Page 1


Coordenação: Deputada Janete Capiberibe Reportagens: Euclides Moraes, Heloneida Correa, Silvana Guimarães, Sizan Luis Esberci Edição: Sizan Luis Esberci Textos: Sizan Luis Esberci, Euclides Moraes, HeloneidaCorrea Fotografias:Arquivo, Euclides Moraes, Heloneida Correa, Luciana Capiberibe, Paparazzo, Silvana Guimarães, Sizan Luis Esberci Diagramação: Murilo Caldas Impressão: ArtGraf Colaboração: Equipe do mandato da deputada Janete Capiberibe no Amapá e em Brasília. www.janetecapiberibe.com.br www.facebook.com/janete.capiberibe @janete_nacamara dep.janetecapiberibe@camara.leg.br Gabinete em Brasília - DF Fone 61 3215 5209 – Fax 61 3215 2209 Deputada federal Janete Capiberibe – PSB/AP Câmara dos Deputados – Anexo IV – Gabinete 209 70 160 900 – Brasília – DF Gabinete em Macapá – AP Avenida FAB, 1070, Sala 102, 1º andar Ed. Macapá Office Center Central 68900 073 – Macapá - AP


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

3

Foto: Leonardo Prado (Agência Câmara)

Investir onde é mais necessário Incentivar o desenvolvimento social e econômico com justiça e respeito ao meio ambiente, fazendo os recursos públicos chegarem aonde são mais necessários. Essa é a nossa preocupação no mandato de deputada federal que nos é dado pelo voto dos amapaenses. No nosso trabalho, focamos na formação e educação escolar e cultural das nossas crianças, adolescentes e jovens nas creches e educandários; no cuidado com setores econômicos primários que também refletem na alimentação da nossa população. E, diretamente, na sua saúde. São R$ 4 milhões e 714 mil investidos pelas minhas emendas orçamentárias para melhorar a qualidade de vida dos moradores de Santana. A contrapartida da Prefeitura nos anos passados e a contrapartida do Governo do Estado desde 2011 garantem que os projetos sejam executados e entregues à comunidade, para sua administração e seu uso, com sucesso. Um pouco do que fazemos por Santana está resumido nesta revista. Faça bom uso dos equipamentos públicos que conseguimos através das emendas orçamentárias para que nosso trabalho esteja completo! Conta comigo! Deputada federal Janete Capiberibe – PSB/AP


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

4

R$ 390 mil

para a Feira e o mercado

Inaugurados em 2007, a Feira Municipal e o Mercado Municipal de Santana foram construídos com o investimento de R$ 390.743,00 conseguidos pela deputada federal Janete Capiberibe e pelo senador João Capiberibe e contrapartida da prefeitura. Nos boxes da Feira Municipal, construídos na área externa do Mercado, foram investidos R$ 65.519,29 de emenda individual da deputada Janete e R$ 6 mil de contrapartida da Prefeitura. O Mercado recebeu investimento de R$ 319 mil. O maior volume dos recursos – R$ 288.617,13 – é de emenda do senador Capi. As obras facilitam a comercialização dos produtos coletados, pescados, cultivados e beneficiados pelos ribeirinhos, extrativistas, agricultores e pescadores locais, como peixes, verduras, açaí, castanha, dentre outros.

uma mPelaes, que tem au N ne le si Jo e nt me a A feira da sua mãe, resu é e qu da do la banca ao ma feirinha nte trabalhava nu conquista. “A ge ndo ia inauSuper-Fácil. Qua do te en fr na lá cá. Faz feita todo mundo prá am ar ss pa es el , nha gurar lá Eles fizeram a feiri . já os an 8 s un o quê, tem ão prás pessoma ótima condiç nu am ar eg tr horou en e o veio prá cá, mel nd ua Q . m re ha al tudo as trab mas barraquinhas nu a av fic e nt ge sim. Lá, a ardar nossas até lugar para gu m te i, qu A u. pa de melhorou sim”. coisas. Melhorou,

“Eu compro sempre aqui na feira. Eu compro sempre dela aqui. Ela é minha patroa antiga. A mercadoria é boa, graças a Deus, e é barato, por que ela me faz um preço bom. Eu compro cinco reais e ela me dá um brinde, uma cebola, um tomate”. Domingas Brasão Ferreira Dona-de-casa, compradora na feira.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

