorreram cerca de 350 publicações divididas em quatro escalões de acordo com o nível etário dos alunos. Nós estávamos incluídos no 2º escalão e ficámos entre os 28 jornais seleccionados. Neste escalão o grande vencedor foi o jornal “Cic” do colégio Internato dos Carvalhos, em Gaia. O 2º prémio foi para Vila de Conde, para o

notícias

| ROBBIE WILLIAMS - O Concerto

resposta tão calorosa e confortante por parte do público que o “Mr. Entertainer” decidiu fazer aquilo que disse nunca ter feito num concerto seu - repetir a canção “Angels”. Por entre piadas e risadas, convites de fãs até ao palco e a “zanga” entre Robbie e o seu manager por este nunca lhe ter falado de Portugal, Robbie deixou-nos extremamente contentes. Ele próprio pareceu-me ficar apaixonado por Portugal ao deixar-nos com um sorriso caloroso, um leve aceno e envolto numa bandeira de Portugal. Robbie Williams é sem dúvida um cantor como nunca houve ou haverá! Tiago Cardoso 9ºA

jornal a “Aguarela”. O nosso jornal, o “Pinheirinho”, que concorreu pela 1ª vez a este concurso, teve uma Menção Honrosa que muito nos alegrou, pois serviu, acima de tudo, de estímulo, para fazermos mais e melhor este ano. Os prémios foram entregues em Novembro no Porto, no museu de Arte Contemporânea de Serralves. Parabéns a todos os concorrentes!...

Sara Gonçalves 6ºC


notícias

| Exposição do HALLOWE’EN

No dia 31 de Outubro celebrou-se o Hallowe’en na E.B.I. da Charneca de Caparica. Em frente à sala de alunos estavam inúmeros trabalhos sobre o Hallowe’en (cartazes, curiosidades e também um trabalho em Power Point do 9ºA). Todos os trabalhos estavam razoavelmente bem feitos, alguns mais fantasmagóricos que outros, mas todos falavam da obscuridade e do culto mais praticado em toda a América: O Hallowe’en. O núcleo jornalístico da nossa escola achou os trabalhos muito interessantes e agradece a iniciativa de todos os professores e alunos que colaboraram neste projecto, desejando que para o próximo ano o Hallowe’en continue a ser o “terror” e o divertimento entre os mais jovens. João Paulo e Tiago Cardoso 9ºA

tivemos numa reunião entre os

Practical Workshops. Os professores

Nos passados dias 30 de Setembro a 5

coordenadores do projecto a fim de tratar

dos países participantes foram divididos

de Outubro decorreu, em Albertslund,

questões pendentes.

pelos diferentes grupos e a experiência

na Dinamarca a 1ª conferência, o que

Durante a tarde fomos recebidos pelo

foi enriquecedora dando origem a

constituiu um dos pontos altos deste

presidente da Câmara de Albertslund que

pequenos novos projectos entre países

tem sido reeleito ao longo dos últimos 25

participantes.

anos!! Ficámos com a ideia que deverá

O dia 4 foi dedicado a actividades

estar a realizar um excelente trabalho

culturais incluindo uma pequena visita a

tal a harmonia que se podia fruir na

Copenhaga que nos soube a pouco (4/5

organização do espaço urbano, em que as

horas) e que nos fez ficar com vontade

ficamos surpreendidos com os recursos

zonas verdes conviviam com a expressão

de um dia voltar lá de férias, tal a beleza

nele existentes ao serviço das escolas e

artística e a limpeza das ruas e dos

da cidade.

professores por ele abrangidos. Tivemos

espaços era impecável.

Poderá ficar a conhecer melhor este

ainda o privilégio de ouvir uma magnífica

O dia 3 de Outubro foi o grande dia

projecto consultando a nossa Web

“lição” sobre a importância dos Centros

desta conferência e ao longo dele, foram

page em www.gslam.net Aqui poderá

de Recursos na vida da escola. Foi uma

organizados 5 workshops: E-Learning;

encontrar bastante informação sobre

changing teachers attitudes towards

o nosso projecto, bem como os

Learning Centre and Learning Styles;

documentos já produzidos. João Proença, coordenador do projecto

projecto. Durante estes dias foi possível juntar cerca de 50 professores dos países participantes para debaterem, trabalharem em conjunto e partilharem experiências. No dia 1 de Outubro visitámos o Centro Pedagógico de Albertslund (PCA) e

reflexão memorável que nos fez ver que as nossas intuições não andam longe da realidade, ainda não sabemos onde iremos chegar mas sabemos o que queremos e temos ideias seguras sobre o caminho que queremos percorrer. O dia encerrou com uma reflexão feita pelos nossos parceiros Ingleses sobre “Novos estilos de aprendizagem” aspecto que reputamos de central neste projecto. No dia 2 de Outubro fomos divididos em grupos e a Cecília e o Carlos tiveram a oportunidade de visitar duas escolas que são apoiadas pelo centro pedagógico de Albertslund , enquanto eu e a Teodolinda o pinheirinho 5|6

Using learning Styles; Detailed focus on building school libraries – Bookshelves to Resource Based Learning Centre e


| A ebi acolheu mais uma visita arion No âmbito do Programa Comunitário Sócrates, realizou-se, na área da Direcção Regional de Educação de Lisboa, na semana de 3 a 7 de Novembro uma jornada ARION – the school – com uma delegação de 14 países da Europa. Assim, na manhã do dia 6, recebemos os nossos colegas estrangeiros que visitaram algumas aulas em funcionamento. Posteriormente, numa sessão realizada no Centro de Recursos, compartilhámos informações sobre a organização do nosso

sistema educativo e o modus operandi da organização na nossa escola e sua inserção no sistema português. A sessão foi muito participada pelos colegas europeus, que vivendo experiências muito diversas da nossa, manifestaram uma enorme curiosidade por questões práticas decorrentes da nossa estrutura organizacional e curricular. No final registaram a boa impressão que levaram da nossa escola no Livro de Honra do Centro de Recursos. A Escola agradece a todos os que contribuíram para o bom desempenho da nossa escola, nesta iniciativa da DREL. Prof. Carlos Gargaté

No dia 27 de Novembro, a escritora Mª Alberta Menéres veio à nossa escola para encerrar, com chave de ouro, um conjunto de projectos elaborados pelos alunos. A propósito da leitura de várias obras os professores do 4º, 5º e 6º anos de escolaridade têm privilegiado experiências decorrentes da leitura ou sugeridas pela magia que é veiculada pelas próprias histórias. Destes espaços destinados ao livro e à activação do imaginário de cada criança têm surgido os mais diversos trabalhos a apresentar e apreciar ao longo dos dias 24 a 27 de Novembro. Foi, também, possível, durante este período, adquirir os livros da autora a preços de feira. Prof. Eugénia Nunes

| Chá Europeu No dia 26 de Setembro, comemorou-se mais um Dia Europeu das Línguas e na sala de professores houve chá. Foi mais um chá Europeu que este ano se realizou mais cedo. Aproveitando a comemoração oficial do Dia Europeu das Línguas e do 10º aniversário da escola, o chá foi pela 10ª vez realizado pelo Departamento de Línguas Estrangeiras e contou com a colaboração de todos os professores do Departamento. Para quem é novo na escola, esta iniciativa foi uma agradável surpresa, não só porque foram presenteados com deliciosos chás e scones, mas porque a sala de professores estava diferente. As mesas decoradas a rigor para a ocasião, enchiam os olhos a qualquer um. Ah! E os bolos e os bolos e aquelas tartes de maçã quentinhas… Foi um momento de convívio à volta das mesas, com a colaboração dos alunos, que nestas ocasiões não falham com a sua preciosa ajuda e alegria. Para os professores novos foi uma forma diferente de conhecerem e de se dar a conhecer. Mas que não se habituem: chá e bolinhos só para o próximo ano. Até porque, para bem da nossa saúde não podemos abusar dos doces. Prof. Mª João Santos

