Page 1

Ano XVIII • N. 4.012 • R$ 0,80

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município - DOM

Estação do Samba

Tiragem: 2.500 • 15/2/2012

Robson Vasconcelos

PREFEITURA BELO HORIZONTE

é o destaque de BH no Carnaval 2012 Blocos caricatos e escolas de samba, bailes e diversos eventos em todas as regiões da capital mineira fazem parte de uma intensa programação para todos os públicos mação completa dos eventos de Carnaval em Belo Horizonte. Com o intuito de reforçar as baterias, fantasias e alegorias, a Belotur anunciou o aumento de até 100% nos auxílios concedidos pela Prefeitura de Belo Horizonte às agremiações e de 50% nos valores dos prêmios aos melhores blocos e escolas. A redução no tempo dos desfiles, que serão de, no máximo, 50 minutos para as escolas de samba e 40 minutos para os blocos caricatos, darão maior dinamismo ao espetáculo, tornando-o ainda mais atrativo para o público. “A cada ano, nossa missão é deixar o Carnaval de Belo Horizonte mais interessante, trazendo novas atrações que tornam a folia mais animada e bonita. É importante que o público se envolva e participe fazendo deste momento uma festa completa”, disse o prefeito Marcio Lacerda. Outra novidade dos desfiles de Carnaval deste ano é aumento do número de jurados que irão avaliar quesitos como bateria, samba enredo, evolução e fantasias, entre outros. Serão dez jurados para os blocos e 20 para as escolas de samba, o dobro do Carnaval passado.

Desfiles vão durar 50 minutos (escolas de samba) e 40 minutos (blocos caricatos), tornando o espetáculo mais dinâmico

Programação Especial As comemorações do Carnaval em Belo Horizonte começaram na semana passada, no Music Hall. Na sexta, dia 10, o Baile dos Artistas marcou a abertura oficial do Carnaval na cidade. O evento, que é realizado há mais de 20 anos, resgata a tradição dos antigos bailes carnavalescos da capital mineira, reunindo artistas de diversas áreas e profissionais ligados ao segmento das artes, além dos foliões em geral. “Esse baile é o único da cidade que segue as tradições de bailes de Carnaval de salão. A banda foi muito elogiada pelo público e, como sempre, não teve qualquer problema, confusão ou algo que prejudicasse a folia”, contou uma das organizadoras do evento, Clermem Gosling. De acordo com o presidente da Belotur, Fernando Rios, a variedade da programação deste ano pode mudar a ideia de quem acredita que Belo Horizonte não comemora a festa. Belotur

Divino Advincula

Desfiles dos blocos caricatos e de escolas de samba, festas em todas as regiões da cidade e a animação dos blocos de rua que enfeitam a cidade com muita irreverência e criatividade são alguns dos ingredientes que farão do Carnaval 2012 o melhor dos últimos anos em Belo Horizonte. A Estação do Samba, que será montada na Praça da Estação, na avenida dos Andradas, entre os viadutos Santa Tereza e Floresta, será palco de dez blocos caricatos e seis escolas de samba que desfilam no domingo e na segunda-feira, dias 19 e 20, a partir das 19h. No mesmo local, a partir das 16h de sexta, shows diversos, que se estenderão por todo o Carnaval, incluindo baterias de escolas de samba e diversos grupos e cantores, como a apresentação de Beth Carvalho na sexta, às 22h30. Todos os espetáculos oferecidos pela Prefeitura são gratuitos. Somente para os desfiles de domingo e segunda-feira serão necessários convites, distribuídos nos postos de informação da Belotur, entre eles o da rua Pernambuco, 282, na rodoviária e nos mercados Central e das Flores (avenida Afonso Pena, 1.055, Centro). Confira na página 2 a progra-

Prefeito Marcio Lacerda participou ontem do lançamento oficial do Carnaval 2012, em evento realizado na Cidade Administrativa

Folia para todas as idades Do início do mês até terça-feira, dia 21, shows e bailes populares promovidos pela Prefeitura estão festejando o Carnaval nas nove regiões de Belo Horizonte. Muita festa e animação para os foliões com as tradicionais marchinhas de Carnaval e concursos de fantasias. O público infantil e o da terceira idade também fazem parte da festa, com uma programação especial voltada para esses segmentos.

PBH aumentou os benefícios concedidos às escolas de samba e aos blocos

Estação do Samba

Grande novidade no Carnaval de 2012, a Estação do Samba abriga entre os dias 17 e 21, sexta e terça, além dos desfiles dos blocos caricatos, e das escolas de samba, shows com artistas locais e nacionais, praça de alimentação e decoração especial, que inclui um palco de 16m² x 12m² e telão. Além de Beth Carvalho, a Velha Guarda da Portela, os grupos Zé da Guiomar, Copo Lagoinha, Bantuquerê e Bangalafumenga e a cantora Aline Calixto são destaques da programação. Cerca de cem banheiros químicos e 12 barracas e bares estarão à disposição para receber um público estimado de 15 mil pessoas durante os cinco dias de evento. Ônibus e metrô terão horários especiais para o atendimento ao público. Leia mais sobre o Carnaval na página 2.


