Page 1

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município - DOM

Ano XIX • N. 4.462• R$ 0,85

Tiragem: 2.500 • 21/12/2013

Programa municipal lançado na sexta-feira estabelece ações de responsabilidade compartilhada entre os poderes executivo e judiciário, o Ministério Público, a sociedade civil e outros órgãos de defesa e atendimento aos jovens lece ações concretas e integradas de responsabilidade compartilhada entre os poderes executivo e judiciário, o Ministério Público, a sociedade civil e outros órgãos de defesa e atendimento aos direitos das crianças e adolescentes. Segundo a presidente do CMDCA, Márcia Alves, o trabalho visa à busca da inclusão social das famílias e o fortalecimento de suas capacidades protetivas. O secretário Marcelo Mourão ressaltou a importância do apoio familiar e comunitário. “O fortalecimento de vínculos e o trabalho de proteção às crianças tendo a família como centralidade é uma diretriz muito clara. O papel do Estado não é substituir a família, mas, sim fortalecer o papel da família no acolhimento das crianças e dos adolescentes”, salientou Mourão. “Quando falamos em cidade, pensamos geralmente em bairros, territórios, e assim por diante. Mas, quando se trata do acolhimento à criança e ao ado-

Divino Advincula

Implementar políticas públicas que assegurem a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes e fortalecer as ações de proteção de vínculos familiares e comunitários. Estes são os objetivos do Plano Municipal de Promoção, Proteção e Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária, lançado na sexta-feira, dia 20, pelo prefeito Marcio Lacerda, durante solenidade realizada na sede da Prefeitura, no Centro. O evento contou com a participação da secretária municipal de Políticas Sociais, Gláucia Brandão, do secretário adjunto de Assistência Social, Marcelo Mourão, e da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Márcia Alves, entre outras autoridades. Elaborado pelo CMDCA e pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), o plano estabe-

Divino Advincula

Plano de proteção dos direitos da criança e do adolescente fortalece vínculo familiar

lescente, é com as políticas intersetoriais e o trabalho multidisciplinar focado nas pequenas unidades de vida, que são as famílias, que iremos conseguir avançar nas políticas públicas”, acrescentou o prefeito Marcio Lacerda.

Ações voltadas para os jovens

Centro Integrado do Adolescente de Belo Horizonte (CIA-BH): Foi instituído em 2011 para promover o atendimento integral e a proteção social do adolescente autor de ato infracional, visando à garantia dos seus direitos de sujeito e pessoa em condição peculiar de desenvolvimento. O núcleo integra uma

equipe interinstitucional composta por juízes de Direito, promotores de Justiça, defensores públicos e membros das polícias Civil e Militar. O CIA fica na rua Rio Grande do Sul, 604, no Barro Preto. Oficinas: A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, promove oficinas para jovens nas nove regionais da cidade com o objetivo de divulgar informações sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes, além de promover ações afirmativas voltadas para prevenir a ocorrência da violência. O foco é oferecer aos adolescentes e jovens a oportunidade de apresentarem o conteúdo aprendido nas oficinas através de

teatro e dança, filmes, fotos e cartazes, e dar continuidade às construções, discussões e aprendizados dos temas trabalhados. Projovem Adolescente – O programa atende jovens de idade entre 15 e 18 anos com o objetivo de estimulá-los na elaboração de projetos de vida pessoal e comunitária. Os jovens são acompanhados por educadores sociais em suas atividades nos Centros da Juventude. O programa desenvolve parcerias com ONGs, ministérios da Assistência Social e da Justiça, secretarias municipais de Esporte e Lazer e Segurança Alimentar e Nutricional, a empresa White Martins, a Associação Profissionalizante do Menor e grupos de referência local.

Prefeito assina contrato de empréstimo para financiar Programa de Recuperação da Bacia Hidrográfica da Pampulha

dom 4462.indd 1

revitalização do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O Museu de Arte e a Casa do Baile foram Isabel Baldoni

O prefeito Marcio Lacerda assinou, na sexta-feira, dia 20, no Salão Nobre da Prefeitura, contrato de empréstimo externo com o Banco do Brasil, no valor de US$ 75 milhões, cerca de R$ 172,5 milhões, que serão empregados no desassoreamento e despoluição da Lagoa da Pampulha e na requalificação da orla, com a implantação, manutenção e adequação paisagística. Essas intervenções integram o Programa de Recuperação da Bacia Hidrográfica da Pampulha (Propam). “Com esses recursos, além do desassoreamento, faremos a limpeza da água, o que, associado à coleta do esgoto pela Copasa, permitirá que tenhamos a lagoa em boas condições novamente”, disse o prefeito. Às iniciativas de recuperação da lagoa, somam-se várias ações que vêm sendo desenvolvidas pela Prefeitura visando à

reformados, os cinco jardins de Burle Marx estão sendo revitalizados, a Casa Kubitschek foi restaurada e transformada em casa-museu, o orla ganhou nova ilu-

minação e modernas placas de sinalização trilíngues, a ciclovia e

a pista de caminhada foram recuperadas.