notícias

| A Visita de Maria Alberta Menéres


notícias

| A Saúde e a nossa Escola

No âmbito do Projecto Educativo de Escola, ficou definido que o grande tema “Saúde – Como preservar?” é uma componente essencial na educação dos nossos alunos. Neste contexto, está a ser desenvolvido um trabalho interdisciplinar alargado, onde se privilegiam também os aspectos da Educação Sexual. Como é do conhecimento geral, a escola tem um Projecto “Re… Conhecer” que vem a implementar desde o ano lectivo de 2000/2001, onde se prevê uma formação não só aos alunos mas também a professores, auxiliares de acção educativa e encarregados de educação. Por motivos alheios à nossa vontade, não foi, até ao momento, desenvolvida nenhuma actividade para os auxiliares de acção educativa, mas desejamos que possa ser agendada para o presente ano lectivo. Desde já se dá a conhecer que as turmas 7ºB, 7ºD, 8ºB e 9ºanos estão a desenvolver trabalhos nesta área que irão apresentar à comunidade educativa.

Professora Céu Oliveira

O MUNNDO À JANELA é uma actividade, proposta pelo Departamento de Ciências Sociais e Humanas, que pretende: Levar ao conhecimento da comunidade trabalhos realizados pelos alunos; Promover a articulação entre vários saberes; Dinamizar um espaço do Centro de Recursos; Desenvolver competências no uso das TIC. Os alunos realizam pesquisas sobre um tema de natureza interdisciplinar, desenvolvem esse trabalho nas áreas curriculares não disciplinares e apresentam os trabalhos em Power Point, na Janela, criada para o efeito, no Centro de Recursos. Todas as semanas (de 14 de Outubro a 4 de Junho) o Mundo estará à Janela com um tema diferente. Neste 1º período tivemos o seguinte calendário:

ANO 6º B

DATA 13 a 17 de Out.

7º C 9º B

20 a 24 de Out. 27 a 31 de Out.

8º A 6º D 9º C 7º A

3 a 7 de Nov. 10 a 14 de Nov. 17 a 21 de Nov. 24 a 28 de Nov.

9º A 6º A

2 a 5 de Dez. 9 a 12 de Dez.

TEMA A Vida a bordo das Caravelas O Mar e a Poesia Catástrofes Naturais

Violências S. Martinho Tabagismo Acolher as Deficiências Voluntariado Natal

Cada turma preparará um pequeno questionário a responder por todos aqueles que vejam e apreciem o trabalho. Será premiado o/a aluno/a que mais vezes tenha visitado a Janela, com uma prestação positiva. A escola está envolvida pelo que a nossa Janela tem um colorido especial. E desde dia 19 de Outubro encontra-se ainda na página da escola, na Internet, podendo ser consultada por todos os elementos da comunidade educativa. Profª Maria do Céu Oliveira e Profª Ana Cristina Zorro

o pinheirinho 7|8


Não é meu costume escrever sobre pessoas, excepto quando era pedido na Faculdade onde estudámos. Não nos encontrámos lá por mero acaso, ou então andávamos perdidas, tu pelos corredores de História e eu, pelos corredores das Línguas. Não nos encontrámos na Charneca durante muitos anos e onde sempre vivemos. O nosso encontro foi na escola e nesses corredores não andávamos perdidas. Conhecemo-nos, convivemos, rimos. Se me perguntarem o que posso dizer de ti, responderei que passaste pelos corredores, pelas salas, discreta, serena e que fizeste História e contaste História, e que ensinaste, e que educaste, e que os teus alunos gostavam de ti e da tua História. Para mim fica a imagem da serenidade, da discrição, mas também do profissionalismo que punhas em tudo o que fazias. Às vezes sinto ainda a tua marca no CRE, nos livros e nas impressões que deixaste em todos que contigo aí trabalharam. Se me perguntarem por ti, direi que já não passas por lá, mas que ficarás para sempre na memória dos que ainda lá estão. Até sempre! Prof. Mª João Santos

| Year-book ... um sonho a concretizar ao longo deste ano! A E.B.I. da Charneca de Caparica comemorou, a onze de Setembro, o seu 10º aniversário. Durante estes anos temos tentado fazer desta escola a “nossa escola”. Isto só tem sido possível com a colaboração de todos vós, como se tem verificado nos sucessivos Arraiais com que, ao longo de nove anos, temos vindo a encerrar os anos lectivos e onde a confraternização da nossa comunidade educativa tem estado bem patente. Gostaríamos que este ano tão especial ficasse para sempre na memória de todos nós. Para isso pretendemos fazer um “Livro do 10º aniversário da Escola” (Year Book) que inclua fotografias de todos os intervenientes nas actividades escolares, assim como referências específicas a essas actividades. Este projecto só se pode tornar uma realidade com a vossa comparticipação e com o contributo de alguns patrocinadores locais pois, como sabem, as limitações financeiras da Escola são, presentemente, muito grandes. Precisamos de ter a certeza de ter capacidade financeira para assegurar as várias despesas respeitantes a esta publicação. Contamos convosco! A equipa coordenadora

O SEU PARCEIRO NA CHARNECA DE CAPARICA

EMPRESA M. FERREIRA BASTOS frutos secos | utilidades domésticas | utensílios agricolas e de jardim equipamentos para obras | bricolage e outros Rua Pedro Costa (cruzamento da Marisol) Tel 212 961 315 Fax 212 974 591

notícias

| Até sempre Clara Cavaco!


| Tartarugas

animais

Eu

tenho

duas

tartarugas

muito

pequeninas, brincalhonas e muito irrequietas!!!

do meu quarto! Comem uns camarõezinhos muito pequeninos e secos porque são muito saudáveis!

Chamam-se a Fáfá e a Fifi! Adoro-as e brinco muito

As tartarugas são animais que, tal como

com elas. Não sei muito sobre tartarugas mas

os outros animais, merecem muita atenção. São

acho-as uns animais muito “fixes” e interessantes,

muito resistentes e têm muitos anos de vida.

com aquelas carapaças bem verdinhas e uns olhos muito desconfiados. Todos os dias lhes dou muita

Se não têm nenhum companheiro de quarto, aconselho-vos a tartaruga …!!!

atenção, coloco-as em cima da minha mão a 2 cm da água; elas vão andando e saltam. Tenho uma

