Issuu on Google+

BELO HORIZONTE Ano XX • N. 4.482 • R$ 0,85

Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 22/1/2014

Norma reconhece contribuição das cooperativas na geração de emprego e renda propõe incentivo técnico e financeiro às organizações da capital

Como reforço a um dos segmentos de grande relevância para a economia da capital, o prefeito Marcio Lacerda sancionou ontem a Lei 10.719, publicada hoje no Diário Oficial do Município (DOM). O texto trata da Política Municipal de Apoio ao Cooperativismo e reúne o conjunto de diretrizes que incentivam a atividade na capital. Entre os benefícios listados estão o estímulo à participação das cooperativas em licitações municipais e a criação da Câmara do Cooperativismo, que torna ainda mais próximo o diálogo entre a administração municipal e o sistema cooperativista. A cerimônia de sanção da lei foi realizada na sede da Organização das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), no bairro Funcionários, e foi acompanhada também pelo presidente da entidade, Ronaldo Scucato. A norma tem o objetivo de fomentar a criação de cooperativas na capital, além de promover incentivos às atividades cooperativas já existentes. A lei é uma forma de reconhecimento à contribuição dessas instituições na geração de emprego e renda na capital. O setor movimenta anualmente, somente em Belo Horizonte, mais de R$ 6 bilhões, e no âmbito estadual, corresponde a mais de 8% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro. Para usufruir dos benefícios da norma, as cooperativas devem estar regularmente registradas nos órgãos competentes, especialmente na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), conforme as legislações federal e estadual vigentes. Capacitação de cooperados e assistências técnica, educativa e financeira são alguns dos incentivos propostos. Outro marco importante é que a sociedade cooperativa poderá habilitar-se em processo licitatório promovido pelos órgãos ou entidade da administração pública direta ou indireta da Prefeitura de Belo Horizonte em igualdade de condições com os demais licitantes. Segundo o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, a publicação da lei traz ainda mais benefícios para o segmento. “Isso é o coroamento de um trabalho perspicaz feito há décadas pelas lideranças cooperativistas”, enfatizou. A lei municipal vem somar às leis federal e estadual específicas para o setor. Para o prefeito Marcio Lacerda a norma é reflexo de um trabalho coletivo. “A lei é um demonstrativo de que estamos trabalhando juntos e que agora temos condições de trabalhar muito mais. E acredito que esse seja um passo importante na construção de um futuro melhor”, disse.

Fotos: Breno Pataro

Lei que beneficia atividade cooperativista é sancionado em BH

Lei sancionada ontem reúne diretrizes que incentivam a atividade na capital

Câmara do Cooperativismo

Outra ferramenta importante para o setor, instituída pela norma, é a Câmara do Cooperativismo, composta por membros da Prefeitura e das cooperativas. O grupo iniciou os trabalhos no final do ano passado e está vinculado ao Conselho de Desenvolvimento Econômico de Belo Horizonte (Codecom). Ele exerce um papel fundamental na definição das políticas públicas voltadas para as instituições cooperadas, como apreciação de projetos apresentados pelas cooperativas e elaboração da proposta orçamentária do município para o cooperativismo. A própria lei sancionada é um exemplo prático do trabalho desenvolvido pelos membros da câmara, que tiveram participação direta na sua construção. Por fim, o documento autoriza também o desenvolvimento de um fundo de apoio ao cooperativismo, com o objetivo de financiar ações de capacitação, estudos, pesquisas e publicações, além de fomentar projetos de desenvolvimento sustentável do segmento.

Cooperativismo

Cooperativa é uma associação autônoma de pessoas que se unem, voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, sociais e culturais comuns, por meio de uma empresa de propriedade coletiva e democraticamente gerida. São grandes geradoras de emprego em todo o mundo e colocam em prática inúmeras iniciativas sociais voltadas para as comunidades onde elas atuam. Belo Horizonte conta com 109 cooperativas, que totalizam mais de 120 mil cooperados.

dom 4482.indd 1

21/01/2014 18:57:46


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Confira os destaques da programação de férias da

Fundação Zoo-Botânica O mês de janeiro é de comemoração na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH), que festeja o aniversário de 55 anos do Jardim Zoológico no sábado, dia 25. Além disso, neste mês, o público vai poder desfrutar de várias atividades educativas aos espaços da FZB-BH (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha), que além do Zoológico, inclui, também o Jardim Botânico e o Parque Ecológico da Pampulha. Confira abaixo os destaques.