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

2

Grupo Guararás

Poder Executivo Quarta-feira, 15 de favereiro de 2012

Confira a programação especial do Carnaval 2012 em BH

encena dança folclórica no Palácio das Artes

Agenda dos blocos caricatos

O Grupo Guararás apresenta hoje o espetáculo de dança “Festa do Menino Deus” no Grande Teatro do Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537, Centro). A atração resgata o ciclo natalino do folclore brasileiro por meio de cenas coreografadas inspiradas na Folia de Reis, no bumba meu boi, guerreiro e pastoril. O espetáculo também busca referências em folguedos e danças típicas como coco alagoano, fandango e retumbão. A apresentação começa às 20h e pode ser vista até amanhã. O ingresso custa R$ 10. O Guararás é um grupo de pesquisas e projeções folclóricas e tem o objetivo de divulgar parte da cultura brasileira à comunidade em geral. A equipe possui 11 anos de estrada e conta com 55 integrantes, entre bailarinos profissionais e grupo profissionalizante. O grupo surgiu em Belo Horizonte e já se apresentou nas mais importantes cidades do país, além de participar de festivais internacionais como o The International Folklore Festival Songs of the Mountains, na Romênia.

Belotur

Domingo, dia 19

EM CART AZ NEST A QUART A CARTA NESTA QUARTA

19h às 19h40 - Grupo de Avaliação: Acadêmicos da Vila Estrela 19h40 às 20h20 - Grupo de Avaliação: Apaixonados pelo Samba 20h20 às 21h - Grupo B: Aflitos do Anchieta 21h às 21h40 - Grupo B: Corsários do Samba 21h40 às 22h20 - Grupo B: Metralhas do IAPI Amanhã 22h20 às 23h - Grupo A: Inocentes de Santa Tereza · Bloco do Moreré 23h às 23h40 - Grupo A: Por Acaso 18h – Da Praça Duque de 23h40 a 0h20 - Grupo A: Mulatos do Samba Caxias até o bar do Seu Orlando, 0h20 a 1h - Grupo A: Bacharéis do Samba em Santa Tereza. 1h a 1h40 - Grupo A: Infiltrados de Santa Tereza · Carnaval da 3ª Idade 13h - Cras Jardim Leblon (R. Visconde do Itaborai, 304) · Baile carnavalesco da pessoa idosa 19h às 22h - Centro de Referência da Pessoa Idosa (Av. Dom Pedro II, 3.250, Caiçara) · Encontro do Samba 13h às 17h - Mercado Municipal da Lagoinha (Av. Antônio Carlos, 821, Lagoinha)

Dia 17, sexta

Teatro Adulto Absurdo No Pirex – Sesc Palladium – Grande Teatro (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro), às 21h. R$ 10.

Comédia

Agenda das escolas de samba Segunda, dia 20

20h às 20h45 - Grupo B: Estrela do Vale 20h45 às 21h35 - Grupo A: Acadêmicos de Venda Nova 21h35 às 22h25 - Grupo A: Chame-Chame 22h25 às 23h15 - Grupo A: Canto da Alvorada 23h15 a 0h05 - Grupo A: Bem Te Vi 0h05 a 5h55 - Grupo A: Cidade Jardim Flávia Mafra

A Comédia dos Defuntos sem Cova – Teatro Sagrado Coração de Jesus (Rua dos Inconfidentes, 500, Funcionários), às 19h. R$ 12. Cada um tem a sogra que merece – Teatro da Maçonaria (Av. Brasil, 478, Santa Efigênia), às 20h. R$ 12. Comédia di Buteco no Teatro – Espaço Cultural Imaculada (Rua Aimorés, 1.600, Lourdes), às 21h. R$ 12. Meu Tio é... Tia – Teatro Sagrado Coração de Jesus (Rua dos Inconfidentes, 500, Funcionários), às 20h30. R$ 12. Mamãe, estou grávido! – Teatro Nossa Senhora das Dores (Av. Francisco Salles, 77, Floresta), às 21h. R$ 12. Marido, Matriz e Filial – Palácio das Artes – Sala Juvenal Dias (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 12. Por Pouco – Teatro da Alterosa (Av. Assis Chateubriand, 499, Floresta), às 20h. R$ 12. Tudo o que você sempre quis saber sobre sexo está na hora de perguntar – Teatro Santo Agostinho (Rua Aimorés, 2.679, Santo Agostinho), às 20h. R$ 12.

Drama

Cuidado: Frágil – Palácio das Artes – Teatro João Ceschiatti (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 21h. R$ 10. O Amor no Grande Sertão – Espaço Cultural Imaculada (Rua Aimorés, 1600, Funcionários), às 19h. R$ 10.

Musical

Morte e Vida Severina – Teatro da Cidade (Rua da Bahia, 1.341, Centro), às 20h30. R$ 12.

Dança Folclore

Divulgação

Festa ao Menino Deus – Palácio das Artes – Grande Teatro (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 10.