Pipa, 6º D

maneira especial de ver se elas estão felizes ou não, portanto sei que elas ficam muito contentes. Deixoas andar soltas na banheira com água funda, para nadarem como quiserem, ou deixo-as andar no chão

| O cavalo lusitano O Cavalo Lusitano é ágil, manejável e ligeiro. De origem exclusivamente portuguesa, este animal de temperamento dócil, adapta-se bem à sela ou a trabalhos que requeiram mais destreza do que força. A sua altura varia entre 1.50 e 1.60m de altura ao garrote e as cores mais predominantes são o ruço, castanho ou alazão. A origem do Cavalo Lusitano perde-se na noite dos tempos. Da sua rapidez e sobriedade falam os escritos árabes e as crónicas romanas. No passado, este cavalo foi utilizado para fins militares; hoje em dia, o seu papel mais destacado é nas corridas à portuguesa, pela nobreza, rapidez e destreza com que se esquiva ao touro. Inês Matias

o pinheirinho 9|10

8ºD

“O Pinheirinho” tem o patrocínio de


Olá caros amigos da EBI... como sabem o computador não apareceu assim do nada... Como era há séculos atrás? Qual foi a sua utilização? Lê atentamente e saberás as respostas!! O 1º objecto foi o Ábaco. A sua origem remonta à Ásia Menor, 500 anos atrás. Existiram várias formas de ábacos, idealizados pelas várias culturas em que foram usados/criados. No entanto, o seu uso sofreu franca diminuição, sobretudo na Europa, a partir da consolidação do uso do papel e da caneta. Seguindo a linha histórica, e lidando com “engenhocas” mais sofisticadas, é criada por Pascal, em 1642, a primeira máquina de calcular de que se tem notícia. Ela funcionava através de engrenagens mecânicas, e conseguia realizar somente a soma. No entanto, 52 anos depois, Leibniz aprimora o invento de Pascal, de tal forma que a nova “calculadora” mecânica já era capaz de realizar a multiplicação, além da soma. Apesar disso, é somente a partir de 1820 que as máquinas de calcular mecânicas começam a ser amplamente utilizadas. Já nesta época, Charles de Colmar inventa uma nova calculadora, que consegue realizar todas as quatro operações aritméticas básicas: soma, subtração, divisão e multiplicação. E esta era a fase em que se estava até à I Guerra Mundial, o período da computação mecânica.

percebe uma “ harmonia natural entre máquinas e matemática”. Não se deve perder de vista que Babbage vivia no contexto da Revolução Industrial inglesa, que estava a mudar radicalmente a forma de ver, pensar e agir da sociedade europeia da época. Segundo observou Babbage, as operações matemáticas repetitivas poderiam ser desenvolvidas com mais agilidade e confiabilidade pelas máquinas do que pelos homens. Estimulado por isso, ele idealizou uma máquina a vapor, que seria capaz de realizar cálculos matemáticos mais complexos do que as quatro operações aritméticas básicas. Esta máquina, maior do que uma locomotiva, nunca foi construída na prática, mas as ideias do seu idealizador foram fundamentais para os progressivos avanços na computação mecânica. Em 1889, Herman Hollerith, inventor americano, e fundador da empresa que deu origem à IBM, estava às voltas com um problema norte-americano: estava sendo realizado um censo demográfico no país, mas temia-se pela quantidade de tempo necessário para apurar todos os resultados desejados. Compra o próximo jornal “O Pinheirinho”. Eu cá estarei com mais informações sobre “A história do computador” Até lá!

Mas o início real do desenvolvimento dos computadores como os conhecemos hoje deve-se a Charles Babbage, matemático inglês que, em 1812,

apoia “O Pinheirinho”

Daniel Martins Nº7 6ºD

informática

| História do Computador: do ábaco à IBM


informática

Olá!! Cá estou eu como prometi o ano passado... Caros Cibernautas tenho uma muito triste notícia... o msn vai encerrar e acho que o mIRC também... mas vou continuar com as coisas mais fixes da net... nesta edição vou falar sobre o Habbo Hotel... um sítio onde podes ir à praia, ao cinema, criar a tua própria casa, como a que vês aí em baixo da Ana Rita do 6ºD... podes jogar jogos como Races, Fallin Furny, Revenge, kick wars, etc... o Habbo só tem um defeito... só há Ingleses... talvez se espalharem esta notícia possam haver mais portugueses!! www.habbohotel.com Se te interessas pela vida extraterrestre visita estes sites de pesquisa: www.ufo.com.br (site brasileiro)

Daniel Catita Nº7 6ºD

Este site dá-nos a descobrir o mundo extraterrestre. Tem uma Biblioteca on-line muito interessante. www.area51.com (site escrito em inglês) Este é outro dos muitos sites sobre a vida extraterrestre. Muito interessante, contem imagens muito perfeitas sobre círculos e ovnis.

| L’Alphabet du Père Noel Trouve les vingt-six mots qui composente l’alphabet du Père Noel. A. Tenait au chaud petit Jésus dans la crèche. B. Inséparable du préccédent. C. C’est par là qu’arrive le Père Noel. D. Á toujours sa place à la table du réveillon. E. C’este qui guida les trois rois mages. F. Elle este réunie pous fêter Noel. G. Le prénom d’un ange. H. Doit être lourde à porter avec tous ces jouets! I. Les lumières de la ville au moment de Noel. J. Personnage de la crèche. K. Un jouet qui en fait voir de toutes les couleurs. L. Peut être allumée pour la décoration de Noel. M. Le prénom d’un roi mage. N. Un manteau de la nature qui n’est pas toujours là à Noel. O. Un fruit dans la coupe du Père Noel. P. Il est toujours vide à Noel. Q. Un jeu d’enfant que l’on n’offre plus guére. R. le repas qui suit la messe de minuit. S. À Noel, c’est le seul qui a les boules! T. Moyen de transport du Père Noel. U. La famille l’est à Noel. V. Personnage de la crèche. W. Noel en Allemagne. X. Noel en Angleterre, mais de façon abrégée. Y. Un jouet qui a connu des hauts et des bas. Z. Pour Noel, son signe est le capricorne.

o pinheirinho 11|12

A._ _ B._ _ _ _ C._ _ _ _ _ _ _ D._ _ _ _ E._ _ _ _ _ F._ _ _ _ _ _ G._ _ _ _ _ _ H._ _ _ _ I._ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ J._ _ _ _ _ K._ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ L._ _ _ _ _ _ M._ _ _ _ _ _ _ N._ _ _ _ O._ _ _ _ _ P. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ Q._ _ _ _ _ R._ _ _ _ _ _ _ _ S._ _ _ _ T._ _ _ _ _ _ _ U._ _ _ V._ _ _ _ _ X._ _ Y._ _ _ Z._ _ _ _ _ _ _

SOLUTIONS: Âne; Boeuf; Cheminée; Dinde; Étoile; Famille; Gabriel; Horte; Illuminations; Joseph, Kaleidoscope; Lumière; Melchior; Neige; Orange; Porte-monnaie; Quilles; Revéillon; Sapin; Traineau; Unie; Vierge; Weinachten; Xmas; Yoyo; Zodiaque.

le petit coin du français

www.ovnis.com.br (site brasileiro) Neste site, encontramos fantásticas imagens e invenções de planetas de planetas, naves e personagens, imaginarias. Pedro Fernandes, Pedro Alves, Rui Louro, Tiago Mendonça 8ºB


Ingredients: 1 (18 oz.) pkg. chocolate cake mix 1 stick (1/2 cup) butter Chocolate Frosting 2/3 C. Cocoa 3 C. powdered sugar 1/3 C. milk 1 tsp. vanilla extract 1 tube of decorator white frosting black pipe cleaners for cup cakes a few chocolate coated candies for cup cakes

Chocolate Ghost Cookies Ingredients: 1 lb. white chocolate coating 1 pkg. Nutter Butter Peanut Bars 1 pkg. mini chocolate chips Preparation: In the top of a double boiler melt white chocolate coating. Dip cookies into coating covering completely. Set on waxed paper to cool. Spread melted chocolate to areas which did not get covered. Add eyes using mini chocolate chips.

