Issuu on Google+

Agendar Alumni seleciona estudantes qualificados de baixa renda para estudar nos Estados Unidos

PÁG. 8

Prime Saber

@mundoprime

www.mundoprime.com.br

25 a 31 de março de 2013 - Edição 24 | Ano 2 - Distribuição dirigida, especializada e gratuita. Venda proibida.

Consumir

Garimpamos canetas descoladas para você arrasar na sala de aula

CIEE seleciona alunos de Direito para estágio com bolsa de R$ 1.000

8

Agendar

Google faz maior feira de Ciências do mundo; participe

B

98% dos professores de escolas públicas usam as obras como ferramenta de ensino

D E

Quase todos os professores de escolas públicas no Brasil (98%) usam livros didáticos, segundo levantamento do QEdu: Aprendizado em Foco, uma parceria entre a Meritt e a Fundação Lemann, organização sem fins lucrativos voltada para a educação. Do restante, 1% acredita que o livro não é necessário, e 1% não usa porque a escola não tem. Os livros didáticos ocupam hoje o segundo lugar dentre os mais lidos pelos brasileiros, logo depois da Bíblia, segundo levantamento do Instituto Pró-Livro. Conheça a opinião de especialistas. PÁGs. 6 e 7

R

Rio de Janeiro lança o primeiro Ginásio Experimental do Samba

H

10

Curtir

H

H F Q G H

D

H

D

Espetáculo “9 Mentiras Sobre a Verdade” estreia dia 14 em SP

H

10

Curtir

“Tratado da Mulher Contemporânea” fica em cartaz até abril

N N P O O N F

M M L M

I N D J

B

Estudar

R

Agendar

LIVRO DIDÁTICO U H B T ÉC O 2º MAIS LIDO A

M

8

9

FOTOS: REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO

4


25 a 31 de março de 2013 FOTO: REPRODUÇÃO

2 Inspirar Engenheiro agrônomo inova no campo da certificação Socioambiental

Jovens de 18 a 35 anos que estão à frente de ONGs e negócios sociais podem se inscrever no Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro; folha.com/empreendedorsocial

ONG liderada por Luís Fernando Guedes Pinto transforma a vida de trabalhadores rurais No ano de 1996, Luís Fernando Guedes Pinto, 41, largou um ótimo emprego e uma oportunidade tentadora em uma multinacional para integrar o recém-criado Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola) e voltar a viver em Piracicaba, cidade onde cursou a faculdade. A virada radical para o mundo das ONGs rendeu frutos valiosos: a instituição tornou-se uma das certificadoras mais respeitadas do país e já mudou a vida de dezenas de milhares de trabalhadores rurais. É que, há 16 anos, o engenheiro agrônomo já lidava com conceitos como o do FSC (Forest Stewardship Council), que certifica produtos florestais (de papel higiênico a lápis) com manejo sustentável, mas que só chegou oficialmente ao Brasil algum tempo depois. Hoje, o Imaflora é uma das dez agências brasileiras certificadoras do FSC International. A ONG também introduziu aqui outro selo bastante difundido na Europa, o Rainforest Alliance. Voltado para itens agrícolas, ele atesta que o alimento foi cultivado com respeito ao meio ambiente, à saúde e aos direitos dos trabalhadores. Em 1999, Luís Fernando

Na verdade, posso dizer que não sou o cara que tem mil ideias. Sou apenas aquele que tem capacidade para enxergar algumas oportunidades e fazê-las acontecer

LUÍS FERNANDO GUEDES PINTO

foi um dos responsáveis pela criação da RAS (Rede de Agricultura Sustentável), um sistema de certificação genuinamente brasileiro no qual o Imaflora se baseia até hoje. Em 2011, foi certificada pelo Imaflora a primeira fazenda pelo chamado Módulo Clima (dentro da RAS), que possui critérios relacionados às práticas de produção e sua ligação com emissões ou captura de gases de efeito estufa. E tal proteção, ao contrário do que se possa pensar, acontece num contexto de grande valorização econômica do produto final. Na Reserva Extrativista Chico Mendes, em Xapuri (AC), por exemplo, trabalhadores da Cooperfloresta, certificada pelo Imaflora, contam que a adesão à certificação aumentou em 100% o valor da madeira que comercializam. “Na verdade, posso dizer que não sou o cara que tem