· Bloco Escola Grêmio Recreativo Unidos da Guignard 18h – Sai da Escola Guignard (R. Ascânio Burlamaqui, 540, Mangabeiras) · Beijo Elétrico - R.Antônio de Albuquerque, 384, Savassi · Pré-Concurso de Fantasias Infanto-Juvenis - Escola Municipal Marconi (Av. do Contorno, 8.476, bairro Santo Agostinho)

Sábado, dia 18 · Bloco Impresta 10 Das 14h às 22h - Rua Tenente Freitas, Santa Tereza · Então, brilha! 9h- R.Guaicurus, 660 · Bloco do Approach Das 14h às 20h - Av. Brasil, 41, Santa Efigênia · Carnaval Sanfônico Das 13h às 17h - Feira Tom Jobim (Av. B.Monteiro com av.Brasil).

Domingo, dia 19

Tragicomédia

Quem tem medo da velhice? – Sesc Palladium – Teatro Júlio Mackenzie (Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro), às 20h30. R$ 10.

Blocos, bailes e diversos eventos nas diversas regiões da cidade

Grade de programação do Estação do Samba Dia 17, sexta 16h – Bateria das Escolas de Samba e Blocos de BH 19h – Zé da Guiomar 22h30 – Beth Carvalho

Dia 18, sábado 14h – Bateria das Escolas de Samba e Blocos de BH 16h – Velha Guarda de BH 21h30 - Bangalafumenga

Dia 19, domingo 14h – Bateria das Escolas de Samba e Blocos de BH 15h – Magnatas do Samba 16h30 - Copo Lagoinha

Dia 20, segunda 14h – Bateria das Escolas de Samba e Blocos de BH 15h – Banda Bororó 16h30 – Velha Guarda da Portela

Dia 21, terça 14h – Bateria das Escolas de Samba e Blocos de BH 16h – Nonato do Samba 19h – Tradições do Samba 22h30 – Aline Calixto

· O grande encontro: Cacete de Agulha, Bloco da Simone, ala da MISSes. A partir das 10h, na avenida Brasil41, Santa Efigênia. · Alcova Libertina Às 16h - Rua Mármore, 143, em Santa Tereza · Batiza Esse Nenê Das 15h às 19h - R. Sapucaí, em Santa Tereza

Segunda, dia 20 · Bloco Coletivo do Delírio Às 11h - Rua Aimorés com av. Getúlio Vargas, Funcionários · Liberdade ainda que agora: Batuque Zumbi, às 18h – Da rua Hermínio Alves até a Praça Duque de Caxias, em S. Tereza · Bloco do Grito Às 16h - Praça João Pessoa (Av. Carandaí com avenida Brasil). · Bloco da Gruta, das 10h às 22h - R.Genoveva, Horto

Terça, dia 21 · Bloco A Santê - 14h às 20h30 - R. Mármore, em S.Tereza · Carnaviola 15h às 20h30, na Praça da Liberdade


Poder Executivo Quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

3

Programa Floração realiza formação com 200 professores no Museu de História Natural da UFMG dantes concluírem o ensino fundamental em menos tempo, com possibilidade de encaminhamento para formação profissional e técnica gratuita. Para que os estudantes alcancem os

Smed

No início de fevereiro, o programa Floração, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, realizou uma atividade de formação no Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O encontro teve como objetivo buscar subsídios para que os professores iniciem a construção do módulo de ciências que será desenvolvido com estudantes a partir de março deste ano. Divididos em equipes, cerca de 200 professores do programa participaram de uma aula, quando foram orientados por monitores do museu e consultores da Fundação Roberto Marinho. Com metodologia desenvolvida pela Fundação Roberto Marinho, parceira da Prefeitura, o Floração possibilita aos estu-

Videoconferência Na terça-feira, dia 7, uma videoconferência marcou o encerramento da primeira formação do ano no programa, com o tema “Matriz de Referência para Avaliação do Telecurso – Língua Portuguesa”. O evento aconteceu no auditório Paulo Freire, na Secretaria Municipal de Educação, no bairro Santo Antônio. Durante o evento, aconteceu uma palestra com a professora dos ensinos fundamental, médio e superior, Zuleika de Felice Murrie, formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) e doutora em Linguagem e Educação pela Faculdade de Educação da USP. Zuleika também é autora de diversas publicações para gestores, professores e alunos do ensino médio, além de crianças. Desenvolve, além disso, pesquisas nas áreas de avaliação, currículo e políticas públicas para a educação.

Professores vão construir o módulo de ciências, que será desenvolvido com os alunos a partir de março deste ano

Política da capital para as mulheres é referência mundial agredida dentro de casa ou foi vítima de violência física, psicológica, sexual, patrimonial de ordem moral. O levantamento foi feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Desde que a Lei Maria da Penha foi aprovada, em 2006, para combater e punir a violência doméstica contra a mulher, mais de 330 mil processos foram abertos e 9.700 mil agressores presos. Em Belo Horizonte, a Comdim articula a política de enfrentamento à violência contra a mulher, acolhe, atende e encaminha os casos para abrigamento, quando necessário. Mais informações sobre o trabalho da coordenadoria podem ser obtidas pelos telefones 3277-9756 e 32779758.

