Page 1

PREFEITURA BELO HORIZONTE Breno Pataro

Ano XVII • N. 3.921 R$ 0,80

BELO HORIZONTE

O amor está no ar na casa do gorila Idi, a principal atração do Zoológico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZBBH). Ontem, Idi apresentou o seu habitat às duas novas companheiras, Imbi e Kifta. Acanhadas e reconhecendo o novo ambiente, as fêmeas aparecerem poucas vezes para o grande público de estudantes que esperava ansioso para vê-las. Segundo o presidente da FZB-BH, Evandro Xavier, a atitude é normal e faz parte da adaptação. “As namoradas estão tímidas, pois moravam em cativeiro de cimento na Inglaterra e não se acostumaram

Diário Oficial do Município - DOM ainda ao ambiente gramado e com cascata onde Idi vive”, explicou. Joice Carvalho, estudante da Escola Municipal Alice Nacife, que fica na região da Pampulha, ficou encantada ao ver as fêmeas. “São lindas. E espero que a nova família possa gerar muitos filhotes”, disse. Na segunda-feira, dia 26, Idi, que tem 36 anos, teve o primeiro contato com Imbi e Kifta, de 11 anos. Elas vivem no zoológico desde agosto deste ano, quando chegaram ao Brasil e foram deixadas no local para se relacionarem com o animal, que estava solteiro há 27 anos. “Agora, as gorilas fêmeas vão poder conhecer a nova casa e consumar a boa relação. Ele vai poder mostrar que é o

Tiragem: 2.500 • 30/9/2011

dono do território”, disse Evandro Xavier, ao ressaltar que a expectativa é que no futuro eles possam procriar, já que a espécie está em extinção. Nos últimos meses, foi feita uma reforma no recinto de Idi, visando melhor atendimento às necessidades da nova família, oferecendo mais condições de segurança para os animais e para os funcionários, além de aumentar o conforto dos visitantes. A intervenção, que foi realizada pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), garantiu o atendimento de requisitos sanitários estipulados pelo Ministério da Agricultura, órgão que, juntamente com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), é responsável pelo cumprimento da legislação que trata da importação e da exportação de animais entre zoológicos.

s a l i r o g

a i c n e e s r t e r n p e o BH c i r ó t s i h o r t n o c en

hecem n o c a t if mbi e K rão viver e I s a e i Fêm to onde va família n i c e r o o r uma n a macho da i u r t s n co ril nico go ue estava ú , i d I q com do Sul, anos a c i r é Am há 27 solteiro

Espécie Idi e as fêmeas pertencem à subespécie Gorilla gorilla gorilla, que originalmente vive nas florestas tropicais africanas em grupos nômades, especialmente em reservas da África Central, onde há florestas abertas, situadas em regiões mais baixas e quentes, próximas a rios e alagados. As duas gorilas já alcançaram a maturidade sexual e possuem quase a mesma idade. Kifta fez 11 anos em abril e Imbi completou a mesma idade em agosto. Idi, por sua vez, vai completar 37 anos neste ano. Os gorilas têm expectativa de viver cerca de 30 anos na natureza, mas nos zoológicos chegam a atingir 50 anos. O macho atinge a maturidade sexual aos 10 anos e a fêmea, aos 8. O período de gestação se dá em torno de nove meses, nascendo normalmente apenas um filhote, que pesa cerca de dois quilos. As espécies estão ameaçadas de extinção devido, principalmente, à destruição do seu ambiente natural e à caça predatória.

Alimentação Na floresta, o gorila prefere comer vegetais, principalmente folhas, frutos, flores, raízes e cascas de árvore. Já no zoológico, sua alimentação é composta de frutas, como goiaba, banana, maçã e mamão, e folhas, como serralha, alface e bambu, além de cenoura e ração. O gorila também aprecia sucos de frutas diversas.


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

no Centro Cultural Padre Eustáquio

Quem perdeu a apresentação do Grupo de Coco Ouricuri que aconteceu neste mês, no Centro Cultural Lagoa do Nado, terá mais uma chance para conhecer a sonoridade inusitada da banda,

desta vez no Centro Cultural Padre Eustáquio (rua Jacutinga, 821, bairro Padre Eustáquio), amanhã, às 11h. A banda apresenta instrumentos artesanais poucos conhecidos pelo público, como rabeca,

pife e tamanco “tocado”. A entrada é gratuita. O espetáculo é resultado de uma longa pesquisa sonora e performática sobre a tradição da música do coco em todo país e teve origem em 2007, quando o grupo gravou o CD “Os Cocos”, baseado no livro homônimo do grande escritor e pesquisador modernista brasileiro Mário de Andrade, que em 1928 e em 1929 percorreu o Brasil em busca de melodias tradicionais do coco. O resultado foi um livro com 245 melodias, das quais o grupo registrou 34 músicas em CD. Para os arranjos do disco, o grupo convidou o músico e maestro Leonardo Cunha, que criou harmonias e contra-cantos emo-

Viagem do casal Butor à Índia

Grupo de Coco Ouricuri já se apresentou na Lagoa do Nado

cionantes para as melodias registradas por Mário de Andrade. A obra foi finalista do Prêmio Tim de Música em duas categorias, melhor grupo e melhor disco regionais. O trabalho também contou com a participação especial de grandes artistas, como Sérgio Pererê e Tavinho Moura.

Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte abre inscrições para oficinas O Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, que vai ser realizado pela Fundação Clóvis Salgado, no Palácio das Artes (av. Afonso Pena.1537, Centro), de 14 a 23 de outubro, abriu as inscrições para as duas oficinas que serão realizadas durante sua 13ª edição. Com os temas “Introdução à Crítica Cinematográfica” e “Som e Trilha Sonora: Limites e Interseções”, cada oficina oferece 30 vagas ao público e poderá ser feita gratuitamente. Para se inscrever, o candidato deve preencher a ficha de inscrição disponível no site fcs.mg.gov.br e enviar para o e-mail festcurtasbh@gmail.com. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de outubro e a lista de candidatos selecionados será divulgada até o dia 10 de outubro pelo site fcs.mg.gov.br.

Marie-Jo Butor Nascida em 1932, em Roanne, França, MarieJo estudou puericultura antes de trabalhar na Escola internacional de Genebra, onde conheceu o escritor Michel Butor, com o qual se casou em 1958. Em uma viagem ao Japão, em 1989, amigos do casal lhe oferecem uma câmera fotográfica de qualidade superior àquela que dispunha na época. A partir desse momento, Marie-Jo multiplica as escalas visuais ao percorrer o mundo com Michel. Nessas travessias, ela captura, com um sentido aguçado do enquadramento, paisagens e cenas insólitas da vida coltidiana e realiza inúmeros retratos que aproximam sua obra da fotografia humanista.

Oficina “Introdução à Crítica Cinematográfica”

Ministrante: Sérgio Alpendre Data: 14 a 17 de outubro, das 14h às 17h Local: Sala de Vídeo – Palácio das Artes A oficina tem o objetivo de preparar os alunos para o desenvolvimento da sensibilidade do olhar e do espírito crítico, visando tornálos capazes de captar, ampliar e repercutir possibilidades de reflexão acerca dos filmes. Sérgio Alpendre (foto abaixo) é crítico de cinema, professor, pesquisador e jornalista. Fundou e editou a revista Paisà, foi redator da Contracampo, escreveu para a revista Bravo, cadernos Mais e Ilustrada, da Folha de São Paulo, entre outras publicações. Atualmente é colaborador do Guia da Folha, do Uol e da Foco. Edita o blog http://chiphazard.zip.net, exclusivo sobre cinema. Ministra cursos de história do cinema e oficinas de crítica por todo o país.

Michel Butor A obra de Michel Butor é uma das mais importantes de nosso tempo, reconhecida internacionalmente e parte integrante do cânone literário. Autor de grande número de livros fundamentais para a história da literatura, dentre eles “L’Emploi du temps” (1956), “Passage de Milan” (1954) e o célebre “La Modification” (1957), Michel Butor foi professor universitário nos Estados Unidos, na França e em Genebra, na Suíça. Escritor prolífico, além de seus textos ensaísticos, de seus romances e de sua produção poética já bem conhecidos do meio acadêmico, Michel Butor publicou inúmeros livros em colaboração com artistas plásticos.

Divulgação

Divulgação

ganha destaque em exposição no Centro de Cultura Belo Horizonte A Fundação Municipal de Cultura (FMC) por meio do Centro de Cultura Belo Horizonte (CCBH) apresenta a exposição fotoliterária “Michel e Marie-Jo Butor: Universos Paralelos”. A mostra, inédita no Brasil, fica em cartaz de 4 a 28 de outubro no CCBH (rua da Bahia, 1.149, Centro) e contempla fotografias de Marie-Jo Butor em diálogo com os textos do escritor Michel Butor sobre o tema das paisagens urbanas. A entrada é gratuita e a mostra pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 9h ás 19h. Imagens e textos, juntos, retratam uma viagem do casal à Índia, em que se destacam elementos da arquitetura, espaços de encontros coletivos, arredores de cidades que se estendem à paisagem rural, sempre indissociáveis da dimensão humana, do olhar compartilhado, colocando a dupla questão do trânsito e da contemplação, do movimento e da imobilidade. A mostra faz parte das atividades culturais e artísticas que acontecerão paralelamente à realização do colóquio internacional “O Universo Butor”, organizado por Márcia Arbex (UFMG/CNPq/ Fapemig) e Roger-Michel Allemand (Université du Sud – Toulon-Var), na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), de 24 a 27 outubro. O evento, dedicado a Michel Butor, contará com a presença do escritor na UFMG e reunirá aproximadamente 50 especialistas em sua obra, provenientes de universidades estrangeiras e brasileiras, bem como pesquisadores da área.

André Sales Coelho

Amanhã é dia de som diferente

Sexta-feira, 30 de setembro de 2011 Daniel Ameira

2

Oficina “Som e Trilha Sonora: Limites e Interseções”

Ministrante: O Grivo Data: 14 a 16 de outubro, das 14h às 18h Local: Sala de Educação Continuada – Palácio das Artes A oficina, por meio da apreciação de alguns trabalhos audiovisuais de autoria própria e de outros autores, pretende discutir a função e as diferentes formas de utilização do som direto e de sons gravados nos mais diversos ambientes na construção de um diálogo com a trilha sonora. Pretende também discutir possibilidades diversas de comunicação da trilha e do som direto com os conceitos e parâmetros formais articulados nestas mesmas obras. Nelson Soares e Marcos Moreira vivem e trabalham em Belo Horizonte. Formado em 1990, o coletivo O Grivo notabilizou-se pelas produções musicais realizadas para outros artistas, como Cao Guimarães, Lucas Bambozzi, Rivane Neuenschwander e Valeska Soares, entre outros. O grande apelo visual de suas instalações, contudo, fez com que a dupla passasse a ser reconhecida pela qualidade plástica, e não apenas sonora, de suas criações.


