Issuu on Google+

R$ 0,85

Diário Oficial do Município - DOM

Biblioteca

Luiz de Bessa,

Tiragem: 2.500 • 26/3/2013

Fotos: Divino Advincula

Ano XIX • N. 4.278

BELO HORIZONTE

um convite à leitura Com cerca de 260 mil obras disponíveis para consulta e visitada diariamente por 1.500 pessoas, biblioteca investe na popularização da leitura e da literatura na capital mineira e guarda exemplares históricos em seu acervo Dois homens sentados e dois em pé, em um banco de praça, sendo dois deles com um livro na não. Quem estiver passando pela Praça da Liberdade, bem no início da avenida Bias Fortes, pode não saber que o grupo de esculturas descrito é uma referência aos escritores mineiros Fernando Sabino, Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos. Mas a localização das esculturas, em frente à Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, não deixa dúvidas: a reunião de amigos é um convite para um encontro marcado com a literatura. Afinidade dividida pelas amigas Eryka Carolina Oliveira e Andrea Pereira Ledo, que visitaram o setor de Empréstimo da biblioteca em busca de mais exemplares da obra do escritor francês, nascido na Argélia, Albert Camus. “Já li “O estrangeiro”, e vim pegar outro. Começamos a vir à biblioteca no ano passado e gostamos muito”, conta Eryka. A leitura também é um hábito de Elias Andrade, que frequenta o setor de Periódicos. Mesmo sendo assinante de um jornal e receber um exemplar em casa diariamente, o aposentado visita a biblioteca a cada dez dias. “Prefiro assuntos como economia, especialmente, e política. Além do jornal que assino, leio outros dois aqui, assim tenho uma informação mais completa”, pondera. A popularização da leitura e, principalmente, da literatura em Belo Horizonte e em outras cidades mineiras é o principal objetivo da instituição. “A biblioteca pública é para todos e visa disseminar a literatura para criar cidadãos críticos e estimular a produção de subjetividade”, explica Marina Nogueira, diretora do Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais e ex-coordenadora da Hemerotec Histórica da Biblioteca. Os frequentadores da biblioteca têm à sua disposição um acervo de 260 mil obras de temas variados como literatura, arte, pedagogia e matemática, além de livros históricos e exemplares de escritores brasileiros e estrangeiros, obras raras e especiais, coleções infanto-juvenis e exemplares em braile. A quantidade de obras de cultura, política e de autores mineiros é vasta: mais de 20 mil obras fazem parte da Coleção Mineiriana e estão disponíveis para consulta local. Visitado diariamente por 1.500 pessoas, entre crianças, jovens, adultos, estudiosos de várias áreas e portadores de deficiência visual, a instituição é divida em dois prédios: na sede (Praça da Liberdade, 21, Funcionários) localizam-se os setores de coleções especiais, infanto-juvenil, braile, periódicos correntes e hemeroteca histórica. Já no prédio anexo (rua da Bahia, 1.882, Lourdes) estão os setores de Empréstimo Domiciliar e Referência e Estudos. Leia mais sobre a Biblioteca na página 2 desta edição.

dom 4278.indd 1

Esculturas na entrada da biblioteca homenageiam os escritores mineiros Fernando Sabino, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos e Hélio Pellegrino

Obras

raras e especiais A biblioteca reúne 1.554 exemplares que fazem parte do acervo de obras raras e especiais. O livro mais raro é “Incunábulo”, de 1493. Os incunábulos são livros que guardam a memória da técnica de impressão de dispositivos móveis de Gutemberg, o inventor da imprensa, e foram impressos entre 1450 e 1500. O exemplar existente na biblioteca tem a letra inicial, a capital, em ouro. Raríssimo, é um dos dois existentes no Brasil - o outro está na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. O acervo de coleções especiais tem, aproximadamente, 80 mil exemplares. Uma destas coleções é a Rita Adelaide, com cerca de 1.305 volumes, que antes se encontravam no Palácio do Governo. Esta coleção apresenta exemplares com douramentos em folhas de ouro e até uma bíblia alemã datada de 1851, encadernada em couro com detalhes em metal. Também estão disponíveis para consulta uma coleção de artes, que inclui desde livros sobre arte rupestre até exemplares sobre arte digital. Obras de artistas como Jean-Baptiste Debret, pintor e desenhista francês que retratou os costumes do Brasil colonial, estão impressas no livro “Debret e o Brasil 1816-1831”, de autoria de Júlio Bandeira e Pedro Correa do Lago.