mil ideias. Sou apenas aquele que tem capacidade para enxergar algumas oportunidades e fazê-las acontecer”, explica com modéstia o agrônomo. O Imaflora já conduziu certificações em 140 empreendimentos, em 25 Estados brasileiros, além de projetos na Argentina. O trabalho abrangeu mais de 3 milhões de hectares de Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado, beneficiando cerca de 83 mil pessoas. Por meio de um Fundo Social, a ONG tornou-se também a única no país a apoiar financeiramente a certificação de projetos comunitários, que acontecem no Amapá, Bahia e Pará e atingem cerca de 3.000 beneficiários diretos. Suas pioneiras e constantes atividades na implementação de práticas sustentáveis renderam a Luís Fernando um lugar entre os quatro finalistas do Prêmio Empreendedor Social 2012, promovido pela Funwdação Schwab e a “Folha de S.Paulo”.

FOTO:NA LATA

Da Redação

EXPEDIENTE Editora Mundo Prime Rua Heitor de Morais, 231 - Pacaembu CEP 01237-000 - São Paulo - SP - F.:11 3078-2900 Editora: Patrícia Veiga - MTB 15.158 Dpto. Comercial: Valter Pedrozo comercial@mundoprime.com.br Editor de arte: Eraldo Cavalcante Assistente de arte: Candido Ferreira

Impressão: Folha Gráfica Prime Saber é uma publicação da Editora Mundo Prime (www.mundoprime.com.br). É proibida a reprodução de textos e fotos publicadas, mesmo citando a fonte, sem a expressa autorização assinada pelos diretores da publicação. Os artigos e matérias assinadas são de responsabilidade exclusiva de seus autores.


25 a 31 de março de 2013

4 Consumir

FOTO: REPRODUÇÃO

Multiplicado por 5

Da barra ao ovo, preço do chocolate de uma mesma marca é multiplicado por cinco; redes sociais fazem movimento para consumidor dispensar a versão de Páscoa.

Anotações

com estilo tasa n o P ros tlantis g idade, apAontaip

Novld, comem gro e é Bo ssa, t chad 5, da gro borra R$ 6,2 em rátil; .br ret , .com c i C I b B w. ww

rô Ret llectionst-ilo

C Co o e A BtI rô traz m Re tage 70 nu as Vin s anos aco, n do rpo op reto, ul; R$ co ções p o e az op rmelh BIC; .br ve 0, da c.com 1,2 w.bi ww

Mesmo na era digital, não há como deixar de lado a caneta na sala de aula. Selecionamos as mais descoladas, com preços que cabem em qualquer bolso. Confira.

Magndiveérttida,ica Maleável exada em bases pode ser fi R$ 29, na Fina metálicas; ww.fina Estampa, wom.br estampa.c

Tricol o

r

Color perfeitidas e num vend o, são as mtamanho as pela ais 98,50id 8, ww, importadXonex; R$ w.casa as pela 8.com C .br asa

Perfumada São dez cores e cheiros: azul (tuti-frutti), azul claro (menta), vermelho (morango), verde (maçã-verde), amarelo (banana), marrom (chocolate), roxo (uva), laranja (laranja), preto (jabuticaba) e rosa (rosa); R$ 1,50, da New Pen, www.newpen.com.br

Presente

Quer impressionar um amigo? A coleção da Zoot é a aposta certa; R$ 57, na Fina Estampa, www.finaestampa.com.br


25 a 31 de março de 2013

6 Especial

Da população...

Enquanto o brasileiro leu em média 4 livros por ano, entre literatura, contos, romances, livros religiosos e didáticos, sendo 2 livros inteiros por ano e 2 em partes,...