Diário Oficial do Município

Reunião discute modificações em projeto que reestrutura a previdência municipal O secretário municipal adjunto de Gestão Previdenciária, Márcio Dutra, promoveu na última semana uma reunião com representantes de entidades e associações representativas dos servidores municipais a fim de esclarecer as alterações propostas no substitutivo ao projeto de lei 1410/ 2010, que reestrutura a previdência municipal. O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Informação, Paulo Bretas, reafirmou o compromisso em dialogar com as entidades. “Estamos ainda mais tranquilos para continuarmos as negociações, uma vez que duas importantes medidas para os servidores foram tomadas esse ano, a aprovação do reajuste salarial e a entrega do substitutivo da previdência municipal. As demandas que chegam são pautas de reivindicações para tomarmos ações proativas em vários sentidos

e, por isso, mapeamos todas elas para mantermos uma rotina de diálogo e negociação contínuos”, disse. Na opinião de Bretas, todos os servidores são fiscais permanentes da previdência municipal. “Eles irão nos ajudar a administrar bem os fundos arrecadados. Vamos nos esforçar, agora, para aprovarmos este projeto de lei e, na prática, no dia a dia, vamos aprimorar, debater e evoluir”, destacou. Márcio Dutra entregou uma cópia do projeto aos sindicalistas e apresentou as principais alterações propostas. “O substitutivo tem um papel importante para todos os servidores e tenho a certeza de que foi muito bem discutido. Tivemos a participação tanto da Secretaria Municipal de Finanças, quanto das secretarias de Governo, de Planejamento e também de consultoria do Banco do Brasil”, afirmou.

PBH concede prazo ao optante do Simples Nacional para regularizar débito Facilidade para a obtenção de créditos e contratação com o setor público, diminuição da carga de impostos e simplificação das obrigações tributárias em geral. Esses são alguns dos benefícios do Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições Devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, mais conhecido como Simples Nacional, que assegura às

empresas optantes o recolhimento unificado dos tributos federais, estaduais e municipais de modo proporcional à sua receita operacional. As empresas que já optaram por este sistema mas não estão com os tributos municipais em dia devem quitar suas dívidas para se manter no regime. O gerente de Tributos Mobiliários da Secretaria Municipal de Finanças, Eugênio Veloso

3

SMPL

Sexta-feira, 30 de setembro de 2011

BELO HORIZONTE

Principais mudanças O substitutivo ao PL contém várias e importantes alterações, fruto de debates entre entidades sindicais e governo municipal. Do total de 34 reivindicações apresentadas pelas entidades, 27 foram atendidas total ou parcialmente. Além de sofrer algumas adequações de redação, o novo texto traz a incorporação do PL 1422, que trata da extinção da Beneficência da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (Beprem). “Isso se justifica, uma vez que a criação do Regime Próprio de Previdência Municipal e a extinção da Beprem são matérias correlatas. Essa decisão irá acelerar o desfecho desse tema, evitando duplicidade”, comentou Márcio Dutra. Com a incorporação, o patrimônio da beneficência ficará vinculado ao fundo financeiro a fim de se cobrir as aposentadorias e pensões.

Fernandes, afirma que as empresas com débito já estão sendo notificadas e terão 30 dias contados após o recebimento da carta para regularizar. “O não-pagamento implicará na imediata exclusão do regime, com efeitos a partir de 1° de janeiro de 2012”, alerta, ao explicar que as empresas poderão parcelar seus débitos em até 180 prestações mensais, conforme o valor da dívida. Para a quitação ou parcelamento dos débitos com a Prefeitura, o optante do Simples Nacional deve acessar o site http:// w w w. f a z e n d a . p b h . g o v. b r / simplesExclusao/simples2011.asp, para gerar as guias de recolhimento.

Associações e entidades foram informadas sobre detalhes da lei

Outra alteração significativa é a mudança da data de corte para a segregação de massas, que deixa de ser 31 de dezembro de 2003 e passa a ser a data da sanção da nova lei. Os servidores ativos da Prefeitura, mais os aposentados e pensionistas até essa data irão compor o Fundo Financeiro (Fufin), enquanto os novos servidores que ingressarem na Prefeitura a partir de então, serão automaticamente integrados ao Fundo Previdenciário (BHPrev). Segundo Dutra, as receitas do Fufin serão constituídas da contribuição do primeiro grupo de

servidores, do município, da compensação previdenciária e do patrimônio da Beprem. No projeto, o Tesouro Municipal assegura ainda a cobertura de toda a insuficiência financeira gerada pelo Fufin até a sua extinção. Já o BHPrev inicia-se apenas com as receitas das contribuições dos novos servidores, portanto, sem déficit. Ele funcionará sob o regime de capitalização, em conformidade com as normas do Conselho Monetário Nacional e a fiscalização do Ministério da Previdência Social, dos conselhos de Administração e Fiscal do RPPS-BH.

