Issuu on Google+

PREFEITURA BELO HORIZONTE

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 2/8/2011

Campanha educativa da PBH ressalta

Transporte escolar

Ano XVII • N. 3.880 • R$ 0,80

Isabel Baldoni

cuidados na volta às aulas

O transporte escolar é uma excelente alternativa para facilitar o dia a dia dos pais e alunos e ainda aliviar o trânsito. Uma van com 12 crianças pode representar até 11 veículos particulares a menos próximo à escola. Isso alivia o trânsito, principalmente nos horários de pico. Há 20 anos a BHTrans gerencia o transporte escolar na capital e duas vezes por ano faz uma vistoria detalhada nos veículos para que possam oferecer esse serviço com segurança à população. Mas não basta simplesmente contratar o serviço. É preciso observar alguns fatores importantes para garantir a segurança das crianças e não cair nas mãos do transporte clandestino: • Procure o selo da BHTrans no para-brisa do veículo • Motoristas do transporte escolar devem portar o Registro de Condutor (crachá de identificação) da BHTrans • Confirme se o serviço oferece um acompanhante (ou monitor). A presença desse profissional é obrigatória para veículos com capacidade superior a 20 lugares, inclusive para crianças até a quarta série • Se o serviço tiver um acompanhante ele também deve estar cadastrado na BHTrans e possuir o Registro de Acompanhante. • É obrigatório que o prestador de serviço de transporte escolar firme um contrato com os pais ou responsáveis pela criança. • Exija que os veículos tenham cadeirinha para transporte de crianças com até 4 anos de idade. • O cinto de segurança protege em caso de acidentes e deve ser usado sempre. A lei não permite que crianças sejam transportadas no colo.

Ações pretendem conscientizar motoristas e pedestres sobre importância das boas práticas na circulação, estacionamento e paradas próximas às escolas A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, iniciou ontem a campanha educativa para o período de volta às aulas. Com o tema “Com seu exemplo, a criançada já aprende no caminho”, a campanha pretende conscientizar os motoristas e pedestres sobre a importância de realizar boas práticas para condições de circulação, estacionamento e parada nas proximidades das escolas. As ações educativas acontecem em 50 escolas, em vários bairros da cidade. A campanha alerta os pais de alunos e os responsáveis pelo transporte escolar sobre a importância de se respeitar as leis de trânsito e sobre o correto posicionamento dos veículos em portas de escolas, ajudando na fluidez do trânsito e evitando conflitos nas vias cujo tráfego é mais volumoso. Hoje a BHTrans realiza ação do programa Jovem e Mobilidade, voltado aos estudantes do ensino médio, na porta do Campus 1 do Cefet (avenida Amazonas, 5.253, bairro Nova Suíça), a partir das 10h. O objetivo é levar os jovens a reflexão sobre a importância de adotar atitudes seguras no trânsito para a preservação da vida e do meio ambiente e a construção de uma cidade mais humana.

Operação volta às aulas Agentes da Unidade Integrada de Trânsito estão operando o tráfego na porta das escolas e orientaando sobre a maneira adequada de se comportar no trânsito ao levar seus filhos para a escola. Faixas de pano estão afixadas no entorno das escolas para orientação dos motoristas. Veja abaixo algumas dicas importantes:

Dê um bom exemplo • Atravesse sempre na faixa de pedestre, pois é mais seguro • Leve seu filho sempre no banco de trás • Nunca deixe as crianças descerem no meio da rua • Lugar de pedestre é no passeio. Evite acidentes • Não pare no caminho das outras pessoas para não atrapalhar a passagem • No carro, use sempre o cinto. • A rua não é lugar de brincadeira. Isso pode terminar mal

Dicas para os motoristas • O cinto de segurança reduz em até 50% o risco de lesões graves ou fatais e deve ser usado tanto na frente quanto nos bancos de trás, mesmo em trajetos curtos • Use o cinto corretamente: por cima do ombro, nunca no pescoço ou debaixo do braço • As gestantes devem usar sempre o cinto, abaixo da barriga. Ele protege a mãe e o bebê • Crianças menores de 10 anos devem viajar no banco de trás do veículo. As de zero a um ano no bebê conforto, as de 1 a 4 anos, na cadeirinha, as 4 a 7 anos e meio, no assento de elevação e aquelas que têm mais de 7 anos e meio, com cinto de segurança. • Mantenha o cinto limpo e em bom estado. Se estiver com defeito, providencie a substituição ou o reparo imediatamente • Nunca pare ou estacione em fila dupla e nas faixas de pedestre • Nunca estacione em esquinas, passeios, portas de garagens, vagas reservadas para pessoas com deficiência e para idosos, pontos de ônibus ou de táxis ou em outros locais proibidos • Não fale ao celular enquanto estiver dirigindo • Diminua a velocidade próximo às áreas escolares

Verificando alguma irregularidade, ela deve ser denunciada pelo telefone 156. Com o trabalho conjunto, a BHTrans e a população vão manter a qualidade do transporte escolar. Afinal, com esses cuidados, é a melhor opção para quem procura conforto, segurança e bem estar.


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

2

Fotos: Robert Serbinenko

Belo Horizonte é pioneira na criação de edital para apoio a eventos turísticos

Poder Executivo Terça-feira, 2 de agosto de 2011

Confira a programação de agosto do Centro Cultural Padre Eustáquio O Centro Cultural Padre Eustáquio, que fica na rua Jacutinga, 821, no bairro Padre Eustáquio, promove diversas atividades no mês de agosto, todas gratuitas. Confira a programação:

Biblioteca Funciona de terça a sexta, das 8h às 17h, e aos sábados, das 9h às 12h. Para cadastro e empréstimos, é preciso levar documento de identidade e comprovante de residência recente.

