Page 1

BELO HORIZONTE •

R$ 0,85

dom 4368.indd 1

Tiragem: 2.500 • 7/8/2013

BH amplia inclusão digital

Programa Praça Digital expande em todas as regiões da cidade a quantidade de pontos gratuitos para a população navegar na rede

com mais pontos de acesso à internet

COMO ACESSAR OS PONTOS DE ACESSO LIVRE À INTERNET EM BH

Prodabel

• É possível fazer o uso dos hotspots, os pontos de acesso livre à internet, utilizando notebook, tablet ou celular, todos com placa de rede sem fio ou WiFi. • Os usuários podem acessar a internet gratuitamente, podendo navegar por tempo indeterminado no site da Prefeitura de Belo Horizonte (www.pbh.gov.br) e por tempo limitado a três horas diárias em outras páginas. • Para acessar a internet em um hotspot, o usuário deve acessar a rede BH Digital e preencher um cadastro, que pode ser feito por meio de um procedimento muito simples e rápido. • Ao acessar o hotspot, o cadastro é exibido automaticamente na tela. Para o cadastro é preciso informar nome, data de nascimento, e-mail, endereço, telefone e o número do CPF. Para os estrangeiros, vale o número do passaporte. • Os hotspots estão ativos em sete praças, quatro parques, 17 espaços públicos e 23 vilas e aglomerados da capital.

Instalação de hotspot irá atrair as pessoas para as àreas verdes de BH Breno Pataro

O passeio pelas praças da capital mineira terá mais um atrativo a partir deste mês com a expansão das instalações de hotspot em várias praças espalhadas pelas nove regiões de Belo Horizonte. A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Prodabel, lança, ainda em agosto, o programa Praça Digital, o que vai aumentar a quantidade de pontos de acesso gratuito à internet na cidade. Atualmente, os hotspots já estão ativos em sete praças, quatro parques, 17 espaços públicos e 23 vilas e favelas da capital. Por meio do programa, a primeira praça ainda não considerada como ponto turístico e que irá receber o hotspot será a Praça da Saúde, na avenida Silva Lobo, na região Oeste. No local, monitores mostrarão como é simples usufruir do benefício. As indicações para as instalações são feitas pelas regionais e, posteriormente, a Diretoria de Rede da Prodabel estuda a viabilidade técnica para colocar o ponto de acesso à internet. A previsão é que até 2016, 63 praças sejam contempladas. Segundo o diretor de rede da Prodabel, Francisco Mansilha, a instalação de hotspot nas praças irá atrair as pessoas para as áreas verdes da capital, além de proporcionar a inclusão de todas as camadas sociais. “A Prefeitura de Belo Horizonte tem investido na qualidade de vida dos cidadãos. Além dos equipamentos de ginástica e brinquedos para as crianças, as praças irão contar com a facilidade que é a internet gratuita em um local público. A ação facilita o dia a dia das pessoas que estão na rua e precisam mandar e-mails, fazer pesquisas, interagir com pessoas ou, até mesmo, conhecer um pouco mais os serviços prestados pela administração municipal por meio do site da Prefeitura”, disse. A qualidade do serviço também é um prioridade do novo programa. A Prodabel monitora os 51 hotspots já instalados na capital constantemente e possui uma equipe apta para fazer a manutenção e resolver qualquer problema dos novos pontos. Com um notebook ou computador de mão com placa de rede sem fio ou um celular com wi-fi, o cidadão precisa somente preencher um cadastro exibido automaticamente e informar o nome do usuário e a senha. A população pode navegar no site da Prefeitura (www.pbh.gov.br) por tempo ilimitado e em outros sites por três horas diariamente. O estudante Pedro Nascimento acredita que mais pontos espalhados pela capital vão melhorar a vida dos cidadãos. “Com o acesso à internet nas praças vou conseguir consultar os itinerários dos ônibus e passear tranquilo, sem medo de chegar atrasado em algum compromisso. Além disso, posso verificar também como está o fluxo do trânsito a qualquer momento. A iniciativa da Prodabel é excelente”, destacou.

Diário Oficial do Município - DOM

Prodabel

Ano XIX • N. 4.368

Sete praças da capital já possuem o acesso livre à internet

Onde acessar

Parques e Praças • Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 7.111, Pampulha) • Parque das Mangabeiras (avenida José do Patrocínio Pontes, 580, Mangabeiras) • Parque Municipal (avenida Afonso Pena, 1.377, Centro) • Parque Serra do Curral (avenida José do Patrocínio Pontes, 1.951, Mangabeiras) • Praça da Assembleia (avenida Olegário Maciel, 2.050, Santo Agostinho) • Praça da Estação (avenida dos Andradas, 367, Centro) • Praça Floriano Peixoto, no bairro Santa Efigênia • Praça da Liberdade, no bairro Funcionários • Praça do Papa, no bairro Mangabeiras • Praça Sete, no Centro • Praça Raul Soares, no Centro