Preparation: Prepare one chocolate cake mix as directed but use two 9 inch pans for the cake. When the cakes cool, frost with chocolate frosting. Decorate with the white frosing by painting on a spiderweb shape. You can decorate cupcakes into spiders by frosting them with chocolate frosting, and cutting pipe cleaners into fourths, and adding four legs to each side. Add the eyes by placing two candies between the two sets of legs.

Raquel Moreira 6ºD

| Bolo de chocolate Tio Patinhas Eu e a minha mãe fazemo-lo e é uma delícia ... É um bolo de chocolate que as crianças sempre gostam e é muito saboroso! Ingredientes: - 4 ovos - 250g de açúcar - 250g de farinha de trigo - 100g de chocolate em pó - 1 dl de leite - 100g de margarina derretida mas não quente - 1 colher (chá) bem cheia de fermento em pó Bata as gemas com o açúcar até obter um creme fofo e esbranquiçado; junte em seguida a margarina derretida e mexa com cuidado. Bata rapidamente as claras em castelo e misture no preparado, alternadamente, com a farinha, o leite, o chocolate e o fermento, mexendo com cuidado e de baixo para cima. Deite na forma, alise e leve ao forno médio ou pouco forte cerca de 40minutos (a partir dos 30 convém verificar com um palito). Depois retire e deixe arrefecer e pode usar como cobertura este recheio: -125g de chocolate em tablete; 2 colheres de sopa de margarina; 5 colheres de sopa de açúcar; 3⁄4 partes de chávena de leite; 2 colheres de sopa do licor que desejar. Junte num tachinho, o chocolate partido em pedacinhos com todos os outros ingredientes; leve ao lume e vá mexendo sempre, lentamente, com uma colher de pau; deixe ferver 5 minutos (sem deixar de mexer) em lume moderado; retire do lume e deixe arrefecer. Este molho depois de frio também serve para regar o bolo inteiro. Nota: este creme também pode ser usado para acompanhar gelados, crepes, fondue de fruta, etc. Filipa Coutinho 6º D

culinária

| Receitas de susto Spider Cake


1º ciclo

| A apresentação No meu primeiro dia de aulas, dia 15 de Setembro, foi a apresentação dos alunos do 1º ciclo. Às 10h tive de ir para a sala 17, ter a apresentação com a minha professora. Ensaiámos uma canção de boasvindas para os alunos do primeiro ano, mostrámos-lhes a escola e dissémos as zonas em que podiam e não podiam estar. Fomos até ao bar cantar os parabéns à escola pelos seus 10 anos de existência. O professor Carlos Gargaté soprou as velas e agradeceu aos alunos e professores do 1º ciclo. Cortou o bolo com o simbolo da escola e ofereceu uma fatia a quem quisesse, alunos e professores. Voltámos para a sala, alguns foram para casa e outros almoçaram na escola e depois foram para os tempos livres. | “Conta o que fizemos, ouvimos, vimos e aprendemos hoje na praia.” Dia 26 de Setembro de 2003 as turmas do 4º ano da tarde foram à praia da Mata fazer jogos numa iniciativa da Câmara Municipal de Almada. A turma do 4ºB fez dois jogos: esculturas na areia e separação do lixo. Vimos as amostras de crustáceos e fizémos o jogo dos gestos, mas todos os alunos estavam envergonhados e passámos às esculturas na areia a pares ou trios. Eu e a Carolina fizemos um golfinho, o Milton, a Daniela e o Henrique fizeram um polvo. Fomos apanhar conchas e algas para pôr na escultura, mas a maré estava cheia e desmanchou a escultura. Aprendi alguma coisa da vida marinha, sobre os crustáceos, os nomes deles e a forma da concha, como era o bicho interior da concha. Apalpámos os crustáceos e as algas. Algumas algas vêm à superficie, porque têm bolhas de ar. Foi uma tarde bem passada à beira mar. Carla Tavares 4ºB

o pinheirinho 13|14

Inês Alexandre 4ºB


No dia 23 de Setembro de 2003, as três turmas do 4º ano realizaram uma visita de estudo a Lisboa, da qual se escreve o seguinte relatório: Entrámos na Sé, a principal igreja de Lisboa; um dos monumentos mais antigos da cidade. A Sé foi mandada construir por D. Afonso Henriques em 1147, ano em que Lisboa foi conquistada aos mouros, no sítio onde havia uma mesquita árabe. A Sé é muito bonita, com as suas ameias no exterior, mais parece um castelo. No interior, há estátuas, vitrais, túmulos e pinturas antigas. Subimos a pé até ao Castelo de S. Jorge, por ruas onde passa o eléctrico. Vimos a estátua de S. Jorge logo à entrada, um filme sobre o desenvolvimento de Lisboa, o foral, um documento sobre as leis da cidade, assinado pelo 1º rei de Portugal e ouvimos música medieval. Subimos às ameias do castelo e vimos a cidade à nossa volta, o rio

Tejo e a margem sul, de onde viemos. Descemos à baixa pombalina, mandada construir pelo Marquês de Pombal, depois do terramoto de 1 de Novembro de 1755. Nas escavações arqueológicas do BCP na rua Augusta, vimos uma casa com 2500 anos, um esqueleto romano, mosaicos de lindos desenhos, tanques para o fabrico de pasta de peixe, que se espalhou por todo o Império Romano, levada pelos seus barcos, em ânforas construidas à beira do Tejo. Havia também um tanque com degraus, que era uma piscina para os romanos tomarem banho. Apanhámos o autocarro de volta para a escola no Terreiro do Paço, a praça mais bonita de Lisboa, com o arco da Rua Augusta e a estátua equestre de D. José no meio. Texto colectivo da turma do 4ºB

| POLUIÇÃO O problema da poluição do ambiente diz respeito a todos nós, ninguém pode dizer que se trata de um problema dos outros. Preocupa-me que o nosso país esteja cada vez mais poluído. Quem também polui bastante são as fábricas, deitando muitos gases e deitando os esgotos para os rios. Qualquer dia não temos água para beber nem peixe para comer, pois os mares, rios e

oceanos estão tão poluídos que os animais e plantas que aí vivem não conseguem respirar. Era muito bom que todos os homens no mundo se preocupassem com o ambiente, para que todos pudessem viver saudavelmente. Carolina Sousa 4ºC

1º ciclo

| Visita de estudo


1º ciclo

No Verão, houve muitos incêndios que destruíram casas, aldeias e florestas. O fogo foi devido ao muito calor e pessoas que pegavam fogo às matas. --Carolina Os bombeiros são heróis! --Diogo Um atentado terrorista matou Sérgio Vieira de Mello. --Fernando

No Algarve vi construções na areia. -Bernardo Telo Um soldado luso-americano morreu na guerra do Iraque. --Tasha Almeida Acontecimentos registados por alunos do 4ºB

Em Agosto vimos o planeta Marte muito grande, porque estava perto da Terra. --Tasha Houve o furacão Isabel que destruiu uma grande parte da América. --Carla Um tubarão branco de 4 metros foi apanhado pelos pescadores a 10 milhas da costa em Sesimbra. --Mara Paula Houve a queda de uma ponte no IC-19. -André Dias Uma tartaruga gigante deu à costa algarvia e morreu por causa da poluição. --Tiago Muitas pessoas morreram no mar afogadas. --Isabel Vi uma gaivota com uma asa partida em Sesimbra. --Tasha

| O que aconteceu no país e no mundo Uma das notícias mais importantes deste Verão no nosso país foi o fogo. Grande parte do país ficou queimada. Passei férias no Algarve onde o fogo andou. Houve alturas que estava na praia e, de repente, o Sol desaparecia pois o fumo tapava-o. Também a parte centro e norte do nosso país foi afectada pelo fogo. Ouvi na rádio que a nossa floresta quase desapareceu. Foi uma tragédia. No dia 27 de Agosto de 2003, o planeta Marte aproximou-se mais da Terra. Foi um grande fenómeno. Há 60 mil anos que tal não acontecia e, como é normal, todas as pessoas olharam para o céu, na tentativa de ver alguma coisa. Agora, só no ano 2287 é que volta a acontecer este fenómeno. Carolina Madeira Fernandes

