Page 1

ISSN 1982-1433

Nº 64

OUT/NOV 2016

LEITE MATERNO

AFINAL, POR QUE ELE É TÃO IMPORTANTE?

MELHOR IDADE

FIQUE LIGADO EM NOSSAS DICAS DE BEM-ESTAR

Esta é uma publicação oficial da Drogaria São Paulo distribuída gratuitamente com exclusividade para seus clientes

PROBLEMAS NOS RINS QUEM DISSE QUE PRECISA SOFRER?

Ponto64_ladoA_V1.indd 1

Outubro ROSA

EM TEMPO DE CAMPANHA ALUSIVA À PREVENÇÃO E O DIAGNÓSTICO PRECOCE DO CÂNCER DE MAMA, A ATRIZ ARLETE SALLES NOS CONTA COMO VENCEU A DOENÇA E SEGUIU EM FRENTE 23/09/16 16:29


A MARCA MAIS PRESCRITA PELOS PEDIATRAS1

VO NO

PEDIASURE

®

100% DOS NUTRIENTES QUE SEU FILHO PRECISA PARA APRENDER, CRESCER E SE DESENVOLVER.*

*Atende as IDRs a partir de 4-6 anos em 711ml e atende as IDRs a partir de 7-10 anos em 922ml. 1. Close-Up/Junho 2015. PediaSure® Complete Sabor Baunilha. Registro MS. 4.7432.0342. PediaSure® Pronto Sabor Chocolate. Reg. MS. 4.7432.0358. PediaSure® Complete Sabor Chocolate. Registro MS. 4.7432.0341. Material para todos os públicos . Abbott Center - Central de Relacionamento com o Cliente - 0800 703 1050 - www.abbottbrasil.com.br. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

2

Ponto64_ladoA_V1.indd 2

23/09/16 16:29


Conteúdo EDIÇÃO 64 - OUT/ NOV 2016

10

12 Saúde 10 É melhor prevenir Doença renal crônica não precisa ser considerada vilã se tomados os cuidados necessários

14 Nutri+ação

Conheça os alimentos e os exercícios que auxiliam no tratamento da artrose

®

Especial 18 Arlete Salles E sua vitória contra o câncer de mama

14

SEMPRE NA PONTO 05 06 08 12

Bem-vindo Seu ponto de encontro Tome nota! Top dicas

3

Ponto64_ladoA_V1.indd 3

23/09/16 16:29


Anuncio Coppetone Ultraguard-Tatoo_Revista Ponto de Encontro 202x275mm.indd 1 Ponto64_ladoA_V1.indd 4

8/31/16 2:27 PM 23/09/16 16:29


bem-vindo

Publisher Sandra Teschner Diretor Executivo Gabriel Sales Diretora de Projetos Especiais Dio Jaguarível Gerente do Núcleo de Jornalismo Adriana Rosa – MTB 47.337 Gerente de Design Alice Hecker Gerente de Núcleo Digital Danielle Lima

Em prol da prevenção

Web Ricardo Cerdan Departamento Comercial Mauren Derquin e Raphaela Nunes comercial@profashional.com Atendimento ao Leitor contato@profashional.com Av. Jandira, 843 – Moema – São Paulo/SP Fone/Fax: (11) 5051-4084 www.profashional.com

Como forma de incentivar duas campanhas importantíssimas nos próximos meses, Outubro Rosa e Novembro Azul, propomos, nesta edição, uma reflexão a respeito do câncer de mama e de próstata e suas

Conselho Editorial Adriana Rosa, Andressa Hata, Catia Alves, Fabiana Oliveira, Karina Oliveira, Rafael Medeiros, Sandra Teschner e Tuca Sardinha

formas de prevenção. Os exames e checkups ainda são as melhores soluções, mas estes e

Editora Adriana Rosa

outros detalhes a respeito você pode confe-

Coordenadora de Conteúdo Elaine Medeiros

rir aqui, em duas entrevistas exclusivas, com

Diretora de Arte Claudia Carvalho

pessoas que, direta ou indiretamente, convi-

Designers Ícaro Guerra e Rebeca Fagnani

veram com as doenças e, por isso, mereceram destaque em duas capas: a atriz Arlete Salles

Jornalistas Ana Carolina Contri, Bruna Yuri Ouchi

e o eterno ídolo do futebol Zico.

Revisão Maria Elisa Albuquerque

Além disso, trouxemos também alguns assun-

Colaboradores Ana Laura Kawasaka, André Pereira Lindenberg, Cley Rocha de Farias, Diogo Medeiros, Homero Leite, Ligia Pierrotti, Luiza Ferracini, Martha Esteves, Paulo Camiz, Sabrina de Souza, Tatiana Ferrador e Tatiana Molinas Hasegawa.

tos que podem contribuir e muito para sua qualidade de vida. Um deles são as dicas que você pode conferir para entrar em boa forma

Cartas pontodeencontro@profashional.com

Publicidade Drogaria São Paulo PUBLICAÇÃO VENCEDORA

Sac 0800 779 8767

Impresso na Log & Print Gráfica e Logística S.A.

Delivery 4003 -3393 Loja Virtual: www.drogariasaopaulo.com.br Consulte a disponibilidade e condições destes serviços na sua região drogariasaoapaulo

na terceira idade. O outro é saber quais os alimentos e exercícios que podem ajudar a combater a artrose, além dos cuidados que preciFOTOS: © MÁRCIO ALVES E IVO GONZALEZ / AGÊNCIA O GLOBO

A revista Ponto de Encontro é uma publicação da Profashional Editora Ltda., sob licença da Drogaria São Paulo, dirigida aos seus clientes, com distribuição gratuita em suas filiais. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a opinião da revista, da Editora ou da Drogaria São Paulo. Não é permitida a reprodução das matérias nem dos artigos.

sam ser tomados para evitar doença nos rins. Para te ajudar a superar qualquer problema que esteja passando, confira também a bela história de vida do chef galã e vencedor do Hell’s Kitchen Brasil (do programa do SBT), Rodrigo Schweitzer, que perdeu 30 kg e se tornou referência em dietas saudáveis. Obrigado pela companhia e boa leitura!

A redação

5 2:27 PM

Ponto64_ladoA_V1.indd 5

23/09/16 16:29


Seu ponto de encontro Um lugar especial, dedicado a saber a sua opinião sobre nossas publicações

Por e-mail A cada edição, vocês estão se superando, trazendo para o público uma função a mais em cada revista. Principalmente na edição nº 63, que acabo de ler. Eu que procuro sempre me

Por e-mail

Minha avó tem problemas do coração e, por muitas consultas, relutamos sobre a necessidade de usar o marca-passo. Matérias como essas (edição 63) podem encorajar famílias como a minha, nessa difícil decisão. ANA ARAUJO

Por e-mail

Vocês conseguiram, de uma forma tão didática e suave, falar sobre um assunto que eu e algumas amigas também sofremos e que, às vezes, morremos de vergonha de comentar: a incontinência urinária. Parabéns! ANTÔNIA AGUIAR

Por e-mail

drogariasaopaulo

ROLOUDE NA RE

2.772

likes

“Além de ser rica em ferro, cálcio e fibras, a quinoa combina com quase tudo. Experimente-a com iogurte, batida com sucos e vitaminas, com saladas, frutas, sopas e até substituindo a farinha na criação de bolos, tortas e pães.” O post na página da Drogaria São Paulo rendeu vários likes e comentários como o de BATISTA PINHEIRO: “Realmente muito bom, a consumo no café matinal com porção de Iogurte”.

“Faço coleção (das revistas), são ótimas... todas com matérias maravilhosas... parabéns Drogaria São Paulo... Post publicado por VERA LUCIA T. SILVA, referente à última edição publicada (número 63). ESCREVA PARA A PONTO DE ENCONTRO: pontodeencontro@profashional.com Todas as correspondências podem ser publicadas e editadas por adequação do espaço.

www.drogariasaopaulo.com.br

SIGA-NOS para acompanhar as últimas notícias sobre saúde e bem-estar e as novidades da Drogaria São Paulo. PUBLIQUE seus comentários na rede com a #revistapontodeencontro

FOTOS: ©BIT24 / FOTOLIA E DIVULGAÇÃO

Quero aqui agradecer e cumprimentar a todos desta bela revista, que a cada dia nos surpreende pela qualidade das matérias e das entrevistas. Gostei muito mesmo da entrevista com o especialista da saúde e bem-estar Marcio Atalla (número 63). Foi e será muito produtivo o informe que nos presenteiam com a Ponto de Encontro. Parabéns! JOSÉ EDUARDO ZAGO, ex-presidente da Associação do Massoterapeutas e Quiropraxistas do Brasil

alimentar saudavelmente, vejo as dicas que vocês colocaram de uma forma tão gostosa de viver a vida, sem sofrimento e só com coisas gostosas para se alimentar. Nove dicas vitaminadas para combater o cansaço do dia a dia [risos]. Como disse o Marcio Atalla mais à frente, na entrevista dele: “Não existe um alimento ruim, existe uma alimentação ruim”, é só você se reeducar. KÁ REGINA

6

Ponto64_ladoA_V1.indd 6

23/09/16 16:29


Ponto64_ladoA_V1.indd 7

23/09/16 16:29


Tome nota!

