Issuu on Google+

Ano XIX • N. 4.302

R$ 0,85

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município - DOM

Tiragem: 2.500 • 2/5/2013

compõem a Mesa Diretora da CMBH. O relatório também está disponível para consulta no site da Prefeitura, www.pbh.gov.br. De acordo com o prefeito, o relatório é uma forma de alinhar informações que tratam do futuro da capital. “Além do balanço do que já foi realizado, foi anexado um documento que traça o plano de metas, com os projetos para os próximos anos”, disse. A Prefeitura também colocou à disposição da Câmara um corpo técnico para esclarecer questões que o legislativo considerar necessárias. Entre os números apresentados, estão os da área de educação. Em 2012, a rede municipal superou as metas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A nota média alcançada foi 5,6 nos primeiros anos do ensino fundamental, acima da meta exigida de 5,4. O número de alunos do programa Escola Integrada também foi ampliado e pulou de 47 mil para aproxima-

Adão de Souiza

O prefeito Marcio Lacerda apresentou ontem, na Câmara Municipal, no bairro Santa Efigênia, o relatório que mostra o balanço das ações da Prefeitura de Belo Horizonte realizadas no ano passado. O documento detalha ações como a conclusão das obras do programa Vila Viva na Vila São José, na Pampulha, o que resultou na entrega de mais de 1.400 moradias, e intervenções em várias outras áreas. A prestação de contas apresenta também índices registrados nos setores de desenvolvimento econômico, social e de cidadania. O encontro, que acontece todos os anos, faz parte da agenda oficial do Executivo. A análise do documento foi feita pelo presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), Léo Burguês de Castro, pelos secretários municipais de Governo, Josué Valadão, de Serviços Urbanos, Daniel Nepomuceno, e de Relações Institucionais, Marcelo Abi-Saber, além de outros vereadores que

PBH colocou à disposição da Câmara um corpo técnico para esclarecer questões que o Legislativo considerar necessárias

damente 67 mil estudantes, que hoje participam das atividades escolares em uma jornada de nove horas diárias. Na área de infraestrutura, o documento entregue à Câmara mostra que foram iniciadas as son-

Desenvolvimento social e saúde

Isabel Baldoni

Números da área de educação foram apresentados no balanço

No ano passado, Belo Horizonte foi classificada, entre as grandes capitais do país, como a cidade que apresentou os melhores indicadores de desenvolvimento social. A pesquisa foi divulgada em dezembro de 2012 pela Fundação Getúlio Vargas. O balanço do ano anterior mostra também o levantamento feito pelo Ministério da Saúde entre as capitais do Brasil com população superior a 2 milhões de habitantes. Entre elas, Belo Horizonte foi a que apresentou o melhor índice de desempenho do Sistema Único de Saúde. Os moradores dos bairros Regina, Bonsucesso, Jaqueline II e Betânia foram beneficiados em 2012 com novos centros de saúde. Outros três, nos bairros Santo André, Vila Leonina e Jardim Guanabara foram modernizados. A espera por atendimento também foi reduzida com os 200 novos leitos que a cidade inaugurou, em locais como o Complexo Hospitalar São Francisco/Santa Lúcia e Santa Casa, ambos na região Centro-Sul. Outra questão apresentada no balanço foi o avanço das obras do Hospital Metropolitano, no Barreiro, que tem 90% da primeira etapa das obras concluídas. O empreendimento terá capacidade de atendimento para dez mil consultas de especialidade médica, 1,4 mil internações e 700 cirurgias mensais.

dagens do metrô da capital, assim como a continuidade das obras de mobilidade urbana, como a do Boulevard Arrudas, no trecho entre a avenida Barbacena e a rua Aquidaban, cujo término está previsto para o próximo mês. A obra inclui a

ampliação da drenagem pluvial, ciclovia e novas pistas de rolamento. Também foram iniciadas as obras do BRT Antônio Carlos/Pedro I, no trecho da avenida Vilarinho, e a construção das passarelas do BRT na Cristiano Machado.

Cultura

O documento apresentado à Câmara Municipal mostra que em 2012 a cidade vivenciou experiências culturais importantes como a 11ª edição do Festival Internacional de Teatro, Palco e Rua (FIT-BH), que levou atrações locais, nacionais e estrangeiras para as nove regiões da capital. A capital também recebeu o Festival de Arte Negra. Já a Fundação Municipal de Cultura recebeu no ano passado a incrição de 897 projetos na Lei Municipal de Incentivo à Cultura, dos quais 212 foram habilitados, fator que implicou em mais de R$ 13 milhões de investimento no setor, um aumento de 29% em relação ao ano anterior.

