Page 1

Ano XIX • N. 4.320

R$ 0,85

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 28/5/2013

Ouvidorias do município e do Estado

desenvolvem trabalho conjunto e aprimoram atendimento ao cidadão

Robson Vasconcelos

Isabel Baldoni

Uma parceria entre a Ouvidoria Geral do Município (Ouvim) e a Ouvidoria Geral do Estado (OGE) colocará em prática no próximo mês uma série de ações que visam aprimorar o atendimento ao cidadão durante os jogos da Copa das Confederações, competição que vai acontecer entre os dias 15 e 30. A ideia é utilizar o contato direto que os dois órgãos possuem com a população para monitorar a qualidade dos serviços públicos envolvidos com o torneio, como saúde, transporte e segurança. A iniciativa colabora para que a Prefeitura de Belo Horizonte identifique e previna riscos, registre boas práticas e fortaleça a imagem da cidade. As ações também servirão de teste para aquelas que serão utilizadas em 2014, durante os jogos da Copa do Mundo. Ouvidorias móveis serão instaladas em pontos estratégicos da cidade, como postos de informações turísticas da Belotur, terminais de informação sobre a Copa, que funcionarão em vários locais da cidade, praças e hotéis, por exemplo. Todas essas ações são articuladas em parceria com a Belotur e a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), com a geração Durante a Copa das Confederações, da qual o Mineirão vai ser palco, população vai ajudar a monitorar serviços públicos envolvidos com o torneio de relatórios atualizados tanto para a administração municipal quanto órgão municipal, o cidadão ainda da PBH (www.pbh.gov.br, opção presencialmente no BH Resolve na cidade. Outros resultados espepara o Governo do Estado. pode acionar seus serviços por “Fale Conosco”), enviando um e(avenida Santos Dumont, 363, rados são o fortalecimento da voDe acordo com o ouvidor geoutros três canais. No site oficial -mail para ouvim@pbh.gov.br ou Centro), das 8h às 18h. cação da cidade ral do município, para o turismo, Saulo Amaral, o Iniciativa prevê a reunião das acordo partiu da bem ouvidoria muniações durante a Copa práticas sucedidas e a cipal que, após o aval da Controdas Confederações possibilidade de atrair novos ladoria Geral do que têm o intuito de investimentos Município e da externos. Esta Secretaria Muniserá a primeicipal de Governo, saber dos moradores que vez que se reuniu com os opiniões que melhorem ra procedimentos demais parceiros. de ouvidoria “Esse trabalho a organização dos serão utilizados cria a oportunidaem competide para soluciograndes eventos ções da Fifa. nar ou prevenir na capital Essa inipossíveis falhas ciativa não exnos serviços púclui as formas blicos, além de estruturar uma rede de atendimento já adotadas pelas de atuação conjunta para a Copa de ouvidorias anteriormente. O con2014”, explica. tato pelo telefone da ouvidoria O trabalho também permitimunicipal continua por meio do rá que os dois órgãos tenham uma número 156, seguido da opção 6, visão das Copas sob a perspectiva enquanto que o da OGE permanedo usuário, o que será crucial para ce com o número 162. No caso do a realização de novos megaeventos

Encontro de Ouvidorias das Cidades-Sede

Postos de Informações Turísticas vão receber ouvidorias móveis

DOM 4320.indd 1

A ação inédita de utilizar os serviços das ouvidorias em megaeventos criou a necessidade do 1° Encontro de Ouvidorias das Cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O encontro destinado às ouvidorias estaduais e municipais começou ontem, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, e termina hoje. O objetivo é evidenciar a importância destes sistemas para o Mundial e socializar os projetos e ideias, que estão sendo desenvolvidos no âmbito das Ouvidorias, na perspectiva de constituição de um sistema integrado dessas instituições no Brasil. Servindo de exemplo, a Ouvim e a OGE fizeram parte da mesa redonda, realizada ontem, que reuniu projetos já consolidados. Na ocasião, o ouvidor da Prefeitura, Saulo Amaral, e Fábio Caldeira, ouvidor geral do Estado de Minas Gerais, apresentaram aos participantes suas expectativas em relação às ações que serão desenvolvidas em Belo Horizonte para a Copa das Confederações. O Encontro de Ouvidorias também debate temas como os direitos do cidadão e do torcedor e os impactos sociais nas grandes cidades ao sediar megaeventos.