25/03/2013 18:15:32


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 26 de março de 2013

Fotos: Divino Advincula

2

História

Tesouros afetivos Muitos adultos, nascidos nas décadas de 1950 e 60, procuram a biblioteca para revisitar algumas pérolas dos tempos de alfabetização e aprendizagem. Esses tesouros afetivos são os livros de leitura e alfabetização da época em que eram crianças, como “Leitura silenciosa” e “As mais belas histórias” e exemplares de autores como Monteiro Lobato. Personagens como os três porquinhos levam os adultos a uma deliciosa viagem ao passado. “Muita gente se emociona ao visitar a coleção Memória Infantil, relembrando os bons tempos da infância”, observa Eliani Gladyr, coordenadora das Coleções Especiais.

Conheça alguns setores da Biblioteca Setor de Periódicos

Possui coleção de 84 assinaturas de jornais e revistas do país, disponibilizados para pesquisa. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Hemeroteca Histórica

Reúne acervo de jornais e revistas históricas de relevância para o patrimônio cultural de Minas Gerais e do Brasil, disponível para pesquisadores e para o público em geral. Tem um banco de aproximadamente um milhão de imagens de jornais digitalizados desde o século 19. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Empréstimos

Palavras em relevo Os muitos amantes da leitura não exercem esta prática apenas com a visão. A biblioteca tem um acervo voltado para portadores de deficiência visual, denominado Setor Braille, com cerca de 7 mil exemplares, fundado em 1965. O setor atualmente apresenta recursos como impressora braile, adquirida em 2007, computador com software sintetizador de voz, lupa eletrônica e ampliador de tela. José Carlos Dias, comerciante aposentado com retinose pigmentar, grupo de desordens genéticas que provoca a perda progressiva da visão, é um usuário assíduo do setor Braille. José Carlos usa bengala há cerca de dez anos e, como utiliza a biblioteca desde a década de 1980, acompanhou a evolução tecnológica dos recursos disponíveis para o auxílio de portadores de deficiência visual que frequentam a instituição. “O primeiro áudio -livro que escutei aqui foi sobre fabricação de cachaça, ainda em cassete”, relembra, elogiando tanto a estrutura quanto o atendimento do local. “Até perco a hora quando venho para cá”, disse. Um aspecto positivo que José Carlos destaca é a contribuição assídua de um grupo de 70 voluntários, que faz leitura viva voz, revisão de livros produzidos em braile e grava livros. José comenta que completou o ensino médio rapidamente com o apoio dos voluntários. “Sem o apoio deles, minha caminhada seria mais longa”, reflete. Nesta mesma época, José também aprendeu braile na biblioteca. O comerciante prefere documentários, histórias e aventuras. O último livro que leu foi “A Cabana”, de William P. Young. José Carlos observa que atualmente lê em braile para aprimorar o uso do português. “Sempre fiz provas orais e a correta utilização do português ficou de lado. Quero aprender mais”, conta.

dom 4278.indd 2

O setor de Empréstimo Domiciliar da biblioteca tem mais de 70 mil livros de diversas áreas, incluindo autores de literatura brasileira e estrangeira, com destaque para os clássicos. O prédio anexo recebe cerca de 210 mil pessoas por ano. Os interessados em fazer empréstimos devem apresentar carteira de identidade e comprovante de residência, além de contribuir, opcionalmente, com R$ 3. Menores de 16 anos devem apresentar documento de identidade do responsável. É possível fazer empréstimo de até dois livros por vez, com prazo de devolução de 14 dias, renováveis por mais um dia, pessoalmente ou via internet. Inscrições para empréstimo Segunda a sexta-feira, de 8h às 19h30, sábado, de 8h às 11h30. Funcionamento: Segunda a sexta-feira, de 8h às 20h, e sábado, de 8h às 12h. Telefones: 3269-1230 e 3269-1231 E-mail: emprestimo.sub@cultura. mg.gov.br Endereço: Prédio Anexo Professor Francisco Iglésias – Rua da Bahia, 1.889, 1º andar

Funcionamento da Biblioteca De segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 20h e aos sábados de 8h às 12h.

Contatos:

Telefone: 3269-1166 E-mail:bibliotecapublica.sub@cultura. mg.gov.br Localização: Praça da Liberdade, 21. Funcionários Site: www.cultura.mg.gov.br/component/ content/article/207-biblioteca/445-biblioteca-publica-estadual-luiz-de-bessa

1954 É aberta a Biblioteca Pública de Minas Gerais, criada pelo então governador Juscelino Kubitschek e projetada por Oscar Niemeyer.

