__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

edição

DUPLA

90+91 ano

08

Capa_2.indd 1

12/8/10 7:02:11 PM


anu ncios.indd 52

12/8/10 7:11:04 PM


anu ncios.indd 53

12/8/10 7:11:39 PM


script

“Eu nunca quis pouco Falo de quantidade e intensidade (...) Mas eu nunca pensei Que houvesse tanto Coração brilhando No peito do mundo louco”

(Caetano Veloso, Muito)

Vou contar para vocês Ano bom esse de 2010! Já a entrada nele foi perfeita. Depois do Natal na Bahia sempre tão cheia de Sol, amigos e família, arrematamos as festas em Floripa – Jurerê Internacional, e outros amigos e momentos vieram, enchendo de alegria jovem aqueles dias de começo. E como alegria nunca é demais, viagens de redescoberta ao Rio de Janeiro, e um carnaval fantástico em Salvador arrematariam o fim daquele verão. Foi tudo tão intenso que a sensação que eu tinha ainda, enquanto eu vivenciava tudo aquilo, já era editada, ou seja, eu já me via aqui resumindo, enfeitando aqueles instantes para a minha história pessoal e para você, leitor profashional. As águas de março, porém, foram avassaladoras! E as cartas que estavam sendo dadas tão a meu favor pareciam ter sido de repente embaralhadas por algum azarão, fato é que não eram mais Minhas Cartas – não poderiam ser! Estavam só transitando por minhas mãos e precisavam rapidamente ser descartadas, encontrando o caminho do lixo. E assim foi. Game Over, a vida seguiu em frente do jeito que conheço: Dando Certo! Os meses seguintes foram marcados por novos e interessantíssimos projetos em vida profashional, além de viagens num eterno e salutar intercâmbio entre o pessoal e profissional. Afinal, como disse certa vez Silvia Camargo (na época diretora de Marketing

4

script.indd 4

Foi tudo tão intenso que a sensação que eu tinha ainda, enquanto eu vivenciava tudo aquilo, já era editada, ou seja, eu já me via aqui resumindo, enfeitando aqueles instantes para a minha história pessoal e para você, leitor profashional.

www.profashional.com

12/9/10 12:16:23 PM


se apresentam aos antigos os novos personagens principais de nossas vidas, surgidos depois da nossa existência mútua. Privilégio enorme poder materializar esses encontros. O tempo mais uma vez passou e recomeça reescrevendo os contos que, em breve, fazem mais uma vez parte de alguma história.

O tempo mais uma vez passou e recomeça reescrevendo os contos que, em breve, fazem mais uma vez parte de alguma história.

“Eu nunca quis pouco” e quero ainda mais intensamente. Mas que venha para todos nós, pois a fantástica certeza de que somos tantos corações “loucos” (provavelmente porque para Caetano “de perto ninguém é normal”) brilhando no peito do mundo já é um desejo realizado. Que eles façam escola é meu desejo para 2011! Abraço muito apertado, daqueles que se dá em reencontro de grandes amigos,

Sandra Teschner Publisher sandra@revistaprofashional.com.br orkut e facebook: sandra teschner twitter.com/sandrateschner www.revistaprofashional.com/blog

Na Urca, em meio à correria carioca, um momento tranquilo em inspiração sépia

FOTO: DÉBORA 70

da Gol Linhas Aéreas) aqui: “Essas duas partes se fundem afinal, elas têm algo muito forte em comum: Você!”. Para mim, muito especificamente, essa máxima é fundamento para trabalhar vivendo e fazendo isso da única maneira que conheço a vida, que é intensamente e resultando! Viagens entraram na programação do ano quase que por osmose e se multiplicaram sem causar um corre-corre; o tempo, a excelente equipe profashional, minha família e a tecnologia proporcionaram o nascimento de uma nova etapa nos meus dias: agenda lotada, mas com muita elegância e me deliciei incrivelmente com isso. Escolhi alguns momentos e lugares bem profashionais e transformei-os em Pano pra Manga que você confere na página 28. Quando dou aquela olhada mais criteriosa, porém, no elemento mais marcante do ano de 2010, não tenho dúvida de que foi o reencontro proporcionado principalmente pela vida social nas redes. Claro que tive de abrir concessões, escancarando o coração para rever conceitos e querer dar espaço para antigos-novos amigos, e eles vieram em festa. Quantas amizades guardadas, até há décadas, foram retomadas dali, exatamente onde as deixamos. Quantas gargalhadas, pequenas lembranças e acontecimentos banais ganharam vida nova e se transformaram em bons bate-papos, pulando inclusive a barreira on-line para virar visita em casa, onde

www.profashional.com

script.indd 5

5

12/9/10 12:16:26 PM


BASTIDORES

TÚNEL DO TEMPO

Vai e vem

Nossa redação recebeu amigos, parceiros e colaboradores para deliciosas reuniões de trabalho que sempre acabam se transformando em momentos para confraternizar. Também fomos ao encontro deles, e transformamos esses instantes em trocas de informações recheadas de novidades do universo fashion.

Amigos de infância, os irmãos Paulinho e Marcelo Assis reencontram Gabriel Sales na nossa redação

AROUND THE WORLD Amigo profashional de sempre, Gerhart Osman é recebido com muito carinho por Michael Teschner, Kai Hrebabetzky, Dio Jaguarível e Sandra Teschner

ENCONTRO ESPECIAL

Amigas de longa data de Sandra, Flávia e Maita Dantas trouxeram “gostosuras” da terra natal de nossa publisher

SALVADOR

A reunião de pauta da edição de aniversário da Perini aconteceu como todo encontro entre baianos, cheia de alegria e descontração. Roberto Adami e Ana Amoedo posam para nossas lentes ao estilo profashional

Bastidores5.indd 6

Aninha Assis agitou a equipe profashional em visita repleta de muito bate-papo e dicas especiais que você confere na seção “Flashes”

GUARULHOS + SP

Luana Alves e Andrea Toscano, do Internacional Shopping Guarulhos, recebem rosas Sandra, Gabriel, colombianas da Tahis Papeckys, nossa equipe Dio Jaguarível, Luana e Andrea

A ÁFRICA É AQUI!

Valdira Neves é pura paixão por nossa revista. Ela cruzou o Atlântico e passou alguns dias “experimentando” as vivências de nossa turma. Para celebrar o encontro, ela trouxe para nossa publisher este lindo anel de flores, diretamente de Cabo Verde

12/10/10 10:28:20 AM


A melhor amiga de Carrie Bradshaw só podia ser uma superprofashional

Cena do filme “Sex and the City”. Vestido de Vivienne Westwood

Flávia Matsunaga, nossa diretora de design, casou com Laurinho Marino em grande estilo, com um vestido de Bibi Barcellos tão maravilhoso que foi impossível encontrar um adjetivo para defini-lo. Ela conseguiu reunir em um único modelito toda a extravagância do primeiro vestido de casamento usado por Carrie Bradshaw no filme “Sex and the City” com a simplicidade do segundo, o qual finalmente a personagem mais fashionista da TV e das telonas concretizou suas bodas com o Big. O “segundo” Os noivos Nós amamos! casamento

O Techsamba e suas mulatas Sandra e Mika Teschner animaram a festa

FOTOS: NEY FERNANDES/MARISA ABEL/ARQUIVO PROFASHIONAL E DIVULGAÇÃO

ra o Detalhe pastido laço do ve

Bastidores5.indd 7

Thays Panar, Fernanda Cordeiro, “Think pink!” Milena Batista e Alice Hecker Os profashionais arrasaram na produção

Kity Barretto, Gabriel Sales, Dio Jaguarível e Mika Siebmann

Um lindo jardim de orquídeas no teto

12/10/10 10:28:58 AM


A VITRINA EM FOCO

Sandra, Carol Garcia, Sylvia Demetresco e Geni Ródio Ribeiro

Idealizado pela amiga profashional Sylvia Demetresco, o “Imagens Urbanas – Vitrinas em Exposição” reuniu, no Rio de Janeiro, os maiores especialistas – franceses e brasileiros – em visual merchandising

Cristina Braga

FOTOS: DÉBORA 70

Tudo mais

De evento sobre o mundo fashion ao show do Paul McCartney, profashionais celebram bons momentos

Ballet SAPATILHA DE SUCESSO

AMANDA

Nnonono n non non nonn non non nonononon nonon non

Sandra ao lado de Lucie Boulanger conferiu de perto o talento de Amanda Moraes, em um espetáculo no Teatro Bradesco. A jovem bailarina do Bolshoi de Joinville, que já foi capa da revista Profashional Kids, conquistou o mundo da dança com a delicadeza e graciosidade que conduz seus passos na ponta do pé!

NA PONTA DOS PÉS

Sandra, Amanda e Lucie

Bastidores5.indd 8

A pequena profashional Maria Fernanda deu show em sua apresentação de ballet no final do ano. Agora, é esperar 2011 para que sua sapatilha volte ao batente e esbanje, junto com a pequena, leveza e charme em cada movimento

Camila Storto e Paulo Bonilha prestigiaram a pequena

12/10/10 10:29:18 AM


DEBUT FASHION

Maria Fernanda brilha para a Tyrol na Passarela Kids, evento infantil organizado pela incrível amiga profashional Ana Cury para o Shopping Center Norte

TATUAPÉ

Luciano Szafir em pausa profashional com nossa publisher antes de arrasar no Tatuapé Collection. Lembrando que ele foi o primeiro homem a estampar a capa da Profashional no primeiro ano de nossa revista

O pai Gabriel Sales todo orgulhoso da modelo mirim

FESTA DA SOLIDARIEDADE

FOTOS: MARISA ABEL/DORIVAL ZUCATTO/ARQUIVO PROFASHIONAL E DIVULGAÇÃO

Responsabilidade Social também é profashional e nós estivemos nos bastidores do Teleton 2010 que foi um verdadeiro sucesso. Muitos artistas e personalidades Ivete Sangalo passaram por lá!

Victor & Léo

LENDA VIVA Daniel de Oliveira para nossas lentes

MOMENTO PRÉ-ESTREIA

O Beatle Paul McCartney encerrou sua turnê “Up and Coming” pela América Latina com dois shows em São Paulo e, é claro, que nossa publisher Sandra Teschner foi conferir de perto a apresentação dessa lenda viva do Rock Kity Barretto e Gabriel Sales a acompanharam e deixaram a noite mais divertida

A sétima arte é presença constante em nossas vidas e nossa redação prestigiou diversas préestreias este ano, dentre elas o filme “400 contra 1”, protagonizado por Daniel de Oliveira

Bastidores5.indd 9

12/10/10 10:29:38 AM


AS DIVAS EM CENA Conferimos de perto, mais precisamente nos bastidores, o Monange Dream Fashion Tour, que aconteceu na Via Funchal, em São Paulo. Ao som de Jota Quest, as modelos desfilaram looks dignos de divas. Xuxa encantou ao fazer sua entrada triunfal pelo teto do local

Bruna Tenório

Xuxa

Isabeli Fontana

Jota Quest

Renata Kuerten

Carol Trentini

BRAZILIAN DAY

Margareth Menezes, salve simpatia baiana!

A maior festa de brasileiros fora do Brasil teve todo um ar de baianidade, características profashionais de ser. Nós fomos até Nova York conferir os 26 anos do Brazilian Day, que aconteceu no coração de Manhattan

Bastidores5.indd 10

Nossa chefe de redação, Marisa Abel, ao lado do modelo e da leitora profashional Marla Sarubbi

Zezé de Camargo e Luciano minutos antes de entrarem no palco

Ana Maria Braga deu Carlinhos Brow ao lado o ar da graça e emo- de João de Matos, cionou os presentes presidente do evento

12/10/10 10:30:22 AM


Apagando as Velinhas PROFASHIONAIS DE ALMA, CONVÍVIO E CORAÇÃO CELEBRAM A VIDA UM CHÁ DE PRESENTE

A aniversariante Kity Baretto e seu marido Gabriel Sales

Mika e Sandra Teschner, Kai Hrebabetzky, Dani e Dio Jaguarível e Mika Siebmann

HAPPY HOUR

A tradição de presente inusitado acompanha as amigas Sandra e Kity Barretto há anos. Nossa publisher arrasou presenteando a amiga com um chá de cozinha surpresa, já que o momento de Kity é de casa nova!

Kity recebeu amigos e familiares no Bistro Home Way e se encanta com os presentes, abrindo um enorme sorriso com o centro de mesa com sua cor do momento: berinjela

O charme da festa foi desde o convite personalizado até os saborosos cupcakes

BRUNCH

FOTOS: MARISA ABEL

Em clima de festa, o aniversariante, Mika Teschner, brinca com Kity durante o café da manhã que ganhou de presente, no Home Way, em São Paulo

As amigas à la “Sex and the City” brindam o dia de Monique Melo, que assoprou as velinhas em um dia chuvoso, porém repleto de energia

Bastidores5.indd 11

12/10/10 10:30:57 AM


Revistas, livRos, joRnais, catálogos, pockets, sites.

c on hE ç a a S Pu bl i ca ç ÕE S d a P r ofaShion al E d it ora • WWW. P RO FA SHIO NAL. C O M

MODA • ESPORTE • INFORMÁTICA E TECNOLOGIA • FARMÁCIAS • SHOPPING CENTERS • SEU SEGMENTO

PiccadillY • cidadE cEntEr nortE • alcatEia • ShoPPing mEtrÔ tatuaPÉ • ShoPPing mEtrÔ boulEVard tatuaPÉ • drogaria São Paulo • PErini • Zanotti

Expediente.indd 12

12/8/10 5:22:51 PM


Sua comunicação, nosso mundo Profashional.

Profashional Editora Ltda.

Av. Jandira, 843 | Moema | CEP 04080-005 | São Paulo | SP Tel.: (11) 5051-4084 www.profashional.com | editora@profashional.com

Publisher e Editora:

Sandra Teschner sandra@revistaprofashional.com.br

Diretor Administrativo Financeiro: Gabriel Sales

Jornalista Responsável: Marisa Abel - MTB 39.214 marisa@profashional.com

Coord. Jornalismo:

Adriana Rosa - MTB 47337

Editoria de Comportamento: Mirella Stivani

Novas Ideias: Julia Moraes

Conselho Editorial:

Carol Garcia, Daniela Rodrigues, Diana Galvão, Florilda Donini, Gilson Martins, Giuliano Donini, Marisa Abel, Rafaela Donini, Raquel Valente, Regina Blessa, Rogério Oliveira, Sandra Teschner e Walter Rodrigues

Jornalistas:

Dio Jaguarível, Maria Helena Bellini e Laís Vanzella

Direção de Design: Flávia Matsunaga

Edição de Arte: Alice Hecker

Designers Gráficos:

Claudia Carvalho, Danielle Lima e Patricia Velez

Web:

Ricardo Cerdan de Campos e Kai Hrebabetzky

Moda:

Julia Moraes e Vanessa Diskin

Marketing: Thays Panar

Atendimento ao Cliente: Tahis Papeckys tahis@profashional.com

Revisão:

Maria Elisa Albuquerque

Impressão: IBEP

Colaboraram nesta Edição:

Antonio Naud Júnior, Christian Barbosa, Daniela Rodrigues, Débora 70, Janaína Souza, Kai Hrebabetzky, Luis Carlos Cruz, Monique Melo e Regina Blessa.

Para anunciar:

Tahis Papeckys comercial@profashional.com

Para assinar e solicitar edições anteriores: assinatura@revistaprofashional.com.br

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Editora nem da Revista. É permitida a reprodução desde que previamente autorizada, com crédito à fonte. Editora filiada à

Profashional Editora, a mais premiada, em 2009, no Prêmio Anatec de Mídia Segmentada

internacional shopping guarulhos • authentic feet • lilica e Tigor • shopping abc

Expediente.indd 13

12/8/10 5:23:06 PM


SCRAPBOOK: ÁLBUM DE RECORTES, ASSUNTOS E RECADOS

o amor quando o amor acaba?’.” Ana Paula Lessa Itabuna – BA “Vocês arrasaram na matéria da democratização dos corpos! A moda é isso, transmissão do que somos, queremos e sonhamos, sem medo das diferenças. A imaginação é só um exercício para a prática. Parabéns!” Fernanda Almeida Prado São Paulo – SP

EDIÇÃO 88+89 “Eu me deliciei lendo toda a revista. Linda, parabéns! Também viajei com as palavras de Kai no Pano Pra Manga.” Eliane Lemos São Paulo – SP “Admiro a Carla como amiga, como profissional e como pessoa. Lendo essa bela entrevista, passei a conhecer não só aquela Carla Lima amiga, profissional e humana, mas também a Carla Lima criança sonhadora, mulher guerreira, que nunca se abateu diante das circunstâncias que a vida lhe impôs. Parabéns!” Abel de Jesus Requião Rio de Janeiro – RJ “A Ritinha é genial! Relembrei de quando estudávamos nas Sacramentinas em Salvador, sendo ela a primeira aluna do colégio. Muitos beijos.” Eunice Sansão Itabuna – BA “Li a edição 88-89 da Profashional e fiquei encantada com os anéis de cera, as malas artísticas e a capinha para proteger os sapatos. E também das matérias, como a ‘Para onde vai

14

de ser profashional é se entregar de corpo e alma. Muito mais do que vestir a camisa, é vestir o coração de profashionalidades e profashionpersonalidades. É ser multifuncional. Envio meus beijos e abraços cheios de carinho e boa lembranças.” Carol Bacila via e-mail

AMOR À LEITURA PROFASHIONAL

“Obrigado equipe da Profashional. Adorei a ideia de participar da revista desde o início.” Alfonso Mendoça Colômbia

“Recebi a revista, adorei, muito bem elaborada, com uma descrição e linguagem simples e diretas. Estão de parabéns. Um grande abraço.” Rossana Santana Itajuipe – BA

“A nova PROFASHIONAL. Está maravilhosa. Parabéns.” Antonio Naud Júnior via e-mail

“Vocês são ótimos! Parabéns!” Edna Cruz por e-mail Muitíssimo obrigada por mais uma revista! Li tudo do começo ao fim, cada página. Adoro esse pedacinho de Brasil na minha mesa de cabeceira.” Mary-Anne Eliasson Estocolmo – Suécia

“Senti uma imensa alegria ao abrir a caixinha dos correios e me deparar com um exemplar da Profashional para completar meu feriadão. Companhia indispensável, leitura superagradável e felicidade imensa de matar a saudade desta revista que por um tempo foi meu “lar doce lar”... Sim, porque o fato

“A revista Profashional combina muito bem cultura com moda. É dinâmica e faz o leitor interagir. Mexe com o lado de dentro e de fora das pessoas, revelando que tudo pode ser visto e revisto por um novo prisma.” Regina Gonçalves Rio de Janeiro – RJ “Amo a revista Profashional. Sandra Teschner escreve muito bem. Um dia, gostaria de escrever como ela. Beijos.” Liza Fleury Goiânia – GO

IMAGENS: ARQUIVO PROFASHIONAL/DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA FOTOSITE/ARQUIVO PESSOAL DOS LEITORES

POINT |

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Point.indd 14

12/8/10 7:12:54 PM


“Viva a Sandra, viva a equipe, viva a Profashional. Milhões de beijos!” Ângela Lacerda São Paulo – SP

O SUCESSO DA CHEFASHION EMOÇÕES VIAJANTES A empresária e leitora profashional, Juliana Lima, inspirada em nossas publicações, desembarcou na República Dominicana para conhecer mais sobre esse paraíso e também conferir as novidades da moda. “Agradeço à Profashional por ter me dado a base para tão importante viagem que foi repleta de novas experiências, conhecimento e emoções. Amei”.