Livro didático ocupa o o 2 lugar dentre os mais lidos no Brasil 98% dos professores de escolas públicas usam as obras como ferramenta de ensino, mas pesquisa mostra que 17% não receberam as que solicitaram

Da Redação Quase todos os professores de escolas públicas no Brasil (98%) usam livros didáticos, segundo levantamento do QEdu: Aprendizado em Foco, uma parceria entre a Meritt e a Fundação Lemann, organização sem fins lucrativos voltada para a educação. Do restante, 1% acredita que o livro não é necessário, e 1% não usa porque a escola não tem. O levantamento é baseado nas respostas ao questionário socioeconômico da Prova Brasil 2011, aplicado

da natureza, da física, da matemática e do corpo humano; da vida social e cultural; e da história dos homens e de nosso país. Mas, apesar do esforço pelo Instituto para selecionar a obra mais Nacional de Estuadequada, a pesquisa do dos e Pesquisas EduQEdu mostra que 17% dos cacionais Anísio Teixeira professores, o que equiva(Inep). le a 36,5 mil docentes, não Os livros didáticos ocureceberam o livro que solicipam hoje o segundo lugar taram. Além disso, 7% dos dentre os mais lidos pelos professores (15 mil) dizem brasileiros, logo depois que os alunos não reda Bíblia, segundo ceberam o matelevantamento do rial no início do Instituto Próano letivo. livros por ano No ensino -Livro. média de leitura do brasileiro, Importante su- é asegundo público, o Funpesquisa de 2011 do Instituto Pró-Livro porte para o edudo Nacional de cador, o livro didátiDesenvolvimento co é também uma fonte da Educação (FNDE), de conhecimento para os por meio do Programa Naalunos, que, ao longo de cional do Livro Didático cada ano, navegam em (PNLD), é o responsável suas páginas para descobrir pela aquisição e distribuição como estudiosos e cientisdos livros. A distribuição é tas explicam os fenômenos feita diretamente pelas edi-

4

toras às escolas, por meio de um contrato entre o FNDE e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Os livros devem chegar às escolas entre outubro e o início do ano letivo. Nas zonas rurais, as obras são entregues na sede das prefeituras ou das secretarias municipais de Educação, que devem entregá-las às escolas. O PNLD é executado em ciclos trienais, ou seja, a cada ano o FNDE compra e distribui livros para todos os alunos de determinada etapa de ensino, repõe e complementa os livros reutilizáveis para outras etapas. Em 2012, foram comprados livros para os alunos do ensino médio, com investimento de R$ 883,5 milhões para a etapa, para atender a 9,3 milhões de

estudantes entre o ensino regular e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Esse número supera o do Censo Escolar 2012, no qual são registrados 8,1 milhões de alunos. Além disso, houve a reposição dos livros para o ensino fundamental, somando mais R$ 443,5 milhões Em 2013, o governo federal investiu R$ 1,2 bilhão na compra de livros didáticos para 42 milhões de estudantes da rede pública de ensino básico do país para este ano letivo, segundo o FNDE. Pela primeira vez, escolas do campo de 1º ao 5º anos com mais de cem estudantes receberão obras selecionadas.


25 a 31 de março de 2013

... aos estudantes

...os estudantes leram 3,4 exemplares no trimestre, sendo 2,2 livros indicados pelas escolas, divididos em didáticos (1,7) e literatura (0,49) , segundo pesquisa do Pró-Livro.

Especial 7

Especialistas comentam o papel das obras “O livro didático é, ainda hoje, a principal ferramenta de professores e alunos, e ainda é o principal referencial educativo”, diz a professora da Fa c u l d a d e

de Educação da Universidade de São Paulo (USP) Circe Fernandes Bittencourt, coordenadora do Livres, site que reúne as obras escolares de 1810 a 2005. “E ainda é o principal referencial educativo.” Segundo ela, ao longo do tempo, o Brasil teve grandes avanços, mas ainda o livro é pensado para o professor. “O aluno ocupa o papel de um consumidor dependente. Não é ele quem escolhe o livro didático. A luta hoje é por maior autonomia, para que os alunos usem os livros sem precisar sempre de uma orientação do professor”. A especialista acrescenta que um bom professor é aquele que conhece os alunos e é capaz de fazer uma aula voltada para as necessidades dos estudantes. Esse é o objetivo de Cláudio Antunes Correia, professor no Distrito Federal e diretor de Políticas Educacionais do Sindicato dos Professores no Distrito

Federal (Sinpro -DF). Este ano, ele está fora da sala de aula, mas lecionou de 1993 a 2012. “O livro didático não é a única ferramenta, nem a principal, mas é necessária. Tentamos mesclar os livros com textos e com exercícios, outras referências que trazemos para sala de aula”, diz. O presidente Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros), Sérgio Quadros, diz que o livro didático é um valioso recurso para o desenvolvimento da educação e para o acesso à cultura. “Em muitos lares brasileiros, ele é o primeiro livro, abrindo caminho para o hábito da leitura e para o aprendizado. Ao longo de dois séculos, quando começaram a ser produzidos no Brasil os primeiros didáticos, os livros passaram por inúmeras transformações, visando acompanhar as novas dinâmicas em sala de aula e contribuir para uma aprendizagem significativa.”

