Page 1

VI série janeiro 2018 número 12

DIFERENCIAÇÃO GARANTIR A DIFERENÇA NO VALOR DA APRENDIZAGEM APÓS A CONCLUSÃO DO CURSO


por Paula Canhoto Responsável do Polo de Lisboa

VI série janeiro 2018 número 12

DIFERENCIAÇÃO GARANTIR A DIFERENÇA NO VALOR DA APRENDIZAGEM APÓS A CONCLUSÃO DO CURSO

A comunicação é o suporte da vida em sociedade, é o mecanismo através do qual as relações existem e se desenvolvem. De tal modo que nenhum grupo social teria possibilidade de sobreviver se, entre os elementos que o compõem, não existisse uma troca de qualquer espécie de comunicação. O sentido do comunicar alterou-se e a sociedade atual está marcada por mudanças profundas provocadas pela revolução tecnológica, centrada nas novas tecnologias da informação. Estas mudanças têm repercussões a vários níveis e em vários setores da sociedade, nomeadamente, na comunicação interpessoal e de massas, no modo de fazer política e na participação cívica. Daí que o ser humano seja um ser de janelas para a realidade, janelas por onde passa o nosso mundo interior de sentimentos, emoções, desejos e projetos, mas, também, por onde passa o mundo da cultura que nos forma e o meio social que nos influencia. Esse mundo vai de casa, à escola e à rua. É na educação que está centrada a aposta e o desenvolvimento da comunicação e do indivíduo, nas sociedades desenvolvidas e em desenvolvimento, enquanto elemento e parte constitutiva da sociedade. Com o desenvolvimento de novos meios de difusão, a comunicação deixou de ser predominantemente veiculada pelo professor. Hoje, com o crescente aumento da informação, o aluno chega à escola munido de uma imagem de um mundo que ultrapassa os limites do núcleo familiar, do professor e da própria escola. No entanto, essa informação não é conhecimento e o aluno continua a necessitar da orientação, porque nada substitui a riqueza do diálogo pedagógico. As tecnologias de informação multiplicaram as possibilidades de pesquisa, pois colocaram à disposição dos alunos uma fonte inesgotável de informação. Munidos destes novos instrumentos, os alunos podem explorar o mundo que os envolve e os professores devem orientá-los de forma a transformarem essa informação em conhecimento. Este processo revela-se muito mais próximo da vida real do que os métodos tradicionais de transmissão do saber. Começam a surgir na sala de aula novos tipos de relacionamento. O desenvolvimento das novas tecnologias não diminui em nada o papel dos professores, apenas o modifica. O Professor já não é, numa sociedade de informação e do conhecimento, um difusor de saber. É sim parceiro de um saber coletivo que lhe compete organizar, deixa de se apresentar como o núcleo do conhecimento para se tornar num estimulador do diálogo, da reflexão e da participação crítica. A escola viu nesta configuração do tempo e do espaço alterar-se por meio das novas tecnologias, principalmente, a internet que passou muito rapidamente do computador a smartphones e de gerações mais velhas a gerações que, mesmo antes de dominarem a linguagem oral e escrita, já dominam a exploração de um smartphone ou tablet. É precisamente neste ponto que a sociedade e a escola se mostraram algo resistentes e lutam agora contra o tempo no sentido de entenderam como ensinar, formar, ou melhor, orientar e fazer crescer nesta sociedade em que tudo está à distância de um clique. Vivemos o imediato, o instante, uma quase ausência de tempo ou paciência, tudo o que demore mais de alguns minutos a ser alcançado torna-se cansativo e desinteressante aos olhos de um jovem. Mas não é só o tempo que se transfigura, é também o espaço. Cada vez este é mais interior, isto é: dentro dos edifícios, pois nem precisamos de nos deslocar para termos acesso a informação ou bens essenciais, basta adquirir online mas também, no que se refere ao espaço interior do indivíduo, este está mais contatável, mas, em simultâneo, mais isolado. A transfiguração do espaço e do tempo pelas novas tecnologias, levou, consequentemente, a uma transfiguração das relações humanas, quer a nível individual quer a nível social, estamos mais expostos, estamos mais públicos, o que tem favorecido a consciência social e a crítica política, mas tem prejudicado o seu lado privado e até íntimo. Se reconhecemos a utilidade instrumental das novas tecnologias na comunicação, não podemos ignorar a transfiguração que se está a desencadear nas relações humanas. Por isso, desenvolvimento tecnológico não significa necessariamente desenvolvimento cívico, pois não podemos confundir instrumentos, métodos e materiais com valores espirituais, com os mais altos valores que apelam à dignidade humana. Qualquer instrumento tecnológico e comunicativo deve estar ao serviço destes valores. E aqui sim, terá de residir a verdadeira aposta na evolução da espécie humana, através de plataformas de entendimento, quer isto dizer, numa real comunicação, numa real communis.

EDITORIAL A COMUNICAÇÃO COMO PILAR FUNDAMENTAL DA VIDA EM SOCIEDADE Polo de Guimarães

EDITORES Este número do PROFUTURO relembra a necessidade de trabalharmos a diferenciação dos alunos quando empreendem o difícil início de uma carreira. Se a escola lhe permitir uma certificação suplementar ou uma valorização reconhecida, poderemos ter alunos, após a conclusão do curso, mais habilitados. Chamamos a isto o Saber Competente. Assim, para além da Certificação Escolar (12º ano de escolaridade) e da Certificação Profissional (nivel 4 CE) a escola deve relevar a importância da diferenciação. Encontrar essa tripla Certificação exigirá o compromisso de todos e o reconhecimento de que ela é necessária. Não é fácil! No entanto podemos sempre Insistir, persistir e nunca desistir. No final, todos ganhamos. Cristina Moutinho e Pedro Castro


Ao correr da pena...

Graça Marques

A ESCOLA e os lideres emocionalmente inteligentes. Um desafio? O sucesso de uma qualquer organização depende consideravelmente das capacidades de liderança dos seus gestores. Serão algumas das capacidades de liderança apreendidas ou serão um misto destas com outras de traços da personalidade? Ter um sentido natural de autoridade permite criar de uma forma natural empatia com quem exerce um cargo de liderança. A forma como os líderes gerem os sentimentos e os conduzem de modo a que a equipa atinja os seus objetivos depende da inteligência emocional. A ressonância é um dom natural dos líderes emocionalmente inteligentes, fazendo com que a emoção e a energia entusiástica desses líderes ecoam no grupo. Como tal, com um líder emocionalmente inteligente, as pessoas sentem-se mutuamente apoiadas, partilham ideias, aprendem umas com as outras, tomam decisões em clima de colaboração, fazem as coisas avançar. Por outro lado, se o líder não tem ressonância, as pessoas seguem as rotinas do trabalho, mas fazem apenas o essencial ou o habitual, em vez de darem o seu melhor. Se o líder não utilizar uma boa dose de sentimentos positivos, poderá apenas ser capaz de dirigir, mas não de liderar. Uma das principais funções de um líder é gerar entusiasmo, otimismo e paixão pelo trabalho a realizar, assim como cultivar um ambiente de cooperação e confiança. Também as escolas como organizações precisam de uma liderança que faça com que todos acreditem na escola enquanto sistema ideológico e deem significado ao trabalho que realizam. Na realidade, a liderança escolar cumpre na escola o papel de transmissor de factos, valores e ideias. Um líder tem de ser um inspirador. Não esperamos de um líder tanto uma visão rigorosamente justa sobre o futuro, mas a perceção de um sentido e a comunicação de uma direção suficientemente atrativa e mobilizadora para que todos tenham vontade de segui-la. Ensinar é um exercício de imortalidade. De certa forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, jamais morre... Rubem Alves

Cristina Moutinho

d

i·ver·si·fi·car

verbo transitivo 1. Fazer variar; tornar diferente. verbo intransitivo 2. Variar; ser diferente. in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013

Muito se tem insistido da necessidade de mudança num ensino que continua a teimar em métodos antigos, condenados à extinção na maior parte dos países europeus. A diversificação de estratégias no processo de ensinoaprendizagem é fundamental, face ao atual panorama educacional. Não interessa só o conteúdo, mas a forma como este é transmitido; assim, é necessário repensar qual e como é, de facto, uma aprendizagem eficaz. Provavelmente, não existe apenas uma resposta, como tudo na vida; há vários caminhos, todos válidos, mas diversos, com um objetivo comum- a eficácia no processo de ensino-aprendizagem. Porém, há uma realidade que se impõe- é preciso variar, ser diferente, tornar diferente. Se o professor apostar na interação entre ensino-aprendizagem, com a adoção de estratégias/ materiais diversificados e sua adequação face ao perfil de uma turma, com certeza que diferenças substanciais se sentirão de forma mais proeminente. Se o professor for ao encontro das motivações dos alunos, relacionando conteúdos programáticos com os seus interesses, conseguirá que estes aprendam muito mais do que tentar forçar o decoro de um ensino vazio. Se o professor se aventurar na utilização de novas tecnologias, materiais diferenciadores, constatará, surpreendido, que os alunos responderão de forma mais entusiasta nas salas de aula, desenvolvendo a autonomia e a vontade de saber mais e melhor.