27/05/2013 18:13:51


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

2

Terça-feira, 28 de maio de 2013

Fundação Zoo-Botânica promove oficina e palestra durante a Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos -BH e visitantes. Na ocasião serão apresentadas técnicas de aproveitamento da casca de banana e do talo da couve, além da demonstração de como se fazer hortas orgânicas em pequenos espaços. Cartilhas, folders e banners temáticos estarão disponíveis em stands da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) montados na área de visitação do Jardim Botânico. Já a palestra “Alimentação saudável e aproveitamento integral dos alimentos” será realizada das 9h às 11h30, no auditório da Casa de Educação Ambiental da FZB-BH. A palestra, destinada aos funcionários da fundação, será ministrada pela especialista em nutrição clínica da

Secretaria Municipal Adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional, Luana Rosa de Oliveira Titonele. Os participantes deverão receber um folder educativo, além de um livro de receitas. O objetivo da Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos é oferecer informações sobre os produtos e sistemas de produção de orgânicos, que têm como base princípios agroecológicos. A proposta é disseminar os benefícios ambientais, sociais e nutricionais dos orgânicos para a população. A conscientização do consumidor é um dos fatores que ajuda a aumentar o número de produtores orgânicos.

Fotos: Suziane Fonseca

A Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH), que fica na avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, na Pampulha, promove hoje e amanhã oficina e palestra como parte da programação da Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos, cujo tema deste ano é “Aproveitamento integral dos alimentos. Diga não ao desperdício!”. A oficina “Dicas sobre o aproveitamento integral dos alimentos” será ministrada pela bióloga e educadora Sâmara Álvares e pela agente de visitação Ana Paulo Romanízio das 9h às 11h para um grupo do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Confisco e, das 14h às 16h, para funcionários da FZB-

Objetivo é oferecer informações sobre produtos e sistemas de produção com princípios agroecológicos

Quem pretende ficar na capital durante o feriado de Corpus Christi poderá conferir gratuitamente o espetáculo teatral “No palco Ruth de Souza”, que acontece no Centro Cultural Lagoa do Nado (rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904, Itapoã), na sexta-feira, dia 31, às 17h30, e no sábado, dia 1º, às 17h. “No palco Ruth de Souza” conta a história da jovem Ruth, que tem o sonho de ser atriz. O espetáculo é composto por pequenos quadros, dialogando com projeções de vídeos e gravações em áudio que contribuem com a narrativa. Através destes elementos e de símbolos, é apresentada a forma como Ruth, uma atriz que representa a memória viva do teatro brasileiro, idealizou e consolidou sua carreira, enfrentando barreiras e preconceitos.

DOM 4320.indd 2

Daniel Teixeira

Centro Cultural Lagoa do Nado apresenta espetáculo “No palco Ruth de Souza”

Confira os destaques da programação desta semana da Fundação Clóvis Salgado

• Mostra de Estudos Coreográficos do Cefar – Hoje e amanhã, às 19h30, o Teatro João Ceschiatti, no Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro) recebe a mostra de estudos coreográficos dos alunos do Centro de Formação Artística (Cefar). As apresentações foram montadas pelos alunos a partir de suas próprias experiências. A entrada é gratuita. • Mostra “Renegados” - Até quinta, dia 30, o Cine Humberto Mauro, que fica no Palácio das Artes, realiza a mostra “Renegados”, que inclui filmes que não foram bem recebidos pela crítica ou pelo público quando foram lançados. Estão sendo exibidos trabalhos de diretores como Tim Burton e Brian de Palma. A entrada é gratuita, com retirada do ingresso meia hora antes do início de cada filme. • Sinfônica Pop – Na sexta e no sábado, dias 31 e 1º, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais sobe aos palcos com a cantora Gal Costa, às 20h30, no Grande Teatro do Palácio das Artes. O show faz parte do projeto Sinfônica Pop e terá a regência do maestro Marcelo Ramos. • Escrituras em Liberdade – Até domingo, dia 2, as galerias Arlinda Corrêa Lima e Genesco Murta, no Palácio das Artes, recebem a exposição “Escrituras em Liberdade”. Os visitantes poderão conferir trabalhos de diversos artistas hispano-americanos que foram influenciados por movimentos de vanguarda do século 20. A entrada é gratuita. • “Cadê Todo Mundo V2.0” – No sábado e no domingo, dias 1º e 2, o teatro João Ceschiatti, que fica no Palácio das Artes, recebe, às 16h, a peça infantil “Cadê Todo Mundo V2.0”, com ingressos a preços populares. O espetáculo foi um dos vencedores do edital de ocupação do teatro para o primeiro semestre de 2013.

