Page 1

PREFEITURA BELO HORIZONTE Ano XVIII • N. 4.000 • R$ 0,80

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 28/1/2012

Nathália Turchetti

PBH valoriza literatura e promove concurso nacional

Menções Honrosas O júri do Concurso Nacional de Literatura João-deBarro concedeu ainda duas menções honrosas a outras obras que também se destacaram. A primeira foi para a obra “Passarim de Barros”, de Marilia Pirillo, e a outra foi concedida para a obra “Isso é Pro Menino que Queria Virar Vento”, de Pedro Henrique Tindade Kalil Auad e Luisa Helena Ribeiro dos Santos.

Os vencedores Silvana Tavano é escritora e jornalista, formada pela ECA-USP. Natural de São Paulo, trabalhou em diversos jornais e revistas, como a Marie Claire. Colabora para vários suplementos, revistas e sites voltados ao público infantojuvenil. Entre suas obras estão “Creuza em Crise”, “O Mistério da Gaveta” e “As Encrencas da Creuza”. Daniel Kondo nasceu em Passo Fundo-RS, mas mora atualmente em São Paulo. Iniciou sua carreira de ilustrador na publicidade. Publicou o livro “Tchibum!”, com concepção do nadador Gustavo Borges, que inclusive, recebeu menção honrosa na feira de Bolonha, na Itália, em 2007. Também ilustrou “Minhas contas”, de Luiz Antonio, e “Surfando na Marquise”, com texto de Paulo Bloise.

Concurso João-de-Barro abre espaço para trabalho de novos escritores e insere a capital mineira no circuito literário do país. Obra de Silvana Tavano e Daniel Kondo foi a vencedora de 2011 A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Culura (FMC), divulgou o vencedor do Concurso Nacional de Literatura João-de-Barro 2011, título que cabe à obra “Psssssssssssssiu!”, da escritora Silvana Tavano, com ilustrações de Daniel Kondo. O resultado foi publicado na sexta-feira, dia 27, no Diário Oficial do Município (DOM). Promovido pela PBH, o concurso surgiu em 1974 e tem o objetivo de valorizar a literatura produzida para crianças e jovens de todo o país, bem como revelar talentos nesse segmento. Vários autores renomados já foram contemplados, como Marcos Araújo Bagno, Fernando Jorge Uchôa e Ângelo Lago. Nessa edição, foi premiado o melhor livro inédito, escrito em língua portuguesa, com texto e projeto gráfico completo, destinado ao público infanto-juvenil. Neste ano, o concurso recebeu mais de 250 inscrições, vindas de 14 estados do Brasil, além

do Distrito Federal. Os autores da obra vencedora receberão R$ 20 mil, além de uma viagem à Itália, para participar da 49ª Bologna Children´s Book Fair, o maior evento internacional dedicado à literatura infantil e juvenil, que será realizado de 19 a 22 de março. A FMC promoverá, em data oportuna, uma cerimônia de entrega da premiação. O júri do Concurso João-deBarro 2011 foi composto pela socióloga e especialista em literatura infantil, Maria Dolores Prades, pela ilustradora Marilda Castanha e pelo escritor Nelson de Oliveira. A escolha de “Psssssssssssssiu!” como obra vencedora foi unânime. A expressividade do projeto, o humor delicado e a estrutura do livro contribuíram para o resultado. “Há uma simplicidade muito expressiva no projeto. No momento em que você aproxima texto e ilustração, há uma explosão de sentido. A mensagem é muito forte”, afirma Nelson de Oliveira.

Marilda Castanha chamou atenção para a sutileza da obra. “O livro convida a parar, a pousar o olhar e o pensamento sobre ele. Ele traz um diálogo que vai acontecendo enquanto você vira a página”, disse. Dolores Prades impressionou-se com a estrutura. “É um livro que está praticamente pronto. Tem começo, meio e fim, ou seja, é um livro com resolução e pensamento completos. Além disso, a utilização das duas páginas abertas em um diálogo foi uma questão muito bem pensada.” A amizade de Silvana Tavano e Daniel Kondo surgiu em 2011, na Feira Literária de Passo Fundo-RS, cidade natal de Daniel. A partir do encontro, eles decidiram fazer alguns trabalhos em parceira. O concurso João-de-Barro foi indicado por uma amiga em comum, que os aconselharam a participar. No livro, o leitor acompanha uma narrativa que tem como. “Vimos no silêncio um personagem instigante. Ele se opõe ao barulho, surge nos intervalos dos diálogos, se faz presente quando o som se ausenta. Com estas nuances, decidimos tomar como desafio a tentativa de materializálo ou personificá-lo em nosso livro”, comentou o ilustrador.