As principais notícias relacionadas à saúde. Confira:

De acordo com o Observatório da Oncologia – plataforma de análise de dados criada pelo movimento Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC) –, até 2029, o Brasil precisa aprimorar suas políticas públicas de prevenção, detecção e tratamento do câncer para que a doença não se torne uma das principais causas de morte no País. O estudo prevê que a taxa de mortalidade por tumores possa chegar a 115 para cada 100 mil habitantes, enquanto o índice de óbitos por doenças cardiovasculares será de 113 por 100 mil, por exemplo. Atualmente, as duas doenças juntas levam 542 mil brasileiros a óbito, todos os anos, conforme o Departamento de Informática do SUS (Datasus). Para combater o avanço, o médico patologista e presidente da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), Dr. Clóvis Klock, prevê sete medidas importantes: a intensificação da vacina contra o HPV; o investimento em hábitos saudáveis e em campanhas de consciencom s e tização para o autoexame e rotinas efetivas de m a ex idade. exames, como mamografia e papanicolau; medir a l u g re cina de precisão (com opções disponíveis para o tratamento do câncer); investimento crescente na consolidação dos dados referentes à doença; aprofundar a parceria com sociedades médicas; e desfazer os nós do sistema de saúde para prepará-lo para o futuro.

Vacina para esquistossomose

Com a liberação de R$ 5 milhões por parte do Ministério da Saúde recentemente, 26 projetos e 25 organizações da sociedade civil, envolvidas com ações de prevenção e assistência ao HIV e à Aids em todo o País, serão beneficiados. Os repasses possibilitarão uma série de convênios e financiamento de ações conjuntas, que pretendem fortalecer e ampliar as medidas de vigilância, prevenção e controle das infecções sexualmente transmissíveis. O apoio do governo faz parte de uma série de trabalhos desenvolvidos em ação conjunta com organizações sociais.

Este ano, o Brasil inicia a nova fase de estudos clínicos para a vacina de esquistossomose (também conhecida como doença do caramujo), a Sm14. A iniciativa faz parte de uma parceria público-privada entre a Fiocruz e a empresa Orygen Biotecnologia e conta com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as populações de países pobres tenham acesso. A vacina será administrada em três doses, entre os meses de setembro e dezembro, com intervalos de um mês entre cada uma. Os testes serão realizados em adultos da região endêmica do Senegal, na África, por se tratar de um local atingido simultaneamente por duas espécies do parasita Schistosoma mansoni, causador da doença, e pelo fato dessa característica não existir em nenhuma outra região brasileira. A conclusão e os resultados dos estudos estão previstos para 2017. “É a primeira vez no mundo que uma vacina parasitária, produzida com tecnologia brasileira de última geração, chega à Fase II de estudos clínicos. Um importante passo para o enfrentamento desse problema de saúde que atinge, principalmente, as populações pobres de diferentes países”, explica Ricardo Barros, ministro da Saúde. Os casos da doença acontecem mais em lugares onde não há infraestrutura e saneamento básico, e como os caramujos costumam liberar larvas de verme nas águas, o contato com elas, por meio da pele, pode infectar as pessoas.

FONTE: PORTALSAUDE.SAUDE.GOV.BR

FONTE: PORTALSAUDE.SAUDE.GOV.BR

FAÇA

FONTE: SOCIEDADE BRASILEIRA DE PATOLOGIA (SBP)

Combate à Aids recebe mais apoio

FOTOS: © JUPITERIMAGES / GETTY IMAGES, © MAGGYONA / PIXABAY E DIVULGAÇÃO

O câncer no Brasil

8

Ponto64_ladoA_V1.indd 8

23/09/16 16:29


Ponto64_ladoA_V1.indd 9

23/09/16 16:29


saúde | é melhor prevenir

POR ANA CAROLINA CONTRI

PELA SAÚDE DOS RINS DOENÇA RENAL CRÔNICA É QUASE IMPERCEPTÍVEL E PODE SER DESCOBERTA EM ESTÁGIO AVANÇADO

10

Ponto64_ladoA_V1.indd 10

23/09/16 16:29


u

ma vilã praticamente silenciosa, a doença renal crônica demora a ser percebida. Por isso, é preciso estar atento para que o funcionamento dos rins não fique completamente comprometido. Segundo o Dr. Diogo Medeiros, gerente médico do Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini, em São Paulo, uma característica importante na doença renal crônica é o fato de a maioria dos pacientes evoluir na perda da função dos rins, de maneira insidiosa e assintomática. “Ao ponto de inúmeros pacientes terem o diagnóstico apenas nos estágios avançados da doença, às vezes já com a necessidade de realização da diálise”, comenta.

FOTOS: © PAUL BRADBURY E © HUMONIA / GETTY IMAGES

FATORES DE RISCO

Frequente nas pessoas com mais de 50 anos, o problema tem os fatores de risco relacionados à presença de hipertensão arterial e diabetes mellitus (elevação da glicose no sangue, conhecida como hiperglicemia), doenças com alta prevalência na sociedade e que, se não tratadas de modo regular, levam à deterioração dos rins, além do tabagismo e a idade avançada. “Outras doenças que podem levar à doença renal crônica são os problemas autoimunes, as doenças calculosas dos rins e a doença do refluxo vésico-ureteral (condição anormal, ligada a infecções urinárias)”, alerta o Dr. Diogo. É importante lembrar que os rins são os principais órgãos responsáveis pela eliminação de toxinas e substâncias que não são mais importantes para o organismo. Eles também são fundamentais para manter os líquidos e sais do corpo em níveis adequados. Além disso, eles ajudam a produzir alguns hormônios e participam no controle da pressão arterial. “Nos estágios iniciais da doença, os portadores de doença renal crônica não apresentam sintomas. Nessas fases iniciais (caso haja fatores de risco), o médico em atendimento regular solicita exames que possibilitem o diagnóstico”, explica o especialista.

PREVENÇÃO E TRATAMENTO

Infelizmente, a doença renal crônica não tem cura. Mas com os cuidados apropriados, é possível estabilizá-la por longos períodos. “Com a evolução da doença, em estágios avançados, os rins não conseguem manter a homeostase (situação físico-química constante) adequada, sendo necessário lançarmos mão de meios de substituição para o funcionamento dos rins, seja pela introdução da realização de diálise (hemodiálise ou diálise peritoneal) ou a realização de transplante de rim”, ressalta o Dr. Diogo. Porém, algumas atitudes simples podem detectar

se a pessoa tem doença renal ou maior chance de desenvolver o problema. Meça sempre sua pressão e visite o médico com frequência, faça o exame de urina e dosagem no sangue da creatinina (substância do sangue que é filtrada pelos rins, por isso o seu aumento no sangue significa que há uma diminuição da função do órgão). Por meio do exame de urina, é possível saber se existe a presença dessa proteína cuja presença constante pode indicar uma lesão renal em fase inicial. Com a dosagem da creatinina no sangue, o médico pode verificar se o paciente é portador do problema e em que estágio ele se encontra. Já nas fases iniciais, o tratamento é feito, principalmente, à base de dieta, medicações para pressão alta e diabetes.

FIQUE DE OLHO

Os primeiros sintomas da insuficiência renal crônica são comuns em outras doenças, mas podem ser um indício. Na dúvida, se sentir alguns deles, procure o médico e peça-lhe exames específicos. Os sintomas podem incluir: • Fadiga; • Coceira generalizada (prurido) e pele seca; • Dores de cabeça; • Perda de peso não intencional; • Perda de apetite; • Náuseas; • Dormência nas mãos, nos pés e em outras áreas do corpo; • Fácil aparição de hematomas, hemorragia ou sangue nas fezes; • Sede excessiva; • Inchaço nas mãos e pernas (edema); • Vômitos, normalmente pela manhã.

11

Ponto64_ladoA_V1.indd 11

23/09/16 16:29


top dicas

As melhores formas de manter sua saúde em dia

A hora de amamentar o bebê é o momento mais importante para o início da vida dele. Afinal, todo o processo garante que os pequenos tenham mais saúde e criem um vínculo especial com suas mães. Para ajudar a esclarecer algumas dúvidas nesse processo, conversamos com a pediatra e cardiologista infantil Ana Laura Kawasaka, do Portal Saúde4Kids.

1

IDADE CERTA A amamentação é indicada de forma exclusiva até os seis meses de vida do bebê, de acordo com todos os órgãos nacionais e internacionais, e recomendada até os dois anos da criança.

2

PRODUÇÃO DO LEITE Logo que o bebê nasce, é produzido o primeiro leite, o colostro, em pequena quantidade devido a imaturidade dos rins e intestino do bebê. A produção aumenta em 3 a 5 dias e depois vai se ajustando até cerca de 6 a 8 semanas, quando as mamas ficam com menos volume.

