a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

EDIÇÃO ESPECIAL

Aponte sua câmera e confira mais sobre a campanha “Mulheres que inspiram”

MARÇO DE 2020 - ANO 7 - N0 108

MÊS DA MULHER

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

Mulheres que trabalham por uma Manaus cada vez melhor

O

ito de março é uma data histórica, oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como símbolo pela luta contra a desigualdade salarial, o machismo e a violência. Na capital do Amazonas, o Dia Internacional da Mulher será comemorado durante todo o mês com ações de saúde e cidadania promovidas pela Prefeitura de Manaus, dentro

da programação do “Março Lilás”. Pensando em valorizar ainda mais o respeito à mulher, uma campanha publicitária em diversas mídias foi lançada destacando a história de três servidoras da gestão municipal, que contribuem para uma cidade cada vez melhor: uma professora, uma enfermeira e uma engenheira. Todas, além de mulheres, têm em comum uma atuação de liderança e o trabalho com

amor, que inspira quem está próximo. Além disso, a administração municipal possui aproximadamente 33 mil servidores públicos ativos, tendo em seu quadro uma predominância de mulheres, mais de 19 mil ao todo, representando quase 60% do efetivo. Desse total, cerca de cem estão em cargos de chefia, como secretárias municipais, subsecretárias, secretárias executivas, diretoras de

área e departamentos. Outras 700 exercem cargos como gerentes, chefes de divisão e outras. Importantes serviços oferecidos pela prefeitura também incentivam o empoderamento feminino, o cuidado com a saúde, garantem os direitos das mulheres e oportunizam capacitações. É o que você confere nesta edição especial do Jornal da Prefeitura de Manaus.


2

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

| MARÇO DE 2020

INSPIRAÇÃO

‘Manas’ que inspiram

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

Conheça a história de três mulheres reais, servidoras públicas, mães, filhas e donas de suas próprias trajetórias de sucesso e inspiração

Um desafio diário, na obra e na vida” diz engenheira do complexo viário na avenida Constantino Nery

Liderando 150 profissionais da construção civil, a engenheira Iglete Acióle diz que procura manter sua feminilidade e se impor diante dos desafios diários

EXPEDIENTE

A

engenheira civil Iglete Acióle ocupa uma posição de destaque quando o assunto é “mulher no comando”. Servidora da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), ela é a fiscal responsável pela obra do complexo viário Ministro Roberto Campos, em construção na avenida Constantino Nery, entre as ruas Pará e João Valério, que vai desafogar o trânsito em uma das principais vias da cidade. “Estou aqui full time. Cada estaca colocada, eu acompanhei”, disse. No local da obra, Iglete lidera uma equipe de 150 profissionais da construção. “Da equipe, sou uma das poucas mulheres e estar na liderança é um diferencial”, avalia. “Sinto-me grata, satisfeita e realizada. Sou

mãe, filha, dona de casa e estou à frente de uma das principais obras da cidade. Todo dia, na obra e na vida, é um desafio”, comenta a engenheira de formação. Ao relembrar sua trajetória, ela informou que cursou a primeira faculdade em logística empresarial, começou a trabalhar com gestão da qualidade na área da construção civil e chegou a ser chefe de gabinete de um parlamentar. Em 2013, mãe e divorciada, decidiu se dedicar aos estudos, ingressou na Faculdade de Engenharia Civil e iniciou estágio na Seminf até chegar em 2019 ao status de engenheira responsável por uma das principais obras viárias da cidade. “Minha história começou como estagiária, sempre na fiscalização de

obras, passei pela subsecretaria de serviços básicos, como drenagem, pavimentação e tapa-buracos. No ano passado, aconteceu esse grande presente na minha vida, que é acompanhar essa obra, fiscalizando e dando apoio à parte de gestão”, lembra, orgulhosa. A engenheira também destacou que, mesmo na obra, enfrentando poeira e chuva, procura ficar bem consigo mesma. “Não é porque estou no canteiro de obras que tenho que estar desarrumada”, diz aos risos. “Mantenho minha feminilidade e ao mesmo tempo me imponho perante os desafios de ser mulher”, completou mais séria, finalizando com a frase que dá tema à campanha: “Esse é o meu jeito de ser feliz, esse é o meu jeito de ser mulher”.

Secretária de Comunicação: Kellen Lopes - Subsecretária de Comunicação: Alita Falcão - Jornalista Responsável: Rômulo Araújo MTB 510-AM Revisão: Dernando Monteiro - Textos: Rômulo Araújo e Assessorias - Edição de Fotografia: Alex Pazuello - Diagramação: Aline Ribeiro


PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

É onde está meu coração” diz professora de creche municipal

Professora da creche municipal Magdalena Arce Daou, Maria Raquel Souza dos Santos ouvia de seu pai, desde pequena, que seria professora da creche que viria a ter no bairro

M

aria Raquel é professora da creche municipal Magdalena Arce Daou, no bairro Santa Luzia, zona Sul, inaugurada em 2013. Desde então, desenvolve projetos voltados à inovação, recebendo até prêmios. “Eu gosto muito de trabalhar aqui, sinto-me útil servindo à comunidade. Não fazemos o trabalho costumeiro, busca-

mos sempre a excelência”, destaca a educadora. Filha de um fotógrafo e líder comunitário muito conhecido no bairro, ainda quando era estudante, Maria ouvia seu pai falar que um dia ela iria trabalhar na creche que o bairro viria a ter e hoje atende também alunos dos bairros Educandos, Colônia Oliveira Machado e adjacências. “Sou muito feliz na minha profissão, gosto muito do que faço e faço com amor”, afirma. Um dos desafios apontados por ela é que o profissional de creche é confundido muitas vezes com a maternagem, ou seja, o cuidado e proteção dos filhos. “Aqui trabalhamos uma tríade: o cuidar, o educar, o brincar. Eles se complementam. A figura materna está inserida nesse processo. É gostoso conseguir fazer essa transição da maternagem para a parte profissional”, explicou. Ao confidenciar os desafios da profissão, ela não esconde que o prazer de estar em sala de aula supera qualquer desafio. “Já tive muitos convites para sair da creche e trabalhar em outros locais, mas não posso sair do local onde está meu coração”, finaliza.