Recursos para a cidade O contrato com o Banco do Brasil foi o terceiro assinado pelo prefeito Marcio Lacerda para trazer recursos externos para o município. No dia 10 deste mês, ele assinou, na sede do Banco Mundial, em Brasília, contrato de empréstimo externo no valor de US$200 milhões, cerca de R$ 460 milhões. Parte desses recursos será aplicada na quitação da dívida do município com a União e parte será utilizada em obras e serviços, principalmente de mobilidade urbana e infraestrutura. E no dia 18, assinou, na Representação do Banco Interamericano de Desenvolvimento, também em Brasília, contrato de US$ 55 milhões, aproximadamente R$ 126,5 milhões, que serão aplicados na conclusão das obras na Bacia do Córrego do Bonsucesso, no Barreiro, e fazem parte do “Programa de Recuperação Ambiental de Belo Horizonte”, o Programa Drenurbs Suplementar. Esses três empréstimos externos foram aprovados pela Comissão de Assuntos Econômicos e pelo plenário do Senado, com o aval do Governo Federal, graças à política econômica, financeira e de austeridade fiscal adotada pela atual administração municipal.

20/12/2013 18:20:15


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

2

Poder Executivo Sábado, 21 de dezembro de 2013

Confira o funcionamento da PBH no feriado de Natal

Plantão chuvas

• O plantão da Defesa Civil funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive com plantão aos domingos e feriados. Os telefones são o 199 e o 3277-8864.

Divino Advincula

Limpeza Urbana

Transporte

dom 4462.indd 2

• Centro de Referência Turística de Belo Horizonte Álvaro Hardy – Veveco (avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luiz) - Funciona nos dias 24 e 25, das 8h às 17h. • Posto de Informação - Mercado das Flores (avenida Afonso Pena, 1.055, Centro) - Funciona no dia 24 , das 8h30 às 18h30, e dia 25, das 8h às 15h. • Posto de Informação - Aeroporto Pampulha (Praça Bagatelli, 204, Aeroporto) – Funciona nos dias 24 e 25, das 8h às 17h. • Posto de Informação - Aeroporto de Confins (Rodovia MG-10 – Confins). Funciona diariamente das 8h às 18h. • Posto de Informação – Rodoviária (Praça Rio Branco, Centro) - Funciona nos dias 24 e 25, das 8h às 18h.

BH Resolve

• Central de Atendimento Presencial do Sistema de Atendimento Integrado ao Cidadão - BH Resolve não funcionará para atendimento ao público nos dias 24 e 25.

Equipamentos culturais

•As linhas do sistema de transporte coletivo gerenciados pela BHTrans circulam na terça-feira, dia 24, com o quadro de horários de dia atípico e, na quarta-feira, dia 25, com o quadro de horários de domingos e feriados.

• Jardim Zoológico, Jardim Botânico e o Aquário (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha) – Abrem na terça-feira, dia 24, das 8h30 às 14h. No dia 25 ficarão fechados. • Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha) – Abre na terça-feira, dia 24, das 8h30 às 14h. No dia 25 ficará fechado.

Postos de Informação turística

• No dia 24, terça-feira, todos os serviços de limpeza urbana serão executados normalmente. Na quarta-feira, dia 25, não serão realizados serviços de limpeza na cidade.

Saúde

Breno Pataro

• Museu Histórico Abílio Barreto (avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim) - Funciona na terça-feira, dia 24, das 10h às 17h, e na quarta, dia 25, não abre. • Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.596, Pampulha) – Fechado nos dias 24 e 25 • Casa do Baile (avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha): Funciona na terça-feira, dia 24, das 9 às 18 horas, e no dia 25, ficará fechada.

Parques

• Parque das Mangabeiras (avenida José do Patrocínio Pontes, 580, Mangabeiras) - Funciona normalmente na terça-feira, dia 24, e na quarta-feira, dia 25, das 8h às 18h. Na segunda-feira, dia 23, ficará fechado para manutenção e limpeza. • Parque Municipal Américo Renné Giannetti (avenida Afonso Pena, 1.377, Centro) - Funciona normalmente na terça-feira, dia 24, e na quarta-feira, dia 25, das 6h às 18h. Na segunda-feira, dia 23, ficará fechado para manutenção e limpeza. • Todos os outros parques administrados pela Fundação de Parques Municipais terão funcionamento normal na terça-feira, dia 24, e na quarta-feira, dia 25. Na segunda-feira, dia 23, ficarão fechados para manutenção e limpeza.

Fundação Zoobotânica

Divino Advincula

Abastecimento

• Mercado do Cruzeiro (rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro) – Abre na terça-feira, dia 24, das 7h às 14h, e na quarta-feira, dia 25, fica fechado. • Central de Abastecimento Municipal (rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Abre na terça-feira, dia 24, das 7h às 19h, e na quarta-feira, dia 25, de 7 às 13h. •Feira Coberta do Padre Eustáquio (rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio) – Abre na terça-feira, dia 24, das 8h às 19h, e na quarta-feira, dia 25, fica fechado. • Sacolões Abastecer – Abrem na terça-feira, dia 24, das 7h às 19h, e na quarta-feira, dia 25, ficam fechados. • Feiras livres – Funcionamento facultativo nos dias 24 e 25, das 7h às 13h.. • Feiras Modelo – Não funcionam no feriado do dia 25. • Feira de Orgânicos – Não funciona no dia 25, quarta-feira e, na terça-feira, o funcionamento será facultativo. • Banco de Alimentos (rua Tuiutí, 888, bairro Padre Eustáquio) – Não funciona nos dias 24 e 25. • Armazém da Roça (Rodoviária, 2º Piso) – Não funciona nos dias 24 e 25. • Direto da Roça – O funcionamento será facultativo nos dias 24 e 25, das 7h às 13h. • Mercado da Lagoinha (avenida Antônio Carlos, 821, São Cristóvão) – Não funciona nos dias 24 e 25. • Restaurante Popular I- Herbert de Souza- (Av do Contorno 11 484- perto da Rodoviária) não abre no dia 24 e abre no dia 25 para o Almoço de Natal de 10h30 às 14h. Restaurantes Populares III e IV – não abrem nos dias 24 e 25. • Refeitório Popular da Câmara Municipal (avenida dos Andradas, 3.100,) Não abre nos dias 24 e 25.