CRC promove curso sobre lixo eletrônico Fotos : Prodabel

mulher agredida não denuncie a violência. A partir desta data, um vizinho, um parente ou outra pessoa, que não apenas a vítima, poderão denunciar o agressor à polícia. A ampliação da constitucionalidade da lei foi comemorada pela Comdim e vem de encontro com ao trabalho desempenhado pela coordenadoria e por toda a Rede de Enfrentamento à Violência. Em novembro, no 6º Seminário de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, foi amplamente debatida a importância da criação do juizado especial que atenda às mulheres vítimas de violência. Segundo dados da Secretaria Especial de Mulheres (SPM), uma em cada seis brasileiras já foi

SMADC

A Coordenadoria dos Direitos da Mulher (Comdim), vinculada à Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, recebeu na última semana as estudantes Suzana da Silva Paulino Francisco e Sheila Punjá, que fazem parte do intercâmbio entre Brasil e África organizado pela professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Anayansy Correa Brenes. O motivo da visita foi conhecer as políticas municipais de atendimento à mulher em situação de violência na capital e discutir a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Lei Maria da Penha. Desde quinta-feira, dia 9, em decisão do STF, a Lei Maria da Penha pode ser aplicada mesmo que a

resultados desejados, a Prefeitura de Belo Horizonte criou condições apropriadas para o programa, com professor exclusivo para cada turma de aceleração na sua própria escola.

Temas como reciclagem, cidadania e meio ambiente foram abordados

O Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC) BH Digital, em parceria com a Gerência de Capacitação e Desenvolvimento da Probadel e a Escola Virtual do Governo (EVG), promoveu no início do mês um curso sobre lixo eletrônico. Foram abordados temas como metareciclagem, cidadania e meio ambiente. O curso foi ministrado pela monitora do CRC BH Digital, Lucilene Aparecida da Silva, que explicou o que foi apresentado nas aulas. “Tentamos conscientizar os alunos sobre o consumismo, além de mostrar o impacto do lixo eletrônico no meio ambiente e como reaproveita-los, assim como é feito no

CRC”, frisou. Ghabriel Cruz e Castro, agente de informática da Escola Municipal Francisca de Paula, participou do curso e destacou a importância. “Com o aprendizado, posso resolver vários problemas relacionados a computadores e também ensinar os alunos da escola”, explicou. Thaís Rodrigues dos Santos Gouvea, agente de Informática da Escola Municipal Antônio Mourão Guimarães, também avaliou o aprendizado. “Em vez de chamar um técnico de informática cada vez que eu tiver um problema na escola eu mesmo conseguirei resolver. O curso foi muito bom e ampliou meus conhecimentos”, disse.

legend

Estudantes africanas visitaram a capital mineira para conhecer as políticas municipais de atendimento à mulher


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

22

Quarta-feira, 15 de favereiro de 2012

INDICADORES ECONÔMICOS DE BELO HORIZONTE Taxas de Juros – Dezembro de 2011

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

ago/11

361,31

0,31

5,48

set/11

362,50

0,33

out/11

363,55

0,29

nov/11

365,12

0,43

dez/11

367,27

3ª jan/12

378,89

(3)

Variação (%)

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

7,17

139,00

5,34

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

7,63

366,42

0,31

4,47

7,27

5,83

7,55

367,44

0,28

4,76

6,86

Prefixada (montadoras)

1,32

2,10

59,09

1,62

6,14

7,16

367,66

0,06

4,82

6,03

Prefixada (multimarcas)

1,58

2,60

64,56

2,08

6,59

6,94

369,94

0,62

5,47

5,90

2,04

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

0,59

7,22

7,22

372,20

0,61

6,12

6,12

Prefixada (montadoras)

1,44

2,84

97,22

2,09

2,09

7,35

381,95 (3)

1,61

1,61

6,26

Prefixada (multimarcas)

1,62

3,21

98,15

2,30

11,90

13,95

17,23

12,81

Cartão de Crédito

(2) IP CR= Índice de P reço s ao Co nsumido r Restrito : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 6 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (3) 3ª quadrissemana de julho /94 = 100

Cheque Especial

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Combustíveis Construção Civil

Índice de Confiança do Consumidor Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100) ICCBH(1)

Menor

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

Período

Taxas médias praticadas(1)

Setores

IEE(2)

No mês

IEF(3)

ICCBH

No ano

IEE

IEF

ICCBH

Últimos 12 Meses

IEE

IEF

ICCBH

IEE

(2) (8)

0,05

1,58

3.060,00

1,13

0,05

1,58

3.060,00

0,33

1,32

3,85

191,67

2,50

2,44

5,29

116,80

3,57

1,67

2,60

55,69

1,90

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

135,94

188,70

119,09

0,08

0,76

-0,26

1,32

0,95

1,53

3,95

4,22

3,82

CDC - Financeiro (8)

135,79

190,13

118,43

-0,12

0,76

-0,55

1,20

1,71

0,97

0,83

2,23

0,12

CDC - Bens Alienáveis

set/11

135,66

190,00

118,31

-0,10

-0,07

-0,10

1,11

1,64

0,86

2,95

6,39

1,29

137,35

187,54

121,32

1,25

-1,30

2,54

2,37

0,32

3,42

4,36

1,07

6,05

138,86

193,50

121,42

1,10

3,18

0,08

3,50

3,51

3,51

1,93

-0,29

3,11

dez/11

138,86

193,54

121,40

0,00

0,02

-0,02

3,50

3,54

3,49

3,50

3,54

3,49

8,57 9,42

Imóveis na Planta

jul/11

out/11

23,29 612,14

(3) (7)

ago/11

nov/11

9,53 24,64

Imóveis Construídos

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

IEF

7,73 3,46

(8)