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

A

Mônica Pitanga, enfermeira de uma UBS no bairro Aleixo, diz se sentir realizada com o trabalho que faz e que ama

3

DIVULGAÇÃO/SEMCOM

MARÇO DE 2020 |

enfermeira Mônica Pitanga, da UBS S-50, na rua Gabriel Gonçalves, bairro Aleixo, veio do Rio de Janeiro para Manaus e superou diversos desafios. Foi o seu amor ao próximo que transformou a profissão que escolheu em um meio de contribuir para a recuperação da saúde de várias pessoas das zonas rural e urbana. “Enfermagem foi minha segunda faculdade, cursei primeiro ciências contábeis, mas queria a área de Saúde. Escolhi enfermagem e me realizei”, destacou. A enfermeira atendeu muitas comunidades carentes na área rural. Para Mônica, isso é algo recompensador, pois teve o prazer de conhecer cada morador dos lugares por onde passou. “Sinto-me uma mulher realizada com o trabalho que faço e que amo. É maravilhoso demais trabalhar como enfermeira e ajudar as pessoas”, declara. Mônica é mãe e jamais esquece de cuidar de si própria. “Um dia nunca é igual ao outro. Sou abençoada. O que me motiva é sair de casa, chegar no trabalho e tirar alguém da doença do corpo e da alma. Nunca é só físico. E, muitas vezes, uma conversa até salva uma vida”.

Motiva-me tirar alguém da doença do corpo e da alma” diz enfermeira de UBS


4

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS

| MARÇO DE 2020

ATENDIMENTOS

‘Março Lilás’ oferece ações de saúde e cidadania durante todo o mês

C

om início, oficialmente, no dia 9/3, a programação do município voltada às mulheres, chamada “Março Lilás”, oferece, durante todo o mês, conscientização da prevenção do câncer do colo do útero, além de outros serviços de saúde e ações de cidadania. As atividades serão coordenadas pelo Fundo Manaus Solidária, em parceria com as secretarias municipais de Saúde (Semsa) e da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). “O câncer do colo do útero pode ser evitado se as ações de prevenção forem eficazes e isso tem sido intensificado nesta gestão”, destaca o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, reforçando que há um reconhecimento e competição saudáveis entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que alcançaram mais de 70% da meta de exames a serem realizados durante o ano. Até o final do mês, as unidades de saúde da Prefeitura vão realizar atividades de intensificação da coleta de material para a realização do teste de Papanicolau, mais conhecido como exame preventivo. No dia 28/3, sábado, acontecerá o Dia “D”, ocasião em que todas as Unidades Básicas de Saúde funcionarão no horário de 8h às 12h, para atender, prioritariamente, mulheres da faixa etária de 25

ALTEMAR ALCÂNTARA/SEMCOM

Ações de cidadania, reforçadas pela prefeitura durante o “Março Lilás”, ajudam mulheres a se sentirem melhores e empoderadas

a 64 anos, que nunca realizaram o exame ou estão há mais de três anos sem fazê-lo. Também haverá intensificação da vacina HPV para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, bem como vacina HPV para os casos de homens e mulheres de 9 a 26 anos, vivendo com HIV/Aids, transplantados de

órgãos sólidos e medula óssea e pacientes oncológicos, além da realização de ações educativas de prevenção do câncer do colo do útero. O encerramento da programação será no dia 31/3, com a realização da “Caminhada pela Paz – enfrentamento à violência doméstica contra a mulher”, com concentração na praça Heliodoro

Balbi, às 8h. Além disso, fazem parte da programação a entrega da Unidade Móvel de Saúde da Mulher, ações de saúde, cidadania e embelezamento nas galerias populares do Centro, shopping Phelippe Daou e no Parque Municipal do Idoso, além de palestras, vacinação e ações educativas.

Empoderamento feminino é destaque em 2019 DIVULGAÇÃO/SEMASC

Atendimentos psicossociais e jurídicos empoderam as mulheres vítimas de violência

C

riada em 2017, a Subsecretaria de Políticas Afirmativas para Mulheres e de Direitos Humanos, ligada à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), fortaleceu o empoderamento feminino com ações e projetos voltados para as vítimas de violência. Os índices obtidos foram destaque no programa de gestão de metas da Prefeitura de Manaus, para aperfeiçoamento da gestão pública, que estabelece metas e cumpre um plano de ação. Por meio de diferentes projetos, que reduzem os danos causados e empoderam a mulher vítima de violência, as ações buscam a auto-

nomia emocional e econômica com atendimento psicossocial e jurídico, que somaram 565 no ano passado, e a qualificação e inserção delas no mercado de trabalho, que tiveram mais de 400 certificações. Em 2019, os projetos “Mulher Itinerante” e “Eu Cuido” foram destaques e saltaram com números positivos na gestão municipal. As mulheres recebem ações para superação do ciclo de violência doméstica e familiar, por meio da assistência social, jurídica, e acompanhamento psicológico, fortalecendo o empoderamento feminino com a realização de cursos de qualificação, gerando renda e o incentivo ao empreendedorismo.

Profile for Prefeitura de Manaus

Jornal Informativo Mês da Mulher  

Jornal Informativo Mês da Mulher  

Advertisement