Acesso Público • Arquivo Público (rua Itambé, 227, Floresta) • BH Desemprego (rua Gonçalves Dias, 1.922, Lourdes) • BH Resolve (avenida Santos Dumont, 363, Centro) • BHTrans (avenida Engenheiro Carlos Gourlart, 900, Buritis) • Casa do Baile (avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha) • Centro de Apoio Comunitário Alto Vera Cruz (rua Padre Júlio Maria, 1.550, Alto Vera Cruz) • Centro de Cultura de Belo Horizonte (rua da Bahia, 1.149, Centro) • Centro de Referência Audiovisual (rua Álvares Cabral, 560, Centro) • Centro de Recondicionamento de Computadores (rua José Clemente Pereira, 440, Ipiranga) • Defesa Civil Municipal (rua dos Goitacazes, 1.752, Centro) • Expominas (avenida Amazonas, 6.030, Gameleira) • Fundação Municipal de Cultura (rua Sapucaí, 571, Floresta) • Guarda Municipal BH (avenida dos Andradas, 881, Santa Efigênia) • Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha) • Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro) • Rodoviária (Praça Rio Branco, 100, Centro) • Zoológico (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Bandeirantes)   Vilas e aglomerados • Jardim Leblon • Jardim Guanabara • Mariano de Abreu • Morro do Papagaio • Pedreira Prado Lopes • Vila Antena • Vila Aparecida • Vila Cabana • Vila Cemig • Vila Conceição • Vila Fazendinha

• Vila Fátima • Vila Havai • Vila Ipiranga • Vila Jaqueline • Vila Mantiqueira • Vila Marçola • Vila Novo São Lucas • Vila Ouro Preto • Vila Pompéia • Vila Santana Cafezal • Vila Taquaril • Vila Vera Cruz

6/8/2013 20:06:18


BELO HORIZONTE 2

Diário Oficial do Município

Dia do Patrimônio Histórico

Poder Executivo Quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Livro reúne composições que retratam o meio escolar e incentivam a leitura A Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (BPIJBH) promove hoje, às 17, o lançamento do livro “Ler e Cantar”, da professora Morgana Brandão, que reúne letras de músicas autorais, compostas durante 2012 a partir de sua experiência pedagógica na oficina Canto Reprodução

Fotos: Isabel Baldoni

é celebrado com exposição na rodoviária

Coral. O evento é gratuito e acontece na própria BPIJBH, que fica na rua Carangola, 288, no bairro Santo Antônio, antigo prédio da Fafich. A oficina Canto Coral, iniciativa do programa Escola Integral, visa desenvolver habilidades que geralmente não são abordadas no ambiente

de sala de aula. Com o decorrer da oficina, a professora percebeu que podia incentivar a leitura e a escrita de seus alunos a partir da música. Assim, durante o ano de 2012 as atividades serviram como fonte de inspiração para as composições da autora que, na oficina Canto Coral, tocava as músicas com seus próprios alunos. As letras possuem temáticas que fazem parte do cotidiano escolar, abordando temas comemorativos e didáticos, com uma linguagem prática e objetiva, de modo a conscientizar os ouvintes sobre problemas que afligem a sociedade, como a poluição dos rios e a preservação da água. Cada canção possui sua partitura e dois CDs acompanham o livro, com todas as músicas do livro gravadas pela própria autora.

A autora Até o dia 30 deste mês, a galeria de arte da rodoviária recebe a exposição fotográfica “Patrimônio: História e Arte”, promovida pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), com fotografias de Paulo Miranda. A mostra tem o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Regional Centro-Sul, e integra a programação do Iepha nas comemorações do Dia Nacional do Patrimônio Histórico. A visitação acontece das 8h às 20h.

De acordo com o artista Paulo Miranda, a exposição pretende chamar a atenção para o contraste entre a imponência dos edifícios tombados e a delicadeza de detalhes desses bens patrimoniais e culturais que compõem a paisagem de Belo Horizonte. Além de fotógrafo, Paulo Miranda é professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), doutor em Saúde Pública pela Universidade Autônoma de Barcelona e já foi premiado no Concurso Fotográfico da OAP/UFMG, em 2010.

Canções possuem partitura e dois CDs acompanham o livro

Pedagoga formada pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), com pós-graduação em Processos de Ensino e Aprendizagem, Morgana Brandão é professora comunitária e coordenadora dos programas Escola Integrada, Escola Aberta e Escola nas Férias na Escola Municipal Senador Levindo Coelho (bairro Serra) desde a implantação desses projetos. Atuou também na direção e na coordenação pedagógica. Esse é seu primeiro livro, resultado do desejo de estimular a leitura e a aprendizagem das crianças de uma forma prazerosa.