Suziane Fonseca

• Salão Vermelho do Memorial – Meditação das 8h30 às 9h30 e das 16h às 17h. Visitação das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h

• Bicicletário: das 9h às 17h (Último empréstimo às 16h30) • Exposição “A Zoo-Botânica vai até Você” – Das 9h às 17h (Área da Lanchonete) • Visita às estufas do Jardim Botânico – Das 9h às 12h e das 13h30 às 16h • Aquário – Das 9h às 12h e das 13h30 às 16h • Visitas ao Jardim Japonês – Das 9h às 12h e das 13h30 às 16h • Exposição “Comunicação e Educação Ambiental/ Dragagem da Pampulha” – Das 9h às 16h (Área da Lanchonete) • Bate-papo “Gorilas” – Das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h • Bate-papo “Zebra” – Das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h • Oficina Educativa – Das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h • Oficinas Educativas e Rua de Lazer (Escola nas Férias) – Das 9h às 16h (Esplanada) • “A Revolução dos Bichos” – Às 9h30, 10h30, 14h30 e 16h (Auditório) • Lian Gong – 15h (Área da Lanchonete)

Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Saulo Laranjeira apresenta seus vários personagens em peça a preços populares Por meio da mistura de música, humor e poesia, o ator Saulo Laranjeira apresenta seus irreverentes personagens. Eles vão surgindo, criando um clima de empatia com os espectadores. Entre os personagens, o deputado João Plenário, sucesso do programa A Praça é Nossa, do SBT. É com esse repertório diverso que o espetáculo “Assunta Brasil” estreia hoje na 40ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. A comédia pode ser vista no Tea­tro do Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários) até domingo, dia 26, de hoje a sexta, às 20h, e no sábado e no domingo, às 18h e às 20h. Os ingressos custam R$ 5. Na montagem Saulo apresenta seus personagens que mais representam os traços de várias identidades do povo brasileiro. Véia Messina, Zé da Silva e Geraldinho evidenciam que qualquer pessoa pode ser caipira de algum lugar. Outros causam euforia, como o demagogo João Plenário e Kelé Metaleiro. Já Juriti, João Macambira, Zé Roberto e Sábia são inteligentemente hilários. Além dis­­ so, o espetáculo é costurado com canções históricas e diversas da MPB, como “Romaria”, de Renato Teixeira, “Leão do Norte”, de Lenine e Paulo César Pinheiro, e “Arrumação”, de Elomar Figueira Mello.

Confira a programação de hoje da campanha de popularização Teatro infantil

• “A Bruxinha que Era Boa” – Teatro da Biblioteca Pública (Praça da Liberdade, 21, Funcionários), às 16h. R$ 12. • “A Turma do Ursinho Puff” – Pátio Savassi - Anfiteatro Piso L2 (avenida do Contorno, 6.061, São

Divulgação

2

Pedro), às 16h. R$ 12. • “Alguém Viu Um Gato Amarelo de Patas Brancas Chamado Jerônimo?” – Teatro do NET (rua dos Timbiras, 1605, Lourdes), às 16h30. R$ 12. • “A Zeropeia” – Teatro Sesi Holcim (rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia), às 16h. R$ 12. • “O Casamento da Ararinha Azul” – Shopping Estação BH (avenida Cristiano Machado, 11.833, Venda Nova), às 16h30. R$ 12. • “Pedro e o Lobo” – Pátio Savassi - Anfiteatro Piso L2 (avenida do Contorno, 6.061, São Pedro), às 18h. R$ 12.

Teatro adulto

Secretaria de Planejamento divulga ganhadores de

ingressos para peças de teatro A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação (SMPL) sorteou ontem dois pares de convites para apresentações do espetáculo “A Loja – Como encantar seu cliente”, em cartaz nos dias 28 e 29, no Espaço Cultural Imaculada (rua Aimorés, 1.600, Lourdes). A lista com os nomes dos ganhadores e os horários de exibição das peças podem ser conferidos abaixo

dom 4482.indd 2

e estão disponíveis na internet, no site da Prefeitura de Belo Horizonte (www.pbh.gov.br). Os servidores que ainda não foram contemplados podem continuar participando. O próximo sorteio será realizado na terça, dia 28, às 10h, para a peça “Meu tio é tia”, com apresentações nos dias 31 de janeiro e 1º e 2 de fevereiro no teatro Espaço Cultural Imaculada. Para se inscrever é necessário acessar a “Sala do Servidor”, no site da Pre-

feitura, onde está localizado o banner do sorteio. Clicando nele, é possível efetuar a inscrição. Para que o link seja direcionado corretamente é necessário que um e-mail institucional da PBH esteja aberto antes do cadastramento. Somente será considerada uma inscrição por pessoa. Podem se inscrever servidores, empregados, terceirizados e estagiários das administrações direta e indireta.