Breno Pataro

Na terça-feira, dia 24, ponto facultativo, e na quarta-feira, dia 25, feriado de Natal, não haverá expediente na Prefeitura, de acordo com o decreto 15.420 publicado no Diário Oficial do Município (DOM), no dia 13 de dezembro. Confira abaixo o que funciona durante o feriado.

• Na terça-feira, dia 24, as UPAs, Hospital Municipal Odilon Behrens, Central de Internação e Samu funcionam normalmente. Os Cersams funcionam conforme escala mínima no horário diurno e com equipe completa no plantão noturno. O Serviço de Urgência Psiquiátrica Noturno funciona normalmente. Os centros de saúde funcionam das 7 às 13 horas com escala mínima da equipe, incluindo estagiários, ACS, agente sanitário, ACE I e II, tendo obrigatoriedade de garantir a realização das atividades de rotina. • Na quarta-feira, dia 25, as UPAs, Hospital Municipal Odilon Behrens, Central de Internações e o Samu funcionam normalmente. Os centros de saúde não funcionam. . Os Cersams funcionam conforme escala mínima no horário diurno e com equipe completa no plantão noturno. O Serviço de Urgência Psiquiátrica Noturno funciona normalmente.

20/12/2013 18:20:22


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Sábado, 21 de dezembro de 2013

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Informação reuniu servidores das áreas contábil e financeira dos órgãos que fazem parte da administração indireta do município, no início do mês, para um evento de alinhamento sobre a Contabilidade Aplicada ao Setor Público (Casp), uma exigência legal que entrará em vigor até o final de 2014, em todo o país. Inspirada pelo movimento de padronização da contabilidade mundial (IFRS), a Casp foi estabelecida por portaria da Secretaria do Tesouro Nacional e traz uma normatização que aproxima a contabilidade pública à contabilidade privada, incorporando conceitos de evidenciação patrimonial e buscando transformá-la em uma ferramenta de gestão efetiva, através de uma demonstração de criação ou destruição de valor. De acordo com a contadora-geral da Prefeitura, Lucy Freitas, a implantação da Casp trará grandes mudanças para a gestão de patrimônio, de receitas, de recursos humanos, pessoal, contas a receber e contas a pagar a entidades públicas, acarretando impactos em sistemas de gestão e capacitação de pessoal.

Delano Laine

Secretaria de Planejamento discute a Contabilidade Aplicada ao Setor Público

te se antecipou e vem trabalhando na implantação da Casp desde de 2010. “Temos uma visão muito clara do que precisa ser feito e ações já estão sendo realizadas. Com este evento queremos envolver de forma mais enfática e compartilhar o conhecimento que temos na administração direta com toda administração indireta”, disse.

Confira as vagas divulgadas pelo Sine-PBH

Adoção do caso aumentará a transparência na prestação das contas públicas

Na Prefeitura de Belo Horizonte, os encaminhamentos para a mudança na administração direta já estão adiantados. O mesmo não ocorre com as indiretas. “Cada órgão tem um sistema próprio. Uma mudança desse porte, com vários sistemas não integrados, traz dificuldades”, explica a contadora-geral. Segundo ela, quando a Casp estiver totalmente implantada, to-

Palestra mostra a importância do planejamento no cotidiano se. Dedicar tempo ao planejamento também é importante. “É um grande investimento porque você acerta mais, arrisca menos, tem mais previsibilidade”, garante. Para o secretário de Planejamento, Orçamento e Informação, Leonardo Paolucci, o ato de planejar faz parte da natureza do ser humano. “Sempre pensamos aonde vamos, como iremos, o que vamos fazer em cada uma das atividades. É preciso trazer este instinto natural de planejamento para a nossa vida profissional, de forma mais estruturada e mais organizada”, defende. Leonardo Paolucci explica que a administração de Belo Horizonte está fundamentada em um grande planejamento, que pre-

dos os procedimentos na área contábil da Prefeitura serão padronizados. “Ao final do processo, todos terão o mesmo sistema, a mesma linguagem, usando o mesmo plano de contas”, afirma. Para o secretário de Planejamento, Orçamento e Informação, Leonardo Paolucci, um dos benefícios que virá com a Casp é a maior transparência na prestação

vê ações até 2030. “Essa é a referência que orienta tanto o programa de governo do prefeito do Marcio Lacerda quanto o Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que é o planejamento da cidade para os próximos quatro anos”, afirma. De acordo com ele, a Prefeitura dispõe de ferramentas e projetos que permitem visualizar a cidade nos próximos anos e os recursos disponíveis para cumprir as metas traçadas. Segundo o secretário, a atividade de planejamento não pode ser exclusiva de uma secretaria ou de alguns indivíduos. “Temos que envolver todos os servidores. Acredito que dessa forma, com cem por cento das pessoas inseridas, planejando e imaginando como executar suas atividades, da mais simples à mais complexa, alcançaremos os resultados almejados de forma mais rápida e dispendendo menos recursos”, conclui.