1961 O governador José Francisco Bias Fortes acrescentou à Biblioteca Pública de Minas Gerais o nome do professor Luiz de Bessa (decreto 6.140). Antônio Luiz de Bessa foi um ilustre homem público e um trabalhador intelectual que se dedicou a atividades de interesse público.

1984 Através da Superintendência de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais, unidade da Secretaria de Estado da Cultura, a biblioteca se torna referência para as bibliotecas dos 853 municípios através do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais e passa a propor, executar e avaliar as políticas públicas relacionadas à rede de bibliotecas públicas municipais, atendendo aos princípios de preservação, divulgação e acesso ao patrimônio bibliográfico.

2000 O prédio Anexo Professor Francisco Iglesias, após extensa reforma, foi cedido à Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa. Após as adaptações realizadas, o prédio recebeu o prêmio Gentileza Urbana, concedido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-MG).

25/03/2013 18:15:43


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 26 de março de 2013

3

Parque Jacques Cousteau é revitalizado

Pista de caminhada foi um dos locais que passaram por reforma

drenagem e nos jardins foram plantadas mudas de plantas ornamentais e também mil metros de grama. “Também está em fase final a construção de 500 metros de passeio que complementam a pista e permitem a caminhada por entre as árvores em direção ao teatro de arena. Ao todo, são aproximadamente 1.500 metros de pista”, explica. As obras estão sendo realizadas por meio de compensação ambiental e a manutenção conta com as parcerias da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), que cedeu o caminhão pipa para ajudar a aguar os jardins, e da Fundação Zoo-Botânica, responsável pela doação de mudas arbóreas. Segundo Edanise, a revitalização contribuiu para atrair novos visitantes ao parque. “O número de usuários do parque vem crescendo muito, modificando consideravelmente a preservação do espaço e reforçando a ideia de que as áreas mais utilizadas acabam sendo as mais preservadas”, afirma.

Confira os destaques da programação da

Fundação Clóvis Salgado

           

O parque

Criado em 1971 e implantado em 1999, o Parque Municipal Jacques Cousteau, que ocupa uma área aproximada de 335 mil metros quadrados, já funcionou como depósito de lixo da cidade e, posteriormente, como horto para a produção de mudas de árvores e plantas ornamentais a serem utilizadas no paisagismo de Belo Horizonte. Muitas dessas mudas cresceram no parque, sendo hoje integrantes da paisagem do local. Por serem espécies mais antigas, nesta revitalização realizada o manejo arbóreo é uma etapa fundamental, onde espécies comprometidas em seu estado fitossanitário são substituídas por outras, principalmente nativas e atrativas para a fauna. 

Café com Prosa para as mulheres da Pampulha Suziane Fonseca

de caminhada, pretendem aumentar a qualidade da área verde para seus frequentadores. De acordo com Edanise Reis, chefe do Departamento de Parques Oeste da Fundação de Parques Municipais, a pista de caminhada recebeu um piso intertravado e um sistema de

Fotos: Natalia Amado

  As obras de revitalização urbanística e paisagística do Parque Jacques Cousteau (rua Augusto José dos Santos, 366, bairro Betânia) chegam ao fim neste mês de março. As melhorias realizadas pela Fundação de Parques Municipais, como a revitalização dos jardins e a implantação de piso na pista

15º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte

Estão abertas até o dia 7 de junho as inscrições para o 15º Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte (Festcurtas BH). Os interessados poderão inscrever, gratuitamente, curtas-metragens finalizados em 2012 e em 2013, pelo site shortfilmdepot. com. O resultado da seleção dos filmes que serão exibidos no festival será divulgado no dia 5 de agosto no sitefestcurtasbh.com.br. Serão aceitos filmes com até 40 minutos de duração, de todos os gêneros, exceto filmes publicitários ou institucionais finalizados em película 35mm, 16mm ou em qualquer formato digital.   

Mostra “Howard Haws Integral” – Curso com crítico Inácio Araújo

Estão abertas até o dia 7 de abril as inscrições para o curso “Hawks: O Gênio à altura do homem”, com o crítico de cinema do jornal Folha de São Paulo, Inácio Araújo. Para se candidatar, o interessado deve enviar breve currículo com até dez linhas para o e-mail cursos.cinehumbertomauro@gmail.com. A lista dos aprovados será divulgada no dia 12 de abril. O curso integra a mostra “Howard Hawks Integral”, que será realizada pelo Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), de 12 de abril a 12 de maio.  

