Page 1

PREFEITURA BELO HORIZONTE Ano XVII • N. 3.786 • R$ 0,80

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 17/3/2011

Cadeirantes ganham carteiras especiais e 20 mil unidades são adquiridas para os alunos, apresentando design e acabamento modernos praticidade. “A renovação vem para facilitar a organização das escolas e dar mais comodidade aos estudantes. O material utilizado na fabricação é mais moderno, facilitando a limpeza e conservação, o que resulta em mais durabilidade do produto” complementa. O novo conjunto escolar permitirá aos profissionais da educação e aos estudantes organizarem o espaço físico da sala de aula de diferentes maneiras, uma vez que os móveis são mais leves e resistentes. Essas possibilidades de organização poderão contribuir para a aprendizagem na medida em que as atividades serão realiSMED

Material utilizado é mais moderno e facilita a limpeza e a conservação Divino Advincula

As escolas e Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) da Rede Municipal de Educação terão novo mobiliário a partir deste ano. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), concluiu o processo licitatório e registro de preço para aquisição do novo conjunto de mobiliário escolar destinado às salas de educação infantil e ensino fundamental. Segundo Wanice Lima, gerente de Recursos Materiais da Smed, a substituição do mobiliário já existente será gradativa em todas as escolas. “Os novos modelos apresentam design e acabamento modernos, maior conforto, qualidade e resistência, pois são fabricados utilizando polipropileno injetável”, explica. A novidade é a cadeira especial para os candeirantes (veja texto em destaque nesta página). São mesas e cadeiras para salas de aulas e refeitórios, adequadas a cada faixa etária, que substituirão o mobiliário já existente e serão disponibilizadas sempre que necessário. Inicialmente serão adquiridas 20 mil unidades, um investimento de R$ 3,37 milhões. O secretário municipal adjunto de Educação, Afonso Celso Renan Barbosa, afirma que o investimento permitirá maior economia e

SMED

Escolas da PBH ganham novo mobiliário

Entusiasmo

Escolas e Umeis como a Itatiaia ganharão um novo mobiliário, que teve um custo de 3,37 milhões

zadas em grupos, com número diferenciado de alunos ou até mesmo integrando toda a turma. Para Dagmá Brandão, gerente de Coordenação da Política de Formação da Secretaria Municipal

de Educação, é muito importante que o professor tenha várias estratégias de organização das carteiras em sala de aula. “Sabemos que manter as carteiras enfileiradas o tempo todo dificulta a interação

entre os pares e a discussão coletiva. Aprender a ouvir o outro, respeitar opiniões diferentes e partilhar o conhecimento contribuem de maneira significativa para a aprendizagem”, avalia.

Mesa para cadeirantes A novidade é a aquisição de 500 unidades da mesa para cadeirantes, que possui porta livros e tampo em madeira com altura compatível para garantir a acessibilidade. Do total destinado à compra de mobiliário, R$ 75,2 mil serão destinados à fabricação desse modelo, que está de acordo com as orientações da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). Para Patrícia Cunha, do Núcleo de Inclusão Escolar da Smed, o novo modelo causará um impacto positivo, possibilitando um melhor acesso da pessoa com deficiência ao conhecimento. “A mesa permite uma boa condição postural do estudante dando a ele maior conforto em sala de aula, o que sem dúvida garantirá uma melhor qualidade na aprendizagem,” justifica.

SMED

SMED

Na Escola Municipal Sebastiana Novais, na região Norte, estudantes e professores estão entusiasmados com a novidade. “Para nós será um grande avanço. As funcionárias da escola terão mais facilidade para limpar as salas e ganharão tempo. Os professores poderão utilizar outras formas de organização do ambiente escolar com maior flexibilidade e, com isso, teremos aulas mais dinâmicas. As crianças vão adorar!”, comemora a diretora Roseli Marilis (foto abaixo). Fernanda Duarte, vice-diretora da escola, reconhece as qualidades do novo mobiliário, mas acredita que será necessário fazer um trabalho educativo com os estudantes. “Antes mesmo das novas carteiras chegarem, precisamos trabalhar com os alunos no sentido de conscientizá-los sobre a importância de valorizarmos e preservarmos um bem público. Será uma aula de cidadania,” conclui.


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

2

Quinta-feira, 17 de março de 2011

Missa marca reinauguração de igreja símbolo da imigração sírio-libanesa na cidade

Igreja é tombada desde 2006

pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte, que a considerou um significativo exemplar da arquitetura eclética e importante registro da história da cultura síriolibanesa na cidade. O processo de restauração, iniciado em 2009, recebeu orientação da Diretoria de Patrimônio Cultural, sendo realizado com recursos obtidos pela comunidade sírio-libanesa. A Igreja Católica Ortodoxa São Jorge foi construída em 1938 pela comunidade sírio-libanesa, que, estabelecida na capital mineira desde 1910, sentia a necessidade de um espaço para a celebração de suas manifestações religiosas. Contudo, em fins dos anos 1980, a quantidade de missas realizadas no templo religioso foi diminuindo até que seu último pároco ortodoxo, Dimitri Azar, passou a realizar somente casamentos e batizados. Com a morte do padre, as atividades religiosas se encerraram e a igreja foi invadida por camelôs. Durante o processo de ocupação clandestina da igreja, as suas pinturas parietais originais foram danificadas. Agora, por meio do programa Adote um Bem Cultural,

