Page 1

Relatório Individual de TICM e Artes Plásticas Docentes: Ana Velhinho; Marco Silva. Ano Lectivo: 2010/2011

Ao longo do segundo semestre, tive que realizar em conjunto com outros colegas da minha turma um projecto. Salientar que também fizemos algumas visitas de estudo, como á Bedeteca, a casa da cultura, ao Museu da Marionete, mas eu aqui não fui. Projecto esse que iria ter várias fases, e teria várias disciplinas envolvidas para a sua realização, tais como TICM, artes plásticas e música. Assim neste projecto, em grupos de três ou quatro elementos, teríamos de fazer cartazes, flyers, e uma peça de teatro de marionetes. Na disciplina de TICM iríamos fazer sobretudo a parte da informática, da divulgação do projecto, aprendendo uma grande variedade de coisas, nas artes plásticas era sobretudo o trabalho mais prático, mais manual, ou seja, era onde nós iríamos criar os bonecos, criar os cenários para a peça de teatro, e por fim na música iríamos tentar aprender um pouco sobre como tocar alguns instrumentos e cantar, de forma a pudermos utilizar na peça de teatro. Assim o meu grupo era constituído por a Sara Lopes, Pedro Lourenço e Florinda Lourenço, e o nome do projecto era “0 Príncipe Sapo”. Nas aulas de TICM começamos logo por começar a instalar alguns programas importantes para a realização do projecto como o Celtex, GIMP e Mozilla. Assim nesta disciplina pesquisamos uma história infantil, que teríamos de alterar e depois passa-la para o Celtex (este programa serviria para fazermos o guião de acordo com as cenas, com as personagens, as falas, o narrador, tudo o que uma história deve ter). Depois da história escolhida e alterada, começamos a fazer os cartazes e flyers para a divulgação do projecto. Estes cartazes e flyers foram feitos no GIMP, de modo a pudermos a divulgar a peça que iríamos realizar numa determinada data. Em relação a parte dos cartazes e flyers foi um pouco difícil de os fazer, pois nos nunca tínhamos feito algo parecido, tivemos dificuldades no princípio, mas depois no fim já conseguimos, e até ficaram bons os cartazes principalmente. Enquanto realizávamos partes do trabalho em TICM, também realizávamos a parte mais prática em artes plásticas. Neste disciplina o professor começou logo por


nos mostrar vários vídeos sobre teatro de marionetes, como eles se poderiam fazer, vários materiais e várias técnicas. Assim pegamos no guião da história e começamos a ver as personagens que tínhamos de construir para o projecto. Depois de vermos, tivemos de escolher os materiais para as construirmos, sendo que escolhemos esponja para fazermos os bonecos. Em relação aos cenários decidimos montar uma estrutura como se fosse uma tenda de campismo. Em relação aos bonecos, começamos a fazer em casa os moldes das várias partes do corpo dos bonecos que tiramos da internet e começamos a cortar a esponja, e colar as varias partes umas as outras de modo a fazermos o boneco, no fim pintamolos e a vestimo-los com roupas de crianças. Em relação aos cenários a estrutura como era parecido a uma tenda de campismo, pensamos em utilizar três lençóis para as três cenas que existiam no guião, e esses lençóis correriam como se fosse um cortinado. Nos cenários utilizamos vários materiais, como tintas acrílicas, e pedaços de tecido colados nos lençóis. Assim juntamos a disciplina de TICM com a de artes plásticas para realizar um projecto muito bom, e que fez com que usássemos toda a nossa imaginação. Em relação a disciplina de música, não utilizamos quase nada, pois o professor não ligou muito a sua matéria neste projecto. Depois de todo este trabalho, apresentamos o projecto a nossa turma e as pessoas que quisessem ir ao estúdio da ESE. A nossa apresentação foi boa, os cenários estavam bastante elaborados, os professores gostaram muito, os bonecos estavam bastante bons. As críticas que nos fizeram foi em relação a mobilidade dos bonecos, pois estávamos de joelhos, e dificultou os movimentos dos bonecos, e pode ter ficado um pouco confuso. Este projecto para mim tinha como objectivo puxar pela nossa imaginação e fazer algo novo, algo que nunca tivéssemos feito. Assim num futuro próximo, se algum dia trabalharmos como animadores socioculturais com crianças, já teremos alguma experiencia com este tipo de teatro. Em relação ao grupo, acho que todos trabalhos bastante bem, empenhamo-nos bastante na construção dos bonecos e dos cenários, e não tanto na apresentação, mas não podemos fazer tudo perfeito, pois aprendemos com os nossos erros, e com as críticas.