Cursos de extensão

Entre os meses de abril e julho, a Fundação Clóvis Salgado, por meio da Diretoria de Ensino e Extensão, realiza quatro cursos abertos à comunidade. São eles “Improvisação para Teatro – Jogos Teatrais”,  “Música e Criatividade VII - Inserção da Arte na Sociedade”, “Depoimentos em Cena: do Cinema à Sala de Aula” e “Quadrinhos, Linguagem e História”. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site fcs.mg.gov.br. A lista dos candidatos selecionados será publicada no site da Fundação Clóvis Salgado.  

Mostra “Outsiders: Revisões dos Anos 80”

A Fundação Clóvis Salgado realiza até 11 de abril, no Cine Humberto Mauro ,a mostra “The Outsiders: Revisões dos Anos 80”. Na programação estão presentes 20 importantes filmes lançados na década de 1980, identificados com uma forte marca autoral de seus diretores, como os clássicos “O Iluminado”, de Stanley Kubrick, e “Touro Indomável”, de Martin Scorsese. A entrada é gratuita, com a retirada do ingresso meia hora antes do início da sessão, na bilheteria do Cinema.  

História Permanente do Cinema – “Pânico nas Ruas”, de Elia Kazan

O Cine Humberto Mauro exibe na quinta, dia 28, às 17h, o filme “Pânico nas Ruas”, dentro do projeto História Permanente do Cinema. Na trama dirigida por Elia Kazan, um criminoso carrega, sem saber, um poderoso vírus mortal. A policial tenta capturá-lo antes que ele cause uma epidemia. A sessão será comentada pelo professor e crítico Pablo Villaça. A entrada é gratuita.

dom 4278.indd 3

Conquistas das mulheres foram ressaltadas durante todo o evento

As mulheres que trabalham na Regional Pampulha, no bairro São Luís, foram homenageadas na última semana durante o Café com Prosa, evento que reuniu, aproximadamente, 70 pessoas, entre gerentes, funcionárias, estagiárias e lideranças comunitárias da região da Pampulha. A gerente de Políticas Sociais, Nádia Sueli de Paula Alves, ressaltou a importância de celebrar o dia 8 de março, lembrando as várias conquistas das mulheres na sociedade e os desafios que ainda têm pela frente. O evento foi prestigiado pela coordenadora municipal dos Direitos da Mulher Luciana Crepaldi, que falou sobre a importância da mulher na sociedade e da conquista de direitos iguais para homens e mulheres. O secretário regional Humberto Pereira de Abreu Júnior ressaltou o dinamismo da mulher, reiterando que a

força dos homens no ambiente familiar e no trabalho vem das mulheres que os cercam. Durante o evento foi aberta a exposição “Feminilidades em poesia”, com fotos e poemas da jornalista e fotógrafa Suziane Brugnara Fonseca, que homenageou o público com a leitura da poesia “Camélias”, de sua autoria. Funcionária da Prefeitura de Belo Horizonte há 11 anos, Suziane descobriu seu talento para a fotografia desde que foi trabalhar na Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte, se inspirando na beleza e na diversidade da fauna e da flora daquele espaço. A fotógrafa esclareceu que a exposição traz impressões e pensamentos pessoais a respeito da natureza feminina. “A alma da mulher possui uma multiplicidade de aspectos que podem ser transformados em poesia. Neste sentido, busquei associar a exuberância das flores

com alguns sentimentos que expressam essa riqueza”, disse. A exposição fica aberta até o dia 30 de abril. Em um momento de confraternização, os presentes degustaram de farto café da manhã com frutas, bolos e pães de queijo. Uma boa prosa foi travada no auditório da regional, em uma descontraída roda de conversa com o tema “As mulheres nas esferas do poder” conduzida por Izabela Mendes, membro da coordenação nacional do Movimento de Mulheres Olga Benário. Izabela propôs uma reflexão a respeito dos avanços que as mulheres tiveram no mercado de trabalho e dos desafios que ainda têm de enfrentar, como a questão da remuneração. “A organização das mulheres é fundamental para que sejam vencidos todos os desafios. O Movimento Olga Benário luta para que a igualdade de direitos aconteça em todas as esferas da sociedade”, comentou.