Eletroeletrônicos

2,06

5,00

142,72

3,46

Mobiliário

1,41

4,71

234,04

2,66

Financeiras Independentes

8,44

15,45

83,06

12,19

Turismo

(1) ICCB H: Índice de Co nfiança do Co nsumido r de B elo Ho rizo nte: trata-se de um indicado r que tem po r finalidade sintetizar a o pinião do s co nsumido res em B elo Ho rizo nte quanto ao s aspecto s capazes de afetar as suas decisõ es de co nsumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Eco nô mica: retrata a expectativa do co nsumido r em relação ao s indicado res macro eco nô mico s

Nacional

1,30

2,37

82,31

1,70

Internacional

1,31

2,38

81,68

1,70

1,49

11,53

673,83

4,71

Vestuário e Calçados

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a co nfiança do co nsumido r a respeito de alguns indicado res micro eco nô mico s

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Residenciais Período Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%) No mês

Últimos 12 Meses

No ano

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

No ano

(8)

1,38

2,49

80,43

2,01

Capital de Giro (8)

1,15

3,22

180,00

2,02

Conta Garantida (8)

2,13

9,04

324,41

5,76

Desconto de Duplicatas

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis

Captação

Últimos 12 Meses

CDB 30 dias

(4)

0,86

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,81

jul/11

394,78

0,82

5,94

10,21

519,40

0,55

7,24

13,18

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,42

0,70

66,67

ago/11

398,53

0,95

6,95

10,30

526,10

1,29

8,62

13,40

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,63

0,74

17,46

set/11

401,12

0,65

7,65

10,03

530,26

0,79

9,48

12,61

Poupança (5)

out/11

403,97

0,71

8,41

10,40

536,25

1,13

10,72

12,49

nov/11

407,56

0,89

9,38

10,12

541,83

1,04

11,87

12,57

dez/11

411,68

1,01

10,48

10,48

549,68

1,45

13,49

13,49

0,87

(1) Co nsidera-se a média das taxas praticadas pelo s info rmantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(6) M édia po nderada pela vigência

(3) Inclui a variação do s indexado res CUB , TR, INCC e IGP -M

(7) No vo cálculo co nsiderando o perío do do s índices que co mpõ em a estimativa (8) Dado s co letado s a partir de info rmaçõ es co nso lidadas no B anco Central do B rasil

(4) Taxa A NB ID do primeiro dia útil do mês e pro jetada para 30 dias

.. Não se aplica dado s numérico s

Tarifas Bancárias – Dezembro de 2011 Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%) Média (2) (R$)

CADASTRO

413,33 (12)

561,00 (10)

636,32 (57)

1535,37 (54)

Conf ecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com f unção débito

por cliente

5,50

10,00

81,82

7,68

863,43 (83)

1014,73 (113)

1884,09 (102)

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com f unção mov. conta de poupança

por cliente

5,50

10,00

81,82

7,28

Apartamento 2 Quartos

587,60 (50)

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

690,00 (14)

823,08 (13)

1060,00 (20)

1293,64 (11)

1022,19 (32)

1171,52 (79)

1426,27 (177)

2262,28 (202)

(1)

(2)

1695,00 (10)

2724,17 (24)

2225,00 (4)

-

2452,50 (20)

3979,22 (128)

367,50 (20)

446,36 (11)

(2)

-

455,00 (10)

560,00 (5)

(1)

-

(2)

(2)

766,67 (6)

-

606,43 (14)

775,00 (14)

1081,25 (8)

(2)

797,50 (12)

1018,46 (13)

(2)

(3)

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

1085,00 (10)

1510,00 (10)

2527,27 (11)

4511,11 (9)

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

1833,33 (6)

(2)

(1)

(3)

(3)

(3)

3570,00 (10)

7558,82 (17)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho

por evento

0,00

59,00

..

30,63

CONTAS DE DEPÓSITOS

por Operação

30,00

52,00

73,33

39,61

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

11,00

15,00

36,36

11,85

CHEQUE - Fornecimento de f olhas de cheque

por cheque

1,00

1,70

70,00

1,41

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

27,00

35,00

23,32 14,50

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,50

75,00

2,33

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,30

3,00

130,77

1,92

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,30

2,30

76,92

1,83

DEPÓSITO - Depósito Identif icado

por operação

0,00

5,00

..

2,14

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

1,90

6,00

215,79

3,30

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,45

3,00

106,90

2,08

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

0,00

2,00

..

1,27

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,13

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,45

5,00

244,83

2,35

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

0,00

5,00

..

1,94

Fornecimento de cópia de microf ilme, microf icha ou assemelhado

por operação

4,50

7,00

55,56

5,78

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

12,94

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

12,50

..

7,76

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

0,00

11,50

..

7,35

Transf erência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,95

195,00

1,45

Transf erência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

2,70

..

1,03

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

24,00

27,00

12,50

25,52

Transf erência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

13,40

20,00

49,25

14,70

Transf erência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

12,50

..

7,78

Transf erência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,00

11,50

91,67

7,99

Transf erência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

13,40

20,00

49,25

14,70

Transf erência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

12,50

..

