Page 1


Copyright © 2018 XXXXXXXXXXXXXX

Rua Manuelito Moreira, 55 – Benfica CEP 60025-210 - Fortaleza-CE Fone: (85) 3214.8181 comercial@premiuseditora.com.br www.premiuseditora.com.br

Editoração Eletrônica e Capa: Fabricio Guerreiro Revisão: Rejane Costa Barros Filiada à

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação na fonte (CIP) C127n

Caetano, Auristonio Martins

Naamã e Geazi: uma abordagem para o século XXI / Auristonio Martins Caetano. – Fortaleza: Premius Gráfica e Editora, 2018.

80 p.

ISBN 978-85-7564-993-0

1. Religião 2. Guias de vidas para cristãos I. Título CDD 248.8


Apresentação Neste primeiro livro de poesias de Denize Rodrigues de Assis, percebemos que a poetisa aceita as palavras que vem em profusão à sua mente e ao torná-las poemas, resultam soar como música. Assim nos é possível transitar como leitores ávidos, pelas páginas deste livro, percebendo nas poesias a leveza e a força da ousadia que lhe é peculiar ao deixar-se amar, contemplar, meditar, agradecer às raízes, criando novas raízes, e assim, sendo. A obra agrupa poemas de amor, de fé e de gratidão à cidade onde nasceu, Parintins - AM. As poesias sobre o amor, amam. Libertam-se das convenções retóricas para simplesmente procurar fazer valer a rebelião dionisíaca com que dançam entre o presente e o passado, desejando e ao mesmo tempo temendo o que, humanamente, pode acabar num futuro desconhecido. A poetisa dialoga com seu leitor, e nessa dialogia, entre o certo e o incerto, suas palavras tratam sobre a renovação da vida, sobre a sensibilidade à dor da saudade, morrer de amor e assim mesmo continuar a amar. Nas poesias sobre a fé, a autora também medita e a gratidão é uma virtude exaltada, como o elemento que o tempo todo costura momentos da vida em permanente transformação. O que não muda é a tônica do amor a ser cultivado, vivido, abençoado. Em seus poemas, a poetisa revela a necessidade da


verdade revelada, marco geral para a interpretação da vida pintada de força, pela alegria da cor vermelha, sua fé e sua coragem. O encerramento do livro é grandioso, com palavras dedicadas ao amor a Parintins, cidade onde nasceu. Denize apresenta poemas carregados de paixão e orgulho, costurados com um amor que se estende ao Ceará, região do berço paterno, que adotou por escolha consciente e sensível. Esta é uma leitura agradável, que em sua projeção universal, serve perfeitamente para ilustrar uma relação amorosa da poetisa com a vida vivida.

Janina Mirtha Gladys Moquillaza Sanchez Pós Doutora em Antropologia em Filosofia da Educação Praia do Cumbuco - CE, março, 2018.


Agradecimentos Minha eterna gratidão à Deus, ao Nosso Senhor Jesus Cristo e a Nossa Senhora. Um sonho realizado, meu primeiro livro de poesias, meu filho tão esperado. A felicidade que transborda em meu coração, eu não consigo explicar, eu só preciso agradecer. Agradecer à Deus em especial, à Ele dedico esta obra, nela tem todo o meu amor, garra, inspiração, humildade, fé e a minha gratidão. À minha Tia Mãe Maria do Carmo Muniz, um exemplo de mulher, sou fã. Ao meu saudoso Tio Pai Raimundo Muniz Rodrigues, Criador do Festival Folclórico de Parintins, meu orgulho. Ao meu saudoso pai biológico, Francisco de Assis Victor, meu herói. À minha saudosa mãe biológica Maria José, que lá do céu me protege, minha estrela. Aos meus irmãos, Antônio Carlos, Ana Maria, Francisco Carlos, Haroldo, Jailson, Lígia Maria, Maria José, Rita de Cássia e Rosa Elita, amo demais. Ao querido amigo e gerente Luciano Teles do Grupo Leitura (Minas Gerais), um grande incentivador deste livro de poesias, à ele a minha sincera gratidão. Aos meus colegas de trabalho da Livraria Leitura -Shopping Riomar Fortaleza, à eles recitei vários manuscritos das minhas poesias feitas nesta livraria. À Professora Janina Sanches, autora do texto de apresentação desta obra, tenho um inestimável carinho. Ao Professor Luís Antônio Rabelo Cunha, um amigo e incentivador deste sonho.