Moradores da região Norte recebem certidões de baixa e habite-se Gercom Norte

Poder Executivo

Importância do recebimento do documento foi enfatizada no encontro

Secretaria de Planejamento sorteia ingressos para a peça “As Monas Lisas” que os candidatos façam as inscrições semanalmente. O interessado deve acessar o link “Sala do Servidor”, no portal da PBH (www.pbh.gov.br), e clicar no banner do sorteio para fazer sua insDivulgação

A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação (SMPL) irá sortear 12 pares de ingressos para a peça de teatro “As Monas Lisas – Glamour ele têm, só lhes falta o dinheiro!”, do diretor Fernando Veríssimo, que está em cartaz no teatro do Icbeu (rua da Bahia, 1.723, Lourdes). Podem se inscrever servidores, empregados, prestadores de serviços e estagiários das administrações direta e indireta. Serão sorteados três pares por sessão, para os dias 6, 13, 20 e 27 de outubro. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria com a apresentação da carteira de identidade. Os sorteios acontecerão às terças-feiras, nos dias 4, 11, 18 e 25. É necessário

crição. Para que o link seja direcionado corretamente é necessário que um e-mail institucional da Prefeitura esteja aberto antes do cadastramento. Somente será considerado um cadastro por pessoa. O resultado será divulgado pelo site e os contemplados serão informados por meio dos contados fornecidos no ato da inscrição. Os convites devem ser retirados na portaria do Teatro Icbeu antes das apresentações

A peça Três amigos dividem um apartamento e encaram com muito bom humor uma crise financeira. A situação fica ainda mais difícil, ou engraçada, quando Klauss, o afilhado de um deles, decide se casar. Sem procurar levantar bandeiras e nem reforçar preconceitos, o espetáculo mostra o lado colorido e bem humorado de três brasileiros que lutam para driblar a crise, sem perder a alegria de viver.

A entrega das certidões de baixa e habite-se para dez moradores da região Norte foi marcada por muita emoção. O evento, organizado pela Gerência Regional de Arquitetura e Engenharia Públicas, teve como objetivo reunir os primeiros proprietários beneficiados pelo programa Cidade Legal e para enfatizar a importância de obter um documento que comprova que o empreendimento atende as exigências da legislação. A gerente Luciana Silva comemorou os resultados. “A descentralização dos serviços, cujo objetivo é acelerar o atendimento, foi efetivada no início do ano e, desde então, fizemos 50 vistorias. Destas, apenas dez moradias atenderam aos requisitos e puderam receber o documento” afirmou. De acordo com a gerente, as vistorias foram realizadas a pedido dos moradores que precisavam do documento. “Assim que terminarmos de atender à demanda reprimida vamos começar as vistorias em todos os imóveis. A região Norte tem cerca de 5 mil moradias que atendem aos critérios do programa Cidade Legal e que devem ser vistoriadas pela nossa equipe”, completou. Cacilda Rita de Oliveira, moradora do bairro São Bernardo, destacou a importância do documento que permite a venda, o financiamento e também a obtenção de registro do imóvel junto ao cartório. Maria José Guimarães também partilhou da alegria de Cacilda. A moradora do bairro Primeiro de Maio agradeceu a iniciativa da Prefeitura e ao trabalho realizado pela gerência da Regional Norte. Para a regularização de casas e lotes são fornecidos os documentos necessários para o registro em cartório e a elaboração gratuita dos projetos para a emissão dos documentos. São beneficiados proprietários de um único imóvel, com valor inferior a R$ 30 mil. A meta da Prefeitura é regularizar cerca de 68 mil imóveis e 23 mil lotes.


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

30

Sexta-feira, 30 de setembro de 2011

INDICADORES ECONÔMICOS DE BELO HORIZONTE Taxas de Juros – Agosto de 2011

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

357,87

0,84

4,48

6,95

abr/11

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

362,56

0,82

3,37

6,28

mai/11

359,94

0,58

5,08

7,27

364,99

0,67

4,06

6,84

jun/11

359,83

-0,03

5,05

7,26

364,70

-0,08

3,98

6,76

jul/11

360,19

0,10

5,16

7,28

365,28

0,16

4,15

6,91

ago/11

361,31

0,31

5,48

7,63

366,42

0,31

4,47

7,27

0,30

5,71

7,58

371,42 (3)

0,20

4,63

6,91

3ª set/11

366,79

(3)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

1,99

5,90

196,48

4,50

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos Prefixada (montadoras)

1,35

2,38

76,30

1,74

Prefixada (multimarcas)

1,64

2,25

37,20

1,91

Automóveis Usados Prefixada (montadoras)

1,44

2,84

97,22

2,19

Prefixada (multimarcas)

1,57

2,70

71,97

2,08

11,40

13,70

20,18

12,60

8,12

9,66

18,97

8,76

2,80

20,42

629,29

11,33

Imóveis Construídos

-0,18

1,63

-1.005,56

0,83

Imóveis na Planta

-0,18

1,63

-1.005,56

0,41

0,94

3,90

314,89

2,09

2,32

4,93

112,50

3,46

1,68

1,99

18,45

1,83

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

Cartão de Crédito

(2) IP CR= Índice de P reço s ao Co nsumido r Restrito : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 6 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (3) 3ª quadrissemana de julho /94 = 100

Cheque Especial

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Combustíveis Construção Civil

Índice de Confiança do Consumidor Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

Período

(2) (8)

(1)

(2)

No mês (3)

No ano

Últimos 12 Meses

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

mar/11

138,91

196,09

120,64

2,21

0,07

3,37

3,54

4,90

2,84

5,88

11,44

3,21

abr/11

137,74

187,58

121,83

-0,84

-4,34

0,99

2,66

0,35

3,86

6,70

5,16

7,48

ICCBH

IEE

IEF

(3) (7)

Cooperativas de Crédito (empréstimo) Crédito Direto ao Consumidor (CDC) CDC - Financeiro (8) CDC - Bens Alienáveis