7,78

Transf erência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,85

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Barracões

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE

(*) O valor entre parênteses representa o número de imó veis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maio ria das vezes, so mente são publicados valo res médios o btido s a partir de quatro imó veis pesquisados. Os caso s em que não fo i pesquisado nenhum imóvel são indicados po r hífen (-). Os valo res médios referentes a apartamentos de 1e 2 quarto s da classe luxo são influenciados pela o ferta de Flats.

30,00

49,00

63,33

41,63

por evento

10,50

18,00

71,43

13,35

CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

a cada 365 dias

24,00

56,00

133,33

46,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com f unção crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,54

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

Pagamento de contas utilizando a f unção crédito em espécie

por evento

1,99

15,00

653,77

10,40

Avaliação emergencial de crédito Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

por evento

0,00

15,00

..

13,13

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

65,00

por evento

0,00

30,00

..

16,00

(2) Co nsidera-se a média das tarifas praticadas pelo s banco s pesquisado s

(1) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

por operação

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Fo nte: B anco Central do B rasil / B anco s - Dado s trabalhado s pela Fundação IP EA D/UFM G

.. Não se aplica dado s numérico s

Quantidade

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

Açúcar cristal

3,00 kg

5,62

-0,03

Arroz

3,00 kg

5,71

0,07

Banana caturra

12,00 kg

22,32

0,19 0,30

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

ND: não dispo nível

Custo da Cesta Básica (*) – Dezembro de 2011

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

ND - não dispo nível

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Dezembro de 2011

Casas

0,70 0,59

Taxa SELIC (6)

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Apartamentos

0,58

Últimos 12 Meses

No ano

IPCA(1)

Salário Mínimo

Cesta Básica (2)

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

Batata inglesa

6,00 kg

7,62

jul/11

360,19

841,18

427,61

0,10

0,00

-0,77

5,16

6,86

2,47

7,28

6,86

15,50

Café moído

0,60 kg

7,56

0,09

ago/11

361,31

841,18

439,66

0,31

0,00

2,82

5,48

6,86

5,36

7,63

6,86

18,17

Chã de dentro

6,00 kg

103,50

1,93

set/11

362,50

841,18

435,81

0,33

0,00

-0,88

5,83

6,86

4,43

7,55

6,86

14,39

-0,02

out/11

363,55

841,18

437,34

0,29

0,00

0,35

6,14

6,86

4,80

7,16

6,86

nov/11

365,12

841,18

444,78

0,43

0,00

1,70

6,59

6,86

6,59

6,94

6,86

dez/11

367,27

841,18

460,44

0,59

0,00

3,52

7,22

6,86

10,34

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (2) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

7,22

6,86

Farinha de trigo

1,50 kg

3,01

Feijão carioquinha

4,50 kg

16,56

0,63

5,08

Leite pasteurizado

7,50 l

15,08

-0,14

2,75

Manteiga

750,00 g

14,40

0,06

Óleo de soja

1,00 un

2,89

-0,01

Pão francês

6,00 kg

37,26

0,23

Tomate

9,00 kg

25,20

0,21

10,34

(*) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

23

Nada melhor do que conhecer para preservar. Seguindo esse lema, biólogos, educadores, agentes de visitação e estagiários do Serviço de Educação Ambiental da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH) apresentaram no final de janeiro o teatro de fantoches “Piabinha do Rio São Francisco”, história adaptada do livro “A Piabinha do Rio das Velhas”, de Rosa Ayres, que tem como tema central a poluição dos rios. Essas apresentações fazem parte de um projeto mais amplo, que tem como objetivo difundir questões ambientais por meio da adaptação de histórias da literatu-

Fotos: FZB

Narração de histórias na Fundação ZooBotânica estimula a preservação ambiental

Teatro de fantoches “Piabinha do Rio São Francisco” difundiu diversas questões ambientais para as crianças

ra infanto-juvenil, como estratégia para se despertar o espírito científico, o interesse pela preservação da natureza e pela leitura em crianças de 2 a 12 anos que frequentam as áreas da fundação. Para o presidente da FZBBH, Evandro Xavier, este projeto vem possibilitar o atendimento a uma faixa etária muito importante. “É muito louvável que as questões ambientais sejam propostas para um público cada vez mais jovem. As crianças são

muito abertas ao aprendizado e, por isso, podem contribuir com uma conscientização mais duradoura dentro de seu próprio grupo familiar”, argumenta. De acordo com uma das coordenadoras da atividade, a bibliotecária Karina Pereira, a narração de histórias é uma ferramenta valiosa para o trabalho com as crianças em fase de alfabetização. “É uma forma leve e lúdica, em que aliamos meio ambiente e leitura através da adaptação de livros