25/03/2013 18:15:48


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

26

Terça-feira, 26 de março de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Fevereiro de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1)

IPCR(2)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

5,90

96,67

5,10

Prefixada (montadoras)

1,01

2,30

127,72

1,37

Prefixada (multimarcas)

1,37

2,01

46,72

1,62

Prefixada (montadoras)

1,13

1,88

66,37

1,46

Prefixada (multimarcas)

1,25

2,26

80,80

1,87

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

12,67

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

4,12

9,69

135,19

7,66

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 6 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

2,15

14,85

590,70

6,82

Imóveis Construídos

0,59

2,38

303,39

1,47

Imóveis na Planta

0,65

2,38

266,15

0,91

0,75

3,40

353,33

2,14

CDC - Financeiro (8)

1,80

5,24

191,11

3,16

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,21

1,35

11,57

1,28

Eletroeletrônicos

2,12

5,06

138,68

3,84

Mobiliário

1,16

6,63

471,55

3,06

7,04

20,98

198,01

12,39

Nacional

0,94

2,45

160,64

1,69

Internacional

0,91

2,38

161,54

1,41

1,41

20,15

1.329,08

5,06

Período

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

out/12

384,76

0,59

4,76

Últimos 12 Meses 5,83

nov/12

386,42

0,43

5,21

dez/12

388,35

0,50

jan/13

397,59

2,38

fev/13

396,80

2ª mar/13

404,10 (3)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

389,40

0,45

4,62

Últimos 12 Meses 5,91

5,83

390,26

0,22

4,85

5,49

5,74

5,74

392,44

0,56

5,44

5,44

2,38

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

-0,20

2,18

5,39

398,73

-0,40

1,60

5,24

0,18

2,68

5,41

403,11 (3)

0,13

2,08

5,06

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

set/12

382,51

960,02

Cesta Básica(2) 510,43

out/12

384,76

960,02

510,19

0,59

0,00

-0,05

4,76

14,13

10,80

5,83

14,13

16,66

nov/12

386,42

960,02

490,60

0,43

0,00

-3,84

5,21

14,13

6,55

5,83

14,13

10,30

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

0,32

0,00

1,97

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

4,15

14,13

10,86

5,52

14,13

17,12

dez/12

388,35

960,02

496,54

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

fev/13

396,80

1046,46

550,38

-0,20

0,00

1,05

2,18

9,00

10,84

5,39

9,00

20,64

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,93

3,09

232,26

1,73

Capital de Giro (8)

0,99

6,16

522,22

2,12

Conta Garantida (8)

1,29

7,78

503,10

4,14

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%)

set/12

435,29

0,29

5,73

Últimos 12 Meses 8,52

No mês

No ano

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Captação

Variação (%)

CDB 30 dias (4)

591,47

0,74

7,60

Últimos 12 Meses 11,54

No mês

No ano

0,50

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,63

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,10

0,36

260,00

0,25

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,30

0,47

56,67

0,39

out/12

436,90

0,37

6,13

8,15

597,38

1,00

8,68

11,40

Poupança (5)

nov/12

439,43

0,58

6,74

7,82

602,40

0,84

9,59

11,18

Taxa SELIC (6)

dez/12

442,95

0,80

7,60

7,60

608,91

1,08

10,77

10,77

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

jan/13

446,22

0,74

0,74

8,08

612,87

0,65

0,65

11,08

fev/13

447,56

0,30

1,04

7,79

617,77

0,80

1,46

10,71

0,41 0,58

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Fevereiro de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Fevereiro de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

483,33 (9)

717,78 (37)

1242,50 (40)

Apartamento 2 Quartos

679,86 (44)

948,37 (81)

1090,91 (99)

2060,29 (105)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

801,20 (25)

956,67 (15)

1145,10 (16)

1443,75 (8)

1161,00 (30)

1293,92 (74)

1539,49 (163)

2432,93 (297)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

418,57 (14)

577,27 (11)

(3)

(1)

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

556,88 (16)

650,00 (4)

(2)

(1)

Barracão 1 Quarto

417,14 (14)

570,91 (22)

660,00 (5)

-

541,54 (13)

650,00 (6)

(2)

(1)

(1)

545,00 (4)

(1)

-

761,76 (17)

874,44 (18)

1137,50 (8)

2640,00 (5)

933,75 (16)

1212,50 (8)

-

-

1272,22 (18)

1717,27 (11)

2657,07 (13)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casas

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,19

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,75

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,55

55,00

1,31

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CONTAS DE DEPÓSITOS

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,57

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,60

33,33

1,37

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,26

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

2,06

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,29

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,07

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,16

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,66

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,24

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,91

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,88

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,63

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,79

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,69

por operação

30,00

49,00

63,33

42,84

por evento

9,50

18,00

89,47

12,22

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,20

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

5850,00 (6)

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos Casa 4 Quartos e 2 Banhos

2066,67 (6)

-

(2)

6000,00 (4)

(3)

(2)

3740,00 (5)

8122,22 (36)