Nathália Turchetti

“Psssssssssssssiu!”, da escritora Silvana Tavano, com ilustrações de Daniel Kondor, foi escolhida pelo júri do concurso deste ano


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

2

Sábado, 28 de janeiro de 2012

Falta de moradia, desigualdade social e capitalismo são temas de peça no Teatro Sagrado Coração de Jesus O Teatro Sagrado Coração de Jesus (rua dos Inconfidentes, 500, Funcionários), apresenta na segunda, dia 30, um espetáculo que seria trágico se não fosse cômico. “A comédia dos defuntos sem cova” conta a história de um mendigo que mora em uma cova de um cemitério de Belo Horizonte. Na esperança de ganhar algum trocado, ele recebe um amigo, também mendigo, no Dia dos Finados. O mote é quando o dono da cova morre e o mendigo descobre que o enterro será na manhã seguinte. Apesar do texto descontraído, questões como falta de moradia, desigualdade social e capitalismo são discutidos com surrealismo nesta peça cômica e instigante. Os atores Geraldo Carrato, Rodrigo Moreira, Sergê Weick e Amynasdabron são dirigidos por Marco Amaral. O espetáculo pode ser visto até o dia 28 de fevereiro nas segundas e terças, às 20h, e nas quartas, às 20h. A classificação é de 12 anos e a entrada custa R$ 12, se adquirida nos postos de venda do Sinparc. Para conferir a programação completa da 38ª Campanha de Popularização do Teatro e Dança acesse www.sinparc.com.br.

Em cartaz nesta segunda Teatro Infantil

Fotos: Celso Santa Rosa

Biblioteca do Parque Marcos Mazzoni oferece mais de 600 opções de leitura

Teatro Adulto Comédia A Comédia dos defuntos sem cova – Teatro Sagrado Coração de Jesus (Rua dos Inconfidentes, 500, Funcionários), às 20h. R$ 12. Concessa Pendura e Cai – Teatro da Maçonaria (Av. Brasil, 478, Santa Efigênia), às 21h. R$ 10. Mamãe, estou grávido! – Teatro Nossa Senhora das Dores (Av. Francisco Salles, 77, Floresta), às 20h. R$ 12. Marido, Matriz e Filial – Palácio das Artes – Sala Juvenal Dias (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 12. Uma empregada quase perfeita – Teatro Monte Calvário (Rua Bernardo Guimarães, s/nº, esquina com a rua Uberaba), às 20h30. R$ 10. Por Pouco – Teatro da Alterosa (Av. Assis Chateubriand, 499, Floresta), às 20h. R$ 12.

Contemporâneo It – Pátio Savassi (Avenida do Contorno, 6.061, São Pedro), às 20h30. R$ 10.

Drama Cuidado: Frágil – Palácio das Artes – Teatro João Ceschiatti (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 21h. R$ 10.

Comédia A História de Tony e Clóvis – Pátio Savassi (Av. do Contorno, 6.061, São Pedro), às 17h. R$ 12.

Musical

Fotos: Divulgação

A Arca de Vinícius – Palácio das Artes – Grande Teatro (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro), às 19h. R$ 12. A Vaquinha Lelé – Teatro Icbeu (Rua da Bahia, 1.723, Lourdes), às 17h. R$ 12.

Segundo o monitor Samuel Guilherme, os livros mais procurados são os infantis e os clássicos da literatura brasileira

Você se lembra da última vez que leu um bom livro sentado à sombra de uma árvore? Os frequentadores do Parque Municipal Professor Marcos Mazzoni (rua Deputado Bernardino de Sena Figueiredo, 1.022, Cidade Nova) podem fazer isso sempre que passeiam pela área verde e nem precisam trazer o exemplar de casa, já que o parque possui uma biblioteca que oferece aos seus visitantes mais de 600 opções de leitura. Responsável pela melhoria da biblioteca e pela recuperação do acervo, o monitor Samuel Guilherme Lima conta que o espaço está ganhando uma cara nova nos últimos cinco meses. “Todos os livros foram doados pela comunidade e já estão catalogados e separados por temas

como literatura infantil, literatura brasileira, arte e política. Ainda estamos recebendo livros. Só não recebemos livros didáticos”, disse. De acordo com ele, os mais procurados são os livros infantis, mas os grandes clássicos da literatura brasileira ainda atraem muitos leitores. “Adoro os livros do Jorge Amado. O hábito e o prazer pela leitura começaram dentro de casa, lendo jornal com o meu pai”, conta. Quem visitar a biblioteca, que fica ao lado do banheiro feminino infantil, pode escolher um exemplar do acervo e aproveitar a área do parque para ler. Porém, ainda não é permitido levar o exemplar para casa. Este serviço está previsto para iniciar no final deste semestre.


Poder Executivo Sábado, 28 de janeiro de 2012

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

Prefeitura apoia e estimula os blocos de rua no Carnaval de BH Representantes de 26 blocos de rua atenderam ao convite da Belotur e se reuniram na quintafeira, dia 26, na sede da empresa, com o presidente Fernando Rios. Na pauta, a saída dos blocos no Carnaval de Belo Horizonte, a instalação de banheiros químicos em locais estratégicos, a necessidade

de intervenções no trânsito durante o cortejo e a segurança dos foliões. Após um diálogo amplo e democrático, os representantes acolheram, por unanimidade, uma interlocução única através da Belotur entre os blocos e os órgãos envolvidos com o licenciamento de

3

PBH divulga datas para pagamento de 2012

eventos. Os representantes dos blocos encaminharão à Belotur um cadastro com informações sobre data de saída, local de concentração e trajeto e público estimado, entre outras informações que irão auxiliar no procedimento. Com estas informações, a Belotur irá comunicar regionais, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, SLU, BHTrans e demais órgãos para viabilizar a estrutura e a segurança necessária.