PRÊMIO ANATEC

“Sandra, acabo de receber o exemplar mais recente da revista. Só acho que você deveria aparecer mais. A revista tem seu jeito e você poderia estar em todas as páginas. Muito sucesso.” Paulo Sergio Oliani São Paulo – SP

“Que mulheres maravilhosas e competentes! Parabéns pelos prêmios já ganhos, pelos atuais e pelos que virão, com certeza! Meninas de ouro Profashional. Beijos.” Conceição E Maia Guarujá – SP

“Sandra, não sei se você lembra, mas uma vez, entre uma brincadeira, eu pedi um autógrafo com a certeza de que você seria famosa algum dia. E você assinou o guardanapo.” Lúcio Midlej Itabuna – BA

“As meninas profashionais como sempre arrasando!” Dioneia Mendes Curitiba – PR

“Não podia ser rua, alameda nem travessa... tinha de ser AVENIDA!” Dani Rodrigues São Paulo – SP

“Os prêmios recebidos são um fruto de um trabalho inteligente e comprometido.” Erika Velozo Rio de Janeiro – RJ

Point.indd 15

“A Sandra serve de inspiração a todas nós ‘mortais’, sua elegância e estilo não têm pra ninguém!” Mauren Derquin São Paulo – SP

PICCADILLY

recados chegaram via Facebook, mostrando como transmídia dá muito certo! A leitora e amiga profashional Valdira Neves recebeu a revista em Cabo Verde. Um luxo!

TRANSMÍDIA EM AÇÃO Profashional + Estação Tatuapé + Facebook = comunicação transmídia funcionando plenamente. A equipe da Profashional foi entrevistar Luciano Szafir – que foi o primeiro homem a estampar uma capa de Profashional – para o Jornal Estação Tatuapé, claro que virou notícia de Facebook e recebemos o carinho de parceiros e leitores como o do nosso amigo o fotógrafo Dorival Zucatto. “Ele é educadíssimo. Pessoa super do bem!”

Mirna veste Cantão Verão 2010/11

A edição mais recente da revista Piccadilly, editada pela Profashional, foi encartada na Marie Claire. O sucesso foi muito e vários

12/8/10 7:12:58 PM


44

Í N DICE

NA CAPA

P. 46 CHIARA GADALETA 32 40 Comportamento It’s Only Rock ‘n’ Roll, but we like it 44 Coluna da Dani Surf’s up! 67 My Choice NY está o maior babado

18 Alinhavando – Passe o chapéu 20 Trends + Talks – Débora 70 22 Questão de Estilo – Patrícia Candido

40 67

24 Tecendo Tramas – Quem sabe faz a hora 26 Isso é Profashional 28 Pano Pra Manga 39 Sarau – Graciliano Ramos 45 Marketing – Use o especialista 51, 71 Flashes 52 Artigo – Qual o destino do mágico mundo da cultura impressa? 54 Merchandising – Qual o impacto dos materiais de ponto de venda na loja 56 Objeto de Desejo – Solaris 58 Comportamento – Considerações sobre segredos e o tempo 59 Ensaio – Débora 70 60 Onde mora a beleza? 62 Quem é você? 63 Dicas – Estante Cultural 64 A Era do Cachorro Louco 66 Pet Fashion 68 Gabriella Pascolato, a personagem da moda brasileira 70 Comonique – Nova comunicação no ar 72 Prêmio Anatec 74 Celebrando bodas de atitude 78 Quanto você paga pela falta de foco? 79 Pequenos profashionais 80 Beleza por inteiro 82 Arremate – Irá Salles

16

FOTOS: DEBBY GRAM (CAPA)/SXC.HU/AGENCIA FOTOSITE/MARISA ABEL/BETO ALMEIDA

55 Lá Fora

28

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

indice.indd 16

12/9/10 11:58:37 AM


anu nciostodos.indd 57

8/12/10 4:24:54 PM


ALINHAVANDO |

POR JULIA MORAES

Passe o

chapéu Será o chapéu acessório para poucos? Por que não o vemos com frequência “visitando” lugares comuns? O chapéu é pop ou é artigo para fashionista ver?

Reprodução

drey Hepburn

artística de Au

Espaço Fashion

18

foTos: aGÊncia foTosiTE/rEproDUÇÃo arTÍsTica por alicE hEcKEr

Q

Quando você pensa em um acessório, o que lhe vem (literalmente) à cabeça? Mesmo que a escolha tenha sido diferente da sugerida pelo título, em algum momento (e inegavelmente), a resposta será unânime: o chapéu! Acessório este que teve origem na Mesopotâmia e auge nos séculos 18 e 19 e era usado primordialmente para proteger nos dias de Sol ou chuva, ganhando, posteriormente, o papel de enfeite e diferenciação entre as classes. O fato é – o chapéu está por todos os lados, e se você não o viu, não quer dizer que ele não esteja nas cabeças mais arejadas e atualizando os looks no dia a dia. Nos desfiles que apresentaram as tendências de PrimaveraVerão 2010/2011 e que estão amplamente assimiladas pelos consumidores de moda, e nas

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Alinhavando.indd 18

12/8/10 2:39:59 PM


O fato é – o chapéu está por todos os lados, e se você não o viu, não quer dizer que ele não esteja nas cabeças mais arejadas e atualizando os looks no dia a dia. vitrinas do País, diversas marcas consagradas no petit comité fashion mostraram as múltiplas possibilidades de se usar um chapéu nas produções. Pelas ruas, timidamente, podemos observar que as pessoas começam a utilizar esse grande parceiro de outrora, que ficou eternizado em personalidades, como Chanel, Audrey Hepburn e Grace Kelly. Ícones de nosso tempo, como Lady Gaga, responsável, por que não dizer, por essa retomada inusitada dos chapéus, denotam o desejo de transpor as regras atuais e o resgate deste símbolo da elegância. Concordemos que, excentricidades à parte, ninguém fica indiferente aos modelos desfilados por ela. Um dos nomes que mais se destacam por produzir com exclusividade modelos únicos e extremamente artísticos é o de Eduardo Laurino, o nosso exemplar tupiniquim do “Chapeleiro Maluco”, como é carinhosamente chamado no meio fashion. Designer, formado pela Faculdade Santa Marcelina, fez os belos chapéus para o desfile de Verão 2011 de Walter Rodrigues na edição mais recente do Fashion Rio, e a cada temporada, mostra-se mais afinado e sintonizado com esta vertente. Para quem aprova a ideia e está louca (o) em busca novidades, itens de colecionador, ou simplesmente aderir a chapéu mania, a dica é visitar a Rua do Seminário, no centro da cidade de São Paulo, que dispõe de várias lojas do segmento e /ou visitar os infinitos brechós da cidade, um hábito realizado por poucos (geralmente estudantes de Moda e curiosos de plantão), mas que, tornando-se uma constante, garante um mergulho (literal) na história da Moda, e um maior entendimento sobre a nossa evolução nesse campo tão fascinante e ancestral. Ponha o chapéu!

Do Estilista

Espaço Fashion

Totem w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Alinhavando.indd 19

19

12/8/10 2:40:07 PM


QUEM FAZ ACONTECER

A fotógrafa Débora 70 nasceu nas “terras do sem fim” do cacau (Itabuna). De fala mansa e doce, ela é toda tranquilidade! Teve infância regada a muita brincadeira, piqueniques, praia, andar a cavalo e, é claro, fotografia. “Fiz teatro, natação, violão, jazz e lembro que adorava fotografar os amigos com uma Olympus – Trip 35. Subia nas árvores do jardim para tentar clicar os passarinhos, depois montava álbuns com poesias e fotos.” Aos 17 anos, mudou-se para Salvador, lá cursou Educação Física, mas a ânsia de conhecer novos lugares e novas culturas fez com que ela trancasse a matrícula na faculdade para atravessar o oceano e vivenciar o modo de vida europeu. Morou na Inglaterra por um ano; lá, comprou uma máquina fotográfica para registrar suas experiências. Voltou ao Brasil, terminou a faculdade e mudou-se para o Rio de Janeiro, lugar no qual resolveu se entregar definitivamente à fotografia. Fez cursos, e um deles com Walter Firmo, o qual chama de seu mestre. Com ele, apresentou o evento “Foto in Cena” que depois virou escola e agência de fotografia. Atualmente, dirige o programa “Foto em Cena” no Canal Brasil que divulga a obra de fotógrafos brasileiros. “Me chamo Débora Setenta por causa do meu avô paterno que tinha sorte com este número e todos o chamavam de ‘Seu Setenta’, embora seu nome fosse Antonio da Costa. O jogo era ‘víspora’, uma espécie de bingo, e minha avó, muito religiosa, vivia pedindo que ele parasse de jogar. Então, ele parou, mas foi ao cartório e mudou seu nome e, consequentemente, o nome da família. Em sua homenagem, adotei o ‘70’ como nome artístico, canalizando bons fluidos para mim.”

Débora na frente das lentes

, Debora, Patricia, Dalton moJunior e Simone Cena” mento “Foto In

Com o filho Pedro

Ao lado de

20

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

trends.indd 20

Walter Firmo

r de: Chocolate. Infância tem sabo lia ra se r fe liz : Fa mí In dis pe ns áv el pa e am igo s. ros momento é: “Futu Minha música do Buarque. Amantes”, de Chico à alma. m be ... faz Fotografia : Ter um cachorro e Sonho de criança sa. uma piscina em ca tilo. comportamento e es ... ca nifi sig da A mo . é? Estar conectada Ser Profashional

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL DE DÉBORA 70

Um instante de carinho com a irmã Cristina

12/9/10 11:47:31 AM


www.profashional.com www.editoraprofashional.blogspot.com

profashionaleditora Profashional Sandra Teschner Editora Profashional Sandra Teschner rprofashional SandraTeschner

anu.indd 3

8/12/10 4:27:16 PM


questão de estilo

Patrícia Candido

questao de estilo.indd 22

Fotos: arquivo pessoal de patrícia candido

B

Berry, Barbra Streisand, Kerry Washington, Carrie Underwood, Tyra Banks, Cindy Crawford, Brooke Burke, entre outras famosas, são clientes da brasileiríssima designer Patrícia Candido que, atualmente, mora na terra do cinema (Los Angeles). Ela começou sua carreira em 2003, quando criou algumas “pulseirinhas” para amigos, enquanto se instalava nos Estados Unidos. O design foi naturalmente se aperfeiçoando e, em poucos meses, apresentou uma coleção completa a algumas das mais renomadas boutiques de Los Angeles, incluindo a internacionalmente conhecida, Fred Segal. Desde esse momento, seu sucesso alcançou não só o mercado americano, como o japonês e europeu, com peças que lembram o estilo indígena brasileiro, porém, feitas com ouro, prata e pedras preciosas. Nossa publisher, Sandra Teschner, em visita a Nova York, conheceu o trabalho de Patrícia. Amou. Logo, as duas tornaram-se amigas, primeiramente via Facebook, provando que o transmídia não só é possível, como pode dar muito certo. Conheça um pouco mais sobre essa talentosa designer que conquistou o mundo.

12/8/10 2:47:26 PM


Peça de Patrícia Candido

Sabor inesquecível... da comidinha que chega na hora certa quando estou faminta! Todos os dias é necessário... Acreditar. Todo guarda-roupa tem de ter: Aromatizador. Viagem dos sonhos: depois de uma sessão fotográfica para uma importante revista de moda internacional, fomos convidados para conhecer a locação que era um resort no quênia, África. Você dorme ao ar livre e as janelas da casa principal ficam abertas, onde se podem alimentar animais, como girafas. o sonho virou realidade porque mandei um cartão de agradecimento para as editoras da revista e o convite veio em questão de dias. Assim que os meus filhos estiverem maiores, será a nossa aventura de família. e no passado, quando namorava o meu marido e eu morava no Brasil e ele, no exterior, marcávamos encontros em lugares incríveis, como Rio de Janeiro, Buenos Aires, Paris, Índia... Para ser amigo tem de... Não dramatizar e ser sincero. Coisas do coração... Aquele olhar cheio de chamego do marido, seguido de uma piscadinha, quando estamos num salão cheio de gente, fazem derreter o coração. o filhinho que vem da rua com uma florzinha. A amiga que liga na hora certa bem no momento em que você está pensando nela. os pais que te falam do nada que você está sendo uma grande mãe. Para se inspirar você precisa de... tranquilidade e muita informação: pessoas e situações que olho na rua, revistas, livros, lugares, comidas, cheiros…

Construindo laços de família

Trabalho mais gratificante foi... É sempre o que tratamos e somos tratados com respeito. Mas, como brasileira no exterior, foi muito gostoso saber que uma estrela como Barbra streisand liberou a única foto de publicidade de seu grande retorno aos cinemas, usando uma das minhas peças; que Halle Berry comprou várias de minhas peças e deu para a grande oprah Winfrey; e de ter profissionais e pessoas no mundo que admiram a minha arte e admiram e respeitam meu trabalho. Recentemente, fiz uma série de braceletes para uma noiva e esse projeto me emocionou muito. Fiz parte do sonho de amor!

Peça de Patrícia Candido

Pessoas para toda a vida... As leais, sinceras, honestas e positivas, acima de tudo. Se com um click pudesse mudar algo no mundo, o que seria? exterminar a violência. Para 2011... Mais babies, mais trabalho e muita diversão. Ser Profashional é... Acreditar no que se faz e não se deixar levar por comentários derrotistas. quando acreditamos no que fazemos e nos cercamos de pessoas positivas, só o bom e o próspero acontecem. PARA SABER ONDE ENCONTRAR AS PEÇAS E MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A DESIGNER ACESSE: WWW.PATRICIACANDIDO.COM W W W. p r o Fa s H i o n a l . c o M

questao de estilo.indd 23

23

12/8/10 2:47:32 PM


tecendo tramas |

por Dio Jaguarível

“Passa, tempo, tic-tac Tic-tac, passa, hora Chega logo, tic-tac Tic-tac, e vai-te embora...” (Vinicius de Moraes) Dorian Ho

24

O tempo não para, isto é certo. E com ele uma moda que também segue em frente, e nos acompanha durante as horas que passam nas nossas v i d a s , o s re l ó g i o s . C o m o costumamos definir na Profashional, eles são definitivamente as novas pulseiras! Que não perderam espaço em nossos braços, apenas arranjaram um companheiro de todos os instantes. De repente, fomos despertados pelo fato de que eles não servem só como medidores do tempo, mas são um forte acessório de moda. Podem definitivamente preencher os dois espaços sem conflitos. É um encontro feliz entre tecnologia, praticidade e beleza, onde o “ménage à trois” funciona harmoniosamente. Às vezes esportivo, charmoso, brincalhão, sério e, em alguns casos, o bicho pega, o relógio não deixa ninguém na mão, a variedade de modelos oferecida é bem extensa. Com certeza, não é perda de tempo, apostar até em estilos diferentes, para os diversos momentos. Mas vamos acertar os ponteiros: nada de levá-los a um casamento ou festas com trajes de gala. Nessas ocasiões, eles devem dar um time.