Peça conta a história de uma jovem que tem o sonho de ser atriz

27/05/2013 18:14:00


SMADC

Centro de Referência LGBT promove debate sobre uso indevido de hormônios

Centro LGBT promove espaço de discussão com temáticas eleitas por representantes do setor

O Centro de Referência pelos Direitos Humanos e Cidadania LGBT realizou na última semana, no auditório da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos e Cidadania (rua Espírito Santo, 505, Centro) a roda de conversa “Saúde Trans - Hormonização em Debate”. O evento teve como convidado especial o médico endocrinologista Levimar Araújo, professor da Faculdade de Ciências Médicas e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes. O tratamento hormonal para travestis e transexuais, os riscos do uso indevido de hormônios, a importância de um acompanhamento médico, os fluxos para o tratamento via SUS e os efeitos no corpo das pacientes foram alguns dos assuntos tratados. Segundo Ramon Calixto, coordenador do Centro de Referência LGBT, é recorrente o atendimento a travestis e transexuais que demandam informações e orientações sobre tratamento hormonal e acompanhamento com endocrinologistas. “As usuárias frequentemente fazem uso indiscriminado de hormônios por conta própria e, em alguns casos, até mesmo a aplicação de silicone industrial. Nesse sentido, o evento cumpriu seu objetivo ao esclarecer, sob o viés de um profissional, as diversas dúvidas levantadas sobre o assunto”, destacou. O Centro de Referência pelos Direitos Humanos e Cidadania de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais de Belo Horizonte (CRLGBT/BH) da Coordenadoria de Direitos Humanos, vinculada à Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, tem como objetivo contribuir para o avanço da defesa e da promoção dos direitos humanos e da cidadania da população LGBT por meio de ações de combate à violência e discriminação no município de Belo Horizonte. O órgão vem realizando, periodicamente, os “debates trans”, espaços de discussão com temáticas eleitas pelas travestis e transexuais permitindo aos participantes expressarem suas dúvidas, receios e sugestões. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone 3277-4128.

Diário Oficial do Município A Regional Noroeste realizou na última semana, na Escola Municipal Belo Horizonte (avenida José Bonifácio, 189, bairro São Cristovão), sua primeira Pré-Conferência de Políticas Públicas sobre Drogas. O objetivo foi preparar para a etapa municipal e eleger os delegados que participarão da 1ª Conferência Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas, que vai acontecer nos dias 28 e 29 de junho. Com o tema “Desafios e Perspectivas na Construção da Política Municipal sobre Drogas”, a conferência municipal irá promover e garantir a participação da sociedade na formulação e no controle das políticas públicas sobre o tema. Estão confirmados mais de 220 participantes, entre servidores municipais das áreas de Educação, Saúde e Assistência Social, representantes de organizações não-governamentais, estudantes e moradores da região que vão apresentar questões em prol da construção de soluções ao enfrentamento do uso de drogas. A secretária regional adjunta, Claudia Márcia de Lima, afirmou que é fundamental a participação de todos os atores sociais na construção de uma política efetiva para combater o uso indiscriminado das drogas. “Devemos aprofundar ao máximo os debates em todos os temas propostos para contribuirmos na construção de uma política, que é urgente e altamente necessária,

Tecnologia de microdutos e microfibras é tema de palestra na Prodabel Estar atualizado sobre as últimas inovações é tarefa obrigatória para quem quer aperfeiçoar seus conhecimentos e se destacar profissionalmente. Pensando nisso, as superintendências de Engenharia e Instalação de Rede e de Serviços de Voz e Atendimento da Prodabel promoveram no início do mês, no auditório da Prodabel, no bairro Caiçara, o workshop “Tecnologia de Microdutos e Microfibras”. A palestra ministrada pelo engenheiro da empresa Tecnexus, Marco Antônio Rodrigues, abordou as principais vantagens da construção de infraestrutura de redes de fibras ópticas com a utilização de microdutos e microfibras.  Segundo o palestrante, a tecnologia é amplamente utilizada na Europa