A Prefeitura de Belo Horizonte disponibilizou aos seus servidores e empregados públicos municipais da administração direta e fundações a previsão de pagamento dos vencimentos referentes ao ano de 2012. A definição antecipada das datas mensais de pagamento demonstra o respeito e a consideração da Prefeitura com os servidores e empregados e permite o planejamento financeiro mensal de cada um, com o compromisso da administração pública. A tabela abaixo pode ser consultada pelo site da PBH (www.pbh.gov.br), sempre que necessário, por meio do link Sala do Servidor. A Prefeitura também informa que os servidores públicos receberão a primeira parcela do 13º salário com os vencimentos de junho (em 6/7/12) e a segunda com os vencimentos de novembro (em 7/12/12). No caso das empresas e autarquias municipais, como estão sujeitas ao regime celetista, há cronograma de pagamento diferenciado.

Manifestações culturais “Os pequenos blocos não deverão ser tratados como eventos, mas sim como manifestações culturais espontâneas e populares que contribuem para alegrar o Carnaval de Belo Horizonte. Por isso, a partir de uma reunião com o prefeito, os secretários de todas as regionais e com o comando do policiamento da capital, decidimos facilitar o processo de licença para a realização da folia, sem a necessidade de se cumprir as exigências necessárias aos eventos de maior porte”, disse Fernando Rios.

Belo Horizonte comemora na segunda-feira, dia 30, a partir das 18h, no Centro Cultural da UFMG (avenida Santos Dumont, 174, Centro), o Dia da Visibilidade de Travestis e Transexuais. O evento, promovido pelo NUHUFMG (Núcleo de Direitos Huma-

nos e Cidadania LGBT), foi instituído em 2004 pelo Congresso Nacional, através do Ministério da Saúde, com o objetivo de ressaltar a importância da diversidade e do respeito, principalmente para o Movimento Trans, representado por travestis, transexuais e trans-

gêneros. A criação da data proporcionou que a “Articulação Nacional de Travestis, Transexuais e Transgêneros” (Antra) e a “Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais” (ABGLT) lançassem campanhas com o objetivo de atingir as escolas públicas brasileiras, promovendo, assim, o respeito à identidade de gênero. O secretário municipal adjunto de Direitos de Cidadania, José Wilson Ricardo, que fará parte da mesa de abertura, destaca a importância da data para a reafirmação da necessidade de enfrentamento à violência homofóbica e da implementação de ações que promovam os direitos e a efetivação da cidadania do movimento. “O conhecimento e a informação são iniciativas eficazes no combate ao preconceito, provocando reflexões e mudanças de atitude”, destacou o secretário. Mais informações sobre o evento podem ser conferidas no site http:/ / w w w. f a f i c h . u f m g . b r / e d u c a caosemhomofobia

Prazo para inscrições no concurso da Prodabel é ampliado A Prodabel comunica que o prazo das inscrições para o concurso público da empresa foi prorrogado até as 19h do dia 3 de fevereiro de 2012. A íntegra do edital do concurso público pode ser obtida nos endereços eletrônicos www.fumarc.com.br e www.pbh.gov.br/prodabel.

Servidores fazem prova de nivelamento de línguas estrangeiras

Divulgação

BH comemora Dia da Visibilidade de Travestis e Transexuais

A Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos (Smarh), por meio da Escola Virtual de Governo, realiza entre segunda e quarta-feira (dias 30 de janeiro e 1º de fevereiro), as provas de nivelamento para os candidatos ao curso básico de línguas estrangeiras. Para participar do teste, basta comparecer ao 7º andar da secretaria, na rua Espírito Santo, 250, Centro, de acordo com os horários abaixo:

30/1/2012 Inglês - sala 701 (9h, 14h, 18h) Obs.: A prova terá duração média de duas horas.

31/1/2012 Francês - sala 702 (das 9h às 11h30 e das 14 às 18h30)

1/2/2012 Espanhol - sala 703 (14h) Os servidores interessados em fazer os cursos têm até o dia 1º de fevereiro para efetuar a inscrição pelo site da Prefeitura de Belo Horizonte (www.pbh.gov.br), no link “Sala do Servidor”, ou pessoalmente, das 9h às 17h, na Gerência de Desenvolvimento Profissional da Smarh (rua Espírito Santo, 250, 9° andar). Mais informações pelo telefone 3277-4703.