Fotos: Márcio madeira/reprodução artística da imagem do desfile de dorian ho e Alexandre Herchcovitch por alice hecker/divulgação das marcas

Quem sabe

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

tecendo tramas.indd 24

12/8/10 8:28:19 PM


faz a hora “Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado consegue estar certo duas vezes por dia” (Paulo Coelho). Com certeza, esse é o pensamento da nossa publisher Sandra Teschner. Ela tem um que marca o hora do Panamá, outro a da Alemanha. Tudo pelo “fashional”! O importante é o lifestyle, o horário a gente vê no celular ou pergunta a alguém, não é mesmo? Pulso firme e use e abuse dos relógios!

Mido

Nike

O Tempo “... Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas... Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...”

Michael Kors

Montblanc para Tani Jewels

(Mario Quintana)

Alexandre Herchcovitch

De repente, fomos despertados pelo fato de que eles não servem só como medidores do tempo, mas são um forte acessório de moda. Ibrugger

tecendo tramas.indd 25

Emporio Armani

12/8/10 8:28:34 PM


Fotos/Imagens: Fotos/Imagens: bboa/enviadas pelos leitores/arquivo profashional

isso e...

26

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

isso e prof.indd 26

12/8/10 2:51:29 PM


Fotos/Imagens:

profashional

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

isso e prof.indd 27

27

12/8/10 2:51:31 PM


PA N O P r A M A N G A |

POr SANDrA TESCHNEr

m e a n o r a c VocĂŞ de s n e g a i v s a minh

foto: Kai hreBaBetZKY

Dio e eu fotografadas by Beto Almeida

28

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 28

12/10/10 10:33:42 AM


Malcesine no Lago di Garda Annecy – França

ar em “Quero fic feito teu corpo que tatuagem ar é para te d ara coragem p em” seguir viag

3 Charlie’s Angels em clássica fonte do Central Park

arque)

fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

(Chico Bu

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 29

29

12/10/10 10:34:12 AM


V

IA E SUÍÇA FrANÇA, ITÁl

iajo muito. Mas assim como nas ideias, minhas viagens têm começo, meio e fim. Das mais literais às mais surreais, minhas viagens têm passagem de ida e volta e o meio delas é aproveitado ao extremo. Tenho um forte para reconhecer situações, tirar delas as oportunidades e me deliciar enquanto vivo. Sou ariana, parte em mim que paga todas as passagens de ida, com ascendente em Touro, responsável pelas voltas e, caso você não seja curtidor, ou adepto de astrologia, fica a mensagem que convive em mim, umas tantas pessoas que fazem da minha vida em trânsito às vezes até loucuras, mas não perdem a lucidez. Quando em breve eu me lembrar de 2010, não terei dúvida em dizer que ele fi cou marcado por viagens enriquecedoras no conteúdo de formação de minha próxima etapa de anos. é como se a constelação estivesse sempre perfeita para receber as decisões de lugares que escolhi, e como se tudo e todos estivessem à minha espera nesses lugares. Tive a fase “interior” e visitei de novo e de novo (tive que resistir em não escrever again and again... soa bem aqui!) Salvador e redescobri um carnaval que comemorava tantos anos disso e daquilo e eu estava lá quando o elemento de comemoração nasceu. Voltei à capital baiana outras muitas vezes repetida-

30

Quando em breve eu me lembrar de 2010, não terei dúvida em dizer que ele ficou marcado por viagens enriquecedoras no conteúdo de formação de minha próxima etapa de anos.

mente e, entre um trabalho e outro, fiz passeios de turista, descobri cores no trem cantado por Caetano e fui parar também multiplamente no recôncavo baiano. São Jorge dos ilhéus e itabuna, terra do sem fim, junto a seus habitantes, voltaram a fazer parte da minha vida como se um grande portão estivesse nos separando. De um lado e do outro, todos abertos ao abraço, mas a observação ocorria só através de janelas. A sensação que tenho é de que esqueci a grade aberta e, quando vi, já tinham entrado todos e estavam tranquilamente sorrindo e festejando como se a idade não tivesse ficado entre nós. Voei! Fui à Alemanha, França (Chamonix e Annecy, com direito à visita ao Mont Blanc – para os desavisados – ponto culminante da Europa), itália Malcesine (no Lago di Garda), onde literalmente fiz meu primeiro voo de parapente junto a André, superinstrutor do esporte de Atibaia que viajava com um grupo de alunos, dentre eles o Mika, meu marido. Parte da viagem foi então acompanhada por uma turma eclética com um grande objetivo em comum: ver

Mika e eu

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 30

12/10/10 10:34:32 AM


a ix, a frances de Chamon ira Ao contrário a cidade que resp um qu é ou e Annecy que pede a a, música tom de su m verão, fest gu al rte. lor em lembra o ca ouvida em toda a pa é ela ico fasmúsica. E ntro histór a, num ce um lugar a vid Muita mod dú m necy é se sem ele! cinante. An devia ficar que não se

Casa em profashional La vie en rose

fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

, Alemanha viagem à , mas Depois da ros amigos nt co en r s va marcada po pretensões de no s de sem grande mos para Milão on s, fo oe descoberta os “colegas”de vo os do encontram carro para a região um lminante alugamos o ponto cu é e es qu c ch Mont Blan em Les Hou de . Ficamos Linda cida da Europa ix. on m Cha ao lado de esportes. Maratonas ve pulsante de nte, toda aquela ne rape raios verticais, pa cidade amarela de a a o, do o no verã arrematan mo estand seu de Sol. Mes o de sky não perde taçã famosa es rno chic. flair de inve

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 31

31

12/10/10 10:35:19 AM


eras vezes estive inúm s”, entre lia, onde já mai Itá o er na qu a rd eu go di ga gar e icável e ado no La cor inexpl amava o lu íso localiz a tem uma tremaeta alemão é um para m o Sol ex ão de “a vid onais, Goethe (o po co aç ns do Malcesine se an a st hi quanto í com ofas as contra pr sa a vid s nh as dú ha di el e la jin s ua ge e toda em , lo nunca tiv ra, região), ág rre, paisag isa da altu ei. Eu que castelo, to as descritas sobre a rto. Aqui, vo ena, desejando a co rça com “A fo avilh ando dá ce , pl re ar ra qu n m o gu ai u çã se Tw i ixo ta k de es sent Mar da minha te de uma ar o ar, me ideia fixa é doido” e udei a rota mente quen de desejo de ganh olhos m tem reção”, m lta gar que os aí que “que amento mudar de di lu r e po à minha fa el z qu di ns o na placável o se pl pe im om du ao C ça o o. itir an vo nt do ve ra perm e a confi primeiro tato , não foss redonda pa levar, fazendo meu ibaia (con cabeça é jamais faria e VRE de At e deixei m ito a peripécias que ntes AR LI pe ra o. pa convicção up re de gr di la panhou o r nós com é da esco que acom sonham po rto “coach”, o Andr 7744-0470) de um expe 11 9758-1846, 11

32

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 32

12/10/10 10:36:09 AM


fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

de rma muda Ícaro, a tu na Suíça. sonho de Montreaux orciona o op de pr a do o la ça nã uve ao o vento ir da Fran r em Villene E quando i a ideia de fomos para isagem e em, sim su país. Assim pensa em voar, a pa linda paisag a, já tem a a ss ne e o tard hanç el da m fé se E se vc nã ca de tomar um sinônimo nciais. Suíça para proximidade não é talhes esse rque edor de de generis, po de se saber conhec graça

qual era a de Ícaro! Já conhecia grande parte dos lugares que fomos, mas, como expliquei, era a hora de estar lá e as estrelas conspiraram num sussurro que beirava um grito em tom abafado para não ser escandaloso, o que trouxe uma graça nova a antigos lugares. Sou viajante de Europa. Tinha ido aos Estados Unidos com 14 anos e desde então, nunca mais. De aniversário, de meu irmão Gabriel e minha cunhada-amiga Kity, ganhei uma viagem a New York com foco claro: um tour com amigas (e Dio Jaguarível entrou, é claro, nessa) pela cidade de Carrie, Samantha, Miranda e Charlotte, visitando e vivendo o way of life de “Sex and the City”. Um clássico para profashionais de verdade. A maior surpresa para mim foi, porém, o que senti diante de tudo isso. Era como se aquela fosse a primeira viagem internacional da minha vida, curtimos os preparativos, montamos looks, planejamos passeios, jantares, compras, baladas. Dividimos o tempo entre conceitual, curtição total, compra geral e... ok, vou parar com essa

riminha pobre (me empolguei!), fizemos a viagem dos sonhos de grandes amigas. Disso, não temos dúvi-das, tivemos a chance de viver a velha infância com todos os acessórios que a lembrança nos permite. Gostei tanto que, um mês depois, estava lá de novo e acabei virando passageira constante do JFK. Não vou contar sobre todos os lugares. O tempo, cada vez mais agora, permitiu que eu divagasse on-line os detalhes borbulhantes, enquanto eles aconteciam. Assim seja, no Facebook, ou no blog Profashional, passei os recadinhos e dicas quentes enquanto elas queimavam. O tempo porém é que mostra, sem o calor das emoções, os detalhes que quero deixar registrado em revista Profashional, a visão mais calma. Selecionei então imagens e experiências da viagem à Europa e de New York com o que transformei em conhecimento psicológico ou prático. Às vezes, um pequeno guia, outras observações mais emocionais, mas em tudo existe um muito de mim e do jeito profashional de viajar. w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 33

33

12/10/10 10:37:00 AM


Y NEw YORk CIT Manhattan é considerado um dos melhores lugares do mundo para andar a pé. Qualquer direção que você resolva seguir, sempre vai encontrar algo interessante para ver e fazer. As 24 horas do dia são preenchidas rapidamente, o tempo voa literalmente. NYC não é uma cidade para se visitar uma só vez e ficar satisfeito. Ela tem o sabor de quero mais! Tem tanto a oferecer que várias visitas são necessárias, para saciar a nossa fome de Big Apple. Seguimos à risca as dicas da nossa chefe de Design e expert em NYC, Flávia Matsunaga. Veja abaixo:

UPToWN • Hudson Hotel – ir ao bar do Hotel, tem dois, um que é uma biblioteca e o outro mais jovem. • Central Park – um dos meus passeios favoritos em belos dias de Sol.

mIdToWN EAST • Grand Central – linda estação de metrô e trem na 42nd com a Lexington, aproveite para andar no mercado dentro da estação. • 5th Avenue – todas as lojas mais famosas. • American Girl Place – é uma loja só de bonecas, que não dá para acreditar, tem desde cabeleireiro à restaurante para as bonecas – 5th Avenue, ao lado da Sacks. • 34th Street – rua de compras com várias lojas grandes – Macy’s, Gap, Victoria’s Secret,

34

Banana republic e outras. • Empire State Building – a fila é grande, mas o passeio é imperdível. • Public Library – uma linda biblioteca. • Bryant Park – é o parque que fica atrás da biblioteca que no verão tem cinema ao ar livre. • B&H – loja só de máquina fotográfica – 34th/9 Avenue.

EAST vILLAGE

NYC não é uma cidade para se visitar uma só vez e ficar satisfeito. Ela tem o sabor de quero mais! Tem tanto a oferecer que várias visitas são necessárias.

é um bairro legal para jovens, estilo Vila Madalena – descer em Astor Place e andar pela St. Marks Place. • Yaffa Café – restaurante que serve desde brunch até jantar – 97 St. Marks Place entre a 1st and e A Avenue. • union Square – uma praça com pessoas estilosas, no verão, fica lotada.

SoHo Andar muito por este bairro, tudo é incrível. Aproveite para passar nas lojas da Spring Street e visite a Prada – 575 Broadway (Cross Street: Prince Street) – a vitrina é sempre muito bacana.

vILLAGE Andar pela Bleecker Street, fazer um passeio a pé à noite, tem diversos restaurantes e bares. Não deixe de visitar a Magnolia Bakery e comer um cupcake – 401 Bleecker St (Cross Street: 11th Street).

MEATPACkING DISTRICT Tem de ir!!! imperdível!!! Lá existem diversos lugares cools! Veja alguns deles: • Chelsea Market – é um

Miss Favela

Cenário da série de TV White Collar

fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

oNdE FIcAmoS: mANHATTAN

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 34

12/10/10 10:37:18 AM


Chelsea Market

Soho Com as amigas no Pastis w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 35

35

12/10/10 10:37:42 AM


Anthropologie

Cena d o filme “Sex an d City” qu the Big ped ando e Carrie em cas am no resta ento urante Buddaka n

36

Buddakan no second round com Kity e Rafa

fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

Tour “Sex and the City”

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 36

12/10/10 10:38:17 AM


Uma pesquisa atual de varejo mostra que a Anthropologie é a loja onde o consumidor passa maior tempo no planeta...

mercado diferente que vale muito a pena ir – 75 9th Avenue (Between 15th and 16th Streets). • Pastis – é um restaurante famoso que já apareceu em diversos filmes, vale a pena ir tomar um brunch de domingo – 9th Avenue e Little West 12th Street. • Buddakan – restaurante superbacana, onde aconteceu o noivado de Carrie e Mr. Big do filme “Sex and the City”. • Hotel Gansevoort – tem um bar/balada no topo do Hotel – 18 9th Avenue at 13th Street.

dicas do que comer • Bagel com cream cheese (e se quiser, acrescente salmão) – comprar em uma das milhares Delis da cidade e sair comendo na rua. • Mac and Cheese – é uma comida pesada, mas muito gostosa, bem “americano”. • Eggs Benedict – pedir no Brunch, totalmente new yorker. Nós na Bed, Bath & Beyond

Mas esticamos também por outros locais:

MACY’S Vale a pena conhecer a maior loja de departamentos do mundo. Ela ainda conserva a sua escada rolante de madeira, de 1902, que se tornou uma atração, além da enorme oferta de compras. Costuma-se dizer “se você foi a Nova York e não foi à Macy´s, então você não foi a Nova York”.

BARNEYS Loja superbonita e chique, com uma seção de design bem legal. É uma das mais famosas e fashions lojas de departamen-

tos dos Estados Unidos e uma das preferidas da personagem Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) de “Sex and the City”. Suas vitrinas chamam atenção pela exuberância e ousadia.

HENRY BENDEL Loja fundada em 1896, que ocupa 2 edifícios históricos na 5ª Avenida. Lá, você encontra desde maquiagem, acessórios, a roupas e móveis, tudo com muita sofisticação. Para se ter uma ideia, os seus vitrais são nada mais, nada menos que Lalique.

SAKS FIFTH AVENUE A variedade de produtos é imensa. A seção de perfumaria oferece um mundo a ser descoberto. O andar dedicado a sapatos tem quase todas as marcas e depois de algumas horas de compras, pode-se desfrutar de um café da tarde, com deliciosos cakes ou optar por uma das saladas oferecidas no cardápio. Não há escolha errada! Tudo é muito gostoso!

ANTHROPOLOGIE Parada obrigatória para as comprinhas, seja de decoração, roupa, acessórios. Existem coisas lindas e descoladas para enfeitar a casa. Uma pesquisa atual de varejo mostra que a Anthropologie é a loja onde o consumidor passa maior tempo no planeta... (não tome isso como base de estudo pois não me recordo a fonte, mas é perfeitamente claro para mim sua veracidade através de experiência in loco). w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 37

37

12/10/10 10:38:33 AM


MOMA DESIGN STORE

Loja de decoração com tudo que você precisa e outras coisas que não podemos deixar de ter. Tem muitas utilidades e objetos para o lar. Dá vontade de levar a loja toda.

Se o tempo estiver apertado e não der para visitar o Museu, vale a pena dá uma olhada na loja. Além de livros de arte, ela é recheada de objetos de design, acessórios para casa e escritório e ideias de presente. Mas é melhor também arranjar tempo para o museu. Imperdível!

ABERCROMBIE & FITCH Não parece loja e sim uma balada, escura e com música alta. Na 5ª avenida, os 4 andares são repletos de cartazes com jovens lindos estampados, um colírio para os olhos. Mas além disso, as roupas também são superlegais e agradam à mocinhas e mocinhos.

LOUIS VUITTON Uma visita clássica, merece uma paradinha para apreciar os lançamentos e a loja.

APPLE STORE MANHATTAN Parada obrigatória. Um grande cubo de vidro em plena 5ª avenida, que lembra a pirâmide do Louvre, assim é a entrada da megastore da Apple, cheia de novidades. A loja fica no subsolo, e está sempre lotada de internautas em busca dos lançamentos da marca.

Abercrombie & Fitch Bichos a solta com muito brilho

38

Seguimos literalmente os passos de Carrie, Samantha, Charlote e Miranda, da série “Sex and the City”.

Miss Favela Brazilian Botequim – brooklyn Um barzinho brasileiro conceitual, onde o som do forró é feito de uma mistura de pandeiro e violino. www.missfavela.com

SEX AND THE CITY TOUR Seguimos literalmente os passos de Carrie, Samantha, Charlote e Miranda, da série “Sex and the City”. Nesse tour, visitamos os pontos de NY mais visitados pelas personagens. Desde restaurantes, cafés, bares, lojas, biblioteca, à sex shop. Muito bacana e divertido.

GILT – The new York Palace Hotel Saborear os pratos do chef executivo Justin Bogle e sua equipe, é uma experiência gastronômica inesquecível. O espaço que abriga o restaurante é deslumbrante, com uma cúpula dourada no teto e um mosaico de azulejos originais do século 19 no chão.

Broadway Um show. Mary Poppins é um must have em vida profashional, temos até a boneca da babá extraordinária, base para tantos outros filmes, o espetáculo não decepcionou.

