Page 1

SER IDO R EM AÇÃO

MARÇO/2018

INFORMATIVO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE COLOMBO

Enfrentando a crise com trabalho

Pag 4

Servidores atuam como árbitros nas horas de folga Pag 6

Educadora é cantora de um grupo musical Pag. 8

Dia da Mulher tem atividades em prol da saúde Pag. 10 1


EDITORIAL: O Informativo Servidor em Ação apresenta nesta edição como atuam os servidores da Secretaria de Fazenda, responsáveis pelo fluxo de caixa da prefeitura de Colombo, equilibrando as finanças entre recebimentos e pagamentos. Conversamos com a secretária Alessandra da Silva, servidora de carreira que assumiu o comando do setor desde 2016. Também vamos saber como é atuação de dois servidores de Colombo, que atuam como árbitros de futebol e futsal nos finais de semana. O leitor poderá conhecer também a educadora que é vocalista de uma banda que toca sucessos dos anos 80. Confira as atividades realizadas para marcar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, que foram realizadas no ginásio do Colégio Antônio Lacerda Braga, no Alto Maracanã. E veja também: a pedagoga Rita Staioto, que vem desenvolvendo as atividades culturais no município, no Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Juventude. O Informativo Servidor em Ação está à sua disposição. Boa leitura!

Postura e atitude sériaS definem secretária da Fazenda Alessandra da Silva é servidora municipal em Colombo há 25 anos

Boa leitura. Prefeitura Municipal de Colombo

Mensagem Nesta edição do Servidor em Ação peço licença para me dirigir às mulheres servidoras de Colombo. Março é o mês da mulher e no dia 8 comemoramos o Dia Internacional da Mulher. A mulher é a força motriz da Prefeitura de Colombo. Contamos com um efetivo feminino que representa mais de 80% do quadro de servidores, muito por conta da grande quantidade de servidoras nas secretarias de Saúde e Educação. Além disso, pelo Censo do IBGE-2010, nosso município tem quase 51% de mulheres. Isto tudo demonstra a importância da mulher na sociedade atual. Muitas mulheres se tornam as chefes de suas famílias por necessidade ou por decisão pessoal. Cada vez mais as mulheres ocupam espaços, outrora de domínio masculino, exercendo suas funções com capacidade e qualidade. O empoderamento feminino, tantas vezes citado pelos meios de comunicação, é basicamente isto: as mulheres quebrando barreiras, passando por cima de comportamentos discriminatórios e ocupando espaços. Temos que destacar que ainda as mulheres sofrem com o preconceito e com a violência física e sexual. Mas com o esforço e a conscientização de cada uma de nós, torna-se necessário denunciar aos órgãos competentes as ações violentas para que os responsáveis cumpram as penalidades previstas em lei. Com o efetivo predominantemente feminino, continuamos trabalhando para que o município de Colombo supere todas as dificuldades e supere os momentos de crise econômica. Crise se vence com trabalho e as colombenses demonstram que a força do trabalho feminino é a força geradora dos bons serviços que todos os servidores de Colombo realizam todos os dias. Feliz Dia da Mulher a todas as servidoras.

Beti Pavin

Prefeita de Colombo

www.colombo.pr.gov.br

2

Alessandra da Silva é servidora municipal há 25 anos e assumiu como secretária em 2016

Diante do quadro econômico apresentado nos últimos anos, a função da Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Colombo ganhou uma importância maior. Cabe à secretaria da Fazenda a manutenção do equilíbrio das finanças municipais e a gestão do orçamento de cerca de R$ 400 milhões anuais e distribuí-lo entre as demais secretarias do município, definidos em seus orçamentos. O setor é dirigido pela secretária Alessandra da Silva desde agosto de 2016. Alessandra é servidora municipal há 25 anos, atuando primeiramente no CAIC (Centro de Atendimento Integral à Criança) e depois sendo aprovada como contadora na própria secretaria da Fazenda. “A Fazenda é o

coração da prefeitura”, frisa ela. A secretária da área das finanças entende que sua pasta enfrenta muita resistência por conta das mudanças que são realizadas na gestão do orçamento de Colombo. Diante do quadro econômico que se apresenta, torna-se necessário cortar gastos e promover um racionamento na economia municipal. “Mesmo com a queda de arrecadação que atingiu todos os municípios brasileiros nos últimos anos, conseguimos manter o servidor tranqüilo, pois sempre recebeu seus salários em dia”, destaca Alessandra. Além disso, a prefeitura mantém os pagamentos em dia com os fornecedores do município.