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

34

Sábado, 28 de janeiro de 2012

INDICADORES ECONÔMICOS DE BELO HORIZONTE Taxas de Juros – Dezembro de 2011

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

ago/11

361,31

0,31

5,48

set/11

362,50

0,33

out/11

363,55

0,29

nov/11

365,12

0,43

dez/11

367,27

3ª jan/12

378,89

(3)

Variação (%)

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

7,17

139,00

5,34

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

7,63

366,42

0,31

4,47

7,27

5,83

7,55

367,44

0,28

4,76

6,86

Prefixada (montadoras)

1,32

2,10

59,09

1,62

6,14

7,16

367,66

0,06

4,82

6,03

Prefixada (multimarcas)

1,58

2,60

64,56

2,08

6,59

6,94

369,94

0,62

5,47

5,90

2,04

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

0,59

7,22

7,22

372,20

0,61

6,12

6,12

Prefixada (montadoras)

1,44

2,84

97,22

2,09

2,09

7,35

381,95 (3)

1,61

1,61

6,26

Prefixada (multimarcas)

1,62

3,21

98,15

2,30

11,90

13,95

17,23

12,81

Cartão de Crédito

(2) IP CR= Índice de P reço s ao Co nsumido r Restrito : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 6 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (3) 3ª quadrissemana de julho /94 = 100

Cheque Especial

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Combustíveis Construção Civil

Índice de Confiança do Consumidor Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100) ICCBH(1)

Menor

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

Período

Taxas médias praticadas(1)

Setores

IEE(2)

No mês

IEF(3)

ICCBH

No ano

IEE

IEF

ICCBH

Últimos 12 Meses

IEE

IEF

ICCBH

IEE

(2) (8)

0,05

1,58

3.060,00

1,13

0,05

1,58

3.060,00

0,33

1,32

3,85

191,67

2,50

2,44

5,29

116,80

3,57

1,67

2,60

55,69

1,90

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

135,94

188,70

119,09

0,08

0,76

-0,26

1,32

0,95

1,53

3,95

4,22

3,82

CDC - Financeiro (8)

135,79

190,13

118,43

-0,12

0,76

-0,55

1,20

1,71

0,97

0,83

2,23

0,12

CDC - Bens Alienáveis

set/11

135,66

190,00

118,31

-0,10

-0,07

-0,10

1,11

1,64

0,86

2,95

6,39

1,29

137,35

187,54

121,32

1,25

-1,30

2,54

2,37

0,32

3,42

4,36

1,07

6,05

138,86

193,50

121,42

1,10

3,18

0,08

3,50

3,51

3,51

1,93

-0,29

3,11

dez/11

138,86

193,54

121,40

0,00

0,02

-0,02

3,50

3,54

3,49

3,50

3,54

3,49

8,57 9,42

Imóveis na Planta

jul/11

out/11

23,29 612,14

(3) (7)

ago/11

nov/11

9,53 24,64

Imóveis Construídos

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

IEF

7,73 3,46

(8)

Eletroeletrônicos

2,06

5,00

142,72

3,46

Mobiliário

1,41

4,71

234,04

2,66

Financeiras Independentes

8,44

15,45

83,06

12,19

Turismo

(1) ICCB H: Índice de Co nfiança do Co nsumido r de B elo Ho rizo nte: trata-se de um indicado r que tem po r finalidade sintetizar a o pinião do s co nsumido res em B elo Ho rizo nte quanto ao s aspecto s capazes de afetar as suas decisõ es de co nsumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Eco nô mica: retrata a expectativa do co nsumido r em relação ao s indicado res macro eco nô mico s

Nacional

1,30

2,37

82,31

1,70

Internacional

1,31

2,38

81,68

1,70

1,49

11,53

673,83

4,71

Vestuário e Calçados

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a co nfiança do co nsumido r a respeito de alguns indicado res micro eco nô mico s

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Residenciais Período Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%) No mês

Últimos 12 Meses

No ano

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

No ano

(8)

1,38

2,49

80,43

2,01

Capital de Giro (8)

1,15

3,22

180,00

2,02

Conta Garantida (8)

2,13

9,04

324,41

5,76

Desconto de Duplicatas

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis

Captação

Últimos 12 Meses

CDB 30 dias

(4)

0,86

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,81

jul/11

394,78

0,82

5,94

10,21

519,40

0,55

7,24

13,18

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,42

0,70

66,67

ago/11

398,53

0,95

6,95

10,30

526,10

1,29

8,62

13,40

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,63

0,74

17,46

set/11

401,12

0,65

7,65

10,03

530,26

0,79

9,48

12,61

Poupança (5)

out/11

403,97

0,71

8,41

10,40

536,25

1,13

10,72

12,49

nov/11

407,56

0,89

9,38

10,12

541,83

1,04

11,87

12,57

dez/11

411,68

1,01

10,48

10,48

549,68

1,45

13,49

13,49

0,87

(1) Co nsidera-se a média das taxas praticadas pelo s info rmantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(6) M édia po nderada pela vigência

(3) Inclui a variação do s indexado res CUB , TR, INCC e IGP -M

(7) No vo cálculo co nsiderando o perío do do s índices que co mpõ em a estimativa (8) Dado s co letado s a partir de info rmaçõ es co nso lidadas no B anco Central do B rasil

(4) Taxa A NB ID do primeiro dia útil do mês e pro jetada para 30 dias

.. Não se aplica dado s numérico s

Tarifas Bancárias – Dezembro de 2011 Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%) Média (2) (R$)