Fotos: arquivo pessoal de sandra teschner

Senhoras do anéis

Bed Bath & BeyonD

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Pano pra Manga.indd 38

12/10/10 10:38:53 AM


sarau

Menino mestre da caligrafia A homenagem desta edição na nossa seção de poemas, contos, fábulas (...) vai para o “menino mestre da caligrafia”. Primogênito de dezesseis filhos, Graciliano Ramos escreveu importantes obras que são verdadeiros clássicos da nossa literatura.

“Deve-se escrever da mesma maneira como as lavadeiras lá de Alagoas fazem seu ofício. Elas começam com uma primeira lavada, molham a roupa suja na beira da lagoa ou do riacho, torcem o pano, molham-no novamente, voltam a torcer. Colocam o anil, ensaboam e torcem uma, duas vezes. Depois enxáguam, dão mais uma molhada, agora jogando a água com a mão. Batem o pano na laje ou na pedra limpa, e dão mais uma torcida e mais outra, torcem até não pingar do pano uma só gota. Somente depois de feito tudo isso é que elas dependuram a roupa lavada na corda ou no varal, para secar. Pois quem se mete a escrever devia fazer a mesma coisa. A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer.” “Quando se quer bem a uma pessoa, a presença dela conforta. Só a presença, não é necessário mais nada.” “Queria endurecer o coração, eliminar o passado, fazer com ele o que faço quando emendo um período – riscar, engrossar os riscos e transformá-los em borrões, suprimir todas as letras, não deixar vestígio de ideias obliteradas.” “Escolher marido por dinheiro. Que miséria! Não há pior espécie de prostituição.” “Dizes que brevemente serás a metade de minha alma. A metade? Brevemente? Não: já agora és, não a metade, mas toda. Dou-te a minha alma inteira, deixe-me apenas uma pequena parte para que eu possa existir por algum tempo e adorar-te.” “Comovo-me em excesso, por natureza e por ofício. Acho medonho alguém viver sem paixões.”

DICA PROFASHINAL: “A infância de Graciliano Ramos”, do escritor Audálio Dantas, publicada pela Callis Editora, mostra de forma curiosa a história do jornalista e escritor. Imagine uma criança com 15 irmãos. Imagine, agora, como era a vida deles na cidade de Quebrangulo, sertão de Alagoas, há mais de 100 anos. Esses são alguns dos ingredientes do livro infantil. w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

sarau.indd 39

39

12/8/10 2:52:36 PM


COMPORTAMENTO |

POR MIRELLA STIVANI

It’s Only

ROCK ‘N’ ROLL

(But We Like It)

Tudo começou em meados da década de 1950, Estados Unidos. As primeiras guitarras ecoaram e o mundo nunca mais foi o mesmo. Um novo ritmo surgia e, tempos depois (até hoje), continua revelando artistas e gênios, como Elvis Presley, Beatles, Rolling Stones, e muito mais. Dos primeiros passos, passando a rebeldia, transgressão, atitude punk, fusões e experimentações, o rock definiu um estilo de ser, que se traduz não só na música, mas também

40

na atitude e no jeito de se vestir. A moda rocker ultrapassou o limite dos palcos para conquistar as passarelas fashions e coleções de grifes internacionais. No Brasil, o primeiro sucesso no cenário do rock surgiu na voz de uma cantora, Celly Campello, que estourou nas rádios com os sucessos “Banho de Lua” e “Estúpido Cupido”, No início da década de 1960, a Jovem Guarda, com Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, enlouqueceu os fãs com suas

letras românticas cantadas em um ritmo acelerado. O rock brasileiro também trouxe nomes, como Secos e Molhados, Raul Seixas, RPM, Capital Inicial, Paralamas do Sucesso, Blitz, Plebe Rude, Legião Urbana, Raimundos, Jota Quest, etc. A inocência ficou de lado e as letras passaram a traduzir a rebeldia, busca pela liberdade e os anseios de várias gerações. A história do rock teve um começo, continua na ativa, mas esqueçam o fim, ele não existe.

IMAGENS/FOTOS: SXC.HU / REPRODUÇÃO ARTÍSTICA DE DANIELLE LIMA / DIVULGAÇÃO / FERNANDA CALFAT / AGÊNCIA FOTOSITE / MARIA HELENA BELLINI

Música, comportamento, moda, atitude: o rock existe (e resiste) há décadas, marcando gerações com seu estilo inovador, rebelde e irresistível

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Rock_af.indd 40

12/8/10 2:55:51 PM


Colcci

Cavalera

Parafraseando os Rolling Stones: It’s Only Rock ‘n’ Roll (But We Like It). Yes, we do!

• PRETO, A COR DO ROCK ‘N’ ROLL O Capital Inicial, banda brasileira de rock que surgiu em 1982 e continua na ativa, lotando shows e reunindo pessoas com idades bem variadas. Ou seja, não é só de fãs antigos que o grupo se mantém no topo. E qual seria o segredo? O vocalista Dinho Ouro Preto responde para a Profashional. “Sinceramente, eu não sei. Já pensei muito sobre isso e não cheguei a uma conclusão.” Dinho não esconde que algumas bandas atuais brasileiras, que se declaram como a nova geração do rock, estão equivocadas em sua descrição. Como disse em uma premiação, “o rock ‘n’ roll é preto”, alusão às roupas escuras, uniformes emblemáticos dos rockers. “A garotada de hoje é um pouco alienada. Existem muitos assuntos interessantes para serem tratados nas músicas, não apenas falar do amor que se foi. Antes do Capital, tínhamos o

Aborto Elétrico, que teve um disco proibido por causa de suas letras. Era época da ditadura, o rock era uma forma de expressar a situação caótica. Atualmente, falta um pouco de conteúdo cultural para quem está começando”, declara o vocalista. Yves Passarell, guitarrista do Capital Inicial, também acredita que as bandas de rock precisam ter atitude sempre e “chutar o balde”, no bom sentido. “O rock não é apenas ligar o amplificador. Você precisa criar também um som bacana, letras coerentes e conquistar o público a cada dia”, diz. Sobre a atitude roqueira, Dinho lembra que “quando a gente começa, é tudo em excesso. Muito rock, muito sexo, muita droga. Com o passar dos anos, encontramos o equilíbrio e ficamos apenas com o que é bom”, finaliza.

da indústria fonográfica brasileira. Revolucionou a história do rock nacional e abriu novos caminhos para as bandas que ensaiavam uma entrada nesse nicho tão restrito. O sucesso foi imenso, mas a banda durou menos que os fãs gostariam: em 1987, ocorreu a primeira separação. Em 2002, ensaiaram um retorno, muito bem-sucedido, mas com curta duração. O futuro é incerto. Com a separação do grupo, Paulo Ricardo, vocalista e baixista do RPM, apostou na carreira solo e manteve sua sólida participação no mercado nacional. Durante

• ENTREVISTAS Paulo Ricardo, o ícone de uma geração O grupo brasileiro RPM nasceu em 1985 e, em pouco tempo, bateu todos os recordes de vendagens W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Rock_af.indd 41

41

12/8/10 2:56:02 PM


todos esses anos, apostou também em outros gêneros, mas sem nunca deixar o rock de lado. Confira uma entrevista exclusiva com o músico. Profashional: Você afirmou que está cada vez mais rock ‘n’ roll. O que seria exatamente isso? Paulo Ricardo: Nós temos uma base de nossa personalidade que é formada na adolescência. O rock, por sua abrangência, desde o seu nascimento, extrapolou os limites da música e se tornou uma espécie de contracultura e filosofia, tendo sido influente no comportamento e evolução de costumes. Tudo isso me pegou muito novo, o que, de certa forma, contribuiu para a minha personalidade. Com cinco anos, eu já gostava de Roberto Carlos e Beatles. P.: Quando você foi atrás de outras vertentes da música, levou consigo a essência do rock? P. R.: Depois do fim do RPM, comecei a olhar mais a música brasileira, mergulhei mais fundo na cultura popular. Por mais que eu dialogue com outras formas de música, a minha essência vai estar sempre ligada ao rock. Mas quero aprender coisas novas. Não me interessa repetir o que sempre fiz. Acho que uma característica do artista é ter um traço que o público identifique em todas as suas fases. Eu gosto de diferentes tipos de músicas. Quero fazer sucesso, não quero ficar no lado B que ninguém conhece. P.: É possível viver de rock no Brasil? P. R.: O RPM vendeu mais de 5

42

milhões de cópias. Eu sou suspeito para dizer isso. O direito autoral e toda a estrutura da música por aqui são muito desonestos. O rock ficou muito esvaziado depois da nossa geração, perdeu espaço para outros gêneros. Mas também é uma questão de competência. O público brasileiro é muito aberto. Mas eu acho que o rock já teve seu apogeu. Se dá para viver? Depende da sua expectativa e missão. P.: Quais os aspectos positivos do rock? P. R: A liberação, do ponto de vista sexual, que abriu para uma visão generosa da sexualidade. O rock também abrange todos os credos, está ligado a uma luta pela liberdade individual, bem-estar dentro da sociedade, vibração e protesto. Também tem uma linguagem fácil e acessível. P.: Existe uma preocupação sua de mostrar um lado fashion no palco? P. R.: Preocupação não é a palavra exata. Existe sim um prazer fashion em interligar todas as expressões artísticas. Um show é luz, cenário e figurinos. Minhas roupas de palco ficam no depósito, junto com os instrumentos. Eu gosto muito da moda porque também é uma forma de expressão. No meu guarda-roupa, para o dia a dia, há Osklen, Iódice, Fórum.

Beatles, a banda que se tornou um fenômeno

Capital Inicial: o mais importante grupo brasileiro de rock

The Runways, primeira banda de rock feminina Rolling Stones: na ativa desde 1962

Um dos símbolos mais marcantes da história do rock, a língua dos Rolling Stones

P.: Por que o rock fascina tanto as pessoas? P. R.: Primeiramente, pelo claro componente sexual que é muito intenso. Também não existem

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Rock_af.indd 42

12/8/10 2:56:10 PM


Serguei e a banda Pandemonium

da revolução jovem que queria mudar o mundo. As ideias ainda estão por aí, não exatamente como a gente queria ou gostaria que estivesse. Mas a pedras não param de rolar. P.: Você gosta de ser chamado de lenda do rock? S.: Já ouvi lenda, biblioteca, vários outros adjetivos. Eu prefiro ser chamado como Serguei, o divino do Rock.

IMAGENS/FOTOS: SXC.HU / REPRODUÇÃO ARTÍSTICA DE DANIELLE LIMA / DIVULGAÇÃO / FERNANDA CALFAT / AGÊNCIA FOTOSITE / MARIA HELENA BELLINI

preconceitos em relação à escolha sexual ou religião, por exemplo. Fora a vibração, alegria, celebração, liberdade. Isso é fascinante. Serguei, o divino do rock Aos 77 anos, Sérgio Augusto Bustamante, mais conhecido como Serguei, continua como uma das figuras mais emblemáticas do rock brasileiro. Sem nunca deixar de usar calça jeans, camisetas e tênis, ele espalha por onde passa a ideia de que podemos continuar a ser nós mesmos, independentemente da idade. O nome artístico surgiu graças a um amigo russo que não conseguia pronunciar “Sérgio” corretamente. Assim, nasceu Serguei, o divino rock, que entre suas façanhas também está o affair que teve com a inesquecível Janis Joplin. Desde 1982, vive em Saquarema, Rio de Janeiro, e mantém em sua residência um museu, chamado Templo do Rock, que já foi visitado por mais de vinte mil pessoas. Serguei fala à Profashional. Profashional.: Defina rock ‘n’ roll? Serguei: É toda uma atitude criativa e despojada. Faz parte

P.: O visual marcante e despojado é uma marca sua. Isso permanece fora dos palcos? S.: Eu não tenho visual rock, proposital, sempre gostei de usar tênis, t-shirts, corto gola e mangas, não gosto de nada me incomodando. Minha imagem se mistura a de milhares de jovens. O importante é a ideia. P.: E o cenário atual do rock brasileiro, funciona? S.: A sociedade de hoje é muito careta, chata e conservadora. O cenário do rock está um horror. O artista, a gente conhece no palco. Você pode gravar 500 discos e não ser um verdadeiro artista. Quando vou fazer um show, passo toda a emoção da música. Essa história de ficar num banquinho cantando é coisa de universitários dos anos de 1960. São compositores que cantam. Faltam cantores de verdade, como Elis Regina. Elisete Cardoso, Dalva de Oliveira e Ângela Maria. Atualmente, os grupos fazem letras de pagode em ritmo de rock. Paul McCartney e John Lennon escreviam coisas maravilhosas aos 19 anos. As

letras de hoje falam tanto de ‘gata’ que um dia vou sair miando. As bandas parecem todas iguais. P.: um episódio marcante em sua vida foi o seu romance com a Janis Joplin... S.: A Janis, que coisa mais linda. Muito danadinha... Disse que ela não precisava usar drogas, era perfeita sem nenhum artifício. Mas era muito independente, fazia o que queria. P.: O fashionismo e rock fazem uma parceria perfeita? S.: A minha geração nunca usou camisa de marca. Mas já desfilei na SPFW. A Cavalera fez uma camiseta escrita “Eu Comi a Janis Joplin” – foi um sucesso!

DICA CULTURAL Dois filmes trazem episódios marcantes da história do rock. “O Garoto de Liverpool” e “The Runways”. O primeiro mostra a juventude de John Lennon. O segundo é baseado na história da banda de rock da década de 1970 formada só por mulheres.

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Rock_af.indd 43

43

12/8/10 2:56:18 PM


coluna da dani |

por daniela rodrigues

Surf’s up!

S

Fotos/Imagens: Agencia fotosite

Sol, mar e areia… Tudo que uma simples mortal gostaria de ter em pleno verão! E para acompanhar esse clima de beach party, nada melhor do que se vestir a caráter, correto? Para o verão 2011, as marcas mais cool do eixo Rio-São Paulo apostaram forte na tendência mundial do surfwear, que não teve pudores e invadiu as ruas da cidade com muitas estampas e materiais que a gente só imaginava ver nas pessoas que curtem esse esporte e estilo de vida. Com inspiração total nas coleções de Verão da Chanel e da Prada (a prancha da Chanel é o objeto de desejo de qualquer surfista fashionista!), as grifes brazucas, como Simone Nunes, Neon, Cantão, Amapô, Totem e Redley, entre outras, fizeram de suas coleções de Verão 2011 um mar de ondas perfeitas. Vestidinhos curtos e justos ao corpo e macacão, que lembra o long John (aquele usado para esquentar o surfista na água), feitos de neoprene, óculos espelhados, papetes e o bom cabelo molhado deram um ar easygoing, típico do surf, às passarelas da próxima temporada. Ambiente propício para um clima quente como o nosso, não é? E você? Está preparada para pegar essa onda e arrebentar? Se a resposta for sim, então, Aloha!

44

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Redley

Coluna da Dani_af.indd 44

Totem

Redley

Totem

12/8/10 3:00:12 PM


por luis carlos cruz, consultor de marketing e especialista em trade mercadológico

| marketing

Use o especialista Quando vemos um produto fazer grande sucesso, não imaginamos quanto trabalho e sacrifício são necessários para isto. Infelizmente, muitos empresários não se preocupam com a marca de seus produtos ou nome de seu estabelecimento comercial, assim, perdem grandes oportunidades de construir grandes negócios.

Fotos/Imagens: www.sxc.hu – Henk L

Uma boa marca, associada a uma boa comunicação, pode fazer a diferença entre o sucesso e fracasso. Veja abaixo um trecho da carta que Pero Vaz de Caminha escreve ao rei de Portugal sobre o momento do “descobrimento do Brasil” e como imediatamente foi criada uma marca que hoje é reconhecida mundialmente. “Senhor: Posto que o Capitão-mor desta vossa frota, e assim os outros capitães escrevam a Vossa Alteza a nova do achamento desta vossa terra nova, que ora nesta navegação se achou, não deixarei também de dar disso minha conta a Vossa Alteza, assim como eu melhor puder, ainda que – para o bem contar e falar – o saiba pior que todos fazer. Neste dia, a horas de véspera, houvemos vista de terra! Primeiramente dum grande

monte, mui alto e redondo; e doutras serras mais baixas ao sul dele; e de terra chã, com grandes arvoredos: ao monte alto o capitão pôs nome – o Monte Pascoal e à terra – a Terra da Vera Cruz”. Apesar de posteriormente a “marca” ter sido mudada de Terra de Vera Cruz para Brasil, não descaracteriza o produto ou seus benefícios, na verdade, o empresário deve ficar atento se não é hora de fazer uma mudança estratégica, ou seja, será que não temos uma marca melhor ou um nome mais apropriado para nosso produto ou estabelecimento comercial? Caminha diz que, apesar de os capitães escreverem para o rei, ele também estava narrando o fato à sua maneira, isto é, ele estava dando a visão do departamento de Marketing sobre o produto e a marca escolhida. É de fundamental importância que os empresários ouçam os especialistas que conhecem a arte de comunicar, fazendo seu produto chegar de forma agradável ao consumidor e mais importante: despertar o desejo do consumidor em conhecer o novo produto, sentir vontade de adquiri-lo, sentir prazer em degustá-lo. Uma boa marca, associada a uma boa comunicação, pode fazer a diferença entre o sucesso e fracasso. Muita gente acreditava que o Brasil seria eternamente um produto de segunda categoria, destinado apenas aos consumi-

dores de menos posse, mas, hoje, experimentamos o reconhecimento de um produto de valor, de qualidade, independente do “empresário” que está no seu comando. Se você tem ou pretende ter um negócio ou uma marca de sucesso, não se deixe levar pelo entusiasmo, use os especialistas, confie em quem tem a sabedoria da comunicação e vontade de ver seu sucesso. Assim como Caminha foi humilde em dizer que os outros soubessem fazer melhor que ele, os empresários devem ter a humildade de buscar ajuda em quem tem mais conhecimento e sabedoria em sua área de atuação. Nenhum empresário se mete a fazer o trabalho do contador ou do advogado, então por que fazer o trabalho do especialista em Marketing ou Comunicação? E o especialista Caminha se despede assim: “E pois que, Senhor, é certo que, assim neste cargo que levo, como em outra qualquer coisa que de vosso serviço for, Vossa Alteza há de ser de mim muito bem servida...”. w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

marketing.indd 45

45

12/8/10 3:40:15 PM


C A PA |

POR MARISA ABEL

Moda sustentรกvel e expressiva Mat capa.indd 46

12/8/10 7:26:13 PM


Em comemoração ao Ano Internacional da Biodiversidade, Chiara Gadaleta estampa esta edição. Engajada nas questões socioambientais, a stylist é referência quando o assunto é moda aliada à sustentabilidade

Foto: Daniel Klajmic

a

s mudanças climáticas abalaram o planeta nos últimos anos, e o ato de separar o lixo orgânico do reciclável foi o pontapé inicial para a conscientização de que devemos realmente implantar em nossas vidas os três “Rs” da sustentabilidade: Reduzir, Reutilizar e Reciclar, para que possamos viver em um mundo mais sustentável. Agora, mais do que nunca, é preciso agir mais, é necessário arregaçar as mangas e tomar atitude frente à necessidade de preservação, e a moda ecologicamente correta é ferramenta importante neste processo. “A moda é uma das expressões culturais mais importantes da nossa sociedade e, por meio dela, podemos difundir novas tendências, disseminar informações e enviar mensagens para muita gente”, diz Chiara Gadaleta Klajmic, criadora do projeto “Ser Sustentável com Estilo” e apresentadora do programa “Tamanho único”, no GNT.

