Page 1

®

PROFIT & LOSS IN THE CURRENCY & DERIVATIVE MARKETS JULHO/AGOSTO DE 2012 VOL. 14 / NÚMERO 133 www.profit-loss.com

Agregação forex sem o agravamento

Citadel acusa a Jump Trading de “roubar” código PRINCIPAL PATROCINADOR DAS EDIÇÕES DA PROFIT & LOSS AMÉRICA LATINA:


GFI FOREXMATCH A MELHOR PLATAFORMA DE NEGOCIAÇÃO DE OPÇÕES CAMBIAIS PROFIT & LOSS DIGITAL MARKETS AWARDS 2008-2011

LA LIQUIDEZ QUE VOCÊ DESEJA. O PARCEIRO QUE VOCÊ NECESSITA. Durante 25 anos, algumas das empresas mais inteligentes do mundo têm confiado nos serviços de corretagem de classe mundial e nas melhores ferramentas de negociação do setor oferecidos pela GFI. Da negociação eletrônica e dos experientes corretores a uma ampla gama de classes de ativos e alcance global, ajudamos você a ter uma visão abrangente do mercado, acessar a liquidez e aproveitar cada oportunidade de negociação.

UMA VISÃO. UMA PODEROSA VANTAGEM. A GFI ForexMatch® combina tecnologia interativa de ponta para derivativos cambiais com profunda liquidez e eficientes serviços de pós-negociação que lhe dão confiança.

OPÇÕES CAMBIAIS FUTUROS SWAPS DE TAXAS DE JUROS FUTUROS DE MOEDAS (NDFS)

UM PARCEIRO DE CONFIANÇA. www.GFIgroup.com/financials

©GFI Group Inc. 2012. Este anúncio foi aprovado pela GFI Brokers Ltd., regida pela FSA do Reino Unido. A GFI ForexMatch® é um serviço prestado pela GFI Brokers Ltd. no Reino Unido e pela GFI Brokers LLC nos Estados Unidos.


Agregação sem agravamento

Mercados digitais

Agregação forex sem o agravamento A Profit & Loss realizou recentemente um webinar em associação com a Progress Software.

Profit & Loss realizou a sua discussão inaugural por webinar no final de maio. “Agregação forex sem o agravamento” reuniu um painel de peritos para examinar a importância da tecnologia corporativa no ambiente de hoje. Os palestrantes foram conduzidos pelo editor da Profit & Loss, Colin Lambert, atuando como moderador. Os palestrantes foram Ben ErnestJones, arquiteto de soluções para mercados de capitais da Progress Software; Stamos Fokianos, chefe global de negócios forex on-line na RBC Capital Markets; Sang Lee, sócio gerente na empresa de pesquisa, Aite Group; e Mark Meredith, chefe de análise quantitativa de negócios forex na UBS. A conversa teve início com a pergunta a Ernest-Jones sobre alguns dos desafios que os comerciantes enfrentam nos mercados de hoje. Ernest-Jones destacou a fragmentação da liquidez como um dos principais problemas, principalmente quando os comerciantes estão trabalhando no mesmo par de divisas em várias jurisdições. Ele notou que os comerciantes tinham que distinguir entre diferentes profundidades de mercados, preços, números de cotas, bem como se preocupar com custos de corretagem em diferentes jurisdições. “A partilha de locais e diferentes APIs que não são padronizadas também são um problema”, ele disse. “Deve-se considerar, também, o livro fragmentado, o que significa que existem várias taxas que vão se cruzar que podem estar obsoletas, de forma que se pode ter uma miragem de liquidez.” Ernest-Jones também destacou que os comerciantes agora têm que monitorar a exposição de risco tanto interna quanto dos seus clientes se eles estão trazendo um fluxo direto de clientes. Em um nível organizacional mais amplo, ele assinalou que fatores relacionados a TI, tais como, reconciliação de comerciantes, STP integral e manter a posição automatizada também entram na equação. Voltando ao ponto, Lee, um cofundador do Aite Group, disse que ele viu o cenário regulatório mutável como um desafio para os comerciantes, mas ressaltou que, atualmente, Dodd-Frank estava orientado somente para as opções forex e NDFs, uma porção relativamente pequena do mercado. Dito isso, ele também argumentou que os requerimentos mais estritos em informação e algumas das outras regulações em torno das opções e NDFs “penetrarão” no resto do mercado