3

BENEFÍCIOS O leite materno é o alimento ideal porque é composto de minerais, gordura, proteínas e água na proporção adequada para a imaturidade renal e intestinal do recém-nascido. Além disso, ele contém os nutrientes necessários para a maturação do cérebro e o crescimento da criança.

4

ESTRESSE X QUALIDADE DO LEITE O estresse não interfere na produção ou composição e, sim, na ejeção do leite. A adrenalina e o cortisol, hormônios produzidos nestas horas diminuem a ocitocina, hormônio responsável pela saída do leite. Por isso é importante que a mãe descanse.

5

AMAMENTAÇÃO DELICADA Amamentar é um aprendizado mãe-bebê. Muitas mulheres se queixam de dor e fissuras nos seios, então o importante, nestas horas, é que elas sejam auxiliadas para que a técnica da mamada esteja adequada, com pegada e posição corretas do bebê.

6

INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO Não há evidências científicas de que a alimentação da mãe altere a composição do leite ou leve a mais cólicas e gazes. Alguns alimentos podem alterar o gosto do leite materno, como alho e a cebola, mas isso é importante para que o bebê aprenda a experimentar sabores variados.

7

O BEBÊ ESTÁ COM FOME? Os pequenos devem ser alimentados sempre que solicitarem. A mulher não deve se apegar a horários fixos porque o bebê não mama sempre a mesma quantidade.

CRIANDO LAÇOS A amamentação fortalece o vínculo mãe-bebê, já que o neném é estimulado pelo contato com a pele da mãe, seu cheiro, a visualização do seu rosto. E na mãe, ocorre à produção de ocitocina, responsável pela ejeção do leite e conhecido como o “hormônio do amor”.

É BOM TER

PARA AS MAMÃES

1- PROTEGE OS MAMILOS CONTRA IRRITAÇÃO E COLETA O LEITE QUANDO ESTIVER VAZANDO Conjunto de conchas ultramacias para seio Philips Avent. 2- RESTAURA A PELE QUE SOFREU ESTIRAMENTO DURANTE A GESTAÇÃO Loção hidratante pós-parto Umiditá Mamãe. 3- AJUDA A EVITAR VAZAMENTOS. MANTÉM A REGIÃO LIMPA E SECA Amamente Absorvente para Seios. 4- TRATAMENTO PREVENTIVO CONTRA AS ESTRIAS PARA GESTANTE Luciara Hidratante

2 1 3 4 Estes produtos podem ser adquiridos pelo www.drogariasaopaulo.com.br Delivery: 4003-3393 Consulte a disponibilidade e condições destes serviços na sua região

FOTOS: © FAMVELD / GETTY IMAGES E DIVULGAÇÃO DROGARIA SÃO PAULO

Hora do leite!

12

Ponto64_ladoA_V1.indd 12

23/09/16 16:29


Ponto64_ladoA_V1.indd 13

23/09/16 16:29


saúde | nutri+ação

POR BRUNA YURI OUCHI

Armas valiosas contra a artrose

SAIBA COMO UTILIZAR OS ALIMENTOS E OS EXERCÍCIOS FÍSICOS A SEU FAVOR

14

Ponto64_ladoA_V1.indd 14

23/09/16 16:29


d

ores articulares, vermelhidão e inchaço. Popularmente conhecida como artrose, a osteoartrite é o desgaste nas articulações, ou seja, o início da “velhice articular”. “Ela é uma doença do sistema musculoesquelético que acomete as articulações, sejam elas periféricas (nas mãos e nos pés), ou nos ossos do corpo (punhos), ombros, quadril, joelhos e coluna. Normalmente, ela surge em pessoas acima dos 40 anos e é mais comum ainda depois dos 60. Não se trata de uma doença necessariamente dos idosos, já que as pessoas mais jovens também podem tê-la”, afirma a Dra. Tatiana Molinas Hasegawa, reumatologista do Centro de Qualidade de Vida, em São Paulo (SP). As causas das artroses podem ser hereditárias, como a de mão, por exemplo. Mas elas também podem ser desencadeadas por sobrecarga de peso, como a artrose de joelho. Isso acontece quando a pessoa é obesa ou quando faz exercícios físicos em excesso. “Se a qualidade da cartilagem do indivíduo for ruim, ele tem grandes chances de desenvolver a doença”, afirma a Dra. Tatiana. Já o diagnóstico é feito por meio do histórico de dores dos pacientes e também com a ajuda de um simples exame de raios X. “Não é necessário fazer exames de sangue ou ressonâncias magnéticas”, completa.

FOTOS: © WAVEBREAKMEDIA E KALI NINE LLC / GETTY IMAGES

MOVIMENTE-SE

O exercício físico é um hábito que deve ser adquirido por quem possui artrose e quer conviver de forma tranquila com a doença, principalmente os de baixo impacto, mais indicados para evitar o encurtamento dos músculos e fortalecer as juntas para que não atrofiem. Alguns dos mais recomendados são: • Alongamento. • Pilates. • Ioga. • Academia terapêutica. • Hidroterapia. • Hidroginástica. É importante que a pessoa mantenha o peso ideal para que não haja sobrecarga nas articulações. “Praticar exercícios físicos também é essencial para evitar o uso recorrente de anti-inflamatórios e fortalecer essas articulações comprometidas”, afirma a reumatologista.

OUTROS TRATAMENTOS

A artrose também pode ser tratada com acupuntura, fisioterapia e medicações contendo o colágeno. “Na osteoartrite de mão, por exemplo, indicamos as órteses, um tipo de anel de silicone para ser utilizado enquanto o paciente dorme. Eles ajudam no alívio das dores e para que as deformidades não piorem. Além disso, temos a infiltração, tratamento que consiste em aplicar remédio dentro da articulação acometida e que é excelente para o alívio rápido da dor”, conta a Dra. Tatiana.

15

Ponto64_ladoA_V1.indd 15

23/09/16 16:29


Creme de mandioquinha com quinoa ABUSE s rtaliça das hogumes. e le

ALIMENTAÇÃO

E para manter o peso ideal, de nada adianta fazer exercícios físicos e ter uma alimentação inadequada para a saúde do corpo. “Ela precisa ser balanceada e saudável para se tornar um dos melhores tratamentos não medicamentosos para a doença, pois faz com que os indivíduos mantenham seu peso adequado, prevenindo assim uma sobrecarga nas articulações”, conta Luiza Ferracini, nutricionista do Dietbox, de Porto Alegre (RS). Para uma dieta saudável, Luiza explica que é preciso ingerir alimentos “minimamente processados”, como cereais (arroz), leguminosas (feijão e lentilha) e carnes. As hortaliças e legumes devem vir em maior quantidade, representando metade do prato. “Uma alimentação saudável não proíbe o consumo de nenhum alimento, apenas restringe os calóricos e com grandes quantidades de nutrientes, como o sódio, que aumenta a retenção líquida”, orienta a nutricionista. Exemplos destes alimentos são os congelados vendidos no supermercado, como a lasanha, a pizza, e os alimentos industrializados (como fast-foods e salgadinhos).

1 cebola média picada 1 alho-poró picado 1 talo pequeno de salsão picado 1 colher (sopa) de azeite de oliva 6 unidades grandes de mandioquinha (batata-baroa) em cubos 1 e 1/2 unidades médias de cenoura em cubos 1/2 unidade média de cenoura ralada 2 unidades médias de chuchu em cubos 3/4 de xícara de quinoa em grãos Salsinha e cebolinha fresca picada Sal a gosto e água

MODO DE FAZER 1- Cozinhar a quinoa por 20 minutos em água com sal e salpicá-la com salsinha e cebolinha, depois reservar. 2- Em outra panela, refogar no azeite a cebola, o alho-poró e o salsão, acrescentar a mandioquinha, o chuchu e a cenoura em cubos. 3- Cobrir de água, colocar pouco sal e cozinhar até amolecer bem. 4- Depois basta bater estes legumes no liquidificador até ficar um creme homogêneo. 5- Neste creme, acrescentar a quinoa cozida e a cenoura ralada. Deixe ferver por uns 3 minutos e desligue o fogo, corrigindo o sal e temperando com salsinha e cebolinha fresca. Rendimento: 5 porções

FOTOS: © DIVULGAÇÃO / FEVITTO E © HOJO | STOCK FREE IMAGES & DREAMSTIME STOCK PHOTOS

INGREDIENTES

16

Ponto64_ladoA_V1.indd 16

23/09/16 16:29

N

a

M E O

ca


AF_AnNeosaFamilia_210x280.pdf

1

5/23/16

4:04 PM

Neosaldina® drágeas (dipirona, mucato de isometepteno, cafeína); Neosaldina® solução oral (dipirona, cloridrato de isometepteno, cafeína). Indicações: como

NEOSALDINA® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. analgésico e antiespasmódico, indicado para o tratamento de diversos tipos de dor de cabeça ou cólicas.