DOM 4320.indd 3

há mais de dez anos por empresas de diversos segmentos e pode ser muito útil para a Prodabel. “Como a empresa atende vários órgãos públicos com infraestrutura de redes, as vantagens dessa nova tecnologia poderão ser imediatamente comprovadas por meio da redução significativa do custo, do tempo de instalação, do impacto ambiental e pela maior facilidade de compartilhamento e gerenciamento dos serviços prestados”, declarou. Marco Antônio Rodrigues afirmou ainda que, com a nova tecnologia, pode ser obtido um ganho superior a 100% em comparação aos custos da tecnologia convencional. “A redução de custos pode atingir cerca de 40% na primeira instalação, momento quando

são instalados os dutos, e pode atingir mais de 100% nas demais instalações, quando são colocadas somente novas fibras”, disse. O engenheiro de telecomunicações Henrique Veloso acredita que a palestra foi importante para tirar as dúvidas dos funcionários sobre as vantagens da nova tecnologia, novidade também no mercado nacional. “Grande parte da rede física da Prodabel hoje é óptica e cresce diariamente. Com a saturação das vias públicas, esta tecnologia pode ser muito produtiva para a implantação de novas redes. A apresentação de novas tecnologias sempre é importante, pois é possível obter um ponto de vista diferenciado sobre o assunto após a palestra”, concluiu.

3

Regional Noroeste debate políticas públicas de combate às drogas Fotos: Gercom Noroeste

Terça-feira, 28 de maio de 2013

BELO HORIZONTE

Participação de todos na construção de uma política de combate foi ressaltada

no combate as drogas”, afirmou. Rodrigo Paschoal Ulhoa Cintra, membro do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas e coordenador da pré-conferência, disse que o momento é de ouvir e desenvolver propostas que contemplem todos os setores envolvidos, tanto o poder público quanto a sociedade civil. “O combate às drogas precisa fomentar um debate amplo e apontar soluções em uma perspectiva intersetorial”, declarou. A professora do curso de especialização em Dependência Química da PUC Minas, Lívia Pires Queiroz, realizou uma palestra na qual abor-

dou questões pontuais relacionadas aos temas propostos. “Um dos grandes gargalos na construção desta nova política é entender que, para criar uma rede que contemple todos os grupos envolvidos, é preciso exercer o direito de falar, mas igualmente o dever de ouvir”, ressaltou. Após a palestra, o assessor do Conselho Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas, Marcio Antonio de Almeida, apresentou as diretrizes dos trabalhos e dividiu os conferencistas em quatro grupos temáticos previamente escolhidos: tratamento, prevenção, redes locais e marcos regulatórios (legislação). Após os debates, foram escolhidos os desafios e as possíveis soluções mais votadas dentro de cada grupo. No final do encontro, foram eleitos 16 delegados que representarão a região Noroeste na Conferência Municipal. Rodrigo Araújo, representante da ONG Projeto Amor e Proteção e um dos delegados eleitos, afirmou que a iniciativa é válida, principalmente pela existência de um espaço para a prática da livre manifestação onde os debates acontecem a partir de olhares diversificados, mas que visam soluções para um mesmo problema.

Prodabel

Poder Executivo

Palestra abordou vantagens da construção de infraestrutura de redes de fibras ópticas com microdutos e microfibras

27/05/2013 18:14:07


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

18

Terça-feira, 28 de maio de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Abril de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1) Período

IPCR(2) Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

dez/12

388,35

0,50

5,74

Últimos 12 Meses 5,74

jan/13

397,59

2,38

2,38

Taxas médias praticadas(1)

Setores

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

392,44

0,56

5,44

Últimos 12 Meses 5,44

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,95

6,00

51,90

5,56

Prefixada (montadoras)

0,89

2,02

126,97

1,40

Prefixada (multimarcas)

1,33

2,54

90,98

1,73

1,63

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

fev/13

396,80

-0,20

2,18

5,39

398,73

-0,40

1,60

5,24

mar/13

398,78

0,50

2,69

5,60

401,12

0,60

2,21

5,36

Prefixada (montadoras)