Literatura

Em 2011 já foram destinados R$3 milhões aos contemplados

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, criou o edital de seleção para concessão de subvenção a eventos de potencial turístico, voltado a empresas que apresentem projetos de ações turísticas, culturais, sociais e esportivas. O edital, que está em sua segunda edição, é uma iniciativa pública que tem o objetivo de apoiar, incentivar e promover atividades que proporcionem oportunidades de visibilidade para a imagem turística de Belo Horizonte. Neste ano, foram publicados dois editais que destinaram mais de R$ 3 milhões aos contemplados. As propostas são avaliadas por uma comissão formada por representantes da Prefeitura e da sociedade civil. Entre os as-

pectos a serem pontuados, estão a capacidade de fortalecimento da imagem turística da capital mineira em nível estadual, nacional e internacional e a valorização das características da cultura de Minas Gerais. Os eventos selecionados recebem valores que variam de 15% a 25% do valor do total do evento, conforme a categoria em que forem classificados. No primeiro edital, entre janeiro e abril, foram contemplados 14 eventos, entre eles Comida di Buteco, Encontro Mundial de Artes Cênicas (Ecum), Comédia di Buteco (campeonato de causos e piadas de buteco de BH), a Banda Mole e o Festival de Verão da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Breno Milagres, idealizador do Comédia di Buteco, enfatiza a importância de ter um evento apoiado pela Belotur. “A chancela da Belotur facilita a tramitação no mercado, dando credibilidade aos olhos de patrocinadores e de outros apoiadores. Belo Horizonte é a capital dos bares, assim, procuramos associar essa cultura dos

frequentadores a um evento divertido e bem humorado, fomentando a arte, o entretenimento e o turismo em BH. Só temos que agradecer a segura parceria encontrada na Belotur”, afirma. Minas Trend Preview, BH Music Station, Sertanejo Pop Festival, Savassi Festival Jazz, Expocachaça, Festa da Música e Festa Tradicional Italiana de Belo Horizonte, entre outros, estão entre os 27 importantes eventos aprovados pelo segundo edital que estão acontecendo desde maio e continuam neste mês.

Fomento Segundo Angela Martins, do BH Jazz Live 2011, a Belotur incentiva o fomento à produção e socialização do acesso e desenvolvimento ao setor cultural. “O nosso evento amplia o envolvimento da cidade, gerando uma aproximação do público com as manifestações culturais de forma democrática”, disse. “O apoio da Belotur através do edital de eventos é de essencial importância, principalmente porque o apoio é extensivo à divulgação do evento através dos canais de comunicação da Belotur”, afirma Lucas Pego, diretor de comunicação da Abrasel, realizadora do Festival Gastronômico Brasil Sabor. “O evento não teria o envolvimento que teve e nem seria um grande sucesso sem o apoio da Belotur. Belo Horizonte foi a primeira cidade a realizar um Circuito de Cafeterias e Minas é o maior produtor de cafés especiais do Brasil, com 30% da produção mundial”, disse Ruimar de Oliveira, idealizador do Circuito de Cafeterias. De acordo com Fernando Rios, presidente da Belotur e da comissão de avaliação de eventos, o edital é uma forma transparente e democrática para a seleção dos eventos apoiados. Para ele, a parceria entre a Prefeitura, por meio da Belotur, e as empresas promotoras de eventos é um ganho para a cidade. “Os eventos são importantes para a cidade, pois movimentam e divulgam Belo Horizonte, além de atrair visitantes que mobilizam a economia da capital mineira”, conclui Fernando. O terceiro edital foi publicado no dia 30, sábado, no Diário Oficial do Município (DOM) e no site da Prefeitura de Belo Horizonte (www.pbh.gov.br) para contemplar os eventos realizados de setembro a novembro de 2011.

• Poesia no Barbante - Mostra de poesias nos boxes da feira coberta do bairro Padre Eustáquio. Para participar, basta enviar uma poesia para o e-mail ccpe.fmc@pbh.gov.br. De 29/8 a 5/9. • Eu Indico! - Espaço destinado à indicação e comentários de leituras realizadas por usuários da biblioteca do centro cultural. Para participar, basta enviar uma indicação e um comentário para o e-mail ccpe.fmc@pbh.gov.br ou preencher um formulário no local . • Oficina literária “A bola rola nessas letras”, com Sergio Fantinni e Ana Amélia. A oficina pretende promover a leitura compartilhada e a discussão de diversos contos e crônicas sobre futebol, entendido aqui como paixão nacional. Para um público a partir de 12 anos. Dia 20, sábado, às 9h30. • À gosto da Poesia – Leitura e Prosa. Saraus poéticos. Dia 6, às 18h, com France Gripp e dia 20, às 18h, com Dina Dee. • Trocando Ideias – Palestras. “Boi-Bumbá + comunidade = Qualidade de vida”, com o artista performático Sérgio Barilow (Caboclo da Amazônia) e palestra sobre o Boi-Bumbá, suas origens e influência na sociedade. Dia 23, terça-feira, às 19h

Artes Visuais • Exposição “A Poesia das Sombras” - Da artista plástica Regina Mello. A exposição reúne fotografias e vídeo confeccionados pela artista, nos quais imagens de sombras são harmonizadas com textos poéticos. De 3 a 20.

Cinema • Cine Documentário - Exibição de documentários nacionais e internacionais seguidos ou não de comentário. Toda última sexta-feira de cada mês. Dia 26, sexta, às 20h

Patrimônio Cultural • Senhores e Senhoras do Tempo - Narração de histórias, roda de conversa e oficinas para a terceira idade. Toda terça, às 16h.