/pmdecolombo

3


Seguir diretrizes legais é o grande desafio Recursos do município vêm dos impostos como IPTU, ISS, ITBI e IPVA Os recursos dos municípios vêm do IPTU, ISS e ITBI, impostos municipais e de repasses federais e estaduais vindos de outras fontes, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), ICMS e IPVA, estes dois últimos repassados pelo Estado. A Secretaria da Fazenda de Colombo conta hoje com 43 servidores estatutários, que atuam nos setores de contabilidade, gestão tributária e no Detran, uma vez que uma receita expressiva do município vem deste órgão. Colombo conta com 150 mil veículos registrados no município, gerando receita por conta do IPVA. “Nossa equipe de trabalho é muito integrada e capaz de executar várias funções para o bom funcionamento do setor”, destaca a secretária.

A Secretaria da Fazenda atende as diretrizes legais. Para tanto é necessário executar o planejamento estabelecido, definir metas, economizando os recursos do município e assim conseguir executar as ações/obras que tornam Colombo um lugar melhor para se viver. Parte da economia feita com os recursos municipais acontece no processo licitatório, que gera menos gastos aos cofres públicos. Alessandra é vista por seus colegas de trabalho como uma servidora que tem foco para executar sua função, demonstra seriedade nas ações e exerce o cargo de secretária com competência. Mas ela prefere destacar o trabalho em equipe: “Sou apenas uma peça da grande engrenagem. O que faz a diferença é a sintonia de todo o conjunto de servidores da secretaria. Com esta equipe exemplar, podemos proporcionar as melhorias que o município merece”, finaliza Alessandra.

Veja o passo-a-passo para doar sangue Ministério da Saúde estabelece normas para quem vai fazer a doação A doação é um ato simples, mas o voluntário deve estar dentro de alguns critérios determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde que visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue. Confira, abaixo, o passo-a-passo do doador: A princípio, qualquer pessoa pode doar, basta levar um documento oficial com foto e órgão expedidor (RG ou documento oficial equivalente) e se apresentar em um de nossos postos de coleta.

Passo 1: Veja se está dentro dos requisitos básicos. • Se você tiver entre 16 e 18 anos incompletos, a doação só poderá ser realizada mediante consentimento dos pais ou responsáveis legais. É possível ainda que o Hemocentro solicite a presença dos pais para a doação. • Ter até 69 anos, 11 meses e 29 dias de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita antes dos 60 anos; • Ter peso igual ou superior a 50 kg; • Estar alimentado, mas evite alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação. Caso seja após o almoço, aguardar duas horas; • Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

Passo 2: Verifique os impedimentos temporários. • Estar bem de saúde. Ou seja, se estiver gripado, resfriado, com febre, espere 7 dias após o desaparecimento dos sintomas; • Período gestacional; • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana; • Amamentação; • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação; • Tatuagem e/ou piercing nos últimos seis meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação); • Não ter feito exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos seis meses; • Comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.

A equipe da contabilidade auxilia no controle financeiro, uma das funções da Fazenda

Os servidores da gestão tributária são parte fundamental no funcionamento da secretaria 4

O Ministério da Saúde estabelece normas para que as pessoas doem sangue. Confira antes de doar

Passo 3: Confira se não está dentro dos critérios definitivos de impedimento. • Hepatite após os 10 anos de idade; • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas; • Uso de drogas ilícitas injetáveis; • Malária.