• “7 Lições Para se Conquistar um Homem Quase Perfeito” – Teatro da Maçonaria (avenida Brasil, 478, Santa Efigênia), às 21h. R$ 12. • “10 Maneiras Incríveis De Destruir Seu Casamento” - Tea­tro Monte Calvário – Unidade Anchieta (avenida Contorno, 9384, Barro Preto), às 20h30. R$ 12. • “Aonde Está Você Agora?” - Tea­tro Sesi Holcim (rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia), às 21h. R$ 12. • “Agora sou homem mesmo” – Teatro do NET (rua dos Timbiras, 1605, Lourdes), às 20h. R$ 12. • “A Loja - Como Encantar seu Cliente” – Espaço Cultural Imaculada (rua Aimorés, 1.600, Lourdes), às 20h30. R$ 12. • “As Sereias da Zona Sul” – Teatro Izabela Hendrix (rua da Bahia, 2020, Lourdes), às 20h. R$ 12. • “Ai Meu Deus! Sonhei com a Empregada e Acordei com o Genro” - Teatro João Ceschiatti (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 12. • “Amar é... Uma comédia!” - Tea­tro Dom Silvério (aveni-

da Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro), às 21h. R$ 12. • “Assunta Brasil, música, poesia e humor” - Tea­tro do CCBB (Praça da Liberdade, 450, Funcionários), às 20h. R$ 5. • “Bastidores de uma nada mole vida” – Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 10. • “Comi a galinha e tô pagando o pato” – Teatro Bradesco (rua da Bahia, 2.224, Lourdes), às 21h. R$ 12. • “Como fazer uma mulher feliz com apenas cinco reais!” - Tea­tro Santo Agostinho (rua Aimorés, 2.679, Santo Agostinho), às 20h30. R$ 12. • “É vira-lata, mas não tem rabo preso” – Teatro da Cidade (rua da Bahia, 1341, Centro), às 21h. R$ 12. • “Homem é Tudo Igual, Não Vale 1 Real” – Teatro da Maçonaria (avenida Brasil, 478, Santa Efigênia), às 19h. R$ 12. • “Juca, um jeca em dura vida de solteiro” – Teatro Júlio Mackenzie (rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro), às 21h. R$ 12. • “Meu Tio é... Tia” – Shopping Estação BH (avenida Cristiano Machado, 11.833, Venda Nova), às 20h30. R$ 12. • “O Cigano e o Diletante” – Teatro do NET (rua dos Timbiras, 1605, Lourdes), às 21h30. R$ 12. • “Os Sem Vergonha” – Tea­ tro Alterosa (avenida Assis Chateubriand, 499, Floresta), às 21h. R$ 12. • “Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo, Está na Hora de Perguntar!” Teatro Nossa Senhora das Dores (avenida Francisco Sales, 77, Floresta), às 21h. R$ 12. • “Vulgaridades Sublimes” – Teatro Júlio Mackenzie (rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro), às 21h. R$ 10.

21/01/2014 18:57:51


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

3

Arena da Cultura abre 3 mil vagas gratuitas para oficinas culturais

Projeto da Fundação Municipal de Cultura abre espaço também para cursos nas áreas de artes visuais, circo, dança, música, teatro e patrimônio cultural Estão abertas as inscrições para as oficinas gratuitas do projeto Arena da Cultura de 2014. São oferecidas cerca de 3 mil vagas para as áreas de Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Teatro e Patrimônio Cultural, distribuídas por todas as regiões de Belo Horizonte. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 31 deste mês, nos centros culturais da FMC e também no Núcleo de Formação e Criação Artística e Cultural (Nufac). Confira ao lado o endereço e telefone destes locais, dados que também podem ser consultados no site www. bhfazcultura.pbh.gov.br. As vagas estão distribuídas em duas categorias: oficinas de sensibilização (curta duração) e oficinas de iniciação (longa duração). Os candidatos que desejam

participar das oficinas de Sensibilização em Artes e em Patrimônio Cultural devem ter idade mínima de 6 anos e comprovar residência em Belo Horizonte. As oficinas têm duração de 36 horas. Centro Cultural Nufac Centro Cultural Alto Vera Cruz Centro Cultural Jardim Guanabara Centro Cultural Lagoa do Nado Centro Cultural Lindéia Regina Centro Cultural Pampulha Centro Cultural Padre Eustáquio Centro Cultural Salgado Filho Centro Cultural São Bernardo Centro Cultural São Geraldo Centro Cultural Urucuia Centro Cultural Venda Nova Centro Cultural Vila Fátima Centro Cultural Vila Marçola Centro Cultural Vila Santa Rita Centro Cultural Zilah Spósito