Mostra cultural revela arte do grafite e do rap no Centro Cultural Vila Santa Rita Barreiro. A exposição fica em cartaz até o dia 30 de março, com entrada gratuita. A mostra acontece hoje e nos dias 19, sábado, e 25, sexta, às 14h. As oficinas do evento são abertas aos interessados com inscrições prévias e agendamento para escolas e instituições que realizam atendimento a jovens. Hoje, os artistas Leandro e Washington ministram a oficina de grafite. No sábado, dia 19, é a vez dos rappers

Mostra “Identidade e Território” apresenta pinturas dos participantes de oficina de grafite

um painel com os 12 apóstolos. No altar, sobre o sacrário, há uma pintura da Santa Ceia. O coro, com acesso em escada caracol de madeira escura, conduz ao mezanino. Nas fachadas laterais, uma sequência de vãos alongados, de vergas também curvas, conferem iluminação à nave única, dando ao espaço o tom de clareza e alegria, típicos de uma arquitetura que se propunha a espelhar os novos tempos de modernidade e república.

Arquitetura A Igreja Católica Ortodoxa foi edificada em estilo eclético, mas predominantemente neoclássico. Uma profusão de relevos geométricos, executados em massa, ornamentam a fachada principal e a platibanda da igreja (parte superior da fachada que oculta a cobertura), acompanhando as tonalidades e os gostos estéticos do período. Sobre o avanço da fachada principal está a torre única, que marca o eixo de simetria da edificação, bem como evidencia uma escultura central em relevo. No recuo da fachada, existem dois vãos igualmente em verga arcada, ladeados por pilastras de capitel estilizado. No interior da igreja, a decoração fica por conta das cimalhas e relevos em massa, pilastras embutidas e pinturas diversas; entre elas,

TJ e Big Jan comandarem a oficina de letras e batidas de rap. Já no dia 25, Darlan Coelho oferece oficina de basquete de rua. Encerrando as atividades, no sábado, dia 26, haverá uma grande festa de confraternização, a partir das 16h, com música, dança e poesia, revelando os talentos da comunidade. A exposição “Identidade e Território” é fruto de discussão dos jovens, oficineiros e da equipe do programa Fica Vivo! sobre os temas “Juventude e Lei”, “Liberdade” e “Cidades”. A mostra apresenta pinturas dos participantes da oficina de grafite do Núcleo de Prevenção à Criminalidade do Barreiro, elaboradas em aquarela e spray, a partir de fotos projetadas nas telas.

FMC

O Centro Cultural Vila Santa Rita (rua Ana Rafael dos Santos, 149, Vila Santa Rita), juntamente com o Programa Fica Vivo! Barreiro, promove a Mostra Cultural Hip Hop com oficinas de grafite, rap e basquete de rua para o público em geral. Também entra em cartaz a exposição “Identidade e Território”, que apresenta telas produzidas pelos jovens da oficina de Grafite do Núcleo de Prevenção à Criminalidade do

elas serão restauradas pela Construtora Líder, em parceria com o Instituto Flávio Gutierrez, que desenvolve um projeto de formação de jovens como auxiliares de restauro. Nos próximos meses, o termo de adoção do bem cultural deverá ser assinado para o início das obras.

Restauração começou em 2009

Professores da rede municipal participam de oficina na Fundação de Parques Municipais Divulgação

Fotos: FMC

Após dois anos em restauração, a Igreja Ortodoxa São Jorge (avenida Olegário Maciel, 321, Centro), edificação importante na história da imigração sírio-libanesa em Belo Horizonte, será reinaugurada. A comemoração acontece hoje, às 19h30, com uma missa celebrada por Dom Damaskinos Mansour, arcebispo metropolitano da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Antiquina de São Paulo. Em 26 de abril de 2006, a igreja foi tombada

Oficina ajudará professores a instruírem alunos sobre a água

Otimizar as atividades de educação ambiental desenvolvidas nos parques de Belo Horizonte. Foi com este objetivo e pensando em estreitar a relação das crianças e adolescentes com as áreas verdes da cidade que a Fundação de Parques Municipais realizou, no dia 15 de março, uma oficina com os professores da rede municipal. Em parceria com o Grupo Teia e por meio de uma apresentação interativa, a atividade promoveu um intercâmbio de experiências entre os profissionais da educação e ressaltou assuntos como ciclo da água, importância da mata ciliar e o consumo responsável, que serão abordados durante as comemorações do Dia Mundial da Água, de 19 a 24 de março, nos parques Mangabeiras, Primeiro de Maio, Lagoa do Nado e Roberto Burle Marx. Segundo a educadora ambiental do Grupo Teia, Luciana Priscila, os parques municipais são espaços para a educação ambiental e patrimonial. “Precisamos mostrar às crianças que elas fazem parte deste meio e despertar nelas uma afetividade por ele. Que esta não seja uma ação pontual, mas um processo contínuo e permanente”, afirmou. De acordo com o coordenador de eventos Robson Machado, esta oficina de educação socioambiental auxiliará os professores a instruírem seus alunos sobre o tema água antes de participarem da atividade no parque. “Desta forma as crianças e adolescentes vão poder aproveitar e interagir melhor com o evento. Queremos trabalhar dessa forma durante todo o ano”, disse. Hoje a oficina será apresentada para os monitores que realizarão as atividades do Dia Mundial da Água nos parques.