Cartigat ridendo mores

FICHA TÉCNICA Propriedade: Escola Profissional Profitecla Edição: Núcleo Comunicação Profitecla. Coordenação projeto editorial: Cristina Moutinho, Pedro Castro. Responsáveis edições polos: Cristina Moutinho/Porto; Vera Carlos/Barcelos; Ana Luísa Ribeiro/Braga; Sara Garcia/Guimarães; Divone Peres/ Lisboa; Gabriela Alves/Coimbra; Gertrudes Gaspar/ Viseu. Paginação: Pedro Castro, Paulo Pereira. Redação: Porto: Cristina Moutinho, Carla Caria, Cláudia Ferreira, Hélder Couto, Dolores Ferreira, Fernanda Vilas Boas, Ana Amélia Guedes, Joel Gonçalves, Silvia Magalhães. Barcelos: Susana São Bento, Vera Carlos, Cristiana Amaral, Cathy Silva. Braga: Catarina Alves, TUR3, Leonor Silva, RST3, Hugo Sá. Guimarães: Núcleo Comunicação polo de Guimarães. Coimbra: Fátima Neves da Costa, Gabriela Alves, Alexandra Oliveira. Lisboa: Angélica Sousa, Oficina da comunicação. Viseu: Gertrudes Gaspar, Nuno Ventura. Edição fotográfica: Pedro Castro. Créditos fotográficos: alunos do grupo Rumos, arquivo escolar.

Entrevista de Emprego 2

3 Nuno Pinheiro

No último Profuturo apresentamos 10 perguntas que podem aparecer numa entrevista de emprego, assim como sugestões de resposta às mesmas. Dada a importância deste tema, vamos continuar a ver algumas questões importantes para este momento importante na tua carreira. Regra geral, quem faz entrevistas de emprego são pessoas que têm pelo menos experiência em fazê-las, já para não falar de alguns dos entrevistadores especialistas na matéria e muito atentos aos detalhes. Se no artigo anterior estivemos mais preocupados mais com a linguagem verbal, vamos agora estar também atentos à comunicação não verbal. Assim, devemos ter alguns cuidados aquando de uma entrevista de emprego. 1.Ainda antes da entrevista faz o teu trabalho de casa. Estuda a empresa/organização em questão, descobre o seu historial, a sua organização, recolhe o máximo de informação possível que te ajude na entrevista. 2.Chega a horas. Se for necessário, no dia anterior desloca-te ao local da entrevista para poder calcular o tempo de viagem e possíveis atrasos para que no dia chegues a horas. A pontualidade é importante! 3.Básico, mas por vezes esquecido: desliga o teu telemóvel! 4.Não há uma segunda oportunidade para causar uma boa impressão inicial. Portanto, há que ter em atenção o seguinte: ·Mantém uma postura calma e tranquila: não te precipites a esticar a mão para cumprimentares o teu interlocutor; espera que seja ele a ter a iniciativa de apertar a mão. Ainda em relação ao aperto de mão há que manter a mão vertical, evitando cumprimentar com a mão por cima ou por baixo e com um aperto de mão firme, i.e., que não seja frouxo, mas também que não seja “esmaga ossos”. E finalmente se estiveres nervoso e a suar, as mãos poderão estar molhadas, pelo que deves evitar cumprimentar o teu interlocutor deste modo. Escusado será dizer que o costume português de duas pessoas do sexo feminino se cumprimentarem com um beijinho NÃO deve ser aqui feito a não ser que seja da iniciativa da entrevistadora. ·Senta-te de uma forma descontraída na cadeira. Há pessoas que cometem o erro de se sentarem na ponta da cadeira ou de forma totalmente rígida na cadeira e colados às costas da cadeira. Há que estar descontraído, mas sem excessos e inclinar-se pontualmente em direção à pessoa que lhe está a fazer a pergunta. ·Contacto visual. É muito importante estabelecer contacto visual com o entrevistador; olha para ele, procura os seus olhos mas não fixes o seu olhar pois pode-o deixar desconfortável. O olhar é importantíssimo em qualquer relação humana. Transmite confiança e à vontade. · Sorriso: acompanha o olhar com o sorriso. Dá uma impressão positiva, portanto vai sorrindo pontualmente durante a conversa, mas obviamente sem exageros. ·Faz perguntas. Muitas vezes, no final das entrevistas, se não antes, o entrevistador reserva um espaço de tempo para saber se o entrevistado tem alguma questão a colocar. O entrevistado deve aproveitar estes momentos para esclarecer alguma questão importante; se não o fizer, dá a entender que não está muito interessado em colaborar com esta empresa. Algumas das perguntas que podes fazer: “Quais as possibilidades de progressão de carreira?”; “Como é o típico dia de trabalho?”; “Quais os maiores desafios?”; “Quais os valores mais importantes na cultura desta empresa” … Podes aproveitar agora trabalho de casa que fizeste no ponto 1 deste artigo e demonstrar que tiveste interesse em conhecer a empresa. ·Despedir-se. Despede-te de forma descontraída, sem mostrar ansiedade. Podes perguntar quanto tempo pensam necessitar para tomar uma decisão e que ficas a aguardar um contacto. Não há duas entrevistas de emprego iguais e também não há receitas para as mesmas! De qualquer modo, tenta lembrar-te destas questões na altura em que tiveres a marcação de uma entrevista. E Boa Sorte!


4

TATYANA SYSAK GANHA CONCURSO GERAÇÃO+

LISBOA

Realizou-se, no dia 4 de outubro na Escola Profissional de Braga, a 2ª edição da Geração+. O dia foi recheado de fantásticas apresentações! Cada aluno, na sua categoria/área de especialização, brindou o júri com o que de melhor a sua escola realizou em termos de provas de aptidão profissional (PAP). A aluna Tatyana Sysak, representou a Escola de Lisboa, e conquistou a vitória do evento, com o projeto Ecobalance, tendo obtido como prémio direto 1000 euros e ganhos indiretos com efeitos multiplicadores no futuro. O projeto conquistou os presentes, pelo conceito, pela inovação, pela dinâmica da apresentação, pela postura, pela envolvência conseguida! Ecobalance, mais do que um projeto de PAP, pretende-se que seja um convite a uma nova postura de vida, a uma atitude mais Green.