Diálogos Culturais • Lian gong - Prática corporal oriental que integra a tradição milenar das artes corporais chinesas aos modernos conhecimentos da medicina ocidental. Segundas e quartas, a partir do dia 17, das 15h às 16h

Horizontes Culturais • Festival Let´s Go – 5ª Edição. Festival de pop rock com apresentação musical de várias bandas. Dia 7, domingo, das 13h às 21h • Lançamento do CD “Qualquer Frágil Fio de Fantasia”, do projeto Lise em Rotação, projeto solo do músico Daniel Nunes patrocinado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Dia 12, sexta, às 20h30

Oficinas • Flauta Doce - Coordenação: Raquel Castro. Oficina de musicalização através da flauta doce. Público de 6 a 12 anos: sextas, das 9h às 10h. Público a partir de 13 anos: sextas, das 14h às 15h. • Oficina de modelagem, com Maria Ilce de Oliveira. Oficina destinada a construir e modelar personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo utilizando materiais recicláveis. Público a partir de 12 anos. 15 vagas. Dias 30 e 31, terça e quarta, das 9h às 11h. • Produção de áudio em Home Studios - Workshop do projeto Lise em Rotação. Com Daniel Nunes. Destinado a músicos, estudantes de música, técnicos de som, atores, sonoplastas, profissionais, técnicos do audiovisual e demais interessados. Patrocinado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Público a partir dos 15 anos. 15 vagas. Período: 11 e 12, quinta e sexta, das 14h às 18h.

Telecentro • Espaço equipado para acesso à internet e utilização gratuita de computadores. Funcionamento: terça a sexta, de 10h às 16h, e aos sábados, de 9h às 12h.

Horizontes Blues Festival - Tributo a Robert Johnson Programação: • 23 a 28 - Exposição de artes plásticas do coletivo de artistas Sem Pé sem Cabeça • Dia 27, sábado, às 12h - Workshop “Acústico Blues do Rio São Francisco ao Rio Mississipi” através do Violão ou guitarra acústica. • Dias 27 e 28, sábado e domingo, a partir das 13h - Feira de raridades de vinil, DVD e CDs, além de outros produtos culturais. • Dia 27, sábado, das 13h às 20h: shows musicais. • Dia 28, domingo, das 11h as 19h: shows musicais. • Bandas participantes: Yer Blues, Taxman Blues, Black Bone Blues, Shellão & Lobo Blues Band, Cevada Blues, Cromossomo Africano, Little Trouble, Blues in Vain, Cipó do Mato, TriBlues, Blue Drop Jazz Quartet, Legado Blues e Renato Caetano.


Diário Oficial do Município

Equipe do programa Bolsa Família promove palestra sobre uso de remédios sem prescrição médica Colocar a saúde em risco por meio do uso de remédios sem prescrição médica é prática comum. Para conscientizar as famílias, a equipe de cadastro e acompanhamento do programa Bolsa Família da Regional Barreiro convidou o farmacêutico Sérgio Martins, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) do Centro de Saúde Regina. O palestrante explicou que

a auto-medicação pode gerar efeitos adversos e até contrários ao esperado. O farmacêutico também lembrou que nem sempre os medicamentos guardados em casa estão em lugares seguros, o que coloca em risco a saúde dos moradores, principalmente crianças e idosos. O público se preocupou com o uso conjunto de diversos medicamentos. “Quais remédios

Ouvidoria tem novo endereço A Ouvidoria do Município já está atendendo em novo endereço. A mudança para a rua dos Tupis, 149, 16º andar, no edifício Carvalho de Brito, no Centro, representa uma melhor condição de trabalho e mais comodidade para a população. A antiga sede funcionava na rua dos Timbiras, 1.532, no bairro Funcionários. “Com o novo espaço, teremos uma unificação das ouvidorias, trazendo mais eficiência e eficácia dos trabalhos e uma melhor interlocução com a população”, contou o novo ouvidor, Saulo Amaral. Instituída em 12 de janeiro de 2006, a Ouvidoria funciona como um canal de comunicação direta entre o cidadão e a Prefeitura. Foi criada para identificar eventuais falhas que ocorram na prestação dos serviços, bem como apontar sugestões que ajudem a solucioná-las. Sua atuação fortalece o exercício da cidadania, incentivando a participação popular na administração pública.

Serviços da Ouvidoria • Recebe, analisa e encaminha reclamações, sugestões e elogios formulados pelo cidadão, relacionados à atuação dos órgãos e entidades das administrações direta e indireta do município • Presta informações e acompanha as providências adotadas • Cobra soluções e informa ao cidadão sobre os encaminhamentos referentes à sua demanda • Garante ao cidadão resposta ao seu pleito e, se solicitado, sigilo de seus dados pessoais • Sugere medidas de aprimoramento das atividades técnicas e administrativas • Identifica e interpreta o grau de satisfação dos cidadãos, mediante indicadores permanentes de avaliação • Sugere a adoção de medidas necessárias à prevenção e detecção de irregularidades na administração pública.

não posso tomar ao mesmo tempo?”, perguntaram. Sérgio explicou o risco de misturar medicamentos sem orientação médica e o uso de antibiótico e anticoncepcional. “O antibiótico corta o efeito do anticoncepcional e é necessário o uso de outros métodos contraceptivos”, orienta. “Foi muito interessante saber o que pode fazer mal para a saúde”, elogiou a beneficiária Marisa Domingos.

de trabalho, entendendo a necessidade de ampliar a compreensão de que a saúde individual está diretamente ligada à saúde dos ambientes por meio de palestras, oficinas e diversas atividades interativas e vitalizadoras. As atividades serão realizadas no auditório da Smarh (rua Espírito Santo, 250, 6º andar), sempre às quartas-feiras, das 8h30 às 12h. São oferecidas 40 vagas para servidores

Palestra foi a primeira de um ciclo programado para os beneficiários do Bolsa Família

Essa foi a primeira palestra de um ciclo programado para os beneficiários do Bolsa Família. “No próximo mês, o tema será a Lei

Maria da Penha”, informou Rogério Gerônimo, gerente de Programas de Transferência de Renda e Geração de Trabalho Barreiro.