4ºB

“Movéis que crescem com eles” Visite a nossa loja em: Av. 23 de Julho, nº 20 G 2800-534 Almada tel. 212749537

Apoia “O Pinheirinho” o pinheirinho 15|16


1º ciclo

| A FLORESTAÇÃO A Serra da Estrela é a serra mais alta de Portugal: tem 1991 metros de altitude. Tem zonas montanhosas e vales. A Serra da Estrela fica no centro de Portugal, tem paisagens muito bonitas, lagos e cascatas. Não há pinheiros muito altos e o arvoredo é todo rasteiro; há muita vegetação boa para pastagens, por isso se faz o tão famoso queijo da serra. Na Serra da Estrela, nos meses de Dezembro a Maio, no ponto mais alto, onde fica a Torre, fica tudo coberto de neve e as pessoas fazem esqui. Na Serra da Estrela há muito ar puro e nascem dois grandes rios: o Mondego e o Zêzere. Gonçalo 4ºC

| A SERRA DA ESTRELA

Carolina Sousa 4ºC

desporto

Quase todos os Invernos eu vou à Serra da Estrela. Houve um ano em que os meus primos também foram comigo, talvez o ano em que mais me diverti! Todos bem equipados, com botas, luvas e blusões de penas. Brincámos com a neve e fizemos um boneco grande. Nenhum de nós sabia esquiar, mas todos fizemos “sku”… Durante a viagem até à serra, pudemos admirar as paisagens que são espectaculares! As estradas estavam cheias de neve, todo o cuidado é pouco, temos de ir devagar e colocar protecções nos pneus, para o carro não escorregar. Havia várias cascatas, onde apetecia tomar banho, mas o frio era muito e ninguém quis arriscar. Ao longo da estrada encontrámos vários pinheiros e castanheiros, aproveitámos, saímos do carro e comemos algumas castanhas. Mais tarde fomos a Manteigas onde os meus pais descobriram a casa de uma senhora, que fazia queijo da serra. Eu fiquei muito contente, porque este é o queijo de que eu mais gosto. Humm! Com um pedacinho de pão, é de comer e chorar por mais…!


english corner

| The Midnight Hotel Two couples, Kate and Richard, David and Katrina, married in mid October, were spending their honeymoon in a hotel called Midnight Hotel, in Transylvania. Both couples had installed themselves without suspecting what could happen to them there. In the middle of the night Kate and Richard woke up with somebody knocking on their bedroom door. They opened the door but they didn’t see anybody outside. They thought that it could have been someone from the opposite room. They knocked; nevertheless Katrina and David told them it had not been them. They were getting acquainted when they saw a man passing by. They didn’t see his face because he hid it from the light. They found everything very weird in that hotel and decided to find out what was happening. They arranged to meet in the entrance hall in the morning. David and Katrina were the first to go downstairs. They went to the reception to ask for breakfast, but the receptionist said that they could not serve it because the employees were off duty. Later the two couples met in the entrance hall as agreed. They decided to investigate the rooms in the first place. Fortunately one of the rooms had a half-opened door and they got in. Inside the drawers they discovered magazines of wolves and vampires. They remembered that very strange man they saw the previous night. He might well be

a vampire. As they wanted to visit the city they separated and decided to meet at midnight in the forest next to the cemetery. At the arranged hour they met in the forest and hid themselves behind some trees to see if they would discover something about that. Some minutes passed and they started hearing children’s screams, whispers and howls. They were frightened but they decided not to abandon the place until they discovered what was happening. They waited a few more minutes and suddenly they saw ghosts of children and old people climbing up the mountain. That was too much! They ran off that place as fast as they could, but when they were passing through the forest they saw very strong lights and all their friends appeared. It was a Halloween surprise. They all laughed, but they decided to pass a quieter honeymoon in another place than Transylvania. Vanda Santos, Marco Azevedo, João Nascimento (9ºC)

Hello everybody! I’m a student of the 6ºD. The 31st of October is Halloween time and the tricks of the Halloween are around you. So, be careful! When the night comes the children dress like Witches, Ghosts, Frankenstein, Vampires and others, and go from door to door scaring the neighbourhood saying “Trick or Treat”. If you say, “Treat” everything is OK! If not, you play a trick... I wish a great Halloween for everyboby!!! Bruno Daniel, 6ºD o pinheirinho 17|18


english corner

Hi friends! My name is Ana Alves and I am from 6ºD… I’m going to talk about Halloween. 31st of October is Halloween!!! Halloween is when vampires, ghosts, witches, jack-o-lanterns and others go to the streets asking for chocolates or sweets… Children dress up as witches or ghosts, Dracula or Frankenstein and say “Trick or Treat?” knocking at the doors. In the UK they have parties and in the USA they have trick or treat. In my English class we’ll have a Hallowe’en party. They all have great fun…! And I hope we’ll have great fun, too. Ana Alves 6ºD

| Jack-o-Lantern The Jack-o-lantern tradition probably comes from Irish folklore. As the tale is told, a man named Jack, who was notorious as a drunkard and trickster, tricked Satan into climbing a tree. Jack then carved an image of a cross there trapping the devil up the tree. Jack made a deal with the devil that, if he would never tempt him again, he would promise to let him down the tree. According to the folk tale, after Jack died, he was denied entrance to Heaven on account of his evil ways, but he was also denied access to Hell because he had tricked the devil. Instead, the devil gave him a single ember to light his way through the frigid darkness. The ember was placed inside a hollowed-out turnip to keep it glowing longer. The Irish used turnips as their “Jack’s lanterns” originally. But when the immigrants came to America, they found that pumpkins were far more plentiful than turnips. So the Jack-O-Lantern in America was a hollowed-out pumpkin, lit with an ember. (Irish Tradition) Daniel Catita 6ºD


criação literária

Arara é uma ave em extinção Mar que tão belo és Baleia azul morta Itália, zona de chuvas ácidas Estados Unidos são os que mais poluem Não à poluição Telemóveis provocam cancro Elefantes matam-se por causa do marfim…

A Poesia

Diogo, Nuno e Ricardo 7ºA

A poesia só se faz Com um pouco de Sentimento Para isso é preciso ter algum contentamento!