A empresa Spira, em colaboração com a APROXIMA –TE! Câmara Municipal de Lisboa, o Centro Cultural de Belém e em parceria com a Profitecla, organizou o evento APROXIMA –TE! . O festival é pioneiro e agrega a oferta existente na área da educação patrimonial e artística e é dirigido a escolas e famílias em geral, APOIO INAUGURAÇÃO proporcionando aos visitantes um conjunto de DE POSTO DOS CTT atividades de animação, exposições, workshops, jogos tradicionais, visando a promoção do património português. A escola participou com a turma do 1º Animação Turística, na sua primeira intervenção num evento técnico, sendo alvo de avaliação indexada. O evento proporcionou oportunidade de no terreno, desempenharem funções de animadores. Foram 4 dias de trabalho, aprendizagem, adaptação, momentos de muita atividade e CORRIDA relacionamento com diversos públicos – SEMPRE MULHER 2017 A Profitecla alia-se pela sexta vez consecutiva escolas e famílias. a uma nobre causa, A Corrida Sempre APOIO À ANQEP NO EVENTO APRENDER AO LONGO DA VIDA Mulher 2017, realizada no dia 29 de outubro no Parque das Nações em Lisboa. Os nossos alunos dos Cursos de Turismo, Mais uma vez a ANQEP confiou à Escola Profitecla a tarefa Receção para Turismo e Hotelaria, Animação de apoiar um evento que se revestiu da maior importância de Turismo e Restauração - Restaurante/Bar, pelos temas ali tratados. O local do evento foi no ISCTE. deram apoio nas várias fases deste evento. Foram convocados um total de 24 alunos do 1º e 2º de Turismo e de Receção em Hotelaria. Os alunos foram acompanhados pela Dra. Maria Vasconcelos e pelo Dr. Antonio Fariñas. O apoio constou das seguintes funções de receção, identificação e entrega de pastas aos participantes, controlo de entradas, serviço no interior da sala durante as sessões e especialmente durante as intervenções do público e entrega de microfones sem fios.

GREENFEST 2017 No centro de congressos do Estoril decorreu a 10ª edição do GreenFest, que recebeu mais de 20 mil visitantes, e evidenciou as melhores práticas de sustentabilidade na vertente social, ambiental e económica. A Profitecla foi uma das parceiras estratégicas deste importante evento, tendo colaborado com cerca de 110 alunos distribuídos por diferentes funções, tendo sido premiada, com a Distinção de se encontrar entre os 10 mais importantes e estratégicos parceiros do evento.

ORGANII Realizou-se mais uma edição do evento ORGANI, no LX Factory, que contou com a colaboração da Profitecla, com cerca de 50 alunos de vários anos e cursos a apoiar as diferentes áreas funcionais do evento, a saber: receção, show cookings, talks, DIY, Workshops, Bar, Kids Zone, venda Goodie bags, expositores e promotores. Os alunos foram acompanhados pelas professoras Patrícia Rato e Silvina Silva. O evento recebeu cerca de 19.000 visitantes, tendo ultrapassado largamente as expetativas da organização e permitindo aos alunos experienciar uma grande diversidade de funções.


DIA MUNDIAL TURISMO

A turma do 3º Turismo realizou uma visita de estudo ao Museu dos Transportes e Comunicações na cidade do Porto. A turma teve oportunidade de visitar o histórico edifício da Alfândega Nova do Porto e duas das suas exposições permanentes: “O Motor da República”, alusivo aos carros que estiveram ao serviço dos presidentes da república nacionais, e “Metamorfose de um lugar”. Já da parte da tarde, os alunos participaram no colóquio "Turismo e Atividade Empresarial no Concelho de Valongo", organizado pelo 2º CTeSP de Itinerários Turísticos e Promoção do Património, do Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo. Tratou-se de uma estratégia de promoção do património de Valongo e contou com o Presidente da Câmara, Dr. José Miguel Ribeiro; com o Mestre-de-cerimónias da Confraria do Pão, da Regueifa e do Biscoito, Dr. José Costa e com o Administrador da Fábrica Paupério, Eng.º Hélio Rebelo. Polo de Guimarães

PROFITECLA APOIA CONGRESSO HISTÒRICO INTERNACIONAL Turismo deu apoio de secretariado no“2º Congresso Internacional “As Cidades na História”, subordinado ao tema “Sociedade”, no Centro Cultural Vila Flor. Abordou-se a cidade no mundo antigo, na época medieval, moderna, industrial e, finalmente, a cidade da época atual.Os alunos estiveram durante 3 dias a receber os congressistas e convidados.Regina Silva,3º Turismo

ALUNOS DE RESTAURANTE/BAR NO LANÇAMENTO DE “DA LUSITÂNIA A PORTUGAL”

Os alunos de Restaurante/Bar apoiaram o lançamento do livro "Da Lusitânia a Portugal" da autoria do Professor Diogo Freitas do Amaral. O evento que teve lugar no Paço dos Duques de Bragança, incluiu o serviço de catering e protocolo e foi assumido por alunos do segundo ano do curso. Findo o serviço não faltou um momento mais informal, onde os alunos não perderam a oportunidade de juntar-se ao autor que os saudou pelo trabalho desenvolvido.Polo de

5

GUIMARÃES

PROFITECLA DE GUIMARÃES NO CTESP

APOIO INAUGURAÇÃO DE POSTO DOS CTT

Guimarães

INVESTIMENTO NAS INSTALAÇÕES

CURSO DE PASTELARIA PREPARA DOCES DE NATAL

Por altura do Natal, a azáfama cresce à medida que o dia se vai aproximando. Para surpreender toda a comunidade educativa, a turma A Escola de Guimarães investiu na abertura do novo curso de do 1º de Pastelaria/Padaria Pastelaria/Padaria, proporcionando a formação integral dos jovens, preparou alguns doces de designadamente, na preparação adequada para um exercício profissional Natal ajudando a continuar a qualificado. A escola, que conta já com o curso de Restaurante/Bar, viu-se memória da arte doceira. agora complementada com segunda nova oficina, que permite aos alunos Deste modo, todos puderam definir, gerir e implementar, de forma integrada, os métodos e técnicas de deliciar-se com uma variedade restaurante, bar, pastelaria e padaria, através de profissionais qualificados de biscoitos que avivaram respondendo à crescente e mais exigente procura dos milhares de clientes.PG lembranças.Eduardo Silva 3º R/B

Em estreita colaboração com o nosso parceiro, os alunos do segundo ano de Restaurante/Bar colaboraram na inauguração do novo posto dos CTT em Guimarães. Estiveram presentes aproximadamente 100 convidados dos quais se destacaram representantes autárquicos, o diretor dos postos dos CTT Norte, Francisco Castelo Branco, o diretor dos Postos CTT Norte, Pedro Neves, entre outros ilustres convidados. Não faltaram elogios na iniciativa e este foi claramente um momento único e de prestígio partilhado com esta organização quinhentista. Mariana Carvalho 2º Restaurante/Bar

DIA EUROPEU DO ENOTURISMO

No âmbito da PAP, a aluna Cláudia Oliveira -Restaurante/Bar apresentou na Quinta de S. Romão, os processos de produção de vinhos e espumantes. Eduardo Silva, 3º R/B


DIRETORA DO MUSEU GRÃO VASCO NA PROFITECLA A Profitecla recebeu a atual Diretora do Museu Nacional Grão Vasco, Dr.ª Paula Cardoso, que veio agradecer a parceria mantida com o exDiretor, Dr. Agostinho Ribeiro, e reforçar a mesma, oferecendo formação aos nossos professores da área do Turismo na componente de visitas guiadas nos Museus, visualizando já um próximo ano com atividades enriquecedoras. Sem qualquer dúvida, o Museu Nacional Grão Vasco preenche um lugar primordial para a valorização patrimonial e histórica da nossa região, sendo, portanto, de grande importância que os nossos alunos possam estar incluídos neste ativismo cultural.