1,04

2,43

133,65

abr/13

400,74

0,49

3,19

5,75

403,29

0,54

2,76

5,35

Prefixada (multimarcas)

1,14

2,64

131,58

1,84

3ª mai/13

407,31 (3)

0,33

3,43

5,93

407,96 (3)

0,28

2,86

5,14

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

12,69

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

3,95

10,04

154,18

7,84

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,21

12,34

284,42

8,02

Imóveis Construídos

0,21

1,61

666,67

1,06

Imóveis na Planta

0,21

1,61

666,67

0,51

0,75

3,40

353,33

2,01

CDC - Financeiro (8)

2,93

4,72

61,09

3,85

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,25

1,90

52,00

1,41

Eletroeletrônicos

1,99

5,05

153,77

3,48

Mobiliário

1,16

5,85

404,31

2,83

6,45

17,75

175,19

12,21

Nacional

0,90

2,34

160,00

1,46

Internacional

0,90

2,31

156,67

1,38

1,49

20,80

1.295,97

4,94

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

nov/12

386,42

960,02

Cesta Básica(2) 490,60

dez/12

388,35

960,02

496,54

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

0,43

0,00

-3,84

5,21

14,13

6,55

5,83

14,13

10,30

fev/13

396,80

1046,46

550,38

-0,20

0,00

1,05

2,18

9,00

10,84

5,39

9,00

20,64

mar/13

398,78

1046,46

563,60

0,50

0,00

2,40

2,69

9,00

13,51

5,60

9,00

25,42

abr/13

400,74

1046,46

578,77

0,49

0,00

2,69

3,19

9,00

16,56

5,75

9,00

29,20

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,92

2,53

175,00

1,89

Capital de Giro (8)

0,87

2,65

204,60

1,69

Conta Garantida (8)

1,94

4,13

112,89

2,76

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%)

nov/12

439,43

0,58

6,74

Últimos 12 Meses 7,82

dez/12

442,95

0,80

7,60

jan/13

446,22

0,74

0,74

fev/13

447,56

0,30

1,04

No mês

No ano

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Captação

Variação (%) No mês

CDB 30 dias (4)

Últimos 12 Meses 11,18

No ano

0,51

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,60

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,13

0,45

246,15

0,31

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,39

0,57

46,15

0,48

602,40

0,84

9,59

7,60

608,91

1,08

10,77

10,77

Poupança (5)

8,08

612,87

0,65

0,65

11,08

Taxa SELIC (6)

7,79

617,77

0,80

1,46

10,71

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

mar/13

450,11

0,57

1,62

7,37

623,70

0,96

2,43

10,87

abr/13

452,00

0,42

2,04

7,42

627,57

0,62

3,08

11,08

0,41 0,59

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Abril de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Abril de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Apartamentos

Popular

Médio

Alto

Luxo

484,55 (11)

962,50 (8)

737,39 (23)

1273,91 (64)

Apartamento 2 Quartos

681,88 (80)

953,56 (90)

1111,86 (118)

2057,55 (147)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

820,43 (23)

960,30 (23)

1173,33 (15)

1600,00 (10)

1168,79 (33)

1312,79 (62)

1557,54 (144)

2429,31 (274)

(1)

(2)

2075,00 (8)

2921,88 (16)

2237,50 (4)

2057,14 (7)

2556,25 (24)

4528,98 (137)

424,12 (17)

576,67 (15)

690,00 (4)

(1)

562,67 (15)

666,25 (8)

(Z)

(1)

(1)

(Z)

(Z)

(Z)

765,81 (31)

888,64 (22)

1150,00 (4)

9600,00 (6)

942,00 (15)

1200,00 (5)

(3)

(Z)

1280,36 (28)

1742,31 (13)

2752,50 (12)

6025,00 (12)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto Barracões Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,45

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,75

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,55

55,00

1,31

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,57

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,60

33,33

1,37

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,26

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

2,06

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,29

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,07

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,08

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,58

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,24

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,91

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,88

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,11

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,56

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,79

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,11

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,09

por evento

9,50

18,00

89,47

12,22

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,33

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

2218,18 (11)

(2)

(3)

5816,67 (6)

CARTÃO DE CRÉDITO (3)

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,52

(Z)