A amiga Nayana Freire, presente que eu ganhei de Deus no primeiro dia de faculdade. Aos colegas do Centro Universitário Christus, que acreditaram neste sonho e que também protagonizam esta obra. Ao meu Estado do Amazonas, a minha Capital Manaus, e em especial aos meus conterrâneos da minha querida e amada Parintins, Capital nacional do Boi-bumbá. Ao Ceará, terra do meu saudoso pai, estado que me acolheu e me deu muitas oportunidades e conquistas. Neste meu coração tem uma ruma de gratidão muito maior que o Nordeste e o Amazonas junto. A todos vocês meus leitores, que são apaixonados pela vida e apreciam uma boa poesia. O meu muito obrigado e vamos poetizar

Denize Rodrigues de Assis


SUMÁRIO

Poesias de Amor Nuance das Paixões............................................................ Amor é vida......................................................................... Tempo.................................................................................. Nosso ser............................................................................. Noite de São João.............................................................. Primeiro amor...................................................................... Sentimento.......................................................................... Assim é o amor................................................................... Tudo em você...................................................................... Meu anjo.............................................................................. Beijo doce feito mel........................................................... Poesia vem da alma e do coração.................................... Borboleta............................................................................. Amante da Poesia............................................................... Saudade............................................................................... O P da Poesia...................................................................... Mulher de Áries................................................................... Poesias de Fé e Amizade Deus..................................................................................... Dom de Deus...................................................................... Vida....................................................................................... Coração blindado...............................................................


O caminho para o sucesso Estou trilhando devagar Espalhando poesias Um dia eu chego lรก.


Poetizando com a Denize

Poesias de Amor Nuance das Paixões Duradouras, passageiras Selvagens, arrebatadoras Dominadoras, protetoras Ardentes, inconsequentes Todas elas mexem com a gente A paixão duradoura Quando chega pega fogo E esse fogo nunca apaga Quanto mais se ama Mais o amor se propaga 12

A paixão passageira Não deixa de ser ardente Mesmo sendo passageira Mexe com o coração da gente Todas as paixões Têm seus nuances Seu poder de sedução Da passageira a selvagem Todas vêm do coração


Denize Rodrigues de Assis

Amor é Vida Uma vida sem amor Não se permita viver O amor é a essência Ingrediente mais saudável Que faz a vida renascer Desilusões, frustrações Amarguras, decepções Amor não correspondido Tudo isso não faz sentido Quando se permite viver Viva a vida com amor Com prazer, com alegria A cada segundo do dia Não esqueça de agradecer Ao nosso Deus por mais um dia.

13


Denize Rodrigues de Assis

Tempo O tempo passa ligeiramente Olhe para traz e veja Mas não sinta tristeza O que passou não volta mais Olhe para frente e faça diferente. Todo tempo é tempo De amar e ser amado De cultivar o amor De viver o inesperado

15


Quem nĂŁo sonha NĂŁo tem vida Quem tem vida Tem sonhos


Denize Rodrigues de Assis

Tenho poucas amizades Que são muito valiosas Duram muito mais E nem preciso lapidar Feito pedras preciosas São difíceis de encontrar.

19


Denize Rodrigues de Assis

Tudo Em Você A alegria do meu dia É estar perto de você A sua presença contagia Me dá força para viver Vejo tudo em você O amor que eu procuro És meu tesouro escondido És o meu porto seguro. Meu Anjo Como um anjo você chegou Trazendo luz à minha vida Me enchendo de amor Se tornou meu protetor Com você me sinto amada Protegida e iluminada Sorte minha ter você Meu amor, meu bem querer. Me vejo pelos teus olhos Tão lindos a brilhar Esse tom que me encanta Verde da cor do mar.