Já as oficinas de Iniciação Artística têm duração de cerca de seis meses e integram o processo de formação proposto pelo projeto, com duração de até quatro anos. Elas abrangem cursos em diversas linguagens artísticas. Para participar, é necessário comprovar residência em Belo Horizonte, ter idade míni-

Confira os locais de inscrição

ma de 14 anos e ser alfabetizado. Para as duas categorias, os interessados menores de 16 anos devem ser cadastrados pelos pais ou responsáveis. Em fevereiro, os Núcleos BH Cidadania das nove regiões da cidade também irão receber inscrições para oficinas de Sensibilização, entre os dias 17 e 27.

Endereço Avenida dos Andradas, 367, 2º andar, Centro Rua Padre Júlio Maria, 1.577, Alto Vera Cruz Rua João Álvares Cabral, 277, Jardim Guanabara Rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904, Itapoã Rua Aristolino Basílio de Oliveira, 445, Regina Rua Expedicionário Paulo de Souza, 185, Urca Rua Jacutinga, 821, Padre Eustáquio Rua Nova Ponte, 22, Salgado Filho Rua Edna Quintel, 320, São Bernardo Av. Silva Alvarenga, 548, São Geraldo Rua W3, 500, Urucuia Rua José Ferreira Santos, 184, Novo Letícia Rua São Miguel Arcanjo, 215, Vila N.Sª de Fátima Rua Mangabeira da Serra, 320, Serra Rua Ana Rafael dos Santos, 149, Vila Santa Rita Rua Carnaúba, 286, Jaqueline, Conjunto Zilah Spósito

Telefone 3277-4644 3277-5612 3277-6703 3277-7420 3277-1515 3277-9292 3277-8394 3277-9625 3277-7416 3277-5648 3277-1531 3277-5533 3277-8193 3277-5250 3277-1519 3277-5498

Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional promove seminário dedicado à mostra de trabalhos desenvolvidos em 2013 final do ano passado um seminário dedicado à mostra de  trabalhos desenvolvidos pela Gerência

Fotos: Smasan

A Secretaria Municipal Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional (Smasan) realizou no

Diretoria da Prodabel premia os destaques de 2013 A Diretoria de Tecnologia e Infraestrutura da Prodabel realizou uma cerimônia em homenagem aos funcionários que mais se destacaram em suas funções em 2013. A equipe da diretoria elegeu um funcionário de destaque em cada gerência. Os critérios adotados foram o desempenho correto das atribuições, a superação de expectativa, proatividade, comprometimento, espírito de equipe, respeito aos colegas e clientes e determinação. Segundo o diretor de Tecnologia e Infraestrutura, Danilo Macieira, a incitativa de parabe-

Fotos: Prodabel

Trabalhos e estudos vão virar artigos científicos que poderão ser consultados

nizar os melhores é a forma mais eficaz de incentivar os funcionários a continuar desempenhando bem suas funções. “O objetivo da premiação é poder criar um ciclo vicioso de melhora contínua no nosso ambiente de trabalho”, explicou. O técnico de Informática da Gerência de Infraestrutura de Operação, Aldair Ribeiro, foi quem recebeu o maior número de votos. Para ele, o trabalho realizado em equipe e o entrosamento com os colegas foram fundamentais para que alcançasse esse prêmio. “Na verdade, todos os meus colegas de

Projeto

O projeto Arena da Cultura foi implementado pela Prefeitura de Belo Horizonte em 1998 para cumprir metas de descentralização cultural e abranger as nove regiões administrativas da cidade. As oficinas de longa duração, nas seis linguagens artísticas, estão organizadas em ciclos formativos: iniciação, aprofundamento e especialização, realizados em módulos que variam de um a quatro semestres, ao longo de até quatro anos. O Arena da Cultura conta com uma equipe de coordenadores responsáveis por propor, acompanhar e avaliar os trabalhos desenvolvidos. Dispõe, ainda, de uma equipe pedagógica formada por profissionais que dinamizam os processos formativos, concei­ tuais e metodológicos, além da permanente reflexão em cada uma das linhas de atuação do projeto. de Alimentação Escolar e pela Coordenação dos Programas de Assistência Alimentar durante 2013. O evento serviu também para o compartilhamento de experiências e projetos. A programação envolveu temas como a alimentação em Unidades Municipais de Educação Infantil (Umei), desperdício de alimentos, capacitação dos manipuladores de alimentos, índice de adesão das refeições em escola, avaliação de consumo de folhosos e papel do educador na alimentação infantil, entre outros. Segundo a gerente de Alimentação Escolar e Assistência Nutricional, Adriana Versiani, os trabalhos e estudos vão virar artigos científicos que farão parte de uma publicação interna, que poderá ser consultada por servidores da Prefeitura e membros de outras instituições. trabalho estão de parabéns, pois sem eles não séria possível realizar um bom trabalho”, disse. O técnico de Informática da gerência de Operação, Tuyã Araújo Campos, também premiado, disse estar mais motivado para enfrentar os próximos desafios. “A premiação é um ótimo incentivo para que os funcionários busquem sempre dar o seu melhor. O reconhecimento e o carinho da diretoria e dos colegas de trabalho nos fazem sentir especiais”, comentou. Os funcionários eleitos em 2013 foram Jane Luciana da Silva, Leonardo Dell´Areti, Fábio Alves Rosário, Aldair Ribeiro da Silva Filho, Telma da Silva Marques, Maria da Conceição Auxiliadora M. Castro, Tuyã Araújo Campos, Rafael Matoso Pereira e Souza e Leandra Ormuza Moreira Seabra. 

