{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

EDIÇÃO ESPECIAL JANEIRO DE 2020 - ANO 7 - N0 106

PREVENÇÃO

ALEX PAZUELLO/SEMCOM

Manaus cria força-tarefa para prevenir casos de síndromes gripais e novo vírus

A

capital amazonense está vigilante ao surgimento do novo coronavírus - 2019nCoV, que colocou o mundo em alerta e tem mobilizado as estruturas de saúde públicas brasileiras com a suspeita de casos em regiões isoladas do país. Mesmo sem casos suspeitos registrados

em Manaus, Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão com seus profissionais treinados e suas estruturas prontas para um possível enfrentamento. A força-tarefa envolve órgãos estaduais e federais, que seguem o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS), preconi-

zados pela Organização Mundial de Saúde (OMG). Paralelamente, a cidade também atua no controle e prevenção de outros tipos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que por conta do período de chuva começaram a circular mais cedo no Amazonas. A prevenção ao 2019-nCoV são

as mesmas de outras doenças respiratórias, seguindo a etiqueta da tosse: cobrindo com o braço o nariz e boca quando espirrar ou tossir, além de lavar as mãos com frequência e usar álcool em gel. Também é recomendado beber bastante água e manter uma alimentação saudável.


2

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

| JANEIRO DE 2020

Mito ou Verdade

Fique experto e saiba o que é verdadeiro ou falso sobre o novo coronavírus? É MITO!

O NOVO VÍRUS CHEGOU AO BRASIL? Até o momento o país investiga e aguarda resultados do exame de genoma para 11 casos suspeitos da doença, conforme balanço do Ministério da Saúde (MS), divulgado no domingo, 9/2. Desde o começo do monitoramento, 28 casos já foram descartados.

É MITO!

HÁ CASOS SUSPEITOS EM MANAUS? Manaus já conta com uma força-tarefa multissetorial, que presta reforço nas unidades de saúde e no aeroporto, para rápida identificação de casos suspeitos. A cidade ainda registra suspeita de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

É MITO!

JÁ EXISTE VACINA PARA O NOVO CORONAVÍRUS? Ainda não há vacina disponível. A Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi), por meio de fundo, vai apoiar três programas

EXPEDIENTE

de desenvolvimento de vacinas contra o novo coronavírus - 2019-nCoV. A Rússia também busca uma vacina. Um grupo de cientistas americanos disse que deve começar a testar as vacinas em três meses.

É MITO!

O VÍRUS PODE SER PROPAGADO EM MERCADORIAS VINDAS DA CHINA? Como outros vírus, o novo coronavírus precisa de um hospedeiro vivo para se propagar. Ele não sobrevive em objetos inanimados, ou seja, morre em poucos minutos em superfícies sem vida, portanto não há como contrair a doença em compras vindas da China.

É VERDADE!

O NOVO CORONAVÍRUS SURGIU DE UM ANIMAL? Pesquisas apontam que a primeira transmissão ocorreu de animal para humano, a partir de um mercado de frutos do mar em Wuhan, sétima maior cidade da China. Ainda não se sabe ao certo de que animal a doença teve origem, entre as hipóteses apontadas e estudadas estão animais marinhos, cobra e morcego.

Secretário de Comunicação: Eric Gamboa - Subsecretária de Comunicação: Kellen Lopes - Jornalista Responsável: Alita Falcão MTB 00699-AM Revisão: Dernando Monteiro - Textos: Assessorias - Diagramação: Aline Ribeiro


PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

JANEIRO DE 2020 |

3

PLANO DE AÇÃO

Unidades Básicas de Saúde criam protocolo de enfrentamento ao novo coronavírus

C

om o alerta de emergência global dado pela Organização Mundial de Saúde (OMG) e com a investigação de casos suspeito no país, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da capital já deram início ao plano de ação para o possível enfrentamento do novo coronavírus, identificado recentemente na China. Os profissionais de saúde do município estão em alerta e preparados para prestar o atendimento adequado à população. Uma forte campanha de conscientização também circula em veículos de comunicação e nas redes sociais, para alertar a população sobre os sintomas e medidas de prevenção da doença. Dentre as primeiras medidas estabelecidas pela Sala de Situação de Vigilância em Saúde está a definição das unidades que serão referência para fazer o acompanhamento de casos, que possam ser enquadrados como suspeitos. “Já temos 23 Unidades Básicas de Saúde, que são referência no tratamento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Faremos um georreferenciamento delas para identificar quantas e em quais serão concentrados os atendimentos específicos ao novo coronavírus”, explica o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi. Também será reforçado o estoque de material de proteção para os profissionais de saúde e usuários, como máscaras, luvas, álcool em gel, medicamentos para o tratamento dos sintomas, como analgésico, anti-inflamatório, antitérmico e soro de reidratação oral. ATUAÇÃO NOS AEROPORTOS A Semsa também tem colaborado

Em Manaus, uma força-tarefa intersetorial foi montada e está atuando no protocolo de combate às síndromes gripais, sobretudo à possibilidade do surgimento de casos suspeitos do novo coronavírus