Essa italiana é cheia de atitude e criatividade, formada em Comunicação pela FAAP, começou sua trajetória como modelo, se formou no Studio Berçot em Paris, local no qual também lecionou e, há alguns anos, atua como stylist e consultora de moda. Em época de valorizar a importância da sustentabilidade no planeta, ela abraçou a causa e lançou, há dois anos, o “Ser Sustentável com Estilo” (SSE), um espaço para falar de moda ética, que se preocupa com o consumo consciente, o artesanato e, principalmente, com a questão da reciclagem. O SSE tem se tornado referência de moda agregada à sustentabilidade. Amiga “facebookiana” de nossa Publisher, Sandra Teschner, elas trocaram figurinhas e tiveram ideia da matéria. Confira o bate-papo entre a profashional e Chiara que preparamos especialmente para você, querido leitor.

Profashional: Seu coração é italiano ou brasileiro? Chiara Gadaleta: Brasileiro e meio napolitano. P.: Você já foi modelo, como é estar do outro lado da vidraça? C. G.: Minha vida de modelo foi a porta de entrada para o mercado de moda; enquanto desfilava e fotografava, prestava muita atenção a tudo. Quem era quem, como funcionavam as relações, o que cada profissional fazia. Foi uma escola pra mim. Depois, quando passei para o outro lado, eu já tinha bastante noção de como funcionava o mercado. P.: Na época em que morava em Paris, como foi o trabalho de modelo? C. G.: Foi maravilhoso morar em Paris e até hoje sinto muita falta de lá. Desfilei para Montana, Christin Lacroix, Chanel, Thierry Muggler, etc. W W W. P R o Fa s H i o n a l . c o m

Mat capa.indd 47

47

12/8/10 7:26:16 PM


P.: De aluna do Studio Berçot à professora. Conte-nos como foi essa experiência. C. G.: Nossa, essa foi uma das experiências mais valiosas da minha carreira. A Marie Rucki já tinha me convidado outras vezes, mas eu não podia deixar o Brasil por muito tempo. Em 2000, consegui e dei aula na escola. Foi muito gratificante dar aula para 80 pessoas do mundo todo e em francês e na escola que eu amo tanto. P.: Para você, o que é “Ser Sustentável com Estilo”? C. G.: É começar a se questionar sobre as relações que estabelecemos com nós mesmos, as pessoas, com os animais e com o meio ambiente. Ser Sustentável com Estilo é usar a moda, a beleza e o glamour como uma voz para passar conceitos importantes sobre questões socioambientais. P.: Quando você lançou o projeto “Ser Sustentável com Estilo”, imaginou que ele se tornaria referência de moda agregada à sustentabilidade? C. G.: O projeto Ser Sustentável com Estilo nasceu de uma tomada de consciência em relação à nossa sociedade, às relações humanas e ao planeta, com uma ideia de usar a moda, minha expertise, como um canal de comunicação e com um objetivo, mostrar que a moda pode ser vista de outra forma e que pode ser agente de transformação. Eu acredito que hoje todos conhecem o SSE e venho me tornando referência, pois minhas palavras são verdadeiras e cheias de emoção.

“Ser Sustentável com Estilo é usar a moda, a beleza e o glamour como uma voz para passar conceitos importantes sobre questões socioambientais.” Chiara Gadaleta

P.: A moda preza os contrastes. Qual o que você mais usa e indica no dia a dia? C. G.: O vintage e o tecnológico.

Mat capa.indd 48

12/8/10 7:26:25 PM


P.: A moda está na moda! Como fazer para estar sempre tão conectada às tendências, tendo em vista a grande democracia do mercado fashion atual? C. G.: Para mim, estar na moda é usá-la a seu favor, não seguir tendências e se vestir com peças que valorizem cada silhueta. P.: Você adora misturar estampas. Dê a dica de como misturar sem pecar no figurino. C. G.: Usar estampas que tenham um conjunto de cores parecido. P.: Fale sobre a sua parceria com a Pedigree na campanha “Adotar é tudo de bom”. C. G.: Fizemos uma parceria e foi um sucesso. Doei roupas do meu acervo pessoal que foram vendidas no brechó La Garconne. A renda foi doada para a ONG “Deixe Viver” que cuida de cachorros abandonados. Foi muito gratificante.

Fotos: Daniel Klajmic / divulgação

P.: Você tem animais de estimação? C. G.: Eu amo animais. Cresci com cachorros e gatos em casa. Hoje, tenho um cachorro. P.: Fazendo uma autoanálise, como você define a sua personalidade pelo seu modo de vestir? C. G.: Irrequieta, curiosa e muito democrática. P.: Você se imagina fora desse universo fashion? C. G.: Não, acho que, mesmo velhinha, vou usar turbantes e

Mat capa.indd 49

me arrumar para passear. Minha relação com o universo fashion é muito natural e prazerosa. P.: Conte como é o trabalho no “Tamanho único”. C. G.: Tem sido um trabalho maravilhoso no GNT. As participantes se inscrevem e tudo é muito real. Fico contente quando elas saem do ateliê querendo usar tudo o que antes não tinham coragem. P.: Em sua opinião, onde a moda erra e onde ela acerta? C. G.: Ela acerta quando aumenta a autoestima das mulheres e dá opções, e erra quando exclui e é preconceituosa. P.: Como é a Chiara no dia a dia, sua rotina? C. G.: Supernormal, mãe do Gianluca e da Laila e mulher do Daniel. Tenho de cuidar da casa e me virar em mil para fazer tudo que quero.

“Para mim, estar na moda é usar a moda a seu favor, não seguir tendências e se vestir com peças que valorizem cada silhueta.” Chiara Gadaleta

12/8/10 7:26:30 PM


P.: Das suas produções e criações, qual foi aquela que, ao finalizar, você se permitiu dizer: “Isso é uma obra de arte”? C. G.: Meus filhos. P.: Grande massa X fashionistas. Fale como você vê esses dois públicos do mercado de vestuário. C. G.: Olha, tem de existir uma interdependência. Um precisa do outro. P.: Como e onde conheceu seu marido e como é o dia a dia de vocês? C. G.: Conheci o Daniel em um trabalho e foi o encontro mais bacana da minha vida. Nosso dia a dia é muito normal, graças a Deus. Temos uma rotina em casa, levamos as crianças para a escola, lemos livro à noite para a menor dormir... Nosso grande patrimônio é nossa amizade. Além de sermos casados, somos muito amigos.

Curtas e rápidas: Todo dia tem de ter: Alimentos orgânicos. Livro de cabeceira é... Mitologia Grega. Imagem que não sai do pensamento: A Baia de Napoli onde nasci. Cor: Roxo. Todo mundo deveria ter... mais consciência. Falta nas pessoas... vontade de dividir.

Uma atitude de valor tem de ser embasada de... verdade.

Ser Profashional é... ser consciente.

Mat capa.indd 50

Foto: Daniel Klajmic

Moda é... uma das expressões mais significativas de uma época.

12/8/10 7:26:35 PM


FLASHES

DOS CAMPOS ÀS ARTES As cortadoras de cana viram esculturas nas mãos da artista Thina Cunha. Com traços delicados e cheios de detalhes, ela transforma a vida rural em obra de arte.

PRECIOSIDADE NA COZINHA Inspirada em safiras, uma das pedras mais valiosas, as Tigelas Prisma Safira, da Tupperware, possuem efeito cristalino e exclusivo design; a proposta da linha Safira é receber com sofisticação.

ESPECIAL DAS TERRAS DO SEM FIM E porque a Bahia é sempre notícia, elegemos um especial sobre Itabuna, terras do sem fim, de Jorge Amado e de pessoas especiais como a amiga e leitora Aninha Assis. Em momento profashional, ela desfila para a marca Elementais, que tem como protagonista da nova campanha a belíssima Ellen Jabour, que foi nossa capa na edição 39. E também indica a marca Biquini’s que você confere nesta página.

FOTOS/IMAGENS: DIVULGAÇÃO DAS MARCAS

Em visita profashional, Aninha aproveita para viver a rotina de trabalho aqui na redação

Flashes.indd 51

SOB O SOL A itabunense marca de moda praia, Biquini’s Bahia Brazil, conquistou seu espaço dentro e fora do nosso País. A graciosidade de elementos naturais, o bom gosto e a modelagem diferenciada fizeram dela um ícone quando o assunto são peças customizadas. Um verdadeiro objeto de desejo criado pelas mãos da estilista Dinalva Chaves Barreto.

12/8/10 8:02:32 PM


(artigo)

Qual o destino do

mágico mundo

H

á muito se alerta sobre o empobrecimento da linguagem nos meios de comunicação. Vez ou outra, seminários e encontros, no exterior e aqui, debatem sobre a responsabilidade dos jornalistas como modelo do uso da língua. Assim como certamente outras pessoas, orgulho-me de ter aprendido a ler com o convívio diário de jornais – comprados por meu pai, um ávido e versátil leitor. A ler, me ensinaram na escola, claro; ao que me refiro é a compreender e deleitar-me com a leitura. Hoje sei que foi com o passar de olhos constante na “Ilustrada” e no “Folhetim” da “Folha de S. Paulo”

52

que comecei a me tornar jornalista, muito antes de militar na área. O verbo é o rei, analógico ou virtual, pois dele nasce o pensamento. Também já é de domínio público que o excesso de informação superficial é a maneira mais moderna de estar desinformado. Somente driblando os incansáveis truques dos meios de comunicação para não ser ludibriado pelas

O verbo é o rei, analógico ou virtual, pois dele nasce o pensamento.

miragens marqueteiras. Nesse contexto, todo jornalista deve refletir sobre sua responsabilidade no uso da informação e do idioma. A clareza da linguagem garante a clareza da informação. O profissional que cuida das palavras – evitando acumular redundâncias e pleonasmos ou flerte com palavras de outras línguas – geralmente será cuidadoso com a informação. É muito difícil encantar o leitor se não conhecemos e louvamos as palavras que utilizamos. Um jornalista que não tem um bom conhecimento do seu idioma e não faz um uso exemplar dele deve mudar de profissão, evitando assim a exposição pública da mediocridade. Não

Imagens: sxc.hu - Brano Hudak e Nicolas Raymond

da cultura impressa?

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Artigo Antonio Jr.indd 52

12/8/10 9:37:02 PM


há como se enganar: a credibilidade e o prestígio de um jornal são inseparáveis da qualidade e respeito pela língua. Existem tendências atuais que, de certa maneira, descuidam e prejudicam o uso do idioma: a virtual, a globalização e a vulgarização da linguagem em programas de rádio e televisão. O predomínio do audiovisual tem gerado leitores com insuficiente capacidade intelectual. A palavra tosca se espalha como um vírus devastador, com ofertas e descontos, crescendo a cada dia a falta de prestígio da linguagem nos meios de comunicação. Para combater essa banalização democrática, necessita-se estar munido de garra, elegância, rigor, relevância. Como recomendou Gay Talese, um dos fundadores do “New Journalism”, o jornalista precisa descrever a realidade com o cuidado e o talento de quem escreve um romance. Concordo com ele, a notícia se fortalece quando escrita como ficção; pronta para ser lida com prazer. Lembremos, sempre, que a tarefa do jornalismo classudo é contar para o cidadão, da melhor

O pensamento como notícia se converteu em mais uma mercadoria vendável, muitas vezes sem rumo ou prumo, descartável, ou ainda pior, nociva e corrupta.

Todo jornalista deve refletir sobre sua responsabilidade no uso da informação e do idioma. A clareza da linguagem garante a clareza da informação. maneira, o que ele não saberia de outro jeito. Simples assim. Sabe-se que é cada vez mais frequente a fusão entre informação, opinião e propaganda. Tudo por causa de interesses econômicos e políticos dos grupos de comunicação ou dos próprios jornalistas. Isso atrapalha o leitor, que muitas vezes não sabe se está lendo um informe verídico ou publicitário. Dessa forma, o pensamento como notícia se converteu em mais uma mercadoria vendável, muitas vezes sem rumo ou prumo, descartável, ou ainda pior, nociva e corrupta. E não há como negar, o jornalista engajado é sempre um mau jornalista. Militância e jornalismo não combinam. Por que se permite que assessores de políticos ou empresas colaborem diretamente com a mídia? A imprensa hoje, mais do que em qualquer época, está sendo pautada pelas informações vindas dos gabinetes do poder, sem qualquer verificação de veracidade. É evidente que os jornais perdem leitores em todo o mundo. Prisioneiros das regras ditadas pelo marketing, estão parecidos,

previsíveis e, consequentemente, enfadonhos. Não procuram desnudar o que o ganancioso marketing esconde. O leitor quer algo mais, cansou do insosso e incolor. Menos história oficial e mais vida. Menos frivolidade e mais consistência. Reclama realismo, ética, qualidade e um bom uso da linguagem. No fundo, ele sabe que nada, nada mesmo, supera a qualidade do conteúdo. Só um produto consistente tem a marca da permanência. Só um jornalismo inteligente e digno seduz verdadeiramente. Qualidade editorial e credibilidade são, em todo o mundo, a única fórmula para atrair novos leitores e anunciantes. Noutra estratégia, o jornalismo deixa de ser socialmente relevante. Ainda assim, mesmo com pedras no caminho, acredito que o jornalismo de qualidade existe e continuará existindo, embora este só possa ser produzido por profissionais treinados, independentes e dedicados que escrevam tão bem quanto romancistas.

Antônio Naud Júnior

O grapiúna é escritor e jornalista artigos@revistaprofashional.com.br

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Artigo Antonio Jr.indd 53

53

12/8/10 9:37:04 PM


merchandising |

por regina blessa, consultora e palestrante - www.blessa.com.br

Qual o impacto dos

materiaisde

ponto de venda na loja entre categorias e produtos. Atualmente, não existem grandes diferenciais tecnológicos ou de preço entre os produtos de um mesmo nível de categoria. • Os apelos de vendas estão cada vez menos diferenciados. Todo sabão em pó lava mais branco, todo creme dental proporciona hálito mais puro, todo alimento é o mais gostoso, todo arroz é mais soltinho e quase todo produto é mais barato ou rende mais. • As marcas ainda fazem a diferença para o consumidor. A cada dia, torna-se mais difícil a guerra pelo consumidor, porque as diferenças entre produtos e marcas diminuem, a ponto de, muitas vezes, sequer serem notadas pelos consumidores.

Aí é que entram os materiais Os materiais de PDV costumam lembrar e reforçar aos consumidores a mensagem publicitária vista por eles antes de entrar na loja. Os materiais de merchandising geralmente ampliam os efeitos da propaganda feita em outros veículos, porque eles complementam as mensagens, diretamente no nível da loja, onde as decisões de compra estão sendo tomadas. Por causa dos altos custos da mídia eletrônica e do aumento da conscientização sobre a importância do PDV, o uso da mídia “in-store” e os gastos com ações de merchandising têm triplicado nos últimos 20 anos no mundo todo.