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

8,57

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

17,00

13,33

15,25

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

14,56

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,41

-0,08

Arroz

3,00 kg

7,30

-0,05

Banana caturra

12,00 kg

20,53

-0,12

Produto

No ano

Últimos 12 Meses

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

set/12

132,32

191,90

113,29

-0,84

-2,16

-0,09

-4,71

-0,85

-6,68

-2,46

1,00

-4,25

Batata inglesa

6,00 kg

18,81

-0,05

out/12

135,89

199,98

115,41

2,70

4,21

1,87

-2,14

3,33

-4,94

-1,06

6,64

-4,87

Café moído

0,60 kg

8,22

-0,01

nov/12

134,77

202,40

113,14

-0,82

1,21

-1,96

-2,95

4,58

-6,80

-2,95

4,60

-6,82

Chã de dentro

6,00 kg

105,57

0,66

Farinha de trigo

1,50 kg

3,60

0,02

Feijão carioquinha

4,50 kg

24,75

0,50

7,50 lt

15,82

-0,04

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

Leite pasteurizado

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

-3,49

-7,98

-7,25

-8,41

-6,24

-4,44

-7,22

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

dom 4278.indd 26

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Fevereiro de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Barracões Barracão 2 Quartos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

(1)

Apartamento 1 Quarto

Apartamentos

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

750,00 gr

15,30

-0,01

Óleo de soja

1,00 un

3,66

0,00

Pão francês

6,00 kg

45,73

0,29

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

45,14

-0,08

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

25/03/2013 18:15:49


Poder Executivo Terça-feira, 26 de março de 2013

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

Viadutos da Lagoinha e da avenida Antônio Carlos passam por processo de limpeza Fotos: Gercom Noroeste

A Regional Noroeste, em parceria com a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), realizou mais uma atividade de revitalização dos viadutos do complexo da Lagoinha e da avenida Antônio Carlos, removendo pichações e limpando espaços escurecidos, provenientes de fogo ateado nas paredes e pilastras dos viadutos. As atividades voltadas para a limpeza do patrimônio pichado começaram a partir do programa Movimento Respeito por BH, que em 2010, com a articulação e o alinhamento entre vários parceiros, realizou o remoção da pichação dos viadutos que ficam no entorno da Praça do Peixe. Na ocasião, alguns empresários doaram o material, as associações civis organizadas promoveram o evento e os estudantes do curso de eventos do Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH) executaram o serviço, o que permitiu aos estudantes a prática em projetos sociais, beneficiando a comunida-

Gercom Leste

Moradores do Taquaril recebem certificado de curso de Corte e Costura do Vila Viva

Curso durou seis meses e exigiu dedicação dos estudantes

Sobre as mesas, bolsas coloridas e bordadas. No armário, tapetes e bonés. Penduradas nos cabides, vestidos e blusas. Não era uma exposição comum de trabalhos manuais, mas um sonho de vida realizado. Emocionados, 17 moradores do Taquaril, na região Leste, receberam na última semana o certificado do curso de Corte e Costura oferecido pelo programa de urbanização Vila Viva, que é coordenado pela Companhia Urbanizadora e de Habitação de

dom 4278.indd 27

Belo Horizonte (Urbel).   Construir um novo fu turo para a família a partir de agora é a expectativa de Fabilma Maria Oliveira Santos, que recebeu cheia de orgulho seu diploma. “Já comprei as máquinas para a minha confecção”, afirmou.  Como ela, outras 15 mulheres e um homem comemoraram mais esta nova etapa de vida. Para a líder comunitária Maria Crisóstomo Ramos, costureira e coordenadora do curso, durante 6 meses (de se-

tembro a março) aconteceram momentos de doação, desafio e participação. “Foi difícil para cada pessoa, mas vencemos e isso é o que importa”, assinalou. De acordo com o coordenador social do programa Vila Viva do Taquaril, Aderbal Geraldo de Freitas, a proposta agora é começar a segunda etapa para especializar os novos profissionais para o mercado de trabalho. “Queremos que as pessoas encontrem novos destinos e obtenham renda própria ao comercializar peças feitas por elas”, disse. Ele explica ainda que o objetivo é capacitar grupos de moradores para inserção no mercado formal e incentivar a criação de unidades produtivas para a geração de trabalho e renda. O programa Vila Viva, de urbanização estruturante das vilas e favelas, apresenta vários tipos de intervenções para melhorar a qualidade de vida da população que reside nestes locais. Elas vão desde a restruturação do sistema viário, erradicação de áreas de risco, implantação de áreas de preservação, construção de unidades habitacionais, regularização fundiária e atividade de educação sanitária e ambiental até o desenvolvimento de ações de promoção social e comunitária. Somente no Taquaril o programa dispõe de recursos de R$ 91,7 milhões e, até o final do ano passado, já haviam sido executados cerca de 44% das intervenções previstas no projeto. Ali, mais de 11 mil moradores estão sendo beneficiados diretamente pelo Vila Viva.