Se eu fosse um poeta… Escrevia por gosto e todos os dias Poemas de amor e de solidão, Mas é muito difícil, Porque é necessária muita imaginação! André Cotrim 7º B Se eu fosse um poeta, iria ao fim do mundo Procurar aquela pessoa que sou; ía para a lua e para outros planetas; Amava a minha pessoa; Ía para o infinito contar os meus sonhos e Vivia sem problemas… Camilo 8º A

A poesia é algo Que se faz Para não se ficar atrás Ser poeta é uma profissão Mas a poesia é uma paixão

Não é preciso ser Poeta, para a poesia realizar! Vejam lá o meu caso, Eu estou a rimar! Ser poeta é isto E muito mais É preciso bastante Mais! Marco 7ºB

Se eu fosse poeta, Ordenava ao Mundo que amasse; dizia aos assassinos que não matassem… Mudava o nome da minha rua, Para que ela fosse tua… Pedro 8º C

Dezembro É Natal! É Natal! Já nasceu Jesus O pinheiro que fizemos Brilha com a luz Tem sininhos, fitas, bolas Estrelas a brilhar Paz na Terra, é Natal Todos a cantar Cai a neve fria Há estrelas sem fim Todos de mãos dadas Cantemos assim: É Natal! É Natal! Já nasceu Jesus Para todos os meninos Paz, Amor e Luz. Carolina Chagas 8º D

o pinheirinho 19|20


O Pirata da TV é um livro interessante e também engraçado. A editora é a Editorial Presença e os autores são: António Avelar de Pinho e Pedro de Freitas Branco. A história é sobre quatro amigos (daí o nome da colecção os Super 4), mas esses amigos, a Raquel, o Simão, o Baltas e o Chico Banzé que é um chimpazé, vão investigar quem é o Pirata da TV que pôs um programa no ar sem estar programado.

Veio-se a descobrir que era uma vingança contra o canal, para baixarem as audiências. Mas resultou o contrário, em vez de descerem, subiram ainda mais. Aconselho este livro, que é uma grande Aventura!!!!!! Sara Gonçalves

7ºC

| O cavalo Julião Era um vez um lindo cavalo branco, chamado Julião. Ele vivia na floresta e tinha muitos amigos! Mas ele tinha um grande sonho: ser montado por alguém especial numa altura especial! Certo dia estava ele a ler uma história ao seu amigo rato, quando ouviu uma voz vinda de longe. E gritaram: -

Revistem tudo! A princesa não pode andar longe!

Quando o cavalo Julião ouviu aquela voz pensou: “ Se estes guardas andam à procura da princesa, vêm do palácio real!! Ele pediu ao seu amigo rato para o embelezar com algumas folhas e flores. Apareceu de repente no meio do caminho ! Os guardas ficaram “malucos” com tanta beleza num só cavalo e nem pensaram duas vezes: -Guardas! Levem-no num dos melhores no bonitinho! Será a encontrarmos! Entendido?

para o palácio real e abriguem-no estábulos, lavem-no e ponhama prenda da princesa quando Disse o guarda mais gordo-

Já no castelo, Julião não parava de pensar na sua futura dona, a Princesa. Estava muito preocupado, pois os guardas nunca mais apareciam, até que, de repente, viu os guardas a chegarem ao castelo nas suas carroças com uma bela jovem; era a princesa! Daí a cinco minutos, o céu azul ficou coberto de nuvens cinzentas, vinha aí uma grande tempestade! Ouviram-se os trovões e a força da chuva a cair no chão, era horrível! Na manhã seguinte, o temporal já tinha amainado, quando os guardas vieram apresentar o seu lindo cavalo! A princesa apressou-se a montá-lo pois estava contente por voltar ao lar com mais um amiguinho! Lar

doce lar! De repente, ouviu-se alguém a bater à porta, o guarda foi abrir e era a bruxa que tomava conta do castelo há muitos milhares de anos e que veio abençoar o Julião para que nada de mal acontecesse ao Julião nem à princesa: -

Uaaaaahh aaau!!!!!!!!!

ahahahahaha

huuuuuuuua

Mas ela não vinha sozinha, trazia o seu sobrinho Barnabé. A princesa, mal o viu, apaixonou-se de imediato por ele. E ele, o Barnabé, sentiu exactamente a mesma coisa mal olhou a bela e adorada princesa, só teve tempo de dizer: -

Princesa, quer casar comigo? Sim- respondeu a princesa!

Casaram nessa mesma tarde: -Tlim!Tlim!- fez o sino da igreja! E Barnabé passou a ser o príncipe real e Julião no meio disto tudo ainda foi o que ficou mais feliz porque ia ser montado por alguém especial numa altura especial! Ia levar os noivos ao altar! Filipa Coutinho nº9 6ºD

criação literária

| O Pirata da TV


crónicas temáticas

| Gosto não Gosto Gosto de ser amiga dos meus amigos, não gosto que me tratem mal, quando eu não fiz nada; gosto que me dêem opiniões sobre os livros que eu devo ler, não gosto que me dêem livros sem eu os escolher; gosto de pudim de caramelo, não gosto de bolo de chocolate; gosto de dançar, não gosto de me cansar; gosto de jogar à apanhada, não gosto de jogar às escondidas; gosto que me chamem à atenção quando estou a fazer mal as coisas, não gosto que me interrompam o raciocínio; gosto de nadar na água do mar, não gosto que poluam o mar; gosto da disciplina de Português, não gosto da disciplina de Matemática; gosto de ler, não gosto de ler livros estragados e rasgados; gosto de escrever por minha iniciativa,

não gosto que destruam a camada de ozono; gosto que plantem muitas árvores, não gosto de, às vezes, ser um pouco casmurra; gosto do campo, não gosto da floresta; gosto de jogar futebol, não gosto dos estádios de futebol; gosto do silêncio, para me concentrar , não gosto do barulho; gosto de ervilhas com ovos, não gosto de favas; gosto de acertar à primeira, não gosto de me enganar nas coisas que faço; gosto de andar de bicicleta, não gosto de me zangar com ninguém; gosto de ser organizada, não gosto que alguém se zangue comigo; gosto de mandar cartas às pessoas, não gosto de falar ao telefone; gosto de professores simpáticos, não gosto de professores mal humorados. Daniela Leitão 5º B Nº6

| “Trick or treat” A fórmula Trick or treat teve origem na Irlanda, onde as crianças iam de casa em casa pedindo provisões para as comemorações do halloween, em nome da deusa irlandesa Muck Olla. As crianças inglesas continuaram esta tradição vestidas com roupas estravagantes pedindo doces. Hoje em dia, principalmente nos EUA, o Halloween é lembrado com muitas festas e com muita alegria. Nestas festas as pessoas usam máscaras e vestem-se como fantasmas, bruxas, Conde Drácula, Frankenstein ou da maneira que acharem mais engraçado ou horripilante. As crianças saem à rua mascaradas, batendo de porta em porta, pedindo doces dizendo “Trick or treat”. Quem não as atende pode ter uma desagradável surpresa pois elas podem pregar-lhe alguma partida!

Ana Rita 6º D

o pinheirinho 21|22


A noite de 31 de Outubro é muito especial - é o Halloween - que designa “Noite dos Santos”, a noite antes de “Todos os Santos” ou do “Dia de Todos os Santos”. Esta celebração começou na era pré-cristã. As pessoas acreditavam que no Halloween as almas dos mortos voltavam aos lugares onde tinham vivido. Esta é a história tradicional. Mas, hoje em dia, na Grã-Bretanha, o Halloween não é uma celebração assustadora, é altura para divertimento. Há muitas festas. As pessoas mascaram-se de bruxas, fantasmas, Drácula ou Frankenstein. Na América há uma tradição diferente. Chama-se “Trick or Treat” (doce ou partida). As crianças e adolescente mascaram-se e vão bater à porta dos amigos e vizinhos e dizem “Trick or Treat”. Estes dão-lhes doces ou fruta (“treat”). Se isso não acontecer, as crianças pregam

uma partida (“trick”). Muitas casas têm, à porta da rua, lanternas feitas de abóboras. A abóbora é esvaziada e são feitos buracos para os olhos, nariz e boca; depois é acesa uma vela lá dentro. Em Portugal celebra-se o Dia de Todos-os-Santos, no dia 1 de Novembro. No dia 2 de Novembro, as pessoas vão aos cemitérios colocar flores nas campas e rezar pelos seus entes queridos. Esta é uma velha tradição católica.

| “Thanksgiving” Esta Unidos,

festividade na

celebra-se Quinta-feira

nos de

Estados Novembro.