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Dentro do calendário de atividades da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para o mês de março, foi realizada na última semana a Trilha Jardim Botânico, no Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), orientada pelos monitores do museu e que contou com a participação de técnicos em meio ambiente, idosos, profissionais diversos e 24 acadêmicos. A atividade explorou a caminhada ecológica, identificando as espécies da fauna e da flora local Os participantes tiveram também aulas sobre utilização de ervas medicinais e como identificá-las no canteiro de plantas, prevenindo seu uso indevido. Além disso, os participantes percorreram a Trilha dos Sentidos, no Jardim Sensorial. A atividade possibilita a deficientes visuais o reconhecimento das espécies pelo tato. De acordo com a educadora ambiental Márcia Miranda, o objetivo da trilha era visitar locais que preservam a natureza e que desenvolvem ações de educação ambiental.

Inscrições abertas para sorteio de convites para Vale Verde Alambique O sorteio de cinco convites para o Parque Ecológico Vale Verde será realizado pela Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos amanhã, às 15h. Cada convite isenta duas pessoas da taxa de entrada no parque. As inscrições estão abertas no portal da PBH (www.pbh.gov.br), pelo link “Sala do Servidor”. O interessado poderá se inscrever até as 14h de amanhã. Para que o link seja direcionado corretamente, é necessário que um e-mail institucional da Prefeitura esteja aberto antes do cadastramento. Somente será considerada uma inscrição por pessoa. O parque possui atrações para toda a família relaxar, se aventurar nos esportes radicais e aproveitar um ambiente de preservação ambiental. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3277-1955.

PBH e Faculdades Del Rey oferecem palestras gratuitas A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos (Smarh), informa que ainda existem vagas para os interessados em participar das palestras “O papel da contabilidade no controle e na transparência dos recursos públicos”, no dia 24 de março, e “As perspectivas sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) na esfera das políticas públicas”, no dia 28. As palestras serão realizadas por docentes das Faculdades Del Rey, instituição de ensino superior que mantém convênio com a PBH e oferece bolsas de estudos para servidores cursarem graduação e pós-graduação. As inscrições podem ser feitas no portal da PBH (www.pbh.gov.br), por meio do link “Sala do Servidor”, enquanto houver vagas. É necessário que um e-mail institucional da Prefeitura esteja aberto antes de iniciar o cadastramento.

Trilha Jardim Botânico inclui atividades como a Trilha dos Sentidos

Secretário de Planejamento visita Sudecap O secretário municipal de Planejamento, Paulo Bretas, e o assessor técnico, Paulo Araújo, visitaram no início da semana a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), onde foram recebidos pelo superintendente Fernando Jannotti e pelo diretor administrativo-financeiro, Nourival de Souza Resende Filho. Durante o encontro, foram tratados assuntos que abrangem tanto a secretaria quanto a autarquia, tais como obras na cidade e recursos humanos. De acordo com Paulo Bretas, a visita teve como objetivo reforçar as relações entre o Planejamento e a Sudecap, principal órgão executor das obras de infraestrutura urbana e dos bens imóveis públicos da Prefeitura. Para o secretário, a interferência que a obra física exerce no entorno de onde ocorre é positiva. “As intervenções trazem também inclusão social, acessibilidade e melhoria na qualidade de vida da população. Vemos isso acontecer

SMPL

Trilha marca início das atividades da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em março

3

SMMA

Quinta-feira, 17 de março de 2011

Reunião tratou de assuntos como obras na cidade e recursos humanos

o tempo todo com as obras do Orçamento Participativo”, afirma. O superintendente Fernando Jannotti destacou o processo de modernização da gestão pelo qual a autarquia vem passando e a melhora da qualidade dos serviços prestados. “A nossa equipe é

muito dinâmica e experiente, o que dá origem a resultados positivos. Somos responsáveis por 30 projetos sustentadores. Além disso, são mais de 500 projetos em execução, exigindo um planejamento complexo e muita responsabilidade de nossa parte”, disse.

Mês da Mulher traz programação especial na Regional Nordeste A Regional Nordeste elaborou uma ação envolvendo diversas gerências da secretaria que resultou em uma programação especial para as mulheres durante todo o mês de março. As atividades têm como objetivo homenagear as servidoras da regional e mulheres da comunidade local. Palestras sobre a saúde feminina nos centros de saúde da região, oficinas educativas e de beleza, apresentações culturais e sessões de cinema comentado estão entre as atividades de programadas para este mês. Na terç, dia 15, foi realizado na regional um

café da manhã especial para as servidoras, seguido de oficinas de beleza. Além de celebrar e encontrar as colegas de trabalho, as funcionárias receberam tratamento estético. A realização de outras atividades será distribuída entre os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) Artur de Sá (rua Professor Geraldo Fontes, 30, União) e Paulo VI (rua Itarumirim, 2, Conjunto Paulo VI), Gerência Regional de Educação (rua Edson, 525, União) e Gerência Regional de Políticas Sociais (avenida Cristiano Machado, 555, bairro da Graça).