*Combinação de 3 ativos: dipirona + cloridrato/mucato de isometepteno + cafeína. Ref. 1: Neosaldina®. [Bula]. São Paulo: Takeda Pharma. Registro MS – 1.0639.0231. Jun/2016.

Ponto64_ladoA_V1.indd 17

23/09/16 16:29


especial | arlete salles

POR ELAINE MEDEIROS

Tudo é

aprendizado à

s vezes parece que a vida prega uma peça na pessoa para torná-la ainda mais forte. E com a talentosa atriz Arlete Salles não foi diferente, tanto durante a fase em que perdeu a mãe (em 2013), enquanto atuava nos palcos com a peça “A Partilha”, quanto um ano e meio depois, quando descobriu que tinha um câncer de mama e precisou passar pelos complexos tratamentos até a cirurgia. No auge dos seus 73 anos, essa pernambucana é do tipo de mulher que, desde o início da sua carreira em Recife, já almejava o sucesso, ao receber o seu primeiro prêmio como atriz revelação (1958), pela companhia teatral Barreto Júnior. Casada por doze anos com o ator e humorista Lúcio Mauro, mãe de dois filhos e avó de dois netos, a atriz venceu cada obstáculo que a vida lhe propôs e aproveita o mês do Outubro Rosa para dar um alerta a outras mulheres que, como ela no passado, hoje passam por algum tipo de tratamento contra o câncer.

Ponto de Encontro: A gente olha para você e se pergunta de onde vêm tanto vigor e jovialidade? Alguma dica [risos]? Arlete Salles: Não me considero um fenômeno! Tenho apenas boa aparência. O vigor e a jovialidade vêm do meu interior. P.E.: Por falar nisso, como você costuma cuidar da sua saúde? Mudou algum hábito nesse sentido, após o câncer? A.S.: Eu sempre me cuidei sem fanatismos. Até, talvez, por um dever com a minha profissão. Mas, no geral, procuro evitar doces (com sacrifício), frituras, enlatados e massas brancas. Além disso, pratico pilates, um pouco de aeróbica e musculação, tanto pela autoestima quanto pela saúde. P.E.: Como foi que você descobriu que tinha a doença? A.S.: Por meio do autoexame, que é muito importante para que haja a possibilidade de cura para a mulher. Na maioria das vezes, a descoberta é feita

FOTO DE CAPA: © GUSTAVO AZEREDO / EXTRA / AGÊNCIA O GLOBO FOTO AO LADO: © MÁRCIO ALVES / AGÊNCIA O GLOBO

NO MÊS DO OUTUBRO ROSA, A ATRIZ NOS CONTA COMO FOI IMPORTANTE ACREDITAR NA VIDA E NOS SEUS SONHOS PARA SUPERAR O CÂNCER

18

Ponto64_ladoA_V1.indd 18

23/09/16 16:29


19

Ponto64_ladoA_V1.indd 19

23/09/16 16:29

FOTO AO LADO: © MÁRCIO ALVES / AGÊNCIA O GLOBO


Como Vilma, na novela Fina Estampa da Globo (2011)

desta maneira, e mesmo que ela tenha medo, é indispensável fazê-lo. E na dúvida, procurar um oncologista imediatamente. P.E.: Depois disso, o que você acha que é preciso levar em consideração para quem descobre que vai ter que iniciar o tratamento? A.S.: Sabemos que não deixa de ser traumático, mas diferente do que acontecia antigamente, essas pessoas precisam lembrar que há soluções, como próteses e cirurgias. Além disso, o apoio e o carinho da família e dos amigos são indispensáveis. Não se afaste deles.

P.E.: Seu trabalho também deve ter contribuído, certo? Afinal, são tantos personagens. A.S.: Para o ator, atuar é uma terapia infalível! Por isso, quero continuar trabalhando e em bons projetos, claro! P.E.: Teremos novidades nesse sentido? O que vem por aí? A.S.: Sim. Estou ensaiando um novo trabalho para a televisão, chamado “Brasil a Bordo”, com um elenco maravilhoso e o meu querido, Miguel Falabella.

sou mais corajosa do que eu pensava ser e fiquei também mais paciente. P.E.: O que você diria para as nossas leitoras que estão passando por esse problema? A.S.: Não desanimem! É fundamental manter-se confiante. Há dias em que fica difícil, eu sei, porém não é impossível.

BATE-BOLA:

Um desejo: Viver com saúde. Atuar significa... A minha missão na terra! Perdas são... Frustação!

FIQUE ALERTA! P.E.: Agora, pensando no Outubro Rosa, qual foi a Considerado um dos mais comuns parte mais dolorosa do seu tratamento e por quê? entre as mulheres, o Instituto Nacional A.S.: Sem dúvida, a quimioterapia. Mas é o que do Câncer (INCA) estima que o câncer a oncologia dispõe no momento para combade mama represente 25% dos novos casos ter esse mal. Espero que a ciência descubra registrados anualmente. Por isso sua prevenção novos métodos de tratamento. é tão importante e o melhor caminho ainda é realizar acompanhamentos médicos periódicos, P.E.: O que te motivava e dava ânimo para seguidos de exames comuns, como: a mamogralutar naquela situação? fia, ultrassonografia, ressonância magnética, A.S.: O desejo de me curar e retomar a micore-biopsy e citologia para diagnosticá-lo. nha vida, o meu ofício, a paz e a alegria. Uma Os sintomas mais comuns da doença são: religião e a fé em Deus também ajudam muito. a presença de nódulos na região dos seios, alteração no formato deles e P.E.: Vencido o câncer, qual a lição que fica? secreção de sangue. A.S.: Fiz descobertas importantes, por exemplo:

FOTO: © ESTEVAM AVELLAR / TV GLOBO

P.E.: Dentro desse contexto, você é inclusive uma avó e mãe típicas? A.S.: Típica? Acho que não. Fui mãe muito jovem, mas fui o melhor que eu consegui e consigo ser, inclusive com os netos.

20

Ponto64_ladoA_V1.indd 20

23/09/16 16:29


ISSN 1982-1433

Nº 64

OUT/NOV 2016

MÚSICA

CURTA COM SAÚDE SUA TRILHA SONORA PREFERIDA

ALIMENTOS

Esta é uma publicação oficial da Drogaria São Paulo distribuída gratuitamente com exclusividade para seus clientes

APRENDA A TIRAR MELHOR PROVEITO DELES

PREVINA-SE

MUITAS VACINAS PRECISAM SER TOMADAS NA FASE ADULTA

Ponto64_ladoZ_v1.indd 1

Novembro AZUL

UM DRIBLE NO CÂNCER DE PRÓSTATA. NO CLIMA DA CAMPANHA QUE DEFENDE A IMPORTÂNCIA DA SUA PREVENÇÃO, O ÍDOLO ZICO ABRAÇA A CAUSA E FALA SOBRE OS BENEFÍCIOS DOS EXAMES E DO DIAGNÓSTICO PRECOCE 23/09/16 16:37


Proteja-se dos mosquitos com a ajuda do expert

M

Y

Y

Y

REPELE O MOSQUITO QUE PODE TRANSMITIR O ZIKA VÍRUS, A DENGUE E A CHIKUNGUNYA

LEIA ATENTAMENTE O RÓTULO ANTES DE USAR O PRODUTO PARA USO DURANTE A GRAVIDEZ E AMAMENTAÇÃO, CONSULTE UM MÉDICO

2

Ponto64_ladoZ_v1.indd 2

23/09/16 16:37


Conteúdo EDIÇÃO 64 - OUT/ NOV 2016

04

08

Ser �eliz 04 Melhor idade

Especial 12 Zico Um grande incentivador da saúde e de campanhas contra o câncer

Chegue a todo vapor na terceira idade

06 Cuidados extras Conheça as sete vacinas mais importantes na fase adulta

08 História de vida

O chef de cozinha e vencedor do programa do SBT, Hell’s Kitchen Brasil, nos conta como perdeu 30 kg e se tornou um sucesso na Gastronomia

SEMPRE NA PONTO 16 18 19

Fale com o expert Cultura saudável Tudo de bom | Final feliz

10 De bem com a vida

10

O poder da música para a saúde da mente e do corpo

3

Ponto64_ladoZ_v1.indd 3

23/09/16 16:37


ser feliz | melhor idade

POR BRUNA YURI OUCHI

CHECKUP!

c

SAIBA QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS EXAMES E QUANDO FAZÊ-LOS PARA ENTRAR BEM NA TERCEIRA IDADE

ada período de nossas vidas exige cuidados especiais com o corpo, principalmente na terceira idade, quando se está mais vulnerável e suscetível a problemas de saúde. É comum pensar que, conforme os anos vão passando, as idas ao médico aumentam, mas não é bem assim. “A frequência irá depender muito mais de cada paciente, suas doenças e hábitos de vida, do que da idade em si”, afirma o Dr. Paulo Camiz, geriatra do Hospital das Clínicas de São Paulo.