PUC Minas oferece cursos gratuitos de aperfeiçoamento Confira os detalhes dos cursos: Informática Básica Número de alunos por curso: 20 Horários: Turma 1: 8h às 10h/ Turma 2: 10h às 12h/ Turma 3: 13h30 às 15h30/ Turma 4: 15h30 às 17h30/ Turma 5: 17h30 às 19h30/ Turma 6: 19h30 às 21h30 Local: Sala 210, no prédio I, de segunda a quinta

Fotografias de Paulo Miranda chamam atenção para bens culturais da cidade

Estão abertas até sexta-feira, dia 9, as inscrições para os cursos gratuitos de Aperfeiçoamento em Informática Básica, Manutenção de Micro, Inglês Básico, Inglês Intermediário e Jogos Digitais, oferecidos pela Pastoral PUC Minas da Unidade São Gabriel, através do projeto Beira Linha. Os cursos acontecem na unidade São Gabriel (rua Walter Ianni, 255), na região Nordeste de Belo Horizonte. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na Pastoral, que fica no prédio H.

dom 4368.indd 2

Manutenção de Micro Número de alunos por turma: 12 Horário: 17h30 às 19h30 Local: Sala Empresa Júnior, prédio E, de segunda a quinta Inglês Básico Número de alunos por turma: 15 Horários: Turma 1: 14h às 16h/ Turma 2: 16h às 18h Local: Sala 205, no Prédio I, segunda, quarta e quinta Inglês Intermediário Número de alunos por curso: 15 Horários: Turma 1 – 13h30 às 15h30/ Turma 2 – 15h30 às 17h30/  Local: Sala 209, no prédio, segunda e quarta Jogos Digitais Número de alunos por turma: 15 Horários: Turma 1: 13h às 15h/ Turma 2: 15h às 17h Local: Laboratório 4, prédio J, de terça a quinta

6/8/2013 20:06:21


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 7 de agosto de 2013 foi promover a interação entre os estudantes e o conhecimento sobre o evento oficial, além de estimular a criatividade dos alunos, o respeito às regras do esporte e ao próximo e incentivar a pesquisa e a leitura de dados sobre os países participantes. Para que as turmas pudessem participar, foram definidos critérios disciplinares. A turma que apresentasse problemas disciplinares durante o projeto ou conduta antidesportiva (violência física ou verbal) na quadra ou fora dela era desclassificada imediatamente. Durante o torneio foram feitos em sala de aula trabalhos

Fotos: Aldria Melo

Tendo como exemplo a Copa das Confederações, realizada em junho, a Escola Municipal Acadêmico Vivaldi Moreira (rua Agenor de Paula Estrela, 380, bairro Jaqueline) promoveu em julho seu 1º Torneio da Copa das Confederações. A competição de futebol reuniu alunos do 3º ciclo do ensino fundamental. Cada sala representou um dos países que participaram da competição oficial: Brasil, Espanha, Uruguai, Taiti, Nigéria, Japão, Itália e México. De acordo com Renata Fraga, professora de Educação Física e idealizadora do projeto, o objetivo

3

Escola da região Norte promove sua Copa das Confederações nos quais foram apresentados dados sobre a Copa das Confederações, as cidades-sede e os países participantes, entre outras informações. Os melhores trabalhos fizeram parte de um mural que ficou exposto na escola durante todo o torneio. Após os estudos teóricos e a apresentação dos trabalhos os jogos começaram, com direito a desfile de abertura e execução do hino nacional brasileiro.

Para João Vitor dos Santos Rodrigues, 12 anos, a ampliação do conhecimento foi um diferencial. “Passei a conhecer mais sobre os países. Com os trabalhos, soube mais sobre a cultura de cada um deles”, disse. “Achei muito bom o fato de as meninas também poderem jogar”, comentou Stefane da Silva, a Teca, de 16 anos, uma das meninas que disputaram o campeonato. Para Jus-

sara Guerra, professora de Inglês, o projeto foi muito bom, especialmente pelo fato de promover uma interação entre todas as turmas. “Os alunos aprenderam a trabalhar em grupo, a ter mais solidariedade e a torcer com sabedoria” ressaltou.

Organização Os professores foram responsáveis pela organização da torcida, que também foi premiada com medalhas, de acordo com critérios como animação, visual, adereços, gritos de guerra, criatividade e respeito ao adversário e ao juiz. Na comemoração, a torcida do México foi a grande vencedora. Já o título de campeão ficou com os alunos que representavam o Japão, após vitória nos pênaltis contra o Taiti.