Comitiva italiana debate enfrentamento à violência contra as mulheres em BH O secretário municipal adjunto de Direitos de Cidadania, José Wilson Ricardo, e a coordenadora dos Direitos da Mulher, Lúcia Helena Apolinário, receberam na semana passada componentes do projeto 100 Cittá, ligado a ações de enfrentamento à violência contra as mulheres. Estiveram presentes no encontro o coordenador do projeto 100 Cittá, Antonio Maspoli, e o secretário municipal adjunto de Relações Internacionais, Rodrigo Perpétuo. O projeto Enfrentamento à Violência contra as Mulheres é uma das ações do projeto de cooperação descentralizada existente desde 2005 entre cidades brasileiras e italianas que desenvolvem ações em várias frentes. Denominado 100 Cittá – 100 projetos para 100 cidades, tem como objetivo específico o de consolidar a rede e as ações de cooperação descentralizada sobre os direitos das mulheres entre as instituições e administrações públicas italianas e latino-americanas, incrementando e fortalecimento as políticas públicas nas ações do projeto.

Riscos socioambientais e saúde são temas de curso da Secretaria de Recursos Humanos Estão abertas até sexta-feira, dia 5, as inscrições para o segundo curso “Riscos Socioambientais e Saúde - Detectando Interfaces no Ambiente de Trabalho”, promovido pela Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos (Smarh), por meio da Escola Virtual de Governo (EVG). O curso tem como objetivo debater temas relacionados aos riscos socioambientais e ao ambiente

3

Érica Sanny

Terça-feira, 2 de agosto de 2011

BELO HORIZONTE

municipais e empregados públicos das administrações direta e indireta. As inscrições poderão ser feitas pelo site www.pbh.gov.br, no link “Sala do Servidor”, sendo necessário estar com o e-mail institucional aberto antes de entrar no site, ou pessoalmente, para aqueles que não dispõem de acesso à internet, na Gerência de Desenvolvimento de Pessoal, que funciona no 9º andar do prédio da Smarh.

Para Lúcia Helena Apolinário, o desenvolvimento desta ação de forma articulada, integrada e transversal só fortalece as políticas públicas para as mulheres na Prefeitura e em Belo Horizonte. O microprojeto de Belo Horizonte tem objetivo de trabalhar o tema “Direitos e Trabalho” para 140 mulheres de regiões periféricas da cidade. Neste sentido, desenvolve ações em duas frentes: a formação de 130 mu-

lheres para o mundo do trabalho e oficinas de sensibilização com dez pessoas da área jurídica, com conhecimentos das legislações estrangeiras e nacionais. Para José Wilson Ricardo, iniciativas como essa são essenciais para a ampliação e o fortalecimento de políticas para as mulheres no município, permitindo a construção de eixos metodológicos com o apoio da sociedade civil organizada, buscando promover uma cultura de paz.

SMADC

Poder Executivo

Encontro fortalece as políticas públicas do setor


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

38

Terça-feira, 2 de agosto de 2011

INDICADORES ECONÔMICOS DE BELO HORIZONTE Taxas de Juros – Junho de 2011

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

352,66

0,77

2,96

6,08

fev/11

Taxas médias praticadas(1)

Setores

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

356,97

0,42

1,78

5,74

Menor

Maior

Diferença (%)

Média

4,50

5,90

31,11

5,45

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

mar/11

354,89

0,63

3,61

6,50

359,61

0,74

2,53

5,90

Prefixada (montadoras)

1,32

2,40

81,82

1,68

abr/11

357,87

0,84

4,48

6,95

362,56

0,82

3,37

6,28

Prefixada (multimarcas)

1,40

2,20

57,14

1,87

mai/11

359,94

0,58

5,08

7,27

364,99

0,67

4,06

6,84

359,83

-0,03

5,05

7,26

364,70

-0,08

3,98

6,76

Prefixada (montadoras)

1,52

2,36

55,26

1,90

0,07

5,16

7,20

0,06

4,23

6,86

Prefixada (multimarcas)

1,82

2,37

30,22

2,07

11,40

13,70

20,18

12,60

jun/11 3ª jul/11

364,89

(3)

370,02

(3)

Automóveis Usados

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

Cartão de Crédito

(2) IP CR= Índice de P reço s ao Co nsumido r Restrito : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 6 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (3) 3ª quadrissemana de julho /94 = 100

Cheque Especial

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Combustíveis Construção Civil

Índice de Confiança do Consumidor Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

Período

No mês

No ano

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

jan/11

137,53

193,41

119,69

2,51

3,47

2,04

2,51

fev/11

135,92

195,96

116,70

-1,18

1,32

-2,49

1,30

mar/11

138,91

196,09

120,64

2,21

0,07

3,37

3,54

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

Últimos 12 Meses

IEE

IEE

(2) (8)

9,63

22,83

8,61

1,45

18,25

1.158,62

8,49

(3) (7)

Imóveis Construídos

0,11

3,97

3.509,09

1,60

Imóveis na Planta

0,27

3,62

1.240,74

2,08

1,15

2,80

143,48

1,91

2,25

4,69

108,44

3,46

1,61

1,88

16,77

1,77

4,24

45,21

3,61

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

IEF

7,84

IEF

ICCBH

3,47

2,04

-1,66

2,87

-3,84

CDC - Financeiro (8)