21


Poetizando com a Denize

Primeiro Amor Foi na minha adolescência Que o cupido me flechou Toda meiga e delicada Beijei meu primeiro amor Foi um beijo sem malícia Confesso, foi inocente Mas até hoje aquele beijo Não saiu da minha mente. Sentimento

22

Tão profundo é o sentimento Que existe em meu ser Os dias passam e a saudade Me faz lembrar de você Tão marcante é o seu olhar Maravilhoso é o seu sorriso A vontade de te amar Me faz perder o juízo Não demore tanto tempo Para esse amor desfrutar Mesmo sendo tão sincero Um dia pode acabar


Denize Rodrigues de Assis

O amor é igual avião Prepare o seu coração Quando ele não faz escala Ele faz conexão Direto, ele só ama Oficializando a união Assim é o amor Quando o amor acontece Ele chega para ficar Não há nada que impeça Esse amor prosperar Uma vida sem amor É como um vaso sem flor Um jardim sem borboletas Uma lareira sem fogo Quando o amor acontece É assim, tudo se completa Tudo se une e nada se separa Assim é o amor. Um grande amor Não diz adeus Mas sim, até logo.

23


Poetizando com a Denize

Noite de São João Posso até contar nos dedos Quantos beijos eu roubei Quantas mãos eu segurei Em quantos abraços Eu me acalentei

Tantas histórias vivi Mas foi perto de ti Que eu me conheci Conheci o meu coração Batendo forte de paixão Não esqueço aquela noite Era noite de São João 24

Valorize uma amizade Com a força do coração Coisas preciosas na vida Merecem a nossa atenção


Poetizando com a Denize

Beijo Doce Feito Mel Eu vejo tudo lindo Quando eu olho para você Minha boca sente o beijo Que eu desejo de você Beijo ardente, apaixonante Beijo doce feito mel Que levita a minha alma E faz eu me sentir no céu.

26


Denize Rodrigues de Assis

Poesia Vem da Alma e do Coração Poesia vem da alma Sentimento que aflora Não tem dia e não tem hora Para um poeta recitar Recitar a harmonia das coisas Recitar o ar, a água e a vida Recitar a luz, o canto dos pássaros Recitar o que a alma desejar Poesia vem do coração Sentimento que aflora Não tem dia e não tem hora Para um poeta recitar Recitar o amor, o melhor da vida Recitar a própria vida que vem do amor Recitar a poesia em forma de melodia Declaração de amor com tanta maestria Somente um poeta saberia Traduzir com tanta sabedoria A linguagem da alma e do coração Através de uma linda poesia.

Ouça seu coração, mas lembre Nem sempre ele tem razão

29


Denize Rodrigues de Assis

Se a vida nos presenteia Com algo lindo e essencial A amizade da Nayana Faz eu me sentir especial.

31


Denize Rodrigues de Assis

Borboleta Pelo espelho das águas Admiro a tua beleza No vai e vem das tuas asas Exala o perfume da natureza Voa alto borboleta Voa livre sem parar Só não esqueça de voltar Para os meus dias alegrar O amor é um sentimento Que nasce no coração Todo amor é uma dádiva É uma luz na imensidão

35


Amante da poesia A poesia me inspira Eu respiro poesia Vivo a poesia Recito poesia Meu riso é poesia Meu corpo sente a poesia Meu mundo é poesia A poesia me fascina A poesia não me deixa dúvidas Sou uma amante da poesia.


Denize Rodrigues de Assis

Parece que foi crescendo Cheia de querer Essa tal sementinha Dona do meu viver

37


Poetizando com a Denize

Me dê a sua mão Sinta meu coração Ele bate acelerado Quando estou ao seu lado

38 Não cobre amor De quem não sabe amar Ensine a amar.


Denize Rodrigues de Assis

Saudade A tristeza deixe o mar levar Enquanto o mar leva a tristeza A onda traz a esperança Traz o amor, traz a certeza Traz a vida renovada De forma que lhe dá leveza Transformando essa tristeza Em saudade, o sentimento de quem ama. Um grande amor Não diz adeus Mas sim, até logo.