Conferência Municipal de Assistência Social debate questões voltadas à melhoria do atendimento à população mais vulnerável A 10ª Conferência Municipal de Assistência Social, realizada no final de julho, na Escola Municipal Marconi, no bairro Santo Agostinho, definiu 18 deliberações sobre os avanços e os desafios do setor em Belo Horizonte. O evento teve como tema central “A Gestão e o Financiamento na Efetivação do Suas”. De acordo com a presidente do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), Luziele Tapajós, o tema foi pensado em 2011, ao final da na 8ª Conferência Nacional, e teve o objetivo de acompanhar

a evolução do Sistema Único de Assistência Social (Suas). “Hoje o Suas está em todo o território brasileiro e nada melhor que avaliar a gestão e o financiamento para avançarmos”, comentou. Para o secretário municipal adjunto de Assistência Social, Marcelo Mourão, a conferência legitima e direciona a política pública na medida em que reflete a participação do usuário nas deliberações. “Durante o evento podemos mensurar nossos desafios e buscar alternativas

para qualificar e ampliar o trabalho frente às necessidades da população em vulnerabilidade”, disse. Segundo Marcelo, desde a última conferência aconteceu aumento expressivo dos acolhimentos institucionais, o que possibilitou a qualificação desses espaços. O secretário reforçou também o papel metropolitano da capital, o que faz com que Belo Horizonte absorva também demandas de outros municípios. “Precisamos pensar alternativas e compartilhar soluções para enfrentar violações de

SMAAS

Torneio promoveu interação entre alunos e agregou conhecimento

Propostas vão ser levadas para as conferências estadual e nacional

direitos como a exploração do trabalho infantil. Esperamos aumentar consideravelmente o alcance dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras)”, comentou. As propostas e deliberações

definidas pela Conferência Municipal serão levadas para as conferências Estadual e Nacional de Assistência Social, esta prevista para acontecer em Brasília, entre 16 a 19 de dezembro de 2013.

O Parque Juscelino Kubitschek, localizado no bairro Sion, foi palco no último final de semana de julho do Arraial da Regional Centro-Sul. A tradicional festa fez parte da programação do Arraial de Belô e reuniu cerca de 2 mil pessoas durante sua realização. Muitas famílias estiveram presentes e se sentiram em um ambiente acolhedor e animado. Durante o Arraial da Regional Centro-Sul o público se deliciou com as comidas típicas oferecidas em barraquinhas. A música ficou por conta da dupla Tony & William e Banda, que apresentou canções de diversos ritmos. Idosos, adultos e crianças foram embaladas pelo ritmo caipira e não viam a hora de ver as quadrilhas. A hora mais esperada da festa reuniu as

dom 4368.indd 3

Gercom Centro-Sul

Arraial da Regional Centro-Sul reúne famílias no Parque JK

Cerca de 2 mil pessoas participaram do evento

famílias de forma aconchegante. Uma grande roda foi aberta e as crianças se acomodaram até no chão para ver a dança começar. A quadrilha Jiló com Mel foi a primeira a se apresentar, com passos milimetricamente ensaiados, o que conquistou o público. Uma das dançarinas, Raphaela Moraes, contou que ficou satisfeita em poder fazer parte do evento e ver que o público gostou da apresentação. “As pessoas vieram nos parabenizar após a dança. Essa é a melhor parte, ver que todos gostaram do que preparamos e que contribuímos para a festa”, disse. Campeã de 2013 do Arraial de Belô, a Quadrilha do Pé Rachado mostrou aos participantes seus passos

e alegrou ainda mais a festa. O grupo levou para o Arraial da Regional Centro-Sul uma dança com o tema “A origem da quadrilha”, mostrando a época em que nobres vieram do passado para arrastar o pé. A equipe da Gerência de Promoção de Eventos Esportivos, de Recreação, Lazer e Feiras da Regional Centro-Sul, formada por Alexandre Paiva, Nyna Costa, Thais Marques e Andreia Coelho comemoraram o sucesso do evento. Para o gerente de eventos Júlio Nunes Rabello, a festa alcançou seu objetivo e reuniu as famílias da região para festejar. “A população comemorou o arraial com segurança e animação. Trabalhamos muito por isso”, contou.

6/8/2013 20:06:23


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

42

Quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Julho de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

fev/13

396,80

-0,20

2,18

Últimos 12 Meses 5,39

398,73

-0,40

1,60

Últimos 12 Meses 5,24

mar/13

398,78

0,50

2,69

5,60

401,12

0,60

2,21

5,36

abr/13

400,74

0,49

3,19

5,75

403,29

0,54

2,76

5,35

mai/13

401,90

0,29

3,49

5,71

404,42

0,28

3,05

5,09

jun/13

402,94

0,26

3,76

5,87

405,11

0,17

3,23

4,99

jul/13

403,18

0,06

3,82

5,75

403,49

-0,40

2,81

4,38

No mês

No ano

Taxas médias praticadas(1)

Setores

No mês

No ano

Menor

Maior

Diferença (%)

2,42

7,50

209,92

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos Prefixada (montadoras)

0,89

1,84

106,74

Prefixada (multimarcas)

1,44

2,41

67,36

Prefixada (montadoras)

1,16

2,30

98,28

Prefixada (multimarcas)

1,34

2,35

75,37

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

3,98

9,87

147,99

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

5,70

17,93

214,56

Imóveis Construídos

0,02

2,16

10.700,00

Imóveis na Planta

0,08

1,82

2.175,00

0,75

3,40

353,33

CDC - Financeiro (8)