PROFITECLA VENCE PROJETO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM O Salão Nobre dos Paços do Concelho foi o local escolhido pelo Município de Viseu para anunciar ontem os 12 projetos vencedores do 1º Orçamento Participativo Jovem Escolar. Entre as propostas mais votadas estão investimentos a pensar na melhoria da qualidade de vida e na solidariedade, o que, na opinião do presidente da autarquia viseense, Almeida Henriques, revela “uma sensibilidade notável da comunidade escolar para os temas sociais, do bem-estar e do ambiente comunitário”. Foi com orgulho que ouvimos anunciar pelo presidente do Município o projeto “Bateria&Full” promovido pela Profitecla e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, que propõe a criação de estações de carregamento móvel a energia solar num ou mais locais movimentados da cidade de Viseu. As estações de carregamento poderão ter um design urbano que convida à utilização e que permite a socialização entre os utilizadores. Esta é uma solução sem impacto ambiental. Gertrudes Gaspar, Responsável polo Viseu

APOIO A EVENTO NA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE VISEU A Profitecla de Viseu esteve presente na Universidade Católica de Viseu nos dias 4 e 18 de novembro, com os alunos de Turismo, a apoiar o evento “PAE com défice na Leitura e na escrita”. O evento destinado a Professores, Psicólogos e Alunos do Ensino Superior contou com cerca de 200 participantes. Os nossos alunos ficaram responsáveis pela receção, encaminhamento dos convidados e entrega dos Certificados. No final destes dois dias, receberam um louvor pelo empenho e profissionalismo. Nuno Ventura, Coordenador Restauração

PROFITECLA VISEU APOIA PROJETO MARK´IT Alunos do1º e 2º Restauração realizaram um exemplar serviço de apoio no evento Mark'it, onde se pretendia dar a conhecer os projetos que os alunos da licenciatura de Marketing da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (ESTGV) desenvolvem no âmbito do Projeto Mark'it, apresentando uma variedade de Souvenirs para a cidade de Viseu. Os nossos alunos tiveram a responsabilidade de executar o serviço de Coffee Break e o almoço mais personalizado à organização, representantes da Câmara Municipal de Viseu, palestrantes e elementos do Júri presentes, nomeadamente um rosto já conhecido nos ambientes de trabalho da escola, Tim Vieira. Foi uma boa ocasião para que os alunos deste polo pudessem manifestar-se numa realidade de trabalho exímio de dedicação na sua postura e realização de tarefas propostas.Nuno Ventura, Coordenador Restauração

SEMANA INTEGRAÇÃO

VISEU

6


COIMBRA – UM OUTRO OLHAR

Os pais e encarregados de educação dos alunos do 1º ano foram chamados à escola para uma primeira reunião com a Comissão Executiva e com os Orientadores Educativos das turmas em que ingressaram os seus educandos. Após a sessão de boas vindas em que se saudou a sua presença – que compareceram em número significativo -, foram prestados esclarecimentos sobre a Escola, as regras de funcionamento e os serviços à disposição dos alunos, nomeadamente o Gabinete de Psicologia. De seguida, reuniram com os Orientadores Educativos das diferentes turmas. Seguiuse uma visita às instalações da escola e um pequeno lancheconvívio. Gabriela Alves, psicóloga

INCÊNDIOS

COIMBRA

Por iniciativa das professoras Ana Ferro e Cláudia Santos, os alunos do 1º de Animação em Turismo e 2º de Turismo realizaram, no passado dia 20 de novembro, a visita guiada “Coimbra – Um Outro Olhar”, um percurso disponibilizado pelo pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra. A visita permitiu aos alunos aprofundar os conhecimentos adquiridos em sala de aula no que respeita ao contexto histórico, arquitetónico e sociocultural de Coimbra desde há dois mil anos até à atualidade, assim como á evolução toponímica, algumas das vivências e tradições populares e académicas da Alta Coimbrã. Ana Ferro e Cláudia Santos, professoras polo Coimbra

7

ESCOLA ABERTA AOS PAIS / ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO

AULA NA QUINTA DAS LÁGRIMAS

Alunos, professores, encarregados de educação e restante comunidade educativa apoiaram as vítimas dos incêndios que, em 15 de outubro, dizimaram a região centro. Lançámos o desafio e, no dia 19, entregámos roupa, alimentos e produtos de higiene a quem mais precisa. Obrigada, mais uma vez, a todos pela colaboração. Juntos fazemos a diferença Tânia Almeida, psicóloga

No âmbito da ProfiSolidária, foi dinamizada uma atividade sobre a temática do voluntariado e da solidariedade destinada aos alunos da Escola Básica do Tovim. Voluntariado é dar de nós, ajudar o outro e criar momentos de felicidade! Obrigada Rodrigo, Rúben, Ana Patrícia, Cristiana, Inês, Ana, Mariana, Gabriel, Ana Adrião, Mariana Milheiro, Brian e Renata. Estão de parabéns!Tânia Almeida, psicóloga

COLABORAÇÃO COM A CASA

(CENTRO DE APOIO AO SEM ABRIGO)

VOLUNTARIADO

Os alunos do 1º de Banca-Seguros, acompanhados pelo professor Ricardo Soares, foram à Quinta das Lágrimas aprender um bocadinho sobre a história de Coimbra e uma das histórias mais românticas de Portugal. Dividiramse em grupos e fizeram representações sobre o romance de D. Inês de Castro. Foi uma aula e uma tarde diferentes. Deu para descontrair do teste e começar a preparar o 2º Módulo. Todos ficaram a saber um pouquinho mais sobre a cidade onde estudam!! Anabela Mano

O Núcleo Solidário da Profitecla de Coimbra “ProfiSolidária” - pretende continuar a marcar presença para ajudar quem mais precisa! No feriado de dia 8 de dezembro, os voluntários da Profitecla colaboraram com o Centro Casa na distribuição do almoço aos seus utentes. Obrigada às alunas Jéssica, Sandrina, Sara, Gabriela, Beatriz e Vanessa, e também à Eliana, pela vossa disponibilidade e empenho em ajudar o OUTRO!Núcleo Solidário da Profitecla

DIA INTERNACIONAL PELA ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

Com o objetivo de assinalar essa data,Beatriz e o Roque, alunos voluntários do 3º de Turismo, dinamizaram uma ação de sensibilização destinada às turmas do primeiro ano. Gabriela Alves


RUI PORFÍRIO Presidente da União de Freguesias de Oliveira, São Sebastião e São Paio.

Tendo em atenção o tecido empresarial local, quais são as competências que devem ser obrigatórias ao nível dos profissionais saídos destas escolas? São vários: hoje em Guimarães está em bruta expansão o turismo. Mas também na industria, no têxtil, no calçado, nas cutelarias, no comércio…até na mais emergente, nas novas tecnologias. Na minha opinião, o mais importante é que cada jovem, cada formando aproveite a oportunidade de estudar e se torne um especialista, um profissional motivado, um empreendedor de preferência numa atividade rentável e cómoda. No final, e já como profissional deverá ser capaz de evidenciar o domínio de um conjunto de saberes, que lhe permitam uma melhor performance no exercício das suas funções, nomeadamente, organizar e gerir, comunicar e liderar e, identificar o sucesso do trabalho em equipa realçando vantagens e dinâmicas subjacentes. As parcerias que se estabelecem entre a escola e as entidades institucionais ou empresariais - constituem uma mais-valia na formação dos alunos e na consequente empregabilidade futura? Sim! Sim sem dúvida. Essa é razão pela qual alunos, professores e agentes do meio do ensino tanto trabalham. Até mesmo os próprios empresários aspiram.

Rui Porfírio é um cidadão que representa, nos últimos anos, a UF de

Oliveira, São Sebastião e São Paio. A Escola Profissional Profitecla fez 28 anos, tantos como o próprio Ensino Profissional. Nos últimos anos temos vindo a assistir a uma crescente valorização do ensino profissional. Concorda quando se afirma que o ensino profissional está cada vez mais vocacionado para o mercado de trabalho e para a aquisição de conhecimentos e capacidades que nele possam ser utilizadas? Perfeitamente de acordo. Quando era estudante existiam as ditas escolas industriais no qual ministravam o ensino apropriado às Indústrias predominantes dos meios envolventes. De entre as muitas e variadas actividades produtivas que se praticavam em Guimarães, avultavam três sectores: o da fiação e tecelagem, o das cutelarias e o do curtimento e aparelho de peles. Os quadros médios das empresas eram constituídas por esses homens e mulheres que hoje se chamam alunos dos Cursos Profissionais A formação profissional em Guimarães é uma realidade instalada. Acredita que, mais do que nunca, este tipo de formação é, não só uma necessidade, mas também um desafio? O mundo do trabalho de hoje é altamente competitivo. Entrar nessa dinâmica sem uma formação é logo à partida uma desvantagem. Julgo que qualquer um de nós gostará de triunfar naquilo que faz, ora, um alicerce de conhecimento, de competências adquiridas é uma motivação para o êxito. O desafio é que cada aluno em formação seja uma resposta às necessidades de um mercado profissional em expansão e até mesmo como empregador ter a possibilidade de gerir e dinamizar a sua empresa melhor. Prova disso por um lado, é que cada vez mais jovens têm optado por este tipo de formação que contemplem o conhecimento directo da área de sua vocação, por outro lado Portugal tem sido apontado pela Comunidade Europeia com grande necessidade de técnicos especializados e por diversas vezes se afirma como um dos segmentos estratégicos de geração de emprego e crescimento económico em Portugal.