Um pouco de história

21

de maio E

:R

S TO

FO

O

ÇÃ

DU

O PR

encerra o processo seletivo das obras a serem disponibilizadas no ano letivo de 2015

Depoimento de Magda Soares, doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que estuda a importância do livro didático no dia-a-dia do magistério, em depoimento ao Pró-Livro “O livro didático surgiu já na Grécia Antiga. Platão aconselhava o uso de livros de leitura que apresentassem uma seleção do que havia de melhor na cultura grega; a partir daí, o livro didático persistiu ao longo dos

séculos, sempre presente em todas as sociedades e em todas as situações formais de ensino. Um exemplo: ‘Os Elementos de Geometria’, de Euclides, escrito em 300 a.C., circulou desde então e por mais de 20 séculos como manual escolar; outros exemplos são os livros religiosos, abecedários, gramáticas, livros de leitura que povoaram as escolas por meio dos séculos. Ao longo da história, o ensino sempre se vinculou indissociavelmente a um livro ‘escolar’, fosse ele livro ‘utili-

zado’ para ensinar e aprender, fosse livro propositadamente ‘feito’ para ensinar e aprender.”


25 a 31 de março de 2013

FOTO: REPRODUÇÃO

8 Agendar

Direito

CIEE seleciona estudantes do 4° ao 5° ano do curso de direito para estágio de 6 horas com bolsa-auxílio de R$ 1.000; tel. 3046-8211, código da vaga 7105924.

FOTO: DIVULGAÇÃO

Google faz maior feira de ciências do mundo

Jovens entre 13 e 18 anos poderão inscrever projetos até o dia 30 de abril Da Redação A primeira Feira de Ciência que se tem relatos foi criada pelo jornalista e publisher E.W. Scripps, nos Estados Unidos, em 1921. De lá para cá, escolas de todo o mundo têm realizado eventos como esse, fomentando o pensamento científíco e empírico em seus alunos. Neste ano, o Google Science Fair, a maior feira de ciências do planeta, estará aberta para estudantes brasileiros. Jovens entre 13 e 18 anos poderão inscrever

projetos de ciência e engenharia no site até o dia 30 de abril.

Esperamos que essa iniciativa ajude a despertar o interesse de uma nova geração de engenheiros e cientistas.

FABIO COELHO, PRESIDENTE DO GOOGLE BRASIL

O vencedor poderá ganhar uma bolsa de estudos de US$ 50 mil, entre outros prêmios. “Esta é a primeira vez que os jovens brasileiros

têm a oportunidade de participar da Feira de Ciências e esperamos que essa iniciativa ajude a despertar o interesse de uma nova geração de engenhei-

ros e cientistas”, afirma Fabio Coelho, presidente do Google Brasil. “Por isso queremos ajudar a descobrir esses novos talentos, tanto os brasilei-

ros quanto os espalhados pelo mundo.” Mais informações: https://www.googlesciencefair.com/#!/ pt_BR/2013/

ALUNOS DE BAIXA RENDA PODEM ESTUDAR NOS EUA Estão abertas até 31 de março as inscrições para o programa Oportunidades Acadêmicas, que apoia estudantes qualificados (aqueles com excelência acadêmica, inglês avançado e com um perfil de liderança), vindos de famílias de baixa renda, nos processos de admissão a programas de graduação e pós-graduação nos Estados Unidos, com o intuito de conseguirem bolsas

nas universidades americanas. Cerca de 200 alunos já foram beneficiados. O programa cobre os custos com o processo de candidatura a uma universidade como: orientação acadêmica, material de estudo e taxas de inscrição para as provas exigidas, transporte e acomodação, quando necessários, para realização das provas, taxas de inscrição das universidades e tradução e en-

vio de documentos. No Brasil desde 2006, o Programa Oportunidades Acadêmicas é patrocinado pelo Departamento de Estado Americano e co-coordenado pelo Alumni Advising-EducationUSA, o maior centro de orientação para estudos nos Estados Unidos da América Latina. Mais informações: http://www. alumni.org.br/oportunidades.htm.