Em 1620 os “Peregrinos” partiram de Inglaterra e

fizeram uma festa para dar graças e convidaram os

atravessaram o oceano. Foram para o “Novo Mundo”

índios. Esta foi a primeira festa de Acção de Graças.

em busca de liberdade religiosa. A viagem e o primeiro

Em

1863

Inverno foram muito difíceis, mas os Índios ensinaram

dia

de

os Peregrinos a plantar cereais, a caçar e a pescar.

É altura das famílias estarem juntas e terem um jantar

Quando chegou o Outono, os Peregrinos conseguiram

especial com perú, pão de cereais e tarte de abóbora.

uma

Lembra a nossa consoada de Natal!

grande

colheita.

Estavam

agradecidos,

o Acção

presidente de

Lincoln

Graças,

feriado

| O Natal Celebra-se o Natal no dia 25 de Dezembro, data do nascimento de Jesus Cristo. Na Grã-Bretanha o dia mais importante é o dia de Natal. A maioria das famílias britânicas decora as árvores de Natal com luzes de muitas cores. As crianças acordam cedo e procuram pequenos presentes nas meias que ficaram penduradas nos pés da cama. Os presentes maiores encontram-se na sala, debaixo da árvore de Natal. Os presentes são abertos na presença de toda a família. O povo da Noruega oferece, todos os anos, ao povo da Grã-Bretanha uma árvore de Natal. A oferta é uma forma de agradecerem a sua ajuda na 2º Guerra Mundial. Esta árvore é colocada em Trafalgar Square, uma praça em Londres. Muitas pessoas mandam cartões com felicitações de Natal aos restantes membros da família e aos amigos. Raquel Moreira 6ºD

declarou

O “Pinheirinho” conta com o apoio de

o

Nacional.

crónicas temáticas

| Halloween


| A minha disciplina favorita A minha disciplina favorita é, e sempre foi, Matemática. Mas este ano estou também a gostar da disciplina de Ciências Naturais, porque a matéria é muito interessante e curiosa, fala sobre o Universo. Eu sempre adorei essa matéria Em relação à Matemática, é preciso empenho e estudo, como todas as outras disciplinas. Se prestarmos atenção nas aulas, estudarmos e fizermos os T.P.C., a Matemática já não é tão difícil como alguns alunos pensam. Esta é a minha opinião! Sara Gonçalves 7ºC

desporto

| A vela como desporto Eu pratico vela no rio Sado (em Setúbal). É muito divertido, principalmente, quando podemos ver os golfinhos de perto. Sabem, os golfinhos vivem no rio Sado durante o ano todo, por isso, quando passamos junto a Tróia, vimos sempre alguns golfinhos. Tenho vela aos Sábados e Domingos, Sábados das 2:30 às 5:00 horas, Domingos das 9.00 às 11:30. É um desporto muito divertido, apareçam..!

Mafalda Ferreira

| MINI E BABY BASKET

O BASKET ALMADA CLUBE (BAC) veio à nossa escola no passado dia 3 de Novembro dinamizar uma actividade com os alunos do 1º ciclo do ensino básico. Esta actividade foi desenvolvida em colaboração com o grupo de educação física, que contou ainda com a preciosa ajuda dos professores do 1º ciclo. Os nossos alunos tiveram oportunidade de jogar basket com alguns dos jogadores da 1ª Liga profissional de Basquetebol,. O dia foi animado para os 200 alunos que estiveram presentes no Pavilhão Desportivo. Professora Silvie

o pinheirinho 23|24

7ºC


| Little Ghost has not yet learned

to walk through walls. Can you help Little Ghost to find the path to the Special Pumpkin?

| Adivinhas

Na água nasci, Na água me criei, Se na água me deitarem, Na água morrerei. (Sal) Sou um nobre muito rico, Sou feito por sábio engenho. Dou-vos tudo quanto tenho, Com quanto tenho me fico. (Livro) Tenho pernas e não ando E para poderem andar É preciso que outras pernas Me façam movimentar. (Calças) Vinte irmãs bem conhecidas, Duma sorte desgraçada, Quanto pensam em crescer Têm a cabeça cortada. (As unhas)


I

D

D

J

D

A

F

S

D

E

A

Q

N

O

E

L

Q

D

F

W

G

A

D

E

G

E

W

S

P

S

D

K

O

I

P

Q

V

X

Z

A

S

G

J

D

V

A

N

J

M

Z

C

E

X

Z

X

D

A

È

D

A

S

X

A

D

G

V

A

Z

R

C

A

S

C

S

C

G

A

S

C

Y

H

G

D

A

A

S

R

D

R

W

R

E

W

Q

A

X

X

P

A

D

Z

C

V

R

V

B

A

N

N

Y

F

W

S

D

F

E

G

H

J

K

L

Y

E

N

F

A

N

T

S

A

V

S

C

A

R

E

D

A

X

V

S

F

S

F

N

S

D

H

B

C

S

E

S

D

F

D

F

G

D

S

F

E

T

A

C

Z

Z

C

S

D

F

G

G

O

H

J

K

I

Y

R

D

F

A

W

R

S

F

G

R

S

E

F

D

F

C

J

G

R

E

W

Q

A

E

D

D

V

X

F

A

S

X

V

H

N

G

R

E

A

S

S

N

C

S

O

Q

S

C

V

G

U

J

L

D

S

A

D

D

F

G

Y

U

S

N

B

V

V

P

D

F

G

H

U

E

T

Y

U

O

P

K

J

H

G

F

D

G

U

I

R

L

A

N

D

E

S

O

C

F

A

U

E

A

S

D

F

G

H

J

K

L

Q

W

E

Q

S

F

F

G

J

H

S

X

C

S

H

T

R

L

T

T

R

C

E

F

D

B

O

U

L

L

E

S

C

V

B

N

M

Q

W

E

F

T

Y

U

A

V

S

R

G

H

R

I

F

S

D

F

G

Y

S

D

E

F

A

S

H

S

J

U

Y

A

V

C

D

W

Q

T

R

W

S

E

F

G

S

A

D

X

A

W

S

S

C

F

G

Y

T

R

D

L

G

Y

J

J

K

A Q

S S

D D

F F

R V

C B

Y H

U M

Z L

X K

C J

C H

V G

V S

B A

N P

M I

O N

U I

Y O

T P

R A

E S

W P

S F

E G

G H

K J

S

D

F

G

H

J

K

E

L

L

F

H

I

F

M

C

V

B

N

M

Q

W

E

R

T

D

Y

U

G

H

B

G

G

F

D

S

X

J

F

Q

J

H

G

F

D

S

O

C

X

Z

M

N

B

V

O

I

A

S

D

E

R

T

Y

U

I

O

P

K

L

Q

W

E

S

R

T

U

U

I

O

P

A

S

D

F

Z

X

C

V

G

H

J

L

O

I

U

Y

T

P

S

A

E

S

A

A

G

X

Z

L

K

J

H

G

| Halloween Crossword COMPLETE THE CROSSWORD WITH THE CORRECT WORD FOR: 1 – The spirit of a dead person who appears again