41


Poetizando com a Denize

O P da Poesia Pare e perceba o P O P da poesia Presente nas palavras Preferidas pelo poeta O P da poesia é um pingente A pérola do pensamento Portal das palavras perfeitas Puras, precisas e plenas Pingente precioso e perfeito No peito do poeta Que pensa, que poetiza Parafraseando as palavras 42

O P da poesia Poder das palavras Pensamentos poderosos Puros e precisos O P da poesia É a paixão do poeta Presente perfeito Para quem só pensa em poesia.


Denize Rodrigues de Assis

Teu amor me faz sorrir Minha pele faz brilhar A leveza que eu sinto Faz meu corpo levitar

43

O amor é essencial Em qualquer fase da vida Sem amor, não tem história.


Poetizando com a Denize

Mulher de Áries Quando eu digo um sim Não desisto, vou até o fim Quando eu digo não Tem jeito não. Sou alegre e decidida Por amor arrisco a vida Sou leal, sou aguerrida Sou uma mulher de fé O vermelho é a minha cor Gosto de me sentir linda Toda mulher de áries Tem esse jeito atrevida 44

No amor eu sou, mas eu Gosto de me sentir amada O homem que não dá valor Para mim, não vale nada.


Denize Rodrigues de Assis

O amor não desistiu de você O amor nunca desiste Talvez você não percebeu Todo o amor que recebeu Por não acreditar que ele existe.

47


Se vocĂŞ sabe ser feliz sozinho VocĂŞ apendeu a viver.


Denize Rodrigues de Assis

Aqui eu fiz a minha história Me entreguei de coração Pela Livraria Leitura Eu tenho amor e gratidão

51


Denize Rodrigues de Assis

Tudo na vida tem saída Quando Deus está na entrada. Deus Um dia sem Deus, não é dia Deus é a luz que irradia O sol lá fora a brilhar Deus é a luz que nos guia Ele nos protege noite e dia Deus é o amor que nos basta E eu não preciso ser poeta Para recitar esse amor Tão lindo, sincero e puro Que através da nossa fé Se faz presente em nossas vidas Na alegria ou na tristeza Na saúde ou na doença Conosco Ele sempre está Tanto amor por nós Um amor inigualável Tão imenso, que às vezes penso Eu não preciso de muito desse mundo Só preciso de Deus, o Dono do Mundo.

53


Poetizando com a Denize

Agradeça algo de bom Reconheça o valor de alguém Gratidão é sabedoria É a virtude que nem todos têm.

Jesus nos escolheu A vida nos acolheu Somos obras desse mundo Somos filhos de Deus. 54


Denize Rodrigues de Assis

Pessoa de coração bom Não se vinga, entrega à Deus.

Um verdadeiro sábio Ensina com humildade Tudo o que sabe Sem omitir a verdade.

Haja o que houver Nunca perca a fé.

55


Quem sonha nĂŁo tem limites Vai na fĂŠ, vai conquistar Segue a trilha do sucesso Faz seu futuro brilhar.


Poetizando com a Denize

Dom de Deus Um dom não se inventa Muito menos se copia Um dom puro e natural Não nasce da noite para o dia Todo dom tem a mão de Deus E abençoada eu me sinto Agradeço à Ele todos os dias Pelas minhas belas poesias. Não fique triste em vão O tempo mostra quem tem razão.

58


Denize Rodrigues de Assis

Nunca estou sozinha Sinto uma luz a me guiar Sinto-me abençoada Pois Jesus comigo está.

A minha garra Vem de Deus.

Viva a vida de verdade Não a deixe passar por passar Cada dia é um novo dia É um presente que Deus nos dá.

59


Poetizando com a Denize

Vida Um presente perfeito Para toda a humanidade Uma prova de amor Em cada amanhecer Um toque de Deus Em todas as coisas Que nos dão um sentido A mais para viver. Não espere o que você quer Espere o que vem de Deus Nem tudo o que você quer É o que Deus quer para você 60


Denize Rodrigues de Assis

Ninguém recebe um NÃO da vida Sem receber um SIM de Deus. Coração blindado Grandioso é o coração Que dá morada ao amor Que transborda gratidão Fé, esperança e união Um coração abençoado Segue na luz do Pai Amado Não vive triste e amargurado Eu tenho um coração blindado. O melhor da vida É viver sem lamentar Quem muito se lamenta Não consegue prosperar.