Roberto Palermo

Relatório entregue à Câmara Municipal apresenta índices registrados em diversas áreas, relata intervenções entregues à população e exibe metas para os próximos anos

Breno Pataro

PBH apresenta balanço de ações em 2012

Isabel Baldoni

Prefeitura divulga Plano de Metas

Obra do Boulevard Arrudas teve continuidade em 2012

dom 4302.indd 1

Durante o encontro com a Mesa Diretora da Câmara, foi entregue também o Plano de Metas 2013/2016. A iniciativa faz parte do modelo de gestão estratégica adotado pela PBH e conta com uma permanente avaliação dos resultados das políticas públicas e dos projetos da administração municipal para a cidade. Além disso, o Plano de Metas prevê ações que contribuem para a melhoria do atendimento aos cidadãos e das infraestruturas das instituições municipais. Essas iniciativas contribuem para, entre outros fatores, promover a inclusão digital na cidade. Todos os projetos sustentadores podem ser consultados no site bhmetaseresultados.pbh.gov.br.

30/04/2013 18:52:28

BELO HORIZONTE 2

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quinta-feira, 2 de maio de 2013

8º FIQ terá uma exposição em homenagem ao ilustrador e quadrinista Marcelo Lelis Ilustrações: Marcelo Lelis

A 8ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), que vai acontecer em novembro, em Belo Horizonte, já tem confirmada mais uma exposição, dessa vez em homenagem ao mineiro Marcelo Lelis, ilustrador e quadrinista reconhecido pela qualidade de seu trabalho. Como manda a tradição, o evento terá uma mostra com retrospectiva de sua carreira. Nascido em Montes Claros em 1967, Marcelo Lelis trabalha como ilustrador do jornal Estado de Minas. Além disso, produz ilustrações para livros e histórias em quadrinhos (muitas delas para editoras estrangeiras).

É dono de prêmios, como o Troféu HQMix nas categorias Desenhista e Novo Talento e tem participações em diversos festivais de quadrinhos, como o Festival Internacional de Angoulême. Entre seus trabalhos mais recentes está a nova edição de “Saino a percurá”, publicado pela primeira vez há dez anos, com apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. Dessa vez, lançado por meio da Zarabatana Books, o quadrinho ganhou mais páginas, além de uma mistura de histórias inéditas com outras já publicadas no Brasil e em outros países. O álbum, vencedor do HQMix de Edição Especial, reúne “causos” mineiros, relacionando a cultura aos costumes e a linguagem local. Em 2011, no 7° FIQ, Lelis lançou “Clara do Anjos”, romance de Lima Barreto, em um trabalho conjunto com Wander Antunes (responsável pela adaptação do texto). No exterior o ilustrador e quadrinista publicou “Last Bullets” (2009), em parceria com o roteirista Antoine Ozanam e Toute la Poussière du Chemin (2010), com arte do espanhol Jaime Martin, além de fazer parte do segundo número de “The Anthology Project”, lançado em 2011. O volume é uma iniciativa canadense com 250 páginas, que reuniu 21 artistas do Canadá, dos Estados Unidos e da França. Lelis foi único representante brasileiro no projeto.

Alunos do Centro Municipal de Referência do Artesanato apresentam os Mimos de Minas

Tatiana Rocha

A exposição “Sebastião Salgado: fotografia comprometida” fica em cartaz no Centro Cultural Vila Fátima (rua São Miguel Arcanjo, 215, Vila Nossa Senhora de Fátima) até sábado, dia 4 e, a partir do dia 9, a mostra poderá ser vista no Centro Cultural Alto Vera Cruz. A exposição, que é gratuita, apresenta fotos pertencentes às séries “Trabalhadores”, “Terra” e “Êxodos”, que têm em comum o

dom 4302.indd 2

balho em retalhos, entre outros. Na sexta-feira o bazar estará aberto das 15h às 22h, no sábado, das 10h às 22h e, no domingo, das 10h às 16h. O evento, elaborado pelos alunos com o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, tem como objetivo proporcionar aos artesãos a experiência da comercialização de seus produtos, colocando em prática o que foi aprendido em sala de aula, como a apresentação adequada do produto e a abordagem ao cliente. Segundo a coordenadora do

Centro Municipal de Referência do Artesanato, Nayla Chaim, os produtos para venda e exposição são ricos em qualidade e encantarão os visitantes. “Os alunos trouxeram produtos típicos do artesanato tradicional, mas não deixaram de produzir com um olhar atento ao novo, adequado às exigências do mercado atual. Iniciativas como esta fortalecem o setor de artesanato da capital, pois, entre tantos outros benefícios, divulgam nossa cultura”, comemora. 