5

R$ 400 mil para a Feira do Produtor

R$ 400 mil para a Feira do Produtor Em 2008, a deputada Janete Capiberibe reservou R$ 400 mil das suas emendas individuais para construir a Feira do Produtor, no Bairro Remédios II. A obra está pronta e inaugurada e deve começar a funcionar em breve. Vai abrigar até 50 produtores rurais da Ilha de Santana e do Anarapucú que trabalham em barracas improvisadas na rua em frente ao prédio, junto com vendedores ambulantes. A feira funciona nas segundas e sextas.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

6

R$ 300 mil para a inclusão digital As escolas municipais Ângelo Biragh e Iranilde Ferreira e nos Centros Comunitários da Vila Daniel e Matilde Costa dos Santos, do Bairro Provedor I, receberam um centro de inclusão digital cada um. Os quatro centros, com 48 computadores, no-breaks, bancadas e centrais de ar-condicionado, resultaram do investimento de R$ 292,5 mil de emenda da deputada Janete Capiberibe e R$ 21 mil de contrapartida do Governo do Estado, conforme compromisso assumido pelo governador Camilo. Os moradores dos bairros Provedor e Vila Daniel receberam laboratórios completos de informática, dotados de impressoras e acesso à internet nas sedes das associações dessas comunidades. Os centros estão parados porque aguardam convênio com a Prefeitura para contratarem profissionais como monitores e até vigilantes e, assim, poderem atender às novas turmas de alunos e às comunidades. Nas duas associações, os laboratórios chegaram a ser oferecidos à comunidade para acesso à Internet, pesquisa e cursos. Os centros comunitários oferecem outras atividades e congregam os moradores em atividades culturais e de comemoração.

O centro de inclusão digital e laboratório de informática da escola Padre Ângelo Biraghi atende alunos da escola do 8º ano da tarde e uma turma da comunidade com 15 alunos. Para a diretora da Escola Padre Ângelo Biraghi, Solange Costa da Silva, “o laboratório de informática é uma ferramenta que veio contribuir para aprimorar o conhecimento dos alunos, visto que, à luz do avanço das tecnologias, torna-se necessário o uso destas ferramentas em educação. A formação em informática, hoje, é um instrumento a mais para a evolução do conhecimento dentro do processo ensino – aprendizagem”. A escola pretende expandir os cursos ofertados para os professores e demais funcionários da instituição.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

7

Na escola municipal professora Iranilde Ferreira, 12 computadores foram comprados com os recursos da emenda da deputada Janete Capiberibe. O centro de inclusão digital atende mais de 500 alunos da escola Iranilde Ferreira, desde a educação infantil, com duas aulas semanais de 45 minutos cada. A contratação de mais um monitor permitirá oferecer cursos para a comunidade. Outra limitação é o acesso à Internet, que só funcionou nos três primeiros meses de funcionamento do laboratório, em 2012. Hoje, o acesso é limitado, compartilhado com a Escola, de um programa federal. O auxiliar educacional-administrativo Fernando Rodrigues Nobre, monitor do programa em 2012, informa que 90 alunos foram matriculados, 30 em cada turno, sendo que 10 por turma concluíram o curso, no ano de implantação do laboratório, em 2012. Para a diretora Gleide Fernandes da Costa, “as crianças estão tendo oportunidade de inclusão digital. Temos uma comunidade carente, por isso, o centro digital serve de base para aprenderem informática desde a educação Infantil até a conclusão do ensino fundamental. Esse ensino que não é oferecido em escola particular”. Maria Luzia Miranda Martins é aluna do quarto ano do ensino fundamental da escola. Com apenas 10 anos de idade, sabe a importância de estudar informática. Ela diz que aprendeu muito, Não sabia ligar o computador, mas já aprendeu navegar na internet, escrever textos, jogar. Acha muito bom estudar no laboratório de informática porque utiliza o computador. É o que mais gosta de fazer.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

8

Ilha de Santana: Saúde! ANTES

O Posto de Saúde da Ilha de Santana era de madeira, antigo, com apenas três salas. Não tinha espaço para atender adequadamente os pacientes. Até morcegos habitavam o prédio. Para mudar essa situação, a deputada Janete Capiberibe destinou R$ 200 mil das suas emendas orçamentárias e a Prefeitura executou a obra, inaugurada em 2012. A nova unidade tem mais de 220 metros quadrados e conta com recepção, sala de espera, banheiros masculinos e femininos, consultórios médicos e odontológico, sala de esterilização, farmácia, almoxarifado, laboratório, copa e administração.

