Page 1

no


editori-AU .......................................................4 Cartas de amigos célebres................................5 Teorizando o frango .........................................6 Ovações ..........................................................7 Pôster da edição ..............................................8 Trash sofá ......................................................10 Dona Maroca .................................................13 Primeira Campainha News---..........................14 Banana Rosa 2012 ..........................................15 Vinte e sete dentes .........................................16 O que Deus uniu, o homem não separa............17 Coluna Coletiva .............................................18 Traje de gole.................................................. 19 Anuncie! .......................................................20


O Fit é fato Vamos ao teatro! Pela primeira vez a Primeira Campainha se apresenta no Festival Internacional de Teatro de Palco e Rua de Belo Horizonte. O décimo primeiro. Pela primeira vez essa fanzine é impressa. Pela primeira vez ela é toda dedicada a o que, pra Primeira Campainha, veio primeiro: seu teatro. Primeiro não havia nada. Nem gente nem parafuso. Primeiro, era o verbo. Primeiro Deus criou o homem. Não, primeiro era Lilith. Mulheres e crianças primeiro. Quem vai ao ar perde o lugar. Primeiro os gigantes. Dinossauros ou homens? Primeiro o ovo ou a galinha? Born this way, expressing yourself. SOBRE DINOSSAUROS, GALINHAS E DRAGÕES dias 13 e 14 de junho, no FIT-BH


TRASH


Dona Maroca

Fã de Iara Cortes. Nascida na Argentina. Geração Renault de 99. Carrega cenário desde seu segundo dono. Juntou-se às atrizes da campainha em 2007, e deu carona para vários coletivos como, por exemplo, o Teatro 171 e o Mayombe. Já levou Fabiana Bergamini várias vezes na Pampulha.


news Esta edição marca a nossa primeira publicação impressa! Iremos distribuir, gratuitamente, durante as nossas apresentações no FIT-BH e durante alguns espetáculos do festival. Garanta já a sua!

no


2012 Clique aqui e confira os premiados da última edição!


Vinte e sete dentes

É preciso ter gana, sempre? É preciso fé cega e pé atrás? É preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer? É preciso saber viver? É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas? É preciso força pra sonhar e perceber? É preciso ter força, é preciso ter raça? Labutar é preciso menino? Lutar é preciso menino? Lutar é preciso? Viver é preciso?

É preciso amor, pra poder pulsar? É preciso abrir todas as portas que fecham o coração? É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã? É preciso dizer adeus? É preciso que a saudade desenhe tuas linhas perfeitas? É preciso um bocado de tristeza? É preciso transver o mundo? É preciso dar vazão aos sentimentos? É preciso a chuva pra florir? É preciso paz, pra poder sorrir?

É preciso rir, pra não chorar? É preciso andar? É preciso saber viver? É preciso saber viver? É preciso? É preciso dar um jeito, meu amigo?


Coluna Arthuzzi, Abramovic, Amianto.Todos juntos numa noite de sexta. Biluzinho: Não me venha com escutar Jorge Ben porque é mais pra cima. Viana: Não quero auto-ajuda musical. Biluzinho: Deixe-me aqui no fundo do poço, nem que seja por cinco minutos, cinco estações, cinco vidas já é o suficiente. Viana: Eu fico aqui com meu loiro (Arthuzzi): Hépico Camargo. Viana: Sem a cachaça que nos deixa comovido como o Diabo. Biluzinho: Eu fico aqui com minha barba malfeita (Viana): estilo romântico de todos os tempos. Viana: É preciso sempre um desajuste. Gente muito bem acabada é enfadonha. O artista nunca deve estar deprimido A depressão não é produtiva para o artista A depressão não é produtiva para o artista A depressão não é produtiva para o artista Arthuzzi: tem alguém me trollando. Viana: Abramovic. Biluzinho: Nesta edição não tem diário Helo Kitty. Andam falando que acabou minha tinta rosa. Viana: Nesta edição não tem Comuna Prestleys.Acabou meu champagne. Arthuzzi: Nesta edição não vou “Instangrar”. Biluzinho: Todo carnaval tem seu fim. Viana: Hoje o bloco comeu e foi pra cama. Biluzinho: A mesma lua não fura nosso zinco que (Viana): trolava[1] as ondas da rede globo. Todos: Amianto. [1] Expressão bizarro-juvenil


GOSTOU DO «O MIMEÓGRAFO»? A N U N C I E C O M A G E N T E ! COMUNICACAO@1CAMPAINHA.COM

www.1campainha.com

O Mimeógrafo - 6ª edição  

Fanzine produzida pelo Coletivo Primeira Campainha de Belo Horizonte.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you