(8)

mai/11

133,44

180,41

118,43

-3,12

-3,82

-2,79

-0,54

-3,49

0,97

0,57

0,82

0,44

Eletroeletrônicos

2,08

5,17

148,56

3,10

jun/11

135,84

187,28

119,40

1,80

3,81

0,82

1,24

0,18

1,79

0,15

1,74

-0,62

Mobiliário

1,73

5,03

190,75

2,61

jul/11

135,94

188,70

119,09

0,08

0,76

-0,26

1,32

0,95

1,53

3,95

4,22

3,82

Financeiras Independentes

6,15

12,14

97,40

9,84

ago/11

135,79

190,13

118,43

-0,12

0,76

-0,55

1,20

1,71

0,97

0,83

2,23

0,12

Turismo

(1) ICCB H: Índice de Co nfiança do Co nsumido r de B elo Ho rizo nte: trata-se de um indicado r que tem po r finalidade sintetizar a o pinião do s co nsumido res em B elo Ho rizo nte quanto ao s aspecto s capazes de afetar as suas decisõ es de co nsumo atual e futuro

Nacional

1,32

3,95

199,24

2,23

(2) IEE: Índice de Expectativa Eco nô mica: retrata a expectativa do co nsumido r em relação ao s indicado res macro eco nô mico s

Internacional

1,32

3,95

199,24

2,25

1,27

8,77

590,55

4,80

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a co nfiança do co nsumido r a respeito de alguns indicado res micro eco nô mico s

Vestuário e Calçados

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Empréstimos pessoa jurídica

Residenciais Período Índice de Base Fixa (Jul/94=100) mar/11

Comerciais

Variação (%) No mês

382,43

Últimos 12 Meses

No ano

0,91

2,63

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

12,29

No mês

500,88

No ano

0,69

1,42

2,40

69,01

2,00

1,33

2,44

83,46

2,07

Conta Garantida (8)

2,26

8,57

279,20

5,72

Captação

Últimos 12 Meses

3,42

(8)

Capital de Giro (8)

Desconto de Duplicatas

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis

CDB 30 dias

(4)

0,97

Cooperativas de Crédito (aplicação)

15,70

0,56

0,89

58,93

0,80

0,98

22,50

abr/11

385,15

0,71

3,36

11,64

505,38

0,90

4,35

14,37

Fundo de Investimento Longo Prazo

mai/11

387,54

0,62

4,00

11,04

509,68

0,85

5,23

13,98

Poupança (5)

jun/11

391,57

1,04

5,08

10,78

516,56

1,35

6,65

14,16

jul/11

394,78

0,82

5,94

10,21

519,40

0,55

7,24

13,18

ago/11

398,53

0,95

6,95

10,30

526,10

1,29

8,62

13,40

0,94

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,75 0,90 0,71

Taxa SELIC (6)

0,99

(1) Co nsidera-se a média das taxas praticadas pelo s info rmantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(6) M édia po nderada pela vigência

(3) Inclui a variação do s indexado res CUB , TR, INCC e IGP -M

(7) No vo cálculo co nsiderando o perío do do s índices que co mpõ em a estimativa (8) Dado s co letado s a partir de info rmaçõ es co nso lidadas no B anco Central do B rasil

(4) Taxa A NB ID do primeiro dia útil do mês e pro jetada para 30 dias

.. Não se aplica dado s numérico s

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

ND - não dispo nível

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Agosto de 2011 Imóveis

Popular

Médio

(2)

Apartamento 1 Quarto

Alto

333,33 (6)

Tarifas Bancárias – Agosto de 2011 Produtos / serviços

Luxo

668,71 (31)

Forma de Cobrança

(1)

1550,48 (42)

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%) Média (2) (R$)

CADASTRO Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

28,27

CONTAS DE DEPÓSITOS

Apartamento 2 Quartos

Apartamentos

Apartamento 3 Quartos 1 Banho Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

562,81 (32)

834,00 (75)

965,78 (113)

1798,94 (94)

638,75 (16)

779,17 (12)

1009,38 (16)

(1)

983,33 (33)

1141,82 (88)

1358,83 (167)

2167,43 (241)

-

2120,00 (5)

1600,00 (7)

2758,33 (12)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

2300,00 (8)

1840,00 (5)

2425,00 (16)

3908,91 (174)

Barracão 1 Quarto

352,50 (28)

416,67 (6)

(2)

-

Barracão 2 Quartos

420,88 (8)

591,25 (8)

-

-

Barracões

(1)

-

(2)

-

585,00 (10)

721,82 (11)

1014,00 (10)

(2)

Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos

751,67 (6)

(2)

1158,33 (6)

(1)

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

1045,00 (10)

1453,85 (13)

2300,00 (5)

4290,91 (11)

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

1700,00 (6)

-

(3)

-

-

(3)

3926,67 (15)

7884,85 (33)

Casa 3 Quartos e 1 Banho Casas

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(*) O valo r entre parênteses representa o número de imóveis utilizado s no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, so mente são publicado s valores médio s obtido s a partir de quatro imó veis pesquisado s. Os caso s em que não fo i pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamento s de 1e 2 quarto s da classe luxo são influenciado s pela o ferta de Flats.

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por evento

0,00

10,00

..

7,08

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por evento

0,00

10,00

..

6,72

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

por evento

20,00

52,00

160,00

38,10

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por evento

6,00

15,00

150,00

11,40

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por evento

0,60

1,70

183,33

1,35

CHEQUE - Cheque Administrativo

por evento

16,00

27,00

68,75

22,71

CHEQUE - Cheque de transferência bancária_(TB e TBG)

por evento

0,00

0,00

..