Exposição de Sebastião Salgado no Centro Cultural Vila Fátima se encerra no final da semana olhar original de Sebastião Salgado sobre a condição humana e as desigualdades sociais. A mostra pode ser vista de terça a sexta, das 9h às 17h, e no sábado, das 9h às 12h. Sebastião Salgado, mineiro de Aimorés, ganhou reconhecimen-

to internacional ao fazer crônicas sobre a vida das pessoas comuns na forma de imagens. O seu trabalho resultou em diversos livros, exposições e prêmios nacionais e internacionais. Entre suas publicações mais conhecidas estão “Outras Américas”, de 1986, obra na qual ele mostra a vida dos camponeses latino-americano, “Trabalhadores”, uma homenagem ao labor realizado com o corpo, lançado em 1993, além de “Terra”, livro que retrata a dura realidade dos assentamentos e da vida dos trabalhadores rurais no Brasil, de 1997. Em 2000, o fotojornalista criou o projeto “Êxodos” e percorre 47 países para contar a história da migração do campo para as cidades. Em 2004, lançou o projeto “Gênesis”, através do qual se dedica a clicar partes do planeta ainda intactas com a intenção de chamar a

atenção das pessoas para conceitos como biodiversidade, sociodiversidade e o papel que todos temos na conservação ambiental. A exposição com o resultado desse projeto está agendada para 2013 no Museu de História Natural

de Londres, na Inglaterra. Estão previstos ainda para este ano dois lançamentos importantes sobre o trabalho de Sebastião Salgado: um catálogo dividido em dois volumes, com os registros fotográficos do projeto “Gênesis”, e ainda o documentário sobre a vida do fotógrafo, “A Sombra e a Luz”, produzido pelo alemão Wim Wenders, com a colaboração de Juliano Salgado, filho do fotógrafo.

Sebastião Salgado

Quem ainda não decidiu qual presente vai dar no Dia das Mães pode aproveitar as boas opções oferecidas pelos alunos do Centro Municipal de Referência do Artesanato (CMRA). Entre os dias 3 e 5 de maio, acontecerá no CMRA (avenida Amazonas, 2.474, Barro Preto), o bazar Mimos de Minas, no qual os alunos farão exposição e venda de produtos artesanais com produtos típicos mineiros. As técnicas utilizadas apresentam o resgate do tradicional, como bordado, tear, cerâmica e tra-

30/04/2013 18:33:01

BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quinta-feira, 2 de maio de 2013

3

Fórum da Criança e do Adolescente da Regional Centro-Sul debate assuntos que envolvem drogas e juventude dimento Social, Jaqueline Lago, explica que o assunto para a reunião foi escolhido porque envolve

de Minas Gerais (UFMG). Sônia apresentou diversos programas da UFMG feitos em parceria com a PBH com a proposta de contribuir para a saúde dos idosos. Entre eles, destaque para o programa Mais Vida, de atenção à saúde do idoso, que tem como finalidade melhorar a qualidade de vida dos idosos. Para tanto, busca oferecer um padrão de excelência nas ações de saúde, de modo que a população tenha

fórum é definida para que a criança e o adolescente se envolvam com o assunto”, ressaltou.

Assunto foi escolhido pelo fato de envolver a realidade que os jovens vivem e por ser uma forma de aprendizado

Fórum do Idoso na região Norte aborda atenção à saúde A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Gerência de Programas Sociais da Regional Norte, promoveu na última semana, na sede da regional (rua Pastor Murilo Cassete, 85, bairro São Bernardo), mais uma edição do Fórum do Idoso, que teve como tema “Atenção à Saúde do Idoso”, assunto que foi conduzido pela palestrante Sônia Soares, enfermeira da escola de Enfermagem da Universidade Federal

a realidade que os jovens vivem e pelo fato de ser mais uma forma de aprendizado. “Toda a temática do

longevidade com independência e autonomia. O objetivo é a avaliação multidimensional do idoso, definição das condições de saúde e elaboração do plano de cuidados. A marcação das primeiras consultas voltadas para o programa é feita pela atenção primária, utilizando o Sistema Nacional de Regulação (Sisreg) ou a Central de Marcação de Consultas (CMC), da Secretaria Municipal de Saúde.