Todos os centros de saúde da capital vão receber o teste rápido anti-HIV

O SUS-BH vai ampliar o teste rápido anti-HIV para todos os centros de saúde ao longo deste ano. Atualmente, as unidades que realizam o exame são os centros de saúde Carlos Chagas, São Miguel, Cafezal, Horto, Sagrada Família, Alto Vera Cruz, Santa Inês, São Cristóvão e Pedreira Prado Lopes. Com o teste, o usuário poderá ter acesso ao resultado em 30 minutos. Segundo o coordenador do programa de programa de DST/ Aids da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), Mateus Westin, a iniciativa favorece a prevenção, o diagnóstico e o controle da doença. “O teste vai facilitar o diagnóstico precoce do HIV e, consequentemente, o tratamento adequado aos soropositivos. Com ele, podemos planejar melhor nossas ações de prevenção e oferecer

um atendimento mais ágil à população”, disse. O exame também é realizado no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Unidade de Referência Secundária Sagrada Família e no Centro de Saúde Oswaldo Cruz, situado na região Centro-Sul. No CTA, são realizados 100 testes rápidos por mês para HIV. No restante da rede SUS-BH, o resultado do teste leva, em média, 15 dias. Outra iniciativa da SMSA na prevenção e controle da doença é o programa BH de Mãos Dadas Contra a Aids”. Um dos destaques dessa iniciativa é o curso de formação “Sexualidade e afetividade para ações de multiplicadores em prevenção às DST/Aids” que, em 2011, formou 1.600 pessoas distribuídas em 70 turmas na capital. O curso oferece uma formação para que cada cidadão seja uma espécie de multiplicador da prevenção. Ao longo do ano, são feitos entre 12 e 25 encontros, com turmas de até 25 alunos, cuja carga horária varia entre 42 e 70 horas. As aulas são ministradas por profissionais da saúde e também por diferentes atores sociais como os movimentos LGBT e de Mulheres e Negros, além de ONGs. Os temas tratam de várias questões relacionadas à sexualidade como, por exemplo, “Prevenção”, “Mitos, crendices e tabus”, “Trabalhando a autoestima”, “História da Sexualidade”, “Direitos Humanos” e “Maternidade e Paternidade na Adolescência”, entre outros. As aulas são

realizadas em escolas públicas e particulares, associações de bairros, centros de saúde, Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) que solicitam o curso.

Premiação Entre os dias 16 e 19 de junho de 2011, o programa “BH de mãos dadas contra a AIDS” foi contemplado com o reconhecimento nacional ao participar do 7º Congresso Brasileiro de Prevenção às DST e Aids, realizado em Brasília. Sete experiências inscritas pela SMSA no Ministério da Saúde foram aprovadas e apresentadas para os participantes do congresso. Em 2007, o programa recebeu o prêmio Objetivos do Milênio (ODM) promovido pelas Nações Unidas.

Tratamento Atualmente existem 6 mil pessoas em tratamento antirretroviral em Belo Horizonte. Na capital, a partir de 2003, houve uma diminuição da incidência anual, com estabilização nos últimos três anos em torno de 400 novos casos por ano. A grande maioria dos portadores do vírus situa-se na faixa etária entre 20 e 39 anos (61,4% do total de casos).

da literatura infanto-juvenil voltados para esse tema. Nos tornamos mediadores ao despertar na criança o interesse pela leitura e pelo cuidado com a natureza”, disse. Os visitantes da FZB-BH devem ficar atentos. A próxima peça,

que recebe agendamento prévio para escolas, deverá ser apresentada em abril na Zooboteca, mas já tem título definido: “Chapeuzinho Vermelho e o lobo-guará”, história baseada no livro de mesmo nome do escritor mineiro Ângelo Machado.

Acesso ao campus da UFMG na Pampulha é alterado por causa das obras do BRT 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 Devido às obras do BRT na avenida Antônio Carlos, fo12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 ram realizadas alterações no acesso e na saída do campus na 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Com a obra, 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 foram desativadas as conversões de acesso e saída à UFMG que 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 cruzavam a pista exclusiva de ônibus da avenida Antônio Carlos. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 Com a volta às aulas dos estudantes do Coltec, a equipe 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 da BHTrans Educa realiza a partir de amanhã a distribuição de 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 folhetos informativos orientando sobre as mudanças nos aces12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 sos e na saída do campus. Faixas de pano serão afixadas indi12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 cando as alterações e agentes da Unidade Integrada de Trânsito 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 irão monitorar e orientar o tráfego na região. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 O novo percurso de acesso à UFMG no sentido Centro/ 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 UFMG é o seguinte: avenida Antônio Carlos (sentido Centro/ 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 bairro), acessar o Viaduto José Alencar (avenida Antônio Abrahão 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 Caram) e optar por uma das duas entrada do campus, na aveni12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 da Antônio Carlos (sentido bairro/Centro) ou na avenida Antô12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 nio Abrahão Caram. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 Para sair do campus em direção à Pampulha, opte pela 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 portaria 2 da avenida Antônio Abrahão Caram, acesse o Viadu12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 to José Alencar (avenida Antônio Abrahão Caram), seguindo 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 assim a avenida Antônio Carlos (sentido Centro/Bairro) ou em 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 direção ao Aeroporto da Pampulha. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901 12345678901234567890123456789012123456789012345678901


BELO HORIZONTE 24 24

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, de fevereiro de 2012 Quarta-feira, 15 de15favereiro de 2012

