Page 1

Citologia II


-

Líquido gelatinoso – citoplasma – citosol. Imersas no citosol – bolsas, vesículas, tubos, cisternas – estruturas membranosas e estruturas não membranosas, como as proteínas. Organelas citoplasmáticas, ou orgânulos celulares “órgão pequeno”. Substâncias de reserva carboidratos, óleos e gorduras Material hereditário


Mistura de um dispersante (a água) e um conjunto de partículas dispersas (no caso, as macromoléculas insolúveis ) – coloide. Coloide – consistência gelatinosa mais firme. Conforme a proporção de água e proteínas presentes no citosol – forma mais líquida – fase sol ou gelatinosa - fase gel. Esta proporção pode variar em uma mesma célula.


Ocorrem reações metabólicas importantes, envolvendo o transporte, a produção e a decomposição de substâncias diversas. Metabolismo energético das células Ocorrência de movimentos celulares


Conjunto tridimensional de tubos, canais e bolsas interconectadas.


Toda célula eucariótica apresenta REG. Uma exceção são os glóbulos vermelhos de mamíferos.


-

-

REG bem desenvolvido Célula tem intensa atividade de produção de proteínas Proteínas de exportação. Exemplo: células que revestem a parede do estômago e células do pâncreas. Proteínas de membrana


A maioria das células apresenta RENG pouco desenvolvido, porém há algumas exceções. •Músculos estriados esqueléticos – retículo sarcoplasmático •Células das glândulas adrenais •Células presentes nas gônadas •Células do fígado


Síntese de lipídios – fosfolipídios, esteroides, colesterol e outros lipídios de membranas. Contração muscular – o RENG das células dos músculos esqueléticos (retículo sarcoplasmático) – acumula grande quantidade de cálcio. Liberação de glicose – célula necessita de energia – glicogenólise – glicose fica nos canais do RENG e depois exportada para corrente sanguínea. Desintoxicação – pesticidas, conservantes alimentícios, alguns medicamentos, além de drogas e álcool são degradadas no RENG.


1. Conjunto de bolsas achatadas e levemente curvadas, sempre associadas a um conjunto de vesículas. 2. Morfologicamente – dictiossomos ou golgiossomos. 3. Os dictiossomos geralmente consiste de três a cinco bolsas ou cisternas achatadas e vesículas associadas. 4. Os dictiossomos podem apresentar continuidade com o RE e as vesículas de secreção.


As proteínas sintetizadas no REG são acondicionadas no interior de vesículas – vesículas transportadoras. Essas vesículas se unem aos dictiossomos e são transferidas de uma bolsa a outra. As vesículas de secreção desprendem-se do CG, podendo chegar à superfície da célula, onde seu conteúdo é eliminado.


Secreção celular Transporte de proteínas no interior da célula Finalização da síntese de algumas proteínas – através dos processos de fosforilação ou glicosação. Síntese de alguns polissacarídeos Formação da lamela média das células vegetais Formação do acrossomo nos espermatozoides Formar grânulos de secreção ou lisossomos


Vesículas que se desprendem do CG Repletas de enzimas digestivas que atuam melhor em ambiente ácido – hidrolases ácidas.


Digest達o intracelular (heterofagia)


Atuam na renovação celular, quando a célula digere seus próprios componentes citoplasmáticos (autofagia).


Autofagia – processo natural – permite a reciclagem dos componentes celulares e remodelação dos tecidos.


1. Organelas presentes em todas as c茅lulas eucari贸ticas.

2. Aspecto semelhante aos lisossomos.


Enzimas oxidases, que decompõem moléculas como aminoácidos e lipídios. Peróxido de hidrogênio

Usado na neutralização de substâncias tóxicas que penetram no organismo, como álcool. Ocorre principalmente nas células do fígado. O próprio peróxido de hidrogênio é tóxico para a célula, sendo rapidamente convertido em água e gás oxigênio, pela ação da enzima catalase catalase.


Eles são mais abundantes nas células vegetais, mas ocorrem também em protozoários e outros organismos.


Equilíbrio osmótico

Célula vegetal

Protozoário

Protozoário de água doce


Digestão intracelular Hidrolases ácidas, enzimas que quebram outras substâncias por hidrólise. Processo de autofagia.


Encontrados primordialmente nos vegetais, ocupam significativo volume celular.


Respiração celular – Produção de ATP. DNA próprio e ribossomos Duplica-se por divisão binária Embora no gameta masculino também existam mitocôndrias, estas degeneram após a fecundação.


Organelas exclusivas de células vegetais Originam-se dos protoplastos Leucoplastos – plastos desprovidos de pigmentos. Cromoplastos – acumulam pigmentos. Cloroplastos - fotossíntese


Capacidade de sintetizar e acumular subst창ncias de reserva. Amiloplastos Proteoplastos Oleoplastos


Síntese de proteínas que permanecem n citosol. Origem nucléolo


Dependendo do tipo de proteĂ­na e da maneira como se agrupam, podem ser reconhecidos os microfilamentos, os filamentos intermediĂĄrios e os microtĂşbulos.


Microfilamentos Proteínas – actina e miosina – nas células musculares permitem a contração muscular. Movimentos ameboides


Filamentos intermediĂĄrios Formados por uma variedade de proteĂ­nas fibrosas, como a queratina.


Formados pela proteĂ­na tubulina. Relacionam-se a diversos movimentos intracelulares, como o transporte de vesĂ­culas atravĂŠs do citoplasma e o deslocamento dos cromossomos durante as divisĂľes celulares.


Corrente citoplasmĂĄtica, mais facilmente observada em cĂŠlulas vegetais.


Região presente nas células animais e em algumas células vegetais para a qual se direcionam muitos dos microtúbulos que formam o citoesqueleto. Formado por um par de centríolos. Centro organizador dos microtúbulos. Dele derivam as estruturas, como cílios e os flagelos.


Este se desenvolve a partir de um procentríolo. Os centríolos sofrem duplicação nos momentos iniciais da divisão celular.


Derivados dos centríolos, são expansões citoplasmáticas, extremamente delgadas.


Locomoção da célula em um meio líquido, como os espermatozoides e protozoários. Nos seres multicelulares provocam a movimentação de fluidos ou de partículas. O epitélio de revestimento tem células ciliadas, que deslocam o muco e partículas de poeira acumulados no interior dos pulmões e da traquéia para as vias aéreas superiores.

O citoplasma  

organelas citoplasmaticas

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you