Delano Laine

Técnicas simples de planejamento, ao alcance de todos, podem simplificar a vida das pessoas, poupando recursos, tempo e energia nas diversas atividades cotidianas. Esta foi uma das mensagens principais da palestra “Sem planejar não dá”, ministrada pelo consultor Fernando Bronca, no auditório da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação, no bairro Santa Efigênia. Cerca de 80 servidores presentes receberam dicas e puderam conhecer métodos simples de planejamento. “O objetivo foi desmitificar alguns conceitos, para que as pessoas percam um pouco do medo e entendam como é simples e como dá resultado fazer o planejamento das atividades”, explicou o palestrante. Fernando Bronca é consultor de empresas, instrutor, graduado em jornalismo pela PUC-MG e pós-graduado em Gerência de Projetos pela FGV. De acordo com ele, planejamento requer disciplina. “Planejar não é complicado, mas é trabalhoso. É preciso ter paciência, mas os resultados são excelentes e com certeza compensam o esforço”, afirmou. Segundo Bronca, colocar as idéias no papel é uma etapa importante. “Planejamento exige que a gente escreva. Quanto mais escrevemos, mais conseguimos complementar e compartilhar com as pessoas”, dis-

das contas públicas. “Muitas vezes é apresentada para a população uma situação em que o ente público aparece em boa situação, o que não é necessariamente a realidade, pois a visão de longo prazo muitas vezes não reflete a situação de curto prazo”, explica Paolucci. De acordo com o secretário, a Prefeitura de Belo Horizon-

3

Palestra mostra que vale a pena planejar, das atividades mais simples às mais complexas

Para oferecer melhores serviços à sociedade, a Prefeitura de Belo Horizonte, através do Sine (Sistema Nacional de Emprego), disponibiliza, diariamente, vagas de emprego e cursos de qualificação. As vagas disponíveis esta semana são de assistente administrativo, auxiliar de jardinagem na conservação de vias permanentes, caldeireiro montador, costureira em geral, motorista de caminhão, orientador de tráfego para estacionamento, tecnólogo em secretariado escolar e zelador. Há vagas para trabalhadores de ambos os sexos, cuja escolaridade vai desde o ensino fundamental incompleto até cursos técnicos, havendo, ainda, oportunidades sem exigência de escolaridade, como: assistente de vendas, auxiliar de cozinha, camareira de hotel, instrutor de autoescola, orientador socioeducativo, repositor em supermercados e técnico de rede de telecomunicações. A Prefeitura oferece vagas para os cursos de qualificação de autoCAD e informática básica, com inscrições abertas no Sine Barreiro. São cursos gratuitos e o aluno ainda recebe vale-transporte, lanche, material didático e certificado. Lembramos que o movimento nos postos é muito intenso e os interessados devem comparecer o quanto antes para se cadastrar e se candidatar às vagas, apresentando carteira de trabalho, CPF, carteira de identidade, PIS/PASEP/NIT/NIS e o comprovante de endereço recente.

Confira os endereços dos postos do Sine Municipal:

Sine Barreiro: Rua Barão de Coromandel, 982, Barreiro, das 8h às 17h. Sine BH Resolve: Rua dos Caetés, 342, Centro, das 8h às 18h. Sine Niat: Rua Espírito Santo, 505, 1º andar, Centro, das 8h às 17h. Sine Venda Nova: Rua Padre Pedro Pinto, 1.055, Venda Nova, das 8h às 17h. Para mais informações, a Prefeitura coloca à disposição dos cidadãos o telefone 156 e o site www.pbh.gov.br/melhoremprego.

Prodabel desenvolve sistema web de cadastro e gestão de cidadãos voluntários A Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) está desenvolvendo o sistema web de cadastro e gestão de cidadãos voluntários do programa ‘Saber em Primeiro Lugar’, que será disponibilizado no site da Prefeitura. O desenvolvimento do sistema de cadastro de cidadãos voluntários atenderá ao programa de governo “BH Segue em Frente 2013-2016”, que tem como proposta criar e implantar o programa “Saber em primeiro lugar”, ampliando a atuação do BH Digital, por meio de cidadãos-voluntários. A proposta é disponibilizar um monitor em cada telecentro, com foco na melhoria da oferta de cursos de informática básica e internet, cursos profissionalizantes, oficinas especiais e prestação de serviços públicos, postos de acesso à internet (PIM) e centros de inclusão digital (CID). De acordo com o desenvolvedor do software do cadastro de voluntários do projeto “Saber em Primeiro Lugar”, Guilherme Venturato Moreira, o voluntariado é um trabalho que deve ser realizado com responsabilidade, comprometimento e qualidade como qualquer outro. “Em uma entrevista de emprego, muitas empresas contam pontos a favor dos candidatos que prestam esse tipo de serviço, pois normalmente são pessoas pró-ativas que sabem trabalhar em equipe,” destacou.