3,05

4,65

52,46

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,25

2,10

68,00

1,88

7,08

276,60

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

Salário Mínimo

IPCA(1) fev/13

Variação (%)

396,80

1046,46

No mês

Cesta Básica(2) 550,38

No ano

Salário Mínimo

IPCA -0,20

Cesta Básica

0,00

IPCA

1,05

2,18

Salário Mínimo 9,00

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Últimos 12 Meses Cesta Básica

Salário Mínimo

IPCA

10,84

5,39

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

Cesta Básica

9,00

20,64

Eletroeletrônicos

mar/13

398,78

1046,46

563,60

0,50

0,00

2,40

2,69

9,00

13,51

5,60

9,00

25,42

Mobiliário

0,68

7,34

979,41

abr/13

400,74

1046,46

578,77

0,49

0,00

2,69

3,19

9,00

16,56

5,75

9,00

29,20

Financeiras Independentes

12,09

15,44

27,71

mai/13

401,90

1046,46

578,52

0,29

0,00

-0,04

3,49

9,00

16,51

5,71

9,00

25,78

Turismo

jun/13

402,94

1046,46

571,42

0,26

0,00

-1,23

3,76

9,00

15,08

5,87

9,00

23,38

Nacional

0,87

2,17

149,43

Internacional

0,85

2,13

150,59

1,41

6,90

389,36

168,09

jul/13

403,18

1046,46

537,31

0,06

0,00

-5,97

3,82

9,00

8,21

5,75

9,00

8,88

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,94

2,52

Capital de Giro (8)

1,43

2,34

63,64

Conta Garantida (8)

1,98

4,18

111,11

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,21

0,66

214,29

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,45

0,71

57,78

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Comerciais

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

No ano

jan/13

446,22

0,74

0,74

Últimos 12 Meses 8,08

fev/13

447,56

0,30

1,04

7,79

Captação CDB 30 dias (4)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

No mês

No ano

612,87

0,65

0,65

Últimos 12 Meses 11,08

617,77

0,80

1,46

10,71

mar/13

450,11

0,57

1,62

7,37

623,70

0,96

2,43

10,87

abr/13

452,00

0,42

2,04

7,42

627,57

0,62

3,08

11,08

mai/13

454,72

0,60

2,66

6,78

631,39

0,61

3,69

10,31

jun/13

457,44

0,60

3,27

7,07

635,31

0,62

4,34

10,09

Cooperativas de Crédito (aplicação)

Poupança (5) Taxa SELIC (6) (2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a es (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Cen

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Julho de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Junho de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

480,71 (14)

988,89 (9)

744,74 (19)

1286,00 (30)

Apartamento 2 Quartos

686,23 (77)

966,88 (128)

1122,19 (128)

2058,84 (172)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

830,36 (28)

976,32 (19)

1203,85 (26)

1578,13 (16)

1175,85 (53)

1324,65 (86)

1574,73 (224)

2458,54 (376)

(3)

(1)

2100,00 (9)

2943,75 (8)

2270,00 (5)

2068,00 (5)

2585,38 (39)

4590,72 (194)

429,29 (14)

588,13 (16)

690,00 (5)

-

567,78 (18)

676,67 (6)

(3)

-

571,67 (6)

637,50 (4)

(3)

-

774,32 (37)

896,15 (26)

1204,29 (7)

-

971,15 (26)

1220,00 (5)

1587,50 (4)

-

1306,25 (24)

1757,69 (13)

2864,29 (7)

6300,00 (12)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto

Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,37

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,35

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,68

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,50

50,00

1,27

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,50

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,04

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,40

16,67

1,29

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,18

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,17

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

1,81

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,15

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,03

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,04

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,54

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,17

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,86

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,52

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,50

por evento

9,50

32,00

236,84

12,77

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,00

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos Casa 4 Quartos e 2 Banhos

(3)

(1)

4216,67 (6)

4960,00 (5)

CARTÃO DE CRÉDITO (3)

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,52

3275,00 (4)

6237,50 (8)

4655,88 (17)

8256,25 (48)