FREQUÊNCIA MÉDICA

As visitas ao médico devem ser de uma a duas vezes ao ano, quando não há o comprometimento da capacidade funcional, de acordo o geriatra do Hospital Adventista Silvestre do Rio de Janeiro, Dr. Homero Leite. “Quando se considera uma pessoa

que tenha uma situação mais delicada, que ocorre geralmente acima dos 80 anos, que possui muitas doenças associadas e uma vida que lhe trouxe problemas mais cedo, ela pode fazer um esquema mais próximo, com visitas a cada três ou quatro meses”, completa. • Até 75 anos: uma vez ao ano. • Acima dos 75: duas vezes ao ano.

PRINCIPAIS EXAMES

De acordo com o Dr. Homero, é necessário ter compreensão maior de exames complementares e a necessidade de fazê-los, ou seja, não exagerar sem uma indicação precisa. “É preciso fazer os exames preventivos sem excesso para que não haja sobrecarga do idoso nem sobrecarregar o sistema, seja ele público ou privado”, orienta.

4

Ponto64_ladoZ_v1.indd 4

23/09/16 16:37


FOTOS: © MARTIN BARRAUD, © WAVEBREAKMEDIA E © MONKEYBUSINESSIMAGES / GETTY IMAGES

FUNDO E PRESSÃO DO OLHO

Identifica alterações que podem prejudicar a visão, como o glaucoma. Pode ser feito nas consultas de rotina ou de acordo com a indicação médica, que pode pedir para que o exame seja feito antes dos 50 anos de idade.

DENSITOMETRIA ÓSSEA

Mede a densidade mineral dos ossos. Este exame é indicado principalmente para as mulheres. Não há necessidade de frequência anual. Deve-se fazer uma densitometria óssea inicial.

AUDIOMETRIA

Indicada para verificar perda auditiva. É preciso fazer uma vez ao ano ou a cada dois anos, no máximo, depois dos 65 anos.

EXAME DERMATOLÓGICO

Deve-se fazer uma avaliação da pele em termos de prevenção de câncer, pelo menos uma vez ao ano.

EXAME DE FEZES

A cada um ano e meio, pode-se fazer um exame de fezes para que seja pesquisado algum sangue oculto que possa existir e que não seja visível, mas que possa remeter a um possível câncer de intestino.

MAMOGRAFIA

A prevenção recomenda o exame até os 65 anos nas mulheres, mas é preciso considerar se não existe histórico de câncer de mama na família.

NÍVEL DE PSA

Em relação à saúde do homem, uma ida ao urologista para avaliação com toque retal deve ser realizada anualmente.

ALÉM DAS IDAS AO MÉDICO

“O importante é que o adulto mais idoso precisa ter um acompanhamento médico de forma preventiva e realizá-lo sempre”, afirma o Dr. Homero. Mas como se prevenir ao longo da vida? Ele dá algumas dicas: • Pratique atividade física: fazer exercícios regularmente, pelo menos trinta minutos por dia. • Alimentação: o adulto mais idoso precisa se alimentar com proteína, que pode ser vegetal ou animal. • Durma bem: é preciso descanso e sono adequado. Os distúrbios do sono costumam acontecer com as pessoas acima dos 65 anos. • Atividade intelectual: a pessoa adulta deve ter uma atividade intelectual, atividades sociais, pessoas amigas e bons relacionamentos.

5

Ponto64_ladoZ_v1.indd 5

23/09/16 16:37


ser feliz | cuidados extras

POR ANA CAROLINA CONTRI

Vacinação em dia

CONFIRA AS SETE VACINAS QUE NÃO PODEM FALTAR PARA FICAR LONGE DE QUALQUER COMPLICAÇÃO

FOTOS: © ALEXRATHS E © TEKA77 / GETTY IMAGES

l

embra-se daquela sua carteira de vacinação que sempre te acompanhava na infância? Com certeza, a maioria dos adultos nem se recorda de onde ela está, e muito menos quando foi a última vacina tomada. Porém, em todas as fases da vida, estamos expostos a infecções por vírus e bactérias, e elas são imprescindíveis para evitar doenças na fase adulta. Segundo a Dra. Ligia Pierrotti, infectologista do Alta Medicina Diagnóstica, de São Paulo, pessoas pertencentes aos grupos de risco, como gestantes, idosos e portadores de doenças crônicas, devem sempre estar atentas sobre a vacinação. Isto porque, para algumas doenças, a proteção tem prazo de validade – o que explica a necessidade do reforço. “Depois de dez anos, o sistema imunológico deixa de produzir anticorpos suficientes para evitar doenças, como febre amarela e tétano”, explica. Ficou na dúvida sobre qual vacina tomar? Anote as sete principais que não podem faltar na sua carteira de vacinação:

6

Ponto64_ladoZ_v1.indd 6

23/09/16 16:37


DIFTERIA E TÉTANO A primeira parte da vacinação contra difteria e tétano é feita em três doses, com intervalo de dois meses. Geralmente, essas três doses são tomadas na infância. Então confira a sua carteira de vacinação para certificar-se de que a vacinação está em ordem. Depois delas, o reforço deve ser feito a cada dez anos para que a imunização continue eficaz. É nesse momento que os adultos cometem um erro, deixando a vacina de lado. SARAMPO, CAXUMBA E RUBÉOLA No caso do sarampo, a transmissão ocorre por via respiratória. Em adultos, essa doença é pouco observada, mas como a forma de contágio é simples, os adultos devem ser imunizados para proteger as crianças com quem convivem. O adulto deve tomar a tríplice-viral se ainda não tiver recebido as duas doses recomendadas para a imunização completa quando era criança e se tiver nascido depois de 1960. O Ministério da Saúde considera que as pessoas que nasceram antes dessa data já tiveram essas doenças e estão imunizadas, ou já foram vacinadas anteriormente. Além disso, as mulheres que pretendem ter filhos e que não foram imunizadas ou nunca tiveram rubéola devem tomar a vacina um mês antes de engravidar, já que a rubéola é bastante perigosa quando acontece em gestantes, podendo causar deformidade no feto. HEPATITE B Até os 24 anos, todas as pessoas podem tomar a vacina contra hepatite B, gratuitamente, em qualquer posto de saúde, depois disso, ela pode ser tomada em clínicas particulares. A aplicação da vacina também continua de graça, quando o adulto faz parte de um grupo de risco. “Pessoas que tenham contato com sangue, como profissionais de saúde, podólogos, manicures, tatuadores e bombeiros, ou que tenham relacionamentos íntimos com portador da doença são as mais expostas a ela”, comenta a Dra. Ligia. PNEUMO 13 – PNEUMONIA Mesmo sendo uma das vacinas mais importantes, é a única do calendário que não é oferecida em postos de saúde – somente em clínicas particulares. Protege contra 13 tipos de bactérias causadoras da pneumonia. FEBRE AMARELA Por ser uma doença grave, e com alto índice de mortalidade, todas as pessoas que moram em locais de risco devem tomar a vacina a cada dez anos,

durante toda a vida. Quem for para esses lugares precisa ser vacinado pelo menos dez dias antes da viagem. No Brasil, as áreas de risco são: zonas rurais no Norte e no Centro-Oeste e alguns municípios dos estados do Maranhão, do Piauí, da Bahia, de Minas Gerais, de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Mesmo que os efeitos colaterais mais sérios sejam muito raros, a vacina contra febre amarela deve ficar restrita àqueles indivíduos que moram ou irão viajar para algum lugar de risco. No site da Anvisa, você pode conferir quais lugares dentro e fora do Brasil exigem a vacinação da febre amarela.

INFLUENZA A vacina contra gripe deve estar na rotina de quem está com mais de 60 anos. “Muitas pessoas deixam de tomá-la com medo da reação que ela pode causar, mas isso é um mito, já que a suposta reação do corpo não tem nada a ver com a vacina, e sim com a própria gripe”, lembra a Dra. Ligia. Pessoas com mais de 60 anos podem tomar a vacina nos postos de saúde, enquanto os mais jovens podem ser vacinados em clínicas particulares. HPV A vacina existe tanto para os homens quanto para mulheres e previne os quatro principais tipos do Papilomavírus Humano – o HPV. Apesar de existir a vacina bivalente, que protege dos tipos 16 e 18 de HPV e só é aplicada em mulheres, a quadrivalente é a mais indicada, pois protege desses dois tipos citados mais os tipos 6 e 11 e também serve para os homens. A quadrivalente deve ser tomada em três doses, sendo a segunda dose após 30 dias da primeira e a terceira, seis meses depois da segunda. A Anvisa recomenda a vacinação em pessoas dos nove aos 26 anos – em especial para aquelas que ainda não iniciaram sua vida sexual, para garantir maior eficácia na proteção.