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

18

Quinta-feira, 17 de março de 2011

INDICADORES ECONÔMICOS DE BELO HORIZONTE Taxas de Juros – Fevereiro de 2011

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

out/10

339,27

0,66

4,67

Taxas médias praticadas(1)

Setores

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

5,80

346,75

0,84

4,01

5,00

Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

5,90

96,67

5,07

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

nov/10

341,41

0,63

5,33

5,81

349,35

0,75

4,79

5,19

Prefixada (montadoras)

1,33

2,19

64,66

1,59

dez/10

342,54

0,33

5,68

5,68

350,74

0,40

5,20

5,20

Prefixada (multimarcas)

1,42

2,42

70,42

1,79

jan/11

349,97

2,17

2,17

5,92

355,48

1,35

1,35

5,89

1,81

fev/11

352,66

1ª mar/11

371,91

(3)

0,77

2,96

6,08

0,66

3,30

6,13

356,97 376,49

(3)

Automóveis Usados

0,42

1,78

5,74

Prefixada (montadoras)

1,41

2,79

97,87

0,42

2,16

5,70

Prefixada (multimarcas)

1,56

2,44

56,41

1,94

11,40

13,70

20,18

12,60

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

Cartão de Crédito

(2) IP CR= Índice de P reço s ao Co nsumido r Restrito : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 6 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte

8,72

30,73

7,94

1,94

13,13

576,80

6,96

Imóveis Construídos

0,05

2,17

4.240,00

1,39

Imóveis na Planta

0,15

2,17

1.346,67

0,69

1,37

4,20

206,57

2,61

2,07

4,66

125,12

3,28

1,42

1,83

28,87

1,65

7,55

165,85

4,75

Cheque Especial

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Combustíveis Construção Civil

Índice de Confiança do Consumidor Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

(2) (8)

6,67

(3) 1ª quadrissemana de julho /94 = 100

(3) (7)

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

set/10

131,77

178,59

116,81

-2,15

-3,97

-1,25

-4,13

-3,77

-4,32

-2,43

2,28

-4,58

CDC - Financeiro (8)

out/10

131,61

185,55

114,40

-0,12

3,90

-2,06

-4,25

-0,02

-6,29

-2,11

3,69

-4,85

CDC - Bens Alienáveis

nov/10

136,23

194,06

117,75

3,51

4,59

2,93

-0,89

4,56

-3,54

-0,21

7,23

-3,72

Eletroeletrônicos

2,84

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

(8)

dez/10

134,17

186,93

117,30

-1,51

-3,67

-0,38

-2,39

0,72

-3,91

-2,39

0,72

-3,91

Mobiliário

1,49

9,92

565,77

4,28

jan/11

137,53

193,41

119,69

2,51

3,47

2,04

2,51

3,47

2,04

-1,66

2,87

-3,84

Financeiras Independentes

8,28

11,81

42,63

9,81

fev/11

135,92

195,96

116,70

-1,18

1,32

-2,49

1,30

4,83

-0,51

-1,06

7,31

-5,06

Turismo

(1) ICCB H: Índice de Co nfiança do Co nsumido r de B elo Ho rizo nte: trata-se de um indicado r que tem po r finalidade sintetizar a o pinião do s co nsumido res em B elo Ho rizo nte quanto ao s aspecto s capazes de afetar as suas decisõ es de co nsumo atual e futuro

Nacional

1,21

3,74

209,09

2,44

Internacional

1,05

3,84

265,71

2,13

2,07

10,67

415,46

4,95

1,94

(2) IEE: Índice de Expectativa Eco nô mica: retrata a expectativa do co nsumido r em relação ao s indicado res macro eco nô mico s (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a co nfiança do co nsumido r a respeito de alguns indicado res micro eco nô mico s

Vestuário e Calçados

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Empréstimos pessoa jurídica

Residenciais Período Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%) No mês

Últimos 12 Meses

No ano

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

No ano

(8)

1,66

2,46

48,19

Capital de Giro (8)

1,67

2,50

49,70

2,09

Conta Garantida (8)

2,29

8,24

259,83

5,34

Desconto de Duplicatas

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis

Captação

Últimos 12 Meses

ago/10

361,30

0,86

9,60

13,47

463,92

1,09

11,59

18,33

set/10

364,55

0,90

10,59

13,44

470,88

1,50

13,27

out/10

365,90

0,37

11,00

13,01

476,72

1,24

nov/10

370,11

1,15

12,27

13,10

481,35

0,97

CDB 30 dias

(4)

0,88

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,90

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,40

0,68

70,00

18,86

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,62

0,74

19,35

14,67

18,59

Poupança (5)

15,78

17,43

372,63

0,68

13,04

13,04

484,33

0,62

16,50

16,50

jan/11

374,79

0,58

0,58

12,43

489,85

1,14

1,14

16,82

0,68 0,55

Taxa SELIC (6)

0,89 (5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(1) Co nsidera-se a média das taxas praticadas pelo s info rmantes

dez/10

0,56

(2) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(6) M édia po nderada pela vigência

(3) Inclui a variação do s indexado res CUB , TR, INCC e IGP -M

(7) No vo cálculo co nsiderando o perío do do s índices que co mpõ em a estimativa (8) Dado s co letado s a partir de info rmaçõ es co nso lidadas no B anco Central do B rasil

(4) Taxa A NB ID do primeiro dia útil do mês e pro jetada para 30 dias

.. Não se aplica dado s numérico s

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

ND - não dispo nível

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Janeiro de 2011 Imóveis

Popular

Médio

(3)

Apartamento 1 Quarto

Alto (3)

Tarifas Bancárias – Fevereiro de 2011 Produtos / serviços

Luxo

615,83 (24)

Forma de Cobrança

(1)

1515,72 (53)

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%) Média (2) (R$)

CADASTRO Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

24,11

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por evento

0,00

10,00

..