4,83

-0,51

-1,06

7,31

-5,06

CDC - Bens Alienáveis

4,90

2,84

5,88

11,44

3,21

Eletroeletrônicos

2,92

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

(8)

abr/11

137,74

187,58

121,83

-0,84

-4,34

0,99

2,66

0,35

3,86

6,70

5,16

7,48

Mobiliário

1,93

5,56

188,08

3,05

mai/11

133,44

180,41

118,43

-3,12

-3,82

-2,79

-0,54

-3,49

0,97

0,57

0,82

0,44

Financeiras Independentes

6,08

17,37

185,69

10,96

jun/11

135,84

187,28

119,40

1,80

3,81

0,82

1,24

0,18

1,79

0,15

1,74

-0,62

Nacional

0,90

3,95

338,89

2,42

Internacional

0,90

3,95

338,89

2,42

1,48

7,14

382,43

3,69

1,98

Turismo

(1) ICCB H: Índice de Co nfiança do Co nsumido r de B elo Ho rizo nte: trata-se de um indicado r que tem po r finalidade sintetizar a o pinião do s co nsumido res em B elo Ho rizo nte quanto ao s aspecto s capazes de afetar as suas decisõ es de co nsumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Eco nô mica: retrata a expectativa do co nsumido r em relação ao s indicado res macro eco nô mico s

Vestuário e Calçados

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a co nfiança do co nsumido r a respeito de alguns indicado res micro eco nô mico s FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Empréstimos pessoa jurídica

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis

Período Índice de Base Fixa (Jul/94=100) jan/11

Comerciais

Variação (%) No mês

374,79

Últimos 12 Meses

No ano

0,58

0,58

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

12,43

No mês

489,85

No ano

1,14

1,45

2,50

72,41

1,34

2,41

79,85

1,99

Conta Garantida (8)

1,62

8,45

421,60

5,53

Captação

Últimos 12 Meses

1,14

CDB 30 dias

378,98

1,12

1,71

12,55

497,44

1,55

2,71

16,29

mar/11

382,43

0,91

2,63

12,29

500,88

0,69

3,42

15,70

abr/11

385,15

0,71

3,36

11,64

505,38

0,90

4,35

14,37

mai/11

387,54

0,62

4,00

11,04

509,68

0,85

5,23

13,98

jun/11

391,57

1,04

5,08

10,78

516,56

1,35

6,65

14,16

(4)

0,93

Cooperativas de Crédito (aplicação)

16,82

fev/11

(8)

Capital de Giro (8)

Desconto de Duplicatas

Residenciais

0,99

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,48

0,78

62,50

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,72

0,86

19,44

0,66 0,80

Poupança (5)

0,61

Taxa SELIC (6)

0,96

(1) Co nsidera-se a média das taxas praticadas pelo s info rmantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(6) M édia po nderada pela vigência

(3) Inclui a variação do s indexado res CUB , TR, INCC e IGP -M

(7) No vo cálculo co nsiderando o perío do do s índices que co mpõ em a estimativa (8) Dado s co letado s a partir de info rmaçõ es co nso lidadas no B anco Central do B rasil

(4) Taxa A NB ID do primeiro dia útil do mês e pro jetada para 30 dias

.. Não se aplica dado s numérico s

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

ND - não dispo nível

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Tarifas Bancárias – Junho de 2011

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Junho de 2011

Forma de Cobrança

(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Produtos / serviços

Luxo

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%) Média (2) (R$)

CADASTRO

(1)

418,75 (8)

660,00 (31)

1514,58 (48)

552,40 (50)

831,14 (79)

934,70 (94)

1770,41 (98)

Apartamento 1 Quarto Apartamento 2 Quartos Apartamento 3 Quartos 1 Banho Apartamentos

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

(1)

758,89 (9)

983,33 (12)

961,54 (26)

1113,80 (79)

1334,76 (124)

2154,23 (220)

(3)

(1)

1560,00 (5)

(1)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

624,44 (18)

2175,00 (4)

1658,33 (6)

2378,79 (33)

3838,90 (146)

Barracão 1 Quarto

346,25 (16)

398,18 (11)

(2)

-

Barracão 2 Quartos

419,50 (6)

612,50 (4)

(1)

-

Barracões

650,00 (4)

Casa 1 Quarto

(1)

568,75 (8)

Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho

(3)

734,00 (15)

-

1006,25 (8)

-

739,29 (14)

1024,55 (11)

(1)

(1)

1073,53 (17)

1391,67 (12)

2222,22 (9)

4433,33 (9)

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

(1)

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(3)

(3)

(1)

-

(3)

3844,44 (9)

por evento

0,00

59,00

..

28,27

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por evento

0,00

10,00

..

7,08

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por evento

0,00

10,00

..

6,72

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

por evento

20,00

52,00

160,00

37,88

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por evento

6,00

15,00

150,00

11,40

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por evento

0,60

1,70

183,33

1,35

CHEQUE - Cheque Administrativo

por evento

16,00

27,00

68,75

22,71

CONTAS DE DEPÓSITOS

CHEQUE - Cheque de transferência bancária_(TB e TBG)

por evento

ND

ND

ND

ND

CHEQUE - Cheque Visado

por evento

0,00

21,00

..

11,60

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por evento

0,00

3,50

..

2,15

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por evento

0,00

3,00

..

1,77

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por evento

0,00

2,30

..

1,34

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por evento

0,00

5,00

..

1,95

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(P)

por evento

1,60

6,00

275,00

3,25

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(E)

por evento

0,00

3,00

..