(2)

3950,00 (8)

8062,96 (27)

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

8,57

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

17,00

13,33

15,25

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

14,56

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,19

-0,04

Arroz

3,00 kg

7,04

-0,06

Banana caturra

12,00 kg

24,39

0,65

Produto

Últimos 12 Meses

No ano

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

nov/12

134,77

202,40

113,14

-0,82

1,21

-1,96

-2,95

4,58

-6,80

-2,95

4,60

-6,82

Batata inglesa

6,00 kg

22,61

0,82

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

Café moído

0,60 kg

7,89

-0,06

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

Chã de dentro

6,00 kg

103,00

0,27

Farinha de trigo

1,50 kg

3,81

0,03

Feijão carioquinha

4,50 kg

29,31

0,86

7,50 lt

16,41

0,08

750,00 gr

15,71

0,00

Óleo de soja

1,00 un

3,30

-0,08

Pão francês

6,00 kg

47,44

0,17

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

50,17

0,05

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

-3,49

-7,98

-7,25

-8,41

-6,24

-4,44

-7,22

mar/13

127,44

182,14

117,42

-0,22

-3,41

8,44

-8,19

-10,41

-0,68

-7,00

-8,45

0,14

Leite pasteurizado

abr/13

127,26

186,24

114,73

-0,14

2,25

-2,30

-8,32

-8,40

-2,96

-4,50

-3,15

0,29

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

DOM 4320.indd 18

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Abril de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

27/05/2013 18:14:08


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 28 de maio de 2013

19

Fórum em Venda Nova debate sexualidade na adolescência Adolescência”. O evento contou com a palestra de Elane Gama Ferreira, psicóloga do Núcleo de Atendimento à Saúde da Família (Nasf) no Centro de Saúde Andradas, e de Maria Cristina Oliveira Reis, enfermeira do Centro de

Saúde Andradas. As palestrantes apresentaram considerações sobre a sexualidade humana, ressaltando valores estabelecidos pela política, pela religião e pela moral, que criam tabus como o ideal da virgindade

Fotos: Avanilton Aguilar

A Regional Venda Nova, por meio da Gerência de Políticas Sociais, realizou na última semana, na sede da rua Padre Pedro Pinto, 1.055, o Fórum Mensal da Criança e do Adolescente, que enfocou o tema “Sexualidade na

Abuso sexual, gravidez na adolescência e doenças sexualmente transmissíveis foram alguns dos temas do encontro

Membros da Comforça Pampulha são apresentados ao sistema de gestão compartilhada Membros da Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da Execução do Orçamento Participativo (Comforça) Pampulha participaram na última semana de uma reunião no auditório da Regional Pampulha (avenida Antônio Carlos, 7.596, 2º andar, bairro São Luís), quando conheceram o sistema de Gestão Compartilhada disponível no Portal da Prefeitura de Belo Horizonte (gestaocompartilhada.phb.gov.br), o que ampliará o acesso às informações sobre as obras aprovadas no Orçamento Participativo.

A reunião, conduzida pelo secretário municipal adjunto de Gestão Compartilhada, Pier Senesi, teve as participações do secretário regional Humberto Pereira de Abreu Júnior, e do secretário regional adjunto, João Gualberto Filho, além de gerentes regionais, representantes da Urbel e da Sudecap e mais de 60 membros da Comforça. Senesi esclareceu que, ao disponibilizar a área operacional do Orçamento Participativo na internet, a PBH está aumentando os canais de acesso às informações para toda a população. “Estamos trazendo melhoria na in-

formação, oferecendo ferramentas de controle mais apuradas e exigentes. Nossa proposta e compromisso é fortalecer o Orçamento Participativo e trazer mais transparência nas informações”, disse. De acordo com Senesi, o portal apresenta um entrelaçamento das informações relativas às obras aprovadas no Orçamento Participativo de toda a cidade. Assim, o cidadão terá acesso a mapas interativos, gráficos, tabelas e outros recursos visuais que, juntos, apresentam um panorama da situação atual da obra e dos dados relativos à mesma.