6,97

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por evento

0,00

10,00

..

6,63

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

por evento

20,00

52,00

160,00

36,01

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por evento

6,00

15,00

150,00

11,40

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por evento

0,60

1,70

183,33

1,33

CHEQUE - Cheque Administrativo

por evento

0,00

25,00

..

20,42

CONTAS DE DEPÓSITOS

Apartamento 2 Quartos

Apartamentos

Apartamento 3 Quartos 1 Banho Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

520,00 (28)

752,43 (70)

890,54 (92)

1716,86 (86)

592,50 (16)

735,71 (7)

944,62 (13)

(2)

930,42 (24)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

1079,76 (84)

1249,45 (127)

2009,05 (201)

-

(3)

2520,00 (5)

2162,50 (4)

1800,00 (4)

2395,24 (21)

3778,18 (110)

Barracão 1 Quarto

328,75 (16)

393,75 (8)

(2)

(1)

Barracão 2 Quartos

409,29 (14)

507,50 (4)

(1)

-

Barracões

Casa 1 Quarto

350,00 (5)

(2)

415,00 (4)

-

Casa 2 Quartos

525,71 (14)

698,75 (16)

886,36 (11)

1760,00 (5)

Casa 3 Quartos e 1 Banho

752,73 (11)

1016,67 (6)

(3)

(2)

1167,39 (23)

1260,00 (10)

2138,46 (13)

4142,86 (7)

-

-

3150,00 (4)

-

(2)

3600,00 (4)

3677,78 (9)

7713,33 (30)

Casas Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos Casa 4 Quartos e até 2 Banhos Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(*) O valor entre parênteses representa o número de imó veis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maio ria das vezes, somente são publicados valo res médios o btido s a partir de quatro imó veis pesquisados. Os caso s em que não fo i pesquisado nenhum imóvel são indicados po r hífen (-). Os valo res médios referentes a apartamentos de 1e 2 quarto s da classe luxo são influenciados pela o ferta de Flats.

CHEQUE - Cheque de transferência bancária_(TB e TBG)

por evento

0,00

1,50

..

0,85

CHEQUE - Cheque Visado

por evento

0,00

21,00

..

11,60

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por evento

0,00

3,50

..

2,14

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por evento

0,00

3,00

..

1,73

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por evento

0,00

2,30

..

1,34

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por evento

0,00

5,00

..

1,95

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(P)

por evento

1,45

6,00

313,79

3,17

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup.- EXTRATO(E)

por evento

0,00

3,00

..

1,86

Forn. de ext. mensal de conta de dep. à vista e de poup. - EXTRATO(C)

por evento

0,00

2,00

..

1,06

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por evento

0,00

6,00

..

2,83

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por evento

1,00

5,00

400,00

2,20

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por evento

0,00

5,00

..

1,62

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por evento

3,00

7,00

133,33

5,42

Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED pessoal

por evento

13,40

40,00

198,51

16,64

Transferência por meio de DOC/TED - DOC/TED eletrônico

por evento

1,60

12,50

681,25

7,91

Transferência de recursos por meio de DOC/TED - DOC/TED internet

por evento

1,60

11,50

618,75

7,50

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por evento

0,00

40,00

..

14,11

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por evento

0,00

12,50

..

7,25

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por evento

0,00

11,50

..

6,87

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por evento

0,00

2,95

..

1,33

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por evento

0,00

2,70

..

0,94

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por evento

16,00

27,00

68,75

24,34

por evento

11,00

49,00

345,45

29,00

por evento

0,00

18,00

..

12,44

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

(1) Não são co nsideradas vantagens pro gressivas

(2) Co nsidera-se a média das tarifas praticadas pelo s banco s pesquisado s

Fo nte: B anco Central do B rasil / B anco s - Dado s trabalhado s pela Fundação IP EA D/UFM G

.. Não se aplica dado s numérico s

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

IPCA(1)

Quantidade

Valores (em R$)

Açúcar cristal

3,00 kg

5,83

0,00

Arroz

3,00 kg

5,65

-0,05

Banana caturra

12,00 kg

18,12

-0,79

Batata inglesa

6,00 kg

8,16

-0,10

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

Salário Mínimo

Cesta Básica (2)

IPCA

No ano

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

ND: não dispo nível

Custo da Cesta Básica (*) – Fevereiro de 2011

Últimos 12 Meses

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

Contribuição na variação (p.p.)