Campanha de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes é reforçada por uma ampla rede de parceiros ceber os jogos das Copas das Confederações, em 2013, e do Mundo, em 2014. Uma ampla rede vem se formando com a participação da administração municipal, da Promotoria da Infância e da Juventude, de entidades representativas do turismo e do Comitê Executivo Municipal da Copa 2014, além de ONGs. A ideia é mudar a realidade de forte incidência de abuso e violação dos direitos infanto-juvenis. De acordo com o levantamento da Policia Rodoviária Federal, da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da ONG Childhood, as estradas federais localizadas em Minas Gerais são as que mais apresentam pontos de vulnerabilidade para exploração sexual comercial de crianças e adolescentes

no país, com 133 locais identificados. Presidente da Associação Municipal de Assistência Social (Amas) e da Comissão Operativa Local no Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil, Rosalva Portella destacou que este fenômeno se dá devido ao grande entroncamento das estradas em Minas Gerais, o que muitas vezes facilita a ação dos criminosos. Rosalva destacou a importância de todos atuarem juntos e a importância dos pais ouvirem seus filhos. “Os pais devem prestar atenção na mudança de comportamento das crianças, nas escolas, postos de saúde, etc. Hoje o número de denúncias aumentou, temos também muitas crianças fazendo a denúncia através do disque 100”, disse.

Uma das metas é acabar com o abuso e a violação dos direitos infanto-juvenis

Fotos: Amas

“Asas para infância e adolescência seguras e protegidas”. Este é o tema da campanha de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil de Belo Horizonte de 2012, lançada na sexta-feira, dia 10, no Museu Histórico Abílio Barreto, na Cidade Jardim, quando foram divulgadas as estratégias de ações e a nova identidade visual do programa. A campanha visa diminuir a violência sexual contra crianças e adolescentes em Belo Horizonte, sensibilizando a população para a importância do problema, incentivando a denúncia de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes e divulgando os canais de denúncia entre a população e o poder público, como o Disque 100 e o conselho tutelar. Uma meta da campanha é preparar Belo Horizonte para re-

Museu Abílio Barreto recebeu o lançamento da campanha de 2012

Atendimento e vara especial Em 2010, foram atendidas 741 crianças e adolescentes vítimas de violência sexual no Programa de Atendimento à Família e ao Indivíduo (Paefi). Já em 2011 o número chegou a 968. Destas, 57% foram vítimas de abuso intrafamiliar, 38% foram casos de abuso extrafamiliar e 5% foram vítimas de exploração sexual comercial. Segundo a secretária municipal adjunta de Assistência Social, Elizabeth Leitão, hoje existe uma rede amadurecida que sabe o que fazer, como encaminhar e mobilizar a sociedade. “De 2010 para 2011 tivemos um aumento de atendimento, o que significa dizer que temos mais denúncias. A sociedade está respondendo às campanhas de mobilização”, disse. Beth Leitão destacou a importância da criação de vara especial para atendimento de crianças e adolescentes para dar agilidade na apuração dos processos de crimes contra crianças e adolescentes. A promotora de justiça da Vara da Infância e da Juventude, Maria de Lourdes Santa Gema, destacou que a criação da vara é um grande desejo de toda a rede de proteção. “Pela lei, a vara já foi criada, mais ainda não foi instalada. Aguardamos essa iniciativa do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais ainda em 2012”, comentou.

Nova espécie de ave é encontrada no Parque Serra do Curral Uma família de falcão-cauré (Falco rufigularis) foi avistada no final do mês de janeiro no Parque Serra do Curral, na região Centrosul de Belo Horizonte. A espécie, nunca antes registrada em Belo Horizonte, foi encontrada por um grupo de observadores de aves durante uma visita técnica à área verde realizada pela Ecoavis, instituição que promove observação de aves e ações de preservação da natureza. De acordo com o biólogo Wagner Nogueira, um dos que participou da visita e membro da Ecoavis, foi um privilégio observar uma família de caurés no parque, ave tão incomum na região. “As aves são muito dóceis. Foi possível andar e conversar embai-

xo dos postes onde estavam pousados sem que manifestassem nenhuma atitude evasiva”, comentou. Segundo o biólogo ornitólogo e vice -presidente da Ecoavis, Gustavo Pedersoli, os falcões-cauré são dependentes de mata e, provavelmente, realizaram um voo maior que o de costume e acabaram encontrando o parque, que é muito próximo à Mata do Jambreiro, em Nova Lima. Com este novo registro, Belo Horizonte passou a ter 347 espécies de aves. Somente no Parque Serra do Curral podem ser encontradas 82, como o carrapateiro, a coruja-da-igreja, o chorozinhode-chapéu-preto e o choca-damata.

Wagner Nogueiras

Entidades de turismo, Comitê Executivo da Copa, administração municipal e Promotoria da Infância fazem parte da rede

Parceria Neste ano, a Fundação de Parques Municipais e a Ecoavis prepararam para os visitantes dos parques de Belo Horizonte uma programação mensal voltada para a observação de aves. Os parques Jacques Cousteau, no bairro Betânia, o Lagoa do Nado, no Itapoã, e o Mata das Borboletas, no Sion, foram os primeiros a receber a atividade. Os próximos da lista são Primeiro de Maio, Aggeo Pio Sobrinho, Roberto Burle Marx (Parque das Águas) e das Mangabeiras.

Família de falcão-cauré foi avistada no final de janeiro

DOM - 15/02/2012  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you