Gercom Norte

marães alertou que não adianta apenas dizer como combater as drogas, mas é preciso pensar nos usuários e sobre como eles vão se sentir. “O dependente químico deve rever para o resto da vida sua relação com as substâncias psicoativas e por isso devemos debater cada vez mais as políticas públicas de tratamento e prevenção às drogas”, disse. A palestrante deixou claro que existem outros vícios além dos causados por substâncias ilícitas e que bebidas alcoólicas, por exemplo, podem ser as primeiras drogas que os adolescentes experimentam. “Álcool é a porta de entrada para começar a usar drogas e esse exemplo está dentro de casa”, disse. Ela acredita que, por isso, as estratégias de prevenção devem ser cada vez mais pensadas, articuladas e avaliadas. Um dos participantes do fórum, Bruno França, de 18 anos, acredita que outros jovens precisam ter acesso às informações repassadas no encontro, uma vez que todos estão expostos às drogas. A gerente regional de Aten-

Gercom Centro-Sul

A primeira reunião do Fórum da Criança e do Adolescente da Regional Centro-Sul em 2013 foi realizada na última semana, no Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) da regional, que fica na avenida Afonso Pena, 941, 1º andar no Centro. O tema Drogas e Juventude foi o escolhido para ser abordado e a professora e psicóloga clínica Lívia Pires Guimarães ministrou uma palestra sobre o assunto para adolescentes e representantes de entidades que trabalham diretamente com os jovens. A palestrante fez uma contextualização das substâncias psicoativas durante os séculos e explicou como elas podem afetar a sociedade nos dias de hoje. As possíveis reações que os dependentes químicos podem ter quando passam por tratamentos normalmente aceitos pela sociedade também foram debatidas. Os fatores de risco para os usuários de drogas na família, nas escolas e durante a adolescência também foram assunto. Lívia Gui-

Programas feitos pela PBH em conjunto com a UFMG foram apresentados aos idosos

Regional Pampulha discute estratégias para promoção da igualdade racial A Regional Pampulha, por meio do Grupo Gestor de Promoção da Igualdade Racial (GGPIR), realizou no início do mês a primeira reunião do ano para discutir as ações que serão realizadas em 2013. Participaram representantes das gerências de Recursos Humanos, Saúde, Promoção de Eventos, Políticas Sociais, Comunicação e Educação, do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e do Centro Cultural Pampulha, além do secretário regional, Humberto Pereira de Abreu Júnior, do secretário adjunto, João Gualberto Filho e do chefe de gabinete, Cláudio Mota Campos. Valéria Jane Almeida Dutra falou sobre a Coordena-

dom 4302.indd 3

doria de Promoção da Igualdade Racial (CPIR), apresentando a política de promoção da igualdade racial voltada para a população negra e outros segmentos étnico-raciais na cidade. Gerente de Políticas Sociais e uma das coordenadoras do GGPIR Pampulha, Nádia Sueli de Paula Alves apresentou a nova composição do grupo, destacando a necessidade de envolver representantes de todas as gerências para ampliar a participação. Humberto Pereira falou sobre a importância de qualificar os atores, afirmando que o grupo terá o apoio do gabinete para viabilizar todas as ações que serão realizadas. Na oportunidade, o secretário recebeu uma cópia do relatório das ações e atividades realizadas pelo GGPIR nos últimos três anos.

Ao longo de 2012, o GGPIR realizou, com o acompanhamento e apoio da CPIR, várias ações na Pampulha com o objetivo não só de promover a igualdade racial, mas também de implementar

ações afirmativas de caráter intersetorial. Rosane Pires, da Equipe Pedagógica da Gerência de Educação e coordenadora do GGPIR, exemplificou a forma de atuação do grupo. “A implementação de

uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas gerências de Limpeza Urbana e de Manutenção Pampulha foi uma grande conquista do GGPIR”, disse.