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

Anuidade - cartão básico nacional

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

9,75

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

18,00

20,00

15,63

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

73,33

por evento

7,90

30,00

279,75

15,27

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

mar/13

127,44

182,14

117,42

-0,22

-3,41

abr/13

127,26

186,24

114,73

-0,14

2,25

IEE

Açúcar cristal

3,00 kg

3,99

-0,02

Arroz

3,00 kg

7,19

-0,01

Banana caturra

12,00 kg

25,68

0,46

Batata inglesa

6,00 kg

23,00

-0,79

Produto

No ano IEF -3,49

ICCBH

IEE

Últimos 12 Meses IEF -8,41

ICCBH -6,24

IEE -4,44

IEF

-7,98

-7,25

-7,22

8,44

-8,19

-10,41

-0,68

-7,00

-8,45

0,14

Café moído

0,60 kg

7,73

-0,03

-2,30

-8,32

-8,40

-2,96

-4,50

-3,15

0,29

Chã de dentro

6,00 kg

103,58

-0,77

Farinha de trigo

1,50 kg

3,81

-0,02

Feijão carioquinha

4,50 kg

27,94

-0,72

7,50 lt

17,30

0,10

750,00 gr

16,42

0,12

Óleo de soja

1,00 un

2,84

-0,02

Pão francês

6,00 kg

47,85

0,01

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

23,91

-4,27

mai/13

126,66

178,20

118,29

-0,47

-4,32

3,10

-8,75

-12,35

0,05

-4,52

-6,82

3,81

jun/13

119,83

171,07

110,48

-5,39

-4,00

-6,60

-13,67

-15,86

-6,55

-11,90

-15,26

-3,90

Leite pasteurizado

jul/13

120,17

166,15

113,94

0,28

-2,88

3,13

-13,43

-18,28

-3,62

-11,12

-16,86

-0,52

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos

dom 4368.indd 42

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Julho de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

Barracões Barracão 2 Quartos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Apartamentos

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

6/8/2013 20:06:25


Poder Executivo Quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Diário Oficial do Município

43

Programa Escola nas Férias atrai mais de 4 mil crianças na região Leste das Águas e Mangabeiras e clubes como o Iate e o Belo Horizonte. Para Maria Oneida Alves, gerente regional pedagógica, o programa é a expressão da diversidade. “Visitei as escolas e em cada uma eu me emocionava por algum motivo. A simpatia dos monitores, a merenda atrativa e servida com zelo pelas cantinei-

Fotos: Gercom Leste

A última semana de julho foi marcada pela realização, em todas as escolas da região Leste, do programa Escola nas Férias, cujo objetivo é propiciar para mais de 4 mil crianças e adolescentes a oportunidade de participar de atividades artísticas, de lazer, esportivas e culturais. Durante a semana foram realizadas várias oficinas, narração de histórias, teatro, brinquedos como cama elástica e totó foram disponibilizados, assim como atividades variadas, casos de capoeira, circo e futebol de sabão. Além disso, algumas escolas levaram os participantes em parques como Lagoa do Nado,

BELO HORIZONTE

Muitos brinquedos ficaram à disposição da criançada durante uma semana

ras, o envolvimento das direções, as cores, os sorrisos, os cuidados com as crianças pequenas, as atividades inclusivas, a recepção calorosa dos coordenadores, adolescentes andando abraçados pelos pátios e enfim, um ambiente muito agradável”, comentou. Samira Miranda, de 13 anos, ex-aluna da Escola Municipal São Rafael, aproveitou o período de férias para rever os amigos. “A semana foi muito agradável, pois a gente se diverte muito com as atividades oferecidas”, disse. Coordenador do programa na Escola Municipal Padre Francisco Moreira Carvalho, Daniel Nery disse que a unidade atendeu diariamente cerca de 700 crianças e adolescentes de 5 a 18 anos. “As atividades são fundamentais, pois dão às crianças e adolescentes a chance de participar de atividades que talvez não tivessem oportunidade fora da escola”, pontuou. O programa Férias na Escola foi implementado em 2009 por meio da Secretaria Municipal de Educação, sob a coordenação da Gerência de Educação Integral, Direitos e Cidadania.

Futebol de salão (acima) foi uma das atrações nas escolas

Terminam hoje as eleições do Conselho Municipal de Política Urbana aconteceram as eleições do setor técnico, ontem as do setor popular e hoje é dia do setor empresarial. Criado em 1996 com a aprovação do Plano Diretor de Belo Horizonte, o Compur é uma instância de discussão e deliberação de políticas de planejamento e gestão do território da cidade. Composto por 16 membros, fazem parte do conselho oito representantes ligados à administração municipal e oito ligados à sociedade civil, sendo dois da

Membros da Associação dos Povos Indígenas de BH visitam Regional Noroeste A Regional Noroeste recebeu no final de julho a visita de membros da Associação dos Povos Indígenas de Belo Horizonte e Região Metropolitana (APIBHRM), representados por Marinalva (Angotôô Aktivé) Maria de Jesus, da etnia Pataxós Hã-hã-hães e Ronei (Krenak) Gonçalves de Araujo, da etnia Krenak. A reunião com a secretária regional adjunta, Claudia Márcia de Lima, e com os conselheiros municipais da Igualdade Racial, Ildéia Otoni e Rodrigo Araújo, aconteceu na sede da regional, no

dom 4368.indd 43

bairro Carlos Prates. Os representantes da associação, formada por indígenas de diversas etnias e que vivem fora das aldeias, pediram apoio à campanha de solidariedade por uma comunidade de índios desaldeados em conjunto com aldeias indígenas e expuseram demandas nas áreas de Saúde, Educação e Políticas Sociais. A campanha da APIBHRM visa arrecadar alimentos, roupas, calçados, material escolar, brinquedos, materiais de higiene e de primeiros socorros, entre outros