set/10

337,05

787,16

381,00

0,40

0,00

2,41

3,98

9,68

-0,32

5,43

9,68

-1,99

Café moído

0,60 kg

5,81

0,05

out/10

339,27

787,16

416,20

0,66

0,00

9,24

4,67

9,68

8,89

5,80

9,68

5,67

Chã de dentro

6,00 kg

95,04

0,00

nov/10

341,41

787,16

432,87

0,63

0,00

4,01

5,33

9,68

13,26

5,81

9,68

9,37

Farinha de trigo

1,50 kg

3,00

0,03

Feijão carioquinha

4,50 kg

11,79

-0,24

dez/10

342,54

787,16

417,30

0,33

0,00

-3,60

5,68

9,68

9,18

5,68

9,68

9,18

jan/11

349,97

833,46

421,24

2,17

5,88

0,94

2,17

5,88

0,94

5,92

5,88

12,90

fev/11

352,66

833,46

429,26

0,77

0,00

1,91

2,96

5,88

2,87

6,08

5,88

10,51

(1) IP CA = Índice de P reço s ao Co nsumido r A mplo : mede a evo lução do s gasto s das famílias co m renda de 1a 40 salário s mínimo s na cidade de B elo Ho rizo nte (2) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G

Leite pasteurizado

7,50 L

14,25

0,03

Manteiga

750,00 g

13,35

-0,06

Óleo de soja

1,00 un

2,84

0,01

Pão francês

6,00 kg

36,12

0,22

Tomate

9,00 kg

28,71

2,80

(*) Cesta B ásica: representa o s gasto s de um trabalhado r adulto co m a alimentação definida pelo Decreto -lei 399/38 FONTE: Fundação IP EA D/UFM G


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quinta-feira, 17 de março de 2011

19

Termo de cooperação foi assinado na terça-feira

Evitar demandas judiciais e assegurar o acesso aos usuários do SUS-BH a medicamentos. Esses são os objetivos do termo de cooperação técnica firmado na terça-feira, dia 15, entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Defensoria Pública de Minas Gerais. O termo tem validade de 12 meses, podendo ser prorrogado automaticamente até o limite de 60 meses. Segundo a secretária municipal adjunta de Saúde, Susana Rates, essa nova parceria representa mais um avanço para o SUS e para os usuários. “Essa é uma iniciativa que representa uma possibilidade de atender os usuários do SUS de forma mais eficaz, com um ônus menor para o sistema. Esse termo vai facilitar o fluxo do usuário, gerando mais eficiência, qualidade e rapidez do atendimento”, disse Rates. Hoje, quando um usuário do SUS recorre à Defensoria Pública por não conseguir um medicamento de fornecimento obrigatório, o único caminho possível para a solução do problema é a Justiça. Com a cooperação entre as instituições será possível resolver esses proble-

mas administrativamente. Segundo o secretário de Estado da Saúde, Antônio Jorge Marques, as demandas judiciais trazem dificuldade para o SUS. “Como essa parceria visa resolver as demandas de forma administrativa, poderemos dar respostas mais rápidas à sociedade e harmonizar o Sistema Único de Saúde”, afirmou. A defensora pública geral de Minas Gerais, Andréa Tonet, ressaltou a importância da participação de profissionais das secretarias municipal e estadual para que a cooperação dê certo. “O apoio de profissionais técnicos da SES e da SMSA, que conhecem os trâmites do SUS, é fundamental para o processo de trabalho. É com a ajuda deles, técnicos, que evitaremos que as demandas virem ações judiciais”, afirmou Tonet. Cada demanda judicial será analisada individualmente por defensores públicos e dois profissionais da SMSA e da Secretaria de Estado da Saúde, que estarão disponíveis na sede da Defensoria Pública, inicialmente dois dias da semana, para orientar os usuários sobre qual é a melhor forma de solucionar a demanda.

Relação de medicamentos A Secretaria Municipal de Saúde investiu, em 2010, cerca de R$ 20 milhões na compra de medicamentos para o SUS-BH. Em 2009, foram investidos R$ 19 milhões. As nove farmácias locais de Belo Horizonte, que distribuem os medicamentos para os 147 centros de saúde, fazem, em média, 300 mil atendimentos mensalmente. A Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remune) possui, atualmente, 193 medicamentos. O que corresponde a um aumento de quase 11% em relação ao total de medicamentos disponibilizados aos usuários do SUS-BH ano anterior. Em 2009, a relação possuía 172 medicamentos.

o turismo de negócio, mais característico da cidade. “O Barreiro tem que criar alternativas para o povo daqui e para quem está vindo para a região trabalhar e que ainda procura lazer em outras regiões da cidade”, alertou.