Ações para 2013

Durante a reunião foram apontadas algumas dificuldades que o grupo enfrenta, como a falta de recursos financeiros e a necessidade de promover o registro de todas as ações a fim de compor o acervo histórico do GGPIR. Os participantes discutiram propostas de ações para 2013. Uma delas é o agendamento de uma reunião com a Associação de Moradores dos bairros Bandeirantes e São Luiz para sensibilizá-los sobre a situação de preconceito vivenciada por agentes de combate a endemias (ACE) e agentes comunitários de saúde (ACS) quando fazem visitas aos domicílios. Ficou acertada ainda uma formação para a equipe de terceirizados da empresa MGS e a realização do Fórum de Promoção da Igualdade Racial na região da Pampulha, previsto para o segundo semestre deste ano. “Queremos conscientizar não só o pessoal que trabalha nas dependências da Prefeitura, mas também as lideranças comunitárias da região, ampliando a discussão sobre atitudes preconceituosas. Acreditamos que esta é uma forma eficaz de alcançar mais envolvimento nas ações de promoção da igualdade racial”, disse Rosane.

30/04/2013 18:33:04

BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

30

Quinta-feira, 2 de maio de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Março de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1)

IPCR(2)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

2,11

5,90

179,62

4,67

Prefixada (montadoras)

0,96

2,19

128,13

1,43

Prefixada (multimarcas)

1,48

2,01

35,81

1,74

Prefixada (montadoras)

1,13

2,35

107,96

1,59

Prefixada (multimarcas)

1,15

2,39

107,83

1,86

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

12,69

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

3,95

10,51

166,08

7,89

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 6 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,42

11,32

230,99

8,08

Imóveis Construídos

-0,20

1,61

-905,00

1,07

Imóveis na Planta

-0,20

1,53

-865,00

0,56

0,75

3,40

353,33

2,12

CDC - Financeiro (8)

2,89

4,81

66,44

3,87

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,18

1,90

61,02

1,38

Eletroeletrônicos

1,47

5,55

277,55

4,40

Mobiliário

0,68

7,38

985,29

3,18

9,51

16,73

75,92

12,81

Nacional

0,94

2,31

145,74

1,63

Internacional

0,94

2,49

164,89

1,50

1,41

15,05

967,38

5,32

Período

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

nov/12

386,42

0,43

5,21

Últimos 12 Meses 5,83

dez/12

388,35

0,50

5,74

jan/13

397,59

2,38

fev/13

396,80

-0,20

mar/13

398,78

3ª abr/13

405,97 (3)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

390,26

0,22

4,85

Últimos 12 Meses 5,49

5,74

392,44

0,56

5,44

5,44

2,38

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

2,18

5,39

398,73

-0,40

1,60

5,24

0,50

2,69

5,60

401,12

0,60

2,21

5,36

0,47

3,09

5,93

406,82 (3)

0,53

2,57

5,36

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

out/12

384,76

960,02

Cesta Básica(2) 510,19

nov/12

386,42

960,02

490,60

0,43

0,00

-3,84

5,21

14,13

6,55

5,83

14,13

10,30

dez/12

388,35

960,02

496,54

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

0,59

0,00

-0,05

4,76

14,13

10,80

5,83

14,13

16,66

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

fev/13

396,80

1046,46

550,38

-0,20

0,00

1,05

2,18

9,00

10,84

5,39

9,00

20,64

mar/13

398,78

1046,46

563,60

0,50

0,00

2,40

2,69

9,00

13,51

5,60

9,00

25,42

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,96

2,57

167,71

1,89

Capital de Giro (8)

0,99

3,10

213,13

1,89

Conta Garantida (8)

1,98

4,18

111,11

2,67

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%)

out/12

436,90

0,37

6,13

Últimos 12 Meses 8,15

nov/12

439,43

0,58

6,74

dez/12

442,95

0,80

7,60

jan/13

446,22

0,74

0,74

No mês

No ano

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Captação

Variação (%)

CDB 30 dias (4)

0,51

8,68

Últimos 12 Meses 11,40

0,84

9,59

11,18

Poupança (5)

1,08

10,77

10,77

Taxa SELIC (6)

0,65

0,65

11,08

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

No mês

597,38

1,00

7,82

602,40

7,60

608,91

8,08

612,87

No ano

fev/13

447,56

0,30

1,04

7,79

617,77

0,80

1,46

10,71

mar/13

450,11

0,57

1,62

7,37

623,70

0,96

2,43

10,87

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,61

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,11

0,41

272,73

0,26

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,34

0,52

52,94

0,43 0,41 0,58

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Março de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Março de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Apartamentos