de onde a instituição está inserida. Para o gerente regional de Varrição e Capina, Hélio Viana, esse é um trabalho que poderia ser dispensado e os recursos atribuídos para outras áreas se não existisse um desrespeito à coisa pública. “A Prefeitura de Belo Horizonte procura fazer a parte

27

dela da melhor maneira possível, entretanto, o apoio de todos é imprescindível para que tenhamos uma limpeza urbana eficiente. O vandalismo é um problema que polui nossas cidades e o grande desafio é que todos contribuam para termos sempre uma cidade limpa e bem cuidada”, comentou.

Espaços escurecidos e pichações foram removidas de vários espaços

Evento na Prodabel debate importância de um legado Que sentido tem a vida? Qual a sua essência no mundo? Quais os motivos que nos fazem acordar todos os dias? Afinal, qual é a tua obra? Em busca de respostas e dispostos a refletir sobre o tema, os funcionários da Prodabel lotaram o auditório da empresa, no bairro Caiçara, na quinta-feira, dia 21, durante a 22ª edição do Café.Com... O palestrante convidado foi o psicólogo, especialista em Gestão Estratégica de Pessoas e mestrando em Administração de Empresas, João de Avelar Andrade, que defendeu a substituição da ideia de trabalho como castigo pelo conceito de realização de uma obra. De acordo com o especialista, enxergar um significado maior na vida leva as pessoas a serem mais produtivas e felizes no trabalho. Para isso, é preciso descobrir qual é o seu legado e entender que o mesmo está ligado a diversos palcos existenciais, que são a família, a vida social, o aspecto profissional, o lado espiritual, a prática do lazer e o envolvimento comunitário. “Para construir a própria essência e fazer com que sua obra faça diferença não dá para ficar só trabalhando. É preciso dar importância aos vários papéis que desempenhamos e construir a obra em conjunto, compartilhan-

do ações e momentos com os outros”, defendeu. A preocupação com o próximo e o investimento em um relacionamento amistoso com os colegas de trabalho chamou a atenção da funcionária Rosa Lima Bretz, da Gerência de Operações. “Várias coisas que parecem insignificantes fazem toda a diferença. Uma delas é a forma de tratar as pessoas. Um pequeno gesto de carinho pode mudar a forma de encarar o dia a dia”, disse. Segundo o palestrante, a própria iniciativa da Prodabel de realizar o Café.Com é uma forma de presentear o outro. “Isso mostra que a empresa tem uma compreensão do quanto é importante discutir questões que vão além do trabalho”, comentou. Giovanna Zauli, da Gerência de Projetos Contratados, foi contemplada com sessões individuais de Coa­ ch Education, por responder corretamente algumas perguntas sobre a palestra. O curso consiste em um diagnóstico para identificar habilidades, aptidões, percepções, valores e personalidade, visando uma utilização melhor dessas características individuais no cotidiano. “Fiquei feliz com o presente e a palestra também. Esse tipo de atividade engrandece a gente, nos mostra que o crescimento pessoal auxilia o profissional”, disse.

25/03/2013 18:15:53


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

28

Poder Executivo Terça-feira, 26 de março de 2013

Divino Advincula

Participação de BH nas Olimpíadas de 2016 começa a ser definida

Belo Horizonte vai receber jogos das competições masculina e feminina de futebol

Iniciaram ontem em Belo Horizonte as primeiras discussões sobre o envolvimento da capital nos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro. BH faz parte, ao lado de

São Paulo, Salvador e Brasília, da lista de cidades co-anfitriãs, que vão receber jogos femininos e masculinos de futebol. O prefeito Marcio Lacerda se reuniu na sede da Prefeitura, no Centro, com o

presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Marcio Fortes, e com representantes de pastas municipais relacionadas ao tema, como o secretário de Esporte e Lazer, Bruno Miranda, o presidente da Belotur, Mauro Werkema, e a coordenadora do Comitê Executivo Municipal das Copas, Flávia Rohlfs, além do presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leônidas de Oliveira, e do secretário de Segurança Urbana e Patrimonial, Hélio Santos Júnior. Foram colocados em pauta temas relacionados à infraestrutura e aos serviços vitais para a realização do evento na cidade, com o objetivo de cumprir compromissos assumidos com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para as Olimpíadas.  “Em relação aos jogos de futebol em Belo Horizonte, a infraestrutura básica e os centros de treinamento já serão testados