Diário Oficial do Município de Belo Horizonte

Instituído pela Lei nº 6.470 de 06/12/1993 e alterado pela Lei nº 9.492 de 18/01/2008 • Endereço eletrônico: www.pbh.gov.br/dom Composição, Produção e Edição Assessoria de Comunicação Social - Prefeitura de Belo Horizonte Av. Afonso Pena, 1.212 - 4º andar - Tel.: (31) 3277-4246

dom 4462.indd 3

Impressão Distribuição e Assinaturas Gráfica 101 - Rua Francisco Soucasseaux, 220 Ricci Diários & Publicações Ltda - Rua Curitiba, 1.592 - Loja 01 Bairro Lagoinha - CEP 31110-310 - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3421-5000 Lourdes - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3274-4136

20/12/2013 18:20:26


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

34

Sábado, 21 de dezembro de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Novembro de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

jul/13

403,18

0,06

3,82

Últimos 12 Meses 5,75

403,49

-0,40

2,81

Últimos 12 Meses 4,38

ago/13

403,59

0,10

3,92

5,85

403,00

-0,12

2,69

4,23

set/13

404,56

0,24

4,17

5,76

404,09

0,27

2,97

4,24

No mês

No ano

Taxas médias praticadas(1)

Setores

No mês

No ano

Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

5,90

96,67

5,20

Prefixada (montadoras)

0,99

1,96

97,98

1,47

Prefixada (multimarcas)

1,15

2,83

146,09

1,98

1,73

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

out/13

406,05

0,37

4,56

5,53

405,26

0,29

3,27

4,07

Prefixada (montadoras)

1,36

2,21

62,50

nov/13

408,69

0,65

5,24

5,76

407,86

0,64

3,93

4,51

Prefixada (multimarcas)

1,10

4,48

307,27

2,23

2ª dez/13

416,84 (3)

0,92

5,91

5,91

412,86 (3)

0,85

4,55

4,55

Cartão de Crédito

4,14

17,89

332,13

10,96

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

4,16

10,46

151,44

8,09

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,86

17,86

362,69

8,58

Imóveis Construídos

0,02

2,52

12.500,00

1,56

Imóveis na Planta

0,24

1,62

575,00

0,46

0,75

2,65

253,33

1,96

CDC - Financeiro (8)

3,07

5,45

77,52

4,16

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,41

1,94

37,59

1,57

Eletroeletrônicos

1,99

5,00

151,26

3,54

Mobiliário

0,68

5,38

691,18

2,70

12,40

15,52

25,16

13,72

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica

Período

jun/13

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100) IPCA(1)

Salário Mínimo

402,94

1046,46

No mês

Cesta Básica(2) 571,42

No ano

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

0,26

0,00

-1,23

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Últimos 12 Meses

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

3,76

9,00

15,08

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

5,87

9,00

23,38

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

jul/13

403,18

1046,46

537,31

0,06

0,00

-5,97

3,82

9,00

8,21

5,75

9,00

8,88

ago/13

403,59

1046,46

522,71

0,10

0,00

-2,72

3,92

9,00

5,27

5,85

9,00

4,42

Financeiras Independentes Turismo

set/13

404,56

1046,46

513,64

0,24

0,00

-1,73

4,17

9,00

3,45

5,76

9,00

0,63

out/13

406,05

1046,46

540,14

0,37

0,00

5,16

4,56

9,00

8,78

5,53

9,00

5,87

nov/13

408,69

1046,46

545,56

0,65

0,00

1,00

5,24

9,00

9,87

5,76

9,00

11,20

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais

Comerciais

Variação (%)

jun/13

457,44

0,60

3,27

Últimos 12 Meses 7,07

No mês

No ano

2,33

147,87

1,53

0,94

2,34

148,94

1,53

1,18

6,90

484,75

3,19

Empréstimos pessoa jurídica

(2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

0,94

Internacional Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Período

Nacional

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

1,03

2,73

165,05

2,02

1,26

3,31

162,70

1,96

Conta Garantida (8)

1,84

4,25

130,98

2,76

Captação

Variação (%)

CDB 30 dias (4)

635,31

0,62

4,34

Últimos 12 Meses 10,09

No mês

Desconto de Duplicatas (8) Capital de Giro (8)

No ano

0,68

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,64

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,28

0,64

128,57

0,53

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,53

0,67

26,42

0,59

jul/13

459,78

0,51

3,80

7,24

639,95

0,73

5,10

9,88

Poupança (5)

ago/13

461,16

0,30

4,11

6,25

643,47

0,55

5,68

9,60

Taxa SELIC (6)

set/13

463,14

0,43

4,56

6,40

646,62

0,49

6,19

9,32

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

out/13

464,62

0,32

4,89

6,35

649,72

0,48

6,70

8,76

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

nov/13

466,81

0,47

5,39

6,23

652,91

0,49

7,23

8,38

0,51 0,76

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Novembro de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Novembro de 2013 Imóveis

Apartamentos

Popular

Médio

Alto

Luxo

982,86 (7)

774,97 (32)

1.316,69 (145)

Apartamento 2 Quartos

712,26 (141)

986,54 (144)

1.150,23 (232)

2.056,98 (207)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

862,29 (49)

1.010,27 (37)

1.238,53 (51)

1.644,23 (26)

1.231,19 (74)

1.368,73 (128)

1.627,22 (345)

2.435,48 (454)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

(1)

(3)

2.221,43 (7)

3.081,82 (22)

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

(1)