Imagem meramente ilustrativa: reprodução artística por danielle lima

T

odos os tipos de sinalização, displays, o u materiais impressos, têm como finalidade informar, relembrar, persuadir, indicar posição, expor e vender. Tudo o que não é bem exposto não é visto. Se não é visto, não é comprado. Num dos últimos estudos feitos em supermercados norte-americanos, foi provada a influência dos materiais de PDV sobre a decisão de compra. Esse estudo provou que os consumidores prestam atenção nos displays, na sinalização, nos balcões de degustação, assim como em outras ações dentro da loja. Além de ajudar no posicionamento e na exposição de produtos, os materiais de PDV são a principal arma de uma campanha de propaganda para complementar o desejo e a intenção de compra criada por sua divulgação. Existem no varejo algumas variáveis que devem ser consideradas:

• Os produtos estão cada vez mais parecidos entre si, ou seja, está havendo uma comoditização

54

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Regina Blessa_2.indd 54

12/8/10 4:07:27 PM


LÁ FORA

É nas frias terras da Alemanha que os calçados do mundo todo encontram abrigo. A GSD, feira que reúne marcas de diversos países no setor calçadista, ocorreu em setembro e o Brasil pôde marcar suas pegadas com muito êxito. O estande brasileiro coletivo estava repleto de sapatos de marcas conceituadas. A Piccadilly fez parte do time dos estandes individuais, assim como a Grendene, a Democrata e outras 11 representantes nacionais.

FOTO: DIVULGAÇÃO DA INTERNATIONAL EVENT FOR SHOES E ACESSORIES

BRASILIEN

FOTO: MARISA ABEL

FOTO: CARLOS SUESKÚN

MEDELLÍN DAS FLORES A “Festa das flores”, que sempre foi considerada o maior evento da cidade de Medellín, teve este ano um concorrente à altura: a “Colombiamoda”. A cada ano, a feira cresce em número de expositores e visitantes. O desfile da estilista Amélia Toro chamou atenção pela inspiração no filme “Alice no País das Maravilhas”, o público contou ainda com a presença da “Leonisa”, famosa marca de lingeries e moda praia.

MODA CONVERGENTE A ponte que separa a moda contemporânea dos outros tipos de arte da nossa época é cada vez menor. A ideia da “Dubrovinik fashion week internacional” é mais ou menos essa. Com o tema chamado “Sensor”, o evento, que ocorreu na Croácia, tentou reunir, em um ambiente, vários tipos de arte por meio do contato com galerias presentes, designers inusitados, desfiles, fotografia e manifestações audiovisuais, que estimulam os sentidos assim como a moda faz.

LA FORA.indd 55

O Couture Fashion Week não precisou de diamantes para brilhar como sempre em sua última edição. A Profashional estava lá e conferiu de perto os desfiles da feira conhecida como a mais luxuosa do mundo que toma palco em Nova York, Palm Beach e cidades selecionadas. Estilistas do mundo todo cada vez mais buscam mostrar uma identidade nacional em suas coleções, como Andrés Aquino e Edwig D’Angelo, respectivamente de El Salvador e Colômbia. Veja o vídeo no nosso blog. www.editoraprofashional.blogspot.com

FOTO: IMAGE.NET

FOTOS/IMAGENS:

FROST YOURSELF!

12/8/10 4:10:18 PM


Objeto de desejo

Solaris Clima bem “hot” neste alto verão. As cores do astro rei inspiram nossos objetos de desejo para você manter aquecidas as suas produções em todos os momentos do dia. O amarelo e laranja são hits desta temporada e investir nas cores quentes é acertar em cheio na escolha.

Abajour da designer Juliana Daidone Brincos Maria Ignez Simões

Livro “Os Beats”, Editora Saraiva Maquiagem NYX Cosméticos

Violão Yamaha

Sandália Ipanema

56

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

objetos de desejo.indd 56

12/8/10 7:38:44 PM


Máquina fotográfica Canon

Sapato da Sonho dos Pés

Sandália Piccadilly

Livro “Legionário”, Editora Bei

Cadeira “Banana” de Alê Jordão Creme para pentear Monange

Blusa Pakalolo

Shampoo Phytoervas

Esmalte Elke

Tênis Keds

objetos de desejo.indd 57

12/8/10 7:38:59 PM


Máquina fotográfica Canon

Sapato da Sonho dos Pés

Sandália Piccadilly

Livro “Legionário”, Editora Bei

Cadeira “Banana” de Alê Jordão Creme para pentear Monange

Blusa Pakalolo

Shampoo Phytoervas

IMAGENS: DIVULGAÇÃO DAS MARCAS

Esmalte Elke

Tênis Keds

objetos de desejo.indd 57

12/9/10 1:22:47 PM


COMPORTAMENTO |

POR KAI HREBABETZKY

Considerações sobre segredos e o tempo Cartões-postais e página do Facebook do blog www.postsecret.com

58

E O TEMPO Preciso e onipresente, impossível de ser parado ou revertido, constante e reconhecido, responsável por tudo o que acontece, pois tudo acontece ao seu longo. Não tem forma física, mas seus efeitos são sentidos por todos, e o mais importante é que sempre segue na mesma direção. O fato dele sempre fluir em uma mesma direção é a base da sua mais fascinante característica, a importância de cada ação no exato momento da sua execução. “Nada está mais distante do que um minuto atrás” – Jim Bishop, já que uma vez classificado como passado passa a ser imutável. O futuro, no entanto, é extremamente volátil, e é moldado a partir do dia a dia de cada um, e uma singela ação é responsável por um desvio em todo o fluxo de acontecimentos posteriores.

IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS DO SITE WWW.POSTSECRET.COM

S

egredo: parte integral e inevitável da vida geralmente atrelada às consequências profissionais, sociais ou pessoais; pode ser individual, ou compartilhado com uma ou mais pessoas, às vezes racional, irracional, normal, aceitável, inaceitável, impensável ou previsível. Todos têm segredos em todas as áreas e plataformas da nossa vida. Sejam eles de amigos, paixões, desejos sexuais, traições, abusos que cometemos, abusos que sofremos, depressões, esperanças e tantos mais. Os pessoais, costumam ser os mais fascinantes, aqueles que temos necessidade de dizer, mas não queremos que ninguém ouça, que ninguém julgue ou entenda errado, aqueles que não queremos ouvir que é bobagem, de que a vida continua, que não tem importância. Os nossos segredos têm toda a importância, e podem se tornar um templo secreto para a solidão. Uma iniciativa interessante é o PostSecret, no qual Frank Warren distribuiu pelas ruas de Washington cerca de 3 mil cartões-postais endereçados a ele mesmo, nos quais ele convidava as pessoas a partilharem em anonimato de segredos. O resultado é visível no seu blog que é atualizado sempre aos domingos, às vezes com aprendizados fortes. W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

comportamento.indd 58

12/8/10 8:58:54 PM


COMPORTAMENTO |

POR KAI HREBABETZKY

Considerações sobre segredos e o tempo Cartões-postais e página do Facebook do blog www.postsecret.com

58

E O TEMPO Preciso e onipresente, impossível de ser parado ou revertido, constante e reconhecido, responsável por tudo o que acontece, pois tudo acontece ao seu longo. Não tem forma física, mas seus efeitos são sentidos por todos, e o mais importante é que sempre segue na mesma direção. O fato dele sempre fluir em uma mesma direção é a base da sua mais fascinante característica, a importância de cada ação no exato momento da sua execução. “Nada está mais distante do que um minuto atrás” – Jim Bishop, já que uma vez classificado como passado passa a ser imutável. O futuro, no entanto, é extremamente volátil, e é moldado a partir do dia a dia de cada um, e uma singela ação é responsável por um desvio em todo o fluxo de acontecimentos posteriores.

IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS DO SITE WWW.POSTSECRET.COM

S

egredo: parte integral e inevitável da vida geralmente atrelada às consequências profissionais, sociais ou pessoais; pode ser individual, ou compartilhado com uma ou mais pessoas, às vezes racional, irracional, normal, aceitável, inaceitável, impensável ou previsível. Todos têm segredos em todas as áreas e plataformas da nossa vida. Sejam eles de amigos, paixões, desejos sexuais, traições, abusos que cometemos, abusos que sofremos, depressões, esperanças e tantos mais. Os pessoais, costumam ser os mais fascinantes, aqueles que temos necessidade de dizer, mas não queremos que ninguém ouça, que ninguém julgue ou entenda errado, aqueles que não queremos ouvir que é bobagem, de que a vida continua, que não tem importância. Os nossos segredos têm toda a importância, e podem se tornar um templo secreto para a solidão. Uma iniciativa interessante é o PostSecret, no qual Frank Warren distribuiu pelas ruas de Washington cerca de 3 mil cartões-postais endereçados a ele mesmo, nos quais ele convidava as pessoas a partilharem segredos em anonimato. O resultado é visível no seu blog que é atualizado sempre aos domingos, às vezes com aprendizados fortes. W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

comportamento.indd 58

12/9/10 1:26:25 PM


ENSAIO

LUZ

“A Luz sempre nos guiará para novos horizontes, tudo é uma questão de ponto de vista.” A foto me inspirou essa frase num cartão-postal em 2008, ela também fez parte de uma exposição chamada “Pequenos Gestos” no FOTORIO 2007. Vejo que tem a ver com o estilo Profashional de ser, sempre enxergando e mostrando por novos ângulos. A fotografia foi feita em Pedra Vermelha-Monte Santo, região próxima a Canudos. Estava de carro quando vi a cena. Uma menina encostada num tronco seco com um matinho na mão, pensando na vida. Parei o carro, fiz o click sem incomodá-la; existiu um pequeno instante de cooperação e respeito entre nós, fui embora e ela continuou ali em pleno sertão nordestino, num universo tão distante do meu mundo urbano. Tudo aquilo me tocou pela paz e, sobretudo, pelo imenso silêncio. A reflexão faz parte do processo de crescimento do ser humano, que 2011 seja iluminado! Débora 70 – fotógrafa W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

ensaio_af.indd 59

59

12/10/10 10:28:44 AM


por julia moraes

Onde mora a

beleza?

A beleza clássica, irremediavelmente óbvia, é o que menos interessa neste texto. Aqui, ela não é correta, pelo menos não no sentido “escancarado” que conhecemos bem Quem não teve ou tem um ídolo que não se encaixa nos padrões de beleza preestabelecidos? E quando citamos “preestabelecidos”, nos referimos àquela beleza plástica e unânime, que faz a grande massa saltitar e soltar gritinhos ao vê-los(as) passar. Um nariz proeminente, olhos, digamos, diferentes, um dentinho mais espaçado, dedos tortinhos ou a mais, orelhas maiores que a média, entre outros “elementos” que agrupados poderiam ser desastrosos numa única figura, mas que, isoladamente, conferem charme e personalidade para quem os têm e, afinal, não pensa em modificá-los. Exemplos não faltam no meio artístico (e fora dele também) e alguns diretores de cinema fazem questão de possuir em seu casting atores de feições não tão gratuitas assim. É o caso de Pedro Almodóvar e sua musa, Rossy de Palma. A enigmática atriz espanhola, conhecida do público que acompanha a obra do diretor. Rossy é dona de um rosto exótico

60

e que divide opiniões por onde passa, figura constante em seus trabalhos, e estrela de campanhas publicitárias e de moda pela Europa, é a fera, entre os belos do mainstream Hollywoodiano. Outro exemplo é Adrien Brody ator de filmes como “O pianista”, “Cadillac Records”, “A Viagem para Darjeeling”, entre outros, que, além de ser considerado “extremamente sexy”, em 2004, foi eleito pela revista “Esquire” como “o homem mais bem vestido da América”, e que

Tilda Swinton em “Conduta de Risco”

Réplica de cera da atriz Uma Thurman no Madame Tussauds de Los Angeles

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

onde mora a blz_af.indd 60

12/8/10 4:29:41 PM


por ????

comporta um corpo esguio e um rosto singular, fora dos padrões tão massacrados pelas grandes mídias. Nomes como os de Sean Penn, diretor de filmes como “Sobre meninos e lobos” e ganhador de dois Oscars, a última pela atuação no filme “Milk”; Sarah Jessica Parker, musa de “Sex and the City”; Tilda Swinton, a Feiticeira Branca de “As crônicas de Nárnia”; Uma

Fotos/Imagens: Marisa Abel / Divulgação dos filmes: “Milk” (Universal), “Sex and the City 2” (Warner Bros.), “Detenção” e “Conduta de Risco” (Imagem Filmes)

Um mundo repleto de perfeições é muito sem graça, e o que não podemos tocar ou perceber de imediato é o que faz tudo ficar humano e possível.

Sarah Jessica Parker em “Sex and the City 2”

Andrien Brody em “Detenção”

Sean Penn interpretando Harvey Milk em “Milk”

Thurman, nossa eterna mamba negra de “Kill Bill”; Woody Harrelson, de “Assassinos por natureza”; e Amy Winehouse a nossa garota problema, são exemplos de que a beleza nem sempre põe a mesa, e ainda bem que é assim! Afinal, um mundo repleto de perfeições é muito sem graça, e o que não podemos tocar ou perceber de imediato é o que faz tudo ficar humano e possível. Quem não tem o seu defeitinho que atire a primeira pedra! w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

onde mora a blz_af.indd 61

61

12/8/10 4:29:52 PM


COMPORTAMENTO |

POR MIRELLA STIVANI

Quem é

VOCÊ?

Como traduzir com palavras exatas a nossa essência tão complexa?

Em sua página do Facebook, Sandra Teschner, publisher da Profashional Editora, escreveu: “Sou uma mistura exótica e eclética de prazeres e razões, um hi-lo doce e picante de emoções e gostos. Quem é você?”. A pergunta promoveu uma série de respostas daqueles que aceitaram o desafio de aderir o exercício de descrever sobre si próprio. Confira algumas das respostas: “Queijo minas com goiabada, seria?” André Lima “Sou um misto de explosão e razão. Procuro me perdoar diariamente. A generosidade me encanta. Não consigo aceitar a vida sem caridade.” Marcia Câncio Santos Villasboas “Sou a mistura da insensatez com a sensibilidade, da doçura e do amargo, do querer e do medo, do tudo e do quase, do voyeur com quem faz, a mistura do drama com a alegria, e, por fim, tendo controlar meu egoísmo a fim de manter minha calma... Sou humana e boba!” Cora Simões “Eu e Sandra somos uma combinação de pimentas. Mais ou menos forte.” Ubiratan Fernandes “Sou a combinação da emoção exacerbada, da gargalhada fácil e solta e, também, da tristeza às vezes escondida. Sou o risoto de funghi, o pão com manteiga e o arroz com feijão. Nunca desisto, nunca me canso, vou até o fim, mas quando chega o fim, me dá uma preguiça... Às vezes, sou menina, às vezes, sou mulher. Depende do acordar, da cor do dia, de Marte e Júpiter ou do que melhor me convier. E nesse hi-lo divino, vou seguindo meu caminho, entre flores e espinhos.” Carla Lima E A PROFASHIONAL QUER SABER SEMPRE: QUEM É VOCÊ?

62

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

comportamento_af.indd 62

12/8/10 7:32:44 PM


dicas (livros)

Estante cultural

A seleção eclética da biblioteca Profashional • Inglês Para Modelos Destina-se aos candidatos e candidatas a modelo, para os quais a comunicação em inglês é imprescindível. Desde as apresentações pessoais aos acontecimentos mais específicos. Um CD com diálogos práticos, que abordam diferentes situações do dia a dia, vem junto com o livro. Da Disal Editora.

• Mulheres, Comida & Deus: Uma Estratégia Inspiradora para Quase Tudo na Vida A autora Geneen Roth mostra como aquilo que comemos e a maneira como nos relacionamos com a comida estão intrinsecamente ligados à maneira como nos sentimos e vemos a nós mesmos. Editora Lua de Papel.

• Rebanho Da Editora Mentes Raras, traz fusão entre palavras e imagens, expressando a obra de Fernando Pessoa. Os textos foram selecionados pela artista Luci Sciascia Cruz e serviram de inspiração para as aquarelas que ela pintou e ilustram as páginas do livro.

• Superdicas de Moda e Beleza e Superdicas de Etiqueta

Imagens: divulgação das respectivas editoras

Os dois livros, da Editora Saraiva, foram escritos pela expert Claudia Matarazzo. O primeiro ajuda homens e mulheres a interpretar tendências, ter estilo e entender o próprio biotipo, tirando o melhor proveito dele. Já o segundo mostra que etiqueta, educação e bom-senso andam de mãos dadas em todas as situações, incluindo as aparentemente mais banais, do dia a dia.

Dicas.indd 63

• O Diário dos Beatles O volume faz uma crônica sobre o dia a dia dos fab four, com cronologia de shows, locais das apresentações, declarações dos membros da banda e datas memoráveis, além de relatos de brigas, sexo e drogas. De Barry Miles. Editora Madras

12/8/10 9:47:10 PM


A E RA D O

IMAGENS: DIVULGAÇÃO E ARQUIVO PROFASHIONAL. RETIRADAS DA INTERNET E ENVIADAS PELOS LEITORES EM FORMA DE CORRESPONDÊNCIA, SEM PRETENSÕES AUTORAIS/BBOA

Piração ou criatividade? A “Era do Cachorro Louco” tem tomado proporções gigantes e a galera tem usado a imaginação para extravasar seus sentimentos por meio de fantasias divertidas. Vale lembrar que esta seção vem ao encontro de nossos desejos contidos e tem o intuito de registrar aqui os assuntos que nos tiram do sério.

64

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

cachorro louco_af.indd 64

12/8/10 7:40:24 PM


CACHORRO LOUC0

D RELOADE

a teoria semelhante Se você tem algum o” envie para à do “cachorro louc com editora@profashional.

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

cachorro louco_af.indd 65

65

12/8/10 7:40:35 PM


Pet fash ion O humorista americano, Josh Billings, disse certa vez: “Um cão é a única coisa na terra que o ama mais do que ama a si mesmo”, este é um dos milhares de motivos pelos quais devemos amar nossos animais. Revele o amor ao teu bichinho e participe desta seção conosco.