..

CHEQUE - Cheque Visado

por evento

0,00

21,00

..

11,60

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por evento

0,00

3,50

..

2,15

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por evento

0,00

3,00

..

1,77

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por evento

0,00

2,30

..

1,34

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por evento

0,00

5,00

..

1,95

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(P)

por evento

1,90

6,00

215,79

3,27

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(E)

por evento

0,00

3,00

..

1,92

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup. - EXTRATO(C)

por evento

0,00

2,00

..

1,06

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por evento

0,00

6,00

..

2,88

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por evento

1,00

5,00

400,00

2,25

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por evento

0,00

5,00

..

1,62

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por evento

3,00

7,00

133,33

5,56

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED pessoal

por evento

0,00

0,00

..

..

Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED eletrônico

por evento

0,00

0,00

..

..

Transferência de recursos por meio de DOC/TED - DOC/TED internet

por evento

0,00

0,00

..

..

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por evento

0,00

19,00

..

11,76

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por evento

0,00

30,00

..

9,61

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por evento

0,00

30,00

..

9,24

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por evento

0,00

2,95

..

1,33

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por evento

0,00

2,70

..

0,95

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por evento

16,00

27,00

68,75

24,47

por evento

11,00

49,00

345,45

37,89

por evento

10,50

18,00

71,43

13,35

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

(1) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(2) Co nsidera-se a média das tarifas praticadas pelo s banco s pesquisado s

Fo nte: B anco Central do B rasil / B anco s - Dado s trabalhado s pela Fundação IP EA D/UFM G

.. Não se aplica dado s numérico s

Custo da Cesta Básica (*) – Agosto de 2011

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

IPCA(1)

Salário Mínimo

Cesta Básica (2)

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

mar/11

354,89

841,18

455,21

0,63

0,93

6,04

3,61

6,86

9,08

6,50

6,86

11,23

abr/11

357,87

841,18

433,20

0,84

0,00

-4,84

4,48

6,86

3,81

6,95

6,86

0,49

mai/11

359,94

841,18

446,42

0,58

0,00

3,05

5,08

6,86

6,98

7,27

6,86

7,60

jun/11

359,83

841,18

430,92

-0,03

0,00

-3,47

5,05

6,86

3,26

7,26

6,86

8,58

jul/11

360,19

841,18

427,61

0,10

0,00

-0,77

5,16

6,86

2,47

7,28

6,86

15,50

ago/11

361,31

841,18

439,66

0,31

0,00

2,82

5,48

6,86

5,36

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (2) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Quantidade

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

Açúcar cristal

3,00 kg

5,73

0,11

Arroz

3,00 kg

5,42

0,00

Banana caturra

12,00 kg

23,40

1,02

Batata inglesa

6,00 kg

7,26

-0,36

Café moído

0,60 kg

6,49

0,00

Chã de dentro

6,00 kg

93,54

1,04

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

ND: não dispo nível

7,63

6,86

18,17

Farinha de trigo

1,50 kg

3,01

-0,03

Feijão carioquinha

4,50 kg

14,67

0,04

Leite pasteurizado

7,50 l

15,90

0,03

Manteiga

750,00 g

13,50

0,04

Óleo de soja

1,00 un

2,77

-0,02

Pão francês

6,00 kg

36,18

-0,58

Tomate

9,00 kg

26,82

1,53

(*) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Sexta-feira, 30 de setembro de 2011

31

Partes da pista de cooper que apresentavam defeitos foram demolidas e reconstruídas

Ruas do bairro Santa Rosa têm circulação alterada Devido às obras na rua Izabel Bueno, foram feitas ontem alterações no sentido de circulação de duas vias no bairro Santa Rosa. Faixas de pano foram implantadas para orientar os motoristas e pedestres e para ga-

rantir maior segurança na região. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito monitoram o tráfego na região. A rua Dom Rodrigo, entre as ruas Borges e Furtado de Menezes, passa a operar em mão única

direcional neste sentido, enquanto a rua Cosme e Damião, entre as ruas Izabel Bueno e Bueno Siqueira, passa a operar em mão única direcional neste sentido. Já o sentido de circulação da rua Francisco Vaz de Melo foi alterado em caráter definitivo desde o início de agosto quando a via passou a operar, entre as ruas Diniz e Izabel Bueno, em mão única direcional neste sentido.

Moradores da região CentroSul participam da primeira oficina de Planejamento Participativo Regionalizado

Projeto

Os objetivos do projeto da rua Izabel Bueno são a melhoria da circulação viária, o aumento da oferta de estacionamento nas vias transversais à rua Izabel Bueno, a revitalização dos pontos de ônibus ao longo da via com nova sinalização, o aumento da segurança dos pedestres e a redução dos conflitos nos cruzamentos com a rua Izabel Bueno. As principais mudanças constam de implantação de rotatória no cruzamento das ruas Irmã Eufêmia e Silvério Ribeiro e da avenida Sebastião de Brito; tratamento da rotatória no cruzamento das ruas Izabel Bueno e Boaventura; implantação de canteiro central e rebaixos para pedestres na rua Izabel Bueno e tratamento das vias no entorno do Jaraguá Country Club; tratamento das vias no entorno do Centro Unifenas para minimizar os impactos gerados na hora de entrada e saída de escolares. O projeto da rua Izabel Bueno e suas adjacências atende reivindicações da comunidade e é resultado também do acompanhamento técnico da BHTrans sobre o funcionamento das vias na capital, considerando aspectos como suas características, o uso pela comunidade, o volume de tráfego de veículos e de pedestres, o funcionamento da circulação e outros. É importante ressaltar que a comunidade foi envolvida no processo antes e durante a elaboração do projeto, em reunião da empresa com o público alvo das mudanças. Além disso, um teste operacional das alterações, que contemplou demandas comunitárias, foi realizado antes das implantações previstas. Foram produzidos e estão sendo distribuídos 15 mil folhetos informativos e de orientação a toda a comunidade. Faixas de tecido complementam as orientações aos motoristas e pedestres.