Passo 4: Encontre o local de doação mais perto de você.

Passo 5: Não quebre o ciclo de solidariedade! Se você for homem, aguarde 60 dias e seja solidário novamente! Se você for mulher, aguarde 90 dias para doar sangue outra vez. Só não vale exceder o limite de quatro doações em um período de 365 dias para homens e de três doações para mulheres. A sinceridade ao responder as perguntas do questionário que antecede a doação é importante para evitar a transmissão de doenças aos pacientes. No período da janela imunológica, em que ocorre a contaminação da pessoa por um determinado agente infeccioso, os exames são negativos, mas mesmo assim o sangue doado é capaz de transmitir o agente infeccioso aos pacientes que o receberem. Tratamento médico e dentário, uso de medicamentos, viagens recentes e outros critérios também serão avaliados na ocasião da entrevista clínica pré-doação. Doe sangue com responsabilidade. Se você quiser apenas fazer um exame para Aids, não doe sangue. Neste caso, procure um Centro de Testagem Anônima e gratuita. Informe-se pelo Disque-Saúde: 0800-611997. 5


Depois de jogar futebol,

Servidor de patrimônio

adora SER árbitro de futebol Geraldo Cézar Ramos foi árbitro profissional por 15 anos e ainda apita jogos em Colombo O motorista do Setor de Patrimônio da Secretaria de Administração, Geraldo Cézar Ramos, servidor municipal desde 2005, exerce uma função ligada ao esporte e que o levou a se tornar um profissional da área: árbitro de futebol. Cézar, como é conhecido, interessou-se pela arbitragem quando começou a trabalhar como mesário de jogos promovidos pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) nos anos 1980. Foi convidado a ser árbitro e fez o curso de formação em 1992. Durante 15 anos Cézar atuou como auxiliar e árbitro nos variados campeonatos promovidos pela FPF. A maior parte deste período ele atuou como auxiliar, o chamado bandeirinha, mas nos últimos dois anos na atividade passou a ser o árbitro principal. Cézar se lembra de seu jogo de estreia no Campeonato Paranaense como árbitro num confronto entre Matsubara e Coritiba, em Cambará. O servidor colombense diz que sempre conseguiu manter a disciplina nos jogos em que atua. “O árbitro é aquela figura que desagrada todo mundo, mas a gente tem que manter o controle do jogo, manter a disciplina, controlar os jogadores. Nunca perdi o controle de um jogo a ponto de ser agredido por jogadores ou torcedores”, afirma Cézar. Ele se lembra de colegas de apito que marcaram sua carreira, como Nobuaki Morodome, Ivo Tadeu Scátola, Luís Carlos Pinto de Abreu, Rogério Rolim e Joel Depetriz, entre outros. Ao completar 45 anos, o árbitro profissional é compulsoriamente aposentado e para não deixar o

sandra se tornou árbitra Servidora da Secretaria de Saúde apita jogos desde 2003

Seja no futsal ou no futebol de campo, Sandra tem total dedicação em bem conduzir as partidas em que atua como árbitra

Cézar foi árbitro profissional durante 15 anos e hoje ainda atua em jogos de campeonatos em Colombo

apito de lado, Cézar ainda apita jogos de competições municipais em Colombo. “A gente sempre atende o convite de um amigo ou conhecido”, brinca ele. A tarefa de dirigir jogos de futebol faz parte da vida dele de tal forma, que se num fim de semana, não tem jogos para ele atuar, Cézar se sente meio vazio. “Eu fico sem saber o que fazer, ando para lá e para cá. Sinto falta mesmo”, comenta ele. “É uma coisa que faz parte da minha vida”, finaliza o servidor.