CADASTRO

413,33 (12)

561,00 (10)

636,32 (57)

1535,37 (54)

Conf ecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com f unção débito

por cliente

5,50

10,00

81,82

7,68

863,43 (83)

1014,73 (113)

1884,09 (102)

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com f unção mov. conta de poupança

por cliente

5,50

10,00

81,82

7,28

Apartamento 2 Quartos

587,60 (50)

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

690,00 (14)

823,08 (13)

1060,00 (20)

1293,64 (11)

1022,19 (32)

1171,52 (79)

1426,27 (177)

2262,28 (202)

(1)

(2)

1695,00 (10)

2724,17 (24)

2225,00 (4)

-

2452,50 (20)

3979,22 (128)

367,50 (20)

446,36 (11)

(2)

-

455,00 (10)

560,00 (5)

(1)

-

(2)

(2)

766,67 (6)

-

606,43 (14)

775,00 (14)

1081,25 (8)

(2)

797,50 (12)

1018,46 (13)

(2)

(3)

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

1085,00 (10)

1510,00 (10)

2527,27 (11)

4511,11 (9)

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

1833,33 (6)

(2)

(1)

(3)

(3)

(3)

3570,00 (10)

7558,82 (17)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho

por evento

0,00

59,00

..

30,63

CONTAS DE DEPÓSITOS

por Operação

30,00

52,00

73,33

39,61

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

11,00

15,00

36,36

11,85

CHEQUE - Fornecimento de f olhas de cheque

por cheque

1,00

1,70

70,00

1,41

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

27,00

35,00

23,32 14,50

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,50

75,00

2,33

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,30

3,00

130,77

1,92

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,30

2,30

76,92

1,83

DEPÓSITO - Depósito Identif icado

por operação

0,00

5,00

..

2,14

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

1,90

6,00

215,79

3,30

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,45

3,00

106,90

2,08

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

0,00

2,00

..

1,27

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,13

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,45

5,00

244,83

2,35

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

0,00

5,00

..

1,94

Fornecimento de cópia de microf ilme, microf icha ou assemelhado

por operação

4,50

7,00

55,56

5,78

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

12,94

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

12,50

..

7,76

Transf erência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

0,00

11,50

..

7,35

Transf erência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,95

195,00

1,45

Transf erência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

2,70

..

1,03

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

24,00

27,00

12,50

25,52

Transf erência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

13,40

20,00

49,25

14,70

Transf erência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

12,50

..

7,78

Transf erência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,00

11,50

91,67

7,99

Transf erência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

13,40

20,00

49,25

14,70

Transf erência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

12,50

..

7,78

Transf erência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,85

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Barracões

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE

(*) O valor entre parênteses representa o número de imó veis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maio ria das vezes, so mente são publicados valo res médios o btido s a partir de quatro imó veis pesquisados. Os caso s em que não fo i pesquisado nenhum imóvel são indicados po r hífen (-). Os valo res médios referentes a apartamentos de 1e 2 quarto s da classe luxo são influenciados pela o ferta de Flats.

30,00

49,00

63,33

41,63

por evento

10,50

18,00

71,43

13,35

CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

a cada 365 dias

24,00

56,00

133,33

46,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com f unção crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,54

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

Pagamento de contas utilizando a f unção crédito em espécie

por evento

1,99

15,00

653,77

10,40

Avaliação emergencial de crédito Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

por evento

0,00

15,00

..

13,13

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

65,00

por evento

0,00

30,00

..

16,00

(2) Co nsidera-se a média das tarifas praticadas pelo s banco s pesquisado s

(1) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

por operação

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Fo nte: B anco Central do B rasil / B anco s - Dado s trabalhado s pela Fundação IP EA D/UFM G

.. Não se aplica dado s numérico s

Quantidade

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

Açúcar cristal

3,00 kg

5,62

-0,03

Arroz

3,00 kg

5,71

0,07

Banana caturra

12,00 kg

22,32

0,19 0,30

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

ND: não dispo nível

Custo da Cesta Básica (*) – Dezembro de 2011

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

ND - não dispo nível

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Dezembro de 2011

Casas

0,70 0,59

Taxa SELIC (6)

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Apartamentos

0,58

Últimos 12 Meses

No ano

IPCA(1)

Salário Mínimo

Cesta Básica (2)

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

Batata inglesa

6,00 kg

7,62

jul/11

360,19

841,18

427,61

0,10

0,00

-0,77

5,16

6,86

2,47

7,28

6,86

15,50

Café moído

0,60 kg

7,56

0,09

ago/11

361,31

841,18

439,66

0,31

0,00

2,82

5,48

6,86

5,36

7,63

6,86

18,17

Chã de dentro

6,00 kg

103,50

1,93

set/11

362,50

841,18

435,81

0,33

0,00

-0,88

5,83

6,86

4,43

7,55

6,86

14,39

-0,02

out/11

363,55

841,18

437,34

0,29

0,00

0,35

6,14

6,86

4,80

7,16

6,86

nov/11

365,12

841,18

444,78

0,43

0,00

1,70

6,59

6,86

6,59

6,94

6,86

dez/11

367,27

841,18

460,44

0,59

0,00

3,52

7,22

6,86

10,34

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (2) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