DEPOIS

Espaço suficiente para todos os procedimentos, do ambulatorial à clínica médica, pré-natal, vacinação, tratamento dentário, realização de exames básicos, como o de prevenção à malária e controle de glicemia, à coleta de material para o preventivo de câncer de colo de útero, cujos resultados voltam ao Posto da Ilha, sem que as mulheres precisem ir à sede do município. Com toda essa infraestrutura, agora trabalham no posto de Saúde da Ilha de Santana 3 médicos, 2 dentistas, uma enfermeira, 9 agentes de saúde, um agente administrativo, 9 técnicos de enfermagem e dois serventes.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

9

“O Posto da Ilha de Santana, dentro da rede pública, é um dos melhores, por que faz atendimento odontológico à população. Sempre tem material, o Posto sempre tem os recursos que a gente precisa para trabalhar”. Anderson Cortes, cirurgião-dentista, que atende, por dia, de 8 a 10 pacientes no Posto de Saúde da Ilha de Santana a cada dia.

“O posto, hoje, é 100% melhor. Nós temos mais atendimentos, a estrutura do posto acomoda o povo, que de primeiro não tinha nem onde ficar, ficavam na chuva, no tempo, agora nós temos uma sala de estar climatizada, onde os pacientes ficam aguardando o atendimento, a triagem, tudo. Os equipamentos são satisfatórios, atendem todas as necessidades dos pacientes. A gente apenas precisa de uma ambulancha. Por isso, só tenho que agradecer à deputada”. Ilma Maria de Araújo Picanço Coordenadora do Posto de Saúde da Ilha de Santana. O médico Euzébio Peres, do Programa Mais Médicos, atende diariamente no Posto de Saúde da Ilha de Santana. Cristiane Bárbara Nunes, 19 anos, está satisfeita com o atendimento. Apesar do medo de atravessar o canal, vem de Santana, onde mora sua mãe, até a Ilha, para o pré-natal. A equipe de prevenção e combate à Malária é composta por um coordenador, o Raimundo, dois agentes, o Robson e o José Artêmio, e uma laboratorista, a Vanilma. Nos dois primeiros meses desse ano foram coletadas e testadas 51 lâminas. 42 deram resultado negativo. A análise é feita no Posto de Saúde da Ilha.


Janete Capiberibe

Acerola, cupuaçu, murici, maracujá, caju e abacaxi cultivados na Ilha de Santana passarão pelo processo industrial que transformará as frutas em polpa, néctar, geleia e licor. Processadas, tem maior valor agregado no mercado do que comercializadas in natura. O objetivo é agregar valor aos produtos regionais e estimular o aumento da produção, gerando mais renda aos agricultores santanenses. A fábrica de polpas da Ilha de Santana dispõe de equipamentos novos, entre eles despolpadeiras de frutas, túneis de congelamento com capacidade de 100 quilos/ hora, freezers para armazenamento das polpas e cozinha industrial. Atende aos padrões exigidos pelo Ministério da Agricultura, por isso, os produtos receberão o selo do Serviço de Inspeção Federal (S.I.F) do Ministério da Agricultura como

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

10

R$ 254 mil para fabricar polpa de frutas garantia da qualidade e segurança alimentar para o consumidor, além de estarem aptos para a exportação. A deputada federal Janete colocou emenda no valor de R$ 144 mil e o Governo do Estado deu contrapartida de mais R$ 110 mil, totalizando R$ 254.136,90 investidos na obra que foi executada pela Prefeitura e pelos agricultores. A fábrica é administra-

da pela Cooperativa de Produtores Rurais da Ilha de Santana, que conta com 33 cooperados. O presidente da Cooperativa José Maria Pereira Marques admite que a expectativa para ver a fábrica funcionar é muito grande e antiga, já que foi inaugurada em 2003. Ele conta que foi a partir de 1999 que a comunidade passou a processar polpa de frutas, depois de reunir-se com o então

governador João Capiberibe e receber orientações técnicas do RURAP. “Tá faltando um pontapézinho para funcionar”, diz o presidente da cooperativa. De dezembro até abril, quando a fábrica funcionar, poderão ser produzidas até 5 toneladas de polpa de frutas por mês. O que é produzido no distrito da Ilha de Santana é comercializado na Feira Municipal.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milh천es investidos em Santana