Potenciais naturais do Barreiro foram debatidos em reunião

Ruas dos bairros Jaraguá e Rio Branco têm circulação alterada

12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 Duas ruas do bairro Jaraguá, na região da Pampulha, tiveram a circulação alterada na 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 terça-feira, dia 15, enquanto outras duas do bairro Rio Branco, em Venda Nova, terão altera12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 ções amanhã. As alterações têm como objetivo melhorar a circulação de veículos, proporcio12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 nando mais segurança ao trânsito. As mudanças estão sinalizadas com faixas de pano para 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 orientar os motoristas e pedestres. Agentes da BHTrans irão monitorar o trânsito na região. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 Confira as alterações: 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 Bairro Jaraguá 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 • Rua Cacuera, entre rua Cana Verde e avenida Izabel Bueno, atualmente mão dupla, 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 passa a operar em mão única direcional neste sentido. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 • Rua Cornélio Rosenburg, entre avenida Izabel Bueno e rua Silvério Ribeiro, atual12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 mente mão dupla, passa a operar em mão única direcional neste sentido. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 Bairro Rio Branco 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 • Rua Pedra Preciosa, entre as ruas Pedra de Ara e Pedra Coral, atualmente mão 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 dupla, passa a operar em mão única direcional neste sentido. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 • Rua Pedra Coral, entre avenida Bernarda Silvestre e rua Pedra Lunar, atualmente 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 mão dupla, passa a operar em mão única direcional neste sentido. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456

Regional Oeste organiza campanha contra exploração sexual de crianças e adolescentes A Regional Oeste organizou uma campanha durante o Carnaval contra a exploração sexual de crianças e adolescentes e aproveitou a ocasião para distribuir materiais informativos. A iniciativa faz parte do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil (Pair). Também foram distribuídos folders e preservativos, alertando sobre a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e Aids, além de detalhes sobre o combate à dengue.

tado na qualificação e respeito ao meio ambiente. Idealizador do Projeto Manuelzão, Apolo Lisboa falou das oportunidades de enxergar a própria comunidade local e do entorno como turista, além de explorar

SMSA

Desenvolvimento socioeconômico por meio da atividade turística foi o tema da quarta edição do Projeto Sala de Visitas realizada na terça-feira, dia 15. Durante toda a manhã, representantes de entidades públicas e civis, empresários e pequenos empreendedores discutiram o tema no Parque das Águas Roberto Burle Marx (avenida Ximango, 809, bairro Flávio Marques Lisboa). O encontro foi aberto oficialmente pelo secretário regional Sylvio Malta. “Os potenciais naturais, econômicos e culturais do Barreiro e do povo da região são muitos. Cabe a nós organizálos, potencializá-los e torná-los conhecidos“, destacou o secretário. O presidente da Belotur, Arthur Vianna, apresentou o Plano Municipal de Turismo e os impactos socioeconômicos que virão com a Copa 2014. A técnica da Belotur, Neuma Horta, explicou a importância de mobilizar, organizar e qualificar as pessoas para o turismo. Designada para capacitar os membros da Comissão Regional de Turismo do Barreiro, ela ressaltou a importância do planejamento, pau-

Cerca de sete mil pessoas participaram do précarnaval na região, realizado na avenida Costa do Marfim, em frente ao Parque Estrela Dalva, no bairro Havaí. O Carnaval contemplou a matinê infanto-juvenil, quando as crianças participaram do concurso de fantasias com a animação do DJ Wellington, o Baile da Terceira Idade, com a banda Sarau Brasileiro sob o comando do maestro Acir Antão, e o grande baile popular que agitou os foliões na avenida ao som da banda D’ Fatoo e da apresentação da Corte Real Momesca.

Gercom Oeste

Gercom Berreiro

Regional Barreiro discute turismo sustentável Cooperação técnica da Secretaria da Saúde facilita acesso a medicamentos

Cerca de sete mil pessoas participaram do pré-carnaval da região


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Umei São Bernardo comemora aniversário com várias atividades para crianças A Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) São Bernardo (rua Cecília Pinto, 105, bairro São Bernardo, região Norte), está realizando nesta semana várias atividades em comemoração ao primeiro ano de funcionamento da escola infantil. A programação inclui concurso de desenho, cama elástica, piscina com bolinhas, oficina de máscaras africanas e pinturas, show com mágicos e palhaços e festa de aniversário para as crianças da Umei. Nem os pais ficam de fora. Amanhã, às 14h, acontece uma palestra com o tema “Limites e Regras na Infância”, com o palestrante Cláudio

Rodrigues. Durante os dois primeiros dias de atividades as crianças participaram de um concurso de desenho e brincam na cama elástica e na piscina de bolinhas. Para Vitória Gonçalves, 5 anos, aluna da escola, tudo é muito legal. “Adoro brincar e aqui tem muitos brinquedos. Gosto muito de vir à escolinha”, disse. As atividades proporcionadas durante toda a semana fazem parte de um projeto institucional, trabalhado durante todo o primeiro ano de atividade, chamado Identidade. O projeto visa resgatar as manifestações culturais, ar-

Quinta-feira, 17 dedemarço Quinta-feira, 17 de março 2011de 2011 Gercom Norte

20 20

tísticas, de música e de dança, além de excursões e contação de histórias para as crianças. De acordo com a coordenadora pedagógica Geisa Abreu, foi um ano muito produtivo. “As famílias são bem participativas e parceiras em todo o projeto”, enfatizou. Renata Prudencini, mãe de um aluno da escola infantil, afirma os benefícios que o filho e a comunidade têm conseguido. “A Umei foi a melhor estrutura conquistada no bairro São Bernardo. Principalmente para as crianças mais carentes. Depois que meu filho entrou aqui ele desenvolveu muito”, disse. A Umei São Ber-