Popular

Médio

Alto

Luxo

490,91 (11)

980,56 (18)

731,00 (28)

1258,74 (103)

Apartamento 2 Quartos

681,30 (49)

951,52 (76)

1101,35 (114)

2080,39 (152)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

813,00 (20)

961,90 (21)

1153,23 (16)

(3)

1165,52 (29)

1300,85 (59)

1550,37 (154)

2424,39 (258)

(1)

(1)

2025,00 (14)

2919,44 (18)

2250,00 (6)

(3)

2536,11 (18)

4496,71 (137)

422,50 (16)

577,14 (14)

675,00 (4)

(1)

558,46 (13)

662,50 (4)

(2)

-

(1)

-

(1)

(1)

763,20 (25)

882,35 (17)

1137,50 (8)

-

948,44 (16)

1187,50 (4)

(3)

(3)

1276,79 (28)

1702,50 (16)

2694,29 (21)

5933,33 (6)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto Barracões Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,45

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,75

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,55

55,00

1,31

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,57

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,60

33,33

1,37

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,26

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

2,06

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,29

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,07

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,08

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,58

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,24

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,91

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,88

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,11

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,56

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,79

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,11

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,09

por evento

9,50

18,00

89,47

12,22

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,20

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

2150,00 (8)

(2)

-

(2)

6155,56 (9)

3757,14 (7)

8127,27 (11)

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

8,57

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

17,00

13,33

15,25

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

14,56

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,32

-0,03

Arroz

3,00 kg

7,22

-0,02

Banana caturra

12,00 kg

22,28

0,55

Produto

No ano

Últimos 12 Meses

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

out/12

135,89

199,98

115,41

2,70

4,21

1,87

-2,14

3,33

-4,94

-1,06

6,64

-4,87

Batata inglesa

6,00 kg

19,95

0,36

nov/12

134,77

202,40

113,14

-0,82

1,21

-1,96

-2,95

4,58

-6,80

-2,95

4,60

-6,82

Café moído

0,60 kg

8,08

-0,04

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

Chã de dentro

6,00 kg

102,10

-1,09

Farinha de trigo

1,50 kg

3,71

0,03

Feijão carioquinha

4,50 kg

26,50

0,55

7,50 lt

16,16

0,11

750,00 gr

15,70

0,12

Óleo de soja

1,00 un

3,57

-0,03

Pão francês

6,00 kg

46,90

0,37

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

50,01

1,53

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

-3,49

-7,98

-7,25

-8,41

-6,24

-4,44

-7,22

Leite pasteurizado

mar/13

127,44

182,14

117,42

-0,22

-3,41

8,44

-8,19

-10,41

-0,68

-7,00

-8,45

0,14

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

dom 4302.indd 26

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Março de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

30/04/2013 18:33:04

Poder Executivo Quinta-feira, 2 de maio de 2013

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

Fotos: Cátia Fraga

Alunos de escolas municipais do Barreiro se divertem com atividades do Minas Livre de Gaiolas

31

das por técnicos do Ibama, ficaram satisfeitas com o que viram. “Gostei de tudo, mas o que achei mais interessante foi ver o lobo guará”, contou a aluna da Escola Municipal Ana Alves Teixeira, Melissa Moreira, de 11 anos. Os principais objetivos do evento foram evitar o aprisionamento das aves da fauna brasileira, além de reduzir os problemas legais ocasionados por essa prática, que pode gerar em prisão e multa, principalmente se o pássaro for de uma espécie ameaçada de extinção. Durante o evento foi abordado o combate à dengue e sustentabilidade e reciclagem de materiais. Segundo Vanderleia Gonçalves, coordenadora da escola Ana Alves Teixeira, os alunos adoraram o evento e, para eles, o momento de maior ansiedade foi a liberação dos pássaros na natureza. Os pássaros tinham sido entregues para o Ibama desde o lançamento do projeto, em setembro de 2012.