A oferta formativa da Profitecla, em Guimarães, consiste neste momento em três áreas de formação distintas, mas complementares: Turismo, Restaurante/Bar e Pastelaria/Padaria. Acha-a adequada, tendo em conta as necessidades que o país tem nestas áreas, ou, pelo contrário, deveríamos investir noutras áreas formativas? É a vocação da Profitecla. Como atrás afirmei, o turismo em Guimarães espera e precisará num futuro de curto prazo, urgentemente de profissionais para esse sector cada vez mais exigente. É necessário preencher os quadros dessas empresas com profissionais bem formados, tal como a Profitecla tem feito, em síntese: está no bom caminho. Assistimos nas últimas décadas a uma alteração da sociedade e da escola. Como perspetiva os próximos anos do Ensino Profissional no contexto de Guimarães? Nem todos temos vocação para sermos “Engenheiros ou Doutores”, e falo por mim: gosto de trabalho ativo, gosto de ação, tenho habilidade para servir. Em análise, a desmotivação de grande parte dos jovens em termos de resultados no ensino tradicional deve-se pela desatualização dos currículos escolares, que são maçudos, desligados da actualidade; da incompreensão, da parte da escola, dos diferentes níveis de aprendizagem e vocação de cada aluno. É aqui que a Escola Profissional apresenta aos jovens a alternativa motivadora para estudar, adquirir conhecimento. É aqui, na Escola Profissional, que o formando tem a possibilidade de a curto prazo entrar no mundo do trabalho ou mesmo seguir a sua formação para o ensino superior na área do seu talento, tornando-se com todo a certeza um profissional brilhante, competente, incentivado e de êxito. Defina, numa palavra ou frase, os 28 anos da Profitecla ao serviço do ensino profissional em Portugal. TRABALHO. Melhor: Fábrica de profissionais briosos…

Resta-me felicitar todos os dirigentes, profissionais, alunos e parceiros, pelos 28 anos de existência da Escola Profissional PROFITECLA. Já agora: Por favor, continuem pelo menos por outros tantos, as empresas então à vossa espera!


VISEU

PORTO LISBOA GUIMARÃES COIMBRA

BARCELOS

ENTREGA DE DIPLOMAS


GERAÇÃO +

BRAGA

10

VISITAS GUIADAS A MINI TURISTAS

No dia 4 de outubro teve lugar a 2ªedição da Geração +, do Grupo Rumos. Este evento visa premiar as 3 melhores PAP realizadas no ano letivo anterior nas escolas do grupo. No dia anterior ao evento os alunos do 2º de Restauração serviram um jantar a todos os envolvidos no evento, nas instalações da Profitecla de Braga. No dia do evento, os alunos finalistas do curso de Restauração da Profitecla de Braga ficaram responsáveis pelos coffee-breaks que decorreram nesse dia desde o empratamento ao serviço. No final, todos os alunos foram elogiados pelo bom desempenho prestado. Leonor Silva, RST3

No mês de outubro, alunos de 3º de Turismo da Profitecla de Braga fizeram uma colaboração com a loja BragaPoint, que consistiu em fazer visitas guiadas à cidade de Braga, para dar a conhecer o património da cidade, aos alunos do Colégio de S. Lázaro. Foram vários os grupos de crianças que se juntaram aos guias e que tiveram assim a oportunidade de conhecer melhor os pontos de interesse e a história da sua cidade. O objetivo é manter o projeto e estendê-lo a mais colégios da cidade.Catarina Alves, TUR3

PROFITECLA PARTICIPA NO ROTEIRO I DA BRAGA BARROCA

Os alunos do 2.º ano de Turismo participaram num roteiro barroco, na tarde do dia 29 de novembro, integrado num trajeto que englobou cidadãos com mobilidade reduzida. Esta participação resultou de um evento coordenado pela Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva com a colaboração da ADOC. O trajeto serviu para conhecer cinco edifícios da cidade, partilhar experiências entre os alunos e os participantes e consolidar conhecimentos adquiridos na disciplina de História e Cultura das Artes. Os participantes fizeram um jogo, receberam um caderno do Barroco (fornecido pelo Município) e livros oferecidos pela biblioteca. Carla Pereira, docente de HCA

PROFITECLA INTEGRA ESTUDO TURÍSTICO DA CIM CÁVADO

No passado dia 13 de dezembro a Profitecla de Braga, a convite do Município de Braga e da CIM Cávado, marcou presença numa missão de estudo empresarial a Orense. A mesma teve como principal motivação verificar exemplos de boas práticas turísticas naquela localidade galega e de que forma o setor está a mudar e como se pode modificar e transformar, negócios já existentes em negócios novos ou apenas com novas valências, acompanhando assim a tendências do mercado. Na sequência do que foi conversado e falado, ficou igualmente definida a criação de um grupo de trabalho/reflexão, com momentos de partilha mais alargados, com outros agentes económicos do setor, quer sejam eles nacionais ou estrangeiros, que ajudem na elaboração de uma estratégia de diversificação do Turismo no contexto da CIM Cávado, sendo que a Profitecla de Braga foi desde logo convidada a integrar esse mesmo grupo de trabalho, que terá brevemente a primeira reunião de trabalho. Trata-se de uma manifesta mais valia para a escola, por todos os contatos e agentes que o vão integrar e também será seguramente uma forma muito interessante de estar por dentro das tendências, dos novos agentes e projetos, colocando sempre o nome da escola, a sua formação e naturalmente os seus alunos, na linha da frente de possíveis necessidades destes ao nível dos recursos humanos. Hugo Sá


11

BOLOS NA CANECA PARA TODOS

ESPETÁCULO “FILHO DA TRETA” COM O APOIO DE COMUNICAÇÃO No dia 22 de setembro decorreu, no Grande Auditório do Fórum da Maia, pelas 21.30 horas, o espetáculo “Filho da Treta”, com os atores sobejamente conhecidos do público português, José Pedro Gomes e António Machado. Os alunos Diogo Santos, Diogo Guedes, Márcia Pereira, Ana Saraiva e Rúben Silva, do terceiro e segundo anos do curso de Comunicação da Profitecla do Porto apoiaram o referido evento, na receção e encaminhamento de convidados, exercendo funções de RP. A produção textual de “Filho da Treta” cabe a Filipe Homem Fonseca e Rui Cardoso Martins e a encenação é assinada por Sónia Aragão. Cristina Moutinho

PORTO

Nos dias 5, 5 e 7 de dezembro decorreu na Sala Técnica do Curso de Restauração da Profitecla o Porto o evento “Mugcake”, realizado no âmbito da Prova de Aptidão Profissional dos alunos finalistas do curso de Restauração Cristiana Sousa, Ricardo Barbosa e Susana Araújo. O grupo contou, para além do apoio dos professores Cristina Moutinho e Joel Gonçalves, com sete alunos do primeiro ano do Curso de Restauração, seis alunos do segundo ano do mesmo curso, três alunas dos segundo e terceiro anos do Curso de Comunicação (responsáveis pela cobertura fotográfica do evento) e uma aluna do segundo ano do Curso de Secretariado. Foram servidos a todas as turmas da escola variados bolos de caneca, acompanhados por chás e sumos. Para além disso, os alunos responsáveis pela iniciativa ainda fizeram uma breve apresentação sobre este novo conceito gastronómico.Cristina Moutinho