1,91

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup. - EXTRATO(C)

por evento

0,00

2,00

..

1,06

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por evento

0,00

6,00

..

2,88

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por evento

1,00

5,00

400,00

2,25

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por evento

0,00

5,00

..

1,62

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por evento

3,00

7,00

133,33

5,56

Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED pessoal

por evento

ND

ND

ND

ND

Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED eletrônico

por evento

ND

ND

ND

ND

Transferência de recursos por meio de DOC/TED - DOC/TED internet

por evento

ND

ND

ND

ND

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por evento

0,00

19,00

..

11,76

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por evento

0,00

30,00

..

9,61

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por evento

0,00

30,00

..

9,24

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por evento

0,00

2,95

..

1,33

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por evento

0,00

2,70

..

0,95

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por evento

16,00

27,00

68,75

24,47

por evento

11,00

49,00

345,45

37,89

por evento

10,50

18,00

71,43

13,35

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Casas Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

7554,84 (31)

(*) O valor entre parênteses representa o número de imó veis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maio ria das vezes, so mente são publicados valo res médios o btido s a partir de quatro imó veis pesquisados. Os caso s em que não fo i pesquisado nenhum imóvel são indicados po r hífen (-). Os valo res médios referentes a apartamentos de 1e 2 quarto s da classe luxo são influenciados pela o ferta de Flats.

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

(1) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(2) Co nsidera-se a média das tarifas praticadas pelo s banco s pesquisado s

Fo nte: B anco Central do B rasil / B anco s - Dado s trabalhado s pela Fundação IP EA D/UFM G

.. Não se aplica dado s numérico s

Custo da Cesta Básica (*) – Junho de 2011

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

IPCA(1)

Salário Mínimo

Cesta Básica (2)

Quantidade

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

Açúcar cristal

3,00 kg

5,11

-0,15

Arroz

3,00 kg

5,33

-0,04

Banana caturra

12,00 kg

18,24

0,19

Batata inglesa

6,00 kg

10,20

-0,56

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês IPCA

Salário Mínimo

No ano Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

ND: não dispo nível

Últimos 12 Meses Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

jan/11

349,97

833,46

421,24

2,17

5,88

0,94

2,17

5,88

0,94

5,92

5,88

12,90

Café moído

0,60 kg

6,50

0,03

fev/11

352,66

833,46

429,26

0,77

0,00

1,91

2,96

5,88

2,87

6,08

5,88

10,51

Chã de dentro

6,00 kg

92,28

-2,04

mar/11

354,89

841,18

455,21

0,63

0,93

6,04

3,61

6,86

9,08

6,50

6,86

11,23

Farinha de trigo

1,50 kg

3,09

0,01

Feijão carioquinha

4,50 kg

14,09

0,00

abr/11

357,87

841,18

433,20

0,84

0,00

-4,84

4,48

6,86

3,81

6,95

6,86

0,49

Leite pasteurizado

7,50 l

15,75

0,00

mai/11

359,94

841,18

446,42

0,58

0,00

3,05

5,08

6,86

6,98

7,27

6,86

7,60

Manteiga

750,00 g

13,20

0,02

Óleo de soja

1,00 un

2,84

-0,02

jun/11

359,83

841,18

430,92

-0,03

0,00

-3,47

5,05

6,86

3,26

7,26

6,86

8,58

Pão francês

6,00 kg

36,36

-0,09

Tomate

9,00 kg

26,64

-0,80

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (2) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

(*) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Beneficiários do programa Cesta Básica na Pampulha recebem orientações A Gerência de Atendimento Social Pampulha voltou a reunir em julho os beneficiários do programa Cesta Básica para informações do interesse de cada um. Entre elas, novo esclarecimento sobre o programa, quando conheceram detalhes do mercado de trabalho, cursos de qualificação e vagas de emprego para jovens e adultos. Os presentes tiveram ainda momentos de descontração e relaxamento quando Wesliane Rodrigues e Daniel Lopes, funcio-

nários da Secretaria Municipal Adjunta de Esportes, incentivaram a prática de atividades físicas, fazendo com que todos se movimentassem com os exercícios de alongamento. Enquanto os pais participavam da reunião, as crianças se divertiam em outra sala, participando de brincadeiras e atividades recreativas. Sônia Ferreira, moradora do bairro Confisco e uma das beneficiárias, acredita que a reunião foi bem informativa, pois esclareceu sobre os serviços oferecidos pelo

Centro de Referencia da Assistência Social Confisco (Cras) pelos quais se interessou. Para Janaína Amorim, funcionária do Plantão Social e uma das organizadoras dos encontros, as reuniões são muito importantes porque conscientizam os beneficiários de que o benefício é temporário. “Procuramos mostrar que eles devem encontrar formas de melhorar a renda familiar para que não fiquem dependentes do programa”, disse. Reuniões com novos grupos serão organizadas futuramente.

39

Agnes Martins

Terça-feira, 2 de agosto de 2011

Participantes ainda tiveram momentos de descontração e relaxamento

Regional Centro-Sul encerra BH em Férias com grande participação do público A programação do Espaço BH Cidadania Vila Nossa Senhora de Fátima foi feita para todas as idades. Nas duas últimas semanas do mês de julho, o público participou de passeios, que incluíram visitas ao Zoológico, ao aquário municipal, museus e parques da capital. A turma da terceira idade, além de participar de um chá em homenagem aos avós, visitou a cidade de Mariana. Para encerrar a programação, o grupo de teatro Circulador encantou as 35 crianças presentes no local.