Liberdade e educação ambiental foram os principais temas do encontro, que reuniu mais de 4 mil estudantes

Liberdade e educação ambiental foram os principais temas abordados no evento Minas Livre de Gaiolas, realizado pela Defensoria Pública da União, em parceria com a Gerência Regional de Educação no Barreiro. Mais de quatro

mil alunos participaram do evento, no Polo de Educação Integrada Barreiro (Poeint), na Praça Modestino Sales Barbosa, bairro Flávio Marques Lisboa, na última semana. O evento ofereceu aos alunos das escolas municipais atividades

como oficinas de educação ambiental, observação de pássaros no Parque Roberto Burle Marx, no bairro Flávio Marques Lisboa, além de apresentações de música, dança e teatro, preparadas por escolas participantes. As crianças, orienta-

Linha especial executiva vai levar fãs para show de Paul McCartney Diante da grande adesão à oferta da linha especial executiva para o jogo entre Brasil e Chile, que aconteceu na última semana, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, anunciou que os fãs de Paul McCartney também poderão contar com a opção de transporte no sábado, dia 4, quando acontece o show do ex-beatle, às 21h30, no Mineirão. Os bilhetes já estão à venda, das 8h às 17h, no Posto Transfácil (rua Professor Morais, 216, Savassi). Os usuários pagarão R$ 15 (ida e volta) e poderão usufruir do transporte confortável em ônibus com ar condicionado, TV e internet wi-fi. Serão oferecidos 13 ônibus, com capacidade para transportar 559 passageiros sentados. Os embarques acontecerão na rua Paraíba, entre as avenidas Getúlio Vargas e Cristóvão Colombo, na Savassi, em dois horários. Sete ônibus sairão às 19h e seis às 19h30. Todos seguirão pela busway da avenida Antônio Carlos, sem paradas ao longo do trajeto. Os desembarques acontecerão próximo ao Mineirão, na avenida Coronel Oscar Paschoal, em frente ao Ceu, mesmo local de onde os coletivos sairão 20 minutos após o término do show. Não haverá venda de bilhetes no local de embarque. O usuário só poderá embarcar no horário marcado no bilhete.

dom 4302.indd 27

Um dos objetivos do evento foi mostrar a importância de se evitar o aprisionamento de aves

Vias do bairro São Luís têm circulação alterada A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, implantou na terça, dia 30, alterações de circulação no bairro São Luís, na Pampulha. O objetivo das mudanças é proporcionar mais segurança para pedestres e condutores e melhorar a fluidez na circulação de veículos. As alterações estão sinalizadas com faixas de pano para orientar os motoristas e pedestres. Agentes da BHTrans monitoram o trânsito na região.

Confira as alterações: • A Alameda das Princesas, entre as avenidas Abrahão Caram e Coronel José Dias Bicalho, que era mão dupla, passa a operar em mão única direcional neste sentido. • A Alameda dos Coqueiros, entre as avenidas Coronel José Dias Bicalho e Abrahão Caram, que era mão dupla, passa a operar em mão única direcional neste sentido. • A Alameda das Acácias, entre as avenidas Abrahão Caram e Coronel José Dias Bicalho, deixa de operar em mão dupla para circular em mão única direcional neste sentido.

30/04/2013 18:33:10

BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

32

Com o objetivo de contribuir para a construção de políticas públicas para o setor e também para o Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano, Belo Horizonte se organiza para a etapa preparatória da 5ª Conferência Nacional das Cidades, que vai acontecer em novembro, em Brasília. A etapa municipal será realizada no dia 18 de maio, no Colégio Arnaldo (entrada pela rua Timbiras, 560), das 8h às 18h. Com o tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!”, a conferência tem como objetivo assegurar e fomentar a participação social e contribuir para o avanço das políticas públicas de desenvolvimento urbano entre os entes federados. Segundo o secretário municipal adjunto de Planejamento Urbano, Marcello Faulhaber, o objetivo principal da Conferência Nacional das Cidades é incentivar a participação social nas políticas de desenvolvimento urbano do país. “A conferência é um espaço para a população debater os gargalos, os desafios e estimular as potencialidades da