7,22

6,86

Farinha de trigo

1,50 kg

3,01

Feijão carioquinha

4,50 kg

16,56

0,63

5,08

Leite pasteurizado

7,50 l

15,08

-0,14

2,75

Manteiga

750,00 g

14,40

0,06

Óleo de soja

1,00 un

2,89

-0,01

Pão francês

6,00 kg

37,26

0,23

Tomate

9,00 kg

25,20

0,21

10,34

(*) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Mudas de árvores estão sendo plantadas na região Centro-Sul costas da BR-356, entre a avenida Nossa Senhora do Carmo e o trecho do bairro Belvedere, nas áreas planas da avenida José Maria Alckmin, entre as ruas Paulo Camilo Pena e José Negrão de Lima, e no mirante do bairro Belvedere. As novas mudas são robustas e resistentes, com muito mais chances de sobreviver no ambiente urbano. Até o final deste ano, outras mil

mudas, que possuem 2,50m de altura, serão plantadas nos passeios das principais vias da região Centro-Sul, como as avenidas do Contorno, Afonso Pena, Amazonas, Olegário Maciel, Getúlio Vargas, Prudente de Morais, Álvares Cabral, Bandeirantes e Brasil. Segundo a gerente de Jardins e Áreas Verdes da Regional CentroSul, Verônica Gonzaga da Matta Machado, o projeto trará grandes benefícios para toda população que mora no local ou frequenta a região Centro-Sul. “Nunca a equipe de Jardins e Áreas Verdes da Regional Centro-Sul plantou tantas árvores em tão pouco tempo. Isso mudará a paisagem da região e beneficiará toda a população”, declarou Verônica.

Sistema sacweb é discutido com gerentes e fiscais da região Leste Com o objetivo de capacitar os gerentes das áreas de execução de serviços do sistema sacweb e fiscais da Gerência Regional de Fiscalização Integrada, foi realizado na quarta-feira, dia 25, no auditório da Regional Leste, no bairro Floresta, um encontro promovido pela Gerência Regional de Atendimento ao Cidadão (Geatend), que contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal Adjunta de Modernização.

Durante a reunião foram apresentados gráficos da evolução do atendimento de janeiro a dezembro de 2011 e discutidos vários pontos que precisam ser melhorados para buscar soluções que ajudem a reduzir o número de solicitações de serviços que foram concluídos e, mesmo assim, continuam no sistema, como se estivesse em atraso. “A reunião foi interessante, pois os gerentes tiveram a oportunidade de discutir as possíveis in-

tervenções para agilizar e melhorar a qualidade e o tempo de atendimento ao cidadão, além de tirar dúvidas sobre outros assuntos relativos ao sistema”, disse a gerente regional de Atendimento ao Cidadão, Welza Ribeiro Leite dos Reis. Ana Kreppel e Hudson Clayton Zeferino, técnicos do sistema sacweb da Secretaria de Modernização consideraram a reunião produtiva, pois houve efetiva participação dos gerentes que se propu-

PBH tem o objetivo de plantar 54 mil novas mudas até 2014, seis mil por região

Gercom Leste

A Regional Centro-Sul, por meio da Gerência de Jardins e Áreas Verdes, iniciou o plantio de novas mudas de árvores em vários locais da região. A ação faz parte de um projeto da Prefeitura de Belo Horizonte que tem como objetivo plantar, até 2014, 54 mil novas mudas de árvores em toda cidade. Cada regional é responsável por plantar 6 mil árvores em três anos, sendo 2 mil por ano. Na região Centro-Sul, a escolha das árvores e do seu local de plantio foi feita por técnicos que avaliaram a situação de cada rua e as características de cada árvore. As primeiras mil mudas, que possuem 1,50m de altura, estão sendo plantadas desde dezembro do ano passado no canteiro central e nas en-

35

Fotos: Ana Luiza Perdigão

Sábado, 28 de janeiro de 2012

Gerentes das áreas de execução de serviços foram capacitados

seram a se adequar ao sistema para torná-lo mais eficiente. Foi apontada também a necessidade de se

priorizar a execução de serviços pendentes, que podem ser atendidos de imediato.

O cuidado e a proteção de crianças são reforçados em Belo Horizonte pelas ações da Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social. Na capital mineira, antes mesmo da nova lei de adoção, de 2008, que reforça a prioridade do acolhimento familiar em relação ao acolhimento institucional, o serviço foi implantado com a parceria da Associação Nossa Senhora da Providência, entidade executora. As instituições oferecem capacitação e acompanhamento permanente às famílias acolhedoras e também acompanham as famílias de origem das crianças acolhidas. Segundo a assistente social Norma Rosimere Costa, técnica de referência do Serviço Famílias Acolhedoras da Prefeitura, o encaminhamento de crianças e adolescentes a serem acolhidos é feito por meio da Vara da Infância e Juventude. As crianças e adolescentes, as famílias acolhedoras e as famílias de origem são acompanhadas pela equipe, composta por uma psicóloga, uma assistente social e uma coordenadora com formação superior. A metodologia de acompanhamento sociofamiliar segue as diretrizes da Política Municipal de Assistência Social do Sistema Único de Assistência Social (Suas– BH).