11


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

12

Apoio para a Casa Abrigo A Casa Abrigo começou a funcionar em Santana em 2007, por decisão de um grupo de benfeitores italianos determinado a ampliar suas ações de caridade cristã para o Brasil. É com recursos fornecidos por esses benfeitores que as Discípulas de Jesus Eucarístico constroem a infraestrutura para atender as crianças e adolescentes vítimas de abandono e até abusos. As meninas de 7 a 18 anos ficam abrigadas temporariamente nas casas-lar, mantidas em convênio com a Prefeitura. Atualmente, são 11 crianças atendidas pelas irmãs e pelas mães educadoras, encaminhadas pela Vara da Infância e Conselho Tutelar, em três casas onde vivem como se fossem uma família. A manutenção é feita com as doações e com o trabalho das Irmãs, duas vindas da Indonésia e duas de Minas Gerais: Hendrika e Marcelina, Zamita e Joana, a superiora. Seu trabalho abrange a catequização e evangelização de jovens, crianças e adolescentes, especialmente nas missões que fazem aos finais de semana nos bairros da cidade. O Educandário oferece cursos profissionalizantes gratuitos às crianças, adolescentes, jovens e adultos moradores dos bairros de Santana. Entre eles estão empreendedorismo, corte e costura, cabeleireiro, manicure, informática, pedreiro, eletricista, pintura. Cerca de 400 alunos por ano eram atendidos nos turnos da manhã e tarde. Com a ampliação do espaço e a renovação dos convênios, inclusive com o Governo do Estado, a ex-

pectativa é que passem de mil e duzentos, nos três turnos. As salas e o auditório também podem ser utilizados para atividades educacionais e culturais realizadas pelas comunidades próximas. Para atender os alunos com mais eficácia, no entanto, era preciso conseguir um transporte adequado. Sensibilizada com o trabalho social das Discípulas de Jesus, a deputada Janete reservou à Casa Abrigo uma emenda orçamentária de R$ 300 mil para adquirir um ônibus que servirá as meninas abrigadas e aos alunos do Educandário. O Governo do Estado colocou mais R$ 30 mil de contrapartida. A compra está na fase final de licitação. Com recursos da Fundação Marcelo Cândido, da Itália, está sendo construída uma quadra de esportes coberta para atender a comunidade e as meninas abrigadas. As Irmãs fazem e vendem pães caseiros para manter a Casa Abrigo. Estão à venda em mercados de Macapá e Santana, nas terças e sábados. Quem preferir pode encomendar pelos telefones 3281 4872 e 9165 1995, para retirar na Casa Abrigo.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

13

Rua Tancredo Neves Em 2010, a deputada Janete reservou R$ 1 milhão para implantaro esgotamento de águas da

chuva, acessibilidade, pavimentação e meio-fio na Rua Tancredo Neves, entre os Bairros Paraíso e Mutirão, em Santana. A obra foi executada pela Prefeitura de Santana com os recursos extraordinários conseguidos pela deputada Janete no Ministério das Cidades e contrapartida de R$ 49 mil. O investimento melhorou o trânsito dos carros, ciclistas e dos pedestres. A obra foi inaugurada em 2012.

Orquestra APAE A deputada Janete destinou uma emenda individual para a A Associação de Pais e Amigos dos Orquestra Primavera, coordenada pelo seu Ernanes Guedes. São R$ 200.161,00, mais R$ 20 mil de contrapartida do Governo do Estado, totalizando R$ 220.161,00. A compra dos equipamentos, como computadores e centrais de ar para a sede da Orquestra está sendo finalizada por intermédio da Secretaria de Estado de Educação.