61


Quem almeja um sonho Planeja, busca e realiza


Eu e minha mãe Maria do Carmo

Jailson

Maria José

Rosa Elita

Lígia

Haroldo

Ana Maria

Antônio Carlos

Rita de Cássia

Alexandre

Francisco Carlos


Denize Rodrigues de Assis

Família, um presente de Deus A união de uma família Torna a vida mais bela É uma grande virtude Se nos dedicarmos a ela O amor se faz presente E o melhor sempre vem Uma família abençoada É o nosso maior bem A harmonia é a essência Que transborda a felicidade O bom convívio com a família Tem que ser prioridade O melhor presente de Deus Se guarda no coração Devemos sempre valorizar Nossos pais e nossos irmãos.

65


Poetizando com a Denize

Ninguém passa despercebido neste mundo, sem precisar de ninguém.

Eu não perco a amizade de ninguém, as pessoas que perdem a minha.

Se dinheiro resolvesse tudo, rico não morreria. 66 Não queira competir comigo Não quero competir com você


Denize Rodrigues de Assis

Isso não me faz bem Não quero ser melhor que você E nem ser melhor que ninguém.

Não existe derrota Na vida de um sonhador Quem sonha nunca desiste Quem insiste um dia ganha Quem desiste antes da chegada Não saboreia a vitória.

Derrotado é aquele que não acredita em si mesmo. O sucesso é o resultado da sua persistência.

67


Poetizando com a Denize

A recíproca da vida, é a resposta às suas ações.

O bom da vida é ser bom.

68

Os degraus da minha escada Por Deus, foi blindada.


Denize Rodrigues de Assis

69

Obrigado meu Deus O Senhor me deu o que eu pedi E ainda me deu um pouco mais.


Do Amazonas ao Cearรก, a poesia estรก no ar.


Poetizando com a Denize

72

SaĂ­ de Parintins Parintins nĂŁo saiu de mim Amo a minha terra natal Amo a cidade onde eu nasci.


Denize Rodrigues de Assis

Parintins Parintins, minha terra amada Onde eu nasci e vivi a minha infância Meu orgulho, é fazer parte desse povo Povo guerreiro, de fé e hospitaleiro Minha Ilha é conhecida no mundo inteiro Tem a festa do boi-bumbá Tem Garantido e Caprichoso Artistas que dão vida ao folclore popular Tem curumim, tem cunhantã Tem alegria, tem esperança No sorriso das crianças Tem amor, tem fé e simplicidade A minha ilha é um encanto Do alto da torre da matriz Cartão postal da cidade Nossa Senhora do Carmo Abençoa os seus fiéis Tem a rua da minha casa Rua Senador Álvaro Maia Todo ano, dia seis de julho Recebe um novo nome A abençoada avenida da fé Se enfeita de amarelo e branco Para Nossa Senhora passar Tem o caudaloso Rio Amazonas O maior rio do mundo O mais lindo pôr do sol Que beija o rio no fim de tarde No Comunas bar, na orla da cidade Haja coração, que felicidade Eu tenho muitos motivos Para me orgulhar da minha cidade

73


Denize Rodrigues de Assis

Raimundo Muniz, o Criador do Festival de Parintins Saudades da minha infância Das histórias que eu ouvi Guardo todas na memória A mais linda eu não esqueci História de um grande homem Que amava a sua terra natal História de Raimundo Muniz O criador do festival Deste homem, eu tenho orgulho Para ele eu tiro o chapéu Muniz, foi um visionário Hoje ele mora no céu Plantou a semente em terra boa Como ele mesmo dizia Garantido e Caprichoso Motivo da sua alegria Essa ideia genial Começou na Catedral Muniz e o grupo da JAC Deram vida ao festival Festival que é o orgulho Do povo de Parintins Viva a nossa cultura Viva Raimundo Muniz.