Câmara Municipal, dois do setor técnico, dois do setor empresarial e dois do setor popular. Os conselheiros discutem e decidem as políticas de planejamento e intervenção pública e privada no território. Suas decisões incidem no acompanhamento das intervenções urbanas no município, no monitoramento das normas e instrumentos contidos no Plano Diretor e Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo, casos omissos da legislação e na análise para instalação de

empreendimentos de impacto urbanístico, entre outros assuntos. Podem participar do Compur entidades ligadas às questões urbanas, da seguinte forma: entidades patronais da indústria, do comércio e de serviços ligadas ao setor imobiliário (setor empresarial), universidades, entidades de profissionais liberais e organizações não governamentais ligadas à questão urbana setor técnico) e organizações comunitárias e de moradores e entidades de movimentos reivindicativos setoriais

específicos vinculados à questão urbana, todas legalmente constituídas (setor popular).

itens. Os materiais são destinados os indígenas que se encontram em trânsito, em processo de adaptação na vida das cidades e se estenderá a comunidades locais e a aldeias mais carentes. De acordo com a presidente da entidade, Marinalva (Angotôô Aktivé), é importante que toda a sociedade se mobilize nesta campanha. “Grande parte dos povos indígenas passam por situações difíceis e o número de índios desaldeados cresce cada vez mais”, disse. Os principais objetivos da campanha são angariar e organizar a distribuição de donativos, fortalecer e apoiar indígenas de Belo Horizonte e da Região Metropolitana com parcerias com indígenas aldeados, promover a informação e formação cultural, pesquisar e

publicar temas sobre a temática indígena e mobilizar a população em ações coletivas de auxílio e apoio às comunidades que buscam

as grandes cidades para trabalhos como a venda de artesanatos como forma de sobrevivência e divulgação da cultura indígena.

Inscrições As inscrições para as eleições foram feitas na Gerência Executiva do Compur, situada na avenida Álvares Cabral, 200, Centro, até sexta, dia 2. Ao todo, foram 74 entidades inscritas, sendo 17 do setor técnico, 32 do empresarial e 25 do popular.

Gercom Noroeste

O Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) iniciou na segunda-feira, dia 5, as eleições dos representantes dos setores técnico, empresarial e popular para o biênio 2013/2015. As assembleias setoriais para eleição de seis entidades que representarão suas respectivas categorias acontecem até hoje, no auditório da Secretaria Municipal de Políticas Sociais (rua Espírito Santo, 505, 18º andar, Centro), das 18h30 às 20h30. Na segunda

Entidade pretende arrecadar, por meio de uma campanha, alimentos e materiais de primeiros socorros para os índios

6/8/2013 20:06:28


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

44

Fotos:Divulgação

Poder Executivo Quarta-feira, 7 de agosto de 2013 O Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha) será palco hoje, às 14h, da abertura da 27ª edição do curso de extensão em educação ambiental BH Itinerante. Promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), tem Belo Horizonte como espaço de ensino e aprendizagem, é semestral e tem aproximadamente 110 horas/ aula. A abertura contará com as participações dos jovens do grupo Miguilim, contadores de histórias do Museu Casa Guimarães Rosa de Cordisburgo, e do frei Francisco van der Poel, frei Chico, que vão cantar em prosa e verso as belezas e a importância do sertão. O BH Itinerante é um curso de extensão em educação ambiental semestral, teórico e prático, com atividades internas e externas, sobre temas socioambientais. Utiliza-se da cidade de Belo Horizonte e de suas reservas naturais como espaço de aprendizado. É voltado para jovens e adultos, com o objetivo de formar multiplicadores

27ª edição do BH Itinerante será aberta com atrações culturais

Exposição no Centro Cultural Padre Eustáquio retrata olhar poético sobre os centros urbanos

Termina hoje o prazo para as inscrições antecipadas, pela internet, da etapa de Belo Horizonte da 5ª Conferência Nacional das Cidades. Programada para acontecer na sexta e no sábado, dias 9 e 10, na Secretaria Municipal de Educação (rua Carangola, 288, bairro Santo Antônio) e com o tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!”, a conferência visa

dom 4368.indd 44

dor, Lisboa, Porto, Madri, Barcelona, Paris, Roma, Atenas, Budapeste, Berlim, Viena, Londres e Amsterdã. O intuito do projeto é mostrar as imagens do cotidiano de diversas cidades que geralmente não são observadas devido ao olhar dis-

perso, que não capta o que o espaço urbano tem de poético, permitindo ao expectador um intervalo de fruição das imagens, observando como cada cidade tem sua dinâmica e sua especificidade e que no seu cerne tem um elemento em comum, o ser humano.