FEIRA DO EMPREENDEDOR

No dia 23 de novembro, os alunos da turma do 3º ano do curso de Gestão, acompanhados pelos professores Duarte Pinto e Sofia Silva, visitaram a Feira do Empreendedor, organizada pela ANJE em parceria com o IEFP, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto. Trata-se da 20ª edição deste certame inteiramente dedicada ao apoio direto ao empreendedorismo qualificado, promoção do autoemprego, bem como ao reforço de competências empreendedoras. Os alunos tiveram ainda a oportunidade de participarem na Conferência Prática apresentada pelo IEFP, sob o tema “Como criar o seu negócio com o apoio do IEFP”.Sofia Silva, professora polo Porto

APOIO AO I ENCONTRO ACES AZURARA PARQUE AVENTURA

Decorreu no auditório do Hospital Pedro Hispano, o I Encontro do ACES: «Viver a Saúde em Matosinhos”, organizado pela USLM e que contou com a presença de cerca de 200 participantes.A convite da organização do evento, as alunas Raquel Lima e Ana Carvalho, finalistas do curso de Secretariado, apoiaram o evento nas atividades de receção, encaminhamento e apoio aos oradores.Carla

A turma de T2, acompanhados pela coordenadora Susana Pereira, realizou uma visita ao Azurara Parque Aventura. Esta atividade proporcionou aos alunos o conhecimento do parque e participação em algumas atividades, como a orientação, tiro ao arco, zarabatana e prancha mecânica bem como as exigências legais e de segurança destas atividades que têm vindo a ser cada vez mais requisitadas por turistas e residentes. Susana

Caria, CC Secretariado Porto

Pereira, CC Turismo

PORTO VESTE-SE DE ROSA

As 3 turmas de Auxiliar de Saúde sensibilizaram a comunidade escolar e a população para a prevenção do cancro da mama. No âmbito do movimento “Onda Rosa” da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que procura incentivar a prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama, os alunos construíram uma coreografia alusiva ao tema, assim como interpretaram a adaptação da música “Sua Cara”, do trio americano Major Lazer. Cláudia Ferreira


FÓRUM DAS INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES

BARCELOS

12

No âmbito da Prova de Aptidão Profissional das alunas Ana Paula e Maria João Casanova, de Auxiliar de Saúde, cujo tema são as “Intolerâncias Alimentares realizou-se no IInstituto Politécnico do Cávado e do Ave, um Fórum sobre Intolerâncias e Alergias Alimentares. Esta atividade contou com as 3 turmas de Saúde, o 1º ano de Geriatria e duas turmas convidadas da Escola Profissional de Braga. Este dia contou a presença de vários profissionais de saúde, de várias instituições na área. O objetivo foi sensibilizar os alunos da área da saúde para as especificidades das intolerâncias e alergias alimentares, bem como esclarecer em que consiste cada tipo de intolerância e as várias formas de tratamento. De referir o excelente trabalho de cooperação do Curso de Restauração no momento do Coffee Break, bem como, do Curso de Secretariado na receção e organização no decorrer do Fórum. Coordenadora de Auxiliar de Saúde e Geriatria, Raquel Magalhães

“JANTAR GÍNICO” NO ÂMBITO DE UMA PAP Decorreu um evento organizado por 2 alunos do 3º de Restauração, no âmbito da sua PAP, João Pedro Borges e Ana Raquel Matos. A temática do evento foi um “Jantar Gínico”, que teve lugar numa entidade parceira da escola, o Hotel Torre de Gomariz. A componente de serviço de gin e sua explicação ficou a cargo do bartender Daniel Carvalho, recentemente galardoado como bartender do ano de 2017. Foi um evento que contou com a presença de familiares, amigos, colegas e que permitiu a todos os presentes associar a degustação de iguarias da casa ao gin. O serviço ficou a cargo de alunos do 1º e 3º ano de restauração, que estão de parabéns pelo excelente trabalho que executaram.Coord. de Restauração, Sérgio Pinto

PAP: MEGA AULA DE ZUMBA No âmbito da Prova de Aptidão Profissional das alunas Cristiana Marques e Soraia Oliveira, finalistas de Auxiliar de Saúde, cujo tema são os Distúrbios Alimentares, realizou-se no Pavilhão Municipal de Barcelos uma Mega Aula de Zumba Solidária em que todo o dinheiro angariado reverteu a favor da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil. As alunas ficaram muito agradecidas à comunidade presente e a todos os que colaboraram nesta causa. As alunas conseguiram alcançar os seus objetivos, angariando 400€ para a associação. Parabéns pela iniciativa!Coord. de Auxiliar de Saúde/Geriatria, Raquel Magalhães

PAP: “BULLYING” TRAZ O TEATRO À ESCOLA

PROTOCOLO COM APAC E CPCJ DE BARCELOS No Auditório Municipal de Barcelos, decorreu o “III Seminário Acolhimento Residencial e Saúde Mental” organizado pela APAC - Associação de Pais e Amigos de Crianças e Jovens e CPCJ, que contou com a presença de cerca de 300 pessoas. A Escola Profitecla de Barcelos apoiou o evento de tal magnitude com os alunos do 3º ano do curso de restauração a realizar o coffee break da manhã e da parte da tarde. O evento foi muito importante para os nossos alunos colocarem em prática os ensinamentos abordados nas aulas da área técnica do curso que frequentam.Coordenador de Restauração/Bar, Sérgio Pinto

No âmbito da Prova de Aptidão Profissional das alunas Dora e Fátima Silva, finalistas no Curso Auxiliar de Saúde, cujo tema é o “Bullying”, realizou-se no dia 06 de dezembro, pelas 10.00h, no Auditório dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, uma peça de Teatro sobre o Bullying, com a Associação Tin.Bra. Esta atividade contou com as três turmas de Saúde e o 1º ano de Geriatria. As alunas conseguiram atingir os objetivos a que se propuseram, sensibilizando todos os alunos presentes para esta temática.Coord. Auxiliar de Saúde/Geriatria, Raquel Magalhães

PROTOCOLO COM O HOSPITAL SANTA MARIA MAIOR No âmbito do dia Mundial da Diabetes e dos 25 anos da consulta de Diabetologia Pediátrica, ocorreu no passado dia 14 de novembro, no Hospital Santa Maria Maior de Barcelos, um evento relacionado com o tema. Os alunos do curso de Restauração do 2º e 3º ano realizaram um coffee break na parte da manhã e outro na parte da tarde, associando-se ao tema de extrema importância, na medida em que os produtos servidos estavam de acordo com o dia, sendo isso bastante importante para sensibilizar os alunos.Coordenador de Restauração/Bar, Sérgio Pinto