2100,00 (6)

2666,51 (51)

4585,53 (228)

449,50 (20)

601,54 (13)

720,00 (4)

-

Barracão 2 Quartos

588,82 (17)

695,00 (10)

-

-

Casa 1 Quarto

606,00 (5)

-

-

Casa 2 Quartos

801,81 (48)

945,31 (32)

1243,57 (14)

(3)

Casa 3 Quartos e 1 Banho

1015,24 (21)

1300,00 (4)

(1)

-

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

1367,74 (31)

1785,43 (7)

2933,27 (15)

5962,73 (11)

(3)

(3)

4875,00 (4)

(2)

3000,00 (11)

4487,38 (8)

5599,95 (20)

8512,74 (47)

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,58

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,68

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,50

50,00

1,27

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CONTAS DE DEPÓSITOS

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,77

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,50

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,04

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,40

16,67

1,29

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,18

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,17

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

1,81

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

0,00

6,00

..

4,75

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,03

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,04

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

-

7,54

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,17

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,86

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,52

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,56

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

por evento

9,50

32,00

236,84

12,62

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,00

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,52

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

9,75

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

18,00

20,00

15,63

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

73,33

por evento

10,00

30,00

200,00

15,86

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

(1)

(2)

Quantidade

Valores (em R$)

Açúcar cristal

3,00 kg

4,33

0,08

Arroz

3,00 kg

7,07

-0,03 -0,53

Produto

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

No mês (3)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Novembro de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

No ano

Últimos 12 Meses

Contribuição na variação (p.p.)

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

Banana caturra

12,00 kg

27,86

jun/13

119,83

171,07

110,48

-5,39

-4,00

-6,60

-13,67

-15,86

-6,55

-11,90

-15,26

-3,90

Batata inglesa

6,00 kg

16,87

0,66

jul/13

120,17

166,15

113,94

0,28

-2,88

3,13

-13,43

-18,28

-3,62

-11,12

-16,86

-0,52

Café moído

0,60 kg

7,51

-0,01

ago/13

126,79

180,41

117,28

5,51

8,58

2,93

-8,66

-11,26

-0,80

-4,98

-8,02

3,43

Chã de dentro

6,00 kg

110,02

0,29

Farinha de trigo

1,50 kg

4,23

0,02

set/13

118,32

160,27

114,11

-6,68

-11,16

-2,70

-14,76

-21,17

-3,48

-10,58

-16,48

0,73

Feijão carioquinha

4,50 kg

17,39

-0,44

out/13

120,41

161,61

116,97

1,76

0,84

2,51

-13,26

-20,51

-1,06

-11,39

-19,19

1,36

Leite pasteurizado

nov/13

123,30

170,12

117,11

2,40

5,27

0,12

-11,17

-16,32

-0,94

-8,51

-15,95

3,51

ICCBH

IEE

IEF

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos

dom 4462.indd 34

Média(2) (R$)

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Barracões

Período

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

506,43 (14)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Apartamento 1 Quarto

Barracão 1 Quarto

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

7,50 lt

17,93

-0,07

750,00 gr

16,64

0,03

Óleo de soja

1,00 un

2,80

0,00

Pão francês

6,00 kg

51,20

-0,03

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

32,20

1,02

Manteiga

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

20/12/2013 18:20:28


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Sábado, 21 de dezembro de 2013

35

Tenistas mineiros são homenageados pela Prefeitura de Belo Horizonte da prefeitura, com uma placa em reconhecimento pelo bom desempenho em 2013. Bruno é o terceiro colocado na relação mundial de duplistas. Em 2013, conquistou seis títulos com o parceiro austríaco Alexan-

der Peya, entre eles, o ATP Masters 1000 do Canadá. Já Marcelo ocupa o sexto lugar da lista. Junto com o croata Ivan Dodig, ganhou o ATP Masters 1000 da China este ano. Bruno e Marcelo jogam juntos a Copa Davis, representando o

Brasil, e vão repetir a parceria nas Olímpiadas de 2016, no Rio de Janeiro. O prefeito destacou o potencial da capital mineira em outros esportes, além do futebol. “O tênis é uma modalidade importante em Belo Horizonte, não só

Divulgação

Na sexta-feira, dia 20, os tenistas belo-horizontinos Bruno Soares e Marcelo Melo, melhores duplistas brasileiros no ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), foram homenageados pelo prefeito Marcio Lacerda, na sede

pelo número de praticantes, mas pela expressão de atletas como o Bruno e o Marcelo. Quero parabenizá-los pelas conquistas e espero que eles possam ser exemplo para outros jovens”, disse Marcio Lacerda. A iniciativa da homenagem aos tenistas partiu da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Também estiveram presentes o secretário municipal de Esporte e Lazer, Bruno Miranda, o adjunto da mesma pasta, Fernando Blaser, e o secretário extraordinário para a Copa do Mundo, Camillo Fraga.