Diário Oficial do Município de Belo Horizonte

Instituído pela Lei nº 6.470 de 06/12/1993 e alterado pela Lei nº 9.492 de 18/01/2008 • Endereço eletrônico: www.pbh.gov.br/dom Composição, Produção e Edição Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Belo Horizonte Av. Afonso Pena, 1.212 - 4º andar - Tel.: (31) 3277-4246

dom 4482.indd 3

Impressão Distribuição e Assinaturas Gráfica 101 - Rua Francisco Soucasseaux, 220 Ricci Diários & Publicações Ltda - Rua Curitiba, 1.592 - Loja 01 Bairro Lagoinha - CEP 31110-310 - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3421-5000 Lourdes - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3274-4136

21/01/2014 18:57:59


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

26

Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Dezembro de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

ago/13

403,59

0,10

3,92

Últimos 12 Meses 5,85

set/13

404,56

0,24

4,17

5,76

No mês

No ano

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

Taxas médias praticadas(1)

Setores

403,00

-0,12

2,69

Últimos 12 Meses 4,23

404,09

0,27

2,97

4,24

No mês

No ano

Menor

Maior

Diferença (%)

Média

1,99

5,90

196,48

4,75

Prefixada (montadoras)

1,10

2,54

130,91

1,63

Prefixada (multimarcas)

1,41

2,64

87,23

1,88

1,85

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

out/13

406,05

0,37

4,56

5,53

405,26

0,29

3,27

4,07

nov/13

408,69

0,65

5,24

5,76

407,86

0,64

3,93

4,51

Prefixada (montadoras)

1,37

2,83

106,57

dez/13

412,25

0,87

6,15

6,15

410,67

0,69

4,64

4,64

Prefixada (multimarcas)

1,44

2,94

104,17

2,16

1ª jan/14

435,05 (3)

0,98

0,98

5,89

433,05 (3)

0,67

0,67

4,36

Cartão de Crédito

4,14

17,89

332,13

10,96

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

4,24

10,52

148,11

8,14

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,57

17,97

403,36

8,70

Imóveis Construídos

0,05

1,60

3.100,00

1,05

Imóveis na Planta

0,20

1,60

700,00

0,41

0,79

2,65

235,44

1,88

CDC - Financeiro (8)

3,27

5,17

58,10

4,18

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,40

2,09

49,29

1,61

Eletroeletrônicos

1,99

6,92

247,74

3,67

Mobiliário

0,70

5,44

677,14

2,70

11,86

14,62

23,27

13,58

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

jul/13

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100) IPCA(1)

Salário Mínimo

403,18

1046,46

No mês

Cesta Básica(2) 537,31

No ano

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

0,06

0,00

-5,97

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Últimos 12 Meses

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

3,82

9,00

8,21

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

5,75

9,00

8,88

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

ago/13

403,59

1046,46

522,71

0,10

0,00

-2,72

3,92

9,00

5,27

5,85

9,00

4,42

set/13

404,56

1046,46

513,64

0,24

0,00

-1,73

4,17

9,00

3,45

5,76

9,00

0,63

Financeiras Independentes Turismo

out/13

406,05

1046,46

540,14

0,37

0,00

5,16

4,56

9,00

8,78

5,53

9,00

5,87

nov/13

408,69

1046,46

545,56

0,65

0,00

1,00

5,24

9,00

9,87

5,76

9,00

11,20

dez/13

412,25

1046,46

541,66

0,87

0,00

-0,72

6,15

9,00

9,09

6,15

9,00

9,09

2,21

154,02

1,47

1,08

2,21

104,63

1,54

0,67

6,90

929,85

3,52

Empréstimos pessoa jurídica

(2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

0,87

Internacional Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Período

Nacional

Comerciais

Variação (%)

jul/13

459,78

0,51

3,80

Últimos 12 Meses 7,24

ago/13

461,16

0,30

4,11

set/13

463,14

0,43

4,56

out/13

464,62

0,32

nov/13

466,81

dez/13

468,30

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Desconto de Duplicatas (8)