Gislaine Gonçalves

Foi aberta ontem no Centro Cultural Padre Eustáquio (rua Jacutinga, 821, bairro Padre Eustáquio) a exposição “Na Fronteira das Sombras”, dos fotógrafos Cristiano Elias de Paulo e Gislaine Gonçalves, que busca retratar e valorizar a relação entre o ser humano e o espaço urbano que o cerca, com fotografias de cidades de vários países. A exposição pode ser conferida até o dia 31 deste mês, de terça a sexta, das 8h às 17h, e aos sábados, das 9h às 12h. A entrada é gratuita. A exposição é composta por 60 fotografias, que retratam o cotidiano dos centros urbanos, de modo a “acompanhar” o caminhar dos fotógrafos por várias cidades, captando seus espaços e pessoas, ou seja, a interação do homem com o espaço que o cerca. As fotografias foram tiradas entre os anos de 2011 e 2013, em Belo Horizonte, Salva-

Cristiano Elias

Frei Chico vai se apresentar hoje no Museu de Arte da Pampulha na abertura do curso

ambientais para promover ações e práticas educativas voltadas à sensibilização da coletividade. Durante mais de quatro meses o BH Itinerante irá desenvolver diversas atividades como aulas de campo e palestras e formará grupos de debate, que dividirão seus relatos de experiências. O conteúdo programático do curso inclui Agenda 21, ambiente urbano (água, solo, ar, flora e fauna), clima, conflitos ambientais urbanos, ecologia interior, fundamentos da educação ambiental, leitura ambiental, planejamento de oficinas e travessias, políticas públicas e redes socioambientais. Em suas 26 edições anteriores o curso formou mais de 900 multiplicadores ambientais, responsáveis por difundir as práticas ambientais em todas as regiões de Belo Horizonte. Esses multiplicadores, formados ao longo dos últimos 13 anos, são capazes de difundir, dentro do seu convívio diário ou até mesmo em sua vizinhança, as boas práticas ambientais.

Os fotógrafos Cristiano Elias de Paulo é graduando em Letras e Gislaine Gonçalves em História, ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Juntos, eles participaram do 1° Concurso de Fotografia Fotodoc, do Laboratório de Fotodocumentação Sylvio de Vasconcellos, e o trabalho da dupla foi selecionado para a final em 2012. A parceria ainda tem projetos fotográficos a produzir, como uma “Pesquisa e desenvolvimento fotográfico sobre ocupação do bairro da Lagoinha”, previsto para ser finalizado esse ano, e o “Registro Fotográfico do Pelourinho”, previsto para 2014.

Inscrições antecipadas para etapa de BH da Conferência Nacional das Cidades terminam hoje garantir e incentivar a participação da sociedade nas políticas públicas de desenvolvimento urbano entre os entes federados. Depois da etapa municipal, serão definidas diretrizes que, encaminhadas à Comissão Organizadora da Etapa Estadual, farão parte também das discussões na etapa estadual. Aqueles que quiserem se inscrever por meio eletrônico terão até hoje para preencher o formulário disponibilizado no site da Prefeitura de Belo Horizonte

(www.pbh.gov.br) e no site da Secretaria Municipal Adjunta de Gestão Compartilhada (gestaocompartilhada.pbh.gov.br). Durante a inscrição o participante deverá informar o segmento que representa e escolher duas opções de eixos temáticos para a dinâmica de trabalho em grupo. Quem optar pela inscrição presencial deverá comparecer ao local do evento na sexta, dia 9, das 18h às 20h, ou no sábado, dia 10, das 8h às 10h, apresentando documento oficial de identidade. As inscrições efetuadas entre 10 e 16 de maio, referentes ao evento agendado para 18 de maio, permanecem em vigor, sendo que a lista contendo os nomes dos inscritos está disponível para consulta na página principal do site da Prefeitura.

Programação Na sexta-feira ocorrerão o credenciamento das inscrições prévias, novas inscrições e a plenária de abertura oficial para validação do regimento interno do evento. No sábado, o público inscrito e dividido em grupos trabalhará para a formulação de propostas por eixos temáticos que serão apresentadas na plenária final e, logo após, haverá a eleição dos delegados que representarão Belo Horizonte na 5ª Conferência das Cidades do Estado de Minas Gerais, que será realizada em setembro, na cidade de Jaboticatubas. A Comissão Preparatória lembra que não há a categoria de delegado na etapa municipal da conferência, conforme previsto no regimento do evento. Desta forma, todos os inscritos são considerados participantes. Trata-se de um momento de reflexão e discussão das experiências, desafios e potencialidades de Belo Horizonte frente aos grandes eixos estruturantes das políticas públicas instituídas pelo Governo Federal. As conferências das cidades fazem parte de uma agenda legitimada de participação social no país, instituída pelo Ministério das Cidades. Para o sucesso do evento é importante que os participantes inscritos compareçam ao local munidos de documento oficial de identidade para credenciamento e identificação.

6/8/2013 20:06:30

DOM - 07/08/2013  

Diário Oficial do Município

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you