Voluntariado Os tenistas também foram convidados para ser padrinhos do programa Brasil Voluntário, que será desenvolvido pelo Ministério do Esporte em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte durante a Copa do Mundo. O início das inscrições está previsto para janeiro. Os voluntários vão atuar nos arredores do Mineirão, no Aeroporto de Confins e na fan fest, além de pontos turísticos da cidade, como Savassi, Lagoa da Pampulha e região central. Para Bruno Soares, o voluntariado será fundamental no Mundial. “Chegar na cidade e ser bem recebido faz toda a diferença. A primeira impressão é muito importante. É muito legal poder abraçar essa ideia, em um momento tão importante para a cidade”, disse. Marcelo Melo acredita que, como padrinho do programa, poderá contribuir para a promoção da cidade e estimular o envolvimento da população. “Sempre ressaltamos o nome de BH no Brasil e no exterior. Poderemos mostrar que temos esse lado voluntário. Vamos receber os visitantes de braços abertos e mostrar ao mundo a hospitalidade dos mineiros.”

Vídeo ajuda na prevenção contra a dengue na região Norte

Regional Norte comemora 10 anos do Programa Bolsa Família

dom 4462.indd 35

gramas e cursos profissionalizantes oferecidos por meio do Bolsa Família. Nosso objetivo é que essas famílias saiam da situação de vulnerabilidade social e passem a ter autonomia” afirmou Ana Paula. Maria José Valadares dos Reis, que utilizou os benefícios do Programa durante alguns anos, hoje comemora a superação da vul-

nerabilidade social. “Sabendo usar os benefícios oferecidos pelo programa, eu consegui sair da situação de dificuldade em que vivia antes. Hoje, trabalho com serviços gerais, tenho filhos estudando e filhos formados, graças aos benefícios proporcionados pelo Bolsa Família. Voluntariamente, pedi a exclusão do programa” disse Maria José.

Bolsa Família

O programa Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. Tem como foco de atuação os 16 milhões de brasileiros com renda familiar per capita inferior a R$ 140 (cento e quarenta reais) mensais e está baseada na garantia de renda, inclusão produtiva e no acesso aos serviços públicos. Para ter acesso aos benefícios do programa, o cidadão precisa se inscrever no cadastro único (CAD único). Na Regional Norte, mais de 11 mil famílias são atendidas pelos diversos benefícios do programa. Em Belo Horizonte são mais de 70 mil famílias. Gercom Norte

A Secretaria Municipal Regional Norte, por meio da Gerência Regional de Transferência de Renda e Geração de Trabalho, realizou, no dia 16, o encontro ‘10 anos do Programa Bolsa Família – Avanços e Perspectivas’. Durante o encontro, cerca de 100 beneficiários do programa assistiram ao esquete ‘Cras e Família’, do grupo de mobilização da Secretaria Municipal de Assistência Social, e ao documentário institucional sobre o programa. Depois das exibições, houve um debate sobre os avanços verificados, como a oferta de cursos profissionalizantes pelo Senai, Senac e Senat, tarifa social de água, luz e telefonia, Minha Casa Minha Vida e descontos na previdência social. Na ocasião, o secretário regional Norte, Elson Alípio Júnior, falou sobre a evolução do programa ao longo desses 10 anos “Ainda temos desafios enormes na distribuição de renda no país. Avançamos, mas ainda temos um longo caminho a percorrer na superação da vulnerabilidade. É necessário reconhecer que os desafios são bem menores do que há 10 anos”, disse. De acordo com a gerente de Transferência de Renda e Geração de Trabalho, Ana Paula Nascimento, a Regional Norte possui o maior número de beneficiários do Programa Bolsa Família em Belo Horizonte. “Eventos como este potencializam e proporcionam conhecimentos necessários aos beneficiários. É uma oportunidade ímpar para apresentar os pro-

Gercom Norte

Tenistas homenageados pela PBH serão padrinhos do programa Brasil Voluntário

No início do mês, estagiárias do curso de enfermagem da UFMG apresentaram, no Centro de Saúde São Tomás, na região Norte da capital, o vídeo, produzido por elas, intitulado ‘Você e a Zoonoses juntos no combate à dengue’. Após identificarem, por meio de pesquisa, que a dengue é um dos principais problemas enfrentados no Centro de Saúde São Tomás, as estagiárias de enfermagem tiveram a ideia de fazer um vídeo educativo, visando à conscientização da população no combate e prevenção à dengue. Idealizado e produzido pelas estagiárias Alice Silvia, Natasha Ribas, Sarah Sabino, Silvia Nilce, Thais Lauar e Thiara Carolina, o vídeo aborda as ações dos Agentes de Controle Endêmico (ACEs), prevenção, sinais, sintomas e o tratamento para os casos de dengue. De acordo com a estagiária Thaís Lauar, o material contribui para as campanhas contra a dengue. “Os agentes de combate a endemias aderiram ao projeto e a proposta é divulgar em diversos locais da Regional Norte, como centros de saúde e escolas. Nosso objetivo é conscientizar a população, para reduzir os casos de dengue na cidade”, disse.. Segundo a gerente do Centro de Saúde São Tomás, Silvana Guimarães, o vídeo traz uma nova forma de abordar o tema. “É uma maneira diferente de sensibilizar o usuário. É necessário conscientizar a comunidade de que cada um tem que fazer sua parte para ajudar a diminuir os casos de dengue na região. É um trabalho diário de combate ao mosquito e de conscientização nas comunidades” disse a gerente.