1,01

2,80

177,23

2,03

Capital de Giro (8)

1,24

2,51

102,42

1,69

Conta Garantida (8)

1,92

4,21

119,27

2,84

Captação CDB 30 dias (4)

Variação (%)

0,66

639,95

0,73

5,10

Últimos 12 Meses 9,88

6,25

643,47

0,55

5,68

9,60

Poupança (5)

6,40

646,62

0,49

6,19

9,32

Taxa SELIC (6)

4,89

6,35

649,72

0,48

6,70

8,76

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

0,47

5,39

6,23

652,91

0,49

7,23

8,38

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

0,32

5,72

5,72

656,56

0,56

7,83

7,83

No mês

No ano

No mês

No ano

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,70

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,33

0,68

106,06

0,54

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,60

0,71

18,33

0,66 0,57 0,80

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Dezembro de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Dezembro de 2013 Imóveis

Apartamentos

Popular

Médio

Alto

Luxo

(3)

776,38 (47)

1288,53 (150)

Apartamento 2 Quartos

716,75 (142)

992,72 (149)

1150,41 (235)

2069,84 (200)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

858,83 (35)

1010,67 (45)

1253,51 (47)

1634,21 (19)

1239,19 (77)

1373,15 (162)

1640,89 (353)

2441,83 (415)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

(3)

(2)

2218,63 (8)

3100,00 (26)

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

(1)

2318,00 (5)

2668,18 (40)

4603,14 (210)

454,35 (23)

600,00 (18)

(1)

-

Barracão 2 Quartos

596,82 (22)

701,11 (9)

(1)

-

Casa 1 Quarto

608,89 (9)

662,50 (4)

(3)

(2)

Casa 2 Quartos

806,83 (48)

962,69 (26)

1233,33 (12)

1925,00 (4)

Casa 3 Quartos e 1 Banho

1031,07 (28)

1307,14 (7)

(1)

-

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

1371,67 (30)

1800,00 (19)

2918,32 (19)

6246,00 (15)

(3)

2290,00 (10)

5060,00 (5)

(2)

3037,50 (8)

4157,00 (7)

5683,33 (12)

8514,80 (54)

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,58

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,68

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,50

50,00

1,27

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CONTAS DE DEPÓSITOS

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,77

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,50

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,04

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,40

16,67

1,29

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,18

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,17

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

1,81

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

0,00

6,00

..

4,75

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,03

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,04

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,54

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,17

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,86

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,52

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,56

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

por evento

9,50

32,00

236,84

12,62

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,00

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,52

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

9,75

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

18,00

20,00

15,63

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

73,33

por evento

10,00

30,00

200,00

15,86

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

ICCBH

(1)

(2)

IEE

IEF

Quantidade

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

Açúcar cristal

3,00 kg

4,33

0,00

Arroz

3,00 kg

7,19

0,04

Banana caturra

12,00 kg

27,83

-0,01

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

No mês (3)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Dezembro de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

No ano

Últimos 12 Meses

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

jul/13

120,17

166,15

113,94

0,28

-2,88

3,13

-13,43

-18,28

-3,62

-11,12

-16,86

-0,52

Batata inglesa

6,00 kg

15,04

-0,58

ago/13

126,79

180,41

117,28

5,51

8,58

2,93

-8,66

-11,26

-0,80

-4,98

-8,02

3,43

Café moído

0,60 kg

7,68

0,06

set/13

118,32

160,27

114,11

-6,68

-11,16

-2,70

-14,76

-21,17

-3,48

-10,58

-16,48

0,73

Chã de dentro

6,00 kg

113,27

1,03

Farinha de trigo

1,50 kg

4,26

0,01

out/13

120,41

161,61

116,97

1,76

0,84

2,51

-13,26

-20,51

-1,06

-11,39

-19,19

1,36

Feijão carioquinha

4,50 kg

16,59

-0,25

nov/13

123,30

170,12

117,11

2,40

5,27

0,12

-11,17

-16,32

-0,94

-8,51

-15,95

3,51

Leite pasteurizado

dez/13

120,48

159,06

118,51

-2,28

-6,50

1,20

-13,20

-21,76

0,24

-13,20

-21,76

0,24

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos

dom 4482.indd 26

Média(2) (R$)