A

forex e terão um último impacto no modo que a comercialização, a informação e o cumprimento precisam ser abordados. Meredith pensava que o mercado continuaria a ver a liquidez fragmentada em muitas plataformas, “o que oferece desafios aos bancos que estão tentando criar um preço decente”. Além disso, ele destacou que o fluxo de cobertura de clientes também se tornou muito mais complexo em um ambiente onde não há mais uma plataforma interbancária para cada par de divisas. Enquanto a fragmentação das ofertas de plataforma pode fornecer clientes com uma maior escolha à medida que as condições de concorrência se tornam mais equitativas, a agregação pode oferecer suporte aos bancos que possam estar ingressando no mercado a partir do nível mais alto. Ernest-Jones diz: “Você precisa ter habilidade não somente para ter um sistema que lhe dê uma opinião sobre todas as diferentes jurisdições com as quais você está comercializando e normalizar tudo isso, mas também é preciso equilibrá-las com as diferentes características que algumas delas oferecem para distinguir-se”. A fragmentação traz desafios aos bancos em todos os níveis do mercado e os palestrantes viram a agregação como uma função chave para negociar o labirinto ampliado de plataformas. Para os bancos fora do primeiro nível, Ernest-Jones destacou que a agregação pode ajudá-los a competir com organizações maiores e manter a sua base central de clientes ao dar aos comerciantes bancários uma visão melhor do mercado e, consequentemente, permitir-lhes agilizar melhores preços. www.profit-loss.com I Profit & Loss I Julho/agosto de 2012 I

1


Mercados digitais

Agregação sem agravamento

Como um banco de nível um, Meredith notou que, nos últimos dois anos, ele tem visto bancos abaixo do primeiro nível deixarem a competição por fluxo agregado e retrocedendo, também se tornando mais conservadores, e focando-se mais em fluxo corporativo e comercial, onde eles podem sentir que têm uma vantagem comparativa. Isso significa, disse ele, que estão se envolvendo muito mais de perto com os fornecedores de liquidez bancária, então o relacionamento tem se tornado mais próximo. Lee concordou que tem havido uma mudança importante na dinâmica do relacionamento entre fornecedores de liquidez e aqueles que as agrega. Ele disse: “Se você tiver uma ideia de participação de uma perspectiva de comércio eletrônico, quer seja você um banco ou um diferente segmento de cliente, (se tiver) a habilidade de ver o mercado de uma maneira agregada onde os dados são normalizados, você será capaz de tomar a decisão certa na hora certa. Este é um requisito mínimo para a participação em todos os mercados gerais, mas esta peça do relacionamento continua a ser muito importante e a capacidade de confiar no fornecedor de liquidez se tornará ainda mais importante à medida que o mercado progride”. Fokianos concordou que a agregação é a resposta à fragmentação do mercado, destacando: “É a única forma de sobreviver... não é um luxo, mas uma essência para um negócio forex pronto”. Todos os palestrantes concordam que a agregação, quando controlada corretamente, é um potencializador de relacionamentos. Foi sugerido que um efeito colateral da agregação poderia ser uma abordagem mais padronizada, querendo dizer que, para manter e construir números de clientes, um banco de agregação tem que se diferenciar. Quando perguntado sobre o nível de dificuldade de se fazer isso, Ernest-Jones declarou que: “Acima de tudo é a capacidade de se priorizar certas jurisdições. Uma vez que você começar a construir estes relacionamentos com os bancos individuais, você precisará da capacidade de direcionar o fluxo em direção ao banco primeiramente, ou, se eles tiverem o 2