COIMBRA

LISBOA

LISBOA

13

BARCELOS

COIMBRA

“BRAÇO DIREITO” Um testemunho das alunas envolvidas no programa Braço Direito durante o mês de novembro. “A convite do Núcleo de Empreendedorismo da nossa escola e enquanto alunas que integraram o quadro de honra SESSÃO DE do último ano participámos no ESCLARECIMENTO DA programa Braço Direito!. A LIGA PORTUGUESA experiência foi incrível! CONTRA O CANCRO Como tudo aconteceu? A convite da escola, a Dra. A professora Silvina Silva, Diana Gonçalves, em coordenadora do Núcleo de representação da Liga Empreendedorismo convidouPortuguesa Contra o Cancro, nos e ajudou-nos a efetuar a realizou uma Sessão de candidatura. Posteriormente fomos selecionadas e Esclarecimento sobre a contactadas pela organização atividade desta instituição de Junior Achievement que nos solidariedade social, sua informou quais as empresas finalidade e áreas de atuação. G A onde iríamos passar o dia. Como foi o nosso dia? PORTO PORTO PORTO As empresas em causa são a VORTAL e a EDP e tivemos o dia inteiro com as diretoras de Recursos Humanos das respetivas empresas. Tivemos a oportunidade de observar como a empresa funciona como um todo, percebemos a complexidades das decisões que tem de ser tomadas, o ALUNOS DE APOIO À 11ª MEIA MARATONA planeamento que tem de ser COMUNICAÇÃO CRIAM Em setembro as marginais do Porto e de Gaia feito, as responsabilidades das GIFS EM DIA DE uniram-se uma vez mais para dar lugar à 11ª diferentes pessoas envolvidas. ANIVERSÁRIO DA ESCOLA IDA AO TEATRO Meia Maratona do Porto Sport Zone, Gostámos muito, foi uma No dia 17 de novembro, os alunos do 2º ano das A turma do 2º Comunicação, promovida pela Runporto.Tal como nas experiência enriquecedora, fazendo jus à criatividade que a turmas de Turismo, Secretariado e Gestão assistiram anteriores edições, alunos do 1º, 2º e 3ºs de à peça "Frei Luís de Sousa", no Auditório Municipal de Gestão, Restauração e Turismo da Profitecla do ficamos com uma ideia carateriza, dinamizou uma atividade, inserida no projeto Mafamude - Vila Nova de Gaia, na companhia das Porto apoiaram o evento, acompanhados pelas diferente de como funciona o Moviment'arte, coordenado por professoras Sílvia Magalhães, Sofia Coelho e Sofia docentes Bárbara Monteiro, Sílvia Magalhães e mundo do trabalho e sentimoCristina Moutinho e Pedro nos muito importantes!! Silva. SM Susana Pereira.SM Isidro, para celebrar o 28º O Braço Direito foi uma maisaniversário da escola. Foi valia para o nosso percurso, ATIVIDADE DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA A SIDA elaborada e colocada na entrada pois é uma grande ajuda na Assinalamos o Dia Mundial da Luta Contra a Sida, organizando, pelas da escola uma moldura gigante decisão sobre a profissão que alunas Adriana Teixeira, Bruna Teixeira, Daniela Reis e Vanessa com frases alusivas ao Fernandes, no âmbito da PAP, o «Revela-te» com o tema Sexualidade queremos desenvolver no aniversário da Profitecla, para e Tabus, orientada pela professora Sofia Silva. futuro. que toda a comunidade escolar Com o apoio da professora Cristina Moutinho decoramos o átrio da A PARTE MAIS pudesse ser fotografada. escola com um laço feito de garrafas e cartolinas elaborado pelas Posteriormente, a turma IMPORTANTE DESTE DIA alunas e realizou-se um jogo "Descobrindo a SIDA" onde todas as concebeu GIFS, de forma a É QUE ERA TUDO REAL E turmas da escola tiveram a oportunidade de participar. partilhar com toda a NÓS AS Ainda no seguimento desta temática, realizou-se uma sessão de comunidade escolar imagens PROTAGONISTAS!” esclarecimento sobre a SIDA dinamizada pelas alunas e pelo das turmas, professores e Sara Sousa e Joana Rodrigues, 3ºREC funcionários que participaram Dr. Tiago Teixeira, Médico Infeciologista do Hospital de Gaia.SS PORTO nesta iniciativa.CM VISITA DE ESTUDO DO 1º AT AO AEROPORTO HUMBERTO DELGADO No âmbito da disciplina - O setor do turismo em Portugal - de Animação de Turismo, os alunos do 1ºAT realizaram uma visita de estudo ao Aeroporto de Lisboa na companhia do Prof. Paulo Semedo. A guia Amélia começou por indicar como iria decorrer a visita e começou por falar um pouco de toda a logística de EDP MEIA MARATONA DE COIMBRA funcionamento do aeroporto, desde o checkA Profitecla apoiou a organização da EDP Meia Maratona de Coimbra – Corrida do Conhecimento. in, sistema alfandegário de controlo de Coordenados pela responsável do núcleo de eventos passageiros e bagagens e serviço prestado da Escola Profitecla Coimbra, professora Ana Ferro, pelos bombeiros do Aeroporto. Depois de foram mais de 60 os alunos que realizaram tarefas de passarmos a zona de segurança, visitamos os apoio às atividades de preparação e logística no dia da Bombeiros, que nos falaram dos equipamentos corrida: montagem de kits, secretariado, cobertura e nos explicaram alguns dos procedimentos de fotográfica, entrega de t-shirts e água, Clube Runnie segurança para um aeroporto. Entramos no centro de comunicações, passámos pela zona (animação) e serviços de apoio à área VIP. O da Falcoaria, onde pudemos ver alguns desempenho dos alunos , a dedicação com que exemplares destes animais. Acabámos a visita trabalharam e a qualidade do apoio prestado foi na área de chegadas e recolha de bagagem. elogiada pelos organizadores da iniciativa G A

VISEU

ROTEIROS GASTRONÓMICOS No âmbito da PAP, "Oporto in a Bite" dos alunos do 3º Turismo, realizou-se uma palestra sobre Roteiros Gastronómicos com Ricardo Brochado, sócio da empresa de animação turística "The City Tailors", para as turmas de 1º, 2º e 3º Turismo. http://thecitytailors.com/

ALUNOS DE COMUNICAÇÃO CRIAM GIFS EM ALUNOS DE RESTAURAÇÃO APOIAM SERVIÇO DE ALMOÇO Os alunos de Restauração da Profitecla realizaram brilhantemente um serviço de almoço a membros da Direção do Instituto Politécnico de Viseu e a alunos finalistas do MBA em Finanças Empresariais.NV

VIOLÊNCIA NO NAMORO

https://www.facebook.com/naoenamoraremagoar/

PORTO


14 CURTO C RCUITO

por Dolores Ferreira

Sabias que...

COMO DIZ QUE DISSE?

Por Fernanda Vila Boas Por Cristina Moutinho

1.PALÍNDROMO Um palíndromo, como devem saber, é uma palavra ou um número que se lê da mesma maneira nos dois sentidos - normalmente, da esquerda para a direita ou ao contrário, da direita para a esquerda. Exemplos: OVO, OSSO. O mesmo se aplica às frases, embora a coincidência seja tanto mais difícil de conseguir quanto maior a frase. Perante o vosso interesse pelo assunto, seguem alguns dos palíndromos da língua de Camões...

COMPLAINT IN A RESTAURANT Customer 1: There is a hair in my food! Waiter: I'm sorry about that. I will get you a new dish. Customer 1: Thank you. Customer 2: My food is not cooked. Waiter: I'm very sorry. I will get you a new dish too.

Se multiplicarmos o número 12345679 por qualquer múltiplo de 9, entre 9 e 81, iremos obter um produto cujo algarismo que se repete é o próprio multiplicador dividido por 9. 12345679 x 9 = 111.111.111 (9 / 9 = 1) 12345679 x 18 = 222.222.222 (18 / 9 = 2) 12345679 x 27 = 333.333.333 (27 / 9 = 3) 12345679 x 36 = 444.444.444 (36 / 9 = 4) 12345679 x 45 = 555.555.555 (45 / 9 = 5) 12345679 x 54 = 666.666.666 (54 / 9 = 6) 12345679 x 63 = 777.777.777 (63 / 9 = 7) 12345679 x 72 = 888.888.888 (72 / 9 = 8) 12345679 x 81 = 999.999.999 (81 / 9 = 9)

-A TORRE DA DERROTA.

Enigma

-LUZA ROCELINA, A NAMORADA DO MANUEL, LEU NA MODA DA ROMANA: ANIL É COR AZUL.

VICE

-SAIRAM O TIO E OITO MARIAS.

"Como um ideal utópico Mas não tão distante. Tão perto deste papel, Onde escrevo o que digo No meu silêncio constante.

-RIR, O BREVE VERBO RIR. -O ROMANO ACATA AMORES A DAMAS AMADAS E ROMA ATACA O NAMORO.

Um dia encontraram-se 4 polvos. O polvo castanho disse: “Ao todo temos 28 tentáculos”; O laranja disse: “Ao todo temos 27 tentáculos”; O amarelo disse: “Ao todo temos 26 tentáculos”; O vermelho disse: “Ao todo temos 25 tentáculos”. Quantos tentáculos tem o polvo vermelho?