25 a 31 de março de 2013

FOTO: REPRODUÇÃO

Estudar 9

60 vagas

Semte e Sescon capacitam jovens para trabalhar em escritórios contábeis e em departamentos de RH, em cursos gratuitos de 128 horas; inscrições na av. Prestes Maia, 913, até 15/3.

Rio lança primeiro Ginásio Experimental do Samba Alunos terão aulas de canto e aprenderão a tocar instrumentos de percussão, cordas e sopro Da Redação

implantação do ensino integral, com até oito horas de aulas por dia, na rede municipal. Na inauguração, o prefeito Eduardo Paes lembrou que a meta do programa é construir 300 escolas com educação integral. “O Rio só tem jeito se nós investirmos em educação. Os países com os melhores desempenhos em educação tem suas crianças estudan-

trumentos de percussão, cordas e sopro, participarão de aulas de canto e irão participar de atividades de estímulo à criatividade e à improvisação. O nome da escola homenageia uma das fundadoras do bloco Cacique de Ramos, tradicional no Carnaval da cidade. A escola integra o grupo de 156 colégios participantes do Programa Turno Único, que prevê a

A primeira escola municipal dedicada à música foi inaugurada no bairro de Olaria, na zona norte do Rio de Janeiro. No Ginásio Experimental do Samba Francisca Soares Fontoura de Oliveira, os 350 alunos do ensino fundamental terão seis aulas por semana. Aprenderão a tocar ins-

Inspirar

o que aprendeu tíficas conta píadas cientí s em olimpía ou 25 medalha ário que ganh Universitár

ções nessas competi

: TO

FO

do em período integral. Essas crianças têm aula de música, informática e atividades esportivas, sem deixar de lado o ensino de

matemática e português. E não tem nada mais carioca do que o samba, que mistura literatura e história do Brasil”, disse. Com informações da Agência Brasil

PÁ 2 PÁG.

Especial EA

D

@mundoprime

Saber

O

ÇÃ

DU

RO

P RE

Prime c m.br e.co me. prim opri ndo und .mu w.m www

Prime Sab er

@mundopri me

www.m w undo prime.com .br

17

| Ano

1-

e ada aliz peci a, es rigid o di uiçã trib Dis

. bida proi nda . VVe tuita gra

Coonfirantear tol C

ÇÃO O/REPRODU DIVULGAÇÃ

Distribuição dirigida, especializad a e gratuita . Venda proi bida.

8

ESPM inv est R$ 5 milhõe e 22 cursos s em de EAD

a mais r brasileiross nes Agenda te ano an ça com 2013 come os iados iado eriad menos ffer orcar” enfor para “enfor par

4

LICA GESTÃO PÚB

ÃO

PR

OD

ÃO

/D

IVU

LG

er e nd de qu o

RE S:: OS TO

10

IPT 23 m idático de ros d liv

Curtir

e n ed 10 presta deefem part no m li z lu E

a eci s fa

s sso ado e seuEsp Ciaa do Quintal amfracarendiz convidados ocup BB ap ral o Centro Cultu

S RE

O ES s ELH ÇÕ nde a

Q M NS E VE IOS JO LÁR

FOTO: VIVIAN FOT

e rras cla ceira tas an são me fin da nos s, ain s pla . 6 e 7 ioorre ção a teri ensa rrqquic s do PÁGs an h ac ge comp hierráárenageanis. u a u n o otiv a P er- o s eng acio p o a otiv ori ira ce s m sult ra o jad m an no con bo arrroo uito fin pla da el. Em seja te m ções ão s tudeorsonn jovensalmenas gera aç do ns ens té 30 s P fil dos perfiteci do d e su mp ag m a nto s e rreen Co gren ais co ais ateelhorefios dife en fissionstão mes, me desa esla Prro os e moçõ etas reve an prro s, m s, a lário lante sa imu est