I Julho/agosto de 2012 I Profit & Loss I www.profit-loss.com

mesmo preço que outras jurisdições, então, de uma maneira especial que os priorize”. A análise do raio de alcance, taxas de rejeição e da direção do fluxo também deveriam ser usadas integralmente para otimizar o processo de tomada de decisão do sistema, ele adicionou, continuando que a análise deveria ser em tempo real e que o comerciante deveria ter a capacidade de priorizar o controle, se necessário, por exemplo, se um fornecedor de liquidez estivesse emitindo uma taxa ruim. Apesar da crescente velocidade na qual nos movemos em direção a um suporte eletrônico, os relacionamentos permanecem uma parte imperativa da indústria de câmbio estrangeiro, e a utilização da agregação forex, principalmente quando há muitas soluções personalizáveis disponíveis, pode oferecer suporte às empresas quando elas entram no mercado pela primeira vez ou trabalham para aumentar o seu serviço atual. Parece que pode ser possível nivelar o campo de atuação nesta área e permitir aos bancos “lutar contra os adversários” ao adotar a agregação forex, sem o agravamento. Meredith destacou que algumas ferramentas ajudam o banco fornecedor de liquidez a avaliar o seu próprio desempenho, bem como monitorar as atividades dos clientes para garantir que o relacionamento permaneça benéfico para ambas as partes. Foi aceito que a agregação não era para todos na indústria de forex e que há um limiar quantitativo, abaixo do qual a solução tem menos valor. Dito isso, também foi discutido que a agregação pode ajudar um banco a elevar o seu negócio de forex ao próximo nível e ajudá-lo a escalar, de forma que seja capaz de mostrar aos seus clientes um “corte”, principalmente nos mercados de G10. O webinar encerrou com perguntas dos presentes em relação à quantidade de fornecedores únicos de bancos e o potencial para um nível dois muito maior na indústria bancária de forex, assim como o potencial de agregação em várias classes de ativos e produtos. Se você quiser ouvir a gravação do webinar, acesse: http://www.profit-loss.com/?q=node/25133 Para mais informações sobre este ou um futuro webinar, entre em contato com Michelle Hemstedt pelo e-mail michelle@profit-loss.com ou pelo telefone +(0207) 377 6324. www.profit-loss.com

Find us on Facebook: facebook.com/profitandloss


PROFIT & LOSS

EVENTOS

2012

SINGAPORE

BOGOTA

MEXICO CITY

LONDON

NEW YORK

CHICAGO

SANTIAGO

SAO PAOLO

TORONTO

PROFIT & LOSS FOREX NETWORK CONFERENCES 2012 Junte-se à Profit & Loss na nossa série global de conferências e eventos Forex Network; desfrute de painéis de discussão interativos edas oportunidades de fazer networking com os principais líderes locais e internacionais do setor; visite as nossas feiras de tecnologias de câmbio de categoria internacional. Forex Network Asia 2012 Forex Network Colombia 2012 Forex Network Mexico 2012 Forex Network London 2012 Forex Network New York 2012 Forex Network Chicago 2012 Forex Network Chile 2012 Forex Network Brazil 2012 Forex Network Canada 2012

in association with ACI Singapore

(with P&L Digital FX Awards Dinner) (with P&L Readersʼ Choice Digital Markets Awards Dinner)

in association with FMAC

www.profit-loss.com

Singapore, February 16 Bogota, March 27 Mexico City, March 29 London, April 18 New York, May 31 Chicago, September 27-28 Santiago, October 23 Sao Paolo, October 25 Toronto, November 15


Gestão de dinheiro

Quem possui o código?

Citadel acusa a Jump Trading de “roubar” código Duas empresas de fundos de cobertura estão enfrentando acusações de que o seu pessoal roubou o código corporativo em uma disputa que poderia ter ramificações mais importantes, conforme explica Colin Lambert.

gigante empresa de fundos de hedge, Citadel, acusou o pessoal da concorrente Jump Trading de roubar o código de algoritmo que dirigia algumas das estratégias comerciais da Citadel. Em uma volta interessante, no entanto, a empresa ainda tem que processar os empregados, 10 dos quais diz a Citadel que passaram a trabalhar na Jump nos últimos sete anos. Mais exatamente, isto recai sobre uma lei exclusiva do estado de Illinois, que permite a solicitação de documentos antes de registrar um processo. A Citadel está tentando que a Jump libere informações de propriedade sobre os seus programas de comercialização, supostamente para averiguar se eles são os mesmos da Citadel ou, talvez, se eles estão voltados para estratégias corporativas usadas na Citadel. Um portavoz da Jump falou para a mídia que as acusações são “frívolas e sem mérito”. A Citadel afirma que, desde que os funcionários começaram a trabalhar na Jump, em 2005, os programas corporativos do antigo Tactical Trading Group tornaram-se menos lucrativos e afirma que eles estão se comportando de uma maneira coerente como se tivessem sido copiados de outra empresa. Em outras palavras, a Jump está desenvolvendo estratégias criadas pela Citadel lado a lado com a empresa no mercado, tornando o comércio mais “carregado” e, consequentemente, menos lucrativo. Fontes familiares com o caso dizem que, embora a Citadel provavelmente não acuse os seus ex-empregados de romper cláusulas de não-concorrência em seus contratos, pode afirmar que eles romperam acordos de confidencialidade. Isto levanta um ponto interessante e permanentemente controverso: quem possui o código? É amplamente aceito que a empresa possui o capital intelectual criado pelos seus funcionários, mas como uma empresa pode afirmar possuir os recursos

A

4

A proteção de algoritmos confidenciais será, e tem que continuar sendo, uma prioridade para empresas que retêm uma margem competitiva intelectuais dos mesmos funcionários? Como um conselho jurídico recentemente afirmou: “Sem uma lobotomia frontal é impossível”. Em geral, “levantar” diretamente o código para um disco rígido pessoal e baixá-lo em uma nova empresa é moralmente incorreto, mas há muitas maneiras de disfarçar, ao levar somente um par de peças ou levar o código “antigo” que é facilmente atualizado, por exemplo. Mas, novamente, pergunta-se como uma pessoa pode dizer a um funcionário para esquecer tudo o que os faz atraentes a um empregador ou futuros empregadores? As táticas da Citadel são interessantes. Parece que estão procurando comparar o código fonte e as táticas diretamente com a Jump, e se a Jump for forçada a passar os documentos adiante, a empresa procurará novamente estudar os próprios algoritmos da Citadel como parte da sua defesa. Em outras palavras, ambas as empresas poderiam ter acesso completo aos segredos da outra. Falando com um advogado com um pouco de experiência neste ramo, a Profit & Loss entende que uma determinada quantidade de código, talvez 80%, terá que ser idêntica para se abrir um processo, mas, naturalmente, diferentes tribunais terão diferentes visões. Se a Jump estiver realmente copiando as estratégias da Citadel, ela terá que responder a um processo, mas é improvável que se abra um processo se algum dos seus programas levaram vantagem sobre o modo como a Citadel opera no mercado, os então chamados algoritmos “caçadores-matadores”. Uma grande parte do que se compra ao se contratar um funcionário de uma empresa concorrente é o conhecimento e o entendimento do funcionário de como

I Julho/agosto de 2012 I Profit & Loss I www.profit-loss.com

a empresa trabalha. Isto poderia ser para ajustar procedimentos de operação e a estrutura de administração. Poderia ser porque a empresa que emprega quer renovar as suas estratégias corporativas. De qualquer forma, é uma maneira genuína de melhorar ou construir uma empresa. Parte da vantagem de entender os negócios de um concorrente é explorar oportunidades resultantes deste conhecimento e, embora, ele possa não ser específico, certos comerciantes na Jump poderiam teoricamente ter criado estratégias para “engatilhar” as estratégias da Citadel. Nem mesmo isto, uma característica do comércio, carece de complexidade, no entanto, para as autoridades jurídicas de alguns tribunais, poderia ser visto como “front-running”, embora de uma maneira levemente diferente daquela geralmente aceita.

Águas turvas O processo levantou temores de que, se a Citadel vencer, o mercado estará em águas turvas em termos de empregabilidade. Os temores são tantos que, como resultado, as pessoas poderiam mais não trocar mais de emprego, e não somente no ambiente de comércio automatizado. Os principais bancos geralmente empregam vendedores sênior de suas concorrentes por causa da sua carteira de clientes e do entendimento do mercado. Isto poderia significar que um vendedor que sair de um banco e for trabalhar em outro não pode falar com seus ex-clientes. Se as pessoas não forem capazes de alavancar a sua experiência e relacionamento, isto as torna praticamente inúteis no mercado de trabalho e têm, aos olhos de muitos, que ser afastadas do comércio.


PROFIT & LOSS

EVENTS

2012

Profit & Loss Forex Network Growth Markets

Naturalmente, isto não é um problema somente para as empresas de fundos de cobertura. O mesmo se aplica às empresas que dirigem negócios forex on-line nos principais bancos. As estratégias serão semelhantes, principalmente por causa da substancial porção do trabalho que o mercado está fazendo às massas, mas não há dúvidas de que há alguns profissionais de destaque neste segmento de mercado, e eles deveriam estar, e estarão, em demanda. É isto o que faz a afirmação da Citadel um passo potencialmente perigoso para o futuro da indústria, por mais inovações que sejam obtidas de uma mistura de novas ideias e novos terrenos para fertilizá-las. Se forem eliminadas, a indústria será um lugar mais pobre. O julgamento para decidir se a Citadel pode acessar os dados de propriedade da Jump ainda está por vir, mas, se isto for concedido, haverá uma pergunta sobre quem realmente estuda o código. Em um recente workshop da Profit & Loss, em Chicago, James Fischer, um sócio da empresa jurídica Drinker and Biddle, explicou que uma terceira parte independente seria apontada provavelmente do mundo acadêmico. De qualquer maneira, o caso destaca uma bomba relógio potencial com consequências para todos no mercado financeiro. No entanto, para os comerciantes em particular, a Fischer tem uma advertência: “À medida que o espaço de alta frequência se torna altamente competitivo, a proteção de algoritmos confidenciais será e tem que continuar a ser uma prioridade para empresas a fim de manter uma vantagem. Para comerciantes e todos aqueles afins a concorrência significa oportunidade, mas, também, significa que eles devem usar cautela e juízo ao passar de empresa a empresa”.

CHILE & BRAZIL Growth Markets Series Chile 2012 Venue

Intercontinental Santiago Santiago, Chile

Date

Tuesday, October 23, 15:00 - 21:00

Contact Tel. +44 (0)20 7377 6984 SANTIAGO

P&L returns to Santiago for its second Chilean event.

Growth Markets Series Brazil 2012 Venue

Hotel Unique Sao Paulo, Brazil

Date

Thursday, October 25, 15:00 - 21:00

Contact Tel. +44 (0)20 7377 6984 SAO PAOLO

Join Profit & Loss for our third event in Brazil.

PROFIT & LOSS EVENTS 2011 YEARBOOK

click here to view photos from P&L’s previous events, including our 2011 Chile & Brazil conferences: http://issuu.com/profitandloss/docs/profitloss-events-yearbook-2011/1

For more information: http://www.profit-loss.com/?q=events To register for an event: http://www.profit-loss.com/?q=node/182


®

PROFIT & LOSS IN THE CURRENCY & DERIVATIVE MARKETS

Profit & Loss: nos mercados de moedas e derivativos é publicado mensalmente. As taxas de assinatura são: £350 ($665) por ano.

Geral no RU: +44 (0) 20 7377 6383 Geral nos EUA: +1 646 792 2811 Editorial: +44 (0) 20 7377 6716 Anúncios: +44 (0) 20 7377 6324 Eventos: +44 (0) 20 7377 6984 Assinaturas: +44 (0) 20 7377 6383 ax: +44 (0) 20 7426 0727 E-mail: sales@profit-loss. com editor@profit-loss. com Todas as consultas sobre assinaturas e publicidade devem ser enviadas para: P&L Services Ltd. Suite 26, The London Fruit & Wool Exchange, Brushfield Street, London, E1 6EU, UK EUA P&L Services Ltd. 115 E 57th Street, 11th fl, New York, NY 10022, Ásia-Pacífico P&L Services Ltd, Level 4, Suite 404, 83 York Street, Sydney NSW 2000, Australia ISSN: 1467-2650 © 2012 P&L Services Ltd. Todos os direitos reservados Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida de qualquer maneira sem o consentimento expresso por escrito da P&L Services Ltd. Todas as opiniões e pontos de vista expressos por escritores contribuintes não representam necessariamente o ponto e vista do editor. Os artigos são publicados em boa-fé, sem responsabilidade por parte dos editores, que não podem ser responsabilizados por qualquer perda, queixa ou ação litigiosa resultante de qualquer ponto de vista aqui expresso. A editora e os seus editores não aceitam nenhuma responsabilidade por mal-entendidos, erros ou omissões incorridos durante a produção.

www.profit-loss.com

P&L-Portugues-07-08-2012  

Articles from Profit & Loss July/August 2012 - em Portugues

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you