2.TERRAS COM NOMES ESTRANHOS EM PORTUGAL

Porque quando não estás, pensas que não te vejo. E é esse o teu engano. O teu puro engano! Sempre que te escrevo sinto-te junto a mim E mesmo que não estejas, tenho o papel e a caneta para me fazerem lembrar de ti." Maria Godinho, 3º ano Curso de Comunicação Profitecla Porto

VICE

VERSO

·Se todos fossem mentirosos, cada um teria 7 tentáculos. Como 7x4=28 e o polvo castanho diz que teriam no total 28 tentáculos, significa que não são todos mentirosos. ·Como todos dizem um valor diferente e não são todos mentirosos, 3 deles estão a mentir, tendo estes 7x3=21 tentáculos. ·O polvo que diz a verdade pode ter 6 ou 8 tentáculos. Se tiver 6 então: 21+6=27 tentáculos Se tiver 8 então: 21+8=29 tentáculos. ·Como nenhum diz 29 e o laranja diz 27, o polvo que diz a verdade é o laranja com 6 tentáculos. Como os restantes são mentirosos, conclui-se que o polvo vermelho tem 7 tentáculos.

"Mar que vem, mar que vai e mar que volta Afasta de mim as inseguranças, Leva contigo os medos… Traz contigo as lembranças De uma criança que um dia viveu Feliz com os seus devaneios e segredos. Mar revolto, mar sombrio, Trazes de volta o que levaste Como o Inverno traz de volta o frio.

Solução:

QUANTOS SOMOS ?

Waiter: Here you go; it's on the house. Customer 1: Thanks! Customer 2: Thank you!

VERSO

Na gruta mar de cores vivem polvos de 6, 7 e 8 tentáculos. Os polvos que têm 7 tentáculos mentem sempre, enquanto que os polvos com 6 ou 8 dizem sempre verdade.

-ANOTARAM A DATA DA MARATONA.

10 minutes later…

Mar calmo, mar sereno, mar sem fim, A paz interminável, A paz que transmites em mim. O doce som do teu suspirar, Traz-me de volta para ti.

por Duarte Pinto

Se por momentos me esquecer Dos motivos para ficar, Bastam-me as ondas a bater, O seu leve e abrupto soar, A reflexão do meu olhar… Mar calmo, mar sereno, mar sem fim, O soprar do vento, lembra-me de ti." Maria Godinho, aluna 3º ano curso de Comunicação Profitecla Porto

IMPRENSA FOMOS NOTÍCIA

Diário Coimbra, 10nov2017

Diário Coimbra, 25set2017

+Guimarães, 06dez2017

Diário Coimbra, 17set2017


VERSO

VICE

FOLHASVERDES

QUEIMADA DE HALLOWEEN Professores, administrativas, alunos e companhia Barulhentos, chatos e teimosos, espíritos da enublada Profitecla ACHETER DES VÊTEMENTS Vassoura, sujidade, apanhador, feitiço da Augustinha Vendeuse : Bonjour, je peux vous aider ? Papel e mais papel, martírio da Lurdes e da Raquel Client : Oui, je cherche une veste… Lume do Santo Serafim, mal do gabinete, negras Vendeuse : Ce serait pour une occasion queixas, particulière ? Orçamentos e preocupações. Client : Non, c'est pour mettre tous les Cabrito do inferno, rojões, vitela assada, ai Isa jours. Que aula no ginásio já está marcada. Vendeuse : Quelle est votre taille ? Pavilhão de Satanás e Miguel Client : L. Vendeuse : Oui, alors, j'ai celle-ci… Le tissu Suor dos alunos cansados, corpos sacrificados est léger. On peut la porter pour toutes les Desporto enfurecido, torneio infernal. occasions… Francesa de raiz, gravidez constante, Client : Oui, je cherche quelque chose de Hélène, queremos mais um infante. plus décontracté. Wizard Daniela, put the magic in the panela. Vendeuse : Alors, j'ai ce modèle en coton… Oh facho bem sossegado, estrebaria endiabrada Client : Oui, j'aime bien… Dá ao Hugo do lado de Gaia Vendeuse : Vous voulez l'essayer ? Uma arriba bem despachada. Client : S'il vous plaît. Paula, Paulinha, informática, informaticazinha Vendeuse : Attendez… voilà. Faz com que TIC não seja uma adivinha. Client : Oui, elle me plaît bien. Elle est à Profeta Moisés, cozinha embruxada combien ? Estrela Michelin tão bem incorporada. Vendeuse : 150 euros. Client : Vous l'avez dans d'autres couleurs Oh terramoto, terramoto, dá-lhe duro Em terra de seres infernais, com fenómenos ? sobrenaturais Vendeuse : En L, il me reste noir, gris ou Flávia, ajuda-nos exames nacionais. marron. Pitágoras, Descartes, Platão, Client : Je vais essayer la noire. Lógica, ética e argumentação Vendeuse : Tenez… Nossa, Orlando, que confusão! Client : Merci. Império da escrita e oral, bruxedo gramatical Vendeuse : Ça vous va très bien. Client : Oui, je crois que je vais la prendre. Camões, Eça, Pessoa, escritores de Portugal Sara, já estamos a bater mal! Vendeuse : Vous ne regretterez pas votre achat, c'est un bon produit. Vous désiriez Espírito viajado, norte, centro e sul, turismo autre chose ? consagrado, Client : Non… Duarte Guimarães, por favor, dá-nos estágios Vendeuse : Alors, suivez-moi, on va passer à internacionais. la caisse. Vous payez par carte ? Luís, o mais recente dos professores, Client : Oui… tenez. Ainda mal te conhecemos, Vendeuse : Merci, vous pouvez taper votre Mas só queremos testes de vinte valores. code. Merci. Voilà monsieur. Laurinha vem à janela ver a produção, distribuição e Client : Merci. gestão, que vai ser colocada na panela. Vendeuse : C'est moi. Bonne journée au Demónio calórico, massa, açúcar e confecção revoir. Dinis, só precisamos de motivação. Client : Au revoir. Com esta panela levarei as chamas deste fogo Que se assemelham às do inferno. Ouçam, ouçam! Os rugidos que dão Os que não conseguem parar de queimar no brandy E que serão assim purificados Quando for queimado pelas gargantas Estaremos livres de todos os males. Forças do ar, da terra e do fogo, Para vós eu faço este chamamento Para que com esta queimada Este ano não acabe em sofrimento. Por Ana Guedes

PROGRAMA ECO-ESCOLAS BANDEIRA VERDE ECOESCOLAS A Profitecla de Coimbra foi, mais uma vez, distinguida com a Bandeira Verde Eco-Escolas. Este galardão, que visa reconhecer o trabalho de todos os que contribuíram para tornar mais sustentável o dia-a-dia da escola e da comunidade onde ela se insere, foi-nos atribuído pelo trabalho realizado em 2016/2017. Receber e hastear a Bandeira Verde constitui um prémio e uma responsabilidade de que a Profitecla se orgulha.GA

COIMBRA ABRE A SEGUNDA DA PROFITECLA

HALLOWEEN

Alunos da turma do segundo ano de Turismo

MOSTRAAMONTRA

Natal

Onda Rosa

Projeto MOVIMENT’ARTE Por Cristina Moutinho e Pedro Isidro

Halloween

Outono

Mobilidades

LIFE Imagine a history book who sings for you. The most frightening but pure songs About lost loves, crushed hopes and lost dreams... Some people call them "real life nightmares" But others like me call them art and inspiration.... Inspiring to never give up and tell him wrong To show everybody what I can do in my own shadow world Where I'm a singer in a stage at night Frightened to sing and play all the notes right. But in the book where I cried, So many sorrows of the past Trapped in the same page every dark night Because of you!!! Shadow book Thinking that I will never get through it But I did!!!! And now ... the song that I wright, sing and play I know Is better than the old musical.... Of the old sad shadow book of life!!!! Now every dream came through!!!!... At least I think that they will do.... To the future I look... Touching the cold freezing air with my own bare hands Looking... ...and... Hoping that the night ends and the Dreams begin!!!! Sandra Dias (aluna do 2º ano de Turismo)

Jornal ProFuturo janeiro 2018  
Jornal ProFuturo janeiro 2018  

janeiro 2018

Advertisement