EM ALTA

é v as, curso vag a putando 45 ada ificad o Unific inscritos dis a de Seleçã om 12.221 Com mais sobre o no Sistem (Sisu), cadante. Saiba que rado ma currad forma for ocu o mais pro r ão Unificada essa carreira

a do

9

atuar giaa em Seleç 12.221 inscritos dis- profissionais para atua logi ecnoolo Tecn - com O curso de T órgãos e ens. “O seica do Insti na gestão de inist ndo 45 vaga ção ração Gestão Públ E dministra ção,, puta ico precisa de bons adm ducaação al de Educ tidades da s esferras as de tor públ tuto Federal ologia de gestores, é um excelente das difer dif ente cnolo Tecn Te e Gs. 6 e 7 Gs. cia PÁ PÁGs stro ência Ciên uo mini rno. foii o mais proc o sinal”, avalia ília fo asília Bras Br io Mer- gove eira ediçã Educação, Aloiz do na prim rado ra ma de da Siste do deste ano

TO ATTO ZERBAT

O s gra quis M M OMão a pes RE IS PárRquicaaiss, revela E r U A ie ion

de

março de 2013 | Ano 2-

Khan Aca Acade demy de vai chegar arr

8

se ata prre ste N ne

P il te d m ntrata co

7 ial notas a fase, ec ulga gund Esupvest dpivara a se

25 de feve reiro a 3 de

6e7

ir s paramíliai 9 to 8 e nsum du a fa pro da

Sony lança Sony com provvvaa dágua à pro iradaes155 tela de 5 poleg tela

rtir Cu

Conheça dez jog jogos os educativo ivoss gratuitos on-line gr

Campus boas transformar trans cio cios ideias em negó

C esqu mpo os

F rte eiro co jan em

C tir Cur paraa viraa hangar par vir

ar ne onectsmar Con phon tpho

o” can Vati e do 31/3 res té as do z a len carta s terrç “Esp em $ 10 à fica a R cust

2

proibida. pr

10

FOTOS:

ar Conect P tty quer Party

9 qu rão 8 e nsum vela se o isa re rrários

6e

enda gratuita. VVenda e gr

Palco Palco príncipee re er “Um éry” receb E chamado Exup

4

r ntaem me clag e 2 eri isa reciladas d Exppesquil tone s

4

especializada uição dirigida, 19 | Ano 2 - Distrib

9 Cirque ue du abre 840 Soleil vag turnê bra as na sileira

ULGAÇÃO

de

ão Ediç

.co r me be Sa pri me do Pri un w.m w w

Edição iro de 2013 eiro reir reir a 3 de fevere

UÇÃO/DIV

17

brro ezem ed 3d a2

12 20

28 de janeiro

me pri do r un m.b @m

FO

r rti Cu

m il e ras oB aa orn t e r lay la ldp Co

o çar lan ara op ir e er fev

um álb

ylo “M

4

OS: REPROD FOTOS:

G. PÁ

o” lot Xy

SA

4

ir sum R ank on CCon ing Webdas os agen of

ionam Un Selec iversit não a você paraies traz ass par ladas lad USP desco entlada rnad e asa 20 em 2013 melho perdeerr nada pe

rres es

UNIVERSI

DADE LIV R

Ministério na intern da Educação estu et vídeos da O Ministér téri c m aula oferecer co estuda disp o da Educação vre vr , visa dist s das fede ternet vvíde onibilizar na inúdo ao púb rribuir o conterais e aulas os com palestr stra cação, A lico s em de uni Aloizio exp gera ger

versidades públicas fed erai ais. s. O pr chamado der pro Universida jeto, de Li-

E

ectativa l. A A Mercadant iniciativa e. funcionar é que comece a aind universida não substitui a primeiro semestre des a no pr de cação, que nem a certifido com o te ano, de acoré o diplom r ministro da ajud a, mas Edu- de a a reforçar o pr pro cesso aprendizag em. PÁG PÁ 6 e

Anuncie: 3078-2900

Tiragem 100.000 exemplares auditados pelo IVC

10

7

Últimos dias 51 estátua parraa ver s com figuras de cera “pop”

Distribuição gratuita toda segunda-feira


25 a 31 de março de 2013 FOTO: DIVULGAÇÃO

10 Curtir

Super Heróis Urbanos

A Fnac Pinheiros recebe de 19/3 a 19/4 a exposição fotográfica de Ivan Berger que retrata situações inusitadas do cotidiano da cidade; grátis.