Excepcionais – APAE – de Santana também recebeu a atenção da deputada Janete. No orçamento de 2013, Janete reservou R$ 150.000,00. O recurso não foi liberado para pagamento.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

14

Deputada Janete garante tr O Município de Santana recebeu três creches-escola: Professor Mauro Cézar Correia, no bairro Nova União, Professora Liana Rodrigues, no bairro Parque das Laranjeiras, e Igarapé da Fortaleza. Todas foram construídas com recursos conseguidos pela deputada Janete e do Governo do Amapá. R$ 1 milhão e 500 mil são das emendas individuais da deputada Janete. R$ 75,9 mil são de contrapartida do Governo do Amapá. Os terrenos e a administração das obras e das creches são da Prefeitura de Santana. Setenta e cinco assistentes, auxiliares e professores estão trabalhando nas creches que atendem 612 crianças de zero a 5 anos de idade, de acordo com a lei de diretrizes e bases da educação (LDB) e dentro dos padrões e exigências estabelecidas pelo Ministério da Educação.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhĂľes investidos em Santana

e trĂŞs creches a Santana

15


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

16

Escola e Creche Professor Mauro Cezar atende 225 crianças A Escola Municipal de Ensino Infantil Professor Mauro Cezar da Silva Correia, no Bairro Nova União, foi inaugurada em Abril de 2012. A creche foi construída com emenda de R$ 500 mil da deputada federal Janete e contrapartida de R$ 25,134 mil do Governo do Amapá. 225 crianças frequentam a creche nos turnos da manhã e da tarde, em oito salas de aula, com 25 alunos cada turma.

Duas turmas atendem crianças de 3 anos pela manhã e à tarde, no maternal. Quatro 8 turmas pela manhã e à tarde recebem crianças de 4 anos e de 5 anos de idade no 1º e 2º período da educação infantil. A creche é a maior unidade já projetada em Santana para atender a educação infantil. Um corpo técnico formado por 25 pessoas, entre professores, assistentes, enfermeiros e auxiliares trabalha na creche.

A principal via de acesso foi pavimentada para melhorar o tráfego. Durante a construção da creche foram gerados 18 empregos. Escola e creche foram entregues à comunidade equipadas com mobília adequada para atender os alunos em cinco salas, bloco administrativo, sala de atendimento médico, refeitório e uma área de lazer com playground.


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

125 crianças felizes com a creche A creche Liana Cardoso Sardinha, no bairro Parque das Laranjeiras, foi inaugurada em Abril de 2012. A creche-escola resultou de um investimento de R$ 525.143,28, sendo R$ 500 mil de emenda da deputada Janete Capiberibe e R$ 25 mil de contrapartida do Governo do Amapá. Localizado no final da Avenida Santana, o prédio tem bloco administrativo, refeitório, área de lazer, 3 salas de aula, banheiros adaptados com louças para o público infantil e chuveiros. A instituição atende 125 estudantes, em dois turnos de funcionamento, distribuídos em 5 turmas: uma turma no maternal, com crianças de 3 anos de idade; outra turma no 1º período (4 anos); duas turmas no 2º período (5 anos) e mais uma turma no 1º ano do ensino fundamental (6 anos).

“Hoje trabalho mais despreocupado. Aqui na creche é muito seguro e minha filha aprende e se diverte. Ela adora esta creche. É a primeira que se prepara de manhã prá vir prá cá”. Maillon Maciel, pai de Andrea Caroly, 4 anos, garante que Andrea vai continuar na Creche Liana Sardinha, em Santana, até ter que trocar de escola para o básico.

17


Janete Capiberibe

R$ 4,7 milhões investidos em Santana

18

No Igarapé da Fortaleza 200 crianças são atendidas A creche da comunidade Igarapé da Fortaleza foi inaugurada em Maio de 2012. Atende 200 alunos em turmas do maternal 1º e 2º períodos, com idade entre três e cinco anos. A Creche-Escola Igarapé da Fortaleza foi construída com R$ 500 mil de emenda da deputada federal Janete Capiberibe, pelo Programa Calha Norte, e R$ 25 mil de contrapartida do Governo do Estado do Amapá. Localizada na rodovia Salvador Diniz, a creche conta com quatro salas de aula, bloco administrativo, sala de atendimento médico, refeitório e uma área de lazer com playground.

“A Vitória é muito entusiasmada com a escola, não fala noutra coisa. Todos os dias, quando chega em casa, fala de tudo, dos amigos, das brincadeiras e do que aprendeu. Ela ficou mais comunicativa. As professoras são ótimas e o que é melhor: tem muita segurança e carinho que todos aqui dão a todas as crianças. Muito bom mesmo”. Conceição Ribeiro de Souza, mãe de Vitória, 5 anos, Creche Igarapé da Fortaleza


Janete Capiberibe - Janete investe R$4,7 milhões em Santana  
Advertisement