A coordenadora de serviços administrativos da Secretaria Municipal de Saúde de Colombo, Sandra Mara de Oliveira, é servidora municipal há 20 anos. Fora do seu horário de expediente, Sandra se dedica a uma paixão desde garota: ser árbitra de futebol, tanto de campo como do futsal. Sem deixar o lado profissional de lado, a servidora está cursando Enfermagem. Quando menina, Sandra jogava futebol e seu pai era árbitro. “Foi uma coisa meio natural que eu me tornasse árbitra. Já estava no sangue”, diz ela. Sandra fez curso para árbitro na Federação Paranaense de Futebol e começou a apitar em 2003. Tempos depois migrou para o futsal, onde atua até hoje, dirigindo jogos das Séries Ouro, Prata e Feminino. “Não faço

isto por dinheiro, é um gosto pessoal mesmo”, explica ela, sem negar que as taxas recebidas na arbitragem auxiliam no orçamento pessoal. A servidora da saúde se aprimorou e fez curso para dirigir jogos de deficientes visuais, sendo convocada para participar de competições nacionais. Num jogo em que atuava no Rio de Janeiro, entre cegos, Sandra apitou um lance e um dos jogadores não parou e acabou a atropelando. “Tive de sair de quadra numa cadeira de rodas porque machuquei o joelho”, lembra ela. Sandra atua muito em jogos de homens e quando questionada se eles a respeitam, ela não titubeia: “A gente consegue se impor e há muito respeito da parte deles sim”, comenta a árbitra.

Servidor da prefeitura desde 2005, Geraldo Cézar Ramos atua no setor de patrimônio

Sandra atua na Secretaria de Saúde há 20 anos, sendo a atual coordenadora de serviços administrativos

6

Hoje Sandra se dedica à arbitragem no futsal, atuando em jogos masculinos e femininos

7


Educadora tem uma banda que toca hits dos anos 80 Ana Paula Paz tem agenda cheia nos finais de semana com a música

A Banda Módulo 80, onde Ana é uma das vocalistas, se apresentou na capacitação dos professores em fevereiro

Ana Paula atua como educadora no CMEI Pingo D’Água, no Jardim Monza

A educadora Ana Paula Paz, que é servidora em Colombo há quatro anos, atualmente atuando no CMEI Pingo d’Água, no Jardim Monza, tem atuação musical fora dos horários de trabalho. Ela e o marido Edgar, que é baixista do grupo, têm uma banda com repertório baseado nos sucessos nacionais e internacionais dos anos 80. “A banda existe há três anos, mas passamos nove meses só ensaiando antes de começarmos a nos apresentar em público”, comenta Ana. Ana não tem turma fixa no CMEI. Ela cobre as permanências das outras professoras e por isso tem contato com as crianças de sete meses a quatro anos. No CMEI é conhecida como Tia Paz, pois há outras educadoras que se chamam Ana. A banda de Ana se chama Módulo 80 e atua há três anos, fazendo apresentações em festas de aniversário, de bodas ou eventos fechados, mas 8

também faz apresentações em casas noturnas e bares. A música, por enquanto, é apenas um prazer dela e dos companheiros da Módulo 80 e auxilia na renda doméstica como um complemento. “Eu gosto muito de ser educadora e muito de atuar na banda. Não é possível viver de música, por isso as apresentações são apenas uma renda extra”, explica Ana. O marido dela tem uma autoelétrica e antes da banda Módulo 80, participou de uma banda de metal. Em fevereiro, durante a capacitação dos professores de Colombo, no Parque Municipal da Uva, a banda Módulo 80 se apresentou e mostrou seu repertório de músicas de astros dos anos 80, como Madona, Cindy Lauper, Michael Jackson, entre outros. Os contatos para apresentações da banda podem ser feitos nos fones: (41) 9 96080049 ou 9 9966-2171.