nas meninas e o da virilidade nos meninos. Elane Gama ressaltou a importância da reflexão sobre a sexualidade na adolescência. “É importante principalmente porque envolve pessoas que lidam com adolescentes. Tentamos construir o que pode ser feito para orientar esses jovens, buscando referências concretas, em reflexões realizadas no centro de saúde, com grupos de adolescentes”, explicou. Várias outras questões foram abordadas, como abuso sexual, gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis e Aids. Sulamita Vieira Leite, monitora do Programa Saúde Escola (PSE) na

Escola Municipal Professor Pedro Guerra, falou de sua preocupação com a violência sexual contra crianças e adolescentes. “Ouvimos relatos de adolescentes que sofreram abuso. Precisamos participar de debates para saber o que fazer e para que possamos consolidar ações que combatam a violência sexual contra os jovens. Com a proximidade da Copa do Mundo, nos preocupa o fato de que muitos turistas vêm ao Brasil com o objetivo de praticar o turismo sexual, cujo alvo é o adolescente. Precisamos dialogar com os jovens e criar ações que combatam essa violência”, conclui.

Membro da Comforça e moradora no bairro Dona Clara, Natália de Alcântara Cândido aprovou o portal. “Esta é uma boa ferramenta

para divulgar as informações sobre as obras e facilitar o acesso para a comunidade que não pode participar das reuniões”, disse.

OP na Pampulha O Orçamento Participativo está completando 20 anos com um saldo de 1.518 obras aprovadas na cidade. Na Pampulha, são 146 obras aprovadas, das quais103 foram concluídas e 43 estão em andamento. Para Senesi, esta é uma política vitoriosa e dinâmica. “Este é o momento de fazermos uma reflexão e propor melhorias para fortalecer a participação popular”, disse.

Encontro debate oportunidades de trabalho para jornalistas na

Andréa Moreira

Copa do Mundo O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) promove no dia 3 de junho o debate “Copa do Mundo Oportunidades de trabalho para jornalistas” com a coordenadora do programa Sebrae 2014, Mônica Stela de Alencar Castro, e o assessor de imprensa Francis Melo. O evento será realizado das 19h30 às 22h, na sede do sindicato (avenida Álvares Cabral, 400, Centro), com entrada franca. A representante do Sebrae, formada em Comunicação e mestranda em Administração, apresentará o estudo realizado pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), sobre grandes eventos esportivos e oportunidade de negócios para micro e pequenas empresas nas cidades-sede da Copa. A pesquisa diagnosticou, além do setor de Comunicação, as áreas de Construção Civil, Tecnologia da Informação, Madeira e Móveis, Têxtil e Vestuário e Turismo. O jornalista mineiro Francis Melo possui uma empresa de assessoria de imprensa que atende vários atletas e treinadores de renome, como Marcelo Oliveira (técnico do Cruzeiro), Fred (Fluminense), Guilherme (Atlético) e Jonathan (Internazionale de Milão).  O evento faz parte do Qualificar – Programa de Qualificação Profissional do Sindicato dos Jornalistas, patrocinado pelo Governo do Estado com apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, da Fiat do Brasil e da Unimed-BH.  Acesso a informações das obras do Orçamento Participativo será ampliado

DOM 4320.indd 19

27/05/2013 18:14:15


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

20

Terça-feira, 28 de maio de 2013

Belo Horizonte atinge meta de vacinação contra gripe estipulada pelo Ministério da Saúde campanha de vacinação. Já foram vacinadas 456.802 pessoas, o que corresponde a 86,9% do público alvo. Porém, alguns grupos prioritários ainda não atingiram a meta, como os idosos (77,4%) e as ges-

tantes (70,4%). A vacinação segue até sexta-feira, dia 31, em todos os centros de saúde da cidade. As crianças que precisam tomar a segunda dose da vacina e as gestantes poderão se vacinar

Breno Pataro

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) conseguiu superar a meta estipulada pelo Ministério da Saúde de vacinar 80% do público alvo na última

mesmo após o término da campanha. A vacina é trivalente e imuniza o cidadão contra três vírus (H1N1, H3N2 e vírus influenza B). Os grupos prioritários para receber a vacinação são maiores de 60 anos, crianças com idade entre seis meses e 2 anos, trabalhadores dos serviços de saúde envolvidos no