os moradores da região à prática da atividade. Todas as atividades de limpeza e manutenção foram realizadas pela Regional Noroeste, através das gerências de Manutenção de Próprios e de Jardins e Áreas Verdes. Na opinião de Luciana Boais, estudante de Engenharia Ambiental e moradora do bairro, é muito importante a revitalização de um espaço tão significativo para toda a família. “Acompanhei todos os passos desta mudança e percebi a importância da sua realização desta obra para o bairro, afinal, este espaço está virando um centro de convivências para a região”, disse. Luciana disse que o plantio de novas árvores e o remanejamento de outras, além da revitalizar o canteiro central, possibilita uma conexão entre a urbanização e a natureza.

Gercom Centro-Sul

Entre as intervenções estruturais que estão acontecendo na região Noroeste, teve destaque nesta semana a revitalização da pista de cooper do Conjunto Califórnia I. Árvores que apresentaram problemas foram suprimidas, sendo substituídas por árvores de pequeno porte e tecnicamente corretas. Tocos remanescentes foram eliminados, os canteiros adubados e replantados, as jardineiras suspensas reformadas e, no piso da pista de cooper, as partes que apresentavam defeitos foram demolidas e reconstituídas. A pintura de todo o complexo será realizada após o término das demais intervenções. Para Mariana Brandão, estudante de Medicina e frequentadora da pista, a reforma da pista levou conforto para os usuários e também segurança, incentivando

Adão de Souza

Regional Noroeste revitaliza pista de cooper do Conjunto Califórnia

Novas oficinas vão acontecer até março de 2012

A primeira oficina de Planejamento Participativo Regionalizado da região Centro-Sul aconteceu na terça-feira, dia 27, no auditório da Guarda Municipal, e contou com a participação de lideranças comunitárias, conselheiros, representantes de associações, igrejas, entidades não governamentais, gestores públicos e comerciantes, entre outras. A oficina teve como principal objetivo apresentar a proposta do processo de planejamento à comunidade da região Centro-Sul. A reunião foi aberta pela secretária municipal adjunta de Gestão Compartilhada, Maria Madalena Franco Garcia, e pelo secretário regional Centro-Sul, Harley Andrade, que na ocasião ressaltaram a importância da participação de todos os envolvidos nesse novo trabalho que visa o

acompanhamento das políticas públicas municipais e o aprimoramento do Orçamento Participativo. Os participantes expuseram as suas dúvidas e anseios em relação à nova proposta de gestão compartilhada. Durante os trabalhos, o assunto foi sendo explicado pela coordenação do evento, por meio do diálogo e até através de dinâmicas lúdicas como o teatro, por exemplo. Outras oficinas acontecerão até março de 2012. A próxima está marcada para o dia 31 de outubro, às 18h30, na Associação Médica de Minas Gerais, quando acontecerão os debates e a elaboração de propostas, de médio e longo prazo, para o desenvolvimento da região Centro-Sul, tendo como base suas subdivisões territoriais.


BELO HORIZONTE 32 32

Diário Oficial do Município

Inscrições abertas para edital da Lei Municipal de Incentivo à Cultura 2011 Já está aberto o prazo para inscrição de projetos culturais no edital da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LMIC). Os interessados podem apresentar suas propostas até dia 26 de outubro na sede da Fundação Municipal de Cultura (FMC) ou enviá-las pelo Correio. O edital foi publicado na terça-feira, dia 27, e está disponível também no site da FMC ( w w w. p b h . g o v. b r / c u l t u r a / edital2011). O formulário para apresentação de projetos culturais pode ser obtido no mesmo endereço eletrônico. Os proponentes podem inscrever projetos que se incluam nas modalidades Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Música e Patrimônio/ Memória/Identidades Culturais. A LMIC apresenta índices de captação superiores a 90%. A FMC vai realizar três encontros com os interessados em propor projetos para dirimir quaisquer dúvidas sobre a Lei de Incentivo. Os dois primeiros, nos dias 5 de outubro, às 19h30, e 11 de outubro, às 14h30, serão realiza-

dos no Centro de Cultura Belo Horizonte (CCBH), na rua da Bahia, 1.149, Centro. O terceiro e último encontro acontecerá no dia 18, às 19h30, no Museu Histórico Abílio Barreto (avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim). Para atender a uma reivindicação antiga do setor cultural, neste ano a FMC adiantou a publicação do edital com o objetivo de antecipar o cronograma de execução dos projetos. A publicação da relação de propostas aprovadas deve acontecer até o final de fevereiro de 2012. Nos últimos anos, os editais foram publicados no fim do segundo semestre e receberam, a cada edição, um significativo volume de inscrições. A presidente da Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (CMIC), Silvana Cóser, observa que as principais alterações do novo edital em relação à edição do ano passado são o estabelecimento de limites diferenciados de financia-

Sexta-feira, de setembro de 2011 Sexta-feira, 30 de30setembro de 2011 Culturais. Além disso, verificou-se que há um crescimento da demanda dirigida ao fundo, muitas vezes com projetos de perfil inadequado a essa modalidade. As mudanças no edital deste ano visam corrigir a assimetria verificada na demanda aos dois instrumentos de fomento, além de estimular o encaminhamento de projetos para a modalidade Incentivo Fiscal, compensando o risco inerente à captação com o estabelecimento de tetos mais altos para esse mecanismo.