“Meu nome é Nero e eu moro em Nova Odessa (SP). Estou à procura de uma namorada, por isso me visto sempre muito elegante quando vou passear no shopping em Campinas. A gente nunca sabe quando pode encontrar nossa cara-metade”.

“Oi, sou uma curitibana, meu nome é Mel e eu gosto de passear, andar de carro, a, brincar com o meu panda de pelúci deitar e rolar na cama; adoro latir, sou r muito valente, mas se colocar um hamste , perto de mim, eu corro de medo. Porém enfrento animais maiores, como um boi. Faço um dengo quando quero algo.”

66

“Eu sou o Hurso Angelo Dom enico, tenho 8 anos e sou muito dócil. Fico muito triste quando falam que a minha raça (rotweiller) é brava e violenta. Sou amigo e muito carinhoso. Estou à procura de uma namorada, se você soub er de alguém, estou ‘na pista’ prontinho para amar!” “Eu sou o Iron, irmão do Hurs o, tenho 1 ano e meio e sou muito ativo. Adoooooo ooro brincar, não posso ver um brinquedo dando sopa que corro pra levar para os meus donos. Gost o muito de correr, pular e principalmente nadar! Minha mãe fala que eu faço o maior sucesso em todo lugar que eu vou, acho que é porq ue toda s as pess oas querem ficar me abraçando! Ah, mora mos em São Paulo, cidade agitada!”

“Meu nome é Mel e sou de Sertãozinho, lo, SP; olhem para o meu lacinho amare tipo é lindo, né? Mas eu não sou daquele que vive preocupada com o visual, adoro já a me sujar e ficar brincando na terra, Babi aqui do meu lado é uma lady e nunca desmancha o penteado que a gente ganha toda semana... uma frescura só!”

“Quando minha mã e adotiva me achou na rua, eu estava frac a e era tão feia que , se fosse menino, teri a ganhado o nom e de ET, mas como sou menina, ficou Eti. Hoj e, sou a gata mais bon ita e paparicada do mundo: tenho comidin ha fresca, uma cam a quentinha, carinho e até sobrenome, Eti Maria Dezorzi.”

“Somos as gêmeas Luna e Nina, adoramos brincar de bola e fazer muita bagunça pela casa! Morávamos em Atibaia (SP) e recentemente mudamos para a capital, a vida ficou mais agitada.”

FOTOS: IMAGENS: DIVULGAÇÃO E ARQUIVO PROFASHIONAL/RETIRADAS DA INTERNET/BBOA/ENVIADAS PELOS LEITORES EM FORMA DE CORRESPONDÊNCIA, SEM PRETENSÕES AUTORAIS

“Meu nome é Cash, tenho 10 anos e só garanto bons momentos aos meus dono s, sou doce e carinhosa demais. Às vezes, um tanto mal-humorada, adoro fazer charme e chamar a atenção de todos, choro (e babo) pra pedir comid a.”

www.profashional.com

pet fashion.indd 66

12/8/10 4:39:10 PM


NY

POR MARISA ABEL , CHEFE DE REDAÇÃO

| MY CHOICE

FOTOS: MARISA ABEL

está o maior

babado

Os babados, rendas, flores e cores que vão desembarcar no verão 2010/2011 das terras tupiniquins são destaques das vitrinas nova-iorquinas. E pelo que anda circulando por lá, parece que essa onda romântica vai se esticar até o próximo inverno, afinal, as novas coleções que estavam à mostra para o público nos manequins já fazem parte dos looks do inverno americano. O estilo Liberty, que são aquelas pequenas e delicadas flores impressas repetidamente na mesma peça, é protagonista das estampas, mas o que estava mesmo em voga eram os babados. Saias, vestidos e até blusas com mais de duas camadas predominavam nas vitrinas. Outra aposta é a mistura do leve com o pesado. Jaquetas de couro aliadas às saias de tecidos típicos do verão eram combinações vistas repetidamente em diversas lojas. E para quem gosta de um pouco mais de glamour, as rendas também estão em evidência. Podemos notar um mix do estilo rock ‘n’ roll com o street style em muitas das lojas mais conceituadas da Big Apple. Aproveite para renovar seu guarda-roupa e embarcar nesse grande babado da moda. Vitrina da loja Bergdorf Goodman em plena a 5ª Avenida (NYC)

Manequim da Forever 21 na Times Square

my choice.indd 67

12/8/10 4:40:44 PM


(ARTIGO)

Gabriella Pascolato, a personagem da moda brasileira

Sabe que, ao ler a notícia do falecimento de dona Gabriella Pascolato nos meios de comunicação, bateu uma tristeza. Digo isso, pois além de ser um dos nomes mais influentes que teve uma grande contribuição para a indústria têxtil, ela recepcionou a equipe Profashional de braços abertos numa bela tarde em seu apartamento localizado em Higienópolis, na capital paulista. Na época, como chefe de redação desta publicação, foi com muita satisfação e emoção que, literalmente, viajei nos contos da primeiradama da moda brasileira. Com quase um século de muita história, dona

68

FOTOS/IMAGENS: HÉLIO DUSK/ARQUIVO PROFASHIONAL

2010 foi o ano em que perdemos a “prima donna” da moda brasileira. E vale aqui uma justa homenagem àquela que dedicou sua vida ao mundo fashion

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Gabriella Pascolato2.indd 68

12/8/10 4:42:17 PM


(ARTIGO)

Cenas da vida, os momentos de d. Gabriella

Gabriella estampou a nossa capa 30 e deu uma bela lição de elegância e personalidade à edição dedicada às vovós. Nascida em Tortona, na Itália, em 1917, Gabriella estudou em Poggio Imperiale, um dos internatos mais tradicionais de seu país, localizado em Florença. Foi em Veneza, no entanto, que conheceu seu marido, o advogado Michele Pascolato. Durante a Segunda Guerra Mundial, os dois tiveram dois filhos: Costanza e Alessandro. Depois de a família chegar a viver em um campo de refugiados, em 1945, o casal decidiu embarcar em um navio rumo ao Brasil. Responsável por transformar o sobrenome Pascolato em referência na moda brasileira, Gabriela foi representante de Salvatore Ferragamo em nosso País, antes de abrir, em 1946, a tecelagem que se transformaria em uma das mais importantes do Brasil. O legado da marca é tão grande que, tempos depois, a filha de Gabriella, Costanza Pascolato, se tornou referência no segmento. Sobre o falecimento da mãe, Costanza Pascolato declarou à imprensa: “Minha mãe foi – e será sempre – a maior inspiração.

Hoje, posso realmente entender, no sentido mais completo, toda a profundidade de sua poderosa influência na família – alcançando até a linhagem mais jovem –, estímulo para seus colaboradores e, sempre, impulso de coragem, dignidade e humanidade para todos que a conheceram. Ela se perpetuará na nossa memória”. Não poderíamos deixar de prestar uma homenagem à dona Gabriella Pascolato que, com muita sofisticação, humor e gentileza nos deu uma belíssima aula de moda e história. A indústria têxtil brasileira perdeu o seu brilho!

“Minha mãe foi – e será sempre – a maior inspiração. Hoje, posso realmente entender, no sentido mais completo, toda a profundidade de sua poderosa influência na família (...).” Costanza Pascolato

DICA DE LEITURA: A editora Jaboticaba lançou o livro “Gabriella Pascolato – Santa Constância e outras histórias”, para celebrar os 90 anos da empresária que, como vários imigrantes, contribuiu pela construção do Brasil. Ao longo de um ano, em mais de 50 horas de entrevistas, Gabriella revelou algumas histórias fascinantes ao autor do livro, Sérgio Ribas. Em 256 páginas, estão os episódios de uma vida extraordinária, acompanhados de uma “biografia fotográfica” que tem desde Gabriella pequenininha, na Toscana, já cheia de estilo, passando por cenários cinematográficos em que viveu (Florença, Veneza, Roma), o nascimento dos filhos Costanza e Alessandro e a chegada ao Brasil atual, quando ela foi homenageada, na São Paulo Fashion Week, como a rainha da moda.

Janaína Souza

Jornalista e amiga Profashional artigos@revistaprofashional.com.br

NOTINHA DA REDAÇÃO Sempre carinhosa, d. Gabriella nos ligava para agradecer a revista e repetir como somos inovadores, como temos uma linguagem particular de moda e do comportamento dessa moda. W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Gabriella Pascolato2.indd 69

69

12/8/10 4:42:27 PM


comonique |

por monique melo

Nova

Comunicação Sustentabilidade das relações e do ambiente de trabalho

Q

Quando falamos de sustentabilidade, todo mundo pensa no meio ambiente, o que é bom. Não podemos fechar os olhos para o que estamos fazendo com a mãe Terra e como ela está pedindo socorro por meio das catástrofes naturais. Mas, sem dúvida, estamos vivendo um momento de grandes transformações, em que precisamos pensar na sustentabilidade das relações e também no ambiente de trabalho. As pessoas estão sem tempo, estressadas, quase máquinas, chegando a esquecer filhos em carro, provocando suas mortes. Elas também não estão se aguentando, precisam se reinventar, em busca do equilíbrio, da paz, da realização em meio à enxurrada de informações que recebem o tempo todo e obrigação de pensar rápido e de forma utilitária na era da internet. Com empresa há quinze anos, costumo dizer que um dos meus grandes prazeres é ver o crescimento pessoal e profissional dos que a mim chegam. É muito enriquecedor. Há muito, colegas do Brasil inteiro me perguntam como consigo montar equipe numa área tão complicada e tão mutante como comunicação empresarial. Procurar tirar o melhor de cada um e dar o melhor da empresa

70

no ar

a cada um. Sabemos que cada um tem aptidão e dom, temos de deixar fluí-los e melhorar o que está fraco. Temos de tentar apertar aquele botão que faz a diferença na estória de cada um. Mas tenho algo a confessar a vocês, leitores profashionais, gosto pessoalmente de fazer as entrevistas de admissão. Nas quais, seguindo meu feeling, faço perguntas meio inusitadas, como a importância da avó (coisa que aprendi com a profashional Sandra Teschner, com quem tenho a grande afinidade de relação com o tema, grande balizador de personalidade), da família, opiniões... para conhecer um pouco o ser humano que está ali. Lembro-me de que, no aniversário de Hebe Camargo,

Com empresa há quinze anos, costumo dizer que um dos meus grandes prazeres é ver o crescimento pessoal e profissional dos que a mim chegam. É muito enriquecedor.

a homenagem mais linda e fora do padrão que vi foi a de Gilberto Dimenstein que mostrava uma figura que tinha sido importante na sua vida. Percebemos que todas as pessoas que saem de situações desfavoráveis tiveram alguém que as preencheram, pelo menos de amor, e as fizeram lutar e atingir seus objetivos mais íntimos com determinação. O conhecimento técnico é fácil de passar e, com a rotina, se incorpora. Mas intuição, criatividade, sorte... não se ensinam ou pelo menos, ainda não descobri como. Hoje, se me perguntar qual o principal fator na contratação, acreditem, responderia maturidade espiritual. Nisso, entenda crença, força de vontade, o fazer diferente, a inteligência emocional, a busca do autoconhecimento, o comprometimento. Buscaria saber como administra a sua vida e o seu tempo (hoje, uma das moedas de maior valor), ou seja, suas prioridades. Não deixaria de questionar onde, quando e por quanto tempo ela se aquieta, se silencia. Estamos vivendo uma nova ordem, não fechem os olhos para isso. E talvez, nenhuma outra área esteja mudando tanto e tão rapidamente, quebrando tanto paradigmas, como a comunicação.

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

comonique_af.indd 70

12/10/10 10:01:43 AM


FLASHES

O POÁ EM EVIDÊNCIA A moda tem de estar presente em todos os momentos e, quando o assunto é cozinha, nada mais fashion que ter peças que estejam super em voga, como a linha de utensílios domésticos da Cristalaria Nacional que traz peças com relevo em poás, produzidas artesanalmente.

SEMPRE FIEL

CORES VIBRANTES

FOTOS/IMAGENS: DIVULGAÇÃO DAS MARCAS

O novo hit do verão está chegando de terras italianas. O cinto Jo-Ya desembarca no Brasil cheio de charme e estilo e nas cores mais vibrantes da estação mais quente do ano.

Torcedor de verdade leva o time do coração até na hora de cuidar da beleza. Com fragrâncias e embalagens exclusivas, as linhas inéditas do Corinthians, da Sina Cosméticos, são ótimas sugestões de presentes para essa galera que respira futebol!

PRAZER DOS DEUSES Se deliciar com o sabor de Ovomaltine já era bom, agora, com a “família” maior, ficou ainda melhor. As novidades são o “McFlurry Ovomaltine” e o cremoso “Danette Ovomaltine”. É de dar água na boca!

BEACH DAYS A costa mediterrânea é a fonte de inspiração da Boy Forever que preparou uma coleção cheia de influências náuticas e marítimas, um verdadeiro luxo para os meninos que adoram o universo fashionista.

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Flashes1.indd 71

71

12/8/10 4:15:22 PM


POR MARIA HELENA BELLINI

OURO

Profashional é no Anatec 2010

Dos três troféus que a editora levou nessa edição, dois deles são ouro, premiação máxima nas categorias O mundo profashional está em festa. E não é para menos: na sexta edição do Prêmio Anatec de Mídia Segmentada, que aconteceu no Fecomércio, em São Paulo, três cases da Profashional Editora foram escolhidos como os melhores por um júri formado por renomados profissionais do setor. Ao lado de seus clientes e parceiros: Carlos Tirich,

diretor comercial da Alcateia Engenharia de Sistemas; Cristine Grings, diretora de Marketing da Piccadilly; e Camila Aidar Storto, gerente de Marketing da Cidade Center Norte, a publisher Sandra Teschner recebeu os troféus pelas revistas customizadas produzidas pela editora. A Profashional venceu nas seguintes categorias: PUBLICAÇÃO SEGMENTADA CUSTOMIZADA (B2C): • Case: Revista Piccadilly. • Troféu: Ouro.

(...) três cases da Profashional Editora foram escolhidos como os melhores por um júri formado por renomados profissionais do setor.

Sandra Teschner e Cristine Grings recebem o prêmio das mãos de Alceu Gandini, Superintendente Comercial da Editora Referência

A publisher arrepiada com o prêmio

72

Dio Jaguarível, Camila Aidar Storto, Alice Hecker, Adriana Rosa, Thays Panar, Flávia Matsunaga, Gabriel Sales e Dania Grings

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

anatec_af.indd 72

12/8/10 4:48:44 PM


Flávia Matsunaga, Adriana Rosa, Sandra, Carlos Tirich e Rodrigo Silva

MARKETING PUBLICITÁRIO: • Case: Revista InfoGente + Livro “Um Poeta Fazendo Arte – Alcateia 25 anos” (Alcateia Engenharia de Sistemas). • Troféu: Ouro. ILUSTRAÇÕES E FOTOGRAFIAS • Case: Cidade Center Norte em Revista. • Troféu: Bronze.

FOTOS/IMAGENS: DIVULGAÇÃO DO PRÊMIO ANATEC E VANESSA DISKIN

PLATEIA ILUSTRE Nomes importantes do universo da comunicação abrilhantaram a noite: Washington Olivetto e Roberto Civita foram homenageados e falaram a respeito da importância da premiação e do trabalho customizado. Civita, em seu discurso, destacou o crescimento das customizadas no País: “Estou pasmo ao ver nesta premiação o grande número de revistas existentes nesse setor. Isso revela que o Brasil está muito bem posicionado na comunicação personalizada, cada vez mais viabilizada pelo universo digital”, enfatizou.

TRABALHO RECONHECIDO A editora participa do prêmio há cinco anos e em todos eles teve seus trabalhos premiados. Sandra Teschner declara que é um momento muito especial: “Estar entre os vencedores de um prêmio de tamanha credibilidade já é uma grande vitória; levar ouro pelo conjunto da obra, core business do nosso negócio – customizada B2C –, é se posicionar. Pelo segundo ano consecutivo, vencemos com o prêmio maior em Marketing Publicitário e debutamos no prêmio de fotografia. Tenho uma equipe linda e profissional. Estou realizada!”, finaliza.