7

Ponto64_ladoZ_v1.indd 7

23/09/16 16:37


ser feliz | história de vida

ELE

VIROU A MESA CHEF GALÃ, VENCEDOR DO HELL’S KITCHEN BRASIL, RODRIGO SCHWEITZER ELIMINOU 30 KG E HOJE É REFERÊNCIA EM ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

POR TATIANA FERRADOR

s

abe aquela história de que há males que vêm para o bem? Então, a história de Rodrigo Schweitzer é uma dessas. Participante e vencedor do reality show culinário, Hell’s Kitchen Brasil, exibido pelo SBT, tem em sua trajetória contornos de vitória, claro, mas, sobretudo, de superação, de autoconhecimento e recuperação da autoestima. O carioca de 40 anos, que hoje é conhecido como “chef galã”, já ostentou 30 quilos a mais, que só foram eliminados depois do término de um relacionamento onde ouviu de uma ex-namorada críticas sobre sua forma física, e que jamais emagreceria, tampouco conseguiria uma nova namorada. Determinado e disposto a “virar a mesa”, Rodrigo, que sempre se dedicou à gastronomia, passou a investir em alimentação saudável, aliada a exercícios. Criou, antes mesmo de entrar no reality, um programa de cardápios com pouca gordura e baixo teor calórico, destinado a pessoas que buscam emagrecer. O “Fit Cuisine’”, com kits de 7 a 14 refeições funcionais semanais congeladas, contendo receitas saborosas, com inspirações inclusive orientais.

8

Ponto64_ladoZ_v1.indd 8

23/09/16 16:37


O PROGRAMA

Durante 14 semanas de muita exigência, tensão e gritos do chef Carlos Bertolazzi, Rodrigo superou seus concorrentes e ganhou o prêmio de R$ 100 mil em barras de ouro, e ainda um curso de gastronomia no prestigiado Institut Paul Bocuse, na França. “Foi uma emoção indescritível, como se estivesse vivendo um sonho, e sou muito agradecido a Deus por ter me dado esse presente, às vezes, nem parece real que eu venci e me destaquei no meio de tantos outros excelentes competidores.” Com os pés no chão, Rodrigo dispensa o título de galã e reconhece que nada foi ao acaso e, sim, fruto de muito estudo, trabalho e dedicação. “O Hell’s Kitchen me tornou conhecido e, com isso, pude mostrar mais o meu trabalho, o que é muito gratificante”, lembra o empresário.

FOTOS: ARQUIVO EPSSOAL DO ENTREVISTADO E © PAUL_BRIGHTON / GETTY IMAGES. RECEITA: ACADEMIA BIO SPORT

PLANOS

Após quase seis meses, o assédio à sua volta ainda é grande e os convites de trabalho não param de surgir, como os workshops que realiza, além da produção de um canal com receitas no YouTube e o lançamento de um livro ainda este ano. Graduado em Gastronomia pelo Senac, teve como primeira experiência um emprego com o chef Felipe Bronze. Empolgou-se com o universo gastronômico e apostou em um curso de aperfeiçoamento na French Culinary School, em Nova York. Extremamente focado, Rodrigo já domina a culinária francesa, mas logo terá a oportunidade de ampliar ainda mais seus conhecimentos com o curso que ganhou no programa. “A França é o berço da culinária e, certamente, será uma experiência única”, diz. Rodrigo faz questão sempre de lembrar uma frase que ouviu durante sua participação no programa, do chef Carlos Bertolazzi para motivar as pessoas que, como ele, buscam a superação dia após dia. “Corra atrás dos seus sonhos, porque um dia você os alcança, ou eles te alcançam.”

DICAS DE UM CAMPEÃO “Cuide-se e aposte em exercícios físicos regulares para alcançar uma boa qualidade de vida. Mude seus hábitos, a começar pelos alimentares. Aposte em uma alimentação saudável. Motive-se e os resultados logo aparecerão!”

ALIMENTAÇÃO FUNCIONAL

Em parceria com um amigo de infância, Rodrigo Longhi, que já atuava na área administrativa gastronômica, Schweitzer inaugurou o Midori, com suas criativas saladas, molhos inusitados e sucos detox. Pouco tempo depois, estruturou o conceito, criou a marca e a ideologia Fit Cuisine, que tem como filosofia “descomplicar a vida” com saborosas refeições funcionais congeladas. Coube a Schweitzer a elaboração de novas receitas, trocando os métodos da culinária tradicional, com fritu-

ras, excessos de açúcares e tantos ingredientes pesados por uma gastronomia autoral, com pratos grelhados, carnes magras e ingredientes sem glúten, sem lactose e ricos em vitaminas. A partir da experiência, começou a dar aulas sobre o tema, prestar consultorias para restaurantes e criar receitas fitness em parceria com médicos ortomoleculares e nutricionistas. “Viemos para mudar o conceito de que alimentação fitness não tem sabor e que alimentação gourmet é muito calórica e gordurosa”, explica. “Usamos alimentos funcionais que produzem efeitos metabólicos e fisiológicos comprovadamente benéficos à saúde.” De acordo com o chef, que também é coaching em emagrecimento, entre seus princípios está o de comer com qualidade para viver bem.

Kibe super fit (sem glúten nem lactose) Receita recomendada pelo chef, em sua página no Facebook

INGREDIENTES 3 xícaras de carne moída (patinho é uma boa opção) 2 xícaras de arroz integral cozido 1 cebola pequena picadinha 1 cenoura ralada Salsinha, cebolinha e hortelã a gosto Sal e pimenta-do-reino a gosto

MODO DE FAZER 1- Misture todos os ingredientes até ficar homogêneo. Se for utilizado o processador, a mistura ficará mais consistente. 2- Distribua tudo em uma travessa untada com azeite ou modele com as mãos. 3- Leve ao forno, pré-aquecido a 1800, por 30 minutos aproximadamente ou até dourar.

9

Ponto64_ladoZ_v1.indd 9

23/09/16 16:37


ser feliz | de bem com a vida

POR ANA CAROLINA CONTRI

DÊ PLAY! A MÚSICA FAZ BEM PARA A SAÚDE DO CORPO E DA MENTE, AJUDA NA CONCENTRAÇÃO E NO RELAXAMENTO

q

uem nunca escolheu uma música para expressar o que estava sentindo? Muita alegria, tristeza, ou até mesmo ligou o rádio apenas para relaxar, depois de um dia exaustivo, e escolheu aquele ritmo agitado para acompanhar uma atividade física. A música faz bem para alma e o corpo. Alguns estudos realizados pela American Music Therapy Association-AMTA, dos Estados Unidos, e pela World Federation of Music Therapy-WFMT, localizada em Gênova, na Itália, apontam que, dependendo do ritmo, a respiração se torna mais calma ou mais ofegante, a pressão sanguínea aumenta ou diminui, os batimentos cardíacos se tornam mais fortes ou mais leves. De acordo com André Pereira Lindenberg, musicoterapeuta, especializado em Neurociência aplicada à educação, presidente da Apemesp (Associação de Musicoterapia do Estado de São Paulo), os benefícios de escutar música todos os dias podem ser maravilhosos; indo desde restabelecimentos de funções cognitivas, como atenção, memória, entre outros. “Escutar música gera plasticidade cerebral, produções de sinapses, produções de hormônios de prazer no corpo, entre outros milhares de benefícios culturais. Mas o que é importante com a música no cotidiano é estabelecer o aumento de repertório sonoro, escutar músicas novas, diferentes, ampliar o repertório cultural e não cair num erro extremamente recorrente no cotidiano, escutar sempre as mesmas sonoridades, as mesmas músicas, a mesma estação de rádio, os mesmos lugares, os mesmos programas de música, os mesmos CDs. Não é necessário escutar mais do que já existe, mas é preciso ouvir com atenção”, comenta.

BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

A sonoridade da música fala diretamente ao sistema cerebral. Atualmente, a neurociência comprova a aplicação da música em quase todo o cérebro, e não mais como alguns caminhos cerebrais, entre cortex, tálamo e memória, mas, sim, como uma expansão em todo o córtex, as ações são as mais diversas.

Assim, alguns dos benefícios dela é a reabilitação, estimulação (inclusive dos neurotransmissores), reativação da memória, entre outros. “Tanto a música, como a dança, trazem inúmeros benefícios para a saúde, a junção das duas então nem se fala, música e dança promovem relaxamento e bem-estar para a alma, desenvolvem papel importante para a cura e prevenção de muitas doenças físicas e mentais, além de manterem o cérebro e o corpo em plena atividade. O corpo e a mente em movimento ajudam a curar e prevenir o estresse, a depressão, além de melhorar e muito a coordenação motora, o sistema circulatório e respiratório”, ressalta Sabrina de Souza, diretora da Ritmo Espaço de Dança, de São Paulo.