Alguns elementos estiveram mas dentro da parte da disciplina de TICM, outros mais dentro das artes plásticas, mas no final conseguimos realizar um bom projecto, e acho que a turma gostou bastante do projecto. Este tipo de projectos são muito importantes, pois assim conseguimos ver a dificuldade que as pessoas têm a construir estes bonecos, e que só podemos agradecer toda a experiencia e os conhecimentos que os professores nos ensinaram, tanto na parte mais teórica, e na parte mais prática.

Bedeteca, casa da cultura de Beja: Em conjunto com o segundo ano de Animação Sociocultural, e com o professor Marco Silva, visitámos a Bedeteca e de seguida a casa da cultura em Beja. Em primeiro a Bedeteca, é como se fosse uma biblioteca cheia de livros, mas não são quaisquer livros, são livros apenas de banda desenhada. Assim encontramos uma grande variedade de livros de banda desenhada, uns mais recentes, outros mais velhos, todos eles muito interessantes. Em primeiro lugar foi-nos dado uma explicação breve por as pessoas que nela trabalham, e de seguida fomos ver uma exposição que estava exposta sobre banda desenhada. A Bedeteca recebe trabalhos de autores referenciados mundialmente, como autores amadores, e qualquer pessoa pode ir. Eu gosto muito de banda desenhada, e ter algo como a Bedeteca aqui em Beja, mesmo ao pé de nós, é muito bom. Depois da Bedeteca fomos visitar a casa da cultura em Beja. Na casa da cultura, é onde várias pessoas que têm trabalhos importantes, reconhecidos internacionalmente podem expor os seus trabalhos de forma as outras pessoa as poderem ver. Assim ouvimos uma breve explicação de uma senhora que esta lá, e depois passa a visita. A exposição que estava exposta era de uns bonecos em forma de pessoas, todos eles despidos de várias posições. Assim acho muito importante existir sítios deste, pois é uma forma das pessoas puderem expor os seus trabalhos as outras pessoas, e uma forma de podermos ver o seu talento.


Seminário: “Acessibilidade Digital: conceitos e casos práticos” No dia 9 de Março de 2011, no âmbito da unidade curricular de TICM, leccionada pela professora Ana Velhinho, assisti a um seminário que tinha como tema “Acessibilidade Digital: conceitos e casos práticos” que decorreu no auditório da Escola Superior de Educação de Beja. O seminário foi dirigido pelo professor Luís Bruno da ESTIG. A apresentação foi feita através de formato digital (power point), onde se começou por explicar alguns conceitos importantes para nos percebermos o que se iria tratar o seminário e no que nele se iria falar. Assim explicou que o seminário era para percebermos as dificuldades que as pessoas com algumas dificuldades físicas têm em utilizar por exemplo em abrir uma página na internet, e que apesar das diferenças, todos tem o mesmo direito de utilizar o que nos é dado. De seguida observamos um vídeo sobre “Acessibilidade Web – Custo ou Benefício?”. Depois foram apresentadas algumas tecnologias de apoio para os leitores de ecrã (estes utilizam sintetizadores de fala, que serve mais para as pessoas invisuais), Braille (os caracteres de texto transformados em Braille), reconhecimento da fala, e muitas outras soluções (ratos de pés, ampliação de ecrãs, controlar com a cabeça, legendas e muitos mais). Por fim realizou alguns casos de estudo, nos sites de acessibilidade.net, no site do IPBeja e Presidência de Republica. Acho importante este tipo de seminários, pois eu não tinha a consciência de como as pessoas com dificuldades físicas conseguiam utilizar os meios tecnológicos e de como eram tão caros, mas ao mesmo tempo muito úteis.

Filipe Felício – nº10250 Animação Sociocultural 1º Ano

Relatório Individual - Filipe Felicio  

Projecto esse que iria ter várias fases, e teria várias disciplinas envolvidas para a sua realização, tais como TICM, artes plásticas e músi...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you