Programação de aniversário inclui concursos e oficinas

nardo atende 260 crianças de zero a 6 anos. As crianças de zero a 2 anos são atendidas durante perío-

Começa a recuperação do Córrego Ressaca

Criatividade e alegria deram o tom do Carnaval na região Centro-Sul

O canal do Córrego Ressaca já está em fase de alargamento para dar maior vazão às águas pluviais que provocam inundações em parte dos bairros Santa Terezinha e Lagoa, na região Oeste da Pampulha, nas proximidades da Toca da Raposa I. O alargamento do córrego começou no encontro do manancial com o Córrego Sarandi, local de inundações antes de desaguar na Lagoa da Pampulha. Os dois córregos têm sido condutores de lixo e entulhos, o que provoca assoreamento da represa. Com o alargamento de uma extensão de 680 metros em direção a Contagem, a previsão do engenheiro José Martins Filho, da Sudecap, é que o córrego tenha vazão semelhante ao do Ribeirão Arrudas, que corta a região central da capital. O secretário regional Pampulha, Osmando Pereira, esteve nas margens do Córrego da Ressaca no início desta semana para vistoriar o trabalho que tem previsão do término das obras previsto para janeiro de 2012. Gercom Pampulha

Concursos de fantasia, música, dança, desfiles carnavalescos e muita diversão foi o que aconteceu na região Centro-Sul durante as comemorações do Carnaval. Os eventos, que ocorreram entre meados de fevereiro e o início de março, foram promovidos pelos espaços BH Cidadania Vila Santa Rita de Cássia, Vila Nossa Senhora de Fátima e Vila Marçola, além da Gerência Regional de Promoções e Eventos Esportivos de Recreação, Lazer e Feiras Centro-Sul. O grito inicial de Carnaval foi dado na Feira Tom Jobim, na avenida Bernardo Monteiro, que recebeu o grupo de samba Mandruvá e a banda Raízes. Ainda em fevereiro, a feira foi palco do Carnasanfônico. No final do mês passado foi a vez de os alunos da Escola Municipal Ulisses Guimarães esbanjarem alegria e criatividade. As crianças participaram do pré-concurso de fantasias infanto-juvenil, que aconteceu no espaço BH Cidadania Vila Santa Rita de Cássia. Os idosos também tiveram a oportunidade de mostrar todos os seus talentos no pré-concurso de fan-

Municipal Adjunta de Relações Internacionais, que realiza uma parceria com a Embaixada Americana e o Instituto Cultural Brasil Estados Unidos (Icbeu), promovendo formação de professores de inglês da Rede Municipal de Educação. Durante o 45º Annual Tesol Convetion in New Orleans, as pro-

Divino Advincula

Cinco professoras da inglês das escolas da Prefeitura estão em New Orleans (EUA). Elas participarão do 45º Annual Tesol Convetion in New Orleans, que começou ontem e vai até sábado, dia 19. O intercâmbio é uma ação da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria

Professoras serão embaixadoras de BH em encontro nos EUA

fessoras Rudnéia Batista da Silva (Escola Municipal Antônio Salles Barbosa), Michelle Nogueira Lara Pedro (Escola Municipal Armando Ziller), Tânia de Fátima Alves Coelho (Escola Municipal Presidente Tancredo Neves), Marisa Dias Moura Prezeres (Escola Municipal Hugo Pinheiro Soares) e Juliana Luiza da Silva Pena (Escola Municipal Mestre Ataíde), serão “embaixadoras de Belo Horizonte” e terão a oportunidade de conhecer nos Estados Unidos as novidades de multimídia que sincroniza apresentações de power point em formato mp3, entre outras inovações, possibilitando a interação entre a investigação e a prática para a melhoria do ensino da língua inglesa. A expectativa é que as discussões durante a convenção se concretizem em projetos e estratégias de ensino para as escolas municipais que sejam compartilhadas cumprindo, deste modo, o objetivo primordial dos intercâmbios culturais: a difusão do conhecimento em novas práticas.

tasia da terceira idade. O espaço BH Cidadania Vila Nossa Senhora de Fátima recebeu, no início de março, cerca de 150 pessoas, que se fantasiaram e dançaram ao som dos blocos carnavalescos. O evento, realizado em parceria com o espaço BH Cidadania Vila Marçola, animou crianças, jovens, adultos e idosos. Durante a festa foi promovido um concurso de fantasias e os três participantes com as roupas mais bonitas e criativas foram premiados. Além disso, os idosos desfilaram em blocos carnavalescos ao som de músicas que abordavam questões como paz e alegria. Já os alunos das escolas municipais Senador Levindo Coelho, Edson Pisani e Padre Guilherme participaram de um concurso de fantasias confeccionadas pelos próprios estudantes. No encerramento das comemorações, os músicos Chico Lobo e Pereira da Viola se apresentaram durante o Carnaviola. O show contou com a participação de dezenas de foliões que dançaram na Praça da Liberdade ao som do ritmo caipira.

Gercom Centro-sul

Trabalhos serão encerrados em janeiro de 2012

Professoras da PBH realizam intercâmbio cultural nos EUA

do integral, enquanto crianças de 3 a 5 anos têm atendimento em período parcial.

Idosos participaram de concurso de fantasias

DOM - 17/03/2011  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you