MUSICOTERAPIA

Suas ações benéficas são tantas que a música é utilizada como terapia na Musicoterapia, que tem como objetivo desenvolver potenciais e restabelecer funções para que os pacientes possam alcançar uma melhor integração intra ou interpessoal e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou pelo tratamento. Porém, segundo André, é importante frisar que a Musicoterapia é, sim, uma forma terapêutica da utilização da arte sonora (música), visando à promoção da saúde em todos os campos da sociedade. “É lógico que sendo uma ciência que envolve saúde e arte, e estas duas vertentes, como quase todas no mundo contemporâneo, estão em constante desenvolvimento, não seria diferente na Musicoterapia. Em diversos trabalhos de doutorados e mestrados no mundo acadêmico, demonstra-se que a Musicoterapia também se reporta aos conhecimentos de culturas ancestrais da música junto à saúde, como é fato num estudo histórico. Musicoterapia é uma ciência em construção constante, que consegue agregar o que existe de mais contemporâneo de ponta, aliado ao que há de conhecimento artístico cultural da ancestralidade de nossas histórias”, explica. A Musicoterapia é indicada para qualquer pessoa, seja adulto, jovem, idoso, criança, portador de qual-

10

Ponto64_ladoZ_v1.indd 10

23/09/16 16:37


quer patologia, ou síndrome, em qualquer situação, seja de perturbação psicológica ou instabilidade emocional. Mas é importante lembrar que, para cada situação, é sempre coerente buscar um profissional especializado. “Em artigos científicos, em termos nacionais e internacionais, é possível encontrar muitos benefícios e novidades, desde métodos impressionantes para reabilitar funções cognitivas, até resultados surpreendentes com a vibroacústica, ou mesmo ações sociais da Musicoterapia que transformam comunidades”, ressalta André.

FOTO: © TUNED_IN / GETTY IMAGES

SUA TRILHA SONORA

A escolha da composição da playlist é muito individual, pois cada pessoa possui uma relação entre som e sensações. “Podemos dizer que fulano se acalma com sertanejo; e outro, com samba; e outro ainda, com música clássica. Essa variação é estudada por nós, musicoterapeutas, sobre vários prismas, e um deles é a Identidade Sonora, quer seja dos indivíduos, de grupos, ou determinada também pelos comportamentos”, fala André. A música, as sonoridades e os silêncios compõem a vida das pessoas durante os mais diversos processos de prazer e dor, e isso é o que forma as relações de memória, melodia, harmonia, ritmo e sensações.

11

Ponto64_ladoZ_v1.indd 11

23/09/16 16:37


especial | zico

POR ELAINE MEDEIROS E MARTHA ESTEVES

Zico,

SÍMBOLO DA CAMPANHA OUTUBRO ROSA DESTE ANO, MAS TAMBÉM DE TANTAS OUTRAS, COMO O NOVEMBRO AZUL, EM 2015, NESTA ENTREVISTA EXCLUSIVA, ELE NOS CONTA AS RAZÕES QUE O LEVARAM A PARTICIPAR DELAS E FAZ UM ALERTA AOS HOMENS

e

le sempre foi do tipo que se cuidou e procura manter-se atento à saúde, afinal tornou-se atleta muito cedo. Aos 63 anos, Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico, faz checkup anual, mantém uma dieta saudável e jamais deixa de bater sua bolinha com os amigos. Tudo porque o técnico do FC Goa, da Índia, quer viver muito tempo e com qualidade para curtir seus cinco netos (inclusive uma menina está a caminho para se juntar à tropa). Mesmo passando alguns meses muito longe de casa, Zico é o tipo de pessoa que coloca a família em primeiro lugar e, por isso, procura não se descuidar de nada. Nem que seja pela internet ou pelo telefone, ele sempre toma conta de todos. Quer saber da saúde dos netos, dos três filhos e da mulher, Sandra, com quem está casado há longos e felizes 40 anos. “Quanto mais velho vamos ficando, mais nos

preocupamos. Sou o paizão e o avô atento. A saúde sempre vem em primeiro lugar”, entende o Galinho. O eterno ídolo rubro-negro embarcará futuramente para a Índia, para disputar o campeonato indiano, mas deixou pronta sua participação na campanha do Outubro Rosa deste ano, que fala sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Além disso, no ano passado, ele foi protagonista do Novembro Azul, campanha que esclarecia e incentivava o exame da próstata, e, em anos anteriores, participou da campanha de prevenção do câncer de pênis. “Faço com boa vontade. Sinto-me útil em poder ajudar a informar e esclarecer parte da população. É o dever de quem tem capacidade de falar ao grande público e isto me deixa muito feliz”, defende. Não é à toa que Zico é considerado craque dentro e fora de campo. Conheça-o um pouco mais de perto nesta entrevista.

FOTO DE CAPA: © FERNANDO MAIA/UOL/FOLHAPRESS (RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL - 18/02/2014 – CARNAVAL 2014 ZICO VISITA O BARRACÃO DA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE). FOTO AO LADO: © IVO GONZALEZ / AGÊNCIA O GLOBO

UM ÍDOLO ENGAJADO

12

Ponto64_ladoZ_v1.indd 12

23/09/16 16:37


Ponto de Encontro: Por que você decidiu fazer a campanha Novembro Azul no ano passado? Por acaso há uma ligação com a perda do seu pai, acometido pelo câncer de próstata? Zico: Isso teve um peso grande, claro! Mas eu faço qualquer tipo de campanha séria, voltada para a orientação da população sobre a importância de cuidar da saúde. Agora, por exemplo, estou apoiando também o Outubro Rosa, para alertar as mulheres sobre a necessidade de fazer exames periódicos para prevenir o câncer de mama.

ZICO VISITA O BARRACÃO DA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE). FOTO AO LADO: © IVO GONZALEZ / AGÊNCIA O GLOBO

P.E.: Você já havia feito outra campanha voltada ao público masculino, em 2013 (Prevenção de Câncer no Pênis). Agora acha que pode alcançar o público feminino também? Z.: Claro que, sim. Não existe essa de escolher campanha voltada para homem, mulher ou criança. O segmento não importa, mas, sim, a urgência da causa. Já apoiei uma campanha no Dia Mundial de Conscientização do Autismo. O importante é falar com seu público-alvo, falar com o coração para o povo, se cuidar e dar atenção à saúde. P.E.: Então você acredita que tem essa missão social como pessoa pública? Z.: Com absoluta certeza. Qualquer artista, atleta ou celebridade tem de ter essa disponibilidade. Gosto de participar de campanhas sérias. Hoje, o mundo está totalmente globalizado pelas redes sociais e, em segundos, milhões de pessoas recebem sua mensagem. A gente tem de aproveitar essa facilidade para espalhar o bem. P.E.: Como você lidou com a perda do seu pai? Z.: Ele sempre foi um homem muito forte e saudável. A doença o pegou de jeito. Ele operou, mas ficou muito deprimido e logo morreu. Foi um baque. Claro que a partir daí nunca deixei de fazer o exame de toque e incentivo meus irmãos a fazer o mesmo. Quando tinha uns 19 anos, sofri uma infecção na próstata em decorrência de pouca atividade sexual, segundo o médico consultado. Vivia concentrado por causa dos jogos e, naquele tempo, não se fazia sexo com a namorada. Aprendi cedo a tratar essa questão sem problemas.

13

Ponto64_ladoZ_v1.indd 13

23/09/16 16:37


P.E.: Mas o homem, em geral, tem muito preconceito para lidar com isso. Z.: Demais. Acho que é mais pela falta de informação e ignorância mesmo. Fiquei estarrecido quando fiz a campanha de esclarecimento sobre o câncer de pênis. O slogan era “Água e sabão: é a melhor prevenção”. Os homens não sabem da importância de lavar seu pênis! Isso é surreal! A campanha foi lançada no Nordeste, onde há maior incidência da doença e muito preconceito com qualquer questão que envolva o órgão genital e a próstata. Falta informação ao povo. As novelas poderiam exercer esse papel, de levar campanha educativa ao público.

BATE-BOLA:

Um sonho: Viver com saúde e bem, para curtir minha família e brincar com meus seis netos. Ganhar significa... o melhor resultado, a prova de que seu trabalho deu certo e alcançou o objetivo traçado. Competir... faz parte da vida! Estamos sempre competindo por alguma coisa. Como atleta, competir é trabalhar diariamente para buscar a vitória. Viver é... bom demais! Mas com saúde é melhor ainda.

P.E.: Como você cuida da sua saúde? Z.: Com muita atenção. Meu irmão, Antunes, morreu do coração aos 51 anos. Isto acendeu o sinal amarelo lá em casa. Procuro manter uma vida saudável, comer comida boa e frugal (leve), fazer exercícios sempre que posso, jogando a minha pelada, e checkup anual. Além disso, não fumo e nem bebo. O mais importante é manter o estresse sempre sob controle, porque a mente comanda tudo em nosso corpo. Minha profissão é muito estressante, então deixo tudo no campo e procuro curtir minha família e meus cinco netos. Aliás, vem mais uma menina por aí, do meu filho mais velho, o Júnior. A família está em festa.

P.E.: Qual a mensagem que você deixa aos nossos leitores em relação à prevenção? Z.: Que procurem sempre se informar sobre tudo. Cuidar da saúde da família e da sua própria também. Ir ao médico com frequência, fazer exames periódicos, não ter medo de enfrentar qualquer problema de doença com fé e coragem. Além disso, ficar sempre atento à questão da hereditariedade de sua família. Isso pode prevenir muitas doenças.