na Copa das Confederações e na Copa do Mundo. Existe uma série de exigências que teremos que observar e nós, certamente, estaremos bem preparados”, afirmou o prefeito. O presidente da APO salientou o motivo pelo qual a capital mineira integra o circuito dos Jogos, o fato de as competições masculina e feminina de futebol serem disputadas em um prazo superior ao das Olimpíadas. Marcio Fortes

ficou satisfeito com as primeiras impressões. “Belo Horizonte será uma grande sede para esses jogos”, concluiu. Segundo a APO, nas Olimpíadas de 2016 o país receberá mais de 200 delegações, cerca de 11 mil atletas olímpicos, 4,5 mil paralímpicos, 40 mil jornalistas e 70 mil voluntários. Durante os dias de jogos na capital parte desse fluxo de pessoas se instalará em Belo Horizonte.

APO A Autoridade Pública Olímpica é um consórcio público interfederativo formado pelo Governo Federal, o Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro. A criação da APO é uma das garantias oferecidas pelo Brasil ao Comitê Olímpico Internacional durante a candidatura da cidade do Rio para sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Um dos objetivos é a coordenação de ações governamentais para o planejamento e a entrega das obras e dos serviços necessários à realização dos jogos.

Atividades de saúde e cultura atraem mais de 200 pessoas ao Centro de Saúde Lindéia Fots: CS Lindéia

Homenagem O Centro de Saúde Lindéia recebeu um mural com os avanços políticos e sociais alcançados pelas mulheres desde o século 19, destacando seus hábitos e as conquistas com o decorrer dos anos. A data foi propícia também para realização de uma homenagem à médica Cristiani Moreira, que trabalhava na unidade e morreu em outubro do ano passado, vítima de violência doméstica, fato que abalou os servidores do local. Os funcionários mostraram o histórico de vida da colega de trabalho e fizeram um varal de fotografias com momentos alegres da médica no trabalho e em momentos de descontração. Estandes com informações e dicas sobre saúde foram montados no local

Avenida Santos Dumont é interditada para obras do BRT Café da manhã balanceado foi oferecido aos usuários

Café da manhã, massagem relaxante, arte, cultura e conhecimentos sobre a saúde foram alguns dos assuntos e atividades que fizeram parte da programação especial do Centro de Saúde Lindéia (rua Flor de Maio, 172) em homenagem ao Dia da Mulher. Estandes foram montados com informações sobre saúde e serviços como aferição de pressão, teste de glicemia capilar e orientações sobre o câncer de mama e de colo uterino foram oferecidos. Além disso, a equipe do centro de saúde realizou palestras com orientações sobre planejamento familiar e uma roda de conversa sobre sexualidade. Um grupo de mulheres de 15 a 59 anos realizou o exame de prevenção ao câncer de colo de útero. Os resultados dos exames ficam prontos

dom 4278.indd 28

em de 40 a 60 dias e em caso de alteração no resultado a paciente é chamada na unidade para o retorno antes da data prevista. As crianças que estiveram no centro de saúde também tiveram atividades. Atenciosas, as estagiárias de Enfermagem montaram um estande de pintura e balões para entreter os pequenos que ficaram ocupados enquanto as mães faziam os exames ou participavam de alguma das palestras. Outros trabalhos de grande importância foram os da equipe de Saúde Bucal, que realizou avaliações e orientou sobre as doenças que acometem a boca e dados sobre higienização correta. Trabalhos manuais feitos pelos usuários do serviço de saúde mental da unidade foram expostos.

Dando continuidade às obras do BRT no Hipercentro, executadas pela Sudecap, será interditada parcialmente até sexta, dia 29, a avenida Santos Dumont, entre as ruas Espirito Santo e Rio de Janeiro, sentido Praça da Estação/Rodoviária. O tráfego dos veículos leves, com destino ao estacionamento, será preservado. Os locais estão sinalizados com faixas de tecido para orientação aos condutores. Agentes da Unidade Integrada de Trânsito e da Guarda Municipal operam o tráfego na região. O ponto de ônibus localizado na avenida Santos Dumont, entre as ruas Espirito Santo e Rio de Janeiro, sentido Praça da Estação/Rodoviária,

será transferido para o quarteirão abaixo, na rua dos Guaicurus, entre

as ruas Espirito Santo e Rio de Janeiro.

25/03/2013 18:57:27


DOM - 26/03/2013