De acordo com Norma, a família deverá propiciar ao acolhido todos os cuidados básicos, além de afeto, amor e orientação, sempre com o objetivo de favorecer seu desenvolvimento integral até que seja possível o seu retorno à família de origem. “O apego é necessário e deve existir. Porém tem que ser na medida exata”, disse. As famílias interessadas em participar do serviço devem ter disponibilidade para acolher, mas não para a adoção, o responsável deve ter mais que 21 anos, todos os membros da família devem aprovar o acolhimento e não ter pessoas com vícios. Os contatos podem ser feitos pelo telefone 3423-8618.

Rodrigo Furtini

PBH oferece serviço especial de acolhimento para crianças e adolescentes

Exemplos Maria do Carmo Martins Fonseca e suas duas filhas aceitaram esse desafio. Desde 2008, elas se tornaram uma Família Acolhedora. As três já receberam de uma só vez três irmãos. A casa é modesta, mas está sempre pronta para ser adaptada às necessidades. “Sabemos que um dia a criança que está conosco vai embora e vai deixar um vazio. Mas outras virão e o nosso foco e a nossa atenção vão para a próxima criança”, disse. Segundo Maria do Carmo, o serviço é “um compromisso com o

Serviço Famílias Acolhedoras oferece capacitação e acompanhamento às famílias de orígem e às famílias que acolhem crianças

outro, um ato de amor”. No entanto, não é sem acompanhamento que o acolhimento familiar se dá. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, o cuidado e a proteção com crianças e adolescentes é uma tarefa que deve ser compartilha pela família, pelo Estado e pela sociedade. O que se espera é que na família as crianças possam crescer protegidas e educadas para se tornarem adultos seguros e felizes. Quando essa instituição falha, elas precisam ser assistidos pelo Estado e pela sociedade, já que ainda não possuem condições de se responsabilizarem por si mesmas. Nesse sentido, o serviço de Famílias Acolhedoras tem o objetivo de acolher temporariamente crianças e adolescentes entre 0 e 18 anos incompletos, em situação de risco pessoal e/ ou social, que necessitam ser afastadas provisoriamente do seu ambiente familiar. O serviço cadastra famílias interessadas, que se enquadram nos critérios, para receber em seus lares crianças e/ ou adolescentes por um período máximo de um ano e meio, se responsabilizando por sua educação em todos os âmbitos e oferecendo especialmente o carinho e o acolhimento.


BELO HORIZONTE 36 36

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

28 de de 2012 janeiro de 2012 Sábado, 28 Sábado, de janeiro

BH participa de reunião de planejamento de fan fests da Copa de 2014 Municipal de Belo Horizonte foi representado pela sua coordenadora, Flávia Rohlfs, e pelos responsáveis pela fan fest, Fernanda Barreiros, e pelo marketing , Rodrigo Aguiar. No encontro, foram discutiDivulgação

dos e definidos temas como segurança, organização operacional, mobilidade urbana, marketing, comunicação, transmissão e programação cultural. Foram ainda definidas as responsabilidades dos envolvidos na organização da fan fest

Áreas oficiais de exibição pública dos jogos Fan Fest vão receber milhares de turistas

Moradores do Barreiro são conscientizados sobre o plantio de novas árvores Qual a opinião dos moradores sobre a arborização de suas ruas? As árvores são percebidas como aliadas ou inimigas? Essas e outras questões estão sendo respondidas com base na abordagem porta a porta dos moradores do Barreiro. A campanha de conscientização foi iniciada no dia 17 de janeiro e antecede o plantio de novas árvores. Um técnico em meio ambiente e um geógrafo especializado em análise ambiental estão percorrendo os bairros para preparar os moradores para receberem as mudas em suas ruas e passeios. “Queremos que as pessoas percebam a importância de serem parceiras na preservação das árvores plantadas próximas aos seus imóveis”, explica Tiago Gomes, técnico em meio ambiente. Sebastião Carlos Mendes, morador do bairro Diamante,

aprova o plantio em uma área vaga próxima à sua casa. “É muito bom não só pra mim como para todos os moradores daqui. Pessoas de outros bairros vinham de carro para despejar lixo, mas depois que a Prefeitura limpou e plantou as mudas, ficou muito bom”, comemora. “Nós mesmos podemos ser fiscais”, se compromete. Ao todo, foram visitados quase 200 imóveis nas avenidas Senador Levindo Coelho, Via do Minério, Tereza Cristina e nas ruas Barão de Monte Alto, Antônio Teixeira Dias, Wilson Tavares e Caetano Pirri. Dentre os moradores abordados, 22% não querem o plantio de árvores próximas às suas residências. “É importante conscientizar as pessoas que a árvore oferece sombra, ar puro, absorve água das chuvas e ruído, além de atrair pássaros que ajudam no controle de insetos e moscas. O colorido e a beleza das

flores são outros grandes benefícios da arborização urbana”, explica o especialista em análise ambiental, Izaltino Moraes.

arborização, vão deixar as ruas e áreas verdes mais coloridas.