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Barracões

Período

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

512,86 (7)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Apartamento 1 Quarto

Barracão 1 Quarto

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

7,50 lt

17,15

-0,25

750,00 gr

17,08

0,14

Óleo de soja

1,00 un

2,83

0,01

Pão francês

6,00 kg

51,52

0,10

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

29,00

-1,01

Manteiga

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

21/01/2014 18:58:00


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

27

Avenida Carandaí ganha nova pista de circulação A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e da BHTrans, vai realizar a partir de amanhã mudanças de circulação na região das avenidas Afonso Pena, Carandaí e Professor Alfredo Balena. O objetivo é promover melhorias na mobilidade na área hospitalar e preparar a região para a circulação do BRT. A avenida Carandaí vai ga-

nhar uma nova pista de circulação e as principais melhorias são as seguintes: minimizar os conflitos nos cruzamentos com a redução de três para dois tempos nos semáforos no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Carandaí; trânsito mais organizado e com mais fluidez; mais tempo para travessia dos pedestres nas faixas e maior segurança para motoristas e pedestres que circulam na região.

Os locais serão sinalizados com faixas de tecido para orientação dos motoristas. Já os usuários do transporte coletivo serão informados sobre as alterações por equipes de monitores da BHTrans. Além disso, cartazes serão fixados dentro das linhas de ônibus, que deixam de passar por essas vias com circulação alterada, e nos pontos de embarque e desembarque desativado.

Agentes da Unidade Integrada de Trânsito e da Guarda Municipal irão operar o tráfego na região. Para a segurança de todos, a BHTrans orienta os motoristas para que redobrem a atenção e respeitem a sinalização implantada e as orientações dos agentes de trânsito durante a operação.

Alterações de circulação

Será criada uma nova pista de circulação na avenida Carandaí, entre as avenidas Afonso Pena e Professor Alfredo Balena que irá possibilitar o acesso mais ágil e seguro à área hospitalar e aos bairros Centro e Mangabeiras. Com a mudança a via irá contar com três pistas: duas sentido área hospitalar/ Centro e uma no sentido contrário.

Movimento proibido

Os veículos que acessarem a rua Pernambuco não mais poderão seguir em frente para acessar a alameda Ezequiel Dias.

Mudanças

Com a nova pista na avenida Carandaí os condutores terão novos itinerários para acessar a área hospitalar e aos bairros Centro e Mangabeiras. Veja abaixo:

Avenida Afonso Pena

• Sentido Mangabeiras/Alameda Ezequiel Dias: Avenida Afonso Pena (mantendo à direita), acessar a pista do meio na avenida Carandaí à direita, Alameda Ezequiel Dias. • Sentido Mangabeiras / Região Hospitalar: Avenida Afonso Pena (mantendo à direita), acessar a

pista do meio da avenida Carandaí à direita, e duas possibilidades de acesso - Alameda Ezequiel Dias ou avenida Professor Alfredo Balena à esquerda. • Sentido Praça 7 / Região Hospitalar: Avenida Afonso Pena (mantendo à esquerda), acessar a pista do meio na avenida Carandaí à esquerda, e duas possibilidades de acesso: Alameda Ezequiel Dias ou avenida Professor Alfredo Balena à esquerda.

Av. Professor Alfredo Balena

• Sentido Região Hospitalar/Praça 7: Avenida Professor Alfredo Balena (mantendo à direita), acessar a pista da direita na avenida Carandaí, avenida Afonso Pena à direita. • Sentido Região Hospitalar/Mangabeiras: Avenida Professor Alfredo Balena (mantendo à esquerda), acessar a pista da esquerda na avenida Carandaí, avenida Afonso Pena à esquerda. • Sentido Região Hospitalar/ rua dos Guajajaras: Avenida Professor Alfredo Balena (mantendo à esquerda), acessar a pista da esquerda na avenida Carandaí, seguir em frente até a rua dos Guajajaras.

Transporte Coletivo

As linhas 62, 9204, 9403, 9404, 9408, 9805 e SC03A terão pequenas alterações no itinerário, não interferindo nos pontos de embarque e desembarque. Já as linhas 4102, 4103, 4107 e 4108 terão o ponto da avenida Afonso Pena, 1.715, desativado. O novo ponto passa a operar no mesmo quarteirão na avenida Afonso Pena, 1.781.