SOLUTIONS 1. Noel 2. jouets 3. cartes postales 4. guirlandes 5. boules 6. crèche 7. cadeaux

2 – A flying mouselike animal that usually eats insects or fruit and is active at night 3 – All the bones in a human or animal body 4 – A usually round stick of wax containing a length of string (wick) which gives light when it burns 5 – A small, often ugly, fairy that is usually unkind or evil and plays tricks on people 6 – A woman who has magic powers especially one who can make bad things happen to people. 7 – Something that gives great pleasure or delight. On Halloween if don’t get one you’ll play a trick. 8 – A lamp made by putting a candle inside a hollow pumpkin 9 – A large dark yellow roundish fruit that grows on the ground. It’s used to make lanterns on Halloween by cutting holes in the shape of eyes and a mouth 9º B

1_H____ 2_A_ 3___L____ 4____L_ 5_O____ 6W____ 7__E__ 8____-_-____E__ 9______N o pinheirinho 25|26

SOLUTIONS 1. Ghost 2. Bat 3. skeleton 4. candle 5. goblin 6. witch 7. treat 8. Jack-o-Lantern 9. pumpkin

passatempos e anedotas

MOTS CROISÉS ♦ À toi de trouver les mots cachés


Na área da Charneca de Caparica, existe para além de um património histórico,também um património natural de importância considerável. A Charneca apresenta aspectos geológicos de grande interesse, não só sob o ponto de vista científico, mas também de beleza paisagística que importa preservar. A Arriba Fóssil ( nome devido à actual posição recuada relativamente à orla marítima), constituída por rochas sedimentares, tendo as mais antigas cerca de 15 milhões de anos, é disso um bom exemplo, com as suas formas devido à erosão, as suas tonalidades ocre e as ravinas abundantes - boqueirões - e, com a sua vegetação, constituem um pano de fundo a toda a vizinha linha de praias, com as suas comunidades piscatórias e os seus barcos típicos : “ as meias luas”. No entanto, a proximidade dos grandes centros urbanos, a crescente procura do contacto com a Natureza e o mar, levou ao uso excessivo e sem regras de toda esta zona, sujeitando-a a progressiva deteriorização . Assim, a “Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa de Caparica” ( PPAFCC ) foi criada a reboque de um património que já ali existia há muito tempo por DecretoLei nº 168/84 de 22 de Maio, com o fim de preservar as características e as comunidades naturais existentes, promovendo o equilíbrio biológico e paisagístico . Esta “ Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa de Caparica”, fica situada na península de Setúbal, com uma configuração geográfica, alongada e estreita, entre a Trafaria ( a Norte ) e a Lagoa de Albufeira ( a Sul ), ocupando uma superfície entre 1570 a 1594 hectares, tendo um desnível na ordem dos 70 metros e está inserida na Bacia do Baixo Tejo e Sado, com formação arenítica e, por vezes com abundante conteúdo fóssil ( de seres marinhos), tendo inclusivé um deles, dado o seu símbolo - a vieira - para a PPAFCC. Desta forma, sendo a Arriba Fóssil, o elemento dominante desta zona, pode-se igualmente observar dentro dos seus limites a Reserva Botânica da Mata dos Mêdos ou Pinhal do Rei que, terá sido mandado plantar pelo rei D. João V, com o objectivo de impedir a progressão das areias das dunas para as terras do interior que, por sua vez, já se encontrava protegida pelo Decreto-Lei 444/71 de 23 de Outubro, altura em que foi classificada como Reserva Botânica . A flora que faz parte desta Reserva tem influência atlântica, mediterrânica e continental dando à paisagem protegida características particulares e diversificadas. As distintas formações vegetais podem ser englobadas em dois grupos. Um primeiro, das dunas que, foram implantadas na costa litoral, tendo uma vegetação espontânea com especial destaque para o estorno, o cordeiro-da-praia e o cardo marítimo e , em um segundo referente ao pinhal. Este representado pela Mata dos Mêdos, no topo da arriba, com altitude que varia entre os 60 e os 111 metros, está implantada sobre antigas dunas ou mêdos. A Mata possui uma riqueza florística, donde se realça o pinheiro-manso ( alguns pinheiros bravos e Alepos ) e a salina-da -praia, associados a arbustos como a aroeira, o medronheiro, o carrasco, a murta, entre muitas outras.

O seu elenco de flores é vasto e aromático, contribuindo para tal, espécies como a madressilva, o rosmaninho, o tomilho e a arruda . Para além destas espécies, foram também assinaladas três plantas endémicas do continente português e 15 outras de toda a Península Ibérica, todas de elevado valor botânico . Apesar de não serem consideradas espécies raras, embora importantes, existe no entanto, um interesse científico em evitar a sua destruição, pois constituem uma fonte útil em trabalhos de melhoramento, tanto mais que algumas dessas plantas emitem fortes aromas, são melíferas (existindo na mata, actualmemte, algumas colmeias) e medicinais ( para chás, medicamentos e cosméticos). Em termos de fauna, podemos afirmar que a Mata se encontra enriquecida, porque à pressão urbanística na região veio contrapor-se, desde 1993, a proibição de caça dentro dos limites da Reserva . Entre os animais que aqui podemos encontrar abundam os coelhos, os ouriços-cacheiros, as toupeiras, variadíssimos ratos, para além de outros carnívoros como a raposa, o toirão, o geneto e o gato-bravo . Na Reserva Botânica, as aves também aparecem como representativas da fauna da área protegida; aqui vivem grande número de aves de rapina, como a águia da asa redonda, o açor, o peneireiro vulgar e também algumas aves migratóriasque aqui encontram condições para descansar ou mesmo nidificar .

(continua no próximo número)

Mata dos Medos

charneca de caparica à lupa

| PATRIMÓNIO NATURAL


Noël

est rstfe e K rolijk r! s - V ieuwjar ê d n N a g l kki ho Gelu een

en

dina og g marqu ê odt nyta s - Glo ede r!

ing l Hap ês - M py N erry C ew Yea hristm r! as &

lig J

ul Le ciel est noir, la terre est blanche; francês - Joyeux Noel et Bonne Cloches, carrilonnez Année! gaiement! Jésus est né; la Vierge finlandês - Hyvaa Joulua ou penche Hauskaa Joulua - Onnellista uutta vuotta Sur lui son visage charmant.

grego - Kala Ch ris tougenna Ki’eftihismenos O Kenourios

Pas de courtines festonnées Pour préserver l’enfant du froid, Rien que des toiles ten ach ! n d’araignées h i We s Jahr he c i l Qui pendent des poutres - Fro hes Neu c o ckli mã du toit. ale ein glu und

luxe m Kres burgu chtd eeg ês - Sch Joer an e é ! Sché i int N

Il tremble sur la paille fraîche Ce cher petit enfant Jésus, Et, pour l’échauffer dans sa crèche, L’âne et le boeuf soufflent dessus.

éi

esp a Pró nhol spe ro A - Feliz ño N Nav uev idad y o!

italiano - Buon Natale e Felice Anno Nuovo!

ch

m

eu

ec su Ar

G

tas

od

G o-

o Jul

es sF

Théophile Gautier

ytt

N ott

oa -B ês o! gu Nov rtu o po liz An Fe

La neige au chaume coud ses franges; Mais sur le toit s’ouvre le ciel, Et, tout en blanc, le choeur des anges Chante aux bergers: «Noël ! Noël !»


Pinheirinho_n1_2003_2004