Duas mil árvores Em dois meses, duas mil árvores serão plantadas em áreas públicas do Barreiro. Elas vão repor árvores que foram suprimidas para realização de obras ou representavam risco de queda, além de revegetar novos locais, prioritariamente grandes avenidas e áreas de erosão e de fundo de vale. Áreas verdes dos bairros Diamante e Flávio de Oliveira receberão 1.020 mudas. Além disso, estão sendo abertas 156 covas na Via do Minério, além de 119 no Bairro das Indústrias e 37 no Novo das Indústrias. As espécies foram selecionadas observando o porte e tipo de raiz mais adequados à área urbana. Entre as selecionadas

Amas recebe 650 quilos de produtos arrecadados pelo TRE-MG Através da solidariedade dos funcionários do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TER-MG), a Associação Mineira de Assistência Social (Amas) recebeu na quarta-feira, dia 25, aproximadamente 650 quilos de produtos, entre água mineral, peças de vestuário e roupa de cama, fralda, material de cesta básica, higiene pessoal, leite em pó e uma grande quantidade de produtos de limpeza. A doação será encaminhada para algumas das 136 entidades filantrópicas cadastradas na Amas, entre asilos, creches, abrigos e outras que prestam serviços às comunidades em risco. A presidente da Amas, Rosalva Portella, elogiou o trabalho social interno que o TRE-MG realiza e destacou a importância de novas parcerias para uma rede de solidariedade e de distribuição cada vez mais forte. “A Amas doa para entidades carentes e as entida-

estão os ipês roxo e rosado, que além de todos os benefícios da Gercom Barreiro

com toda a atmosfera de entretenimento e cultura durante a Copa. Participaram do evento o gerente geral de Estratégias e Marcas da Fifa, Ralph Straus, o coordenador geral de Projetos Estratégicos da Fifa, Jean-François Pathy, o gerente geral de Marketing da Fifa para o Brasil, Jay Neuhaus, e a diretora executiva de Planejamento Estratégico e Suportes a Operações do Comitê Organizados Local, Joana Havelange. O Comitê Executivo

des repassam para as pessoas que realmente precisam. Mesmo sendo materiais usados, podem ser reaproveitados e as pessoas serão beneficiadas. Desta maneira cria-se uma cadeia de solidariedade que vai alimentando e dando sustentabilidade a uma série de grupos. É a primeira vez que nós recebemos as doações do TRE. Eles não conheciam o trabalho da Amas e é muito importante que eles entrem na nossa rede. Isso só favorece a cidade como um todo”, disse. Juliana Costa, da Assessoria de Comunicação do TRE, disse também que, além das campanhas de arrecadação de produtos, o TRE-MG tem o projeto Cesta Básica, de iniciativa dos servidores, que doa cestas básicas para os funcionários terceirizados da casa. “Já temos uma cultura de doações e dessa forma é mais fácil contar com o apoio das pessoas”, disse.

PBH pretende mostrar aos moradores a importância da preservação das árvores

Amas

Belo Horizonte participou durante a semana, em Recife, do 2° Seminário Fifa Fan Fest, promovido pela Fifa e pelo Comitê Organizador Local (COL), com a participação das 12 cidades-sede da Copa do Mundo Fifa 2014. No evento, foram detalhadas as diretrizes de trabalho das áreas oficiais de exibição pública dos 64 jogos do Mundial. Cada sede terá uma fan fest, onde milhares de turistas e moradores locais vão conviver

como a Fifa, a Rede Globo de Televisão, responsável pela transmissão dos jogos, e as cidades-sede. Espera-se um público médio de 30 mil pessoas a cada jogo e shows durante as fan fests da Copa. As fan fests proporcionam aos moradores da cidade-sede e aos turistas a exibição em telão de alta definição, ao vivo, de todos os jogos da competição, além de uma agenda cultural recheada de grandes espetáculos e atrações culturais. Como Belo Horizonte foi premiada com jogos de seleções de primeiro nível na primeira fase da Copa e tem a possibilidade de receber duas partidas da Seleção Brasileira (nas oitavas-de-final e na semifinal), é esperado um grande público, de diversas nacionalidades, na cidade. Para a coordenadora do Comitê Executivo da Copa do Mundo, Flávia Rohlfs, a fan fest é um evento de inclusão de toda a população e dos turistas que não terão acesso ao estádio, mas poderão torcer e viver o clima da Copa. “Além desta participação da população, a fan fest também proporciona uma grande visibilidade da cidade, considerando que durante os jogos da Copa, imagens da capital mineira serão veiculadas para todo o mundo”, afirmou.

Doações serão encaminhadas para algumas das 136 entidades filantrópicas cadastradas na Amas

DOM - 28/01/2012  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you