CENÁRIO

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais incidente entre a população masculina no mundo (com 15% dos casos), e perde somente para o de pulmão (16,7%). Apesar de silenciosa, em estágio avançado, a doença costuma apresentar sintomas como: urinar com dificuldade e um pouco de cada vez ou com mais frequência, dor e sensação de ardor ao fazer xixi, vestígios de sangue ao urinar ou no sêmen e ejaculação dolorosa. Para diagnosticá-lo, os exames mais indicados são o de toque retal e o teste PSA, por meio de amostras de sangue.

FOTO: © IVO GONZALEZ / AGÊNCIA O GLOBO

P.E.: Por falar em trabalho e estresse, você está voltando para a Índia para disputar o campeonato local pelo Goa, depois de ter promovido, com sucesso, a Copa da Amizade no CFZ (Centro de Futebol Zico do Rio Sociedade Esportiva). Está preparado para mais esse desafio? Z.: Sempre. Essa temporada no Brasil serviu para ver muitos jogos, estudar bastante, me aprimorar cada vez mais. Fizemos uma ótima pré-temporada com o time aqui no Rio de Janeiro. Esse intercâmbio é muito enriquecedor para eles. Temos tudo para fazer um ótimo campeonato e brigar pelo título.

14

Ponto64_ladoZ_v1.indd 14

23/09/16 16:37

VODOL


15 VODOL_AZUL.indd 1 Ponto64_ladoZ_v1.indd 15

28/07/2016 16:08:56 23/09/16 16:37


fale com o expert Dr. Cley Rocha de Farias

Endocrinologista e metabologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Entenda melhor a endometriose

ELA PODE VARIAR DE MULHER PARA MULHER, DE ACORDO COM A PARTE DO CORPO EM QUE SE FORMA. ENTÃO, NADA COMO INFORMAR-SE PARA SABER LIDAR

endométrio (mucosa que reveste a parede interna do útero) cresce em outras partes do corpo. Esta formação de tecido ectópico (fora da região normal) geralmente ocorre na região pélvica (ovários, intestino, reto, bexiga e na delicada membrana que reveste a pélvis). Mas isto também pode ocorrer em outros lugares do corpo.

p Quais as consequências dessa formação? R Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que o óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, o endométrio, que aumentou, descama e é expelido na menstruação. Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse feito são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã da paciente sofrerem com a doença. p E os sintomas costumam ser de que tipo? R Cólica menstrual, infertilidade,

dor na profundidade da vagina durante a relação sexual, alterações do intestino no período da menstruação (como diarreia, intestino preso e sangramento anal), alterações na bexiga e vias urinárias (percebidas pelo aumento no volume das micções, dor ao urinar ou sangramento na urina, durante a menstruação) e dor contínua em casos de endometriose mais avançada, com grande quantidade de aderências nos órgãos pélvicos. O importante é lembrar que a quantidade de sintomas não tem relação com o volume e a intensidade da doença. Isso significa que nem sempre as mulheres com muitos sintomas apresentam um grau mais severo da doença.

p De que maneira a mulher pode se prevenir ou quais as medidas que devem ser tomadas para evitar a doença? R Passando por consultas médicas ginecológicas de rotina para exames, se necessários, de videolaparoscopia ou de substâncias, como anticorpos antiendométrio, propeptídeo protocolágeno tipo III, proteína C reativa, entre outras. No caso dos marcadores bioquímicos, biofísicos e moleculares,

eles não apresentam sensibilidade adequada para o diagnóstico da endometriose. Mas outros exames, como a ultrassonografia e a ressonância magnética, podem ser utilizados. Também podem ser usados vários exames imagiológicos, tais como: a ecografia, a TAC ou TC, etc.

p Existem alimentos que podem ajudar nesse sentido? R Não há nada específico para esta doença, mas, de maneira geral, é possível ter uma alimentação que melhore a inflamação, que seja antioxidante e que ajude na produção dos hormônios. Para isso, a alimentação ideal deve priorizar a ingestão de generosas porções de frutas, legumes e hortaliças, cereais integrais, peixes e carne magra. Deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em farinha refinada, desprovidos de minerais essenciais e contendo elevado teor calórico. A ingestão do açúcar contido em doces, bolos, bolachas, tortas, etc., deve ser em menores quantidades e bastante cautelosa, uma vez que ele é fonte geradora do aumento de peso e desequilíbrio da relação insulina/ glicose.

ESCREVA PARA A PONTO DE ENCONTRO: pontodeencontro@profashional.com Aqui você pode tirar suas dúvidas com profissionais especializados.

FOTO: © GBH007 / GETTY IMAGES

p O que é a endometriose? R É uma condição em que o

16

Ponto64_ladoZ_v1.indd 16

23/09/16 16:38


Ponto64_ladoZ_v1.indd 17

23/09/16 16:38


Cultura saudável LITERATURA | MÚSICA | FILME

AJUDA COM OS PEQUENOS CURUMIM, O HOMEM QUE QUERIA VOAR O filme, que estreia em 3 de novembro, relata como foram os últimos dias e horas do brasileiro Marco Archer, conhecido entre as comunidades do surf e da asa-delta como o “Curumim”, o primeiro brasileiro a ser condenado à pena de morte por tráfico de drogas, após ser capturado pela polícia tailandesa em uma ilha, nos arredores de Bali (território indonésio banhado pelo Oceano Índico).

No livro “Promove – Crianças: Treinamento de Habilidades Sociais”, das autoras Alessandra Pereira e Alessandra Turini, os pais, professores e coordenadores de escola podem aprender a lidar melhor com as dificuldades de convívio social dos pequenos e obter algumas estratégias e soluções para lidar com esses problemas.

DIABETES: ENTENDA MELHOR

MUNDO DE BITA O quarto DVD da turminha de Bita traz todas as partes do corpo humano cantada por ele, Lila, Tito e Dan. Os 12 clipes musicais, em forma de desenho animado, são contagiantes e contam com a participação especial de outros personagens. De forma lúdica, as músicas estimulam a descoberta e o aprendizado sobre o corpo. Uma ótima opção no mês das crianças.

O FATOR BEM-ESTAR A partir da pesquisa Gallup, um estudo que reuniu mais de 150 países, os autores Tom Rath e Jim Harter reuniram no livro “O fator bem-estar – Os cinco elementos essenciais para uma vida pessoal e profissional de qualidade”, os pilares que delimitam essa busca, são eles: os fatores profissionais, sociais, financeiros, físicos e na comunidade. Munido destes parâmetros, eles mostram como estes cinco elementos podem influenciar e mudar a vida das pessoas.

FOTOS: DIVULGAÇÃO E GLOBOFILMES

Apesar de comum, a doença ainda traz questões que, segundo a blogueira Marina de Barros, precisam ser esclarecidas. Por isso ela lançou o livro “Diabética Tipo Ruim: o lado emocional que precisa ser falado”, que aborda assuntos, como: o convívio com a doença, as dificuldades, os medos e os preconceitos. “Descrevo para os pais os piores sintomas de uma hiper, e para um chefe, a necessidade real de faltar ao trabalho por conta das dores depois de uma hipo severa”, diz a autora.

18

Ponto64_ladoZ_v1.indd 18

23/09/16 16:38


Tudo de bom O que te faz bem? Me faz bem ser mãe, professora de educação física sempre pensando no bem-estar de todos. Buscando aprimorar a minha conduta para melhor desenvolver o meu trabalho, mantendo o corpo e a mente saudáveis. Trabalhar com quem a gente gosta é muito especial, é realização profissional e pessoal. CLEIDE FREIRE DE OLIVEIRA CARDOSO

FOTOS: © MARTINAN E © ALEN-D / GETTY IMAGES

FINAL FELIZ GENTIL Não colhi a flor, Só aspirei o seu perfume... Não cortei a árvore, Só deitei-me a sua sombra... Não sequei o rio, Só me saciei das suas águas... Não fiz filhos, Só me deitei contigo por amar demais... Não só te amei Imortalizei nosso amor em poesia!

DISTÂNCIAS Mesmo em todas as distâncias O amor nos uniu Mesmo com todos os desentendimentos O amor nos uniu Mesmo com todas as rusgas O amor nos reconciliou Mesmo com tantos rumores O amor nos refugiou O amor tem todas as saídas E quem não as encontra Meu bem não sabe amar!

EDSON GONÇALVES FERREIRA

RENATA STEFÂNIA

Escreva para pontodeencontro@profashional.com Participe da nossa revista respondendo a pergunta: “O que te faz bem?”. Gostaríamos muito de saber! Para aqueles que gostam de poema, continue nos enviando seus textos também para publicarmos no Final Feliz.

19

Ponto64_ladoZ_v1.indd 19

23/09/16 16:38


20

Ponto64_ladoZ_v1.indd 20

23/09/16 16:38

Revista Ponto de Encontro Ed.64  

A Ponto de Encontro é uma revista especial, produzida para levar aos clientes da Drogaria São Paulo conteúdo de qualidade a respeito de saúd...

Advertisement