Os passeios também fizeram parte da programação de férias do Espaço BH Cidadania Vila Santa Rita de Cássia. Entre os dias 18 e 29, cerca de 200 pessoas participaram das atividades que incluíram torneio de futsal, apresentações teatrais e uma excursão ao Clube Lagoa Acqua Park, da Prefeitura de Belo Horizonte, em Lagoa Santa.

Férias nas escolas Os alunos das escolas municipais Senador Levindo Coelho, Pa-

dre Guilherme Peters, Ulisses Guimarães e Edson Pisani, localizadas na região Centro-Sul, também tiveram a oportunidade de participar de diversas atividades culturais durante duas semanas. A Escola Municipal Edson Pisani contou com a presença de 300 alunos nas atividades programadas para os dias de recesso escolar. Os estudantes visitaram os museus e parques municipais de Belo Horizonte, se divertiram com aulas de dança, brincadeiras e oficinas de arte e grafite. No dia 27, os alunos fizeram tam-

bém um agradável passeio ao Clube Lagoa Acqua Park. Na última semana de férias, a Escola Municipal Senador Levindo Coelho recebeu mais 300 crianças para as atividades especiais. Entre ela a excursão para o Festival de Pipas, que reuniu centenas de crianças. O projeto BH em Férias acontece todos os anos, desde 2006, durante as férias de janeiro e de julho. Pessoas de todas as faixas etárias podem participar das atividades.

Fotos: Gercom Centro-sul

A Regional Centro-Sul, por meio dos espaços BH Cidadania Santa Rita de Cássia e Vila Nossa Senhora de Fátima, encerrou na sexta-feira, dia 29, as atividades do projeto BH em Férias. Além desses espaços, as escolas municipais da região também realizaram diversas atividades para os alunos no período de recesso escolar. Durante duas semanas, cerca de mil crianças, jovens, adultos e idosos participaram de atividades como teatro, aulas de dança, oficinas de grafite, passeios e torneio de futsal.

Espaços BH Cidadania Santa Rita de Cássia e Vila Nossa Senhora de Fátima, além das escolas municipais, receberam mais de mil crianças durante as atividaddes

O Conselho Municipal de Educação (CME/BH), por meio de sua Câmara de Educação Infantil, está discutindo a reformulação das resoluções CME/BH 001/2000, 002/2003, que normatizam a educação infantil em Belo Horizonte. A plenária ordinária do dia 30 de junho de 2011 aprovou o cronograma de ações internas e externas, que serão desenvolvidas ao longo do segundo semestre no sentido de qualificar as discussões e possibilitar a participação das instituições que compõem o Sistema Municipal de Ensino e a população em geral.

A Câmara de Educação Infantil definiu ainda os conselheiros responsáveis pela redação das minutas de pareceres e da nova resolução: Áurea Nóa Lisbôa Leão, representante dos órgãos governamentais e presidente do CME/BH; Cristina de Freitas Castilho, representante dos órgãos governamentais; Maria Elisa Cabaleiro Rodrigues, representante dos trabalhadores de instituições filantrópicas comunitárias ou confessionais de ensino infantil; Maria Antonieta Sabino Viana, representante dos trabalhadores em Educação das escolas públicas municipais; Sérgio Ricardo Sydney Campolina, representante das instituições privadas de educação infantil. Nesta fase de redação, a câmara contará com assessoria e contribuição das professoras Dinéia Aparecida Domingues, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e Maria Cristina Soares de Gouvêa e Mônica Correia Baptista, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Uma das atividades deste movimento de reformulação é a realização da palestra “A Cultura da Infância e a Apropriação dos Espaços Urbanos”, aberta ao público, que será proferida pela professora Maria Cristina Soares de Gouvêa no dia 23 de agosto, às 14h, no teatro da PUC-Minas (Prédio 30), na rua Dom José Gaspar, 500, Coração Eucarístico.

Arraial do Distrito Sanitário anima servidores do Barreiro Pipoca, canjica, churrasquinho, maçã do amor e outras comidas típicas, além de show com a dupla sertaneja Leandro e Tiago animaram o Arraial do Distrito Sanitário Barreiro, realizado na última semana. A confraternização reuniu 200 pessoas, entre servidores e seus familiares. A decoração com balões, bandeirinhas e bambus ficou por conta dos servidores, que capricharam para deixar a festa bonita. “Começamos a arrumar o local logo cedo, mas no dia anterior o pessoal da manutenção já tinha instalado a iluminação e o tablado”, lembra Francielly Ribeiro, secretária da gerência. A festa foi pura animação até meia-noite. Além das barraquinhas de comidas típicas, não faltaram músicas e atrações juninas como bingo e correio elegante. A festa também dedicou um espaço especial para mos-

Gercom Barreiro

Divulgação

Conselho Municipal de Educação discute reformulação de resoluções

trar a beleza dos trabalhos produzidos no projeto Art Saúde. O projeto incentiva crianças com dificuldade de aprendizagem a produzirem arte. Foi organizada uma exposição dos trabalhos artesanais e as crianças se apresentaram tocando instrumentos que elas próprios produziram nas oficinas. Coordenadora do projeto e referência técnica da gerência de saúde, Inês Bino explicou que o objetivo da apresentação foi deixar a festa ainda mais animada.


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

40 40

Termo de cooperação A Prefeitura de Belo Horizonte e o Sebrae assinam hoje, durante a abertura do Encontro Sebrae de Negócios, um termo de cooperação que visa gerar negócios, capacitação de gestores e empreendedores para a Copa do Mundo de 2014. A assinatura tem como objetivo o planejamento e a execução de ações de turismo, negócios, produção, informática, mercado e promoção para a realização das Copas das Confederações, em 2013, e do Mundo, de 2014.