ALEX PAZUELLO/SEMCOM

A prevenção ao novo coronavírus segue a “etiqueta da tosse”, que entre as principais medidas recomenda a lavagem das mãos com frequência

com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para alertar e orientar a comunidade aeroportuária sobre os casos da doença respiratória originada na China, causada pelo novo coronavírus. De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira, o foco da parceria com a Anvisa é a atualização sobre as estratégias de prevenção e controle estabelecida pelo governo federal, em parceria com Estados e municípios, para os portos, aeroportos e áreas de fronteira, principalmente na identificação de pacientes apresentando sintomas suspeitos da doença. “A rede de saúde mantém a vigilância para o possível registro da doença no país, seguindo protocolos já existentes para a notificação imediata, permitindo iniciar rapidamente as medidas de controle, monitoramento e prevenção. E os portos, aeroportos e áreas de fronteira, com a grande circulação de pessoas de vários países, têm papel fundamental na disseminação de informações para o controle da doença e na identificação de casos suspeitos”, ressalta Marinélia Ferreira. CORONAVÍRUS O vírus identificado recentemente na China faz parte da família de

coronavírus, que engloba vários outros tipos de vírus, e normalmente causam infecções semelhantes a resfriados. Mas alguns tipos de coronavírus podem provocar a SRAG e levar ao óbito. No caso do novo coronavírus, ainda há pouca informação sobre com que rapidez ocorre a transmissão de pessoa para pessoa, mas as orientações para a prevenção são as mesmas de outras doenças respiratórias: frequente higienização das mãos, em especial antes de consumir alimentos; utilização de lenço descartável;   cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir. Além disso, é preciso evitar contato próximo com pessoas com sinais e sintomas de gripe, e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos. Atualmente, é considerado como um caso suspeito do novo coronavírus o paciente apresentando sintomas como febre, tosse, dificuldade de respirar e que esteve em áreas de transmissão ativa do vírus nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas.   CAMPANHA Para alertar a população e colaborar para que todos saibam como proceder, caso haja o surgimento de algum caso suspeito do novo coronavírus em Manaus, a prefeitu-

ra desenvolveu uma campanha publicitária, onde as peças de mídia impressa, spots de rádio e comerciais para televisão chamam atenção para medidas de prevenção e o que fazer caso sejam identificados os sintomas da doença ou das demais síndromes gripais. A principal mensagem é que prevenindo contra o novo coronavírus, também se previne contra as demais gripes. COMITÊ DE RESPOSTA RÁPIDA A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio dos departamentos de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae) e de Atenção Primária (DAP), também integra o Comitê Estadual de Resposta Rápida para Vírus Respiratórios, instalado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e Secretaria Estadual de Saúde (Susam), envolvendo também instituições como a Fundação de Medicina Tropical, Ministério da Saúde e Anvisa. As ações estão sendo realizadas para reforçar a integração entre os serviços na prevenção, controle, atendimento e tratamento das síndromes gripais. Cada instituição que integra o comitê tem responsabilidades específicas, no que se refere às ações de prevenção, controle, monitoramento, atendimento, tratamento e vigilância dos casos de síndromes gripais.


4

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

| JANEIRO DE 2020

COMBATE À GRIPE

Manaus conta com 23 unidades de saúde para atendimento referenciado às síndromes gripais ALEX PAZUELLO/SEMCOM

O aumento das chuvas e o clima mais úmido têm favorecido ao registro antecipado de casos de síndromes gripais na capital, por isso, a prevenção tem sido reforçada entre a população

C

om a chegada do inverno amazônico, já há registro de aumento no número de casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), por conta da maior umidade e porque as chuvas favorecem a transmissibilidade da doença. Entre as estratégias de controle, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) reforçou as orientações junto aos profissionais de saúde, para o melhor acompanhamento e manejo das pessoas que apresentam os sintomas das síndromes gripais. Desde o dia 27 de outubro de 2019, Manaus registrou 124 casos de SRAG, causadas por vírus como Influenza B, Adenovírus, Vírus Sincicial Respiratório, Parainfluenza 1 e Metapneumovírus. A Semsa monitora durante todo o ano a ocorrência de SRAG, fazendo a intervenção necessária para prevenir o registro de casos. Com a intensificação do período de chuvas e, consequentemente, o aumento das notificações, é necessário elaborar novas estratégias de

atuação. A preocupação nesse momento é com a rápida evolução de casos de síndromes gripais, com o agravamento do quadro de saúde dos pacientes, principalmente no que se refere à Influenza B, o que mostra que o vírus tem apresentado comportamento mais agressivo do que o observado em outras ocasiões. O atendimento aos pacientes pode ser feito em todas as unidades de saúde, mas a Prefeitura de Manaus mantém 23 unidades de

saúde como referência na dispensação da medicação com antiviral em casos de síndrome gripal, que pode ser disponibilizado, mediante receita médica da rede pública ou privada, aos pacientes com indicação clínica do profissional de saúde. TRANSMISSÃO O vírus da gripe é transmitido de pessoa para pessoa, por meio das gotículas que são expelidas pelo indivíduo doente ao falar, tossir

Ao apresentar sinais de febre alta, calafrios constantes, intensas dores musculares, ardor forte nos olhos, tosse seca e contínua, dor na garganta, dor de cabeça intensa e cansaço extremo é recomendado que se procure uma unidade de saúde mais próxima para tratamento adequado

ou espirrar, e também por objetos contaminados. Ao longo da vida, uma pessoa pode contrair a gripe várias vezes, mas quando não é tratada de forma adequada pode levar a complicações e ao óbito, principalmente nos grupos considerados de risco, como crianças menores de cinco anos, idosos, gestantes e portadores de doenças crônicas. A pneumonia é uma das complicações mais comuns da doença. SINTOMAS É importante diferenciar os sintomas da gripe (Influenza) do resfriado comum. Os sintomas do resfriado incluem tosse, congestão, coriza, dor no corpo e dor leve na garganta. São sintomas semelhantes em alguns aspectos, mas os da gripe ocorrem de forma muito mais acentuada: febre alta já iniciando a 39º graus, calafrios frequentes, intensas dores musculares, ardor nos olhos intenso, tosse seca e contínua, dor de garganta, dor de cabeça intensa e cansaço extremo.

Profile for Prefeitura de Manaus

Jornal Informativo Janeiro de 2020  

Jornal Informativo Janeiro de 2020  

Advertisement