O primeiro Torneio de Basquete de Rua na modalidade 3x3 de Belo Horizonte reuniu mais de 200 atletas no sábado, dia 18, na quadra poliesportiva do Point Barreiro. O evento teve a duração de 12 horas, começando às 9h e encerrando apenas às 21h. As regras desta modalidade são simples. Duas equipes com três jogadores se enfrentam em meia quadra. Vence a equipe que alcançar a maior pontuação durante a partida, que tem a duração de dez minutos. A competição foi realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, em parceria com a equipe UUUIII Thug Life, e teve o objetivo de proporcionar às crianças, jovens e adolescentes da capital o interesse pela modalidade. Durante o dia foram distribuídas camisetas personalizadas, bolas de basquete, medalhas, frutas e lanches. O prefeito Marcio Lacerda, que prestigiou o torneio, reconheceu a importância que o projeto tem para promover a inclusão social, além de gerar o interesse pelo esporte. Para o secretario municipal de Esporte e Lazer, Bruno Miranda, a atividade foi uma excelente maneira de aproximar o basquete 3x3 daqueles que não conheciam a modalidade. “Estamos satisfeitos com o sucesso de mais um projeto de incentivo ao esporte na nossa cidade”, comentou. Também prestigiaram o evento os secretários municipais adjuntos de Esporte, Fernando Blaser, e de Lazer, Roberto Tross. Jogador da equipe UUUIII Thug Life, Carlos Eduardo, o Cadu, incentiva a proposta de inserção do basquete 3x3 no cotidiano das atividades esportivas da capital. “O evento é um dos primeiros passos para consolidar o basquete de rua e, principalmente, auxiliar na divulgação de novas competições pouco conhecidas”, afirmou.

dom 4482.indd 27

Ricardo Monteiro

Torneio de basquete de rua fez sucesso no Point Barreiro

Mais de 200 atletas participaram do evento, que teve 12 horas de duração

21/01/2014 18:58:04


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Fotos: Smed

28

Poder Executivo

Secretaria de Educação promove atividades nas férias que unem lazer e cultura Ações do programa Escola nas Férias se espalham por vários pontos da cidade Desde o início desta semana, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realiza o programa Escola nas Férias, com atividades que serão oferecidas até sexta-feira, dia 24, em 172 escolas municipais das nove regiões da cidade, para crianças e adolescentes de 6 a 14 anos que residem ou não na capital. As inscrições podem ser fei-

tas, inclusive, durante o período das atividades. Basta que os pais, mães ou responsáveis procurem a escola mais próxima e preencham uma ficha. A programação do Escola nas Férias inclui oficinas de lazer, recreação, esportes, dança, teatro e artes, que são oferecidas dentro das próprias escolas, além de excursões. Nesta edição, a garotada poderá visitar diversos espaços da cidade, como os parques Municipal, Mangabeiras, das Águas e Lagoa do Nado, a Serra do Rola Moça, o Instituto Inhotim, o Jardim Zoológico, o Aquário Municipal, o Museu de Artes e Ofícios, o Me-

morial Minas Vale, o Centro Cultural do Banco do Brasil, o Circo Trupetralha, o Mineirão e o Sesc Paladium. As atividades acontecem das 9h às 16h. É possível, nas inscrições, optar pelo horário parcial ou integral. Todas as escolas oferecem café da manhã, almoço e lanche da tarde. O programa Escola nas Férias é realizado desde janeiro de 2009, com a participação média de 76 mil crianças e adolescentes. O objetivo é proporcionar aos estudantes da Rede Municipal de Educação atividades de lazer, esporte, cultura, alimentação saudá-

vel e balanceada durante o período de férias escolares. Para a realização do programa, a Prefeitura de Belo Horizonte mobiliza as secretarias municipais de Educação, Abastecimento, Políticas Sociais e Esporte e Lazer e as fundações de Parques Municipais, Zoo-Botânica e Cultura.

Mais opções

Além das atividades do programa Escola nas Férias, a Prefeitura oferece mais uma opção de lazer nas férias. As 41 Bibliotecas-Polo, espalhadas pelas nove re­ giões da cidade, possuem um funcionamento especial durante o re-

cesso escolar para atendimento à comunidade, com o intuito de democratizar o acesso da população à leitura. As bibliotecas funcionam como um espaço múltiplo de cultura, ação pedagógica, produção de conhecimento e promoção de experiências criativas, base para os trabalhos desenvolvidos nas escolas. As Bibliotecas-Polo integram o Programa de Bibliotecas da Gerência de Coordenação de Política Pedagógica e de Formação (GCPF), que orienta o trabalho nas 189 bibliotecas das escolas de ensino fundamental da Rede Municipal de Educação.

Programa é realizado desde 2009 e tem participação média de 76 mil crianças e adolescentes

dom 4482.indd 28

21/01/2014 18:58:09


DOM - 22/01/2014