“Estar entre os vencedores de um prêmio de tamanha credibilidade já é uma grande vitória; levar ouro pelo conjunto da obra, core business do nosso negócio – customizada B2C –, é se posicionar. (...)” Sandra Teschner

Camila Aidar Storto, Alice Hecker, Gabriel Sales e Jorge Yunes, presidente da IBEP

anatec_af.indd 73

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

73

12/8/10 4:49:12 PM


POR MARISA ABEL

Celebrando

Parece que foi ontem a data na qual divulgamos a primeira capa da Profashional em apoio à campanha do IBCC. Daniela Escobar estampava a nossa edição número 5, lá no primeiro ano editorial da sua revista de bolsa e, naquela época (2003), a atriz declarou: “A causa é muito nobre, educação e saúde são a base de um povo e de uma cultura”. De lá para cá, foram anos de muito trabalho e conscientização na luta contra o câncer de mama. Muitas celebridades, engajadas nas causas sociais, aderiram à campanha, cedendo direitos de imagem e cachê em prol desta causa. A apresentadora Xuxa Meneghel foi um dos ícones da campanha e também estampou nossa capa com muito estilo. Em entrevista para nossa redação, Valetim Biazotti, administrador do IBCC, ressalta a importância desse apoio: “A participação dos artistas é fundamental, pois eles emprestam a sua imagem, ajudando na divulgação da causa. A mensagem transmitida por um artista

74

fotos/imagens: marcelo faustini/Blad meneghel/ BoB wolfenson divulgação iBcc

IBCC comemora 15 anos da campanha “O Câncer de Mama no Alvo da Moda” e a Profashional, que ao longo dos anos acompanha e divulga este trabalho, ressalta a importância da conscientização e prevenção

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Resp Social.indd 74

12/8/10 9:29:37 PM


bodas de atitude acaba tendo muito mais força e aceitação”. Na flor da idade, a campanha é encantadora, versátil, moderna com uma missão a cumprir: fazer muitas pessoas continuarem a sonhar e a viver. Talvez Ralph Lauren, quando tomou a iniciativa na luta contra a doença, em Nova York, em 1994, nem tenha imaginado a proporção que esta atitude tomaria. Para quem não se lembra, o estilista ficou inconformado com a morte de sua amiga Nina Hyde, uma jornalista de moda que, mesmo sendo superinformada, foi afetada pela doença. A indignação do estilista o motivou a criar o alvo azul. O Council of Fashion Designers of América, do qual Ralph Lauren faz parte, decidiu usar o símbolo para criar uma campanha de conscientização que também pudesse angariar fundos para pesquisas contra o câncer. E assim foi concebida a Fashion Targets Breast Cancer, versão original de O Câncer de Mama no Alvo da Moda. O Brasil, é claro, adotou a causa e, nas terras tupiniquins, um ano após ser criada nos Estados Unidos, ela rompeu fronteiras e usou a fértil imaginação brasileira para se comunicar e se adequar à nossa realidade. Mais do que a pesquisa, era preciso tratar a doença. Investir

Lúcio Mauro Filho

Xuxa

Fernanda Yang, Marcelo D2, Gabriel, O Pensador, Pitty

“ (...) A mensagem transmitida por um artista acaba tendo muito mais força e aceitação”. Valentim Biazotti w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Resp Social.indd 75

75

12/8/10 9:29:40 PM


76

Caco Ciocler

Ana Furtado

Juliana Paes

boneca Suzi, com um vestido superpersonalizado para a festa da Campanha, parte da renda será revertida para o Instituto. Vista você também essa camisa que, além de ter toda a questão da responsabilidade social, é superfashion.

fotos/imagens: marcelo faustini/marcoz gomez/ Bob Wolfenson divulgação ibcc

em infraestrutura, equipamentos e qualificação. E atender a população que ainda chamava o câncer de “aquela doença”, para não ser preciso pronunciar o nome de algo tão temido. Nestes quinze anos, foram muitos trabalhos realizados e, de acordo com Valentim, o IBCC se tornou um dos centros mais importantes para o tratamento de câncer no Brasil. “O valor arrecadado com a venda de produtos da Campanha, além de ter possibilitado a ampliação de 14.300m2, também subsidiou parte do tratamento de milhares de pessoas. Nesse período, foram realizados 802.875 consultas, 53.580 cirurgias, 48.285 internações, 248.940 exames de ultrassom, 192.675 mamografias, 230.430 aplicações de quimioterapia e 430.065 sessões de radioterapia”, conta o administrador. Mas as ações não param por aí, em 2011, a programação é para se fazer muito mais. “Já temos programadas as Corridas e Caminhadas Contra o Câncer de Mama; além de São Paulo e Rio, no próximo ano, terá em Belo Horizonte. E alguns outros eventos que ainda estão em negociação. É sempre importante buscar ações diferenciadas, que levem informação para o maior número de pessoas e faça com que a Campanha tenha forças para durar mais 15, 30, 50 anos”, diz Valentim. Além de artistas e personalidades, a campanha tem apoio também de diversas empresas. A Estrela, por exemplo, lançou este ano uma linha especial da w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Resp Social.indd 76

12/8/10 9:29:50 PM


Parceiros nesta luta

Daniela Escobar

Hering e IBCC são parceiros nesta luta e o Instituto doou para a Cia Hering uma estátua de ferro, medindo 1,70 metro, concebida pelo designer Nelson Graubart, como homenagem pelos 15 anos de parceria da empresa blumenauense com a campanha “Câncer de Mama, o Alvo da Moda”. A obra de arte será destaque no jardim ao redor do Museu Hering, que será inaugurado ainda este ano, nas comemorações dos 130 anos da companhia.

Apoiadores de causa “Ajude o IBCC a continuar escrevendo uma linda história de solidariedade, amor e esperança. A vida começa todos os dias! E o amanhã vitorioso de milhares de pessoas também depende de você. Entre nesta corrente do bem! Participe!” Ana Furtado – apresentadora “Eu já tive casos de câncer na minha família. Sei que isso é pesado e a gente tem de lutar contra mesmo. É preciso se cuidar, ir ao médico e fazer exames.” Ísis Valverde – atriz “É um momento de comemoração, é um momento de celebração, mas é acima de tudo um momento de efeito multiplicador, de multiplicar esses 15 anos em 30, 45, 100, 1.000.” Lúcio Mauro Filho – ator

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Resp Social.indd 77

77

12/8/10 9:30:00 PM


(artigo)

Quanto você paga pela

falta de foco?

78

Não ter foco para cumprir suas atividades diárias pode custar bilhões de dólares! acessar esses meios de comunicação no trabalho aumenta um pouco ou de forma significante o volume de distração. E esse problema não fica só na pesquisa, há consequências: cerca de 1/4 dos entrevistados conhece alguém que foi demitido por perder tempo no escritório com esses tipos de distrações. Veja algumas ações que podem auxiliar você a cumprir suas atividades mais concentrado: • E-mail – Ficar com e-mail aberto faz o nível de interrupções crescer e aumenta a sensação de atividades por fazer. Defina períodos para lidar com as suas mensagens;

• Redes Sociais – Você usa Twitter, Facebook, etc.? Controle a ansiedade de ficar conectado a essas redes. Utilize em eventuais intervalos do dia ou no horário de almoço; • Pessoas – Se muita gente interrompe você, pode ser porque sua comunicação não anda muito adequada. Faça uma revisão de como redige os e-mails, concede informações e delega atividades. Lembre-se: não ter foco para cumprir suas atividades diárias pode custar bilhões de dólares! Então, vá atrás da concentração e seja mais produtivo!

Imagem: sxc.hu

U

m ingrediente que está em falta no dia a dia das pessoas, cada vez mais, é o foco. A tecnologia e o ambiente de trabalho têm sido fatores determinantes para todo mundo deixar de manter a concentração em determinadas tarefas De acordo com pesquisa realizada pela Workplace Options, empresa especializada em serviços de Estrutura Analítica de Projetos (EAP), para analisar o resultado da perda de foco, ao serem questionados, 53% dos entrevistados afirmaram que as distrações no ambiente de trabalho afetam sua produtividade. Segundo Jonathan Spira, coautor do estudo, essas distrações chegam a custar US$ 650 bilhões por ano! A pesquisa ainda questionou os profissionais sobre o uso da tecnologia nas empresas. Para 35% dos trabalhadores, ter um smartphone aumenta o nível de distrações durante o dia e, para 50% dos participantes, esse padrão se replica na vida pessoal. Agora, somando o problema dos aparelhos tecnológicos com as redes sociais, a situação se agrava. No estudo, 55% dos entrevistados sentem que

Christian Barbosa

Um dos maiores especialistas em gerenciamento do tempo e produtividade pessoal e empresarial. Autor dos livros “A Tríade do Tempo - A Evolução da Produtividade Pessoal” artigos@revistaprofashional.com.br

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

Artigo Christian.indd 78

12/8/10 4:55:28 PM


PEQUENOS PROFASHIONAIS

“A criança é por natureza um ser do encantamento, um ser que experimenta a leveza, e que não retém a dor.” Cris Griscon Pequenos profashionais se divertem em diversos momentos com variados estilos. i Maschietto Lavinia Bellin 3 anos Sorocaba – SP

FOTOS: AS FOTOS SELECIONADAS NÃO SERÃO DEVOLVIDAS SENDO QUE O PRÓPRIO ENVIO JÁ SE CARACTERIZA COMO AUTORIZAÇÃO DE CESSÃO DE IMAGEM PARA PUBLICAÇÃO

hbarcher Arthur Morsc 3 anos – RS Cachoeirinha

Isabelly Gabri ely Mateus 10 meses Jacareí – SP Grings Twigg Sophia e Gaia Igrejinha – RS

Lucas Freitas 3 anos SP São Paulo –

er

Victor Hugo Ma galhães de Aq 8 meses uino São Paulo – SP

Participe você também!!! Escolha um look bem fashion, tire uma foto e envie para nossa redação: revista@revistaprofashional.com.br. Avenida Jandira, 843 Moema – São Paulo – SP | CEP 04080-005 W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Pequenos.indd 79

79

12/8/10 5:03:16 PM


arrumar. A escova progressiva é ótima opção para ajeitar os fios. Quem tem química no cabelo, como reflexos, tinturas e relaxamentos, deve usar um xampu hidratante, e depois o leave-in, que protege contra ressecamento. Com os produtos certos e um corte de manutenção a cada dois meses, é possível ficar sempre bonita. Fazer hidratação com queratina também é uma dica infalível.” Rodrigo De Masi, stylist e proprietário do Salão De Masi Cabeleireiros

Sobrancelha Essa é uma parte às vezes esquecida, mas é fundamental para compor um olhar poderoso. “A sobrancelha é a moldura do olhar. O importante é que ela seja moldada sempre seguindo a linha natural de cada um, não dá para arquear uma sobrancelha naturalmente reta ou vice-versa, por exemplo. Isso facilita a maquiagem, resultando em um efeito mais bonito, dá um aspecto limpo ao rosto e luminosidade ao olhar. As sobrancelhas devem ser trabalhadas por profissionais porque é uma arte delicada, cada uma deve ser analisada cuidadosamente, identificando falhas naturais e provocadas para as devidas correções. Deve-se avaliar o formato do rosto, diagnosticando como cortá-las, quais as cores para tingi-las (se necessário), as formas e os tipos de cada uma. A manutenção da limpeza deve ser feita a cada quinze dias.” Regina Monteiro, maquiadora e designer de sobrancelhas

Cara de bebê A pele precisa ter cuidados intensivos o ano inteiro e sempre. No inverno, a situação é mais delicada já que o clima mais seco, o vento, a temperatura baixa e a água do banho mais quente favorecem seu ressecamento. Para manter a saúde e a jovialidade da cútis, mesmo no inverno, abuse dos hidratantes corporais. “A hidratação do rosto se faz necessária, inclusive para as que usam maquiagens. E outra dica é não abrir mão do filtro solar, mesmo no inverno. Ele pode ser aplicado após o hidratante de preferência. Na hora do banho, atente-se à temperatura da água, o ideal são os banhos frescos ou mornos. Evite sabonetes que não sejam suaves. E para finalizar, é necessário estar bem hidratado dentro do contexto geral, beba muita água e use óleos de banho e hidratantes quantas vezes sentir necessidade.” Ademir Jr., dermatologista

“Perder pelos com a depilação a laser traz vários efeitos colaterais positivos. A pele fica mais macia, as manchas, que geralmente aparecem após a depilação convencional, se reduzem a quase zero, sem contar a ótima sensação de passar dias a fio sem se preocupar com os pelos indesejados. É bom ressaltar que cada parte do corpo reage de uma forma diferente ao laser, por isso, deve-se verificar qual se adapta melhor a cada tipo de pele e às regiões a serem depiladas.” Sandra Teschner, publisher da Profashional Editora

Pelo menos Não há beleza que resista com indesejáveis pelos fora do lugar. Mas a dor de enfrentar ceras depilatórias faz muita gente pensar em adotar o visual “radical hippie” para sempre... A depilação a laser surgiu para salvar quem deseja se livrar desses inimigos que parecem crescer à velocidade da luz. Com algumas sessões, os pelos somem e é possível exibir uma pele lisinha!

A SkinMax foi o lugar selecionado por nossa Publisher para eliminar os pelos

w w w. p r o fa s h i o n a l . c o m

beleza.indd 81

81

12/10/10 9:59:53 AM


ARREMATE

Empatia

instantânea

D

82

A publisher da Profashional é dessas pessoas enigmáticas, cheias de vibração e que diz para o que veio. Criamos uma empatia instantânea, como se nos conhecêssemos há anos. Irá Salles Estilista e amiga Profashional NOTINHA DA REDAÇÃO Dizem que baiano não nasce, estreia! E com a Profashional não foi diferente. Na festa de lançamento da nossa edição nº0, cada exemplar foi entregue de forma muito estilosa: garçons serviram nossa revista em bandejas de prata e todas elas vinham dentro de lindas bolsas de crochê assinadas por Irá Salles. Desde essa data, celebramos juntas cada conquista!

FOTO: BRUNO RIBEIRO

Desde que iniciei minhas atividades em 1999, tive um apoio muito grande de pessoas que foram aos poucos conhecendo e reconhecendo meu trabalho desde o início. Esse projeto exige muita perseverança, vontade, mas também apoio de pessoas que acreditam naquilo que você faz. Assim foi (e é) Monique Melo. Ela começou como cliente, depois virou assessora e hoje é amiga. Desde o início, sempre falou que eu tinha de conhecer uma grande amiga dela que morava na Alemanha e que eu ia adorar. Pensei… mas o que essa amiga, que mora tão longe, vai ter em comum comigo?? Mas vindo de Monique, pensei que deveria ser uma pessoa realmente especial. Até que um dia, ela me apresentou Sandra Teschner, a tal amiga. A minha impressão de uma pessoa que mora em terras germânicas mudou totalmente. Imagine uma pessoa daquelas cheia de energia e superconectada e mais apimentada que qualquer baiana da gema. A publisher da Profashional é dessas pessoas enigmáticas, cheias de vibração e que diz para o que veio. Criamos uma empatia instantânea, como se nos conhecêssemos há anos. Se pudéssemos, ficaríamos horas a fio conversando sem parar, pois não faltam assuntos para a gente discutir e pensar. A essa altura, ela estava lançando a Profashional. A começar por esse nome incrível e com um novo formato inovador, tive tanta certeza da sua competência e vontade de fazer, que fiz questão de criar um mimo exclusivo para a edição de lançamento da revista. Desde esse momento, nos vemos pouco pela distância física, mas estamos sempre conectadas em pensamento e acompanhando uma o trabalho da outra. Não é à toa que há uma vibração em torno dela que é muito especial, e que só a conhecendo para entender essa explosão de energia. Sinto-me privilegiada de dizer que hoje somos amigas.

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Arremate.indd 82

12/8/10 5:26:41 PM


ARREMATE

Empatia

instantânea

D

82

A publisher da Profashional é um ser enigmático, cheio de vibração e que diz a que veio. Criamos uma empatia instantânea, como se nos conhecêssemos há anos. Irá Salles Estilista e amiga Profashional NOTINHA DA REDAÇÃO Dizem que baiano não nasce, estreia! E com a Profashional não foi diferente. Na festa de lançamento da nossa edição nº0, cada exemplar foi entregue de forma muito estilosa: garçons serviram nossa revista em bandejas de prata e todas elas vinham dentro de lindas bolsas de crochê assinadas por Irá Salles. Desde essa data, celebramos juntas cada conquista!

FOTO: BRUNO RIBEIRO

Desde que iniciei minhas atividades em 1999, tive a força muito grande de pessoas que foram aos poucos conhecendo e reconhecendo meu trabalho. Esse projeto exige muita perseverança, vontade, mas também apoio daqueles que acreditam naquilo que você faz. Assim foi (e é) o caso de Monique Melo. Ela começou como cliente, depois virou assessora e hoje é amiga. Falava sempre que eu tinha de conhecer uma pessoa especial que morava na Alemanha e que eu iria adorá-la. Pensei… mas o que alguém que mora tão longe teria em comum comigo?? Mas vindo de Monique, pensei que ela deveria ser realmente interessante. Até que um dia, fui apresentada a Sandra Teschner. A minha impressão de uma pessoa que mora em terras germânicas mudou totalmente. Imagine uma mulher daquelas cheia de energia e superconectada e mais apimentada que qualquer baiana da gema. A publisher da Profashional é um ser enigmático, cheio de vibração e que diz a que veio. Criamos uma empatia instantânea, como se nos conhecêssemos há anos. Se pudéssemos, ficaríamos horas a fio conversando sem parar, pois não faltam assuntos para a gente discutir e pensar. A essa altura, ela estava lançando a revista Profashional. A começar por esse nome incrível e com um formato inovador, tive tanta certeza da sua competência e fiz questão de criar um mimo exclusivo para a edição de lançamento. Desde esse momento, nos vemos pouco pela distância física, mas estamos sempre conectadas em pensamento e acompanhando uma o trabalho da outra. Não é à toa que há uma vibração em torno dela que é muito especial, e que só a conhecendo para entender essa explosão de energia. Sinto-me privilegiada de dizer que hoje somos amigas.

W W W. P R O FA S H I O N A L . C O M

Arremate.indd 82

12/9/10 10:39:31 AM


anu ncios.indd 53

12/8/10 5:20:24 PM


anu ncios.indd 52

12/9/10 12:32:54 PM

Profile for Profashional Editora

Revista Profashional - Ed. 90+91  

A Profashional é a única revista que é referência nacional para o público acadêmico e lojista. No oitavo ano editorial, conta com a colabora...

Revista Profashional - Ed. 90+91  

A Profashional é a única revista que é referência nacional para o público acadêmico e lojista. No oitavo ano editorial, conta com a colabora...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded