Issuu on Google+

Variedades do uso da língua Antes de revermos o estudo sobre Verbos, discutiremos alguns aspectos importantes da nossa língua para que, assim, tenhamos uma melhor compreensão para nosso estudo. Questões para discussão Por que você acha que aprende Português? Existe uma maneira correta ou incorreta de falar? Por que você não deve usar palavrão em sala de aula? Variedade social: ocorre na medida em que há diferenças nos grupos sociais. Por exemplo, profissionais de Direito empregam uma linguagem técnica no exercício de suas profissões, enquanto muitos jovens utilizam gírias para se comunicar. Variedade geográfica: no Brasil existem cinco regiões, diversos estados e cidades. Há muitas variações nesses espaços, sendo que existem maneiras específicas em suas pronúncias, vocabulário, etc. Discussão: pronome tu. Variedade situacional: sua linguagem normalmente se modifica de acordo com a situação em que você se encontra. Pense, por exemplo, se uma conversa que você tem com seu melhor amigo é semelhante a um diálogo que você tem com seu professor, dentista, parente distante, desconhecido, etc. Discussão: Linguagem formal versus Linguagem Informal. Existe diferença no pronome que utilizamos entre uma linguagem formal e informal? Como sabemos se um discurso é mais ou formal ou mais informal? Conclusão A maneira como você fala pode variar de acordo com sua idade, seu lugar de origem e vivência e a situação em que você se encontra. O importante é você ter em mente que não existe uma maneira correta ou incorreta de falar, o que ocorre nas línguas são as diferenças nos contextos em que uma pessoa se encontra. Por exemplo, não é incorreto você usar uma gíria ao falar com seu colega, mas isso pode ser inapropriado no dia em que você for fazer uma entrevista de emprego. Contexto: conjunto de circunstâncias em torno de um acontecimento. Guarde esta palavra, pois ela te servirá para melhores formações de ideia e de conhecimento. Tu, Vós e Você. Em nossas discussões sobre variação geográfica, mencionamos o caso do Pronome TU. Atualmente ele é usado em algumas regiões de Brasil, em determinados casos, o verbo concorda com este pronome, que antigamente era mais utilizado em nosso país. Por isso, quando você estuda verbos, você encontra o TU nas tabelas de conjugação. A marca –s será uma das particularidades na conjugação para este pronome: Exemplo: ele estuda > tu estudas; ele estudará > tu estudarás; ele estudava > tu estudavas. (Tenha como base a conjugação para o pronome ele e acrescente o –s. Mas cuidado, não são para todos os tempos verbais que esse raciocínio funciona: ele estudou > tu estudaste). O Vós é outro pronome que aparece nas tabelas de conjugação. Ele designa a 2ª pessoa do plural e é mais encontrado em textos antigos.


O Você é nosso pronome mais utilizado. Ele substituiu o TU e o VÓS (vocês) e é originado da evolução vossa mercê > vossemecê > vosmecê > vancê > você. > Receptor = Segunda Pessoa = Aquela com quem se fala. Conclusão: o pronome você (que normalmente não encontramos em tabelas de conjugação) é um pronome receptor, ou seja, está junto do pronome tu, porém ele se conjuga na 3ª pessoa: Tu comes > Ele come > Você come; Vós comeis > Eles comem > Vocês comem. Tarefa (Respostas de 3 a 5 linhas). 1- O que você fez ontem? Conte como sua rotina. 2- O que você fazia há cinco anos? Conte como era sua rotina. 3- O que você vai fazer no fim de semana? Discussão: 1- Qual a principal diferença entre suas respostas 1 e 2 e sua resposta 3? 2- Qual a diferença entre sua resposta 1 e 2? Presente: processo que ocorre no momento em que se fala. Pretérito (Passado): processo que ocorreu no momento anterior ao que se fala. Futuro: processo que poderá ocorrer no momento posterior ao que se fala. Pretérito Perfeito: se refere a uma situação iniciada e terminada em um momento. Exemplo: Ontem eu estudei para a disciplina que mais gosto: português. Pretérito Imperfeito: se refere a uma situação ocorrida em um tempo indeterminado. Exemplo: Antes eu não gostava de português, mas agora eu amo. Observação: Repare que o antes na frase não indica um tempo determinado. Futuro do Presente: se refere a uma situação que poderá ocorrer. Exemplo: Eu lerei O santo e a porca, pois sou um bom aluno. Observação: Normalmente utilizamos o verbo ir como auxiliar para expressarmos situações futuras: Eu vou ler O santo e a porca, pois sou um bom aluno.


Variedade Linguistica