FOTO

S: DIV ULGAÇ ÃO

Passeando entre o cômico e o dramático, peça se baseia numa sessão de grupo de apoio a mentirosos compulsivos

“9 Mentiras Sobre a Verdade” estreia em SP Da Redação

SERVIÇO “9 Mentiras Sobre a Verdade” Texto: Diones Camargo Direção: Gilson Vargas Elenco: Vanise Carneiro Onde: Teatro Commune, rua da Consolação, 1.218, Consolação; de 14 de março a 19 de abril, quintas e sextas, às 21h; R$ 30.

Já dizia o ditado popular: uma mentira contada mil vezes se torna verdade. Lara, uma suposta atriz de cinema, gostaria que esse ditado popular fosse verdade. Com uma vida sem cor, perdida em meio às frustrações do cotidiano, ela borra constantemente os limites entre realidade e ficção, escrevendo (ou melhor, inventando) suas experiências à maneira que lhe convém. Esse hábito a faz buscar um grupo de apoio a mentirosos compulsivos. Atriz ou dona de casa? Saber quem é Lara não é tarefa fácil. Com grande convicção, ela afirma ser uma estrela cinematográfica, sendo desmentida em seguida por uma ligação do filho, que a lembra de seus afazeres domésticos. As histórias das quais se apropria e incorpora em sua biografia remetem a grandes sucessos do cinema, mas a realidade vivida por ela é o oposto desse glamour e brilho. “Ela é uma pessoa que colore um pouco mais a realidade, tem um olhar criativo sobre as coisas”, conta Vanise Carneiro, in-

térprete da personagem. Passeando entre o cômico e o dramático, “9 Mentiras Sobre a Verdade” é estruturado como uma sessão do tal grupo de apoio aos mentirosos compulsivos. Lara se confessa para a plateia, enquanto desfila sua galeria de tipos e histórias. “No decorrer da encenação a personagem vai tirando suas diversas máscaras, despindo-se dos acessórios que compõe sua imagem e revelando sua humanidade”, atesta a atriz Vanise Carneiro. Escrita pelo dramaturgo gaúcho Diones Camargo , “9 Mentiras Sobre a Verdade” foi inspirada no conto MonPlaisir, do livro “É Claro que Você Sabe do que Estou Falando”, da escritora e cineasta americana Miranda July. A peça é a segunda experiência em direção teatral do cineasta Gilson Vargas, que utiliza no espetáculo projeção de imagens, elemento que não funciona apenas como cenário, mas também como propagador de sensações. Um dos desafios ao assistir a apresentação é adivinhar de quais filmes a personagem Lara se apropria e de quais histórias e verdades toma para si.

‘TRATADO DA MULHER CONTEMPORÂNEA’ FICA EM CARTAZ ATÉ 25 DE ABRIL Após voos solos como “Desvio” e “Tempo de Lucia”, que cumpriram temporadas em 2010, 2011 e 2012, a dramaturga Juliana Gonçalves, agora em parceria com a atriz Janaina Leite (Grupo XIX de Teatro), trazem para os palcos um texto forte e questionador. “Tratado da Mulher Contemporânea” conta a história de uma mulher reflexiva e inquieta que, extremamente cansada, parte para uma ação radical: tornar-se prostituta. A partir disso, a vida que ela levava até então terá de mudar drasticamente. O enredo se passa dentro de um bar de um hotel. Lia está esperando alguém, mas a identidade dessa pessoa só é revelada ao final do espetáculo. E causa grande surpresa e choque para a plateia.

SERVIÇO “Tratado da Mulher Contemporânea” Dramaturgia: Juliana Gonçalves e Janaina Leite Direção: Alexandre Ogata Elenco: Samantha Manesci Onde: Viga Espaço Cênico, à Rua Capote Valente, 1.323, Sala Piscina (próximo ao Metrô Sumaré); até 25 de abril, às quartas e quintas-feiras, às 21h; R$ 30


4 a 17 de junho de 2012



Prime Saber 24ª edição