Abraço faz leilão beneficente em sua sede

Fotos: Gercom Barreiro

Usuários se sentem bem por estarem sendo ouvidos e vistos

Papel e caneta em mãos e muitas ideias na cabeça. Assim é iniciada a reunião para definir as pautas da Rádio Conviver, que existe desde 2008 e é produzida

pelos usuários do Centro de Convivência Barreiro, da rede municipal de Saúde Mental. “Dar voz é uma forma de contribuir para a convivência, mudar a imagem da

loucura e inseri-los na sociedade”, justifica o monitor da oficina de comunicação, o jornalista Daniel Rabello. Conferência Municipal de Saúde, Copa do Mundo, meio ambiente, como é ser diferente, loucura e psiquiatria, necessidade do jornalismo e a morte da cantora Amy Winehouse foram os temas propostos pelos usuários e tudo é feito em conjunto, até a gravação final. A redação dos textos é livre. Cada um escreve do seu jeito e pede ajuda quando julgar necessário. Os participantes aprovaram o evento. Isaias Ferreira falou sobre a beleza interior das pessoas. “Modelo de beleza não se restringe ao exterior, mas também ao interior de cada um de nós”, destacou. Daniel observou que os usuários se sentem bem em ver que estão sendo ouvidos e vistos e isso os motiva a produzirem semanalmente para a rádio. Jaciara Castro não perde os encontros das tardes de quarta-feira. “Se eu soubesse que era tão bom assim, eu já estava participando aqui há muito tempo”, confessa. Logo depois de escreverem os textos, todos fazem a leitura e gravam. Eles não deixam de se dirigir aos ouvintes, agradecendo-os pela audiência e desejando boa tarde. Finalizados os registros, é hora de ouvir a gravação. Todos se concentram para ouvir com atenção cada registro. A produção de informações não para. Com a gravação da rádio pronta, começa a reunião de pauta do jornal O Loucutor. Com o apoio da Prefeitura, a equipe produz ao menos seis edições anuais do informativo.

A Associação Brasileira Comunitária para a Prevenção do Abuso de Drogas (Abraço) realizará na quarta-feira, dia 10, às 20h30, na sua sede à avenida do Contorno, 4.777, no bairro Serra, o seu sétimo Leilão de Obras de Arte. As obras foram doadas por artistas, colecionadores e galerias de arte. Estas obras já estão expostas para apreciação do público de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30, e aos sábados e domingos, idas de 10h às 18h. Comprando uma obra de arte os interessados auxiliará a Abraço a ajudar quem precisa.

Praça da Estação recebe exposição sobre

calçadas portuguesas Será aberta hoje, às 19h30, a exposição “Tatuagens Urbanas”, que acontece no Museu de Artes e Ofícios, localizado na Praça da Estação, no Centro. A exposição conta com o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Regional Centro-Sul, e estará aberta ao público até o dia 18 de setembro, das 12h às 19h nas terças e sextas e das 12h às 21h nas quartas e quintas. Aos sábados, domingos e feriados a mostra pode ser conferida das 11h às 17h. A entrada é gratuita. A exposição mostra o trabalho de calçadas portuguesas realizado no Brasil e

Terça-feira, 2 dedeagosto Terça-feira, 2 de agosto 2011 de 2011

Rádio Conviver promove cidadania no Centro de Convivência Barreiro

PBH recebe palestra de gerente de Comunicação da Fifa A gerente de Comunicação da Fifa, Renata Pereira, irá ministrar hoje, às 11h30, em Belo Horizonte, uma palestra sobre a comunicação em grandes eventos e a cobertura da Copa do Mundo da Fifa. A palestra será realizada às 11h30, no evento Encontro Sebrae de Negócios, que acontece durante todo o dia no Espaço Municipal da Prefeitura de Belo Horizonte (avenida Afonso Pena, 1.212, 1º andar, Centro). Às 14h, Renata Pereira participa ainda do painel “Oportunidades de Comunicação/Imprensa”, voltado para jornalistas e profissionais de comunicação. Durante o encontro será também apresentado o Mapa de Oportunidades de Negócios de Belo Horizonte para 2014. Os resultados da pesquisa feita pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) identificaram, em mais de 929 atividades de nove setores da economia, as oportunidades de negócios mais propícias para as micro e pequenas empresas brasileiras durante os eventos esportivos que acontecerão nos próximos anos, como a Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014), Copa América (2015) e Olimpíadas (2016). A iniciativa integra o Programa Sebrae 2014, que realizou o mapeamento nas 12 cidades-sedes do Mundial de 2014. Belo Horizonte será a sexta cidade a divulgar o estudo, que mostra ainda as dificuldades que poderão ser enfrentadas pelos pequenos negócios, documentação necessária, aprimoramento da gestão e adoção de ações de sustentabilidade para cada setor. No evento, será apresentado o planejamento do Sebrae-MG de apoio às micro e pequenas empresas de Belo Horizonte e da Região Metropolitana para 2014. Na capital mineira serão investidos, até 2013, R$ 3 milhões, em ações de capacitação, desenvolvimento de pequenos negócios e orientação às oportunidades de negócios gerados.

Poder Executivo

em Portugal. A mostra acontecerá juntamente com o lançamento do livro Tapetes de Pedra, fruto de uma pesquisa sobre calçadas portuguesas realizada por vários profissionais, entre eles o professor e arquiteto mineiro Altino Barbosa Caldeira. O projeto foi lançado em parceria com o Governo Federal e a Prefeitura do Rio de Janeiro e foi patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura. Belo Horizonte participará da exposição divulgando o projeto pioneiro de recuperação e padronização de calçadas, idealizado e realizado pela Regional Centro-Sul desde 2007.


DOM - 02/08/2011