77


Denize Rodrigues de Assis

Parintins, Capital Nacional do Boi-bumbá Parintins hoje celebra Uma conquista especial Um título que reconhece O nosso maior festival Festival dos Parintinenses Um povo merecedor Que sabe brincar de boi Com muita garra e amor Um amor que é expressado No trabalho dos artistas De Garantido e Caprichoso A base das nossas conquistas Este título é uma herança Para as futuras gerações Que serão os donos da festa Seguindo as nossas tradições Esse amor que carregamos Orgulho do torcedor Que vibra pelo seu boi E defende a sua cor Parintins hoje agradece Pelo seu reconhecimento Temos a maior festa folclórica Do Brasil é monumento Obrigado Senador Omar Este título é para se orgulhar Parintins é a Capital Nacional do Boi-bumbá.

81


Catedral de Parintins Nossa Senhora do Carmo É o nome da matriz Salve Nossa Senhora Padroeira de Parintins É tão lindo ouvir o toque Do sino da Catedral Quando badala fortemente É um convite especial É uma bênção estar presente Nas missas da Catedral Aos domingos principalmente Um dia mais que especial Estar na casa do Senhor Neste templo abençoado Ouvir a palavra de Deus E agradecer ao Pai Amado


Denize Rodrigues de Assis

Torre da Catedral e seus 162 degraus Para subir as escadas Da torre da Catedral É preciso ter coragem São 162 degraus Lá de cima, a vista é linda A emoção é sem igual Podemos ver Parintins Nos dias de festival A Ilha toda enfeitada E o povo brincando feliz Na praça da Catedral Cartão postal de Parintins A obra de Deus se faz presente No pôr do sol a refletir A beleza do Rio Amazonas Precisamos aplaudir Neste momento sentimos Parintins em nossas mãos A vista que vemos da torre É de emocionar o coração. De Parintins à Manaus Eu navego pelo rio Apreciando a natureza De barco, lancha ou navio.

85


Poetizando com a Denize

Olha já, e aí mano Posso até ficar longe O tempo que preciso for O meu sotaque é forte É de Parintins, meu amor Dessa terra eu me orgulho Eu não perdi o caqueado Olha já, e aí mano Gosto de um bom peixe assado Tem tambaqui, tem bodó Tem surubim, pirarucu Tem todo tipo de peixe Do tucunaré ao pacu 86

E a farinha do caboclo Não pode faltar na mesa Amazonense que se preza Come até com a sobremesa De mandioca ou do Uarini Farinha d`água, tanto faz Com açaí ou tucumã E com queijo é bom demais O tucumã nem se fala É de palmeira especial Combina com um bom cafezinho Farinha e um pouco de sal


Denize Rodrigues de Assis

São tantas iguarias Quem bebe quer repetir O famoso tacacá Servido no tucupi Para degustar essas delícias Que a poesia diz Só indo até o Amazonas Na Ilha de Parintins.

87


Poetizando com a Denize

Meu destino é Parintins Viver longe de Parintins Me fez ser melhor Aprendi a superar Aprendi a esperar Aprendi a confiar em mim Aprendi que foi preciso sim Viver longe de Parintins Aprendi que a vida é assim Nos ensina uma lição A distância me ensinou A saudade me mostrou Eu sofri, chorei e sorri também Deus me ajudou a ir mais além 88

Quando a saudade apertar Eu sei que eu posso voltar O elo que nos liga é forte É o que me faz feliz Um dia eu voltarei para casa Meu destino é Parintins.


Denize Rodrigues de Assis

Tio pai e tia mãe, presente de Deus Minha mãe biológica Foi morar lá no céu Tão criança eu era Eu e meus nove irmãos Tivemos que viver sem ela É uma história triste Com um final feliz Deus nos deu de presente Maria do Carmo e Raimundo Muniz Abriram mão de suas vidas Para criar dez sobrinhos Que linda prova de amor Mudaram o nosso destino

89

Tanto amor recebemos Tanto carinho e atenção Aos nossos tios, nossos pais Temos muita gratidão Um amor que fez história Merece toda admiração Anjos enviados por Deus Para assumir esta missão Quem conhece Parintins Se encanta com o lugar A nossa Ilha é dividida Nas cores dos bumbás