Ana adora atuar como educadora e as apresentações da banda geram uma renda extra para ela e a família

9


Dia Internacional da Mulher teve programação especial em colombo A Prefeitura de Colombo, por meio da Secretária de Saúde, promoveu em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de março, uma programação especial voltada à conscientização do público feminino para os cuidados com a saúde. Na ocasião, cerca de 600 pessoas – entre população e estudantes – tiveram acesso aos serviços gratuitos no Ginásio Colégio Antônio Lacerda Braga, no bairro Alto Maracanã. Os presentes participaram de orientações de prevenção de Câncer de Mama e de Colo de Útero. Foram realizados 17 testes rápidos de

Hepatites, Sífilis e HIV- (CTA), 135 aferições de pressão arterial e 135 testes de Glicemia Capilar. A programação contou com a distribuição de preservativos, orientações em Planejamento Familiar; Direitos sobre Violência Contra Mulher; e 70 procedimentos de Auricoloterapia – uma técnica de usar pontos na pele da aurícula (ouvido externo) para diagnosticar e tratar dor e condições médicas do corpo. Entre os serviços gratuitos realizados foram 12 cortes de cabelos, designer sobrancelhas e 100 massagens – por meio da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (SEDUC). Em comemoração ao Dia da Mulher, houve ações de estética, como o design de sobrancelhas

Quem esteve participando do evento pode cortar o cabelo gratuitamente

10

Pensando na saúde da mulher, foram distribuídos preservativos aos participantes

11


Pedagoga e historiadora coordena manifestação cultural do município Rita Straioto tem 35 anos como servidora e há quatro coordena departamento de cultura

A diretora Rita e a equipe da Cultura na apresentação dos tenores Delazeri e Juan Pablo

O Departamento de Cultura da Prefeitura de Colombo é vinculado à Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude. Desde 2014 o setor tem como diretora Rita de Fátima Straioto de Souza, servidora municipal de Colombo desde 1983. Rita tem procurado valorizar o artista colombense, em qualquer forma de arte, como música, artes plásticas, dança, poesia, artes cênicas, entre outras. A expectativa do departamento de Cultura está na inauguração do CEU – Centro de Artes e Esportes Unificados, em fase final de obras, que será inaugurado no Jardim Eucaliptos, ainda neste ano. Rita é professora com curso de magistério em nível médio, formação em Letras com habilitação em Português e Inglês, licenciatura em História e Pedagogia, é especialista em Gestão de Pessoas, doutoranda em Educação na Universidade Nacional de Rosário, na Argentina. Ela foi professora e diretora por 25 anos, atuando na Escola Municipal

muito obrigado. Nossa gratidão pelos relevantes serviços prestados e importantes contribuições prestadas ao município.

Isolina Ceccon, no Jardim Ana Rosa, que é a escola com o melhor Ideb (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) do município. Neste período à frente do Departamento de Cultura, Rita modificou a utilização do espaço onde hoje funciona o departamento, que antes era usado como sala de licitações e hoje se transformou em local para exposições artísticas. Além disso, o Departamento de Cultura promoveu a reforma e mudança de local da Biblioteca da sede, a reforma do Museu municipal e a realocação do memorial ítalo-polonês para o Parque Municipal da Uva. Na Biblioteca da Regional Maracanã foi criado o Canto do Conto, onde são feitas leituras livros para alunos do ensino fundamental de escolas públicas e particulares, realizado em parceria com o IFPR (Instituto Federal do Paraná). “Procuramos fazer o máximo em prol da cultura de Colombo”, destaca a diretora.

APOSENTADOS - FEVEREIRO - 2018 - David Queiroz - Jane Aparecida Rosa - Solange Franco Alberti APOSENTADOS - MARÇO 2018 - Creusa Fernandes Olívio - Danielle Araújo Furquim de Góis - Davina Lima Tarachuk - Helder Luiz Lazarotto

www.colombo.pr.gov.br 12

- Helena Takatsuji Johnson - Irene Marques de Andrade - Jorge Luiz Fagundes da Silva - Josiane Andretta - Jovita Ribas de Paula Schneider - Lurdes Inês Pasternak Machado - Maria das Dores de Oliveira Martins - Noeli Aparecida da França - Orli Guibor das Neves

Informativo servidor marco 2018  
Informativo servidor marco 2018  
Advertisement