Público-Alvo

População a vacinar

População vacinada

Cobertura Vacinal

Crianças de seis meses a dois anos

47.283

39.144

82,8%

Trabalhadores da saúde 71.152

66.864

94%

Idosos

302.174

233.743

77,4%

Gestantes

23.642

16.638

70,4%

Portador doença crônica

74.911

94.623

126,3%

Puérperas

3.886

3.775

97,1%

População privada de liberdade

2.429

2.015

83%

TOTAL

525.477

456.802

86,9%

Obelisco da Praça Sete é limpo após pichação

Já foram vacinadas mais de 456 mil pessoas, o que significa 86,3% do público alvo

O obelisco na Praça Sete de Setembro, o popular Pirulito, foi limpo na última semana pela equipe de Limpeza Urbana da Regional Centro-Sul. A ação foi necessária devido à pichação do monumento ocorrida no domingo, 19. Funcionários da Limpeza Urbana retiraram as pichações e lavaram o obelisco após mais um ato de vandalismo. O gerente de Limpeza Urbana da Regional Centro-Sul, Denílson Pereira, informa que é comum a limpeza do monumento devido às constantes pichações, principalmente após aglomerações na Praça Sete. A fim de facilitar o trabalho de limpeza, o obelisco foi envernizado. “Assim, apenas com água e sabão conseguimos retirar as pichações”, conta o gerente.

Gisele Mafra

Atividade alerta população sobre consequências de incêndios e formas de prevenção

DOM 4320.indd 20

radores, comerciantes e instituições próximas à rua Mangabeiras da Serra, no entorno do Parque das Mangabeiras (região Centro-Sul), que receberão a visita da equipe, que também passará pelos parques da Serra do Curral (região Centro-Sul), Ursulina de Andrade Melo (Pampulha), Aggeo Pio Sobrinho (Oeste), Lagoa do Nado (Pampulha), Roberto Burle Marx (Barreiro)

Curso de brigadistas

Nos dias 6, 7 e 10 de junho, cerca de 30 funcionários da Fundação de Parques Municipais vão participar de um curso de Brigada de Incêndio no Parque das Mangabeiras, das 8h às 17h. Por meio de atividades práticas e teóricas, os novos brigadistas serão conscientizados sobre a importância da prevenção de incêndios, principalmente no período de seca, nos meses de julho a outubro, e aprenderão como combater o fogo.

Márcio Adauto

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação de Parques Municipais, inicia hoje a Campanha de Prevenção a Incêndios Florestais 2013, intitulada “Parque Vivo: Diga não a incêndios em áreas florestais”. Realizada no entorno dos parques que têm histórico de queimadas, a atividade visa alertar e conscientizar a população sobre as consequências de incêndios em florestas e as formas de prevenção. O primeiro parque que receberá a equipe de funcionários e monitores responsáveis pela divulgação da campanha será o Jacques Cousteau, no bairro Betânia, na região Oeste, que possui quase 80% de sua área total, de aproximadamente 335 mil metros quadrados, de cobertura vegetal. Os mobilizadores visitarão, às 14h30, 150 alunos da Escola Municipal Mestre Ataíde, localizada próxima à área verde, e em seguida percorrerão as avenidas do entorno do parque. Amanhã, às 14h, são os mo-

Fotos: Gercom Centro-Sul

Mobilização nos parques detalha cuidados contra incêndios florestais e Renato Azeredo (Nordeste) ao longo dos meses de junho e julho. Além dos brigadistas e bombeiros, os moradores também poderão contribuir com a prevenção e o combate a incêndios e participar da campanha. Qualquer sinal de fumaça pode ser informado à Brigada de Incêndios do Parque das Mangabeiras por meio do telefone 3277-8275 ou ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, por meio do telefone 193.

atendimento aos pacientes, gestantes, mães de recém-nascidos de até 45 dias (puérperas), portadores de doenças crônicas e pessoas privadas de liberdade. Entre os idosos, o grupo que ainda não atingiu a meta são as pessoas de 60 a 64 anos, com cobertura de 68,8%. Neste ano a vacinação foi ampliada para mulheres com bebês de até 45 dias (puérperas) e indivíduos com doenças crônicas (obesidade, diabetes, transplantados, etc.), devido aos riscos de terem complicações em decorrência da gripe.

Obelisco foi imunizado para facilitar o trabalho de limpeza

27/05/2013 18:14:26

DOM - 28/05/2013  

Diário Oficial do Município