Quinta-feira, 2 de maio de 2013

BH organiza encontro municipal de preparação para Conferência Nacional das Cidades estrutura urbana da cidade. A partir disso serão definidas algumas diretrizes que, encaminhadas à Comissão Organizadora da Etapa Estadual, farão parte também das discussões na etapa nacional”, esclarece. A etapa estadual está prevista para acontecer entre os meses de julho a setembro. Em âmbito nacional, serão debatidos os problemas urbanos apontados pelos municípios, indicando ao Ministério das Cidades as prioridades de atuação. Já estão abertas inscrições para aqueles que desejam participar da etapa municipal. Para se inscrever, os representantes das entidades deverão acessar os sites www.pbh.gov.br ou www. gestãocompartilhada.pbh.gov.br e preencher o formulário. Segundo a arquiteta e urbanista Lucia Karine

de Almeida, gerente de Análise de Licenciamentos Especiais da PBH e integrante da Comissão Preparatória da Conferência, as inscrições poderão ser realizadas por representantes de entidades que atuam na área de desenvolvimento urbano, conforme orientações normativas do Ministério das Cidades e do regimento da etapa municipal. “O representante indicado pela entidade irá debater e sugerir propostas dos quatro eixos temáticos: participação e controle social no Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano, Fundo Nacional de Desenvolvimento Urbano, instrumentos e políticas de integração intersetorial e territorial, e políticas de incentivo à implantação de instrumentos de promoção da função social da propriedade”, explicou.

Umei Timbiras realiza passeata para alertar população sobre a dengue as pessoas sobre os cuidados que devem ser tomados em relação ao mosquito Aedes Aegypti. Durante a passeata os alunos utilizaram faixas, máscaras com a “cara” do mosquito, placas com imagens dos recipientes que podem acumular água e adereços feitos de papel para fazer referência a uma

picada do mosquito. Todo o material foi produzido pelos estudantes. As crianças também cantaram rimas de combate à dengue, produzidas por elas para um livro. O aluno João Miguel, de 5 anos, afirma que aprendeu muito sobre a doença e deu algumas dicas. “Não podemos deixar água

Fotos: Gercom Centro-Sul

A Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Timbiras, localizada na região Centro-Sul, está realizando várias ações de conscientização em prol do combate à dengue. Na última semana, uma passeata foi promovida com crianças de 3 a 5 anos pelas ruas do Centro com o objetivo de alertar

Poder Executivo

parada e temos que colocar areia no pratinho das plantas”, disse. Os professores ressaltaram a importância de os estudantes repassarem tudo o que aprenderam para os seus familiares. A professora Genesi de Almeida explicou que os alunos receberam orientações sobre como identificar o mosquito transmissor da dengue, quais são os locais que favorecem a sua proliferação e os males que uma picada dele pode causar. Para a vice-diretora da Umei, Maria Olímpia Nascimento, é mais difícil conscientizar os adultos. Segundo ela, as crianças aprendem com mais facilidade. “Vimos a importância de orientar as crian-

ças, uma vez que elas podem sensibilizar os adultos. Elas serão portadoras das boas ações em suas casas e comunidades. Também é uma questão de comprometimento e responsabilidade social assumido pela educação”, ressaltou. Ainda segundo a vice-diretora, os resultados dessas ações de combate à dengue já foram percebidas por pais e professores. “Quando levamos os alunos para o pátio eles apontam os lugares que poderiam ter focos do mosquito ou água parada”, disse. Ela contou que até as mães falam sobre as ações dos filhos em casa. “Isso é bom, pois promove uma discussão sobre a dengue na casa de cada um deles”, comentou.

Passeata reuniu crianças de 3 a 5 anos, que confeccionaram todo o material usado

PUC Minas abre inscrições para cursos gratuitos de informática  

Estão abertas até sexta, dia 3, as inscrições para os cursos gratuitos de informática dos projetos de extensão Cidadão em Rede e BarreiroDigital.br, desenvolvidos pelo curso de Sistemas de Informação da PUC Minas no Barreiro. O Cidadão em Rede é direcionado a jovens a partir

dom 4302.indd 28

de 16 anos e oferece cursos de Informática Básica, Intermediária e Multimídia (edição de fotos e vídeos). O projeto visa inserir jovens capacitados no mercado de trabalho e combater a desigualdade social por meio da inclusão digital. Já o projeto BarreiroDigital.br oferece curso de Informática Básica para

pessoas com mais de 40 anos. O objetivo é possibilitar aos adultos um maior conhecimento sobre informática, promovendo a inclusão no meio digital. Para se inscrever, os interessados devem comparecer à Coordenação de Extensão da PUC Minas no Barreiro (avenida Afonso Vaz de

Melo, 1.200, prédio 5, sala 108, Barreiro de Baixo), das 9h às 17h, e levar documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF e comprovante de endereço. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (31) 33289521 ou pelo e-mail extensaobar@ pucminas.br.

30/04/2013 18:33:17


DOM - 01/05/2013