Modalidades

Novidades

mento para cada produto e serviço cultural e a distinção dos tetos de financiamento entre as modalidades Fundo de Projetos Culturais e Incentivo Fiscal. Para tomar essa decisão, a CMIC realizou um estudo criterioso dos últimos editais e dos valores aprovados para os projetos inscritos. Essa avaliação demonstrou que as propostas inscritas na modalidade Incentivo Fiscal trabalham com pleitos de valor mais alto frente aos projetos inscritos no Fundo de Projetos

Palestre debate os 40 anos da Teoria da Dependência e a atual crise internacional O Departamento de Relações Internacionais da PUC Minas, por meio do Núcleo de Eco-

Poder Executivo

nomia Política e Internacional, promove hoje a palestra “40 anos da Teoria da Dependência e a Presen-

Na modalidade Incentivo Fiscal (IF), a Prefeitura pratica a renúncia fiscal de até 20% do ISSQN, incentivando parcerias entre empresas privadas e o setor cultural. No Fundo de Projetos Culturais (FPC), destinado a propostas de natureza experimental, de pesquisa e de formação, a Prefeitura promove o incentivo direto aos criadores, artistas e produtores locais. O edital prevê que cada empreendedor poderá inscrever, no máximo, dois projetos.

Belotur

Os projetos inscritos no edital terão, primeiramente, a sua documentação verificada pela Divisão de Gestão da Lei Municipal

te Crise Internacional”, que será ministrada pelo professor Theotonio dos Santos, emérito da Universidade Federal Fluminense (UFF). A atividade será realizada das 10h40 às 12h20, no auditório 1 do prédio 4, no campus Coração Eucarístico (avenida Dom José Gaspar, 500). Não é necessário fazer inscrição.

A Teoria da Dependência foi formulada nos anos 1960 como uma alternativa de interpretação da dinâmica social da América Latina. Theotonio dos Santos é um dos principais pensadores da teoria que analisa os países hegemônicos como captadores dos excedentes econômicos das nações periféricas.

Processo seletivo

Objetivo é estimular e resgatar a culto e o respeito aos valores cívicos

cional em Belo Horizonte. Este evento cívico acontece durante todo o ano na Praça da Bandeira, no bairro das Mangabeiras, e conta em cada oportunidade com a organização de uma das corporações da área de segurança em Minas Gerais, inclusive envolvendo as forças armadas. O principal objetivo do evento é estimular e resgatar o culto e o respeito aos valores cívicos da nação brasileira, o que inclui a bandeira nacional. Neste mês, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais foi o responsável pela solenidade. Além da banda de música, quase 200 militares participaram do evento. Segundo o jornalista Flávio Pereira, assessor de imprensa da Belotur, é uma oportunidade especial representar cada brasileiro diante desse símbolo e confirmar a liberdade de cada um no país. “O Brasil, além de grandes extensões territoriais, tem diversas culturas e um povo guerreiro que luta constantemente pela paz”, disse. A próxima troca da bandeira acontece no dia 19 de outubro, às 10h, e será comandado pela Força Aérea Brasileira. No dia 19 de novembro, o Dia da Bandeira, às 11h40, o evento será organizado pelo Comando da 4º Militar do Exército.

SLU retira 10 toneladas de lixo na Vila Conceição SLU

cipou na quarta-feira, dia 28, da solenidade da troca da bandeira na-

Consulta pública A partir de consulta pública realizada pela internet no período de abril a junho de 2011, foram colhidas sugestões e contribuições da sociedade sobre as propostas para eventuais mudanças na LMIC. Essas se consubstanciarão no anteprojeto de lei que será também submetido à consulta pública via internet. Antes, porém, a sistematização das opiniões colhidas será disponibilizada no site da FMC e no site consultacultura.pbh.gov.br.

Belotur e Corpo de Bombeiros de Minas Gerais participam da troca da bandeira A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, parti-

de Incentivo à Cultura. Em seguida, os projetos habilitados serão analisados por consultores especializados nas diversas áreas culturais, visando subsidiar os trabalhos da Comissão Municipal de Incentivo à Cultura. A avaliação e deliberação finais serão feitas de maneira soberana pela Comissão Municipal de Incentivo à Cultura, composta de maneira paritária por seis representantes do poder público e seis membros eleitos pela sociedade civil. Os projetos submetidos a esse edital serão analisados observando sua consistência, enquadramento em modalidade (IF ou FPC), exequibilidade, impacto cultural e efeito multiplicador da proposta.

A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) finalizou um mutirão de limpeza na Vila Conceição, no Aglomerado da Serra. Foram feitos serviços de roçada, capina e remoção de lixo. Cerca de 10 toneladas de resíduos foram recolhidos pelos garis, principalmente em deposições clandestinas nas vias, em lotes vagos e em encostas. O local possui coleta domiciliar, de segunda a sábado. Devido à declividade acentuada da vila, o lixo é colocado pelos moradores em duas cestas, nas ruas Herval e União, para o que o caminhão compactador da SLU possa recolher. Este foi o segundo mutirão na vila neste ano. A previsão é de que mais um seja realizado até dezembro.

DOM - 30/09/2011  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you