Regional Norte realizou debate sobre os benefícios do programa Bolsa Família

20/12/2013 18:20:33


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

Vigilância Sanitária da Regional Nordeste intensifica fiscalização em estabelecimentos comerciais Com o objetivo de retirar do mercado produtos clandestinos, mal acondicionados, deterio-

rados, vencidos ou em condições que trazem risco à saúde do consumidor, e também de inspecionar

as condições sanitárias dos estabelecimentos que vendem alimentos, a Vigilância Sanitária Nordeste intensificou as ações de fiscalização neste fim de ano. O trabalho está sendo realizado diariamente. Denominada “Operação Na­ tal” a ação começou em novembro, época em que os comerciantes se abastecem para atender a demanda crescente das festas de fim de ano, muitas vezes sem as condições adequadas de estocagem e controle para garantir a qualidade dos produtos. Estão sendo inspecionados os 12 supermercados de grandes redes instalados na região Nordeste. Balanço parcial das vistorias realizadas até o momento contabilizou mais de três toneladas de alimentos impróprios para consumo apreendidas em dez estabelecimentos da região. Duas interdições foram executadas.

Prefeitura premia os vencedores da primeira edição do Prêmio Inovar BH Em solenidade no Museu Histórico Abílio Barreto (av. Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim) a Prefeitura premiou, no último dia 17, os vencedores da primeira edição do Prêmio Inovar BH. Destinado aos servidores e estagiários da Prefeitura, o concurso, coordenado pela Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos (Smarh), teve como objetivo atrair projetos que propusessem práticas inovadoras e contribuíssem para a melhoria dos serviços públicos municipais, valorizando as boas iniciativas dos agentes públicos. A primeira edição do Prêmio Inovar BH teve 101 projetos inscritos. Foram apresentados projetos nas áreas temáticas de Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas, Gestão e Desenvolvimento de Pessoas e Modernização Administrativa. Na categoria Servidor foram 96 trabalhos, sendo 42 na modalidade “Ideias Inovadoras Implementáveis” e 54 na modalidade “Experiências e Iniciativas de Sucesso”. Na categoria Estagiário, cinco projetos foram inscritos. Foram nove os premiados. A análise das propostas ficou a cargo de uma comissão julgadora, formada pelo secretário municipal adjunto de Planejamento e Gestão, Thiago Coelho Toscano, representando a Secretaria Municipal de Governo, Maria de Fátima Abreu, a presidente da comissão e representante da Escola Virtual de Governo da Smarh, Sônia Assunção de Almeida Andrade, além da representante da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, Clarice de Oliveira Borges Ferreira. Também integraram a comissão Carla Silvana Alves, da Fundação Municipal de Cultura, e João Batista Gimenez Gomes, da Ge-

dom 4462.indd 36

rência Regional e Gestão de Pessoas e Responsabilidade Socioambiental do Banco do Brasil em Minas Gerais. Criatividade e originalidade, relevância, benefícios para a gestão, além de implementação técnica e financeira, constituíram alguns dos critérios utilizados para definir os premiados. Durante a solenidade, a secretária municipal adjunta de Recursos Humanos, Tammy Claret Monteiro, parabenizou os participantes do concurso e toda a equipe envolvida na realização do Prêmio. “O Inovar BH é um movimento importante na gestão de pessoas que deve ser também a gestão de ideias que proporciona troca de saberes e provoca mudanças e melhorias para o dia a dia dos serviços municipais”, disse. O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Informação, Leonardo Paolucci, também parabenizou os 101 projetos inscritos e ressaltou as mudanças econômicas pelas quais passam o país e o desafio para a capital mineira de ser sede da Copa do Mundo e uma das coanfitriãs das Olimpíadas do Rio de janeiro em 2016. “A PBH tem a tarefa de mostrar para o resto do mundo a capacidade de articulação e envolvimento necessários para receber eventos desse porte. O Prêmio Inovar é uma ferramenta fundamental nesse processo, pois é uma alternativa de participação do servidor em que o grande desafio é fazer mais com os recursos que já existem. É a criatividade do servidor a serviço do cidadão e da cidade”, afirmou. O primeiro lugar do Prêmio na categoria Ideias Inovadoras Implementáveis foi do assistente administrativo da Smarh, Lucas Soa-

res, com o projeto “Transporte fácil - Um aplicativo para auxiliar o deficiente visual na utilização do transporte público”. Segundo Lucas foi gratificante participar do Prêmio Inovar BH e estar entre os finalistas. “Acredito que os proje-

Sábado, 21 de dezembro de 2013 Fotos: Gercom Nordeste

36

Poder Executivo

Vigilância Sanitária já tirou de circulação mais de três toneladas de alimentos impróprios para o consumo

tos apresentados foram de grande valia para a gestão e também um grande aprendizado para todos os inscritos”, disse. Na categoria Experiências e Iniciativas de Sucesso, os vencedores foram os engenheiros civis da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Maurício Cangussú Magalhães e Pedro Henrique Machado, com o projeto “Sistema de Gerenciamento de Pavimentos”. Segundo Maurício, o projeto está em funcionamento

desde fevereiro, com o objetivo de proporcionar um sistema de gestão da malha viária municipal de forma a otimizar recursos nas regiões mais carentes da capital. “Por meio dele é possível racionalizar e investir em locais onde se tem mais necessidade”, disse. Para Pedro Henrique, o Prêmio Inovar BH mostrou que os servidores têm boas propostas, que contribuem para a aplicação eficaz dos recursos públicos proporcionando melhorias para a cidade.

Confira a relação completa dos premiados:

20/12/2013 18:20:42

DOM - 21/12/2013  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you