Ser feliz é nascer em Parintins E ter o privilégio de conhecer o Ceará


Denize Rodrigues de Assis

Pai, um Cearense boa gente Tantas vezes me fez sorrir Com seu jeito bem-humorado Seu sotaque cearense Era muito apreciado Hoje só restam as lembranças Deste ser iluminado Hoje ele mora no céu Ao lado do Pai Amado Sempre alegre e sorridente Um nordestino sem igual Tinha um apelido famoso O inesquecível pica-pau Querido pelos amigos Que em Parintins conquistou Meu velho era um guerreiro Um pai que me orgulhou

93


Poetizando com a Denize

Sonho meu Desde criança tinha vontade De conhecer o Ceará Conhecer as minhas raízes O povo desse lugar Um sonho que era distante Hoje virou realidade Agradeço à Deus e ao Ceará Que me deu oportunidades No início tudo era incerto Alegrias e dificuldades Hoje eu trabalho e vivo bem Entrei até na faculdade 96

Motivos para agradecer, Eu tenho muitos E conselhos a dar também Se você tem um sonho Não desista por ninguém Entregue à Deus E siga em frente Um dia o seu sonho


Denize Rodrigues de Assis

Vai orgulhar muita gente. Garota de Iracema Dona da beleza, realeza Nativa do Ceará, Fortaleza A Garota de Iracema Quando passa rouba a cena É a mais linda do lugar Não resisti a tanta beleza Ao vê-la saindo do mar Caminhando pela areia E o sol no seu corpo a brilhar Eu desenhei as curvas dela Passando o protetor solar Confesso que eu tive sorte Dessa bela garota me olhar Seu sorriso é envolvente Seu olhar é singular, que olhar Nunca vi tanta beleza Presente da natureza Enfeitiça em cada olhar Nos seus cabelos negros, me perdi No seu corpo bronzeado, enlouqueci Me apaixonei de verdade O amor não tem idade Ela é a metade de mim Amor sem fim Meu coração se rendeu, amor meu Não consigo explicar, só sei amar Que vontade louca de casar Com a garota de Iracema Que eu conheci à beira mar

103


Poetizando com a Denize

A chuva A chuva quando cai Me faz lembrar do sertão Lá faz tempo que não chove Me entristece o coração Lá a chuva é escassa E o povo não foge à luta Tenho orgulho dessa gente Que sobrevive bravamente A realidade do sertão. Melhor Escolha

106

Ceará terra querida Queria só te conhecer A tua beleza me encantou E de volta aqui estou Hoje eu vivo tão feliz Pois o meu coração me diz Escolher viver aqui Foi a melhor escolha que eu fiz. Ceará, eu te quero bem Tanto bem, que me faz bem Quando digo que te amo


Denize Rodrigues de Assis

Minha Metade Ainda bem pequenininha Já sabia o que eu queria Conhecer a minha família Que no Nordeste vivia Percorri o Ceará, até Jaguar Nome escrito na última carta Que meu saudoso pai recebeu deste lugar Jaguaruana, a terra da rede É a cidade, onde a minha metade está.

109


Denize Rodrigues de Assis

Ceará, meu Ceará Que vontade de te abraçar Meus braços são tão pequenos Para a grandeza do lugar.

Menina do Sertão Foi naquela linda noite Que ela ganhou meu coração Toquei viola a noite inteira Para a menina do sertão Tão linda e tão formosa Me encantei com o seu jeitinho Descobri que é no sertão Que está o meu destino

111


Poetizando com a Denize

Tudo na vida passa Tudo de bom que vivemos Guardamos no coração Se guardamos boas lembranças É porque valeu a pena vivê-las.

Não tente me frear Eu sei onde eu quero chegar.

114


Denize Rodrigues de Assis

A vida ĂŠ uma onda E para vivĂŞ-la Tem que aprender a surfar.

115


Poetizando com a Denize

118


Denize Rodrigues de Assis

Meu livro de poesias Meu melhor presente Obrigado meu Deus!!!

119


Poetizando com denize  
Poetizando com denize  
Advertisement